Saiba quais são as cidades mais ricas do Brasil veja ranking do IBGE

Apenas 11 municípios ainda detinham quase um quarto (24,4%) da economia brasileira em 2021, de acordo com o Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios, divulgado nesta sexta-feira, 15, pelo IBGE. A maior fatia fica com a cidade de São Paulo, que concentrava 9,2% do PIB brasileiro. Mas, segundo o instituto, tem havido uma desconcentração da riqueza.

“Os resultados do PIB dos Municípios mostram que municípios das capitais e demais agregações municipais de maior participação no PIB brasileiro, por concentrarem as atividades de serviços presenciais, foram os mais afetados pelas medidas restritivas de isolamento decorrentes da pandemia de covid-19, ao longo de 2020, apresentando queda nominal (na atividade econômica), entre 2019 e 2020″, diz o IBGE.

De acordo com o instituto, “estes grupos de municípios, entre 2020 e 2021, tiveram aumento nominal (no PIB); porém, em termos de participação não conseguiram retomar ao patamar de 2019, apesar da recuperação econômica verificada no âmbito nacional e regional, alavancada pelos serviços. Portanto, a tendência de desconcentração econômica municipal identificada ao longo da série histórica e intensificada em 2020, foi mantida”.

Em 2021, de acordo com o IBGE, os maiores geradores de riqueza foram: São Paulo (com uma fatia de 9,2% do PIB brasileiro), Rio de Janeiro (4,0%), Brasília (3,2%), Belo Horizonte (1,2%), Manaus (1,1%), Curitiba (1,1%), Osasco/SP (1,0%), Maricá/RJ (1,0%), Porto Alegre (0,9%), Guarulhos/SP (0,9%) e Fortaleza (0,8%).

Quando somados os 25 municípios brasileiros mais ricos, chegava-se a 33% do PIB brasileiro. Se considerados os 87 municípios mais ricos, chegava-se à metade (50%) do PIB nacional, mas somente 36,7% da população residente do País. Os 100 municípios mais ricos somavam 52,2% do PIB do Brasil em 2021.

Por outro lado, os 1.306 municípios com as menores economias detiveram cerca de 1% do PIB nacional, mas respondiam por 3,1% da população brasileira.

Há pouco mais de duas décadas, em 2002, apenas quatro municípios somados já representavam cerca um quarto do PIB nacional: São Paulo perdeu 3,5 pontos porcentuais de participação entre 2002 e 2021; Rio de Janeiro perdeu 2,3 pontos porcentuais; Brasília, -0,4 ponto porcentual; e Belo Horizonte, -0,4 ponto porcentual.

Em relação ao ano anterior, ou seja, na passagem de 2020 para 2021, as cinco maiores quedas de participação foram registradas por São Paulo, – 0,6 ponto porcentual; Rio de Janeiro, -0,4 ponto porcentual; Brasília, -0,3 ponto porcentual; Belo Horizonte, -0,1 ponto porcentual; e Porto Alegre, -0,1 ponto porcentual. O município de Maricá/RJ contabilizou o maior ganho de participação no PIB em 2021, alta de 0,5 ponto percentual; seguido por Saquarema/RJ, 0,3 ponto porcentual; Niterói/RJ, com 0,2 ponto porcentual; São Sebastião/SP, 0,1 ponto porcentual; e Campos dos Goytacazes/RJ, 0,1 ponto porcentual.

Os cinco maiores avanços de participação no PIB são explicados pelo setor de extração de petróleo e gás. “A indústria extrativa explica muito do ganho de participação no PIB dos municípios com expansão”, disse Luiz Antonio de Sá, técnico do IBGE.

Já as cinco maiores perdas estiveram atreladas aos serviços, incluindo atividades financeiras, administração pública e atividades profissionais científicas e técnicas.

Fonte: Estadão

Investigado por 42 mortes, médico é preso atendendo pacientes do SUS em SP

Investigado por 140 erros médicos, incluindo a morte de 42 pacientes no Rio Grande do Sul, o cirurgião João Couto Neto foi preso ontem em Caçapava, interior de São Paulo.

Couto Neto foi preso às 17h de ontem. “O médico se encontrava trabalhando no Hospital Municipal de Caçapava”, confirmou ao UOL o delegado Tarcisio Lobato Kaltbach. A prisão preventiva, solicitada por ele no dia 12, recebeu parecer favorável do Ministério Público e foi autorizada pela Justiça em Novo Hamburgo.

A prisão se refere a um caso envolvendo uma das supostas vítimas do médico. “[Foi] homicídio doloso [com intenção] qualificado pelo motivo torpe, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima, agravado por violação de dever inerente à profissão e praticado contra vítima maior de 60 anos”, diz o delegado. “A pena é de reclusão de 12 a 30 anos.”

“Pegou de surpresa”, diz advogado

Defesa vai recorrer. Advogado do médico, Brunno de Lia Pires disse que “a prisão pegou a defesa de surpresa”. “Vou entrar com um habeas corpus hoje mesmo para pô-lo em liberdade”, afirmou.

Em dezembro do ano passado, Couto Neto foi proibido pela Justiça de praticar cirurgias por seis meses. No meio do ano, o prazo foi prorrogado por mais quatro meses.

Em outubro deste ano, ele foi autorizado a realizar cirurgias, mas não operou ninguém, diz o advogado. “Ele não é bandido, tem endereço atualizado e fixo. A prisão era desnecessária”, declara Pires.

Médico foi trabalhar em São Paulo

O médico atendia em hospitais na capital. Couto Neto se mudou para São Paulo no começo do ano, quando conseguiu empregos para atender pacientes do SUS.

Conhecido em Novo Hamburgo como João Couto Neto, ele passou a se identificar em São Paulo como João Batista. Seu nome completo é João Batista do Couto Neto. No estado de São Paulo, ele foi contratado indiretamente como autônomo ou terceirizado para trabalhar em órgãos públicos e filantrópicos.

25 cirurgias em um dia

Couto Neto é investigado por realizar até 25 cirurgias em um único plantão. Atuou quase sempre no Hospital Regina, onde alugava o centro cirúrgico em troca de uma porcentagem dos procedimentos que realizava.

A vida do médico começou a mudar em novembro do ano passado. Foi quando um grupo de 15 pessoas procurou a polícia para denunciar supostos erros médicos, com relatos que chegam a 2010. Hoje, a polícia investiga 156 casos —como dilaceração de órgãos, perfurações no intestino e cortes desnecessários—, incluindo 42 mortes.

“Eram intervenções cirúrgicas totalmente desastrosas, que beiravam a crueldade e desumanidade”, diz o delegado Tarcisio Lobato Kaltbach.

Fonte: UOL

Município de Serra Talhada ganha prêmio Band Cidades Excelentes 2023 em duas categorias

A 3ª edição do Prêmio Band Cidades Excelentes agraciou o município de Serra Talhada em duas categorias: Infraestrutura e Mobilidade Urbana. O prêmio concedido pelo Instituto Aquila e o Grupo Bandeirantes de Comunicação contemplou Serra Talhada na faixa populacional de 30 mil a 100 mil habitantes.

O Prêmio Band Cidades Excelentes objetiva incentivar a melhoria da realidade dos municípios brasileiros, por meio do reconhecimento das boas práticas de gestão pública. Os municípios são avaliados através da ferramenta IGMA, desenvolvida pelo Instituto Aquila com o uso de inteligência artificial, que compila resultados de 67 indicadores em uma nota final.

O que já se sabe sobre mistério envolvendo turista que desapareceu no oceano Atlântico, em navio de cruzeiro

(Foto: Divulgação/MSC)

 Um estadunidense desaparecido em águas internacionais, no trajeto entre Europa e Brasil: A polícia ainda tenta construir os últimos passos do homem, após ter acesso a imagens de câmeras de segurança do navio MSC Armonia, de onde ele sumiu durante a viagem. “Por enquanto, sabe-se que a vítima caiu no mar, durante a navegação da embarcação em águas internacionais”, diz a Polícia Federal.

De acordo com G1, o companheiro do homem que caiu no mar foi liberado e não precisou ficar no Recife para prestar mais esclarecimentos. De acordo com a PF, foi enviada uma equipe para o navio, que ouviu algumas pessoas, analisou e obteve cópias das imagens de câmeras de segurança, que ainda serão analisadas por investigadores e peritos criminais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo testemunhas, o homem, de 40 anos, viajava com o companheiro e teria desaparecido por volta das 5h da quarta-feira (13), mas somente às 9h o desaparecimento foi informado pelo companheiro que viajava com ele. Ainda segundo essa pessoa, que pediu para não ser identificada, havia indícios de agressões físicas. A cabine em que o casal estava hospedado foi interditada.

 A reportagem conseguiu contato com um dos turistas que estava no mesmo navio, o empresário Gabriel da Cruz, de São Paulo, que contou que o nome do homem desaparecido foi chamado nas cabines e corredores. “Por volta de meio-dia, o pessoal não parava de anunciar ‘senhor James, cadê você’ e tal. Acho que ficou mais ou menos uma hora anunciando, solicitando que ele aparecesse. Aí depois parou e o pessoal falou que, possivelmente, ele se jogou de fato bem no meio do Atlântico, entre a Europa e o Brasil. Houve mais boatos de que viram ele na câmera, no deck, passando, e nunca mais ele voltou. E até agora ele está desaparecido. Aí o pessoal supõe que tinha sido o namorado, que brigou na piscina, e isso eu não sei”, declarou.

Compartilhe: