Get Adobe Flash player

Panificadora Samuel

 
 

Cidades acessando blog

Escola Monteiro Lobato



 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!


Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

site: emonteirolobato.com.br

 

Login

Dr. Jamildo Carvalho

Blog MM

 

 

 

Tudo posso naquele que me fortalece.

Email:blogmarcosmontinelly@gmail.com

  (87) 9 -9680-8985 

 

 

Desfile Cívico da Escola M. L.

 

Formatura do ABC Monteiro

Yane Marques

Vozes do Forro

AABB

 

Login Form

Fotos Bloco a Onda

Canaval 2016

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!

 

 

Yisrael Kristal morreu na cidade israelense de Haifa, onde se instalou depois da Segunda Guerra Mundial

 

 

Yisrael Kristal, o homem mais velho do mundo e sobrevivente do Holocausto, morreu nessa sexta-feira (11/08) em Israel aos 113 anos, um mês antes de fazer aniversário, informou o jornal israelense Haaretz.

Kristal ganhou o certificado de homem mais velho do mundo pela organização Guinness World Records, depois da morte do japonês Yasutaro Koide, aos 112 anos e 312 dias.

“Todos têm o seu próprio destino, não há segredos”, disse quando recebeu o título. “Tudo o que nos resta é continuar trabalhando o mais duro que pudermos e reconstruir o que está perdido.”

De família judia ortodoxa, Kristal nasceu na Polônia em 15 de setembro de 1903 e foi deportado em 1940 ao campo de concentração de Auschwitz, onde perdeu a mulher e os dois filhos. “Dois livros poderiam ser escritos sobre um só dia ali”, declarou em uma entrevista ao jornal.

Após ser resgatado com 37 quilos, ele se mudou em 1950 para Israel e passou a viver com sua segunda mulher na cidade de Haifa, onde abriu uma confeitaria.

Em 2016, Kristal comemorou com 100 anos de atraso seu o Bar Mitzvá, cerimônia judaica que marca a passagem de um garoto para a vida adulta, aos 13 anos. Kristal não tinha passado pelo ritual na adolescência devido à Primeira Guerra Mundial.

O idoso considerava que o mundo atual “era pior que no passado” e criticava “a permissividade dos jovens”. “Agora tudo é de alta tecnologia. As coisas são fáceis, sem esforço, sem o trabalho manual do passado”, disse numa entrevista ao Haaretz.

A organização Guinness World Records está avaliando potenciais candidatos para assumir o título de homem ou mulher mais velho do mundo.

 

 

Covardia do Mercosul encorajou Trump

 

Fotos: Reuters

 

Mesmo um chefe de governo irresponsável como Donald Trump foi capaz de perceber sinais da covardia incontrolável de chefes  de governo de países vizinhos da Venezuela.

Uma semana depois que os governos do Mercosul -- Michel Temer a frente -- votaram pela suspensão da Venezuela, Trump anunciou que não descarta a "opção militar" para intervir naquele país.

Não é uma declaração de guerra mas tampouco é uma frase solta no ar. Numa ritual tradicionalmente usado para conversas íntimas e transmissão de recados confidenciais, amanhã o vice-presidente Mike Pence inicia uma visita à América Latina, passando pela Colômbia e Panamá, países que tem um papel estratégico em qualquer debate -- mesmo puramente teórico -- sobre operações militares na área. 

É óbvio que a Venezuela estará na pauta dessas conversas.

Camuflados numa postura democrática que só fazem questão de defender fora de suas próprias fronteiras, nos últimos dias os governos da região se apressaram em tomar distância de Caracas -- no momento em que o país ensaia uma saída democrática para uma situação de pré-guerra civil com a convocação da Assembléia Constituinte que, enfrentada a bala pelo terrorismo da oposição, contou com a participação de mais de 40% dos venezuelanos.  

Incapazes de conter o receio de que a resistência do povo daquele país possa ser vista como exemplo por suas próprias populações e estimular uma postura de recusa a submissão a Washington que se tornou a linha diplomática comum de Brasília e Buenos Aires, Lima e Assunção, os governos da região não hesitaram em mais um tentativa de isolar e enfraquecer o governo Nicolás Maduro que, com erros e defeitos, é expressão do voto soberano dos venezuelanos.

A partir da absurda decisão do Mercosul, aconteceu o óbvio. Constatando o caminho ficou livre, Trump agradeceu com o discurso da "opção militar". Qualquer calouro de marketing político sabe que, para um governante às voltas com um imenso desgaste interno, o discurso bélico é sempre uma forma de recuperar popularidade e desviar atenção de problemas reais.  

Embora vários governos já tenham se apressado em condenar uma eventual intervenção militar -- como fez o ministro Aloysio Nunes Ferreira -- todo mundo sabe que era isso mesmo o que iria acontecer -- ao menos no plano das palavras.

A briga de vizinhos, que poderiam ser considerados aliados naturais da Venezuela, é um estimulo a intervenções imperiais em qualquer parte do mundo -- e, nestes dias, ajuda a entender as dificuldades de Washington em dar uma resposta ao gosto de Donald Trump diante dos mísseis da Coreia do Norte.

 

 

Supersalários: Gilmar critica a ‘aristocracia togada’ brasileira

 

Gilmar critica supersalários e privilégios no Poder Judiciário

Diário do Poder / Foto: reprodução

O ministro Gilmar Mendes não foge de polêmicas. Ele destacou ontem a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de abrir mão de reajuste salarial, neste momento de crise tão grave, e afirmou que o Judiciário e o setor público “precisam ter um encontro com a realidade”. Ele citou vários casos de ganhos salariais abusivos em tribunais e no ministério público e disse que se criou no Brasil “um tipo de aristocracia togada”. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Gilmar disse ter sido informado de que no Tribunal de Justiça de São Paulo, não há desembargador ganhando menos de R$70 mil líquidos.

Outro abuso citado por Gilmar Mendes foi a criação, em Cuiabá, de um “auxílio técnico” de R$14 mil para procuradores comprarem livros.

O ministro Gilmar acha que esse enfrentamento deve ser feito no plano federal: “Os Estados não têm força para lutar contra esses privilégios”.

 

Senador paraibano quer tornar arma branca letal e penas mais duras para roubo


IMG_9671

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) está com três projetos de lei na área de segurança pública que visam aumentar as penas para determinados crimes no Brasil.

Sensibilizado com o aumento da violência, Raimundo quer tornar as armas brancas letais.

Ele explicou em entrevista na tarde desta sexta-feira (11) que com exceção de trabalhadores que utilizam as armas brancas como ferramenta de trabalho, com o projeto, outras pessoas que portem essas armas serão responsabilizados.

EX-DEPUTADO E EX MARIDO DE DILMA MORRE EM PORTO ALEGRE

 

Por G1 RS

Morreu no início da madrugada deste sábado (12), em Porto Alegre, Carlos Araújo, ativista, ex-deputado e ex-marido da ex-presidente Dilma Rousseff. Ele tinha 79 anos de idade.
Ele estava internado desde o dia 25 de julho no Hospital São Francisco, da Santa Casa de Misericórdia. No dia 28, foi informado que ele havia deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e que se recuperava. Seu quadro era considerado estável.

A informação acerca da morte de Araújo foi divulgada no início da manhã deste sábado. Entretanto as causas não foram divulgadas.

Carlos Franklin Paixão Araújo era advogado trabalhista. Nos anos 50 se juntou a Juventude Comunista, e já durante a ditadura ajudou a formar uma organização que atuou contra o regime militar. Foi quando conheceu Dilma Rousseff com quem foi casado por mais de 20 anos.

Os dois se conheceram em 1969, se casaram, foram presos juntos, e voltaram para Porto Alegre no começo dos anos 70. Em 1976 nasceu a única filha do casal, Ana Paula, que lhes deu dois netos, Guilherme e Gabriel.

No período em que foi presidente, Dilma sempre visitava Carlos Araújo em sua casa, na Zona Sul de Porto Alegre, onde também encontrava com a filha e os netos.

Na década de 80, Araújo foi deputado estadual pelo PDT, partido que ajudou a formar. Ele abandonou a carreira política em 2000 e passou a se dedicar ao seu escritório de advocacia em Porto Alegre. Em 2014 chegou a ser um dos mais antigos advogados trabalhistas em atividade no país.

Dilma Rousseff está no Rio de Janeiro e deve chegar a Porto Alegre ainda na manhã deste sábado. Ela ainda não se manifestou.

Por meio das redes sociais, amigos e políticos postaram mensagens em solidariedade ao ex-deputado. A deputada federal, Maria do Rosário, disse que o Brasil e o trabalhismo genuíno perdem um ícone e completou: “Carlos Araújo, grande quadro político da resistência à ditadura e do direito. Solidariedade”.

 

Jairo Jorge, do PDT, disse que “o Rio Grande e o Brasil perdem hoje Carlos Araújo, íntegro, lutador, trabalhista. Com sua inteligência e inquietude sempre nos inspirava”.
A deputada estadual do PCdoB Manuela d’Ávila também demonstrou solidariedade com a seguinte postagem: “Meu abraço aos familiares de Carlos Araújo. Quantas contribuições deu ao nosso Rio Grande”.

 

Farra das passagens’ nunca cessou na Câmara dos Deputados

 

http://2.bp.blogspot.com/_Wc9QTXsfRoM/TPIapnCL0EI/AAAAAAAAA5Y/EPqA0EEpD0k/s1600/DSC00602.JPG

Após 8 anos, o Ministério Público Federal denunciou 72 ex-deputados que gastaram, em média, R$116 mil em passagens aéreas, totalizando custos de mais de R$8 milhões. Os valores até são interessantes, mas irrisórios se comparados aos gastos anuais de mais de R$ 47,5 milhões dos deputados federais com passagens. Se incluir as diárias, que são associadas às passagens, somente em 2017 foram R$ 107,1 milhões. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em 2017, até agora, o recordista em gastos com passagens aéreas é Vander Loubert (PT-MS): suas 364 viagens custaram R$ 309 mil.

No caso ocorrido há 8 anos, o MPF acusa o ex-deputado Henrique Lima de gastar R$ 245 mil na compra de 434 passagens.

Ilderlei Cordeiro, com 388 passagens a R$248 mil, e Nilson Mourão, com 355 bilhetes a R$229 mil, fecham o “top 3” da denúncia do MPF.

A ONG Política Supervisionada denunciou 178 parlamentares e 42 fornecedores suspeitos de irregularidades com passagens desde 2014.

 

 

RECIFE - PAULO CÂMARA PRESTIGIA POSSES DE NOVO PROCURADOR DE JUSTIÇA E DE 21 PROMOTORES DO MPPE

 

 

 

 
O governador Paulo Câmara prestigiou, nesta quinta-feira (10.08), a posse do novo procurador de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), José Correia de Araújo, e de 21 novos promotores da instituição. Os servidores empossados, que vão atuar no Sertão, Agreste e Zona da Mata pernambucana, foram aprovados no 24ª concurso público para cargos de promotor de Justiça e promotor de Justiça substituto do MPPE. A solenidade, presidida pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu de Barros, foi realizada no Centro Cultural Rossini Alves Couto, no Recife.
 
“O Brasil passa por um momento de muitas definições, e cabe ao Poder Estatal, ao governo e aos Poderes cuidarem da sociedade e fazer com que os serviços públicos funcionem bem. E o Ministério Público tem esse papel, importante e fundamental, de ser parceiro e de buscar melhorar a sociedade, melhorar os serviços públicos, combater à violência, o tráfico de drogas e o crime organizado”, ressaltou o governador, completando: “São muitas tarefas e desafios, mas o Ministério Público está de parabéns. E com esse reforço de 21 novos promotores, com certeza, vai melhorar ainda mais o serviço oferecido ao cidadão”.
 
Francisco Dirceu cumprimentou cada um dos novos promotores e seus familiares, e destacou a importância do bom relacionamento entre os outros Poderes. “Nós temos desafios, e desafios servem para serem superados. Hoje, estamos concretizando sonhos de pessoas que não conhecíamos, e que, agora, vão nos ajudar a melhorar a qualidade de vida do povo pernambucano. As portas do MPPE sempre estiveram abertas para os Poderes Executivo e Legislativo. Estabelecemos um diálogo franco e aberto, porque em uma crise, o que se espera é que as instituições públicas estejam em harmonia, apesar e sua ampla independência”, afirmou.
Emocionado, o novo procurador de Justiça do MPPE, José Correia de Araújo, agradeceu o apoio de seus familiares e amigos de carreira, e disse estar animado para a nova missão. "Este ano, completo 24 anos de ingresso no Ministério Púbico deste Estado. Ao longo desta caminhada, os desafios foram muitos, porém, forças e muito apoio não me faltaram para seguir em frente. E, hoje, tenho a honra de receber essa promoção com muita alegria, ao lado dos que me acompanharam todos esses anos”, frisou. 
 
Acompanharam o governador Paulo Câmara na solenidade o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado estadual Guilherme Uchôa; e o secretário da Assessoria Especial ao Governador, José Neto.
 
Da ASCOM

 

Ministério da Agricultura e Pecuária realiza seleção com 300 vagas e salário de R$ 6,7 mil

 

 

Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), divulgou nesta sexta-feira (11), processo seletivo destinado a médicos veterinários. Ao todo, existem 300 vagas disponíveis, e segundo informações publicadas pelo órgão, os profissionais aprovados atuarão na inspeção de frigoríficos.

De acordo com o Mapa, os veterinários serão admitidos por um ano, com possibilidade de renovação pelo mesmo período. O salário previsto é de R$ 6.710,58. “Do total de vagas, 20% serão reservadas para pessoas negras”, informou o Mapa por meio do site oficial.

Os participantes do processo seletivo devem ter diploma de nível superior em medicina veterinária e registro ativo nos conselhos regionais ou federal da área. A jornada de trabalho prevista é de 40 horas por semana.

A seleção prevê prova objetiva com 40 quesitos no dia 17 de setembro, bem como haverá análise da experiência dos candidatos e títulos. “As questões objetivas serão aplicadas em Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Manaus, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Salvador, São Luís, São Paulo e Teresina. O resultado da seleção será divulgado em 6 de novembro”, informou o Ministério.

Os interessados em participar do processo seletivo deverão se inscrever do dia 14 deste mês até 20 de agosto, por meio do endereço virtual do certame. A taxa de participação custa R$ 100. Mais informações podem ser obtidas no edital da seleção.