Banda usa bolhas para isolar público e músicos em shows nos EUA

Os dois shows do grupo, na sexta-feira (22) e no sábado (23), contaram com 100 balões, cada um com capacidade para até três pessoas.

A banda de rock americana Flaming Lips colocou os músicos e o público dentro de bolhas infláveis para que pudessem manter o distanciamento social contra o risco do coronavírus. (Foto: Reprodução)

Para conseguir se apresentar em meio à pandemia de covid-19, a banda de rock americana Flaming Lips colocou os músicos e o público dentro de bolhas infláveis para que pudessem manter o distanciamento social contra o risco do coronavírus.

Os dois shows do grupo, na sexta-feira (22) e no sábado (23), contaram com 100 balões, cada um com capacidade para até três pessoas. As apresentações aconteceram no Estado de Oklahoma, nos Estados Unidos.

A engenhosa ideia partiu do líder da banda, Wayne Coyne, que já usava bolhas antes da pandemia para “rolar” dentro da cápsula pelo público em muitos de seus shows.

Durante a pandemia, a banda fez testes em apresentações mais curtas no ano passado. Em junho e em setembro, por exemplo, se apresentaram em programas de televisão em bolhas.

Antes de se apresentar nos shows do último fim de semana, Coyne disse que assistir ao show da banda dessa forma seria “mais seguro do que ir a um mercado” em tempos de pandemia.

Cada bolha foi equipada com um alto-falante suplementar de alta frequência, para evitar distorção do som, além de uma garrafa d’água, ventilador movido a pilha, toalha e uma bandeira que poderia ser usada para indicar necessidades básicas como “tenho que urinar/está calor aqui”, para chamar um atendente.

Os shows estavam planejados originalmente para dezembro, mas tiveram de ser suspensos devido ao aumento de casos do novo coronavírus em Oklahoma durante o fim de 2020.

Considerado um sucesso pelos organizadores, o evento pode incentivar outras bandas a repetirem a experiência, sempre que houver um local adequado. É fundamental também que o público tome as precauções necessárias durante as apresentações (como permanecer em suas bolhas e sair apenas mediante autorização de um atendente, para evitar contato com as outras pessoas).

Compartilhe:

Brasil tem mais de 685 mil vacinados contra Covid-19 e média móvel de mortes é a maior desde agosto, aponta boletim de imprensa

O país registrou 631 mortes nas últimas 24 horas, elevando para 217.712 o total de vidas perdidas no Brasil.

Mais de 685 mil pessoas já receberam a primeira dose de uma das vacinas aprovadas no país contra a Covid-19. (Foto: Reprodução)

Mais de 685 mil pessoas já receberam a primeira dose de uma das vacinas aprovadas no país contra a Covid-19. De acordo com os dados divulgados pelo Distrito Federal e quinze estados, 685.201 doses do imunizante já foram aplicadas. Isto representa 0,43% de toda a população brasileira acima de 18 anos. As informações são do boletim das 20h do consórcio de veículos de imprensa.

O país registrou 631 mortes nas últimas 24 horas, elevando para 217.712 o total de vidas perdidas no Brasil. A média móvel foi de 1.055 mortes, 6% maior se comparada com o cálculo de 14 dias atrás. No entanto, esta é a maior média móvel desde o dia 4 de agosto, quando foram registrados 1.066 óbitos em média.

Foram contabilizados 28.364 novos casos, totalizando 8.872.964 infectados pelo vírus. A média móvel foi de 51.532 diagnósticos positivos, 6% menor se comparada com o cálculo de 14 dias atrás.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda dos casos ou das mortes. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que insumos para a CoronaVac chegarão “nos próximos dias” ao Brasil. Bolsonaro relatou ter recebido a informação da embaixada da China, que teria informado que 5.400 litros de insumos já estariam prontos para serem enviados ao Brasil. Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, os produtos devem chegar até o fim da semana.

Em publicação em redes sociais, Bolsonaro acrescentou que insumos para vacina da Universidade de Oxford e da AstraZeneca estão “com liberação sendo acelerada”. Ele agradeceu a “sensibilidade” do governo chinês. A publicação é acompanhada de uma foto de Bolsonaro com o presidente da China, Xi Jinping, durante visita do brasileiro ao país asiático, em 2019.

Mais 10 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford estão sendo negociadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com o Instituto Serum, da Índia, e devem chegar ao Brasil em fevereiro. A informação foi confirmada à CNN por Suresh Jadhav, um dos diretores-executivo do instituto.

A Fiocruz afirmou em nota, nesta segunda-feira (25), que tem negociado doses prontas adicionais com o Instituto Serum, além dos 2 milhões de vacinas entregues ao Programa Nacional de Imunizações no sábado (23), mas não especificou quantidades ou datas.

Compartilhe:

Brasileira ganha votação e é primeira finalista do ‘Big Brother’ italiano

A modelo brasileira foi a vencedora em uma votação com o público para escolher quem iria direto à final, que acontece no dia 26 de fevereiro.

Dayane conquistou o apoio da torcida brasileira após ser alvo de comentários misóginos e xenofóbicos. (Foto: Reprodução)

Dayane Mello se tornou a primeira finalista entre os participantes da versão italiana do “Big Brother” com famosos, o “Grande Fratello VIP”, nesta segunda-feira (25).

A modelo brasileira foi a vencedora em uma votação com o público para escolher quem iria direto à final, que acontece no dia 26 de fevereiro. Ela concorria com outros três colegas de reality show.

“Quero dedicar esta final à minha filha e a você, Alfonso”, afirmou a modelo ao apresentador do programa, Alfonso Signorini.

Dayane conquistou o apoio da torcida brasileira após ser alvo de comentários misóginos e xenofóbicos.

“São mensagens de gente do Brasil, de Portugal, da Argentina, do mundo todo. Pessoas que se identificaram com o que passamos, que viveram a mesma situação'”, disse ao G1 o irmão dela, Juliano Mello.

Dólar é cotado a R$ 5,5125 nesta manhã de terça-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,67 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9996.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta terça-feira (26), está cotado no valor de R$ 5,5125. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,7908.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,67 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9996.  

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto 

em reservas internacionais como em livre circulação.

Compartilhe:

Servidores: pagamento em dia no primeiro mês da gestão Alessandro Palmeira

Prefeitura de Afogados da Ingazeira inicia nesta terça (26) o pagamento dos servidores públicos municipais. No primeiro mês da gestão Alessandro Palmeira, apesar dos ajustes necessários à máquina pública, comuns em todo o início de governo, a Prefeitura dá sequência à política que se tornou rotineira ao longo dos últimos oito anos: apesar de todas as dificuldades, manter um bom planejamento financeiro e equilíbrio nas contas para que o servidor receba o seu salário em dia.

“O que para alguns pode parecer obrigação, e é na verdade, para muitos é uma conquista, tendo em vista tantos municípios que atrasam salários e não conseguem honrar seus compromissos, sobretudo em tempos de grave crise como a que atravessamos,” destacou o Prefeito Alessandro Palmeira.
Segundo a nova secretária de finanças, Lúcia Gomes, essa será uma rotina que será buscada pela Prefeitura. De acordo com a secretaria de finanças, a partir desta terça, serão injetados mais de três milhões de Reais na economia do município, referentes ao pagamento de 1.386 servidores públicos, incluindo aí os aposentados e pensionistas. Confira o calendário na íntegra:
Terça, 26 de Janeiro
· Aposentados e pensionistas que recebem um salário mínimo e que tenham as iniciais compreendidas entre as letras A e L – o salário estará disponível no banco a partir das 13h.
· Servidores das Secretarias de administração, agricultura, assistência social, controle interno, cultura e esportes, finanças, governo, infraestrutura e transportes.
Quarta, 27 de Janeiro
· Aposentados e pensionistas que recebem um salário mínimo e que tenham as iniciais compreendidas entre as letras M e Z – o salário estará disponível no banco a partir das 13h.
· Servidores da Secretaria de Educação.
Quinta, 28 de Janeiro
· Aposentados e pensionistas que recebem até 1.500 Reais – o salário estará disponível no banco a partir das 13h.
· Servidores da secretaria de saúde.
Sexta, 29 de Janeiro
· Aposentados e pensionistas com vencimentos superiores a 1.500 Reais – o salário estará disponível no banco a partir das 13h.

Eleita nova diretoria do Cimpajeú

O Prefeito Alessandro Palmeira foi eleito para integrar a nova direção do consórcio de municípios do Pajeú, no cargo de vice-presidente. A Presidência será encabeçada pelo Prefeito de Ingazeira, Luciano Torres, que tem a experiência de já ter presidido a AMUPE, quando do afastamento para as eleições de 2016, do então Presidente José Patriota. A Prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado, será a secretária executiva. 

“Essa diretoria terá desafios gigantescos. A implantação do SAMU, que é uma urgência e que vai trazer enormes benefícios para a nossa população, e a gestão dos resíduos sólidos em nosso território. Um impasse que se arrasta há anos e que precisamos resolver, não tem mais volta e nem podemos protelar mais,” avaliou o Prefeito Alessandro Palmeira.

A prefeita Nicinha Melo também participou do evento. Ela avaliou o encontro  como de extrema importância, “É muito importante participarmos do CIMPAJEÚ. Parabenizo a nova direção e que possamos trabalhar visando o crescimento dos municípios pajeuzeiros”. Afirmou Nicinha.

Compartilhe:

Guedes defende vacinação em massa e diz que medida é decisiva para a economia

“A vacinação em massa é decisiva, e um fator crítico de sucesso para o bom desempenho da economia logo à frente”, disse o ministro.

O ministro da Economia, Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

 O ministro Paulo Guedes (Economia) defendeu nesta segunda-feira (25) a vacinação em massa, dizendo que esse será um fator decisivo para o retorno seguro da população ao trabalho e para o desempenho da atividade em 2021.

“Nesse terceiro ano [de governo] o grande desafio é a vacinação em massa. Espero que todos auxiliem esse processo”, afirmou em breve comentário sobre os dados da arrecadação federal. “A vacinação em massa é decisiva, e um fator crítico de sucesso para o bom desempenho da economia logo à frente”, disse.

O ministro parabenizou envolvidos em esforços de vacinação como a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), o Instituto Butantan, além da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), das Forças Armadas (que fazem parte da logística dos imunizantes) e dos profissionais de saúde.

O titular da equipe econômica disse que é preciso seguir exemplos como o de Israel, que começou a imunização da população há três semanas e já vê as taxas de internamento de idosos caírem 60%.

“É possível que o Brasil surpreenda de novo favoravelmente se derrubarmos a taxa de mortalidade. Israel acabou de fazer isso, concentrando na população idosa. Se concentrarmos o fogo ali [na vacinação de idosos], podemos derrubar a taxa de mortalidade”, disse.

Guedes tentou rebater críticas direcionadas ao governo federal, como a de que o Executivo não diversificou os riscos na para encomendar vacinas e deixou de negociar com múltiplos fabricantes.

“O Brasil está tentando comprar todas as vacinas, sou testemunha do esforço logístico que está sendo feito. A crítica de que estaríamos teria ficado com uma vacina só simplesmente não cabe”, disse.

Até hoje, o Brasil só começou a vacinação usando a CoronaVac (produzida pelo laboratório chinês Sinovac) em iniciativa liderada pelo Butantan (do governo paulista) e a Oxford/AstraZeneca, enviada pela Índia após negociação do governo federal.

Guedes criticou quem, a seu ver, está usando a pandemia para fazer política. “Tem muita gente subindo em cadáveres para fazer política, isso não é bom. A população e os eleitores vão saber diferenciar isso lá na frente. Estamos num ano extremamente sério e difícil, e sempre houve essa perspectiva de que saúde e economia andam juntas”, disse.

Em seguida, o ministro criticou o governador de São Paulo, João Doria, que tentou implementar um ajuste fiscal com aumento da carga tributária com a justificativa de que o pacote era necessário devido ao desequilíbrio nas receitas provocado pela pandemia.

“Houve uma tentativa de aumento de impostos em São Paulo. Não aprovamos, é uma das razões pelas quais atrasamos a reforma tributária, porque não concordamos. Queremos simplificar e reduzir impostos”, disse.

Em seguida, Guedes defendeu que o Congresso limpe a pauta que está parada na fila de aprovação e busque a aprovação de reformas logo após o recesso. Para ele, isso é crítico para a atração de investimentos.

“Já está lá todo o destravamento para a nossa retomada, o desafio de transformar essa recuperação cíclica baseada em consumo numa retomada sustentada baseada em investimentos”, disse.

Compartilhe:

Proibição de eventos sociais por 30 dias começa a valer em Pernambuco a partir de hoje

Rodrigo Novaes (Foto: Rinaldo Marques/Alepe)

Eventos sociais e corporativos (casamentos, formaturas, aniversários e similares) estão proibidos de serem realizados a partir desta segunda-feira, 25 de janeiro, por 30 dias em Pernambuco.

A medida foi anunciada pelo Governo do Estado na última quarta-feira (20) em entrevista coletiva.

“Os eventos sociais e corporativos que podiam ser realizados, até então, com a capacidade máxima de 150 pessoas, estão suspensos”, disse o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, na ocasião do anúncio.

Parques

Em entrevista coletiva na quarta-feira passada, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, alertou que o estado poderá fechar os parques nesta semana, caso as prefeituras não sejam mais rigorosas na fiscalização dos protocolos.

Segundo o secretário de saúde, o uso da máscara tem sido relaxado por frequentadores dos parques.

“Caso não haja uma melhora no comportamento social nesses espaços de convivência e as prefeituras não sejam mais rigorosas na fiscalização, iremos avaliar o fechamento dos parque em todo estado”, disse André Longo.

Democratas apresentam histórico impeachment de Trump no Senado

 (AFP/ MANDEL NGAN)

Os democratas apresentam ao Senado nesta segunda-feira (25) a acusação contra Donald Trump, na abertura formal do segundo julgamento político contra o ex-presidente dos Estados Unidos, acusado de “incitar a insurgência” durante o ataque contra o Capitólio.
Menos de uma semana depois de deixar a Casa Branca, o magnata republicano está mais uma vez no centro das notícias em Washington enquanto seu sucessor, o democrata Joe Biden, assina dezenas de decretos em uma tentativa de restaurar a maior economia do mundo e lutar contra a pandemia de coronavírus.
Acusado de “incitar a insurgência” pela Câmara de Representantes em 13 de janeiro, Trump se tornou o primeiro presidente dos Estados Unidos a enfrentar impeachment em duas ocasiões. Agora será o primeiro a enfrentar o impeachment após deixar o cargo. A abertura formal do julgamento será marcada na noite de segunda-feira por uma cerimônia solene.
Por volta das 19h (21h de Brasília), os “promotores” da Câmara de Representantes apresentarão no Senado a acusação contra Trump de ter incitado seus partidários a invadir a sede do Congresso em 6 de janeiro, enquanto parlamentares certificavam a vitória de seu adversário nas eleições presidenciais.
O ataque, que deixou cinco mortos, chocou os Estados Unidos e levou muitos republicanos a denunciarem o comportamento do tempestuoso bilionário. Mas uma condenação no Senado parece improvável nesta fase, já que o magnata tem muitos apoiadores.
Após a apresentação da acusação, os senadores, que serão jurados, serão empossados na terça-feira. O julgamento em si só começará em 9 de fevereiro.
Confirmação de Yellen 
Esse atraso permitirá que vários membros do gabinete de Biden sejam confirmados pelo Senado nesse meio tempo. Na tarde de hoje, o Senado deve aprovar a nomeação de Janet Yellen como secretária do Tesouro.
A votação de confirmação para o futuro chefe da diplomacia, Antony Blinken, ainda não está marcada, mas estima-se que seja esta semana. Biden também espera usar essas duas semanas para pressionar o Congresso por várias medidas importantes.
No entanto, a principal de suas propostas, um plano de 1,9 trilhão de dólares para impulsionar a economia e combater a pandemia, pode ser difícil de ser aprovada como está, dependendo da oposição dos republicanos.
Desde quarta-feira, os democratas assumiram o controle do Senado. A Câmara de Representantes já era dominada por eles.
Na Câmara alta, passam a ter 50 cadeiras, o mesmo número dos republicanos, com a diferença de que, em caso de empate na votação, a nova vice-presidente Kamala Harris tem voto decisivo.
Sessenta votos são necessários para aprovar as principais reformas. Dois terços do Senado devem condenar Donald Trump, o que significa que para isso os democratas devem obter o apoio de 17 republicanos.
Um placar difícil, ainda que o influente líder da minoria, Mitch McConnell, não tenha descartado a condenação de Trump.
“Acho esse julgamento estúpido. Acho que vai ser contraproducente”, afirmou o senador republicano Marco Rubio ao Fox Sunday.
“O país já está pegando fogo, é como jogar gasolina.” Muitos senadores republicanos consideram inconstitucional sujeitar um ex-presidente ao impeachment. Outros apoiam esse procedimento.
“Se quisermos que este país se una, é importante reconhecer que é preciso responsabilidade, verdade e justiça”, disse Mitt Romney no domingo à Fox.
O ex-candidato presidencial foi o único senador republicano a condenar Trump no primeiro julgamento de impeachment, em fevereiro de 2020.
Compartilhe:

Presidente da Eletrobras renuncia ao cargo por motivos pessoais

Ferreira Jr. ficará no cargo até o dia 5 de março para fazer transição para seu sucessor, que ainda será indicado.

Em fato relevante, a empresa afirma que a decisão foi tomada por motivos pessoais. (Foto: Reprodução)

A Eletrobras comunicou no domingo (24) que Wilson Ferreira Junior, atual presidente da empresa e membro do Conselho de Administração, renunciou ao cargo. Em fato relevante, a empresa afirma que a decisão foi tomada por motivos pessoais.

Ferreira Jr. ficará no cargo até o dia 5 de março para fazer transição para seu sucessor, que ainda será indicado. Ele deve fazer um pronunciamento nesta segunda-feira (25).

Ferreira Jr. é grande defensor da privatização da empresa. No cargo desde julho de 2016, ele foi nomeado pelo ex-presidente Michel Temer. Depois, foi convidado pelo governo de Jair Bolsonaro para continuar no comando da estatal.

Em dezembro, o governo anunciou que pretende realizar nove privatizações em 2021, entre as quais a da Eletrobras. A venda da estatal, porém, é um dos grandes desafios do governo Bolsonaro.

A expectativa da pasta era que o projeto fosse aprovado ainda no primeiro semestre. Mas, na semana passada, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que não haverá prejuízo se a votação pelo Congresso Nacional da privatização da companhia ficar para o segundo semestre deste ano.

O governo prevê levantar cerca de R$ 16 bilhões com a privatização da Eletrobras, por meio de uma capitalização da companhia por meio da emissão de novas ações e envolve pagamento de outorgas à União.

O governo anterior, de Michel Temer, falava em promover uma desestatização da Eletrobras, por meio de uma operação em que a empresa emitiria novas ações e diluiria a fatia governamental na companhia para uma posição minoritária. A gestão Bolsonaro passou a adotar o termo “capitalização” para se referir ao processo.

Último balanço mostra que a Eletrobras teve lucro de R$ 95,764 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 86,6% em relação ao mesmo período de 2019, quando o ganho ficou em R$ 715,872 milhões. A empresa justificou a queda do lucro ao aumento das provisões por redução na geração de energia, por processos judiciais e de contratos onerosos.

Privatizações empacadas
A equipe do ministro Paulo Guedes teve grande dificuldade para avançar em 2020 com o programa federal de privatizações. Em dois anos de governo, nenhuma estatal de controle direto da União foi vendida e muitos dos leilões de concessão ou de parceria com a iniciativa privada previstos para o ano foram adiados ou cancelados.

Compartilhe:

Prefeitura de Afogados da Ingazeira inicia nesta segunda-feira a entrega dos boletos do Garantia-Safra

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira inicia nesta segunda-feira (25) a entrega dos boletos do programa garantia safra.

A entrega será na Secretaria Municipal de Agricultura, no antigo prédio da Cagepe, das 7 às 13hs, por ordem alfabética. A entrega acontecerá até a próxima quinta-feira, de acordo com o seguinte cronograma:

  • Nesta segunda-feira (25), beneficiários com as iniciais de A a E.
  • Na terça-feira (26) será a vez dos beneficiários com as iniciais de F a K.
  • Na quarta-feira (27) beneficiários com as iniciais L e M.
  • E na quinta-feira (18) será a vez dos beneficiários com as iniciais de N a Z.

Para retirar os boletos, os beneficiários deverão apresentar os documentos de identidade e CPF.

Segundo o secretário Municipal de Agricultura, Rivélton Santos, quase mil agricultores estão aptos ao garantia safra. “Dividimos a distribuição em vários dias para evitarmos aglomeração e para termos um maior controle no cumprimento dos protocolos sanitários referentes à Covid-19,” reforçou o secretário.

Dólar é cotado a R$ 5,4795 nesta segunda-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,67 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9996.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta segunda-feira (25), está cotado no valor de R$ 5,4795. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,7261.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,67 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9996.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

O Portal ClickPB apura de segunda à sexta-feira a cotação do dólar e euro.

Compartilhe:

Blogueira Liliane Amorim morre após fazer cirurgia de lipoaspiração corpo sepultado em Afogados

Blogueira Liliane Amorim morre após fazer cirurgia de lipoaspiração

A blogueira Liliane Amorim, de 26 anos de idade, morreu neste domingo (24), após sofrer complicações com uma cirurgia de lipoaspiração mal sucedida. A blogueira era de Juazeiro do Norte, no estado do Ceará. 

Liliane Amorim passou pela cirurgia no dia 9 de janeiro. Seis dias depois, em 15 de janeiro, ela foi internada em estado grave, sentindo fortes dores. “Toda a Equipe de nosso Hospital está de luto em nome dessa moça que foi uma guerreira em todos os momentos durante sua Internação”, disse o Diretor de Processos Assistenciais do hospital particular onde Liliane estava internada,

A jovem, além da dor nos familiares, deixa um filho de seis anos.
Para a irmã Fabíola Amorim, a dor é “irreparável”. “A dor da perda é muito grande, por ela ser uma pessoa muito jovem. O filho que ela deixa, que vai crescer sem a mãe agora. É muito difícil”, lamentou.
Fabíola diz que a irmã estava sendo acompanhada por técnicos de enfermagem e uma pessoa responsável, que fazia as drenagens. O médico viajou no dia seguinte, mas deixou uma pessoa responsável para passar informações.
A paciente relatava dor e ânsia, e tudo era informado ao médico. O profissional, continua Fabíola, dizia que “a recuperação era difícil mesmo”. A irmã ressaltou que o médico disse não ser necessária uma nova hospitalização, pois a jovem seria exposta a mais um risco em razão da pandemia de Covid-19.
A profissional que acompanhou a jovem, segundo a irmã, dizia que Liliane “não estava colaborando” e a comparava a outros pacientes. Desde então, a influencer passou a guardar para si as reclamações, mas precisou ser levada ao hospital no quinto dia devido a dores intensas. “Ela falava, mas não foi ouvida”, relembrou a irmã em tom de lamentação.
De acordo com Isabel Amorim, advogada da família, o translado do corpo e as medidas judiciais já estão sendo preparados. A família registrou um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) dará seguimento às investigações sobre a morte da jovem.
Compartilhe:

Média móvel de mortes por Covid-19 segue acima de mil e Brasil ultrapassa 217 mil mortes pela doença

Com isso, o país chegou a 217.081 óbitos e a 8.844.600 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

 O Brasil registrou 606 mortes pela Covid-19 e 28.487 casos da doença, neste sábado (23). Com isso, o país chegou a 217.081 óbitos e a 8.844.600 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Aos finais de semana e nas segundas-feiras os números costumam ser menores porque as equipes trabalham em esquema de plantão.

Além dos dados diários, a Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias 1.030. Esse número vem ficando próximo a mil nas últimas semanas, o que significa um patamar bastante alto, embora o valor da média represente estabilidade em relação ao dado de 14 dias atrás.

O Norte foi a região que apresentou maior crescimento na média móvel de mortes, em relação a 14 dias atrás. O aumento foi de 103%. O Sul apresenta queda de 38% na média. As demais regiões têm médias móveis estáveis, o que não significa uma situação de tranquilidade.

Alagoas, Amazonas, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Roraima, Rondônia, Sergipe e Tocantins apresentam aumento da média móvel de mortes em relação ao dado de 14 dias atrás.

Bahia, Goiás, Pernambuco, Piauí e São Paulo estão em estabilidade, enquanto Acre, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espirito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina tiveram queda.

Condutor que morreu após ter veículo atingido por carro de luxo em João Pessoa era baterista da banda Tuaregs

Dainha morreu após ter o carro modelo Classic atingido por outro veículo no bairro de Manaíra, em João Pessoa.

Dainha Batera era baterista e professor. Estava anunciando nas suas redes sociais a formação de uma turma para curso de férias on-line para o ensino sobre bateria. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O motorista que morreu em acidente, neste domingo (24), era o baterista da banda Tuaregs, Dainha Batera. O grupo paraibano lamentou a morte dele nas redes sociais. Dainha morreu após ter o carro modelo Classic atingido por outro veículo no bairro de Manaíra, em João Pessoa. O fato aconteceu quando o condutor do automóvel BMW fugia de uma perseguição policial na região e bateu no carro do músico.

Dainha Batera era baterista e professor. Estava anunciando nas suas redes sociais a formação de uma turma para curso de férias on-line para o ensino sobre bateria.

Mais cedo neste domingo ele havia postado uma ‘selfie’ com a legenda “hoje tem”, fazendo suposta menção a alguma apresentação musical.

O homem sobrevivente, que colidiu no veículo de Dainha, foi preso pelos policiais militares da Companhia Especializada de Apoio ao Turista (Ceatur). Populares se revoltaram no local e xingaram o homem enquanto ele era conduzido até a viatura da PM. “Tirou a vida de um pai de família. Merece morrer.”

O motorista seria submetido a teste do bafômetro, segundo confirmou mais cedo o major Bruno, da Polícia Militar, ao ClickPB.

Compartilhe:

Doses da vacina AstraZeneca/Oxford serão distribuídas nesta segunda-feira para toda Paraíba

A Paraíba recebeu na manhã de ontem 36 mil lotes da vacina AstraZeneca/Oxford​.

As doses da vacina AstraZeneca/Oxford​ serão distribuídas por toda Paraíba, a partir desta segunda (Foto: Reprodução)

As doses da vacina AstraZeneca/Oxford serão distribuídas por toda Paraíba, a partir desta segunda-feira (25). A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, neste domingo (24). 

A Paraíba recebeu na manhã de ontem 36 mil lotes da vacina AstraZeneca/Oxford. 

Segundo o secretário, o armazenamento e distruição das doses da vacina seguirão o mesmo protocolo da logística da vacina Coronavac. 

“Nesse momento assim que for entregue ao furgão esses 36 mil lotes da vacina, imediatamente serão destinadas à Secretaria Estadual de Saúde, os técnicos já estarão naquela localidade para separar, e todas as gerências receberão na segunda-feira de manhã, como foi na logística anterior, tornando ágil e permitindo ao cidadão paraibano em todos os 223 municípios a entrega da vacina imediatamente”, disse o secretário.

Ainda segundo Geraldo Medeiros, na próxima semana mais doses da vacina Coronavac deverão ser entregues na Paraíba. 

“Provavelmente nós teremos o envio de outros lotes do Butantan brevemente na próxima semana, e os profissionais de saúde continuarão sendo vacinados. Nós temos 126 mil profissionais de saúde no estado e teremos oportunidade nesse lote de contemplar todos os profissionais de saúde a partir dos próximos envios, desde que mesmo com esses 36 mil lotes atuais ainda não contempla todos os profissionais de saúde”, explicou.

O secretário explicou a ordem de prioridades da vacinação. “Os profissionais de saúde são aqueles que estão diretamente vinculados a zona Covid. Eles trabalham nas UTIs Covid, enfermarias, UPAs, no SAMU e em qualquer área que sejam submetidos a uma alta carga viral. Progressivamente com a chegada de outros lotes, os outros profissionais que tem contatos eventuais com doentes com Covid serão também contemplados”, disse.

O próximo grupo a receber a vacina é o de idosos acima de 75 anos, afirmou o secretário. 

“Nós temos 126 mil profissionais de saúde, temos 3.300 indígenas, 1.202 idosos institucionalizados. A totalidade é de aproximadamente 150 mil paraibanos destinados a vacina nesses lotes iniciais. Após a conclusão, vamos iniciar a vacinação de outra população: a dos idosos acima de 75 anos”, concluiu.

Mulher vai receber R$ 263 mil em indenização por ficar paraplégica após acidente em toboágua

Um clube de Caldas Novas, em Goiás, terá que indenizar uma auxiliar de produção que ficou paraplégica após sofrer um acidente em um toboágua. O valor da indenização é de R$ 263 mil. No processo, segundo o G1, ela também alegou negligência durante socorro, pois foi levada a uma unidade de saúde na traseira de um carro, em vez de uma ambulância. 

A decisão foi proferida na última quarta-feira (20) pela juíza Renata Farias Costa Gomes de Barros Nacagami, da 3ª Vara Cível e de Família e Sucessões da comarca de Valparaíso de Goiás. O clube Lagoa Thermas Clube, Turismo, Lazer e Ecologia ainda pode recorrer.

Conforme a magistrada, a mulher deve receber R$ 150 mil por danos morais, R$ 100 mil por danos estéticos, R$ 6,4 mil por gastos com materiais e produtos e R$ 6,7 mil por custos de cadeiras de roda e banho, resultando em R$ 263 mil. Ela também receberá uma pensão de R$ 1,2 mil por toda a vida, a partir da data do acidente.

Compartilhe:

Brasil ultrapassa 216 mil mortes e 8.816.113 de pessoas infectadas pela convid-19

As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 1.176 mortes pela Covid-19 e 60.980 casos da doença, neste sábado (23). Com isso, o país chegou a 216.475 óbitos e a 8.816.113 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Além dos dados diários, a Folha também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.021. O valor da média representa um aumento de 3% em relação ao dado de 14 dias atrás e, com isso, uma situação de estabilidade na média. No entanto, uma estabilidade em patamar bastante alto.

O Norte foi a região que apresentou maior crescimento na média móvel de mortes, em relação a 14 dias atrás. O aumento foi de 98%. O Sul apresenta queda de 38% na média. As demais regiões têm médias móveis estáveis, o que não significa uma situação de tranquilidade.

Alagoas, Amazonas, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Roraima, Rondônia, Sergipe e Tocantins apresentam aumento da média móvel de mortes em relação ao dado de 14 dias atrás.

Compartilhe:

Honda anuncia suspensão temporária de produção no Amazonas

Linha de produção será paralisada entre 25 de janeiro e 3 de fevereiro. Funcionários entrarão em férias coletivas.

Honda investirá R$ 500 milhões em sua fábrica de motos em Manaus (AM). (Foto: Rafael Miotto/G1)

A Honda anunciou, nesta sexta (22), que irá suspender temporariamente sua linha de produção no Amazonas. A paralisação irá ocorrer de 25 de janeiro a 3 de fevereiro. A fábrica produz motocicletas, quadriciclos e motores estacionários.

A medida foi tomada, segundo a empresa, por conta do avanço da Covid-19 no estado e pela indisponibilidade de insumos para a produção, afetada pela pandemia. “A retomada está prevista para 4 de fevereiro, desde que as condições necessárias sejam atendidas”, disse.

O Amazonas enfrenta um novo surto de Covid, e sofre com falta de oxigênio nos hospitais. Em meio ao caos na Saúde, a vacinação contra Covid já está há dois dias suspensa em Manaus para “replanejamento” da campanha, após denúncias de fura-fila.

Até quinta (21), mais de 6,7 mil pessoas morreram com a doença. O mês de janeiro já bateu recorde de internações pela doença no estado.

O comércio não essencial no Amazonas está proibido de abrir até o dia 31 de janeiro, mas indústrias não foram afetadas pela decisão. O estado também está com toque de recolher de 19h às 6h.

De acordo com a Honda, durante o período de suspensão, os colaboradores das áreas administrativas e produtivas entram em férias coletivas, “permanecendo um contingente mínimo de pessoas para a realização de atividades essenciais”.

A Honda ressaltou que doou, recentemente, 454 cilindros de oxigênio para o Estado do Amazonas. Além disso, a Honda realizou a doação de 20 mil máscaras do tipo faceshield.

No ano passado, durante o primeiro surto da Covid no Amazonas, cerca de 30 mil trabalhadores do Polo Industrial de Manaus tiraram férias coletivas antecipadas. Entre abril e maio, as únicas empresas que seguiram com as operações na Zona Franca produziam insumos para combater a doença.

Cilindros de oxigênio saíram de São Paulo e foram entregues em Manaus — Foto: Moto Honda da Amazônia/Divulgação

Compartilhe:

Afogados registra 25º óbito, 14 casos e 4 curas para covid-19

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste sábado (23), foram registrados 14 casos novos para a COVID – 19. Desses, 12 já estavam em investigação. 

São 10 pacientes do sexo feminino, com idades de 14, 22, 23, 32, 33, 38, 62, 62, 65 e 77 anos; e 04 pacientes do sexo masculino, com idades de 39, 52, 64 e 73 anos. Entre as mulheres: 03 aposentadas, 03 agricultoras, 01 agente social, 01 atendente, 01 vendedora e 01 estudante (rede pública). Já entre os homens: 01 oficial de Registro civil, 01 agricultor, 01 aposentado e 01 comerciante. 
Entram em investigação os casos de 07 mulheres, com idades entre 20 e 47 anos, e 10 homens, com idades entre 19 e 69. Também na mesma data, 10 pacientes apresentaram resultados negativos para COVID -19. 
Nesta sexta, 04 pacientes apresentaram cura após avaliação clínica e epidemiológica. O município atingiu a marca de 2.289 pessoas (95,68%) recuperadas para covid-19. Atualmente, 88 casos estão ativos em nossa cidade. 
Óbito: Paciente do sexo feminino, 72 anos, hipertensa, estava internada em leito de UTI, foi a óbito no Hospital Regional Emília Câmara no dia de ontem (22). Nossos sentimentos a todos os familiares e amigos. 
Afogados atingiu a marca de 10.477 pessoas testadas para covid-19, o que representa 28,11 % da nossa população. 
Casos leves x SRAG/covid- 19: 
Leves ( 2326 casos), 96,83 % Graves ( 76 casos), 3,17%.

Aposta única de Fortaleza acerta as seis dezenas da Mega-Sena e fatura quase R$ 22 milhões

O próximo sorteio acontece na quarta-feira (27) e o prêmio estimado é de R$ 2 milhões.

O próximo sorteio acontece na quarta-feira (27) e o prêmio estimado é de R$ 2 milhões. (Foto: Reprodução)

Uma única aposta – de Fortaleza (CE) – levou o prêmio de R$ 21.898.260,37 do concurso 2.337 da Mega Sena, que teve suas dezenas sorteadas neste sábado (23) em São Paulo. O próximo sorteio acontece na quarta-feira (27) e o prêmio estimado é de R$ 2 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 02 – 09 – 34 – 49 – 51 – 55.

A quina teve 84 apostas ganhadoras, cada uma leva R$ 35.529,81. A quadra teve 4.321 apostas ganhadoras, cada uma leva R$ 986,71

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Compartilhe:

40% reprovam governo de Bolsonaro e 31% aprovam, aponta pesquisa Datafolha

No levantamento anterior, de dezembro, 37% consideram governo ótimo ou bom e 31%, ruim ou péssimo. Para 42%, Bolsonaro deve sofrer impeachment; 53% são contra.

De acordo com o Datafolha, 40% dos entrevistados classificaram o governo como ruim ou péssimo — eram 32% no levantamento anterior, entre 8 e 10 de dezembro. (Foto: Reprodução)

Levantamento do instituto Datafolha divulgado na tarde desta sexta-feira (22) pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” informa que cresceu a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro diminuiu a aprovação.

Em resumo, os resultados da pesquisa são os seguintes:

  • Ótimo/bom: 31%
  • Regular 26%
  • Ruim/péssimo: 40%
  • Não sabe: 2%

A pesquisa ouviu 2.030 pessoas por telefone em razão limitações motivadas pela pandemia de Covid-19.

De acordo com o Datafolha, 40% dos entrevistados classificaram o governo como ruim ou péssimo — eram 32% no levantamento anterior, entre 8 e 10 de dezembro.

Os que consideravam o governo ótimo ou bom eram 37% e agora são 31% e os que julgavam regular eram 29% e agora são 26%, segundo o instituto.

Segundo o levantamento, 53% dos entrevistados rejeitam o impeachment de Bolsonaro e 42% são favoráveis.

O Datafolha aferiu o grau de confiança dos entrevistados em relação às declarações de Bolsonaro:

  • Nunca confiam: 41% (eram 37% na pesquisa anterior)
  • Às vezes confiam: 38% (eram 39%)
  • Sempre confiam: 19% (eram 21%)
  • Não sabem: 2% (eram 3%)                                                                             
Compartilhe:

Blogueira que tem família em Afogados é internada em estado grave na UTI após cirurgia plástica, veja reportagem do SBT

A digital influencer Liliane Amorim, de 27 anos, está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após se submeter a uma lipoaspiração. 
Em publicação nas redes sociais, a família explicou que a jovem passou pelo procedimento estético no dia 9 deste mês, mas teve de ser hospitalizada dias depois com complicações no pós-cirúrgico.

No último dia 15, Liliane passou por uma nova cirurgia. Nesta semana, teve de ser transferida para a unidade intensiva. 
Apesar a gravidade, o quadro é estável.
Liliane mora sozinha em Juazeiro do Norte e quem está responsável por passar informações sobre o estado de saúde dela para a família é uma amiga. A influencer segue internada em uma Unidade de Terapia Intensiva.
Os seguidores de Liliane se comoveram e mandaram uma série de mensagens de apoio para a influencer.
Por Mais Pajeú

Avião com 2 milhões de doses da Índia chega a São Paulo

A chegada das doses no aeroporto internacional de Guarulhos foi acompanhada pelos ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, e das Comunicações, Fábio Faria.

O imunizante, importado da Índia, chegou ao Brasil depois de sucessivos adiamentos na liberação da carga, o que causou desgaste ao Palácio do Planalto. (Foto: Reprodução)

 Um avião com 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegou a São Paulo na tarde desta sexta-feira (22). O país tem agora dois tipos de imunizante contra a Covid-19.

O imunizante, importado da Índia, chegou ao Brasil depois de sucessivos adiamentos na liberação da carga, o que causou desgaste ao Palácio do Planalto, que apostava nessa vacina para dar o pontapé na campanha de imunização nacional.

A chegada das doses no aeroporto internacional de Guarulhos foi acompanhada pelos ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, e das Comunicações, Fábio Faria.

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, acompanha a chegada das vacinas de Oxford em São Paulo nesta sexta-feira (22). — Foto: Reprodução/TV Globo

Os imunizantes devem ser distribuídos aos estados a partir da tarde deste sábado (23), evitando que a vacinação seja paralisada em diversos locais onde as doses da Coronavac já estão se esgotando.

Depois dos trâmites alfandegários, a carga segue para o Rio de Janeiro em um avião da Azul. Elas serão escoltadas pela Polícia Federal para um depósito da Fiocruz.

Patriota tem encontro com Gilson Neto

O presidente da Amupe, José Patriota, se reuniu com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, na Capital Federal.

Na pauta do encontro, ações que visam impulsionar o turismo nos municípios pernambucanos.

O ministro Gilson Machado está confirmado na próxima assembleia de prefeitos da Amupe, a ser realizada por videoconferência, às 09h, na próxima quinta-feira (28).

Iguaracy: morre ex-vereador Zé Nogueira

Iguaracy perde o ex-vereador José Nogueira de Carvalho, 66 anos, que faleceu na madrugada desta sexta (22), vítima de um infarto fulminante, no Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira.

Ele foi vereador por dois mandatos, trabalhou por vários anos no Bandepe e era um dos responsáveis pelo Samba de Côco e Bacamarteiros do município.
O corpo está sendo velado em sua residência e o sepultamento será às 17h.

 

Depois da reunião que foi realizada na última quarta-feira (20) entre o Ministério Público com o Governo de Afogados da Ingazeira, ficou definido que haverá aumento da fiscalização, inclusive com possibilidade de interdição gradativa dos locais e aplicação de multas a partir desse final de semana.

A partir deste sábado (23), quem não seguir às determinações do Ministério Público poderá sofrer as sanções cabíveis, inclusive o fechamento temporário do estabelecimento.

Na reunião o Promotor Lúcio Luiz de Almeida disse da sua preocupação com a necessidade de continuar cumprindo os protocolos, mesmo com a vacinação.

“A nossa disposição é manter as atividades funcionando, sem fechar nada, mas não de qualquer jeito e, sim, cumprindo os protocolos”, defendeu o Promotor.

“Aqui em Afogados não teremos privilegiados”, afirmou na reunião o prefeito Alessandro Palmeira.

Compartilhe:

Com mais de mil mortes por Covid no dia, Brasil ultrapassa 215 mil óbitos pela doença

Imagem ilustrativa do novo coronavírus com a bandeira do Brasil

As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.001. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 1.071 mortes pela Covid-19 e 55.319 casos da doença, nesta sexta-feira (22). Com isso, o país chegou a 215.299 óbitos e a 8.755.133 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Além dos dados diários, a Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.001. O valor da média representa um aumento de 15% em relação ao dado de 14 dias atrás e, com isso, uma situação de estabilidade na média.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Guarda Municipal terá mais protagonismo em Afogados da Ingazeira

Um dos compromissos assumidos pelo Prefeito Alessandro Palmeira, ao lado da municipalização do trânsito e da realização de concurso público, foi a recriação da guarda municipal. 
Na manhã desta sexta (22), o Prefeito reuniu a equipe da guarda, ao lado do secretário de administração, desenvolvimento econômico e turismo, Ney Quidute, para debater com ele as perspectivas para os próximos quatro anos. 
Além da apresentar o que pensa de governo em termos de atuação da guarda, a reunião também foi um importante momento para ouvir os profissionais, suas demandas, dificuldades e os desafios para os próximos quatro anos. 
“Iniciamos hoje um canal de diálogo permanente com a categoria, para podermos buscar soluções conjuntas para os problemas que ela enfrenta, e termos uma guarda atuante, protagonista e mantendo bons serviços prestados à população”, ressaltou o Prefeito de Afogados, Alessandro Palmeira. 
O secretário Ney Quidute fez um avaliação positiva da reunião, que teve a duração de quase duas horas: “foi um momento bastante positivo, de interação, onde sabemos que será preciso motivação e atendimento às principais reivindicações da categoria, para que eles estejam sempre motivados para prestar cada vez melhores serviços.”
Ao todo sessenta guardas participaram da reunião e puderam, de forma democrática e transparente, dialogar com Prefeito e Secretário sobre os desafios e demandas da guarda. 
A nova sede da guarda, a instalação de uma sala de monitoramento de vídeo, o pagamento dos adicionais de periculosidade, recriação da guarda e concurso público foram temas abordados na reunião. “Por conta da pandemia e da lei que não permite criação de novas despesas, algumas coisas só poderão ser viabilizadas em 2022. Mas o que pudermos por em prática já esse ano, iremos fazer,” finalizou Alessandro Palmeira.

Após ameaça de greve, caminhoneiros viram prioridade na vacinação

 (Foto: Peu Ricardo/Arquivo DP)

Após pressão por parte dos caminhoneiros, a categoria passou a fazer parte do pacote de grupos prioritários a receber a vacinação contra a Covid-19. Os transportadores rodoviários de carga não estavam na primeira versão do Plano de Nacional Operacionalização, datado do dia 10 de dezembro e enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas foram incluídos na segunda versão, do dia 16 de dezembro.

Agora, em uma nova atualização do documento, chamada de “informe técnico”, do dia 18 de janeiro, o ministério citou especificamente “caminhoneiros”, prevendo que “nessa estratégia será solicitado documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro)”.

O documento ainda especificou que, no caso de trabalhadores de transporte coletivo rodoviários de passageiro, no qual abrange os motoristas e cobradores, estão incluídos os profissionais de “longo curso”. No plano divulgado no fim do ano passado não havia essa especificação, apenas “trabalhadores do transporte coletivo”

Compartilhe:

China quer demissão de ministro brasileiro para liberar insumos de vacinas contra o coronavírus

O embaixador da China em Brasília, Yang Wanming, afirmou que o país asiático está pressionando o Brasil para que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, seja demitido para liberar os insumos para a produção das vacinas contra o coronavírus. 

De acordo com o jornal Gazeta do Povo, a China disse que as relações entre os países ficaram abaladas depois dos ataques do chanceler contra o país asiático e quer pelo menos um pedido formal de desculpas do governo brasileiro.

Apesar de o Brasil ter demorado de pedir os insumos, Wanming tem dito que a China pode antecipar a entrega da matéria-prima para a vacina. Na quarta-feira (20), representantes chineses se reuniram com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e da Saúde, Eduardo Pazuello. ( Agência Brasil)

 

 

Compartilhe:

Em Afogados, prefeitura leva vacina contra covid para idosos da ASAVAP

Em Afogados da Ingazeira, a Prefeitura vem dando continuidade à vacinação contra a covid-19. O dia, hoje, foi de vacinação para 43 idosos abrigados na ASAVAP, bem como para os 20 profissionais que trabalham nos cuidados com esses mesmos idosos.

A primeira idosa a ser vacinada foi a Sra. Quitéria Caldas de Moraes. A vacinação foi acompanhada pelo Prefeito Alessandro Palmeira e pelo Secretário de Saúde de Afogados, Artur Amorim. “Estou muito feliz em poder participar desse momento, trazer a vacina e a esperança de um futuro com mais saúde e imunização para nossos idosos aqui abrigados, e torcendo para que mais doses cheguem e nós possamos ampliar a vacinação para os demais grupos prioritários de nossa cidade,” destacou o Prefeito Alessandro Palmeira.
Além dos idosos hoje vacinados, a Secretaria municipal de saúde também vacinou as equipes da vigilância sanitária, profissionais que estão na linha de frente na fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários, lidando diretamente com aglomerações e locais que desrespeitam as normas, estando, portanto, diariamente expostos a situações de contaminação. “Nossos profissionais da vigilância estão na linha de frente da fiscalização, correndo risco constante nas aglomerações que vão coibir, não apenas correndo risco de se contaminarem, mas também de contaminarem as pessoas que estão nesses locais,” informou Artur Amorim. Ontem, no Hospital Regional, não apenas médicos e enfermeiros foram vacinados, mas também toda a equipe de suporte que lida diariamente com a covid-19, como os maqueiros, por exemplo, que são os responsáveis por transportar os pacientes da UTI para os quartos de isolamento, e vice-versa, estando também expostos à contaminação.
Nesta sexta, a Prefeitura de Afogados inicia a vacinação dos agentes comunitários de saúde. Para evitar aglomeração, uma vez que são 90 profissionais, cada agente será vacinado na Unidade Básica em que atua.
Compartilhe:

Brasil chega a 214.228 mortes por convid-19

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.010.

As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 1.335 mortes por Covid-19 e 59.946 casos da doença, nesta quinta-feira (21). Com isso, o total de óbitos chegou a 214.228 e de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 a 8.699.814.

Na quarta (20), tinham sido registradas 1.382 mortes, o maior valor desde 4 de agosto.
Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Além dos dados diários, a Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.010. O valor da média representa um aumento de 36% em relação ao dado de 14 dias atrás.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 

Compartilhe: