Afogados da Ingazeira sedia de hoje até domingo a etapa do Projeto Cariri Cangaço

O município de Afogados da Ingazeira, juntamente com Carnaíba, Ingazeira e Iguaracy vão sediar, de hoje (18) até domingo (21), mais uma etapa do projeto Cariri Cangaço, o mais conceituado encontro de escritores e pesquisadores de temas nordestinos.

O Cangaço foi um importante fenômeno histórico social que marcou a história do Nordeste no final do século XIX e primeiras décadas do século XX.

O Pajeú, não apenas por ter sido o berço de nascimento de Virgulino Ferreira, o “Lampião”, principal personagem do cangaço, mas também por terem nascido na região personagens importantes do cangaço como o cangaceiro Antônio Silvino, Adolfo meia-noite e o tenente João Bezerra, policial que comandou a volante que matou Lampião e quase todo o seu bando.

Em reconhecimento à importância que a região do Pajeú tem para a história do cangaço, o projeto Cariri Cangaço irá realizar no Pajeú uma extensa programação, com lançamento de livros, palestras, debates, visitas técnicas, entregas de comendas, apresentações culturais, entre os dias 18 e 21 de Abril. A abertura oficial acontece nesta quinta-feira (18), a partir das 18h, no Cineteatro São José. O Cariri Cangaço é um projeto que reúne historiadores, estudiosos e pesquisadores com o objetivo de divulgar, estudar, pesquisar e debater esse importante período de nossa história.

Coordenador do evento em Afogados da Ingazeira, o historiador e secretário de Cultura, Augusto Martins, destaca a importância do encontro: “Será um evento muito importante, que contará com o apoio da Prefeitura Municipal. Afogados da Ingazeira é uma importante referência para a história do cangaço no Nordeste. Somos a terra que viu nascer Antônio Silvino e o tenente João Bezerra. Reuniremos aqui, no mês de abril, alguns dos maiores estudiosos do cangaço em uma programação que vai conter debates, palestras, visitas técnicas, feiras de livros, dentre outras. A programação também envolverá cidades como Iguaracy, Ingazeira e Carnaíba, que também estiveram na rota do cangaço”, destacou Augusto Martins.

Para o curador do Cariri Cangaço, Manoel Severo, a “chegada do Empreendimento ao Alto Pajeú significa o reconhecimento de todo o Brasil à força da memória, história e tradição de Afogados da Ingazeira, como também de toda região, uma vez que será em consórcio com as cidades de Carnaiba, Ingazeira e Iguaracy. Será uma grande festa regional, sediada aqui; daí gostaríamos de agradecer todo o apoio da gestão municipal , através do prefeito como também o secretário de Cultura Augusto Martins”.

Quem quiser se inteirar sobre o assunto e conhecer as ações desenvolvidas pelo projeto, pode seguir o perfil do grupo no Instagram: @cariricangaco

Congresso da Amupe gerou renda para os agricultores familiares de Afogados da Ingazeira

Ascom

O stand da Prefeitura de Afogados da Ingazeira no 7º Congresso Pernambucano de Municípios, foi um dos mais visitados, seja pela localização privilegiada (logo na entrada do evento), seja pela variedade e qualidade do produtos em amostra.

Coordenado pelas secretarias municipais de Administração e Desenvolvimento Econômico e de Agricultura, o espaço apresentou aos participantes do encontro, a produção dos agricultores familiares, como licores e geleias de jabuticaba e umbu, cocadas de coco catolé, castanhas, biscoito de castanha, dentre outros. o projeto conta com o apoio do Sebrae-PE, na orientação e fomento à produção, aquisição de insumos e de processos industriais que permitam agregar valor à produção.

Além da divulgação, visibilidade e prospecção de novos negócios, o stand gerou renda para os agricultores, uma vez que toda a produção que foi levada para o Congresso foi comercializada durante os três dias do evento, gerando uma receita de R$ 1.788 direto na conta dos agricultores, uma vez que as chaves Pix disponibilizadas para os pagamentos foram as dos próprios produtores.

“Estou muito feliz e gratificado com o sucesso e a repercussão positiva do projeto, e mais ainda em poder, com o nosso stand, viabilizar a geração de renda e estimular a venda dos produtos da nossa agricultura familiar”, destacou o prefeito Alessandro Palmeira.

Comunidades beneficiadas

O projeto atende atualmente a 98 famílias das comunidades da Serra da Opa, Minador, Brejo, Umbuzeiro e Leitão da Carapuça. O projeto conta com capacitação, assessoria técnica e suporte para o incremento da produção, agregando valor aos produtos. Desde sua implementação, o projeto diminuiu o desperdício de frutas em 53%, colocando no mercado 11 produtos derivados da produção de umbu, jabuticaba, castanha e coco catolé.

Os interessados em adquirir os produtos podem entrar em contato com o telefone da secretaria de administração: (87) 99978.1331.

Além do público presente ao evento, o stand recebeu a visitação dos jornalistas Magno Martins e Tarcísio Rigueira, do presidente da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira, Rubinho do São João, da vereadora Gal Mariano, e dos vereadores Reinaldo Lima, Sargento Argemiro, Douglas Eletricista, Edson Henrique, Erickson Torres, Agnaldo Rodrigues e Toinho da Ponte.

Compartilhe: