Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

Publicado em 18 de Janeiro 2018

Clique aqui e comente sobre isto: 

 

 

 

 

 

Na madrugada de ontem dia (17), por volta das 00:05, representantes da empresa Velox ao acionarem o equipamento de rastreamento Cargotraker próximo ao posto de combustível Ale, localizado na Av. Josino Lustosa Roriz, bairro Bela Vista em Belém do São Francisco, o sinal de alerta apontava para um veículo Mercedes Benz, cor Azul, Placa: HPB-1458.
 
Devido o rastreador se encontrar dentro das diversas caixas de higiene, acondicionadas por completa na carroceria do referido veículo, onde repassou as informações para a equipe Malhas da Lei e NIS II, que de imediato acionou as equipes do GATI e ROCAM ambas da 1ª CIPM. De pronto as equipes localizaram Sebastião Pereira dos Santos (motorista do veículo) e ao ser indagado sobre a carga e o veículo, o mesmo informou que Luíz Washington Granja era o proprietário do veículo e sobre a carga declarou que pegou no posto 6 irmãos na cidade de Floresta a pedido de Luiz. 
 

 

Os policiais localizaram Luiz, e o mesmo informou que fretou seu veículo a Jairo Fernandes da Silva Lima pra pegar essa carga na cidade de Floresta. Ao se deslocarem até a residência de Jairo, e ao ser questionado pelos PMs sobre o destino da carga, o mesmo respondeu que entregaria a Moisés Barbosa de Morais.
 
O imputado levou os policiais até o endereço de Moisés, e ao ser questionado, ele informou aos policiais que Jairo teria oferecido a citada carga, onde na ocasião afirmou que não era de seu interesse. Diante dos fatos foi dado voz de prisão a todos os envolvidos e encaminhados juntamente  com o material apreendido a Delegacia de Polícia Civil de Floresta para serem tomadas as medidas julgadas cabíveis. Salientando que a referida carga foi roubada na Cidade de Ouricuri-PE no dia (13/01/2018), da Empresa Jader Transportes.
 

 

Responsável por prisão de ex-gerente da Transpetro é morto a tiros na Bahia

 
 
O ex-vice-prefeito de Ourolândia, José Roberto Soares Vieira, o Roberto do PT, foi morto a tiros na cidade de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador. José Roberto foi responsável pela prisão do ex-gerente da Transpetro José Antônio de Jesus em novembro do ano passado na Operação Lava Jato. Ambos eram sócios da JRA Transportes até 2013.
 
De acordo com informações da polícia, José Roberto foi morto por um homem que estava há dois dias pedindo emprego em sua empresa. Ao chegar em sua loja com seu motorista, o empresário foi abordado mais uma vez pelo homem, que atirou quando a vítima ainda estava dentro do carro. José Roberto não teria negado a vaga ao homem, apenas teria pedido para aguardar o surgimento de uma oportunidade na empresa.
 

 

Lava Jato: O Ministério Público Federal (MPF) só pediu a prisão do ex-gerente José Antônio de Jesus após ouvir de José Roberto que ele teria usado a empresa para receber pagamentos de empresas contratadas por subsidiárias da Petrobrás sem ter prestado qualquer serviço.
 
Em depoimento à Polícia Federal, José Roberto relatou ainda que a JRA Transportes fazia transferências para os parentes do ex-gerente e que era usada para bancar despesas pessoais. Os relatos do ex-vice-prefeito de Ourolândia fizeram com que o MPF rastreasse pagamentos de R$ 2,3 milhões supostamente em benefício do ex-gerente da Transpetro.

 

José Antônio de Jesus foi preso no âmbito da Operação Sothis, a 47ª fase da Lava Jato. A suspeita do MPF é que José Antonio seus familiares e intermediários, operacionalizaram o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas pela empresa NM Engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014. (Via: BNews)