Três anos depois do golpe de Estado, Janaína Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousef, confessa que o motivo das “pedaladas fiscais”, usado pra derrubar a presidente, foi uma farsa. “Alguém acha que Dilma caiu por um problema contábil?”, escreveu a advogada num tweet na manhã deste sábado (14).

Janaina Paschoal
@JanainaDoBrasil
O jornalista Fábio Pannunzio entrou logo em seguida e questionou a deputada:
  1. Fim da conversa
  2. Nova conversa
  3. Fim da conversa
  4. Nova conversa
    1. 1 resposta a mais
  5. Nova conversa
  6. Fim da conversa
  7. Nova conversa
  8. Fim da conversa
  9. Nova conversa
    1. 1 resposta a mais
  10. Nova conversa
    1. 1 resposta a mais
Em 2018, foram registrados 7.663 roubos e, no mesmo mês, em 2019, 6.645 ocorrências foram registradas
JC Online / MarcosMontinelly

Números divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco nesta sexta-feira (13) apontaram que houve uma redução dos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) no mês de agosto de 2019. Em 2018, foram registrados 7.663 roubos e, no mesmo mês, em 2019, 6.645 ocorrências foram registradas. Isso significa que houve redução de 13,28%.

De setembro de 2017 a agosto de 2019, houve 186.402 roubos, contra 227.424 registrados entre setembro de 2016 e agosto de 2018. Percentualmente, o declínio foi de 18%.

A redução dos crimes no mês de agosto em Pernambuco é a 24ª consecutiva.

Recuperação de celulares

De janeiro a agosto, foram 5.910 aparelhos recuperados, um aumento de 91% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando 3.091 celulares foram reavidos pelo trabalho policial.

Roubos de veículos

Em agosto de 2019, foram registradas 1.127 ocorrências. No mesmo mês em 2018, as ocorrências chegaram a 1.175. Em relação aos oito meses do ano passado, foram 10.985 contra 8.854 neste ano.

Roubos de cargas

Os roubos de carga tiveram queda de 39% no mês de agosto, saindo de 59 queixas desse tipo de crime, em agosto de 2018, para 36 no mês passado. Nos oito primeiros meses do ano, comparando-se com esse período em 2018, a retração chega a 18%. Foram 341 queixas referentes a essa modalidade criminosa, 74 a menos do que no ano passado.

Investidas a coletivos

Foram registradas 570 queixas de janeiro a agosto de 2019. Em 2018, o número chegou a 637.

Crimes contra instituições financeiras

Em agosto de 2019, foi registrada uma investida contra carro-forte. No mesmo mês em 2018, foram registradas duas ocorrências. No acumulado dos oito primeiros meses do ano, a redução desse tipo de crime chegou a 63%, ao sair de 49 para 18 ocorrências dessa modalidade criminosa.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou nesta sexta-feira (13), o acordo de delação premiada do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, que serviu as “convicções” sem provas que condenou e prendeu o ex-presidente Lula no caso do apartamento do Guarujá.

Com isso, a defesa já apresentou pedido de alteração do regime de prisão, migrando do fechado para domiciliar, como prevê o acordo de delação.

O depoimento de Léo Pinheiro foi o argumento usado pelos procuradores da Lava Jato de Curitiba e pelo então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça de Bolsonaro, para justificar a condenação e prisão do ex-presidente Lula.

O empreiteiro comentou a negociar a delação em março de 2016, após ter sido preso. Segundo revelações trazidas pelas mensagens vazadas pelo The Intercept, Leo Pinheiro foi pressionado para mudar a posição que já havia sustentado no processo e fabricar uma versão incriminatória contra Lula e, assim, reduzir a sua pena o que se reafirma com a sua possível mudança para o regime domiciliar.

Antes de ser preso, Léo Pinheiro negou ter dado qualquer tipo de vantagem a Lula. Depois, mudou a versão e disse que João Vaccari teria pedido o triplex em nome de Lula.

A defesa de Lula enfatiza que a versão de Pinheiro é incompatível com o depoimento prestado por 73 testemunhas — que responderam perguntas da acusação e da defesa sob o compromisso da verdade e deixaram claro que Lula jamais solicitou ou recebeu a posse ou a propriedade do triplex.

Além dos testemunhos, documentos mostram que 100% dos direitos econômicos e financeiros do apartamento já haviam sido transferidos pela OAS em favor de um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Sendo assim, como o apartamento poderia ser de Lula se ele jamais recebeu a escritura do imóvel.

Na delação homologada por Fachim foram retirados trechos que citavam presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ex-prefeito de Marília (SP) José Ticiano Dias Toffoli, irmão do presidente do Supremo Tribunal Federal.

Desde que assumiu a gestão, o Prefeito José Patriota vem dando prioridade à compra de produtos oriundos da agricultura familiar afogadense. Programas como o de aquisição de alimentos e o de alimentação escolar, tem sido rigorosamente fiscalizados e acompanhados para evitar os atravessadores, e assim garantir que o dinheiro da Prefeitura seja destinado à compra de produtos de quem realmente é agricultor familiar.
E a Prefeitura promoveu esta semana um intercâmbio entre os agricultores familiares dos dois programas, na comunidade de Carnaibinha, com o objetivo de fomentar a troca de experiências e saberes, e diversificar a produção dos agricultores. A visita foi à propriedade do agricultor familiar Divino Nunes de Andrade e contou com a participação de mais de 40 agricultores, oriundos das comunidades de Lajedo, São João Novo, Poços, Pintada, Umburanas, Carnaúba dos Santos, Monte Alegre de Jatobá, Poço da Volta, Vaca Morta, Santiago, Quixaba dos Liberais, Corisco, Pajeú Mirim, e Poço de Pedra.
Os agricultores puderam conhecer práticas alternativas na produção de hortaliças e milho, o sistema irrigação por gotejamento implantado através dos kits de irrigação doados pela Prefeitura e pelo Governo do Estado, além da produção modelo de mudas em viveiro.
“Quero destacar aqui o compromisso da nossa gestão com o fortalecimento da agricultura familiar. Uma das primeiras determinações quando assumimos foi a de eliminar a figura do atravessador que tanto atrapalhava os nossos agricultores. Agora, com fiscalização permanente e acompanhamento e orientação técnica, só os verdadeiros e legítimos agricultores familiares é que podem vender alimentos à Prefeitura,” avaliou o Vice-prefeito Alessandro Palmeira.
Também participaram do intercâmbio os Secretários de agricultura, Ademar Oliveira, de assistência social, Joana Darc, a coordenadora de políticas para mulheres, Risolene Lima, e o coordenador do PAA, Gilmar Aguiar.
ASCOM

Ascom

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira se reuniu em sessão solene na manhã desta sexta para inaugurar seu novo Anexo Administrativo. Ao todo, seis novos espaços foram entregues à população, dois banheiros, salas de ouvidoria, controle interno, comissões, sala de som, almoxarifado e tesouraria.

O Prefeito José Patriota em sua fala destacou a importância do Poder Legislativo. “Daqui saem as grandes decisões para o município, são muitas as vezes que dialogamos com os vereadores sobre os projetos de lei que estão em pauta na casa”, destacou.

O ex-vereador Heleno Mariano destacou a participação política histórica dos vereadores em pleitos majoritários. “Desta casa já saíram prefeitos e vice prefeitos, além do meu irmão Antônio Mariano que foi Deputado por quatro mandatos”. Augusto Martins e Raimundo Lima elogiaram o trabalho do Presidente Igor Mariano e as novas instalações da Casa.” Os servidores desta casa hoje tem condições de desempenhar seu trabalho de forma muito mais digna graças a está reforma”.

Homenagens – O novo anexo administrativo carrega o nome do ex- vereador Luiz Alves dos Santos in memoria, que esteve representado por sua esposa Dona Lucinda. A sala das comissões carrega o nome do ex-presidente da Casa, Luiz Odon, o arquivo tem o nome de José Nazário, que esteve na sessão ao lado do seu filho Franklin Nazário. A tesouraria leva o nome de Damião Alves dos Santos, Seu Bião.

A Ouvidoria terá o nome de Gastão Cerquinha, que apesar da idade avançada compareceu à solenidade, por fim, o nome do Controle Interno será de Erickson Torres, ex-presidente da Casa. Todos os nomes foram escolhidos pelos servidores efetivos do Poder Legislativo. Foi inaugurado também uma galeria que mostra a composição histórica da Câmara desde 1960 até os dias atuais. Lá estão nomes como Antônio Mariano, Waldecyr Xavier de Menezes, Inocêncio Nobelino, Reginaldo Remígio, entre tantos outros.

O Presidente do Poder, Igor Mariano, destacou ações da sua gestão e se comprometeu mais a vez em realizar o concurso público na casa legislativa. Lembrou ainda que assumiu dois compromissos com o povo quando foi eleito, a reforma da lei orgânica e do regimento interno da casa, ambos estão em discussão e devem ser aprovados em breve. O que significará um avanço legal enorme ao município. Agradeceu ainda aos parceiros e servidores do poder legislativo pelo empenho para a entrega da obra.

Justificativa – O vereador Daniel Valadares justificou a sua ausência da sessão por ser encontrar na capital pernambucana em compromissos políticos.

Ajudante de pedreiro – foto de reprodução- blogmarcosmontinelly

O fato aconteceu  no Bairro  São Brás, em Afogados da Ingazeira nesta última sexta feira (13), setembro,  afim de averiguar uma denúncia de esfaqueamento.

Ao chegar no local a PM constatou que a vítima já havia sido socorrida por populares para Hospital Regional Emília Câmara, onde deu entrada naquela unidade já sem vida, com uma perfuração no lado direito do pescoço.

Segundo testemunhas no local do ocorrido as quais relataram que a vítima com as iniciais MJS, 22 anos, ajudante de pedreiro, e o acusado CAFV, 41 anos, estavam ingerindo bebida alcoólica no interior da residência do acusado. Após uma suposta discussão,  a vítima saiu correndo com a mão na altura do pescoço pedindo socorro, chegando a cair próximo à sua residência.

O acusado está foragido. Os nomes completos ainda não foram divulgados pela PM em seu boletim diário. Foi o sexto homicídio do ano registrado em Afogados da Ingazeira.

Blog (87) 9 9680-8985

A oposição ultrapassou a barreira das 171 assinaturas e protocolou o pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a conduta do ex-juiz Sérgio Moro e dos procuradores que integram a força-tarefa da Lava-Jato, no contexto dos diálogos revelados pelo site The Intercept.

Passada a fase de conferência das assinaturas, caberá ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pedir aos partidos que indiquem os membros da CPI e, posteriormente, promover a sua instalação.

O grupo de congressistas mais simpático ao hoje ministro da Justiça, Sergio Moro, vai tentar protelar ao máximo a instalação e tentar garantir que seja feita, ao mesmo tempo, uma outra CPI, esta para investigar a forma como os diálogos publicados pelo The Intercept foram obtidos.

São as duas faces de um assunto que promete gerar mais tensão no Parlamento, com um grupo defendendo e outro procurando desgastar a imagem do ex-juiz.

 Denise Rothenburg

WhatsApp: 87 9 9943-4466

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o líder do seu governo no Senado, o pernambucano Fernando Bezerra Coelho foi aos poucos conquistando a confiança do presidente e de seus ministros, mesmo sem tradicionalmente ser um bolsonarista.

A opção de Bolsonaro por Fernando fez dele um senador ainda mais relevante em Brasília, e hoje nada passa pelo país se não tiver a digital do pernambucano, que é procurado diariamente por lideranças empresariais e políticas de todo o país.

Com a experiência de quem já foi deputado, prefeito, secretário, ministro e senador, Fernando afinou o tom político que o governo Bolsonaro precisava no Senado, o que ajudou a todas as matérias extremamente relevantes para o governo serem aprovadas sem maiores problemas. Isso é possível porque Fernando é um artífice do diálogo.

O seu desempenho em Brasília traz consequências para Pernambuco, onde todos os políticos do estado o reconhecem como o principal antagonista do PSB no estado, isso fará com que ele seja um importante ator nas eleições de 2020, onde terá a missão de cadenciar o jogo da oposição em Pernambuco alinhada com o presidente da República.

A Ordem dos Advogados do Brasil denuncia nas Nações Unidas o que qualifica de “retrocesso político” brasileiro. Um documento criticando o governo de Jair Bolsonaro será entregue na Comissão de Direitos Humanos da ONU por representantes da OAB nesta quarta-feira (11).

A Ordem dos Advogados do Brasil decidiu utilizar seu espaço de foro consultivo na Comissão de Direitos Humanos da ONU para chamar a atenção para a situação atual brasileira. A entidade vai entregar ao relator da Comissão de Direitos Humanos um documento sintetizando “desvios antidemocráticos” sob forma de denúncia para conhecimento da comunidade internacional.
Segundo Hélio Leitão, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, encarregado de entregar o documento, o Brasil assiste a uma espécie de “revisionismo ou negacionismo histórico”.

Nessa terça-feira (10), foi organizado um encontro paralelo, aberto aos outros países e à imprensa internacional para divulgar a iniciativa. Esse evento, embora já programado, coincide com o recente ataque de Jair Bolsonaro à Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, no qual o presidente brasileiro também evocou o ditador chileno Augusto Pinochet. O episódio provocou reações em vários países. No Brasil, a OAB e o Instituto Vladimir Herzog alegaram que os comentários de Bolsonaro eram uma apologia à ditadura chilena.

O documento entregue em Genebra não é um pedido de processo, e sim uma denúncia que será acrescentada às irregularidades já mencionadas pela Alta comissária no seu relatório sobre a situação brasileira. Como o Brasil é candidato à reeleição como membro da direção da Comissão de Direitos Humanos, a iniciativa pode isolar o país, reforçando o número de nações contrárias à sua escolha.

Mudança de posição brasileira na ONU

Desde a chegada de Bolsonaro ao poder, o Brasil vem registrando uma mudança de posição na ONU. O país deixou de apoiar a igualdade entre os sexos, rejeita textos que referem aos homossexuais, transexuais ou bissexuais, e adotou uma postura conservadora sintetizada na promoção da família.

Brasília, que antes de Bolsonaro votava sempre com os países democráticos europeus na ONU, apoiou indiretamente o governo de extrema-direita das Filipinas, deixando de votar no pedido de abertura de investigações sobre execuções extrajudiciais pelo governo filipino.

O Brasil também apoiou ao governo militar egípcio e o Iraque num pedido de exclusão de um texto da ONU sobre o direito à saúde sexual e reprodutiva das mulheres. Nessa mesma linha, as autoridades brasileiras apoiaram ainda a proposta paquistanesa de se retirar a menção relativa à educação sexual numa resolução da ONU.

O relator da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, João Pedro Gebran Neto, já concluiu seu voto sobre o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros réus na ação do Sítio de Atibaia. 

Gebran enviou o processo para o revisor da oitava turma do TRF4 – que analisa as sentença da Lava-Jato de Curitiba — para o gabinete do desembargador revisor Leandro Paulsen, que marcará o julgamento do ex-presidente e dos outros réus.

Com a movimentação, o petista fica mais próximo de um novo julgamento em segunda instância.

Atualmente, ele cumpre pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias no caso triplex, imposta pelo Superior Tribunal de Justiça.

O petista foi condenado em 1.ª instância pela juíza Gabriela Hardt, em fevereiro, a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro nas obras feitas pela Odebrecht e pela OAS na propriedade rural.

Contra a decisão, Lula apelou, e pediu absolvição. A Lava Jato também recorreu. Em parecer sobre os apelos, a Procuradoria da República da 4ª Região, que atua na segunda instância, concluiu que a pena do ex-presidente deve ser aumentada.

Em sentença, Hardt considerou que o valor de R$ 1 milhão empregado por OAS, e Odebrecht no Sítio Santa Bárbara foram propinas em benefício do ex-presidente. Ela ressalta que a denúncia oferecida pela Operação Lava Jato narra “reforma e decoração de instalações e benfeitorias” que teriam sido realizadas em benefício de Luiz Inácio Lula da Silva e família.

 Corpo de Bombeiros retirou na madrugada desta sexta-feira (13) dez corpos do interior do Hospital Badim, no Maracanã, Zona Norte do Rio, atingido por um grande incêndio na tarde de quinta (12). Segundo a Defesa Civil Estadual, vai a 11 o número de mortos no local, incluindo a primeira vítima fatal, cujo corpo foi retirado no início da noite.

O número de mortos, no entanto, pode não ser definitivo. Bombeiros seguem vasculhando o local à procura de desaparecidos – pacientes ou funcionários da unidade.

Nenhuma vítima foi identificada ainda. Familiares de pacientes passaram a noite no local.

A varredura dos bombeiros começou por volta das 21h45, cerca de uma hora após o fogo ter sido considerado debelado, e seguiu pela madrugada.

Os corpos foram retirados em sacos e levados ao Instituto Médico-Legal (IML). Familiares serão recebidos no local para identificarem as vítimas na manhã desta sexta.

Anteriormente, 14 pessoas haviam sido removidas do prédio, transportadas por 10 ambulâncias da rede municipal de Saúde para unidades particulares. Mas muitos pacientes, entre eles vários idosos, seguiam sendo transferidos para outros pontos de saúde públicas e particulares. Um prédio anexo ao hospital, inaugurado em 2018, também foi usado para atendimento.

Ao todo, 103 pessoas estavam internadas na unidade no momento do incêndio. O número de funcionários do hospital não foi informado. Enfermeiros, médicos, bombeiros e moradores da região ajudaram a acomodar pacientes em colchões nas calçadas e em uma creche vizinha.

 Pacientes são removidos após incêndio que atinge o Hospital Badim — Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Pacientes são removidos após incêndio que atinge o Hospital Badim — Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

O fogo começou por volta das 18h30 em um dos prédios do complexo – o mais antigo, aberto em 2000. Funcionários montaram uma espécie de hospital na Rua São Francisco Xavier, com os colchonetes e lençóis que foram jogados pelas escadas para improvisar o atendimento.

De acordo com a direção do hospital, a principal suspeita é que tenha havido um curto-circuito no gerador do prédio 1, espalhando fumaça para todos os andares do prédio antigo.

No final da noite desta quinta, a direção do Hospital Badim emitiu uma nota:

A Direção do Hospital Badim vem a público expressar seu profundo pesar em relação ao incêndio ocorrido na noite desta quinta-feira.

Informamos que 103 pacientes estavam internados no hospital no momento do episódio.

Imediatamente, a brigada de incêndio iniciou a evacuação do prédio, mesmo antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

Desde o primeiro momento a prioridade total foi socorrer os pacientes e funcionários e salvar vidas. Mais de 100 médicos foram mobilizados para dar assistência aos pacientes que estavam sendo socorridos.

Face a esse fato trágico, a solidariedade dos hospitais privados e das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde está garantindo que os pacientes sejam transferidos.

Para transmitir informações seguras, a Direção se manifestará novamente à medida em que o Corpo de Bombeiros terminar o seu trabalho e liberar o acesso ao prédio.

O trabalho dos bombeiros continua e nos mantemos solidários às famílias, pacientes e funcionários envolvidos.

A Direção

Mais tarde, durante esta madrugada, a direção emitiu outra nota:

A direção do Hospital Badim informa que logo após o início da remoção dos pacientes pelo Corpo de Bombeiros o comitê de apoio foi acionado para começar uma busca ativa pelos pacientes que foram transferidos para unidades de saúde do Rio de Janeiro. Está sendo disponibilizado o número de Whatsapp 97101-3961 e o e-mail suportefamiliares@badim.com.br para que os familiares dos pacientes envolvidos no episódio entrem em contato para receber informações sobre sua localização.

Além disso, o hospital enviou funcionários para os principais hospitais do Rio de Janeiro a fim de monitorar a chegada de pacientes transferidos.

Mais uma vez a direção do Hospital Badim externa sua imensa tristeza diante do ocorrido.

Uma última nota foi divulgada no fim desta madrugada:

A direção do Hospital Badim continua acompanhando o trabalho do Corpo de Bombeiros. Os familiares dos pacientes e funcionários envolvidos no episódio receberam atendimento pelo comitê de apoio do hospital, inclusive de uma assistente social.

Todas as providências estão sendo tomadas para acolher as famílias. Informamos que a direção do hospital irá se pronunciar após a inspeção do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, que deve acontecer ainda na manhã desta sexta feira (13/9).

‘No mundo surgem vozes contrárias ao regime de leis, ao respeito aos direitos fundamentais e ao meio ambiente sadio também para as futuras gerações’, alertou a procuradora

A procuradora-geral da República (PGR), Rachel Dodge, participou nesta quinta-feira (12) de sua última sessão como titular do cargo. Em discurso, a procuradora adotou um tom duro, defendendo a autonomia do Ministério Público e alertando aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para as ameaças que a democracia no Brasil tem sofrido e cobrando deles a responsabilidade de defender a Constituição e as minorias.

“Permitam-me fazer um alerta para que permaneçam atentos a todos os sinais de pressão sobre a democracia liberal,

Vez que no Brasil e no mundo surgem vozes contrárias ao regime de leis, ao respeito aos direitos fundamentais e ao meio ambiente sadio também para as futuras gerações”, disse a atual PGR, que deixa o cargo na próxima semana.

Dodge declarou que “se o esforço do século XX foi o de erguer a democracia liberal brasileira, o esforço do século XXI é impedir que ela morra”, em discurso proferido dias depois de comentário do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho “02” do presidente, de que não se terá transformações rápidas por vias democráticas.

Protejam a democracia brasileira, tão arduamente erguida em caminhos de avanços e retrocessos, mas sempre sob o norte de que a democracia é o melhor modelo para construir uma sociedade de mais elevado desenvolvimento humano”, disse aos ministros do STF.

Ela ainda defendeu a autonomia do Ministério Público e disse que ele tem uma “grave responsabilidade” de “acionar o sistema de freios e contrapesos, para manter leis válidas perante a constituição, pare proteger o direito e segurança a todos, para defender minorias, trazendo casos a esta corte, porque o Supremo precisa ser acionado para que possa decidir”

O substituto de Dodge no comando da PGR deve ser o subprocurador-geral Augusto Aras, indicado por Jair Bolsonaro após um longo mistério feito pelo presidente. Aras não estava na lista tríplice elaborada pela Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) e foi indicado por um aliado de Bolsonaro investigado por corrupção. Ele é o primeiro nome, desde 2003, a ser escolhido fora da lista da ANPR e ainda tem que passar pela chancela do Senado Federal.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, participou hoje (12) de transmissão ao vivo, no Facebook, para esclarecer dúvidas sobre o Saque Imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Caixa inicia amanhã (13) o pagamento dos recursos. O banco fará o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário de mês de nascimento.

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque serão os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, recebem os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

blogmarcosmontinelly- foto reprodução

As informações preliminares que chega nossa redação via whatsApp, que o jovem Moisés Leges, 22 anos, teria  se enforcado, nesta quinta (12), de setembro, em São Paulo, foi mais uma vítima da doença do século à depressão, que já atinge mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil um total de 11,5 milhões de casos confirmados com depressão.

Há uma série de hormônios que, quando bem alterados, podem desencadear a tristeza sem fim. É o caso da corticotrofina, do cortisol, do estrogênio, da progesterona e do T4. Alguns dificultam a comunicação cerebral. Outros interferem na ação da serotonina, neurotransmissor relacionado à sensação de bem-estar

 

Sintomas de depressão

Agora que você respondeu ao teste de depressão, confira dois pontos muito importantes do transtorno e que devem ser levados em consideração.

A. SEVERIDADE

Os sintomas da depressão são severos o suficiente para dominar sua vida e interferir profundamente em sua rotina diária. É como se você estivesse atolado em um mar de areia movediça e, não importa quanta força faça, apenas não consegue sair dali.

B. DURAÇÃO

Além da severidade, a tristeza com certeza faz parte da lista de sintomas de depressão. Porém, quando é “só” tristeza, o sentimento acaba passando em alguns dias e a vida volta a ser como era antes – o que não acontece em uma caso de depressão, quando a pessoa fica triste o tempo todo e por mais de duas semanas. Além disso, ao contrário do que muitos pensam, os sintomas de depressão vão muito além da tristeza.

A seguir, vamos apresentar 11 sintomas  mais comuns do transtorno. Mas, antes de falar mais sobre cada um deles, vale um alerta: é possível que uma pessoa deprimida não tenha os 11 sintomas de uma só vez, e a intensidade de cada um deles pode variar. O importante é verificar se vários desses sintomas estão presentes por mais de duas semanas. Nesse caso, talvez seja hora de procurar ajuda médica especializada.

Vamos aos sintomas:

11. Baixo astral generalizado

Quando o baixo astral domina todos os seus momentos, talvez seja hora de ficar em estado de alerta. Perda de interesse na vida, incapacidade de sentir ou expressar felicidade ou outras emoções também fazem parte do pacote. Como dissemos, é normal se sentir assim quando alguma coisa que não gostaríamos acontece com a gente. Como ser demitido, ou terminar um relacionamento, por exemplo.

Mas, o normal é que essa melancolia seja passageira. Quando ela insiste em ficar e anula todas as possibilidades de sorrir e sentir qualquer tipo de alegria, ela não se torna apenas um sintoma, mas também uma das evidências mais fortes de que se trata de um quadro real de depressão.

Se você está em dúvida sobre estar ou não nessa situação, pergunte a você mesmo: “quando foi a última vez que eu fiquei feliz?”.

10. Sentimento constante de desesperança, inutilidade ou desamparo

Quando uma pessoa está com depressão, ela não consegue deixar de sentir que está tudo errado e a culpa de todos os problemas do mundo é dela. A pessoa parece incapaz de ver qualquer lado positivo ou luz no fim do túnel. Assim, ela começa a se fixar em erros do passado, ficando horas, dias e semanas remoendo um sentimento de culpa infinito. Falas como “eu não tenho escolha”, “eu não posso fazer nada”, “ninguém se importa” são comuns de se ouvir de alguém que se encontra nessa situação.

9. Choro frequente

Quando o choro é frequente e aparentemente não tem uma causa que o justifique, isto é, vem “do nada”, ele pode entrar para a lista de sintomas de depressão.

Porém, é importante ressaltar que nem toda pessoa deprimida chora. Na verdade, algumas nunca choram. Segundo um estudo feito na Universidade de São Francisco (Estados Unidos) em 2001, a quantidade de choro não está diretamente relacionada à gravidade da depressão. Contudo, pode ser a ponta do iceberg.

8. Inquietação e agitação constante

Pessoas com depressão podem se sentir incapazes de relaxar. Podem ter também um sentimento constante de irritação e raiva de tudo e de todos.

7. Cansaço exagerado e perda de energia

Normalmente, quando uma pessoa está com depressão e não mostra a agitação de que falamos no item anterior, ela tende a ficar mais quieta. Além disso, é comum que ela se queixe constantemente de cansaço e falta de energia para tudo. Com isso, vem uma onda implacável de improdutividade, que atinge desde o trabalho até as atividades mais rotineiras. Esse sintoma pode ser tão forte a ponto de a pessoa não conseguir mais nem sair da cama.

6. Perda de interesse em atividades e hobbies que gostava

Esse é um dos sintomas de depressão mais reveladores da doença. A pessoa não tem mais vontade alguma de fazer coisas que antes adorava, como por exemplo, passear com os cachorros, se exercitar, sair com amigos. E, assim, a pessoa depressiva vai lentamente se isolando do mundo, recusando convites e qualquer outro motivo para sair de casa.

5. Dificuldade de concentração

Esquecer compromissos e recados, cometer erros bobos, não se lembrar de nomes e evitar fazer planos ou adiar decisões. A pessoa considerada “deprimida” é vítima constante de “pensamentos confusos”.

E atenção: essas falhas mentais associadas à depressão podem se parecer muito com “demência”. E, de fato, as pessoas com esta condição são propensas à depressão, e vice-versa.

4. Dormir demais ou problemas de sono

Falta de sono, ou sono em excesso, e a depressão estão intimamente relacionados. Em algumas pessoas, a depressão se manifesta com insônia, enquanto em outros acontece exatamente o contrário. Nesses casos, tudo o que a pessoa quer é dormir.

De um jeito ou de outro, a pessoa nunca se sente descasada o suficiente. Importante saber: a depressão é uma das principais causas de problemas de sono, porque ela interfere nos ritmos biológicos naturais.

3. Falta de apetite ou comer compulsivamente

Esse é mais um caso em que o sintoma tende a aparecer como um extremo ou outro: a pessoa depressiva pode perder totalmente o interesse na comida ou começar a comer descontroladamente.

Por isso é relativamente fácil detectar um comportamento anormal. Principalmente porque nesse caso, um pouco mais que nos outros, os resultados desse comportamento é geralmente visível.

2. Pensamentos suicidas

A depressão é uma das condições mais comumente associadas ao suicídio. Ele começa com o que parece ser uma solução lógica para toda a dor e sofrimento que uma pessoa depressiva sente. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, 90% das pessoas que cometem suicídio tem um quadro clínico de depressão, estão sob efeito de drogas ou ambos.

Quem tem esse tipo de pensamento geralmente fala coisas como “eu queria morrer”, “eu quero acabar com tudo” e por aí vai. O perigo é que muitas pessoas podem pensar que essas são palavras ditas “da boca pra fora”, mas a verdade é que elas realmente sentem essa vontade de colocar um ponto final na vida. E esse, mais do que todos os sintomas, é um indicador de que a ajuda profissional não só é necessária, como é urgente.

1. Dores persistentes, dores de cabeça, cólicas ou problemas digestivos que não melhoram com tratamento

A depressão é estressante. Os efeitos físicos do estresse crônico, somado à falta de cuidados com si mesmo, provocam uma série de problemas de saúde, como os que enumeramos acima.

Obviamente, alguns destes sinais físicos podem ser pistas para problemas de saúde não relacionados à depressão. Portanto, é importante perceber se isso está acontecendo junto com outro(s) sintoma(s) que listamos neste artigo.

Dica: Mesmo após realizar o teste de depressão, leve a pessoa ao médico sob o pretexto de avaliar sintomas crônicos do transtorno. Isso permite que você tenha uma chance de fazer um relatório completo de outros sintomas preocupantes que podem levar ao diagnóstico de uma depressão. Isso porque, algumas pessoas com depressão costumam negar essa condição e todos os possíveis sintomas relacionados a ela. Além disso, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental, até os casos mais severos de depressão costumam responder muito bem ao tratamento adequado.

Se depois de fazer o teste de depressão, você continuar acreditando que trata-se do transtorno, não hesite em procurar ajuda. Um especialista da área de saúde poderá confirmar o diagnóstico e te encaminhar para o tratamento.

O Governo do Estado publicou, nesta quarta-feira (11), uma retificação no edital do concurso para a Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac). Uma das correções está no item 11.8 do edital e trata da prova física dos candidatos.

De acordo com a retificação, na publicação anterior, por falha de digitação, não foi inserida a distância a ser percorrida na corrida de fundo dos candidatos do sexo feminino. O percurso correto é de 1.500 metros em 15 minutos e o concorrente terá apenas uma chance para percorrer o trajeto.

Confira as mudanças a partir da página 8

Também foi justificado o prazo menor que 90 dias previsto na Lei, entre a publicação do edital de abertura e a realização da prova objetiva.

As inscrições para o concurso da Fundac seguem até o dia 7 de outubro através do site da empresa organizadora do concurso. O valor da inscrição será de R$ 56,00.

Acesse este link para fazer sua inscrição

As vagas são para os municípios de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Santa Rita, Mamanguape, Rio Tinto, Sapé, Itabaiana, Guarabira, Lagoa Seca, Campina Grande, Alagoa Grande, Bananeiras, Monteiro, Sousa, Santa Luzia, Patos, Piancó, Itaporanga, Conceição, Uiraúna e Cajazeiras.

A realização da Prova Objetiva está marcada para o dia 27 de outubro.

Governo Bolsonaro acaba com subsídios do Minha Casa Minha Vida 

governo bolsonaro acaba com subsídios do Minha Casa Minha Vida

O governo de Jair Bolsonaro acabou com o subsídio destinado ao programa Minha Casa Minha Vida nas faixas 1,5 e 2. As duas faixas são voltadas a famílias com renda de até R$ 4.000. A partir de agora, o FGTS passa a ser responsável por todo o pagamento.

O governo de Jair Bolsonaro acabou com o subsídio destinado ao programa Minha Casa Minha Vida nas faixas 1,5 e 2. As duas faixas são voltadas a famílias com renda de até R$ 4.000 e oferecem subsídio de até R$ 47.500.

Como informa reportagem da Folha de S. Paulo nesta terça-feira, 11, até esta semana, a União arcava com 10% da subvenção –os outros 90% ficavam com o FGTS. Entretanto, os R$ 450 milhões do Orçamento federal destinados a essa finalidade foram esgotados na última semana.

Pela portaria do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o FGTS passa a ser responsável por todo o pagamento. A regra é válida apenas até dezembro deste ano, mas os ministérios de Desenvolvimento Regional e da Economia, além da Caixa, estudam ampliar a nova regra para 2020.

De acordo com a pasta, em 2019, o governo liberou R$ 3,27 bilhões para o Minha Casa Minha Vida, sendo R$ 2,82 bilhões para a Faixa 1, valor que corresponde a 86,2% dos investimentos. Já as faixas 1,5 e 2 receberam R$ 450 milhões.

Servidor dos Correios quer dissídio coletivo

O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios em Pernambuco (Sintect-PE) deve ingressar nesta quinta-feira (12) no Tribunal Superior do Trabalho (TST) com dissídio coletivo de greve. De braços cruzados desde a noite da última terça-feira (10), a categoria quer retomar as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho.

Na semana passada, a direção dos Correios se retirou da mesa de negociação junto ao TST. Até que a situação seja resolvida, a promessa é que o movimento grevista perdure por tempo indeterminado. Em Pernambuco, a adesão dos trabalhadores é de cerca de 80% dos 3,4 mil servidores.

“Nós tentamos abrir de forma incansável conversas com a empresa para que ela pelo menos mantivesse o acordo coletivo do ano passado. No entanto, a mesma se retirou da mesa de negociações”, conta o secretário do Sintect-PE, Hallison Tenório. Segundo ele, a categoria estava disposta a negociar um acordo em que prevalecesse a manutenção dos seus direitos e que avançasse um diálogo sem prejuízo para nenhuma parte. “A nossa proposta era de reposição salarial pela inflação, de 3,49%, percentual que se estende aos benefícios, a exemplo do tíquete alimentação, além da manutenção dos nossos pais no plano de saúde”, revela o sindicalista.

inda de acordo com Tenório, a retirada dos Correios da mesa de negociação, que culminou com o movimento grevista deflagrado na última terça-feira, faz parte da estratégia dos Correios de promover o sucateamento da estatal para abrir caminho para que a população concorde com o processo de privatização anunciado no início do mês. “Desde 2011 que não é realizado concurso público nos Correios. Nesse meio tempo, muitos funcionários se aposentaram sem que houvesse reposição.

Atualmente, os Correios têm 200 mil funcionários, quando seria necessário no mínimo 400 mil para atender a população à altura do que ela merece”, revela.
Por meio de nota, os Correios alegaram que desde o início de julho participam da mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, sob mediação do TST, contabilizando dez encontros registrados em ata.

Segundo a estatal, durante as reuniões, a empresa apresentou sua real situação econômica e propostas para o acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões.

“As federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa”, diz documento. A estatal completa afirmando que o principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população. (Folha-PE)

O ex-juiz, que autorizou devassa na vida de filha de investigado da Lava Jato para tentar prendê-lo – LEIA as conversas vazadas-blogmarcosmontinelly

INTERCEPT arrasa MORO nesta quarta (11) ao revelar outro crime do ex-juiz, que autorizou devassa na vida de filha de investigado da Lava Jato para tentar prendê-lo – LEIA as conversas vazadas

A injustiça sendo revelada por The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald, mais uma vez provando os crimes da Lava Jato e do então Juiz de Curitiba Sergio Moro durante as ações que visavam perseguir pessoas chave para a manipulação política do cenário brasileiro – Com o título ‘INTERCEPTA ELA’ – Moro autorizou devassa na vida de filha de investigado da Lava Jato para tentar prendê-lo, a mídia que expõe a série de reportagens com as conversas (Vaza Jato) dos procuradores da Força-Tarefa via aplicativo Telegram amanhece este dia detonando Sergio Moro e Deltan Dallagnol. Leia a transcrição abaixo:

 

“Ministério Público Federal pediu duas vezes ao então juiz Sergio Moro operações contra a filha de um alvo da Lava Jato que vive em Portugal como forma de forçá-lo a se entregar. Apesar de ser titular de contas no exterior que receberam propinas, ela não era suspeita de planejar e executar crimes”.

O plano, revelado em mensagens de Telegram trocadas entre procuradores e entregues ao Intercept por uma fonte anônima, era criar um “elemento de pressão”, como disse o procurador Diogo Castor de Mattos, sobre o empresário luso-brasileiro Raul Schmidt. O MPF apelou a Moro mirando na filha do investigado: queria que o passaporte de Nathalie fosse cassado e que ela fosse proibida de sair do Brasil. O plano era forçá-lo a se entregar para evitar mais pressão sobre a filha.

Na primeira tentativa, Moro vetou a manobra dos procuradores. “Apesar dos argumentos do MPF, não há provas muito claras de que Nathalie Angerami Priante Schmidt Felippe tinha ciência de que os valores tinham origem ilícita e/ou eram fruto de atos de corrupção”, argumentou num despacho.

A tentativa frustrada dos procuradores de cassar o passaporte de Nathalie para pressionar o pai a se entregar ocorreu em fevereiro de 2018. A justiça portuguesa havia determinado o cumprimento da extradição de Schmidt para o Brasil no mês anterior, mas ele não foi encontrado onde morava, em Lisboa, pelas autoridades locais.

Em maio daquele ano, após novo fracasso em buscas por Schmidt em Portugal, a Lava Jato reapresentou seu pedido a Moro. Dessa vez, sem que houvesse qualquer suspeita adicional contra ela, o juiz mudou de ideia e deu sinal verde ao desejo da Lava Jato, que incluía uma varredura na casa, nas comunicações e nas contas de Nathalie.

No dia seguinte, os policiais cumpriram o mandado de busca e apreensão na casa da filha do investigado, no Rio de Janeiro. A defesa alegou que ela foi coagida pela Polícia Federal, na ocasião, a dizer onde o pai estava. O plano, no entanto, não teve tempo de ser testado. No mesmo dia, Raul Schmidt conseguiu extinguir seu processo de extradição em Portugal. A Lava Jato tenta até hoje trazê-lo ao Brasil.

 

Suspeito de operar o pagamento de propinas na Petrobras, o empresário Raul Schmidt é alvo da Lava Jato desde março de 2016.

Suspeito de operar o pagamento de propinas na Petrobras, o empresário Raul Schmidt é alvo da Lava Jato desde março de 2016. GIF: Reprodução/YouTube/SBT

“PENSAMOS EM FAZER UMA OPERAÇÃO NELA PARA TENTAR LOCALIZÁ-LO”

APONTADO COMO OPERADOR DE PROPINAS para ex-dirigentes da Petrobras, o empresário Raul Schmidt foi preso pela primeira vez em março de 2016, na 25ª fase da Lava Jato. Na primeira etapa internacional da operação, ele foi encontrado e detido em Lisboa, onde vivia. Dias depois, quando foi liberado para responder ao processo em prisão domiciliar, o Brasil já havia pedido sua extradição.

O requerimento foi aceito em dezembro de 2016, e o último recurso da defesa de Schmidt foi derrubado em 9 de janeiro de 2018, após o caso chegar ao Tribunal Constitucional de Portugal – equivalente ao STF brasileiro. Quinze dias depois, a justiça em Lisboa emitiu um mandado de detenção contra Raul, para que ele fosse entregue às autoridades brasileiras.

A notícia da ordem de prisão em Portugal foi dada pelo procurador Roberson Pozzobon no grupo de Telegram Filhos do Januario 2, que reunia apenas membros da força-tarefa da Lava Jato no Paraná. Mas Diogo Castor de Mattos, que estava à frente do caso, esfriou os ânimos da equipe 10 minutos mais tarde: “Msg do mp português: Olá Diogo, eu acho que ele fugiu. Ninguém o encontra”.

Mais de uma semana depois, Raul ainda estava desaparecido. Foi quando Castor de Mattos expôs aos colegas uma ideia para fazê-lo aparecer:

Diogo Castor de Mattos – 16:52:58 – prezados, gostaria de submeter à analise de todos a questão da operação na filha do raul schmidt.. basicamente, ela esta envolvida em algumas lavagens por ser beneficiária de uma offshore do pai.. pensamos em fazer uma operação nela para tentar localizá-lo.. oq acham?
Paulo Roberto Galvão – 16:56:11 – pegar o celular?
Castor de Mattos– 16:57:53 – eh
 Dallagnol – 17:05:13 – Nse fizer, ele some no mesmo dia…
Dallagnol – 17:05:21 – ele muda de lugar
Castor de Mattos– 17:10:47 – mas ela mandou renovar o passaporte e entoru com pedido de visto em portugal..
Castor de Mattos– 17:11:04 – se nao fizermos nada ela foge do país e nunca mais achamos
Dallagnol – 17:14:04 – mas o que ganha? -salvo se realmente achar que ela tá envolvida nos crimes, não haverá provas deles -quanto à loalização dele, pode até achar, mas terá poucas horas pra prendê-lo, ou menos de poucas horas, tendo de mobilizar polícia fora em país que não sabemso qual em território de fronteiras abertas UE
Castor de Mattos– 17:15:36 – na minha perspectiva, ela nao poder sair do país é um elemento de pressão em cima dele
Castor de Mattos– 17:15:57 – e ai estamos falando de imóveis adquiridos em nome dela no exterior de USD 2 milhoes
Athayde Ribeiro Costa – 17:25:22 – Intercepta ela. Se ela habilitar o cel e usar la, tem a erb
Castor de Mattos– 17:26:22 – mas o cara tá na europa

A sugestão de Castor acabou aceita. No dia seguinte, 2 de fevereiro, o MPF pediu a Moro que a filha de Raul Schmidt fosse proibida de deixar o Brasil. Não queria apenas a apreensão do passaporte, mas também outras medidas: busca e apreensão na casa de Nathalie, bloqueios em contas bancárias dela e da empresa dela, quebras de sigilo fiscal e do sigilo das mensagens de um número dela no WhatsApp.

O MPF justificou as medidas com evidências de que Nathalie era beneficiária de contas bancárias no exterior abastecidas com dinheiro pago a Raul Schmidt por multinacionais investigadas na Lava Jato. Parte desses valores, segundo o Ministério Público, foi usada na compra de um apartamento em Paris registrado no nome de uma empresa pertencente a Nathalie.

Na petição ao então juiz federal, os procuradores informaram que a filha de Schmidt havia pedido recentemente a renovação de seu passaporte brasileiro. E defenderam “a imprescindibilidade da aplicação da medida cautelar em face de Nathalie para assegurar a aplicação da lei penal brasileira, na medida em que, no exterior, a investigação e processamento de seus crimes estaria indubitavelmente prejudicada”.

Os argumentos da petição são bastante diferentes dos discutidos no Telegram. Ou seja, enquanto argumentava no processo que Nathalie não poderia sair do país para não prejudicar a investigação sobre os crimes que teria cometido, no Telegram os procuradores admitiam que a finalidade das medidas era pressionar Schmidt.

Um dia depois, em 3 de fevereiro, Raul foi encontrado e preso em Sardoal, a cerca de uma hora de carro de Lisboa. Os procuradores foram informados no mesmo dia e comemoraram a captura no grupo Filhos de Januario 2, mas não fizeram menção às medidas contra Nathalie, que haviam requisitado na véspera.

Moro só respondeu em 5 de fevereiro. No despacho em que tratou do assunto, o magistrado não viu “causa suficiente” para a ação mais drástica pedida pelo MPF contra Nathalie — proibi-la de deixar o país. O juiz escreveu que não havia comprovação suficiente de culpa e que o nome dela era inédito nas investigações até ali.

BRASÍLIA, DF, 07.09.2019 – O presidente Jair Bolsonaro ao lado dos ministros Sergio Moro (Justiça), general Heleno (GSI) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), usa a batuta do maestro pra reger a banda do BGP, após andar pela esplanada para cumprimentar o público presente ao desfile de Sete de Setembro, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

“Apesar dos argumentos do MPF, não há provas muito claras de que Nathalie Angerami Priante Schmidt tinha ciência de que os valores tinham origem ilícita e/ou eram fruto de atos de corrupção praticado por Raul Schmidt Felippe Junior”, escreveu Moro. E emendou: “O nome dela, ademais, só apareceu agora nas investigações, aparentando ser talvez prematuro de pronto impor-lhe medida de restrição de locomoção pessoal”.

Tendo negado a cassação do passaporte de Nathalie, Moro perguntou ao MPF se as demais medidas contra ela (bloqueios de contas e quebras de sigilo fiscal e de comunicações no WhatsApp) ainda eram necessárias, considerando que Raul já havia sido preso em Portugal dois dias antes.

Isso significa que o juiz, assim como o MPF, justificou a operação contra Nathalie pelo fato de Raul estar foragido. Uma vez que ele foi encontrado, a força-tarefa da Lava Jato não viu mais motivos para impor as restrições a ela.

Raul, no entanto, acabaria não sendo extraditado: ele  foi solto 12 dias após a prisão, para responder em liberdade ao julgamento do recurso.

O processo contra Nathalie ficou adormecido até que o MPF o utilizasse, mais de três meses depois, com o mesmo objetivo de capturar o pai. No dia 18 de maio de 2018, a justiça portuguesa determinou o cumprimento imediato da ordem de extradição. Quatro dias depois os procuradores pediram a Moro, com urgência, o cumprimento das medidas contra Nathalie, afirmando que Raul “se evadiu” ao ser procurado pelas autoridades.

Desta vez, Moro acatou o desejo dos procuradores, sem qualquer incremento nas provas contra ela. O MPF não fez nenhum adendo ao processo, apenas reapresentou o pedido que fizera em fevereiro.

Nathalie teve o passaporte retido e foi alvo de busca e apreensão em casa, no Rio de Janeiro, em 24 de maio. Nessa busca, segundo a defesa dela alegou quatro dias depois em pedido de habeas corpus ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, “três agentes da Polícia Federal portando metralhadora ingressaram na residência da paciente de forma truculenta, exigindo, aos berros, que ela revelasse o atual paradeiro do seu genitor, sob ameaça de ‘evitar dor de cabeça para seu filho’”, referindo-se à criança dela, um menino então com sete anos.

No entanto, o principal objetivo das medidas, que era aumentar as chances de prisão de Raul Schmidt em Portugal, esvaziou-se logo em seguida. No mesmo dia em que Nathalie foi visitada pela PF no Rio, um desembargador do Tribunal de Relação de Lisboa (primeira instância a que Schmidt recorria) determinou o cancelamento da extradição do empresário, que voltou a responder em liberdade. Assim, a segunda tentativa de usar a perseguição à filha para pressiona-lo fracassou.

A extradição de Raul foi arquivada pela justiça portuguesa em janeiro de 2019, e o Ministério Público do país recorre da sentença desde então. Nathalie foi denunciada pela Lava Jato por lavagem de dinheiro pela compra do imóvel em Paris no final de 2018, mas o caso corre, até hoje, sob sigilo.

QUESTIONADO A RESPEITO DO CASO PELO INTERCEPT, o Ministério Público Federal alegou que “os procuradores da força-tarefa Lava Jato formulam pedidos cautelares ou denúncias apenas quando estão presentes os requisitos legais”, e que “Nathalie Schmidt foi beneficiária de contas secretas que receberam milhões de dólares ilícitos no exterior, podendo estar sujeita, por tais condutas, a sanções criminais”.

Questionada sobre as ameaças relatadas pela defesa de Nathalie Schmidt, a Polícia Federal disse que “supostos envolvidos, caso intimados, devem se manifestar em juízo para apresentarem suas versões”.

O ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro, também foi procurado para comentar o caso. A manifestação dele será incluída no texto assim que for enviada.

 

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou uma operação na manhã desta quarta-feira (11) para desarticular uma organização criminosa envolvida com homicídios, tráfico de drogas e posse e porte de arma de fogo. De acordo com as investigações, um dos integrantes é policial militar. O grupo atuava no município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do estado.

Durante a operação Pente Fino, serão cumpridos três mandados de busca domiciliar e pessoal nas residências de um policial militar do estado de Pernambuco expedidos pelo juiz da Comarca de Ouricuri, no Sertão. Além das buscas, ainda foi decretado pela justiça o afastamento do policial das funções.

O grupo atua está sendo investigado desde o último mês de maio. Para executar a intervenção tática, foram empregados dezesseis policiais civis.

24ª Feira da Rapadura: Prefeitura contrata empresa por R$117 mil para organização

Sediada no município de Afogados da Ingazeira, a empresa Conseps Capacitações, Eventos e Projetos Sociais foi contratada pela Prefeitura de Santa Cruz da Baixa Verde para organizar a “24ª Feira da Rapadura”.

O contrato, segundo o Blog de Alvinho Patriota, foi feito por meio de processo licitatório e a Conceps venceu com proposta de R$ 117.500,00. A entidade ficou encarregada pela organização, coordenação, administração e logística do evento, que começa nessa sexta-feira (13), e termina domingo (15).

A programação é composta por exposição, palestras, rodadas de negócios e apresentações musicais. Na grade artística estão shows de Sadryno Ferraz e Limão com Mel no dia 13; Kennedy e Nando e Forró dos Plays no dia 14; e Boy Vaqueiro e a dupla Bruno & Marrone no encerramento.

Grupo ataca viatura e resgata chefe do Comando Vermelho no Paraguai

Um grupo armado libertou nesta quarta-feira em Assunção o narcotraficante Jorge Teófilo Samudio González, o ‘Samura’, um dos chefes da facção Comando Vermelho na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, depois de atacar a viatura em que o criminoso era transferido e matar um dos policiais que o conduzia.

O tiroteio aconteceu na Costanera Norte, região metropolitana de da capital paraguaia, quando o veículo que levava vários detentos de volta para a penitenciária de Emboscada, no Departamento de Cordillera, segundo informações passadas por agentes de segurança à Agência Efe. Eles tinham ido ao Tribunal de Assunção para audiência preliminar.

Dois policiais foram baleados durante a ação dos bandidos. Félix Ferrari, de 43 anos, morreu depois que um projétil lhe atravessou o tórax, enquanto Carlos Araújo permanece hospitalizado.

Testemunhas disseram que entre oito e dez criminosos vestiam uniformes parecidos com os dos agentes da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e atacaram a viatura. Na fuga, em uma caminhonete preta, queimaram vários veículos.

A Polícia Nacional mobilizou várias unidades na região para tentar localizar Samura, detido pelo Senad em 10 de outubro do ano passado, em operação antidrogas feita na fronteira com o Brasil, e as pessoas que o libertaram. (Com EFE)

Ninguém acerta na Mega-Sena e prêmio vai a R$ 100 milhões

A Caixa Econômica Federal sorteou nesta quarta-feira (11) o concurso 2.187 da Mega-Sena acumulada em R$ 90 milhões e mais uma vez ninguém ganhou.

Os números sorteados foram: 10 – 11 – 16 – 21 – 46 – 50.

Como ninguém acertou os seis números o prêmio acumulou para o próximo dia 14 de setembro e sorteará R$ 100 milhões.

á na quina teve 124 apostas vencedoras e cada uma vai receber R$ 40.602,31. Na quadra, 10.072 apostas ganharam R$ 714,09 cada. (Folha-PE)

 

Após 110 dias sem registro de homicídios, jovem é morto a facadas em Araripina

Crime ocorreu no bairro Alto da Boa Vista, zona norte da cidade

O jovem  Idhgene Mendes da Silva, de 20 anos, foi morto a facadas na manhã desta quinta-feira (12), no bairro Alto da Boa Vista, zona norte de Araripina, no Sertão pernambucano.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi até a casa do suspeito aonde foi atacado com golpes de faca.  Idhgene Mendes morreu no local. O autor do crime fugiu e até a publicação desta matéria ninguém foi preso. A polícia investiga o caso.

Esse foi o primeiro homicídio do mês de setembro ocorrido em Araripina. O município sertanejo não registrava assassinato há cerca de 110 dias.

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL-ES) ofereceu R$ 10 mil a quem matar o suspeito pelo assassinato de uma jovem na cidade de Cariacica, a 33 quilômetros da capital Vitória, justificando que ele “não merece estar vivo”. A declaração, feita na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) nesta quarta-feira, foi repudiada pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do estado.

— É um retrocesso a posição do deputado, uma afronta ao momento social onde o combate a violência se faz presente — afirmou a diretora da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-ES. — O deputado deveria se preocupar em incentivar a lei e a segurança pública e não o “olho por olho, dente por dente”, em que a Justiça era feita pelas mãos dos homens. A lei de Talião não nos guia.

s sociais o vídeo de sua fala, reforçando seu pensamento e desdenhando das críticas.

“Ofereci 10 mil pela cabeça do bandido que matou a jovem. Imprensa me perguntou horrorizada se era isso mesmo. Falei: só tenho 10 mil. Se tivesse mais, eu dava mais”, escreveu o deputado em sua página do Facebook. “Meia dúzia de mimizentos estão magoadinhos pq ofereci 10 mil pela cabeça de um bandido. Matou uma jovem e não merece estar vivo”, afirmou em texto no Instagram.

Ainda que o deputado tenha sido contundente, a atitude de recompensar alguém por um ato criminoso infringe o regimento interno da assembleia. O artigo 294 do capítulo II diz que “o uso de expressões em discursos ou em proposições, ou a prática de ato que afete a dignidade alheia, desde que configurados crimes contra a honra ou contenham incitação à prática de crimes, consideram-se atentatórios contra o decoro parlamentar”.

O regimento define ainda que: “o deputado que descumprir os deveres constitucionais e regimentais inerentes ao seu mandato ou praticar ato que afete a sua dignidade ou a de seus pares estará sujeito a processo na forma das leis vigentes e às seguintes medidas: advertência; censura; suspensão do exercício do mandato, não excedente de trinta dias; perda do mandato”.

No entanto, para que a corregedoria da Ales apure o caso e instaure um processo administrativo, é necessário que seja realizada uma denúncia. Procurada, a assessoria de imprensa da Ales ainda não se pronunciou, assim como o Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

 

http://anamariacalcados.com.br/

 

Pacto pela vida:Queda de homicídios em Pernambuco supera taxa nacional

Dados de 2018, comparados com 2017, foram divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Redução média nacional foi de 10,4%

Folha PE

Os homicídios registrados em Pernambuco tiveram uma queda de 30% em 2018, comparados ao ano de 2017. Trata-se de uma taxa maior do que a nacional, uma vez que o Brasil registrou, neste mesmo período, uma redução de 10,4% nas mortes violentas intencionais. Enquanto foram contabilizados 64.021 casos em todo o País, em 2017, no ano passado esse número caiu para 57.341.

Os dados fazem parte do 13° Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta terça (10). Levando em consideração a taxa de homicídios, no recorte por unidades federativas, as maiores taxas de assassinatos estão em Roraima (66,6 mortes por cem mil habitantes), no Amapá (57,9), no Rio Grande do Norte (55,4) e no Pará (54,6). Já as menores foram registradas em São Paulo (9,5), Santa Catarina (13,3), Minas Gerais (15,4) e no Distrito Federal (16,6).

Com relação aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em Pernambuco foram contabilizados 5.140 homicídios dolosos em 2017 e 4.022 em 2018. A quantidade de latrocínios registrados no Estado também apresentou retração, registrando uma queda de 47% em um ano. Foram somados 250 casos em 2017 e 131 no ano passado. Já a taxa de feminicídios caiu 3,3%. Enquanto em 2017 o número dessas ocorrências foi de 76, em 2018 chegou a 74. A proporção de feminicídios em relação aos homicídios de mulheres (praticados por qualquer motivo) foi de 32,5% no Estado.

As mortes decorrentes de intervenção policial em serviço ou fora de serviço foram de 122 em 2017 e 116 em 2018. Apesar da queda da violência em algumas áreas, subiu o número de policiais civis e militares vítimas de CVLI em Pernambuco. Ao todo foram registrados 14 casos em 2017, contra 21 crimes desta natureza em 2018. Também chama a atenção que, embora os dados ainda pareçam ser subnotificados, nota-se que em Pernambuco o número de estupros da população LGBTI+ caiu de 57 casos, em 2017, para 33, no ano passado.

De acordo com o Secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, a redução dos homicídios e outras modalidades criminosas foi iniciada no segundo semestre de 2017, quando investimentos importantes foram feitos nas forças de segurança em Pernambuco. Ele destaca que houve mais de 7 mil servidores contratados para as polícias Civil, Militar, Científicos e Corpo de Bombeiros, abertura de batalhões, delegacias, grupamentos e unidades do IC e IML em todas as regiões do Estado, aprimorando e agilizando as investigações.

“Era preciso atacar a motivação principal dos homicídios, o tráfico de drogas, associado a 70% das mortes. Por isso, foram abertas nove Delegacias de Repressão ao Narcotráfico no Estado. Operações de Repressão Qualificada foram uma estratégia intensificada para desarticular quadrilhas e grupos com atuação no extermínio”, disse Pádua, por meio de nota. O secretário destaca que a aquisição de equipamentos e veículos, especialmente 1.300 viaturas e 700 motocicletas, deram mais mobilidade ao policiamento ostensivo.

Sobre o aumento no número de policiais civis e militares vítimas de CVLI em Pernambuco, o gestor da SDS disse lamentar “profundamente a morte de cada um dos policiais pernambucanos vítimas da violência, entre aqueles assassinados por motivações diversas, ou aqueles que tombaram no cumprimento do dever, combatendo a criminalidade. Números, melhores ou piores, não dão a dimensão do sofrimento dos familiares que perderam seus entes queridos. E nem da falta que esses profissionais fazem para a segurança pública e sociedade”, disse.

Feminicídios aumentam no País

Em 2018, houve um aumento de 4% na taxa de feminicídios no Brasil, passando de 1.151 casos, em 2017, para 1.206, no ano passado. Em relação aos homicídios de mulheres, a proporção de feminicídios é de 29,6%. Nos registros em que é possível identificar onde a mulher foi assassinada, 65,6% aconteceram na residência, o que remete ao contexto de violência doméstica. A relação entre vulnerabilidade social e violência também pode ser percebida a partir da escolaridade: 70,7% das vítimas cursaram até o ensino fundamental, enquanto 7,3% têm ensino superior.

A partir da análise dos microdados de 1.959 feminicídios, foi possível traçar um perfil dos registros deste tipo de crime no País. Mulheres negras são as mais vulneráveis e são 61% das vítimas, contra 38,5% de brancas, 0,3% indígenas e 0,2% amarelas. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, é de se supor que este dado seja ainda maior, pois o estado da Bahia, que concentra a maior proporção de população negra do País, não enviou os dados para a análise.

Ainda segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, no ano passado, o Brasil registrou 8.111 mortes “a esclarecer”, o que representa um aumento de 7% em relação a 2017, quando foram computadas 7.537 mortes do tipo. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, isso significa que há mortes que podem ter sido motivadas por violência fora das estatísticas oficiais de assassinatos.

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira inaugura nesta sexta-feira (13), seu novo anexo administrativo. O espaço abrigará as salas de Controle Interno, Tesouraria e Ouvidoria.  Ainda foram construídas salas para as comissões da Câmara e um novo almoxarifado, além de dois banheiros de acesso ao público.

O presidente destacou a importância da obra: “As novas salas deixam a estrutura da Câmara mais organizada, com espaços mais confortáveis para receber o público que frequenta a Câmara diariamente, além de proporcionar um ambiente melhor de trabalho para os funcionários da Câmara. Aproveitamos a obra e reformamos por completo o telhado, a madeira antiga estava muito comprometida, trocamos toda e colocamos novas estruturas”, destacou Mariano.

Foram investidos aproximadamente R$ 250.000 (duzentos e cinquenta mil reais), na obra, a empresa que executou a obra foi a LM Nunes Construções Eireli – ME.

Homenagens

O presidente destacou que ex-vereadores serão homenageados durante a solenidade: “Fizemos uma votação interna com todos os servidores efetivos da Câmara, eles escolheram entre eles, ex-vereadores que devem receber as homenagens, como eles conviveram durante muito tempo com todos, a escolha fica mais justa. Além disso, vamos inaugurar também uma galeria com a composição histórica da Câmara, de 1960 até os dias atuais”, destacou Mariano.

SERVIÇO:

Inauguração do novo anexo Administrativo da Câmara Municipal
Horário: 08h:30
Data: 13/09/2019
Local: Câmara de Vereadores

Carreta tomba na curva do Riachão entre São José do Egito e Tuparetama

 

Na manhã desta quinta-feira (12), uma carreta carregada de milho tombou na curva do Riachão entre São José do Egito e Tuparetama-PE região do Pajeú.
O Ministério Público estadual do Rio de Janeiro abriu investigações sobre denúncias de uso de funcionários fantasmas e uma possível prática de “rachadinha” no gabinete do vereador do Rio, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

Ontem, Carlos solicitou uma licença não remunerada de seu cargo como vereador no Rio de Janeiro sem explicar a razão.

As investigações foram abertas com base em uma reportagem da Época em junho que revelou que o vereador empregou sete parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e sua madrasta. Dois deles admitiram nunca ter trabalhado para Carlos, apesar de terem sido nomeados.

Marta Valle —  professora de educação infantil, cunhada de Ana Cristina Valle, moradora de Juiz de Fora (MG) —  passou sete anos e quatro meses lotada no gabinete entre novembro de 2001 e março de 2009. Entretanto, para a Época ela afirmou que nunca trabalhou para Carlos. “Não fui eu, não. A família de meu marido, que é Valle, que trabalhou”. O salário bruto de Marta Valle chegou a R$ 9,6 mil, e, com os auxílios, chegava a R$ 17 mil. Segundo a Câmara de Vereadores, ela não teve nem mesmo crachá como assessora.

Outro caso relatado pela reportagem foi o de Gilmar Marques, ex-cunhado de Ana Cristina Valle e morador de Rio Pomba, em Minas Gerais. Seu salário bruto, com correção monetária, era de R$ 7,9 mil, com os auxílios chegou a R$ 14 mil. Ao ser questionado sobre a nomeação disse: “Meu Deus do céu. Ah, moça, você está me deixando meio complicado aqui. Eu ganhava? Isso aí você deve estar enganada”. Ele também nunca teve identificação funcional da Câmara Municipal do Rio.

Este resultado é fruto de esforços da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, em parceria com os municípios

Uma boa notícia para os pernambucanos: recentemente, o  ID CRAS – um indicador nacional que busca capturar a qualidade dos serviços prestados à população por meio das unidades de atendimento – divulgado pela Secretaria Nacional de Assistência Social mostra relevante melhoria. Em Pernambuco, esse dado saiu da média 3,3 em 2017 para 3,5 em 2018. No ranking dos estados, também melhora a posição, que avança da 21º para 17º.

O ID CRAS é um indicador nacional que retrata a estrutura física, as características qualitativas e quantitativas das equipes de Recursos Humanos, bem como os serviços ofertados à população e os respectivos procedimentos mínimos necessários para uma oferta adequada. Este índice computa uma nota de 1 a 5: quanto maior, melhor a qualidade do serviço prestado por este equipamento. “Esta conquista, que não é a única deste ano, pois também tivemos melhoria no ID CREAS, se deve ao comprometimento do Governo do Estado, juntamente com as prefeituras, para permanecer num contínuo aprimoramento de serviço e de atendimento à população”, afirmou o secretário Sileno Guedes.

Indicadores sociais ajudam a pautar agendas políticas, qualificar debates públicos e subsidiar decisões técnico-políticas. Este resultado é fruto de esforços da secretaria-executiva de Assistência Social da SDSCJ, em parceria com os municípios de apoio técnico, capacitação e divulgação das informações.

Destaca-se que este é um importante indicador para o cálculo dos recursos do IGD SUAS: Incentivo financeiro repassado pelo governo federal para apoiar a gestão do SUAS. Os dados dos municípios foram sistematizados pelo setor de vigilância socioassistencial da secretaria-executiva de Assistência Social e podem ser acessados através: https://www.sigas.pe.gov.br/files/09062019112312-monitoramento.idcras.2014.a.2018.pdf

Esse não é o único avanço deste ano. Em fevereiro, Pernambuco saiu 16ª para a 4ª posição na avaliação do Índice de Desenvolvimento do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (ID Creas). Para a listagem, foram avaliadas as dimensões de infraestrutura do equipamento, oferta dos serviços e benefícios à população e a capacidade de recursos humanos nas unidades. Serra Talhada, Timbaúba e Cortês são os municípios com melhores índices.

Sobre o CRAS – o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)  é a principal porta de entrada na Assistência Social e tem por objetivo atender a população em situação de vulnerabilidade social. Sua atuação é fundamental para a estratégia de superação da extrema pobreza nos estados. Este equipamento social, que funciona como uma unidade básica do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, também é responsável por executar os serviços, programas e projetos socioassistenciais desenvolvidos pelos Governos Federal, Estadual e Municipal. Pessoas em situação de vulnerabilidade são atendidas e acompanhadas por profissionais, além de serem incluídas em diversos programas.

Luciana Santos transmite cargo de governador em exercício para Eriberto Medeiros

A governadora em exercício Luciana Santos transmitiu, nesta quarta-feira (11/09), o comando do Executivo estadual para o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros. O deputado assume o governo complementando o período em que o governador Paulo Câmara estará em Singapura, na Ásia, participando do seminário Gestão Pública, Educação e Gestão de Pessoas de Singapura, entre os dias 10 e 14 de setembro. A vice-governadora, por sua vez, se ausentará do Estado em razão de uma viagem de ordem pessoal ao exterior.

“Fico muito tranquila, assim como o governador Paulo Câmara, em passar o cargo para o comando do presidente da Assembleia Legislativa. Isso demonstra a harmonia existente no Estado entre os poderes. Fui a primeira mulher a assumir o Governo de Pernambuco, e agora Simone Santana é a primeira mulher a assumir a Assembleia. As duas situações são muito simbólicas e só reforçam que a mulher pode chegar onde ela quiser”, destacou Luciana Santos.

“Espero que com a experiência do poder legislativo, em harmonia com o Governo do Pernambuco, eu possa dar continuidade, nesses próximos dias, ao que vem sendo feito no Estado pelo governador Paulo Câmara”, pontuou o governador em exercício, Eriberto Medeiros.

CISAPE recebe evento da AMUPE e prefeitos discutem novas regras de regulamentação do transporte alternativo

A regulamentação do transporte alternativo de passageiros é um dos assuntos mais discutido em todo o estado de Pernambuco, e na região do Araripe não é diferente, a diretora presidente da Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI), Marilia Bezerra, está visitando todas as regiões do estado em parceria com a Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), tirando duvidas do pré-cadastramento e buscando o apoio dos municípios para o primeiro passo de regulamentação da categoria.

Marilia se reuniu com alguns prefeitos do CISAPE na sede do órgão em Ouricuri, alguns gestores foram representados por outros membros de suas respectivas Prefeituras, a principal pauta foi a urgência de cadastrar todos os motoristas do transporte alternativo em um curto prazo de tempo.

Os pré-cadastramentos precisam ser realizados até 20 de Setembro no site http://www.epti.pe.gov.br e para isso a EPTI pede que os prefeitos auxiliem os motoristas disponibilizando de espaços, equipamentos e pessoas capacitadas para cadastrar principalmente quem não tem pratica ou acesso a internet. Após cadastrados a empresa pernambucana de transportes vai realizar outras etapas de regularização.

Uma segunda reunião foi realizada com Marilia Bezerra e o presidente do CISAPE Cleomatson Vasconcelos e os representantes do transporte alternativo, Cooperativas e associações buscando mais esclarecimentos sobre as mudanças “nesse primeiro momento todo e qualquer motorista do transporte alternativo deve fazer o pré-cadastro para não ficar de fora, é necessário acessar o site da EPTI e se preencher todos os dados, até para garantir uma permissão provisória para trabalhar, em seguida virão as novas etapas” Afirmou Marilia.

No sertão de Pernambuco fazendo divisa com o estado do Ceará e Piui fica a princesa do Araripe, chamada Araripina cidade de um povo guerreiro e hospitaleiro  completa 91 anos de emancipação política.

História:

Na época, Araripina constituía um distrito pertencente a Ouricuri e tinha a denominação de “São Gonçalo”. … Em 1922, o bispo de Pesqueira, dom José Lopes, criou a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de São Gonçalo do Sauhem, que, até 1933, ficou sob a responsabilidade do vigário de Ouricuri.

Em 1928 foi elevada a categoria cidade  em 1943 o município de São  Gonçalo, teve seu nome mudado para atual ‘ARARIPINA ” EM REFERENCIA A CHAPADA DA DO ARARIPE.

Nossos parabéns se estende as cidades de Cabrobó e Serrita, também no Sertão de Pernambuco, completando 91 anos de emancipação política.

A proposta de criar um novo imposto nos moldes da extinta CPMF está sendo combatida de todos os lados.

São fortes os sinais de que o imposto vai enfrentar resistência em diversos setores, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.

É generalizada a opinião no Congresso Nacional, a julgar pela reação de líderes do centrão, de que não há clima para aprovar a  criação da nova CPMF, depois de o próprio Bolsonaro ter anteriormente criticado a medida.

Segundo a coluna, o governador do DF, Ibaneis Rocha, que coordena o fórum de governadores, é contra a proposta.

Entre os prefeitos a opinião é de que a nova CPMF prejudicaria os mais pobres. Esta é a posição da Frente Nacional dos Prefeitos.

Para o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, que preside a FNP, ao recriar o tributo, o governo deixaria de promover a simplificação tributária. Ele também indaga se os recursos arrecadados serão divididos com estados e municípios

Para editor do Intercept, procurador tem obrigação de explicar à sociedade como autuou durante cinco anos nas sombras

Ouça o áudio:

Baixar
Demori: “Andamos com segurança porque vivemos num país onde publicar informação de interesse público se torna um risco de vida" - Créditos: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Demori: “Andamos com segurança porque vivemos num país onde publicar informação de interesse público se torna um risco de vida” / Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Em audiência pública na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (10) para tratar da troca de mensagens divulgadas pela Vaza Jato, choveram críticas à ausência do procurador da República Deltan Dallagnol.

Convidado oficialmente para comparecer à Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Casa, o membro do Ministério Público Federal (MPF) no Paraná enviou uma justificativa em que se disse “impossibilitado” de participar do debate. Dallagnol argumentou que prefere “concentrar na esfera técnica” as manifestações sobre o tema, evitando debates políticos.

“Fica aí o Dallagnol fujão. Antes, ele vivia aqui na Casa. Não era deputado, mas vinha pra falar das ‘dez medidas contra a corrupção’, pra fazer lobby em torno delas. Pra isso, ele tinha funções que considera importantes [no parlamento]. Infelizmente, fica mais uma vez aí a ausência dele, que já se negou também a vir outra vez, na Comissão de Direitos Humanos (CDHM)”, criticou o deputado Rogério Correia (PT-MG), após ler a justificativa do procurador.

“Também não veio ninguém pra defendê-lo. Isso significa que ele está ficando sem defesa aqui no parlamento”, acrescentou Correia, classificando ainda a ausência como “desaforo” e “desrespeito ao povo brasileiro”.

“Ele não está [na audiência] porque está fugindo do debate, que é técnico e político, e não só político”, criticou o deputado Bohn Gass (PT-RS).

Responsabilização

Em conversa com a imprensa, o jornalista Leandro Demori, editor-executivo do site The Intercept Brasil, também lamentou a ausência de Dallagnol na sessão.

“Seria importante que ele tivesse vindo hoje. A gente está esperando. Eu vim como convidado. Isso daqui não é uma intimação. Esta daqui é a casa do povo brasileiro, a gente vai ter uma transmissão ao vivo pra todas as pessoas que querem acompanhar. Ele, na verdade, deveria ter mais interesse e mais obrigação do que eu de estar aqui, porque ele é servidor público, pago com os nossos impostos e deveria vir explicar como operou durante cinco anos nas sombras, que é o que a Vaza Jato está mostrando”, alfinetou Demori.

O jornalista destacou que o Intercept ainda tem “muito material para publicar” sobre o escândalo da Vaza Jato. Ele também comentou a atuação das instituições brasileiras após o início da publicação da série de reportagens.

“Como a gente vem falando, esse arquivo é extenso, mas acredito que o material já publicado, supondo que a Vaza Jato terminasse hoje, por exemplo, é suficiente pra abrir várias investigações contra as pessoas dos diálogos. A gente viu atropelos de lei, procuradores e juízes atuando muitas vezes na ilegalidade, de fato. Me impressiona que as instituições ainda não estejam funcionando. Espero que seja só uma questão de tempo e que essas pessoas sejam responsabilizadas ”.

A mesma crítica ganha corpo na voz de parlamentares.

“Cadê as instituições? Nem o ponto do Deltan foi cortado pelo Conselho Nacional do Ministério Público quando ele se ausentou pra fazer palestras pagas. Estamos numa queda explícita do Estado democrático de direito”, disse a vice-líder da minoria, Alice Portugal (PCdoB-BA).

O ex-procurador da República e ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão criticou o fato de a equipe da Lava Jato não ter disponibilizado os celulares institucionais para que seja feita uma perícia nos diálogos divulgados.

“Essas conversas foram todas feitas por equipamentos funcionais. Não há nada nesses dispositivos que não possa ser submetido aos princípios que regem a administração pública, como, por exemplo, o da publicidade. Ninguém pode alegar privacidade com uso de celular funcional e, aliás, há precedentes do Supremo nesse sentido. Celular funcional não pode vincular mensagens secretas”, argumentou o jurista.

Ameaças

As ameaças à equipe da redação do Intercept também foram destaque na sessão sobre a Vaza Jato. Demori sublinhou que os jornalistas do veículo já sofriam ataques antes da divulgação da série por causa de outras denúncias, mas ressaltou que a situação piorou após a divulgação do escândalo que envolve os membros da Lava Jato.

“Não é mais segredo pra ninguém que a gente está andando com segurança porque vivemos num país onde publicar informação de interesse público se torna um risco de vida. Isso é um absurdo. Nós teríamos condições de sair do Brasil e continuar publicando isso lá fora, mas a gente não vai fazer isso porque passaria o recado de que não é possível mais fazer jornalismo no Brasil. Isso é um símbolo. A gente estaria sendo irresponsável, inclusive com os nossos colegas”, afirmou o editor-executivo.

Ele também lembrou a recente recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) ao Estado brasileiro para que seja dada proteção à equipe do Intercept.

“As providências não foram tomadas até agora. Nós não fomos contatados por ninguém deste governo, que não está preocupado em proteger jornalistas. Pelo contrário, está preocupado em atacar porque, com isso, conseguem sufocar a verdade. Eles precisam zelar pelos convênios assinados internacionalmente e precisam dar uma resposta à ONU”, cobrou.

Membro da diretoria da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Demori também comentou que o contexto de ataques aos profissionais de imprensa tem afetado toda a categoria, trazendo prejuízos para o regime democrático. Ele lembrou as diferentes manifestações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e governistas contra o trabalho de vigilância exercido pela imprensa.

“Quando você vê um ministro da Justiça chamando jornalistas de ‘criminosos’, a consequência disso é que você pega uma parcela da população que já odeia jornalistas, que já tem um instinto de agredir jornalistas, seja digital, presencial ou fisicamente, e você inflama esse discurso. Então, eu considero de uma irresponsabilidade tremenda do governo fazer esse tipo de discurso”.

CPI

Os debates em torno da Vaza Jato levaram a diferentes articulações do campo da oposição. Uma delas diz respeito à criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), no âmbito da Câmara dos Deputados, para apurar as denúncias trazidas à tona pelo Intercept e os demais veículos de imprensa que hoje pautam o tema. Na audiência desta terça (10), o movimento para instalar o colegiado foi novamente lembrado por opositores.

“Tudo que foi publicado já é muitíssimo grave, além da questão internacional. Como é que um país fornece informações pra outro país pra derrubar governos eleitos, por exemplo? Entendemos que o parlamento precisa dar uma resposta a tudo isso, sob pena de a gente desmoralizar o sistema republicano brasileiro”, defendeu a líder da minoria, Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

De acordo com a deputada, já foram coletadas cerca de 160 assinaturas. O regimento da Casa exige no mínimo 171, o que corresponde a um terço do total de parlamentares.

Edição: João Paulo Soares

Em assembleias realizadas no país na noite de hoje (10), os carteiros decidiram entrar em greve nacional, por tempo indeterminado, a partir das 22h desta terça-feira. Em São Paulo, a assembleia na sede do CMTC Clube, no Canindé, reuniu perto de 5 mil trabalhadores. Foram realizadas também assembleias no Rio de Janeiro, Bauru (SP), Tocantins, Maranhão e em outros estados.

Os trabalhadores culpam o governo de Jair Bolsonaro, que tem se recusado a negociar a pauta da categoria, que tem data-base em 1º de agosto, e também pretende privatizar a empresa.

“A decisão foi uma exigência para defender os direitos conquistados em anos de lutas, os salários, os empregos, a estatal pública e o sustento da família. A direção dos Correios, a mando do governo, se negou a negociar com os trabalhadores. O próprio TST denunciou isso. Sua vice-presidência convocou a empresa para negociar, mas ela se negou”, afirmou a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect).

A direção da empresa estatal quer cortar 45 cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho, o que, segundo os trabalhadores, representa um prejuízo anual para cada trabalhador em torno de R$ 5 mil. A empresa também oferece apenas 0,8% de reajuste salarial.

Além de defender a manutenção de todas as cláusulas, os trabalhadores querem um aumento linear de R$ 300 por conta de aumento de produtividade, além da reposição da inflação pelo índice IPCA-Dieese. Os carteiros também reivindicam que os valores do acordo coletivo de trabalho sejam reajustados pelo percentual do reajuste salarial, entre outros itens da pauta da categoria.

O consultor da escola judiciária eleitoral do TRE/PE, Eduardo Japiassú, esteve em Afogados nesta terça (10), para debater com a juventude afogadense, a importância da política para a transformação da sociedade.
O debate aconteceu no auditório do Colégio Normal, e reuniu estudantes de diversas instituições de ensino. “Foi um bate papo muito rico, tivemos uma conversa sobre as possibilidades de transformarmos a sociedade, o País, em um lugar melhor, com oportunidade para todos. A ação integra o programa ‘Eleitor político do futuro’, do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco,” informou Eduardo Japiassú.
O consultor esteve em Afogados a convite do UNICEF. O evento foi promovido pelo Núcleo de Cidadania de Adolescentes (NUCA), em parceria com o TRE/PE e a Prefeitura de Afogados da Ingazeira. O debate integra o conjunto de ações do UNICEF no município.
“Esse foi um debate muito rico, muito produtivo e entusiasmante. É muito gratificante poder debater com a nossa juventude, incentiva-la a participar mais da nossa vida política, e poder constatar a qualidade das intervenções e a preocupação dos nossos jovens com os destinos de nossa sociedade. Sem a participação de uma juventude bem informada, atuante e engajada na política, as mudanças jamais serão completas,” avaliou o Vice-Prefeito Alessandro Palmeira, que representou o Prefeito José Patriota no debate.
O evento contou ainda com a participação da Secretária de Assistência Social de Afogados, Joana Darc, e de Socorro Martins, Secretária Adjunta de Assistência Social e coordenadora das ações do selo Unicef, em nome da Prefeitura de Afogados da Ingazeira.

Carros alternativos fecham BRs nas entradas de Patos

Eles prometeram e cumpriram. Motoristas que fazem o transporte alternativo fecharam as BRs que dão acesso a cidade de Patos. Usando pneus e galhos de árvores queimados, eles impediram completamente o fluxo de veículos.

Os manifestantes são contra a Lei 13.885/2019, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em julho. A lei endurece a multa para transporte irregular.

Há informações que barreiras foram montadas nas proximidades do Hotel Fazenda na BR-361, na saída para Campina Grande e na saída para Pombal.

Pelo menos seis trechos de rodovias da Paraíba foram interditados na terça-feira, 6 de agosto, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A interdição foi feita em protesto a uma alteração na legislação de trânsito que, segundo a PRF, modifica a punição para transporte irregular de pessoa. Todas as rodovias foram liberadas por volta das 14h.

A nova legislação passou a classificar o transporte pirata, seja de ônibus ou van escolar sem autorização e que cobram passagens das pessoas, como infração gravíssima, com multa (multiplicada por cinco, no caso do transporte escolar) e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da remoção do veículo.

Por: Agência Estado

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (10), a 65ª fase da Lava Jato. Apelidada de Galeria, a operação cumpre 11 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão preventiva relacionados ao pagamento de propina na construção de Belo Monte e a Transpetro, subsidiária da Petrobras. Na ação, Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso.

Ele foi detido por volta das 7h no Rio de Janeiro. Além do Rio, as equipes policiais também cumprem mandados em Brasília. A intenção é aprender documentos e arquivos de informática que ajudem no aprofundamento das investigações. A ação é realizada em cooperação com o Ministério Público Federal e com a Receita Federal e investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a PF, Edison Lobão, ex-senador e ex-ministro, teria recebido propinas relacionadas a contratos firmados com empreiteira para a construção de usina hidrelétrica no Pará. 

Cerca de 70 Policiais Federais e 18 auditores cumprem ainda os mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A Polícia Federal investiga ainda contratos de um grupo que atua no ramo de serviços ambientais com empresa de logística no ramo de combustíveis (responsável pelo transporte e logística do combustível dentro do território nacional e operações de importação e exportação de petróleo e de derivados).
A suspeita da PF é a de que os valores indevidos recebidos por Lobão teriam sido incorporados a seu patrimônio por meio de “transações sobrevalorizadas de obra de artes, inclusive em nome de laranjas, simulações de compra e venda de imóveis, simulação de empréstimos, depósitos fracionados em espécie e utilização de contas e transações financeiras no exterior”.
Segundo a PF, o ajuste de pagamentos e a coleta das propinas teriam ficado a cargo de Márcio. Ele teria recebido mais de R$ 10 milhões do grupo econômico investigado e pela construtora envolvida, com intermediação de um ex-presidente da empresa de logística no ramo de combustíveis, diz a corporação.
O nome da operação, Galeria, remete às transações com obras de arte que teriam sido utilizadas como forma de dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas, diz a PF.
Até o publicação desta matéria, a reportagem não havia obtido o posicionamento dos citados. O espaço está aberto para as manifestações.

Foto: Rafa Mattei/Divulgação-blogmarcosmontinelly

Diante de uma multidão de fãs que se aglomeraram para ver Ivete Sangalo de perto, a cantora interrompeu parte do show que fez no Rock In Rio Lisboa, em Portugal, para falar sobre intolerância e amor. Em um dos momentos da apresentação realizada no domingo (8), Ivete incentivou os fãs a se beijarem e se abraçarem à vontade. “Porque a vida passa e a gente fica se importando com o que o outro está achando quando, na verdade, o outro que condena, que é intolerante, ele começa intolerante consigo, ele não compreende o que está dentro dele”, declarou.

No mesmo fim de semana, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, determinou a retirada da Bienal Internacional do Livro de todas as edições do HQ da Marvel em que dois rapazes aparecem trocando beijos. O youtuber Felipe Neto chegou a comprar milhares de exemplares da publicação e de outras com conteúdo LGBT para serem distribuídos gratuitamente na Bienal.
“São diferentes formas de amar e todas elas são importantes na construção das nossas vidas, da nossa sociedade sadia. Não vai haver nunca uma sociedade sadia, onde o direito de amar for para alguns e não para todos”, afirmou Ivete Sangalo.
A artista também lembrou que faz questão de cantar Além do Horizonte para garantir que “sempre há um lugar bonito para viver em paz”. “E esse nosso horizonte está cada vez mais difícil… A gente ter a liberdade de poder amar. Quando queremos amar, tem sempre alguém que quer dizer para nós que não é possível amar do jeito que a gente quer amar”, disse.

Michael Schumacher é levado a hospital de Paris para tratamento sigiloso

Segundo jornal francês, heptacampeão mundial de Fórmula 1 foi internado no setor de cirurgia cardiovascular no hospital Georges-Pompidou

O ex-piloto alemão Michael Schumacher foi internado no hospital Georges-Pompidou, em Paris, nesta segunda-feira, 9, para realizar “um tratamento no mais alto sigilo”, informou o jornal francês Le Parisien. Segundo a publicação, o heptacampeão de Fórmula 1 foi admitido na unidade de supervisão contínua do serviço de cirurgia cardiovascular do professor Philippe Menasché, “pioneiro em terapia celular para tratar insuficiência cardíaca”.

Schumacher está recebendo “injeções de células-tronco que são transmitidas no organismo no objetivo de realizar uma ação anti-inflamatória sistêmica, ou seja, em todo o organismo”, explica o Parisien. “O tratamento deverá começar nesta terça-feira pela manhã, o paciente deverá deixar o hospital na quarta-feira”, continuou o jornal, que garante que Schumacher já teve duas passagens pelo hospital Georges-Pompidou no ano passado.

Veja

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que “por vias democráticas, a transformação que o Brasil quer não acontecerá” na velocidade que o governo planeja.

A declaração foi feita pela rede social Twitter na noite desta segunda-feira (09). No texto, Carlos reclama ainda da atuação de políticos da oposição, sem citar nomes. Segundo ele, os avanços são ignorados, e os malfeitores esquecidos

 

A publicação repercutiu rapidamente entre os seguidores também já foi comentada por outros políticos. As deputadas Sâmia Bomfim e Talíria Petrone classificaram as declarações como um ataque à democracia.

Sâmia Bomfim

@samiabomfim

Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, declarou publicamente sua descrença nas vias democráticas para a “transformação que o Brasil quer”. É um discurso golpista e autoritário. É um inequívoco ataque à democracia. É um grito por ditadura? Urge unidade democrática.

1.288 pessoas estão falando sobre isso

Talíria Petrone

@taliriapetrone

O que falta para se entender que Bolsonaro prepara um golpe fascista contra a democracia e a sociedade brasileira? Carlos Bolsonaro, seu filho preferido, acaba de assumir isso explicitamente no Twitter. É hora de darmos um basta!

976 pessoas estão falando sobre isso

Reginaldo Lopes

@ReginaldoLopes

O filho predileto do presidente, que inclusive demite ministros, afirmou que “por vias democráticas a transformação não acontecerá”. Carlos Bolsonaro dá a senha: o bolsonarismo investirá na escalada autoritária. Não acreditam mesmo na democracia e já admitem isso abertamente.

O PSDB também se manifestou e repudiou as declarações do filho do presidente.

Carlos Bolsonaro também se manifestou sobre a repercussão de suas declarações.

Carlos Bolsonaro

@CarlosBolsonaro

Agora virei ditador? Pqp! 😂😂😂! Boa noite a todos!

4.232 pessoas estão falando sobre isso

 

João Mendonça se apropriou indevidamente dos empréstimos feitos por  servidores municipais

O ex-prefeito de Belo Jardim, João Mendonça (PSB), foi condenado pelo Juiz Douglas José da Silva, da comarca de Belo Jardim a 37 anos de prisão por apropriação indébita de valores descontados de servidores municipais  que fizeram empréstimo consignado. Seis funcionários da prefeitura de Belo Jardim fizeram o empréstimo consignado, a prefeitura fez o desconto no contracheque nos anos de 2003 e 2004 e o prefeito não repassou o dinheiro para o banco. Na sentença, o juiz Douglas José da Silva descreveu o crime como sendo “um esquema bem sofisticado de apropriação, uma vez que os servidores somente puderam perceber o crime depois de ficarem inadimplentes”.

Por esse crime, João Jatobá foi condenado a cumprir a pena de reclusão inicialmente em regime fechado e pagamento de multa de R$ 40 mil reais. A sentença relata que o ex-prefeito confessou que se apropriou dos valores do consignado e alegou que não houve repasse dos descontos em folha  em razão de contingência da Prefeitura. A justificativa dada pelo prefeito não convenceu a Justiça. O juiz entendeu que o ex-prefeito “agiu com dolo direto, deliberadamente, com intuito de apoderar-se de coisa alheia móvel, sem o consentimento dos proprietários, recebendo o bem em confiança, passando a agir como se fosse dono”.

O golpe dado pelo prefeito no empréstimo consignado de funcionários da prefeitura de Belo Jardim foi denunciado, na época, por um grupo de  vereadores, entre os quais José Lopes, Valdemir Cintra (hoje aliado de João). Dessa denúncia se originaram dois processos contra o ex-prefeito que tramitam na Justiça. Um deles é o que já tem condenação em primeira instância a 37 anos de prisão.

O processo de condenação do ex-prefeito saiu da primeira instância, na comarca de Belo Jardim, para a segunda instância da Justiça Estadual em Caruaru e está em análise pelo Ministério Público Estadual. João Mendonça é réu em 23  processos na Justiça.

Em 2016  foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) por improbidade administrativa, por ter emitido notas fiscais inidôneas, por ter realizado pagamentos de serviços não executados, por ter pago remuneração do vice-prefeito acima da previsão legal, por ter descumprido a lei de responsabilidade fiscal, por ter praticado superfaturamento em obras com pagamento de serviços não executados no projeto técnico e canalização do Burity e na recuperação de escolas da zona rural do município.

Por causa dessa condenação no STJ, João foi impedido pela Justiça Eleitoral de tentar  a reeleição em 2016, mas conseguiu registrar a candidatura por meio de liminar. Em 2017 teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou nova eleição suplementar, vencida por Hélio dos Terrenos (PTB).

João também é alvo de novo processo na Justiça Estadual, em Belo Jardim, novamente  por ação de improbidade administrativa. Desta vez é acusado de não fazer o repasse integral da contribuição previdenciária, não pagar o piso mínimo dos professores e contratar servidores de forma irregular e precária. Em 2018,  o Ministério Público do Estado (MPPE) acatou representação do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), com base em processos no Tribunal de Contas do Estado (TCE), contra o ex-prefeito. O MPPE pede, no processo, que João Mendonça seja condenado a ressarcimento integral do dano ao Patrimônio Público, ao pagamento de multa civil, a suspensão dos direitos políticos, perda da função pública exercida na época da prolação da decisão e à proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios fiscais ou creditícios. Este processo está tramitando na Comarca de Belo Jardim. Por Silvino

Senador Tasso Jereissati, relator da reforma da Previdência na CCJ do Senado Foto: Adriano Machado / Reuters

O texto principal da reforma da Previdência corre o risco de ser contestado no Judiciário e até pode ter sua promulgação atrasada. O alerta está sendo feito por parlamentares, que apontam mudanças no mérito do texto aprovado na Câmara pelo relator no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE). 

Uma das modificações que mais preocupam diz respeito a estados e municípios – um dos principais problemas que o projeto enfrentou entre os deputados, que optaram em deixar esses entes de fora das mudanças.

Em seu parecer, Tasso retirou a expressão “no âmbito da União”, permitindo que governadores e prefeituras criem alíquotas extraordinárias dos servidores para cobrir o déficit de seus regimes próprios.

Outra emenda acolhida pelo relator no Senado inclui trabalhadores informais na reforma. A medida assegura aos trabalhadores de baixa renda um sistema especial de cobertura com alíquota mais baixa. O entendimento é que o Senado estaria ampliando a proposta aprovada pela Câmara. 

Como Casa revisora, supressões podem ser feitas pelos senadores, mas não ampliações. O parecer foi aprovado na semana passada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e aguarda contagem de sessões no plenário para ir a votação.

Segundo técnicos do Senado, as mesas diretoras da Câmara e do Senado terão de avaliar essas duas emendas e decidir se elas poderão ser promulgadas ou não. Dependendo da conclusão, o texto poderá ser ajustado durante as votações no plenário, previstas para serem concluídas até 10 de outubro.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse na segunda-feira que quer antecipar o cronograma de tramitação e votar a proposta em primeiro turno no plenário na semana que vem. O tema será discutido por ele nesta terça com líderes

A força-tarefa à frente do caso em Curitiba acompanhou de perto a interceptação. No dia em que soube do convite de Dilma, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador do grupo, pediu um CD com todos os áudios. “Estou sem nada pra ouvir no carro”, disse no Telegram, em tom de brincadeira. Mas o que viria a ser revelado de pior estaria por vir, a nova leva de mensagens da vaza jato, revelou que Moro, interferiu completamente na investigação e agiu de forma parcial com Lula era a prova cabal que o STF precisa para anular condenação de Lula.

Deltan Dallagnol 19:25:19 Igor consegue pra mim CD ou DVD com todos os áudios do 9 e a análise dos que tiver? Estou sem nada pra ouvir no carro rsrsrs

Igor Romário de Paula: 19:45:20 Sim… amanhã, ok!?

9 Referência pejorativa a Lula, que perdeu um dedo da mão esquerda quando operário

10.mar.2016

Deltan  00:20:56 Igor falei com o pessoal e parece que recebemos só os de destaque e não temos os daqueles em volta que podem ser importante para indicar riscos à segurança e a condução… Consegue os áudios completos e relatórios por favor?

[…]

Igor 21:19:23 O cara vai ser mesmo ministro

Deltan 21:21:06 Januário vem pra cá pra discutirmos o que fazer com o procedimento em sigilo

21:21:14 ele ia te ligar creio agora

Igor 21:26:42 Chego aí em 15 minutos.

 

 

Para os investigadores, havia uma oportunidade para levantar o sigilo da investigação, revelando o conteúdo das conversas de Lula, antes que sua nomeação como ministro obrigasse Moro a encaminhar o caso a Brasília e a força-tarefa de Curitiba perdesse o controle sobre a investigação.

14.mar.2016

Luciano Flores 19:49:46 Prado e demais colegas da análise: Teríamos condições de apresentar os três relatórios de interceptação amanhã de manhã.

Rodrigo Janot, chamou Deltan para entender o que acontecera. Ele dera seu aval ao levantamento do sigilo da investigação pela manhã, mas não fora avisado de que a Lava Jato tinha grampeado a presidente da República.

“Tudo que sabemos é o que está nos relatórios que te entreguei”, acrescentou, referindo-se as transcrições feitas pela PF antes da conversa de Dilma.

A parte que virá agora abaixo são importantes por demonstrar que nem mesmos os procuradores sabiam do áudio entre Dilma e Lula e que Sérgio Moro, ficou sabendo antes deles, o que corrobora o caráter político e pessoal com que Moro conduziu as investigações, vale frisar que o então procurador Geral da República Rodrigo Janot não fora avisado de que a Lava Jato tinha grampeado a presidente da República e,portanto, foi pego de surpresa pela decisão do então magistrado, tal revelação é importante e revela a completa parcialidade de Moro diante da operação lava jato.

16.mar.2016

Carlos Fernando 18:40:09 Tá na globo news

Deltan 18:52:42 Ótimo dia rs

Orlando Martello 18:53:19 O q está na globo news? Os áudios?

Athayde 18:53:37 Tudo

Jerusa Viecili 18:53:40 Isso

Orlando 18:53:59 Eu deus!!! Rs

Athayde 18:54:11 O mundo caiu

Deltan 18:59:54 Caros vamos descer a lenha até terça

19:00:02 por cautela falei com Pelella e deu ok

Eduardo Pelella 19:17:38 Vcs sabiam do áudio da Dilma?

19:17:59 Moro não menciona na decisão. E a gente não falou sobre isso

Deltan19:22:57 Não

19:23:04 Parece que foi hoje cedo

Pelella19:23:12 hoje cedo?

Deltan 19:23:13 Os relatórios foram fechados ontem

Pelella 19:23:17 Putz!

Deltan19:23:22 Ouvi alguém falar que foi hoje cedo

Pelella19:23:27 Não estão nos relatórios?

19:23:35 Caralhooo!!!

19:23:38 Vou ler aqui 

Deltan 19:23:38 Relatórios são de ontem

19:23:54 Foram revisados hoje antes de juntar

19:23:59 Para não ter nada pessoal

19:24:12 Tudo que sabemos é o que está nos relatórios que te entreguei

Repare que no momento em que Dallagnol diz “Os relatórios foram fechados ontem”, Pelella questiona “Não estão nos relatórios? Caralhooo!!! Vou ler aqui”, fica evidenciado que Sérgio Moro agiu sozinho, intervindo na investigação, usurpando o papel do ministério público, algo que é impensável e inadmissível na função de um juiz que deveria ser imparcial, o próprio Dallagnol diz não saber do conteúdo “Relatórios são de ontem”;  “Tudo que sabemos é o que está nos relatórios que te entreguei”, reforçando que a decisão de Moro não tinha base em nenhum pedido dos procuradores. 

 

Orlando 21:05:53 Estou preocupado com moro! Com a fundamentação da decisão. Vai sobrar representação para ele.

Carlos Fernando 21:06:48 Vai sim. E contra nós. Sabíamos disso.

Orlando 21:09:14 Ele justificou em precedentes stf a abertura dos áudios?

Laura Tessler 21:09:25 Acho que não…já chagaram ao limite da bizarrice…a população está do nosso lado…qualquer tentativa de intimidação irá se voltar contra eles

Carlos Fernando 21:18:01 Coragem… Rsrsrs

[…]

Orlando 21:19:20 Se acontecer algo com moro renúncia coletiva de MPF, pf e RF

[…]

Carlos Fernando 21:19:48 Por mim, ok

21:20:07 Adoro renunciar… Rsrsrs

Laura Tessler 21:20:28 Renúncia coletiva nada….denúncia é pedido de prisão!!!!

21:21:20 Hahahhahahaha

Carlos Fernando 21:21:21 Laura é xiita.. Rsrsrs

Orlando Martello chegou a demonstrar preocupação com o ex juiz, “Estou preocupado com moro! Com a fundamentação da decisão. Vai sobrar representação para ele.” Ele justificou em precedentes stf a abertura dos áudios? Não existe nenhum precedente no STF que justifique grampos a presidente da República e tão pouco sua divulgação, o que Moro havia feito naquele momento era um crime, Moro jamais foi julgado no CNJ por causa de diversas manobras realizadas por Carmém Lúcia, conforme denunciamos em várias situações.

Mas o que demais importante aconteceu nessa nova leva da Vaza Jato foi a demonstração de que Moro agiu de forma parcial e pessoal contra Lula, passou por cima de todos os procedimentos, precedentes e jurisprudências para divulgar o áudio de Dilma e Lula, mostrando assim que suas decisões tinham cunho político e não de um juiz que estava combatendo a corrupção, agora o STF tem a prova cabal de que Moro agiu com completa parcialidade contra o ex-presidente. Por essas e outras demonstrações o STF tem a obrigação de anular a condenação de Lula e coloca-lo em liberdade.

Blogmarcosmontinelly Via Folha de São Paulo 

O episódio aconteceu na rua Diomedes Gomes, bairro São Braz, em Afogados da Ingazeira-PE, nesta  segunda-feira (09), as informações e imagens via WhatsApp, que chega ao blog, um veículo da marca Prisma, pegou fogo de repente,  as informações preliminares é que a causa do fogo foi  provocada por um curto-circuito na parte elétrica, curioso que este ano já é o 3° veículo que ocorre este tipo incêndio no município,o Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu evitar um estrago maior apagando as chamas, em relação o proprietário do carro não foram colhidas as informações oficiais.

Vídeo

Publicado por Marcos Montinelly em Segunda-feira, 9 de setembro de 2019

 

247

Um grupo de 150 juristas criticou duramente, por meio de um manifesto, a interferência direta e a manipulação jurídica na divulgação dos áudios de uma conversa telefônica entre a então presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido como preso político em Curitiba, e que acabaria por consolidar o afastamento de Dilma da Presidência pelo ex-juiz Sérgio Moro com a conivência do Ministério Público. No manifesto, os juristas ressaltam que os diálogos dos integrantes da Lava revelados neste final de semana pela Vaza Jato apontam para a “grave transgressão jurídica” do caso, além de pedirem que os envolvidos sejam “imediatamente afastados de seus cargos pelas instâncias competentes e o ex-juiz Sérgio Moro seja devidamente investigado pela sua conduta abusiva”.

“O vazamento ilegal permitido pelo juiz Moro constituiu o elemento central de uma combustão político-midiática que redundou no inevitável afastamento da presidenta democraticamente eleita, sem que houvesse sombra de ato de responsabilidade a justificar a sua deposição em termos constitucionais”, ressaltam os juristas no manifesto. Agora, sabe-se que os procuradores da Lava Jato estavam conscientes da violação jurídica que isso representava e do estrago político que viria a ser irremediavelmente causado. E, mesmo assim, agiram em absoluta afronta às suas responsabilidades funcionais, institucionais e constitucionais”, destaca o texto.

Leia a íntegra do manifesto.

A confissão golpista da Lava Jato.

As revelações do Intercept Brasil chegam à sua culminância até aqui, na reportagem hoje publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com os diálogos nela transcritos, procuradores da Força Tarefa Lava Jato admitem escandalosamente o seu desprezo à grave transgressão jurídica representada pela divulgação de áudio de conversa telefônica entre a então presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula da Silva, naquele que seria o ato decisivo para o afastamento da presidenta, praticado pelo Juiz Sérgio Moro com a anuência do Ministério Público.

Em 16 de março de 2016, num gesto ilícito e inconstitucional autorizado por Moro, foram divulgados áudios de interceptação telefônica que deveriam estar resguardados por sigilo legal, envolvendo diálogo entre a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula.

Supondo que tal conversa representasse uma tentativa de obstrução da Justiça pela iminente nomeação de Lula como ministro de Estado, o vazamento ilegal permitido pelo juiz Moro constituiu o elemento central de uma combustão político-midiática que redundou no inevitável afastamento da presidenta democraticamente eleita, sem que houvesse sombra de ato de responsabilidade a justificar a sua deposição em termos constitucionais.

Agora, sabe-se que os procuradores da Lava Jato estavam conscientes da violação jurídica que isso representava e do estrago político que viria a ser irremediavelmente causado. E, mesmo assim, agiram em absoluta afronta às suas responsabilidades funcionais, institucionais e constitucionais.

Diante disso, nós, juristas e cidadãos levamos a público nossa indignação e esperamos que todos os procuradores envolvidos nesses atos viciados sejam imediatamente afastados de seus cargos pelas instâncias competentes e o ex-juiz Sérgio Moro seja devidamente investigado pela sua conduta abusiva.

Brasília, 8 de setembro de 2019.

1. Mauro de Azevedo Menezes

2. Marco Aurélio de Carvalho

3. Fabiano Silva

4. César Pimentel

5. Leonardo Yarochewsky

6. Arnobio Lopes Rocha

7. Carol Proner

8. Alessandra Camarano Martins

9. Jorge Rodrigo Araujo Messias

10. Magda Barros Biavaschi

11. Pedro Martinez

12. Walfrido Warde Júnior

13. Margarete Pedroso

14. Adriana Ancona

15. Heitor Cornacchioni

16 . Gisele Cittadino

17 . Marcio Tenenbaum

18. Aury Lopes Jr

19. João Ricardo Dornelles

20. Izabella Hernandez Borges

21. Fabio Delmanto

22. Marcela Ortiz

23. Lênio Streck

24. Antonio Carlos de Almeida Castro (Kakay)

25. Luís Carlos Moro

26. José de Abreu

27. Gabriel Sampaio

28. Gabriela Araújo

29. Paulo Teixeira

30. Anna Candida Serrano

31. Vitor Marques.

32. Marcelo Cattoni

33. Kenarik Boujikian

34. Michel Saliba

35. Roberto Tardelli

36. Angelita da Rosa

37. Reinaldo Santos de Almeida

38. Luiz Fernando Pacheco

39. Fernando Augusto Fernandes

40. Guilherme Marchioni

41. Laio Correia.

42. Thiago Oliveira Agustín

43. Cláudio Roberto Rosa Burck

44. Uirá Azevedo

45. Nile William Fernandes Hamdy

46. Ecila Moreira de Meneses

47. Newton de Menezes Albuquerque

48. Guilherme Zagallo

49. Nuredin Ahmad Allan.

50. Maria Cristina Zanin Sant’Anna

51. Marcelise Azevedo

52. Vinicius Cascone

53. Emerson Maia Damasceno

54. Ney Strozake

55. Vera Lúcia Santana Araújo

56. Adelaide Albergaria Pereira Gomes

57. Rogerio Dultra dos Santos

58. Paulo Tavares Mariante

59. Valeria Pinheiro

60. Carlos Eduardo Soares de Freitas

61. Jonnas Vasconcelos

62. Marília Lomanto Veloso

63. Hugo Leonardo Cunha Roxo

64. Luis Vinicius Aragão

65. Maíra Andrade Dapieve Miranda

66. Wânia Guimarães Rabêllo de Almeida

67. Paulo Sérgio Weyl Albuquerque Costa

68. Gustavo Ramos

69. Alexandre Guedes

70. Marcelo Mariano Nogueira.

71. Juliana Dudkiewicz Romeiro Viana

72. Maria Lúcia Soares Viana

73. Gustavo Henrique Chaves Messias

74. José Maria de Araújo Costa

75. Inocêncio Uchôa

76. Gabriel Sampaio

77. Ricardo Estevão

78. José Carlos Cunha Muniz Filho

79. Monya Ribeiro Tavares

80. Leandro Madureira

81. Paulo Lemgruber

82. Jorge Otávio Oliveira Lima

83. Marcello Alencar de Araújo

84. Valdete Souto Severo

85. João Gabriel Pimentel Lopes

86. Thiago Minagé

87. Gisele Ricobom

88. Ana Amélia Camargos

89. Luciana Boiteux

90. José Augusto Rodrigues Jr.

91- Ione S. Goncalves

92- Carlos Eduardo Fernandez da Silveira

93. Sergio Graziano

94. Priscila Pamela C Santos.

95. Camila Alves Hessel Reimberg

96. Juliana Neuenschwander

97. Edna Raquel Hogemann

98. Luiz Felipe Muniz de Souza

99. Fernanda Graça Melo

100. Raquel Rieger

101. Roberta Cristina R. de Castro Queiroz

102. Marcelo Turbay Freiria

103. Liliane de Carvalho Gabriel

104. Ananda França de Almeida

105. Álvaro Guilherme de Oliveira Chaves

106. Weida Zancaner

107. Celso Antônio Bandeira de Mello

108. Isabela Corby

109. Alaor Almeida Castro

110. Ione S Gonçalves

111. Carlos Eduardo da Silveira

112. Pedro Serrano

113. Thayná Yaredy

114. Gabriela Salvan

115. Flávio Vilmar da Silva.

116. Felipe Mongruel

117. Alexandro Tadeu do Livramento

118. Ary Correia Lima Neto

119. Everaldo J. M. Radelinski

120. Yanne k. Teles Rodrigues

121. Roberta Baracat De Grande

121. Marcelo Porto Rodrigues

122. Luana Santos Quevedo

123. Fabio Augusto Mello Peres

124. Anelise Passos Alves

125. Ana Paula Magalhães

126. Djalma Magalhães Couto Neto

127. Silvio Augusto Couto

128. Marcio Guedes Berti

129. Ledo Paulo Guimarães Santos

130. Ricardo Ludwig Mariasaldi Pantin

131. Cristiane Sayuri Oshima

132. Decio Franco David

133. Clóvis Augusto Veiga da Costa

134. Marcelo Rodrigues Veneri

135. Carla Leonel

136. Marcus Vinicius Guedes Berti

137. Nívea Santos Carneiro

138. Cleber Pereira Leite Coutinho

139. João Bosco Euclides da Silva

140. Jucemara Beltrame

141. Marcus Giraldes

142. Antonio Pedro Melchior

143. Fabiana Marques

144. Maria José Giannella Cataldi

145. José Francisco Siqueira Neto

146. Mirian Gonçalves

147. Nilo Beiro

148. Milena Pinheiro

149. Wilson Ramos Filho

150. Luciano Rollo Duarte

Plano batizado de “Caminho para a Prosperidade” acaba com políticas de Estado e com redes de proteção social  

Rio de Janeiro 9 10 2018 O economista Paulo Guedes, que comanda o núcleo econômico da campanha do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, fala à imprensa.foto Fernando Frazão Agencia Brasil

 O ministro Paulo Guedes diz que quer fazer uma grande queima de estatais no estilo “fast track” / Fernando Frazão | Agência Brasil

Em entrevista ao jornal Valor Econômico publicada nesta segunda-feira (9) o ministro da Economia, Paulo Guedes, detalhou seus planos para o desmonte do Estado brasileiro e das estruturas de proteção e justiça social criadas nos últimos 30 anos no país.

Sem meias palavras, Guedes afirmou que pretende privatizar todas as estatais de uma vez só; acabar com os investimentos obrigatórios em áreas como saúde e educação; extinguir as deduções no imposto de renda; demitir servidores públicos e reduzir salários; acabar com os fundos setoriais; recriar a CPMF e até mudar o significado da letra “S” na sigla BNDES – que passaria a significar Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Saneamento, e não mais “Social”.

Na entrevista, ele afirma que, depois da Reforma da Previdência, o eixo central de sua próxima investida será “desindexar, desvincular e desobrigar” todas as despesas públicas em todos os níveis de governo – federal, estadual e municipal.

Tal medida significa por fim, por exemplo, à regra constitucional que obriga os governos a investirem uma porcentagem orçamentária em saúde e educação. Na saúde, essa obrigatoriedade é de 13,2% do orçamento federal, 12% do estadual e 15% do municipal. Na educação, é de 18%, 25% e 25%, respectivamente.

Para Guedes, o que fazer com tais recursos deve ser decidido pelos governos de plantão, em todos os níveis, e não a partir de uma política de Estado. “Os orçamentos públicos”, diz ele na entrevista, devem “pertencer à classe política”.

Sobre privatizações, o ministro afirmou que o governo quer pegar todas as empresas estatais, avaliar, colocar num pacote e solicitar autorização expressa do Congresso para vender tudo de uma só vez, no estilo “fast track”.

Ele disse ainda que pretende criar o “PAP” – Programa de Aceleração das Privatizações.

Além de vender “tudo”, Guedes quer demitir servidores públicos, acabar com carreiras e reduzir salários. Consequentemente, conclui ele, muitas das atuais atribuições do governo federal seriam extintas.

Em tese, tais funções seriam assumidas por Estados e Municípios – que, no mundo ideal de Paulo Guedes, agiriam sem qualquer necessidade de se subordinarem a um projeto maior de país.

Na Reforma Tributária, já em discussão no Congresso, o plano do ministro passa longe da ideia de criar alíquotas progressivas, de maneira que o peso maior recaia sobre os mais ricos.

Ao contrário, para os que ganham mais ele propõe redução de alíquota (de 27% para 25%), enquanto acaba com todas as possibilidades de dedução com despesas – como saúde, educação e outros – e estabelece contribuição obrigatória para quem ganha a partir de um salário mínimo. Hoje, são isentos todos os que ganham até dois salários mínimos.

O conjunto de medidas anunciadas na entrevista, segundo Guedes, obedece a um plano elaborado no Palácio do Planalto, com anuência do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e já batizado de “Caminho para a Prosperidade”.

Em quase todos os casos, para levar o projeto adiante, é necessária aprovação do Congresso Nacional.

Para fazer frente a esse projeto, que vem sendo esboçado desde o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff (PT) e se acentuou no governo Bolsonaro, foi lançada na semana passada em Brasília a Frente Popular em Defesa da Soberania Nacional, reunindo mais de 300 lideranças sociais e políticas.

Seleção brasileira equilibra o jogo por 30 minutos, tem técnico excluído no segundo período e acaba dominada no último quarto, perdendo vaga nas quartas de final. Argentina e EUA estão na Olimpíada de Tóquio e país vai jogar pré-olímpico

O Brasil brigou. Foi um time completamente diferente do que enfrentou a República Tcheca, no último sábado. Mas, contra os Estados Unidos, por mais que eles tenham nesta Copa do Mundo o seu time C, entrega e disposição não são suficientes. Não há espaço para falha. Não dá para fechar os olhos. E o Brasil, apesar dos predicados apresentados, não conseguiu um milagre. Bem na defesa, mas errando no ataque, o time não tirou a invencibilidade dos americanos, agora em 48 jogos (não perdem em Olimpíada e Mundial desde 2006), foi derrotado por 89 a 73 e está eliminado do Mundial da China. A República Tcheca, apesar do revés para a Grécia, é a segunda classificada do Grupo K.

Durante a partida, os atletas reclamaram muito da arbitragem. Ainda no segundo quarto, o técnico croata Aleksandar Petrovic, levou duas faltas técnicas e foi excluído da partida, invadindo a quadra para reclamar. Leandrinho, no último quarto, já com o jogo escapado, fez o mesmo para pedir duas faltas que não foram dadas. Varejão terminou com 14 pontos, sete rebotes e três assistências. Benite, em seu melhor jogo, anotou 21 pontos. Leandrinho fez 14. Nos Estados Unidos, Kemba Walker fez 16, mesmo número que Myles Turner, com oito rebotes. Barnes anotou outros dez.

Por fim, o Brasil termina a Copa do Mundo com três vitórias, sobre Nova Zelândia, Grécia e Montenegro, e derrotas para Estados Unidos e República Tcheca na segunda fase, essa última sim, dolorida. No sábado, se tivesse vencido os tchecos, o Brasil já estaria classificado para as quartas de final. Com a saída da seleção, as duas vagas das Américas via Mundial estão definidas: Estados Unidos e Argentina.


Brasil no Pré-Olímpico

Apesar do revés, o Brasil ainda segue com chances de jogar a Olimpíada de Tóquio. Como ficou entre os 16 melhores da Copa do Mundo, o time está garantido em um dos pré-olímpicos mundiais, em junho do ano que vem. Serão 24 seleções, divididas em quatro grupos de seis. Apenas o campeão de cada torneio se classifica e fica entre os 12 que vão ao Japão.

A derrota para os Estados Unidos e a eliminação da Copa do Mundo deve significar também o fim de um ciclo para alguns dos nomes da seleção brasileira em Mundiais. Anderson Varejão, com 36, Huertas, com 36, Leandrinho, com 37, e Alex, com 39, já citaram, e o tempo mostra que esse é o caminho mais que provável. Antes, contudo, todos devem se colocar à disposição para o ano que vem, no pré-olímpico.

O plano de jogo do Brasil não mudou para o terceiro período. Manter o jogo cadenciado, no cinco contra cinco, e apostar em Benite, com a mão quente. Nos quatro primeiros minutos, o ala chegou aos 18 pontos, mas os Estados Unidos seguiam vencendo por 48 a 44. Caboclo, por queda no início do quarto, parecia mancar. Variando na defesa, e com a bola de três não caindo, o Brasil viu os americanos abrirem sua maior vantagem até então, com 11 pontos: 59 a 48, com Kemba e Turner com 16 e 13 pontos. Aplicado defensivamente, o Brasil esbarrava na forte defesa americana e tinha aproveitamento bem ruim. A marcação, contudo, mantinha a equipe razoavelmente no jogo, apesar da vantagem americana subir para 11 pontos novamente em bola de três de Donovan Mitchell para fazer 67 a 56.

Reclamando demais da arbitragem, em dois ataques seguidos com Leandrinho, o Brasil perdeu o fio do jogo. Faltando oito minutos para o fim, os americanos colocaram 73 a 58 em cravada de Barnes. O Brasil parou o jogo. Na volta, a energia não foi a mesma. A meia-hora de energia não seguiu. O Brasil seguiu correndo, tentando diminuir a vantagem dos americanos, mas talvez a pilha da arbitragem pesou tanto quanto o talento dos rivais. Faltando dois minutos para o fim do duelo, a vitória americana era questão de acompanhar o cronômetro com o placar em 87 a 68. O tempo correu, e os Estados Unidos venceram por 89 a 73.

Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em sua residência no bairro Olho d’Água, na manhã desta segunda-feira (9).

 

O juiz da 7ª Vara Criminal de São Luís, Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em sua residência no bairro Olho d’Água, na manhã desta segunda-feira (9).

Segundo as primeiras informações da polícia, a empregada encontrou o corpo da vítima sem vida dentro da piscina da residência. O corpo não tinha sinais de lesões, apenas apresentava inchaço e sangramento pelas narinas.

Por meio de nota, a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) lamentou falecimento do juiz.

Leia a nota na íntegra:

Com imenso pesar, a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) tomou conhecimento, na manhã desta segunda-feira (9), do falecimento do juiz Fernando Cruz, titular da 7a Vara Criminal da Comarca da Ilha de São Luís. De imediato, o presidente Angelo Santos acionou a Diretoria de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça para que sejam efetuadas as averiguações preliminares das circunstâncias que ocasionaram a morte do magistrado. A AMMA lamenta o ocorrido, solidariza-se com familiares, amigos e com toda a Magistratura maranhense, abalados pela dor da perda do estimado colega. G1 MA

Segundo o jornalista Kennedy Alencar, as novas revealções da Vaza Jato mostram que a Operação Lava Jato “atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula”. “Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem”.

 Após a nova Vaza Jato, o jornalista Kennedy Alencar reforça que Sérgio Moro, agentes da PF e procuradores “mantiveram em segredo diálogos de Lula com o então vice-presidente Michel Temer na busca de um entendimento para evitar o impeachment”. “Esconderam também toda a hesitação do petista em aceitar ser ministro da Casa Civil”, destaca ele em seu blog.

“Mas a Lava Jato, ciente disso, manipulou a opinião pública e mudou o rumo da história do país para que chegássemos hoje ao governo Bolsonaro. Até agora, muita gente dizia que a Lava Jato contribuiu para o impeachment”, diz Alencar.

De acordo com o jornalista, a reportagem do Intercept  Brasil em parceria com o jornal Folha de S.Paulo, “mostra que a Lava Jato atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula”. “Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem”.

“Se as ações de Moro, delegados da PF e procuradores da República são um combate legal à corrupção, o país está frito. Está nas mãos de um estado paralelo que persegue inimigos políticos. Ontem foi Lula. Amanhã serão os críticos desses messiânicos que abusaram do seus poderes”.

Funcionário do INSS de Salgueiro morre em acidente automobilístico na BR-232

Uma colisão lateral entre uma caminhonete F-1000 e um caminhão Mercedes-Benz matou o servidor público Alexandre Alves de Sá, funcionário da agência do INSS de Salgueiro. O sinistro aconteceu na noite desse domingo, por volta das 21h30, no km 501,5 da BR-232, próximo à ponte sobre o Rio Mandim, entre Verdejante e Salgueiro.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, Alexandre estava conduzindo a caminhonete de placa KHN-6670 quando colidiu lateralmente com o caminhão de placa KLX-8689, inscrição de Arcoverde. Ainda não se sabe o motivo do acidente.

Irmão de Dr. Inácio de Sá, importante figura profissional e política da história de Salgueiro, o funcionário do INSS estava retornando de um sítio que tinha no município de Verdejante. ( Alvinho Patriota)

Homem é preso com 29kg de pasta base de cocaína em Petrolina

Foto: 2° BIEsp

Um homem foi preso transportando 29kg de pasta base de cocaína em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações do 2° Batalhão Integrado Especializado (BIEsp) da Polícia Militar, a prisão foi feita no sábado (7), durante uma operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal da cidade de Senhor do Bonfim, BA.

De acordo com o BIEsp, a PRF abordou o veículo e o motorista teria demonstrado atitude suspeita. Com a ajuda de um cão farejador da PM, a droga foi encontrada dentro da carroceria do veículo, Segundo o motorista, a pasta base veio do Sudeste para ser distribuído no Nordeste.

O motorista do carro e o material apreendido foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Juazeiro, BA. (Com informações do G1)

Pernambuco recebe investimento de R$ 200 milhões em conectividade

Em parceria com os investidores pernambucanos, a empresa norte-americana Seaborn Networks está investimento R$ 200 milhões na implantação de uma rede de transmissão por meio de  cabos submarinos. Esse empreendimento irá posicionar o Recife estrategicamente no mercado global de dados, porque, com os cabos de fibra ótica, será possível transmitir dados como voz, imagens e mensagens em alta velocidade.

Para o Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, as expectativas são as melhores. “Com esse investimento, que a gente articulou e conseguiu mostrar a vantagem dessa empresa de instalar aqui em Pernambuco, a gente tá entrando num patamar de competitividade para economia nova muito importante” afirma. Em entrevista concedida ao programa CBN Recife, na manhã deste sábado (07), ele fez uma análise do investimento, abordando os impactos e benefícios que o empreendimento irá promover, além dos prazos referentes a efetivação do investimento. Confira a  entrevista completa no play acima

Bolsonaro não tem dor ou febre e faz fisioterapia, diz boletim médico 

O presidente Jair Bolsonaro está sem dor ou febre após ter sido submetido à quarta cirurgia desde que levou uma facada no abdômen em setembro do ano passado. Segundo o boletim médico divulgado na manhã de hoje (9) pelo Hospital Vila Nova Star, Bolsonaro vai começar a fisioterapia motora, podendo sentar na poltrona e caminhar pelo quarto. De acordo com o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, a movimentação é importante para que o presidente recupere as atividades intestinais.

A alimentação até o momento está sendo feita pela dieta líquida. Segundo Antônio Antonietto, diretor-médico do Nova Star, hospital da capital paulista onde Bolsonaro está desde a noite de sábado (7) para ser submetido ao procedimento, o presidente comeu ao menos três potes de gelatina, tomou chá e caldo ralo. A cirurgia corrigiu um problema de hérnia surgido em decorrência do ferimento do atentado do ano passado. A técnica utilizada foi a herniorrafia incisional com implantação de tela.

Atividades

Segundo o boletim, a orientação é que as visitas ao presidente sejam restritas. Rêgo Barros informou que ontem (8) Bolsonaro recebeu o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e hoje deve ter um encontro com o vice-presidente Hamilton Mourão, presidente em exercício

Motoristas de transportes alternativos protestam em vias de Pernambuco

Pelo menos três protestos foram registrados na manhã desta segunda-feira (9) em diferentes vias de Pernambuco. A manifestação  encabeçada por motoristas de transportes alternativos, reivindica  a regulamentação da atividade e protesta contra a lei 13.855/2019, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada hoje no Diário Oficial da União.

Não há informações se os motoristas de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), estão organizando alguma manifestação nos próximos dias. Pelo estado, as reivindicações acontecem na PE-60, em Sirinhaém, na Zona da Mata Sul; nos dois sentidos do km 22 da BR-101, próximo a Goiana, na Região Metropolitana do Recife (RMR); e no sentido Recife da BR-408, em São Lourenço da Mata, também na RMR, que já foi liberado.

Juazeiro (BA): Identificados quatro jovens que morreram afogados no Projeto Curaçá NH-3

A polícia identificou os quatro jovens que morreram afogados na madrugada do domingo (08), após o carro em que estavam despencar num canal de irrigação localizado no Núcleo Habitacional (NH3) do Projeto Curaçá, distrito de Itamotinga, zona rural de Juazeiro (BA), e não no município de Curaçá como este Blog havia noticiado.

As vítimas foram identificadas como Nágila dos Santos, de 20 anos, Orlando da Silva Cordeiro, de 21 anos, José Johnatas Alves da Silva, de 24 anos e Erico Leite Monteiro, de 20 anos.

Informações dão conta de que o motorista perdeu o controle numa curva que fica antes do canal e não conseguiu impedir que o veículo caísse na água.

Populares se deslocaram até o local da tragédia e acionaram as equipes responsáveis que fizeram a remoção dos corpos.  Não foram divulgados locais e horários dos sepultamentos.

Contribuinte pode consultar hoje 4º lote de restituição do IR 

A consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2019 será aberta hoje (9), a partir das 9h. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões. Segundo a Receita Federal, o dinheiro será depositado nas contas no dia 16 de setembro.

O lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. A consulta para saber se a declaração foi liberada pode ser feita acessando a página da Receita na internet. O contribuinte também pode ligar para o Receitafone 146 e informar o CPF e a data de nascimento. Se estiver incluído no lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve ligar nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isso significa que quem entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet.

Em entrevista publicada nesta segunda-feira (9) pelo jornal Valor Econômico, o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou sobre a nova política fiscal do governo Bolsonaro e disse o que o capital financeiro quer ouvir: “Vamos desindexar, desvincular e desobrigar todas as despesas de todos os entes federativos”.

E completou escancarando o seu entreguismo: “Eu quero privatizar todas as empresas estatais”. Guedes também anunciou a criação da nova CPMF.  O ministro da Economia informou que o governo Bolsonaro fará uma “transformação sistêmica”.

Segundo ele, o eixo dessa transformação é “desinvestir e desmobilizar ativos públicos”.

Guedes quer uma via rápida para consumar seu plano de pritatizações. Diz que fará a lista das empresas públicas a serem alienadas e o governo vai fazer aprovar uma lei autorizando a inclusão dessas empresas no Programa de Desestatização.

O ministro não deixou dúvida quanto à voracidade fiscal do governo Bolsonaro e deixou claro que vai meter a mão no bolso do povo. A reforma tributária vai trazer novos impostos – o IVA-Dual e o Imposto sobre Transações Financeiras, que é a CPMF com novo nome.

Leia a íntegra da entrevista 

Uso de asfalto ecológico em rodovias pode virar lei em Pernambuco

Cerca de 450 mil toneladas de pneu são descartadas por ano no Brasil de forma irregular no meio ambiente. Para se ter uma ideia do prejuízo ambiental, um pneu pode demorar até 600 anos para se decompor na natureza. Há muitas alternativas de reciclagem do produto, mas seu uso depende, muitas vezes, da iniciativa do poder público.

Em Pernambuco, o deputado estadual Gustavo Gouveia (DEM) elaborou o Projeto de Lei (PL) nº 0395/2019, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde propõe o uso do asfalto ecológico na pavimentação e recapeamento de rodovias e recuperação de vias públicas no estado.

Por não aceitar o fim do relacionamento, o agricultor rural Robeksandro Rodrigues de Lucena, de 32 anos de idade, invadiu a residência da ex-esposa, Crislândia Pereira Lima, 30 anos, esfaqueou o padrasto e um irmão da mulher, e agrediu outras três pessoas da família, que se encontravam no imóvel, fato ocorrido, por volta das 23h, deste domingo (8), Avenida Alves Camboim, centro da cidade de Princesa Isabel.
De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, emitido pela Polícia Militar, primeiro o acusado foi até a residência da família e teria agredido a sua ex-companheira e saído em seguida, prometendo voltar. Pouco tempo depois, segundo consta no Boletim de Ocorrência, Robeksandro Rodrigues, voltou trazendo com ele uma faca-peixeira e começou a agredir os familiares, entrando um luta corporal com membros da família.
Ainda de acordo com B.O, o agressor desferiu vários golpes de faca-peixeira, atingindo o padrasto e o irmão da mulher. Os dois foram socorridos por populares para o hospital de Princesa Isabel, onde deram entrada em estado grave. Segundo a PM, o padrasto da companheira do acusado não resistiu aos ferimentos provocados pela faca e morreu, enquanto recebia atendimento na unidade hospitalar. Já o irmão da mulher continua internado em estado grave.
Acionada, a Polícia Militar se deslocou para o local, onde o acusado foi preso em flagrante, ainda com a faca em punho. Ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram tomadas as medidas cabíveis na lei

Pastor natural de Itapetim e esposa morrem em acidente

Um casal morreu no fim da madrugada deste sábado (7) em um acidente na rodovia dos Tamoios (SP-99), em São José dos Campos (SP). As vítimas são um pastor e a esposa que foram atropelados enquanto empurravam o próprio carro, que parou por causa de uma pane.
Segundo Polícia Rodoviária Estadual, o pastor Valdeir Nunes, de 44 anos, e a mulher, a missionária Rosemeire Silva Araujo, de 38 anos, estavam a bordo do carro, no km 6,5, quando o automóvel deles parou de funcionar. A suspeita é que tenha ocorrido uma pane seca.
Eles empurraram o carro no acostamento e foram atingidos por um carro desgovernado. As circunstâncias do acidente serão apuradas.
De acordo com a polícia, o casal foi prensado entre os veículos. O filho do casal, de 18 anos, estava no veículo, mas não teve ferimentos. A família seguia para um desfile cívico em que o jovem participaria.
A mulher morreu no local. O pastor foi socorrido em estado grave e levado para o Hospital Municipal da Vila Industrial, mas não resistiu aos ferimentos e morreu de manhã.
O motorista do outro carro também foi socorrido com ferimentos. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele foi atendido e teve alta à tarde.
Valdeir era natural de Itapetim e sobrinho de Antônio Biró do Sítio Mocambo. A esposa era paulista. Eles eram membros da igreja Assembleia de Deus Ministério do Belém. O pastor atuava no momento em uma igreja no Campos de São José.

A revelação de ontem da Vaza Jato, de que Sergio Moro e sua equipe conspiraram para derrubar a ex-presidente Dilma Rousseff, prender o ex-presidente Lula e solapar a democracia brasileira, não significa que a Vaza Jato esteja perto fim. O recado foi dado pelo próprio Glenn Greenwald. Confira seu tweet e artigo de Kennedy Alencar:

Glenn Greenwald

@ggreenwald

Como eu disse há meses – com base na minha experiência em relatar o arquivo Snowden – algumas das revelações mais importantes com grandes vazamentos ocorrem no quarto, quinto e sexto meses. A de hoje na @Folha é uma delas. Tem muitas outras: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/09/conversas-de-lula-mantidas-sob-sigilo-pela-lava-jato-enfraquecem-tese-de-moro.shtml  https://twitter.com/Haddad_Fernando/status/1170650037279477761 

Conversas de Lula mantidas sob sigilo pela Lava Jato enfraquecem tese de Moro – 08/09/2019 – Poder…

PF gravou 22 telefonemas do ex-presidente após ordem para interromper escuta que revelou diálogo com Dilma em 2016

folha.uol.com.br

Fernando Haddad

@Haddad_Fernando

Sou testemunha do quanto Lula relutou, por meses, em aceitar convite de Dilma para integrar seu governo, até que ele cedeu aos apelos. Hoje ficamos sabendo que Moro ou a PF conheciam os fatos, mas cometeram o crime de vazamento seletivo e ilegal para fortalecer o impeachment.

Por Kennedy Alencar – É gravíssima a reportagem publicada hoje pela “Folha de S.Paulo” e o “The Intercept Brasil” com o título “Conversas de Lula mantidas sob sigilo pela Lava Jato enfraquecem tese de Moro”.

A reportagem revela que Moro, policiais federais e procuradores da República agiram para interferir no processo político a fim de evitar a nomeação de Lula para a Casa Civil no governo Dilma e contribuíram para radicalizar o ambiente político no país, tramando a queda da então presidente petista do poder.

Leiam a reportagem e os diálogos na íntegra no final deste texto. Procuradores celebram estratégia política e ilegal. Sem humanidade, chamam Lula de “9”, numa referência pejorativa aos nove dedos do presidente, que perdeu um deles em acidente de trabalho. Deixam claro que seguiram orientações de “Russo”, apelido de Moro, que agiu como acusador e não juiz na Lava Jato. Todos demonstram ter ciência de que praticavam ilegalidades e alguns zombam disso no Telegram. Neste episódio, vazaram o que interessava para manipular a opinião publica, criar mobilizações nas ruas contra o governo e envenenar o debate político.

Moro, agentes da PF e procuradores mantiveram em segredo diálogos de Lula com o então vice-presidente Michel Temer na busca de um entendimento para evitar o impeachment. Esconderam também toda a hesitação do petista em aceitar ser ministro da Casa Civil. Quem acompanhou os bastidores de verdade e tinha informação na época sabe que o motivo principal daquela articulação era tentar salvar o governo, não obter foro privilegiado no STF.

Mas a Lava Jato, ciente disso, manipulou a opinião pública e mudou o rumo da história do país para que chegássemos hoje ao governo Bolsonaro. Até agora, muita gente dizia que a Lava Jato contribuiu para o impeachment. Essa reportagem mostra que a Lava Jato atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula. Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem.

Se as ações de Moro, delegados da PF e procuradores da República são um combate legal à corrupção, o país está frito. Está nas mãos de um estado paralelo que persegue inimigos políticos. Ontem foi Lula. Amanhã serão os críticos desses messiânicos que abusaram do seus poderes.

Se o Supremo Tribunal Federal, a Procuradoria Geral da República, o Conselho Nacional de Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público e o Congresso tinham dúvidas de que precisam tomar providências para investigar e punir crimes e abusos de poder das estrelas da Lava Jato, a reportagem de hoje elimina qualquer hesitação ou objeção a uma resposta dura da parte de nossas instituições.

Leiam a reportagem. Vejam os diálogos da Lava Jato sobre conversas de Lula. Leiam os resumos de conversas grampeadas de Lula com Temer e aliados.

Tirem suas conclusões se são métodos de um Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal de uma democracia plena ou de uma república de bananas. A lei e o jornalismo devem valer para todos. A Vaza Jato está dando uma contribuição ao combate à corrupção no Brasil. Só não enxerga quem não quer. (247)

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva foi ao Twitter pedir que o Fantástico, programa da Rede Globo, dê o mesmo espaço ao novo lote de conversas atribuídas a integrantes da força-tarefa da Lava Jato publicadas neste domingo (08) que o Jornal Nacional deu ao diálogo grampeado que teve com a então presidente Dilma Rousseff.

https://static.poder360.com.br/2019/09/Captura-de-Tela-2019-09-08-a%CC%80s-20.05.56-450x198.png

Na ocasião, o ex-juiz e atual ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) divulgou um telefonema no qual os petistas tratavam da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil. O diálogo fez com que o STF (Supremo Tribunal Federal) anulasse a posse do ex-presidente como chefe da pasta por darem a entender que a intenção era travar as investigações sobre Lula às vésperas na abertura do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff.

As conversas divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo em parceria com o Intercept Brasil, site que teve acesso à troca de mensagens, o ex-presidente demorou a aceitar o convite de Dilma para aceitar o cargo de ministro e só aceitou chefiar a pasta depois de ser pressionado por aliados políticos.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel

Escola Monteiro Lobato

 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho

Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!