Dois de quatro casos suspeitos de nova mutação do coronavírus no Brasil são descartados

De acordo com o secretário Estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, esses dois casos vieram de dois pacientes internados em hospitais privados do estado.

Os outros dois casos suspeitos ainda estão em análise pelo Instituto Adolfo Lutz. (Foto: Reprodução)

Dois dos quatro casos suspeitos de contaminação pela nova cepa do coronavírus em São Paulo já foram descartados após a realização de análises. De acordo com o secretário Estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, esses dois casos vieram de dois pacientes internados em hospitais privados do estado e que estiveram no Reino Unido.

“Felizmente, não se identificou nenhuma modificação desse material genético que pudesse lembrar essa variante do Reino Unido. Esses dois casos são da mesma linhagem que vem circulando no nosso país e não consagraram nenhuma mutação”, afirmou o secretário.

Os outros dois casos suspeitos ainda estão em análise pelo Instituto Adolfo Lutz. Eles foram anunciados pelo laboratório privado Dasa, na sexta-feira.

Um primeiro sequenciamento, feito pelo Instituto de Medicina Tropical, confirmou se tratar da mesma variante surgida no Reino Unido, cuja alteração se dá na chamada proteína S do vírus, responsável pela aderência às mucosas do nariz, da garganta e do pulmão.

As amostras estão, agora, com o Adolfo Lutz, que está fazendo o pareamento para certificar de que se trata mesmo na nova cepa. As amostras foram enviadas ao Lutz na manhã de sábado e o resultado deve ser divulgado ainda nesta segunda-feira.

https://scontent.frec1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/p526x296/134059298_2721581908107356_3876922379040850062_n.jpg?_nc_cat=108&ccb=2&_nc_sid=110474&_nc_ohc=SW0aXMCGuEUAX9l3O78&_nc_ht=scontent.frec1-1.fna&tp=6&oh=1b0efcf6a024ec3d24cb68a5c3bcdb43&oe=60175391

O padre José Ronaldo de Brito, de 37 anos, foi assassinado com uma arma branca na cidade de Santarém, no Pará. O corpo da vítima, que era natural de Aliança, na Mata Norte de Pernambuco, foi encontrado em uma casa no bairro Bela Vista do Juá na noite desse domingo (03), com várias perfurações.

Por nota, a Polícia Civil do Pará informa que o suspeito de matar o padre foi identificado e que equipes da Delegacia de Homicídios de Santarém realizam diligências para prendê-lo. Segundo as autoridades, o religioso provavelmente foi assassinado no dia 1º de janeiro.

O vigário prestava serviços na Paróquia de Belterra e era coordenador da Pastoral Carcerária em Santarém. Ele celebrou missa na última sexta-feira e disse que passaria alguns dias de férias; iria para sua terra natal.

De acordo com relatos de amigos, a vítima concluía a edição do seu último livro, de título “Aliança: raízes de um povo”, e trabalhava no início da próxima fase de uma campanha em prol do Parque Ambiental de Aliança, do qual era um dos mentores. Além de padre, José Ronaldo era historiador e sociólogo.

Homenagens

A Arquidiocese de Santarém se diz “envolvida pelo sentimento de consternação” e pede “orações da comunidade cristã”. A instituição informa que “outras informações relacionadas ao fato serão divulgadas posteriormente”. 

Compartilhe:

Acionistas de Peugeot e Fiat aprovam fusão para criar o quarto maior grupo automotivo do mundo

Com 14 marcas, todos os segmentos serão considerados. Durante anúncio, em 2019, as empresas previam 3,7 bilhões de euros em economias anuais e não consideravam fechar fábricas, mas a pandemia pode alterar alguns planos.

FCA, dona da Fiat, e PSA, dona da Peugeot, avançam na fusão. (Foto: Regis Duvignau/Reuters)

Acionistas da Fiat Chrysler (FCA) e da PSA, dona da Peugeot, aprovaram nesta segunda-feira (4) a fusão iniciada em 2019. Este é um dos últimos passos para a criação da quarta maior montadora de veículos do mundo.

Em uma assembleia especial de acionistas, o acordo para formar a nova empresa chamada Stellantis foi apoiado pelos principais investidores, incluindo a família Peugeot, a chinesa Dongfeng e o Estado francês, via Bpifrance.

Todos os outros acionistas da PSA apoiaram o negócio em uma segunda reunião realizada online com uma taxa de aprovação de 99,85% entre os votos expressos.

“Estamos prontos para esta fusão”, disse o presidente-executivo da PSA, Carlos Tavares, acrescentando que a data para o fechamento do negócio será anunciada em breve se todas as aprovações dos acionistas forem concedidas. Ele disse que o acordo agora passou em todos os testes regulatórios.

Tavares, que assumirá o comando do grupo resultante da fusão, terá de recuperar os negócios da montadora na China, racionalizar o grupo em expansão e lidar com um enorme excesso de capacidade, bem como se concentrar em novas tecnologias como eletrificação, direção autônoma e conectividade.

A Stellantis terá 14 marcas, incluindo Fiat, Chrysler, Maserati, Jeep, Abarth, Alfa Romeo, Lancia, Dodge e Ram, da FCA, além de Peugeot, Citroën, Opel, Vauxhall e DS da PSA.

Detalhes sobre a fusão

Em 2019, quando anunciaram as negociações para a fusão, PSA e FCA divulgaram números e ações a serem executadas pela Stellantis. A pandemia do coronavírus, porém, pode alterar alguns desses planos, mas nenhuma novidade foi revelada até o momento. Com isso, veja os últimos detalhes sobre a fusão:

  • Fusão criará a 4ª maior fabricante de veículos do mundo;
  • A FCA teria acesso às plataformas de veículos mais modernas da PSA, ajudando-a a cumprir regras rígidas de novas emissões;
  • Todos os segmentos serão considerados, de carros de luxo, a SUVs, picapes e comerciais leves;
  • Ainda não há previsão de quando será apresentado o primeiro modelo da fusão;
  • Foco será em duas plataformas: uma pequena e uma compacta/média;
  • Total de 3,7 bilhões de euros em economias anuais;
  • Custo total para alcançar essas economias é estimado em 2,8 bilhões de euros;
  • Fusão terá proporção 50/50;
  • Empresa controladora do grupo será sediada na Holanda;
  • Não são considerados fechamentos de fábricas;
  • O atual executivo-chefe da Peugeot, Carlos Tavares, será o CEO e membro do conselho em um mandato inicial de 5 anos;
  • O atual presidente da FCA, John Elkann, será o presidente do novo grupo;

No Brasil, união tem que passar pelo Cade

Como qualquer processo de fusão feito no Brasil, a união entre FCA e PSA terá que ser submetida ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) também no país, independente do processo no exterior.

“O Cade tem poder para intervir em operações que criem ou aumentem significativamente o poder de mercado das empresas. A apuração parte do grau de concentração, ou da participação de mercado da empresa resultante da fusão”, aponta o advogado Juliano Maranhão, especializado em fusões de empresas.

Compartilhe:

Entenda o que se sabe sobre as duas novas variantes da Covid-19

O surgimento no Reino Unido e na África do Sul de diferentes variantes do vírus SARS-CoV-2 preocupa a comunidade internacional já que, segundo os primeiros dados, são mais contagiosas.
O que são essas variantes?
Todos os vírus sofrem mutações, ou seja, se modificam quando se replicam.
O SARS-CoV-2 já sofreu inúmeras variações desde sua aparição, mas geralmente sem consequências. No entanto, algumas mutações podem favorecer sua sobrevivência, por exemplo, se alcançarem um contágio maior.
A variante B.1.1.7, chamada agora VOC 202012/01, foi detectada em novembro no Reino Unido, após se desenvolver “provavelmente” em setembro no sudeste da Inglaterra, segundo o Imperial College de Londres.
Depois de se propagar rapidamente nesse país, a variante foi detectada em outras dezenas de países, dos Estados Unidos à Coreia do Sul, passando pela Índia, França e Dinamarca.
A maioria dos casos foram importados do Reino Unido, mas alguns não têm nenhuma relação comprovada com esse país, como é o caso da Dinamarca, com 86 pacientes identificados.
A variante 501.V2, agora predominante na África do Sul, foi detectada por lá em outubro e localizada em outros países como Reino Unido e França.
Segundo os especialistas, o número de casos de ambas as variantes está subestimado no momento.
As duas apresentam várias mutações das quais uma, a N501Y, afeta a proteína “spike” do coronavírus, uma ponta que serve para se prender ao receptor ACE2 das células humanas e penetrá-las.
Esta mutação aumenta as capacidades de adesão do vírus ao receptor ACE2. Embora “não exista nenhuma relação claramente estabelecida entre a adesão ao ACE2 e uma maior transmissão, é possível que exista”, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC).
Mais transmissíveis?
Vários estudos científicos, baseados principalmente em análises de modelos e ainda não avaliados por outros especialistas de acordo com o protocolo científico, concluem que a variante britânica é muito mais transmissível, o que confirma a avaliação inicial do grupo de pesquisadores NERVTAG, que assessora o governo britânico e que estimou a diferença entre +50% e 70%.
Desta maneira, segundo os cálculos da London School of Hygiene and Tropical Medicine (LSHTM), a variante britânica seria entre 50-74% mais contagiosa. Para o Imperial College de Londres, que analisou milhares de genomas do vírus SARS-CoV-2, a capacidade de contágio é entre 50-75% maior e a taxa de reprodução (R) é de entre 0,4 e 0,7 maior que o vírus habitual.
As conclusões preliminares sobre a variante sul-africana também mostram uma maior transmissão, mas há menos dados disponíveis.
Na ausência de resultados conclusivos, alguns especialistas se mostram cautelosos.
“Temos que ser prudentes. A incidência é uma combinação de fatores que leva em conta as características do vírus, mas também as medidas de prevenção e de controle aplicadas” para combater a Covid-19, indica à AFP Bruno Coignard, diretor de doenças infecciosas da agência de saúde francesa Santé Publique France.
Mais perigosas?
“Nenhuma informação disponível indica que as infecções dessas cepas sejam mais graves”, diz o ECDC. Mas o risco “é alto em termos de hospitalizações e mortes”.
Além disso, “um maior contágio equivale eventualmente a uma incidência muito mais forte e, portanto, a uma pressão mais significativa sobre o sistema de saúde, mesmo que a letalidade (das variantes) seja a mesma”, segundo Coignard.
Uma variante do SARS-CoV-2 que fosse “50% mais transmissível representaria um problema maior que uma variante 50% mais mortal”, disse no Twitter o epidemiologista britânico Adam Kucharski, com base em uma evidência estatística: com uma taxa de reprodução de 1,1, uma taxa de mortalidade de 0,8% e 10.000 pessoas infectadas, em um mês haveria 129 mortes. Mas se a taxa de contágio aumentasse para 50%, o número de mortos aumentaria para 978.
Por outro lado, os primeiros estudos da variante britânica sugerem que ela é mais contagiosa do que a cepa habitual entre os jovens com menos de 20 anos, levantando a questão do fechamento de escolas.
O estudo da LSHTM estima, portanto, que as medidas tomadas em novembro durante o confinamento no Reino Unido não seriam eficazes para controlar a epidemia, a “menos que escolas, faculdades e universidades também fossem fechadas”.
Afetam a eficácia das vacinas?
“Por enquanto, não possuímos informações suficientes para dizer” que essas variantes representam “um risco para a eficácia das vacinas”, estima o ECDC.
No entanto, com os dados disponíveis, “os especialistas acreditam que as vacinas atuais serão eficazes contra essas cepas”, declarou na quarta-feira Henry Walke, do Centro de Prevenção e Combate às Doenças dos Estados Unidos.
O laboratório alemão BioNTech, criador junto com a Pfizer da primeira vacina contra a Covid-19 autorizada no mundo, garantiu que, caso necessário, poderia fornecer um novo produto em “seis semanas” para responder a uma mutação.
Como enfrentar as variantes?
Como não é possível evitar a propagação dessas variantes, o objetivo é “atrasá-las” ao máximo, segundo Coignard.
O ECDC recomenda aos países afetados que tomem medidas semelhantes às do início da pandemia, como a limitação de viagens e os testes em pessoas procedentes de áreas de risco. Pede também o controle da incidência dessas variantes, multiplicando o sequenciamento dos vírus.
Alguns testes PCR também podem apontar a presença da variante britânica para seguir posteriormente ao sequenciamento da amostra, de acordo com o epidemiologista Arnaud Fontanet, membro do conselho científico que assessora o governo francês.
Individualmente, “devemos ser ainda mais rigorosos com as medidas de prevenção”, alerta o doutor Walke, em alusão à higiene das mãos, uso de máscaras, entre outras atitudes.

