Sinpol-PE rejeita proposta do Governo do Estado e deflagra paralisação de 24 horas da Polícia Civil

Na noite dessa terça-feira, 2, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Sinpol-PE) rejeitou uma proposta salarial enviada pelo Governo do Estado e anunciou paralisação de 24 horas, entre às 7h desta quarta-feira, 3, e 7h de amanhã, 4. O projeto de aumento salarial apresentado pelo governo foi analisado em assembleia e reprovado.

Como forma de manifestação, os policiais também pretendem fazer uma caminhada no dia 11 deste mês, saindo da sede do Sinpol-PE em direção ao Palácio do Campo das Princesas, em Recife. Eles prometem entregar todos os plantões do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES) de setembro.

Segundo o governo estadual, foi apresentada proposta de recomposição salarial para o quadriênio 2023/2026, de forma que nenhum servidor receberá ganhos inferiores à inflação no período, perfazendo, em média, reajustes na ordem de 20%. O presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros, disse que a oferta do governo foi rejeitada porque não atende aos policiais civis.

Segundo o sindicato, durante a paralisação estão sendo realizados apenas serviços de liberação de corpos no IML e os policiais só atuam em flagrantes e casos de violência doméstica.

Pernambuco registra sétima morte por dengue em 2024

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) divulgou nesta quarta-feira (3) o boletim epidemiológico semanal sobre as arboviroses, revelando um aumento preocupante nos casos de dengue no estado. Até o momento, foram confirmados 6.197 casos de dengue, dos quais 108 são considerados graves.

Desde a última atualização, houve mais uma morte confirmada por dengue, elevando o total de óbitos para sete em 2024. Além disso, o número de casos prováveis de dengue (casos em investigação somados aos confirmados) subiu para 26.380, um aumento significativo de 450,3% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O monitoramento epidemiológico revelou que 31 óbitos estão sendo investigados. A investigação começa com a equipe de Vigilância Epidemiológica do município onde ocorreu o óbito, seguida pela análise de um comitê técnico composto por diversos profissionais que avaliam a causa da morte.

Segundo os dados da SES-PE, cinquenta e cinco municípios em Pernambuco apresentam baixa incidência de casos de dengue, sessenta localidades têm incidência média e setenta cidades estão enfrentando alta incidência da doença.

Esses números alarmantes destacam a necessidade urgente de medidas preventivas e de controle para combater a dengue no estado. 

Dicas para combater o mosquito Aedes aegypti

O mosquito Aedes aegypti é o principal transmissor da dengue, zika e chikungunya. Combater a proliferação desse inseto é essencial para reduzir os casos dessas doenças. Aqui estão algumas dicas eficazes para combater o mosquito:

Elimine acúmulo de água:

Verifique e esvazie qualquer recipiente que possa acumular água, como pneus velhos, vasos de plantas, garrafas e latas.

Mantenha caixas d’água, tonéis e barris bem fechados.

Limpe semanalmente calhas de telhados para evitar entupimentos que possam acumular água.

Trate a água parada:

Use larvicidas em locais de difícil escoamento de água ou que não podem ser esvaziados com frequência.

Coloque areia grossa em pratos de vasos de plantas para evitar o acúmulo de água.

Cuide dos vasos de plantas:

Evite o uso de pratos sob vasos de plantas, mas se necessário, mantenha-os sempre secos ou com areia.

Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e lave-os com escova, água e sabão semanalmente.

Manutenção de piscinas e fontes:

Mantenha a água das piscinas tratada com cloro e, se não for utilizá-las, cubra-as adequadamente.

Limpe e trate a água de fontes ornamentais regularmente.

Descartar lixo corretamente:

Coloque o lixo em sacos plásticos bem fechados e em lixeiras com tampa.

Descarte corretamente objetos que possam acumular água, como copos descartáveis e embalagens.

Cuidados com animais:

Lave frequentemente os recipientes de água dos animais de estimação, evitando o acúmulo de larvas de mosquitos.

Proteção pessoal:

Use repelentes em áreas expostas do corpo, especialmente ao amanhecer e ao entardecer, quando o mosquito é mais ativo.

Utilize mosquiteiros e telas em portas e janelas para evitar a entrada de mosquitos.

Mobilização da comunidade:

Participe de mutirões de limpeza em sua comunidade.

Informe e conscientize vizinhos e amigos sobre a importância de combater o mosquito Aedes aegypti.

Vistorias regulares:

Faça vistorias regulares em sua casa e quintal, procurando por focos de água parada que possam servir de criadouro para o mosquito.

Adotar essas medidas preventivas é essencial para proteger sua saúde e a de sua comunidade. Juntos, podemos combater o mosquito Aedes aegypti e reduzir a incidência de doenças transmitidas por ele.

Compartilhe: