O médium João de Deus foi condenado, nesta quinta-feira (25), a 44 anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado, acusado de cometer quatro estupros — dois deles contra vítimas vulneráveis. A decisão é do juiz Marcos Boechat Lopes Filho, do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). Os fatos ocorreram entre 2009 e 2018 e envolveram cinco vítimas. No entanto, o réu foi absolvido do crime registrado por uma delas, por insuficiência de provas.
Além da pena, o magistrado condenou João de Deus ao pagamento de indenização por danos morais às vítimas. Os valores variam de R$ 20 mil a R$ 75 mil. O acusado permanecerá em prisão domiciliar, determinada após julgamento de outro processo ao qual respondeu, e pode recorrer da sentença.
Procurado pela reportagem, o advogado de defesa de João de Deus, Anderson Van Gualberto, afirmou que ainda não foi intimado sobre a sentença. Mesmo assim, acrescentou que pretende recorrer às demais instâncias do Poder Judiciário em caso de condenação.
O advogado reforçou que, após análise dos fundamentos da sentença, apresentará recursos. “O espetáculo público promovido em torno do processo do sr. João Teixeira de Faria tem impedido uma análise imparcial de todos os elementos que envolvem o caso ‘João de Deus'”, comentou Anderson, em nota. 

Houve um incêndio provocado por resíduos de carvão no duto de ventilação da mina, localizada na região de Kemerovo, na Sibéria.

Ao menos 52 pessoas morreram após um acidente em uma mina de carvão na Rússia nesta quinta-feira (25). Pela manhã, tarde na Rússia, o governo confirmava 11 mortes, enquanto equipes de resgate tentavam socorrer os corpos das vítimas e outras 35 pessoas que ainda estavam presas sob a terra.

O socorro, porém, precisou ser interrompido devido ao risco de explosões. Conforme os novos números divulgados pela Tass, principal agência de notícias russa, três resgatistas morreram enquanto tentavam socorrer as vítimas.

Houve um incêndio provocado por resíduos de carvão no duto de ventilação da mina, localizada na região de Kemerovo, na Sibéria.

Antes mesmo da atualização no número de mortes, o governador regional Sergei Tsivilev decretou luto oficial de três dias e disse que, além dos óbitos confirmados e dos que ainda estão presos na mina, há dezenas de vítimas recebendo atendimento médico, várias delas com sintomas de intoxicação por fumaça.

Imagens de emissoras locais mostram equipes de resgate e ambulância chegando ao complexo onde a mina está localizada, em uma região a cerca de 3.500 km de Moscou.
De acordo com as autoridades, havia em torno de 285 pessoas trabalhando quando a fumaça começou a se espalhar, das quais 239 conseguiram chegar à superfície.

Imagem mostra equipe de resgate após incêndio em mina de carvão na região de Kemerovo, na Rússia, no dia 25 de novembro — Foto: Comitê Russo de Investigação/Reuters

“Por enquanto, não há fumaça densa, então esperamos que não haja fogo”, disse Tsivilev em vídeos compartilhados em seu canal no Telegram. Segundo ele, porém, o sistema de comunicação subterrâneo, que permitiria o contato com os trabalhadores que ainda estão na mina, não está funcionando.

Ainda de acordo com o governador, os níveis de metano e CO2 na área da mina estão muito altos, motivo pelo qual as operações de resgate foram temporariamente suspensas.

Na televisão estatal, o presidente Vladimir Putin disse que conversou com o governador e descreveu o acidente como um “grande infortúnio”.

“Infelizmente a situação não está ficando mais fácil. E há um perigo para as vidas das equipes de resgate. Esperamos que eles possam salvar o maior número de pessoas possível”, disse Putin.

O braço regional do Comitê Investigativo da Rússia informou que abriu um processo para apurar as causas do acidente — a princípio, um inquérito criminal, que deve analisar se houve negligência por parte dos gestores da mina. O local pertence à empresa privada Siberian Business Union.

A mina, que começou a operar em 1956, registrou um acidente em outubro de 2004, quando uma explosão de gás metano deixou 13 mortos. Em 1981, outra explosão matou cinco pessoas.

Os acidentes em minas da Rússia, assim como em outras regiões da antiga União Soviética, frequentemente são relacionados à falta de respeito às normas de segurança, à má gestão ou à deterioração das instalações.

O acidente mais grave dos últimos anos deixou mais de 100 mortos em 2007, também em Kemerovo, quando houve uma explosão na mina Ulyanovskaya. Em 2010, na mesma região, foram 91 mortos e mais de 100 feridos em novo acidente.

Em agosto de 2017, oito trabalhadores desapareceram após uma inundação em uma mina de diamantes na Sibéria explorada pelo grupo russo Alrosa, maior produtor mundial. A empresa suspendeu os trabalhos de resgate após três semanas de busca pelos desaparecidos. Em outubro de 2019, um acidente em uma represa ilegal de uma mina de ouro na Sibéria deixou 17 mortos.

As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

 

 O Brasil registrou 281 mortes por Covid e 12.191 casos da doença, nesta quinta-feira (25). Com isso, o país chega a 613.697 vidas perdidas e a 22.055.608 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

As médias móveis de óbitos e de casos estão em queda, ambas de 17%, em relação aos dados de duas semanas atrás. Elas são agora de 217 mortes por dia e 9.450 infecções diárias.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 1.592.298 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quinta. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 52.000 primeiras doses, 1.274.821 segundas doses. Além disso, foram registradas 23.178 doses únicas e 242.299 doses de reforço.

Ao todo, 158.447.349 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil –127.075.618 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 131.649.449 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 74,28% da população com a 1ª dose e 61,72% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 97,75% e 81,22%.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 

 

Após 15 anos, jogador italiano descobre que não namora modelo Alessandra Ambrosio e que caiu em golpe; entenda

O jogador de vôlei italiano Roberto Cazzaniga acreditou durante 15 anos que namorava à distância a modelo brasileira Alessandra Ambrosio, que já protagonizou campanhas publicitárias com Cristiano Ronaldo. 

 

A história foi revelada em um programa de televisão, transmitido nesta terça-feira (24), que reuniu provas de que ele estava sendo enganado. “Como posso explicar para você? “. “Tenho tantas dívidas, não é fácil acordar do coma”, disse chorando.

A família e amigos de Cazzaniga pediram ajuda ao programa Italia Uno para colocá-lo diante de uma dura realidade: ele foi vítima durante 15 anos de um golpe que o levou a dar dinheiro a uma mulher chamada Maya com quem acreditava estar noivo, mas que nunca se encontrou pessoalmente.

A golpista foi apresentada há vários anos por uma amiga em comum chamada Manuela. Segundo o jornal italiano Il Fatto Quotidiano, na realidade quem falava com o jogador era Valeria, que recebia o dinheiro que ele enviava periodicamente para custear tratamentos de supostos problemas cardíacos. Ele perdeu € 700 mil (R$ 4,3 milhões). O golpe é semelhante ao aplicado por um jovem na Bahia, em 2016.

“Um dia ele estava no quarto, no escuro. Eu o vejo chorar, pergunto o que ele tem e ele me diz que se apaixonou, mas essa mulher está na UTI para fazer uma operação cardíaca e não pode ir ao hospital porque ficaria com raiva “, disse Danilo, o irmão do jogador de vôlei.

O jogador chegou a pedir empréstimos para conseguir enviar dinheiro para a namorada virtual. Mas foi a ajuda dos amigos e familiares, que procuraram o programa de televisão, que fizeram o atleta descobrir o golpe e apresentar queixa à polícia.

O programa de TV também localizou a mulher que Cazzaniga mandava dinheiro, mas ela negou tudo. “Eu sou Valéria e sou amiga da Maya há muito tempo, conheci-a no período em que conheci a Manuela”, disse a mulher. A reportagem perguntou o motivo dela receber o dinheiro enviado pelo atleta. Após um breve silêncio, ela respondeu: “Enfim, seja o que for que eu fale, acho que você não acredita em mim.”

Bolsonaro se posiciona contra a regulamentação e modernização das mídias digitais Lula é a favor

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), provocado sobre a regulamentação da mídia, se colocou contra a medida. A declaração foi dada durante entrevista à Rádio Sociedade da Bahia, na manhã desta quinta-feira (25). O político confrontou o ex-presidente Lula (PT), que se colocou favorável à medida nas mídias tradicionais e digitais.

 

“Eu nunca falei de regulamentar. O Lula tá ameaçando fazer isso. A imprensa tem que tá funcionando, mesmo alguns funcionando divulgado fake news. Só quer regulamentar a mídia quem quer regulamentar sem ela. Como é a mídia na Venezuela? Controlada. Quem ajudou lá? O Lula. (…) Então quem faz isso não quer democracia. É a política dele”, disse.

Depois de ser bastante criticado pelo comentário, feito durante uma entrevista ao apresentador José Eduardo, na rádio Metrópole, o petista resolveu mudar de tom sobre a sua proposta de regulamentação. Agora, ele diz que a questão cabe ao Congresso e que não sabe “por que há tanta polêmica” em torno do assunto.

O governador Rui Costa (PT) chegou a corrigir a liderança e disse que, na verdade, a ideia era “mordenizar e democratizar os meios de comunicação”.

“É mordenizar, democratizar os meios de comunicação. Queremos fazer a modelagem igual tem países democráticos do mundo. Modernizar, democratizar, isso siginifica dar oportunidade nas regiões, aos jornalistas, aos blogueiros, precisamos fazer”, afirmou, também em entrevista à mesma rádio.

O Ministério Público de Alagoas (MPAL) emitiu uma série de sugestões à Polícia Militar de Alagoas (PMAL) sobre como proceder com os policiais que se recusaram a tomar vacina contra a Covid-19. No ofício enviado ao comando da instituição, a promotora Karla Padilha detalha que 162 militares estão nessa situação. O documento é datado da última terça-feira (22) e a Polícia Militar tem cinco dias para responder se acata ou não à sugestão.

A promotora sugere que o militar relutante à vacinação seja afastado de qualquer serviço extra remunerado, como Força Tarefa e Ronda no Bairro, com a finalidade de diminuir o risco de contágio de seus pares e também da população em geral. Outra medida sugerida é que seja exigida a comprovação de vacinação para que qualquer policial militar possa participar de cursos exigidos para sua promoção na carreira militar.

 

Além disso, a promotora sugere que seja determinado que o policial só possa assumir seu posto em viatura ou onde estiver lotado, no serviço ordinário, após comprovação de sua vacinação. “Noutras palavras, somente seja permitida a assunção de postos de trabalho, no âmbito da PM, aos comprovadamente vacinados. Sendo assim, os não vacinados sem justa causa devidamente atestada serão passíveis de responsabilização pelo abandono de posto ou, eventualmente, até com decretação da pena de deserção”, explica Padilha.

Por fim, Karla Padilha sugere também que seja oportunizado aos PMs ainda não vacinados que justifiquem, em prazo a ser estipulado, o porquê da não vacinação, apresentando, se for o caso, laudo médico atualizado que possa demonstrar a não indicação de aplicação das doses vacinais.

No ofício, a promotora cita que há alguns militares que também se recusam a assinar termo de responsabilidade recusando a vacina. A promotora afirma que tais exigências se compatibilizam com todos os demais regramentos impostos ao policial militar para que possa assumir posto de trabalho, como a exigência de que esteja barbeado, cabelo cortado, portando arma e em cumprimento a outras obrigações semelhantes.

Padilha ressaltou que o próprio Exército já exige comprovação de determinadas vacinas para militares, a exemplo de exigência para participação em missões de paz e outras atividades. “Reafirme-se ainda haver entendimento firmado pelo pleno do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a possibilidade de imposição de restrições aos que se recusem à vacinação sem motivação médica, reconhecendo que as autoridades podem adotar, no âmbito de suas competências, a determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas”.

O OUTRO LADO

Gazetaweb procurou a assessoria de comunicação da Polícia Militar de Alagoas, mas não recebeu respostas até a publicação desta matéria.

Um avião bimotor caiu em mar aberto nas proximidades de Ubatuba, no litoral norte de SP, por volta das 21h desta quarta-feira (24).

A TV Globo inicialmente tinha apurado com o Corpo de Bombeiros, durante a madrugada, que a aeronave tinha desaparecido na região de de Paraty e Trindade, na Costa Verde do RJ — vizinha à de Ubatuba. A corporação atualizou o local da queda na manhã desta quinta (25).

A mãe do copiloto, identificado como José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos, informou que havia três pessoas a bordo da aeronave: José, o piloto e um tripulante.

O voo saiu às 20h30 do Aeroporto dos Amarais, em Campinas e pousaria no Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, há uma operação de resgate em andamento em conjunto com a Marinha e a Capitania dos Portos.

Em entrevista ao Bom Dia Rio, a namorada do copiloto, Thalya Viana, disse que a família ainda está sem informações.

“Estamos desde 21h tentando conseguir qualquer informação. A primeira informação que nós tivemos foi que o avião caiu, depois a informação era que caiu, mas que eles já tinham sido resgatados, depois a informação foi que não caiu, que eles fizeram um pouso forçado por perda de motor, e o pouso foi entre Ubatuba e Trindade, e que eles teriam sido resgatados. Só que eles não foram resgatados. A gente ligou para todos os hospitais próximos ao local, e ele não deu entrada — nós procuramos pelo nome, pelo CPF, tudo”, disse.

O Piauí apresentou uma variação grande no registro de casos. Nesta quarta, o valor ficou negativo (-7.703), após um registro elevado de mais de 8.000 infecções, na terça.

O Piauí apresentou uma variação grande no registro de casos. Nesta quarta, o valor ficou negativo (-7.703), após um registro elevado de mais de 8.000 infecções, na terça.

A média móvel de mortes está em estabilidade, ou seja, sem variações superiores a 15% em relação aos dados de duas semanas atrás. Ela agora é de 217 óbitos por dia.

Já a média de casos apresenta queda de 17% e agora está em 9.528 infecções por dia.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 446.502 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quarta. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 193.556 primeiras doses e 338.974 doses de reforço.

Os dados de segundas doses e doses únicas ficaram negativos, nesta quarta.

Bahia e Mato Grosso do Sul apresentaram grandes revisões de segundas doses, respectivamente de — 753.931 e — 32.328. Nas doses únicas, houve revisões no Ceará e no Mato Grosso do Sul, que registraram, respectivamente, — 626 e — 27.257 doses.

Ao todo, 158.395.349 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil –125.800.797 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 130.351.450 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 74,25% da população com a 1ª dose e 61,11% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 97,72% e 80,42%.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

A Caixa paga nesta quinta-feira (25) o Auxílio Brasil para beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 7. O valor médio do benefício é de R$ 217,18. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.
O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.
Benefícios básicos
O novo programa social tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou em competições científicas e acadêmicas.
Podem receber o Auxílio Brasil as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.
A reportagem elaborou um guia de perguntas e respostas. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para integrar o programa social, os nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro.
Segundo o Ministério da Cidadania, neste primeiro mês de funcionamento do novo programa social, serão contempladas mais de 14,5 milhões de famílias, com gasto de cerca de R$ 3,25 bilhões.

Brasil registra 176 mortes por Covid em 24 h e soma 613.416 óbitos

O Piauí apresentou uma variação grande no registro de casos. Nesta quarta, o valor ficou negativo (-7.703), após um registro elevado de mais de 8.000 infecções, na terça.

 

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal. (Foto: Reprodução)

 

O Brasil registrou 176 mortes por Covid e 4.686 casos da doença, nesta quarta-feira (24). Com isso, o país chegou a 613.416 vidas perdidas e a 22.043.417 infecções.

O Piauí apresentou uma variação grande no registro de casos. Nesta quarta, o valor ficou negativo (-7.703), após um registro elevado de mais de 8.000 infecções, na terça.

A média móvel de mortes está em estabilidade, ou seja, sem variações superiores a 15% em relação aos dados de duas semanas atrás. Ela agora é de 217 óbitos por dia.

Já a média de casos apresenta queda de 17% e agora está em 9.528 infecções por dia.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 446.502 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quarta. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 193.556 primeiras doses e 338.974 doses de reforço.

Os dados de segundas doses e doses únicas ficaram negativos, nesta quarta.

Bahia e Mato Grosso do Sul apresentaram grandes revisões de segundas doses, respectivamente de — 753.931 e — 32.328. Nas doses únicas, houve revisões no Ceará e no Mato Grosso do Sul, que registraram, respectivamente, — 626 e — 27.257 doses.

Ao todo, 158.395.349 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil –125.800.797 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 130.351.450 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 74,25% da população com a 1ª dose e 61,11% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 97,72% e 80,42%.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Noronha cita como exemplo os sigilos bancário e fiscal de Flávio, que haviam chegaram a ser quebrados, mas foram restaurados por decisão do STJ.

O magistrado afirmou que, como a corte determinou a anulação de provas coletadas no processo, o MP-RJ terá que apresentar nova acusação baseada apenas nos elementos que não foram invalidados pela Justiça.

Noronha já foi elogiado publicamente por Bolsonaro, que disse que teve um “amor à primeira vista” com o magistrado.

A decisão do ministro atende pedido da defesa de Fabrício Queiroz, que é acusado de ser o operador do suposto esquema de arrecadação de salário de servidores do gabinete de Flávio quando era deputado estadual.

“Não há, em verdade, como se preservar a denúncia com a exclusão das informações que se ancoram, direta ou indiretamente, nas provas anuladas; muito menos como se exigir dos réus que identifiquem os trechos relativos a provas anuladas e os ignorem, apresentado defesa sobre o que entendam ‘sobrar’ daquela peça imprestável”, disse.

Noronha cita como exemplo os sigilos bancário e fiscal de Flávio, que haviam chegaram a ser quebrados, mas foram restaurados por decisão do STJ.

“Não merece guarida, portanto, a singela explicação de que a mera exclusão das peças indicadas pelo Ministério Público Estadual dos autos seria suficiente a garantir a regularidade do feito”, afirmou.

O ministro afirma que a denúncia não vincula diretamente os fatos supostamente delituosos às provas específicas coletadas no processo, o que impede as defesas de saber quais pontos da acusação deve rebater e quais foram anulados.”

A peça acusatória descreve um panorama de funcionamento de uma suposta organização criminosa, traçado a partir de conclusões advindas da análise de todas as provas carreadas ao processo, sem especificar, em muitas das narrações realizadas, quais elementos de prova estaria especificamente considerando como premissa do raciocínio”, disse.

Esta é mais uma decisão favorável a Flávio dada pelo STJ enquanto o STF (Supremo Tribunal Federal) não julga o recurso do MP-RJ que pede para a investigação retornar para as mãos do juiz de primeira instância Flávio Itabaiana, que vinha dando decisões duras contra o filho do presidente no processo.

A ação que trata do tema chegou ao STF em junho de 2020 e teve julgamento marcado na Segunda Turma em duas oportunidades, mas foi retirada de pauta a pedido da defesa.

Nesta quarta-feira (24), pilotos, copilotos e comissários decidiram, em assembleia, decretar greve em todo o país a partir da próxima segunda-feira (29). Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), a paralisação é por tempo indeterminado, até que o pedido de reajuste salarial que contemple a reposição das perdas inflacionárias nos últimos dois anos seja atendido.
 
 
Para manter o serviço mínimo exigido para serviços essenciais em caso de greve, os tripulantes decidiram trabalhar por escala, com metade da categoria parada e a outra metade cumprindo a jornada de trabalho. Assim, vão intercalando. “Em respeito à sociedade e aos usuários do sistema de transporte aéreo, os aeronautas farão a paralisação de 50% dos tripulantes por dia, enquanto os outros 50% permanecerão em serviço”, disse o SNA em nota.
Como justificativa para a paralisação, o sindicato relembrou que, desde o início da pandemia, a categoria nunca parou de trabalhar, tendo enfrentado graves riscos de contaminação pela Covid-19, além de ter contribuído no transporte das vacinas, insumos e equipamentos.  “Pilotos e comissários deram colaboração importante para a recuperação das empresas aéreas ao aceitar, de maneira correta, reduções salariais e remuneratórias que perduram até hoje”, afirmou, em comunicado.
Em live realizada nesta quarta, o presidente do sindicato, Odino Dutra, prestou esclarecimentos sobre a decisão. “O objetivo do movimento grevista é sensibilizar as empresas para virem para uma negociação de verdade, tentando buscar uma solução negociada. Nosso movimento tem em vista a legalidade, eficiência, segurança e comunicação e eu espero que ele seja efetivo”, pontuou Dutra. “Na minha avaliação, sob o ponto de vista financeiro, vale a pena aumentar 1% do custo e conceder o nosso reajuste do que parar a aviação, que é o que vai terminar acontecendo”, completou.