Covid-19: Bolsonaro volta a falar em vacinação não obrigatória

 (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)
O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta segunda-feira (4) que a vacinação contra Covid-19 não será obrigatória, apesar de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Os ministros da Corte decidiram que o ato será obrigatório, mas não forçado – o que significa que os cidadãos que se recusarem a receber as doses poderão sofrer sanções administrativas impostas pelos governos.
PUBLICIDADE
Bolsonaro falou, ainda, sobre tratamento precoce e afirmou que a vacina contra a Covid-19 “está a caminho”. “O tratamento precoce salva vidas. A vacina emergencial (depois de certificada pela Anvisa), e não obrigatória, está a caminho”, escreveu.
Junto com a mensagem, o presidente publicou o vídeo de uma entrevista do pediatra e toxicologista Anthony Wong, no qual o médico defende o uso de medicamentos contra a Covid-19 que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19, como cloroquina e ivermectina. “Poderia citar pelo menos uns 15 remédios que estão sendo usados, alguns com maior sucesso, outros com menos”, afirmou, pontuando a eficácia da hidroxicloroquina.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) já informou que a hidroxicloroquina e a cloroquina são produtos licenciados para outras doenças, mas não há evidência científica até o momento de que são eficazes e seguros no tratamento da Covid-19. No caso da ivermectina, o órgão se posiciona “fortemente contra o uso de ivermectina para quaisquer outros propósitos diferentes daqueles para os quais seu uso está devidamente autorizado”.
No caso da decisão do STF, o presidente já a criticou, dizendo que o entendimento dos ministros pode se tornar inócuo. No entendimento do presidente, isso se dá porque não haverá vacinas disponíveis para toda a população do país neste ano e uma pessoa pode querer ser imunizada, mas não terá a vacina. “É uma irresponsabilidade tratar uma questão que trata de vidas, para salvar ou para ter efeito colateral, tratar com açodamento, com correria. Uma irresponsabilidade”,
Compartilhe:

Rinoceronte da Era do Gelo é recuperado com órgãos intactos na Rússia

A carcaça foi encontrada por um morador nas margens de um rio no leste da Sibéria em agosto de 2020.

Carcaça foi encontrada por um morador nas margens de um rio no leste da Sibéria em agosto de 2020. (Foto: Reuters via BBC)

Apesar de ter vivido há mais de 20 mil anos, alguns dos órgãos de um rinoceronte-lanudo ainda estão intactos, com um nível de preservação que impressionou cientistas.

Estima-se que o animal, encontrado por um morador no leste da Sibéria, tenha vivido na Era do Gelo.

A carcaça veio à tona após o derretimento do permafrost — a camada de solo permanentemente congelada em áreas muito frias — na região de Iacútia, no nordeste da Rússia.

Os especialistas vão entregar o rinoceronte a um laboratório na cidade de Yakutsk para saber mais sobre o achado.

Lá, os cientistas colherão amostras e conduzirão análises de radiocarbono.

Acredita-se que o rinoceronte tenha vivido há mais de 20 mil anos — Foto: Reuters via BBC

‘Uma raridade’

Estima-se que o rinoceronte tenha vivido durante o Pleistoceno, era geológica compreendida entre 20 a 50 mil anos atrás.

Valery Plotnikov, cientista que examinou os restos mortais, disse à mídia russa que o rinoceronte tinha entre três e quatro anos quando morreu, provavelmente por afogamento.

Ela acrescentou que grande parte dos órgãos e tecidos moles do animal permaneceu intacta, incluindo os intestinos e a genitália.

“Um pequeno chifre também foi preservado. Isso é uma raridade, porque essa estrutura se decompõe rapidamente”, disse Plotnikov à TV russa Yakutia 24 TV.

A análise preliminar indica que há vestígios de desgaste no chifre, sugerindo que o rinoceronte “o estava usando para se alimentar”, disse.

O chifre de rinoceronte foi encontrado quase intacto ao lado da carcaça — Foto: Reuters via BBC

Como a carcaça apareceu?

O rinoceronte foi descoberto em agosto por um morador na margem do rio Tirekhtyakh.

O achado aconteceu numa região onde outro rinoceronte-lanudo foi encontrado em 2014.

À época, esse outro espécime ganhou o nome de Sasha. Acredita-se que ele tenha vivido há 34 mil anos.

Nos últimos anos, foram feitas descobertas significativas de restos mortais de mamutes, rinocerontes-lanudos, cavalos e filhotes de leões-das-cavernas em partes da Sibéria.

Em setembro do ano passado, os pesquisadores encontraram a carcaça bem preservada de um urso da Idade do Gelo nas ilhas Lyakhovsky, no nordeste da Rússia.

Descobertas desse tipo estão se tornando mais frequentes à medida que o aquecimento global derrete o permafrost em vastas áreas dos extremos norte e leste da Rússia.

c

Polícia Federal apreendeu mais de uma tonelada de cocaina no ano de 2020 em PE

Por G1

Em 2020, foram apreendidos 1.152 quilos de cocaína em Pernambuco durante operações da Polícia Federal (PF). Segundo a corporação, essa quantidade de 1,1 tonelada é uma das maiores dos últimos dez anos no estado. O balanço das apreensões dessa e de outras drogas ao longo do último ano foi divulgado nesta segunda-feira (4).

Ainda de acordo com a PF, 502 kg da droga foram apreendidos em fevereiro de 2020, no município de Serra Talhada, no Sertão do estado. A apreensão dos outros 650 kg ocorreu no Aeródromo de Igarassu, no Grande Recife, em abril do ano passado.

Ao longo de 2020, a PF também apreendeu, durante operações, 1,1 tonelada de maconha, 3.650 comprimidos de ecstasy e 215 caixas de anabolizantes.

No Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, localizado no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul da capital, a PF prendeu 13 pessoas durante 2020, sendo oito mulheres e cinco homens. Durante procedimentos de fiscalização de rotina, foram apreendidos 27 kg de cocaína, 75 kg de maconha e 512 comprimidos de ecstasy.

Em 2019, a PF registrou a apreensão de 60,2 kg de cocaína e 30 kg de skunk no aeroporto. Houve, também, a prisão de dez pessoas, sendo três homens e sete mulheres.

Seleções abertas em Pernambuco reúnem mais de 380 vagas com salários de até R$ 9,8 mil

Foto: divulgação

Pelo menos quatro seleções simplificadas e concursos públicos com inscrições abertas oferecem mais de 380 vagas, com salários que vão até R$ 9.886,16, em Pernambuco. Há oportunidades para médicos e professores e as inscrições podem ser feitas pela internet.

Na Secretaria Estadual de Saúde, o concurso é para médicos plantonistas intensivistas. Já a Universidade de Pernambuco (UPE) abriu vagas para professores auxiliares de ensino superior.

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) tem oportunidades para médicos e para funções administrativas, enquanto a prefeitura de Ipojuca, no Litoral Sul, faz seleção para agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias.

Confira, abaixo, os certames.

Secretaria de Saúde de Pernambuco

  • Inscrições até 4 de janeiro
  • Vagas: 60
  • Cargos: médico intensivista plantonista
  • Salários: até R$ 9.886,16
  • Veja o edital

Universidade de Pernambuco

  • Inscrições até 12 de janeiro
  • Vagas: 163
  • Cargos: professor auxiliar de ensino superior
  • Salários: R$ 2.093,40
  • Veja o edital

Cremepe

  • Inscrições até 11 de janeiro
  • Vagas: 73
  • Cargos: médicos e assistentes técnicos
  • Salários: até R$ 8.500
  • Veja o edital

Ipojuca

  • Inscrições até 17 de janeiro
  • Vagas: 87
  • Cargos: agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias
  • Salários: R$ 1.548,78
  • Veja o edital
Compartilhe:

Na UTI com Covid-19, Genival Lacerda tem piora no estado de saúde

Em entrevista à revista Quem, o filho do músico, João Lacerda, contou que o pai está com uma nova infecção no pulmão.

No último boletim, divulgado há uma semana, o quadro do cantor era estável com perspectiva de retirada gradual da sedação e ventilação mecânica. (Foto: Reprodução)

Genival Lacerda, que está internado desde o dia 30 de novembro por conta das complicações da Covid-19, teve uma piora em seu estado de saúde. Em entrevista à revista Quem, o filho do músico, João Lacerda, contou que o pai está com uma nova infecção no pulmão.

“No dia 31 de dezembro de 2020 houve uma piora no quadro de saúde de Genival Lacerda, uma queda na pressão arterial que precisou ser controlada com medicamentos e uma nova infecção no pulmão, sendo necessário novos antibióticos para combater a infecção”, diz ele. O novo boletim médico do artista ainda não foi divulgado.

No último boletim, divulgado há uma semana, o quadro do cantor era estável com perspectiva de retirada gradual da sedação e ventilação mecânica.

Médico Oscar de Oliveira morre vítima da covid-19 em João Pessoa

Oscar de Oliveira trabalhava na Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro José Américo, em João Pessoa.

Oscar de Oliveira tinha 72 anos (Foto: Reprodução Redes Sociais)

O médico José Oscar Lustosa de Oliveira, de 72 anos, foi mais uma vítima de covid-19. Ele morreu na última sexta-feira (1°), mas a informação só foi divulgada na noite desse domingo (3) pelo Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB) e pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

Oscar de Oliveira era aposentado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e trabalhava na unidade do Programa de Saúde da Família (PSF) do bairro José Américo, em João Pessoa.

