Afogados no debate: Danilo Confronta Gestão Sandrinho por edital de concurso com apenas 83 Vagas

 

 

A recente divulgação do edital de concurso público pela Prefeitura de Afogados da Ingazeira tem gerado debates acalorados no município  especialmente em relação ao número e à natureza das vagas oferecidas. O pré-candidato a prefeito, Danilo Simões, levantou questões pertinentes sobre a adequação do concurso às necessidades atuais do município, destacando a ausência de vagas. 

O pré-candidato a prefeito de Afogados da Ingazeira, Danilo Simões (PSD), questionou em um vídeo em suas redes sociais nesta sexta-feira (05), explicando porque a oposição considera o edital do concurso público, lançado na última segunda-feira, 1º de julho, uma medida eleitoreira.

“Cadê o mega concurso?”, questiona Danilo no vídeo. Ele lembra que em junho de 2020, a Frente Popular afirmou que realizaria o maior concurso da história de Afogados da Ingazeira, informando naquela ocasião que já tinha estudos feitos e que em breve lançaria o edital.

“O que justifica, após 18 anos sem nenhum concurso realizado e depois de três anos e meio da atual gestão, ser lançado um edital de concurso de última hora, nas vésperas da eleição, com apenas 83 vagas?”, indaga o pré-candidato.

Ele argumenta que isso demonstra um governo lento e sem compromisso com a população. “83 vagas não suprem a necessidade do município, que hoje tem mais de 400 contratos temporários e mais de 800 prestadores de serviço”, critica.

Danilo também aponta que as 83 vagas não contemplam áreas essenciais como a saúde, não recriam a Guarda Municipal, que foi outra promessa da gestão e outros cargos importantes para o município. “E também não resolvem um dos principais problemas da cidade, que é o trânsito, porque só destinam quatro vagas para agente de trânsito”, acrescenta.

A oposição de Afogados da Ingazeira, liderada por Danilo Simões, posiciona-se a favor de um serviço público de qualidade, de concursos públicos e da criação de oportunidades para os jovens. “Afogados merece mais”, conclui Danilo.

 

Assisão será uma das atrações do 18º Festival do Frio na Borborema, de Tabira-PE

O cantor serra-talhadense Assisão será a principal atração da 18ª Edição do Festival do Frio, no povoado da Borborema, em Tabira, Sertão de Pernambuco.

Assisão se apresenta na noite do sábado, 13 de julho. A programação musical do Festival se inicia na sexta-feira (12).

Entre as atrações do primeiro dia de shows, se apresentam:

  • Forró do Bom e Adelino do Acordeon;
  • Delmiro Barros;
  • Edyr Vaqueiro;
  • Guilherme Ferri.

Sábado (13)

  • Nalda Show;
  • Seu Marquinhos e Banda;
  • Assisão;
  • Nonato Costa.

O evento é promovido pelo Governo Municipal de Tabira através da Secretaria Municipal de Cultura que este ano não conta com a parceria do Governo do Estado de Pernambuco. Todas as despesas são custeadas com recursos próprios do município.

Assim como a cidade de Triunfo, também no Vale do Pajeú, o povoado da Borborema em Tabira chega nesta temporada a uma temperatura máxima de até 9°C, se tornando um dos pontos mais frios do estado de Pernambuco no mês de julho.

Vídeo: Lula reage ao ser comparado com presidente dos Estados Unidos: “Energia de 30 e tesão de 20”

O presidente Lula (PT), de 78 anos reagiu após ter seu condicionamento físico comparado ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de 81 anos. A declaração veio após o democrata ter recbido críticas por seu desempenho contra Donald Trump no debate da CNN.

“Quero ver quem fala que eu estou cansado, que está sentado com a bunda na cadeira escrevendo, se tem coragem de levantar e ir para a rua andar. Quem achar que o Lulinha está cansado, pergunte para a Janja. Ela é testemunha ocular. Quando eu falo que eu tenho 70 anos de idade, energia de 30 e tesão de 20, eu estou falando com conhecimento de causa”, disparou ele.

O petista fez a declaração durante a inauguração de um novo prédio do campus Osasco da Unifesp. Ele esteve na agenda com Janja e os ministros, Fernando Haddad (Fazenda), Camilo Santana (Educação), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e Alexandre Padilha (Relações Institucionais).

 

Vídeo:

 

 

 

 

 

Caso do autor da facada contra Jair Bolsonaro ganha novo capítulo; Saiba mais

A transferência de Adélio Bispo, autor da facada contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), para Minas Gerais foi suspensa. A decisão ocorre devido a falta de vaga em hospital de custódia.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) determinou que Adélio permaneça na prisão federal de Campo Grande (MS). Anteriormente, havia sido autorizada a transferência dele para a terra natal, onde receberia tratamento ambulatorial ou seria internado, em casos excepcionais.

Adélio foi declarado inimputável e, por conta da condição, responsabilizado criminalmente.

Compartilhe: