Brasil goleia a fraca seleção da Bolívia 5×1

 

A era Fernando Diniz começou muito bem na Seleção. Nesta sexta-feira, pela primeira rodada das eliminatórias sul-americanas, o Brasil goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em Belém do Pará. E numa noite muito especial para Neymar: ele marcou dois gols, chegou a 79 e isolou-se como o maior artilheiro da história da seleção brasileira. Rodrygo, duas vezes, e Raphinha completaram a vitória. Ábrego fez o de honra dos bolivianos.

O Brasil inicia as eliminatórias na liderança, com três pontos e quatro gols de saldo. Uruguai, Argentina e Colômbia também estrearam com vitória, e Paraguai e Peru possuem um ponto cada. A Bolívia é lanterna. Veja a tabela da competição, que classifica seis seleções de forma direta para a próxma Copa do Mundo, em 2026.

O resultado poderia ser ainda mais elástico não fossem as boas intervenções do goleiro boliviano Viscarra. No primeiro tempo, ele evitou gol em bom cabeceio de Richarlison e parou Neymar duas vezes. Em uma, pegou cobrança de pênalti quando o placar ainda estava zerado. Na outra, impediu um golaço do camisa 10 brasileiro, que fez bonita fila em jogada individual.

O atacante de 31 anos chegou a 79 gols em 125 partidas com a amarelinha. Pelé, segundo as contas da Fifa, marcou 77 vezes – de acordo com a CBF, porém, o rei do futebol tem 95. Na comemoração de seu primeiro gol, Neymar homenageou o ídolo dando socos no ar. Ele também entrou no top 10 de maiores artilheiros da história das eliminatórias, com 16 gols.

Único atacante titular que não balançou a rede, Richarlison chorou depois de ser substituído. O camisa 9 atuou por 69 minutos, dando vaga a Matheus Cunha no segundo tempo. Antes, perdeu uma chance clara dentro da área.

O primeiro jogo sob comando de Fernando Diniz contou com grande domínio brasileiro. A Seleção foi soberana, teve 72% da posse de bola e finalizou 20 vezes, contra quatro dos adversários. Ederson teve pouco trabalho, mas sofreu gol no primeiro chute certo da Bolívia. Ibañez, Caio Henrique, Joelinton, Gabriel Jesus e Matheus Cunha entraram no decorrer da partida.

Próximos compromissos

Pela segunda rodada das eliminatórias, o Brasil visita o Peru na terça-feira, às 23h (de Brasília). A Bolívia recebe a Argentina, às 17h do mesmo dia.

Compartilhe: