Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

 

 

 
 
A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública da Bahia integrou a ação que desarticulou uma das maiores quadrilhas de assalto a grandes valores - agências bancárias, carros-fortes e mineradoras - do país, na madrugada deste domingo (17), na cidade de Montes Claros, Minas Gerais.
 
Com o grupo, apontado como remanescente da quadrilha que tentou assaltar a agência do Banco do Brasil em Bom Jesus da Lapa, ação em que dois PMs foram mortos, foram encontrados cinco fuzis, sendo um calibre .50, duas pistolas Cal 9mm e farta munição de calibres .50, 7,62mm, 7,62 curto e 9 mm, além de aproximadamente 20kg de explosivos.
 

 

A operação conjunta é resultado do compartilhamento de informações da SSP da Bahia, através  da Força Tarefa, das polícias de Minas Gerais e  Goiás, da Polícia Federal (BA e DF), da Secretaria de Administração Penitenciária do Paraná e da Polícia Civil do Estado de Sergipe.
 
De acordo com o coordenador da Força Tarefa da SSP, major Marcelo Barreto, a quadrilha, que foi interceptada em Montes Claros, planejava uma nova ação criminosa contra um carro forte, esta semana. O crime seria executado no município mineiro onde foram localizados. " Graças ao trabalho conjunto nos adiantamos e eles reagiram a ação", conta o major.
 
Jean Carlos de Barros Dantas, vulgo "Bereberê", e Aldenir Quirino de Sá, vulgo "Galeguinho de Senhora", morreram em confronto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais da PM de MG. Já Naelbe Bezerra, seu irmão Jeu Julio da Silva  e Yago Nunes de Souza foram presos. Segundo informações, todos residiam no município de Cabrobó, no Sertão pernambucano.
 
Ainda segundo Barreto, "Bereberê" era irmão de Carlos Jardiel de Barros Dantas, líder da quadrilha e morto em confronto com a polícia de Goiás, em maio deste ano, em outra operação conjunta em parcerias com polícias do Nordeste, inclusive, a da Bahia. Após esse desfalque, "Bereberê" assumiu a organização criminosa e continuou com os ataques às instituições financeiras com o restante da quadrilha.

 

Com a operação deste domingo, sobe para 13 os fuzis apreendidos com a quadrilha que, além da ação em Bom Jesus da Lapa, também é responsável por assaltos a bancos e carros de valores em Unaí e Grão Mongol, em Minas Gerais, dentre outros municípios da Bahia e de Goiás.
 

Temer tem nas mãos a carta do jogo com Jarbas e FBC

 

FBC e Jarbas disputam o PMDB de PE. O que parece ter mudado a relação de Temer com Jarbas, foi um jantar em que pernambucano compareceu e o presidente tentava conquistar votos para a reforma da Previdência

Andrei Meireles – Blog Os Divergentes / Foto: reprodução

Ao responder, em entrevista a O Globo, sobre uma eventual aliança dos tucanos com a turma de Temer na sucessão presidencial, Fernando Henrique fez uma avaliação óbvia sobre o PMDB:  o partido vai se fragmentar na corrida ao Palácio do Planalto, seu eixo sempre foi eleger bancadas federais, com base em alianças estaduais.

 

FHC concluiu que o PSDB não precisa ficar refém do PMDB. Ele tem razão. É um partido do tipo que sempre crava triplo na loteria em que se aposta no resultado de um jogo de futebol — é uma legenda tão velha quanto essa modalidade de aposta. Por isso, há sempre uma banda do PMDB à postos para embarcar em alguma candidatura competitiva ao Planalto.

Mais do que essas avaliações típicas de FHC, o que surpreendeu foi a repercussão. Dessa vez, não foram os Maruns da vida que reagiram. No próprio O Globo, na matéria com o título “Lideranças do PMDB criticam declarações de FHC”, a foto é de Jarbas Vasconcelos. Também é dele a crítica que dá peso à notícia.

Foi uma surpresa. Jarbas Vasconcelos, hoje deputado, e Pedro Simon, sempre ativo, são remanescentes da luta histórica do velho MDB, sob o comando de Ulysses Guimarães, contra a ditadura militar.

— Era melhor ele não ter falado, repreendeu Jarbas, um político cauteloso e zeloso sobre o que fala.

As restrições de Fernando Henrique ao PMDB de Temer, mesmo com algum aplauso às reformas e aos sucessos da equipe econômica, tiveram como foco a questão ética.

Na mesma linha do Jarbas de sempre. Exemplo recente: por duas vezes, votou a favor da autorização para que o STF abrisse investigações das denúncias contra Temer. Ele, que já era olhado meio de soslaio pela cúpula do partido, passou a ser visto apenas como adversário.

 

O entorno de Temer, Romero Jucá à frente, resolveu rifar Jarbas. No percurso, atropelaram o DEM e fizeram um acordo com a família Coelho, uma das mais tradicionais de Pernambuco.

O combinado foi tirar o PMDB de Pernambuco das asas de Jarbas e entregá-lo para o senador Fernando Bezerra Coelho e a seu filho, o atual ministro das Minas e Energia.

Era jogo jogado na Executiva do PMDB. O deputado Baleia Rossi, relator do caso, é o líder do PMDB na Câmara com o cacife de ser da copa e cozinha de Temer.

Jarbas conseguiu duas liminares judiciais, em Brasília e Recife, que impediram a Executiva de dissolver o diretório do PMDB em Pernambuco, presidido pelo vice-governador Raul Henry.

A briga é por opções diversas na sucessão estadual.

 

Para contornar o veto da Justiça, ficou acertado que a Convenção Nacional do PMDB, marcada para a próxima terça-feira (19), mudaria os estatutos. Esse tema continua na pauta.

O que parece ter mudado foi a relação de Temer com Jarbas Vasconcelos. Jarbas quebrou o gelo indo a um jantar em que o presidente tentava conquistar votos para a reforma da Previdência. Ali, ficou acertada uma conversa a dois no Palácio do Planalto.

O encontro ocorreu na manhã da quarta-feira (6) de dezembro. As versões sobre o que rendeu a conversa variam pouco. Há quem diga que Temer se limitou a avaliar os argumentos de Jader contra a mudança no PMDB de seu Estado. Mas também quem assegure ter Temer dito que vai pedir a Baleia Rossi que segure o processo.

O fato é que na terça-feira uma carta será revelada. Se for contra Jarbas Vasconcelos, de nada adiantou sua iniciativa. Mas, se a favor, surtiu efeito.

Poder jogar com cartas tão valorizadas é um trunfo de Temer.

A conferir sua aposta.

 

Rede Sustentabilidade anuncia desembarque do governo de Paulo Câmara

 

 

Sérgio Xavier deixará o governo até o final do ano / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

A Rede Sustentabilidade anunciou, neste sábado (16), que desembarcará do governo de Paulo Câmara (PSB). A entrega dos cargos ocorrerá até o final do mês. A decisão foi tomada em conferência estadual realizada também neste sábado. O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado, Sérgio Xavier, anunciou o seu afastamento das atividades partidárias.

"Resolvemos que teremos candidatura própria aos cargos majoritários em 2018. Por isso, vamos entregar os cargos até o final do ano, para fazer uma transição sem problemas e com transparência", disse Roberto Leandro, um dos representantes e o partido no Estado.

 

Entre os nomes cotados para a chapa majoritária, estão o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio, que deve deixar o PMDB e está em conversas avançadas com a Rede, o ex-superintendente do Ibama, João Arnaldo, o ex-deputado estadual Roberto Leandro e cantor gospel Jairinho.

As candidaturas terão como objetivo fortalecer a candidatura à Presidência da República de Marina Silva. "Vamos continuar dialogando com o PSB e outros partidos do campo democrático, além de movimentos da sociedade para fortalecer a candidatura de Marina Silva", acrescentou Roberto Leandro.

 

Na conferência, a Rede também escolheu os seus novos porta-vozes, função equivalente à presidência. Foram escolhidos Clécio Araújo e Milena Reis.

SÉRGIO XAVIER

 

Em carta entregue aos porta-vozes do partido (função que equivale à presidência estadual), Sérgio Xavier comunicou seu afastamento das atividades partidárias. Ele não compareceu à conferência estadual. "Gostaria de aproveitar a oportunidade da Conferência Estadual para anunciar oficialmente o meu afastamento das atividades partidárias da Rede Sustentabilidade", disse Xavier.

O secretário já havia anunciado, em novembro, que sairia do governo de Paulo Câmara (PSDB). Oficialmente, ele comunica que está se dedicando a projetos empresariais na área de sustentabilidade. Mas, nos bastidores do Palácio do Campo das Princesas, há a informação de que o seu afastamento se deve a uma pressão nacional da Rede, mirando uma aliança nacional.

 

"Conforme já anunciei publicamente, reitero também que estou encerrando a minha participação no Governo do Estado de Pernambuco. Já informei esta decisão ao governador Paulo Câmara e me coloquei à disposição para realizar, de forma cordial, tranquila e responsável, a transição do cargo de Secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade para o sucessor ou sucessora a ser nomeado ou nomeada pelo governador", afirmou, na carta.

 

Na carta, o secretário também lista as realizações feitas na pasta e agradece a Marina Silva. "Expresso um agradecimento especial a Marina Silva pelo intenso apoio, durante toda a nossa jornada, sobretudo nesta difícil missão de gestor público, em tempos de crise política, ética e socioeconômica. E ressalto nosso compromisso e engajamento firme na sua nova campanha presidencial de 2018. Não tenho dúvidas que Marina representa a melhor alternativa para restaurar a credibilidade do Brasil, reacender esperanças na política e implantar um novo modelo de desenvolvimento inclusivo, ético e sustentável que será inspirador para o mundo", disse, no texto.

 

Quatro regiões do Sertão serão beneficiadas pelo aeroporto em Serra Talhada

 

 

 

O início das operações regulares do aeroporto de Serra Talhada irá contribuir para o desenvolvimento do Sertão de Pernambuco nas regiões do Pajeú, Moxotó, Central e Itaparica. A afirmação é de Manoel Ferreira, diretor da Dix Empreendimentos, empresa responsável pela administração do aeródromo do município, que deverá começar a funcionar nos próximos meses com voos da companhia Azul.

 

Segundo o empresário da Dix, que administra os terminais de Fernando de Noronha, em Pernambuco, Jericoacoara e Aracati, no Ceará, os aeroportos regionais, em todo o mundo, são instrumentos fundamentais para fomento da economia. “A disponibilização do transporte aéreo contribui para que as empresas ganhem mais produtividade e cria novas oportunidades de negócios, favorecendo, assim, a geração de empregos”, afirma.

 

Ele acrescenta que, no caso do terminal localizado em Serra Talhada, esses benefícios se estenderão para os habitantes dos inúmeros municípios que estão em seu entorno. São cidades polo como Floresta, Salgueiro, Afogados da Ingazeira, Arcoverde e Custódia, entre outros, que passarão a ter ligação não só com o Recife, mas também com outros estados e com o exterior.

 

“Serra Talhada possui uma localização geográfica estratégica no Sertão do Pajeú, que fica entre as regiões do Sertão Central, do Sertão do Moxotó e do Sertão de Itaparica. Isso fortalece o potencial de criação de um fluxo de passageiros suficiente para tornar a operação do aeroporto economicamente viável”, argumenta.

 

Ferreira afirma, no entanto, que outros fatores também deverão contribuir para o sucesso do empreendimento, como a oferta de passagens com valor competitivo.

“Além disso, as aeronaves utilizadas devem ter um porte adequado à demanda, como os modelos do tipo turboélice ATR, com 72 lugares, que possuem custo benefício compatível com a operação”.

Ele diz que as linhas áreas oferecidas devem ter opções de rota que se adequem às necessidades dos usuários. “No caso de Serra, considero essencial à disponibilização de voos de ida e volta no mesmo dia para o Recife, tendo em vista que será necessário superar a cultura do usuário já acostumado na utilização do seu automóvel”.

Seguindo as características observadas nos aeroportos regionais dos países mais desenvolvidos, o terminal de Serra Talhada foi concebido com uma estrutura funcional adequada ao porte da operação, a qual poderá ser ampliada a partir do crescimento da demanda. A estação terá esteira para transporte de bagagem, portal de detector de metais e equipamento de Raio-X para inspeção de bagagem. Os funcionários que irão operar o terminal já foram contratados pela Dix Empreendimentos. Todos são de Serra Talhada e já passaram por um programa de capacitação ministrado por técnicos especializados em segurança de aeroportos.

Data para funcionar

 

Em outubro, o secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, destacou o apoio do ministro Maurício Quintella, que, dentre outras iniciativas, montou uma força tarefa envolvendo a Anac, a Infraero e a SAC, para conceder o mais breve possível as certificações ao aeroporto, mas até agora não há data firmada.

 

 

Para apressar, prometeu apresentar um terminal provisório com a estrutura física toda montada, de modo a atender a companhia aérea Azul. Com Maurício Quintella, o secretário Sebastião Oliveira disse que conseguiu a doação de uma Estação Meteorológica de Superfície – EMS. Com isso, foi atendida exigência da Azul.

Segundo a secretaria da pasta informou em outubro, para reunir todas as condições necessárias para receber voos comerciais, o equipamento precisou ser requalificado. A primeira iniciativa foi adequar a pista de pouso de decolagem para comportar aviões de maior porte.

 

“Apenas na pista, o Governo de Pernambuco investiu cerca R$ 7 milhões, com recursos próprios. No total, serão disponibilizados R$ 35 milhões. dos quais R$ 15 milhões são receitas do Estado e o restante do Ministério Transportes. Montamos um grupo de trabalho. Estamos monitorando tudo de perto. O sonho dos sertanejos está a cada dia mais perto”, explicou o secretário.