Tanto o Simed-PB, quanto o CRM-PB publicaram notas de pesar pelo falecimento do médico. No sábado (2), os médicos Guilherme Augusto Costa de Vasconcelos e Antônio Ricélio de Oliveira também morreram em João Pessoa, vítimas da covid-19.

Comentá

Compartilhe:

Reino Unido aplica primeira dose da vacina de Oxford

Brian Pinker, de 82 anos, recebeu a vacina no hospital Churchill, da própria universidade, perto de onde a vacina foi desenvolvida.

O Reino Unido se tornou nesta segunda-feira (4) o primeiro país do mundo a vacinar pessoas de grupo de risco com o imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceira com a farmacêutica AstraZeneca.

Brian Pinker, de 82 anos, recebeu a vacina no hospital Churchill, da própria universidade, perto de onde a vacina foi desenvolvida. Pinker faz diálise e afirmou que estava muito satisfeito e agora espera comemorar seu 48º aniversário de casamento com sua esposa Shirley este ano.

O país também foi o primeiro do mundo a conceder a aprovação emergencial da vacina, no dia 30 de dezembro, e o Serviço Nacional de Saúde (NHS) britânico informou que 520 mil doses estão prontas para serem distribuídas.

A vacina de Oxford tem a vantagem de ser mais barata e sua produção, armazenamento e distribuição serem consideradas mais fáceis.

Esta é a segunda vacina aprovada e utilizada pelos britânicos. A primeira foi a da Pfizer em parceria com a BioNTech, que já é aplicada desde 8 de dezembro em grupos prioritários. O país também foi o primeiro a aprovar o imunizante.

Além do Reino Unido, a Argentina também já autorizou o uso emergencial da vacina (e já está aplicando a vacina russa Sputnik V desde a semana passada na população).

Ao contrário de outros países, o Reino Unido agora planeja vacinar as pessoas com a segunda dose de ambas as vacinas 12 semanas após a primeira injeção, em vez dos 21 dias recomendados, para poder imunizar o maior número de pessoas no menor tempo possível.

Aprovação no Brasil
A Anvisa aprovou um pedido feito pela Fiocruz para importação excepcional de 2 milhões de doses da vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca. No pedido, a Fiocruz indica que as vacinas vão chegar ao país ainda em janeiro.

A importação é considerada excepcional porque o imunizante ainda não foi submetido à autorização de uso emergencial ou registro sanitário, etapa essencial para ela poder ser aplicada na população.

Segundo a agência, a aprovação ocorreu no dia 31 de dezembro de 2020, mesmo dia em que o pedido de importação foi protocolado pela Fiocruz — que é a responsável pela produção da vacina no Brasil.

A Anvisa afirmou na sexta-feira (1º) que terminou a análise dos documentos já apresentados pela AstraZeneca sobre a vacina. Na prática, isso quer dizer que a agência “está em dia” com o que foi apresentado até agora e aguarda novos documentos.

A coordenadora dos estudos da vacina de Oxford no Brasil, Lily Yin Weckx, disse que, com a aprovação no Reino Unido, o uso emergencial da vacina já pode ser solicitado à Anvisa (veja vídeo abaixo).

Eficácia da vacina
Estudo publicado e revisado na revista científica “Lancet” diz que a vacina de Oxford tem eficácia média de 70,4% e é segura. Os testes ocorreram em diversos países, inclusive no Brasil.

Ela teve 90% de eficácia quando administrada em meia dose seguida de uma dose completa com intervalo de pelo menos um mês, segundo dados dos testes no Reino Unido. Quando administrada em duas doses completas, a eficácia foi menor, de 62%.

A análise que considerou os dois tipos de dosagem indicou uma eficácia média de 70,4%.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores analisaram os dados de 11.636 pessoas vacinadas, das quais 8.895 receberam as duas doses completas e 2.741 receberam a meia dose seguida de uma dose completa.

Cerca de 88% dos voluntários analisados (10.218) tinham de 18 a 55 anos de idade, e nenhum participante com 56 anos de idade ou mais recebeu a meia dose seguida da dose completa — que tiveram maior eficácia.

Segundo uma nova análise de dados, 70% das pessoas vacinadas apenas com a primeira dose da vacina de Oxford ficam protegidas após 21 dias. Quando a segunda dose é aplicada 12 semanas depois da primeira, como prevê o governo britânico, esse número sobe para 80%.

Compartilhe:

Cantora Joelma revela que está há quase três anos sem beijar: ‘Um recorde’

A revelação foi feita quando Serginho Groisman conversava sobre o assunto com a plateia virtual.

Em julho de 2017, ela assumiu publicamente o namoro com o empresário Alessandro Cavalcante, mas a relação acabou um ano depois. (Foto: Divulgação)

 No programa Altas Horas, na noite deste sábado (2), na Globo, a cantora Joelma, 46, disse que está há quase três anos sem beijar na boca. A revelação foi feita quando Serginho Groisman conversava sobre o assunto com a plateia virtual.

“Tem alguém que não beija há um mês? Ah, tem: uma, duas, três. Há dois meses, tem alguém? Há três meses?”, perguntou o apresentador. Uma jovem afirmou que estava há quase um ano sem beijar. Foi quando Joelma surpreendeu: “Gente, eu sou um recorde. Estou há quase três anos”, disse, aos risos.

A cantora viveu um relacionamento de 17 anos com Ximbinha, com que formou a banda Calypso. O casal teve uma conturbada separação em 2015. Em julho de 2017, ela assumiu publicamente o namoro com o empresário Alessandro Cavalcante, mas a relação acabou um ano depois.

Compartilhe:

‘Ele me tocou’, diz ex-seminarista que acusa arcebispo de abuso sexual

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as suspeitas contra o arcebispo, a pedido do Ministério Público do Pará. O Vaticano também investiga o caso.

Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém do Pará, foi acusado de assédio moral e sexual (Foto: Reprodução)

Uma autoridade da Igreja Católica no Brasil acusada de abuso sexual. A reportagem é o resultado de dois meses de apuração jornalística. Os repórteres Fabiano Villela e James Alberti ouviram quatro ex-seminaristas que denunciam Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém do Pará. Eles dizem que Dom Alberto usou de seu poder para investidas sexuais não consentidas em encontros privados. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as suspeitas contra o arcebispo, a pedido do Ministério Público do Pará. O Vaticano também investiga o caso.

A casa onde vive o arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, é o lugar onde ex-seminaristas dizem ter passado por seus piores dias. A menos de um quilômetro de lá, fica o escritório do arcebispo: a Cúria Metropolitana. É lá que os arcebispos, em geral, costumam receber seminaristas para conversar sobre vocação religiosa, uma prática considerada comum na Igreja.

Os jovens aspirantes a padres que frequentavam esses encontros vêm de famílias simples e muito religiosas.

“Eu sempre fui um rapaz de igreja, fiz catequese. A minha vida se dividia entre estudar e igreja”, diz um ex-seminarista.

“Desde muito pequeno fazendo primeira comunhão, crisma, etc. E, junto com isso, sendo coroinha por muitos anos”, conta outro ex-seminarista.

Além das conversas na Cúria, segundo ex-seminaristas, Dom Alberto também tinha o hábito de receber os jovens em casa.

“Ele dizia: ‘Quero conversar contigo tal dia, lá em casa e tal’, afirma um ex-seminarista.

“Parecia algo inalcançável. ‘Nossa! Eu fui chamado para ir à casa do arcebispo’. Você se sente importante naquele momento”, conta outro ex-seminarista.

Mas entre o fim de outubro e o início de novembro de 2020, o Fantástico ouviu quatro ex-seminaristas que denunciaram abusos nesses encontros privados com Dom Alberto. Eles contam histórias muito parecidas: tinham entre 15 e 18 anos de idade, quando frequentaram a residência do arcebispo de Belém, entre 2010 e 2014.

São relatos de assédio moral e sexual. Parte dessas acusações foi publicada pelo jornal “El País” em dezembro, mas o Fantástico traz o conteúdo completo das denúncias, apuradas nos últimos dois meses.

Os ex-seminaristas pediram que suas identidades fossem preservadas nesta reportagem, por medo de represálias. Vamos chamá-los por letras, que não têm relação com as iniciais de seus nomes reais.

“Z” conta que tinha apenas 15 anos quando conheceu o arcebispo em 2011.

“Eu era coroinha. Servi com ele na missa. No final, eu tive uma alegria, que posso dizer, na época, de conhecer o arcebispo”, diz o ex-seminarista.

Depois de uma primeira conversa, o arcebispo tinha encaminhado “Z” ao seminário menor, para iniciantes, onde ele também cursaria o Ensino Médio. A partir daí, segundo o relato de “Z”, eles começaram a se ver na residência oficial de Dom Alberto.

Os ex-seminaristas dizem que os encontros na casa do arcebispo aconteciam em três lugares: na capela, onde a conversa era sobre vocação religiosa; na sala, o assunto era focado na família e nos estudos; e, geralmente no fim da noite, no quarto. Lá, falavam sobre intimidades e, segundo os jovens, era onde ocorriam os abusos.

Fantástico: Como se davam esses encontros no quarto dele?
Z: Era sempre sobre a sexualidade. O primeiro ponto que ele sempre tocava era sobre a masturbação. Era sobre toque, se eu sentia desejo, por quem que eu sentia desejo.

E, numa dessas conversas, o arcebispo teria cometido o primeiro abuso contra “Z”: “Quando ele me tocou, na minha parte íntima, disse que aquilo ali era normal, coisa do homem. Mas, assim, eu não via maldade, porque confiei muito, por ele ser uma autoridade, também não tinha experiência. Mas aquilo foi se tornando já permanente e já mais agressivo. Ele já me recebia na porta e já ia logo pegando”, conta o ex-seminarista.

“Z” diz que os abusos se repetiram muitas vezes: “Comigo foram 2 anos, em média, de 3 em 3 meses”.

Agora, o relato da segunda vítima, que vamos identificar com a letra “X”. Ele conta que também conheceu Dom Alberto na época em que era coroinha. “X” afirma que o primeiro contato já provocou estranheza.

X: É uma conversa que vai fluindo em diversos assuntos e ele acaba perguntando se você namora, se já namorou, se tem atração por meninas ou se tem atração por meninos, embora a gente se sinta estranho, a gente acaba respondendo de forma bem objetiva.

Foram alguns encontros até que, segundo a denúncia de “X”, o arcebispo teria ido mais longe.

X: Perguntava muito sobre masturbação. Primeiro, mostrava no dedo dele. Como a gente fica muito constrangido, então sempre se muda de assunto. Em outro momento, retorna, até que ele pede para que você mostre. No meu caso, houve um momento em que ele, ele mesmo abaixou as minhas calças, porque eu estava perplexo, e tocou e também rezou.
Fantástico: Tocou no seu pênis?
X: Sim.
Fantástico: Como é que foi isso? Dom Alberto ficou nu na sua frente?
X: Sim. Primeiro eu. Depois, ele. Eram orações para curar, se encostando, abraçando e ele se deitou na cama e… complicado.

Com a terceira vítima, “S”, o assédio teria começado assim que ele conheceu o arcebispo, em 2010, na Cúria Metropolitana. Mais uma conversa sobre virgindade e relações sexuais.

S: Ele pediu para que eu mostrasse como eu me masturbava no dedo dele. Isso na hora me chocou bastante, porque você não espera uma coisa dessa, né?

“S” conta que eles se encontraram novamente um ano depois.

S: Ele pediu para que eu ficasse de pé na frente dele, no meio das pernas dele. E pediu que eu fechasse meus olhos. Eu fechei os olhos, aí ele começou a rezar e foi quando ele pegou em meus órgãos genitais, acho que esperando alguma reação, sei lá, mas não houve nada. Ele me abraçou, deu um beijo próximo da minha boca e disse que é assim, que tinha que rezar.

Além dos abusos, “S” também diz ter sido ofendido por Dom Alberto Taveira.

S: Quando eu comecei a falar para ele que eu queria sair do seminário por isso, isso e isso, comecei a chorar. Ele mudou o humor, repentinamente. Bateu na mesa, me xingou de viado, disse que chorar era coisa de viado, que eu tinha que ser homem, que eu tinha que ser forte. E isso tudo gritando, assim, de maneiro que até chegou a me assustar. E aí nesse dia que ele levantou da mesa dele e me abraçou. Ficou pegando nos meus órgãos genitais, apalpando. Me abraçou, me deu outro beijo perto da boca, disse que gostava muito de mim, que queria me ver ordenado padre.

Os jovens falaram sobre outra situação que se repetia: as conversas sobre uma suposta cura da homossexualidade. Segundo os ex-seminaristas, o arcebispo entregou a eles um livro em que são descritos procedimentos para o que Dom Alberto chamava de tratamento. A quarta vítima, “V”, diz não ter chegado a sofrer abusos, mas sim assédio. De acordo com o relato, Dom Alberto afirmava que ele precisava de ajuda.

V: Você lia o livro e dizia assim, que ser homossexual é uma doença, que a gente precisava ser tratado e ajudado.

No livro, há um questionário que o arcebispo teria pedido que os jovens respondessem. E, de acordo com três deles, Dom Alberto também mandava acrescentar duas perguntas.

X: O tamanho do órgão genital.
S: E o tamanho do meu pênis ereto.

“S”, a terceira vítima, diz que recebeu o livro pouco depois de se arrepender de ter deixado o seminário. Ele sentiu falta da vida religiosa e pediu para voltar. Segundo o ex-seminarista, foi quando Dom Alberto teria cometido mais um abuso.

S: Ele pediu pra baixar as minhas calças, baixei a calça, até mais ou menos o meio da coxa. Ele pediu para baixar mais. Eu baixei até, mais ou menos, o joelho. E aí ele ficou apalpando. Até que Dom Teodoro bateu na porta e foi ele que me salvou dessa situação.

Dom Teodoro era o então bispo auxiliar de Belém. “V” diz que Dom Alberto fazia ameaças para que eles ficassem calados.

V: Não fale nada para ninguém que vai ser pior para você, era muito recorrente. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco.

Mas numa conversa de dois desses jovens com um padre, em 2017, o assunto veio à tona. Logo depois, os outros dois também decidiram denunciar. Todos os quatro já tinham deixado o seminário. Três deles disseram que desistiram do seminário, e um deles foi expulso por motivos disciplinares.

Z: Guardei isso por muito tempo e eles também. Nós fizemos também amizade, na época do seminário que continuaram e contaram a mesma história, que continua da mesma forma, então a gente não poderia deixar isso. Não podia ser conivente.

Mas o ex-seminarista ainda não teve coragem de contar para a família. “Seria um baque maior para os meus pais. Eu contar tudo isso, de um filho dele, eles confiarem na vida da Igreja e a Igreja entregar o seu filho do jeito que ela entregou”, relata “Z”.

A denúncia foi feita a dois padres de Belém, entre o fim de 2017 e 2018. Em junho de 2019, os padres registraram os depoimentos dos quatro ex-seminaristas e escreveram uma carta. Tudo foi entregue a Dom José Azcona, bispo emérito do Marajó, conhecido por sua luta contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

No documento, os padres dizem que têm certeza da veracidade dos fatos narrados pelos ex-seminaristas. Encerram afirmando que estão preocupados com os rumos da Igreja em Belém e pedem que tudo seja investigado.

Segundo os padres, ainda em 2019, Dom Azcona teria denunciado o caso a outro bispo, Dom Pedro Conti, como recomenda a Igreja Católica, para que o caso fosse levado ao Vaticano.

Em fevereiro de 2020, ainda de acordo com os padres, Dom Azcona teria ido à sede da Nunciatura Apostólica de Brasília, que é a representação diplomática da Santa Sé no Brasil, para pedir investigações. Por telefone, Dom Azcona informou que não comentaria o caso.

Em 2019, o Papa Francisco lançou a carta apostólica “Vós sois a luz do mundo”, com novas regras para investigação de denúncias de abuso sexual dentro da Igreja. Segundo o documento, os casos devem ser investigados pela Igreja e levados às autoridades civis.

Em agosto, os ex-seminaristas procuraram a Polícia Civil e o Ministério Público do Pará. O Ministério Público disse, por nota, que recebeu a denúncia e encaminhou à Polícia Civil para investigação. A Polícia Civil afirmou, também em nota, que instaurou inquérito para apurar os fatos que correm em sigilo. Por isso, ninguém poderia dar entrevista sobre o caso.

O Fantástico teve acesso a informações que revelam que um bispo representante da Santa Sé, no Vaticano, esteve em Belém para apurar as denúncias em dezembro. Ele teria ouvido os ex-seminaristas, os padres que acompanharam o caso e também teria se encontrado com o arcebispo Dom Alberto Taveira. A visita ocorreu mais de um ano depois de a Igreja tomar conhecimento das denúncias e na mesma semana em que a produção do Fantástico pediu um posicionamento da Nunciatura e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) sobre o caso.

A Nunciatura Apostólica do Brasil informou, por telefone, que o Fantástico deveria procurar a CNBB para falar sobre as acusações contra o arcebispo. Já a CNBB afirmou não ter sido informada oficialmente das denúncias e disse que a instância competente da Igreja para averiguar denúncias é o representante oficial do Vaticano, a Nunciatura.

Há quase um mês, numa carta enviada aos sacerdotes, Dom Alberto confirmou a visita de um representante da Santa Sé.

O arcebispo também publicou um vídeo para se defender do que ele chama de falsas acusações de imoralidade, mas não disse do que estava sendo acusado. “Digo a vocês que recebi com tristeza há poucos dias a informações da existência de procedimentos investigativos com graves acusações contra mim, sem que eu tenha sido previamente questionado, ouvido, ou tido qualquer oportunidade para esclarecer esses pretensos fatos postos nas acusações”, disse no vídeo.

Dias depois, durante uma missa, o arcebispo falou novamente sobre o caso: “Deus me deu a coragem de furar o olho do escândalo. O escândalo que estava sendo montado. Deus nos deu a graça de passar na frente. E devo dizer-lhes que essa força só pode vir do alto, porque se vocês conseguirem imaginar o sofrimento pelo qual eu passo, vocês nem têm jeito de calcular. Mas devo dizer-lhes uma coisa, a oração, a solidariedade… Se alguém, porventura, pensasse, por ação do demônio, acabar com a Igreja Católica e com a Igreja de Belém, enganou-se radicalmente. Deus vai fazer muito mais do que nós possamos imaginar e, hoje, Nossa Senhora está esmagando, mais uma vez, a cabeça da serpente”.

Dom Alberto Taveira tem 70 anos. Foi ordenado padre em 1973, em Belo Horizonte. Em 1991, tornou-se bispo auxiliar em Brasília e, 5 anos depois, tomou posse como primeiro arcebispo metropolitano de Palmas, no Tocantins. Dom Alberto é assistente nacional da Renovação Carismática Católica em nome da CNBB e grão-chanceler da Faculdade Católica de Belém, entre outros cargos.

No sábado (2), o advogado do arcebispo falou ao Fantástico. Disse que Dom Alberto ainda não foi ouvido pela polícia ou Ministério Público, mas está à disposição.

“Obviamente que a primeira coisa a ser dita é a negativa e o repúdio a essa denúncia. Todo católico paraense conhece a lisura, a honestidade, a honradez com que se porta Dom Alberto, que doou meio século de vida à Igreja Católica, passando já por três estados e o Distrito Federal, coordenando seminários, ordenando como padre mais de 200 seminaristas. Nós vamos provar ao final desse inquérito, que diferente do que se pensa, os denunciantes não são quatro pessoas isoladas. São um grupo de pessoas, que têm um profundo recalque, um profundo sentimento de vingança por Dom Alberto. E por que tem esse sentimento? Justamente pela grande característica da gestão de Dom Alberto, que era uma gestão austera. Pessoas foram afastadas do seminário por comportamento incompatível com a vida religiosa”, declarou o advogado do arcebispo.

Depois da divulgação dos vídeos, Dom Alberto recebeu a solidariedade de ex-seminaristas e padres, entre eles, Marcelo Rossi e Fábio de Melo.

“Dom Alberto já me amparou muitas vezes. Eu gostaria que as minhas orações e o meu carinho fizessem o mesmo por ele, neste momento”, disse o padre Fábio de Melo.

“Nessa hora de combate, estamos juntos em oração”, declarou o padre Marcelo Rossi.

O arcebispo também recebeu o apoio de instituições ligadas à Igreja: a direção do seminário São Pio X, em Belém, divulgou uma nota de repúdio contra as acusações.

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil disse ter tomado conhecimento das ocorrências que causam sofrimentos grandes ao arcebispo e que acompanha o percurso doloroso com orações e fraterna amizade.

Na semana passada, outras instituições se manifestaram sobre o caso: 37 entidades civis e de Direitos Humanos, entre elas a Associação Brasileira dos Juristas pela Democracia e a Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Santarém, no Pará, assinaram um manifesto pedindo o afastamento do arcebispo da arquidiocese de Belém até o fim das investigações.

Compartilhe:

Brasil passa das 196 mil mortes por Covid-19, mostra consórcio de imprensa

Os números menores podem ser explicados por atrasos de notificação das secretarias estaduais relacionadas ao Ano-Novo.

O país, assim, chega a 196.029 óbitos e a 7.732.071 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

 O Brasil registrou 287 óbitos pelo novo coronavírus e 17.252 casos da doença neste domingo (3). O país, assim, chega a 196.029 óbitos e a 7.732.071 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os números menores podem ser explicados por atrasos de notificação das secretarias estaduais relacionadas ao Ano-Novo. É comum que isso ocorra em feriados, domingos e segundas-feiras. Especialistas afirmam, porém, que as aglomerações registradas no Natal e no Ano Novo devem fazer agravar a situação da pandemia no país.

Além dos dados diários, a Folha também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h deste domingo (3), a média de mortes nos últimos sete dias é de 698. O estado atual da doença no país é acelerado, depois de um breve intervalo de estabilidade, com alta de mortes desde o final de novembro.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Em balanço divulgado neste domingo, o Ministério da Saúde registrou 17.341 casos de contaminação pelo novo coronavírus no Brasil e 293 mortes em decorrência da doença nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, foram 196.018 óbitos acumulados, segundo o levantamento da pasta, e 7.733.746 casos confirmados no país. No período, 6.813.008 pessoas se recuperaram da doença.

Dólar é cotado a R$ 5,1872 nesta segunda-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,38 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,6946.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta segunda-feira (04), está cotado no valor de R$ 5,1872. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,3846.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,38 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,6946.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Compartilhe:

Bitcoin ultrapassa US$ 30 mil pela primeira vez em sua história

 

Maior criptomoeda do mundo chegou a valer US$ 31.502,77 neste sábado. Analista não descarta ‘novos recordes históricos’ a curto prazo.

NOVA YORK — O valor do bitcoin, Maior criptomoeda do mundo, ultrapassou neste sábado os US$ 30 mil pela primeira vez em sua história. Por volta das 14h, o bitcoin valia US$ 31.502,77, de acordo com dados compilados pela agência Bloomberg.

O Bitcoin ultrapassou o limite de US$ 20 mil pela primeira vez em 16 de dezembro. No fim de novembro, a moeda alcançou uma nova máxima três anos após um pico anterior. Na semana anterior, a criptomoeda já ensaiava renovar o recorde, mas registrou forte desvalorização, chegando a tocar o nível de US$ 16.200.

“O apetite pelo risco” face a esta criptomoeda “continua indomável”, explicou Timo Emden, diretor da Emden Research, em nota de análise, que não descartou “novos recordes históricos” a curto prazo.

No final de outubro, o gigante dos pagamentos on-line Paypal lançou uma linha de compra, vendendo em bitcoins, o que impulsionou ainda mais essa moeda virtual.

Os fundos mútuos, que por muito tempo relutaram em enfrentar essa moeda cotada ao acaso, mudaram de ideia e também aumentaram a especulação.

“Muitos investidores privados ainda não ousam, estão à espera”, acrescentou Timo Enden.

Os analistas do JP Morgan alertam que “o uso do bitcoin por investidores tradicionais está apenas começando”, e até comparam sua ascensão com a do ouro, o valor tradicional de porto seguro.

O Bitcoin não está vinculado a nenhum ativo ou economia nacional. Criado por uma rede anônima em 2008, é totalmente descentralizado e, portanto, não depende de nenhuma instituição. Em troca, seu valor sofre altos e baixos vertiginosos.

Tudo começou 2017 com um valor inferior a mil dólares. Entre novembro e dezembro do mesmo ano, seu preço quadruplicou. Ao longo de 2018, caiu novamente, atingindo pouco mais de US$ 3 mil.

Compartilhe:

Emprego: Conheça as áreas mais promissoras para 2021

As transformações impostas ao mundo do trabalho em 2020 não vão ficar para trás com a mudança de ano no calendário e devem ser consolidadas em 2021. Algumas áreas promissoras surgiram durante a pandemia da Covid-19 e devem ser tendência no ano que começa. Carreiras relacionadas a delivery e logística; educação a distância; serviços financeiros digitais; investimentos; saúde e entretenimento online vão ganhar força nos próximos meses. Já habilidades como pensamento estratégico, comunicação, agilidade, inovação e adaptabilidade serão as mais desejadas pelos empregadores.
O trabalho remoto também continuará no novo ano e deve ganhar mais espaço no mundo corporativo. “Antes tratado como um benefício ou possibilidade esporádica por muitas empresas, durante a pandemia do novo coronavírus, o trabalho remoto rapidamente tornou-se uma necessidade. Apesar das preocupações anteriores com a produtividade e segurança, muitos gestores notaram que o home office pode ser bastante eficaz e que, em alguns casos, os funcionários podem ser ainda mais produtivos ao trabalharem fora de um escritório central. Para os colaboradores, o trabalho remoto, quando possível, também foi bem visto, e muitos gostariam de adotá-lo, com mais frequência, após a pandemia”, pontua a empresa de recrutamento Robert Half no Guia Salarial 2021.
A pandemia fez também com que as empresas buscassem soluções para poder manter as atividades de forma remota e para proporcionar uma experiência aperfeiçoada dos produtos e serviços aos clientes. “Essa revolução tecnológica cria uma busca por novas competências, e, talvez, a principal delas seja a chamada ‘alfabetização digital’.

Independentemente da área em que o profissional atue, é preciso entender como as ferramentas tecnológicas podem ser utilizadas para melhorar a forma como o trabalho é desempenhado”, enfatiza a Robert Half sobre as tendências para 2021.

Tecnologia é destaque

Sócio da PwC Brasil no Recife, Vinícius Rêgo, que atua há mais de 20 anos em projetos em auditoria e mercado de capitais, para empresas locais e multinacionais, afirma que 2021 é um ano em que serão percebidos claramente sinais de retomada na economia. “Finalizamos 2020 com algum nível de incerteza. Em 2021, temos perspectiva de uma retomada mais segura por causa das vacinas. Isso vai trazer um nível maior de previsibilidade”, afirma. Segundo ele, o fato de as pessoas terem ficado mais tempo em casa por causa da crise sanitária no mundo fez com que novas oportunidades surgissem.“A área de logística, nesse sentido, vai continuar a se desenvolver e ser demandada. As relações de consumo também passaram a ser mais digital e personalizada. Dessa forma, todas as profissões que têm a ver com desenvolvimento de tecnologia, com mídias sociais, e com processos de venda também devem ter crescimento”, enfatiza.

A bola da vez em 2021 será, de acordo com a Robert Half, a área de tecnologia, devido à aceleração do processo de transformação digital nas empresas. “Por se tratar de uma área em constante transformação, empresas que enxergam o departamento de tecnologia da informação como aestratégico, que o veem como parceiro do negócio e o envolvem na tomada de decisão e que investem em ferramentas, treinamentos e melhorias, saem na frente quando o assunto é atração e retenção de profissionais. Para se enquadrarem nesse time, os candidatos precisam sempre buscar atualização, que vai desde certificações, métodos de trabalho e tecnologias a modelo de gestão e trabalho em time. Para posições mais gerenciais, as empresas buscam profissionais com perfil de liderança, mas que apresentem o conhecimento técnico necessário para atuar mais próximo da operação”.

Fies prorroga prazo de renegociação de financiamento até 31 de janeiro

 (FOTO: MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL)

O prazo para renegociação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado até o dia 31 de janeiro. A decisão foi do Comitê Gestor do Fies, que editou resolução publicada no publicada no Diário Oficial da União. A medida permite que mais estudantes tenham a oportunidade de renegociar suas dívidas. O prazo anterior era até a última quinta-feira (31).
“Um dos benefícios imediatos, a partir da adesão ao programa, é a retirada da inscrição dos nomes do financiado e de seus fiadores dos cadastros de devedores inadimplentes, sendo alterado o cronograma de vencimento das parcelas de amortização”, disse o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Wagner Vilas Boas de Souza.
Podem participar da renegociação estudantes que tenham contratos firmados até o segundo semestre de 2017, com débitos vencidos e não pagos até 10 de julho de 2020, data em que foi publicada a Lei nº 14.024/2020, que criou o programa de regularização. Para obter o benefício, os contratos também não podem ser objeto de ação judicial.
Os estudantes que se enquadrarem nessa situação poderão renegociar a dívida, com desconto nos encargos moratórios, nas opções de liquidação: quatro parcelas semestrais, até 31 de dezembro de 2022, ou 24 parcelas mensais, com redução de 60% dos encargos e pagamento a partir de 31 de março de 2021.
Os parcelamentos feitos em 145 ou 175 parcelas mensais terão redução de 40% e 25%, respectivamente, e os pagamentos começam a partir de janeiro de 2021, mantendo-se a data de aniversário do contrato. Caso a solicitação seja feita após a data de aniversário, o primeiro pagamento será em fevereiro. A parcela mínima mensal é de R$ 200.
A opção de pagamento da liquidação em parcela única (saldo integral ou débito vencido), com redução de 100% dos encargos moratórios, não foi prorrogada.
Os estudantes interessados deverão solicitar a renegociação no Banco do Brasil (BB) ou na Caixa, dentro do prazo estipulado, por meio dos canais de atendimento disponibilizados pelo agente financeiro. Com a renegociação, o estudante e seu fiador voltam à condição de adimplência junto ao Fies e os bancos farão a baixa da restrição junto aos órgãos de proteção ao crédito.
Agentes financeiros
Na Caixa, a renegociação pode ser solicitada pelo estudante pelo portal SIFES-Webr. No BB, os estudantes podem realizar a operação via mobile ou nas agências. Para aderir à renegociação pelo APP do BB, basta acessar a opção Soluções de Dívidas, Renegociação Fies, Análise, Simular as condições de parcelamento, e Assinar eletronicamente o termo. A solução está disponível para operações sem fiadores.
Caso a operação seja garantida por fiança convencional ou solidária, existe a obrigatoriedade do comparecimento à agência para assinatura dos fiadores. Os clientes podem obter mais informações pelo App BB, portal www.bb.com.br, whatsApp (61-4004-0001) ou Central de Atendimento BB (0800-729-0001).

Vaticano planeja campanha de vacinação rápida contra a covid-19

O Vaticano abriga cerca de 450 pessoas, incluindo o papa Francisco, enquanto várias centenas de seus funcionários vivem em Roma, que circunda a cidade-estado.

O Vaticano abriga cerca de 450 pessoas, incluindo o papa Francisco, enquanto várias centenas de seus funcionários vivem em Roma, que circunda a cidade-estado. (Foto: Reprodução)

A Cidade do Vaticano, menor Estado soberano do mundo, informou neste sábado (2) que espera receber doses suficientes da vacina contra a covid-19 nos próximos dias para inocular todos os seus trabalhadores e residentes.

O Vaticano abriga cerca de 450 pessoas, incluindo o papa Francisco, enquanto várias centenas de seus funcionários vivem em Roma, que circunda a cidade-estado.

“É provável que as vacinas cheguem na segunda semana de janeiro em quantidade suficiente para cobrir as necessidades da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano”, afirmou o comunicado da cidade-estado.

A Santa Sé é o órgão governante da Igreja Católica Romana que opera dentro do território do Vaticano.

O Vaticano disse ter comprado um refrigerador de ultracongelamento para armazenar as doses, sugerindo que usará a vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech, que deve ser armazenada a cerca de 70 graus Celsius negativos.

A vacinação terá início na segunda quinzena de janeiro, com prioridade para os profissionais de saúde e segurança pública, idosos e funcionários em contato frequente com o público, disse o Vaticano, com injeções administradas de forma voluntária.

O papa Francisco tem 84 anos e parte de um pulmão removido por uma doença quando ele era jovem na Argentina, seu país de origem, o que o tornou potencialmente vulnerável à covid-19. O Vaticano, no entanto, não disse se ou quando ele seria vacinado.

Concurso publico prova

Seguir carreira pública é algo que enche os olhos de boa parte da população e, em 2021, a tendência é que não faltem oportunidades para os concurseiros de carteirinha.

Trata-se de uma retomada, após um ano atípico, em que muitos certames acabaram cancelados, devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Entre eles, está o da Polícia Federal, que definiu o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) como banca organizadora. Com 1,5 mil vagas, a previsão é que o edital saia em janeiro. São 893 postos para agente, 400 para escrivão, 123 para delegado, e 84 para papiloscopista.

A corporação quer celeridade no processo para que, em agosto, os aprovados já ingressem na academia e o provimento de cargos ocorra até 31 de dezembro de 2021. Excedentes também poderão ser chamados.

Trata-se do segundo maior concurso já realizado pela corporação. Ao final do processo, a PF contará com o maior efetivo de sua história, podendo ultrapassar a marca de 12 mil policiais.

Assim como o certame da PF, o concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) terá o Cebraspe como banca organizadora para a contratação de 1,5 mil agentes. O pleito será lançado na segunda quinzena de janeiro de 2021 e a remuneração é de R$ 10 mil.

No Distrito Federal, a Polícia Militar também planeja um novo concurso, com 2,1 mil vagas para soldado, no fim de 2021. A PM trabalha no planejamento do certame junto ao Governo do DF, a fim de obter as autorizações necessárias e colocar o certame na praça.

Além dos já citados, separamos alguns dos mais aguardados concursos em 2021.

Confira:

Receita Federal

  • 3.314 vagas; nível superior (auditor fiscal e analista tributário);
  • Auditor fiscal: R$ 20 mil;
  • Analista tributário: R$ 12 mil.
  • *Aguarda autorização do Ministério da Economia

Banco Central (Bacen)

  • 260 vagas de nível superior e médio;
  • Procurador: R$ 20.109,56;
  • Analista: R$ 18.057,94;
  • Técnico: R$ 6.851,13.
  • *Aguarda autorização do Ministério da Economia
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq)

    • Total de 109 vagas para os cargos de: analista administrativo, técnico administrativo, especialista em regulação de serviços de transportes aquaviários e técnico em regulação de serviços de transportes aquaviários;
    • Segundo os editais passados, a remuneração equivale a R$ 7 mil para técnico, R$ 13 mil para analista e R$ 15 mil para especialista.

    Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama)

    • O edital do Ibama é aguardado deste 2019. A expectativa é de selecionar mais de 2 mil profissionais. Os salários chegam a R$ 7,6 mil.

    Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

    • O concurso pode oferecer cerca de 400 vagas. Os salários chegam a R$ 15 mil.

    Tribunal de Contas da União (TCU)

    • Para o TCU, a expectativa é de 20 vagas. Os salários variam entre R$ 7 mil e R$ 12 mil, sem contar os benefícios.

    Controladoria-Geral da União (CGU)

    • Foi solicitado um novo certame destinado aos níveis médio e superior. O número de vagas solicitadas, porém, não foi divulgado. A remuneração deve seguir as seguintes cifras:
    • Nível superior: R$ 19.197,06, com perspectiva de alcançar R$ 27.369,67;
    • Nível médio: R$ 7.283,31, com perspectiva de alcançar R$ 12.514,58.

    Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

    • A CVM precisa de inspetores, analistas e agentes executivos. Os salários variam entre R$ 19,1 mil para os graduados, e R$ 7 mil para quem tem ensino médio completo.

    Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)

    • A seleção é esperada para 2021, com salários que podem chegar a R$ 7 mil.

    Anvisa

    • 89 vagas, para os cargos de técnico administrativo, técnico em regulação e vigilância sanitária, analista administrativo, e especialista em regulação e vigilância sanitária.
    • *Aguarda aprovação do Ministério da Economia

    IBGE – Censo Demográfico

    • Vagas/cargo: recenseador (180.557); agente censitário municipal (5.462); e agente censitário supervisor (22.676);
    • Remuneração: recenseador – média de R$ 1.278,94 para jornada de 25 horas semanais; no cargo de agente censitário municipal, corresponde a R$ 2,1 mil; de agente censitário supervisor, na faixa de R$ 1,7 mil;
    • Banca: Cebraspe.

    Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC)

    • O ministério solicitou à Economia 1.116 contratações. As remunerações chegam a R$ 9.157,15.

    Senado Federal

    • Nível médio: 24 vagas para técnico legislativo (policial legislativo);
    • Nível superior: quatro vagas para advogado e 12 vagas para analista legislativo;
    • Remuneração: R$ 18.591,18 a R$ 35.114,14.

    Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

    • Em publicação no Diário Oficial da União do dia 2 de dezembro de 2020, foram autorizadas 32 vagas para provimento – 15 para o cargo de analista judiciário e 17 para o cargo de técnico judiciário. A remuneração é de, aproximadamente, R$ 12 mil.

    Como fica o concurso da PCDF?

    O concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), um dos mais esperados em 2020, continua sem data prevista para a realização das provas. As avaliações foram suspensas em setembro, poucos dias antes da data prevista para a realização dos exames, devido à pandemia do novo coronavírus.

Compartilhe:

 Brasil chega a 7,71 milhões de casos por convid-19  e 195,7 mil mortes

O país, assim, chega a 195.742 óbitos e a 7.714.819 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Por: Agência Brasil

As mortes por causa da pandemia do novo coronavírus chegaram a 195.725. Nas últimas 24 horas, foram registrados 314 mortes. Ontem (1º), o sistema do Ministério da Saúde (MS) marcava 195.411 vidas perdidas. Ainda há 2.402 óbitos em investigação.
A soma de pessoas infectadas desde o inicio da pandemia atingiu 7.716.405 . Entre ontem e hoje (2), foram registrados 15.827 novos diagnósticos positivos. Até essa sexta-feira, o painel da Covid-19 do Ministério da Saúde trazia 7.700.578 casos acumulados.
As informações estão na atualização diária sobre a pandemia do ministério, divulgada na noite deste sábado. O balanço reúne as informações levantadas pelas secretarias estaduais de Saúde de todo o país.
Conforme o painel do MS, há ainda 751.260 casos ativos em acompanhamento. O número de pessoas que já se recuperaram da Covid-19 chegou a 6.769.420.
Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao ministério.
As mortes por causa da pandemia do novo coronavírus chegaram a 195.725. Nas últimas 24 horas, foram registrados 314 mortes. Ontem (1º), o sistema do Ministério da Saúde (MS) marcava 195.411 vidas perdidas. Ainda há 2.402 óbitos em investigação.
A soma de pessoas infectadas desde o inicio da pandemia atingiu 7.716.405 . Entre ontem e hoje (2), foram registrados 15.827 novos diagnósticos positivos. Até essa sexta-feira, o painel da Covid-19 do Ministério da Saúde trazia 7.700.578 casos acumulados.
As informações estão na atualização diária sobre a pandemia do ministério, divulgada na noite deste sábado. O balanço reúne as informações levantadas pelas secretarias estaduais de Saúde de todo o país.
Conforme o painel do MS, há ainda 751.260 casos ativos em acompanhamento. O número de pessoas que já se recuperaram da Covid-19 chegou a 6.769.420.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao ministério.

 

 (Situação epidemiológica da Covid-19 no Brasil 02/01/2021 - Divulgação/Ministério da Saúde)

Estados
No topo da lista de mortes por Covid-19 estão São Paulo (46.808), Rio de Janeiro (25.608), Minas Gerais (12.023), Ceará (10.015) e Pernambuco (9.674). Já entre os últimos no ranking estão Roraima (787), Acre (798), Amapá (927), Tocantins (1.239) e Rondônia (1.825).
Compartilhe:

Vacina contra a Covid-19: veja países que já começaram a imunização

Mais de 40 países já começaram a imunizar a população contra a Covid-19. (Foto: Reprodução)

Mais de 40 países já começaram a imunizar a população contra a Covid-19. O Reino Unido foi o primeiro país a usar a vacina da Pfizer/BioNTech, seguido de Estados Unidos, Canadá, Arábia Saudita, Israel e os 27 países da União Europeia. Em todo o mundo, o número de vacinados está próximo de 11 milhões: a China já administrou mais de 4,5 milhões de doses, seguida pelos EUA, com 3,4 milhões.

A Rússia usa a vacina Sputnik V, do Instituto Gamaleya, para imunização em massa. O governo disse que mais de 200 mil pessoas foram vacinadas. A China usa doses das candidatas da Sinovac e Sinopharm (as duas são fabricadas no país).

Veja a lista de países que já começaram a vacinar a população:

Reino Unido (Pfizer/BioNTech)
O país foi o primeiro a começar a imunização, no dia 8 de dezembro. A vacina usada no Reino Unido é a da Pfizer/BioNTech. Autoridades britânicas disseram no dia 16 de dezembro que mais de 140 mil pessoas já tinham sido vacinadas contra a Covid-19.

Estados Unidos (Pfizer/BioNTech e Moderna)
A vacinação nos EUA começou no dia 14 de dezembro. Uma enfermeira da cidade de Long Island, no estado de Nova York, foi a primeira a receber a vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech. No dia 21 de dezembro, os EUA começaram a aplicar as primeiras doses da vacina da Moderna. O presidente eleito, Joe Biden, já recebeu a primeira dose da vacina.

Canadá (Pfizer/BioNTech)
Também no dia 14 de dezembro, o país foi o terceiro a começar a imunização com a vacina da Pfizer/BioNTech. Uma assistente de um asilo médico na cidade de Toronto foi a primeira pessoa a receber a vacina.

Arábia Saudita (Pfizer/BioNTech)
O país começou a imunização com a vacina da Pfizer/BioNTech no dia 17 de dezembro. O ministro da Saúde, Tawfiq al-Rabiah, foi uma das primeiras pessoas a receber a vacina.

Israel (Pfizer/BioNTech)
A campanha no país começou no dia 19 de dezembro. O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebeu a vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. A população israelense deve começar a ser imunizada no dia 27 de dezembro.

Suíça (Pfizer/BioNTech)
Uma senhora de 90 anos, que mora em uma casa de saúde no cantão de Lucerna, foi a primeira vacinada contra a Covid-19 na Suíça. Ela recebeu a dose da Pfizer/BioNTech no dia 23 de dezembro. A Suiça foi o primeiro país do mundo a aprovar uma vacina contra a Covid-19 sob procedimento padrão – e não para uso emergencial, como foi o caso de outras aprovações concedidas.

China (Sinovac e Sinopharm)
A China é o país que mais vacinou até o momento. E planeja vacinar até 50 milhões de pessoas até fevereiro de 2021 com os imunizantes feitos pela Sinopharm e pela Sinovac.

Rússia (Sputnik V)
A Rússia já vacinou mais de 200 mil pessoas. A imunização está sendo feita com a Sputnik V, registrada pelo país em agosto e ainda em testes de última fase. Moscou começou a vacinar os trabalhadores mais expostos ao coronavírus no dia 5 de dezembro.

Argentina (Sputnik V)
O país vizinho ao Brasil se tornou um dos primeiros fora da Rússia a aplicar a Sputnik V a partir de terça-feira (29), iniciando a imunização com profissionais de saúde. As primeiras 300 mil doses da vacina foram entregues na semana passada.

Ao longo de janeiro e fevereiro, mais 20 milhões de doses chegarão ao país. Para abril, o país aguarda, ainda, a chegada de 22,4 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca.

Emirados Árabes Unidos (Sinopharm)
Os Emirados Árabes Unidos usam a vacina da Sinopharm desde setembro. A autorização de uso emergencial visa proteger trabalhadores da linha de frente, com mais risco de contrair a Covid-19. O país registrou a vacina em 9 de dezembro e afirmou que a eficácia após análise preliminar é de 86%.

México (Pfizer/BioNTech)
O México foi o primeiro país latino-americano a imunizar a população. O país vai aplicar a vacina desenvolvida em conjunto pela Pfizer e BioNTech. A primeira dose foi aplicada em Maria Irene Ramirez, de 59 anos, chefe de enfermagem da unidade de terapia intensiva do Hospital Geral Ruben Leñero, na Cidade do México.

Chile (Pfizer/BioNTech)
O Chile foi o segundo país latino-americano a imunizar a população com a vacina desenvolvida em conjunto pela Pfizer e BioNTech. A primeira dose foi aplicada na auxiliar de enfermagem Zulema Riquelme, de 46 anos, no Hospital Sótero del Río, em Santiago.

Costa Rica (Pfizer/BioNTech)
A Costa Rica iniciou a vacinação de parte de sua população nesta quinta-feira (24). O país centro-americano havia anunciado na semana passada a aprovação do uso das vacinas Pfizer/BioNTech contra Covid-19 para seus habitantes. As primeiras vacinas serão aplicadas em profissionais de saúde e idosos.

Bahrein (Sinopharm)
O Bahrein começou a sua campanha no dia 24 de dezembro. Toda a campanha de imunização será gratuita para seus cidadãos e residentes. O país conta com uma população de de pouco mais de 1,5 milhão de pessoas.

Kuwait (Pfizer/BioNTech)
No Kuwait, as 150 mil doses iniciais da Pfizer/BioNTech estão sendo aplicadas desde o dia 24 de dezembro.

Sérvia (Pfizer/BioNTech)
A Sérvia foi o terceiro país europeu a começar a imunização. A primeira-ministra da Sérvia foi vacinada publicamente para dar o exemplo para a população no dia 24 de dezembro. A vacinação usa doses da Pfizer/BioNTech.

União Europeia (Pfizer/BioNTech)
O bloco de 27 países começou a campanha no dia 27 de dezembro, exceto pela Holanda, que iniciará a aplicação em 8 de janeiro. Juntas, as populações têm cerca de 450 milhões de pessoas. A meta é vacinar todos os adultos em 2021.

Abaixo, os 26 dos 27 países que compõem o bloco e que já começaram a proteger seus moradores:

Alemanha
Áustria
Bélgica
Bulgária
Chipre
Croácia
Dinamarca
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Estônia
Finlândia
França
Grécia
Hungria
Irlanda
Itália
Letônia
Lituânia
Luxemburgo
Malta
Polônia
Portugal
República Checa
Romênia
Suécia

Catar (Pfizer/BioNTech)
O Catar lançou uma campanha de vacinação gratuita contra o coronavírus. A primeira fase, que começou no dia 23 de dezembro, vai priorizar pessoas com mais de 70 anos, profissionais de saúde e portadores de doenças crônicas.

Omã (Pfizer/BioNTech)
Omã começou a campanha no dia 27 de dezembro. O plano é vacinar 60% da população.

Omã, que recebeu as vacinas da Pfizer/BioNTech, é o último país do Conselho de Cooperação do Golfo (que inclui também Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Catar e Kuwait) a iniciar uma campanha de vacinação.

Belarus (Sputnik V)
Assim como a Argentina, a ex-república soviética de Belarus também começou em 29 de dezembro a aplicar a vacina russa. Segundo o Ministério da Saúde, as primeiras doses serão destinadas a “equipes médicas, professores e aqueles que tenham contato com muitas pessoas devido ao seu trabalho”. O país conduziu seu próprio teste da Sputnik V com 100 voluntários e concedeu a aprovação regulatória à vacina em 21 de dezembro, dois dias antes da Argentina.

Singapura (Pfizer/BioNTech)
A enfermeira Sarah Lim, de 46 anos, se tornou a primeira pessoa no país asiático a receber a vacina, em 30 de dezembro. Ela trabalha na linha de frente de combate à Covid-19, na triagem de casos suspeitos, e por isso foi selecionada para receber a primeira dose.

 

 

Alessandro Palmeira promove primeira reunião de Trabalho com nova equipe de Governo

Menos de 24 horas após tomar posse como Prefeito de Afogados da Ingazeira, Alessandro Palmeira promoveu a primeira reunião de trabalho com o seu novo secretariado. 

Na pauta, além da apresentação e integração dos membros da equipe, os desafios de cada pasta para o cumprimento das metas e ações estabelecidas no programa de governo apresentado à sociedade. 
A reunião aconteceu neste sábado (01), no centro de logística e monitoramento, e contou com a presença de todo o primeiro escalão anunciado ontem, além do Prefeito Alessandro Palmeira e do vice, Daniel Valadares. 
Todos receberam oficialmente uma cópia do plano de governo e foram orientados a iniciar as diretrizes para o seu cumprimento, sem deixar de lado ações e projetos inovadores que, mesmo não estando no plano de governo, possam ser executados. 
Outra diretriz do Prefeito passada à equipe foi a construção de um plano de ação para os primeiros cem dias de gestão. 
“Estou muito contente com a disposição de trabalho da equipe, todos presentes na reunião e comprometidos com os grandes desafios que temos pela frente,” destacou o Prefeito Alessandro Palmeira.

Sete funções aguardadas para o WhatsApp em 2021

Algumas funções ainda permanecem na lista das mais aguardadas pelos usuários, como a possibilidade de editar mensagens e organizar figurinhas em pastas categorizadas.

O WhatsApp está em constante atualização e frequentemente libera novos recursos para tornar o uso mais fácil e eficiente. (Foto: Reprodução)

O WhatsApp está em constante atualização e frequentemente libera novos recursos para tornar o uso mais fácil e eficiente. No entanto, algumas funções ainda permanecem na lista das mais aguardadas pelos usuários, como a possibilidade de editar mensagens e organizar figurinhas em pastas categorizadas.

Outros recursos desejados já estão em desenvolvimento e podem chegar em breve, como o Modo Férias e o login em dispositivos diferentes. Confira, a seguir, sete funções bastante aguardadas para o WhatsApp em 2021.

WhatsApp Pay
A possibilidade de fazer pagamentos dentro das próprias conversas do WhatsApp foi anunciada oficialmente no Brasil no mês de junho, por meio do recurso WhatsApp Pay. No entanto, a função mal chegou ao país e foi suspensa pelo Banco Central ainda em junho, quando determinou que Visa e Mastercard, operadoras das transações, interrompessem as atividades.

A justificativa dada pelo órgão é de que seria necessário preservar um ambiente competitivo no segmento de pagamentos online. A instituição informou que precisaria avaliar eventuais riscos causados pela chegada da função no Sistema de Pagamentos Brasileiro.

O WhatsApp Pay permite que o usuário faça transferências bancárias e pagamentos dentro da própria conversa, por meio de cobrança em cartão de crédito ou débito. O recurso é gratuito e não gera taxas para o usuário durante as transações. Resta esperar pela liberação do produto por parte do Banco Central.

Organizar figurinhas em pasta
Um dos recursos mais desejados pelos usuários é a possibilidade de organizar stickers do WhatsApp em pastas, recurso que facilitaria a vida de quem possui muitas figurinhas salvas como favoritas. A ideia é que as pessoas possam criar categorias das suas figurinhas para encontrá-las de forma mais fácil nas conversas, evitando a perda de tempo para buscar um ícone compatível com o assunto que está sendo tratado.

Recentemente, o WhatsApp liberou a pesquisa de figurinhas usando palavras-chave ou emoji, o que já facilita a procura dos stickers. Vale lembrar também que o WhatsApp também organiza automaticamente algumas figuras de acordo com as emoções que elas expressam. A função pode ser acessada no ícone de coração localizado dentro da seção de figurinhas, ao lado das favoritas. No entanto, o recurso é limitado e não permite categorizar os ícones livremente.

Aviso de print de Status e conversas

Outra função bastante desejada é o aviso de quando algum contato tirar print das conversas ou dos WhatsApp Status. Atualmente, qualquer pessoa pode fazer capturas de tela livremente dos chats e das histórias, pois não há notificação ou impedimento técnico para isso. Essa funcionalidade intimidaria as pessoas de fazer tal print, pois seriam deduradas pelo aplicativo, o que poderia aumentar a privacidade das conversas.

O alerta de prints foi popularizado pelo Snapchat e chegou a ser testado nos Stories do Instagram, mas não foi implementado de forma definitiva nas histórias — somente nas imagens autodestrutivas do Direct. No entanto, apesar de alguns boatos que circulam na Internet, até o momento não há previsão da chegada desse recurso no WhatsApp.

Usar o WhatsApp em dispositivos diferentes
Esse recurso está em fase de testes e facilitará a vida dos usuários do mensageiro. Caso seja implementada, a novidade permitirá que uma conta permaneça logada em vários dispositivos diferentes, sem ficar dependente do aparelho principal. Atualmente, para usar o WhatsApp Web, por exemplo, é necessário que o celular esteja ligado e com acesso à Internet. Essa nova função mudaria esse cenário e tornaria o uso livre em qualquer aparelho, mesmo se o smartphone principal estiver desligado.

Segundo o site WABetaInfo, o recurso está em fase de desenvolvimento e poderá permitir o login simultâneo em até quatro aparelhos diferentes. Um dos impedimentos atuais para o lançamento do serviço seria a sincronização do histórico dos chats entre os dispositivos, que está sendo estudada. Até o momento, não existe previsão de lançamento oficial desse recurso.

Modo férias e “ler mais tarde”
Uma das maiores reclamações dos usuários do WhatsApp é a reposição automática de uma conversa arquivada à lista principal, depois que o chat recebe uma nova mensagem. No entanto, isso pode mudar em breve. O mensageiro já vem testando o Modo Férias, que mantém os bate-papos escondidos na seção de arquivo mesmo após uma nova mensagem, mas agora também poderá lançar o “Ler mais tarde”, que substituiria as “Conversas Arquivadas”.

A função permitiria armazenar as conversas em uma pasta para que o usuário não receba notificações daquele chat. Segundo as imagens capturadas nos testes, o objetivo é reduzir as interrupções diárias ocasionadas pelos alertas no celular. Possivelmente, o Modo Férias e o Ler Mais Tarde serão funções complementares, mas também não há previsão de chegada oficial ao mensageiro.