Aplicativo Preço da Hora reforça histórico de preços para orientar consumidores na Black Friday

O serviço de histórico de preços, que vai trazer os valores comercializados dos últimos seis meses de cada produto, visa facilitar a vida do consumidor que vai às compras durante a Black Friday.

 

O aplicativo Preço da Hora, ferramenta que disponibiliza ao cidadão paraibano em tempo real os menores preços dos produtos comercializados no Estado, reforçou o botão de Histórico de Preços de cerca de 800 mil itens como forma de melhor orientar a decisão dos consumidores paraibanos no ato da compra durante a semana da Black Friday, maior evento de compras promocionais da internet e de lojas físicas, que acontece nesta sexta-feira (27) e movimenta todo o comércio do Brasil.

O serviço de histórico de preços, que vai trazer os valores comercializados dos últimos seis meses de cada produto, visa facilitar a vida do consumidor que vai às compras durante a Black Friday.

HISTÓRICO DE 6 MESES – “Com esse serviço disponível no Preço da Hora, o cidadão paraibano terá como comparar os valores atuais com os dos últimos seis meses para saber se aquele produto está com preço promocional nesta semana da Black Friday. Ou seja, além da pesquisa de preço atualizada a cada cinco minutos, que é alimentada pelas notas fiscais enviadas pela Sefaz-PB, o aplicativo  agrega mais um serviço importante para o período promocional, que é o histórico de preços comercializados dos últimos seis meses. Essa pesquisa histórica servirá para uma tomada de decisão do cidadão mais assertiva nesta semana de compras. Outro fator muito importante é que o aplicativo traz uma informação confiável e real de preços dos itens porque o produto já foi comercializado com aquele valor”, explicou o secretário de Estado da Fazenda (Sefaz-PB), Marialvo Laureano.       

APLICATIVO É UMA PARCERIA – O Preço da Hora, que é um aplicativo desenvolvido pela parceria do Governo da Paraíba, por meio da Sefaz-PB, Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e Universidade Federal da Paraíba (UFPB), oferece buscas rápidas de preços de itens comercializados nos estabelecimentos comerciais do Estado, atualizados e, assim, gerando economia no bolso das famílias paraibanas.

O aplicativo pode ser baixado em smartphones;  tablets e nos computadores e está disponível nos sistemas IOS e Android. Outra opção é a pesquisa direta no portal. 

Acessando o site, o consumidor pode também fazer consultas de todos os produtos comercializados nos estabelecimentos do Paraíba em tempo real, sem necessidade de baixar o aplicativo.

47 ATUALIZAÇÕES – O auditor de contas públicas do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Aguinaldo Macedo, responsável pela manutenção e atualizações do aplicativo Preço da Hora, revelou que o aplicativo desde quando foi lançado, em junho de 2019, já recebeu 47 atualizações, mostrando que o serviço do aplicativo gratuito oferecido ao cidadão tem recebido aperfeiçoamento e melhoramento de forma contínua.

“Em 36 meses, desde o lançamento, já fizemos 47 atualizações, ou seja, a ideia era fazer um aplicativo dinâmico, atualizado e sempre com ajustes para os novos modelos de smartphones tanto androide com o do iphone, tornando, com o tempo de resposta das pesquisas de preços de itens já vendidos ainda mais rápido”, declarou o auditor do TCE, acrescentando que o aplicativo já atingiu a marca de 250 mil downloads e recebe cerca de 150 mil visitas por mês no portal.

PROGRAMA VIROU REFERÊNCIA – O Preço da Hora, que é uma tecnologia 100% paraibana, despertou interesse de outros Estados do Nordeste, que veio à Paraíba para fazer visitas técnicas e implantá-lo em seus estados, por meio do Consórcio Nordeste. O exemplo mais evidente é o do Estado da Bahia. A ferramenta já foi implantada pelo Governo da Bahia e sendo utilizada por mais de 500 mil usuários daquele Estado, enquanto os Estado do Piauí e Sergipe já solicitaram o código fonte para implantar em seus estados.

SISTEMA ABRANGE 223 MUNICÍPIOS – Qualquer mercadoria que seja comprada em nota fiscal do consumidor nos estabelecimentos comerciais dos 223 municípios do Estado terá o seu preço publicado no aplicativo, desde uma simples caixa de fósforo a um veículo “0 KM”. Essas compras por notas fiscais servem para atualizar os preços no programa que são ranqueados do menor ao maior. Ou seja, todos os produtos comercializados em lojas formais via nota fiscal podem ser encontrados no sistema, com endereço da loja, histórico de seis meses de preço, telefone e o mapa do local.

 

 

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena acumula em R$ 7 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.431 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (24) no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

Veja as dezenas sorteadas: 08 – 11 – 22 – 25 – 26 – 36.

A quina teve 46 apostas vencedoras; cada uma receberá R$ 35.595,61. A quadra teve 2.988 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 782,84.

O próximo concurso (2.432) será no próximo sábado (27). O prêmio é estimado em R$ 7 milhões.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50

Canadá inicia vacinação anticovid para crianças de 5 a 11 anos

 (Foto: Andrej Ivanov / AFP )

A vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos começou nesta quarta-feira (24) no Canadá, que segue a linha de Estados Unidos e Israel de reduzir a idade de acesso às vacinas para combater a pandemia.  
No palácio do Congresso, no centro de Montreal, dezenas de crianças de Quebec foram as primeiras a receber a vacina Pfizer, autorizada para eles desde a sexta-feira.  
Para receber as crianças, estão previstas algumas pequenas adaptações: decalques em forma de unicórnio, espaços maiores do que para os adultos, e um cachorro acostumado a receber carícias, que circula para acalmar as crianças.  
“Realmente eu não senti medo, mas estava preocupado”, contou à AFP o jovem Víctor, de 10 anos, que levava em suas mãos uma frase colorida: “Bravo, você recebeu sua vacina”.   
A marcação de atendimentos para a vacinação de crianças em Quebec disparou desde que o governo aprovou a imunização pediátrica, “um indicador de que a resposta da população é genuinamente excelente”, comentou Jean-Nicolas Aubé, porta-voz das autoridades de saúde em Montreal.  
O primeiro-ministro do Quebec, François Legault, comemorou no Twitter após constatar durante a manhã desta quarta-feira que foram realizados “115.300 atendimentos” em poucas horas. “Juntos podemos fazer a diferença!”, exclamou.  
Já na vizinha Ontário, muitas crianças foram inoculadas ontem em Toronto, apesar de a campanha de vacinação só começar oficialmente nesta província, a mais populosa do Canadá, na quinta-feira.  
O Canadá é um dos países com maiores índices de vacinação contra a Covid-19 do mundo, com mais de 85% dos maiores de 12 anos inoculados com ao menos duas doses.  
Nesta quarta, o país norte-americano aprovou o uso da vacina de dose única da Johnson & Johnson para os maiores de 18 anos.  

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) é o candidato mais competitivo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em um 2º turno nas eleições de 2022, segundo pesquisa PoderData realizada de 22 a 24 de novembro de 2021. Se as eleições fossem hoje, Moro ficaria 17 pontos percentuais atrás do petista, perdendo por 48% a 31% em um confronto direto. É a menor diferença entre todos os pré-candidatos testados contra Lula, que vence todas as simulações de 2º turno testadas pela divisão de pesquisas do Poder360.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) marca 31% contra 54% do petista, uma diferença de 23 pontos percentuais. Há 1 mês, a distância era de 15 p.p..

Foi a 1ª vez que o PoderData testou um 2º turno com Lula e Sergio Moro depois que o ex-juiz filiou-se ao Podemos e falou como pré-candidato. Neste cenário, 20% dos eleitores escolheriam votar nulo ou em branco e 1% deles não sabem.

No 2º turno com Lula e Jair Bolsonaro, o ex-presidente pontua 54% contra 31% do atual. São 14% os entrevistados que votariam nulo ou em branco e 1% os que disseram não saber. Na rodada anterior, nulos eram 10%.

A Pesquisa PoderData foi realizada por meio de ligações para telefones celulares e fixos. Foram 2.500 entrevistas em 459 municípios nas 27 unidades da Federação de 22 a 24 de novembro de 2021. (Vi: Poder 360)

Vinte e seis dias após entregarem o relatório final da CPI da Covid ao procurador-geral da República, Augusto Aras, senadores querem saber o que ele fez a respeito das acusações presentes no documento. A Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Casa aprovou, ontem, requerimento que convida o PGR a explicar as providências tomadas. Em nota, Aras avisou que falará do assunto no próximo sábado — em entrevista ao programa Roberto D’Avila, ele afirmou que ainda nesta semana vai encaminhar o documento ao Supremo.

O requerimento de convite foi apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e a expectativa é de que a audiência ocorra entre 13 e 14 de dezembro. O parlamentar disse que pretende saber “o que ele vai fazer com o relatório de uma CPI com quase 1.200 páginas, com provas robustas, com a análise de uma tragédia com 600 mil mortos”.
Senadores da CPI da Covid fizeram uma entrega simbólica do relatório a Aras em 27 de outubro. O PGR deve, em 30 dias, pedir novas investigações, denunciar o presidente Jair Bolsonaro ou arquivar tudo.
Em 28 de outubro, Aras pediu uma investigação preliminar para apurar os crimes imputados ao presidente e a outros 12 políticos. Em 10 de novembro, por meio de nota, a PGR informou que apenas no dia anterior havia recebido “documentos sigilosos reunidos ou produzidos pela comissão”. Segundo o órgão, “o lapso temporal” entre a entrega do relatório e o recebimento das mídias ocorreu por “dificuldades operacionais decorrentes do volume do material (aproximadamente 4 terabytes)” e pela “necessidade de se observar os protocolos”.
“Fatos graves”
O vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, Fabiano Contarato (Rede-ES), que presidia a sessão, afirmou que “a CPI da Covid apontou fatos graves”. Delegado de polícia por 27 anos, ele considerou “salutar” que o PGR dê respostas. “Não vamos aceitar a impunidade.” A CPI, disse, “trabalhou seis meses coletando provas objetivas — contratos, quebras de sigilo telemático, mensagens via WhatsApp, provas testemunhais”. Segundo ele, o colegiado “é como se substituísse o inquérito policial”.
Como o requerimento aprovado é da modalidade convite, Aras pode não comparecer à comissão — mas Contarato acredita que o PGR irá. Já Randolfe Rodrigues disse “não acreditar que o PGR será tão indelicado a ponto de não ir”, o que, segundo ele, levaria a uma convocação.

Governadores do Nordeste começam a sinalizar que não tem segurança para autorizar a realização do Carnaval de 2022.

O aumento do número de casos de Covid em algumas áreas do Nordeste, o medo da nova onda na Europa e a baixa imunização com segunda dose do público mais jovem, além do medo de mais mortes na conta da autorização estão entre os motivos.

Na Bahia, Rui Costa já avisou: “Não colocarei a população baiana em risco dando uma definição sobre o Carnaval agora, quando estamos com 2,5 mil casos ativos na Bahia e com o coronavírus voltando com força em diversos países. O Carnaval não pode estar acima da vida das pessoas”, disse.

Na mesma linha, o governador Camilo Santana (PT) disse, neste domingo (21), que é contra a realização de “grandes festas de réveillon e carnaval” neste momento, em razão dos riscos que a Covid-19 ainda representa. Com uma série de publicações nas redes sociais, Camilo disse, ainda, que é necessário ter “absoluto controle” para a realização de eventos festivos.

“Sobre a realização de grandes festas de réveillon e carnaval, minha posição é contrária neste momento. Eventos festivos, com grandes aglomerações e bebida, necessitariam de absoluto controle, com todas as pessoas comprovadamente vacinadas, como vem ocorrendo nos estádios, além dos protocolos sanitários seguidos, para minimizar os riscos de contágio”, disse o governador.

Em Pernambuco,  o Secretário de Saúde André Longo disse que a realização ou não do Carnaval 2022 em Pernambuco está em debate no comitê, que se reúne semanalmente para discutir diversos temas, inclusive a possibilidade de festas de réveillon e o próprio festejo carnavalesco.

“Estamos discutindo cenários para esses eventos, mas é certo que neste momento ainda é cedo para tomarmos decisões acerca desses eventos, especialmente do carnaval, que se realiza de forma concomitante, neste ano [2022], no final de fevereiro, com nosso período de maior sazonalidade de ocorrência de doenças respiratórias”, comentou.

Fontes ouvidas pelo blog indicam que, nesse momento,  há um receio generalizado em liberar o evento pelo governo Paulo Câmara.  “Lembremos que além de tudo é ano eleitoral.  Um aumento de mortes em virtude da liberação da festa de momo, além de terrível em todos os aspectos,  seria muito explorado em período eleitoral”, diz uma fonte palaciana.  Hoje, a tendência é de não liberar. Só uma melhora no cenário com segurança epidemiológica muda essa realidade

 

Cantor Kauanzim Vaqueiro de Araripina sofre acidente de carro

O jovem cantor kauanzim Vaqueiro de Araripina, sofreu um acidente nesta terça-feira (23/11) próximo a Vitória da Conquista, na Bahia. Após o ocorrido, o cantor gravou um vídeo dizendo que está tudo bem com ele e sua equipe.

Nossa redação entrou em contato com a produção do cantor, que confirmou que todos estão bem. -“Foi um susto grande, mas graças a Deus estamos todos bem”, disse o empresário do cantor.

Mais 121.680 doses de vacina da Pfizer chegaram a Pernambuco, na noite desta terça-feira (23), para reforçar a campanha contra a Covid-19. Segundo o governo, esse lote será usado para aplicação de primeira dose em adolescentes e segunda dose e reforço para a população em geral, de acordo com a necessidade de cada município.

A nova remessa chegou ao Aeroporto Internacional do Recife/ Gilberto Freyre/Guararapes, na Imbiribeira, na Zona Sul, às 19h20.

De lá, a carga seguiu para checagem e armazenamento na sede do Programa Estadual de Imunização (PNI), na Zona Norte da cidade.

Desde o início da campanha de vacinação, mais de 6,2 milhões de doses da Pfizer chegaram ao estado.

Ao todo, desde janeiro, Pernambuco recebeu 15.557.863 doses de vacinas contra a Covid-19.

Desse total, foram 4.879.420 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 4.287.253 da Coronavac/Butantan, 6.217.380 da Pfizer/BioNTech e 173.810 da Janssen.

 

 

Patriota comemora apoio de Djalma Alves

Teve fim um dos mistérios da sucessão no Pajeú. O prefeito José Patriota confirmou em suas redes sociais que terá o apoio de Djalma Alves, prefeito de Solidão, para Estadual.

O prego foi batido em audiência com o governador Paulo Câmara no Palácio dos Campos da Princesas. O apoio de Djalma era disputado por outros grupos dentro do próprio PSB, como a ala de Clodoaldo Magalhães, em quem votou para estadual em 2018.

“É com muita honra e gratidão que recebo o apoio do meu amigo e prefeito de Solidão, Djalma Alves, na nossa caminhada de luta em prol da melhoria de vida do povo pernambucano. Vamos em frente, temos muito trabalho a fazer pelo povo de Solidão, pelo povo do Pajeú, pelo povo pernambucano”, comemorou Patriota em uma rede social.

 

 

Nenhum partido aliado a Bolsonaro participa do teste do voto digital do TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou, ontem, o Teste Público de Segurança (TPS) do sistema eletrônico das eleições de 2022. Ao todo, 26 investigadores vão colocar em prática 29 planos de ataque aos equipamentos e sistemas para avaliar a segurança das urnas. Segundo a Corte, o número de inscritos é o maior já registrado.

Duas universidades, o Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Controladoria-Geral da União (CGU), a Procuradoria-Geral Eleitoral e o Partido Verde (PV) manifestaram interesse em inspecionar as máquinas. Mesmo com a antecedência e a possibilidade de fiscalização aberta há quase três meses, não há, por exemplo, partido aliado do governo do presidente Jair Bolsonaro ou mesmo membro do Ministério Público que tenha se inscrito, até o momento, para participar do evento.

A fase de testes é o segundo momento do processo eleitoral — o primeiro é a abertura do código-fonte. As ações de inspeção ao sistema foram adiantadas, pois o procedimento estava previsto para o segundo trimestre do ano que vem.

O TSE colocou à disposição dos participantes computadores, urnas, impressoras, ferramentas e insumos no terceiro andar do edifício-sede da Corte, em Brasília. O evento deve durar até a próxima sexta-feira, e o objetivo é corrigir, antes das eleições de 2022, possíveis vulnerabilidades dos softwares e hardwares que venham a ser identificadas pelos participantes.

Para Barroso, é uma parceria para melhorar o sistema eleitoral. “Aprimorar os sistemas mediante ataques de pessoas físicas, hackers do bem, que queiram tentar vulnerar as diferentes camadas do sistema”, salientou.

De acordo com o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, se vulnerabilidades forem encontradas, serão corrigidas. Por causa disso é que haverá um novo teste para verificar se o sistema continua com alguma fraqueza.

A Nasa está se preparando para lançar uma missão para colidir deliberadamente uma nave espacial contra um asteroide, um ensaio para caso a humanidade precise um dia impedir que uma rocha espacial gigante acabe com a vida na Terra.
Pode soar como ficção científica, mas o Dart (Double Asteroid Redirection Test) é um experimento real que decolará nesta terça-feira às 22h21 do horário padrão do Pacífico (quarta, 24, às 3h21 de Brasília), a bordo de um foguete SpaceX a partir da Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia, Estados Unidos.
“Todos os sistemas, assim como o clima, são favoráveis para o lançamento do Falcon 9 esta noite”, tuitou a companhia de Elon Musk.
Seu alvo é Dimorphos, uma “lua” com cerca de 160 metros de largura, que orbita um asteroide muito maior chamado Didymos, de 780 metros de diâmetro. Juntos, eles formam um sistema que orbita o sol.
O impacto deve ocorrer entre 26 de setembro e 1º de outubro de 2022, quando o par de rochas estará a 11 milhões de quilômetros da Terra, o ponto mais próximo que podem chegar.
“O que estamos tentando aprender é como desviar uma ameaça”, disse o cientista-chefe da Nasa, Thomas Zuburchen, em uma coletiva de imprensa sobre o projeto de 330 milhões de dólares e o primeiro de seu tipo.
Para deixar claro: os asteroides não representam uma ameaça ao nosso planeta. Mas eles pertencem a uma classe de corpos conhecida como Objetos Próximos à Terra (NEOs, em inglês). São asteroides e cometas que se encontram a menos de 50 milhões de quilômetros do nosso planeta.
O Escritório de Coordenação de Defesa Planetária da Nasa está mais interessado em corpos maiores que 140 metros, já que eles têm o potencial de devastar cidades ou regiões inteiras com uma energia várias vezes maior do que bombas nucleares.
Há 10 mil asteroides próximos à Terra com esse tamanho conhecidos, mas nenhum tem uma chance significativa de impacto nos próximos 100 anos. No entanto, estima-se que apenas 40% desses asteroides foram encontrados até o momento.
– Impacto a 24.000 km/h –
Os cientistas podem criar impactos em miniatura em laboratórios e usar os resultados para criar modelos sofisticados de como desviar um asteroide, mas esses modelos são baseados em suposições imperfeitas, portanto, querem fazer um teste do mundo real.
A sonda Dart, que é uma caixa com o volume de um grande frigorífico e painéis solares do tamanho de limusines de cada lado, irá colidir com Dimorphos a pouco mais de 24 mil quilômetros por hora, provocando uma pequena mudança no movimento do asteroide.
Cientistas dizem que estas rochas são um “laboratório natural ideal” para o teste porque os telescópios baseados na Terra podem medir facilmente a variação de brilho do sistema Didymos-Dimorphos e calcular o tempo que Dimorphos demora para orbitar seu irmão maior.
Sua órbita hunca se cruza com o nosso planeta, o que proporciona uma forma segura de medir o efeito do impacto, que deve ocorrer entre 26 de setembro e 1º de outubro de 2022. 
Andy Rivkin, chefe da equipe de pesquisas do DART, disse que o período orbital atual é de 11 horas e 55 minutos. A equipe espera que o impacto reduza em 10 minutos a órbita de Dimorphos. 
Há alguma incerteza sobre a quantidade de energia que o impacto irá gerar, pois se desconhece a composição interna e a porosidade da pequena lua. Quanto mais detritos gerarl, mais impulso Dimorphos terá. 
“Cada vez que vamos rumo a um asteroide, encontramos coisas que não esperávamos”, disse Rivkin. 
A nave espacial DART também contém instrumentos sofisticados de navegação e obtenção de imagens, entre eles o CubeSat, da Agência Espacial Italiana, que observará o impacto e seus efeitos posteriores.
A trajetória do Didymos também pode ser sutilmente afetada, mas não alteraria significativamente seu curso, nem poria em risco a Terra, segundo os cientistas.

Eleito por Moro, Bolsonaro diz que ex-juiz parcial quebrou empresas com a Lava Jato e depois advogou para elas

Jair Bolsonaro pela primeira vez reconhece que seu ex-ministro da Justiça quebrou várias empresas brasileiras com a Lava Jato.

Por Mayara Oliveira, Metrópoles – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar, nesta terça-feira (23/11), o seu ex-ministro Sergio Moro (Podemos). Segundo o chefe do Executivo, ao deixar o governo, o ex-juiz voltou a advogar “para empresas que praticamente quebraram por ações” da operação Lava Jato.

Durante entrevista à rádio Portal Correio, da Paraíba, Bolsonaro também declarou que não está preocupado com a candidatura de Moro à Presidência.

“Ele voltou à vida dele. Voltou a advogar para empresas que praticamente quebraram por ações deles. Mas tudo bem. É um direito de ele vir candidato. Mas como ele nunca conversou com ninguém, eu queria ver ele no carro de som, de ver como ele vai falar com a população. Não estou preocupado, não. O povo que escolha o que seja o melhor”, declarou Bolsonaro.

(Brasil 247)

 

Covid-19: Brasil tem 10,3 mil casos e 284 mortes em 24 horas
Desde o início da pandemia, 613.066 pessoas morreram pela doença

Covid-19-Boletim_Brasil

Em 24 horas, as autoridades brasileiras de saúde confirmaram 10.312 casos de covid-19 e 284 mortes decorrentes da doença. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada nesta terça-feira (23).

Com isso, o número de mortes provocadas pela pandemia chegou a 613.066. Ainda há 2.855 falecimentos em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação sobre se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores.

Com os novos casos registrados pelas autoridades, o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia alcançou 22.030.182.

Ainda há 169.134 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado. Até esta terça-feira, 21.247.982 pessoas se recuperaram da doença no país.

Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras o nos dias seguintes aos feriados em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (153.571), Rio de Janeiro (68.884), Minas Gerais (56.048), Paraná (40.754) e Rio Grande do Sul (35.983).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.845), Amapá (1.997), Roraima (2.042), Tocantins (3.912) e Sergipe (6.040). Não houve novas mortes desde ontem no Acre.

Agência Brasil

Após dois meses, Bahia volta a registrar mais de mil casos diários da Covid-19

O cenário da pandemia na Bahia acendeu um sinal de alerta nesta terça-feira (23). Isso porque o estado voltou a registrar mais de mil casos diários da Covid-19. De acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), 1.157 novos registros da doença foram confirmados nas últimas 24h. A última vez que o território baiano ultrapassou a marca dos mil foi no dia 22 de setembro, quando foram notificados 1.057 diagnósticos.

 

O boletim terça também registrou mais 10 mortes provocadas pela doença no estado. Dos 1.256.811 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.226.534 já são considerados recuperados, 3.026 encontram-se ativos e 27.251 tiveram óbito confirmado. Outros 1.617.135 casos são considerados descartados e 252.533 ainda estão em investigação. 

Os dados, segundo a Sesab, representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas de hoje.

 

 

 

PL diz que oficializará filiação de Bolsonaro no dia 30

Segundo nota do partido, o ato de filiação deve ocorrer no próximo dia 30.

A nova data é marcada após o adiamento da filiação de Bolsonaro, que estava marcada antes para o dia 22 de novembro. (Foto: Reprodução)

 

Depois de dois anos sem partido, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acertou filiação ao PL com o presidente da legenda, Valdemar Costa Neto, na tarde desta terça-feira (23).

Segundo nota do partido, o ato de filiação deve ocorrer no próximo dia 30.

A nova data é marcada após o adiamento da filiação de Bolsonaro, que estava marcada antes para o dia 22 de novembro.

O cancelamento do evento ocorreu devido a entraves em alianças regionais. O cenário melhorou depois que Valdemar organizou uma carta branca dos diretórios estaduais para que ele pudesse negociar a situação de cada estado conforme achasse melhor para viabilizar a entrada de Bolsonaro.

O cálculo do presidente do PL é pragmático e visa aumentar a bancada de deputados e senadores.

A agência reguladora da Itália anunciou nesta terça-feira (23) uma multa de 200 milhões de euros (US$ 225 milhões) às empresas americanas Apple e Amazon por violação das regras de concorrência, ao restringirem o acesso da plataforma Amazon a alguns revendedores de produtos Apple.
Por esta razão, a agência italiana determinou que a Amazon deve pagar uma multa de 68,7 milhões de euros, e o grupo Apple, de 134,5 milhões de euros.
A investigação permitiu “estabelecer que algumas cláusulas do contrato assinado em 31 de outubro de 2018, o qual proibia os revendedores oficiais e não oficiais da Apple e da empresa Beats de usar a plataforma Amazon.it e permitia apenas à Amazon e a alguns vendedores escolhidos individualmente e de forma discriminatória a venda de produtos Apple e Beats neste mercado, violaram o artigo 101 do Tratado sobre o funcionamento da União Europeia”, informa o comunicado.
Segundo o organismo italiano, o investigação também permitiu estabelecer a “vontade” das duas empresas de “introduzir restrições puramente quantitativas ao número de revendedores”, para aumentar seus ganhos.
Esse comportamento é ainda mais grave, porque “pelo menos 70% das compras de produtos eletrônicos feitas pelo público na Itália acontecem na plataforma Amazon”, afirma o ente regulador italiano.
O órgão recorda, ainda, que a jurisprudência do Tribunal de Justiça da UE estabelece que “os sistemas de distribuição, para serem compatíveis com as regras da concorrência, devem se basear em critérios qualitativos, não discriminatórios e aplicar-se de maneira igual a todos os potenciais revendedores”.
Esta investigação serviu de modelo “para as autoridades de concorrência da Alemanha e da Espanha, que também iniciaram processos similares”, segundo o órgão italiano.

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) abriu um concurso público para contratação de profissionais de níveis técnico, médio e superior. São oferecidas 17 vagas, com salários de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66. As inscrições, pela internet, seguem até 19 de dezembro.

As informações sobre o concurso foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda. As taxas de inscrição devem ser pagas até o dia 20 de dezembro. Elas custam entre R$ 80 e R$ 150. É possível pedir isenção.

Foram reservadas, segundo o edital, vagas para deficientes e negros. Há oportunidades para os seguintes cargos:

  • Assistente em administração
  • Desenhista em artes gráficas
  • Técnico em contabilidade
  • Técnico em tecnologia da informação/desenvolvimento de sistemas
  • Técnico em tecnologia da informação/webdesign
  • Técnico em tecnologia da informação/ sistema de informação
  • Bibliotecário/documentalista
  • Auditor

Os profissionais que forem aprovados nas provas vão trabalhar nas unidades do Recife, Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana, Belo Jardim, no Agreste, e Serra Talhada, no Sertão.

O concurso terá provas objetiva e discursiva para todos os cargos. Em alguns casos, estão previstos testes práticos, como as disputas para desenhista e técnicos em tecnologia da informação.

As provas objetiva e discursiva serão realizadas em Belo Jardim, Recife e Serra Talhada, no dia 6 de fevereiro de 2022. Os testes práticos ocorrerão em 14 e 15 de maio do mesmo ano.

O concurso terá validade de dois anos e pode ser prorrogado por igual período. O resultado final será divulgado em 28 de maio de 2022.

Um novo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (22), aponta que o ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança absoluta em todos os cenários pesquisados para a eleição de 2022.  O levantamento também mostra que o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) está desbancando  Ciro Gomes (PDT) e assumindo a chamada “terceira via”.   

No 1º cenário, Lula tem 34,9% das intenções de voto, seguido por Jair Bolsonaro (Sem Partido), com 29,2%. Completam a relação Moro, com 10,8%; Ciro, com 6,1%; João Doria (PSDB), com 3,1%; Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 1,2%; Simone Tebet (MDB), com 0,6%; Alessandro Vieira (Cidadania), com 0,4%; e Rodrigo Pacheco (PSD), com 0,4%.

A pesquisa foi feita com entrevistas presenciais entre os dias 16 e 19 de novembro em 164 municípios de 26 estados e Distrito Federal. No total, participaram 2020 eleitores. O instituto aponta que o grau de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos nos resultados gerais.

Lula também venceria no segundo turno

No cenário mais provável de 2º turno, Lula chega a 42,5%, contra 35,6% de Bolsonaro. Diante de Moro, o petista teria 40,7%, ante 29,8% do ex-juiz e ex-ministro de Bolsonaro.

Veja abaixo mais cenários:

Cenário 1
Lula – 34,9%
Bolsonaro – 29,2%
Moro – 10,7%
Ciro – 6,1%
Doria – 3,1%
Mandetta – 1,2%
Simone Tebet – 0,6%
Alessandro Vieira – 0,4%
Rodrigo Pacheco – 0,4%
Brancos e nulos – 9,9%
Nenhum/Não sabem/não opinaram – 3,5%
Cenário 2
Lula – 35,1%
Bolsonaro – 29,8%
Moro – 11%
Ciro – 6,1%
Eduardo Leite – 1,6%
Mandetta – 1,4%
Simone Tebet – 0,5%
Alessandro Vieira – 0,4%
Rodrigo Pacheco – 0,3%
Brancos e nulos – 10,2%
Nenhum/Não sabem/não opinaram – 3,4%
Segundo turno
Foram testados ainda duas opções de segundo turno, as duas incluindo o ex-presidente Lula. Nos dois cenários testados, o petista venceria tanto Bolsonaro quanto Moro.

 

Cenário 1
Lula – 42,5%
Bolsonaro – 35,6%
Brancos e nulos – 18,1%
Nenhum/Não sabem/não opinaram – 3,8%

 

 

Cenário 2
Lula – 40,7%
Moro – 29,8%
Brancos e nulos – 26,1%
Nenhum/Não sabem/não opinaram – 3,4%

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou a suspensão das prévias do PSDB entre os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), além de Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus (AM), causada por falhas do aplicativo de votação destinado aos filiados e vereadores tucanos.

“Viu a confusão ontem? Não vou falar nisso porque não tenho nada a ver com outro partido, mas deu uma confusão em São Paulo ontem. É o tal do voto eletrônico, aí”, disse o presidente a apoiadores nesta segunda-feira (22), em frente ao Palácio da Alvorada.

O PSDB ainda não determinou quando a votação será retomada -há impasse entre os concorrentes sobre a definição de uma nova data.

Depois de os três candidatos das prévias afirmarem que desejam concluir nesta semana a votação, as empresas de tecnologia envolvidas no processo trabalham para cumprir essa meta. A ideia seria abrir um dia de votação para os tucanos com mandato e um ou mais dias para os tucanos filiados. A decisão final, porém, deve ser tomada após novas reuniões com representantes dos candidatos.

Bolsonaro não mencionou o PSDB ou o nome dos candidatos ao ironizar a “confusão”. O presidente estava ao lado do jogador de vôlei Maurício Souza, demitido do Minas Tênis Clube após publicar mensagens homofóbicas em seus perfis nas redes sociais.

A votação do PSDB ocorreria das 7h às 15h de domingo (21), foi ampliada até as 18h e terminou suspensa.

A avaliação geral é de que as dificuldades no aplicativo prejudicaram a imagem do PSDB -as prévias, antes uma iniciativa inovadora, se tornaram um vexame colocado na conta da direção nacional, que bancou a ferramenta.

O aplicativo custou mais de R$ 2 milhões ao PSDB, mas os gastos das prévias são maiores, chegando a R$ 9 milhões -incluem a realização de evento em Brasília, neste domingo, e a verba para cada campanha, que foi de mais de R$ 1 milhão.

Há ainda as passagens e hospedagens para que prefeitos de todo o Brasil fossem à capital federal.

Bolsonaro chegou a promover atos de raiz golpista no feriado de Sete de Setembro para defender, entre outras pautas, a adoção do voto impresso.

Mas o presidente modulou o discurso e passou a afirmar aos apoiadores que as eleições de 2022 são confiáveis, pois o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) criou um grupo, que inclui as Forças Armadas, para fiscalizar o processo eleitoral.

Na mesma fala aos apoiadores, Bolsonaro voltou a defender a candidatura do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ao governo de São Paulo em 2022. Também elogiou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

Bolsonaro ainda criticou a proposta de adoção do semipresidencialismo, bandeira do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

“Tem certas coisas que são tão idiotas que não dá nem para discutir”, disse o presidente. “Se for levar ao pé da letra o semipresidencialimo ou outro regime parecido, eu teria poder de dissolver o Congresso”, afirmou Bolsonaro. 

Brasil aparece na ‘lanterna’ de crescimento econômico entre países emergentes.

A tragédia econômica inaugurada com o golpe de 2016, que teve como objetivo implantar um novo choque neoliberal com a “ponte para o futuro”, e aprofundada com a ascensão de um regime neofacista em 2018 prossegue no Brasil. Estudo publicado nesta segunda-feira pelo jornal Estado de S. Paulo aponta que o Brasil terá o menor crescimento entre todos os grandes mercados emergentes em 2022, o que evidencia o fracasso de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro.

“A economia brasileira deve se ver em uma posição nada invejável em 2022, pois deve ter o pior desempenho dentre os principais países emergentes, segundo compilação feita pelo Estadão/Broadcast a partir de dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) e de cinco grandes consultorias e bancos. As expectativas de cinco casas para a economia brasileira – Bradesco, Goldman Sachs, Capital Economics, Fitch Ratings e Nomura – variam de 0,8% a 1,9%. Já o FMI vê avanço de 1,5%, contra média de 5,1% do mundo emergente. Entre as nações analisadas, os piores desempenhos, após o brasileiro, são de África do Sul (2,2%) e Chile (2,5%).”, aponta a reportagem.

“De qualquer forma, essas perspectivas podem ser consideradas até otimistas, uma vez que a média das expectativas do economistas do relatório Focus, do BC, hoje está em 0,93% para o PIB. E já há bancos, como o Itaú, prevendo até retração de 0,5% no ano que vem”, prossegue a repórter Bárbara Nascimento.

(Brasil 247).

 

As empresas que atuam no Polo Industrial na Zona Franca de Manaus faturaram R$ 116,59 bilhões no período de janeiro a setembro deste ano. Um crescimento de 42,27% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, quando o polo registrou R$ 81,95 bilhões de faturamento. Os dados foram repassados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) nesta semana.

O resultado dos noves primeiros meses mantém a previsão de faturamento até dezembro, que deve ficar entre R$ 140 e R$ 145 bilhões. O resultado é impulsionado pelo crescimento do segmento de bens de informática, que representa 27,37% de todo o faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM).

De acordo com o balanço, as exportações também fecharam os nove primeiros meses do ano em alta. Até setembro, o polo teve exportações de US$ 331.92 bilhões, o que indica crescimento de 25,08% na comparação com o mesmo período de 2020, quando foram o resultado das exportações registrou US$ 265.37 bilhões. A alta, segundo a superintendência, foi impulsionada pela variação da taxa de câmbio.

De acordo com a Suframa, apesar do resultado positivo, a intenção é aumentar a participação das exportações da Zona Franca. “Entre as medidas que estão sendo tomadas, podem ser destacadas a melhoria do ambiente de negócios e as ações de promoção comercial e atração de investimentos realizadas pela Suframa que buscam evidenciar as diversas janelas de oportunidades de negócios existentes no ambiente tecnológico e produtivo da Zona Franca de Manaus”, informou a assessoria do órgão.

Entre os setores que apresentaram desempenho positivo está o de bens de informática, que apresentou faturamento de R$ 31,88 bilhões e crescimento de 48,69% no período de janeiro a setembro. Na sequência vem o setor eletroeletrônico, com faturamento de R$ 25,38 bilhões e crescimento de 22,77%; o de duas rodas, com faturamento de R$ 14,84 bilhões e crescimento de 44,34%; o termoplástico, com faturamento de R$ 10,18 bilhões e crescimento de 76,26%; o metalúrgico, com faturamento de R$ 9,95 bilhões e crescimento de 46,87%; o químico, com faturamento de R$ 9,43 bilhões e crescimento de 36,48%; e o mecânico, com faturamento de R$ 8,13 bilhões e crescimento de 69,48%.

Produtos

De acordo com a Suframa, entre os principais produtos fabricados no polo industrial de Manaus, os itens com maior aumento de produção no período de janeiro a setembro de 2021 foram home theaters (83.942 unidades e crescimento de 154,95%); tablets (1.437.576 unidades e crescimento de 148,85%); dvd record player, inclusive, blue ray (318.734 unidades e crescimento de 132,50%); e microcomputadores portáteis (761.786 unidades e crescimento de 84,39%).

Outros produtos que tiveram destaque no período incluem motocicletas, motonetas e ciclomotores (913.943 unidades e crescimento de 31,36%); condicionadores de ar do tipo split system (4.694.487 unidades e crescimento de 47,63%); e relógios de pulso e de bolso (5.572.447 unidades e crescimento de 65,38%).

Nos nove primeiros meses de 2021, o polo industrial de Manaus registrou um aumento de 4,57% no número de trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados. Foram 102.555 trabalhadores registrados, ante os 98.073 registrados em setembro do ano passado.

Com os resultados apurados até setembro, a média mensal de empregos diretos do PIM, em 2021, ficou estabelecida em 102.794 trabalhadores, uma alta de 11,70% em relação à média mensal de igual período de 2020, cuja média foi de 92.023 trabalhadores.

Motorista fica ferido após colidir carro em traseira de caminhão em rodovia da Paraíba

Com o impacto da batida o veículo ficou completamente destruído.

O homem ficou preso nas ferragens e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. (Foto: Reprodução)

 

Um motorista ficou ferido após colidir carro na traseira de um caminhão na BR-101, sentido João Pessoa-Recife. Com o impacto da batida o veículo ficou completamente destruído. 

O homem ficou preso nas ferragens e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. 

A vítima foi socorrida pelo Samu para uma unidade de saúde. Eles apresentava apenas escoriações e passa bem. 

 

Um homem de 24 anos foi preso pela Polícia Militar depois de avançar o carro sobre uma multidão e atropelar 18 pessoas na cidade de João Dourado, na região norte da Bahia, na noite deste último sábado (20).

Inicialmente, a prefeitura informou que o caso aconteceu durante uma comemoração promovida por apoiadores do prefeito eleito, Di Cardoso (PL), na Praça da Feira, no centro da cidade. Já no período da noite, a prefeitura detalhou que o evento foi realizado pela prefeitura, em comemoração a diversas inaugurações realizadas no município e ao final do mandato da prefeita interina.

Através de imagens gravadas por testemunhas é possível ver o momento em que o carro atinge os pedestres. Houve correria, o veículo chegou a arrastar algumas vítimas pela rua, mas não consegue deixar o local.

Assista:

 

Enem tem questões com a música ‘Admirável Gado Novo’ e indígenas

O primeiro dia de provas do Enem 2021 teve questão com a música “Admirável Gado Novo”, do cantor Zé Ramalho, sobre populações indígenas e carcerária do país. O exame começou neste domingo (21) com as provas de ciências humanas, linguagens e redação

O professor de história, Guilherme Freitas, da escola Seb Lafaiete, diz que a questão com a música de Ramalho pedia ao candidato que interpretasse um trecho da letra da canção e a relacionasse com a exclusão vivida pela população.

“Surpreendentemente, diante de todas as denúncias que cercaram o Enem nos últimos dias, a prova voltou a trazer questões que abordam a história contemporânea brasileira. Ainda que a ditadura militar não tenha sido abordada, outros períodos importantes apareceram”, conta Freitas.

Às vésperas do início do Enem, servidores do Inep, órgão responsável pela elaboração da prova, fizeram uma série de denúncias sobre assédio moral que sofreram para suprimir perguntas com temas considerados inadequados pela gestão do órgão.

A Folha mostrou que o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, para que houvesse questões que tratassem o Golpe Militar de 1964 como uma revolução.

Nenhuma questão da prova abordou a ditadura militar no país. Desde o início do governo Bolsonaro, o período histórico foi suprimido da prova.

“Ainda que não tenha abordado a ditadura militar, a prova deste ano voltou a falar da história contemporânea, o que é muito positivo e importante. O exame trouxe duas questões sobre Getúlio Vargas”, dis Freitas.

Apesar das denúncias de pressão, a prova abordou questões sobre minorias, como população indígena, população carcerária e desigualdade de gênero.

Umas das questões, por exemplo, falou sobre as dificuldade de mulheres cientistas no século 19 diante da exclusão que sofriam com a sociedade patriarcal.

O tema da redação também surpreendeu os educadores por ter mantido o padrão de anos anteriores ao abordar assunto relacionado aos direitos humanos. Os candidatos tiveram que fazer uma dissertação sobre a “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil’. 

 

Governo de Pernambuco vai destinar R$ 260 mi para professores

O programa Valoriza Fundeb 2021, de autoria do Governo de Pernambuco, vai destinar R$ 260 milhões para o incentivo financeiro dos profissionais de Educação Básica da rede pública estadual de ensino. O projeto que viabiliza o programa – PLO nº 2880/2021 – foi enviado pelo governador Paulo Câmara (PSB) para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Os R$ 260 milhões correspondem ao valor global do programa, a ser pago de forma extraordinária ainda no exercício de 2021. Caso o projeto seja aprovado, serão duas datas de pagamento para os diferentes grupos de profissionais da educação básica, que totalizam 33.556 pessoas.

Os profissionais em efetivo exercício na rede escolar de educação básica receberão o benefício em dezembro de 2021. Os profissionais vinculados à Secretaria de Educação e Esportes, que exercem atividades de manutenção e desenvolvimento do ensino, pedagógicas ou administrativas, por sua vez, terão direito ao valor em janeiro de 2022.

“Pernambuco tem se destacado no cenário nacional com resultados expressivos no campo da educação, em decorrência do trabalho desses valorosos profissionais e da dedicação dos nossos estudantes, além de uma política séria de aplicação de recursos públicos no setor, sendo a valorização dos educadores uma das principais diretrizes do Plano Estadual de Educação”, afirmou o governador ao anunciar o programa, na semana passada.

A proposta vai na linha da Emenda Constitucional nº 108/2020, conhecida quando tramitou no Congresso Nacional como PEC do Fundo de Desenvolvimento e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb). A legislação tornou o fundo permanente e determinou o aumento gradativo da participação da União no seu orçamento, saindo de 10% até 23% em 2021.

Em meio à crise ocasionada pela debandada de servidores e suspeitas de vazamento de provas do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estudantes de todo o Brasil realizam, neste domingo, 21, a primeira parte do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021.

No entanto, nesta edição, apenas cerca de 3,1 milhões de estudantes se inscreveram. É o menor número de candidatos desde 2005. A baixa adesão se reflete nos dados da seguinte forma: são principalmente os pobres que ficaram de fora do exame. Um levantamento feito pelo Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior de São Paulo) mostra que o número de inscritos com isenção da taxa por declaração de carência caiu 77% em relação à última prova.

De acordo com a pesquisa, além disso, apenas 11,7% dos inscritos para o Enem 2021 são pretos. É a menor proporção desde 2009, quando eles representaram 6,3% dos inscritos.

É um resultado da crise econômica e social do país, com o desemprego e o empobrecimento das famílias durante a pandemia da Covid-19, que piorou a situação dos jovens de baixa renda. Muitos tiveram de ir trabalhar e a sobrevivência fala mais alto. “A morte de parentes próximos pela covid-19 também forçou jovens a buscarem emprego, antes de pensarem em continuar os estudos”, lembra o jornal Estado de S.Paulo.

A Polícia Federal pediu a prisão do padre Robson de Oliveira nesta semana. O religioso era investigado por suspeita de desvio de dinheiro de fiéis doados para a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia (GO).

 

.Segundo as investigações do Ministério Público, o padre usou dinheiro doado para comprar fazendas, casas na praia e um avião. Ao todo, o prejuízo para a associação chegaria a mais de R$ 100 milhões. Além disso, ele supostamente teria investido cerca de R$ 1,3 milhão em projetos de mineração

 

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda precisa analisar o pedido de prisão da PF. A defesa do religioso alega que os fatos usados ​​pelo órgão são antigos e que não há motivo para ele ser detido.

“A defesa compreende que a representação padece da falta de consistência jurídica, pois os fatos invocados são antigos e já foram divulgados pela mídia”, afirmou a defesa ao portal UOL.

“Por ora, a defesa expressa sua confiança no Poder Judiciário. Não estamos nem sequer preparand

Nos EUA, Anitta fica impressionada com homem dormindo ao volante e acaba filmando acidente; Veja vídeo

Nas imagens, compartilhadas atVivendo nos Estados Unidos já há algum tempo, Anitta não escondeu a surpresa ao flagrar uma cena nas ruas norte-americanas neste sábado (20). A cantora flagrou um homem dormindo ao volante e posteriormente acabou filmando um acidente de trânsito provocado pelo motorista.

 

ravés dos stories do seu perfil oficial do Instagram, a funkeira – que se envolveu esses dias em uma polêmica com o apresentador Ratinho –  mostra um veículo circulando sem uma das rodas. No volante, um homem aparece dormindo enquanto o veículo está parado na sinaleira. Em seguida, o carro avança em alta velocidade e acaba colidindo com um muro mais à frente.

Assista: 

 

Roberto Carlos passa por perrengue e fica parado com carrão no meio da rua; Veja vídeo

Ninguém na vida escapa de passar por um perrengue hora ou outra. Prova disso é que Roberto Carlos enfrentou uma daquelas recentemente. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o Rei com o carro, um Audi R8, parado no meio da rua, no bairro da Urca, onde mora no Rio de Janeiro.

Segundo informações divulgadas pela colunista Fábia Oliveira, do site Em Off, apesar das piadas relacionando o perrengue ao preço da gasolina, a equipe do cantor informou que se tratou de um problema mecânino no automóvel. O veículo não dava partida e Roberto precisou ser socorrido por um funcionário, que o levou para casa em outro carro.

PSDB escolhe seu candidato à Presidência da República neste domingo

João Doria e Eduardo Leite são os principais candidatos nas prévias.

O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio e os governadores de São Paulo e do Rio Grande do Sul, João Doria e Eduardo Leite, são as três opções na jogada. (Foto: reprodução)

 

O PSDB realiza neste domingo (21) a escolha do candidato tucano que disputará a eleição para Presidência da República em 2022. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio e os governadores de São Paulo e do Rio Grande do Sul, João Doria e Eduardo Leite, são as três opções na jogada.

Os dois principais concorrentes João Doria e Eduardo Leite são conhecidos por perfis bem opostos. Enquanto Doria traz um estilo diplomático e articulador, capaz de agregar e viabilizar unidade de centro para amenizar a polarização política em que o país se encontra, Eduardo Leite traz um estilo disruptivo, principalmente por ser um dos únicos políticos a assumir sua homossexualidade.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, divulgou um vídeo na véspera da decisão do partido, neste sábado (20), em que sugere um destino para o partido “se vai sair vencedor das prévias ou se vai sair vencido”. 

Já seu oponente, reforça destacar seus feitos como governador de São Paulo, em especial ao engajamento na pandemia com a compra da vacina Coronavac. “João vacinador, João trabalhador”, diz o jingle do pré-candidato. O paulista ainda faz questão de dizer que quer levar o trabalho feito em São Paulo para todo o país.

Ambos já estiveram na Paraíba. No mês passado, em visita ao estado, Doria causou mal-estar ao perguntar a plateia: ‘Quem aqui já foi a Dubai?’. O feito foi assunto nas principais rodas de conversa e tomou o cenário político pela escolha de uma referência distante da qual se encontra o país. Ao discorrer sobre soluções para a seca que assola o Nordeste, ele citou o exemplo da rica cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, que prosperou em meio ao deserto, e pediu à plateia que aqueles que já tivesse ido a Dubai levantassem o braço.

O nome que for eleito nas prévias do PSDB, neste domingo deverá enfrentar o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula, que já anunciaram a pretensão para o pleito. 

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o partido conta com 1.355.766 filiados, mas apenas 28.574 mil haviam se cadastrado até as 18h da última quinta-feira (11), no aplicativo criado pela legenda para a disputa, condição prévia para votar.

Caixa amplia atuação no Nordeste e cria vitrine eleitoral na região onde Bolsonaro tem pior avaliação

Pedro Guimarães com funcionários no dia da inauguração da agência da Caixa em Missão Velha, no interior do Ceará Foto: Reprodução / Agência O Globo

O Globo

Missão Velha, na região do Cariri, no Ceará, é conhecida pelas belezas naturais, pela festa do padroeiro São José e pela grande concentração de fósseis.

Em julho deste ano, a cidade de 35 mil habitantes que fica a 300 quilômetros de Fortaleza também ganhou notoriedade por inaugurar uma agência da Caixa Econômica Federal com a presença virtual do presidente Jair Bolsonaro.

Ele participou do evento por meio de uma videochamada enquanto estava em um hospital em São Paulo, onde tratava uma obstrução intestinal.

Durante seu discurso, Bolsonaro lembrou que uma vez fez uma parada em Missão Velha, foi a um bar, jogou sinuca, bebeu refrigerante e ouviu do povo “que faltava uma agência bancária”. Resolveu que não faltaria mais.

A fala foi transmitida pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que confirmou a história do chefe e contou que recebeu dele o pedido da agência para a cidade, como registra um vídeo divulgado em suas redes sociais:

— Ele repassou esse pedido para mim. Nós analisamos matemática e socialmente, e ficou claro que Missão Velha precisava de uma agência.

O evento no interior do Ceará não é isolado. Foi um dos promovidos por Guimarães no Nordeste, onde a Caixa tem reforçado sua atuação e  a popularidade de Bolsonaro é mais baixa: só 15% dos moradores da região avaliavam o governo como bom ou ótimo, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada em setembro. No Sul e Sudeste, são 28% e 23%, respectivamente.

Sementes políticas

Executivos da Caixa, integrantes do governo e lideranças políticas admitem que a guinada do banco estatal em direção ao Nordeste tem como objetivo semear dividendos políticos para Bolsonaro colher votos em 2022.

Uma parte dessa estratégia consiste em expandir a presença da instituição financeira na região.

Somente neste ano, a Caixa anunciou a abertura de 168 novas agências, sendo 70 delas, ou 42%, em cidades nordestinas.

O movimento vai na contramão do setor bancário, que reduziu em pouco mais de 10% o número de estabelecimentos no país entre 2018 e 2020, segundo levantamento recente do Banco Central.

Um superintendente da Caixa, que pediu para não ser identificado, diz que o plano de expansão do banco não faz sentido do ponto de vista estritamente comercial.

O Banco do Brasil, também controlado pela União, fechou 112 agências em 2021, das quais 44 foram na região Nordeste. Esse foi um dos motivos que levaram à saída de André Brandão da presidência do BB no início deste ano. Bolsonaro recebeu queixas de políticos de cidades que perderam agências.

A insatisfação não se repete com Guimarães. Ao contrário, o presidente da Caixa é um frequentador das transmissões do presidente em redes sociais e um dos auxiliares mais engajados no plano de sua reeleição.

Ele esteve ao lado de Bolsonaro em eventos políticos controversos como os do último Sete de Setembro e chegou a ameaçar tirar a Caixa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) por causa de um manifesto assinado pela entidade em favor da democracia após declarações golpistas do presidente.

A Caixa também expandiu nos últimos dois anos os empréstimos para governos locais do Nordeste e do Norte. A fatia das duas regiões no total de operações de crédito realizadas pelo banco saltou de 18%, em 2019, para 31,5% no período entre janeiro e outubro deste ano.

De acordo com balanço trimestral da Caixa, uma das estratégias adotadas foi a pulverização do crédito, em áreas como agrícola, construção e infraestrutura, permitindo que municípios de menor porte, que, até então, não eram contemplados com financiamentos, tivessem acesso aos recursos da instituição estatal, que centraliza o pagamento de benefícios sociais como o novo Auxílio Brasil.

Destino preferencial

Em 2021, o presidente da Caixa realizou 202 viagens pelo Brasil e exterior. Excluindo os deslocamentos até São Paulo, seu estado de origem, Guimarães realizou 153 expedições, sendo o Nordeste a região com mais destinos: 41, de acordo com dados obtidos pelo jornal O Globo via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Uma dessas viagens ocorreu no início de julho, quando o executivo foi inaugurar uma agência da Caixa em Serrinha, município da Bahia administrado pelo prefeito Adriano Lima, do PP, partido da base do governo.

Com 81 mil habitantes, a cidade conta com nove agências, incluindo BB, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco, Banco do Nordeste e cooperativas. Naquela ocasião, Bolsonaro gravou um vídeo na área externa do Palácio do Planalto que foi transmitido na solenidade. O presidente destacou o fato de Guimarães ter ido até lá para abrir uma nova agência.

— Para onde ele vai só leva boa notícia, disse Bolsonaro, que arrematou dizendo que a Caixa sob Guimarães faz um “trabalho espetacular”.

Ex-bolsonarista Sara Winter abre o jogo e revela quem coordenava ataques ao STF e à imprensa

Nos últimos anos, ela se tornou o rosto mais conhecido e midiático do ativismo de direita no Brasil ao liderar o “Acampamento dos 300”, instalado em maio de 2020, em Brasília. Porém, com a derrocada, que a levou à prisão, a militante virou a chave e diz não mais reconhecer o presidente Jair Bolsonaro.

Agora ex-bolsonarista, Sara Winter abriu o jogo, revelou nomes e estratégias do bolsonarismo para ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), parlamentares contrários ao governo e as estratégias para fortalecer as ações em apoio ao presidente. Em entrevista à revista Istoé afirma que  “o acampamento foi um surto da Sara e do Osvaldo Eustáquio que se transformou numa histeria coletiva”.

Segundo ela, os parlamentares Daniel Silveira (PTB-RJ), Carla Zambelli (PSL-SP), Sargento Fahur (PSL-PR) e Bia Kicis (PSL-DF) foram muito presentes na organização, além do ministro-chefe do Gabinete de Segurança, general Augusto Heleno. Entre as funções, Sara conta que cabia à Zambelli, que participava com maior frequência das reuniões, passar as informações sobre a repercussão do acampamento, e que foi responsável por orientar a tornar Rodrigo Maia um alvo.

Já a deputada Bia Kicis tinha o papel de ajudar na organização. “Ela ensinou a gente como chamar atenção da imprensa”, afirma Sara. A estrutura ficou a cargo de Bia: “Ela cedeu o assessor Evandro Araújo e colocou um advogado de seu gabinete para acompanhar reuniões com a Secretaria de Segurança do Distrito Federal”. Isso garantiu que a iniciativa continuasse por quase um mês.

A ativista ainda revela que o ministro general Heleno foi quem pediu para direcionar todos os esforços contra o STF. No entanto, foi combinado que o presidente não podia ser o “protagonista para não sofrer represálias”. Mas, segundo ela, era o próprio Bolsonaro que dizia quem o blogueiro  Oswaldo Eustáquio devia investigar e subir o tom.

Apesar das revelações, Sara mantém o cuidado ao falar da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, com quem tinha relação pessoal, encerrada por orientação do governo. “A Damares já sabia que eu ia ser presa e o governo orientou a não falar mais comigo”. Elas não se falam desde 27 de maio de 2020.

Além disso, ela evita falar sobre possível envolvimento do presidente e seus filhos com milícias, ela explica que, se há alguma coisa para ser descoberta, o fio da meada está na Assembleia do Rio de Janeiro: “Esse tipo de assunto nunca chega a militantes como eu”.

Decepcionada com o presidente, Sara demonstra arrependimento pelo apoio.  “Não tem mais como defender Bolsonaro. Mas se ele pedir para os bolsonaristas comerem merda, as pessoas vão comer”.  E aponta os filhos do presidente Carlos e Eduardo como os cães de guarda do capitão. “Quem tem destaque na direita, eles cooptam ou destroem”, diz.

O saldo da agresssividade militante atualmente é uma dívida de “mais de R$ 3 milhões”, por conta dos processos, além de ter sido presa. “Nunca passou pela minha cabeça que eu ia parar num presídio”. Hoje Sara afirma viver com medo e planeja  ir com o filho morar no México em breve. “Tenho medo da esquerda, medo de um fanático e medo do governo. Em janeiro eu anunciei que eu ia contar tudo que eu sabia sobre o bolsonarismo. O Planalto surtou e fez uma reunião ministerial. A Damares foi chamada. Eu não sabia o que eles tinham tanto medo do que eu possa tornar público”.

 

Serra Talhada fechou mais uma semana com aumento de casos de Covid-19

Coletiva de imprensa nesta segunda-feira (22), vai detalhar medidas que o município irá adotar para tentar barrar a taxa de transmissão da doença

Por André Luis

O município de Serra Talhada fechou mais uma semana com aumento de casos de Covid-19. Na sexta-feira (12) o município possuía 10.389 casos da doença. No boletim da terça-feira (16), com 21 casos confirmados, a cidade já contava com 10.410.

Na última sexta-feira (19), Serra fechou a semana com 10.464, foram 75 novos casos registrados na cidade em uma semana, 24 casos a mais que na semana anterior que já havia registrado 51 casos da doença.

O município também somou mais um óbito pela doença esta semana. Se trata de paciente do sexo feminino, 73 anos, moradora do bairro Bom Jesus. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, obesidade. Era ex-tabagista. Faleceu no dia 15 de novembro de 2021, no Hospital Eduardo Campos.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do município, Serra conta com 10.464 casos confirmados, 10.184 pacientes recuperados, 40 exames aguardando resultados, 56.132 casos descartados,  85 pacientes em isolamento domiciliar e 6 pacientes em tratamento hospitalar, somando 91 casos ativos, além de 189 óbitos.

Em relação à ocupação hospitalar, o Hospital Eduardo Campos está com 10% de ocupação dos leitos de UTI, com 8 pacientes internados, sendo 3 serra-talhadenses. Não há pacientes na enfermaria da unidade.

O HOSPAM está com 40% de ocupação dos leitos de UTI, com 4 pacientes internados, sendo 3 serra-talhadenses. Não há pacientes na enfermaria da unidade.

Não há pacientes internados nos Leitos de Retaguarda do Hospital São José.

Portanto, são 6 serra-talhadenses internados na rede pública de Serra Talhada, sendo todos em leitos de UTI.

Diante do aumento de casos e da taxa de transmissão do novo coronavírus nas últimas semanas, a Prefeitura de Serra Talhada anunciou medidas necessárias para incentivar a vacinação das pessoas que ainda não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19. As medidas foram anunciadas nesta sexta-feira (19) durante reunião virtual com a participação de diversos segmentos da sociedade.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a partir da próxima segunda-feira (22/11) será implantada a vacinação itinerante em todo o município. Através da Estratégia Mobiliza Saúde, as equipes de saúde da família farão busca ativa e vacinação domiciliar das pessoas que se recusaram ou não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19. Além disso, haverá o Carro de Vacinação Itinerante circulando pelos espaços públicos na zona urbana e zona rural para atender toda a população.

Outra medida anunciada é o Passaporte de Vacina Serra Talhada, que começará a ser exigido nos ambientes fechados públicos e privados, a exemplo das repartições públicas, agências bancárias, lojas, bares, restaurantes e eventos sociais, de acordo com a Lei Nº 1.852, de 21 de setembro de 2021.

Todas as informações referentes aos casos de Covid-19, campanha de vacinação, vacinação itinerante e Passaporte de Vacina serão repassadas na próxima segunda-feira (22), em Coletiva de Imprensa, às 08h, na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada.

 

Pastor serra-talhadense é encontrado morto na Paraíba

Com informações da repórter Jéssica Guabiraba, do Farol de Notícias

O pastor natural de Serra Talhada Paulo César Siqueira, 37 anos, que estava desaparecido já alguns dias, foi encontrado morto nesta sexta-feira (19), boiando em um lago na cidade de Cachoreira dos índios, na Paraíba. 

Ele morava na cidade de Ouro Branco, no Ceará, que fica próxima cerca de 70 km do local onde o corpo foi encontrado. 

O Farol conversou com familiares, que informaram que o pastor foi vítima de um infarto enquanto dirigia, na BR-116, segundo laudo do IML de Cajazeiras.

O lago onde corpo e o carro foram encontrados fica às margens da BR-116. O veículo havia sido achado na última quarta-feira. 

Nas redes sociais, familiares e amigos estavam fazendo uma campanha em busca de informações sobre o paradeiro de Paulo. Ainda, em conversa com o Farol, familiares informaram que ele será sepultado em Serra Talhada e que o corpo já está a caminho, com previsão de chegar a Capital do Xaxado por volta das 21h ou 22h. Em Serra Talhada a família do pastor mora no bairro São Cristóvão.

“Ele morava no Ceará há uns 3 anos, era pastor aqui em Serra e precisou ir embora por conta da família da esposa. As informações que sabemos foi do carro encontrado na madrugada ainda da terça para quarta. Os Bombeiros foram acionados às 2h da quarta. E de lá para cá a gente vinha nessa angústia. E o que sabemos é que, segundo o laudo do IML é que foi infarto. A gente acredita que foi com ele na direção. A nossa família está abalada”, lamentou a sobrinha, Danile Alves, em conversa com o Farol.

O corpo do pastor deve ir direto para o cemitério de Serra Talhada devido o estado de decomposição em que foi encontrado.

PM recupera caminhão roubado com carnes da Friboi na zona rural de Iguaracy

Caminhão com carga havia sido roubado na BR 232, em Serra Talhada

O efetivo 23º BPM, durante patrulhamento nesta sexta-feira (19) foi acionado pela Central de Operações para averiguar uma denúncia que vários indivíduos estariam de posse de um caminhão da empresa JBS na área rural de Iguaracy contendo uma carga de carne da Friboi, o qual foi roubado no último dia 17 na BR 232, próximo ao povoado de Varzinha, zona rural de Serra Talhada.

O policiamento chegando ao local, flagrou o veículo Scania, o qual possuía a restrição de roubo, bem como transportava, aproximadamente, 10 paletes contendo 45 caixas de carne da marca Friboi e 1 palete violado contendo, em média, entre 35 e 39 caixas, também, de carne Friboi.

Pouco tempo depois da chegada do policiamento, aproximou-se do local um veículo VW/ Novo Gol 1.0, com pelo menos três indivíduos, que ao receberem ordem de parada empreenderam fuga, sendo acompanhados pelos policias, todavia, durante o acompanhamento, eles abandonaram o carro e adentraram na caatinga tomando destino ignorado. O motorista do caminhão e vítima do roubo, chegou ao local posteriormente.

Após denúncias que um dos envolvidos poderia ter tido algum contato pessoal com indivíduos suspeitos de praticarem o roubo do caminhão e que estaria de posse de várias armas de fogo de propriedade de um outro envolvido, o qual já é falecido, os policiais se deslocaram até a residência dele, no intuito de averiguar a veracidade das denúncias.

Ao chegarem no local, o suspeito foi localizado e negou qualquer participação no delito do roubo, porém confirmou que o falecido tinha várias armas e que estava em uma casa abandonada.

Em abril deste ano, ele encontrou um enorme astro em uma tabela cheia de dados sobre objetos espalhados pelo Universo.

 

Quando iniciou seu doutorado nos Estados Unidos, o cosmólogo Pedro Bernardinelli, de 27 anos, não esperava encontrar cometas. “A ideia não era essa. O que aconteceu foi sorte mesmo”, diz.

Em abril deste ano, ele encontrou um enorme astro em uma tabela cheia de dados sobre objetos espalhados pelo Universo. Mas não apenas isso: era o maior cometa conhecido pela humanidade, cerca de 2,5 vezes maior que o detentor do recorde anterior.

Dias depois, o então cometa C/2014UN271 mudou de nome para Bernardinelli-Bernstein, homenagem ao cientista brasileiro e a seu orientador no doutorado, Gary Bernstein. “Houve um processo para a troca de nome, mas durou poucos dias. Me pediram para guardar segredo. Foi uma experiência engraçada”, conta.

O novo astro já tinha sido detectado pela primeira vez em 2014, mas havia poucas informações sobre ele. Até este ano, ele era apenas um pontinho luminoso em milhares de fotos do céu tiradas por telescópios que observam o universo. Por isso levava a alcunha provisória, um número. Agora, a partir da análise do brasileiro, sabemos que ele tem cerca de 4,5 bilhões de anos e um diâmetro de 150 km (distância entre Rio de Janeiro e Cabo Frio ou São Paulo e Bertioga), o maior já registrado.

Ele também está vindo na direção da Terra, mas não há com o que se preocupar. Os dados mostram que o cometa chegará ao ponto mais próximo do Sol em janeiro de 2031, e, ainda assim, será a uma distância de 11 UAs (cerca de 1,5 bilhões de quilômetros, próximo da órbita de Saturno).

“Uma piada que costumo contar: falar que esse objeto está vindo na direção da Terra não é errado, porque ele realmente está. Mas é a mesma coisa que falar que, toda vez que recebo meu salário, minha fortuna chega perto da fortuna do Silvio Santos.

Tecnicamente está certo, mas não quer dizer que vai chegar lá”, brinca o cosmólogo.

O brasileiro integra o Dark Energy Survey (DES), uma iniciativa com estudantes de universidades de oito países, incluindo o Brasil. De maneira colaborativa, o objetivo do grupo “é mapear centenas de milhões de galáxias, detectar supernovas e encontrar padrões de estrutura cósmica que podem revelar a natureza da energia escura que está acelerando a expansão do Universo”, segundo site da iniciativa.

Segundo o DES, o cometa descoberto pelo brasileiro é “cerca de mil vezes mais massivo do que um cometa típico, tornando-o indiscutivelmente o maior cometa descoberto nos tempos modernos”.

O doutorado e o projeto de pesquisa de Bernardinelli tinham outro foco: medir o tamanho de galáxias e a influência da matéria escura no Universo.

Mas em uma análise com dados reunidos nos últimos seis anos, ele e outros colegas começaram a encontrar alguns “objetos transnetunianos”, astros que estão além da órbita de Netuno, o oitavo planeta do Sistema Solar.

“A grande graça desses objetos é que eles são uma espécie de entulho da formação do Sistema Solar, são os restos que foram chutados para longe. Vale muito a pena estudá-los porque, com eles, é possível reconstruir a história do Sistema Solar”, diz.

Neste ano, Bernardinelli se deparou com um cometa maior e um pouco mais próximo do que Netuno enquanto analisava uma tabela com milhares de números que representam astros detectados em imagens feitas por telescópios.

“Foi pura sorte, um acaso. Ele estava bem no limite do que era possível recuperar com os dados. Foi bem óbvio que era algo diferente”, conta.

O cometa logo chamou atenção da comunidade de cosmólogos por ser um típico astro vindo da Nuvem de Oort, uma região nos confins do Sistema Solar (depois de Urano e Netuno) e supostamente ocupada por bilhões de objetos que orbitam o Sol.

As órbitas desses astros são consideradas “excêntricas”: elas podem chegar muito perto do Sol e, em seguida, ficar extremamente distantes. A maioria dos cometas de ciclo longo, vindos da Nuvem de Oort, leva milhares e até milhões de anos para completar essa volta em torno da estrela.

No ano passado, um cometa chamado C/2002 F3 (Neowise), vindo da Nuvem de Oort, pôde ser visto da Terra durante o verão no hemisfério Norte. Foi uma oportunidade única, pois ele só passará novamente pelo planeta daqui a 6,8 mil anos.

Já o Bernardinelli-Bernstein, com uma orbita “achatada”, tem um caminho ainda mais demorado. “Sabemos que ele teve uma passagem dentro do Sistema Solar há cerca de 3,5 milhões de anos e que objetos como ele foram chutados para a Nuvem de Oort há 4,5 bilhões de anos. Então estimamos que ele tenha essa idade”, diz o cientista.

O cometa terá seu periélio (momento em que chega mais próximo do Sol) em 21 de janeiro de 2031. “É quando ele fica mais brilhante para quem está observando da Terra”, diz Pedro Bernardinelli.

Esse período de dez anos para o periélio é um ponto positivo da descoberta, segundo o cosmólogo. “A gente pegou esse objeto muito distante do Sol, e isso não é sempre que acontece. A gente ainda não entende o que os cometas fazem quando estão muito longe do Sol. Temos dez anos para monitorá-lo, é uma oportunidade incrível”, diz.

A partir de 2023, um observatório chamado LSST (Large Synoptic Survey Telescope), no Chile, cujo objetivo é achar objetos no Universo, passará a tirar fotos do céu inteiro a cada três dias. Para o cientista brasileiro, a iniciativa ajudará a entender melhor o cometa que leva seu nome. “A melhor maneira de descrever é que teremos uma foto dele a cada três dias, teremos um filme dele se mexendo pelo Universo”, explica.

Trabalho ‘chatíssimo’ Pedro Bernardinelli nasceu em Itaquera e cresceu na Vila Matilde, ambos na periferia da zona leste de São Paulo. “Quando chegou o vestibular, eu gostava de física e computadores, então escolhi Física, porque aliava os dois”, conta.

Ele entrou na USP e se formou em 2015. Já durante a graduação, quando começou a estudar o Universo, um professor o convenceu a pular o mestrado e tentar uma bolsa de doutorado em alguma universidade dos Estados Unidos. Conseguiu na Universidade da Pensilvânia, onde passou a integrar o Dark Energy Survey.

O trabalho de um cosmólogo em si, diz o cientista, pode ser bastante entediante. Portanto, não é verdadeira aquela imagem de uma pessoa comum que descobre um cometa que vai destruir a Terra olhando por um telescópio na janela de casa (como no filme-catástrofe “Impacto Profundo”).

“Não é assim que funciona. Na verdade você fica dias e dias olhando tabelas com milhares de números e tenta encontrar alguma coisa ali. O trabalho é basicamente processar dados em um supercomputador”, diz.

Aconteceu assim com o próprio cometa Bernardinelli-Bernstein. “Depois da tabela, o processo de verificação foi essencialmente ficar horas e horas olhando imagens em preto e branco com uma bolinha bem fraca no meio para ver o que era esse objeto”, explica.

“Isso é uma coisa chatíssima. Eu tinha que parar a cada meia hora, abrir a janela para descansar a vista, já estava vendo tudo em preto e branco”, conta.

Nos últimos meses, Bernardinelli iniciou um pós-doutorado na Universidade de Washington, em Seattle. Agora, pretende estudar melhor o cometa que leva seu nome. Há muitas coisas a descobrir, diz.

“Ainda não entendemos o que os cometas fazem longe do Sol. Estamos interessados em saber quais são os processos que ocorrem na superfície desses objetos, como o derretimento do gelo quando há aproximação do Sol”, explica.

O cosmólogo e outros cientistas também querem saber quantos desses astros existem. “Esse é o primeiro cometa desse tamanho já visto. Mas ele é único ou há outros? Qual é a população desses objetos no Sistema Solar?”, questiona.

Um extenso engarrafamento se formou quando os motoristas pararam os carros para recolher as notas que estavam espalhadas por todo o asfalto.

Ocupantes de veículos que passavam por uma rodovia movimentada de San Diego, na Califórnia, nos Estados Unidos, se surpreenderam com um acontecimento inédito no local. É que a porta de um caminhão blindado que estava trafegando se abriu, o dinheiro caiu dos malotes, e a rodovia ficou coberta de dinheiro.

De acordo com o canal CBS8, um extenso engarrafamento se formou quando os motoristas pararam os carros para recolher as notas que estavam espalhadas por todo o asfalto.

O sargento que fazia a patrulha da rodovia, Curtis Martin, revelou que uma peça da porta quebrou e impediu o equipamento de permanecer fechado, no entanto, o problema foi identificado tarde demais.  “Uma das portas se abriu e sacos de dinheiro caíram. Uma das malas se quebrou e havia dinheiro por todos os lados”, descreveu ele.

Martin disse que o caminhão estava a caminho de um escritório da Corporação Federal Asseguradora de Depósitos, uma agência federal dos EUA  cuja principal função é a de garantia de depósitos bancários.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, pode-se reparar as notas de um e também de vinte dólares. A influenciadora fitness Demi Bagby registrou o momento e mostrou motoristas atordoados correndo pela estrada com pequenos montantes nas mãos. Também é possível observar pessoas saindo dos carros para garantir algumas notas. 

“Esta é a coisa mais louca que eu já vi. Alguém jogou dinheiro em toda a rodovia. San Diego fechou!”, disse ela.

Segundo a CBS 8, dois motoristas foram levados sob custódia porque estacionaram seus carros no meio da rodovia para recolher o dinheiro e acabaram bloqueando o tráfego. Não se sabe se ficaram presos ou alguma acusação foi feita.

Um porta-voz da Corporação Federal Asseguradora de Depósitos informou que as autoridades estão pedindo a todos que pegaram dinheiro na estrada que devolvam no escritório da empresa.

Mesmo condenada a 20 anos de prisão por mandar matar o milionário Renê Sena, a cabeleireira Adriana Ferreira Almeida (foto em destaque), conhecida como “Viúva da Mega-Sena”, ainda tenta herdar toda a fortuna dele, estimada atualmente em mais de R$ 87 milhões.

O lavrador Renê Sena foi assassinado em 7 de janeiro de 2007, em Rio Bonito, no interior do Rio de Janeiro, um ano e meio depois de ganhar um prêmio de R$ 52 milhões em sorteio da Mega-Sena. Ele levou quatro tiros na cabeça, disparados por dois ex-seguranças, a mando de Adriana Almeida, que na época era sua companheira.

Quem é Adriana Ferreira Almeida, conhecida como Viúva da Mega-Sena

Embora a viúva tenha tido a condenação transitada em julgado, ela ainda tenta sucesso em uma revisão criminal que visa anular essa sentença. Em paralelo, pede, em outro processo, revalidar um testamento que lhe daria R$ 43 milhões (metade da herança) e, em outra ação, anular o reconhecimento de paternidade da única filha de Renê.

O advogado Jackson Costa Rodrigues, que defende Adriana, tenta, com essa revisão criminal, alegar irregularidades na seleção do júri que a condenou. Ele argumenta como suspeição o fato de um dos jurados não residir na cidade de Rio Bonito, onde o assassinato foi cometido e a vítima morava.

Esse recurso foi rejeitado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, mas o advogado ainda aguarda decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Não peço absolvição dela. Peço que ela seja submetida a um terceiro julgamento”, afirmou o advogado Jackson Costa Rodrigues ao Metrópoles.

Esse tipo de revisão só pode ser exigida depois que a condenação transita em julgado. De acordo com especialistas entrevistados pelo Metrópoles, essa apelação só costuma ter sucesso na Justiça quando ficam comprovadas ilegalidades graves.

“Para ter êxito, teria que ser comprovada uma coisa seríssima que comprometa o julgamento, como a parcialidade de jurado, ou a má condução do julgamento pelo juiz. São coisas graves demais”, explica o jurista Eugênio Pacelli, autor do livro “Curso de Processo Penal”.

Testamento

A herança do milionário da Mega-Sena ainda é alvo de intensa disputa entre os irmãos de Renê Sena e a filha dele. De forma surpreendente, o testamento que favorece a assassina é também defendido pela única filha de Renê de um relacionamento anterior, Renata Sena.

A viúva ainda não foi declarada indigna em ação judicial que poderia tirar seu direito de receber a herança. Ela só não tem direito hoje à herança, porque, em paralelo, foi anulado em outro processo, a pedido dos nove irmãos de Renê, esse testamento que dividia igualmente a fortuna do milionário entre a viúva e a filha, Renata.

Só que a filha de Renê, Renata, recorreu contra a anulação desse testamento. A viúva também tenta revalidar esse testamento na Justiça.

Caso a viúva seja declarada indigna da herança no futuro, esse testamento garantiria toda a fortuna para a filha. Procurado, o advogado de Renata, Cleuson Pariz Zipinotte, informou que não comenta processos em andamento.

Por outro lado, caso seja anulado, definitivamente, o testamento que divide a fortuna entre Adriana e Renata, poderia ser validado um testamento anterior, em que Renê deixava ainda metade da herança para a filha, mas a outra metade seria dividida entre um sobrinho e seus irmãos.

Revolta familiar

A insistência da viúva em ficar com a fortuna de Renê revolta os irmãos da vítima.

“Ela não vai conseguir. Isso é um absurdo. Qual o direito que tem uma pessoa que manda matar uma pessoa? Ela tem que apodrecer na cadeia”, afirmou Aldinea Sena, uma das irmãs de Renê, ao Metrópoles.

Adriana ficou presa por quase quatro anos em diferentes momentos do processo e chegou a ficar foragida depois da condenação. Mas sua última temporada na cadeia terminou em 24 de dezembro do ano passado, quando recebeu com outros presos o benefício de ficar em casa por conta da pandemia, de acordo com a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro.

Para que a viúva volte à cadeia, a Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro terá de dar uma ordem nesse sentido.

Paternidade em xeque

Em sua estratégia para ficar com a herança do milionário que mandou matar, segundo a Justiça, Adriana também tenta anular o reconhecimento da paternidade da única filha de Renê.

Aliás, os irmãos de Renê também tentaram anular o reconhecimento da paternidade. Isso porque o próprio Renê, antes de morrer, tentou iniciar uma investigação de paternidade para verificar se era, de fato, o pai da moça.

Tanto a viúva quanto os irmãos de Renê contestam o exame de DNA feito em laboratório particular que a filha usou para comprovar seu parentesco biológico. (Via: Metrópoles)

Esta quinta-feira (18) não foi um dia fácil para o empresário bolsonarista Luciano Hang. Pela terceira vez, o dono da rede de lojas Havan foi derrotado na Justiça em um processo contra o youtuber Felipe Neto. Ele teve o segundo recurso rejeitado em uma ação que moveu contra a celebridade por criticar a empresa por comercializar alimentos essenciais para driblar as regras de fechamento do lockdown, no início da pandemia.
Para piorar, Neto fez questão de publicizar a derrota. Nas redes sociais, o youtuber marcou o perfil de Luciano e disse que “já podia pedir música” pela vitória tripla. “Oi Luciano, tudo bom? Perdeu o processo, perdeu o recurso, perdeu o segundo recurso. Três derrotas na justiça pra mim. Já posso pedir música, né? Beijo, querido”, disse.
Em seguida, Felipe publicou um vídeo com um apanhado de várias manchetes que noticiavam as derrotas. Ao fundo, toca a música tema de abertura da novela O Rei do Gado, da TV Globo, em referência ao termo utilizado para se referir aos eleitores e apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Pedi música. Beijão, Luciano”, debochou o também empresário.
Hang respondeu duas horas depois em um vídeo postado no Twitter. No registro, o empresário fala que Felipe Neto “dorme e acorda pensando nele” e disse para o adversário “não comemorar muito”, porque o “processo ainda não acabou”.
“Esse é só o primeiro, já tem outro encaminhado. Sempre que falarem mentiras e injúrias a meu respeito não aceitarei calado. Se não te deram educação, espero que a Justiça o faça”, declarou. O bolsonarista mostra prints de postagens em que Neto fala sobre o empresário e diz que ele tem que aprender que “não pode falar o que quer”.
Quase que imediatamente, o youtuber respondeu Hang com mais deboche. “Te senti meio pra baixo nesse vídeo, meio amuado, uma expressão de tristeza. Não fica assim não”, disse. Por fim, Neto ainda lembrou uma denúncia do jornal El País de que Hang dribla o pagamento dos impostos brasileiros.

Colunista da Folha e professor em universidades internacionais diz que Lula é o político brasileiro mais popular do mundo 

Zeidan_LULA_Macron
Rodrigo Zeidan e Lula com Macron (Foto: Reprodução/Twitter | Ricardo Stuckert)

Rodrigo Zeidan, que é colunista do jornal Folha de S.Paulo e professor em universidades internacionais usou suas redes sociais para dizer que “Lula é o político brasileiro mais popular do mundo’.

“O Lula é disparado o político brasileiro mais popular no mundo. Na opinião do gringo médio, Lula foi perseguido pelo sistema da sua República de banana e é um dos maiores líderes do século 21”, disse.

Rodrigo Zeidan é professor da New York University Shanghai e da Fundação Dom Cabral. Ele também é pesquisador sênior do Center for Sustainable Business (NYU Stern) e editor associado da Revista Brasileira de Finanças, Journal of Sustainable Finance and Investments e Journal of Economic Surveys.

Zeidan_Twitter

Brasil 247

Operação policial prende 16 integrantes de quadrilha que reunia servidores e ex-funcionários públicos de PE

Foto: ilustração

Uma operação realizada nesta quarta-feira (17) pela Polícia Civil prendeu 16 pessoas por crimes como homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Entre os presos, estão servidores e ex-funcionários do governo de Pernambuco, do Ministério Público de Pernambuco e do Poder Judiciário.

Esta é a segunda fase da Operação Tarrafa, deflagrada em 2017, quando 41 pessoas foram detidas ao longo de nove meses de investigação. Desta vez, foram cumpridos 15 mandados de prisão e 27 de busca e apreensão em cidades do Grande Recife, Agreste e Sertão de Pernambuco.

Carro, moto e armas foram apreendidos pelos policiais. Houve também uma prisão em flagrante, além do bloqueio de recursos dos investigados.

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Sétima parcela havia sido depositada em 31 de outubro.

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), nascidos em dezembro, podem sacar, a partir de hoje (19), a sétima parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 31 de outubro.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda-feira a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

39,2 milhões de famílias atendidas

A liberação do dinheiro em espécie marca o fim da segunda rodada do auxílio emergencial, que começou em abril. Neste ano, o programa atendeu a 39,2 milhões de famílias, dos quais 23,9 milhões de trabalhadores informais, dez milhões inscritos no Bolsa Família e 5,3 milhões inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Os beneficiários do Bolsa Família foram migrados para o Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal. Os trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico deixaram de receber o benefício. Uma vez por mês, os inscritos no CadÚnico que mantiverem os dados atualizados serão selecionados para receberem o Auxílio Brasil, dependendo do espaço no Orçamento do governo.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a rodada de pagamentos teve sete parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, receberam R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebeu R$ 375; e pessoas que moram sozinhas, R$ 150.

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio foi pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa fosse inferior a meio salário mínimo. O beneficiário precisava ter sido considerado elegível até dezembro de 2020, pois não houve nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continuou valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

Colaborou Andreia Verdélio

Edição: Kleber Sampaio

(Agência Brasil).

Um caso chocou os moradores da cidade de Sumé, no Sertão da Paraíba, na noite de ontem (18), quando um Sargento do 11º Batalhão da Polícia Militar foi morto com vários tiros. 

De acordo com informações repassadas ao blog, o crime aconteceu por volta das 18:30 no Sítio Poço da Pedra.  A vítima foi identificada como Sargento Célio Alves da Silva. Sua esposa foi feita refém, e foi levada pelos criminosos e liberada em uma estrada.

Após ser liberada, a mulher foi até a delegacia e denunciou o crime. As Polícias Civil e Militar fizeram buscas na região, mas até a publicação desta notícia, nenhum suspeito foi preso.

Pernambuco ainda tem593 mil pessoas com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em atraso e, de acordo com o governo, atualmente não há segurança sanitária para festas como réveillon e Carnaval.

“Hoje não há segurança sanitária para grandes eventos que gerem aglomeração”, afirmou o secretário de Saúde André Longo, ao ser questionado sobre a realização desses eventos.

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (18) no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo, na área central do Recife, o secretário também disse que a atual preocupação é com o a sazonalidade das viroses respiratórias, que no verão tem seu pico. A alta de casos do novo coronavírus na Europa também acendeu um sinal de alerta.

“Hoje nossa preocupação não é com o carnaval, é com a sazonalidade. Para não termos que, mais uma vez, se submeter a ter que regredir o plano de convivência e suspender atividades, só há um caminho, que é a vacinação massiva da população antes da chegada da sazonalidade”, destacou o secretário.

O secretário disse que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 discute semanalmente os cenários para avaliar se será possível autorizar as festas e fez um apelo para as pessoas que não estão com o esquema vacinal contra a Covid-19 atualizado.

Para tentar reverter o quadro, ele disse que todos os municípios do estado se comprometeram a participar, entre 20 e 26 de novembro, de uma campanha de megavacinação anunciada pelo Ministério da Saúde.

“Precisamos chegar em fevereiro com as melhores condições sanitárias possíveis e, para isso, a gente precisa de mais de 90% de cobertura vacinal com segunda dose e de pelo menos 2 milhões de pessoas com mais de 55 anos com dose de reforço tomada, além dos trabalhadores da saúde, para uma possível terceira onda”, alertou André Longo.

Sequenciamento genético

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou nesta quinta um novo sequenciamento genético que aponta a continuidade e prevalência da variante delta da Covid-19 superior a 90% no estado. O Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE) analisou 126 amostras de pacientes positivos para a Covid-19 e 124 (98,5%) apresentavam a linhagem e sublinhagens da variante delta.

Apenas dois (1,5%) tinham a variante gama. As amostras foram coletadas entre o fim de setembro e meados de outubro. Os pacientes são dos municípios de Caruaru, Dormentes, Feira Nova, Igarassu, Inajá, Jaboatão dos Guararapes, Lagoa Grande, Moreno, Olinda, Orocó, Ouricuri, Paulista, Petrolina, Quipapá, Recife, Salgueiro, Santa Maria da Boa Vista, São Caetano, São José do Belmonte, Serrita e Triunfo.

Envio de vacinas

André Longo disse que o estado aguarda o envio de novas doses da Janssen pelo Ministério da Saúde para iniciar a aplicação da segunda dose nos 173 mil pernambucanos vacinados com o imunizante produzido pela Johnson & Johnson.

Na quarta (17) foi anunciado que todos que receberam a vacina da Janssen precisam tomar uma segunda dose como parte do esquema primário de proteção e foi liberada a aplicação da terceira dose, de reforço, em pessoas a partir dos 18 anos em Pernambuco. O reforço nesta faixa etária será cinco meses após a finalização do esquema vacinal com duas doses .

O intervalo de quatro meses, pactuado anteriormente, permanecerá para os trabalhadores de saúde e pessoas acima dos 55 anos de idade.

Ainda de acordo com o G1 PE, o médico e representante da Sociedade Brasileira de Imunizações, Eduardo Jorge da Fonseca, reforçou a importância de completar o esquema vacinal. “Esperamos que até dezembro deste ano estejamos com 90% da população imunizada com as duas doses”, disse.

Ascom

Só no último trimestre, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira investiu mais de duzentos mil reais em compras diretas dos agricultores familiares do município. Produtos como milho, feijão, batata doce, carne de boi, leite, entre outros. Esses alimentos são comprados diretamente aos agricultores, sem a figura do atravessador.

A informação foi repassada pela secretária de Assistência Social, Madalena Leite, durante reunião de prestação de contas do programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA). A reunião aconteceu nesta quinta-feira (18), no Cineteatro São José, e contou com a participação dos agricultores beneficiados e representantes da gestão municipal.

O coordenador do PAA no município, Gilmar Aguiar, destacou a importância da transparência na aplicação dos recursos e do diálogo com as famílias. “Esse é um momento que já é rotina no programa. Além da prestação de contas, também pudemos dialogar sobre a transição para o programa Alimenta Brasil, que inicia em janeiro do próximo ano, mas ainda não sabemos se será como está no papel”, afirmou.

Os alimentos comprados são destinados para as escolas municipais, casa de apoio da saúde em Recife, cozinha comunitária, CRAS, CAPS, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, além do programa municipal de segurança alimentar.

“Eu agradeço às famílias de agricultores que participam do programa, pois é com os alimentos que eles produzem que estamos conseguindo, há seis meses, garantir alimentos para o programa municipal de segurança alimentar, que tem ajudado tantas famílias em situação de vulnerabilidade em Afogados,” destacou a secretária Madalena Leite.

Gestoras do Bolsa Família e do Cadastro Único aproveitaram o momento para tirar dúvidas dos agricultores a respeito do novo auxílio Brasil.

 

 

PSB condiciona Alckmin vice de Lula a cabeça de chapa em 5 estados

Caciques do PSB discutiram priorizar a filiação de Geraldo Alckmin (PSDB-SP) para que ele seja candidato a vice-presidente de Luiz Inácio Lula da Silva desde que o PT apoie a legenda em cinco estados prioritários nas eleições de 2022.

Alckmin, que tem conversado com uma série de partidos, procurou integrantes do PSB nos últimos dias e sinalizou que toparia entrar na sigla para ser vice de Lula.

Dirigentes do PSB e de outras siglas, porém, dizem acreditar que Alckmin só baterá o martelo sobre seu futuro partidário após as prévias do PSDB, no domingo (21). No cálculo, o tucano poderia até ficar onde está a depender de quem vencer a disputa interna: João Doria (SP) ou Eduardo Leite (RS).

Segundo integrantes do PSB, a reunião realizada na noite quarta-feira (17) serviu para os dirigentes debaterem pessoalmente os cenários com Alckmin e reforçarem as condições para dar apoio aos petistas nacionalmente: querem que o PT respalde candidatos do PSB a governador em São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Acre e Rio de Janeiro.

No encontro, dirigentes também decidiram frear conversas para formar uma federação com o PT no próximo ano.

Líderes do PSB vão discutir o tema com Alckmin e também procurar Lula para debater pessoalmente a aliança.

O ex-presidente quer o partido como aliado em 2022. Os principais entraves, porém, são regionais, sobretudo no estado de São Paulo.

Segundo integrantes de ambos os partidos, as articulações para que o PT apoie o PSB no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pernambuco e Acre estão avançadas.

No Rio de Janeiro, por exemplo, Lula jé declarou que apoiará Marcelo Freixo, mas no PSB há o temor de que ele volte atrás. Freixo deixou recentemente o PSOL e se filiou à sigla.

Em São Paulo, porém, segue o impasse porque o ex-presidente não quer deixar de lançar um nome próprio da sigla.

O nome colocado hoje para a disputa pelo Palácio dos Bandeirantes é o do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação Fernando Haddad, derrotado em 2018 por Jair Bolsonaro na briga pelo Palácio do Planalto.

A reunião no PSB foi chamada pelo presidente do partido, Carlos Siqueira, e teve a participação de dirigentes como os governadores Paulo Câmara (PE) e Renato Casagrande (ES), o ex-governador Márcio França (SP) e o ex-deputado Beto Albuquerque (RS).

O acordo vislumbrado pelo PSB beneficiaria sobretudo França e Albuquerque, que querem disputar os governos de seus respectivos estados.

A constatação de líderes do PT e também do PSB é que, hoje, os pessebistas não têm um nome forte que agregue à candidatura de Lula e seja capaz de obrigar o PT a redefinir estratégias estaduais a fim de atrai-los no plano nacional.

O governador Flávio Dino (PSB-MA), por exemplo, muito lembrado nas conversas para ser vice de Lula, é originário do PC do B e visto no PT como um candidato que não ampliaria a chapa para além do campo da esquerda.

Já Alckmin, que foi quatro vezes governador pelo PSDB em São Paulo e duas vezes candidato a presidente da República, tem um viés mais à direita e ajudaria a acalmar setores mais conservadores da sociedade, reeditando o que Lula fez em 2002 com o empresário José Alencar como vice.

A intenção do PSB é fortalecer a legenda nas negociações a ponto de forçar o PT a abrir mão da cabeça de chapa em disputas estaduais consideradas essenciais para os pessebistas.

O partido aposta que nesses cinco estados prioritários há chance de vencer a eleição em 2022. Com o apoio dos petistas, o PSB poderia consolidar essas candidaturas.

Em São Paulo, a preferência de Lula é por Haddad, considerado mais viável eleitoralmente que França.

O ex-presidente indicou a correligionários próximos que estaria disposto a ceder caso forme a aliança com o tucano. Já Alckmin, com quem conversou nos últimos dias, não nega nem confirma o desejo de integrar a chapa com Lula.

O tucano, no entanto, tem tateado e chamou caciques do PSB para encontros. Em um deles, um jantar em São Paulo, nos últimos dias, segundo relatos no partido, Alckmin teria sido cortejado por quem estava no restaurante pela possibilidade de ser vice. Isso, segundo pessebistas, animou o tucano.

A costura por uma chapa Lula-Alckmin foi revelada pela coluna Mônica Bergamo. Desde então, o tucano e o petista têm trocado afagos públicos.

“Tenho uma extraordinária relação de respeito com Alckmin. Fui presidente quando ele foi governador. Conversamos muito. Não há nada que aconteceu entre mim e o Alckmin que não possa, sabe, ser reconciliado. Não há”, afirmou Lula na segunda-feira (15) durante viagem à Europa.

Já Alckmin, na semana passada, também não rechaçou a possibilidade de compor chapa com o petista.

“Já disseram que eu vou ser candidato a senador, a governador, a vice-presidente. Vamos ouvir. Fico muito honrado com a lembrança do meu nome”, disse o ex-governador paulista, que foi derrotado por Lula em 2006 na corrida pela Presidência da República.

Até então, Alckmin vinha discutindo seu futuro político principalmente com siglas alinhadas mais ao centro e centro-direita e trabalhado com a hipótese de se candidatar ao Governo de São Paulo mais uma vez.

Alckmin, que está de saída do PSDB, também é cortejado pelo PSD, de Gilberto Kassab, e pela União Brasil, que será resultado da fusão do DEM com PSL(Via: Folhapress)

Caixa Tem não permite ajustar limite do Pix, o que pode violar norma do BC

Caixa Tem (Imagem: Tatiana Vieira/Tecnoblog)

O ajuste de limite do Pix é uma função que ajuda a fortalecer a segurança de clientes de bancos e instituições financeiras. Através dela, é possível escolher um valor máximo para realizar transações pela plataforma de pagamentos e transferências de acordo com as necessidades do usuário. A opção, no entanto, não está disponível no Caixa Tem , conforme foi descoberto pelo Tecnoblog em testes realizados nos últimos dias, ainda que a regulamentação do Banco Central (BC) aponte-a como necessária.

Os testes foram feitos nos apps para Android e iPhone (iOS). Inicialmente, selecionamos a opção “Pix” na tela inicial e fomos direcionados ao chat automatizado. Em seguida, escolhemos todas as opções oferecidas pela plataforma, como “Pagar”, “Receber”, entre outras. Nenhuma delas levou à função para controlar o limite.

Também recorremos à aba Ajustes, onde é possível alterar as definições do app. O resultado foi o mesmo: o menu Segurança oferece apenas opções para configurar o acesso à conta do Caixa Tem pelo aplicativo. Até esta quinta-feira (18), não foi encontrado nenhuma menção à ferramenta para controlar o limite do Pix na plataforma da Caixa.

A ausência do controle de limite vai na contramão de boa parte dos apps de instituições financeiras. O próprio aplicativo da Caixa, por exemplo, oferece a função junto às demais opções do Pix acessadas diretamente pela tela inicial. O mesmo é dito ao Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Nubank, Santander, entre outros bancos.

Em contrapartida, a falta da opção de ajuste pode violar a regulamentação do Banco Central. A Instrução Normativa de número 160 informa que, desde 4 de outubro de 2021, a função para controlar o limite deve estar disponível no app da instituição financeira com base no manual de Requisitos Mínimos para a Experiência do Usuário. Mas o prazo varia em algumas situações.

Segundo o BC, o limite até 4 de outubro é aplicado ao app principal da instituição financeira participante do Pix. Isto significa que os demais apps da participante, como é o caso do Caixa Tem, seguem outro calendário.

Confira os prazos a seguir:

  • Participantes do Pix com média mensal superior a 20 milhões de transações:  até 16 de setembro de 2021;
  • Participantes do Pix com média mensal entre 5 e 20 milhões de transações: até 31 de março de 2022;
  • Demais participantes do Pix: até 30 de junho de 2022.

É importante destacar que a quantidade de transações está relacionada aos resultados apurados entre março e setembro de 2021. Além disso, em março, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o Caixa Tem tinha 107 milhões de contas abertas. “É a nossa maior fonte de pagamentos e débitos e Pix”, disse. “Ou seja, nós temos mais operações em termos de cartão de débito e no Pix no app do Caixa Tem que o resto do banco”.

Em 2020, 127.512 registros de nascimentos foram efetuados em cartórios em Pernambuco. Desse total, 124.656 se referem a crianças nascidas no ano passado e 2.856, aproximadamente 2,2% do total, são de pessoas nascidas em anos anteriores ou com o ano de nascimento ignorado. Na comparação com o ano anterior, houve uma queda de 5% no número de registros de nascimentos ocorridos em 2020, de acordo com as Estatísticas do Registro Civil, divulgadas nesta quinta-feira (18) pelo IBGE. Pernambuco, sozinho, foi responsável por 4,6% de todos os nascimentos brasileiros registrados em 2020.

Os dados indicam que houve uma queda de 5% no número de registros de nascimentos ocorridos em 2020, na comparação com o ano anterior. Essa porcentagem está próxima à queda da natalidade a nível nacional, que foi de 5,5%. Julho teve 12.192 registros de nascimento, o maior número de todos os meses do ano e aproximadamente 9,8% do total, ao passo que fevereiro teve a menor quantidade de registros de nascimento: 9.226, ou 7,4% do total.

Já a estimativa mais recente do sub-registro de nascimentos no estado, ou seja, quando uma criança não é registrada no mesmo ano em que nasce ou até o primeiro trimestre do ano seguinte, foi de 3% no estado, acima da média nacional, de 2,1%, e da média nordestina (2,5%). Os números são referentes ao ano de 2019.

Quando se considera a idade da mãe na ocasião do parto, 25,4% das mulheres que deram à luz em Pernambuco em 2020 tinham de 20 a 24 anos, faixa etária que tradicionalmente é responsável pelo maior percentual, seguido pelas mães de 25 a 29 anos (23,4%), de 30 a 34 anos (19,1%), 15 a 19 anos (14,8%), 35 a 39 anos (10,8%), sendo o restante composto por mães acima dos 40 anos. 

 Caixa lucrou R$ 3,2 bilhões no terceiro trimestre do ano, valor 69,7% maior que o resultado do mesmo período de 2020. De janeiro a setembro, o lucro total do banco chega a R$ 14,1 bilhões, aumento de 87,4% se comparado aos nove primeiros meses de 2020.
Em nove meses, já é o segundo melhor lucro da história do banco, maior que todos os resultados anuais, exceto em 2019. Os dados foram divulgados hoje (18) pela Caixa.
A margem financeira alcançou R$ 12,2 bilhões no terceiro trimestre, aumento de 27,8% se comparado ao mesmo período de 2020. O crescimento, segundo a Caixa, é decorrente principalmente dos aumentos de 15,2% nas receitas com operações de crédito e de 130,1% no resultado com operações de títulos e valores mobiliários.
O saldo na carteira de crédito total encerrou o terceiro trimestre com R$ 842,3 bilhões, o que representa crescimento de 11,3%, se comparado ao terceiro trimestre de 2020. Já o saldo em micro e pequenas empresas teve aumento de 39,2% em 12 meses, chegando a R$ 53 bilhões.
“A Caixa foi o primeiro banco a contratar o Pronampe, tendo 35,8% de market share do produto em volume de concessões. Apenas no terceiro trimestre de 2021 foram contratados R$ 6,7 bilhões, contemplando 87,5 mil empresas”, informou o banco.
Até setembro, o volume de contratações no agronegócio aumentou 80,1%, número que corresponde a R$ 10,3 bilhões. No mesmo período, as contratações de crédito imobiliário cresceram 27,9%, na comparação com os nove primeiros meses de 2020, totalizando R$ 104,2 bilhões. O saldo total ficou em R$ 542 bilhões.
De acordo com o banco, o mês de agosto de 2021 foi o com a maior contratação de crédito imobiliário da história da Caixa, no valor de R$ 14 bilhões. O banco segue como o maior financiador da casa própria no país, com 66,3% de participação no mercado.
Com prestação de serviços, no terceiro trimestre do ano, o banco conseguiu R$ 6 bilhões, aumento de 3,2% no trimestre, com destaque para o aumento de 87,1% nas receitas com produtos de seguridade; 16,5% com conta corrente e tarifas bancárias; 9,5% com fundos de investimentos e 2% com cartões de débito e crédito.
De janeiro de 2019 a setembro de 2021, o banco devolveu 152 imóveis administrativos, em todas as regiões do país, e a previsão é de devolver mais nove prédios até o final do ano, totalizando 161 edifícios devolvidos. Nesse período, estima-se uma economia de R$ 377 milhões com essa otimização de espaços e mais R$ 251,8 milhões com as renegociações de aluguéis, totalizando uma economia de R$ 628,8 milhões.
No terceiro trimestre de 2021, as Loterias Caixa arrecadaram R$ 4,2 bilhões, valor 4,1% maior que o apurado no mesmo período de 2020. Desse valor, R$ 1,8 bilhão foi transferido aos programas sociais do governo federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.

Bolsonaro encerrou, sem apresentar os resultados, uma viagem de seis dias pelo Qatar, Bahrein e Emirados Árabes, sem resultados para o país, enquanto Lula mostrou que é estadista em seu giro pela Europa.

Jair Bolsonaro criticou nesta quinta-feira (18) no Qatar as comparações que foram feitas entre seu giro pelo Oriente Médio e a recepção de chefe de Estado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Europa.

“Eu vi na Globo News: ‘Bolsonaro decepciona, Lula é um sucesso’. Ah, pelo amor de Deus”, declarou, antes de embarcar de volta ao Brasil.

Bolsonaro encerrou uma viagem de seis dias por três países. Além do Qatar, esteve também nos Emirados Árabes Unidos e no Bahrein. Ele se encontrou com autoridades locais e empresários e visitou uma feira do setor aéreo e a Expo 2020, em Dubai.

Por sua vez, Lula favorito em todas as pesquisas sobre a eleição presidencial de 2022, teve vasta agenda na Europa, onde visitou o Parlamento Europeu e foi recebido com honras de chefe de Estado pelo presidente da França, Emmanuel Macron, aponta a Folha de S.Paulo.

Bolsonaro acusou o golpe e disse que “Lula tem que andar pelo Brasil”. E se recusou a informar o conteúdo das conversações que teve com os líderes dos países da Península Arábica que visitou.

 

Mulher ajuda em parto da amiga e descobre que criança é do próprio marido

Hailey Mae Cuser, de 28 anos, viralizou na internet após contar a história de traição que viveu com o seu marido e sua melhor amiga. O caso, que aconteceu em Wickenburg, no Arizona, ganhou destaque nos Estados Unidos nos últimos dias. Hailey contou que descobriu a infidelidade depois de fazer o parto do bebê da melhor amiga e observar uma marca de nascença no pescoço da criança. 

Hailey, que é mãe de quatro filhos, contou que confirmou a traição após questionar a melhor amiga e, agora, o ex-marido sobre o assunto. Ambos confirmaram o caso. Hailey ainda detalhou que o marido a traiu com cerca de 30 mulheres durante o casamento, chegando até a ter dois filhos com duas mulheres diferentes enquanto ainda era casado com ela. A história foi replicada em vários sites internacionais como Mail Online, Metro e The Sun. 

Assista:

Hailey disse: “Tínhamos acabado de chegar do hospital e eu estava trocando o bebê. Quando ela virou o pescoço, o sinal de nascença apareceu. Quando eles são bebês, é muito difícil ver, e eu não estava procurando. Eu pensei: OK”. Ela continuou: “O choque tomou conta de mim. Quando descobri que minha amiga estava parada ao meu lado, olhei para ela e dava para perceber. Ela não conseguiu dizer nada, apenas baixou a cabeça e olhou para o chão, e eu simplesmente soube ali. Não houve palavras ditas, eu simplesmente sabia”. 

A norte americana afirma que, pelos filhos, perdoou a amiga e o ex e ainda garante que já “seguiu em frente”. Recuperada, Hailey vive um novo relacionamento. 

Apesar da situação descoberta, ela ainda contou que recebeu a amiga em casa depois que ela deu à luz a criança, pois ela “não tinha pra onde ir”. “Fiquei pensando nos meus filhos, no final do dia que é o irmão de sangue deles e não vou ser eu quem causa danos a essa criança”, concluiu.

Canadá mobiliza exército e decreta estado de emergência por inundações na costa do Pacífico

 (Foto: Don MacKinnon/AFP )

O governo do Canadá mobilizou o exército para ajudar no resgate da população bloqueada por “inundações extremas” na costa do Pacífico, onde chuvas intensas levaram as autoridades a decretar estado de emergência.
As autoridades da província de Colúmbia Britânica anunciaram que as chuvas deixaram um morto e quatro desaparecidos. Também forçaram a fuga de milhares de moradores e isolaram a cidade portuária de Vancouver.
O primeiro-ministro Justin Trudeau, que está em Washington para uma reunião com os presidentes dos Estados Unidos e México, afirmou que as chuvas provocaram “inundações históricas e terríveis” ao longo da Colúmbia Britânica”.
“Posso confirmar que há centenas de membros das Forças Armadas canadenses seguindo para Colúmbia Britânica para ajudar em tudo”, disse.
O primeiro-ministro da província, John Horgan, declarou estado de emergência e proibiu os deslocamentos. Ele afirmou que as chuvas “devastaram comunidades inteiras”.
“Lamentavelmente, nós esperamos confirmar mais mortes nos próximos dias”, declarou Horgan.
O episódio de chuva extrema acontece meses depois de uma onda de calor história na região de Colúmbia Britânica que provocou as mortes de 500 pessoas e incêndios.
“Estes eventos estão aumentando em frequência devido aos efeitos da mudança climática provocada pelo homem”, disse Horgan.
As chuvas diminuíram na terça-feira à tarde e quase 300 motoristas bloqueados em estradas foram resgatados.
Mas o prefeito de Abbotsford, a cidade mais impactada ao leste Vancouver, pediu prudência. 
“Ainda não saímos da emergência”, disse Henry Braun.
As buscas por possíveis vítimas prosseguem: o corpo de uma mulher foi encontrado em uma área de deslizamento de terra perto de Lillooet, a 250 quilômetros de Vancouver.
Diante da situação, muitos moradores correram para estocar mantimentos e vários mercados ficaram sem produtos.
Horgan pediu calma. “Vocês não precisam de 48 ovos. Doze é suficiente, deixem o restante para outra pessoa”, afirmou.
Na região de Vancouver, vários fazendeiros retiraram seu gado das fazendas inundadas. 
“Temos milhares de animais que morreram”, disse a ministra provincial da Agricultura, Lana Popham.
Centenas de estradas permanecem fechadas e Vancouver está isolada do restante do Canadá.
Os deslizamentos de terra também interromperam as conexões ferroviárias da cidade, um dos portos mais importantes de mercadorias do Canadá.
OMS acende sinal de alerta: mortalidade por covid-19 sobe na Europa 
Relatório foi divulgado hoje pela organização

Onu

Relatório divulgado hoje (17) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) estima em 5% o aumento das mortes associadas à covid-19 na Europa, durante a última semana. Na América, os óbitos causados pelo novo coronavírus caíram 3%.

 

No Pacífico Ocidental, região que inclui a China, as mortes associadas à doença caíram em 5%, ao passo que no Mediterrâneo Oriental a queda foi de 14%.

Já no sul e no leste da Ásia, incluindo a Índia, os casos mortais de covid-19 aumentaram em 1%. A África viu os casos subirem 3%.

Os cálculos da OMS resultam das notificações que recebe dos diferentes países.

Em nível mundial, na última semana houve 50 mil óbitos adicionais, número que estabilizou. Quanto às infecções, elas cresceram 8% na Europa e na América e caíram 33% na África.

No Velho Continente, a incidência de casos por 100 mil habitantes (230) foi maior do que em qualquer outra região. A América teve incidência de 74 infecções por 100 mil habitantes.

No período analisado pela OMS, Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Reino Unido e Turquia apresentaram os maiores números de casos de infecção pelo novo coronavírus.

A covid-19, doença causada pelo SARS-CoV-2, identificado há quase dois anos em Wuhan, no centro da China, fez já mais de 5,1 milhões de mortos.

O número de infecções em todo o planeta subiu, em 23 meses, a 252 milhões.

Afogados: Prefeitura entrega EPI’s a profissionais da merenda e limpeza de escolas

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira entregou Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) aos auxiliares de serviços gerais e merendeiras das escolas e creches da rede municipal de ensino.

Ao todo foram entregues 133 kits de EPIs, contendo luvas, toucas, aventais, sapatos antiderrapantes e camisas.

Durante a entrega, os auxiliares e merendeiras participaram de uma palestra ministrada pela nutricionista Cristiana Oliveira, e pela Coordenadora de Merenda, Katiúcia Queiroz, sobre a importância do uso dos equipamentos de proteção.

“Estamos felizes em participar da entrega dos EPIs aos auxiliares de serviços gerais e merendeiras. Essa já é a segunda entrega de equipamentos que fazemos na nossa gestão, e sabemos da importância do seu uso correto, principalmente em setores como o de limpeza e cozinha. Essa é uma demonstração do cuidado que temos com os serviços que prestamos à população, e com a saúde dos nossos trabalhadores,” destacou o Prefeito, Alessandro Palmeira.

Participaram da entrega, o vice-prefeito, Daniel Valadares, a secretária de educação, Wiviane Fonseca, e a diretora administrativa da secretaria, Veratânia Lacerda. A entrega ocorreu no auditório da Secretaria de Educação.

Polícia investiga golpe do INSS em Afogados e região

Quadrilha teria feito dez vítimas, com participação de profissional médico

O Golpe do INSS chegou a Afogados da Ingazeira e cidades da região. Segundo o Blog Afogados Conectado uma quadrilha liderada por um homem que está agindo de má fé enganando e extorquindo aposentados afogadenses, bem como fazendo vítimas pessoas de cidades vizinhas.

Ele se passa por advogado e trabalha com uma equipe. Os alvos são  pessoas que estão doentes e por esta razão procuram ele para receberem um benefício previdenciário, já que o trabalhador que contribuiu com o INSS nos últimos 12 meses tem direito a receber o benefício do afastamento pelo INSS por doença.

Ele consegue laudos falsos que teriam a participação de médicos da região, apresenta a proposta para o cliente, mas quando sai o benefício, começa a extorsão. Ele também usa mulheres para ajudar a extorquir as pessoas. Uma pessoa teria sido vitimada perdendo mais de R$ 20 mil.

Essas mulheres adentram a agência bancária no dia em que o cliente irá receber o benefício e o cercam, o conduzem a um carro e lá começam as ameaças e extorsão.  A Polícia está investigando e promete chegar aos golpistas. Cerca de dez pessoas já teriam sido vítimas dessa mesma quadrilha.

Foi uma das passagens mais longas de meteoro no céu do país

Diversas cidades de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul viram, no dia 13, às 19h37 (horário de Brasília), uma das passagens mais longas de meteoro no céu do país. Com uma duração de 12 segundos, o fenômeno foi registrado por duas câmeras do Observatório Heller & Jung e por oito câmeras do Clima ao Vivo, empresa que presta serviços de meteorologia.

Os registros foram feitos nos municípios gaúchos de Vacaria, Caxias do Sul, Bom Princípio e Taquara. Também houve registros em câmeras localizadas em Cerqueira César e Sorocaba, em São Paulo; Florianópolis e Tangará, em Santa Catarina; e em câmeras localizadas em Telêmaco Borba, no Paraná.

As imagens podem ser vistas no site do Clima ao Vivo.

Segundo o astrônomo e diretor da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon, na sigla em inglês), Marcelo Zurita, asteroides, meteoros e cometas orbitam o Sol em uma velocidade altíssima, entre 40 mil e 266 mil quilômetros por hora.

“Quando atingem a atmosfera da Terra nessa velocidade, mesmo fragmentos tão pequenos quanto um grão de areia são capazes de aquecer instantaneamente os gases atmosféricos, gerando um fenômeno luminoso chamado de meteoro. Então, o meteoro é apenas o fenômeno luminoso, nada mais. Meteoro não é sólido, não é líquido e nem gasoso, é apenas luz. Popularmente, o meteoro é também chamado de estrela cadente”, explica o astrônomo.

Situação da covid-19 na Alemanha é dramática, diz Angela Merkel 
Chanceler falou em congresso de prefeitos alemães

Angela Merkel

A situação da covid-19 na Alemanha é dramática, disse nesta quarta-feira (17) a chanceler Angela Merkel, pedindo um esforço para distribuir doses de reforço mais rapidamente e apelando aos que não acreditam na vacinação para que mudem de ideia.

O Instituto Robert Koch informou hoje que os casos confirmados aumentaram em 52,82 mil à medida que a quarta onda da pandemia ganha força na Europa.

“Não é tarde demais para optar por uma primeira vacina”, disse Merkel a um congresso de prefeitos de cidades alemãs. “Todos que são vacinados se protegem e protegem os outros. E se um número suficiente de pessoas for vacinado, essa é a saída para a pandemia”, acrescentou.

Para Angela Merkel, é preciso um “esforço nacional” para conseguir uma distribuição em massa de doses de reforço de vacinas contra a covid-19, uma vez que a proteção oferecida pelos imunizantes começa a diminuir seis meses após a aplicação da segunda dose.

Agência Brasil

A redução no intervalo do Mundial é uma bandeira do atual presidente da Fifa, Gianni Infantino, que também estava presente no estádio e visitou a arena com Bolsonaro.

“Vou dar minha opinião como peladeiro. A Copa de dois em dois anos é bem-vinda, ajuda no aspecto econômico. Quatro anos talvez seja um pouco longo”, afirmou Bolsonaro. (Foto: Reprodução)

 

 Ao visitar o palco da final da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu nesta quarta (17) seu apoio à ideia de transformar a competição em um evento realizado de dois em dois anos.

“Vou dar minha opinião como peladeiro. A Copa de dois em dois anos é bem-vinda, ajuda no aspecto econômico. Quatro anos talvez seja um pouco longo”, afirmou Bolsonaro, na chegada para um tour pelo estádio de Lusail, que está em fase final de construção e será o principal do torneio, que começa em 21 de novembro do próximo ano.

A redução no intervalo do Mundial é uma bandeira do atual presidente da Fifa, Gianni Infantino, que também estava presente no estádio e visitou a arena com Bolsonaro.

Grande parte da comunidade do futebol mundial, no entanto, rechaça a ideia, por achar que pode desvalorizar o principal evento deste esporte. Além disso, há receio de que uma Copa bienal sobrecarregue ainda mais o calendário de clubes e seleções.

Bolsonaro, no entanto, disse ser favorável à Copa e a um novo Mundial de Clubes intercalados, fazendo coro ao que defende Infantino.

“Veio uma proposta aí sobre o Mundial de Clubes, talvez nos mesmos moldes da Copa do Mundo, seriam 24 clubes, ou um pouco mais. De modo que sempre teríamos um ano de Copa do Mundo e outro de Mundial de Clubes”, defendeu.

Bolsonaro ressalvou, contudo, que está apenas dando um palpite pessoal, mas que a posição brasileira será dada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). “A CBF que vai dar o norte de como devemos prosseguir.”

Em contato com jornalistas ao final da visita, Infantino disse que a ideia segue em aberto.

“Estamos no meio de um processo de consulta. Estamos ouvindo, consultando. Muitos são favoráveis, mas as discussões são acaloradas, como sempre acontece quando se fala de futebol”, declarou ele, que não deu prazo para o final desse processo.

Com capacidade para 80 mil espectadores, o estádio está recebendo os retoques finais. Toda a estrutura já está pronta, com cadeiras, telões, sistema de som e luz, além de um gramado provisório.

Faltam apenas obras no entorno da arena, que deve ficar pronta oficialmente no começo de 2022.

Após a visita, Bolsonaro e integrantes de sua comitiva bateram bola no gramado, jogando altinha e bobinho. Participaram da brincadeira o presidente e os dois filhos que o acompanham na viagem, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), além do secretário nacional de Cultura, Mário Frias, do ministro do Turismo, Gilson Machado, e do próprio Infantino.

O presidente chegou ao estádio numa moto Harley-Davidson, repetindo pela primeira vez no exterior os passeios que dá quando está no Brasil. Cerca de dez motociclistas o acompanharam no trajeto de quase uma hora que o levou do hotel em que está hospedado até o estádio. Ele elogiou a civilidade do país. “Não vi nenhum muro pichado em todo o trajeto”, declarou.

Mega-Sena acumulou e prêmio vai a R$ 38 milhões para sorteio de sábado

A Caixa realizou às 20h desta quarta-feira, o sorteio do concurso 2.429 da Mega-Sena, com um prêmio estimado em R$ 8 milhões que foi realizado em um novo espaço, na Avenida Paulista, nº 750. Não houve ganhadores para o prêmio principal.

As dezenas sorteadas foram: 11 – 37 – 53 – 55 – 56 – 60.

A quadra teve 2.462 apostas ganhadoras, levando R$ 1.141,05 cada.

A quina teve 31 vencedores, e vão receber o valor de R$ 63.435,43 cada.

As apostas podem ser feitas até às 19h nas casas lotéricas credenciadas, pela internet ou no aplicativo da loteria. A aposta mínima custa R$ 4,50.

Bolão

O Bolão Caixa é a possibilidade que o apostador tem de realizar apostas em grupo. Basta preencher o campo próprio no volante ou solicitar ao atendente da lotérica. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$ 10 e cada cota não pode ser inferior a R$ 5. É possível realizar um bolão de no mínimo duas e no máximo cem cotas.

Mega da Virada

Com um prêmio que pode chegar aos R$ 350 milhões, o maior da história da loteria, a Mega-Sena da Virada começou a receber apostas nesta terça-feira. A Caixa Econômica Federal fará o sorteio da bolada no dia 31 de dezembro. O concurso será o de número 2.440.

Câmara aprova criação de MEI Caminhoneiro

Caminhoneiros fazem paralização na BR 101, Niterói-Manilha, na altura de Itaboraí, no Rio de Janeiro.

Texto retorna para análise do Senado.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (17) o projeto de lei que incluir os caminhoneiros no modelo de Microempreendedor Individual (MEI). Chamado de “MEI Caminhoneiro”, a proposta muda a forma de tributação da categoria. Oriundo do Senado, a matéria retorna para análise dos parlamentares. 

No enquadramento como MEI há a possibilidade de pagamento de carga tributária reduzida, por meio de um sistema de recolhimento único, o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), de valor fixo, inferior às alíquotas do Simples, que incidem sobre a receita bruta e são progressivas conforme a faixa de faturamento. Os trabalhadores também têm acesso a financiamento, benefícios previdenciários e a emissão de nota fiscal.

O texto tem um limite de enquadramento diferenciado para os caminhoneiros. Atualmente, o MEI permite um faturamento R$ 81 mil anuais. Com a proposta, esse limite sobe para R$ 251,6 mil anuais. Segundo a relatora, deputada Caroline de Toni (PSL-SC), o acréscimo no limite considera os custos de operação da categoria.

“[O caminhoneiro] tem que pagar, em média, R$ 50 mil no seguro de um caminhão. Além deste custo com o caminhão, ele ainda tem o custo com o diesel, que aumentou cerca de 40%. Os caminhoneiros das estradas brasileiras têm gastos com pneu, óleo, pedágio; gastos na estrada com alimentação. Têm que enfrentar as más condições das rodovias brasileiras. Então, se acontece, normalmente uma pane no caminhão, muitas vezes ficam parados no meio das estradas, porque os pontos de parada não são adequados, nem seguros”, argumentou.

A matéria prevê que a alíquota de pagamento para a Previdência Social seja de 12% sobre o salário mínimo. “A alíquota de 12% é menor do que a alíquota normal de 20%, mas é compensada, em parte, pela ausência do direito à aposentadoria por tempo de contribuição, mantendo-se os demais benefícios previdenciários”, explicou a relatora. A deputada estima que cerca de 600 mil caminhoneiros autônomos vão ser beneficiados com o MEI Caminhoneiro.

Comitê gestor

Além de incluir a categoria de caminhoneiros no MEI, a proposta aumenta o número de integrantes do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), incluindo um representante do Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e um das confederações nacionais de representação do segmento de micro e pequenas empresas. O quórum para as deliberações do comitê passa a ser de três quartos, a mesma presença exigida para a realização das reuniões.

Edição: Fábio Massalli

O Brasil registrou 374 mortes por Covid e 12.432 casos da doença, nesta quarta-feira (17). Com isso, o país chega a 611.898 vidas perdidas e a 21.976.724 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

As médias móveis de óbitos e casos continua em estabilidade, ou seja, sem variações superiores a 15% em relação aos dados de duas semanas antes. A média de mortes agora é de 260 por dia e a de infecções de 9.335.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 2.131.445 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quarta. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 335.208 primeiras doses e 1.229.461 segundas. Também foram registradas 30.998 doses únicas e 535.778 doses de reforço.

Ao todo, 157.336.036 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil –122.201.794 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 126.773.298 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 73,76% da população com a 1ª dose e 59,43% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 97,07% e 78,21%.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Instituto Mineiro de Agropecuário (IMA) diz bebida provavelmente continha metanol, substância ‘que mata mais que o etilenoglicol’. Esquema na Grande BH gerava prejuízo de mais de R$ 2 milhões.

Um empresário de 40 anos foi preso em flagrante, nesta terça-feira (17), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, suspeito de falsificar e vender bebida alcoólica com etanol.

Segundo a polícia, o prejuízo do esquema chegaria a R$ 2,4 milhões.

A Polícia Civil começou a investigação depois de ser acionada pelo Instituto Mineiro de Agropecuário (IMA), que recebeu denúncias anônimas de adulteração de bebidas.

“Diante da informações e dos detalhes, achamos prudente procurar a polícia. Estava bem claro a atividade criminosa. A polícia passou a investigar, identificou a materialidade e a operação veio a ocorrer”, contou o fiscal do IMA, Lucas Guimarães.

Um dos galpões que o empresário usava para fabricar e distribuir falsas cachaças com etanol — Foto: Polícia Civil de Minas Gerais

De acordo com as investigações, o suspeito fabricava e distribuía a falsa cachaça em dois galpões, localizados em Contagem. Em um destes locais, foram apreendidos cerca de 60 mil litros de etanol, além de garrafas, computadores, documentos e veículos.

“Esses 60 mil litros de álcool iriam render cerca de 120 mil litros de cachaça falsa, altamente prejudicial ao consumo”, disse o delegado Júlio Wilke.

Ainda segundo o delegado, algumas notas fiscais apreendidas pela polícia identificaram que o álcool vendido era combustível para veículos.

Wilke explicou que não se sabe ainda se o suspeito utilizou uma marca legal ou se criaram essa empresa para adulterar o produto.

Dois funcionários da indústria foram ouvidos e a polícia apura o envolvimento de cada um.

Empresário é preso suspeito de fabricar e distribuir falsa cachaça com etanol na Grande BH — Foto: Danilo Girundi/ TV Globo

O produto foi levado para análise no IMA. A Polícia Civil vai investigar quantos litros eram produzidos mensalmente e para quem eram vendidos.

Os envolvidos podem responder por crime tipificado como “corromper, adulterar, falsificar ou alterar substância ou produto alimentício, assim como a exposição à venda, a manutenção em depósito para venda e distribuição de produtos falsificados, corrompidos ou adulterados”.

‘Metanol mata mais rápido que etilenoglicol’

Segundo as investigações, o etanol transformado no processo de falsificação da bebida pode virar metanol, “substância que mata mais que o etilenoglicol”, segundo Lucas Guimarães, fiscal do IMA.

“Diferente do caso Backer é que aqui tem uma estrutura dolosa montada para falsificação, criada para produzir produto impróprio, inclusive com fundo falso, na fábrica. Eles colocaram alto índice de enxofre, não tinha monitoramento dos padrões da cachaça, além de utilizarem insumos alérgicos que podem causar a morte como o metanol que mata mais rápido que etilenoglicol” , contou ele, em referência à substância encontrada em cervejas da Backer, em 2020.

O IMA alerta que quem adquiriu a bebida deve descartá-la e procurar a Polícia Civil.

Um dos galpões foram lacrados pela Polícia Civil, em Contagem, na Grande BH — Foto: Polícia Civil

Em meio à incerteza quanto à realização do Carnaval em Pernambuco, blocos tradicionais seguem anunciando detalhes dos seus eventos do ano que vem. Ontem foi a vez do Homem da Meia-Noite, que completa 90 anos de existência em 2022, mas ainda sem uma definição se poderá cair na folia nas ladeiras de Olinda. “Aguardamos por dias melhores, acompanhando o avanço da vacinação e a publicação de números oficiais da pandemia, assim como respostas e posicionamentos oficiais das autoridades. O momento exige equilíbrio, coerência e cuidado. Faltam três meses para o desfile. Na incerteza que o tempo traz, vamos seguir em frente, dentro do que for possível”, afirmou o presidente da agremiação, Luiz Adolpho, em coletiva virtual.

O cenário incerto pode ter fim em breve. Por meio de nota, o Governo de Pernambuco informou que “o Comitê de Enfrentamento e Combate a Covid-19 ­- formado por representantes das Secretarias de Desenvolvimento Econômico, Saúde, Planejamento e Fazenda, Procuradoria-Geral do Estado e pelo Procon – se reunirá nos próximos dias” e, nesta reunião, serão analisados os números da pandemia e da vacinação com o objetivo de “ fechar um posicionamento oficial sobre o período festivo em Pernambuco”. “O Governo de Pernambuco está em constante diálogo com as prefeituras no que se refere à realização do Carnaval 2022 no Estado”, afirmou.

Compasso de espera

A Prefeitura do Recife disse que a realização do carnaval depende do aval das autoridades sanitárias. “Apenas com a superação da pandemia será possível assegurar o evento, com as características deste ciclo cultural do Recife. Em todo caso, a organização do Carnaval do Recife demanda uma série de ações administrativas, com prazos a cumprir para assegurar sua plena execução”, disse a PCR, frisando a existência da Comissão Interna do Carnaval. “As tratativas sobre o Carnaval 2022 serão conduzidas pela comissão recém-formada, da qual faz parte a Secretaria de Saúde, realizando o monitoramento permanente do quadro sanitário e das recomendações”, pontua.

A Prefeitura de Olinda, por sua vez, afirmou que trabalha com a  hipótese de realização do Carnaval 2022, mas seguirá as recomendações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde. “A vontade da Prefeitura é realizar o maior e melhor Carnaval do mundo na cidade de Olinda, como vinha acontecendo nos últimos anos. Mas, é preciso fazer isso com segurança; acompanhando desafios como, por exemplo, a vacinação das crianças e o comportamento de novas variantes do Sars-CoV-2”, diz em nota.

(Folha de Pernambuco).

 

 Pré-candidato à Presidência da República, o ex-juiz federal Sergio Moro (Podemos-PR) disse em entrevista ao Conversa com Bial na madrugada desta quarta-feira (17) que o ex-presidente do Banco Central Affonso Celso Pastore faz parte de um grupo que ele reuniu para discutir os rumos econômicos do Brasil.

“É um dos melhores nomes do país”, afirmou. Segundo o ex-ministro do governo de Jair Bolsonaro, Pastore o assessora em relação à macroeconomia. “É importante controlar a inflação.”

Em afirmação recente à Folha, Pastore disse que o Brasil deve permanecer por bastante tempo com um câmbio depreciado, fator que dificulta o combate à inflação e que não resolverá sozinho o problema de falta de competitividade da indústria brasileira.

Pastore afirmou também que o país corre o risco de perpetuar alguns erros do passado caso reeleja Bolsonaro (sem partido) ou o ex-presidente Lula (PT). Ele se declara otimista com uma terceira via social-democrata, com um modelo econômico de Estado provedor e que reduza desigualdades.

Na entrevista à Globo, Moro preferiu não revelar outros nomes que fazem parte do grupo de economistas reunidos por ele. Alegou que é melhor manter o sigilo porque “o projeto ainda está sendo construído”.

O “projeto”, admitiu, é a sua candidatura à Presidência da República em 2022. “Me sinto habilitado a construir esse projeto de país com a população brasileira”, respondeu sobre a disputa eleitoral. Para Moro, é importante evitar que o país “caia no desespero de extremos”, referindo-se a Bolsonaro e a Lula.

Na parte final da entrevista, o ex-juiz respondeu genericamente sobre seus planos para controlar o preço dos combustíveis. Segundo ele, é preciso fazer isso com “as políticas econômicas certas”. Moro disse ainda que uma das causas do aumento dos preços é a inflação e isso é responsabilidade do governo.

Ele também respondeu sobre mineração e exploração econômica em terras indígenas. Afirmou que no período em que foi ministro percebeu que há situações diferentes entre os indígenas, como os que vivem isolados e os que desejam ter atividades econômicas.

Para Moro, é preciso ter amparo e soluções para cada situação.
Apesar de admitir a candidatura, o ex-juiz prega o diálogo com outros líderes políticos para encontrar pontos em comum. “Essa união tem que ser em cima de um projeto”, defendeu, afirmando que é preciso “colocar o Brasil nos trilhos”.

Pouco depois de sua filiação ao Podemos, na quarta-feira (10), Moro se encontrou com o presidente do DEM, ACM Neto, e discutiu o apoio do partido à sua empreitada eleitoral.

Assim como fez no ato de sua filiação partidária, Moro defendeu o legado da Lava Jato na entrevista para o jornalista Pedro Bial e repetiu críticas a Bolsonaro e Lula.

Sobre o presidente da República, reafirmou que Bolsonaro boicotou o projeto de combate à corrupção que teria sido o motivo para ele aceitar ser ministro da Justiça.

Em relação a Lula, negou ter questões pessoais contra o ex-presidente e garantiu que agiu apenas como juiz que aplica a lei nos processos que envolviam o petista.

“Durante o governo dele aconteceram os maiores escândalos, como o mensalão e o Petrolão”, disse. “A Petrobras foi saqueada como nunca antes nesse país.”

Juiz da Lava Jato, Moro abandonou a magistratura para assumir o Ministério da Justiça do governo Bolsonaro, com quem se desentendeu -isso motivou seu pedido de demissão em abril do ano passado.

Neste ano, Moro sofreu uma dura derrota no STF (Supremo Tribunal Federal), que o considerou parcial nas ações em que atuou como juiz federal contra o ex-presidente Lula (PT). Com isso, foram anuladas ações dos casos tríplex, sítio de Atibaia e Instituto Lula.

Diferentes pontos levantados pela defesa de Lula levaram à declaração de parcialidade de Moro, como condução coercitiva sem prévia intimação para oitiva, interceptações telefônicas do ex-presidente, familiares e advogados antes de adotadas outras medidas investigativas e divulgação de grampos.

A posse de Moro como ministro de Bolsonaro também pesou, assim como os diálogos entre integrantes da Lava Jato obtidos pelo site The Intercept Brasil e publicados por outros veículos de imprensa, como a Folha, que expuseram a proximidade entre Moro e os procuradores da Lava Jato.

Em resumo, no contato com os procuradores, Moro indicou testemunha que poderia colaborar para a apuração sobre Lula, orientou a inclusão de prova contra um réu em denúncia que já havia sido oferecida pelo Ministério Público Federal, sugeriu alterar a ordem de fases da operação Lava Jato e antecipou ao menos uma decisão judicial.

Moro sempre repetiu que não reconhece a autenticidade das mensagens, mas que, se verdadeiras, não contêm ilegalidades.

Na entrevista a Bial, Moro disse que mudanças recentes de jurisprudência no STF enfraqueceram o combate à corrupção. Ele citou apegos a tecnicismos como causas dessas mudanças, que considera negativas.

“A verdade é uma só: mensalão e Petrolão. E agora rachadinha”, afirmou, como um bordão de campanha.

A entrevista terminou com a repetição de uma pergunta feita por Bial em 2019, quando Moro foi entrevistado no programa, sobre o último livro que havia sido lido pelo ex-juiz. Na ocasião, o então ministro não lembrou.

Mais preparado, dessa vez ele citou a obra “O rio da dúvida”, sobre uma expedição de Theodore Roosevelt e Cândido Rondon na floresta amazônica.

 

Família de idosa que morreu após exame fala em erro médico e negligência

Rosalva Siqueira foi submetida a colonoscopia quinta na UPA Especialidades de Afogados da Ingazeira. Com fortes dores, procurou algumas vezes o HR Emília Câmara até diagnóstico de intestino perfurado. Morreu na UTI da unidade no domingo

Familiares de Rosalva Siqueira da Silva 69 anos, falecida no último domingo, afirmaram à Rádio Pajeú suspeitar de erro médico e negligência.

De acordo com Enia Siqueira, filha de Rosalva, conhecida por ter um quiosque na Praça Padre Carlos Cottart, ela fez uma colonoscopia no UPA na quinta-feira, dia 11. “Ela já saiu da sala com dor. Na quinta fomos ao Hospital Regional Emília Câmara. Ela foi medicada e levamos pra casa a noite. Na sexta pela manhã entre 8 e 8h30 a dor voltou. Levamos de novo”.

Ela disse que aí o clínico pediu avaliação do cirurgião. “Ele pediu raio x e disse estar dilatado o estômago, com muitos gazes sem nada grave. Fez exame de sangue e outro médico avaliou, olhou e viu. Disse que o exame dela estava melhor que o dele. Foi liberada”.

No sábado, cinco da manhã, mais dores . “Outro raio x e ultrassom. Aí viu que tinha liquido na barriga. Estava com dificuldade de respirar e disse ser caso cirúrgico. Ela entrou no bloco quatro e meia da tarde, saindo às sete e meia da noite. ” Ele disse que a situação era muito delicada e que precisou intubar, além de tirar um pedaço do intestino que perfurou. Ela passou a um procedimento de colostomia. Muito grave., foi direto pra ala vermelha”.

Depois da informação de que ela estava reagindo, a família foi chamada pela enfermeira chamou. Receberam notícia de que após uma parada cardiorrespiratória, ela não voltou mais. O falecimento foi contatado. A família questiona o procedimento de colostomia realizado na UPA, acusando o médico de perfurar o intestino e o Hospital Regional Emília Câmara de negligência, pela demora em diagnosticar o problema. Um filho, Hélio Siqueira, veio de São Paulo e avalia que medida tomar.  O pai, Jurandir Siqueira, está desolado.

“Um exame que no nosso pensamento foi mal conduzido. E após execução do exame houve negligência na condução do hospital. Um fim trágico com início, meio e fim. Alertamos às pessoas que forem fazer esse exame para buscar mais conhecimento e caso haja algo fora dos padrões como ocorreu com minha mãe não se prolonguem na busca do diagnóstico. Se minha mãe tivesse sido atendida imediatamente estaria com a gente”.

O Blog manteve contato com assessoria de comunicação de UPA e Emília Câmara, geridos pela OS Hospital Tricentenário e aguarda uma posição.

 

 

 

Acusação de negligência em morte de idosa: UPA e HREC se pronunciam

Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado (UPAE) Dom Francisco de Mesquita Filho informa que a paciente Rosália Siqueira da Silva, 69 anos, realizou, no último dia 11 de novembro, o exame de colonoscopia na Unidade.

O procedimento foi executado por um médico especialista, não sendo apresentada nenhuma intercorrência ao longo do exame. A paciente recebeu alta após o procedimento, não mais retornando para a UPAE.

Ainda no dia 11, a Srª Rosália da Silva procurou o Hospital Regional Emília Câmara (HREC), foi avaliada e medicada pelo médico de plantão, recebendo alta em seguida. A paciente retornou ao serviço na sexta-feira (12), passando por nova avaliação, recebendo alta.

No sábado (13), retornou ao serviço e foi encaminhada para internamento no HREC, passou por avaliação do médico cirurgião, que solicitou um exame de Ultrassonografia. Após avaliação do profissional, ela foi encaminhada para o bloco cirúrgico, no mesmo dia.

O HREC segue apurando mais detalhes do internamento, mas reafirma que a paciente recebeu assistência médica desde o início do seu internamento, seguindo todas as condutas padrões de atendimento. As duas Unidades de saúde ficam à disposição dos familiares para possíveis esclarecimentos referentes às condutas e procedimentos realizados.

 

Radialistas serra-talhadenses seguem em UTI, mas estáveis

Tarcísio e Maciel Rodrigues, dupla de comunicadores da Líder FM estão no Hospam, acometidos da Covid-19

É considerado estável o quadro de saúde dos radialistas Tarcísio e Maciel Rodrigues, da Líder FM. Eles estão internados na UTI do Hospam Serra Talhada.

Segundo o blog apurou junto a familiares, o estado dos dois é considerado estável. “Eles estão respondendo bem aos aparelhos e medicamentos”, disse uma familiar.

Os dois estão com uso da máscara de VNI que está ajudando na respiração de ambos, pois estão com os pulmões com relativo  comprometimento. A família só tem informações em boletins a cada 12 horas.

Apesar de informações de que ambos teriam decidido não tomar a vacina contra a Covid em virtude de convicções políticas e da linha editorial no programa que apresentam na emissora, a informação não foi confirmada oficialmente. O blog deseja aos profissionais rápida recuperação. Via Nill 

 

A tragédia com 10 mortos no show do rapper Travis Scott, no último dia 5, já conta com mais de 125 processos envolvendo os cantores Scott e Drake (que fez uma participação especial no no evento), além das empresas Apple e Live Nation, já conta com mais de 125 processos que foram abertos por fãs que estavam na apresentação. As informações são do site TMZ.

A apresentação, que acontecia em Houston, no estado do Texas, EUA, gerou um empurra-empurra que terminou de forma trágica: 10 mortos, com vítimas fatais cujas idades variam entre 9 e 27  anos.

Por conta disso, os mais de 125 fãs – incluindo a família de um dos mortos – somam processos que podem passar dos 750 milhões de dólares (mais de 4,1 bilhões de reais na cotação atual).

O processo, movido pelo advogado Tony Buzbee, coloca a culpa em Travis e nos organizadores do show por negligência em não planejar adequadamente o show, treinar a equipe de segurança e realizar a apresentação em um local seguro.

A família que está processando Travis, Drake e as empresas é a do jovem Axel Acosta, que tinha 21 anos e foi uma das vítimas fatais da tragédia. O processo diz que ele foi “esmagado por multidão incitada, indisciplinada e descontrolada com tanta força que ele não conseguia mais respirar”.

Os 750 milhões de dólares (4,1 bilhões de reais), segundo advogados, seria para cobrir lesões mentais e físicas dos sobreviventes, além de custos referentes àqueles que perderam suas vidas no show.

“Nenhuma quantia de dinheiro jamais trará de volta esses entes queridos, não poderá recuperar vidas humanas. Mas sim reparar danos, além de ajudar a superar o trauma seofrido pelos requerentes.

O fato de Travis e a Live Nation supostamente terem oferecido reembolsos quase que imediatamente aos frequentadores do show, logo após a tragédia, também conta nos processos. A atitude é considerada “um esforço transparente e grotesco dos réus para se limitar suas responsabilidades após o fato com relação às famílias dos mortos ou feridos”.

A polícia continua investigando o que causou as mortes, mas testemunhas que estavam na plateia dizem que “uma multidão prendeu, pisotou e sufocou fãs”.Já fontes próximas a Travis afirmam que o cantor não percebeu a gravidade do que estava acontecendo na multidão enquanto ele se apresentava.