Prefeitura de Juru, no Sertão paraibano, lança concurso público com mais de 60 vagas

 

O município de Juru, no Sertão do estado, tinha em 2022 uma população de 9.234 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (Foto: Repordução )

 

A Prefeitura do município de Juru, no Sertão do estado, lançou concurso público para diversos cargos em vários níveis de escolaridade. O certame prevê o preenchimento de 63 vagas. O edital foi publicado nesta terça-feira (19) no Diário Oficial do Estado (DOE) e no site da banca organizadora do certame, a EducaPB. 

De acordo com o edital 001/2023 estão sendo ofertadas vagas para os cargos de auxiliar de serviços, coveiro, gari, motorista ‘d’, vigia, agente comunitário de saúde, assistente administrativo, auxiliar de consultório dentário, auxiliar de creche, técnico em enfermagem, assistente social, profissional de educação física, enfermeiro, fisioterapeuta, fiscal de tributos e fonoaudiólogo.

Também constam vagas para nutricionista, médico clínico-geral, psicólogo, terapeuta ocupacional, psicopedagogo, professor de ensino fundamental (anos iniciais), professor de ensino fundamental (anos finais), professor de educação infantil e  professor de libras. 

Os salários, variam de R$ 1.320 a 3.812,72, com carga-horária variando de 30 a 40 horas semanais. As inscrições têm início às 8 horas do dia 22 de dezembro de 2023 e vão até as 23h59 do dia 21 de janeiro de 2024. 

Elas poderão ser feitas no site da empresa organizadora (www.educapb.com.br) e custam de R$ 60 para os cargos de nível ensino fundamental incompleto; R$ 70 para os cargos de ensino médio; e R$ 90 para os cargos de nível superior. 

O município de Juru, no Sertão do estado, tinha em 2022 uma população de 9.234 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Detalhes do concurso:

Mãe e filho morrem com horas de diferença após passarem mal juntos; suspeita é de intoxicação

Um homem de 58 anos e sua mãe, de 86, morreram com algumas horas de diferença, após os dois passarem mal juntos. Uma das suspeitas é de que eles tenham sido intoxicados após comerem em uma grande doceria de Goiânia (GO).

Leonardo Pereira Alves foi o primeiro a morrer. Em uma publicação em uma rede social, sua filha, Maria Paula Alves, lamentou a morte e deu detalhes sobre como tudo ocorreu.

Segundo ela, o pai acordou, “comeu um alimento comprado em um estabelecimento famoso e bem credificado, mas acabou passando mal.”

“Vomitou sem parar, por horas, buscou atendimento médico e, quando eu soube da situação, já havia ocorrido uma série de complicações que acabaram levando a óbito. Entre o primeiro sintoma até seu último suspiro não teve nem 12 horas”, continuou Maria Paula.

Na mensagem, ela frisou que não queria apontar culpados, nem procurar motivos para a morte precoce do pai. “O texto é sobre o senhor ter sido –e ainda ser– o maior exemplo de homem/pai que eu encontrei”, escreveu na publicação feita na noite de domingo, 17.

Horas depois, Maria Paula informou que a sua avó também não resistiu e morreu na madrugada desta segunda-feira, 18: “Ontem minha vovó passou mal junto com meu pai, foi internada no mesmo momento, mesma UTI, aguentou mais tempo mas hoje de madrugada foi acompanhar o meu papai no céu.”

Leonardo era assistente de gestão administrativa na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores. A Polícia Civil de Goiás publicou uma nota em que lamenta a morte do servidor.

Sobre a investigação, a PCGO disse ao Terra que o caso está sendo conduzido pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios. No momento, o delegado responsável pelo caso não dará entrevistas, em razão do sigilo necessário à  elucidação do fato.

A Perdomo Doces, doceria visitada pela família na manhã de domingo, publicou uma nota de esclarecimento em que reforça que ainda não há “nenhum tipo de exame ou laudo pericial que associe os seus produtos a riscos à saúde humana.”

“O corpo jurídico da empresa já está prestando todos os esclarecimentos às autoridades competentes, para que os fatos sejam elucidados o mais breve possível. Por fim, a empresa assegura a seus clientes que os produtos comercializados seguem o alto padrão de qualidade que a tornou sinônimo de excelência e confiança”, diz trecho do comunicado.

Fonte: Terra

Compartilhe: