Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

 -
Três mil pessoas acompanharam o lançamento da campanha de Uchôa Júnior a deputado estadual. Evento se transformou em grande homenagem a Guilherme Uchôa
 
IGARASSU – O giro da Frente Popular deste sábado, iniciado no Sertão, só terminou na Região Metropolitana do Recife com um ato grandioso em Igarassu. O lançamento da campanha de Júnior Uchôa (PSC) a um mandato na Assembleia Legislativa foi prestigiado pelo governador Paulo Câmara (PSB) e pelo senador Humberto Costa (PT), além do candidato a deputado federal João Campos (PSB) e os prefeitos do Recife, Geraldo Julio (PSB) e de Itamaracá, Mosar Tato (PSB).
 
Todos os políticos que se pronunciaram no ato renderam suas homenagens ao ex-presidente da Assembleia Legislativa Guilherme Uchôa, falecido no mês passado. Ao final do ato político, a exibição de um video com alguns momentos importantes da vida de Guilherme Uchôa emocionou os presentes.
 
“A Frente Popular vem a Igarassu prestar sua homenagem e seu respeito a Guilherme Uchôa e ao seu filho, Uchôa Júnior. Guilherme foi um homem que sempre trabalhou por Pernambuco e por sua gente. Certamente ele está muito orgulhoso e seu filho vai honrar esse modo de fazer política voltado para os mais necessitados”, pontuou o prefeito Geraldo Julio.
 
O prefeito de Itamaracá endossou as palavras de Geraldo Julio e ressaltou a parceria entre Paulo Câmara e Guilherme Uchôa. “A área norte da Região Metropolitana tem muito o que agradecer a esses dois homens públicos. Aqui estamos fechados com a chapa completa da Frente Popular”, ressaltou Tato.
 
“Quero frisar nesse ato a liderança do governador Paulo Câmara que conduziu a aliança entre PT e PSB que vai ajudar a levar de volta ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Lula. O líder político que mais olhou pelo Nordeste e por Pernambuco”, disse o senador Humberto Costa, candidato à reeleição na chapa da Frente Popular.
 
O candidato a deputado federal João Campos registrou a amizade existente entre o pai dele, Eduardo Campos e Guilherme Uchôa. “Dois homens que tinham um compromisso histórico com Pernambuco”, anotou João.
 
Muito emocionado, Uchôa Júnior, recordou o jeito de fazer política do pai. “Ele sempre me ensinou que nessa atividade é preciso cultivar as amizades, Na primeira eleição de Eduardo Campos, pouca gente esteve com ele desde o começo. Meu pai estava entre eles. Com Paulo Câmara, essa amizade continuou e os dois trabalharam juntos pelo nosso estado”.
 
O governador Paulo Câmara se disse muito grato em ter convivido com Guilherme Uchôa nos últimos três anos e meio. “Guilherme me ajudou na Assembleia a aprovar os projetos que tornaram possível Pernambuco atravessar de pé a maior crise da história desse país. Tenho certeza que Uchôa Júnior, na Assembleia, também vai me auxiliar para que nosso estado continue a andar para frente”, concluiu o governador.
 
Ascom

 

 

A confusão aconteceu depois que a família de um comerciante teve a residência invadida por venezuelanos
 

Agência Brasil / Foto: Reprodução / YouTube

 

Moradores do município de Pacaraima (RR), que fica na fronteira com a Venezuela, expulsaram venezuelanos de barracas e abrigos e atearam fogo a seus pertences, num princípio de revolta contra a presença deles na cidade.

A população local realizou neste sábado (18) um ato em frente ao Comando Especial de Fronteira do Exército, que fica na cidade, contra a presença de refugiados do país vizinho. A manifestação pacífica culminou com os episódios de violência.

Nesse sábado (17), um comerciante local foi assaltado e espancado em casa supostamente por quatro venezuelanos, provocando revolta nos moradores. Também irritou a população a falta de uma ambulância para socorrer o comerciante, que ao final foi atendido no hospital local e encontra-se em estado estável.

O prefeito da cidade, Juliano Torquato, que está fora do estado, disse que a situação ainda não está controlada e que, segundo sabe, venezuelanos continuam a ser perseguidos para fora de Pacaraima.

Mal intencionados

“Lamentamos muito que isso esteja ocorrendo, mas não foi por falta de aviso. Ficamos tristes pelo lado dos venezuelanos, a gente sabe a situação difícil deles, mas infelizmente entram [no Brasil] essas pessoas que não tem boas intenções”, disse Torquato à Agência Brasil.

O governo de Roraima informou, em nota, ter enviado reforços da Polícia Militar para conter os ânimos, bem como profissionais de saúde e medicamentos para suprir as necessidades do hospital de Pacaraima. O texto também afirma ser “preciso que o Exército Brasileiro garanta a ordem na fronteira com a Venezuela”.

