Governo quer exclusão de 270 contas no Twitter com conteúdos ligados a ataques a escolas

Governo está realizando ação interministerial para combater violência nas escolas (Foto: TOM COSTA/MJSP)

 

O ministro divulgou neste sábado (8), por meio de conta oficial no Twitter, o primeiro balanço da Operação Escola Segura, deflagrada na última quinta-feira (6). O projeto é uma parceria entre estados e tem como intuito ampliar a atuação da pasta na segurança da comunidade escolar e vai realizar ações preventivas e repressivas contra ataques nas escolas em todo o país.

O relatório aponta ainda que dois mandados de busca com apreensão de sete armas e a prisão de um suspeito. O pacto de ações do Ministério da Justiça prevê o investimento de R$ 150 milhões no apoio às rondas escolares ou similares. A medida foi autorizada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e será feita por meio de um edital.

Além das contas, o ministro Flávio Dino informou que foram cumpridos mandados de busca com apreensão de 7 armas e prisão de um suspeito

 De acordo com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, houve a solicitação para exclusão de 270 contas do Twitter, que vincularam hashtags relacionadas a ataques contra escolas. No TikTok foi solicitada a retirada de duas contas do ar, responsáveis por viralizar conteúdos que incitam medo nas famílias.O ministro divulgou neste sábado (8), por meio de conta oficial no Twitter, o primeiro balanço da Operação Escola Segura, deflagrada na última quinta-feira (6). O projeto é uma parceria entre estados e tem como intuito ampliar a atuação da pasta na segurança da comunidade escolar e vai realizar ações preventivas e repressivas contra ataques nas escolas em todo o país.

O relatório aponta ainda que dois mandados de busca com apreensão de sete armas e a prisão de um suspeito. O pacto de ações do Ministério da Justiça prevê o investimento de R$ 150 milhões no apoio às rondas escolares ou similares. A medida foi autorizada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e será feita por meio de um edital.

Os recursos deverão sair do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e serão ofertados aos estados e municípios, que detém a competência constitucional para fazer o patrulhamento ostensivo.

Após decretos de Lula, Lira diz que Congresso “não vai admitir retrocessos” no Marco do Saneamento

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), declarou que o Congresso Nacional “não vai admitir retrocessos” em relação ao Marco Legal do Saneamento Básico.

A declaração de Lira no Twitter, nesta sexta-feira (7), surge dois dias após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) editar decretos com novas regras para a legislação, que favorecem as estatais do setor, na visão de especialistas ouvidos pela CNN.

“Defendo a revisão do Marco Legal do Saneamento com o propósito de aperfeiçoar a legislação vigente. Porém, alerto que o parlamento irá analisar criteriosamente as sugestões, mas não vai admitir retrocessos”, publicou o presidente da Câmara.

Novo vai ao STF contra decretos

No mesmo dia da declaração de Lira, o Partido Novo entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar suspender os efeitos dos decretos de Lula sobre o Marco do Saneamento.

O partido argumenta que princípios constitucionais teriam sido violados pela medida: da separação de Poderes, da dignidade da pessoa humana, da redução das desigualdades regionais, da prevalência dos direitos humanos, da vida, da saúde, da moradia, do meio ambiente, do pacto federativo e da licitação.

Críticas no Congresso

A medida do governo Lula contrariou desde a oposição no Congresso até mesmo integrante da base aliada – especialmente na Câmara.

O deputado Fernando Monteiro (PP-PE), aliado do governo, vai apresentar dois projetos de decreto legislativo para derrubar os dois decretos assinados por Lula.

Os projetos, conforme o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso, anulam por inteiro os efeitos das regras editadas pelo presidente.

O conteúdo, porém, pode ser alterado para derrubar apenas alguns trechos. Uma proposta como essa precisa ser aprovada por maioria simples na Câmara e no Senado.

Fonte: CNN

Confira as dezenas da Mega-Sena deste sábado

O sorteio foi realizado às 20h deste sábado (8), em São Paulo. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet.

 (blognarcosmontinely)

O concurso 2.581 da Mega-Sena pode pagar o prêmio de R$ 46.558.149,50 para os acertadores das seis dezenas. O sorteio foi realizado às 20h deste sábado (8), em São Paulo.

Veja os números sorteados: 14 – 17 – 32 – 36 – 39 – 60.

Probabilidades:

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Dona do McDonald’s morre em acidente em Gravatá (PE)

Xuxa é enteada do franqueado do McDonald´s Mário Jorge Carvalheira. A família tem o negócio desde 1992 com mais de 10 restaurantes no Recife.

A empresária Xuxa Monte faleceu, hoje à tarde, em Gravatá (Foto: Reprodução)

 

A empresária Xuxa Monte faleceu, hoje à tarde, em Gravatá, em um acidente com um UTV que capotou numa trilha rural. O choque foi tão grande que ela faleceu na hora. Os outros três ocupantes do veículo, André Maranhão, sua esposa Marcela Maranhão e George Bandeirinha do veículo escaparam com vida.

Xuxa é enteada do franqueado do McDonald´s Mário Jorge Carvalheira. A família tem o negócio desde 1992 com mais de 10 restaurantes no Recife e em algumas cidades, além de drive na Ilha do Retiro e Shopping Recife e restaurantes no Rio Mar.

Marcela Maranhão foi hospitalizada no hospital Santa Joana, mas está fora de perigo. Seu marido, André Maranhão, sofreu pequenas escoriações enquanto que George Bandeira quebrou a clavícula.

Motorista capturou momentos após o acidente. Veja:

 Cracolândia: Viciados saqueiam lojas e supermercados no centro de SP

Uma movimentação de viaturas em alta velocidade na tarde deste sábado (8) na região central de São Paulo deixou, mais uma vez, os moradores sob a alerta com o receio de novos ataques de usuários de drogas ao comércio, como os ocorridos no dia anterior e que causaram pânico e prejuízos.

Ao final, segundo a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana, nada de relevante foi registrado pelas corporações na cracolândia, mas o episódio serve como termômetro do estado de alerta da população, que afirma estar revoltada com a situação de insegurança que “parece não ter fim”.

“A população vítima ainda é tratada como carrasca, higienista e intolerante. Mas estamos perdendo nosso comércio, sendo impedidos de sair de casa e tendo cerceado nosso direito constitucional de ir e vir”, disse Iezio Silva, presidente da Associação Pro-Campos Elíseos Melhor. “É muito desespero, aflição e medo por parte dos moradores e comerciantes. Indignação”, concluiu.

Na manhã de sexta-feira (7), um grupo de usuários de drogas invadiu, segundo os moradores da região, uma farmácia na região central capital. O caso aconteceu depois de os dependentes químicos terem sido obrigados a se dispersar de uma rua em uma ação conjunta de GCM, PM e Polícia Civil na cracolândia.

Imagens do exterior da loja mostram o grupo atacando o estabelecimento. Os usuários destroem estandes e levam o que encontram pela frente, fugindo na sequência. Instantes depois, o policiamento chega ao local e o restante da turba se dissipa pelas ruas.

“Imagine como é sair todos os dias, seja de carro ou a pé. O risco é o mesmo. Arrombam vidros dos carros parados no semáforo ou nos derrubam no chão pra nós roubar se estivermos a pé. Enfrentar um quarteirão ou dois é missão de risco. Não há qualquer ação da PM que nos deixe menos amedrontados”, disse a moradora da região, Rita Palma.

De acordo com o presidente da Associação Geral do Central de São Paulo, Charles Souza, 41, foram duas farmácias atacadas na ação, uma na Av. São João com Ipiranga, e outra drogaria em frente à praça Júlio de Mesquita, também na Av. São João. As unidades pertencem, segundo ele, à rede Drogaria São Paulo.

Além disso, ele também aponta ataque a um minimercado na rua Conselheiro Nébias. Ainda segundo ele, o arrastão praticado pelos usuários de droga nada tem a ver com a ação da prefeitura de retirada de barracas de moradores de rua, mas, de zeladoria para limpeza dos locais de fluxo.

“Os traficantes estão com raiva, porque essas ruas estão sendo limpas duas três vezes por dia. E eles não conseguem vender as drogas. Então, eles mandam que os usuários revidem com saques, badernas”, disse.

De acordo com a PM, durante trabalho de dispersão de usuários para as ações de limpeza e assistência social, trabalho realizado pela GCM com apoio da PM e Polícia Civil, traficantes e usuários passaram a atirar objetos nos guardas municipais e teve início tumultos em comércios na região da av. São João.

Houve reforço para PM para reestabelecer a ordem. Policiais civis iniciaram investigações e coleta de imagens para identificação e prisão dos criminosos.

“As operações integradas das polícias militar e civil e da Guarda Municipal, reforçadas nas duas últimas semanas, impactaram na diminuição entre 11% e 35% e nos registros de roubos e furtos na região”, informa nota que também afirma que essas operações serão ampliadas para reverter a situação de segurança na região.

Segundo a PM, entre janeiro e março deste ano 1.861 criminosos foram presos ou apreendidos na região central, isso representaria um aumento de 53% (646 presos a mais) em relação ao mesmo período do ano, quando esse contingente somou 1.215 pessoas.

Fonte: Folha de S. Paulo

Exporte:

Grêmio conquista título gaúcho com gol de Luís Suárez

O Grêmio derrotou o Caxias por 1 a 0 em Porto Alegre, no segundo jogo da decisão do Campeonato Gaúcho, e conquistou o torneio pela sexta vez consecutiva.

Principal contratação do Tricolor para 2023, o atacante uruguaio Luís Suárez, balançou as redes da Arena do Grêmio aos 19 minutos do segundo tempo, cobrando pênalti sofrido por ele próprio e marcado com auxílio do árbitro de vídeo.

Nos acréscimos, o VAR ainda participou da anulação de outro gol gremista, do volante Lucas Silva. O triunfo acabou sendo suficiente para dar o título aos anfitriões, já que o primeiro jogo da final, no Centenário, em Caxias do Sul (RS), acabou 1 a 1.

TÍTULOS

O Grêmio chegou à 42º conquista de Gauchão, ficando a três do rival Internacional, maior campeão do torneio, com 45 taças. O Caxias, por sua vez, amargou o quarto vice-campeonato estadual, sendo o terceiro para o Tricolor. O clube grená poderia se igualar ao Guarany de Bagé, único time do interior a conquistar a competição duas vezes (1920 e 1938).

Retrô vence Salgueiro e vai fazer final do Pernambucano contra o Sport

O Retrô conseguiu vencer o Salgueiro na partida única da semifinal do Campeonato Pernambucano na tarde deste sábado (8), na Arena Pernambuco. A partida terminou em 3 x 1 e foi cercada de polêmica envolvendo dois pênaltis marcado em sequência pelo árbitro Gilberto Castro Junior.

Com a vitória, o Retrô conseguiu se classificar para a final do Pernambucano pela segunda vez. O clube vai enfrentar o Sport no próximo sábado (15), com horário para ser ainda definido. A vaga também garantiu o calendário da Copa do Brasil no ano que vem.

Sobre o jogo

O Retrô começou o primeiro tempo dando muito trabalho a defesa do Salgueiro. Nos primeiros minutos, Ermel chegou duas vezes, mas teve a jogada interceptada. O Carcará também tentou responder a pressão e chegou próximo a meta adversária.

Mas aos 19 minutos, Radsley estava no bate rebate na grande área e conseguiu achar um espaço para chutar e abrir o placar na Arena Pernambuco.

Minutos depois aconteceu a grande polêmica da partida: o pênalti marcado por Gilberto Castro Junior a favor do Salgueiro. Na cobrança de Odilávio, Jean defendeu, inclusive o rebote.

Mas durante o lance, o árbitro viu um novo pênalti em cima de Odilávio cometido por Guilherme Paraíba, que chegou a ser expulso, mas o VAR reviu o lance. A confusão foi instaurada e cartões foram distribuídos para as duas equipes. Na segunda cobrança, Anderson Recife converteu e empatou a partida para o Salgueiro. A equipe conseguiu gerar mais oportunidades, mas desperdiçou a chance.

No segundo tempo, os dois técnicos fizeram uma série de mudanças. As duas equipes continuaram tentando ampliar o placar, mas aos 28 minutos, Luisinho conseguiu ser mais eficiente ao chutar para o gol dentro da grande área.

A equipe do Retrô se animou ainda mais e continuou jogando no ataque e com os lances interceptados pela defesa do Carcará. Aos 40, Matheus Serafim fez o terceiro após lançamento de Guilherme Paraíba. A partida terminou com o placar final de 3 x 1, com o Retrô pela segunda vez na grande final do Pernambucano.

Compartilhe: