O Governo do Estado informou a suspensão da cobrança de empréstimos consignados por 120 dias, ou seja, quatro meses sem desconto dos consignados na folha dos servidores.

Servidores denunciam desconto de empréstimos na conta do Bradesco (Foto: Reprodução)

Os servidores do Estado da Paraíba tiveram uma surpresa, na manhã deste sábado (27), ao ter acesso as suas contas bancárias. O motivo é que, embora, a lei estadual nº 11.699, que determina a suspensão da cobrança dos empréstimos consignados por 120 dias, esteja em vigor, o Banco Bradesco – responsável pelo pagamento dos funcionários – já efetuou os descontos do mês de junho. Nas redes sociais, os funcionários denunciaram a retirada do valor, o que deixou muitas contas zeradas. 

Os relatos é de que o banco teria antecipado a retirada do valor dos empréstimos. “Eu tinha R$ 600 na minha conta, quando fui ver estava zerada”, disse um servidor. Outro ainda contou que o valor era pagamento de um carro. “Eu ia pagar o meu carro dia 29. Eu não tenho mais. Minha conta está zerada. E aí, quem vai responder pelo prejuízo?”, revelou. 

Na sexta-feira (26), o Governo do Estado informou a suspensão da cobrança de empréstimos consignados por 120 dias, ou seja, quatro meses sem desconto dos consignados na folha dos servidores. A lei foi sancionada pelo governador João Azevêdo e determina ainda que a suspensão da cobrança vale para todas as instituições financeiras, de todos os empréstimos consignados contraídos por servidores públicos civis, militares, aposentados, inativos e pensionistas da administração direta e indireta do Estado da Paraíba.

Lei mais: 

Cobrança de parcelas de consignados de servidores do Estado é suspensa por 120 dias em cumprimento a lei na Paraíba

São 50.070 servidores que estão sendo beneficiados com a lei, o que gera um valor do desconto mensal em torno de R$ 45,5 mi. Vinte e quatro instituições financeiras operam contas-salário dos servidores e devem se adequar a essa lei.

Caso o estado de calamidade pública perdure por período superior ao estabelecido, o prazo de suspensão dos empréstimos consignados, disposto na lei, será prorrogado automaticamente até o fim da vigência do estado de calamidade estadual. Ainda de acordo com a lei, as parcelas que forem suspensas vão ser acrescidas ao final do contrato sem acréscimo de juros ou multas.

Há esperança em cada alta! Após 8 dias internado no setor COVID-19, do Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, Sr. João Benedito de Lima, de 73 anos, finalmente recebeu alta hospitalar e já voltou para casa. 
 
Morador do município de Tuparetama, Sr. Joaquim perdeu recentemente a sua esposa em decorrência do novo coronavírus. 
 
Que os dias sejam de muita luz e esperança para ele e sua família.

O grupo político do prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), recebeu na manhã deste sábado (27) o retorno do vice-prefeito Bringel Filho e de seu pai, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Emanoel Bringel. O anúncio foi feito pelo prefeito em suas redes sociais onde ele externou sua satisfação.

“Em ato de grandeza, eles se unem a nós em reconhecimento ao nosso trabalho. Bringel Filho sabe que é hora de unir forças para fazer Araripina cada vez melhor e evitar a volta de um tempo que trouxe tanto sofrimento para nossa gente. Sejam bem-vindos”, escreveu Pimentel.

Em recente levantamento divulgado pelo Instituto Cuali, a administração do prefeito Raimundo Pimentel é avaliada como positiva para 63,5% dos entrevistados. As áreas da saúde e educação também têm avaliação positiva de 68,3% e 70,4%. A gestão financeira da prefeitura é avaliada positivamente por 75,2% dos entrevistados.

Obras de pavimentação em asfalto e calçamento na cidade e nos distritos, além de uma força-tarefa de recuperação das estradas da zona rural e perfuração de poços numa parceria com o Governo Federal, através da Codevasf dão o tom da força política do grupo liderado pelo prefeito.

Roberto Gonçalves

Preocupado com a rota de interiorização da doença, o governo do Estado sinalizou que também é hora de fazer vigília à curva epidêmica no Sertão, especialmente em Petrolina, onde a ocorrência de pacientes graves tem aumentado nos últimos dias.

“A covid-19 chega com mais força, neste momento, no Agreste, mas já dá sinais de que chegará ao Sertão. Nós provavelmente também teremos que adotar medidas para esta região nas próximas semanas. Estamos observando o comportamento (do novo coronavírus) ao longo dos próximos dias (nos municípios sertanejos)”, anunciou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, nesta sexta-feira (26), durante entrevista coletiva transmitida pela internet. Petrolina tem atualmente 765 casos confirmados, mais 344 em investigação e 26 mortes.

A cidade de Araripina, também no Sertão, é outra que acende o alerta, com 180 confirmações da doença e quatro óbitos. “Não descuidamos da Região do Araripe. O Hospital Santa Maria, em Araripina, vai ganhar mais dez leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) e, somados a outros dez, irá para 20 vagas de UTI. E Ouricuri (município na mesma Regional de Saúde) também ganhará mais dez leitos. Estamos fortalecendo toda aquela região. Como era esperado, deverá haver um aumento no número de casos agora em julho no Sertão. Precisamos estar fortalecidos para o enfrentamento à covid-19 nessas localidades”, destacou Longo.

No Sertão, a cidade de Petrolina é a que mais sente o peso da covid-19 na assistência hospitalar. A rede pública, no município, tem 30 leitos de UTI distribuídos em três hospitais; 22 estão ocupados com pacientes moradores do município, de Dormentes e de Lagoa Grande (ambos da mesma Regional de Saúde), como também da vizinha Juazeiro (Bahia), que passa pelo toque de recolher.

Dessa maneira, as pessoas enfrentam limites de locomoção no município, das 18h até as 5h. Ao longo dos últimos dias, Juazeiro tem registrado um alto crescimento na taxa de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. São 558 pessoas que já foram detectadas com a covid-19 na cidade, além de 22 mortes.

“Ontem finalizamos as gravações do quadro ‘Minha Mulher Que Manda’, que estreia em julho, e toda equipe envolvida, elenco e convidados estão sendo devidamente monitorados”, informou o SBT.

O SBT e a apresentadora Eliana informam que ela testou positivo hoje para a Covid-19, afastando-se imediatamente de suas atividades na emissora. (Foto: Reprodução)

O SBT e a apresentadora Eliana informam que ela testou positivo hoje para a Covid-19, afastando-se imediatamente de suas atividades na emissora. “Eliana se encontra assintomática, bem e monitorada”.

“Ontem finalizamos as gravações do quadro ‘Minha Mulher Que Manda’, que estreia em julho, e toda equipe envolvida, elenco e convidados estão sendo devidamente monitorados segundo os protocolos médicos que vêm sendo seguidos pela emissora e conforme as recomendações do Ministério da Saúde e autoridades sanitárias. Esperamos o pronto restabelecimento da Eliana, e que muito breve possa voltar às gravações”, informa o SBT.

“Hoje recebi a notícia que minha família testou negativo (Adri, Manu, Arthur, minha irmã e minha mãe) e eu testei positivo para o Covid 19”.

Em postagem agora há pouco no seu Instagram, a apresentadora comentou o fato: “Fiquei sem chão”.

“Fiquei sem chão, triste e surpresa. Depois de duas semanas intensas de gravações tomando todas as precauções que estavam ao meu alcance não poderia imaginar que aconteceria. Sigo assintomática, agora em isolamento total e com toda a fé que tenho na vida e em Deus de que logo em breve estarei recuperada. Desejo a todos saúde e amor sempre”. Disse Eliana.

Curtido por

manoella.nascimento.1

e

O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, anunciou, hoje, a chegada de mais um grande investimento do setor privado na cidade. Agora é a vez da empresa Montauto, fabricante do Buggy BRM, instalar-se no município com a perspectiva de geração de 400 empregos diretos e investimentos na casa dos R$ 100 milhões na economia local. O prefeito acompanhou a visita do empresário Evandro Lira ao local onde funcionarão as futuras instalações da planta industrial.

A localização centralizada do município aos mercados consumidores, a perspectiva de funcionamento da ferrovia TransNordestina e a força e desenvolvimento econômico que Araripina mostrou nos últimos anos foram decisivos para a chegada de mais um investimento de capital privado.

 AF Newss

A percepção da inteligência do ocupante da Presidência pelo eleitorado foi pesquisada em mandatos anteriores pelo instituto.

A maioria considera o presidente despreparado para o cargo (58%), autoritário (64%), incompetente (52%) e indeciso (53%). (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A maioria da população considera o presidente Jair Bolsonaro pouco inteligente e tem avaliação negativa sobre outras características pessoais dele, segundo pesquisa do Datafolha.

De acordo com pesquisa do instituto feita terça (23) e quarta-feira (24), 54% dos entrevistados dizem que ele é “pouco inteligente”, ante 40% que o consideram “muito inteligente”. Não souberam responder 6%.

A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O Datafolha ouviu 2.016 pessoas de todo o país por telefone, modelo que evita o contato pessoal entre pesquisadores e entrevistados e exige questionários mais rápidos.

Os números mostram uma inversão das taxas em relação à ocasião anterior em que essa pergunta foi feita, em abril do ano passado, quando o presidente estava apenas em seu quarto mês de mandato.

Naquela pesquisa, 58% disseram achar o presidente muito inteligente, ante 39% com avaliação oposta.

A percepção da inteligência do ocupante da Presidência pelo eleitorado foi pesquisada em mandatos anteriores pelo instituto. Os outros dois presidentes eleitos antes de Bolsonaro, os petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, não tiveram maioria questionando sua inteligência.

A porcentagem dos que avaliavam Lula como muito inteligente esteve entre 52% e 69% em pesquisas feitas de 2003 a 2006. Em relação a Dilma, o índice de quem a considerava muito inteligente variou de 66% a 85% de 2011 a 2015.

Após a publicação da pesquisa feita em abril do ano passado, Bolsonaro ironizou o questionamento sobre a percepção da inteligência pelo eleitorado e a comparação com os resultados obtidos pelos petistas. “Kkkkkkkk”, escreveu ele em rede social.
A má avaliação de Bolsonaro nesse quesito piora ainda mais em alguns recortes da população que se mostram refratários à figura do presidente. Um dos destaques é a visão crítica a ele dos jovens de 16 a 24 anos: 67% o veem como pouco inteligente. Entre eleitores com curso superior, grupo hoje distante do presidente, embora o avaliasse bem antigamente, 61% desconfiam da inteligência do mandatário.

No outro campo, a imagem presidencial é bem vista nesse item entre eleitores do Sul do país, que desde a época da campanha eleitoral constituem uma das bases do bolsonarismo. Na região, 48% o veem como muito inteligente, taxa que cai para 35% entre entrevistados do Nordeste.

A taxa pró-Bolsonaro vai a 65% ao se levar em conta apenas entrevistados que afirmam que estão “vivendo normalmente” durante a pandemia da Covid-19, sem evitar sair de casa nem se isolar.

A pesquisa mais recente do Datafolha mostrou que o presidente permanece com avaliação positiva de cerca de um terço do eleitorado. Consideram seu governo ótimo ou bom 32% dos entrevistados, ante 44% que o consideram ruim ou péssimo. A tendência desde o ano passado é de um aumento da rejeição.

Na mesma pesquisa desta semana, o Datafolha também questionou os entrevistados sobre outras características pessoais de Bolsonaro. Nas oito perguntas dessa série, a avaliação negativa foi preponderante.

A maioria considera o presidente despreparado para o cargo (58%), autoritário (64%), incompetente (52%) e indeciso (53%). Para 58%, ele respeita mais os ricos, ante 18% que acham que respeita mais os pobres.

A favor de Bolsonaro, está a imagem de honestidade. Para 48%, ele é honesto –outros 40% o consideram desonesto. No quesito sinceridade, há empate técnico: 48% o consideram sincero, enquanto 46% entendem que ele é falso.

Wassef fala e diz que escondeu Queiroz para proteger Bolsonaro 

wassef

Advogado que escondeu Fabrício Queiroz em Guarujá (SP) e Atibaia (SP) tenta emplacar mais uma versão: a de que haveria um mirabolante plano para matar Queiroz e culpar Bolsonaro.

 O advogado Frederick Wassef afirmou que escondeu Fabrício Queiroz para proteger a família Bolsonaro. De acordo com defensor, haveria um mirabolante plano para matar o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e culpar o clã presidencial. Uma eventual morte de Queiroz seria interpretada como uma queima de arquivo, já que ele está envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro na Assembleia Legislativa do Rio, onde trabalhava para o parlamentar. “Naquele momento, meu entendimento é que eu queria evitar que Fabrício Queiroz fosse executado em uma simulação qualquer ou mesmo que sumissem com o seu cadáver”, disse, sem apresentar qualquer evidência ou indícios que sustente sua afirmação. A entrevista foi concedida à Veja.

De acordo com o advogado, o seu objetivo “era preservar aquela vida para que ela pudesse servir ao Poder Judiciário do Rio de Janeiro, ao Ministério Público e aos meus interesses enquanto advogado do senador Flávio Bolsonaro. É o mais absoluto, perfeito e regular exercício da advocacia”.

“No dia da prisão, eu telefonei para o presidente Bolsonaro, ele me atendeu. Eu pedi muitas desculpas. Falei: ‘Presidente, não tenho como te explicar agora por telefone. Eu estou muito triste por tudo o que aconteceu, eu lhe peço desculpas por ter omitido isso’”, continuou.

“Ele ficou bastante descontente com a minha atitude. Pedi desculpas. Não podia falar mais, me estender mais. Falei que em algum momento ia explicar toda a história. Quando ocorreu a prisão do Fabrício Queiroz, entendi o que ia acontecer na minha vida. Entendi que ia virar alvo de todos os inimigos do governo, do presidente Bolsonaro, de toda a esquerda. Eu sabia que eu seria usado pelos inimigos para atacar o presidente Bolsonaro. Então decidi deixar o caso. O Flávio insistiu para que eu não deixasse, mas eu disse que se eu continuasse, iria prejudicá-los”, acrescentou.

O defensor disse não ter visto “provas contundentes” no caso Queiroz. “Eu não vi elementos para oferecimento de denúncia, eu não vi nada de crime ali. Para cada ato que dizem que é crime, eu tenho dez para dizer que não é. Movimentação financeira atípica não é crime, tudo o que falaram do Flávio Bolsonaro não é crime”.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nessa sexta (26) tivemos o registro de quatro novos casos de covid-19 em nosso município. 
São 04 pessoas da mesma família que testaram positivo em nossa unidade de campanha dia. O grupo familiar se infectou após receber visita de um membro da família que reside no estado do Ceará. São duas mulheres, de 48 e 27 anos, ambas com sintomas sugestivos para covid/19. Os outros membros da família são do sexo masculino, 18 e 07 anos, um assintomático e o outro com sintomas sugestivos leves. 
Entra em Investigação o caso de um Paciente do sexo feminino, 53 anos, profissional de saúde, que apresentou sintomas sugestivos para COVID-19 e hoje realizou a coleta de swab no Hospital Regional Emília Câmara. 
Os pacientes citados seguem em isolamento domiciliar e estão monitorados pelas equipes de vigilância em saúde e atenção básica. 
Hoje três pacientes apresentaram cura clínica – duas pacientes do sexo feminino, 64 e 46 anos, e outro paciente do sexo masculino, 67 anos, profissional da Saúde.
Foram realizados 24 testes rápidos em nossa unidade de campanha, sendo 04 positivos (os dos casos que anunciamos no início desse texto) e 20 negativos para covid-19.

Confira atualização dos infectados em cada bairro 

 

Tabira tem mais 3 casos confirmados e 1 recuperado

Nessas 24 horas, 28 tabirenses foram notificados na Quarentena Domiciliar Monitorada. 17 tabirenses concluíram o Monitoramento Domiciliar.
Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 668 novos casos confirmados
– 122 novas mortes por CoVid-19
– 1.189 novos recuperados
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 46.860 novos casos confirmados
– 990 novas mortes por CoVid-19
– 23.797 recuperados
Observação
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura OFICIAL dos bairros do município de Tabira.

Casos da Covid-19 chegam a 180 em Araripina

Mais 04 casos da Covid-19 foram registrados nessa sexta-feira (26), em Araripina, no Sertão de Pernambuco. Agora o município contabiliza 180 casos confirmados da doença, 92 curas clínicas, 04 óbitos e 03 em investigação.

De acordo com a prefeitura, 731 exames já foram realizados em Araripina, sendo 671 testes rápidos e 60 analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

No Sertão do Araripe já foram registradas 25 mortes decorrentes do novo coronavírus, sendo 08 em Trindade, 07 em Ipubi, 04 em Araripina, 03 em Ouricuri, 02 em Bodocó e 01 em Exu.

Serra Talhada passa de mil casos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram confirmados mais 37 casos positivos de Covid-19 nesta sexta-feira (26), sendo 20 pacientes do sexo masculino e 17 do sexo feminino, totalizando 466 casos. 

O número de casos suspeitos aguardando resultados caiu para 27 e o número de casos descartados subiu para 2.058. O município tem 268 pacientes recuperados, 182 em isolamento domiciliar monitorado e 07 em leitos de internamento. 
Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 27 estão recuperados 09 estão em isolamento domiciliar monitorado. 
O boletim diário, portanto, fica com 466 casos confirmados, 27 casos suspeitos, 268 recuperados, 2.058 descartados e 09 óbitos. 
Com o anúncio dos números de Serra Talhada, a região do Pajeú passa dos 1000 casos de covid-19, mais precisamente 1.033 casos confirmados até as 19h30min desta sexta (26)
 
CASOS CONFIRMADOS DE SERRA TALHADA:
ZONA URBANA 
IPSEP (76)
São Cristóvão (64)
AABB/Várzea (57)
Bom Jesus (54)
Centro (47)
Cohab/Tancredo Neves (27)
Cagep (19)
Alto da Conceição (18)
Vila Bela (17)
Mutirão (13) 
Malhada Cortada/Baixa Renda (12) 
Caxixola (09)
Universitário (08)
Borborema (06)
ZONA RURAL 
Varzinha (10)
Caiçarinha da Penha (03)
Sítio Poço Escuro (03)
Fazenda Cacimbinha (02)
DNOCS (02)
Nossa Senhora de Fátima (02)
Sítio Conceição de Cima (02)
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Lagoa da Pedra (01)
IPA (01)
Fazenda Joazeiro (01)
Fazenda Saco – IPA (01)

O governo divulgou, nesta quinta-feira (25), no “Diário Oficial da União”, o calendário de pagamentos da terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600.

A partir deste sábado (27) e até 4 de julho, o dinheiro será depositado nas contas da poupança social digital para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital. As transferências e os saques em espécie começam em 18 de julho e vão até 19 de setembro.

Também foi divulgado o calendário de pagamento da segunda parcela para os aprovados do segundo lote (aqueles que receberam a primeira parcela entre os dias 16 e 29 de maio). O governo também vai pagar a primeira parcela do benefício a 1,1 milhão de novos aprovados. Confira as datas abaixo.

Depósitos nas contas digitais

27 de junho – nascidos em janeiro e fevereiro (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

30 de junho – nascidos em março e abril (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

1º de julho – nascidos em maio e junho (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

2 de julho – nascidos em julho e agosto (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

3 de julho – nascidos em setembro e outubro (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

4 de julho – nascidos em novembro e dezembro (pagamento do 1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

Saques em dinheiro

18 de julho – nascidos em janeiro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

25 de julho – nascidos em fevereiro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

1º de agosto – nascidos em março (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

8 de agosto – nascidos em abril (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

15 de agosto – nascidos em maio (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

29 de agosto – nascidos em junho (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

1º de setembro – nascidos em julho (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

8 de setembro – nascidos em agosto (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

10 de setembro – nascidos em setembro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

12 de setembro – nascidos em outubro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

15 de setembro – nascidos em novembro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

19 de setembro – nascidos em dezembro (1º lote da terceira parcela / do 2º lote da segunda parcela / e do 4º lote da primeira parcela)

O índice de Isolamento Social foi de apenas 38,6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Até o momento, 122.671 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 2.008 novos casos de covid-19 e 22 mortes confirmadas desde a última atualização, sendo quatro óbitos ocorridos nas últimas 24 horas. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde no fim da tarde desta sexta-feira (26).

  • Casos Confirmados: 42.832
  • Casos Descartados: 37.751
  • Óbitos confirmados: 864
  • Casos recuperados: 12.962
  • Total de municípios: 217 

São 42.832 pessoas que já contraíram a doença, 12.962 que já se recuperaram e 864 faleceram. Até o momento, 122.671 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 64%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 70%. Em Campina Grande, estão ocupados 70% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 47% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 38,6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (23); Aguiar (13); Alagoa Grande (380); Alagoa Nova (155); Alagoinha (349); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (299); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (227); Arara (68); Araruna (62); Areia (147); Areia de Baraúnas (1); Areial (27); Aroeiras (76); Assunção (24); Baia da Traição (157); Bananeiras (74); Baraúna (102); Barra de Santa Rosa (17); Barra de Santana (47); Barra de São Miguel (6); Bayeux (799); Belém (226); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (108); Borborema (6); Brejo do Cruz (77); Brejo dos Santos (4); Caaporã (720); Cabaceiras (11); Cabedelo (1700); Cachoeira dos Índios (41); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (147); Cajazeiras (457); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (58); Camalaú (1); Campina Grande (6261); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (98); Catingueira (11), Catolé do Rocha (136); Caturité (56); Conceição (8); Condado (67); Conde (332); Congo (26); Coremas (27); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (38); Cuité (73); Cuité de Mamanguape (45); Cuitegí (101); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (2); Dona Inês (9); Duas Estradas (41); Emas (2); Esperança (229); Fagundes (40); Frei Martinho (1); Gado Bravo (60); Guarabira (1997); Gurinhém (137); Gurjão (18); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (274); Itabaiana (537); Itaporanga (23); Itapororoca (160); Itatuba (116); Jacaraú (96); Jericó (4); João Pessoa (12015); Joca Claudino (1); Juarez Távora (114); Juazeirinho (94); Junco do Seridó (22); Juripiranga (263); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (32); Lagoa Seca (347); Lastro (13); Livramento (29); Logradouro (44); Lucena (163); Mãe d’Água (11); Malta (18); Mamanguape (1098); Manaíra (7); Marcação (30); Mari (331); Marizópolis (6); Massaranduba (123); Mataraca (82); Matinhas (35); Mato Grosso (7); Matureia (21); Mogeiro (60); Montadas (28); Monteiro (73); Mulungu (146); Natuba (35); Nazarezinho (4); Nova Floresta (15), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (26);  Parari (4); Passagem (28); Patos (1262); Paulista (58); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (892); Pedro Régis (14); Piancó (43); Picuí (72); Pilar (126); Pilões (33); Pilõezinhos (114); Pirpirituba (72); Pitimbu (450); Pocinhos (46);  Poço Dantas (1); Pombal (138); Princesa Isabel (39); Puxinanã (161);  Queimadas (440); Quixaba (24); Remígio (140); Riachão (21); Riachão do Bacamarte (173);  Riachão do Poço (28); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (356); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (88); Santa Cecília (15); Santa Cruz (10); Santa Helena (9); Santa Inês (8);  Santa Luzia (158); Santa Rita (1189); Santa Terezinha (28); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (1); São Bentinho (20); São Bento (529); São Domingos do Cariri (6);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (29); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (34); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (140); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (78); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (118); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (450); Serra Branca (31); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (125); Serraria (22); Sertãozinho (34); Sobrado (64); Solânea (142); Soledade (81); Sossego (5), Sousa (472); Sumé (46); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (3); Uiraúna (19); Umbuzeiro (30); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 26/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

22 óbitos foram registrados, 07 deles ocorridos nas últimas 48h.

Homem, 84 anos, residente em Araruna. Diabético. Início dos sintomas no dia 08/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 70 anos, residente em Bayeux. Paciente com doença hepática. Inicio dos sintomas em 03/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 60 anos, residente em Cajazeiras. Portador de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Homem, 79 anos, residente em Catolé do Rocha. Portador doença renal. Inicio dos sintomas em 04/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 68 anos, residente em Dona Inês. Sem informação de Comorbidade. Inicio dos sintomas em 22/05. Foi a óbito em hospital público no dia 04/06.

Mulher, 51 anos, residente em João Pessoa. Paciente com doença renal, hipertensa e diabética. Inicio dos sintomas em 07/06. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

Homem, 95 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e diabético. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 48 anos, residente em João Pessoa. Paciente com doença hepática e imunossupressão. Inicio dos sintomas em 07/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 40 anos, residente em João Pessoa. Portadora de neoplasia. Inicio dos sintomas em 14/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 66 anos, residente em João Pessoa. Paciente com doença renal. Inicio dos sintomas em 03/06. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 62 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 25/05. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 70 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata,  diabético e portador de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 71 anos, residente em João Pessoa. Comorbidades não informadas. Inicio dos sintomas em 02/05. Foi a óbito em hospital público no dia 01/06.

Homem, 75 anos, residente em Logradouro. Diabético. Inicio dos sintomas em 14/06. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

Mulher, 68 anos, residente em Massaranduba. Cardiopata,  diabética. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 96 anos, residente em Mataraca. Tabagista,  portadora de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

Homem, 86 anos, residente em Matinhas. Cardiopata,  diabético e portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 06/06.

Mulher, 71 anos, residente em Piancó. Sem histórico de comorbidades. Inicio dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 79 anos, residente em queimadas. Sem histórico de Comorbidades. Inicio dos sintomas em 22/05. Foi a óbito em hospital público no dia 25/05.

Mulher, 47 anos, residente em Santa Rita. Sem histórico de Comorbidades. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital público no dia 02/06.

Homem, 77 anos, residente em Santa Rita. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 20/05. Foi a óbito em hospital público no dia 04/06

Mulher, 55 anos, residente em Sousa. Hipertensa. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06

Covid-19: Pernambuco se aproxima de 60 mil casos

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta sexta-feira (26), 668 casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 480 (72%) são casos leves e 188 (28%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 55.804 casos confirmados, sendo 18.864 graves e 36.940

 

 

Brasil tem 1.274.974 casos de coronavírus e 55.961 mortes 

Coronavírus-2

Nas últimas 24h foram registrados mais 46.860 diagnósticos e 990 falecimentos, informa o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

De acordo com dados atualizados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil tem nesta sexta-feira (26), 1.274.974 casos confirmados de coronavírus e 55.961 mortes em decorrência da doença.

Nas últimas 24h foram registrados mais 46.860 diagnósticos e 990 falecimentos.

O estado de São Paulo continua sendo o epicentro da pandemia, seguido por Rio de Janeiro, Ceará, Pará e Maranhão. Porém, o Ministério da Saúde relata que o vírus já foi diagnosticado em 88,6% dos municípios brasileiros e começa a ganhar força fora dos grandes centros urbanos, migrando para o interior do país.

Nesta sexta, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que os bares e restaurantes poderão reabrir na cidade a partir de 6 de julho.

No interio de PE, na região do Pajeú passa de mil casos de Covid-19


A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram confirmados mais 37 casos positivos de Covid-19 nesta sexta-feira (26), sendo 20 pacientes do sexo masculino e 17 do sexo feminino, totalizando 466 casos.

Com isso, a região do Pajeú, que tinha 966, passou para 1.033 casos confirmados. Segue o boletim de Serra.

O número de casos suspeitos aguardando resultados caiu para 27 e o número de casos descartados subiu para 2.058. O município tem 268 pacientes recuperados, 182 em isolamento domiciliar monitorado e 07 em leitos de internamento. 

Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 27 estão recuperados 09 estão em isolamento domiciliar monitorado.

O boletim diário, portanto, fica com 466 casos confirmados, 27 casos suspeitos, 268 recuperados, 2.058 descartados e 09 óbitos.

Segundo advogado o motivo seria porque o ex-assessor de Flávio Bolsonaro estaria jurado de morte.

Em entrevista à revista “Veja”, o ex-advogado da família Bolsonaro Frederick Wassef apresentou outra versão para justificar ter escondido Fabrício Queiroz em sua casa, em Atibaia (SP). Depois de mentir várias vezes, em entrevistas à TV Globo e ao portal UOL, sobre não ter conhecimento do paradeiro do ex-assessor de Flávio Bolsonaro e de tê-lo abrigado em Atibaia, Wassef admitiu à “Veja” que escondeu Queiroz porque ele estaria jurado de morte por “forças ocultas”, sem revelar que forças seriam essas. E que ele tinha convicção de que esse suposto assassinato teria como objetivo colocar a culpa no presidente Bolsonaro.

Wassef também mudou a versão sobre a hospedagem que deu a Queiroz: agora disse à “Veja” que sabia que Queiroz ficou em sua casa em Atibaia em vários períodos, sem precisar datas. Mas que fez tudo sozinho e nunca contou nada para a família Bolsonaro.

Apesar de a investigação ter sido conduzida pela Justiça e pelo Ministério Público do Rio, o ex-advogado da família Bolsonaro disse que a prisão de Queiroz em sua casa foi uma conspiração dos governadores do Rio, Wilson Witzel, e de São Paulo, João Doria, adversários políticos do presidente.

O que disse Wassef em outras entrevistas? Leia a íntegra na reportagem do G1.

 

Banco do Brasil

Carlos Motta dos Santos, o vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, participou ontem da reunião do Conselho Empresarial de Economia da Firjan.

Durante a conversa, adiantou que o banco vai começar a liberar crédito por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte a partir da quarta-feira, dia 1º de julho. As microempresas serão as primeiras beneficiadas.

Pequenas empresas, de acordo com o que Santos disse na Firjan, começarão a ser atendidas pelo programa quinze dias depois, em 15 de julho.

Fato é: passadas semanas do lançamento, só a Caixa Econômica começou a emprestar pelo Pronampe.

Bolsonaro acompanha no Ceará abertura da comporta de integração do Rio São Francisco

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (26) que o Projeto de Integração do Rio São Francisco é uma “novela enorme que está chegando ao fim”. Bolsonaro participou, nesta sexta-feira, em Penaforte, no Ceará, da cerimônia de acionamento da comporta que será responsável pela chegada das águas do Eixo Norte do projeto ao estado do Ceará.

As primeiras obras, para o deslocamento de parte das águas do São Francisco, foram iniciadas em 2007 pelo Exército. A previsão original do governo da época era inaugurar até 2010 todos os canais, reservatório e estações de bombeamento. A expectativa do governo atual é que o projeto esteja concluído no próximo ano.
“Foi uma recomendação desde o início do governo que não deixaríamos nenhuma obra parada. Faz parte do nosso compromisso e ficamos muito felizes em trazer água para quem precisa”, disse o presidente em entrevista à TV Brasil, ao final do evento. “[O projeto vai beneficiar a] agricultura, irrigar terras, levar água para casa do cidadão nordestino que sempre teve carência disso. É uma novela enorme que está chegando ao fim”, completou.
Com a ação desta sexta, a água que já abastece o Reservatório Milagres, em Pernambuco, passará pelo Túnel Milagres, na fronteira dos dois estados, começará a encher o Reservatório Jati, no Ceará, e seguirá, por fim, até a Paraíba e o Rio Grande do Norte.
O Projeto de Integração do Rio São Francisco soma hoje 477 quilômetros (km) de extensão em dois eixos, o Norte com 260 km e o Leste com 217 km, e, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, é o maior empreendimento hídrico do país. “Quando todas a estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas com abastecimento de água”, informou a pasta. (Folha de PE)
Fabrício Queiroz, tesoureiro do clã Bolsonaro, negocia delação premiada 

queiroz_delação premiada
Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e Jair Bolsonaro (Foto: Ag. Senado | Polícia Civil/Divulgação | PR)

A maior preocupação de Queiroz é com a família: sua mulher, Márcia Aguiar de Oliveira, que está foragida, e as filhas, Nathalia Mello e Evelyn Mello, todas investigadas no “esquema da rachadinha”. Ele também pede para cumprir prisão domiciliar, segundo a CNN.

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, preso na semana passada, Fabrício Queiroz negocia um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro, informa reportagem da CNN Brasil.

De acordo com fontes envolvidas na investigação, a maior preocupação de Queiroz é com a família. Ele quer garantidas e proteções para a mulher, Márcia Aguiar de Oliveira, que está foragida, e para as filhas, Nathalia Mello e Evelyn Mello, todas investigadas no “esquema da rachadinha”. Ele também pede para cumprir prisão domiciliar. Queiroz está bastante preocupado que as filhas venham a ser presas e que Márcia seja localizada.

“A negociação está arrastada porque os promotores querem garantias que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro tem informações novas para apresentar e não apenas relatar fatos que a investigação já conseguiu remontar”, informa ainda a reportagem.

Reitor diz que ministro da Educação não tem doutorado em Rosário

Bartolacci também publicou a afirmação em suas redes sociais, retuitando Bolsonaro para negar a informação do presidente brasileiro. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, não tem título de doutor pela Universidade de Rosário, na Argentina, como o presidente Jair Bolsonaro afirmou na quinta (25) ao anunciá-lo para o cargo.

A afirmação desmentindo Bolsonaro é do reitor da Universidade Nacional de Rosario, Franco Bartolacci. “Ele [Decotelli] cursou o doutorado, mas não finalizou, portanto não completou os requisitos exigidos para obter a titulação de doutor na Universidade Nacional de Rosario”, disse Bartolacci à reportagem.

A assessoria do MEC manteve a informação de que ele detém, sim, o título. Questionada sobre a afirmação do reitor, diz que consultaria novamente o ministro. Em seu currículo lattes, Decotelli lista o doutorado em Rosário.

Bartolacci também publicou a afirmação em suas redes sociais, retuitando Bolsonaro para negar a informação do presidente brasileiro.

“Nos vemos en la necesidad de aclarar que Carlos Alberto Decotelli da Silva no ha obtenido en @unroficial la titulación de Doctor que se menciona en esta comunicación [Em tradução livre: Precisamos esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na @unroficial o doutorado mencionado nesta comunicação”, escreveu ele em sua publicação.

Em maio deste ano, em uma cerimônia virtual, o ex-presidente Lula recebeu o título de doutor honoris causa da universidade argentina.

O edifício-sede do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em Brasília

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcou para a próxima terça-feira (30) a conclusão do julgamento de duas das ações que pedem a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão nas eleições presidenciais de 2018. Em sessão do dia 9 de junho, o ministro Alexandre de Moraes pediu vista (mais tempo para analisar o processo). Moraes é recém-chegado ao quadro de ministros do TSE, que conta com sete integrantes.

As duas ações que estão na pauta tratam sobre ataques cibernéticos a um grupo de Facebook que teria favorecido Bolsonaro. Segundo o processo, em setembro de 2018, o grupo ‘Mulheres Unidas contra Bolsonaro’, com 2,7 milhões de pessoas, foi invadido e passou a apresentar conteúdo favorável ao então candidato a presidente da República.

O julgamento havia iniciado no fim de 2019 e, após interrupção por um pedido de vista do ministro Edson Fachin, que foi retomado em junho.

No momento, o placar do julgamento tem 3 votos a 2 no sentido de permitir a reabertura de prazo para produção de provas no processo. Os ministros Edson Fachin, Tarcísio Vieira e Carlos Velloso Filho votaram dessa forma. Os ministros Og Fernandes – relator do Caso – e Luís Felipe Salomão votaram contra.

O Brasil contabiliza 660.469 pacientes recuperados, enquanto os Estados Unidos somam 656.161.

Brasil contabiliza 660.469 pacientes recuperados (Foto: Reprodução)

O Brasil ultrapassou os Estados Unidos e se tornou o país com maior número de pessoas recuperadas de covid-19 no mundo, informa a Universidade Johns Hopkins, que tem monitorado a pandemia do novo coronavírus em parceria com órgãos equivalentes ao Ministério da Saúde em todos os países.

O painel da Johns Hopkins mostra, no momento da reportagem, que o Brasil contabiliza 660.469 pacientes recuperados, enquanto os Estados Unidos somam 656.161. A Rússia está em terceiro lugar e registra 374.557 pessoas que foram contaminadas, mas não apresentam mais sintomas da doença.

Lançado em 22 de janeiro de 2020, o painel dinâmico mantido pela universidade recebe dados médicos de todos os 188 países signatários da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de vários centros secundários de atendimento médico.

Os números são atualizados constantemente. “A disponibilidade de dados epidemiológicos precisos e robustos em uma epidemia é um guia importante para decisões sobre saúde pública. O arquivamento consistente de informações é importante para entender a transmissibilidade, o risco de alastramento geográfico, as rotas de transmissão e os fatores de risco”, afirma o artigo científico que explica o funcionamento da ferramenta, publicado na revista médico-científica britânica The Lancet.

Contaminações
O mapa mostra também que São Paulo é o segundo estado mais afetado do mundo, com 238.822 casos confirmados de covid-19. Em primeiro lugar, aparece é Nova York, que tem 390.415 pessoas contaminadas com a doença.

De acordo com o levantamento da Johns Hopkins e a evolução do novo coronavírus, o mundo deve ultrapassar a marca de 10 milhões de casos confirmados nos próximos dias. O número de mortes também cresce no mesmo ritmo, com 484.155 registradas até o momento em decorrência de complicações geradas por covid-19.

Testagem
Os Estados Unidos lideram em número de testagens. Segundo o painel de dados da universidade norte-americana, mais de 28,5 milhões de testes já foram realizados. O estado da Califórnia é o primeiro, com 3,6 milhões de pessoas já testadas. Nova York, o estado com maior número de casos de covid-19 no mundo, fica em segundo lugar, com 3,5 milhões de testes realizados.

A pesquisa Datafolha foi realizada em 23 e 24 de junho, com 2.016 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país.

Bolsonaro é reprovado pela maioria (Foto: Reprodução)

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” no final da noite desta quinta-feira (26) mostra os seguintes percentuais de aprovação e reprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido):

Ótimo/bom: 32%
Regular: 23%
Ruim/péssimo: 44%
Não sabe/não respondeu: 1%

A pesquisa Datafolha foi realizada em 23 e 24 de junho, com 2.016 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Na pesquisa anterior do Datafolha, feita em 25 e 26 de maio e divulgada no dia 28, os resultados foram:

Ótimo/bom: 33%
Regular: 22%
Ruim/péssimo: 43%
Não sabe/não respondeu: 2%

O levantamento do Datafolha do final de abril os resultados foram:

Ótimo/bom: 33%
Regular: 26%
Ruim/péssimo: 38%
Não sabe/não respondeu: 3%

O levantamento do Datafolha do início de abril, feito entre os dias 1º e 3, mostrava o seguinte cenário:

Ótimo/bom: 33%
Regular: 25%
Ruim/péssimo: 39%
Não sabe/não respondeu: 2%

O ex-juiz da Lava-Jato, Sergio Moro, jamais teria julgado Lula se o ex-presidente tivesse sido beneficiado por uma decisão como a que foi conferida nesta quinta-feira (25) a favor de Flávio Bolsonaro, no caso da “rachadinha”. É essa a avaliação de advogados e juristas consultados pela coluna de Bela Megale, no jornal O Globo.

O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) acolheu o pedido da defesa de Flávio. Ele alegou que, como era deputado estadual no período dos fatos investigados, entre 2007 e 2018, o juízo competente é o Órgão Especial do TJ do Rio. Com isso, o juiz da primeira instância Flávio Itabaiana deixou de ser responsável pelo ação.

Segundo advogados e juristas, se a mesma tese fosse aplicada para Lula, ele teria sido julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), já que era presidente da República na época dos fatos investigados pela Lava-Jato, e não por Moro, então juiz da primeira instância em Curitiba.

A defesa do petista, porém, nunca chegou a fazer nenhum pedido na mesma linha dos representantes de Flávio. Os advogados de Lula entendiam que a súmula 394 do Supremo, que estabelecia a permanência do foro correspondente ao cargo ocupado pelo investigado na época dos crimes, estava superada há muito tempo e contrariava uma posição consolidada do tribunal sobre o tema. Essa súmula foi cancelada em 2001.

A avaliação de advogados e juristas também é de que a decisão do caso de Flávio é “inconciliável” com a posição adotada pelo STF em 2018, que restringiu o foro privilegiado a crimes ocorridos durante o mandato em vigor.

Em 2016, a defesa de Lula chegou a sustentar a competência do STF para julgá-lo, mas justificou seu pedido alegando que os fatos relacionados ao petista tinham conexão com a então presidente Dilma Rousseff, que na época tinha direito ao foro. A corte negou a solicitação e manteve no Supremo apenas o processo que envolveu um áudio vazado entre Dilma e Lula sobre a nomeação dele como ministro. Os demais casos foram devolvidos a Sergio Moro.

Município diz que 523 pessoas foram testadas, o que representa cerca de 1,3% da população e cinco pacientes apresentaram cura clínica 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informou em nota que mais quatro de Covid-19 foram registradas no município. Os novos casos são:

Mulher, 24 anos, profissional de saúde com atuação na rede privada.

Homem, 51 anos, eletricista, esposo de paciente positivada para covid.

Adolescente do sexo feminino, 14 anos, estudante, contato de caso positivo.

Criança do sexo masculino, 4 anos, filho de paciente que testou positivo.

“Todos estão bem, em casa, e cumprem isolamento domiciliar monitorado pelas nossas equipes de Vigilância em Saúde e Atenção Básica”, diz a nota. 

Testagem de pouco mais de 1% da população: Outra informação é de que hoje foi alcançada a marca de 523 pessoas testadas  no município. Essa testagem representa 1,3% da população estimada em 40 mil pessoas. 

Outra boa notícia do dia é que cinco pacientes tiveram cura clínica para covid-19 confirmada após avaliação médica e epidemiológica.

Foram realizados 28 testes na Unidade de Campanha dia, três resultados positivos e 25 negativos para a doença.

Hoje tivemos confirmados para covid um dos nossos casos em investigação, após resultado positivo de swab. 

Hoje, foram registrados três novos casos em investigação:

Mulher, 26 anos, profissional de saúde e mais dois pacientes do sexo masculino, ambos com 52 anos, sendo um profissional de saúde e o outro, de segurança. Eles apresentaram sintomas sugestivos para covid tendo sido realizada a coleta de swab na Unidade de campanha Dia.

Os casos em investigação estão em isolamento domiciliar e aguardam resultado dos respectivos exames.

Professores do departamento de Estatística da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) elaboraram uma carta trazendo questionamentos sobre a segurança sanitária de escolas públicas e privadas e riscos de contaminação dos alunos e suas famílias. Segundo o secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Fred Amâncio, essa retomada só deve ocorrer por meio de um plano, com autorização das autoridades de saúde, o que ainda não tem data.

De acordo com a professora Maria Cristina Falcão Raposo, as dúvidas a respeito da volta às aulas incluem a conscientização de crianças sobre a necessidade de usar máscaras fora de casa. O questionamento sobre a retomada de encontros presenciais no estado vem em meio ao anúncio do governo de São Paulo, com plano de reabrir em setembro. Em Pernambuco, não há data ainda.

“Você acredita que as crianças vão conseguir passar quatro horas com as máscaras devidamente colocadas na face? Isso é uma dúvida, principalmente para as crianças menores. Até agora, as crianças se mostram assintomáticas. Por outro lado, como estão protegidas, a contaminação pode ser menor porque elas estão menos expostas”, disse.

A professora mencionou, ainda, a diferença entre a preparação de escolas públicas e privadas. “As escolas particulares estão se preparando há mais tempo. A gente sabe que é diferente da situação das escolas públicas, que atualmente estão sem nenhuma condição sanitária de receber seus alunos, segundo exigido”, disse.

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco, José Ricardo Diniz, afirma que as instituições privadas de ensino estão se preparando para retomar, mas sem definição de quando isso deve ocorrer.

Profissionais de saúde representam cerca de 10% dos infectados pela doença (Foto: Reprodução)

Mais de 400 médicos paraibanos já foram infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, em março deste ano. Conforme dados do Boletim Epidemiológico No 26, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, nesta quarta-feira (24), 3.070 profissionais de saúde foram diagnosticados oficialmente com a Covid-19 e, deste total, 13% são médicos. 

No dia 12 de maio, o número de profissionais de saúde com a doença era 217. Ou seja, em cerca de 40 dias, esta quantidade aumentou quase 15 vezes. Levantamento do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) aponta que sete médicos morreram em decorrência do novo coronavírus.

A Paraíba registrou seu primeiro caso da doença há pouco mais de 3 meses, no dia 18 de março. Deste dia até 24 de junho já são 39.912 paraibanos notificados com a Covid-19 e 828 óbitos. O número de profissionais de saúde infectados representa cerca de 10% do total do Estado. 

”Apesar da Paraíba estar realizando um número maior de testes que outros Estados, sabemos que essa quantidade de pessoas infectadas deve ser bem maior, inclusive de profissionais da saúde”, destacou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

 “Quanto mais médicos infectados, menos profissionais teremos para enfrentar essa batalha. Profissionais que estavam na ativa, oferecendo o que tinham de melhor, prestando auxílio e socorro médico aos pacientes com a Covid-19 tiveram que se afastar do trabalho e, alguns, foram a óbito”, completou Roberto Magliano. Ele ainda acrescenta que o CRM-PB tem se preocupado com as garantias trabalhistas destes profissionais enquanto estiverem doentes e sem prestar seus serviços.

Médicos Contra o Coronavírus – Para verificar as denúncias e aumentar a segurança dos profissionais de saúde em seus locais de trabalho, o CRM-PB, através da campanha Médicos Contra o Coronavírus, tem visitado hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) no Estado para verificar a quantidade de EPIs, respiradores, leitos e profissionais de saúde, como está sendo feito o fluxo de pacientes e alertando aos médicos sobre a necessidade de notificação de todos os casos de síndrome respiratória, mesmo as leves e moderadas.

Plataforma de denúncia – Os médicos do Estado podem fazer denúncias através de um canal criado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela internet, para que sejam registradas as queixas da falta de estrutura de trabalho. Na plataforma (https://sistemas.cfm.org.br/fiscalizacaocovid/), podem ser informadas as falhas identificadas pelos médicos. Na Paraíba já foram feitas mais de 60 denúncias.

Problemas no processo de triagem, falta de Equipamentos Individuais de Proteção (EPIs), insumos, exames e medicamentos, material para higienização e recursos humanos são as principais queixas dos médicos que atuam em unidades de saúde que prestam assistência a casos confirmados e suspeitos de Covid-19 na Paraíba.

Senado aprova novo marco do saneamento básico

O Senado aprovou, por 65 votos a 13, nesta quarta-feira (24) o novo marco legal do saneamento básico. O Projeto de Lei (PL) 4.162/2019 prorroga o prazo para o fim dos lixões e facilita a privatização de estatais do setor. A proposta já foi aprovada pela Câmara e agora segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O senador Fernando Bezerra (MDB-PE), líder do governo no Senado, elogiou o relatório apresentado pelo parlamentar Tasso Jereissati (PSDB-CE) e afirmou que a matéria está “suficientemente amadurecida”.

Segundo ele, a falta do saneamento básico “é uma realidade que se reflete na saúde pública com mais internações e mortes, portanto a modernização do setor mais atrasado da infraestrutura brasileira se faz necessária e urgente”. O senador Cid Gomes (PDT-CE) retirou um destaque apresentado pelo partido ao longo da votação e mudou o posicionamento, liberando a bancada para voto. Outros líderes partidários também retiraram destaques apresentados.

“Todos nós teremos guardado no coração e nos anais dessa Casa essa votação histórica. Votamos uma matéria guardada há décadas. A matéria aprovada na sessão de hoje protege a vida dos brasileiros num momento de pandemia. Uma matéria fundamental para avançarmos no pós-pandemia em um novo caminho de desenvolvimento e progresso”, disse o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O PL 4.162/2019 extingue o modelo atual de contrato entre os municípios e as empresas estaduais de água e esgoto e facilita a entrada de empresas privadas no setor. Pelas regras em vigor, as companhias precisam obedecer critérios de prestação e tarifação, mas podem atuar sem concorrência. O novo marco transforma os contratos em vigor em concessões com a empresa privada que vier a assumir a estatal. O texto também torna obrigatória a abertura de licitação, envolvendo empresas públicas e privadas

Trindade registra 8º óbito causado pelo novo coronavírus

Mais um óbito causado pelo novo coronavírus foi confirmado nesta quarta-feira (24) em Trindade, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o boletim da prefeitura, a paciente tinha 75 anos e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Maria, em Araripina.

Com isso, o município chega a 122 casos confirmados da doença, com 98 curas clínicas, oito óbitos e 13 casos em investigação.

De acordo com a prefeitura, foram realizados 222 testes nos profissionais da saúde, destes, 211 deram negativo e onze testaram positivo. Dez já estão recuperados e um segue em isolamento domiciliar.

No Sertão do Araripe já foram registradas 22 mortes decorrentes do novo coronavírus, sendo 08 em Trindade, 05 em Ipubi, 03 em Ouricuri, 03 em Araripina, 02 em Bodocó e 01 em Exu.

A Quina teve 48 acertadores, e cada um levou R$ 67.956,15. Outras 3.830 apostas ganharam na Quadra. O prêmio, nesse caso, é de R$ 1.216,67.

Aposta única ganha mais de R$ 43 milhões da Mega-Sena (Foto: Reprodução)

Uma aposta de Brasília acertou sozinha as seis dezenas da Mega-Sena e faturou um prêmio de R$ 43.269.740,25. O sorteio do concurso 2.273 foi realizado na noite desta quarta-feira (23).

Os números sorteados foram: 15 – 16 – 20- 38 – 40 – 58.

A Quina teve 48 acertadores, e cada um levou R$ 67.956,15. Outras 3.830 apostas ganharam na Quadra. O prêmio, nesse caso, é de R$ 1.216,67.

A previsão de prêmio era de R$ 45 milhões. Agora, para o próximo sorteio, no sábado (27), a estimativa de pagamento é de R$ 2,5 milhões.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

De acordo com com informações, Gratuliano estava em uma fazenda com a sua família quando sentiu-se mal na segunda-feira (22).

Gratuliano Brito era de família tradicional paraibana (Foto: Reprodução)

Gratuliano de Brito, ex-presidente do Esporte Clube Cabo Branco, morreu nesta quarta-feira (24), em Campina Grande, na Paraíba. De acordo com com informações, Gratuliano estava em uma fazenda com a sua família quando sentiu-se mal na segunda-feira (22). 

Ele foi socorrido para a Clínica Santa Clara, em Campina Grande, após sofrer uma hemorragia nas paredes do esôfago. Gratuliano não resistiu e morreu na unidade de saúde. 

O velório acontece na Central São João Batista, em João Pessoa. O sepultamento deverá acontecer às 10 h desta quinta-feira (25), no Cemitério Senhor da Boa Sentença.

Gratuliano Brito comandou o Clube Cabo Branco por dois mandatos consecutivos. Era casado com Gerlane Almeida Brito, pai de 2 filhos – George e Gratuliano, homenagem ao avô, Gratuliano Brito, que foi interventor da Paraíba. Era filho do médico Higino Brito, uma referência na oftalmologia da Paraíba, conceituado em todo o nordeste.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta quinta-feira (25) a terceira parcela do Auxílio Emergencial para 1,9 milhão beneficiários do Bolsa Família qualificados no programa, cujo número do NIS termina em 7. Os pagamentos para esse grupo são feitos da mesma forma que o Bolsa.

Sem definição para demais beneficiários

Para os demais trabalhadores aprovados no programa, as datas de pagamento da terceira parcela do benefício seguem indefinidas. O segundo e terceiro lotes de aprovados que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do programa, e que receberam a primeira parcela do Auxílio Emergencial após 30 de abril, o pagamento da segunda parcela também não foi definido.

Ainda segundo a Caixa, foram processados pela Dataprev 106,3 milhões de cadastros, dos quais 64,1 milhões foram considerados elegíveis – destes, 19,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família, 10,5 milhões do Cadastro Único e 34,4 milhões de trabalhadores que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do programa.

Foram considerados inelegíveis 42,2 milhões de cadastros, entre eles 19,9 milhões feitos por meio do site e do aplicativo do programa.

Outros 1,3 milhão de cadastros feitos pelo app e site estão em reanálise, e 1,8 milhão ainda aguardam a primeira análise.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta quarta (24) que 19 milhões de brasileiros foram afastados do trabalho devido à pandemia do novo coronavírus e, dentre estes, 9,7 milhões ficaram sem remuneração.

Os dados foram coletados pela pesquisa Pnad Covid, que busca identificar os efeitos da pandemia no mercado de trabalho e na saúde dos brasileiros. O levantamento detectou também que houve redução na renda do trabalhador brasileiro.

Ao todo, o Brasil tinha em maio 84,4 milhões de trabalhadores ocupados, disse o IBGE. Deste total, 22,5% estavam afastados do trabalho na semana da pesquisa -18,6% foram afastados devido ao distanciamento social.

Entre os afastados, 51,3% ficaram sem receber remuneração. O número de pessoas nessas condições representa 11,5% do total de ocupados do país. Os maiores percentuais de pessoas sem remuneração foram verificados nas regiões Norte e Nordeste.

A maior taxa de afastamento se deu entre trabalhadores informais: domésticos sem carteira assinada (33,6%), empregados do setor público sem carteira (29,8%) e empregados do setor privado sem carteira (22,9%).

De acordo com o IBGE, o rendimento efetivo dos trabalhadores brasileiros caiu 18,2% em maio, para R$ 1.899. As maiores quedas foram verificadas nas regiões Nordeste (19,7%) e Sudeste (19,3%).

Em maio, havia 75,4 milhões de pessoas fora da força de trabalho, o que significa que não estavam trabalhando nem procurando emprego. Deste total, 34,9% não procuraram emprego mas gostariam de trabalhar e 24,5% disseram que não foram em busca de vaga por causa da pandemia.

A pesquisa do IBGE identificou também que 38,7% dos domicílios brasileiros receberam algum tipo de auxílio monetário relacionado à pandemia. O valor médio recebido pelos domicílios foi de R$ 847.

Até o momento foram realizados 115.367 testes para diagnóstico da covid-19 na Paraíba.

A Paraíba registrou 913 novos casos de covid-19 e 21 óbitos confirmados nesta quarta-feira (24), sendo dois ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde, são 39.912 infectados, 11.687 recuperados e 828 mortes confirmadas por covid-19 na Paraíba.

Até o momento foram realizados 115.367 testes para diagnóstico da covid-19 na Paraíba.

  • Casos Confirmados: 39.912
  • Casos Descartados: 34.924
  • Óbitos confirmados: 828
  • Casos recuperados: 11.687
  • Total de municípios: 216 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 64%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 70% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos. 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 35,6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 216 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (20); Aguiar (10); Alagoa Grande (333); Alagoa Nova (139); Alagoinha (318); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (2); Alhandra (286); Amparo (12); Aparecida (21); Araçagi (201); Arara (66); Araruna (46); Areia (136); Areia de Baraúnas (1); Areial (26); Aroeiras (74); Assunção (22); Baia da Traição (140); Bananeiras (70); Baraúna (95); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (44); Barra de São Miguel (6); Bayeux (767); Belém (204); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (86); Borborema (4); Brejo do Cruz (72); Brejo dos Santos (4); Caaporã (711); Cabaceiras (10); Cabedelo (1640); Cachoeira dos Índios (41); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (40); Cacimbas (30); Caiçara (130); Cajazeiras (419); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (58); Camalaú (1); Campina Grande (5815); Capim (92); Caraúbas (8); Carrapateira (4); Casserengue (93); Catingueira (11), Catolé do Rocha (122); Caturité (50); Conceição (8); Condado (65); Conde (281); Congo (24); Coremas (25); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (38); Cuité (68); Cuité de Mamanguape (37); Cuitegí (92); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (25); Diamante (2); Dona Inês (7); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (213); Fagundes (36); Frei Martinho (1); Gado Bravo (55); Guarabira (1857); Gurinhém (137); Gurjão (18); Ibiara (9); Igaracy (2); Imaculada (11); Ingá (249); Itabaiana (494); Itaporanga (22); Itapororoca (147); Itatuba (104); Jacaraú (95); Jericó (3); João Pessoa (11130); Joca Claudino (1); Juarez Távora (102); Juazeirinho (93); Junco do Seridó (21); Juripiranga (259); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (29); Lagoa Seca (344); Lastro (12); Livramento (28); Logradouro (39); Lucena (154); Mãe d’Água (11); Malta (18); Mamanguape (1029); Manaíra (7); Marcação (26); Mari (287); Marizópolis (5); Massaranduba (118); Mataraca (81); Matinhas (34); Mato Grosso (7); Matureia (19); Mogeiro (55); Montadas (28); Monteiro (63); Mulungu (122); Natuba (32); Nazarezinho (4); Nova Floresta (11), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (21); Olho D´Água (28); Olivedos (26);  Parari (4); Passagem (25); Patos (1134); Paulista (57); Pedra Lavrada (19); Pedras de Fogo (821); Pedro Régis (11); Piancó (40); Picuí (67); Pilar (115); Pilões (33); Pilõezinhos (113); Pirpirituba (57); Pitimbu (432); Pocinhos (44);  Poço Dantas (1); Pombal (134); Princesa Isabel (37); Puxinanã (148);  Queimadas (391); Quixaba (24); Remígio (137); Riachão (19); Riachão do Bacamarte (162);  Riachão do Poço (22); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (348); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (86); Santa Cecília (13); Santa Cruz (9); Santa Helena (9); Santa Inês (5);  Santa Luzia (158); Santa Rita (1162); Santa Terezinha (25); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (20); São Bento (513); São Domingos do Cariri (3);  São Francisco (7);  São João do Cariri (23); São João do Rio do Peixe (29); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (28); São José do Bonfim (44); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (138); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (70); São Mamede (25); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (101); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (444); Serra Branca (25); Serra da Raíz (12); Serra Grande (3); Serra Redonda (114); Serraria (22); Sertãozinho (32); Sobrado (64); Solânea (135); Soledade (76); Sossego (4), Sousa (443); Sumé (32); Tacima (51); Taperoá (42); Tavares (25); Teixeira (57); Tenório (11); Triunfo (2); Uiraúna (17); Umbuzeiro (29); Várzea (6); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 24/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

21 óbitos foram registrados, 05 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 55 anos, residente em Cajazeiras. Portadora de neoplasia e doença neurológica. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público em 23/06.

Homem, 50 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Início dos sintomas no dia 26/05, foi a óbito em hospital público no dia 07/06. 

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Não foram informadas comorbidades. Início dos sintomas em 23/05, foi a óbito em hospital público no dia 08/06.

Homem, 72 anos, residente em Rio Tinto. Hipertenso. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 60 anos, residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Homem, 96 anos, morador de Catingueira. Paciente com sequelas de AVC. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 73 anos, morador de Desterro. Hipertenso. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 56 anos, residente em João Pessoa. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 19/04, foi a óbito em hospital público no dia 01/05.

Homem, 81 anos, morador de João Pessoa. Hipertenso. início dos sintomas em 30/04, foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Homem, 38 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 10/05, foi a óbito em hospital público no dia 15/05.

Homem, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, cardiopata. Início dos sintomas em 26/05, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Mulher, 30 anos, residente em João Pessoa. Obesa. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em sua residência no dia 13/06.

Mulher, 79 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e Diabética. Início dos sintomas em 03/05, foi a óbito em hospital público no dia 03/06.

Mulher, 58 anos, residente em João Pessoa. Portadora de neoplasia. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 56 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 87 anos, morador de João Pessoa. Sem Informação de comorbidade. Início dos sintomas em 30/05, foi a óbito em hospital público no dia 13/06.

Mulher, 75 anos, moradora de Patos. Diabética. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 68 anos, morador de Pirpirituba. Hipertenso e tabagista. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 83 anos, residente em Santa Cruz. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

O processo seletivo Ibama foi retomado e desta vez com vagas para Pernambuco, os municípios de Serra Talhada e Petrolina terão inscrições abertas a partir do dia 2 de julho. De acordo com os editais de abertura, estão sendo ofertadas ao menos 843 vagas imediatas para profissionais com diversos níveis de escolaridade. O objetivo é o de reforçar as equipes na prevenção e no combate aos incêndios florestais em 15 estados do país.

Os profissionais classificados devem receber remunerações entre R$ 1.045,00 e R$ 5.225,00, dependendo do cargo pleiteado. Por sua vez, as jornadas de trabalho serão compostas por 40 horas semanais.

Detalhe importante: considerando a natureza das atribuições a serem preenchidas, o Ibama adverte que os candidatos não podem ter mais do que 59 anos de idade para concorrer às vagas.

Serra Talhada

Brigadista: 24 vagas;

Chefe de Esquadrão: 04 vagas;

Chefe de Brigada: 01 vaga;

Supervisor de Brigadas Estadual: 01 vaga.

Inscrições podem ser feitas nos dias 02 e 03 de julho de 2020, das 9h às 12h e das 14h às 17h;

Local de inscrições: Base da Brigada de Serra Talhada, Estação Experimental do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Fazenda Saco, s/n, Serra Talhada – PE.

Petrolina

Brigadista: 12 vagas;

Chefe de Esquadrão: 02 vagas;

Chefe de Brigada: 01 vaga.

Inscrições podem ser feitas entre os dias 06 e 07 de julho de 2020, das 9h às 12h e das 14h às 17h;

Local de inscrições: Base da Brigada de Petrolina, Projeto de Assentamento Terras da Liberdade, BR 407, km 111, Zona Rural, Petrolina – PE.

Requisitos mínimos

Brigadista de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais

  • Requisitos: ser alfabetizado, além de apresentar o Certificado do Curso de Formação de Brigadas de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (ministrado pelo Ibama ou ICMBio);
  • Remuneração mensal: R$ 1.045,00 na modalidade normal e R$ 1.567,50 para “pronto emprego”.

Brigadista Chefe de Esquadrão

  • Requisitos: ser alfabetizado, além de apresentar o Certificado do Curso de Formação de Brigadas de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (ministrado pelo Ibama ou ICMBio);
  • Remuneração mensal: R$ 1.567,50 na modalidade normal e R$ 2.090,00 para “pronto emprego”.

Brigadista Chefe de Brigada

  • Requisitos: nível médio completo, além de apresentar o Certificado do Curso de Formação de Brigadas de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (ministrado pelo Ibama ou ICMBio);
  • Remuneração mensal: R$ 2.090,00 na modalidade normal e R$ 2.612,50 para “pronto emprego”.

Supervisor de Brigadas Estadual

  • Requisitos: nível médio completo, além de experiência em atividades de incêndios florestais, gestão ambiental e/ou recuperação de áreas degradadas;
  • Remuneração mensal: R$ 4.180,00.

A Câmara dos Deputados concluiu nesta quarta-feira (24) a votação do projeto de lei que modifica o Código de Trânsito Brasileiro. Entre as alterações está o aumento da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos e vinculação da suspensão do direito de dirigir por pontos à gravidade da infração. A matéria segue para o Senado. 

De origem do Poder Executivo, o projeto foi entregue à Câmara pelo presidente, Na votação desta tarde, parlamentares aprovaram um dos 13 destaques que pretendiam alterar o texto. Foi retirado o trecho que previa o prazo de cinco anos para os condutores que exercem atividade remunerada em veículo, como motoristas de ônibus ou caminhão, taxistas ou condutores por aplicativo serem submetidos a exames médicos e avaliações psicológicas.

O texto foi aprovado na forma do substitutivo do deputado Juscelino Filho (DEM-MA), que estabelece a validade de dez anos da CNH para condutores com até 50 anos de idade. Atualmente, o prazo é de cinco anos, independentemente da idade do motorista. A validade da habilitação continuará de cinco anos para aqueles com idade igual ou superior a 50 anos. A renovação a cada três anos, atualmente exigida para aqueles com 65 anos ou mais, passa a valer apenas para os motoristas acima de 70 anos.

Boa notícia: São João sem casos de covid-19 em Afogados

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que hoje não houve registro de novos casos de covid em nosso município.
 
Um dos casos em investigação foi descartado hoje após swab coletado ter dado resultado negativo. Trata-se de um paciente do sexo masculino, de 58 anos.
 
Hoje foram realizados quatro testes rápidos, todos negativos para covid-19.
O Brasil ultrapassou, nesta quarta-feira, a marca de 53 mil mortes por Covid-19, segundo o balanço, consolidado a partir dos números divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde. O país registrou 1.103 óbitos nas últimas 24 horas, elevando o total para 53.874. Os casos confirmados, por sua vez, já são 1.192.474, após 40.995 novos diagnósticos no último dia.

O levantamento foi realizado por um consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo. O próximo levantamento será divulgado às 8h. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde na gestão do interino Eduardo Pazuello.

Nesta atualização, todos os estados brasileiros informaram suas atualizações sobre a Covid-19. São Paulo foi o estado com mais mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com 284 novos óbitos e 9.347 novos casos. Ao todo, são 238.822 diagnósticos confirmados, com 13.352 mortes em decorrência da doença em território paulista. Em segundo lugar, o Rio de Janeiro contabilizou 142 mortes e 2.624 novos casos confirmados entre terça e quarta. No total, o estado registra 103.493 diagnósticos e 9.295 óbitos.

O Brasil é o segundo país com maior número de casos confirmados e de mortes provocadas pelo novo coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde destacou que, ao contrário de um “certo platô” na notificação de casos de Covid-19 no Brasil, houve uma curva elevada na última semana epidemiológica (14 a 20 de junho), em relação ao mesmo período anterior (7 a 13 de junho). A média diária semanal passou 25.381 para 31.009 no período.

— Parecia que a curva estava chegando a um certo platô, e entre a semana 24ª para 25ª, tivemos um aumento de 22% — aponta Arnaldo Correia, Secretário de Vigilância em Saúde da pasta, em coletiva de imprensa.

Brasil registra 53.830 mortes, diz Ministério da Saúde

Dados do Ministério da Saúde divulgados na noite desta quarta-feira indicam que o Brasil registrou 1.185 mortes de ontem para hoje. Com isso, o Brasil chegou a 53.830 mortos pela doença, além de 1.188.631 casos de Covid-19, dos quais 42.725 foram incluídos no sistema do ministério de ontem para hoje.

São Paulo permanece como o estado com mais casos da doença, com 238.822 infectados até o momento. Em seguida vêm Rio de Janeiro 103.243, Ceará (99.578), Pará (91.708) e Maranhão (73.314).

Em relação aos óbitos, São Paulo também aparece na frente: são 13.352 no total. Seguido por Rio de Janeiro (9.295), Ceará (5.815), Pará (4.726) e Pernambuco (4.425).

Recuo na flexibilização

Enquanto as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro flexibilizam a quarentena contra o coronavírus, as três capitais do Sul do país, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, além de cidades do interior paulista e do nordeste, iniciaram um movimento inverso nos últimos dias com o avanço da epidemia na região.

De acordo com especialistas, o abre-fecha dos setores da economia por conta do coronavírus deverá fazer parte da rotina de cidades e capitais nos próximos meses. Para a pneumologista Margareth Dalcomo, pesquisadora do Centro de Referência Professor Hélio Fraga, da Fiocruz, e colunista de “A Hora da Ciência”, do GLOBO, a “quarentena iôiô” é a nova normalidade.

— Após três meses de pandemia, não há como manter tudo fechado. Os comitês científicos de cada cidade ou estado devem analisar os indicadores disponíveis, como a taxa de transmissão da doença, que deve ser abaixo de 1. O setor mais sensível é o de transportes públicos. Para reabri-lo, em qualquer cenário, é preciso ter controle — alerta a especialista.

Células-tronco

Começou na última semana o primeiro estudo brasileiro que utiliza células-tronco mesenquimais, que derivam do tecido do cordão umbilical. Elas podem se transformar em células que compõem outros tecidos, desde o muscular aos neurônios. O objetivo é tratar pacientes com síndrome respiratória aguda grave decorrente da Covid-19.

A iniciativa é conduzida por uma parceria entre pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), do Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR) e do Instituto Carlos Chagas (ICC/FiocruzParaná).

Especialistas ligados à pesquisa explicam que as células-tronco mesenquimais têm grande potencial de proliferação, atuam na regeneração de tecidos danificados, possuem a característica de não serem rejeitadas pelo corpo humano e ainda são “imunoprivilegiadas”, já que não podem ser infectadas pelo novo coronavírus.

O Ministério da Agricultura afirmou, por meio de nota, que a nuvem de gafanhotos que se aproxima do região Sul do Brasil está presente no país desde o século XIX e causou grandes perdas às lavouras de arroz nos estados do Sul nas décadas de 1930 e 1940. Desde então, diz o Mapa, os gafanhotos têm permanecido na sua fase “isolada” que não causa danos às lavouras, porque não se agregam em “nuvens”.

Segundo o Ministério, os motivos para esse ressurgimento “em sua fase mais agressiva” estão sendo avaliados pelos especialistas e podem estar relacionados a uma conjunção de fatores climáticos, como temperatura, índice pluviométrico e dinâmica dos ventos.

A nuvem de gafanhotos está próxima à fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina. A preocupação das autoridades do setor agropecuário e de produtores rurais é o dano que os insetos possam causar às lavouras e pastagens, se houver infestação.

Leia na íntegra a nota do Ministério

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu informações do  Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) sobre uma nuvem de gafanhotos da espécie Schistocerca cancellata que encontra-se próximo à fronteira com o Brasil. Segundo o monitoramento climático que vem sendo realizado pelos especialistas argentinos, a praga deve seguir em direção ao Uruguai.

No entanto, considerando a proximidade com a região fronteiriça do Brasil, o Mapa emitiu alerta para as Superintendências Federais de Agricultura, com vistas aos órgãos estaduais de Defesa Agropecuária para que sejam tomadas as medidas cabíveis de monitoramento e orientação aos agricultores da região, em especial no estado do Rio Grande do Sul, para a adoção eventual de medidas de controle da praga caso esta nuvem ingresse em território brasileiro.

Segundo a Coordenação-Geral de Proteção de Plantas do Mapa, as autoridades fitossanitárias brasileiras estão em permanente contato com os seus pares argentinos, bolivianos e paraguaios por meio do Grupo Técnico de Gafanhotos do Comitê de Sanidade Vegetal – COSAVE, o que tem permitido um acompanhamento do assunto em tempo real, com o objetivo de adotar as medidas cabíveis para minimizar os efeitos de um eventual surto da praga no Brasil.

Esta praga está presente no Brasil desde o século XIX e causou grandes perdas às lavouras de arroz na região sul do País nas décadas de 1930 e 1940. Desde então, tem permanecido na sua fase “isolada” que não causa danos às lavouras, pois não forma as chamadas “nuvens de gafanhotos”. Recentemente, voltou a causar danos à agricultura na América do Sul, em sua fase gregária (formação de nuvens).

Os fatores que levaram ao ressurgimento desta praga em sua fase mais agressiva na região estão sendo ainda avaliados pelos especialistas e podem estar relacionados a uma conjunção de fatores climáticos, como temperatura, índice pluviométrico e dinâmica dos ventos.

Por unanimidade, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) arquivaram nesta terça-feira (23) uma ação de investigação judicial eleitoral que pedia a cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro e do vice-presidente Hamilton Mourão, eleita em 2018.

Os ministros analisaram a ação apresentada pela coligação que apoiava a candidatura presidencial de Fernando Haddad (PT), derrotado por Bolsonaro no segundo turno da eleição. A coligação pediu a cassação da chapa por suposto abuso do poder econômico.

A infração teria ocorrido, segundo a coligação de Haddad, com a colocação de “dezenas” de outdoors com padrões e mensagens semelhantes em pelo menos 33 municípios, distribuídos em 13 estados, durante a pré-campanha. O Ministério Público Eleitoral informou que colheu indícios de pelo menos 179 outdoors em 25 estados.

No entendimento da coligação, a medida teve potencial para comprometer o equilíbrio da eleição presidencial.

A Lei das Eleições proíbe uso de outdoors e prevê punição que pode levar à cassação se a prática provocar desequilíbrio da disputa eleitoral.

O advogado Eugênio Aragão, que representou a coligação de Haddad, afirmou que houve “claro benefício” por parte da chapa adversária.

Aragão argumentou que Bolsonaro teve conhecimento dos outdoors, tanto que agradeceu em uma rede social.

Advogadas do presidente Jair Bolsonaro e do vice-presidente Hamilton Mourão, Karina Kufa e Karina Fidelix apontaram que não era possível atrelar a iniciativa aos então candidatos e que a ação não foi orquestrada.

O relator, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Og Fernandes, votou pelo arquivamento da ação.

“Não houve a comprovação da parte autora da quantidade precisa de outdoors instalados, tampouco da sua real abrangência territorial, elementos que poderiam permitir a aferição exata da capacidade da conduta para interferir na normalidade das eleições. Além disso, não está clara a exata delimitação do lapso temporal em que os outdoors permaneceram expostos”, afirmou o relator.

“Não é possível afirmar que a instalação de outdoors em alguns municípios de alguns estados tenha revelado gravidade suficiente a ponto de provocar um desequilíbrio na eleição presidencial de 2018, cuja abrangência dizia respeito a 27 unidades da federação, com 5.570 municípios”, completou.

Os consumidores não poderão usar o novo serviço do WhatsApp que permite pagamentos e transferências de dinheiro, decidiu hoje (23) o Banco Central (BC). A autoridade monetária determinou que as operadoras Visa e Mastercard suspendam as atividades da ferramenta lançada pelo aplicativo de mensagens na semana passada.

Em nota, o BC informou que o órgão quer avaliar os riscos da nova tecnologia, que está sendo liberada aos poucos no Brasil. O país foi o primeiro a ser escolhido pelo Facebook, empresa dona do WhatsApp, para testar a ferramenta. “A motivação do BC para a decisão é preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”, informou o texto.

Segundo o comunicado, o serviço não poderia ter começado a funcionar sem autorização do BC. “O eventual início ou continuidade das operações sem a prévia análise do [órgão] regulador poderia gerar danos irreparáveis ao SPB [Sistema de Pagamentos Brasileiro] notadamente no que se refere à competição, eficiência e privacidade de dados”, destacou o BC, que verificará se o novo recurso cumpre as regras previstas na Lei 12.865, de 2013, que regula os meios de pagamento no país.

O descumprimento da determinação acarretará o pagamento de multa e a abertura de processo administrativo contra os responsáveis pela plataforma. De acordo com o próprio Facebook, instituições financeiras como Banco do Brasil, Sicredi e Nubank são parceiras da iniciativa para a transferência entre pessoas físicas. O pagamento a empresas era realizado em associação com a operadora de cartões de crédito Cielo.

Funcionamento

Pela proposta do WhatsApp, pessoas físicas poderiam usar a ferramenta para transferir dinheiro a outros contatos do aplicativo e para fazer compras sem taxas. As transferências entre pessoas físicas só poderiam ser feitas com cartão de débito. Cada transação estava limitada a R$ 1 mil, com limite de 20 transações por dia e de R$ 5 mil por mês.

As pequenas empresas usariam o WhatsApp Business (versão do aplicativo com contas comerciais) para receberem pagamentos de clientes com taxa fixa de 3,99%, semelhante ao sistema usado nos cartões de crédito. Os pagamentos para as contas comerciais poderiam ser feitos tanto com cartões de crédito como de débito. Nos dois casos, pessoas físicas e jurídicas, as transações só poderiam ser feitas dentro do Brasil e em moeda local.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 37,65%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 65%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 1.746 novos casos de Covid-19 e 23 óbitos confirmados nesta terça-feira (23), desde a última atualização, sendo dois deles ocorridos nas últimas 24h. São 38.999 pessoas que já contraíram a doença, 11.287 que já se recuperaram e 807 faleceram. Até o momento, 112.369 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 38.999
  • Casos Descartados: 34.140
  • Óbitos confirmados: 807
  • Casos recuperados: 11.287
  • Total de municípios: 216

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 65%.

Em Campina Grande, estão ocupados 64% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 49% dos leitos de UTI para adultos. 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 37,65%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 216 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (20); Aguiar (12); Alagoa Grande (333); Alagoa Nova (139); Alagoinha (310); Alcantil (16); Algodão de Jandaíra (2); Alhandra (286); Amparo (12); Aparecida (19); Araçagi (200); Arara (60); Araruna (45); Areia (123); Areia de Baraúnas (1); Areial (23); Aroeiras (69); Assunção (21); Baia da Traição (129); Bananeiras (68); Baraúna (93); Barra de Santa Rosa (15); Barra de Santana (42); Barra de São Miguel (6); Bayeux (763); Belém (192); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (84); Borborema (4); Brejo do Cruz (69); Brejo dos Santos (4); Caaporã (698); Cabaceiras (10); Cabedelo (1635); Cachoeira dos Índios (41); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (40); Cacimbas (30); Caiçara (122); Cajazeiras (397); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (58); Camalaú (1); Campina Grande (5557); Capim (90); Caraúbas (8); Carrapateira (3); Casserengue (93); Catingueira (11), Catolé do Rocha (120); Caturité (50); Conceição (7); Condado (64); Conde (280); Congo (21); Coremas (25); Coxixola (8); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (37); Cuité (64); Cuité de Mamanguape (35); Cuitegí (91); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (25); Diamante (2); Dona Inês (7); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (203); Fagundes (35); Frei Martinho (1); Gado Bravo (53); Guarabira (1852); Gurinhém (133); Gurjão (18); Ibiara (9); Igaracy (2); Imaculada (11); Ingá (241); Itabaiana (489); Itaporanga (22); Itapororoca (131); Itatuba (103); Jacaraú (87); Jericó (3); João Pessoa (10993); Joca Claudino (1); Juarez Távora (102); Juazeirinho (93); Junco do Seridó (19); Juripiranga (258); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (29); Lagoa Seca (320); Lastro (12); Livramento (29); Logradouro (37); Lucena (150); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (950); Manaíra (6); Marcação (21); Mari (286); Marizópolis (5); Massaranduba (108); Mataraca (77); Matinhas (33); Mato Grosso (7); Matureia (18); Mogeiro (55); Montadas (28); Monteiro (60); Mulungu (108); Natuba (32); Nazarezinho (4); Nova Floresta (10), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (21); Olho D´Água (25); Olivedos (26);  Parari (4); Passagem (20); Patos (1111); Paulista (54); Pedra Lavrada (19); Pedras de Fogo (819); Pedro Régis (11); Piancó (39); Picuí (66); Pilar (115); Pilões (32); Pilõezinhos (112); Pirpirituba (57); Pitimbu (431); Pocinhos (39);  Poço Dantas (1); Pombal (132); Princesa Isabel (36); Puxinanã (137);  Queimadas (369); Quixaba (23); Remígio (135); Riachão (19); Riachão do Bacamarte (162);  Riachão do Poço (22); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (3); Rio Tinto (340); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (83); Santa Cecília (13); Santa Cruz (8); Santa Helena (9); Santa Inês (5);  Santa Luzia (150); Santa Rita (1161); Santa Terezinha (25); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (19); São Bento (493); São Domingos do Cariri (3);  São Francisco (7);  São João do Cariri (23); São João do Rio do Peixe (30); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (26); São José do Bonfim (44); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (134); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (70); São Mamede (25); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (101); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (443); Serra Branca (22); Serra da Raíz (12); Serra Grande (3); Serra Redonda (109); Serraria (22); Sertãozinho (33); Sobrado (64); Solânea (135); Soledade (71); Sossego (4), Sousa (444); Sumé (31); Tacima (51); Taperoá (40); Tavares (25); Teixeira (47); Tenório (11); Triunfo (2); Uiraúna (17); Umbuzeiro (27); Várzea (6); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 23/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

23 óbitos foram registrados, 13 deles ocorridos nas últimas 48h.

Homem, 58 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidades. Inicio dos sintomas em 16/06. Foi a óbito em hospital público em 21/06.

Homem, 97 anos, residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas no dia 16/06, foi a óbito no mesmo dia em hospital público. 

Homem, 51 anos, residente em Campina Grande. Não possuía comorbidades. Início dos sintomas em 30/05, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 68 anos, residente em Campina Grande. Obeso. Início dos sintomas em 05/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 83 anos, morador de Campina Grande. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 81 anos, morador de Campina Grande. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 30/05, foi aóbito em hospital público no dia 14/06.

Mulher, 50 anos, residente em Condado. Obesa. Início dos sintomas em 02/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 44 anos, morador de Cuité de Mamanguape. Portador de doença hepática. início dos sintomas em 17/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 67 anos, residente em Esperança. Cardiopata. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 35 anos, residente em Itabaiana. Paciente imunodeprimido. Início dos sintomas em 02/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 39 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 10/05, foi a óbito em hospital público no dia 17/05.

Mulher, 92 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Homem, 95 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 14/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 74 anos, residente em João Pessoa. Diabético. Início dos sintomas em 17/05, foi a óbito em hospital público no dia 29/05.

Homem, 42 anos, residente em João Pessoa.  Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 17/05, foi aóbito em hospital público no dia 22/05.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Homem, 30 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 06/05, foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Homem, 83 anos, morador de João Pessoa. Sem Informação de comorbidade. Início dos sintomas em 13/05, foi a óbito em hospital público no dia 15/05.

Mulher, 75 anos, moradora de Mulungu. Hipertensa.Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 82 anos, morador de Pocinhos. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 87 anos, residente em Remígio. Tabagista. Início dos sintomas em 15/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 87 anos, residente em São Domingos do Cariri. Sem Comorbidade. Início dos sintomas em 11/06, foi a óbito em Hospital Público no dia 21/06.

Homem, 77 anos, residente em Solânea. Hipertenso e Diabético. Início dos sintomas em 04/06, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Pernambuco soma 52.831 casos e 4.339 mortes por Covid-19, após confirmação de mais 337 pacientes e 87 óbitos

Foram confirmados, nesta terça-feira (23), 337 novos casos da Covid-19 em Pernambuco, além de 87 óbitos. Com isso, o estado chega a 52.831 casos confirmados e 4.339 mortes provocadas pelo novo coronavírus

Do total de confirmações de casos desta terça, 212 são considerados leves e outros 125 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Com isso, Pernambuco soma 18.354 casos graves e 34.477 casos leves.

Dos 87 óbitos confirmados somente nesta terça (23), 56 ocorreram entre os dias 18 de abril e 19 de junho. Já outras 31 foram registradas nos últimos três dias.

O boletim também registrou 35.805 pessoas curadas da Covid-19 no estado. Desse total, 8.535 são de casos graves e 27.270 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 175 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Mortes

Entre as mortes confirmadas no boletim desta terça, são 48 de mulheres e 39 de homens.

As pessoas moravam nos seguintes municípios: Recife (24), Jaboatão dos Guararapes (16), Caruaru (8), Paulista (4), Olinda (3), São Bento do Una (3), Bezerros (2), Catende (2), Ferreiros (2), Palmares (2), Passira (2), Águas Belas (1), Bom Conselho (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Cachoeirinha (1), Cupira (1), Escada (1), Floresta (1), Garanhuns (1), Gravatá (1), Ibimirim (1), Ipojuca (1), Itaíba (1), Petrolina (1), Pombos (1), Rio Formoso (1), Saloá (1), São Lourenço da Mata (1), Serra Talhada (1) e Sirinhaém (1).

Os pacientes tinham idades entre 4 e 102 anos. As faixas etárias são: 0 a 9 (1), 20 a 29 (2), 30 a 39 (5), 40 a 49 (3), 50 a 59 (11), 60 a 69 (12), 70 a 79 (22), 80 ou mais (31).

Dos 87 pacientes que morreram, 59 apresentavam doenças pré-existentes (comorbidades).

Entre os problemas, estão: diabetes (28), doença cardiovascular (27), hipertensão (26), tabagismo/histórico de tabagismo (8), doença pulmonar (6), doença de Alzheimer (4), obesidade (4), câncer (4), doença respiratória (3), doença renal (2), etilismo (2), histórico de AVC (2), doença reumática (1), doença neurológica (1), doença hematológica (1), doença vascular (1) e imunossupressão (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Cinco não possuíam doenças pré-existentes e os demais estão em investigação pelos municípios.

Testagem

Desde março até esta terça, o estado realizou 101. 557 testes da Covid-19. Entre os profissionais de saúde, 14.847 casos foram confirmados e 17.384, descartados.

As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

Leitos

A taxa global de ocupação de leitos estava, nesta terça, em 59%. Havia pacientes com a Covid-19 em 83% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e nem 44% das enfermaria

De acordo com dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pelo menos 28 milhões de pessoas têm buscado emprego no país, mas não conseguem uma resposta positiva.
Em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus, uma grande parcela dos cidadãos brasileiros acabaram afetados de alguma forma, sobretudo economicamente. Isso pode ser visto pelo número de inadimplentes que também deu um salto considerável nos últimos meses.
Para trazer um alívio ao bolso do consumidor, a Serasa anunciou uma campanha voltada no socorro a quem está com alguma dívida em atraso. Os acordos podem chegar a parcelas de no mínimo R$ 50,00 mensais. 
Campanha Serasa para inadimplentes
O Serasa Limpa Nome é uma campanha destinada a quem está inadimplente e deseja recuperar o controle da vida financeira. Por ela, os consumidores podem quitar suas dívidas pagando valores a partir de R$ 50,00.
Essa condição especial é oferecida para quem possui débitos vencidos entre R$ 200,00 e R$ 1 mil. Além disso, é preciso que o interessado verifique se a empresa na qual ele possui a dívida oferece essa vantagem. 
Uma delas é a Recovery – companhia especializada na regularização de dívidas entre empresas e consumidores. Seu foco principal está na gestão de créditos em atraso.
A expectativa é que ao menos 5,5 milhões de endividados possam limpar seus nomes até o fim da campanha. Um dos públicos alvo da iniciativa são os cidadãos que ficaram de fora dos benefícios do governo federal.
Eles também relatam dificuldades para quitar suas dívidas durante a pandemia. 
Como funciona a promoção da Serasa?
A campanha que permite negociações a partir de R$ 50,00 teve início no dia 19 de junho e não possui um prazo de término. Segundo a Serasa, cada empresa parceira adota suas próprias regras de participação, assim como diferentes ofertas.
Para saber se está com o nome sujo e quais os valores disponíveis, o consumidor pode acessar o site da Serasa e informar o CPF. Outra forma de consulta é via WhatsApp. O número é o (11) 99970 – 7025.
Como negociar uma dívida pelo site da Serasa?
Para facilitar as negociações dos devedores, a instituição conta com um processo de renegociação de dívida simples e descomplicado. Veja o passo a passo abaixo:
Acesse o site do Serasa Limpa Nome;
Digite o número do CPF e senha (no caso de primeiro acesso, é necessário criar uma);
Verifique se há ofertas disponíveis para o seu CPF;
Escolha as melhores ofertas de negociação;
Gere o boleto de pagamento com o valor acordado;
Pague o documento até a data de vencimento; e
Pronto! Basta esperar até 5 dias úteis para a regularização.

Senado aprova texto-base da PEC que adia eleições

O Senado aprovou, há pouco, em primeiro turno, o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que adia as eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus.

O texto, votado em sessão remota, foi aprovado por 67 votos a 8 (duas abstenções).

Pelo calendário eleitoral, o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, e o segundo, para 25 de outubro. A PEC em votação no Senado adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro.

Os senadores ainda precisam votar os destaques (propostas de mudança na redação) para concluir a votação da PEC em primeiro turno. Esta etapa não havia sido finalizada até a última atualização desta reportagem.

Por se tratar de emenda constitucional, o texto ainda precisa ser submetido ao segundo turno de votação, o que deve acontecer ainda nesta terça. Se aprovada em segundo turno, a PEC seguirá para a Câmara dos Deputados.

O adiamento das eleições tem sido discutido pelo Congresso Nacional, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e por especialistas nos últimos meses.

Condições sanitárias

O texto-base aprovado foi proposto pelo senador Weverton Rocha (PDT-MA), relator do tema.

Além de transferir as eleições de outubro para novembro, a PEC permite ao plenário do TSE definir novas datas para o pleito em cidades que não tiverem condições sanitárias para votação em novembro.

O texto define que a decisão pode ser de ofício, isto é, por iniciativa do TSE, ou por questionamento dos presidentes dos tribunais regionais eleitorais (TREs). As autoridades sanitárias deverão ser consultadas.

Nesses casos, a data-limite para as eleições será 27 de dezembro de 2020. O TSE deverá dar ciência do novo adiamento ao Congresso Nacional.

Caso um estado inteiro não apresente condições sanitárias, o projeto define que o novo adiamento deverá ser definido por meio de decreto legislativo do Congresso. A data-limite também será 27 de dezembro de 2020.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que hoje tivemos o registro de cinco novos casos positivos para covid-19. São eles:
Paciente do sexo feminino, 38 anos, servidora pública, há oito dias vem apresentando sintomas, procurou o Hospital Regional e após consulta médica, realizou teste rápido, positivando. Encontra-se internada em leito de isolamento no referido hospital. Tivemos mais 2 casos positivos, contatos da paciente acima citada. São pacientes do sexo masculino, um de 32 anos, auxiliar administrativo e o outro de 21 anos, estudante, esse último já com resultado iGG reagente, considerado recuperado.
Paciente do sexo masculino, 73 anos, faz tratamento de hemodiálise em outra cidade, apresentou sintomas sugestivos de COVID-19, realizou o teste rápido com resultado Positivo.
Paciente do sexo feminino, 53 anos, contato do caso positivo acima citado, realizou o teste rápido com resultado Positivo. 
Todos os casos positivos, exceto a paciente internada e o caso recuperado, seguem cumprindo isolamento domiciliar e estão sendo monitorados pelas Equipes de Atenção Básica e Vigilância em Saúde.
Hoje entra em investigação um óbito ocorrido em Recife. Trata-se de paciente do sexo feminino, 63 anos, internada no Hospital da Restauração há 05 dias após sofrer um Acidente Vascular Cerebral quando realizava procedimento de hemodiálise. Após sintomas sugestivos de covid-19, ontem foi realizada a coleta do swab e hoje a Secretaria Estadual de Saúde informou do exame da mesma. Infelizmente, a paciente veio a óbito e nós aguardamos o resultado para posterior divulgação.
Hoje tivemos o registro de quatro pacientes curados após avaliação clínica e epidemiológica. Também foram realizados trinta testes rápidos para covid em nossa unidade de campanha dia, todos negativos.

Tabira chega a 100 infectados por covid-19

Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 337 novos casos confirmados
– 87 novas mortes por CoVid-19
– 343 novos recuperados
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 41.696 novos casos confirmados
– 1.374 novas mortes por CoVid-19
– 22.263 novos recuperados *Observação*
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura *OFICIAL* dos bairros do município de Tabira.

Carnaíba tem 3 novos casos positivos de covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde informa que tivemos o registro de mais três casos positivos de Covid-19 em nosso município.

Trata-se três pacientes do sexo feminino, com idades de 50, 31 e 27 anos de idade, respectivamente. Todas apresentam sintomas leves e estão em isolamento domiciliar.

Serra Talhada registra nono óbito e mais 18 casos positivos de covid-19

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram confirmados mais 18 casos positivos de Covid-19 nesta terça-feira (23), sendo 07 pacientes do sexo feminino e 11 do sexo masculino, totalizando 401 casos. 
O município, infelizmente, registrou o nono óbito pela doença. O caso é de uma senhora de 86 anos, moradora do Mutirão, que deu entrada no Hospam na última quinta-feira (18) e faleceu no sábado, dia 20. O resultado do Swab saiu na noite de ontem e confirmou o diagnóstico de Covid-19. A idosa não estava na relação de casos suspeitos e apresentava comorbidades, sendo diabética, hipertensa e fumante. 
O número de casos suspeitos aguardando resultados subiu para 34 e o número de casos descartados subiu para 1.878. O município tem 264 pacientes recuperados, 124 em isolamento domiciliar monitorado e 04 em leitos de internamento. Em relação aos profissionais de saúde contagiados, o número de recuperados subiu para 27, enquanto outros 05 permanecem em isolamento domiciliar. 
O boletim diário, portanto, fica com 401 casos confirmados, 34 casos suspeitos, 264 recuperados, 1.878. descartados e 09 óbitos. 
DISTRIBUIÇÃO CASOS NA ZONA URBANA 
Cohab/Tancredo Neves (25)
Bom Jesus (51)
Cagep (17)
IPSEP (62)
Caxixola (09)
São Cristóvão (50)
Borborema (03)
Vila Bela (16)
Alto da Conceição (15)
AABB/Várzea (48)
Centro (41)
Malhada Cortada/Baixa Renda (12) 
Universitário (06)
Mutirão (13) 
DISTRIBUIÇÃO CASOS NA ZONA RURAL 
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Varzinha (09)
Sítio Conceição de Cima (02)
Lagoa da Pedra (01)
Caiçarinha da Penha (03)
IPA (01)
Fazenda Joazeiro (01)
DNOCS (02)
Sítio Poço Escuro (03)

Solidão com 4 casos confirmados de covid-19

 

Estado de SP bate novo recorde de mortes por coronavírus e chega a 13 mil óbitos

O último recorde diário havia sido na última quarta (17), com 389 mortes em um dia. O total de casos, que nesta segunda (22) ultrapassou os 220 mil, está em 229.475.

Nas últimas 24 horas o estado de São Paulo registrou mais 434 óbitos. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O estado de São Paulo registrou um novo recorde de mortes pelo novo coronavírus em 24 horas – 434 óbitos.

Com isso, o estado chegou a 13.068 óbitos nesta terça-feira (23). O último recorde diário havia sido na última quarta (17), com 389 mortes em um dia. O total de casos, que nesta segunda (22) ultrapassou os 220 mil, está em 229.475.

 

 

 

 

 

Governo de PE determina restrição das atividades econômicas em Caruaru e Bezerros

 

Foto: reprodução

Os dois municípios são responsáveis por 71% do aumento de casos de SRAG na última semana, na região Agreste

O Governo de Pernambuco decretou, nesta terça-feira (23.06), a restrição do funcionamento das atividades econômicas nos municípios de Caruaru e Bezerros – ambos no Agreste do Estado – apenas aos serviços essenciais, do dia 26 de junho a 5 de julho. Serão dez dias em que a população das duas cidades só poderá sair de casa para ir a supermercados, farmácias, padarias, postos de gasolina e serviços de saúde. Enquanto o Estado tem reduzido o número de casos e óbitos provocados pela Covid-19, a região registrou aumento expressivo na disseminação da doença.

Os dois municípios foram responsáveis por 71% do aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Agreste, somente na última semana, quando a região pulou de 267 para 358 casos de SRAG. Em Caruaru, o salto foi de 97 para 152 casos. Já no município de Bezerros, o avanço foi de 27 para 37 casos.

“Nossa decisão é de limitar as atividades naquela região de Caruaru e de Bezerros ao máximo possível. Apenas as atividades essenciais estarão liberadas e nós vamos fazer uma restrição nas atividades comerciais, visando reduzir a circulação de pessoas. Temos que reforçar o fique em casa, para que a gente tenha um resultado positivo. Queremos uma redução do R, ou seja, da velocidade de crescimento de casos naquela região. Menos casos graves, menos solicitações de UTI, preservando a saúde e a vida dos moradores tanto de Caruaru quanto de Bezerros”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Nos dois municípios também será permitido, ao longo desses dez dias, o funcionamento das atividades industriais, da construção civil (com 50% da capacidade) e de restaurantes para delivery. André Longo ressaltou a importância da colaboração da população e do poder público local nesse momento. “É fundamental a integração de ações do Estado com os dois municípios e também que a população entenda que é um momento de reforçar o cuidado com a transmissão do vírus, evitando mortes e preservando a saúde das pessoas”, concluiu.

 

Número de endividados em PE é o maior desde setembro de 2015

Quase 70% dos consumidores em São Luís estão endividados, aponta ...

Um número preocupante, mas esperado. De acordo com a mais recente Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) de Pernambuco, o quantitativo de famílias endividadas cresce pelo segundo mês consecutivo no estado, apontando para a mesma direção do movimento nacional. Em junho, este percentual atingiu os 75,2%, subindo 1,2 pontos em relação a maio (74,%). Trata-se da maior taxa desde setembro de 2015, quando o resultado atingiu os 75,5%. Para os meses de junho, é o maior valor desde a criação da pesquisa, iniciada em 2010. No Brasil, estes números ficaram em 66,5% (maio) e 67,1 (junho).

Um dos motores do endividamento nestes últimos meses foi a ampliação do consumo pela internet durante o período de isolamento social, já que ficou mais difícil comprar pela maneira presencial. O economista da Fecomércio, Rafael Ramos, explica que até quem tinha opção de pagar à vista, por meio de boletos, passou a optar pelo cartão de crédito.

Procurador diz que salário incorre em “acumulação indevida” de funções, uma vez que Sergio Moro também recebe como colunista da imprensa. O ex-ministro, que deixou o governo em abril, estava proibido de prestar serviços à iniciativa privada.

Além de correr o risco de perder o direito de advogar, diante do movimento de juristas que avalia entrar com uma ação na OAB, Sergio Moro pode também ficar sem salário.

O Ministério Público de Contas pediu a suspensão do salário de R$ 31 mil mensais de Moro, que receberia essa quantia durante a quarentena, até outubro, mesmo já estando fora do Ministério da Justiça desde o final de abril.

O subprocurador-geral da República, Lucas Rocha Furtado, pede que a Secretaria do Tesouro Nacional suspenda os pagamentos diante dos ‘indícios de descumprimento dos princípios da legalidade e da moralidade’. Ele alega que o salário incorre em “acumulação indevida” de funções pelo fato de Moro também atuar como colunista em veículos de imprensa.

A remuneração feita ao primeiro escalão acontece porque os integrantes que deixam o governo são proibidos de prestar serviços à iniciativa privada por seis meses após a demissão, exoneração ou aposentadoria por terem tido acesso a informações privilegiadas. Moro estava, portanto, proibido de prestar serviços à iniciativa privada.

Após deixar o cargo de ministro, Moro se tornou colunista da revista Crusoé, ligada ao site O Antagonista, e do jornal O Globo.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 45,09%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 61%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 469 novos casos de covid-19 e 18 mortes confirmadas nesta segunda-feira (22), sendo duas nas últimas 24 horas. Os números totais mostram que 37.253 pessoas já contraíram a doença, sendo 10.335 recuperados e 784 mortos desde a última atualização. Até o momento, foram realizados 106.650 testes para identificar a doença, com 32.562 casos descartados. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde no fim da tarde desta segunda-feira.

Confira:

  • Casos Confirmados: 37.253
  • Casos Descartados: 32.562
  • Óbitos confirmados: 784
  • Casos recuperados: 10.335
  • Total de municípios: 215

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 61%. 

Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 64%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 59% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos. 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 45,09%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 215 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (17); Aguiar (11); Alagoa Grande (292); Alagoa Nova (133); Alagoinha (296); Alcantil (10); Algodão de Jandaíra (2); Alhandra (276); Amparo (12); Aparecida (19); Araçagi (157); Arara (61); Araruna (34); Areia (119); Areia de Baraúnas (1); Areial (22); Aroeiras (67); Assunção (20); Baia da Traição (126); Bananeiras (66); Baraúna (91); Barra de Santa Rosa (15); Barra de Santana (42); Barra de São Miguel (6); Bayeux (732); Belém (160); Belém do Brejo do Cruz (6); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (5); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (78); Borborema (3); Brejo do Cruz (55); Brejo dos Santos (4); Caaporã (686); Cabaceiras (9); Cabedelo (1561); Cachoeira dos Índios (37); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (40); Cacimbas (28); Caiçara (100); Cajazeiras (355); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (44); Camalaú (1); Campina Grande (5557); Capim (90); Caraúbas (5); Carrapateira (1); Casserengue (87); Catingueira (10), Catolé do Rocha (111); Caturité (40); Conceição (6); Condado (57); Conde (266); Congo (18); Coremas (25); Coxixola (8); Cruz do Espírito Santo (166); Cubati (32); Cuité (60); Cuité de Mamanguape (32); Cuitegí (87); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (25); Diamante (2); Dona Inês (6); Duas Estradas (38); Emas (2); Esperança (195); Fagundes (33); Frei Martinho (1); Gado Bravo (52); Guarabira (1717); Gurinhém (111); Gurjão (18); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (11); Ingá (240); Itabaiana (466); Itaporanga (18); Itapororoca (118); Itatuba (105); Jacaraú (79); Jericó (3); João Pessoa (10581); Joca Claudino (1); Juarez Távora (85); Juazeirinho (88); Junco do Seridó (16); Juripiranga (249); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (24); Lagoa Seca (312); Lastro (11); Livramento (14); Logradouro (24); Lucena (142); Mãe d’Água (9); Malta (19); Mamanguape (885); Manaíra (6); Marcação (18); Mari (282); Marizópolis (5); Massaranduba (108); Mataraca (73); Matinhas (32); Mato Grosso (6); Matureia (18); Mogeiro (54); Montadas (28); Monteiro (59); Mulungu (103); Natuba (29); Nazarezinho (4); Nova Floresta (9), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (20); Olho D´Água (25); Olivedos (21);  Parari (4); Passagem (20); Patos (1059); Paulista (54); Pedra Lavrada (17); Pedras de Fogo (765); Pedro Régis (9); Piancó (37); Picuí (61); Pilar (100); Pilões (32); Pilõezinhos (111); Pirpirituba (56); Pitimbu (385); Pocinhos (36);  Pombal (108); Princesa Isabel (33); Puxinanã (129);  Queimadas (352); Quixaba (23); Remígio (129); Riachão (17); Riachão do Bacamarte (161);  Riachão do Poço (21); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (3); Rio Tinto (286); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (75); Santa Cecília (13); Santa Cruz (6); Santa Helena (8); Santa Inês (5);  Santa Luzia (145); Santa Rita (1124); Santa Terezinha (25); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (16); São Bento (479); São Domingos do Cariri (2);  São Francisco (8);  São João do Cariri (21); São João do Rio do Peixe (30); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (17); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (23); São José do Bonfim (44); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (133); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (58); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (66); São Sebastião de Lagoa de Roça (100); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (422); Serra Branca (20); Serra da Raíz (12); Serra Grande (3); Serra Redonda (101); Serraria (22); Sertãozinho (30); Sobrado (63); Solânea (133); Soledade (68); Sossego (4), Sousa (433); Sumé (31); Tacima (47); Taperoá (40); Tavares (25); Teixeira (47); Tenório (11); Triunfo (1); Uiraúna (16); Umbuzeiro (26); Várzea (6); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 22/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

18 óbitos foram registrados, dois deles ocorrido nas últimas 24h.

Homem, 44 anos, residente de Bananeiras. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas em 08/06. Foi a óbito em hospital público em 21/06.

Mulher, 91 anos, residente de Bayeux. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 10/05, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 84 anos, residente em Cajazeiras. Cardiopata. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 74 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em hospital público no dia 15/05.

Mulher, 65 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa. Início dos sintomas em 11/05, foi a óbito em hospital público no dia 30/05.

Mulher, 76 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 14/05, foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Mulher, 68 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso e obesa. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Mulher, 84 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa. Início dos sintomas em 15/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Mulher, 94 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa. Início dos sintomas em 21/05, foi a óbito em hospital privado no dia 05/06.

Homem, 69 anos, residente em João Pessoa. Apresentava sequelas de AVC e era portador de demência. Início dos sintomas em 02/06, foi a óbito em hospital público em 19/06.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em casa no dia 06/06. 

Homem, 84 anos, morador de Guarabira. Hipertenso e portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 09/05, foi a óbito em casa dia 04/06.

Mulher, 82 anos, moradora de João Pessoa. Apresentava infecção no trato urinário. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Mulher, 55 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em casa no dia 09/06.

Mulher, 82 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas em 02/05, foi a óbito em hospital público no dia 18/05.

Mulher, 56 anos, residente em Mataraca. Diabética. Início dos sintomas em 24/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 72 anos, residente em Puxinanã. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 22/05, foi a óbito em hospital público em 30/05.

Mulher, 80 anos, residente em Santa Rita. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 19/06

O Brasil tem 50.667 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta segunda-feira (22), aponta um levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

O consórcio divulgou no domingo (21), às 20h, o 14º balanço, com os dados mais atualizados das secretarias estaduais naquele momento. Desde então, GO e RR divulgaram novos dados.

Veja os dados atualizados às 8h desta segunda-feira (22):

  • 50.667 mortos
  • 1.087.185 casos confirmados

(No domingo, 21, às 20h, o balanço indicou: 50.659 mortes, 601 em 24 horas; e 1.086.990 casos confirmados.)

A marca das 50 mil vítimas foi ultrapassada no sábado (20), pouco mais de três meses depois da primeira morte, ocorrida na cidade de São Paulo. Desde então, a doença se alastrou pelo país e, atualmente, avança pelo interior.

O Brasil é o 2º país do mundo com mais casos e mortes por coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos, segundo um levantamento da Universidade Johns Hopkins.

  • Grávidas, bebês, profissionais de saúde… veja quem são as vítimas da Covid-19 no Brasil

Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.

O objetivo é que os brasileiros possam saber como está a evolução e o total de óbitos provocados pela Covid-19, além dos números consolidados de casos testados e com resultado positivo para o novo coronavírus.

Parceria

A parceria entre os veículos de comunicação foi feita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia da Covid-19. Personalidades do mundo político e jurídico, juntamente com entidades representativas de profissionais e da imprensa, elogiaram a iniciativa.

Mudanças feitas pelo Ministério da Saúde na publicação de seu balanço da pandemia reduziram por alguns dias a quantidade e a qualidade dos dados. Primeiro, o horário de divulgação, que era às 17h na gestão do ministro Luiz Henrique Mandetta (até 17 de abril), passou para as 19h e depois para as 22h. Isso dificultou ou inviabilizou a publicação dos dados em telejornais e veículos impressos. “Acabou matéria no Jornal Nacional”, disse o presidente Jair Bolsonaro, em tom de deboche, ao comentar a mudança.

A segunda alteração foi de caráter qualitativo. O portal no qual o ministério divulga o número de mortos e contaminados foi retirado do ar na noite de 4 de junho. Quando retornou, depois de mais de 19 horas, passou a apresentar apenas informações sobre os casos “novos”, ou seja, registrados no próprio dia. Desapareceram os números consolidados e o histórico da doença desde seu começo. Também foram eliminados do site os links para downloads de dados em formato de tabela, essenciais para análises de pesquisadores e jornalistas, e que alimentavam outras iniciativas de divulgação.

Entre os itens que deixaram de ser publicados estão: curva de casos novos por data de notificação e por semana epidemiológica; casos acumulados por data de notificação e por semana epidemiológica; mortes por data de notificação e por semana epidemiológica; e óbitos acumulados por data de notificação e por semana epidemiológica.

No dia 7 de junho, o governo anunciou que voltaria a informar seus balanços sobre a doença. Mas mostrou números conflitantes, divulgados no intervalo de poucas horas.

No domingo (21), mais uma vez o Ministério da Saúde divulgou os dados completos, obedecendo a ordem do STF. Segundo a pasta, houve 641 novos óbitos e 17.459 novos casos, somando 50.617 mortes e 1.085.038 casos desde o começo da pandemia.

Influencer debocha de casos de Covid-19: ‘Desse 1 milhão, você conhece um?’

O perfil do Instagram Gossip do Dia divulgou nesse domingo (21/06) um vídeo em que a influenciadora goiana Lisa Paulino debocha das críticas recebidas após participação em uma festa durante a pandemia. Ela argumentou que não conhece nenhum dos mais de 1 milhão de casos de Covid-19 no Brasil.

“Desse 1 milhão, você conhece um? Porque eu não conheço, até hoje, ninguém que tenha Covid”, comentou. Ela e outras influenciadoras do estado foram criticadas por participarem de uma festa no fim de semana. 

Em print e áudio também vazado pelo mesmo perfil, Paulino não apenas afirma que pretende usar a “fama” alcançada para entrar no Big Brother Brasil, como diz que agora é conhecida nacionalmente após repercussão.

“Depois isso vai passar, os seguidores vão ficar. Minha fama, nacionalmente, todo mundo está me conhecendo agora. Isso daí pra mim, mudar a visão da galera, depois que a galera passar a seguir, conhecer meu dia-a-dia, ish, vai ser fácil, fácil. E de quebra vou ganhar no mínimo 5k [mil] de seguidores”, afirma.

O perfil de Lisa não estava mais no Instagram na manhã desta segunda-feira (22/06). Não há como saber se ele foi desativado por ela ou derrubado por denúncias.

 

O fortalecimento da agricultura familiar em Afogados da Ingazeira tem sido uma das diretrizes de ação da Prefeitura Municipal. Desde o início de 2013, quando vivíamos terríveis anos de seca, quando foram iniciadas as perfurações de poços artesianos na zona rural, passando pela distribuição de kits de irrigação gratuitos e a orientação técnica adequada, advinda da contratação de um engenheiro agrônomo pela Secretaria Municipal de Agricultura, esse apoio tem sido permanente. 

E com um ano bom de inverno, tudo melhora. A Prefeitura tem mantido, em tempos de pandemia, as aquisições de produtos oriundos da agricultura familiar afogadense. Nesta segunda-feira (22), foram adquiridos quatro mil quilos de alimentos, entre frutas, verduras, legumes e hortaliças, num investimento de compra direta da ordem de 12 mil reais, recursos injetados na economia local que ajuda e fortalece as demais cadeias produtivas do município.  

O Programa de Aquisição de Alimentos em Afogados da Ingazeira é coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, com o apoio da Secretaria de Agricultura. Nesta segunda-feira foram adquiridos produtos como milho verde, beterraba, mamão, feijão verde, batata doce, macaxeira entre outros. Os alimentos abastecem as unidades da rede de proteção socioassistencial do município, e a rede escolar.  

“Esse é um investimento muito importante, pois gera renda para os agricultores e suas famílias, nesse momento em que todos nós estamos passando por grandes dificuldades em decorrência da pandemia,” destacou o prefeito José Patriota.  

Ao todo, 67 agricultores familiares estão cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos e aptos para vender seus produtos à gestão municipal. 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que foram registrados mais dois casos positivos de covid-19 em nosso município. 
Trata-se de paciente do sexo masculino, 35 anos, profissional de segurança que trabalha em cidade vizinha, apresentou sintomas sugestivos para covid-19 e realizou exame com resultado positivo.
O outro caso é o de paciente do sexo feminino, de 38 anos, funcionária publica, que trabalha em município vizinho. Após apresentar sintomas leves e esperar o tempo preconizado pelo MS foi atendida na nossa unidade da campanha dia e testou positivo para covid-19. 
Hoje, infelizmente, registramos o segundo óbito por covid-19 em Afogados da Ingazeira. Trata-se de um paciente do sexo masculino, 54 anos, estava internado em Unidade de Terapia intensiva na cidade de Caruaru, após complicações no quadro respiratório e cardiológico, veio a óbito. Nossos sentimentos de pesar a todos os amigos e familiares. 
Informamos que tivemos hoje a cura de dois pacientes após avaliação clínica e epidemiológica. Foram realizados 39 testes rápidos em nossa unidade de campanha dia, todos negativos para covid-19. 
Dois casos que estavam sob investigação foram descartados no dia de hoje. Paciente do sexo feminino, profissional de saúde que tinha feito a coleta de swab na Unidade de Campanha. O outro caso descartado é o de uma paciente do sexo feminino que está internada no hospital da restauração e aguardava resultado de exame. Ambos os resultados deram negativo para covid-19.
Hoje atingimos a marca de 452 pessoas testadas para covid em nosso município.

Coronavírus: Em Trindade total de casos chega a 120

 

O município de Trindade, no Sertão de Pernambuco, confirmou mais seis pessoas com Covid-19 nesta segunda-feira (22). A prefeitura não divulgou informações sobre o estado de saúde dos novos pacientes. Com isso, o município chega a 120 casos confirmados da doença, com 98 curas clínicas, seis óbitos e 13 casos em investigação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, foram realizados 222 testes nos profissionais da saúde, destes, 211 deram negativo e onze testaram positivo. Dez profissionais estão recuperados e um segue em isolamento domiciliar.

Arcoverde confirma quatro novos casos de Covid-19  chega a 231 infectados

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta segunda-feira, 22 de junho, até às 17 horas, foram confirmados quatro (04) novos casos de Covid-19, cinquenta (50) descartados e três (03) curados.

O boletim diário, portanto, fica com quinze (15) suspeitos, trezentos e sessenta e oito (368) descartados, duzentos e trinta e um (231) confirmados, dezoito (18) óbitos e cem (100) recuperados.

Vale lembrar, que dentro dos 231 confirmados, estão contabilizados os 18 óbitos e 100 curados. No total, a cidade tem três (03) pacientes em UTI e nove (09) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há dois (02) na UTI e quatro (04) em enfermaria. No Hospital de Campanha há cinco (05) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um (01) paciente na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade foram abordados 928 carros de fora. Em Pernambuco, foram confirmados 381 novos casos e 18 mortes, totalizando 52.494 positivos e 4.252 óbitos.

Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

Com trinta e dois novos casos de Covid-19 confirmados, Serra Talhada chega a 383

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram confirmados mais 32 casos positivos de Covid-19 de acordo com os dados consolidados entre o sábado (20) e esta segunda-feira (22), totalizando 383 casos. São 19 pacientes do sexo feminino e 13 do sexo masculino, com idades entre 03 e 69 anos.

O número de casos suspeitos aguardando resultados subiu para 26 e o número de casos descartados subiu para 1.788. Entre os casos confirmados,  o número pacientes recuperados clinicamente subiu para 264, enquanto 107 estão em isolamento domiciliar monitorado e 04 pacientes em leitos de isolamento. Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 23 já estão recuperados e 09 permanecem em isolamento domiciliar.

Tabira sobe para 99 infectados por covid-19

Nessas 24 horas, 20 tabirenses foram notificados na Quarentena Domiciliar Monitorada. 22 tabirenses concluíram o Monitoramento Domiciliar.
Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 381 novos casos confirmados
– 18 novas mortes por CoVid-19
– 1.510 novos recuperados
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 21.432 novos casos confirmados
– 654 novas mortes por CoVid-19
– 22.263 novos recuperados
Observação
 
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura OFICIAL dos bairros do município de Tabira.

Casos da Covid-19 chegam 161 em Araripina

Mais 10 casos da Covid-19 foram registrados nessa segunda-feira (22), em Araripina, no Sertão de Pernambuco. Agora o município contabiliza 161 casos confirmados da doença, 79 curas clínicas, 03 óbitos e 02 em investigação.

De acordo com a prefeitura, 667 exames já foram realizados em Araripina, sendo 611 testes rápidos e 56 analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

No Sertão do Araripe já foram registradas 17 mortes decorrentes do novo coronavírus, sendo 06 em Trindade, 04 em Ipubi, 03 em Ouricuri, 03 em Araripina e 01 em Exu.

 

 

Triunfo com 15 novos casos chega a 47 com covid-19 

A Secretaria Municipal de Saúde reforçando seu compromisso de atender da melhor forma possível a população, vem informar que hoje tivemos uma reunião virtual com representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Flores e ficou acordado que o município de Triunfo ficou responsável, a partir de hoje, pelo atendimento e acompanhamento dos moradores da rua São José no distrito de Jericó, mesmo esta localidade geograficamente pertencendo ao município de Flores. Assim sendo, imediatamente mandamos uma equipe para a referida área, onde foram realizados diversos testes para detecção da Covid-19, dos quais 14 tiveram resultado positivo (03 desses testes realizados pelo município de Flores) e os pacientes já estão sendo monitorados e acompanhados pela nossa equipe multidisciplinar de Vigilância em Saúde. 

 
Informamos ainda que outras ações serão realizadas no referido distrito para contenção do vírus, amanhã realizaremos mais testagem na comunidade, desinfecção das ruas, monitoramento diário dos casos positivados e dos contatos diretos, distribuição do medicamento para tratamento do diagnóstico, distribuição de máscaras, continuaremos com as barreiras sanitárias, entre outras ações. Continuamos realizando testes onde mais UM (01) positivou para a COVID-19 sendo do Bairro do Rosário.
 
Informamos ainda que também hoje tivemos a cura clínica de mais um (01) paciente que foi positivado.
 
Finalmente queremos reforçar o nosso apelo para que a população, evite aglomerações, sobretudo neste período de festas juninas, pois ainda temos circulação viral em nosso município, sendo imprescindível que todos fiquem em casa e se for preciso sair não esqueça de usar máscara. (ASCOM)

 

Médicos fixam cruzes pretas às margens do Rio São Francisco em ato pelas vítimas da Covid-19

Foram fixadas 50 cruzes pretas, às margens do Rio São Francisco, na Orla de Petrolina, em Pernambuco. O ato simbólico ocorreu no domingo (21) e fez referência a marca de 50 mil mortes pelo novo coronavírus atingidas no final de semana no Brasil.

Cada cruz preta representou mil mortes registradas pela Covid-19 no Brasil. Os participantes do ato levaram também faixas e fizeram uma homenagem a todos os profissionais de saúde mortos pelo novo coronavírus.

“Nós nos reunimos aqui e fizemos as 50 cruzes para sinalizar, infelizmente, essa marca atingida de 50 mil mortes no nosso país, por conta da Covid-19. Esse marco, de mais de 1 milhão de casos, e também em homenagem aos profissionais de saúde que estão na luta diária, cotidiana. Infelizmente, o Brasil está batendo o recorde de profissionais de saúde mortos pela Covid-19”, explicou o médico Aristóteles Cardona.

O manifesto foi organizado pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, que informou que foram respeitadas todas as orientações sanitárias previstas para o atual momento, como distanciamento entre os participantes e uso contínuo de equipamentos de proteção individual.
Os atos também foram realizados em mais de 30 cidades pelo país, em ação conjunta entre a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, a Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia e mais outras 22 entidades nacionais.

 G1 

Morreu na madrugada deste domingo (22), no Hospital Mestre Vitalino em Caruaru o empresário e petista Emídio Vasconcelos 54 anos.

Ele teve uma piora no quadro essa madrugada e não resistiu. Emídio alternava quadro de gradativa recuperação e complicações porque além do infarto que sofreu em 25 de maio, contraiu Covid-19, provavelmente na unidade.

Em 9 de junho, a família de Emídio Vasconcelos chegou a se manifestar agradecendo aos afogadenses e a todos os amigos pelas orações, preocupação e apoio.

Também aproveitou para comunicar que Emídio estava se recuperando. “Pedimos que continuem em oração por sua plena recuperação”.

O empresário sofreu um infarto em 25 de maio, quando foi levado ao Hospital Regional Emília Câmara e de lá para o Hospital Mestre Vitalino em Caruaru,  quando foi levado para a UTI da unidade. Mas essa madrugada seu coração, que havia recebido cinco stends em uma angioplastia, parou de bater.

O sepultamento seguirá as regras de falecidos que tiveram a doença em uma cerimônia rápida com acesso apenas dos familiares.

Emídio foi candidato do PT à prefeitura de Afogados da Ingazeira em 2016, tendo sido o segundo mais votado, com 2.650 votos,  ou 14,11%.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse neste domingo (21) que a missão das Forças Armadas é defender a democracia. Ele foi ao Rio de Janeiro para o velório de um jovem paraquedista que morreu em um acidente durante treinamento.

“A nossa missão, a missão das Forças Armadas, é defender a pátria, é defender a democracia. E como dizia [aquele] que se tornou um grande amigo, o ex-ministro Leônidas Pires Gonçalves [ministro do Exército no governo de José Sarney, morto em 2015], nós estamos a serviço da vontade da população brasileira”, discursou.

Ele desembarcou no Rio pela manhã e participou de toda a cerimônia em homenagem ao militar, realizada no ginásio da 26ª Brigada de Infantaria Paraquedista, na zona oeste carioca. Por volta das 11h30, quando o caixão deixou o local, voltou diretamente para Brasília, sem falar com a imprensa.

O evento contou com a banda do Exército e estava bastante cheio, apesar da pandemia do novo coronavírus. Compareceram muitos militares e a família e amigos do soldado, que chegaram em um ônibus. Quase todos estavam de máscara, incluindo o presidente.

No vídeo do discurso, publicado por Bolsonaro nas redes sociais, ele tenta confortar os pais do jovem, diz que “todos nós, assim como o soldado Chaves, devemos nos preparar se assim um dia a noção o pedir” e parece se emocionar ao final, ao prestar continência à vítima.

“Ele aqui, ao buscar vencer um obstáculo, se preparava, treinava, se empenhava, sofria, mas tinha um objetivo: formar-se e ser um militar da nossa gloriosa Brigada de Infantaria Paraquedista, cujo objetivo, com as demais forças, Marinha e Aeronáutica, era defender a sua pátria e acima de tudo dar a sua vida pela nossa liberdade”, afirmou.

Segundo o Comando Militar do Leste (CML), o soldado Pedro Lucas Ferreira Chaves, de 19 anos, morreu na manhã de sábado (20) depois de sofrer um acidente durante um lançamento de paraquedistas na Base Aérea dos Afonsos, próximo ao local do velório.

O militar ficou preso à aeronave durante o salto. Forram feitos os procedimentos de emergência, mas depois disso o paraquedas não abriu corretamente e Chaves sofreu ferimentos graves ao chegar no solo. Vídeos gravados por moradores da região mostram o momento da queda.

O soldado recebeu os primeiros socorros imediatamente pela equipe médica local e foi levado ao Hospital Geral do Rio de Janeiro, na Vila Militar, mas não resistiu. Foi instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias do acidente.

“Está sendo prestado todo o apoio psicológico e religioso à família do militar. Os integrantes do Comando Militar do Leste e da Brigada de Infantaria Pára-quedista sentem-se consternados pela perda e rogam a Deus pelo conforto da família enlutada”, diz a nota do CML.

Bolsonaro é capitão do Exército da reserva e já integrou a Brigada de Infantaria Paraquedista, entre o final da década de 1970 e início da década de 1980. Ele também sofreu um acidente de paraquedas naquela época.

Segundo o livro “Bolsonaro: o Homem que Peitou o Exército e Desafia a Democracia”, de Clóvis Saint-Clair, ele perdeu o controle do equipamento ao passar por uma ventania durante um curso de salto livre e despencou de uma altura de oito metros na Avenida das Américas, uma das principais vias da Barra da Tijuca. Quebrou os dois braços e os tornozelos.

Brasília tem Esplanada dividida entre protestos pró e contra Bolsonaro

Apesar das orientações das autoridades sanitárias em defesa do distanciamento social para evitar a transmissão do novo coronavírus, houve pontos de aglomeração. (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Manifestantes contrários e pró-governo Jair Bolsonaro participaram neste domingo (21) de protestos na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A concentração dos atos começou às 09h. Ambos os grupos saíram em passeata pela Esplanada em direção ao Congresso Nacional. Os manifestantes, separados pela Polícia Militar do Distrito Federal, ocuparam as duas pistas do Eixo Monumental. Os agentes de segurança fizeram um cordão de isolamento no canteiro central da via.

No sábado (20), o governador Ibaneis Rocha (MDB) cogitou determinar o fechamento da Esplanada. A área, na região central de Brasília, no entanto, foi aberta para pedestres neste domingo, com restrição apenas para carros.

O acesso à Praça dos Três Poderes, onde fica o Palácio do Planalto, no entanto, permaneceu totalmente fechado. Houve princípio de confusão quando um grupo de bolsonaristas forçou as grades para que o caminho fosse aberto.

Os apoiadores do presidente partiram da frente da Catedral. Os manifestantes, vestidos em sua maioria de verde e amarelo, portavam faixas de apoio a Bolsonaro.

“Supremo é o povo” e “intervenção militar já” estavam entre as mensagens de faixas e cartazes. Havia frases com críticas à Câmara, ao Senado e ao STF (Supremo Tribunal Federal). Faixas foram estendidas na pista em apoio ao presidente.

Do alto de caminhões de som, organizadores gritavam palavras de ordem e faziam orações. Uma cruz de madeira com a bandeira do Brasil foi carregada pela avenida.

Apesar das orientações das autoridades sanitárias em defesa do distanciamento social para evitar a transmissão do novo coronavírus, houve pontos de aglomeração. A maioria dos manifestantes usava máscara.

O protesto contra o governo partiu do lado oposto do Eixo Monumental. O grupo, com presença mais baixa do que o ato bolsonarista, saiu da altura do Teatro Nacional, na região central da capital federal, também em direção ao Congresso.

Os manifestantes, em sua maioria com roupas pretas e vermelhas, portavam faixas e cartazes contra o fascismo e o racismo e em defesa da democracia. O grupo estendeu uma faixa na pista com a mensagem de “Fora, Bolsonaro -a sua gripezinha já matou 50 mil”.

Outra faixa dizia “não ao congelamento salarial”. Em acordo com o Congresso, o governo travou reajustes de servidores públicos até o fim de 2021.
Também houve aglomeração entre os participantes. A maioria deles usava máscara.

Os dois atos chegaram ao Congresso por volta das 12h. Não houve registro de nenhum incidente.

Ipubi-PE: Homem está sendo acusado de estuprar a nora

Foto: reprodução

Um homem de identidade não revelada está sendo acusado de estuprar a sua nora. O caso teria acontecido na madrugada do sábado (20), no Sitio da Canastra, Zona Rural de Ipubi, no Sertão do Araripe.

De acordo com a 9ª CIPM, uma guarnição foi acionada pela vítima, que relatou que na  seu sogro, a pegou em seus braços a força e contra sua vontade praticou relações sexuais com a mesma.

A GT saiu em diligências em busca de localizar o imputado, com êxito. As partes foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil de Ouricuri para procedimentos.

Governo de PE repassa R$ 6,6 mi para ex-ministro da Saúde 

O Globo

O governo de Pernambuco acusa em seu portal da Transparência dois repasses que totalizam R$ 6,6 milhões para Mozart Sales, ex-ministro da Saúde do PT, partido que compõe a gestão de Paulo Câmara.

Alega, porém, que o dinheiro não irá para Sales, mas, sim, para financiar a aplicação exames de Covid-19 no estado, num programa coordenado por ele.

Só não explica por que, então, a transferência milionária está em nome da pessoa física do aliado.

Agências do INSS serão reabertas a partir de 13 de julho

A Secretaria de Especial de Previdência e Trabalho (Seprt) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciaram o retorno gradativo do atendimento presencial nas Agências da Previdência Social, a partir do dia 13 de julho. O atendimento por meio de canais remotos continuará sendo realizado mesmo após a reabertura das agências. O comunicado foi feito durante reunião do Conselho Nacional de Previdência na manhã desta sexta-feira (19).

“Nossa preocupação primária é com a saúde, dessa forma, o retorno das atividades presenciais seguirá todas as medidas de segurança sanitária recomendadas pelo Ministério da Saúde”, informou o secretário Especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco.

Em um primeiro momento, o tempo de funcionamento das agências será parcial, com seis horas contínuas, e o atendimento será exclusivo aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos (Meu INSS e Central 135). Também serão retomados os serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos como, por exemplo, realização de perícias médicas, avaliação social e reabilitação profissional.

O atendimento gradual e seguro irá considerar as especificidades de cada uma das 1.525 agências da Previdência Social em todo o Brasil. Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

De acordo com estudos feitos pelo INSS, atualmente, 753 agências estão aptas a voltar a funcionar, o que representa 70% da capacidade de atendimento do instituto. As unidades que não reunirem as condições necessárias para atender o cidadão de forma segura, continuarão em regime de plantão reduzido. “Todos os critérios devem ser atendidos, se faltar um pequeno detalhe, a agência não poderá ser reaberta”, enfatizou o presidente do INSS, Leonardo Rolim. Ele explicou ainda que esse número é dinâmico e que, no dia 13 de julho, mais agências poderão ter cumprido os requisitos necessários.

O instituto irá disponibilizar um painel eletrônico contendo informações sobre o funcionamento das Agências da Previdência Social, os serviços oferecidos e o horário de funcionamento.

O secretário de Previdência, Narlon Gutierre Nogueira, anunciou que “será proposta a edição de um decreto do Poder Executivo que irá autorizar a prorrogação das antecipações do auxílio-doença, cujo prazo inicial se encerra no início do mês de julho”. Dessa forma, todas as medidas tomadas para garantir o direito dos cidadãos durante a pandemia da codid-19, incluindo a simplificação dos procedimentos, a dispensa de exigências e a oferta de serviços por meio de canais remotos, continuarão valendo mesmo após a retomada do atendimento presencial.

Novo decreto estadual permite funcionamento de todo comércio de Petrolina

Por Carlos Britto

Em mais uma nota conjunta enviada à imprensa, várias entidades e instituições do segmento econômico de Petrolina destacam o Decreto Estadual 49.131/2020, estendendo o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais da cidade, independente da metragem, a partir da próxima segunda-feira (22).

O decreto também autoriza o funcionamento do shopping, que havia sido suspenso ontem (19), mantendo apenas os serviços essenciais. Agora, apenas a parte de lazer ficará fechada, bem como lanchonetes e restaurantes, que manterão o serviço de delivery (entrega em domicílio).

Confiram a íntegra da nota:

Nota/Decreto estadual 49.131/2020

Tendo em vista a publicação do decreto estadual 49131/20, publicado em 19 de junho, e a consequente execução do plano de retomada econômica elaborado pelo governo de Pernambuco, as entidades representativas do comércio comunicam:

  1. A partir de segunda, 22 de junho, o comércio Varejista pode ser desenvolvido em estabelecimentos comerciais independente de sua metragem, observando-se as determinações constantes em portaria conjunta das secretarias de Saúde e de Desenvolvimento Econômico. O horário estabelecido para funcionamento é das 9h às 18h;
  2. Shopping Center: autorizado o funcionamento de shoppings e similares, a exceção de estabelecimentos de lazer, restaurantes, lanchonetes e similares neles existentes, os quais podem funcionar apenas para entrega em domicílio e em pontos de coleta (funcionamento das 12 às 20h);

Vale salientar que todas as regras de higienização e segurança orientadas pelas autoridades de saúde e sanitárias devem ser seguidas à risca, tais como:

*Uso obrigatório de máscara

*Higienização correta das mãos com água e sabão

*Utilização de álcool em gel

*Higienização correta de ambientes

*Distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas

Tabira soma mais um caso confirmado e mais um curado para covid-19

Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 995 novos casos confirmados
– 86 novas mortes por CoVid-19
– 455 novos recuperados
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 17.459 novos casos confirmados
– 641 novas mortes por CoVid-19
– 28.652 novos recuperados
Observação
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura OFICIAL dos bairros do município de Tabira.

Calumbi registra primeiro óbito por covid-19

A Secretaria de Saúde de Calumbi atualizou neste Domingo (21/06) o boletim epidemiológico do COVID-19 no município.

Hoje realizamos mais 02 notificações, totalizamos 06 casos em investigação e mais 02 casos confirmados receberam alta por cura, totalizando 15 casos recuperados.
E é com muito pesar que configuramos nosso primeiro caso de Óbito por COVID-19 no nosso município. Infelizmente o caso que se encontrava confirmado e em isolamento hospital, hoje foi a óbito.
Dos 17 casos confirmados para Covid-19:
15 casos são da ZONA URBANA e 02 da ZONA RURAL.
 

Em entrevista a CNN Brasil neste domingo (21), o advogado Frederick Wassef anunciou que deixa a defesa do senador Flávio Bolsonaro no caso do ex-PM Fabrício Queiroz.

“Assumo total responsabilidade e estou saindo do caso, substabelecendo para outro colega. Ficarei fora do caso para que não me usem”, declarou, dizendo que anunciará quem será seu substituto nesta segunda (21). Segundo Wassef, ele tem sido “atacado” com vistas a atingir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Ele também pediu desculpa ao presidente Jair Bolsonaro e a seu filho Flávio por “todo e qualquer dano que tenha causado”. “Eu peço desculpa ao presidente e ao senador e assumo total responsabilidade”, afirmou.

Em um tuíte logo após a entrevista, o senador confirmou, no Twitter, que Wassef deixa o caso e agradeceu ao advogado. “Lealdade e a competência do advogado Frederick Wassef são ímpares e insubstituíveis. Contudo, por decisão dele e contra a minha vontade, acreditando que está sendo usado para prejudicar a mim e ao Presidente Bolsonaro, deixa a causa mesmo ciente de que nada fez de errado”.

Na última quinta-feira (18), o ex-assessor parlamentar de Flávio, o PM reformado Fabrício Queiroz, foi preso em um imóvel de Wassef em Atibaia, no interior de São Paulo.

Por que Queiroz estava em Atibaia?

Wassef não esclareceu desde quando Queiroz estava em sua casa e nem quem liberou sua entrada. “No momento oportuno, será esclarecido e um prazer falar”, repetiu por diversas vezes.

No entanto, ele disse que o ex-policial estava no local por proximidade da Santa Casa de Bragança Paulista, onde faria o tratamento para um câncer de próstata, que classificou como “grave”, e teria sido submetido a dois procedimentos cirúrgicos

Em entrevista ao JC Online, José Patriota (PSB), presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Afogados da Ingazeira, dá como certo o uso político não só das operações policiais que têm sido feitas no País durante a campanha, como também dos outros efeitos pandemia, sobretudo contra gestores que buscarão reeleger-se.

“A oposição leva vantagem porque os prefeitos tiveram que tomar medidas antipáticas nesse período e isso vai ser usado para desgastar a imagem deles. E aí entra a polêmica que está acontecendo com relação às compras feitas durante a pandemia. Ora, se o mundo todo está precisando de uma dúzia de laranjas, mas o mercado produz apenas seis, essas seis laranjas vão ficar muito caras. Eu não estou dizendo que não tem maldade em alguns casos, mas a maldade não é o que predomina”, detalhou o gestor.

Patriota critica, ainda, a maneira espetacularizada como, segundo ele, as corporações policiais têm conduzido as operações que buscam irregularidades nos gastos para combater a covid-19. Para o prefeito, essa forma de atuação não teria efeito prático relacionado à punição de quem comete esse tipo de crime. 

“Divulgação sem apurar até o fim é uma coisa complicada. Você deve correr atrás dos ratos e punir severamente, mas tem que ter muito cuidado porque o pré-julgamento é terrível. O ideal é notificar o ‘cara’ e pedir o que se quer. Se ele não der, que se faça uma busca. Não precisa fazer um espetáculo ainda na fase de apuração. Em nome da transparência o ‘cabra’ virou o satanás e sua reputação nunca mais ele recupera”, ressaltou.

Sobre o impacto das operações policiais no pleito deste ano, a cientista política Priscila Lapa, da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (Facho), disse acreditar que a proximidade temporal entre as investigações e a campanha automaticamente coloca esse tema no centro do debate eleitoral, mas outros temas, como a condução das ações voltadas ao enfrentamento à doença, também estarão em xeque. 

“A pauta da pandemia, principalmente o olhar sobre a Saúde, o que foi feito sob esse ponto de vista, a capacidade de apoio ou recuperação econômica da gestão, isso está com um dado fortíssimo para a eleição, por causa dessa distância temporal. Então essa questão das ações da polícia que podem revelar fatos, falhas, desvios em relação à pandemia, com certeza tendem a ser profundamente explorados no processo eleitoral agora de 2020”, explicou Priscila.

Afogados: mais de 500 migrantes retornam à cidade, diz Globo Rural

Foto: Reprodução/TV Globo

Uma reportagem que foi ao ar neste domingo (21), no Globo Rural da TV Globo, conta, que brasileiros que um dia foram para as grandes cidades em busca de uma vida melhor estão agora retornando para a sua terra natal, seja pelo aumento do desemprego ou por medo da Covid-19.

Ainda segundo a reportagem, muitos nordestinos, por exemplo, já retornaram para os seus municípios de origem. Somente para Afogados da Ingazeira, no sertão de Pernambuco, voltaram mais de 500 pessoas.

A reportagem destaca o caso do autônomo Alexandre Góis (foto), que trabalhava como eletricista e encanador em São Paulo. 

Em um vídeo enviado a produção do Globo Rural, ele relata que não aguentou ficar mais na cidade diante do cenário de pandemia e decidiu voltar para a sua terra para tentar trabalhar com criação de peixes ou frutas.

 

Neste domingo (21), segundo dia de reabertura de praias e parques no Grande Recife, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou mais 995 casos de coronavírus e 86 óbitos nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, Pernambuco totaliza 52.113 casos confirmados de covid-19, sendo 18.098 graves e 34.015 leves e 4.234 vidas perdidas. No sábado (20), o Brasil bateu a marca de 50 mil mortes causadas pela doença.

Dos novos casos confirmados, 873 (88%) são casos leves e 122 (12%) graves, se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Do total dos óbitos confirmados nas últimas 24 horas, 58 (67%) ocorreram entre o dia 19 de abril e 17 de junho, e 28 (33%) nos últimos três dias.

JC Online

Paraíba registra 263 novos casos de covid-19 e confirma 19 mortes, sendo dois nas últimas 24h; total de mortos 766 e infectados chegam a 36.784

Até o momento, foram realizados 105.130 testes para identificar a doença, com 32.028 casos descartados.

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde no fim da tarde deste domingo. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 263 novos casos de covid-19 e 19 mortes confirmadas neste domingo (21), sendo duas nas últimas 24 horas. Os números totais mostram que 36.784 pessoas já contraíram a doença, sendo 10.213 recuperados e 766 mortos desde a última atualização. Até o momento, foram realizados 105.130 testes para identificar a doença, com 32.028 casos descartados. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde no fim da tarde deste domingo.

Confira:

  • Casos Confirmados: 36.784
  • Casos Descartados: 32.028
  • Óbitos confirmados: 766
  • Casos recuperados: 10.213
  • Total de municípios: 215

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 72%. Em Campina Grande, estão ocupados 62% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos. 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 37%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 215 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (17); Aguiar (11); Alagoa Grande (263); Alagoa Nova (132); Alagoinha (287); Alcantil (7); Algodão de Jandaíra (2); Alhandra (276); Amparo (12); Aparecida (19); Araçagi (157); Arara (61); Araruna (34); Areia (119); Areia de Baraúnas (1); Areial (22); Aroeiras (67); Assunção (21); Baia da Traição (126); Bananeiras (63); Baraúna (91); Barra de Santa Rosa (15); Barra de Santana (42); Barra de São Miguel (6); Bayeux (699); Belém (158); Belém do Brejo do Cruz (6); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (5); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (78); Borborema (3); Brejo do Cruz (55); Brejo dos Santos (4); Caaporã (678); Cabaceiras (9); Cabedelo (1542); Cachoeira dos Índios (37); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (40); Cacimbas (28); Caiçara (100); Cajazeiras (348); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (44); Camalaú (1); Campina Grande (5557); Capim (90); Caraúbas (5); Carrapateira (1); Casserengue (87); Catingueira (10), Catolé do Rocha (106); Caturité (40); Conceição (6); Condado (57); Conde (261); Congo (18); Coremas (25); Coxixola (8); Cruz do Espírito Santo (166); Cubati (32); Cuité (59); Cuité de Mamanguape (31); Cuitegí (85); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (25); Diamante (2); Dona Inês (6); Duas Estradas (38); Emas (2); Esperança (195); Fagundes (29); Frei Martinho (1); Gado Bravo (52); Guarabira (1663); Gurinhém (111); Gurjão (18); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (11); Ingá (234); Itabaiana (466); Itaporanga (18); Itapororoca (118); Itatuba (105); Jacaraú (79); Jericó (3); João Pessoa (10466); Joca Claudino (1); Juarez Távora (85); Juazeirinho (87); Junco do Seridó (16); Juripiranga (249); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (24); Lagoa Seca (310); Lastro (11); Livramento (10); Logradouro (23); Lucena (142); Mãe d’Água (9); Malta (19); Mamanguape (878); Manaíra (6); Marcação (14); Mari (263); Marizópolis (5); Massaranduba (107); Mataraca (73); Matinhas (31); Mato Grosso (6); Matureia (18); Mogeiro (51); Montadas (28); Monteiro (58); Mulungu (103); Natuba (29); Nazarezinho (4); Nova Floresta (9), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (19); Olho D´Água (25); Olivedos (21);  Parari (4); Passagem (20); Patos (1046); Paulista (54); Pedra Lavrada (17); Pedras de Fogo (760); Pedro Régis (9); Piancó (35); Picuí (60); Pilar (99); Pilões (31); Pilõezinhos (111); Pirpirituba (54); Pitimbu (385); Pocinhos (35);  Pombal (108); Princesa Isabel (33); Puxinanã (128);  Queimadas (347); Quixaba (23); Remígio (128); Riachão (13); Riachão do Bacamarte (158);  Riachão do Poço (20); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (3); Rio Tinto (286); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (75); Santa Cecília (13); Santa Cruz (6); Santa Helena (8); Santa Inês (5);  Santa Luzia (145); Santa Rita (1104); Santa Terezinha (25); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (16); São Bento (476); São Domingos do Cariri (2);  São Francisco (8);  São João do Cariri (21); São João do Rio do Peixe (30); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (17); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (23); São José do Bonfim (44); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (131); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (58); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (66); São Sebastião de Lagoa de Roça (86); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (422); Serra Branca (20); Serra da Raíz (12); Serra Grande (3); Serra Redonda (101); Serraria (21); Sertãozinho (29); Sobrado (60); Solânea (131); Soledade (68); Sossego (4), Sousa (421); Sumé (30); Tacima (42); Taperoá (40); Tavares (25); Teixeira (47); Tenório (11); Triunfo (1); Uiraúna (16); Umbuzeiro (26); Várzea (6); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 21/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

23 óbitos foram registrados, dois deles ocorrido nas últimas 24h.

Homem, 61 anos, residente na Baía da Traição. Diabético. Início dos sintomas em 06/05. Foi a óbito em hospital privado em 25/05.

Homem, 43 anos, residente na Baía da Traição. Etilista, tabagista e imunodeprimido. Início dos sintomas em 13/05, foi a óbito em hospital público no dia 22/05.

Mulher, 81 anos, residente em Bayeux. Hipertensa, diabética. Inicio dos sintomas em 21/05, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 70 anos, residente em Bayeux. Hipertenso, portador de doença renal. Início dos sintomas em 04/05, foi a óbito em hospital público no dia 14/06

Mulher, 50 anos, residente em Cajazeiras. Hipertensa, cardiopata. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Homem, 97 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 27/05, foi a óbito em hospital público no dia 04/06.

Homem, 68 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Início dos sintomas em 23/05, foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Mulher, 70 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 02/05, foi a óbito em hospital público no dia 02/06

Homem, 76 anos, residente em Cuitegi. Hipertenso, diabético. Início dos sintomas em 09/06, foi a óbito em hospital público em 18/06.

Homem, 83 anos, residente em Guarabira. Cardiopata, portador de doença respiratória e Tuberculose. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 18/06. 

Homem, 82 anos, morador de Guarabira. Hipertenso e portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 09/05, foi a óbito em hospital público no dia 29/05.

Homem, 80 anos, morador de João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 09/05, foi a óbito em hospital público no dia 19/05.

Homem, 64 anos, residente em João Pessoa. Diabético, cardiopata, obeso. Início dos sintomas em 13/05, foi a óbito em hospital público no dia 30/05.

Mulher, 75 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 19/05, foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Mulher, 70 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas em 14/05, foi a óbito em hospital público em 22/05.

Mulher, 52 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 25/05, foi a óbito em hospital público no dia 13/06

Homem, 40 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa, portadora de doença renal. Início dos sintomas em 18/05, foi a óbito em hospital público no dia 27/05.

Homem, 64 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, tabagista, sequelado de AVC. Início dos sintomas em 08/06, foi a óbito em hospital público no dia 14/06. 

Mulher, 82 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata, e com infecção do trato urinário. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Mulher, 68 anos, residente em Mari. Hipertensa, diabética, início dos sintomas em 08/06, foi a óbito em hospital público no dia 16/06. 

Mulher, 93 anos, residente em Patos. Hipertensa. Início dos sintomas em 05/06, foi a óbito em hospital público em 20/06. 

Homem, 53 anos, residente em Sapé. Hipertenso, diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 02/06, foi a óbito em hospital público no dia 13/06. 

A partir desta segunda-feira (22), de acordo com o Plano de Adequação do Comércio, Arcoverde passa a obedecer aos critérios de flexibilização da Faixa 01, quando o Hospital de Campanha ou da UTI do Hospital Regional encontre-se com 30% da capacidade com pacientes do município.

Entre as obrigações gerais dos estabelecimentos, o horário de funcionamento permanece de segunda à sexta-feira, das 9h às 15h e apenas será permitida uma (01) pessoa a cada 10 m² e não mais 15m² como estava preconizado na Faixa 02.

Nesta semana, entram as concessionárias de veículos, aonde os atendimentos só podem ocorrer por hora marcada, ou seja, um cliente por vez. Na área de vendas, deve-se manter o funcionamento com as diretrizes de escritórios: 70% de ocupação de colaboradores na Faixa 01, todas as recomendações de distanciamento e higienização.

É importante observar os protocolos de cada nível. Semanalmente, será avaliado pelo Centro de Operações Emergenciais Municipais de Arcoverde – Coema os dados de internamentos e divulgado o protocolo em que se encontra a cidade.

Na faixa 01, bares, lanchonetes e restaurantes podem adicionar o “pegue e leve”, além do delivery no sistema de atendimento. “O que as pessoas precisam entender também é que a flexibilização do comércio não significa cura do Covid-19. Só sair de casa se for estritamente necessário e de máscaras.”, ressalta o diretor da Vigilância em Saúde de Arcoverde, Isaac Salles.

Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

Preço do Gás de Cozinha sofre novo reajuste a partir desta segunda-feira (22)

Esse é o terceiro reajuste autorizado pela Petrobrás em menos de um mês. O botijão GLP de 13 kg que estava sendo vendido em média a R$ 75,00, deverá custar até R$ 80,00 nas compras a prazo. O percentual de aumento será novamente de 5% aplicado ao valor final do produto.

Somado aos outros dois reajustes anteriores, o botijão está 15.3 % mais caro em relação ao final do mês de maio. Os revendedores foram comunicados pelas Distribuidoras no início da manhã dessa sexta feira, sem nenhum aviso prévio por parte da Petrobrás que alega instabilidade dos preços no mercado internacional.

A nova tabela já será praticada a partir da próxima segunda-feira (22), uma vez que os novos valores estão liberados para comercialização imediata. A diretoria do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba revela a preocupação do segmento com os aumentos consecutivos. “Estamos trabalhando em alerta, pois, a expectativa é a de que até o final de junho, outro reajuste seja anunciado pela Petrobrás”, disse o presidente do Sinregás-PB, Marcos Antônio Bezerra.

A Petrobrás não emitiu Nota oficial a respeito do aumento no site da Companhia, mas, os interessados podem obter maiores informa

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel

Escola Monteiro Lobato

 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho

Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!