Um homem de 24 anos foi preso pela Polícia Militar depois de avançar o carro sobre uma multidão e atropelar 18 pessoas na cidade de João Dourado, na região norte da Bahia, na noite deste último sábado (20).

Inicialmente, a prefeitura informou que o caso aconteceu durante uma comemoração promovida por apoiadores do prefeito eleito, Di Cardoso (PL), na Praça da Feira, no centro da cidade. Já no período da noite, a prefeitura detalhou que o evento foi realizado pela prefeitura, em comemoração a diversas inaugurações realizadas no município e ao final do mandato da prefeita interina.

Através de imagens gravadas por testemunhas é possível ver o momento em que o carro atinge os pedestres. Houve correria, o veículo chegou a arrastar algumas vítimas pela rua, mas não consegue deixar o local.

Assista:

 

Enem tem questões com a música ‘Admirável Gado Novo’ e indígenas

O primeiro dia de provas do Enem 2021 teve questão com a música “Admirável Gado Novo”, do cantor Zé Ramalho, sobre populações indígenas e carcerária do país. O exame começou neste domingo (21) com as provas de ciências humanas, linguagens e redação

O professor de história, Guilherme Freitas, da escola Seb Lafaiete, diz que a questão com a música de Ramalho pedia ao candidato que interpretasse um trecho da letra da canção e a relacionasse com a exclusão vivida pela população.

“Surpreendentemente, diante de todas as denúncias que cercaram o Enem nos últimos dias, a prova voltou a trazer questões que abordam a história contemporânea brasileira. Ainda que a ditadura militar não tenha sido abordada, outros períodos importantes apareceram”, conta Freitas.

Às vésperas do início do Enem, servidores do Inep, órgão responsável pela elaboração da prova, fizeram uma série de denúncias sobre assédio moral que sofreram para suprimir perguntas com temas considerados inadequados pela gestão do órgão.

A Folha mostrou que o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, para que houvesse questões que tratassem o Golpe Militar de 1964 como uma revolução.

Nenhuma questão da prova abordou a ditadura militar no país. Desde o início do governo Bolsonaro, o período histórico foi suprimido da prova.

“Ainda que não tenha abordado a ditadura militar, a prova deste ano voltou a falar da história contemporânea, o que é muito positivo e importante. O exame trouxe duas questões sobre Getúlio Vargas”, dis Freitas.

Apesar das denúncias de pressão, a prova abordou questões sobre minorias, como população indígena, população carcerária e desigualdade de gênero.

Umas das questões, por exemplo, falou sobre as dificuldade de mulheres cientistas no século 19 diante da exclusão que sofriam com a sociedade patriarcal.

O tema da redação também surpreendeu os educadores por ter mantido o padrão de anos anteriores ao abordar assunto relacionado aos direitos humanos. Os candidatos tiveram que fazer uma dissertação sobre a “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil’. 

 

Governo de Pernambuco vai destinar R$ 260 mi para professores

O programa Valoriza Fundeb 2021, de autoria do Governo de Pernambuco, vai destinar R$ 260 milhões para o incentivo financeiro dos profissionais de Educação Básica da rede pública estadual de ensino. O projeto que viabiliza o programa – PLO nº 2880/2021 – foi enviado pelo governador Paulo Câmara (PSB) para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Os R$ 260 milhões correspondem ao valor global do programa, a ser pago de forma extraordinária ainda no exercício de 2021. Caso o projeto seja aprovado, serão duas datas de pagamento para os diferentes grupos de profissionais da educação básica, que totalizam 33.556 pessoas.

Os profissionais em efetivo exercício na rede escolar de educação básica receberão o benefício em dezembro de 2021. Os profissionais vinculados à Secretaria de Educação e Esportes, que exercem atividades de manutenção e desenvolvimento do ensino, pedagógicas ou administrativas, por sua vez, terão direito ao valor em janeiro de 2022.

“Pernambuco tem se destacado no cenário nacional com resultados expressivos no campo da educação, em decorrência do trabalho desses valorosos profissionais e da dedicação dos nossos estudantes, além de uma política séria de aplicação de recursos públicos no setor, sendo a valorização dos educadores uma das principais diretrizes do Plano Estadual de Educação”, afirmou o governador ao anunciar o programa, na semana passada.

A proposta vai na linha da Emenda Constitucional nº 108/2020, conhecida quando tramitou no Congresso Nacional como PEC do Fundo de Desenvolvimento e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb). A legislação tornou o fundo permanente e determinou o aumento gradativo da participação da União no seu orçamento, saindo de 10% até 23% em 2021.