Foi a primeira medalha paralímpica de Wendell, que estreia nos Jogos, e a segunda de ouro do país no megaevento. (Foto: Reprodução)

O Brasil tem um dos homens mais rápidos do mundo na piscina das Paralimpíadas de Tóquio. Wendell Belarmino, de 23 anos, conquistou na manhã desta sexta-feira, no Centro Aquático da capital japonesa, a medalha de ouro nos 50m livre da classe S11 (para atletas com deficiência visual) ao bater na frente com 26s03, à frente do chinês Dongdong Hua (26s18) e do lituano Edgaras Matakas (26s38).

Foi a primeira medalha paralímpica de Wendell, que estreia nos Jogos, e a segunda de ouro do país no megaevento.

A primeira havia saído na quarta-feira, com Gabriel Bandeira nos 100m borboleta da classe S14 (para atletas com deficiência intelectual).

– A ideia era vir, me divertir e chegar ao pódio. Queria nadar o mais rápido possível. Além de me divertir, estou realizando três sonhos de uma vez só: vir para uma Paralimpíada, ganhar uma medalha paralímpica e ser campeão paralímpico – afirmou o brasileiro, atual campeão mundial da prova.

Wendell é frequentador de túneis de vento, uma tecnologia que o permite relaxar em meio à rotina de treinos, mas que também o ajuda na preparação para as provas da classe S11, para deficientes visuais.

Além da própria limitação da vista, os competidores da S11 usam ainda óculos pintados de preto para garantir que ninguém terá qualquer tipo de vantagem sobre os adversários. Assim, a orientação nas raias é feita à base de muito treino e instinto. O desenvolvimento dessa sensibilidade é estimulado indiretamente pelos voos no simulador.

Ele tem menos de 5% da visão em função de um glaucoma congênito. Está inscrito, além dos 50m livre, nos 100m borboleta, nos 200m medley e no revezamento misto 4x100m até 49 pontos.

Outro brasileiro na prova, Matheus Reine terminou na sexta posição, com a marca de 27s26.

Daniel Dias é sexto
Uma das maiores lendas da natação paralímpica em todos os tempos, Daniel Dias saiu da água pela primeira vez em Tóquio. Depois de conquistar três bronzes, ele foi o sexto colocado na final dos 50m borboleta da classe S5 (para atletas com deficiências físicas).

– Eu tentei dar o meu melhor. Senti esse terceiro dia de competições, foram dois anos sem competir. Agora é descansar, tenho dois dias de descanso, depois tenho o costas e os 50m livre – afirmou.

Daniel marcou 36s56, quase seis segundos atrás do chinês Tao Zheng, que levou o ouro com 30s62. Outros dois chineses (Lichao Wang, com 31s81, e Weiyi Yuan, com 32s00) completaram o pódio.

O brasileiro, que vai se aposentar após as competições na capital japonesa, soma 27 pódios paralímpicos em sua carreira.

Com os dados desta quinta, o país chegou a 577.605 óbitos e a 20.675.343 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

O Brasil registrou 875 mortes por Covid e 30.288 casos da doença, nesta quinta-feira (26). A média móvel de óbitos foi de 696, menor que 700 pela primeira vez desde 3 de janeiro.

Com os dados desta quinta, o país chegou a 577.605 óbitos e a 20.675.343 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

A média móvel de casos permaneceu em estabilidade e agora é de 25.904.
Mesmo com números inferiores aos elevados dados anteriores, o momento merece atenção e cuidado. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países. A delta também já parece causar problemas no Rio de Janeiro, que vê aumentos de casos e internações.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Lula diz que vai regular imprensa e internet, se for eleito

Diante das falas golpistas de Jair Bolsonaro, o ex-presidente Lula vestiu a fantasia de democrata e passou a tentar mostrar que é melhor que o atual presidente em determinados assuntos. Lula lidera as pesquisas para o Planalto em 2022.

Livre das condenações da Lava Jato graças aos erros da investigação, o petista tem se sentido cada vez mais solto para voltar a ser o velho Lula de sempre. Além de negar a corrupção na Petrobras, agora resgatou um antigo fetiche do autoritarismo petista: controlar a atuação da imprensa livre.

“Todo dia me perguntam: quando é que você vai fazer uma autocrítica? Tenho que fazer uma autocrítica. Nós não tratamos a reforma da comunicação, a regulação (da mídia), como deveria ser tratada. Aprovamos um programa para que a gente pudesse regulamentar os meios de comunicação. Eu não sei por que ‘cargas d’água’ não foi colocado no Congresso esse projeto”, disse o petista.

“Eu gostaria que a Rede Globo pedisse desculpas pra mim”, diz Lula. “Eu vi como a imprensa na Venezuela destruía o Chávez. Nós vamos ter que ter um compromisso público de que nós vamos ter que fazer um novo marco regulatório dos meios de comunicação e espero que os senadores e deputados entendam que isso é necessário para a democracia. Inclusive discutir com a sociedade uma regulação da internet. Para que a internet se transforme numa coisa do bem”, segue o petista. (Via: Blog Radar da Veja)

O Brasil aplicará terceira dose da vacina contra a Covid nos mais velhos a partir de setembro. O plano do Mistério da Saúde engloba todas as pessoas com mais de 70 anos ou imunossuprimidas e terá início no dia 15. O governo de São Paulo anunciou que incluirá todas as pessoas da faixa acima de 60 anos e começará no dia 6. Em São Luís, a administração da dose de reforço começou nesta quinta-feira (26). 

O nome técnico dessa combinação de vacinas é aplicação heteróloga e, até onde se sabe, ela é segura. Há testes sobre misturas desde os anos 1990, numa tentativa de combater o HIV. No caso específico da Covid, porém, ainda não há estudos completos com a terceira dose.
 

No Brasil, a aplicação heteróloga envolverá quase todos os idosos que receberem a terceira dose. Isso porque a maioria tomou Coronavac nas primeiras doses e, agora, poderão receber outro imunizante.

De acordo com o Ministério da Saúde, a fabricante de preferência para o reforço será a Pfizer, mas as vacinas da Janssen e Astrazeneca também poderão ser utilizadas. O governo de São Paulo disse que usará o imunizante que estiver disponível.

Nos dois casos, a dose adicional será aplicada em todas as pessoas elegíveis, independentemente do imunizante recebido nas primeiras aplicações.

Veja o que se sabe sobre o assunto:

É seguro misturar vacinas?
Até o momento, os poucos estudos disponíveis sobre o uso de uma vacina contra a Covid diferente da aplicada na primeira dose apontaram que a combinação é segura. Mas esses estudos tratam apenas de mistura de fabricantes na primeira e na segunda dose, não na terceira.

Um desses estudos saiu na prestigiosa revista The Lancet. Outro, um teste em roedores com regimes heterólogos, saiu na revista Nature Communications.

Um outro estudo publicado na revista The Lancet e feito com mais de 600 participantes adultos testou, em pessoas que tomaram a primeira dose da Astrazeneca, a aplicação da vacina da Pfizer como segunda dose.
Segundo os pesquisadores, houve resposta imune robusta, confirmando que a aplicação heteróloga pode provocar uma combinação potente de respostas celular e de anticorpos.

Essa pesquisa, porém, comparou a combinação da segunda dose com participantes que não tinham o esquema vacinal completo.

Mais um estudo publicado na The Lancet, feito com 830 pessoas com 50 anos ou mais, analisou a combinação de vacinas da Pfizer com a Astrazeneca, ou da Astrazeneca com a Pfizer. Os autores afirmam que os resultados apoiam a misturam desses imunizantes, mas também dizem que mais pesquisas são necessárias para avaliar o cruzamento de outras fabricantes.

É seguro misturar vacinas na terceira dose (ou na dose adicional, no caso da Janssen)?
Ainda não há estudos publicados que apontem segurança, geração de resposta imune e eficácia de uma terceira dose de um imunizante diverso do usado nas duas doses iniciais.

Está em curso no Brasil uma pesquisa que observará exatamente isso: dose de reforço (com todos os imunizantes disponíveis no país, ou seja, o do Butantan, da AstraZeneca, da Janssen e da Pfizer) em pessoas que tomaram as duas primeiras doses da Coronavac.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) tem afirmado que faltam evidências científicas sobre segurança e eficácia da terceira dose. A entidade também defende que as vacinas disponíveis sejam distribuídas entre os países mais pobres, em vez de serem aplicadas como dose de reforço nos países ricos.

Por que estamos falando em uma dose de reforço/terceira dose com vacinas combinadas?
Alguns pesquisadores já apontavam para uma possibilidade de, passado um tempo da segunda dose, haver necessidade de atualização na imunização contra a Covid. No momento atual, dois fatores principais levaram à ideia.

O primeiro é a variante delta, considerada mais transmissível do que outras cepas e com escape vacinal -é necessário o esquema vacinal completo para estar protegido contra ela. Com a expansão da variante delta e a minimização das medidas restritivas de contenção do vírus, a cepa se espalhou e causou aumento expressivo de casos e também crescimento de hospitalizações em diversos países com vacinação avançada.

O segundo motivo diz respeito a alguns dados e observações da redução das proteções contra a Covid com o passar do tempo.

Há ainda um outro fator da menor eficácia das vacinas, de modo geral, em populações mais idosas, que estiveram entre as primeiras a receber a imunização e que têm um sistema imune mais frágil.

Um estudo recente -sem revisão por pares- apontou, por exemplo, que, para pessoas com mais de 55 anos que tomaram Coronavac, uma dose extra de imunizante pode ser benéfica.

Dados de vida real da proteção de outras pesquisas também apontam uma eficácia consideravelmente menor da Coronavac em populações com idade mais avançada, como acima de 80 anos.

O que diz a OMS (Organização Mundial da Saúde)?
Na quarta-feira (25), a OMS mais uma vez se posicionou de forma contrária a doses de reforço. A cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan, diz que uma dose extra de vacina pode ser um desperdício e ainda ser ineficiente. Ela afirma que um painel com cientistas de vários institutos de ponta concluiu que ainda não há evidências suficientes nem sobre a eficácia de uma dose de reforço nem sobre sua segurança.

Ao mesmo tempo, já há consenso de que a imunização completa com duas doses (ou uma, no caso da Janssen) oferece proteção contra adoecimento severo, hospitalização e morte, que são o grande prejuízo desta pandemia, disse Kate O’Brien, diretora de imunização da OMS.

“Sem comprovação científica de que seja necessário o reforço, as vacinas precisam ir para os mais vulneráveis e para médicos e enfermeiros desesperados por proteção nos países mais pobres do mundo”, disse a diretora de imunização.

A preocupação da OMS diz respeito à grande concentração de imunizantes contra a Covid em países ricos, enquanto os mais pobres engatinham no processo de vacinação contra a doença.

Já há outros países fazendo uso de doses de vacina combinadas? E doses de reforço?
Sim, alguns países já usam tanto a combinação de doses quanto aplicam as doses de reforço.

O Canadá, por exemplo, desde junho deste ano, passou a recomendar que pessoas tomaram a primeira dose da vacina Covishield contra a Covid-19 recebam, preferencialmente, um imunizante desenvolvido a partir de tecnologia de mRNA (RNA mensageiro), como os da Pfizer/BioNTech e da Moderna.

A recomendação, segundo o Naci (comitê canadense consultivo sobre imunização, em tradução livre), foi baseada em dados que demonstraram uma potencial resposta imune melhor com a mistura de diferentes imunizantes.

Israel, com uma das campanhas de vacinação mais avançadas no mundo, foi um dos primeiros a colocar em prática a dose de reforço, em julho, conforme perceberam o avanço da variante delta mesmo com uma porcentagem elevada da população com esquema vacinal completo. O país, porém não usa combinação de vacinas. A população tem recebido uma dose extra da Pfizer, imunizante que guiou o programa de vacinação naquela nação.

Os dados do país -e alguns estudos- apontam que essas doses extras podem ser uma boa ideia.

E como vai funcionar a dose de reforço no Brasil? Quem poderá tomar?
O ministro da Saúde afirmou que, por enquanto, as doses extras serão destinadas a pessoas acima de 70 anos e imunossuprimidos. Poderão tomar a nova dose idosos que receberam a segunda dose há mais de seis meses.
Para os imunossuprimidos, o intervalo deve ser de 28 dias após terem recebido a segunda dose ou dose única (se foram vacinados com o imunizante da Janssen).

No estado de São Paulo, as datas e idades anunciadas pelo governador João Doria (PSDB) são diferentes. Doria afirmou que, a partir de 6 de setembro, as novas doses serão aplicadas em todos com mais de 60 anos, independentemente do imunizante que tenham recebido nas aplicações anteriores. A dose extra só será aplicada em quem tomou a segunda dose do imunizante há mais de seis meses.

Quem foi vacinado com a Janssen poderá receber a dose de reforço?
Sim. A ideia é incluir todas as pessoas da faixa etária anunciada, ou imunossuprimidos. Nesse caso específico, não se trata de terceira dose, porque o regime original de vacinação da Janssen é com dose única, enquanto as demais vacinas aplicadas no Brasil prevêm duas doses.

Quais combinações já têm estudos específicos?
Até o momento, os dados disponíveis dizem respeito à combinação da Covishield (Oxford/AstraZeneca) e da Pfizer/BioNTech, uma como primeira e outra como segunda dose (em quaqluer ordem).

Quais as vantagens em tomar uma dose de reforço de outra fabricante?
Ainda não está claro, mas alguns estudos feitos pela Universidade de Oxford sugerem que a combinação de primeira dose de Astrazeneca e uma segunda dose da Pfizer pode gerar mais anticorpos e células T (as células imunes que matam os patógenos) do que usar apenas Astrazeneca.

Usar primeiro Pfizer e depois astrazeneca, a proteção também pode ser mais robusta do que usar apenas a Astrazeneca, mas menos robusta do que na outra ordem.

A Alemanha tem recomendado que a vacina Astrazeneca seja combinada com a da Pfizer ou da Moderna. A própria chanceler alemã, Angela Merkel, de 66 anos, recebeu aplicação heteróloga: primeira dose de AstraZeneca e segunda dose da Moderna.

Misturar vacinas é melhor que tomar três doses do mesmo imunizante?
Ainda não está claro. Israel, por exemplo, está usando a mesma vacina, da Pfizer/BioNTech, para a dose de reforço.

Os efeitos adversos são mais fortes ou mais fracos com a combinação de vacinas?
Os dados disponíveis até o momento apontam maior frequência de efeitos adversos, como calafrios, de leves a moderados, com perfil de segurança aceitável.

Carga com Smart Tvs é recuperada – Foto: Divulgação/PRF

Nesta quarta-feira dia (25), uma carga de 160 Smart TVs roubada, avaliada em cerca de R$255 mil, foi recuperada na BR 424, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.

 

Os equipamentos foram encontrados em um caminhão frigorífico sem registro de roubo, a partir de uma ação integrada da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 9⁰ Batalhão de Polícia Militar (BPM) e da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

Policiais receberam informações de que homens estavam transferindo uma carga de um caminhão para outro, próximo a um lava jato localizado no Km 90 da rodovia. Ao chegarem no local, encontraram um caminhão frigorífico estacionado às margens da rodovia e sem ninguém por perto.

Quando a equipe abriu o compartimento de carga do veículo, foram encontrados 147 televisores de 39 polegadas e 13, de 32 polegadas. Os equipamentos não possuíam nota fiscal, mas foram realizadas consultas e constatado que se tratava de uma carga roubada no dia 15 de julho deste ano, em Timon, no Maranhão.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Garanhuns, para registro da ocorrência e devolução da carga à empresa responsável.

Por Portal Folha de Pernambuco

 

Amamentação: as 5 maiores dificuldades das mães (e como resolvê-las) - Revista Crescer | Amamentação

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira está promovendo uma campanha de incentivo ao aleitamento materno.

A campanha é coordenada pelo Centro de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente. 

Segundo Viviane Zuza, coordenadora da unidade, é preciso sempre incentivar a amamentação, por ser o leite materno o nutriente mais completo para a crianças, além de ser econômico e com benefícios para toda a vida do indivíduo. 

“Além dos benefícios protetores para as mulheres em relação a algumas doenças, inclusive o Câncer de mama. Precisamos de crianças nutridas, sadias e felizes. A amamentação representa um momento único de ligação, amor d carinho entre a mãe e o seu bebê,” destacou Viviane Zuza.

Em decorrência da pandemia, a campanha esse ano será através do incentivo para que mulheres possam divulgar em suas redes sociais fotos pessoais que mostrem o importante momento da amamentação, com a hastag #EuAmamento 

Serviço – O Centro de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, funciona na rua Pedro Pires, 231. O serviço realiza, em média, 580 atendimentos por mês, dentre mulheres – gestantes e puérperas sobretudo – crianças e adolescentes. 

As especialidades oferecidas à população são pediatria, ginecologia, obstetrícia, nutrição e psicologia. 

São realizados nos recém-nascidos testes do pezinho, da orelhinha, da linguinha e do olhinho. As mulheres também têm acesso a exames como mamografia e eletrocardiograma.

O Brasil registrou 901 mortes por Covid e 30.047 casos da doença, nesta quarta-feira (25). Com oscilações entre quedas e períodos de estabilidade recentes, a média móvel de óbitos atingiu o valor 718 mortes por dia, o menor desde 4 de janeiro, quando era de 707.

Já a média de casos agora é de 26.691 pessoas infectadas diariamente, o que representa uma situação de estabilidade.

Com os dados desta quarta, o país chegou a 576.730 mortes e a 20.645.055 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

Mesmo com números inferiores aos elevados dados anteriores, o momento merece atenção e cuidado. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países. A delta também já parece causar problemas no Rio de Janeiro, que vê aumentos de casos e internações.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 

Pacheco rejeita pedido de Bolsonaro sobre impeachment de Moraes

Foto: reprodução

O presidente apresentou o pedido contra o ministro do Supremo, mas não apontou no documento crimes cometidos pelo magistrado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, acaba de rejeitar o pedido de impeachment formulado por Jair Bolsonaro contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF.

Bolsonaro protocolou o pedido na sexta-feira passada, após o ministro do Supremo, que relata o inquérito das fake news,  ter mandado prender Roberto Jefferson, aliado do presidente, por ataques à democracia e ao STF.

Sem apontar crimes praticados pelo magistrado, Bolsonaro afirmou que os atos do ministro do Supremo “extrapolam com atos os limites constitucionais”.

‘Qual é o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara, diz Paulo Guedes ministro da economia

https://s2.glbimg.com/-qH7SbSPgaga6XPlWR3tSamzb7M=/10x42:313x212/810x456/smart/filters:max_age(3600)/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2020/9/Z/oakC8SQsKrGSolKLVTdA/guedes-frase-pib.jpg

O ministro da Economia, Paulo Guedes, questionou nesta quarta-feira (25) qual seria o problema de a “energia ficar um pouco mais cara porque choveu menos”. De acordo com o ministro, o país conseguiu se organizar em meio à pandemia, então não haveria razão para “ter medo”.

A alta no preço da energia é consequência da crise hídrica que afeta os reservatórios das usinas hidrelétricas. O Brasil enfrenta a pior estiagem dos últimos 91 anos e nesta quarta (25) o governo federal anunciou medidas para estimular a redução do consumo de energia elétrica no país.

“Se ano passado que era um caos, nos organizamos e atravessamos, por que vamos ter medo agora? Qual é o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara porque choveu menos?”, disse Guedes durante o lançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, na Câmara dos Deputados, nesta quarta (25).

A energia elétrica exerceu o maior impacto individual no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta quarta (25), respondendo sozinha por 0,23 pontos percentuais no índice do mês. E, segundo o blog da Ana Flor, o patamar 2 da bandeira tarifária vermelha da conta de luz deve aumentar ainda mais a partir de setembro.

Para o ministro, o Brasil irá “enfrentar essa crise”. Segundo Guedes, a falta de chuvas vai causar “perturbação”, que pode levar a inflação um “pouquinho pra cima” e o Banco Central (BC) terá que “correr um pouco” para conter o aumento.

“Vamos ter que enfrentar o problema do choque hídrico, isso vai causar perturbação, empurra inflação um pouquinho pra cima, BC tem que correr um pouco mais atrás da inflação, mas nós vamos enfrentar essa crise”.

 

 

Justiça acata pedido do MP e decreta indisponibilidade de bens do prefeito de Água Branca-PB

O Juiz Mathews Francisco Rodrigues de Souza do Amaral concedeu a liminar após Ação Civil Pública do MPPB decretando a indisponibilidade de bens e imóveis do prefeito Everton Firmino Batista, o Tom, no valor de R$ 2.040.150,00 (dois milhões, quarenta mil e cento ecinquenta reais).

Isso após o Ministério Público ingressar alegar irregularidades na apreciação do processo TC nº 16.829/17, referente ao procedimento licitatório n° 24/2017, na modalidade Pregão Presencial, realizado pelo Município de Água Branca.

A licitação ocorreu em 2017, tendo por objeto a contratação de empresa especializada no fornecimento de cartão eletrônico e vales em papel impresso, destinados à aquisição de peças e acessórios e prestação de serviços para manutenção e conservação da frota de veículos, próprios e locados, e máquinas pesadas.

O valor da contratação foi de R$ 456.750,00 (quatrocentos e cinquenta e seis mil e setecentos e cinquenta reais), direcionados à empresa vencedora, Nutricash Serviços LTDA. “No entanto, após serem analisadas as documentações utilizadas para a contratação da empresa supra, a Unidade Técnica do TCE/PB emitiu o relatório apontando diversas irregularidades”, diz o MP.

Dentre elas: a ausência de estudo prévio sobre a viabilidade de contratação,  ausência de pesquisa de preços e falha na descrição do objeto, ausência de discriminação dos preços unitários e do critério de menor preço,  quebra do princípio da impessoalidade na escolha de fornecedores (a Prefeitura pode adquirir livremente as peças em qualquer fornecedor credenciado à NUTRICASH), além da subcontratação total do objeto licitado e ausência de vantajosidade para a administração pública.

O Tribunal de Contas decidiu pela sustação imediata dos efeitos financeiros do Contrato nº 064/2017, celebrado entre o Município de Água Branca/PB e a empresa com suspensão dos pagamentos decorrentes das avenças pactuadas, bem como de todos os atos resultantes do Pregão Presencial n° 024/2017 que implicassem egresso de numerário dos cofres públicos municipais, nos termos do Acórdão AC1 TC nº 2537/2018. Além disso, julgou irregulares a Licitação (Pregão Presencial nº 024/2017), o Contrato Administrativo nº 064/2017 e o Termo Aditivo nº 01/2017,
aplicando, na oportunidade, multa no valor de R$ 2 mil.

No caso, considerando que o MPPB, observando o princípio da proporcionalidade e da razoabilidade, requereu o bloqueio de bens equivalentes ao dano em si e à multa civil de até duas vezes o valor do dano (art. 12, inciso II, LIA), os quais totalizam o importe de R$ 2.040.150,00 (dois milhões, quarenta mil e cento e cinquenta reais), deve este patamar ser observado. Veja decisão:Decisão Tom Água Branca.

Sertão: Grupo protesta contra agressão policial ao jovem Felipe em Araripina

Amigos de Felipe do Pipa fazem campanha para ajudar em cirurgia

 

 

Ontem (25) em Araripina, no Sertão pernambucano, um ato tomou as ruas. Houve uma carreata para protestar contra as agressões sofridas por um jovem conhecido na cidade como Felipe do Pipa, que foi espancado por policiais à paisana. O caso ocorreu em um posto de gasolina na BR-316 na madrugada da última domingo dia (22).

De acordo com testemunhas, esses agentes estavam embriagados durante o episódio de violência. Um deles teria agredido a própria namorada. O caso repercutiu e as fortes imagens passaram a circular nas redes sociais (para assistir ao vídeo, clique aqui). 

Fotos:

A vítima sofreu traumatismo craniano, segundo uma fonte informou ao Blog. Foram pelo menos 11 fraturas no rosto e um corte no peito. 

Vídeos:

Ele foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araripina e depois transferido para o Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, onde vai precisar passar por cirurgia.

Amigos estão fazendo campanha nas redes sociais pedindo ajuda para o tratamento de Felipe, pois a cirurgia é cara e ele precisa fazer com urgência.

“Vamos todos ajudar o amigo Felipe do Pipa!!! Ajudem por favor!!

Chave Pix 9 9637-5971 -Irany Ferreira de Noronha Rodrigues”

 Registro da PM:

 

 

 

 

Policiais militares da 9ª CIPM foram acionados por volta das 02:50 da madrugada de domingo (22/08), para intervir em uma briga generalizada que estava acontecendo em uma loja de conveniência de um posto de combustível localizado às margens da BR-316 com a PE-615, nas imediações da Icoasa.

Quando a polícia chegou ao local, testemunhas relataram que a briga envolveu três pessoas e que a vítima identificada como Yarle Felipe, ou Felipe do Pipa, idade não informada, teria dado entrada na UPA com lesões na face e na cabeça provenientes das agressões sofridas.

Em conversa com a vítima, o mesmo relatou aos policiais de serviço que fora agredido por dois policiais de folga que estavam também no local. Nas redes sociais pessoas ligadas à vítima disseram que a confusão começou por motivo fútil, onde a vítima teria esbarrado sem querer em um dos policiais na saída do banheiro.

Imagens das câmeras foram solicitadas, porém o proprietário do estabelecimento alegou não ter habilidade para acessar as imagens do sistema. Horas depois as imagens começaram a circular nas redes sociais e em grupos de whatsapp mostrando toda a confusão no posto de combustível.

Ainda segundo informações, a vítima foi transferida para o Hospital Regional de Ouricuri onde deverá ser submetido à cirurgia, uma vez que teve várias lesões na face. Amigos estão fazendo campanha nas redes sociais para ajudar nas despesas, e nesta quarta-feira 25/08, os pipeiros estão se organizando e se mobilizando para realizar uma carreata em forma de protesto em prol de Felipe, com concentração a partir das 10:00 da manhã em frente ao Detran. O caso foi registrado na DPC local e um Inquérito Policial foi Instaurado para apurar o fato.

Coluna Leo Dias teve acesso a documentos e vídeo exclusivo sobre o relacionamento da mãe das gêmeas com o apresentador.

As filhas de Gugu nunca concordaram com a tia Aparecida Liberato, que insiste em dizer que não havia união estável entre a mãe e o pai delas. (Foto: Reprodução)

As gêmeas do apresentador Gugu Liberato (1959-2019), após serem emancipadas, resolveram contar toda a verdade sobre o relacionamento de sua mãe com o apresentador.

Segundo vídeo exclusivo e documentos obtidos pela coluna Leo Dias (assista abaixo), as filhas de Gugu nunca concordaram com a tia Aparecida Liberato, que insiste em dizer que não havia união estável entre a mãe e o pai delas.

Nesta quarta-feira (25), o governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Administração (SAD), promoveu o pregão da folha salarial dos servidores estaduais. O banco Bradesco venceu o certame e ficará responsável pela operacionalização dos pagamentos pelos próximos cinco anos. Durante a sessão realizada na sede do órgão, no bairro do Pina, Recife, foi arrematado o valor de R$ 720 milhões, R$ 24 milhões a mais em relação ao último certame.
A secretária de Administração, Marília Lins, considerou o resultado do pregão positivo para o governo estadual. “O valor obtido com essa licitação foi satisfatório, pois conseguimos alcançar nosso objetivo inicial, mesmo diante da realidade atual do nosso mercado financeiro, com a inserção de novas modalidades bancárias, tais como Open bank, Pix, contas digitais, entre outras. Parabenizo o vencedor e a toda a equipe da SAD, que coordenou com maestria esse processo”, discursou a secretária.
Após a divulgação do vencedor, o resultado será homologado e publicado no Diario Oficial do Estado. Durante a realização da sessão, foram adotadas medidas de segurança sanitária, tais como uso de máscara, utilização de álcool a 70% e demarcação mínima entre as cadeiras.

 

Ascom

Numa semana em que o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, fez críticas abusivas à inclusão educacional de crianças com deficiência, a Secretaria de Educação de Afogados da Ingazeira realiza ações que buscam promover a inclusão e o respeito pelas diferenças.

Com o tema “Incluir é garantir o direito de pertencimento à educação”, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência tem o objetivo de desenvolver conteúdos e debates para a sensibilização da sociedade sobre as necessidades específicas desse segmento, e também promover a inclusão, combatendo o preconceito e a discriminação.

Em Afogados, a abertura aconteceu de forma remota, pelo aplicativo Google Meet, e contou com a participação de gestores escolares, coordenadores pedagógicos, professores e da secretária municipal de Educação, Wiviane Fonseca.

“As atividades dessa semana foram pensadas com muito carinho, em reconhecimento a um trabalho que já vem sendo realizado na rede escolar. Nossas escolas acolhem e incluem nossas crianças com deficiência no processo educativo. Buscando sempre garantir o direito de todos a uma educação pública, gratuita, inclusiva e de qualidade”, destacou Wivianne.

Até o dia 27 de Agosto, a Secretaria estará realizando oficinas com os profissionais da Educação, como também o acolhimento das famílias das crianças com deficiência no Centro de Apoio Educacional Multidisciplinar Professora Nívea Cléa Ramos Galindo.

Nesta quarta-feira (25), a Secretaria promove a oficina “Relações Interpessoais no Contexto da Escola Inclusiva”, direcionada aos professores, gestores escolares, coordenadores pedagógicos e técnicos.

Na quinta (26), o tema será “Práticas pedagógicas na perspectiva inclusiva.” E na sexta-feira (27), haverá um simpósio sobre os temas discutidos, com a participação da GRE Sertão do Alto Pajeú, às 9h, através do Google Meet, ferramenta virtual para seminários, palestras e debates remotos.

A educação inclusiva ajuda no importante processo de socialização das crianças com deficiência e ajuda a combater o preconceito, na medida em que promove a convivência e o respeito às diferenças. Ninguém nasce preconceituoso. Nenhuma criança é preconceituosa por natureza. A vida em sociedade é que, muitas vezes, lhes incute essa chaga. Cabe a nós – educadores ou não – orienta-las para uma vida onde a tolerância, a dignidade humana e o respeito às diferenças sempre prevaleçam.

Elementos que saíram do Sertão de PE com mais de 150 Kg de maconha são presos no Agreste

 Fotos:

Na tarde desta terça-feira dia (25), Policiais do 15º BPM apreenderam aproximadamente 160 quilos de maconha na BR 232 em Belo Jardim e prenderam, Rubens Resende de Souza, de 55 anos e Eric Renato dos Santos, de 31 anos, que trafegavam na rodovia guiando um Jeep Compass branco e um Vectra preto.

Segundo informações repassadas ao Blog O Povo com a Notícia, quem coordenou a operação pessoalmente foi o Tenente Isaky, que comanda o policiamento de Belo Jardim, Cachoeirinha e São Bento do Una. Ele falou que o subcomandante do 15º BPM recebeu uma denúncia de que um carregamento de drogas estaria sendo levado para o Recife e que estaria na BR 232 entre Arcoverde e Tacaimbó, nisso o Tenente chamou o GATI e outras guarnições, foi montado um ponto de bloqueio na BR 232 em Belo Jardim e nessa ação interceptaram o Vectra que estava realizando a função de batedor e logo depois foi abordado o Jeep Compass e no seu interior havia toda essa droga in conserva.

Os criminosos, a droga e o veículo foram apresentados na delegacia da Polícia Federal em Caruaru, onde estão sendo autuados em flagrante por tráfico de drogas e amanhã serão apresentados na audiência de custódia.

 

 

Youtuber tem prisão preventiva decretada após denúncias de abusos sexuais

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou e pediu a prisão preventiva nesta terça-feira (24) do influenciador digital Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como Raulzito, por estupro de vulnerável. A denúncia especifica que, entre os meses de fevereiro e maio deste ano, o youtuber cometeu abusos sexuais contra duas crianças de 10 e 11 anos, por pelo menos quatro vezes, na residência de uma delas, em Niterói. 

O influenciador contava com mais de 200 mil seguidores em apenas uma de suas redes sociais, a imensa maioria constituída por crianças e adolescentes, uma vez que os jogos eram voltados para o público infanto-juvenil. Raulzito foi preso por agentes da DCAV em Santa Catarina no último dia 27.

Segundo a denuncia, investigações mostram que “o denunciado, aproveitando-se do seu papel de celebridade, escolhia crianças com idade entre 10 a 11 anos, direta ou indiretamente ligadas ao meio artístico, e invariavelmente de cor branca, cabelos lisos e longos. A aproximação se dava, normalmente, por meio do aplicativo Instagram, fonte de informações sobre as crianças e familiares”.

Tem início na próxima quinta-feira (26) o pagamento do funcionalismo público municipal de Afogados da Ingazeira. 

Com o pagamento, serão injetados 3,4 milhões de Reais na economia do município.  Referente ao pagamento dos vencimentos de 1.556 servidores, bem como de aposentados e pensionistas, referentes ao mês de agosto. 

“Estamos assegurando, como de praxe, o pagamento em dia dos nossos servidores, garantindo segurança e estabilidade quanto às datas, de modo a permitir aos nossos servidores um melhor planejamento de suas finanças pessoais,” destacou a Secretária Municipal de Finanças, Lúcia Gomes. 

Confira o calendário: 

26 /08 – Secretarias de Administração, Agricultura, Assistência Social, Assuntos Jurídicos, Controle interno, Cultura e esportes, Finanças, Governo, Infraestrutura, Transportes, Gabinete, Ouvidoria, Assessoria especial e Coordenadoria da mulher. 

Aposentados e pensionistas que ganham 01 salário mínimo, com iniciais de A a L. 

27/08 – Secretaria de Educação e Aposentados e pensionistas que ganham 01 salário mínimo, com iniciais de M a Z. 

30/08 – Secretaria de Saúde e Aposentados e pensionistas com vencimentos acima de um salário mínimo até R$ 3.000,00.

31/08 – Aposentados e pensionistas com vencimentos acima de R$ 3.000,00.

 

 

Medida permite que setor industrial baixe consumo mediante compensação

energia_ABr

O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou, nesta segunda-feira (23), a portaria que estabelece as diretrizes para que o setor industrial apresente ofertas de Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica (RVD). O objetivo é atender ao Sistema Interligado Nacional (SIN), em meio à crise hídrica que afeta os reservatórios das usinas hidrelétricas. O programa, de caráter “excepcional e temporário”, terá duração até 30 de abril de 2022.

 

A iniciativa já havia sido anunciada pelo ministro Bento Albuquerque, em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão no final de junho.

O programa de redução voluntária da demanda é voltado apenas a grandes consumidores e prevê o pagamento de compensação financeira a empresas que se disponham a reduzir o consumo por períodos de quatro e de sete horas por dia. De acordo com a portaria, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), a oferta mínima consiste em múltiplos produtos, em lotes mínimos de 5 megawatts (MW) para cada hora de duração da oferta, com preço estabelecido em R$/MWh, dia da semana e identificação do submercado da oferta.

Podem participar da RVD os chamados consumidores livres, agentes agregadores, consumidores modelados sob agentes varejistas e consumidores parcialmente livres. Entre as exigências, os agentes ofertantes devem estar adimplentes com as obrigações junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

“As diretrizes permitem que o setor industrial participe e dê importante contribuição para a garantia da segurança do fornecimento de energia elétrica, nesse momento em que a escassez hídrica impõe grandes desafios para o atendimento da demanda de energia elétrica no país”, disse o Ministério de Minas e Energia, em nota.

Pelas regras, cada oferta terá validade de um a seis meses, mas poderão ser avaliadas ofertas com duração inferior a um mês, por decisão do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Caso o agente participante do programa não consiga reduzir em no mínimo 80% do montante de 5 MW, será considerado como não atendimento ao produto, sem a devida compensação financeira.

O ONS será o responsável por apresentar as ofertas ao Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) para manifestação sobre o aceite ou não. Também caberá ao Operador Nacional do Sistema (ONS), no entanto, definir previamente quais horários serão permitidos tanto para a redução quanto para a compensação da mesma.

Agência Brasil

O Ministério Público do Estado do

A deputada federal Flordelis, fala sobre a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo.

Rio de Janeiro (MP-RJ)  voltou a defender que a ex-deputada federal Flordelis e outros réus acusados do assassinato do pastor Anderson do Carmo, em 2019, sejam levados a júri popular. A defesa da parlamentar havia entrado com recurso contra a decisão do Tribunal do Júri que determinou que o caso fosse a júri popular.

 

O MP-RJ apresentou parecer contrário a esse recurso na última sexta-feira (20), por meio da 4ª Procuradoria de Justiça. O pedido da defesa de Flordelis será julgado pela 2ª Câmara Criminal.

A ex-deputada foi transferida na semana passada para o presídio Talavera Bruce, no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ela está presa preventivamente desde decisão do juízo da 3ª Vara Criminal de Niterói, de 13 de agosto.

Programa de redução de salários e jornada termina nesta quarta-feira (25)

BEm beneficiou, este ano, mais de 2,5 milhões de trabalhadores (Reprodução/Agência Brasília)

Lançado no ano passado como uma das medidas de enfrentamento à crise econômica gerada pela pandemia da Covid-19, o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) chega ao fim nesta quarta-feira (25). A partir desta data, as empresas devem encerrar os acordos de redução de jornada e salário ou de suspensão de contratos de trabalho. 

No entanto, o programa poderá ser prorrogado a critério do governo federal, de acordo com as condições orçamentárias, mas para isso, a medida precisa ser aprovada no Congresso. O texto substitutivo da MP, do deputado Christino Aureo (PP-RJ), já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e remetido ao Senado, onde ainda será analisado. A versão aprovada também permite que o BEm seja reeditado em futuras situações de emergência de saúde pública ou de estado de calamidade.

 
De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, a estimativa é que o programa tenha beneficiado cerca de 10 milhões de trabalhadores em acordos que tiveram a adesão de quase 1,5 milhão de empresas. Neste ano, desde quando foi relançado em abril, até o dia 17 de agosto, mais de 2,5 milhões de trabalhadores obtiveram a garantia provisória de emprego mediante acordo com 632,9 mil empregadores.
O programa previa a redução de salários ou a suspensão dos contratos nos mesmos moldes de 2020. Os acordos individuais entre patrões e empregados poderiam ser de redução de jornada de trabalho e salário nos percentuais de 25%, 50% ou 70%.
Como contrapartida, o governo pagou mensalmente ao trabalhador o Benefício Emergencial, que corresponde a uma porcentagem da parcela do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido. O benefício foi pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A Polícia Federal apreendeu, na terça-feira (23), uma mala com 79 aparelhos celulares sem  documentação fiscal no Aeroporto Internacional do Recife. De acordo com a PF, a mala foi encontrada durante fiscalização de rotina num voo doméstico vindo de Goiânia. A Polícia informou que ao passar por uma entrevista prévia, o suspeito entrou em contradição quanto ao conteúdo da bagagem e sobre os motivos da sua viagem.

Após os questionamentos, a Polícia comunicou que a mala foi aberta, onde foram encontrados os aparelhos celulares. O valor da carga foi estimado pela Receita Federal em U$ 32 mil dólares (cerca de R$ 172 mil reais).

Ainda segundo a PF, a Receita Federal lavrou o Termo de Retenção de Bens e, por não ter  apresentado documentos fiscais dos produtos, o viajante recebeu um prazo para apresentar a defesa e a comprovação da entrada legal dos bens, podeno perder todo o material.

O suspeito foi liberado e caso não comprove o regular pagamento dos impostos sobre as mercadorias poderá sofrer sanções fiscais e ser indiciado pelo crime de descaminho, com penas que variam de 1 a 4 anos de reclusão.

Porta-voz do escritório político do Talibã em Doha, no Catar, Mohammed Naeem afirmou à reportagem, por meio do WhatsApp, que as forças estrangeiras devem cumprir com o cronograma de retirada — até 31 de agosto. “O Acordo de Doha deu às forças estrangeiras a oportunidade de se retirarem de nosso país sob um pacto. Elas devem sair, e não permanecer por mais tempo”, advertiu.
Questionado sobre possíveis consequências, caso os militares adiem a saída, Naeem afirmou que as tropas “querem deixar o Afeganistão”. O talibã disse ver um “futuro brilhante para o afegão” e anunciou: “A guerra acabou”. Naeem assegurou que o novo governo do Talibã pretende manter relações diplomáticas com todo o mundo, mas avisou: “Não permitiremos que ninguém interfira em nossos assuntos”.
Os EUA prometeram a retirada militar para 31 de agosto. Qual será a reação do Talibã se esse prazo for prorrogado?
Nós esperamos que as forças estrangeiras completem sua retirada de acordo com a data estabelecida por eles. A situação de segurança no aeroporto é bem estável. O Acordo de Doha deu às forças estrangeiras a oportunidade de se retirarem de nosso país sob um pacto. Elas devem sair, e não permanecer por mais tempo.
O Talibã está facilitando a retirada dos civis e militares estrangeiros que ainda estão no Afeganistão?
Esforços estão em andamento para resolvermos este assunto em breve. Nós esperamos que este tema seja resolvido por meio do diálogo.
Quais serão as consequências, caso eles não saiam antes?
Nós não esperamos que fiquem por mais tempo, pois eles também querem deixar o Afeganistão.
Que futuro vocês vislumbram para o Afeganistão?
Nós antevemos um futuro brilhante para o Afeganistão. Havia dois grandes problemas em nosso país que tornaram a vida da população mais difícil e impediram o progresso: a ocupação e a guerra. Agora, a guerra acabou. Os afegãos são um povo corajoso e humilde. Agora a hora é deles. O apelo que fazemos para a comunidade internacional é para que ajudem o povo afegão. Essa nação tem estado em apuros há quatro décadas. Agora que o Afeganistão deu um suspiro de alívio, todos deveriam ajudar e apertar as mãos.
Como vê o fato de que alguns países não pretendem manter relações diplomáticas com o Talibã?
Nós queremos boas relações com a comunidade internacional e com os vizinhos do Afeganistão. Nós ainda temos relações com estas nações. Não permitiremos que ninguém use o solo afegão contra terceiros. E não permitiremos que ninguém mais interfira em nossos assuntos.
Há denúncias de que o Talibã violaria direitos humanos no Afeganistão. O que tem a dizer sobre isso?
Nós estamos comprometidos com os direitos humanos, com os direitos das minorias e com os princípios universais, à luz dos valores e dos recursos naturais de nosso povo e de nosso país. Atualmente, mulheres trabalham e estudam em Cabul e em outras cidades.

Ministério da Economia autoriza mais 3 mil empregados para quadro de pessoal da Caixa

Foto: divulgação

A Caixa Econômica Federal pode contratar aproximadamente 3 mil empregados. A medida está amparada por normativa do Ministério da Economia que autoriza o banco a aumentar o quadro de pessoal. De acordo com portaria da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) do ministério, o novo quantitativo de pessoal aprovado passa de 84.544 para 87.544.

Conforme o artigo 3º da portaria, publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (19), “compete à empresa [Caixa] gerenciar o seu quadro de pessoal próprio, praticando atos de gestão para contratar ou desligar empregados, desde que observado o limite estabelecido no Art. 1º [87.544 trabalhadores], as dotações orçamentárias aprovadas para cada exercício bem como as demais normas legais pertinentes”.

“O quadro de pessoal do banco vem sofrendo uma grande redução ao longo dos anos, ao mesmo tempo em que há aumento do número de clientes”, destaca o presidente da Federação Nacional das Associações de Pessoal da Caixa (Fenae), Sergio Takemoto. “Entendemos que a atual medida [portaria da Sest] é bem-vinda; mas, insuficiente. É preciso que haja um número maior de contratações”, defende Takemoto.

O dirigente observa que a quantidade de novos postos autorizada pelo Ministério da Economia é menor que o número de vagas anunciadas pelo banco no último mês de julho. Na ocasião, a direção da estatal afirmou que contrataria 4 mil empregados, sendo 1 mil vagas para Pessoas com Deficiência (PCDs) e 3 mil para concursados que aguardam convocação.

Levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que, em cinco anos (de 2015 a 2020), houve uma redução de 14.866 postos de trabalho na Caixa. Desde 2014, o banco vem acumulando um déficit de pessoal que se aproxima de 20 mil trabalhadores.

“É uma importante conquista que vínhamos reivindicando nas negociações com a Caixa e nas audiências públicas que realizamos”, afirma a coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) e secretária de Cultura da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Fabiana Uehara. “Mas, não resolve o problema dos empregados, que estão sobrecarregados e adoecendo por causa do excesso de trabalho”, acrescenta Uehara, ao defender que aprovados no concurso de 2014 [ainda em vigor] sejam contratados pelo banco.

 

O momento merece atenção e cuidado, apesar dos números inferiores ao de semanas passadas. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 370 mortes e 15.364 casos de Covid, nesta segunda-feira (23). Com isso, o país chega a 574.944 óbitos e a 20.583.286 infecções por Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Aos domingos, segundas e feriados, os números da pandemia costumam ser menores, por atrasos de notificação nas secretarias de saúde.

Devido a problemas, o Ceará não atualizou os dados relacionados à Covid.
As médias móveis de mortes e de casos se encontram em estabilidade. A média de óbitos agora é de 766 por dia e a de infecções, de 29.186 diárias.

O momento merece atenção e cuidado, apesar dos números inferiores ao de semanas passadas. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países. A delta também já parece causar problemas no Rio de Janeiro, que vê aumentos de casos e internações.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Justiça marca audiência de Xuxa e vereador que a acusou de assediar menores

 (Foto: Brunno Rangel/Divulgação)

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) marcou uma audiência entre Xuxa e Anderson Campos (Republicanos), vereador de Nilópolis que a acusou de assédio a menores de idade. De acordo com o Uol, a audiência está marcada para 9 de dezembro.
Em julho, Xuxa abriu queixa no Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis solicitando a condenação do vereador por calúnia, injúria e difamação. A defesa e assessoria de Xuxa, os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, disseram que Anderson disseminou um discurso de ódio.
Em declarações defendendo o presidente da República Jair Bolsonaro, Campos fez as acusações afirmando que Xuxa não teria direito de pedir o impeachment do presidente. O parlamentar questionou ainda o moral da apresentadora, já que ela teria feito filmes com menores de idade.

Ivete Sangalo pode assumir o Caldeirão a partir de janeiro, diz colunista

 (Cantora é cotada para apresentar atração as tardes de sábado da TV Globo. Foto: Divulgação/TV Globo)

Ivete Sangalo está ganhando notoriedade na TV Globo, já que foi escolhida para assumir a mais nova atração da emissora, o reality The masked singer Brasil.  
Recentemente, a emissora da família Marinho assinou um contrato com Marcos Mion, em que comandará o programa Caldeirão até dezembro deste ano. Além disso, o novo global também irá comandar um programa semana no Multishow. 
Com Mion no comando do Caldeirão até o fim do ano, a emissora está em negociações com a direção para que a famosa possa comandar as tardes de sábado da TV Globo a partir de janeiro, de acordo com a coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.
Com a estreia agendada para o próximo dia quatro de setembro, o novo Caldeirão, que será comandado por Mion, já ganhou um logo oficial e a primeira chamada, além de dois quadros novos revelados.
Marcos Mion estreia como apresentador na TV Globo 
No último domingo (22), o novo contratado da emissora comandou o mesão do Criança Esperança ao lado da atriz Fabiana Karla, que não perdeu a chance de fazer uma piada com a chegada do colega de trabalho. “Bem-vindo à nova casa! Marcos Mion e filé mignon”, brincou.
Marcos abriu o programa beneficente conversando com Poliana Abritta e voltou a se referir ao Fantástico por uma sigla especial.
“Já estou me acostumando a estar toda semana no Fant. Prazer enorme estar aqui e prazer enorme finalmente te conhecer, Fabiana Karla”, vibrou o comunicador. “Boa noite, Poliana”, diz Mion. O prazer é todo meu. Estou me sentindo muito chique de estar aqui no Fantástico ao lado do Marcos Mion, novo colega de trabalho. Bem vindo à nova casa. Marcos Mion e filé mignon”, respondeu a atriz, aos risos.
O apresentador agradeceu o carinho da artista e ressaltou a gratidão que tem sobre estar de casa nova. 

Jovem que foi sequestrado em Pesqueira é encontrado morto em Arcoverde

Um jovem de 22 anos foi encontrado assassinado neste domingo (22), as margens da BR-232, no município de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco.

Pedro Luiz Alves da Silva, foi visto pela última vez na noite do sábado (21), quando foi levado por elementos não identificados da cidade de Pesqueira, no Agreste, o corpo estava em um córrego e até o momento não há informações da autoria e motivação do assassinato.

Ainda de acordo com o Portal Agreste Violento, o cadáver foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Anteriormente, muito se questionava se a prática resultava apenas em um “dano ao erário’, pois, na teoria, quem recebe o salário passa a ser dono do mesmo. (Foto: Reprodução)

Brasília – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a prática de ‘rachadinha’, ou seja, a devolução de parte do salário do servidor para o parlamentar que o emprega, pode resultar na inelegibilidade do político. As informações são do jornalista Ancelmo Gois.

A sentença veio por meio do julgamento de recurso da ex-vereadora paulista Maria Helena Pereira Fontes. Anteriormente, muito se questionava se a prática resultava apenas em um “dano ao erário’, pois, na teoria, quem recebe o salário passa a ser dono do mesmo.

Por unanimidade, a corte eleitoral decidiu, por 7 votos favoráveis e nenhum contrário, que a prática de apropriação dos recebimentos de funcionários públicos é danosa, pois o salário pago ao funcionalismo “é uma extensão do dinheiro público”.

Dessa maneira, Maria Helena tornou-se inelegível. Com a decisão, abre-se uma jurisprudência que pode afetar outros casos similares, como o do senador e filho do presidente da República, Flávio Bolsonaro, também acusado de ‘rachadinha’ enquanto ocupou uma cadeira na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Após a FDA, agência de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, afirmar que a ivermectina é usada para o gado e não deve ser usada para tratar ou evitar Covid-19, o ex-ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta (DEM-MT), fez uma piada sobre o assunto. “Ivermectina é para gado? Não me diga”, ironizou.
O ex-ministro foi destituído da pasta por não concordar com o uso do kit Covid. Apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) o kit é feito por medicamentos sem eficácia comprovada contra Covid-19.
Na época, Bolsonaro se irritou ao ver Mandetta pedindo pelo isolamento social, uso de máscaras e discursar contra os medicamentos. 
No sábado (14), o FDA  emitiu uma advertência. A ação foi feita depois que o Departamento de Saúde do estado do Mississipi emitiu um comunicado semelhante em resposta a relatos de que um número crescente de pessoas nesse estado estavam usando o medicamento.
A ivermectina e a cloroquina não têm eficácia comprovada contra Covid-19. A única medida contra o vírus é o uso de máscara, álcool em gel e vacinação em massa.
É necessário que a população entenda que questionar a eficiência da vacina é um debate infundado e contribui para a desinformação, como avaliam especialistas consultados pelo Estado de Minas. 

Heineken abre seleção para vagas de emprego em Pernambuco, com salários de até R$ 7,8 mil

DIVULGAÇÃO

O Grupo Heineken abriu seleção para mais de 300 vagas de emprego em unidades espalhadas pelo Brasil. Em Pernambuco, há cinco vagas para as instalações da empresa no Recife, em Jaboatão dos Guararapes e em Igarassu, na Região Metropolitana. Há ainda oportunidades de estágio e trainee, com salários de até R$ 7,8 mil.

Os cargos exigem desde o ensino médio até o superior. Com mais de 13 mil colaboradores, a empresa vai realizar seleção remota com todos os candidatos. As atribuições, assim como os requisitos e as etapas do processo seletivo, variam de acordo com a posição de interesse, segundo informou a empresa. Os candidatos interessados ainda poderão se inscrever por tempo indefinido, até que todas as vagas sejam preenchidas.

O valor do salário para as vagas de emprego não foi revelado, mas a Heineken informou que, após passarem por todas as etapas de seleção, os aprovados terão início imediato e contarão com benefícios como salário compatível com o mercado, vale-refeição ou restaurante no local (a depender da localidade), vale-transporte ou estacionamento (a depender da localidade), plano de saúde, seguro de vida e descontos em produtos do Grupo Heineken.

Para o Recife, as oportunidades são para Operador de Produção, Assistente Trade. Em Jaboatão, há uma vaga para Ajudante de Entrega. Já para Igarassu, as oportunidades são Operador de Produção e Supervisor de Logística. Para se inscrever, os interessados devem acessar: careers.theheinekencompany.com/Brazil.

Trainee e estágio

A cervejaria ainda está com inscrições abertas para o programa de trainee, que recruta recém-formados (com até dois anos de conclusão do curso superior) em qualquer curso de graduação Bacharelado, Tecnólogo ou Licenciatura.

O programa tem duração de 12 meses e, para concorrer, é necessário nível de inglês intermediário, experiência profissional e disponibilidade para mudança de cidade para atuar nas diversas localidades que a empresa atua. As inscrições se encerram no dia 16 de setembro e devem ser feitas por meio do site do programa de trainee da empresa.

Ler mais

Caminhoneiro de 23 anos morre em acidente no município de Floresta

Foto: reprodução

Aconteceu um acidente de trânsito com vítima fatal na tarde desse domingo, 22, na PE-360, no município de Floresta. O jovem caminhoneiro Isael Rangel Goncalves, 23 anos, morreu ao tombar o caminhão que dirigia na ‘Curva do Airi’ por volta das 17h30.

De acordo com o Blog do Elvis, o motorista é natural de Russas-CE e estava transportando uma carga de pimentão com destino a Recife. Testemunhas disseram que ele perdeu o controle da direção ao entrar na curva.

Socorrido para o Hospital Municipal Coronel Álvaro Ferraz, em Floresta, Isael sofreu uma parada cardíaca e acabou vindo a óbito. A Polícia Civil investiga o que teria provocado o acidente.

A investigação de Bolsonaro pelo suposto vazamento do caso de hackers foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, que acolheu acolheu a notícia-crime do TSE.

“O que que é aalma da democracia? É o voto. O povo quer que você, ao votar, você tenha a certeza que o teu voto vai para o João ou para a Maria. Não quer que, num quartinho secreto, meia dúzia de pessoas conte os seus votos”, disse o presidente.

 O presidente Jair Bolsonaro voltou a insistir nesta segunda-feira (23) na defesa do voto impresso, mesmo depois de a Câmara dos Deputados ter derrotado a proposta.

“O que que é a alma da democracia? É o voto. O povo quer que você, ao votar, você tenha a certeza que o teu voto vai para o João ou para a Maria. Não quer que, num quartinho secreto, meia dúzia de pessoas conte os seus votos”, disse o presidente nesta manhã, em entrevista à Rádio Regional, de Eldorado (SP).

O presidente da República insistiu ainda em falar de um suposto ataque de hackers ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018, motivo pelo qual já é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por vazamento de informações sigilosas.

“A gente espera que tenhamos eleições limpas, democráticas e com contagem pública de votos no ano que vem. Não podemos conviver com essa suspeição”, continuou. O presidente disse de novo que participará das manifestações de 7 de setembro em São Paulo e em Brasília.

Bolsonaro chegou a prometer reduzir a pressão pela mudança no sistema eleitoral, segundo o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), o que não ocorreu. Lira, por sua vez, foi cobrado por aliados por ter confiado na promessa do presidente.

Mesmo depois de a PEC (proposta de emenda à Constituição) ter sido reprovada na comissão especial, o presidente da Câmara levou-a para o plenário.

Lá também foi derrotada, mas trouxe grande desgaste a deputados. Para ser aprovada, a PEC precisava do apoio de 308 parlamentares. Teve 229 favoráveis e 218 contrários.

A investigação de Bolsonaro pelo suposto vazamento do caso de hackers foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, que acolheu acolheu a notícia-crime do TSE.

Moraes já havia decidido incluir o presidente como investigado devido à transmissão de uma live em que prometia comprovar supostas fraudes nas urnas eletrônicas, mas, ao final, apresentou apenas um compilado de relatos já desmentidos anteriormente pelo TSE.

Após uma série de ataques à Suprema Corte, Bolsonaro apresentou na sexta-feira passada (20) pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes. Ele promete ainda pedir afastamento, nesta semana, do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.

Na entrevista desta manhã, Bolsonaro citou “caça às bruxas” ao criticar ainda prisões decretadas por Moraes a aliados, como o deputado afastado Daniel Silveira (PTB-RJ), o blogueiro Oswaldo Eustáquio e, mais recentemente, o presidente do PTB, Roberto Jefferson.

Todas as prisões foram determinadas por Moraes, por ser relator dos inquéritos de fake news e dos atos antidemocráticos – este último, acabou extinto, se transformando numa nova linha de investigação de notícias falsas.

“A gente não pode aceitar passivamente isso dizendo ‘ah, não é comigo’. Vai bater na sua porta”, disse o presidente nesta manhã, sem detalhar o que seria “aceitar passivamente”.

Antes de ser preso, Jefferson esteve dez dias antes no Palácio do Planalto com Bolsonaro. O encontro, no último dia 3, foi registrado na agenda oficial de Bolsonaro e contou com a presença de representantes de entidades conservadoras
O presidente vinha sendo cobrado pela militância para reagir às operações contra aliados. Quando Silveira foi preso, não disse nada.

Mas o pedido de impeachment de Moraes, segundo aliados do Planalto, foi “acelerado” por Bolsonaro como resposta à operação da Polícia Federal que teve como alvo, na sexta-feira, o cantor sertanejo Sérgio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ). Ambos são aliados de Bolsonaro.

As medidas foram solicitadas pela Procuradoria-Geral da República e autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes.

Ao pedir as buscas contra Sérgio Reis, a PGR afirma que o cantor quis “afrontar e intimidar os poderes constituídos” ao ameaçar parar o país por 72 horas como forma de pressionar o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a aceitar pedido de impeachment contra ministros do STF.

Dirigentes nacionais de dez partidos emitiram notas, hoje, em que reafirmam o compromisso com a manutenção da democracia e prestam solidariedade ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes – alvo de um pedido de impeachment apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro. As informações são do G1.

PDT, PSB, Cidadania, PCdoB, PV, Rede e PT assinam um dos textos, que estende a solidariedade ao ministro do STF Luis Roberto Barroso – que vem sendo atacado por Bolsonaro por presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e defender a integridade da urna eletrônica. A outra nota, assinada por MDB, DEM e PSDB, afirma que o pedido de impeachment é “injustificado” e “claramente revestido de caráter político”.

Somados, os dez partidos reúnem 43 dos 81 senadores com mandato vigente – incluindo o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que já disse não antever fundamentos técnicos, jurídicos e políticos para dar andamento ao pedido de impeachment de Moraes. Pela Constituição, cabe aos senadores analisar o eventual cometimento de infrações pelos magistrados do STF.

As notas dos partidos

O texto assinado por MDB, PSDB e DEM afirma que “a democracia é o único caminho a ser seguido”, e que o momento exige “sensibilidade, compromisso e entendimento entre as lideranças políticas, as instituições e os Poderes”. “É lamentável que em momento de tão grave crise socioeconômica, o Brasil ainda tenha que lidar com a instabilidade política e com o fantasma do autoritarismo”, afirmam as legendas.

Na outra nota divulgada neste domingo, sete legendas de oposição ao governo Bolsonaro afirmam que os ministros do STF são os responsáveis por “garantir os direitos e as liberdades fundamentais”, e devem ser protegidos “em sua integridade física e moral”. “A República se sustenta em três Poderes independentes e harmônicos entre si. É preciso respeitar cada um deles em sua independência, sem intromissão, arroubos autoritários ou antidemocráticos. Há remédios constitucionais para todos os males da democracia”, afirmam as siglas.

Os dois textos dizem ainda que os verdadeiros problemas do Brasil residem na crise econômica, no desemprego, na inflação, na fome e no impacto da pandemia de Covid. E que são esses os temas que deveriam estar no foco do debate público.

 

Faleceu no Hospital Regional Emília Câmara (HREC), José Alves dos Santos, conhecido por Geraldo Agostinho, 81 anos.

Ele foi vítima de um atropelamento na manhã deste domingo (22), na Rua Diomedes Gomes, em Afogados da Ingazeira.

Segundo informações, Geraldo Agostinho e o amigo, Augusto Alves de Souza, estavam sentados na calçada da casa de Geraldo, quando um carro desgovernado atropelou os dois.

Eles foram socorridos para o Hospital Regional Emília Câmara. Geraldo Agostinho chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade hospitalar.

Ainda segundo informações o motorista apresentava sinais de embriagues e foi detido pela Polícia Militar.

O caso tem repercutido nas redes sociais. Familiares, amigos e internautas estão revoltados com o acontecido.

 

Identificado jovem responsável por atropelamento com morte em Afogados

Foi identificado o motorista que atropelou duas pessoas na manhã deste domingo (22), na Rua Diomedes Gomes em Afogados da Ingazeira.

Trata-se de Rian Lucas da Silva Coimbra, 20 anos, profissão não informada.

Ele conduzia o veículo que após descontrole, atropelou José Alves dos Santos, conhecido por Geraldo Agostinho, 81 anos e Augusto Alves Souza, que estavam sentados na calçada.

As vítimas foram socorridas para o Hospital Regional Emília Câmara, mas Geraldo Agostinho não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade hospitalar. Ele chegou a ser levado para o bloco cirúrgico.

Segundo informações, Rian Lucas aparentava sinais de embriagues e foi detido pelo Polícia Militar ainda no local. Ele foi preso em flagrante.

O caso tem repercutido nas redes sociais. Familiares, amigos e internautas estão revoltados com o acontecido.

André blog Nill

A organização destaca que, sem esse socorro, o povo afegão terá que lutar para abrir caminhos em desertos e fugir em barcos improvisados, o que levará à morte muitas crianças e famílias pelo meio do caminho. (Foto: redes sociais)

 

A organização não-governamental alemã Sea-Eye, que participa do resgate de migrantes em perigo no Mediterrâneo, lançou uma petição online para que a Organização das Nações Unidas (ONU) e líderes de países do sul e norte globais criem rotas seguras ajudando a evacuar as pessoas que querem deixar o Afeganistão. O grupo extremista e fundamentalista islâmico Talibã tomou o controle do país depois da desocupação dos Estados Unidos. 

O abaixo-assinado está aberto na plataforma Change.org e, em apenas cinco dias, já engaja quase 265 mil pessoas. Com versões em diferentes idiomas, a petição está ativa em seis países: Brasil, Alemanha, Espanha, Reino Unido, Índia e México. A versão em português entrou no ar nesta quinta-feira (19). Confira: http://change.org/RotasSegurasAfeganistao.     

“Não há mais nada a ser dito. Cabul foi tomada pelo Talibã. O Afeganistão não é seguro. Todos aqueles que desejam sair do país devem conseguir deixá-lo”, afirmam os membros da Sea-Eye no texto. “Nós apelamos às Nações Unidas e a todos os governos ao redor do mundo para que deem um passo à frente. Não desviem o olhar agora. Assumam a responsabilidade pelas pessoas que estão fugindo”, acrescentam no abaixo-assinado. 

O grupo pretende chamar atenção à causa e reunir apoiadores em torno da mobilização para, com isso, sensibilizar os líderes mundiais a não evacuarem apenas seus próprios cidadãos e funcionários de suas embaixadas no país, mas também a pensarem e tomarem responsabilidade pelos afegãos que estão vivendo em perigo e aterrorizados pelo Talibã. 

Na petição, a Sea-Eye apela para que rotas seguras sejam criadas a fim de que as pessoas não precisem se arriscar fugindo por conta própria. A organização destaca que, sem esse socorro, o povo afegão terá que lutar para abrir caminhos em desertos e fugir em barcos improvisados, o que levará à morte muitas crianças e famílias pelo meio do caminho.

“Declarem publicamente a sua vontade de acolher os refugiados, assim como mais de 250 municípios e cidades na Alemanha fizeram com a aliança ‘Seebrücke – Criar refúgios seguros’”, exemplificam na petição. No Brasil, o abaixo-assinado é direcionado ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro de Relações Exteriores Carlos França e a agências da ONU. 

Motorista do Celta que atropelou jovem em Caxias e fugiu conta detalhes do  acidente | Pioneiro

Imagem ilustrativa

As primeiras informações que chegaram a nossa redação que na manhã deste domingo (22),  um motorista  com sinais de embriagues atropelou duas pessoas que estavam jogando dominó na calçada de sua residência  as vítimas os senhores José Alves dos Santos e Augusto Alves de Souza conhecido por Geraldo Augustinho,  o fato aconteceu na Rua Diomedes Gomes próximo a Panificadora Samuel, Centro de Afogados da Ingazeira.

Os dois homens estavam sentados na calçada na hora de lazer brincando como de costume na que setor, quando o motorista  teria perdido o controle do veículo e atropelado fortemente os senhores 

As vítimas foram socorridas ao Hospital Regional Emília Câmara. 

O motorista apresentava sinais de embriagues e foi detido pela Polícia Militar.

O preço da gasolina comum já ultrapassou R$ 7 no Rio Grande do Sul e chegou a R$ 6,99 o litro no Acre na semana passada, segundo a pesquisa semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O preço médio praticado em todo o país, de R$ 5,866, subiu 0,22% entre os dias 8 e 14 de agosto (últimos dados disponíveis) e acumula alta de 0,60% no mês.

Para especialistas, o dólar tem grande influência nesse comportamento, mas outros fatores também impactam no custo.

Os derivados de petróleo sobem sempre que o câmbio sofre desvalorização (ou seja, o real fica mais barato) e o preço do barril aumenta, explica o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires.

Ontem, o dólar à vista fechou a R$ 5,3848, e o petróleo brent negociado em Londres para outubro fechou a US$ 65,18 o barril. “Estamos vivendo um período eleitoral e há uma confusão muito grande no governo. Acho que vai continuar tendo uma pressão via câmbio”, afirmou.

Na composição do preço da gasolina, a fatia da Petrobras é a maior, com 32,9%. A companhia detinha 98% do mercado de refino até 2019, quando se comprometeu com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a vender metade de suas refinarias.

Por enquanto, a única que já foi vendida é a da Bahia, que ficou com o Mubadala, o fundo soberano dos Emirados Árabes.

Manter a paridade de preços internacional é considerado fundamental para atrair interessados para as outras refinarias. Outro fator que realça a necessidade de reforçar a política da Petrobras de paridade de preços internacionais é o fato de o Brasil precisar importar combustíveis para abastecer o mercado interno.

Quase 7% da gasolina consumida no país entre janeiro e junho deste ano veio de fora, afirma a diretora-executiva de Downstream do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), Valéria Lima.

“Não adianta procurar culpar a Petrobras. Certamente o câmbio pressiona bastante, e se estivesse mais baixo, a gasolina também estaria. E isso é resultado da política econômica, afinal, o câmbio reflete nossas condições macroeconômicas”, afirmou.

Zé Ramalho desiste de participar de álbum de Sérgio Reise desautoriza uso de ‘Admirável gado novo’

Com isso, Zé deixará de participar do álbum previsto para ser lançado por Reis ainda 2021, cujo uma das faixas seria uma parceria de ambos cantando a cação. (Foto: reprodução)

 

O cantor Zé Ramalho, paraibano de Brejo da Cruz, anunciou hoje que o cantor Sérgio Reis está desautorizado de utilizar a canção “Admirável gado novo” como um de seus trabalhos.

Com isso, Zé deixará de participar do álbum previsto para ser lançado por Reis ainda 2021, cujo uma das faixas seria uma parceria de ambos cantando a cação.

Ramalho se junta a Maria Rita, Guilherme Arantes e Guarabyra, que anunciaram suas desistências durante a semana e não mais participarão do disco de Reis.

O fim das parcerias tem relação com as posições políticas de Sérgio Reis. Nas últimas semanas, o cantor sertanejo gravou vídeos convocando atos contra o STF e o regime democrático.

Veja a nota de Zé Ramalho na íntegra:

Embora o artista Zé Ramalho tenha participado como convidado na gravação da canção “Admirável gado novo”, no disco do cantor Sérgio Reis em maio de 2019, agora em 2021 a gravação perdeu o sentido e tanto o compositor quanto sua editora não autorizarão a utilização da obra.

Solicitamos ao escritório do cantor Sérgio Reis que não utilize o fonograma de forma alguma. Pedimos ainda que se abstenha de usar por meios radiofônicos, eletrônicos ou qualquer outro, para que esta faixa não seja veiculada de forma alguma. O artista declara que é tudo que tem a dizer sobre esse assunto e não mais se pronunciará.

Motorista morre em grave acidente na ‘Curva do Airi’ em Floresta, no Sertão de PE

Um motorista de um caminhão morreu em um acidente na “Curva do Airi”, na PE-360, em Floresta, no Sertão de Pernambuco. A fatalidade aconteceu no final da tarde deste sábado (21) por volta das 17:30. O local já é famoso pelos vários acidentes ocorridos.

De acordo com informações do nosso parceiro Elvis Lima do Blog do Elvis, o motorista dirigia o caminhão quando perdeu o controle e tombou na curva. O jovem se chamava Isael Rangel Gonçalves e tinha apenas 23 anos. O caminhão estava carregado com pimentão e seguia viagem sentido Recife quando aconteceu o acidente.

Isael estava sozinho, chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Coronel Álvaro Ferraz, mas teve uma parada cardíaca, não resistiu e veio a óbito antes de chegar na unidade de saúde. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

Dez ex-ministros lançam manifesto contra ação de Bolsonaro contra Moraes

Dez ex-ministros da Justiça e da Defesa assinam um manifesto ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), no qual pedem a rejeição do pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

O manifesto dos ex-ministros foi divulgado neste sábado (21) — leia a íntegra ao final desta reportagem.

Na véspera, o presidente Jair Bolsonaro apresentou o pedido de impeachment ao Senado. No mesmo dia, o STF divulgou nota de repúdio.

Senadores também se pronunciaram contra a iniciativa do presidente. Em entrevista, Pacheco disse que não antevê fundamento para o impeachment de ministro do Supremo.

Os signatários do documento dos ex-ministros são integrantes dos governos de Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer.

Assinam o manifesto Miguel Reale Junior, José Gregori, Aloysio Nunes Ferreira e José Carlos Dias (governo FHC); Celso Amorim, Jaques Wagner, José Eduardo Cardozo, Tarso Genro e Eugênio Aragão (governos Lula e Dilma); e Raul Jungmann (governo Temer).

No pedido, os ex-ministros ressaltam a “evidente atipicidade da conduta e da tentativa de se instrumentalizar” o Senado “para tumultuar o regime democrático.

A situação financeira atual, no entanto, se encontra bem distante dos padrões que vivia há duas décadas

Brett Butler, 63 anos, foi uma das grandes estrelas da televisão norte-americana nos anos 1990. (Foto: Reprodução)

A atriz Brett Butler, 63 anos, foi uma das grandes estrelas da televisão norte-americana nos anos 1990, chegando a faturar 25 milhões de dólares (cerca de 134 milhões de reais, na conversão atual) ao estrelar, entre 1993 e 1998, a série de comédia Grace Under Fire.

A situação financeira atual de Brett, no entanto, se encontra bem distante dos padrões que vivia há duas décadas. Segundo o site Hollywood Reporter, a atriz está falida e chegou a dever seis meses de aluguel antes de pedir ajuda a um amigo, o blogueiro Lon Strickler, que criou uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para a estrela.

“Eu falei para ele, ‘eu talvez tenha demorado muito tempo para fazer isso, mas eu estou completamente ferrado agora’. Eu estava envergonhada, morrendo de vergonha”, explicou Brett, em entrevista à publicação. A campanha virtual arrecadou mais de 25 mil dólares para a atriz, que estava devendo cerca de 15 mil dólares em aluguel.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, a estrela falou sobre seus anos de fama e sobre o vício no remédio Vicodin que levou Grace Under Fire a ser cancelada de maneira prematura. “Definitivamente vou levar a culpa pelo cancelamento. Eu era a estrela do show, então preciso assumir isso completamente”, pontuou Brett, que está sóbria desde o final dos anos 1990, logo após o fim da série.

Após faturar mais de 25 milhões de dólares com a comédia, a atriz passou alguns anos com dificuldades para encontrar novos papeis e foi perdendo seu dinheiro paulatinamente ao confiar nas pessoas erradas. “Confiei um pouco demais em algumas pessoas que trabalhavam para mim e tive um monte de coisas roubadas. Isso é simplesmente estúpido da minha parte, não ter seguro para essas coisas. E emprestar e dar muito dinheiro”, explicou a atriz.

Ao longo dos últimos anos, Brett vem conseguindo algumas participações especiais em séries de sucesso, como ‘The Walking Dead’, ‘How to Get Away With Murder’ e ‘The Morning Show’, mas vem recebendo pouco mais que o mínimo negociado pelo sindicato dos atores em Hollywood e, com isso, está com grande dificuldade para pagar o aluguel do seu apartamento de um quarto em Los Angeles.

O cantor Sérgio Reis disse que errou ao convocar uma greve nacional de caminhoneiros para protestar contra os 11 ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e pediu desculpas à Corte, durante entrevista dada ao “Domingo Espetacular” nesta sexta-feira (20).

 

Ele foi alvo de uma ação de busca e apreensão da Polícia Federal, realizada em sua casa. “Eu errei. Quero pedir desculpas, até ao Supremo (Tribunal Federal). Eu sou uma pessoa que só pensa bem dos outros. E agora estão querendo acabar comigo como se eu fosse bandido. Eu não sou bandido”, afirmou o cantor.

De acordo com o Uol, na última quarta-feira (18), em contato com o jornalista Roberto Cabrini, Sérgio Reis contou que estava preparado para uma resposta do STF após a repercussão do caso e comentou sobre o motivo do vazamento do áudio. “(O áudio vazou) porque tem o amigo da onça, conhece? Hoje em dia, ninguém mais está sigiloso. Você fala qualquer coisa, já sai na internet, já sai para lá e vaza, vai para grupos e tudo mais”, explicou. ⠀

Caminhões são retidos com 75 m³ de madeira irregular no Sertão de Pernambuco

Cerca de 75 metros cúbicos de madeira irregular que eram transportados em dois caminhões foram retidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 316, em Ouricuri, no Sertão pernambucano. Os condutores dos veículos haviam saído de Parnamirim com destino a Trindade, também no Sertão.

Durante ronda de fiscalização de trânsito, os policiais deram ordem de parada a dois caminhões que transitavam no km 87 da rodovia, aparentando estarem juntos. Após a parada, foi constatado que um dos caminhões transportava 38 metros cúbicos de madeira, e o outro, 37. Nenhum dos condutores possuía a documentação necessária para o transporte do material e nem a licença ambiental. A ocorrência foi registrada nesta última quinta-feira dia (19).

MEI tem até o final de Agosto para regularizar seus débitos junto à Receita Federal

MEI tem até o final de Agosto para regularizar seus débitos junto à Receita Federal

Os micro-empreendedores individuais (MEI) tem até o dia 31 de Agosto para regularizar a sua situação junto à Receita Federal, no tocante a débitos com o INSS, bem como débitos relativos a ISS e ICMS.

A não regularização nesse prazo irá implicar na inclusão do MEI no cadastro da Dívida Ativa Federal, Estadual e Municipal.

Desde o início do ano, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira instalou um Ponto de Atendimento Virtual (PAV) da Receita Federal, na Secretaria de Administração, Desenvolvimento Econômico e Turismo (Rua Dr. Roberto Nogueira Lima, 165 – próximo à sede do PROCON). Lá, o MEI poderá regularizar a sua situação.

“Toda a nossa equipe foi treinada, em parceria com os técnicos da receita, para que possamos fazer o atendimento necessário, sem que nossos empreendedores, e até mesmo a população que precise resolver algum problema relativo à Receita Federal, precisem se deslocar para outros municípios,” destacou o Secretário de Administração, Ney Quidute.

Maiores informações pelo 87 – 9 9978 1331 (telefone e WhatsA

Comércio ambulante no centro de São Paulo

Até o final deste mês, microempreendedores individuais (MEI) que estão devendo impostos precisam regularizar suas dívidas. Em Pernambuco, 199.149 pessoas se enquadram nessa situação. De acordo com o último balanço realizado pela Receita Federal em junho deste ano, a taxa de inadimplência dos microempreendedores no estado é de 55,99%. Na capital pernambucana o índice é ainda maior, 57,18%.
Para regularizar a situação, eles terão que realizar o pagamento dos débitos utilizando o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), ou parcelamento, que tem como prazo final o dia 31 de agosto. Tanto a emissão do DAS para pagamento, como a realização do parcelamento, pode ser efetuada diretamente no Portal do Simples Nacional. O DAS também pode ser emitido pelo App MEI, disponível para celulares Android ou iOS.

O trâmite deverá ser realizado dentro do prazo, já que, a partir de setembro, a Receita Federal encaminhará os débitos apurados nas Declarações Anuais Simplificadas para o Microempreendedor Individual (DASN-Simei) não regularizados para inscrição em Dívida Ativa. Essa dívida será cobrada na justiça com juros e outros encargos previstos em lei.

Além da cobrança judicial da dívida inscrita, quem não regularizar a situação poderá sofrer com outras consequências como: deixar de ser segurado do INSS, perdendo assim os benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio doença, entre outros; ter seu Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) cancelado; ser excluído dos regimes Simples Nacional e Simei pela Receita Federal, Estados e Municípios; além de ter dificuldade na obtenção de financiamentos e empréstimos.

Nesses casos, de acordo com a Receita Federal, o envio dos débitos à Dívida Ativa será da seguinte forma: Dívida previdenciária (INSS) e demais tributos federais serão encaminhados à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para inscrição em Dívida Ativa da União, com acréscimo de 20% a título de encargos. Já a dívida relativa a ISS e/ou ICMS será transferida ao município ou ao estado, conforme o caso, para inscrição em Dívida Ativa Municipal e/ou Estadual, com acréscimo de encargos de acordo com a legislação de cada ente.
No entanto, na tentativa de auxiliar os microempreendedores individuais, o Senado aprovou nesta quinta-feira (19) um projeto de lei que suspende as inscrições de débitos dos Microempreendedores Individuais (MEI), das Microempresas (ME) e das Empresas de Pequeno Porte (EPP) no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin), por até seis meses após o término da pandemia de Covid-19. Apesar de já ter passado pelo plenário do Senado, a mudança ainda não é válida, já que o texto também precisa ser votado na Câmara dos Deputados. 

O parente de um jornalista que trabalhava para a Deutsche Welle (DW) no Afeganistão foi morto a tiros pelos talibãs. O alvo principal dos extremistas era o profissional de imprensa. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (20) pelo canal público de TV alemão. 

Um outro familiar do jornalista ficou gravemente ferido e vários conseguiram fugir, de acordo com a DW. Não há detalhes sobre a nacionalidade das vítimas ou a identidade do profissional. Ele atualmente mora e trabalha na Alemanha.

Jornalistas afegãos relataram que foram espancados e tiveram suas casas invadidas desde que o Talibã se apossou da capital Cabul, no último domingo (15), retornando ao poder após 20 anos. Os extremistas teriam ido à residência de pelo menos três jornalistas da DW.

De acordo com o G1, um civil alemão também foi baleado nesta sexta enquanto ia para o aeroporto de Cabul. Ele não corre risco de vida e será retirado do Afeganistão o mais rápido possível, informou um porta-voz do governo da Alemanha.

O Talibã tentou vender uma imagem menos radical, mas a postura durou pouco. Os militantes têm listas com nomes de alvos e têm realizado as buscas de casa em casa, como apontou um documento confidencial da ONU (Organização das Nações Unidas). Estariam elencados principalmente pessoas que trabalharam para forças de segurança afegãs, americanas e da Otan, além de veículos de imprensa e entidades internacionais. Caso os alvos não sejam encontrados, familiares seriam presos ou mortos pelos extremistas.

Incensado como a salvação do mundo ocidental após os quatro anos de turbulência, mentiras e reviravoltas da Casa Branca sob Donald Trump, o presidente Joe Biden tem tomado decisões que desagradam aliados e deixam apoiadores atônitos.

 

Depois do republicano, não seria difícil ter apoio da maioria esmagadora dos líderes que importam no Ocidente, com as notórias exceções de Jair Bolsonaro e um ou outro autocrata escondido no orçamento da União Europeia, e contar com a simpatia da mídia liberal predominante.

Só que o bastante longo período de namoro com Biden já dá sinais desgaste devido às suas decisões, que substituem o caráter errático do republicano por uma assertividade em temas nos quais eles basicamente concordam.

Em resumo, Biden é mais Trump que Trump, ao menos na sua inserção prática no mundo. O exemplo do Afeganistão é dos mais claros. Após passar a campanha eleitoral criticando o republicando por ter tratado a pão e água os aliados europeus, Biden fez uma série de mesuras diplomáticas, culminando na sua turnê europeia de junho.

Nela, mais do que juras de amor e cooperação com a União Europeia e a Otan, aliança militar liderada pelos EUA e desprezada por Trump, Biden buscou cooptar os colegas para se unir a ele no grande jogo contra a China –e, por tabela, a Rússia.

Além de desagradar alguns sócios, interessados em manter bons negócios com Pequim e Moscou, um assunto ficou engasgado: a decisão unilateral de Biden de deixar o Afeganistão e a consequente vitória taleban.

Afinal de contas, nos estertores da ocupação de duas décadas, havia talvez 3.500 americanos por lá, ante o dobro de contingente de países da Otan.

Todos queriam sair, é claro, mas não houve nenhuma discussão com aqueles que embarcaram na aventura americana em 2001, britânicos à frente. Não é casual a grita na classe política do Reino Unido sobre o inominável visto na pista do aeroporto de Cabul.

Concorre para isso também a opinião pública europeia, sempre mais sensível a temas humanitários do que a americana. Eleição tem em todo lugar. Significativamente, Biden ratificou o acordo assinado por Trump em 2020, que era no mínimo otimista acerca dos compromissos que os Talebans assumiram, de buscar negociação com o governo de Ashraf Ghani e respeitar a cartilha ocidental de direitos humanos.

A primeira parte é autoexplicativa, com Ghani gravando vídeos do exílio em Abu Dhabi. O fato de o tsunami militar operado pelo Taleban em duas semanas ter sido visto como uma marolinha potencial pela Casa Branca é uma triste repetição de padrões no trato de dados de inteligência.

Resta saber se foi incompetência para menos, como no caso da debacle em Benghazi em 2012, ou má-fé para mais, como na invasão de 2003 do Iraque.

Já a ideia de um Taleban moderado, reafirmada a cada entrevista dos barbudos senhores do poder em Cabul, é colocada em xeque a cada notícia de repressão e a própria ideia de reintrodução da lei islâmica no país.

O caso afegão é o mais gritante, mas longe de ser único. A relação com a China passou de uma atabalhoada abertura de frentes por todos os lados, nos salvos da Guerra Fria 2.0 inaugurada por Trump em 2017, para um confronto aberto.

 

As expectativas de que Biden tentaria um diálogo com os chineses, de resto sempre exageradas pelos apologistas do Partido Democrata no espectro à esquerda, foram substituídas por uma realidade dura.
Parte disso é a necessidade do presidente de se mostrar firme, mesmo quando errado, já que o fantasma do “Sleepy Joe” impingindo a ele por Trump não descansa. Assim, quando os chefes da diplomacia da China e dos EUA quase saem aos gritos num fim de mundo no Alasca, as cartas estão na mesa.

 

 

Biden pode até encontrar-se com Xi Jinping, como fez com um impassível Vladimir Putin, o russo a quem chamara de assassino. Mas o fato é que a lógica de um mundo multipolar cada vez mais rachado entre EUA e a China, com a Rússia a tiracolo, só faz crescer.
Todas as críticas ao “América primeiro” de Trump podem ser feitas a Biden na gestão da questão das vacinas contra a Covid-19. Nesta semana, ao reafirmar que a terceira dose para os americanos vem antes de ajuda a outros países, o presidente deixou claro sua linha de ação.

 

Ele está errado? Se você for um apoiador que o via como uma espécie de cavaleiro reluzente a tirar os EUA das trevas do isolacionismo e jogar o país numa era renovada de multilateralismo, sim. É nesse dilema que aliados e liberais americanos se veem hoje.

Se você considerar que metade do país que ele governo pensa como Trump e a própria história americana é um longo compêndio de posições solitárias que refletem sua posição geopolítica continental, protegida, intercalado com momentos de imperialismo envergonhado, há lógica no rumo de Biden.

Claro, Cabul cobrará seu preço em eleitores-pêndulo, seja entre os que veem uma humilhação americana, seja pelos que se horrorizam com corpos caindo do céu. Por outro lado, seu desassombrado discurso sobre a crise, no qual lavou as mãos, traz também uma franqueza pouco usual, ainda que de ocasião.

Por óbvio, Biden tem trunfos, a começar por não ser um bufão repugnante como Trump é visto. Sua insistente agenda ambiental também é um ativo importante. Mas, a cada dia, parece mais uma versão focada do vilão predileto dos liberais. (Via: Folhapress)

 

Enfermeira socorre vítimas de acidente e encontra o próprio filho morto

Enfermeira socorre vítimas de acidente e encontra o próprio filho morto

A técnica de enfermagem Sirlene Silvério de Souza, de 45 anos, encontrou o próprio filho morto enquanto socorria vítimas de um acidente na PR-650, a cerca de 10 km do centro de Godoy Moreira (PR). Ela estava de plantão no hospital municipal da cidade quando recebeu uma chamada de emergência no fim da noite do último sábado. Os profissionais de saúde se deslocaram rapidamente para socorrer os envolvidos em uma batida entre dois carros.

De acordo com o jornal O Globo, Sirlene chegou ao local da colisão sem saber quem encontraria. Mas começou a ficar apreensiva quando estava prestes a chegar ao acidente e recebeu um telefonema de um amigo. Seu interlocutor “mudou o tom de voz” quando soube que ela atenderia às vítimas do acidente.

“Eu desliguei o celular já rezando. E quando a ambulância estacionou eu percebi que não era uma batida simples, mas de grandes proporções. Eu vi pessoas caídas no chão, machucadas, e reconheci o carro. As pessoas tentaram me acalmar, mas eu quis ir em direção ao veículo, e me deparei com meu filho morto e preso nas ferragens”, disse Sirlene.

Ainda segundo a publicação, a técnica de enfermagem ainda checou o pulso do filho, mas não havia batimentos cardíacos. Mateus estava “abraçado” ao volante, sangrando pelo ouvido direito.

Além dos três mortos, sete pessoas ficaram feridas.

Atriz Myrian Rios passa por cirurgia na cabeça: ‘Quase quatro horas’

 (Foto: Myrian Rios/Instagram/Reprodução)

A atriz Myrian Rios, de 62 anos, teve que passar por uma cirurgia na cabeça para retirada de próteses auriculares. Ela contou, via rede social, que a recuperação dela está sendo boa e que correu tudo bem durante o procedimento.
“Logo mais terei alta e estarei em casa. A recuperação está sendo excelente. Muito obrigada pelas orações, mensagens carinhosas, muito obrigada pelo apoio, carinho e respeito”, escreveu Myrian. “A cirurgia foi um sucesso… Nós levamos, eu não, a equipe médica levou quase quatro horas de cirurgia. Acabei de tomar o meu primeiro lanchinho e água, graças a Deus”, continuou.
Antes da cirurgia, Myrian explicou o processo a que seria submetida nos stories: “Eu tenho algumas próteses na cabeça, auriculares, que me ajudavam a escutar. E como elas não estão funcionando mais, estão quebradas, vou retirar as duas: a direita e a esquerda. Vou precisar ficar mais ou menos uma semana de repouso porque fica dolorido e tudo o mais. Estou muito feliz que finalmente vou retirar”, desabafou.

 

A Polícia Federal (PF) cumpre diversos mandados de busca e apreensão, expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes do STF, contra o Deputado Federal Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis. A ação visa investigar a incitação de atos violentos e ameaças cotra a democracia brasileira.
O ministro do STF autorizou um total de 29 mandados em concordância à um pedido realizado pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Os agentes da PF foram enviados à, pelo menos, quatro endereços diferentes nas cidades do Rio de Janeiro e de Brasília, todos ligados ao cantor. Já em relação ao deputado Otoni de Paula, foram alvos da Polícia Federal a casa e o gabinete do parlamentar.
Em nota, a PF informou que “o objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”.
O cantor e o parlamentar ainda não se pronunciaram sobre esta ação. No início da semana, 29 subprocuradores-gerais da República assinaram uma representação contra o cantor após áudios do cantor com ameaças ao STF circularem nas redes sociais. O artista também é alvo de um inquérito da Policia Civil do Distrito Federal. 
Apesar de se dizer arrependido, Sérgio Reis ainda defendeu a manifestação contra o STF e disse que não tem medo de ser preso. “Se não fizer uma paralisação, não muda este país. Não sou frouxo. Não sou mulher. Cadeia é para homem. Eu não saí daqui de casa. Estou aqui em casa quietinho. Se a Federal vier me buscar, eu vou. Não matei ninguém. Não prejudiquei ninguém. Nunca falei mal de nenhum ministro”, afirmou.
No vídeo, que circula nas redes sociais, Sérgio Reis diz que caminhoneiros e agricultores estavam organizando um movimento “para salvar o país”. Já em um áudio, ele faz ameaças ao STF e ao Senado.

Brasil registra 1.030 mortes por Covid em 24 h e mais de 35 mil casos

A média móvel de casos agora é de 29.895 infecções por dia. A média de mortes é de 821 óbitos por dia.

Segundo um recente boletim InfoGripe da Fiocruz, o Brasil apresenta sinais de crescimento da curva de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), após quase três meses de queda. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 1.030 mortes por Covid e 35.793 casos da doença, nesta quinta-feira (19). O país chegou, assim, a 572.733 mil óbitos e a 20.494.014 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2.

As médias móveis de casos e mortes permanecem em estabilidade, ou seja, sem variações acima de 15%, para mais ou menos.

A média móvel de casos agora é de 29.895 infecções por dia. A média de mortes é de 821 óbitos por dia.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. Ela é calculada pela soma do número de mortes dos últimos sete dias e a divisão do resultado por sete.

O momento merece atenção e cuidado, apesar dos números inferiores ao de semanas passadas. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países.

Segundo um recente boletim InfoGripe da Fiocruz, o Brasil apresenta sinais de crescimento da curva de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), após quase três meses de queda.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em janeiro nesta sexta (20)

Trabalhadores informais nascidos em janeiro recebem nesta sexta-feira (20) a quinta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Também hoje recebem a quinta parcela do auxílio emergencial os participantes do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 3. As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas na semana passada.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira vem dando sequência às obras de reforma e/ou ampliação de diversas escolas da rede pública municipal de ensino.

O refeito Alessandro Palmeira vistoriou, ao lado da secretária de Educação, Wivianne Fonseca, diversas escolas que já estão passando por reformas, ou que terão suas obras iniciadas. Juntos estiveram visitando as escolas José Rodrigues, Geraldo Cipriano, São Sebastião e a Ana Melo.

A Escola Ana Melo, que hoje atende a 739 alunos, será ampliada, com a construção de um primeiro andar, o que trará mais conforto e melhores condições de aprendizagem para seus alunos. A obra está em processo de licitação, e está orçada em pouco mais de 1,5 milhão de reais.

“É com muito orgulho e alegria que iniciamos esse programa amplo de reformas e ampliações de nossas escolas, garantindo espaços mais adequados de ensino e aprendizagem em nossa rede municipal. Depois de um ano tão difícil para todos, que isso possa ser o sinal de tempos melhores que se aproximam”, avaliou Alessandro Palmeira.

Durante as visitas às escolas, o prefeito encontrou algumas crianças beneficiadas com a distribuição, pela Prefeitura, de fardamento, mochila e kit escolar. Ele agradeceu as demonstrações de carinho que tem recebido em suas redes sociais por essa e outras iniciativas da gestão municipal.

Um incêndio em Jaboatão dos Guararapes que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (19), atingiu um condomínio industrial que funcionavam várias fábricas, localizado na antiga BR-101 Sul, em Prazeres. A parte interna do imóvel e dos caminhões ficaram destruídas.

Acionado por volta de 1h10, o Corpo de Bombeiros informou que não houveram feridos. A corporação trabalhou no local até as 12h, e já tinha usado mais de 190 mil litros de água. Apenas o condomínio do lado direito dos dois blocos dos galpões do Industrial Condomínio DAS, que aluga galpões para outras empresas, foram atingidos.

O centro de distribuições ligado à Betânia Lácteos foi uma das áreas atingidas e, em nota, a empresa confirmou que não houve feridos. “Estamos trabalhando para garantir que não haja ruptura no abastecimento dos clientes, reorganizando sua logística para que os produtos sejam enviados de outras unidades de distribuição e cheguem o mais breve possível aos parceiros”, afirmou. Haviam 10 funcionários quando o incêndio iniciou.

O tenente-Coronel do Corpo de Bombeiros, Cristiano Côrrea, comandante da operação de combate às chamas, explicou que no horário que as chamas começaram havia menos funcionários, e o fogo só foi percebido quando já estava se espalhando.

De acordo com o comandante dos Bombeiros, havia óleo mineral no loca, que é utilizado em transformadores elétricos e é bastante inflamável. As equipes trabalharam na madrugada para segmentar os diferentes tipos de materiais e combater às chamas. “O fogo não está extindo, mas está controlado. Significa que não tende a se espalhar. A estrutura está comprometida, mas vamos fazendo o trabalho de ganhar metro a metro, centímetro a centímetro, dentro do que já está colapsado”.

Ele também explicou que a grande quantidade de calor pode ser afetado diferentes partes dos galpões, e que cada parede vai necessitar de uma análise. De acordo com Côrrea, apenas uma perícia feita futuramente pode indicar onde e como o fogo começou. “Nesse momento, seria leviano de nossa parte falar de motivações ou de ponto de ignição do incêndio. Tem que ter uma investigação sobre isso”.

A Prefeitura de Jaboatão disse que a Defesa Civil da cidade foi ao local para dar suporte ao Corpo de Bombeiros com carro-pipa. Os Bombeiros informaram que mesmo com os hidrantes do local, carros-pipa tiveram de ser utilizados pois a energia precisou ser desligada.

Ainda nesta manhã, a Defesa Civil aguardava a liberação da área pelos Bombeiros para fazer a perícia e emitir o laudo técnico após o esfriamento do local.

 Apesar de alertado dos riscos de aumento de tensão entre Poderes, o presidente Jair Bolsonaro está determinado em apresentar o pedido de impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Fora da agenda de ambos, o encontro está previsto para ocorrer às 16h no Palácio do Planalto, assim que o presidente desembarcar da viagem que fez nesta amanhã a Cuiabá (MT). 

Embora integrantes da Advocacia-Geral da União (AGU) tenham demonstrado resistência, o texto está sendo preparado pelo órgão para que possa ser apresentado ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). O documento deverá ter apenas a assinatura de Bolsonaro.

Os detalhes do requerimento devem ser discutidos ainda nesta quinta-feira com o advogado-geral Bruno Bianco, quando o presidente retornar de viagem ao Mato Grosso. O encontro não consta na agenda de ambos.

O presidente faz questão que o pedido de impeachment dos ministros Alexandre Moraes e Luís Roberto Barroso, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), seja protocolado até amanhã.

Ao longo da semana, auxiliares que tentaram demover Bolsonaro da ideia de pedir o impeachment dos ministros do STF com o argumento de que a medida aumentará os embaraços políticos e jurídicos para o governo.

Foi a proposto ao presidente a ideia de que ele enviasse uma mensagem informal ao Senado pedindo a harmonia e o respeito entre os Poderes, mas ele se mostrou irredutível. Neste momento, integrantes do Planalto consideram remota a chance de Bolsonaro desistir do pedido de impeachment.

Zeca Pagodinho recebe alta após internação por Covid: ‘Venci a Covid-19’

“Obrigado por todos que oraram por mim e torceram”, disse. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O sambista Zeca Pagodinho, 62, recebeu alta hospitalar nesta quinta-feira (19) após passar cinco dias internado por contrair o vírus da Covid-19. A informação foi divulgada pela Casa de Saúde São José, que fica em Humaitá, no Rio de Janeiro.

“O cantor Zeca Pagodinho, que estava internado para tratamento de Covid-19, teve alta hoje do hospital. O estado de saúde do paciente é bom e ele foi liberado pela equipe médica”, afirma a nota compartilhada com a imprensa.

O artista foi internado no último sábado (14) para o tratamento. Nesta segunda-feira (16), ele havia dito que receberia alta em breve. “Obrigado por todos que oraram por mim e torceram”, disse. “O importante é se vacinar, para poder se recuperar mais rápido”, completou. “Em breve estaremos aí pelo mundo, valeu!”.

O cantor tomou as duas doses da vacina contra a Covid-19, tendo recebido a segunda dose no mês de julho. Na ocasião, ele disse que as pessoas devem “apreciar sem moderação” qualquer imunizante.

Ao longo do final de semana, muitos torceram pela recuperação do artista. Em resposta ao comunicado publicado na conta oficial do Twitter do cantor, o ator Marcelo Adnet, 39, deixou sua torcida para a recuperação de Zeca. “Saúde, mestre! Melhoras, sai logo dessa”.

O perfil oficial do Botafogo também deixou sua mensagem. “Toda energia positiva ao Zeca Pagodinho! O Botafogo deseja força e uma rápida recuperação para o sambista alvinegro”, escreveu. O cantor Ritchie, 69, também escreveu em seu Twitter ao sambista. “Xô, vírus! Melhoras já, Zeca Pagodinho!”.

O ex-senador Eduardo Suplicy, 80, compartilhou uma mensagem com a música “Deixa A Vida Me Levar” (2002), um dos maiores sucessos do artista. “Caro Zeca Pagodinho, toda força para que possa se recuperar plenamente, para levar com suas canções a alegria enorme que nos proporciona a todos no Brasil. Abração”.

 O Brasil registrou 985 mortes por Covid e 41.017 casos da doença, nesta quarta-feira (18). O país, assim, chega a 571.703 óbitos e a 20.458.221 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.
As médias móveis de mortes e casos se mantiveram estáveis, ambas com redução de 8% em relação aos dados de duas semanas atrás.

A média móvel de mortes agora é de 813 óbitos por dia e a de casos é de 29.864 por dia.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. Ela é calculada pela soma do número de mortes dos últimos sete dias e a divisão do resultado por sete.

O momento merece atenção e cuidado, apesar dos números inferiores ao de semanas passadas. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países.

Além disso, segundo o último boletim InfoGripe da Fiocruz, o Brasil apresenta sinais de crescimento da curva de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), após quase três meses de queda.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 21 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 2.035.212 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quarta-feira. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 1.158.897 primeiras doses e 868.885 segundas. Também entram nessa conta 7.430 doses únicas da Janssen aplicadas.

Ao todo, 118.860.218 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil — 48.404.170 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 52.453.993 pessoas com esquema vacinal completo no país.

Com isso, 76,38% da população com mais de 18 anos já recebeu ao menos uma dose (nesse caso, a 1ª dose de alguma vacina ou o imunizante de dose única) e 32,60% (também com mais de 18 anos) recebeu as duas doses recebidas ou a dose única da Janssen.

Na última quinta, o Brasil chegou a 30% de adultos com esquema vacinal completo.
Mesmo quem completou o esquema vacinal com as duas doses deve manter cuidados básicos, como uso de máscara de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Prefeitura de Afogados da Ingazeira abre inscrições para Campeonato Municipal de Xadrez

Estão abertas a partir desta quinta-feira (19), na Secretaria Municipal de Cultura e Esportes, as inscrições para o Campeonato Municipal Aberto de Xadrez.

As inscrições vão até o dia 17 de setembro. Por ser na modalidade “aberto”, podem se inscrever homens e mulheres de qualquer idade. Os três primeiros colocados receberão troféus e haverá também um troféu para o destaque feminino.

“Nosso campeonato homenageará, in-memorian, o saudoso Capitão Renê, importante incentivador do Xadrez em nosso município”, destacou o secretário de Cultura e Esportes, Augusto Martins.

A competição ocorrerá no dia 26 de setembro, às 8h, nas dependências do Centro Desportivo Municipal.

 

 

Circulação da variante Delta em Pernambuco ressalta necessidade de reforçar prevenção à Covid-19

Miva Filho/SES

O governo estadual confirmou, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (18), que as investigações epidemiológicas indicam que a variante Delta do coronavírus já circula no território pernambucano. A ocorrência de transmissão comunitária da cepa, que é muito mais contagiosa do que as outras já identificadas, ressalta a necessidade de reforço nos cuidados de prevenção à covid-19, principalmente, a vacinação.

“É fundamental que a população entenda a necessidade do uso correto de máscaras, do distanciamento social e da higienização adequada das mãos. É necessário compromisso e responsabilidade. A pandemia não acabou. O vírus continua circulando, com a introdução de variantes preocupantes, como é o caso da Delta. Completar o esquema vacinal, com as duas doses, é essencial para a eficácia da imunização”, destacou o secretário de Saúde do Estado, André Longo.

Os casos da Delta em Pernambuco

Sequenciamento genético feito pelo Instituto Aggeu Magalhães, unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco, revelou duas amostras com a cepa originária da Índia: dois homens, de 24 e 49 anos, residentes em Abreu e Lima e Olinda, respectivamente.

Até o momento, não foi encontrado vínculo epidemiológico dos dois pacientes positivos, indicando a probabilidade de circulação da variante Delta no Estado, quando não é possível rastrear a origem da infecção, comprovando que o vírus circula entre as pessoas, independente de terem viajado ou não para locais onde há registro de casos.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que continua investigando possíveis contactantes dos dois casos positivos, com o apoio das Vigilância Epidemiológicas de Olinda e Abreu e Lima.

 

Reforma do Imposto de Renda trará impacto negativo de mais de R$ 800 mi em Pernambuco

O projeto de lei proposto pelo governo federal que realiza uma série de mudanças no imposto de renda teve sua votação adiada na Câmara dos Deputados pela segunda vez. No entanto, uma possível aprovação da versão atual da proposta segue incomodando estados e municípios. De acordo com a secretaria da Fazenda de Pernambuco, caso o texto siga adiante no Congresso, o estado perderá cerca de R$ 806 milhões em arrecadação. A maior parte desse total, cerca de R$ 546 milhões, deixaria de ser arrecadado pelo governo estadual, enquanto o restante do prejuízo seria dividido entre os municípios pernambucanos. 
A versão atual da PL, que prevê aumento na faixa de isenção para pessoa física, redução da alíquota para pessoas jurídicas, limite para o pagamento simplificado entre outras mudanças, alteraria a arrecadação dos estados em duas frentes. A primeira delas diz respeito ao Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE). Em Pernambuco, a queda nessa receita seria de R$ 320 milhões. A outra diminuição diz respeito ao imposto de renda do servidor público, com prejuízo de R$ 226 milhões. Já no âmbito municipal, o projeto de lei deverá diminuir em R$ 260 milhões o que é arrecadado pelos municípios pernambucanos por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 
Coordenador nacional de reforma tributária pelo Comitê Nacional de Secretários da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz) e secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha critica a proposta feita pela União. “Com uma perda de receita dessas, vamos ter que fazer um ajuste de contas e cortar gasto público, não tem milagre. Só existem dois caminhos, ou você aumenta a carga tributária para compensar, o que nós não vamos fazer, ou corta  despesas”. 
Outra preocupação é com o cenário econômico enfrentado pelo país atualmente. “O ideal é que isso não ocorra porque vai ser um sofrimento para todos os estados. Esse ano nós teremos custos a mais com a pandemia, além da inflação que está muito pesada. Além disso, temos a retomada da educação com mais gastos públicos. Em Pernambuco, temos a previsão de gastar 12% a mais com segurança esse ano e 17% com saúde. Todos esses custos sempre tendem a aumentar”, afirmou Décio. 
Para ele, o projeto precisaria ter uma medida compensatória para ser economicamente viável para estados e municípios. “O espírito de alterar a tributação sempre tem que ser de desonerar, o aumento da carga não é aceito mais hoje em dia pela população brasileira, mas a União tem que identificar outras formas de alterar o imposto de renda sem causar prejuízo para os estados. Nesse contexto ela poderia fazer uma redução pesada sobre a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), o que poderia desonerar muitas empresas e ela [a União] não compartilha com os estados”, observou. 
De acordo com o secretário, algumas propostas que possuem o objetivo de diminuir o impacto das mudanças para o estado foram apresentadas ao relator na Câmara dos Deputados da reforma tributária do Imposto de Renda, deputado Celso Sabino (PSDB-BA). No entanto, nenhuma das proposições foi atendida. 
Na última terça-feira (17), a Comsefaz emitiu uma carta conjunta onde afirma que os secretários da Fazenda do país “não podem aceitar que mesmo após uma série de reuniões, debates, articulações e esforço de consenso junto ao relator e ao Ministério da Economia, nenhuma de suas sugestões que evitariam prejuízo federativo (e aprimorariam a equidade do modelo de tributação da renda) tenha sido considerada no último texto protocolado”. 
Para eles, “impor perda de arrecadação aos entes subnacionais e mais fragilidade à autonomia  federativa são, hoje, abstrações legislativas que amanhã a cidadania bem compreenderá ao constatar o comprometimento de serviços públicos indispensáveis que se seguirão à essa equivocada alteração”. 
Na opinião de Décio, o texto proposto também fragiliza o pacto federativo. “Os estados não têm mecanismo de criar receita como o governo federal, eles não podem emitir título, moeda ou fazer operação de crédito sem autorização da União. Também não temos condições de aumentar a tributação, só podemos cortar despesas em um ambiente inflacionado com alta do dólar e dentro de um ano que ainda tem pandemia”, concluiu. 

 

 

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), voltou a falar, nesta quarta-feira (18), sobre a possibilidade de a Casa rejeitar a reforma política que traz de volta as coligações em eleições proporcionais a partir de 2022, aprovada pela Câmara. O parlamentar disse que “há uma tendência de manutenção do sistema atual”, mas que a discussão será amadurecida nas próximas semanas. Apesar de destacar a resistência dos senadores à proposta, ele garantiu que vai pautá-la dentro do prazo.
“A tendência é de manutenção do sistema político tal como é hoje, um sistema proporcional, sem coligações, com a cláusula de desempenho, para que possamos projetar ao longo do tempo um cenário que vai ser positivo, de menos partidos políticos e consequentemente de melhor legitimidade da população”, disse Pacheco a jornalistas, quando perguntado sobre as chances de aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma.
O senador confirmou que assumiu um compromisso com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para o texto ser analisado, mas que não pode garantir que haverá um consenso. “Sim, eu falei com o presidente Lira que, em respeito à Câmara, de um tema que é muito sensível e importante para a população, que tivéssemos esse compromisso do Senado se pronunciar a respeito, não necessariamente convergindo, mas que possa ser submetido ao plenário”, afirmou o parlamentar. Na semana passada, ele classificou como um “retrocesso” a volta das coligações nas eleições proporcionais, que haviam sido extintas pelo Congresso em 2017.
Envio à CCJ
O senador também explicou que a PEC da reforma será encaminhada, inicialmente, à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), antes de seguir para o plenário. A comissão é presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), um dos seus principais aliados. Pacheco assegurou que a proposta terá tempo para ser analisada.
Embora tenha voltado a criticar alterações no sistema atual, o presidente do Senado disse ser importante a Casa se debruçar sobre o assunto dentro do prazo estabelecido, que vai até outubro deste ano — um ano antes das eleições. “É uma Proposta de Emenda à Constituição, deve ser submetida à CCJ, o presidente Davi Alcolumbre deverá, então, pautar essa matéria, e na sequência vem ao plenário. Tudo dentro de um tempo, o mais rápido possível, para que haja um pronunciamento definitivo em relação a essa matéria”, disse Pacheco.

O papa Francisco aceitou a renúncia de um bispo do interior do estado de São Paulo, depois que vazou um vídeo sexual do religioso, noticiaram a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a imprensa brasileira nesta quarta-feira (18).
“A Nunciatura Apostólica informa que o Santo Padre aceitou hoje o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese de São José do Rio Preto, apresentada por S. Excia. D. Tomé Ferreira da Silva”, informou a CNBB em nota, sem especificar os motivos.
A entidade divulgou a nota depois que o Vaticano oficializou que o papa Francisco aceitou a renúncia de Ferreira da Silva, que desde 2012 era bispo de São José do Rio Preto, cidade localizada a cerca de 400 quilômetros ao norte da capital financeira do Brasil.
O religioso, de 60 anos, apresentou sua renúncia no último final de semana após um vídeo que circulou em grupos do WhatsApp e nas redes sociais em que é visto acariciando os órgãos genitais e conversando com alguém do outro lado da câmera do celular, detalhou o portal de notícias G1.
Reportagens indicam que a Santa Sé começou a investigar em 2018 Ferreira da Silva, natural do estado de Minas Gerais, sob suspeita de ter encoberto casos de abusos sexuais na diocese.
O papa Francisco nomeou o arcebispo de Ribeirão Preto, Moacir Silva, como administrador dessa diocese até que um novo bispo seja nomeado.
Outros casos semelhantes abalaram a Igreja Católica no Brasil.
Em janeiro passado, a polícia confirmou que estava investigando o arcebispo de Belém, que havia sido denunciado por quatro ex-seminaristas por supostamente ter tocado em seus órgãos genitais em várias ocasiões, segundo depoimentos divulgados no programa Fantástico da TV Globo.
Em maio de 2019, o bispo de Limeira, no estado de São Paulo, renunciou após ser acusado de peculato financeiro e encobrimento de casos de pedofilia.

A ex-deputada federal Flordelis dos Santos já está na Penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Ela foi transferida nesta quarta-feira (18) para a unidade.

A pastora foi para a unidade por determinação judicial, que pedia para ela ficar separada da neta, Rayane dos Santos Oliveira. Elas estavam juntas desde sábado (14).

Flordelis está presa pela morte do então marido, o pastor Anderson do Carmo. Inicialmente, ela estava no Instituto Penal Santo Expedito. Ambas as unidades ficam no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio.

Uma ordem judicial proíbe o contato entre Flordelis e as quatro demais rés do processo.

Até esta terça, estavam na Santo Expedito: Flordelis, a neta Rayane dos Santos Oliveira e Andreia Santos Maia, mulher do ex-PM Siqueira Costa – acusada de fraudar carta em que filho do casal confessa morte de pastor.

Polícia Federal realiza maior apreensão de maconha paraguaia dos últimos anos de toda Região Norte/Nordeste

Na tarde desta última terça-feira dia (17), cerca de 5,6 toneladas de maconha paraguaia foram apreendidas pela Polícia Federal na carroceria de uma carreta, na BR-101, próximo ao trevo de acesso ao município sergipano de Japaratuba. O motorista foi preso em flagrante.

De acordo com o órgão, esta foi a maior apreensão da droga dos últimos anos no Norte/Nordeste.

A apreensão ocorreu durante uma barreira policial realizada no local. A suspeita é de que o destino da droga seria Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

A maconha estava escondida no veículo, com placas do Paraná, que transportava argamassa de forma legal.

CBF testa sistema em que o próprio VAR traça linha de impedimento

Com um profissional da arbitragem executando o procedimento e ajustando os traços de acordo com a posição dos atletas envolvidos na jogada, espera-se um ganho de agilidade. (Foto: Reprodução)

 

 Está em fase de testes na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) um novo sistema para checagem dos lances de impedimento pelo árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês). A ideia é que o próprio juiz em serviço na cabine estabeleça a posição das linhas, não um operador respondendo aos seus comandos.

Com um profissional da arbitragem executando o procedimento e ajustando os traços de acordo com a posição dos atletas envolvidos na jogada, espera-se um ganho de agilidade. Ele vai operar no modo “touch”, tocando a tela, e em seguida informará ao juiz do campo a caracterização ou não do impedimento.

“Com o dedo, ele consegue separar a parte do corpo tanto do defensor como a do atacante que está mais próximo da linha de fundo. Com isso, ganha agilidade e precisão, porque ele mesmo conhece a ferramenta, sabe onde é o ponto correto, e marca esse ponto da maneira mais firme possível”, disse Rodrigo Jóia, instrutor de arbitragem da CBF.

Questionada sobre a implantação da tecnologia, a confederação informou que os testes serão inicialmente feitos na Série B do Campeonato Brasileiro. Não há um prazo estabelecido para que a novidade chegue à primeira divisão ou a outras competições, já que antes da expansão é necessário “um número seguro de jogos de funcionamento”.

Agilidade e precisão, os pontos em que a CBF espera ganhar com a ferramenta, têm sido justamente o motivo das principais críticas à atuação do VAR no Brasil. Há lances de checagem superior a cinco minutos e avaliações bastante questionadas de impedimento. No ano passado, a entidade precisou reconhecer que um gol de Luciano, do São Paulo, havia sido mal anulado.

De acordo com o chefe do departamento de arbitragem da confederação, Sérgio Corrêa, a confiabilidade da tecnologia a ser implantada “é elevada”. Já os árbitros esperam que ela ajude a minimizar o estendido tempo em que, no campo, ficam pressionados, cercados por jogadores, à espera de uma definição do juiz de vídeo.

“Isso facilita o nosso trabalho na cabine, porque nós mesmos conseguimos colocar as linhas exatamente onde elas têm que estar. Acredito que a gente possa ganhar tempo com isso, porque não precisa falar, não precisa se comunicar [com o operador do vídeo]. No ‘touch’, a gente consegue mexer nas linhas com praticidade”, disse o árbitro Thiago Duarte Peixoto.

A marcação do impedimento tem gerado preocupação até em campeonatos cuja operação do VAR é tratada como modelo -o que não é o caso brasileiro. A Premier League anunciou recentemente mudanças no Inglês e aboliu os impedimentos considerados milimétricos: se a linha traçada a partir do defensor se confunde com a linha traçada a partir do adversário, ainda que elas não estejam totalmente sobrepostas, a posição do atacante é considerada legal.

Essa determinação não vale no Brasil, onde lances de impedimento considerado duvidoso vêm gerando bastante reclamação. Jogadores e dirigentes do Corinthians não se convenceram, por exemplo, da irregularidade apontada em um gol marcado contra o Santos, no início do mês. O clássico terminou em 0 a 0.

Marília Arraes e Raquel Lyra lideram pesquisa de intenção de voto para governo de Pernambuco em 2022

https://imagens1.ne10.uol.com.br/blogsne10/jamildo/uploads//2021/01/marilia-raquel.jpg

Blog de Jamildo

O instituto de pesquisas Plural, de Olinda, testou cinco cenários com os vários nomes que já se apresentaram para a disputa do governo do Estado, nas eleições de 2022.

Em todos eles, a deputada federal Marília Arraes, do PT, aparece na liderança, com mais ou menos folga a depender dos competidores.

No cenário em que todos os postulantes são apresentados ao eleitor, Marília Arraes aparece com 25% das intenções de voto e é seguida por outra mulher, a prefeita de Caruaru Raquel Lyra, com 11% das intenções de voto.

Neste mesmo cenário, Humberto Costa teria 9% e Geraldo Julio 8%, seguidos por Miguel Coelho com 7% e Anderson Ferreira com iguais 7%. Clarissa Tércio, do PSC, aparece com 3%, enquanto 11% disse não votar em nenhum deles, 8% disse votar nulo e 13% não soube ou não respondeu.

Em outro cenário, mesmo com Raquel Lyra na disputa, mantendo o segundo lugar com 11%, Marília Arraes chegaria a 36% das intenções de voto, em um cenário em que não haveria nem Anderson Ferreira nem Miguel Coelho em jogo. Neste cenário, o ex-prefeito do Recife Geraldo Julio aparece com os mesmos 11% de Raquel Lyra e Clarissa Tercio sobe para 4% das intenções de voto. 15% não votaria em nenhum dos nomes. 9% iria de branco ou nulo. Não sabe ou não respondeu teria 14%.

A pesquisa da Plural aponta mais três embates diretos entre Marília Arraes e Geraldo Julio.

No melhor deles, a petista iria a 42% das intenções de voto contra 12% de Geraldo Julio, em um cenário em que não haveria nem Anderson Ferreira, nem Raquel Lyra nem Miguel Coelho. Clarissa Tércio teria os mesmos 4% das intenções de voto neste cenário. 18% não votaria em nenhum deles, 10% iria de branco ou nulo e 15% não sabe não respondeu.

Em um cenário em que Anderson Ferreira participaria da disputa, mas sem Raquel Lyra no páreo, a petista Marília Arraes aparece na frente com 41% e Geraldo Julio teria 11%. Neste cenário, Anderson Ferreira, do PL, teria 6% das intenções de voto e Clarissa Tércio manteria os mesmos 4% dos outros cenários.

O cenário em que a petista reduz sua vantagem contra o socialista Geraldo Julio, do PSB, é aquele com a entrada do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho. Nesta situação, a petista aparece com 37% das intenções de voto e Geraldo Julio teria os mesmos 11%. Já o prefeito Miguel Coelho pontuaria 10% neste cenário, quatro pontos acima do que Anderson Ferreira no cenário anterior. Neste mês de agosto, o filho do senador FBC jogou a campanha na rua. O prefeito de Jaboatão, do PL, só deve fazer movimento semelhante em janeiro.

Lula é o maior cabo eleitoral nas eleições estaduais de Pernambuco, mostra pesquisa da Plural

Ricardo Stuckert/Divulgação

 

A exemplo do que fez com o presidente Bolsonaro, a pesquisa da Plural perguntou aos eleitores se, considerando os erros e acertos do governo do ex-presidente Lula, o entrevistado votaria em um candidato a governador de Pernambuco apoiado pelo ex-presidente Lula.

O resultado é surpreendente. De acordo com as planilhas, 61% dos entrevistados pernambucanos, maioria esmagadora, afirmou que sim.

Para um contingente de 12%, dependeria do candidato a ser indicado.

Outros 25% disseram que não votariam neste candidato indicado pelo petista. 3% não soube informar ou não opinou.

Comparação com Bolsonaro

No mesmo levantamento, os entrevistadores perguntam aos eleitores se, pensando nos erros e acertos do governo do presidente Bolsonaro, eles votariam em um candidato a governador apoiado pelo atual presidente.

A grande maioria, com 65%, respondeu que não votaria. 3% disse não saber ou não opinou.

15% afirmou que sim, que votaria em alguém indicado por Bolsonaro, enquanto outros 17% afirmaram que dependeria do candidato a ser apresentado.

Partidos

Ironicamente, a pesquisa mostra que o PT é o partido mais admirado e o mais odiado, pelos pernambucanos.

Quando a questão é a simpatia, o PT tem a liderança com 29%, seguido pelo PSB, com 2%, apenas.

Quando a questão é a rejeição, o PT também lidera com 12%, tendo logo atrás, com 8%, o “partido de Bolsonaro”, conforme as respostas, embora o atual presidente esteja sem partido.

A pesquisa

A pesquisa de opinião da Plural foi realizada entre os dias 07 e 11 de agosto, tendo sido realizada em mais de 80 cidades do Estado, de forma presencial.

Realizada para consumo interno, a pesquisa não precisa de registro no TRE nem a empresa declinou o contratante.

De acordo com a Plural, foram realizadas mil entrevistas, nas cinco mesorregiões do Estado, com margem de erro de 3% e grau de confiança de 95%.

Após dez horas de sessão, terminou nesta terça-feira (17), por volta das 19h, presidido pelo juiz Fernando Cerqueira Marcos, o julgamento de Francielio Formiga de Lima (O Branco), 33 anos. Ele foi condenado a 26 anos e 8 meses em regime fechado pelo feminicídio da policial militar, Aline Ribeiro de Araújo, 31 anos.

De acordo com informações colhidas pelo Blog do Marcello Patriota, Francielio vai cumprir a pena no Presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde. Como já cumpriu dois anos e 8 meses. O acusado vai cumprir ainda 23 anos, 8 meses e 25 dias.

O advogado Ricardo Siqueira, assistente de acusação, considerou o resultado do Júri, “um marco na luta contra o feminicídio. A sentença de condenação mostra a todos que a sociedade é contra a violência de gênero e todas as formas de violência contra a mulher”.

Ainda segundo Siqueira: “o poder judiciário e a sociedade de Tuparetama cumpriram o seu papel. Que sirva de encorajamento para que as pessoas denunciem cada vez mais, e não aceitem estes tipos de relacionamentos abusivos. Tentamos com isso, amenizar a dor e o sofrimento de toda a família da vítima, trazendo pelo menos o conforto que a Justiça foi feita e o réu condenado”, pontuou Ricardo Siqueira, destacando a frieza do acusado.

O promotor de acusação Romero Borja, também destacou a frieza do acusado.

Para o promotor de acusação, Romero Borja, o Ministério Público fez seu papel. “Crimes praticados contra a mulher não serão tolerados e as punições precisam ser duras”.

Borja destacou ainda a importância do papel da sociedade no combate a crimes contra as mulheres. “A sociedade tem que denunciar. Unir-se pelo fim da violência contra as mulheres”, destacou o promotor, que também observou a frieza do acusado.

O CRIME

Segundo a polícia, o ex-companheiro de Aline atirou duas vezes com a arma de fogo da soldado. O corpo da policial foi encontrado na madrugada da terça, 11/09/2018 por uma funcionária de Aline que foi até a residência a pedido da mãe da vítima, angustiada com a falta de notícias da filha.

A polícia foi acionada e verificou que a arma e o celular de Aline haviam sido roubados do local.

Também foram encontradas luvas cirúrgicas que estavam próximas ao corpo, indicava premeditação do crime. Imagens de um estabelecimento comercial, que fica ao lado da casa onde Aline foi morta flagrou o momento em que uma pessoa pula o muro da residência.

As gravações foram periciadas pelo Instituto de Criminalística (IC) para análise, onde foi constatado que se tratava de Francielio Formiga.

Aline era lotada no 23°BPM em Afogados da Ingazeira e fazia parte dos quadros da PMPE desde 2015. As investigações foram conduzidas pelo delegado Alisson Nunes Eulampio, titular da delegacia de Tuparetama.

Aline era ligada ao movimento cultural de Tuparetama, no Sertão do Pajeú. Costumava participar de todas as edições do balaio Cultural, organizado na cidade.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. (Foto: Reprodução)

O Brasil atingiu, nesta terça-feira (17), a marca de 570.718 mortes pela Covid desde o início da pandemia. O país também atingiu 20.417.204 pessoas infectadas pela doença.

Nesta terça, foram registradas 1.137 mortes por Covid e 38.218 casos da doença.
As médias móveis de mortes e casos permanecem em estabilidade.

A média de mortes agora é de 833 óbitos por dia, queda de 10% em relação ao dado de duas semanas atrás, o que representa uma situação de estabilidade.

Já a média móvel de casos é de 29.117 por dia, redução de 11% em relação ao dado de duas semanas atrás, o que configura, mais uma vez, um momento de estabilidade.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. Ela é calculada pela soma do número de mortes dos últimos sete dias e a divisão do resultado por sete.

O momento merece atenção e cuidado, apesar dos números inferiores ao de semanas passadas. O país já tem circulação comunitária da mais transmissível variante delta, que vem causando aumentos expressivos de casos em outros países.

Além disso, segundo o último boletim InfoGripe da Fiocruz, o Brasil apresenta sinais de crescimento da curva de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), após quase três meses de queda.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Mega-Sena pode pagar R$ 34 milhões nesta quarta-feira

O sorteio ocorre às 20h desta quarta (18) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Mega Sena realiza sorteio nesta quarta (Foto: Reprodução)

O concurso 2.401 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 34 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta quarta (18) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet.

Excepcionalmente, nesta semana, os sorteios serão terça, quinta e sábado, como parte da série especial Mega-Semana dos Pais. Normalmente os sorteios ocorrem às quartas e aos sábados.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Gonzaga Patriota destaca a isenção do ICMS para os produtores de hortifrúti do São Francisco

O deputado federal Gonzaga Patriota enalteceu a decisão do governador Paulo Câmara de isentar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os hortifrutícolas de Pernambuco, em especial do vale do São Francisco, que irá beneficiar mais de 3 mil produtores que são responsáveis pela criação de muitos empregos na região.

Em suas redes sociais o deputado disse: “Buscando desonerar os produtores de frutas no estado de Pernambuco, o governador Paulo Câmara anunciou a ampliação da isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), beneficiando principalmente os produtores rurais do Vale do São Francisco. A medida se aplica aos produtos hortifrutícolas em estado natural ou resfriados, com o objetivo de conservação e transporte.

Além da embalagem da uva, estão incluídos na isenção de ICMS todos os demais produtos hortifrutícolas ralados, cortados, picados, fatiados, torneados, descascados, desfolhados, lavados, higienizados ou embalados em caixas. Somente no Vale do São Francisco, a decisão do executivo estadual vai beneficiar cerca de 3,2  mil produtores da fruticultura, que atualmente são responsáveis pela geração de mais de 80 mil empregos diretos”.

Para assistir ao link clique aqui: https://www.instagram.com/p/CSrWYvBgzGx/?utm_medium=share_sheet

 

Governo de Pernambuco libera vacinação contra Covid para adolescentes entre 12 e 17 anos de vários grupos

Estado liberou vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos de vários grupos — Foto: Reprodução/TV Globo

O governo de Pernambuco liberou, nesta terça-feira (17), a vacinação contra Covid-19 para adolescentes com deficiências permanentes, doenças pré-existentes e jovens que estão em instituições para infratores. Também serão contempladas grávidas e mulheres no período de um ano após o parto. Esse público beneficiado têm entre 12 e 17 anos.

De acordo com o estado, essa decisão foi tomada pela câmara técnica da Comissão Intergestora Bipartite. O informe deve ser publicado na edição de quarta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A medida segue a determinação da Lei Federal 14.190 de 29 de julho de 2021, que incluiu essa população como grupo prioritário no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Por meio de nota, o governo informou que as primeiras doses para esse público fazem parte do lote da Pfizer/BioNtech, que chegou ao estado na segunda-feira (16).

O calendário de agendamento da imunização desses grupos depende de cada município, segundo o governo. As prefeituras deverão levar em conta a quantidade de doses em estoque.

Segundo a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, os demais adolescentes serão beneficiados com a imunização “de maneira gradativa” e de acordo com as próximas pautas do Ministério da Saúde.

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, disse que os municípios devem organizar a vacinação por meio de cadastramento prévio desse público.

Comorbidades

São consideradas integrantes de grupos de comorbidades as pessoas que tenham alguma das seguintes condições:

  • Imunossuprimidos e transplantados;
  • Síndrome de Down;
  • Pessoas vivendo com HIV;
  • Doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);

    Ler mais

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta terça-feira (17) o coronel da reserva Eduardo Gomes da Silva para a Secretaria Especial de Modernização do Estado (Seme). O militar apareceu ao lado do presidente na live em que fez seu maior ataque ao sistema de votos do país, com profusão de mentiras e sem apresentar provas.

Próximo ao ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria Geral), o coronel está no Palácio do Planalto desde 2020. Ele era secretário especial adjuto da Secretaria Especial de Relações Institucionais, depois se tornou assessor especial no gabinete de Ramos.

Bolsonaro realizou no dia 29 de julho uma live para apresentar o que ele chamava de provas das suas alegações, mas trouxe apenas teorias que circulam há anos na internet e que já tinham sido desmentidas anteriormente.

Na ocasião, o presidente apresentou o coronel da reserva na transmissão como “analista de inteligência”. Gomes explicou alguns dos vídeos apresentados — que circulam na internet desde 2018 — e afirmou que as urnas eletrônicas precisam de “melhorias”.

Naquele dia, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) usou as redes sociais para desmentir em tempo real os relatos contra o sistema eleitoral feitos pelo presidente e ainda compilou uma série de links e rebateu 18 alegações apresentadas pelo mandatário durante a live.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes incluiu Bolsonaro como investigado no inquérito das fake news por profusão de mentiras sobre o sistema eletrônico de votação durante a live.

Dias depois, Moraes acolheu notícia-crime apresentada pelo TSE para investigar Bolsonaro por ter supostamente vazado dados sigilosos da Polícia Federal sobre uma invasão hacker ao tribunal em 2018.

O presidente havia feito uma publicação nas redes sociais, após entrevista a um programa de rádio, ao lado do deputado Filipe Barros (PSL-PR), em que disse que comprovaria fraude nas urnas eletrônicas.

Uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) sobre o voto impresso foi derrotada no plenário da Câmara dos Deputados na semana passada. Eram necessários 308 votos para a PEC ser aprovada, mas só 229 deputados apoiaram a mudança.