(Foto: Globo/Divulgação )

Diante do agravamento da pandemia da Covid-19, que atingiu seu pior momento no Brasil, o Jornalismo da Globo tomou novas medidas para preservar os colaboradores integrantes do grupo de risco, que já estão trabalhando em home office desde o início da pandemia.Na GloboNews, foram adiados, por pelo menos um mês, os retornos dos programas ‘GloboNews Miriam Leitão’, ‘Roberto D’Avila’ e ‘Diálogos com Mário Sérgio Conti’, previstos para a próxima semana, já que a gravação das entrevistas exigia uma mínima presença de técnicos nas casas dos jornalistas. O ‘Papo de Política’ está confirmado às quintas-feiras, na faixa de 23h30, mas sem a presença de Andréia Sadi, que está grávida.

Também está mantido o retorno do ‘GloboNews Internacional’, com Guga Chacra e Marcelo Lins, nas noites de domingo. Na TV Globo, as gravações com Gloria Maria para o ‘Globo Repórter’ estão suspensas pelo mesmo período – ela gravava no jardim de sua casa, ao ar livre, mas a opção foi por aumentar ainda mais os cuidados.

A apresentadora já tinha finalizado sua participação nos dois próximos programas. A partir de então, o ‘Globo Repórter’ passa a ser conduzido apenas por Sandra Annenberg. Como grava sozinho de casa, Caco Barcellos continua no comando do ‘Profissão Repórter’.

Como acontece desde o início da pandemia, os jornalistas do grupo de risco têm trabalhado de casa, contribuindo para a extensa e fundamental cobertura da pandemia e de outros fatos importantes no Brasil e no mundo, em todas as plataformas do jornalismo da Globo.

Mãe de Jair Bolsonaro recebe segunda dose da CoronaVac

 (Foto: Reprodução)

Mãe do presidente Jair Bolsonaro, Olinda Bunturi Bolsonaro, de 93 anos, recebeu a segunda dose da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, nesta segunda-feira (8). A aplicação foi feita em sua própria residência, em Eldorado, no interior de São Paulo.
Segundo o cartão de vacina da idosa, a primeira dose da vacina CoronaVac foi aplicada no dia 12 de fevereiro. 24 dias após tomar a primeira dose, Olinda recebeu o complemento da imunização.
De acordo com o Programa Estadual de Imunizações, o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose é de 28 dias (4 semanas) no caso da Coronavac. Já da vacina Oxford/AstraZeneca o intervalo é de 90 dias entre a 1ª e 2ª dose.