Boleto bancário se torna ferramenta de inclusão em cursos e na educação; Entenda como e por que

O acesso à educação é um direito fundamental, mas muitas vezes é limitado por barreiras financeiras e pela falta de opções de pagamento acessíveis. No entanto, empresas como a TMB Educação oferecem a possibilidade de pagamentos parcelados por meio de boletos bancários, maximizando as oportunidades para indivíduos que buscam aprimorar seus conhecimentos, mas enfrentam restrições financeiras ou dificuldades no acesso a métodos de pagamento convencionais, como cartões de crédito.

Existem pessoas apaixonadas por uma vocação, ávidas por aprimorar suas habilidades e técnicas. Porém, devido às limitações financeiras, adquirir um curso na área se torna um desafio. 

De acordo com Reinaldo Boesso, especialista financeiro e CEO da TMB Educação, é nesse ponto que a opção de pagamento via boleto se revela como uma solução inclusiva e acessível. “Ciente das dificuldades que muitos profissionais enfrentam, passamos a possibilitar não apenas a alternativa de pagamento por boleto, mas também um parcelamento, ampliando as oportunidades de aprendizado para uma parte da população que, muitas vezes, é excluída devido à falta de um cartão de crédito ou outras limitações”, revela.

O boleto bancário representa uma maneira democrática de permitir que mais pessoas tenham acesso a capacitação e cursos, eliminando uma das principais barreiras para muitos interessados.

Ao disponibilizar um parcelamento via boleto, a TMB Educação não apenas facilita o acesso aos mais diversos cursos, mas também mostra seu comprometimento com a inclusão social e o apoio para aqueles que buscam melhorar suas habilidades, independentemente de suas condições financeiras.

“Essa prática não só expande as oportunidades educacionais, mas também promove um impacto positivo na sociedade, abrindo portas para indivíduos que, de outra forma, poderiam não ter a chance de buscar aprimoramento e crescimento profissional”, pontua especialista.

A abordagem da TMB Educação não se limita apenas a oferecer crédito para estudantes, mas também a criar um ambiente inclusivo e acessível, proporcionando caminhos para o desenvolvimento pessoal e profissional.

“Estamos plenamente comprometidos em construir um futuro mais abrangente para todos os interessados em expandir seus conhecimentos e habilidades para, assim, maximizar suas chances de sucesso no mercado de trabalho”, finaliza Boesso.

Alagoas e PE têm mais de 400 casos de intoxicação da maré vermelha

Após o registro de mais de 200 casos de intoxicação, em Alagoas, relacionados ao fenômeno da maré vermelha, o Instituto de Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA) informou que não encontrou novos pontos no litoral alagoano. Técnicos do instituto fizeram nesta sexta-feira (2) um sobrevoo em praias do litoral norte do estado, onde os casos foram registrados, é não identificaram visualmente a presença das algas que causam o fenômeno.

Além do voo, a equipe coletou amostras de água do mar em trechos da praia de Carro Quebrado, em Barra de Santo Antônio. O material está em análise.

“As equipes de Gerenciamento Costeiro e do laboratório percorreram o trecho da costa entre Maceió e Barra de Camaragibe. Neste percurso não foram identificadas manchas no mar nem outro indício que apontasse a presença de maré vermelha”, informou o IMA.

Pernambuco

O estado vizinho, Pernambuco, também sofreu, durante a semana, com a maré vermelha, especialmente no litoral sul, entre os municípios de Maracaípe e Tamandaré. Mais de 270 pessoas, entre banhistas e surfistas, precisaram de atendimento médico após relatarem sintomas de intoxicação.

Técnicos da Secretaria de Estado de Saúde de Pernambuco (SES) e equipes municipais de saúde e realizaram o levantamento e a análise dos prontuários dos pacientes que buscaram o hospital local, no período de 26 a 30 de janeiro.

“Em uma análise preliminar, do período acima citado, 278 casos suspeitos foram identificados nos prontuários do Hospital Municipal. Os casos serão analisados para confirmação ou não. O número de casos poderá ser alterado até o final da investigação”, informou a SES em nota divulgada na quinta-feira (1°). “Na oportunidade, foi informado que cerca de 200 pescadores apresentaram sintomas da intoxicação durante a maré vermelha. Alguns relatos dos pescadores foram feitos durante o encontro. Eles acreditam que o “Tingui” – forma como eles conhecem o fenômeno-, foi mais forte do que em anos anteriores, visto que desde a década de 1940 episódios semelhantes ocorreram na região”, diz outro trecho da nota.

A secretaria orienta aos banhistas evitar proximidade com os locais afetados e também com sinais como odor e a coloração da água do mar, “que podem sinalizar possíveis novos episódios”.

Ainda de acordo com a secretaria, no momento atual do ciclo da floração dessas algas, a tendência é que haja a diminuição de casos relacionados ao fenômeno. A SES ressalta, porém, a importância da manutenção do monitoramento constante por parte dos órgãos ambientais, “uma vez que novos episódios podem ocorrer durante o verão.”

O que é a maré vermelha

A maré vermelha é um fenômeno provocado pelo crescimento excessivo de algas que liberam ou não toxinas. É percebido na superfície da água pelo odor e pela formação de uma grande mancha que pode apresentar tons avermelhados, alaranjados, amarelados ou acastanhados.

Fonte: Agência Brasil

Mega-Sena: aposta de Brasília acerta e leva prêmio de R$ 94 milhões

Uma aposta simples de Brasília (DF) acertou as seis dezenas da Mega-Sena e levou, sozinha, o prêmio de R$ 94.839.718,02 do concurso 2684, sorteado na noite deste sábado, 3.

Confira as dezenas sorteadas no concurso 2.684: 26 – 45 – 53 – 48 – 46 – 01

Na quina, 109 apostas tiveram cinco acertos e levaram, cada uma, R$ 57.025,61. Na quadra, com quatro acertos, 8.288 apostas ganhadoras receberam o prêmio de R$ 1.071,39.

O próximo sorteio da Mega-Sena acontece na terça-feira, 6. O sorteio ocorre a partir das 20h, com transmissão ao vivo pelo YouTube da Caixa. As apostas podem ser feitas até 19h de terça.

Sorteios, valor e como apostar

A Mega-Sena tem três sorteios semanais, sempre às terças, quintas e aos sábados.

Para levar o prêmio máximo da Mega-Sena, é preciso acertar os seis números sorteados. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco dezenas.

Uma aposta simples da Mega-Sena custa R$ 5 e pode ser feita nas casas lotéricas, pela internet ou no aplicativo para smartphones Loterias Caixa.

Fonte: Terra

Cantor Netinho abandona show no meio da festa e causa confusão no Folia de Rua, em João Pessoa

.

Cantor Netinho

Cantor Netinho

O cantor Netinho acabou se envolvendo em uma confusão durante apresentação no Folia de Rua em João Pessoa, na noite deste sábado (3), após abandonar o show. O músico comandava o trio elétrico do bloco Banho de Cheiro, quando parou de cantar e encerrou a apresentação na metade do circuito.  Netinho alegou que o show foi atraso por mais de duas horas, por conta disso, teve que reduzir o tempo da apresentação.

 Netinho fazia sua apresentação no trio elétrico do bloco Banho de Cheiro pela avenida Epitácio Pessoa, durante o Folia de Rua, pré-carnaval da capital paraibana, quando resolveu encerrar o show na metade do circuito. A decisão provocou diversas manifestações contrárias dos foliões que aguardavam Netinho pelo restante do trajeto.

 

Na saída do trio elétrico foi registrado muita confusão entre os foliões e a equipe da banda. Ao tentar embarcar na Van, o cantor chegou a bater boca com foliões, provocando uma situação tensa. A Guarda Civil Metropolitana foi acionada para intervir, sendo necessário o uso de spray de pimenta para evitar agressões.

O cantor Netinho usou as redes sociais para reclamar da demora para começar a cantar. O músico disse que o trio elétrico do seu bloco demorou duas horas e trinta e seis minutos para começar o show. Por conta disso, resolveu encurtar a apresentação durante o Folia de Rua em João Pessoa.

“Mesmo com o atraso de ontem de duas horas e trinta e seis minutos para podermos começar o show, deu tudo certo. Depois do show que precisei encurtar por causa do atraso, eu e a banda tivemos que voltar a pé num trecho para o hotel pois a van não pôde passar em certas ruas por estarem cheias de gente. Depois disso, esperamos terminar o desfile dos trios, desmontamos o equipamento no trio elétrico, colocamos esse equipamento no transporte, tomamos banho, jantamos, viajamos até Recife, fizemos check in no hotel, tomamos café, vamos descansar para fazer o show, vamos montar o equipamento no palco, passar o som, voltar no hotel para tomar banho, se arrumar e voltar para fazer o show às 13h:30. Quando se anda de mãos dadas com o Criador, tudo dá certo”, escreveu o cantor em suas redes sociais.

Compartilhe: