Quem são os prefeitos com os maiores salários do Brasil? confira:

Os salários brutos dos prefeitos das 26 capitais brasileiras – exceto por Brasília, que não possui esse cargo na estrutura política – está entre R$ 17,6 mil e R$ 38 mil, segundo levantamento do Terra. Como não há um piso nacional, os valores variam bastante, assim como em diversas outras profissões.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), é quem tem a maior remuneração: R$ 38.039,38. Já o menor salário fica com o chefe do Executivo de Teresina (PI), Dr. Pessoa (PRD), com “míseros” R$ 17.690,57.
O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), está na parte de baixo da lista, em 16º lugar, com um salário bruto de R$ 25.322,25.

 

Confira o salário dos prefeitos das 26 capitais do País

  • São Paulo – Ricardo Nunes (MDB) – R$ 38.039,38
  • Florianópolis – Topázio Neto (PSD) – R$ R$ 35.823,60
  • Rio de Janeiro – Eduardo Paes (PSD) – R$ 35.608,27
  • Belo Horizonte – Fuad Noman (PSD) – R$ 34.604,00
  • Goiânia – Rogério Cruz (Solidariedade) – R$ 34.556,93
  • Curitiba – Rafael Greca (União) – R$ R$ 33.507,00
  • Cuiabá – Emanuel Pinheiro (MDB) – R$ 33.157,53
  • Natal – Álvaro Dias (Republicanos) – R$ 32.000,00
  • Palmas – Cinthia Ribeiro (PSDB) – R$ 31.356,07
  • Porto Velho – Hildon Chaves (União) – R$ 29.893,54
  • João Pessoa – Cícero Lucena (PP) – R$ 28.051,52
  • Fortaleza – José Sarto (PDT) – R$ 27.391,06
  • Aracaju – Edvaldo Nogueira (PDT) – R$ 27.090,00
  • Manaus – David Almeida (Avante) – R$ 27.000,00
  • Maceió – JHC (PL) – R$ 26.666,66
  • Belém – Edmilson Rodrigues (PSOL) – R$ 25.332,25
  • Salvador – Bruno Reis (União) – R$ 25.322,25
  • Recife – João Campos (PSB) – R$ 25.000,00
  • São Luís – Eduardo Braide (PSD) – R$ 25.000,00
  • Boa Vista – Arthur Henrique (MDB) – R$ R$ 23.364,00
  • Porto Alegre – Sebastião Melo (MDB) – R$ 22.677,06
  • Campo Grande – Adriane Lopes (PP) – R$ 21 .263,62
  • Rio Branco – Tião Bocalom (PP) – R$ 20.625,25
  • Macapá – Dr. Furlan (MDB) – R$ 19.294,08
  • Vitória – Delegado Pazolini (Republicanos) – R$ 19.217,12
  • Teresina – Dr. Pessoa (PRD) – R$ R$ 17.690,57

Guilherme Coelho entrega cargo de assessor no Governo Raquel Lyra

Foto: reprodução

O ex-prefeito de Petrolina e ex-deputado federal Guilherme Coelho (PSDB) deixou o Governo Raquel Lyra no último final de semana. A exoneração ocorreu a pedido e saiu em uma edição extra no Diário Oficial do Estado (DOE), com data retroativa a 5 de julho, de modo que ele fica apto a participar do processo eleitoral deste ano.

O site Jamildo.com apurou que a exoneração ocorreu mesmo devido ao processo de desincompatibilização do cargo, e que Guilherme Coelho pode ser o vice de Julio Lossio (PSDB), ou até mesmo representar a legenda em caso de algum impedimento.

Depois de não conseguir eleger-se na chapa de Raquel Lyra, em 2022, Guilherme entrou no governo, trabalhando como assessor especial do gabinete da governadora.

Na política da cidade do Vale do São Francisco, os primos Guilherme e Fernando Bezerra (MDB) estão em palanques eleitorais distintos. Guilherme apoia Lossio, enquanto FBC dá respaldo ao atual prefeito e pré-candidato à reeleição, Simão Durando (UB). Além da ala dos Coelho, Simão busca a reeleição com apoio João Campos, do Recife. (Blog do Carlos Britto)

Compartilhe: