Na primeira agenda como presidente da AMUPE Prefeita de Serra Talhada Márcia Conrado teve agenda com o presidente Lula

A prefeita de Serra Talhada Márcia Conrado que cumpre agenda em Brasília nesta quarta (01), esteve com o presidente Lula 

Na primeira agenda como presidente da AMUPE, Márcia esteve acompanhada do Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha e o Deputado Federal Fernando Monteiro.

“Ainda no Palácio do Planalto, eu e o deputado federal Fernando Monteiro encontramos o nosso presidente Lula, onde apresentamos a situação do Residencial Vanete Almeida e das 902 famílias serra-talhadenses que aguardam a retomada das obras para ter uma casa digna. Agradeço ao deputado Fernando Monteiro por sempre colocar Serra Talhada como uma prioridade, e agradeço também ao nosso presidente Lula, que assim como prometeu em sua campanha está trabalhando para destravarmos o Vanete Almeida,” declarou Márcia.

Na agenda encontro com a Ministra do Planejamento Simone Tebet. contou com com a participação do ex-presidente da AMUPE e Deputado Estadual José Patriota de Afogados,  do vice-presidente Marcelo Gouveia e dos federais Sílvio Costa Filho, Iza Arruda  e Pedro Campos. Na pauta o impacto para os municípios com o resultado do último Censo e a busca por soluções para o tema que evitem a judicialização corrigindo repasses para cidades que caíram em população.

 

Motociclistas comemoram nova isenção de IPVA em 2023; veja onde já está valendo

Geralmente, os veículos que não pagam IPVA são aqueles mais antigos ou com motores elétricos, sendo que cada estado tem o poder de determinar quem não vai pagar o imposto. Entretanto, o que muita gente não sabe é que outro tipo de automóvel entrou para essa lista.

Em setembro de 2022, o Senado Federal aprovou uma resolução dizendo que motocicletas de até 170 cilindradas poderiam ser isentas do pagamento de IPVA. De acordo com o texto, a nova regra começaria a valer no início deste ano.

Senado aprova nova isenção de IPVA para motos

A resolução foi proposta pelo senador Chico Rodrigues (União Brasil – RR) em 2019. De acordo com ele, a maioria dos proprietários desse tipo de veículo pertencem às classes C, D e E, que têm um menor poder aquisitivo e não têm acesso a um transporte coletivo de qualidade.

Ainda de acordo com o congressista, as motos têm uma grande importância no dia a dia dessas pessoas e os veículos não causariam estragos nas estradas do país. Por isso o político defendia a ideia de isentar essa categoria.

Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), as motocicletas com até 170 cc correspondem a 80% do volume de vendas no país. Ou seja, de cada 5 motos vendidas, 4 correspondem a essa característica.

Onde está valendo?

No entanto, apesar de a resolução do Senado ter aprovado uma nova isenção de IPVA para motos, ela não é obrigatória. Isso quer dizer que cada unidade federativa pode escolher se vai ou não seguir essa recomendação aprovada pelo Congresso.

Em 2023, apenas um estado brasileiro aprovou a isenção para motos de até 170 cilindradas: a Paraíba. A expectativa do governo da região é de que cerca de 320 mil paraibanos sejam beneficiados com essa decisão.

Fonte: seucreditodigital

Compartilhe: