No carnaval de Afogados, todo dia é dia de tabaqueiro. Das primeiras horas do dia até o último som do carnaval, centenas de mascarados percorrem as ruas da cidade estralando seus relhos e animando os foliões com o som de seus cinturões de chocalhos. Sem contar a beleza das máscaras e o colorido das fantasias.
Desde 2013, a Prefeitura vem acertadamente investindo na tradição dos tabaqueiros. Um trabalho que já vem rendendo bons frutos, como o reconhecimento do Governo do Estado e inclusão do tabaqueiro como um dos personagens do Carnaval de Pernambuco, a criação da associação dos tabaqueiros e o aumento, a cada ano, no número de desfilantes.
E o domingo foi o dia do concurso de tabaqueiros. No pólo montado na Rua Professor Vera Cruz, em homenagem ao Personagem, dezenas de mascarados desfilaram concorrendo a prêmios de 500, 300 e 150 Reais, respectivamente, para os três primeiros lugares. Premiação concedida pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes.
O Júri avaliou cada detalhe das apresentações, desde as roupas, máscaras, até a força do estralo do relho. Os vencedores do concurso foram “A Beleza do Carnaval Afogadense”, em primeiro lugar; empatados em segundo, ficaram a “Caveira do Piseiro”, “Tabaqueiro Patrimônio de Afogados” e o “Gorila do Mal”. A terceira colocação ficou com o tabaqueiro mirim que saiu fantasiado de palhaço do filme “It – a coisa”. As premiações foram entregues pelo Secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Edygar Santos, o Presidente da Câmara de Vereadores, Igor Mariano, e o Vice-prefeito, Alessandro Palmeira. 
“Os Tabaqueiros são a tradição do nosso carnaval, e batalhamos muito para que a principal figura do nosso carnaval fosse reconhecida pela Secretaria de Cultura do Governo de Pernambuco, para que junto aos Papangus de Bezerros, os caiporas de Pesqueira e os Caretas de Triunfo, fizessem parte dos personagens do Carnaval de nosso Estado. Precisamos agora fortalecer a tradição das máscaras em papel marchê, para que possamos resgatar ainda mais a nossa tradição,” destacou o Vice-Prefeito, Alessandro Palmeira.

Caminhão pega fogo e duas pessoas morrem em Pernambuco

Uma das vítimas ficou tão queimada, que não foi identificadaFoto: Cortesia

Um caminhão pegou fogo no município de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. O acidente aconteceu nesse sábado (22), por volta das 12h, na PE-42. Uma das vítimas ficou tão queimada, que ainda não foi identificada.

Acredita-se que o caminhão transportava combustível, mas ainda não se sabe o tipo. O dono do caminhão não apareceu e o caso será investigado pela Delegacia de Ipojuca.

Mortes

Um homem, identificado como José Carlos da Silva, morreu no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. Outro homem morreu no local, mas não foi identificado. Ele foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), também no Recife.

Eleitor tem até 6 de maio para regularizar título junto à Justiça Eleitoral

Quem perder o prazo não poderá votar nas eleições municipais

Foto: reprodução

Os brasileiros que estão com o título de eleitor cancelado têm até 6 de maio para regularizar a situação perante à Justiça Eleitoral. Quem perder o prazo, não poderá votar nas eleições municipais, previstas para outubro deste ano. O pleito vai definir os prefeitos e vereadores nos mais de cinco mil municípios do país.

No ano passado, cerca de 2,4 milhões de eleitores tiveram seus títulos cancelados porque deixaram de votar e justificar a ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno é contabilizado como uma eleição.

Para regularizar o título, o cidadão deve ir ao cartório eleitoral próximo à sua casa, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Cada turno que o eleitor deixou de comparecer gera uma multa de R$ 3,51.

As pessoas devem ficar atentas, pois caso deixem de regularizar o documento, não ficam apenas impedidas de votar. Entre as restrições, por exemplo, estão: não poder tirar o passaporte, nem tomar posse em cargos públicos ou fazer matrícula em instituições públicas.

Cada eleitor pode consultar a própria situação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cerca de 146 milhões de pessoas estarão aptas a votar.