Editar mensagens enviadas
O WhatsApp ainda não permite editar os textos enviados nas conversas, o que facilitaria a correção de mensagens enviadas por engano ou com erros gramaticais, por exemplo. Esse recurso, vale lembrar, já existe no rival Telegram há vários anos e exibe uma etiqueta sinalizando que o texto foi mudado, para evitar maiores confusões. Atualmente, caso o usuário queira alterar uma mensagem enviada no WhatsApp, tem que apagar o texto, reescrevê-lo e reenviá-lo no chat.

Proteger sessões no WhatsApp Web com biometria
O WhatsApp Web não é exatamente seguro, especialmente se você o utiliza em computadores acessados por muitas pessoas. Para contornar esse problema, o mensageiro estaria testando a solicitação de biometria antes de fazer login em novos dispositivos. O recurso solicitaria que o usuário escaneasse sua impressão digital no celular vinculado para que o WhatsApp Web liberasse o login em novos aparelhos.

Ainda não está claro se a biometria substituiria a leitura do QR Code nesses casos, nem como isso seria possível. Também não há confirmação de que a biometria poderia ser ativada via leitura facial, já que as imagens capturadas mostram apenas o escâner da impressão digital. O recurso permanece em fase de testes e também não há certeza sobre sua implementação definitiva no mensageiro.

 

 

“Petrolina é o Pernambuco que dá certo”, afirma Miguel Coelho durante posse para segundo mandato

Foto: Jonas Santos

O prefeito Miguel Coelho e o vice-prefeito Simão Durando foram empossados oficialmente, nesta sexta (1º), para comandar a gestão municipal de Petrolina pelos próximos quatro anos. O ato ocorreu ao lado da igreja catedral da cidade e marcou também a posse dos 23 vereadores eleitos.

Na solenidade, Miguel Coelho falou de parte das ações que realizou no primeiro mandato e adiantou alguns projetos que pretende promover no próximo quadriênio. O prefeito reafirmou que a saúde continua como prioridade, combatendo a pandemia da covid-19 e lançando novas iniciativas como a construção do Hospital da Criança. Já na área da educação, Miguel garantiu que o município seguirá como referência no Estado e tem a expectativa de dar um novo salto nos indicadores de ensino com a implantação de oito creches e seis escolas. O prefeito petrolinense também falou de ações para infraestrutura, redução de desigualdades, segurança e tecnologia.

Com mais de R$ 150 milhões já garantidos em convênios e repasses para iniciar o novo mandato, Miguel assegurou que a cidade à beira do Rio São Francisco será vitrine para a região como modelo de desenvolvimento. “As mulheres e homens de Petrolina tenham certeza que o prefeito de vocês é uma pessoa determinada a construir aqui um lugar melhor para todos. Vamos transformar nossa cidade cada vez mais em referência para o Brasil. Costumo dizer que Petrolina é o Pernambuco que dá certo e queremos ver um novo Pernambuco surgir com muitas outras Petrolinas espalhadas pelo Estado”, afirmou Miguel no discurso de posse.

Compartilhe:

Japonesa mais idosa do mundo faz aniversário de 118 anos

Ela mora numa instituição que cuida de idosos na cidade de Fukuoka.


Tanaka Kane reside na cidade de Fukuoka, no sudoeste do Japão, e nasceu em 2 de janeiro de 1903. Atualmente, ela mora em uma instituição para cuidados de idosos. (Foto: NHK word)

Uma japonesa, reconhecida pelo Guinness de recordes mundiais como a pessoa mais velha do mundo, completou 118 anos neste sábado (2).

Tanaka Kane reside na cidade de Fukuoka, no sudoeste do Japão, e nasceu em 2 de janeiro de 1903. Atualmente, ela mora em uma instituição para cuidados de idosos.

Tanaka praticamente não está tendo oportunidade de se encontrar com parentes devido à pandemia do coronavírus. Contudo, funcionários da instituição informam que ela passa bem, fazendo três refeições ao dia e se exercitando.

Ela gosta de comer chocolate, beber refrigerantes e de aritmética. Segundo os funcionários, ela quer continuar com saúde até os 120 anos.  

Compartilhe:

OMS aprova autorização emergencial para vacina da Pfizer

blogmarcosmontinely

 Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou ontem (31) a primeira autorização global de uso emergencial de uma vacina contra a Covid-19. O imunizante escolhido foi desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer, dos Estados Unidos, e Biontech, da Alemanha. 

A vacina já recebeu aprovação nos Estados Unidos, no Reino Unido e na União Europeia. No Brasil, as empresas estão em negociação com o governo federal e em diálogo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 
A autorização emergencial da OMS não substitui a análise de cada país, mas, segundo a entidade, abre a porta para que as agências reguladoras de cada nação possam realizar procedimentos de exame do imunizante. 
A permissão também permite que organismos internacionais, como a própria OMS e outros ligados ao sistema ONU, também possam adquirir lotes e distribuir a países que precisam. 
A vice-diretora geral da OMS para acesso a medicamentos, a brasileira Mariângela Simão, destacou em comunicado no site da organização que é fundamental assegurar as vacinas a todos que necessitem – tanto países com economias fortes quanto nações em desenvolvimento.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa aos pais de alunos que as matrículas para as novas turmas de 2021 da rede municipal de ensino serão realizadas entre os dias 18 e 20 de janeiro, de forma online, para todas as escolas.

As matrículas terão início às 8h da segunda-feira, dia 18, e serão encerradas às 18h da quarta-feira, dia 20. O link estará disponível no site da Prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira:

www.afogadosdaingazeira.pe.gov.br

O quantitativo de vagas para cada unidade de ensino será divulgado ainda na primeira quinzena de janeiro, antes do início das novas matrículas.

Compartilhe:

Mega da Virada: aposta simples feita em lotérica do Centro de Aracaju acertou as 6 dezenas

Prêmio de 162 milhões

Uma aposta da Mega Sena, feita em uma agência lotérica do Bairro São José, na Zona Central de Aracaju, vai receber R$ 162.625.108,22. De acordo com a Caixa, a aposta foi simples e o jogo vencedor teve o custo de R$ 4,50. A probabilidade de ganhar o prêmio milionário dessa forma era de 1 em 50.063.860.

 

As dezenas sorteadas foram: 17 – 20 – 22 – 35 – 41 – 42.

O sorteio do prêmio total, de mais de 325 milhões, aconteceu na noite dessa quinta-feira (31) e foi transmitido pelo G1. A outra metade foi para uma aposta realizada eletronicamente.

A quina teve 1.384 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 48.978,81. Já a quadra teve 105.342 apostas ganhadoras, cada uma levará R$ 919,27. G1

Compartilhe:

Brasil! Vereador de Marizópolis toma posse de dentro de presídio por meio de solenidade virtual

Durante a cerimônia de posse, o vereador foi acompanhado por policiais penais da Colônia Penal e pelo advogado dele. (Foto: Reprodução)

De dentro da Colônia Penal Agrícola de Sousa, vereador eleito no município de Marizópolis, no Sertão paraibano, Fábio Júnior Alves de Andrade (Progressistas), tomou posse, nesta sexta-feira (1º), em uma cerimônia virtual. Ele está preso desde o dia 18 de dezembro de 2020. 

De acordo com informações apuradas pelo ClickPB, o vereador é suspeito de envolvimento em assalto a banco e é alvo de mandado de prisão temporária. Ele tem 37 anos e foi eleito com 194 votos. O político é apontado como líder de uma quadrilha na região e já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas e roubos.

Durante a cerimônia de posse, o vereador foi acompanhado por policiais penais da Colônia Penal e pelo advogado dele. O advogado de Fábio de Nego Chico tentou habeas corpus para o cliente, mas não obteve sucesso para a soltura do acusado.

Compartilhe:

Mundo entra 2021 com recorde de quase 14 mil mortes por coronavírus em 24h

Os Estados Unidos são o país com o maior número de mortes (335 mil), seguidos por Brasil (193.000), Índia (148.000) e México (124.000), de acordo com os números da OMS.

O número de pacientes recuperados em todo o mundo é de 59 milhões, e dos 22 milhões de casos ativos, 0,5% (106.000) se referem a pessoas internadas em estado grave ou crítico. (Foto: Reprodução)

A OMS (Organização Mundial da Saúde) relatou nesta sexta-feira (1º) 13.997 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas em todo o mundo, o recorde diário desde o início da pandemia do novo coronavírus. Com isso, o total de óbitos desde que a crise global de saúde começou chegou a 1,8 milhão.

O número de contágios pelo novo coronavírus está próximo de 82 milhões, segundo a entidade, sendo que 693.000 foram registrados nas últimas 24 horas, um aumento em relação aos dias anteriores, mas ainda não atingindo o recorde de 20 de dezembro (841.000 em um dia).

Os Estados Unidos são o país com o maior número de mortes (335 mil), seguidos por Brasil (193.000), Índia (148.000) e México (124.000), de acordo com os números da OMS.

O número de pacientes recuperados em todo o mundo é de 59 milhões, e dos 22 milhões de casos ativos, 0,5% (106.000) se referem a pessoas internadas em estado grave ou crítico.

Compartilhe:

Afogados: Confira os secretários anunciado pelo prefeito Sandrinho Palmeira

O Prefeito de Afogados da Ingazeira, Sandrinho Palmeira (PSB),  divulga os nomes que irão constituir as pastas para compor a equipe de seu governo. 

Sandrinho deixa alguns nomes da equipe atual do prefeito José Patriota, mas trouxe algumas surpresas, como Lúcia Gomes nas Finanças,  o ex-vereador Augusto Martins na pasta de Cultura e Esportes e a ex-primeira dama, Madalena Leite, na Assistência Social. Rivelton Santos foi anunciado na pasta de Desenvolvimento Agrário e Sustentabilidade. Também são novos nomes Alexandre Morais (Governo) e Igor Mariano (Assessoria Especial).

Migração de pastas, Ney Quidute que foi de Finanças para Administração, Desenvolvimento Econômico e Turismo. Como já fora anunciado, o vice-prefeito Daniel Valadares não ocupará função na gestão. segundo o próprio Sandrinho, será um colaborador em todas as áreas da gestão.

Foram mantidos:

Silvano Jackson , o Bombinha (Infraestrutura), Arthur Amorim (Saúde), Flaviana Rosa, que foi para Trânsito,  Mobilidade Urbana e Transportes, Rodrigo Lima (Imprensa) e Ney Quidute que foi para outra pasta.

Dentre os que deixam a titularidade de pastas na gestão, Joana Darck (era Secretária de assistência Social), Veratânia Morais (era Secretária de Educação mais entra seu esposo Alexandre Moraes como Sec. de Governo), Ademar Oliveira (era Secretário de Agricultura) e Edygar Santos (era Secretário titular de Cultura e Esportes).

 

Compartilhe:

Afogados: Nasce Eulália, filha do prefeito Sandrinho Palmeira e Lélis Vasconcelos

O nome da criança é uma homenagem de Sandrinho a a sua avó, a criança nasceu de parto cesáreo e mãe e filha passam bem.
Vem vinda Eulália, que com certeza se apressou em nascer para ver a posse do pai. Parabéns prefeito e Lélis (nossa querida enxadrista) pelo nascimento da filha e em hospital público.
Compartilhe: