Ex-Pedreiro chega1º lugar no viral mundial do Spotify: Conheça Pedrinha Moraes, criador do hit ‘Pi Po Po Po Ro Po’

Separadas, as sílabas “pi”, “po” e “ro” passam despercebidas, mas juntas formaram o refrão de um hit que alcançou o Top 1 da playlist de virais mundiais do Spotify. A música “Pi Po Po Po Ro Po” foi criada pelo cantor goiano Pedrinha Moraes que, antes de viver da sua arte, trabalhou como pedreiro, motorista e agricultor.

“Foi uma surpresa, mas fiquei muito feliz. Nunca imaginava que poderia alcançar esse feito. Fiz essa música tem uns 10 anos. Gravei há 2. Ela ficou engavetada, porque não teve repercussão. Mas um rapaz fez uma brincadeira, uma montagem de uma apresentação do The Voice, foi onde ela estourou”, disse.

A montagem citada por Pedrinha foi publicada no TikTok por um humorista e teve mais de 46 milhões de visualizações. Depois disso, a música do cantor, publicada no Spotify em 2022, ganhou o sucesso que alavancou a carreira do artista, chegando ao Top 1 no dia 11 de janeiro deste ano.

“Triplicou o número de shows e mudou tudo. A gente está rodando o Brasil inteiro e com propostas até fora do país. Vamos gravar um DVD, vídeos com as músicas que eu já tenho gravadas, compor mais músicas, fazer clipe, essas coisas pra fortalecer mais o nosso trabalho”, contou Pedrinha.

A música criada por Pedrinha é uma versão de “Scatman (Ski-Ba-Bop-Ba-Dop-Bop)”, do artista Scatman John. O hit faz parte de um álbum de eurodance lançado em 1995 e detalha como o cantor superou as dificuldades da gagueira e a transformou em uma técnica de canto.

“Todos gaguejam, de um jeito ou de outro. Não deixe nada te impedir. Se o Scatman consegue, você também. Todos estão dizendo que o Scatman gagueja. Mas ele nem sequer gagueja quando canta. Mas o que você não sabe, eu vou te dizer agora. Que o gaguejar e o cantar são a mesma coisa”, descreve uma tradução literal da letra original da música.

“Pedrinha” é o apelido carinhoso dado a Jaime Oliveira Moraes por sua avó quando ainda era bebê. A ideia pegou e virou nome artístico. Nascido em Goiás, Pedrinha foi criado em Mineiros, no sudoeste do estado.

Ao g1, Pedrinha contou que, como muitos artistas, “começou de baixo” e fazia shows em barzinhos da cidade. “Sempre passando por dificuldades com o som, com a estrada. A gente sofreu bastante”, relembrou.

O artista disse que começou a carreira no pagode, teve bandas, mas migrou para o forró, pensando na carreira a longo prazo.

“Acabei me apaixonando pelo forró. Comprei um teclado menor, fui comprando outros melhores. Apaixonei e resolvi compor mais forró. Então, estou no ramo de e satisfeito”, detalhou.

Fonte: G1

Compartilhe: