Pelo menos 35 mulheres prestaram queixa por conta de vídeos com ofensas (Foto: Jackson Fagner/Portal Nayn Neto)

Do G1/Caruaru

Pelo menos 35 mulheres prestaram queixa na delegacia de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, após a divulgação de vídeos com xingamentos contra elas. De acordo com o delegado José Olegário, um grupo registrou o boletim de ocorrência na segunda-feira (29) e o outro na terça-feira (1º). Ao G1, ele disse que os vídeos estão sendo compartilhados em aplicativos de troca de mensagens.

Há pelo menos três vídeos circulando na internet. Nas imagens, aparecem fotos retiradas dos perfis das redes sociais das vítimas. Os vídeos mostram as fotos, com as ofensas e uma música.

Olegário explicou que a maioria das vítimas é estudante com idades entre 18 e 25 anos. “Estamos investigando para responsabilizar não apenas quem fez o vídeo, mas também quem compartilhou e divulgou as imagens”, afirmou o delegado. Ele disse que as pessoas que compartilharam os vídeos podem ser punidas criminalmente.

A polícia não informou se tem uma pista do autor dos vídeos. “Vamos apurar a autoria dos vídeos para que as vítimas procurem um advogado e possam entrar com uma queixa-crime contra ele”.

 

 

 

DE GOLEADA, EDUARDO CUNHA VIRA RÉU NO STF

 

 
 
 
Responsável direto pela crise política, com seu pedido de impeachment e suas pautas-bomba, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se tornou réu por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira 2; em um resultado parcial de 6 a 0, a maioria do plenário aceitou a acusação de que Cunha usou seu cargo para pressionar o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara a fim de receber propina e ainda pelo crime de lavagem de dinheiro; relator, Teori Zavascki rejeitou a acusação por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento; seu voto foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber; julgamento continua nesta quinta; era Cunha está chegando ao fim
 
A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou pela abertura de ação penal contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a ex-deputada federal e atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida.
 
Seguindo o voto do relator, ministro Teori Zavacki, outros cinco ministros entenderam que há indícios de que Cunha recebeu US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras, formando maioria no plenário.
 
Teori afirmou, em seu voto, que “elementos básicos para recebimento da denúncia [contra o deputado] encontram-se presentes”. Primeiro a votar, o relator disse ainda ser consistente a acusação de que Cunha pressionou o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara para receber propina. Desta forma, recebeu a denúncia de que o deputado usou seu cargo para cometer crime.
 
O magistrado disse ainda que há indícios suficientes para receber a denúncia contra Cunha também por lavagem de dinheiro. Ele rejeitou a acusação contra o peemedebista por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento.
 
Após o término do voto de Teori, os ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber adiantaram seus votos e informaram que acompanhavam integralmente o relator.
 
Ainda na sessão desta quarta, o Supremo decidiu manter em tramitação na Corte o inquérito em que a ex-deputada federal e atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida, é acusada de corrupção. A questão do desmembramento foi suscitada pelo voto divergente do ministro Marco Aurélio, uma vez que Solange não tem foro privilegiado, mas o ministro foi vencido sob o argumento de que o caso é muito ligado ao de Cunha.
 
A sessão foi suspensa e será retomada nesta quinta-feira 3, com os votos dos demais ministros que compõem a Corte: Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Luiz Fux e Celso de Mello. Se o resultado for mantido, Cunha e Solange passarão à condição de réus no processo.
 

 

 

12821547_496269247243206_6144585343221436783_n

Em plena crise de emprego e inflação para a maioria da população, os vereadores de Caruaru aprovaram, na reunião pública ocorrida nesta terça-feira (01), o Projeto de Lei nº 7.027/2016, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, estabelecendo os subsídios dos parlamentares para a legislatura compreendida entre os exercícios de 2017 a 2020.

O projeto fixou os vencimentos dos próximos vereadores em R$ 15 mil brutos (líquido de R$ 11.330,48, após os descontos de imposto de renda e contribuição previdenciária).

Atualmente, os vereadores recebem subsídio mensal no valor de R$ 9 mil.

De acordo com a casa, a correção atende ao que determina o inciso VI do Art. 29 da Constituição Federal, que estabelece que os subsídios para a próxima legislatura devem ser fixados na atual, antes das eleições.

“O reajuste foi calculado baseado na variação do IPCA entre 2009 – data da última correção – e 2016, acumulado em mais de 59%, e tendo como base constitucional o percentual de 60% sobre os subsídios percebidos pelos deputados estaduais, que hoje é de R$ 25 mil”, disse o presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves.

“O valor atual dos subsídios, equivalente a R$ 9 mil, vem sendo pago sem alteração desde janeiro de 2009, não obstante a expectativa de recomposição anual, o que não ocorreu. O valor proposto, além de estar dentro dos limites constitucionais, corrige uma defasagem acumulada em sete anos”, diz Leonardo. O novo valor passa a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2017.

 

Por apenas um voto, a tropa de choque de Eduardo Cunha não conseguiu barrar a continuidade do processo contra o presidente da Câmara no Conselho de Ética. Saiba quem são os 10 que tentaram proteger Cunha

Eduardo Cunha Conselho de Ética
Os 10 de Eduardo Cunha — A tropa de choque do Presidente da Câmara no Conselho de Ética (Imagem: Pragmatismo Político)

Foi por muito pouco, mas o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira (2), o relatório preliminar que pede a continuidade do processo disciplinar com pedido de cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Com isso, o peemedebista vai ser investigado por quebra de decoro por ter ocultado contas bancárias no exterior.

10 deputados votaram a favor de Cunha e tentaram protegê-lo, enquanto 11 se posicionaram contra o presidente da Câmara (veja abaixo como votaram os deputados).

Horas após a derrota no Conselho de Ética, a “tropa de choque” do presidente de Cunha amenizou as consequências da votação que assegurou o andamento do processo por quebra de decoro parlamentar.

 

Na avaliação dos aliados do peemedebista, a mudança no parecer de admissibilidade reduz o risco da ação disciplinar culminar com a aprovação da cassação do mandato e, por isso, a tendência é não haver recursos para anular a votação.

Para aprovar a continuidade do processo, o relator Marcos Rogério (PDT-RO) teve de aceitar mudanças em seu parecer prévio.

A pedido do deputado Paulo Azi (DEM-BA), que poderia mudar sua posição e votar a favor de Cunha, Rogério aceitou retirar o trecho de relatório que citava a possibilidade de perda de mandato por recebimento de vantagens indevidas e manteve apenas o trecho que mencionava a omissão de informações relevantes aos parlamentares da CPI da Petrobras quando o peemedebista negou que tivesse contas no exterior.

 

Assim que terminou a votação, o relator disse que a mudança no parecer não enfraquece a ação, uma vez que o trecho retirado poderá voltar ao relatório final se forem anexadas novas provas contra o peemedebista no decorrer do processo.

Apesar do grupo de Cunha afirmar publicamente que não haverá recursos, já existe um protocolado desde dezembro pela defesa do peemedebista aguardando nomeação de relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Confira abaixo como votaram os deputados (clique nos nomes para informações adicionais).

 

A favor de Cunha (tentaram protegê-lo)

Cacá Leão (PP-BA)
Erivelton Santana (PSC-BA)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
Maurício Quintella (PR-AL)
Mauro Lopes (PMDB-MG)
Ricardo Barros (PP-PR)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Washington Reis (PMDB-RJ)
Wellington Roberto (PR-PB)
Vladimir Costa (SD-PA)

 

Contra Cunha (pelo andamento do processo)

Betinho Gomes (PSDB-PE)
Fausto Pinato (PRB-SP)
José Carlos Araújo (PSD-BA)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Leo de Brito (PT-AC)
Marcos Rogério (PDT-RO)
Nelson Marchezan Junior (PSDB-RS)
Paulo Azi (DEM-BA)
Sandro Alex (PPS-PR)
Valmir Prascidelli (PT-SP)

 

piloto helicoca 2

 

Enquanto a Policia Federal segue nas ações espetaculares, com delegados e agentes efetuando prisões e realizando diligências em Brasília acompanhados de fotógrafos e cinegrafistas, o caso do Helicoca continua sem nenhuma punição. O Ministério Público Federal pediu a absolvição do empresário Élio Rodrigues, dono da fazenda no Espírito Santo onde o helicóptero do senador Zezé Perrella fez o pouso com 445 quilos de cocaína, em novembro de 2013.

O pedido de absolvição ocorreu depois que o Tribunal Federal da Segunda Região mandou devolver o helicóptero à família Perrella, anulando decisão do juiz de primeira instância, que queria o confisco, com base na lei de combate ao tráfico. Segundo a legislação, bens usados usados no preparo, transporte ou venda de drogas devem ter sua propriedade transferida ao Estado.

 

A participação do senador Zezé Perrella foi sumariamente descartada pela PF neste caso, alguns dias depois do flagrante, e com isso o Tribunal entendeu que não seria justo deixá-lo sem o helicóptero. Os policiais federais também desistiram de investigar o local onde a aeronave, vinda do Paraguai com a droga e a caminho do Espírito Santo, pousou e deixou a mercadoria guardada por uma noite.

O local é em Jarinu, na Grande São Paulo, e segundo um dos pilotos fazia parte de um hotel fazenda. No dia seguinte, o helicóptero voltou para lá e recarregou a cocaína, menos duas sacolas, com 50 quilos de droga, que ficaram.

Apesar de a delegada que assina relatório do inquérito recomendar investigação dos proprietários do local, que poderiam ser os verdadeiros donos da cocaína, não se tem notícia no processo de que algo tenha sido feito nesse sentido.

No processo que tramita em Vitória, capital do Espírito Santo, sobraram quatro pessoas para ir a julgamento: os dois pilotos, além de um jardineiro e um pequeno empresário de Araruama, Rio de Janeiro, os dois que aguardavam em solo para ajudar a descarregar a droga, colocá-la em um carro e levá-la para um ponto, de onde, ao que o inquérito indica, seguiria para a Europa.

 

O julgamento deve ocorrer em junho, mas dificilmente haverá prisões após a sentença, ainda que alguém seja condenado, já que caberá recurso.

Depois que foram presos em flagrante, em novembro de 2013, os quatro homens acusados de tráfico permaneceram seis meses na prisão. Há um ano, foram soltos depois que o procurador do caso levantou a hipótese de farsa da Polícia Federal, que teria efetuado as prisões com base numa escuta clandestina. Por conta disso, os advogados de defesa querem anular o processo.

Enquanto aguarda em liberdade, um dos pilotos voltou a voar, e até dá aulas para quem quer pilotar helicóptero. Alexandre José de Oliveira Júnior, que aparece no inquérito da Polícia Federal como o piloto que organizou a viagem que trouxe a droga do Paraguai, assina como testemunha um contrato de aulas de voo, celebrado entre um aluno e a escola Unifly Heicópteros, que opera em Arujá, na Grande São Paulo.

 

Quem assina como representante legal da escola é Airton Ginez Dantas, mas, segundo o aluno, todas as tratativas foram feitas com o próprio Alexandre. “Ele falava como se também fosse dono da empresa”, conta o aluno.

O contrato foi assinado no ano passado, mas, sem a realização das aulas, o aluno temeu que pudesse estar sendo vítima de um golpe, pesquisou na internet o nome deAlexandre e descobriu sua relação com o Helicoca.

Depois de um período sem aulas, o piloto do Helicoca retomou a rotina de ensino, voa com frequência e até posta as fotos no Facebook. Em sua página, Alexandre publicou um vídeo em que sobrevoa o bairro do Tatuapé, em São Paulo.

Alexandre tem hoje três helicópteros: um Robinson 44 e dois Robinson 22. O helicóptero de Perrella, que ele usou para buscar cocaína no Paraguai, é um Robinson 66. Na velocidade de seus negócios, livre e solto, Alexandre ainda chega lá. Quem o conhece não tem dúvida disso.

piloto helicoca

 

 

 

 
DE GOLEADA, EDUARDO CUNHA VIRA RÉU NO STF
 
Responsável direto pela crise política, com seu pedido de impeachment e suas pautas-bomba, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se tornou réu por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira 2; em um resultado parcial de 6 a 0, a maioria do plenário aceitou a acusação de que Cunha usou seu cargo para pressionar o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara a fim de receber propina e ainda pelo crime de lavagem de dinheiro; relator, Teori Zavascki rejeitou a acusação por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento; seu voto foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber; julgamento continua nesta quinta; era Cunha está chegando ao fim
 
A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou pela abertura de ação penal contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a ex-deputada federal e atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida.
 
Seguindo o voto do relator, ministro Teori Zavacki, outros cinco ministros entenderam que há indícios de que Cunha recebeu US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras, formando maioria no plenário.
 
Teori afirmou, em seu voto, que “elementos básicos para recebimento da denúncia [contra o deputado] encontram-se presentes”. Primeiro a votar, o relator disse ainda ser consistente a acusação de que Cunha pressionou o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara para receber propina. Desta forma, recebeu a denúncia de que o deputado usou seu cargo para cometer crime.
 
O magistrado disse ainda que há indícios suficientes para receber a denúncia contra Cunha também por lavagem de dinheiro. Ele rejeitou a acusação contra o peemedebista por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento.
 
Após o término do voto de Teori, os ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber adiantaram seus votos e informaram que acompanhavam integralmente o relator.
 
Ainda na sessão desta quarta, o Supremo decidiu manter em tramitação na Corte o inquérito em que a ex-deputada federal e atual prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida, é acusada de corrupção. A questão do desmembramento foi suscitada pelo voto divergente do ministro Marco Aurélio, uma vez que Solange não tem foro privilegiado, mas o ministro foi vencido sob o argumento de que o caso é muito ligado ao de Cunha.
 
A sessão foi suspensa e será retomada nesta quinta-feira 3, com os votos dos demais ministros que compõem a Corte: Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Luiz Fux e Celso de Mello. Se o resultado for mantido, Cunha e Solange passarão à condição de réus no processo.
 
Com Agência Brasil

 

http://poderonline.ig.com.br/wp-content/uploads/2014/07/agenciabrasil.jpg

 

Nota em relação matéria públicada no blog do Magno.

Em respeito à opinião pública de Pernambuco e aos nossos companheiros da oposição no Estado esclareço que jamais cogitei a possibilidade de vir a compor com as forças que hoje se alinham ao Governo de Pernambuco.

O resultado do pleito passado nos apontou o caminho da oposição, que deve cumprir um papel insubstituível e irrecusável, qual seja, o de fiscalizar o Executivo Estadual e promover permanente avaliação das políticas públicas que estão hoje em curso. Desse papel não nos afastaremos.

Quanto às disputas futuras, na perspectiva de 2018, qualquer avaliação é ainda muito precoce e, por isso mesmo, precária. De qualquer modo, estou e estarei sempre à disposição do nosso campo político para qualquer missão que me seja apontada.

Com o apreço de sempre”.

Armando Monteiro Neto

 

          Blogueiro e radialista fez uso da palavra durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Afogados na noite desta segunda (29), como direito de resposta, o motivo foi a  matéria veiculada no seu blog Marcos  Montinelly  onde relatava as cobranças do vereador Augusto Martins que na oportunidade cobrava do governo do Estado a falta de medicamentos na farmácia do Estado no munícipio de Afogados, na mesma matéria foi citado que tinha vereador que entrava calado e saia mudo da câmara, foi o suficiente para o vereador Pedro Raimundo se sentir ofendido e fazer críticas a matéria do blog citando o nome do blog Marcos Montinelly que ele fizesse um histórico como imprensa de suas ações antes de criticar o vereador, disse Pedro Raimundo o único que se sentiu com a carapuça que gerou todo esse episódio.

 

Usando a tribuna como direito de resposta já que em nenhum momento o blogueiro citou na matéria nome de nenhum vereador referente (entrar calado e sair mudo), apenas fez uma crítica substancial a todos, no uso da palavra na tribuna blogueiro reconheceu e congratulou inicialmente os parlamentares que ocupam uma cadeira na câmara.

 

 

Resposta ao vereador Pedro Raimundo:

               -Senhores este  blogueiro  fez o levantamento já que o vereador Pedro Raimundo  quando fez uso da palavra pediu que o blog fizesse um histórico de suas ações. Partindo do principio que o vereador tem um salário de 6 mil reais, isso cabe os descontos, vamos considerar 3 anos de trabalho dois dias da semana  nesta gestão lhe rendeu 216,00 mil 

 

-Como vossa excelência pediu eu vou sim divulgar seus projetos nesta tribuna:

 

No ano de 2013 o senhor tem um projeto aprovado que foi o nome da escola Municipal Professora Maria Giselda Simões Inácio, no Bairro Costa. 

No mesmo ano 2013 o senhor apresentou apenas 1 requerimento;

No ano de 2014 vossa excelência apresentou 06 requerimentos;

No ano de 2015 vossa excelência apresentou 02 requerimentos nesta casa onde o

senhor ganha tão bem detalhe, dos 08 requerimentos apresentados por Vossa Excelência nos anos de 2014 e 2015   quatro desses requerimentos foram coletivos   ou seja, não foi de sua autoria,  então esse é todo trabalho do senhor até hoje nesta gestão, quero dizer ao nobre vereador caso eu tenha esquecido algo em relação as suas ações que não tenha falado aqui nessa tribuna que o mesmo pode emitir uma nota através de sua assessoria  que publicaremos logo após.

 

Quero dizer a vossa excelência que sou imprensa, e quando cobro o piso salarial dos professores, a reparação de uma lei aqui aprovada pelos vereadores que extinguiram a guarda municipal, os garis, os cargos de motoristas, eu estou sendo imparcial porque estou cobrando em nome do povo esse é o verdadeiro papel da imprensa.

 

Como imprensa vou cobrar quem são os assessores dos senhores que são pagos com dinheiro público, quem é o assessor da câmara de vereadores? que também recebe seu salário com dinheiro público? Gostaria que os senhores apresentassem.

 

Em relação a uma entrevista que o Senhor presidente da Câmara Franklin Nazário juntamente com o vereador Igor Mariano e Renon estavam no programa do Radialista Nill, por telefone este blogueiro parabenizou a iniciativa da câmara de Afogados pela redução do recesso que era dois com aprovação do  projeto ficou apenas um, mais na oportunidade também cobrava dos senhores vereadores um mobilização para reparar um lei que foi aprovada para extinguir vários cargos na prefeitura como Guarda Municipal, garis e outros cargos que foram extintos e o vereador Igor Mariano que disse que os vereadores da bancada nenhum é contra esse projeto, mais isso é competência do executivo. Disse ainda que no meu blog que fosse publicado quais foram os vereadores que aprovaram o projeto para extinguir os cargos que ele não participou e que não foi nesse governo.

 

Senhor vereador, o governo de Patriota e Totonho Valadares são da frente popular e foi na frente popular que foi aprovado a lei que  extinguiu a guarda, agora isso não isenta os senhores de lutarem em defesa das classes para que seja reparada essa lei que prejudicou várias pessoas, como fazer um concurso público se os cargos foram extintos,  12 anos em Afogados sem concurso público, não pode fazer porque não existem mais cargos de guarda municipal, garis, motoristas e outros,  isso  só em Afogados da Ingazeira.

 

 

Vereador Zé Carlos:

“ Discordar do blogueiro Marcos Montinelly só uma ressalva a fazer quando ele diz que não isenta os vereadores em relação ao projeto de lei que extinguiu os cargos da guarda municipal e dos garis e outros, discordo do nobre blogueiro considerando que neste mandato não participamos da aprovação da lei de extinção dos cargos, disse ainda que não é competência  da casa  criar cargos ou extinguir cargos, aqui se vota projeto enviado pelo o prefeito, o que nós podemos fazer aqui é fazer uma discursão aberta e franca com o prefeito para reativar essas funções no âmbito do município, levando em consideração que tem a questão do trânsito, a sua municipalização que a algum tempo vem caminhando sem muita resolução, inclusive já foi apresentado nesta casa o requerimento do nobre colega Luiz Bizorão que o trânsito seja municipalizado, estes cargos alguns  serão recriados no âmbito do município, também colocar aqui a importância de se fazer o debate, agora é importante colocar na nossa responsabilidade o que é da nossa competência, inclusive já tivemos contato com alguns guardas municipais nos colocamos a disposição para fazer a discursão com eles, mais infelizmente eles não compareceram ” disse o vereador Zé Carlos que mencionou a sua assessora e disse que todos os assessores constam a lista no site da câmara, disse que a câmara não tem assessoria de impressa, citou a rádio Pajeú disse que é contratada para fazer a cobertura nas sessões independente dos vereadores seja situação ou oposição.

 

1.       Blog:

Verdade que não é competência dos vereadores em apresentar esse projeto porque tem que partir do senhor prefeito Patriota o projeto, ficou claro nas palavras dos vereadores que eles não são contra a essa iniciativa da reparação dos cargos extintos, cabe agora aos senhores guardas municipais cobrarem como este Blog cobrou na câmara e posteriormente ao senhor prefeito Patriota que seja reparada essa lei.

Vereador Renon de Ninô:

Citou o projeto de lei do vereador Igor, disse que gostaria que este projeto já estivesse sido aprovado porque o executivo é um dos que estão maltratando os animais em Afogados da Ingazeira, é lamentável como se encontrar os cães que estão sendo recolhido pelo município, lamentável como se encontra as instalações as fotos publicadas pela impressa que mostra claramente a situação de como estão sendo tratados os animais em Afogados disse ainda baseado nas palavras de Jair Almeida que usou a tribuna o tema da campanha da fraternidade que trata desde saneamento, limpeza urbana o manejo de resíduos sólidos, vereador concluiu que o autor do requerimento da lei municipal que proíbe  jogar no lixo pilhas e baterias.

 

 

 

Pedro Raimundo:

Marcos Montinelly  está fazendo a sua obrigação profissional que é,  a imprensa são para isso mesmo, mais falta mais, eu não vou entrar em um desafio porque o senhor é formado para isso, falar mesmo, meu negócio até hoje é na política,  vereador  nenhum nesta casa que está sentado numa cadeira dessa é por acaso não, é porque tem serviços prestados de uma maneira ou de outra, falta vossa excelência  voltar de novo a comunidade para falar no seu Blog que fiz 4 seguimentos de calçamento do meu bolço,  15km de estrada da Serrinha até o munícipio de Solidão,  faltou vossa excelência colocar da casa de apoio no Recife é requerimento de Pedro Raimundo, uma Ambulância do Município requerimento do vereador.

 

2- Blog

Essas foram às palavras do vereador Pedro Raimundo, como prova da nossa objetividade e transparência no intuito de fazer nosso papel de cobrar em nome da população. Resolvemos publicar essa sua segunda fala que ele se refere a requerimentos em outras gestões e não levantadas como início desta reportagem abordadas pelo blog.

O Vereador finalizou com suas palavras dizendo que não vai disputar as eleições neste pleito que está na política e gosta, sobretudo reconheceu nosso trabalho como imprensa.  

 

Vereador Igor Mariano

Resultado de imagem para imagens do vereador igor mariano Líder de governo disse que tem certeza que nenhum vereador da bancada é contra a volta desses cargos, que cabe o poder executivo  enviar o projeto para Câmara, vereador falou sobre o governo e citou os avanços e reconheceu que nenhum governo é perfeito disse que nada é perfeito queria parabenizar a postura do vereador Renon em relação as fotos do abatedouro onde estão os cães, disse que as fotos realmente são impactantes mais tem certeza que o governo tomará as providências o mais rápido possível, vereador disse ainda ressaltar a aprovação do projeto que vem atender os anseios da população.

 

 

Vereador Augusto Martins: se reportou ao nobre vereador Pedro Raimundo que essa discursão deve acabar, disse que leu a matéria e ouviu o pronunciamento do blogueiro e radialista Marcos Montinelly, que realmente em nenhum momento citou nome de nenhum vereador (que falou ou deixou de falar) e Vossa Excelência não  usou da palavra na última sessão  achou que reportagem tinha direcionado a Vossa Excelência mais eu acredito que não foi, porque Vossa Excelência tem seu trabalho aprovado pela sociedade, o blogueiro e radialista está no papel dele e o senhor já foi aprovado por três vezes pela população, já passou no vestibular por três vezes disse Augusto, deve-se dar por encerado a discursão. O  vereador finalizou em relação ao concurso público, disse que nenhum vereador é contra a realização de concurso público  mais deve partir do executivo.  

 

 

Resultado de imagem para imagens do vereador ze carlos de afogadosEncerrou a sessão o presidente da Câmara Franklin Nazário que citou alguns assessores presentes como:  Alba Lúcia assessora da vereadora Antonieta, Líbio assessor do vereador Bisorão, Júnior Assessor do vereador Augusto, Alexandre assessor do vereador Raimundo, Marinez assessora da casa, o presidente marcou a próxima sessão para o dia 07 de Março, próxima segunda-feira.

 

 

 

 

Um dos integrantes do grupo Fé e Política dom Francisco da diocese de Afogados da Ingazeira, Jair Almeida, usou a tribuna popular durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Afogados na noite desta segunda (29) para levar ao conhecimento dos parlamentares e do público presente o tema da Campanha da Fraternidade deste ano.

 

O objetivo principal da Campanha da Fraternidade deste ano é chamar atenção para a questão do saneamento básico no Brasil e sua importância para garantir desenvolvimento, saúde integral e qualidade de vida para todos. De acordo com o texto base da iniciativa, abastecimento de água potável, o esgoto sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos, o controle de meios transmissores de doenças e a drenagem de águas pluviais são medidas necessárias para que todas as pessoas possam ter saúde e vida dignas, incluindo a justiça ambiental como parte integrante da justiça social.

A participação de Jair durante a realização da sessão foi decidida durante o estudo sobre o tema que aconteceu na cidade de Triunfo, quando na oportunidade foi colocado que cada um que estava presente pudesse participar durante as sessões das Câmaras de suas cidades e abordasse o tema.

Ao apresentar detalhes do tema da CFE, Jair perguntou qual seria a contribuição da Casa com a Campanha da Fraternidade e o que cada vereador poderia se comprometer em realizar para ajudar. Todos os vereadores disseram estar disponíveis no que for necessário a contribuir com a CFE, inclusive de realizar mutirões em algumas localidades.

 

Vereadores aprovam fim do recesso do meio do ano na Câmara de Afogados

 

 

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira aprovou na noite desta segunda (29) em segundo, o fim do recesso parlamentar na Casa no meio do ano. A autoria do projeto foi do presidente Franklin Nazário e foi aprovado por unanimidade. Esse mesmo projeto foi apresentado em Serra Talhada pelo vereador Marcos Oliveira e não foi aceito pelos demais membros daquela Casa. (Af. Oline)

 

Queremos comunicar aos nossos leitores que estivemos fora do ar  nesta manhã (01), devido ao volume de acessos, gerando um grande congestionamento no  servidor, que  em virtude  da nossa linha editorial da forma como estamos conduzindo as matérias sobretudo mostrando e cobrando das autoridades competentes em Afogados e região  ações concretas em benefício da população que tem vez e voz em nossos editoriais.

Por um momento ou horas, tivemos o Blog fora do ar, fato este que nos leva a pedir a compreensão dos nossos leitores, que de certa forma é uma boa notícia  em relação esse episódio foi o congestionamento pelo grande volume de acessos a nossa página  que já foi superado pelos nossos técnicos que dão sustentação e manutenção  ao Blog.

 

Marcos Montinelly

 

Aguardem em instantes matérias:

 

Blogueiro Marcos Montinelly usa tribuna na câmara de vereadores para responder ao vereador Pedro Raimundo, cobra dos veredores a reparação da lei que 

Extinguiu cargos dos guardas municipais, garis, motorista em Afogados da Ingazeira pelo governo da frente popular.quem são os assessores dos parlamentares e da câmara.

 

Tabira: Prefeito Sebastião Dias (PT)  paga retroativo do novo piso salarial dos professores, Afogados?

 

7cd66fc0-fe25-11e3-ac66-41692147ccf9_quadronegro_professor_think-300x300

Em Tabira, a Secretaria de Educação começa hoje a pagar o novo piso da categoria, de R$ 2.135,64.

O aumento nos contra-cheques é de 11,36% e já está sendo pago com valores retroativos a janeiro.

Segundo informações da Assessoria de Comunicação ao blog, com o reajuste, alguns professores que tem mais de um vínculo e evolução no Plano de Cargos e Carreiras podem chegar a vencimentos próximos de R$ 12 mil reais.

 

Claro que são exceções a regra, mas divulgar que um professor no Pajeú vai passar a receber vencimentos dessa monta – nada mais justo – merece registro.

Fonte;. Nill

Por volta das 13h00 desta segunda feira, uma das funcionárias do Banco Sicoob Credipajeu, foi abordada por um assaltante enquanto levava um malote de dinheiro do referido banco para deposito no Banco do Brasil, localizado ao lado, ambos na Avenida Saturnino Bezerra de Brito, no centro de Carnaíba.

 
Segundo o Cabo Ademacyr da Policia Militar ao Blog do Cauê Rodrigues, um meliante vestindo calça e camisa azul, armado de revolver, abordou a funcionária fazendo a mesma de refém por algum tempo até ter a possibilidade de fugir. Ainda há informações repassadas pela própria policia de que o acusado fugiu a pé.
 

Viaturas das policias ; GATI, BEPI, Rocam e Guarnição Tática estão em ações dentro da cidade de Carnaíba fechando todas as saídas no intuito de localizar o ladrão. Não há informações de quanto foi levado pelo bandido.

 
Viaturas cercaram as saídas da cidade pelo bairro de Carnaíba Velha, sentido do Povoado de Santa Rosa, no final da Rua Compositor Zé Dantas, antigo beco do Rio Pajeú, e saídas para Afogados da Ingazeira e Flores.

 

Rodrigo diz que Sebastião está no “lugar errado” e que “não tem capacidade pra lidar com críticas
 
O Deputado Rodrigo Novaes (PSD), não deixou as acusações do Secretário de Transportes Sebastião Oliveira (PR), ao vento. Na última semana, quinta (25), Oliveira afirmou de forma categórica que obloqueio simultâneo da BR-232, em Serra Talhada e Floresta, a BR-316, onde manifestantes cobravam início das obras de recapeamento da PE-425 que liga o município de Floresta a Carnaubeira da Penha, teve “plano de fundo politico”.
 
O Secretário não só classificou o movimento de ação para lhe atingir, como também mirou contra os deputados estaduais, Rodrigo Novaes e Augusto César (PTB), e o dep. federal Kaio Maniçoba (PHS), ao cravar que o trio, estava “usando de má fé e dá boa vontade do povo daquela região pra querer aparecer. Não trazem obra pra cidade, não trazem benefícios pra cidade […], nenhum destes três cidadãos procuram o governo do estado para dialogar sobre este assunto”, esbravejou Oliveira.
 
Em resposta ao titular da pasta de transportes do Governo Paulo Câmara (PSB), Novaes azedou ainda mais a discussão; que virou tormenta nos corredores do Palácio do Campo das Princesas; já que Oliveira (PR) disse que, o possível apoio de Novaes ao movimento, não era comportamento de aliado do governo.
 
“Existem algumas diferenças de concepção de política, têm ficado muito claros os acordos, dentro do posicionamento dele ( Sebastião). A pessoa que entende, que o movimento (PE-425 JÁ), realizado por índios e por cidadãos dizer que teve interesse e cunho político; por que eu mandei rodar adesivo numa gráfica? Quer dizer…falta realmente capacidade dele (Sebastião), de lidar com a crítica, com a diversidade; algo que surpreende pela experiência dele…um camarada que eu tenho muito respeito, mas falou o que não devia e, eu acho que ele não está preparado pra lidar com situações como estas, quando precisa desmerecer pra poder responder uma crítica como esta. Na verdade, ele está no lugar errado, ele deveria, na verdade, era enxergar com bons olhos e, exaltar o movimento, mostrar a legitimidade do movimento, e mostrar o que vai fazer […], eu como secretário, era o posicionamento que eu teria, e nada de criticar, de desqualificar de querer fazer ilação, da gente contra governo…isso para quem não conhece a relação que eu tenho Paulo Câmara pra fazer uma bobagem destas”, rebateu Rodrigo. 

 

Na tarde de domingo (28/2), o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD) oficializou sua parceria política com o pré-candidato a prefeito de Águas Belas e líder do PDT, Aureliano Pinto. Recebido pelo grupo dos azuis, dentre eles, vereadores locais, pré-candidatos a vereadores, comerciantes, advogados, e produtores rurais, o parlamentar fez seu primeiro discurso na Cidade.
O Deputado afirmou que essa parceria política será bastante benéfica para o povo de águas Belas, ele se propôs a fazer o que estiver ao seu alcance para ajudar o futuro prefeito Aureliano Pinto na administração e desenvolvimento da Cidade. E assim resolver os problemas locais que mais atinge a população, por exemplo, a falta de água, geração de empregos, educação, saúde e segurança no Município.

“É preciso que a gente vire a página da história deste Município. Precisamos ter alguém na administração da Cidade, que tenha visão, que consiga enxergar o horizonte. E faça uma política de inclusão social com competência para articular a sociedade de Águas Belas”.
Ainda segundo o parlamentar, a pessoa que lhe transmite essa confiança é o pré-candidato a prefeito do Município, Aureliano Pinto. “Eu tenho plena confiança no sentimento que ele tem por Águas Belas, todas as vezes que eu me sentei com Aureliano para conversar sobre esta Cidade era visível em seu olhar o amor por esta terra, o amor por estas pessoas”, afirmou Rodrigo.
O compromisso de Aureliano Pinto e do grupo dos azuis é fazer com que a máquina, a prefeitura sirva de verdade para as pessoas que mais precisam, as mais necessitadas. Para Aureliano Pinto é questão de honra fazer o melhor pela sua Cidade e pelo seu povo.