Na nota, o governo de Roraima voltou a reivindicar o fechamento da fronteira com a Venezuela e uma maior atuação do governo federal para lidar com a crise humanitária. Neste mês, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou uma liminar (decisão provisória) que havia sido pedida para fechar a fronteira entre os dois países. Procurada, a Polícia Federal não informou como está a situação na fronteira do Brasil, em Pacaraima.

A Força-Tarefa Logística Humanitária, composta pelas Forças Armadas e integrada por organismos internacionais, organizações não governamentais e entidades civis, divulgou nota em que diz prestar apoio aos atendimentos no hospital local e que “repudia atos de vandalismo e violência contra qualquer cidadão, independentemente de sua nacionalidade”.

 

Gozaga Patriota Federal e Waldemar Borges, candidato a deputado estadual, receberam o apoio do grupo de Totonho Valadares, ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, do vereador Daniel Valadares e do médico, ex-prefeito de Tabira e ex-deputado Edson Moura

 

O vereador Agnaldo Rodrigues, "Cancão", também confirmou apoio a Waldemar Borges estadual e Para Federal vai votar em João Campos.

 

 

 

Paulo Câmara propôs modelo do Pacto Pela Vida para área de geração de empregos / Foto: Hélia Scheppa/PSB

Em campanha pela reeleição, o governador Paulo Câmara (PSB) vai propor um pacto pelo crescimento da economia e pela geração de empregos, com modelo de metas e de monitoramento similar ao Pacto Pela Vida. A proposta integra um documento de 11 páginas com diretrizes para o programa de governo entregue pelo PSB à Justiça Eleitoral. O partido tem recolhido sugestões de propostas entre apoiadores, inclusive através das redes sociais, para concluir o documento final. Mas já deve apresentar as principais promessas, aos poucos, quando tiver início o guia eleitoral, no final deste mês.

Assim como o Pacto Pela Vida tinha como meta a redução dos homicídios; o pela Educação buscava a elevação nos números do Ideb; e o da Saúde visava a queda dos índices de mortalidade; o Pacto da Competitividade, do Crescimento e da Nova Economia deve visar a dinamização da economia e a geração de empregos; em consonância com o programa nacional apresentado pelo ex-presidente Lula (PT). O programa prevê a atuação do Estado para ampliar a competitividade das empresas, melhorar a infraestrutura, diversificar a matriz econômica e fortalecer a economia criativa.

“O que urge hoje é a questão do emprego. Nós perdemos algo em torno de 200 mil empregos nos últimos anos. Setores essenciais da economia em Pernambuco foram afetados pela crise. Alinhados com o que está contido no programa emergencial do presidente Lula, que prevê uma retomada do emprego e de obras públicas”, explicou Márcio Stefanni, que vai coordenar o programa de governo de Paulo Câmara.

O texto entregue à Justiça Eleitoral detalha medidas tomadas pelo governo do Estado desde o início da gestão Eduardo Campos, em 2007. Ele prevê ainda uma série de intenções dos socialistas para um segundo governo Paulo, como a manutenção nos investimentos em educação e recursos hídricos. O governador promete ainda inaugurar as UPAE de Palmares, Abreu e Lima, Carpina, Goiana e o Hospital da Mulher de Caruaru; além de requalificar o Hospital Professor Agamenon Magalhães, em Serra Talhada.

Promessas de 2014

Em 2014, o governador Paulo Câmara divulgou o programa de governo quatro dias antes das eleição. O documento de 31 páginas tinha promessas que não foram cumpridas, como a construção de quatro hospitais, o aumento em dobro para os professores… Nas diretrizes apresentadas agora, o PSB cita o impacto da crise nas contas públicas do Estado.

No novo programa, o PSB deve reciclar parte das propostas apresentadas há quatro anos. “O governador já declarou que tudo o que ele prometeu na última eleição é bom para Pernambuco. Cumprimos muita coisa do que foi apresentado lá, apesar da crise. Mas quatro anos se passaram. Pernambuco tem novas demandas que não existiam em 2014”, argumenta Stefanni.

Agendas

Neste sábado (18), o socialista visitou as feiras sertanejas de Triunfo e Carnaíba pela manhã e realiza um ato político em Iguarací no início da tarde, também no Sertão. Ele termina a agenda na parte da noite, em Igarassu, já na Região Metropolitana do Recife, no lançamento da candidatura de Junior Uchoa, filiado ao oposicionista PSC e filho do ex-presidente da Assembleia Legislativa Guilherme Uchoa, falecido no mês passado. No domingo (19) pela manhã, o governador inaugura o comitê da sua campanha no Recife.

 

 

 

Dupla Os Nonatos anuncia fim de parceria de 27 anos

 
 

Os Nonatos_anúncio_fim da dupla

A dupla Os Nonatos deixará de existir a partir de 1º de janeiro de 2019. Na noite dessa sexta-feira (17), através de um comunicado publicado no Instagram, os dois Nonatos comunicaram o rompimento de uma parceria que durou 27 anos   de muitos sucessos cantados pelos mais famosos artistas e duplas musicais do país, entre elas,  Gustavo Lima, Zezé Di Camargo e Luciano e César Menotti & Fabiano, Aviões, Vicente Nery.

 

Os Nonatos afirmaram ainda que cumprirão os compromissos de agenda de shows até o dia 31 de dezembro deste ano.

Leia o comunicado oficial:

Estamos vindo a público para informar aos fãs, parceiros, contratantes e divulgadores do nosso trabalho que, em decisão consensual, estamos encerrando a parceria de 27 anos da dupla OS NONATOS.

Como acervo de nossa obra ficarão 24 cd’s, 2 dvd’s e 300 composições. Além disso, a experiência de 10 anos de programa de rádio, 13 anos de programa de tv como apresentadores e mais de 200 primeiros lugares nos festivais de poetas por todo o país.

Cumpriremos, rigorosamente, os compromissos da agenda de shows até o dia 31/ 12/ 2018. Seguiremos com projetos distintos em carreira solo a partir de 2019. Pedimos a compreensão de todos e externamos nossa eterna gratidão a Deus e a cada um de vcs, pela contribuição na realização de tudo que conquistamos nessas quase três décadas.

À nossa equipe, amigos e familiares, muito obrigado. Reafirmamos, ainda, aos fanatos e fanatas que o sonho não acabou, apenas dividiu-se para se multiplicar em um futuro breve.

Que Deus nos abençoe! Fica um abraço fraterno a todos, dos poetas do Brasil. (Os Nonatos) João Pessoa PB 17/08/ 2018.

 

 

Por Portal Correio

O juiz auxiliar da propaganda eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, anulou a pesquisa realizada pelo Instituto Real Time Big Data, que avaliava a preferência do paraibano para o Governo do Estado. O magistrado considerou a pesquisa irregular, porque o estatístico responsável pela consulta não tem registro no Conselho Regional de Estatística da 5ª Região, responsável para a inscrição de profissionais de estatística no Estado da Paraíba.

 

A pesquisa foi questionada na justiça pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC). A legenda alegou que, além do estatístico responsável não ser habilitado para proceder com a consulta, havia irregularidade no sistema de verificação de controle dos números. Isso, segundo o representante, era suficiente para colocar em dúvida a verificação da amostragem.

Argumentou também o PTC, que na pesquisa inexistiam dados mínimos de confiabilidade no que se refere ao desconhecimento dos grupos sociais entrevistados.

Apontadas essas falhas, o juiz Oswaldo Trigueiro considerou a pesquisa nula após  verificar que a falta de registro do responsável pela consulta era suficiente para considerar a amostragem irregular.

 

“Entende a Procuradoria Regional Eleitoral que tal irregularidade na hipótese em tela não denota a princípio intuito de fraudar o resultado da pesquisa eleitoral. De qualquer forma, como medida de cautela, faz-se mister mesmo não difundi-la, em respeito a letra nua e crua do dispositivo normativo, que no particular busca estabelecer regramento para facilitar o controle das consultas eleitorais, dificultando que pessoas mal intencionadas propaguem pesquisas fictícias, cujos resultados não correspondem à verdade”, argumentou em sua decisão.

 

 

 

 

 

Mega-Sena pode pagar R$ 23 milhões neste sábado

 
 

 

Mega-Sena-Arquivo Agência Brasil

A Mega-Sena pode pagar R$ 23 milhões para quem acertar as seis dezenas do Concurso 2.070, que serão sorteadas hoje (18). É o terceiro e último sorteio da Mega Semana dos Pais.

 

Segundo a Caixa Econômica Federal, se o prêmio principal for aplicado na poupança, pode render cerca de R$ 85 mil por mês. O valor também é suficiente para comprar dez apartamentos de luxo.

 

O sorteio da Mega-Sena será em Coribe (BA). A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em uma das mais de 13 mil casas lotéricas do país.

As apostas também podem ser feitas pelo computador, tablet ou smartphone. Nesses casos, é preciso ter mais de 18 anos e preencher o cadastro na plataforma de Loterias Online da Caixa.

Agência Brasil

 

 

Foto: Antônio Picoli/Tribuna do Vale

O pai do menino que, em 2017, emocionou a internet com honestidademorreu em um acidente de trânsito na noite de quinta-feira (16) em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná.
 
Alessandro Monteiro de Sousa, de 37 anos, pilotava uma moto na PR-439. Um carro acabou batendo contra a moto, de acordo com a Polícia Militar (PM). Os ocupantes do automóvel tiveram ferimentos leves.
 
O corpo de Alessandro foi sepultado por volta das 17h30 deste sexta-feira (17), no Cemitério Municipal São João Batista. O velório foi realizado na capela da Funerária Santo Antônio.
 
Alessandro Monteiro era montador de móveis. Em dezembro do ano passado, a família dele participou do quadro "Agora ou Nunca", do Caldeirão do Huck, e ganhou o prêmio de R$ 30 mil.
 
Relembre a história
O garoto Alessandro Júnior Rodrigues de Sousa pediu R$ 1 a um funcionário da Companhia Paranaense de Energia (Copel), que tinha ido até a casa da família, em Santo Antônio da Platina, para cortar a luz por falta de pagamento.
 
O menino ganhou uma nota de R$ 5 para dividir com os irmãos e esperou o eletricista voltar para devolver o troco de R$ 2.
 
O caso ocorreu em 2016, mas ganhou notoriedade após a publicação nas redes sociais em outubro de 2017, quando o eletricista da Copel João Cândido compartilhou a história.
 
No texto, acompanhado de uma foto das mãos do menino devolvendo R$ 2, o funcionário relatou que foi cortar a energia da família e, na saída, foi abordado pelo menino que pediu dinheiro.
 
Ao voltar, no fim da tarde do mesmo dia para religar a luz, foi recebido com entusiasmo pelo menino, que queria lhe devolver o troco.
 
Para Cândido, a atitude do menino de devolver o troco foi o maior exemplo de honestidade e responsabilidade que ele já tinha visto na vida.
 
Participação no programa
No Caldeirão do Huck, o pai do menino disse que a família estava muito feliz com a participação no programa e com o prêmio. "Foi uma benção de Deus", afirmou.
 
Durante o programa, o apresentador Luciano Huck elogiou a educação das crianças, mesmo em meio a tantas adversidades
 
"A gente está no caminho certo e a gente não pode parar por aí”, declarou o pai ao G1, logo após a exibição da reportagem no Caldeirão do Huck.

 

 

 

O ministro Admar Gonzaga enviou nesta sexta-feira (17) para a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) as quatro contestações à candidatura a presidente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que estavam sob responsabilidade dele.

Gonzaga pediu que os casos sejam redistribuídos para o ministro Luís Roberto Barroso, confirmado na véspera pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, como relator do registro de candidatura do petista. Com isso, Barroso será o único relator no caso da candidatura do ex-presidente Lula.

Até as 16h40, a Presidência do TSE havia remetido para o gabinete de Barroso três das quatro contestações – duas feitas por cidadãos e uma pelo candidato a deputado Kim Kataguri. Até a última atualização desta reportagem, faltava somente a do candidato a deputado Alexandre Frota.

Trata-se de questionamentos feitos fora do pedido de registro de candidatura. Por isso, foram distribuídos para Admar Gonzaga porque ele era relator de pedidos contrários à candidatura de Lula formulados antes mesmo do registro formal.

 

Depois de a candidatura ter sido registrada pelo PT – quando Barroso virou relator do registro –, chegaram outras três contestações, que já estavam nas mãos de Barroso – a da Procuradoria Geral da República, a do candidato Jair Bolsonaro e a do partido Novo.

Em seu despacho, Admar Gonzaga disse que houve “louvável acerto” na decisão de Rosa Weber de manter com Barroso o registro de candidatura.

O ex-presidente está preso desde abril em Curitiba, condenado pela segunda instância da Justiça no caso do triplex do Guarujá a uma pena de 12 anos e 1 mês por corrupção e lavagem de dinheiro.

 

Essa condenação enquadra o ex-presidente na Lei da Ficha Limpa e pode torná-lo inelegível. Mas essa questão ainda terá de ser decidida pelo TSE.

Desde o início das investigações, Lula tem reafirmado que é inocente e que o imóvel não é dele. A defesa do ex-presidente também argumenta desde o começo do processo que ele não cometeu crimes antes, durante ou depois do mandato.

 

registro da candidatura do ex-presidente Lula – último entre os presidenciáveis a confirmar o nome para a disputa – foi publicado nesta sexta. Com a publicação, a Justiça considera que houve publicidade oficial para a candidatura e é aberto o prazo para impugnações (questionamentos).

Em relação a Lula, o prazo começa a contar no sábado (18) e vai até 22 de agosto, próxima quarta-feira. Após esse prazo, não é possível apresentar novas contestações.

Todos os editais dando publicidade à candidatura dos outros 12 presidenciáveis já foram publicados entre 8 de agosto e esta quinta-feira (16).

 

O prazo para contestar as candidaturas de quatro candidatos (Daciolo, Alckmin, Boulos e Vera Lúcia) até já terminou e não houve nenhum questionamento dentro dos processos de registro.

Pelas regras, candidatos, partidos, coligações e o Ministério Público podem impugnar (questionar, contestar) uma candidatura em até cinco dias a partir do edital.

Além disso, qualquer cidadão que esteja com direitos políticos válidos pode apresentar “notícia de inelegibilidade”, ou seja informar ao TSE que o candidato está inelegível.

 

 

A GT 23.141 foi acionada pela Central de Operações para averiguar uma ocorrência de acidente de trânsito. Chegando ao local, PE-320, Trevo da Itã, Geórgia Daniele L. V., 26 anos, solteira, residente no bairro Sobreira em Afogados da Ingazeira, populares informaram que a vítima conduzia uma motocicleta Honda XRE 300, cor vermelha, ano 2010, placa PEZ 1399, sentido Povoado da Itã, quando perdeu o controle do veículo, bateu em um cerca de arame e veio a óbito no local. O policiamento realizou o isolamento da área até a chegada da Polícia Civil, quando o corpo retirado e encaminhado para o Hospital Regional de Afogados da Ingazeira. A moto foi entregue na delegacia de Carnaíba, onde foi registrada a ocorrência para adoção das medidas cabíveis.

 

 

 

Ao defender o direito de o ex-presidente Lula se candidatar a presidente da República, a ONU provocou um debate sobre a influência de pronunciamentos de órgãos internacionais no território brasileiro.

Para o advogado Michel Saliba, um dos autores do livro Vontade Popular e Democracia — Candidatura Lula?, o Estado deve se submeter à determinação, uma vez que é signatário de diplomas normativos. “O Judiciário brasileiro pode até se negar a aplicar a referida decisão, por entender se tratar de recomendação, despida de caráter cogente, isso, todavia, poderá ter proporções muito negativas no âmbito das relações internacionais”, afirma.

Já de acordo com o constitucionalista Lenio Streck, embora a situação do Judiciário brasileiro seja uma “saia justa”, a Procuradoria-Geral da República já tomou decisão no sentido da obrigatoriedade de seguir e cumprir uma determinação internacional, ainda que em caráter provisório. “Claro que os advogados do ex-presidente podem usar a decisão da ONU como preliminar na defesa das impugnações ao registro, mas o competente para dizer a palavra final acerca do cumprimento ou não da decisão é o STF”, comenta o advogado.

Michel Saliba, advogado e professor:

A partir do momento em que o Estado Brasileiro é signatário de diplomas normativos internacionais, ele (Estado) deve se submeter às decisões embasadas nestes diplomas, notadamente quando emanadas pelo mais importante organismo mundial: a Organização das Nações Unidas.

Prestar jurisdição é uma das funções do Estado, logo, suas deliberações estão sujeitas à observância das orientações e decisões da ONU, sem que com isso haja qualquer violação à soberania nacional.

 

O Judiciário brasileiro pode até se negar a aplicar a referida decisão, por entender se tratar de recomendação, despida de caráter cogente, isso, todavia, poderá ter proporções muito negativas no âmbito das relações internacionais.

Se o próprio STF, nos debates que concluíram pela interpretação da execução antecipada da pena, e que hoje inclusive atinge o ex-presidente Lula, teve como indicativos de alguns debates as conclusões de organismos internacionais sobre uma suposta impunidade no Brasil, seria, no mínimo, não retilíneo que o Judiciário deixasse de se orientar por uma decisão específica da ONU, principalmente porque trata de proteção às garantias fundamentais e aos direitos humanos.

Confio — e sempre confiei — muito na isenção e imparcialidade do Tribunal Superior Eleitoral, e não poderia ser diferente.”

Lenio Streck, jurista e professor de Direito Constitucional:

 

Eis uma saia justa para o judiciário brasileiro e para a Procuradoria-Geral da República. Explico. Há duas teses: a dualista e a monista. Pela primeira, o Brasil não tem obrigação. Pela monista, sim. O STF não sufraga a tese monista. Sua posição é “dualista-moderada”. A Constituição Federal não diz se o Brasil deveria ser dualista ou monista.

No entanto, o artigo 5º, parágrafo 2º, da CF dá azo a que se dê obrigatoriedade a tratados que tratem de direitos humanos. É o que se chama de bloco de constitucionalidade. Por essa tese monista, é possível sustentar a obrigatoriedade quando se trata de direitos humanos. Seria o caso da decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU.

 

O Brasil firmou esse pacto, que trata da competência do Comitê de direitos Humanos da ONU sobre assuntos desse tipo. É uma obrigação política, jurídica e moral. O artigo primeiro é claro. Não esqueçamos que há um decreto legislativo (311 de 2009) incorporando o Pacto ao ordenamento brasileiro.

Como sempre, essa discussão acabará no STF. Claro que os advogados do ex-presidente podem usar a decisão da ONU como preliminar na defesa das impugnações ao registro. De todo modo, o competente para dizer a palavra final acerca do cumprimento ou não da decisão é o Supremo.

 

O fato é que existe decisão internacional que, no caso, em caráter provisório, dá um comando à justiça brasileira, por mais contestações que isso venha a gerar no meio político e jurídico.

Tem um detalhe interessante: na ADPF 320, que o PSOL impetrou sobre uma decisão da Corte Interamericana que condenou o Brasil à época, a posição da Procuradoria-Geral da República vai nessa linha da obrigação de cumprimento de decisão internacional.

 

Há uma parte no parecer de Rodrigo Janot em que ele diz: “não é admissível que, tendo o Brasil se submetido à jurisdição da CIDH, por ato de vontade soberana, despreze a validade e a eficácia da sentença. Isso significa flagrante descumprimento dos compromissos internacionais do país”. A ver, pois.

 

Não é desarrazoado dizer que a decisão do Comitê da ONU, ainda que provisória, é equiparável à decisão da CIDH. Portanto, vamos ver o que dirá a PGR, agora. Se levarmos em conta a posição de Janot, então chefe da Procuradoria, cabe ADPF junto ao STF para fazer cumprir a decisão do comitê da ONU.” (247)

 

 

 

 

Resultado de imagem para correios

Até o fim deste ano, os Correios querem anunciar uma nova empresa de logística para concorrer no mercado de entrega de encomendas. O serviços funcionará praticamente do mesmo jeito que o Uber. Por meio de um aplicativo no celular, o usuário poderá chamar um prestador de serviço - carro, moto ou até mesmo bicicleta - para que entregue sua encomenda em determinado endereço.

O Estado apurou que os Correios negociam parceria com uma empresa de tecnologia para lançar o aplicativo e que a expectativa é bater o martelo nas próximas semanas. O objetivo é oferecer um serviço de "entrega a jato", em poucas horas.

As informações foram confirmadas pelo presidente dos Correios. "Ainda estamos fechando os detalhes desse negócio, mas vamos iniciar este serviço ainda neste ano."

Crowdshipping

Com a iniciativa, os Correios querem entrar em um tipo de operação que já virou tendência em outros países. Trata-se do chamado "crowdshipping" - termo que une as palavras crowd (multidão) e shipping (remessa) -, que tem a proposta de permitir que cidadãos comuns possam fazer entregas de terceiros, desde que estejam habilitados para isso.

No Brasil, já existem algumas iniciativas em funcionário, como o "Eu Entrego". Para usar o serviço, o dono da encomenda se cadastra, descreve o tamanho do produto, local e data da retirada da entrega e quanto está disposto a pagar. A partir daí, entregadores independentes cadastrados no site se candidatam ao serviço, apontando se aceitam o valor proposto ou se fazendo uma proposta.

 

 

 

 
O MPF tem notificado as prefeituras e exigido a assinatura de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) para adequar os municípios à exigência de 40 horas semanais de trabalho para os médicos
 
 

Na próxima segunda-feira (20), o presidente da Amupe, José Patriota (PSB), reunirá  prefeitos e secretários municipais de saúde da Região do Araripe, em Ouricuri, para discutir a resolução do Ministério Público Federal quanto à carga horária dos médicos contratados pelos municípios.

O Sindicato dos Médicos e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/PE) também participarão da discussão.

O MPF tem notificado as prefeituras e exigido a assinatura de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) para adequar os municípios à exigência de 40 horas semanais de trabalho para os médicos.

A exigência, diz a Amupe, tem causado diversos pedidos de demissão, pela impossibilidade de os profissionais atenderem essa carga horária, tornando inviáveis as contratações.

A busca por soluções será a pauta da reunião que acontecerá no Teatro da Praça do Céu, a partir das 9h. A região congrega 21 municípios:  Belém de São Francisco, Cabrobó, Carnaubeira da Pena, Cedro, Mirandiba, Orocó, Parnamirim, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante, Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Trindade, Santa Cruz e Santa Filomena. Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

 

Familiares do ex-deputado Antonio Mariano de Brito, informaram agora a pouco ao blog, que não houve morte celebral, conforme anunciado na imprensa. Antonio se encontra internado no Hospital Santa Joana, depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral – AVC. Ele está sedado, mas com os sinais vitais normais porém, o quadro é bastante complicado. Após exames, sairá um novo boletim no final da tarde. Logo mais traremos mais informações

 

Diap aponta baixo índice de renovação da Câmara em 2018

Dos 513 deputados federais da atual legislatura (2015-2019), apenas 31 desistiram da continuar na vida pública. Outros 407 tentarão se reeleger em outubro e 106 vão trilhar outros caminhos político-eleitorais, como disputar os postos de vice em governos estaduais, deputados estaduais, suplência no Senado e até mesmo a Presidência da República.

As informações constam de levantamento produzido pelo Departamento Intersindical de Assessoramento Parlamentar (Diap) depois de encerrado o prazo de registro de candidaturas, na última quarta-feira (15). Estas e milhares de outras informações sobre as eleições de 2018 estão à disposição do público no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo o Diap, o número de candidatos à reeleição (407) é um pouco inferior à média dos últimos sete pleitos (408). Por outro lado, o total deste ano é superior ao de 2014 (20 a menos), quando 387 tentaram renovar seus mandatos.

 

Quase um mês antes dos registros de candidatura, a provável baixa taxa de renovação não é exclusividade da Câmara. Também no Senado há número recorde de candidatos à reeleição.

O cenário para 2018 não é positivo, avalia o Diap. “Outro aspecto preocupante, este relativo à qualidade da renovação, é que as vagas que serão preenchidas por ‘novos’, ou serão ocupados por ex-ocupantes de cargos públicos – eleitos ou nomeados – numa espécie de circulação no poder, ou pertencerão às futuras bancadas evangélica, da segurança ou bala e parentes, segmentos que irão crescer na Câmara dos Deputados”, diz conclusão do estudo, que ainda alerta para o risco de a próxima composição da Casa ser “mais fisiológica e conservadora do que a atual”.

Outros caminhos

 

Dos 106 que optaram por não concorrer à reeleição, acrescenta o Diap, 75 disputam outros cargos em outubro. Nesse grupo, 40 vão disputar uma vaga no Senado, que terá dois terços de suas cadeiras postas em jogo; 11 são candidatos a vice-governador em seus respectivos estados; nove tentam o posto de governador de estado; sete disputam o cargo de deputado estadual; seis são suplentes de candidatos ao Senado; e, por fim, dois são candidatos à Presidência da República – Jair Bolsonaro (PSL) e Cabo Daciolo (Patriota).

Diante do cenário de provável baixa renovação da Câmara, ainda segundo a projeção do Diap, o índice deste ano poderá ser o de menor média desde as eleições de 1990. O Departamento aponta que o percentual ficará abaixo de 49%, a média desse período de 28 anos.

S

 

Como admitem várias lideranças partidárias, o elevado número de aspirantes a um novo mandato no Congresso está relacionado com as facilidades que as regras eleitorais conferem aos atuais parlamentares. O tempo de campanha foi reduzido de 90 para 45 dias, beneficiando políticos já conhecidos e dificultando as chances de êxito de novos candidatos. Os congressistas também são ajudados pelos bilionários recursos colocados à disposição dos partidos políticos por meios dos fundos eleitoral e partidário.

Outra mudança que favorece a recandidatura foi à redução da janela para a troca de partido, que passou de um ano para seis meses. Na prática, legendas fizeram um leilão por filiações até o início de abril. Diversos parlamentares receberam o compromisso de receber volumes generosos de recursos públicos para bancar a campanha. Esse tipo de vantagem pode ser decisiva em uma eleição em que está o proibido o financiamento empresarial

 

Além disso, só por estar no exercício do mandato, o candidato à reeleição já larga na frente dos demais. Pelos seguintes motivos: tem o nome em evidência, possui bases eleitorais consolidadas, cabos eleitorais fidelizados e recursos e meios para angariar apoio. Entre eles, emendas individuais, no valor de R$ 14,7 milhões por ano; verba para cobrir despesas do mandato; R$ 78 mil mensais para contratar pessoal em Brasília ou no estado de origem; e outros recursos que alcançam perto de R$ 2 milhões por ano.

 

Resultado de imagem para ex presidente lula

A sinalização do ministro Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de respeitar os prazos de tramitação do registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto nas eleições 2018 pode levar o plenário da Corte Eleitoral a julgar o caso apenas no início de setembro.

Nesse período, a propaganda partidária já estará sendo veiculada no rádio e na televisão. O horário eleitoral gratuito começa no dia 31 de agosto. Conforme informou o Estadão/Broadcast na última quinta-feira (16), Barroso pretende imprimir ao registro de candidatura de Lula o mesmo rito previsto para qualquer outro candidato que dispute a Presidência.

O edital que confirma a candidatura de Lula foi publicado nesta sexta (17), no Diário da Justiça Eletrônico, marcando uma das primeiras etapas do processo de tramitação do registro. Na condição de relator do registro, caberá a Barroso ditar o ritmo do processo. O ministro já indicou que pretende deixar a decisão sobre o caso para o plenário da Corte Eleitoral, por se tratar de um tema institucionalmente relevante

 

 

 

 

Ainda faltam 105 motos a serem entregues  / Foto: Divulgação/Hélia Scheppa/SEI

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) receberá mais 92 motos a partir da próxima segunda-feira (20). Com estas, sobe para 595 o números de novos veículos recebidos pela corporação. As motocicletas serão distribuídas entre os batalhões e as unidades especializadas no Recife, Região Metropolitana, Agreste e Sertão do Estado.

 

As BMW 700 cilindradas serão entregues às 9h no Quartel do Comando Geral da PMPE, no Derby, na área central do Recife. De lá, elas serão levadas para as forças policiais que atuam em unidades especializadas da PMPE, como o Batalhão de Choque (BPChoque), a Radiopatrulha, o Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), a Companhia Independente de Policiamento com Motos (CIPMotos), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), os Batalhões Integrados Especializados de Policiamento (1º e 2º BIESP) e a Diretoria Integrada Especializada (DIRESP). Também será contemplado o 6º Batalhão da PMPE, com sede em Jaboatão dos Guararapes.

 

Ainda faltam 105 motos para totalizar o prometido, que condiz a 700 novos veículos, conforme planejado pelo Governo do Estado. 503 já haviam sido entregues.

As motocicletas irão renovar as frotas da corporação e equipar os agentes com veículos mais potentes. “A motocicleta é um equipamento de ajuda na ostensividade e também em abordagens e capturas, de forma mais rápida e ágil”, destaca o secretário de Defesa Social Antônio de Pádua.

Plano de Segurança

 

A renovação da frota das polícias faz parte do Plano Estadual de Segurança Pública de Pernambuco, iniciado pelo Governo em abril de 2017.

O total investido pelo Estado para aquisição dos novos veículos supera R$ 20 milhões, viabilizados por financiamento do BNDES. A frota de viaturas do Corpo de Bombeiros também foi ampliada, recebendo 61 veículos.

 

 

http://blogdofinfa.com.br/wp-content/uploads/2018/08/1-2-768x512.jpg

Um dia após a largada oficial da campanha de rua, a chapa majoritária da Frente Popular, encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB), participou nesta sexta-feira (17) de mais uma rodada da “Prosa Política”. O evento organizado pelo PSB aconteceu em Custódia, no Sertão do Moxotó. O socialista foi recepcionado pelos moradores da cidade e o prefeito Manuca de Zé do Povo (PSD).

 

Em seu discurso, o socialista afirmou que a receptividade o animava ainda mais a seguir trabalhando para melhorar a vida dos pernambucanos. “Vamos vencer essa eleição. Vencer para poder fazer muito mais pelo nosso povo, sobretudo para quem mais precisa. Esse é o nosso compromisso: trabalhar por um Pernambuco que assegure o melhor para a sua gente. É Pernambuco na frente”, enfatizou.

O governador lembrou que Custódia recebeu importantes investimento do seu governo, com destaque para ações na área de recursos hídricos. “Em parceria com a Compesa, a gente realizou uma série de alternativas para Custódia e região. E com o apoio de vocês, vamos fazer muito mais. Estamos investindo R$ 5 milhões para levar água as comunidades Carvalho, Cacimbinha e torneiras. Isso só para citar algumas ações”, reforçou.

 

Aliado do governador, o prefeito Manuca fez questão de ressaltar que Paulo sempre foi um parceiro de Custódia e prometeu retribuir em votos as ações feitas pelo socialista em favor da cidade. “Só para se ter uma ideia, calçamos dez ruas e vamos calçar outras 42 com recursos do FEM. O povo de Custódia lhe dará uma bonita vitória, governador, porque o senhor é o mais preparado e sempre presente. Olha as nossas necessidades e as encara com coragem”, afirmou.

 

A candidata à vice-governadora, Luciana Santos (PCdoB), disse que a vitória da Frente Popular terá como prioridade as pessoas. “Diferente do que se vê no governo federal, um governo ilegítimo que tira direitos do povo e não olha para as questões que realmente ajudam a população a atravessar as dificuldades do cotidiano, vemos com Paulo um governo de pé. Apesar das dificuldades realiza obras como a Adutora do Moxotó, que nós acabamos de visitar aqui na região”, citou a comunista.

Além de Custódia, os integrantes da Frente Popular visitaram a cidade de São José do Belmonte e participaram à noite de um ato político tendo como anfitrião o prefeito Romonilson Mariano (PHS).

 

Júlio Lossio fará campanha neste sábado em Caruaru

As cidades de Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe receberão, neste sábado (18), os candidatos a governador e vice pela Rede Sustentabilidade, Julio Lossio e Luciano Bezerra. Com a Caravana Verde, eles pretendem realizar visitas em todas as regiões de Pernambuco.

Em Caruaru, será realizada uma caminhada com concentração às 9h, no Grande Hotel, localizado na Av. Rio branco. Já em Santa Cruz do Capibaribe, ocorrerá o Grande Evento, a partir das 16h, no Cellebre Recepções.

De acordo com Lossio, visitar todas as regiões do estado é fundamental para compreender as necessidades específicas da população. “Começamos pelo Agreste devido sua grande importância  para o desenvolvimento econômico de Pernambuco, além de ser a região do nosso futuro vice-governador, Luciano Bezerra”, afirmou.

 AGENDA  PARA SÁBADO

Caravana Verde no Agreste:

Caminhada em Caruaru:

Concentração: às 9h, no início da Av. Rio branco, no Grande Hotel;

12h – Almoço com Lideranças do Agreste;

16h – Grande Evento em Santa Cruz do Capibaribe

Local: Cellebre Recepções – Rua Maria Carneiro Pontes, 94, Bairro Nova Santa Cruz;

18h – Reunião interna;

20h – Gravação de Guia para as Mídias Sociais.