Segundo o Ministério da Cidadania, o sistema não vai mais aceitar cadastros a partir de sexta-feira (3).

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta quinta (2), o Auxílio Emergencial​ a mais 6,8 milhões de beneficiários, todos fora do programa Bolsa Família.​(Foto: Reprodução)

Termina nesta quinta-feira (02), o prazo para fazer a solicitação do auxílio emergencial. Segundo o Ministério da Cidadania, o sistema não vai mais aceitar cadastros a partir de sexta-feira (3). 

Contudo, “os canais hoje usados continuarão disponíveis para informações aos cidadãos e aceitar contestações”.

Devem fazer a solicitação até esta quinta-feira os trabalhadores informais, contribuintes individuais da Previdência Social, desempregados e os MEIs (microempreendedores individuais) pelo site da Caixa ou aplicativo (disponível para sistema iOS e Android).

Em relação aos que tiveram os pedidos negados e precisar fazer uma nova solicitação ou com quem receber a mensagem de que os dados informados são inconclusivos e que também precisaria fazer um novo cadastro, o ministério não esclareceu.

O governo federal prorrogou o auxílio emergencial por dois meses, mas não estendeu o prazo para solicitar a ajuda de R$ 600 ou R$ 1.200.

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta quinta (2), o Auxílio Emergencial a mais 6,8 milhões de beneficiários, todos fora do programa Bolsa Família

Segundo a assessoria de Leonardo, eles seguiam para a propriedade rural, localizada em Jussara, quando aconteceu o acidente.

Um guincho foi usado para tirar o carro do rio. (Foto: Reprodução)

O carro que transportava dois filhos e o motorista do cantor sertanejo Leonardo capotou e caiu no Rio do Boi, em Goiás. O acidente aconteceu a 40 km da fazenda do artista, na tarde desta quarta-feira (1º).

Segundo a assessoria de Leonardo, eles seguiam para a propriedade rural, localizada em Jussara, quando aconteceu o acidente. O motorista do carro tentou desviar de uma carreta que estava na pista e capotou.

O caminhoneiro ajudou no socorro das vítimas. Os filhos do cantor Matheus e João Guilherme, juntamente com o sobrinho do cantor Leandrinho, filho de Leandro e o motorista, foram levados para uma unidade de saúde, mas não apresentaram ferimentos e foram liberados.

Um guincho foi usado para tirar o carro do rio. Ainda de acordo com a assessoria, os filhos do cantor e o sobrinho estão na fazenda e passam bem.

Em segundo turno, o placar foi de 407 votos favoráveis contra 70, com uma abstenção; texto deve ser promulgado nesta quinta-feira pelo Congresso Nacional

Em segundo turno, a Câmara dos Deputados aprovou o adiamento das eleições municipais deste ano em sessão na noite desta quarta-feira (1º). O placar foi de 407 votos favoráveis contra 70, com uma abstenção. Agora, o texto segue para promulgação pelo Congresso Nacional, que deve acontecer nesta quinta, às 10 horas.

De acordo com a proposta, os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa medidas para assegurar o pleito com garantias à saúde e respeito aos protocolos recomendados.

Ainda nesta quarta, o plenário já havia aprovado, em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que propõe o adiamento as eleições municipais deste ano em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus. O Senado havia votado e aprovado a proposta em 23 de junho.

Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita. Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021.

Veja como ficam as novas datas: 

 – De 31 de agosto a 16 de setembro: convenções partidárias virtuais para definição de coligações e candidatos.

– 26 de setembro: encerra o prazo para registro de candidaturas

– Após 26 de setembro: começa a propaganda eleitoral, inclusive na internet.

– 27 de outubro: divulgação dos relatórios com recursos recebidos pelo Fundo Partidário e Fundo Eleitoral, bem como os gastos durante a campanha

– 15 e 29 de novembro: 1º e 2º turno, respectivamente.

Foram mais trinta e duas confirmações nas últimas 24 horas.

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados mais 32 casos positivos de Covid-19 nesta quarta-feira (01.07), sendo 14 pacientes do sexo feminino e 18 do sexo masculino, totalizando 610 casos confirmados.

O número de casos suspeitos subiu para 40 e o de casos descartados subiu para 2.357. O município tem 451 pacientes recuperados, 145 em tratamento domiciliar e 03 em leitos de enfermaria. 

Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 29 estão recuperados e 20 em isolamento domiciliar monitorado. 

O boletim diário, portanto, fica com 610 casos confirmados, 40 casos suspeitos, 451 recuperados, 2.357 descartados e 11 óbitos

Tabira registra mais quatro casos de coronavírus

Nessas 24 horas, 36 tabirenses foram notificados na Quarentena Domiciliar Monitorada. 20 tabirenses concluíram o Monitoramento Domiciliar.

Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 847 novos casos confirmados
– 65 novas mortes por CoVid-19
– 996 novos recuperados 
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 46.712 novos casos confirmados
– 1.038 novas mortes por CoVid-19
– 36.826 recuperados
Observação
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura OFICIAL dos bairros do município de Tabira.
 

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) vem a público informar que 11 prefeitos pernambucanos foram agraciados pela Fundação Abrinq com o prêmio “Prefeito Amigo da Criança”.

A premiação reconhece os gestores de todo o Brasil que se dedicaram e cumpriram todas as etapas propostas ao longo dos quatro anos de gestão (2017-2020), ao atingir as metas propostas pela fundação.

Dentre as ações destaques, que foram os principais critérios para a seleção do prêmio, estão a apuração do orçamento Criança e Adolescente durante os 3 anos; redução de 4,6 pontos na média de alunos por turma nas creches da rede municipal (de 18.7 alunos por turma, em 2016, para 14,1, em 2019); aumento de 31 pontos percentuais na proporção de docentes de pré-escolas públicas municipais com ensino superior (de 60,80%, em 2016, para 91,9%, em 2019); além do aumento de 9,7 pontos no percentual de nascidos vivos cujas mães fizeram 7 ou mais consultas pré-natal (de 69,4%, em 2016, para 79,1%, em 2019).

Os gestores selecionados foram Arquimedes Valença, de Buíque; Débora Almeida, de São Bento do Una; Emerson Vasconcelos, de Poção; Ivanildo Bezerra, de Taquaritinga do Norte; Joamy Alves, de Araçoiaba; Joelma Duarte, Panelas; José Patriota, Afogados da Ingazeira; Anchieta Patriota, Carnaíba; Osório Filho, do município de Pedra; Michel Coelho, de Petrolina; e Rachel Lyra, de Caruaru.

Esta é a 6ª ediação do prêmio e para sistematizar todas as ações realizadas pelos gestores, a fundação Abrinq produziu o Relatório do Processo de Avaliação da Gestão 2017-2020, que destrincha todo o processo, que pode ser baixado no site prefeitoamigo.org.br. “Os princípios do Programa Prefeito Amigo da Criança, podem ser utilizados a qualquer tempo, em qualquer município brasileiro e dependem, fundamentalmente, da vontade política dos gestores e da capacidade dos municípios em constituir redes de enfrentamento que priorizem a infância e adolescência”, destacou a Abrin

 

Humberto e Jarbas votam contra liberdade de expressão

Foto: reprodução

Confira abaixo a relação dos senadores que votaram, ontem, a favor projeto das fake news e contra a liberdade de expressão dos pequenos portais e blogs espalhados pelo País. A proposta cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, que pode violar a privacidade e atingir a liberdade de expressão nas redes sociais. Os senadores pernambucanos Humberto Costa (PT) e Jarbas Vasconcelos (MDB) se posicionaram a favor do projeto.

Único senador pernambucano a se posicionar contra o projeto, Fernando Bezerra Coelho (MDB) apontou pontos negativos na proposta. “Existem muitos dispositivos que, de certa forma, criam uma burocracia desnecessária para as plataformas digitais, criando um ambiente para os investimentos no Brasil muito adverso. Há muitos dispositivos nessa proposta final que vão criar uma leitura muito negativa do ponto de vista do investimento”, disse.

 

 

 

https://uploads.metropoles.com/wp-content/uploads/2020/04/25143558/Ex-ministro-Sergio-Moro.jpeg

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro ironizou nesta quarta-feira (1º) o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no que diz respeito ao combate à corrupção. O ex-juiz da Lava Jato disse ter sido usado no início da atual gestão como atestado de compromisso com a pauta, mas que o governo ainda precisa “mostrar serviço”.

“Espero que minha saída funcione como estímulo ao planalto para avançar nessa pauta porque vai ter que mostrar serviço. Não é só falar ‘sou contra a corrupção, Moro está aqui’, tem que mostrar trabalho”, afirmou o ex-ministro da Justiça, que participou de uma live promovida pelo Instituto Não Aceito Corrupção.

Sergio Moro pediu demissão do governo em 24 de abril, quando acusou o presidente Jair Bolsonaro de ter a intenção de interferir politicamente na Polícia Federal. Na manhã daquele mesmo dia, Bolsonaro havia exonerado o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo. O tema está sendo analisado em um inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF).

Moro disse que práticas erradas cometidas repetidamente acabam normalizando um crime, como no caso do caixa 2, e que quando chegou ao governo acreditava em grandes reformas eleitorais para coibir esses e outros delitos no atual mandato, mas isso não se confirmou.

Afirmou ainda que a aprovação parcial do projeto anticrime trouxe avanços, mas não todos que considerava desejáveis para diminuir as infrações. Para ele, faltou apoio de boa parte do Congresso e do próprio governo federal. 

Na entrevista, o ex-ministro colocou o tema que considera ser um dos mais importantes a serem debatidos pelo Congresso, que são as propostas que restabelecem a prisão após condenação em segunda instância no Brasil. Ele classificou como “péssima” a mudança de entendimento do STF, que definiu que o cumprimento da pena deva ocorrer apenas ao final do processo.

Caso Miguel: Sarí Corte Real é indiciada por abandono de incapaz, seguido de morte

Foto: Yacy Ribeiro/JC Imagem

Resultado do inquérito está sendo apresentado neste momento em entrevista coletiva online, comandada pelo delegado Ramon Teixeira, responsável pelas investigações.

JC Online

A Polícia Civil de Pernambuco indiciou por abandono de incapaz com resultado de morte a moradora Sarí Corte Real, pela queda do garoto Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos, ocorrida no dia 2 do mês passado. 

O resultado do inquérito foi apresentado na tarde desta quarta-feira (01.07), em entrevista coletiva online, comandada pelo delegado Ramon Teixeira, responsável pelas investigações. 

“A conduta de permitir o fechamento da porta, claramanete intencional, conduziu a criança à área de insegurança, diante dos vários riscos existentes no edifício. Com essa ação, diversas poderiam ser as formas de encontrar o resultado morte indesejável, mas previsível”, afirmou o delegado.

Ele afastou a possibilidade do homicídio doloso e do dolo eventual. Ramon Teixeira ressaltou que, apesar de ser um caso difícil, o inquérito buscou agir mais de forma isenta do que verdadeiramente ocorreu. “A gente sempre zelou pela transparência, porque a sociedade merece e precisa de respostas para o que aconteceu. Desde o primeiro momento agimos com zelo, exclusivamente pautado pela técnica”, disse.

Além do delegado, participou da coletiva o perito do Instituto de Criminalística (IC) André Amaral, um dos responsáveis pelo laudo pericial. 

“Com sincronias de imagens, conseguimos visualizar a dinâmica de tudo o que aconteceu. Do momento em que ele sai do elevador até o momento da queda. Foi possível, diante dessa cronometragem, afirmar que não havia a possibilidade da existência de outra pessoa no local, no momento da queda”, afirmou André Amaral. Nesta quarta-feira (01) encerrava-se o prazo de 30 dias para conclusão do inquérito.

Miguel caiu do 9º andar do Edifício Píer Maurício de Nassau, conhecido como Torres Gêmeas e localizado no bairro de São José, Centro do Recife. Ele foi deixado sozinho no elevador por Sarí Corte Real, que era patroa da mãe do garoto, Mirtes Souza. Com quase três volumes e mais de 400 páginas, o inquérito reuniu mais de 20 depoimentos, incluindo moradores e funcionários do prédio.

No dia seguinte à queda, o delegado Ramon Teixeira chegou a autuar em flagrante a patroa da mãe do garoto, por homicídio culposo. O policial afirmou, na época, que Sarí foi negligente por deixar Miguel usar um elevador sozinho, mas não teve a intenção de matá-lo. A pena para esse crime é de até três anos de detenção. Com a conclusão do inquérito, o caso segue para o Ministério Público, a quem caberá fazer a denúncia. A promotoria poderá concordar ou não com o indiciamento feito pela polícia.

Uma das peças mais importantes do inquérito é a perícia científica, realizada pelos peritos do InstituTo de Criminalística. Na última sexta-feira, o delegado recebeu o laudo pericial feito no edifício. 

No documento, com mais de 80 páginas, os peritos constataram que Sarí Corte Real apertou o botão da cobertura, antes de deixar a criança sozinha no elevador. O laudo mostrou também que não houve participação direta de ninguém na queda de Miguel, depois que o menino desce do elevador no 9º andar.

VERSÃO CONTESTADA

A conclusão da perícia desconstrói a declaração prestada por Sarí Corte Real. Em depoimento à polícia, na última segunda-feira, ela negou ter apertado o botão da cobertura. Na Delegacia de Santo Amaro, ao ficar frente a frente com Mirtes Souza, a mãe de Miguel, Sarí também garantiu que não havia apertado a tecla do equipamento.

Sarí Corte Real mora no 5º andar do Edifício Píer Maurício de Nassau, conhecido como Torres Gêmeas e localizado no bairro de São José, Centro do Recife. Ao descrever todos os passos dados por Miguel, depois que ele é deixado sozinho no elevador, a perícia mostrou que o equipamento desce até o 2º andar. A porta se abre, mas Miguel não sai. Depois, o elevador sobe direto para o 9º andar, justamente onde o garoto desce.

Ao sair do equipamento, o menino passa por uma porta corta-fogo, que dá acesso a um corredor. No local, ele escala uma janela de 1,20 m de altura e chega a uma área onde ficam os condensadores de ar. É desse local que Miguel cai, de uma altura de 35 metros.

Ao reconstituir toda a dinâmica que antecedeu a queda da criança, a perícia concluiu que a morte foi “acidental, e não provocada”. O termo “provocada” é para deixar claro que Miguel não se suicidou nem foi empurrado por ninguém.

O primeiro óbito no país foi anunciado em 16 de março; dois meses e meio depois, em 2 de junho, 30 mil tinham perdido a vida, número que dobrou em menos de um mês.

Em termos proporcionais, o Brasil tem 29 mortos a cada 100 mil habitantes. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil ultrapassou nesta quarta-feira (1º) a marca de 60 mil mortos pela Covid-19. São 60.194 vítimas da doença e 1.426.913 casos confirmados até as 13h, segundo levantamento do consórcio de veículos formado por Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL.

O primeiro óbito no país foi anunciado em 16 de março; dois meses e meio depois, em 2 de junho, 30 mil tinham perdido a vida, número que dobrou em menos de um mês.

Desde o dia 12 de junho, só os Estados Unidos têm mais mortos que o Brasil no mundo: por lá, são até agora mais de 127 mil óbitos. O Brasil também é vice-líder no ranking de casos, com mais de 1,4 milhão de infectados -número que, segundo estudos, pode ser até dez vezes maior, dada a carência de testes e a consequente subnotificação.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que vem desde o início da pandemia minimizando a doença e defendendo a reabertura econômica, não se pronunciou sobre os números desde que o país atingiu a triste marca de 50 mil mortos, em 20 de junho.

Ele tem participado de manifestações e visitado comércios e outros locais sem máscara, gerando aglomerações, enquanto o Ministério da Saúde de seu governo encontra-se ocupado há 45 dias por um interino, general Eduardo Pazuello, desde a saída de Nelson Teich, que ficou apenas um mês no cargo.

Sob pressão de empresários e de parte da população, estados e municípios têm promovido a reabertura de comércio, shoppings, salões de beleza e restaurantes, entre outros tipos de estabelecimentos, ainda que os números indiquem que os casos e mortes aumentaram nos locais que o fizeram.

No estado de São Paulo, por exemplo, quatro regiões que flexibilizaram a quarentena mais rápido tiveram que regredir a uma fase anterior diante da piora de indicadores como ocupação de leitos de UTI, crescimento da doença e mortes.

Dois estados, Rio e São Paulo, já contam mais de 10 mil óbitos cada um. Com mais de 100 mil doentes são quatro: Pará e Ceará, além dos dois do Sudeste.

Há mais casos de coronavírus no Amapá, com seus 846 mil habitantes, do que no Japão, onde moram 125,5 milhões de pessoas — no país asiático, o vírus chegou mais de um mês antes do que no Brasil. A cada 30 amapaenses, um recebeu o diagnóstico da doença.

Em termos proporcionais, o Brasil tem 29 mortos a cada 100 mil habitantes. O índice é menor que o dos EUA (39) e da Itália (58), por exemplo, mas excede o de países com mais sucesso no controle da doença, como Alemanha (11), Portugal (15) e a vizinha Argentina (3).

No último dia 18, o Ministério da Saúde chegou a dizer que o Brasil caminhava para a estabilização do número de novas mortes. Uma semana depois, no entanto, recuou e admitiu que o país ainda registra avanços na doença.

Com a flexibilização de medidas de isolamento social em várias partes do Brasil, especialmente nas capitais, especialistas temem que a Covid-19 faça ainda mais vítimas.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Senado aprovou nesta terça-feira (30), em sessão deliberativa remota, o projeto de lei de combate a fake News. O PL 2.630/2020 cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, com normas para as redes sociais e serviços de mensagem como WhatsApp e Telegram. A intenção é evitar notícias falsas que possam causar danos individuais ou coletivos e à democracia. O texto segue para a Câmara dos Deputados. 

O projeto foi apresentado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), e aprovado na forma de um substitutivo (texto alternativo) do relator, senador Angelo Coronel (PSD-BA). A discussão foi marcada por discordâncias entre os senadores sobre vários pontos do texto — que teve, no total, quatro relatórios consecutivos apresentados antes da votação, além de mudanças apresentadas em Plenário.  

Segundo Alessandro Vieira, o projeto é uma forma de fortalecer a democracia e reduzir a desinformação e o engano, por meio do combate a informações falsas ou manipuladas nas redes sociais. Entre as principais mudanças estão regras para coibir contas falsas e robôs, facilitar o rastreamento do envio de mensagens em massa e garantir a exclusão imediata de conteúdos racistas ou que ameacem crianças e adolescentes, por exemplo. Além disso, o projeto cria regras para as contas institucionais de autoridades, como o presidente da República, e prevê punições para as plataformas que descumprirem as novas normas. 

As novas regras se aplicam às redes sociais e aos aplicativos de mensagem que tenham pelo menos dois milhões de usuários. A lei vale também para redes e aplicativos estrangeiros, desde que ofereçam seus serviços ao público brasileiro. Os provedores menores deverão usar a lei como parâmetro para o combate à desinformação e para dar transparência sobre conteúdos pagos. As normas não atingem as empresas jornalísticas.

Identidade do usuário

O texto aprovado obriga as plataformas a excluírem as contas falsas, criadas ou usadas “com o propósito de assumir ou simular identidade de terceiros para enganar o público”, exceto em caso de conteúdo humorístico. Será permitida a abertura de contas com nome social ou pseudônimo.

Os provedores terão também que limitar o número de contas vinculadas a um mesmo usuário e excluir os robôs (contas automatizadas para envio maciço de conteúdos), quando não forem identificados como tais tanto para os usuários quanto para as plataformas.

Ainda de acordo com o projeto, se houver denúncias de desrespeito à lei, uso de robôs ou de contas falsas, os provedores de redes sociais e de serviços de mensagem poderão requerer aos usuários e responsáveis pelas contas que confirmem sua identidade, inclusive com a apresentação de documento válido. O mesmo vale para quando houver ordem judicial. Além disso, os provedores terão que desenvolver sistemas de detecção de fraude no cadastro e de uso ilegal de contas.

Leia a íntegra da matéria no Senado Notícias.

Afogados da Ingazeira está em festa. São 111 anos de emancipação política que a chamada princesa do Pajeú está completando. A programação oficial é:

 
6h – Alvorada
7h – Hasteamento dos pavilhões
9h – Entrevista do Prefeito José Patriota à Rádio Pajeú
11h – Entrevista do Prefeito José Patriota à Rádio Afogados FM
18h – Missa solene em celebração pelos 111 anos de emancipação política de Afogados da Ingazeira
19h – Corte do bolo e live com o poeta Wellington Rocha e os artistas Lindomar Souza, Gustavo Pinheiro, Forró Blackout, Amigos do samba e apresentações culturais.
Afogados da Ingazeira é um município brasileiro localizado na microrregião do Pajeú, estado de Pernambuco. Destaca-se por ser o segundo principal centro comercial do Vale do Pajeú e por ser sede de diversos órgãos públicos como a Gerência Regional de Educação, a Gerência Regional de Saúde, o 23º Batalhão de Polícia, o TG 07-020 sétima região, o Sassepe, o Hospital Regional, a 24º Ciretran Especial, ARE Secretária da Fazenda-PE, Unidade Avançada Corpo de Bombeiros, CREAS regional, Área Integrada de Segurança, além de outros, Possuindo instituições de nível superior e abrigando a Diocese de Afogados da Ingazeira, única diocese de sua microrregião. É a única cidade pernambucana com menos de 50.000 habitantes classificada pelo IBGE como Centro Subregional B, devido sua rede de influência. Possui o terceiro maior IDH da região, somente atrás de Triunfo e Serra Talhada, e está situado a 386 km de distância da capital, Recife.
Administrativamente, o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados de Carapuça e Queimada Grande. Sua população estimada no ano de 2017 era de 37.017 habitantes, sendo o 2º município mais populoso da Microrregião do Pajeú.

A Marinha, desde domingo, tem enviado alertas de mau tempo para os litorais Sul e Sudeste, com possibilidade de ondas de até 11 metros.

 O ciclone-bomba que está causando estragos nos estados do Sul do Brasil também deve afetar com vendavais os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, além da região costeira do Sudeste.

Vídeos de imóveis sendo destelhados pelos fortes ventos já circulam pelas redes sociais.

O evento climático, comum nesta época do ano, acontece quando existe uma frente fria associada a um centro de baixa pressão, segundo o CPPMET (Centro de Pesquisas e Previsões Meteorológicas), da Ufpel (Universidade Federal de Pelotas).
Para esta terça (30), o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) tem alertas de vendaval, com os graus de perigo e de perigo potencial para São Paulo e Mato Grosso do Sul. Os dois estados podem ter rajadas de ventos intensas, variando entre 40 km/h e 100 km/h.

Há, portanto, para algumas áreas nesses estados riscos de danos para edificações e plantações e de queda de árvores.

A região metropolitana de São Paulo está sob classificação de perigo potencial, com ventos entre 40 km/h e 60 km/h e baixo risco de queda de galhos de árvores.

Os alertas de perigo são para as áreas leste, sul, sudoeste, centro-norte e pantanal de Mato Grosso do Sul. No estado de São Paulo, há perigo nas regiões de Bauru, Araraquara, Piracicaba, Itapetininga, Presidente Prudente, Marília e Assis, de acordo com o Inmet.

A Marinha, desde domingo, tem enviado alertas de mau tempo para os litorais Sul e Sudeste, com possibilidade de ondas de até 11 metros.

Segundo Heráclio Alves, meteorologista do Inmet, contudo, mesmo com as chuvas e ventos fortes o fenômeno deve ter menos intensidade nesses locais em comparação à região Sul, na qual os três estados se encontram em situação de perigo.

O ciclone, segundo Alves, deve se dirigir para o mar e passar a afetar com maior intensidade as áreas costeiras.

Levantamento mostrou que 539 sócios de empresas, 1.095 donos de veículos de luxo, 107 proprietários de embarcações (lanchas, veleiros) e 170 residentes no exterior receberam o auxílio emergencial.

Ricos na Paraíba solicitaram auxílio emergencial. CGU vai encaminhar nomes para Ministério Público Federal e Polícia Federal. (Foto: Reprodução)

Na lista das pessoas que receberam o auxílio emergencial, a Controladoria Geral da União (CGU), ainda identificou na Paraíba, sócios de empresas, dono de embarcações, proprietários de veículos de auto padrão, além de residentes no exterior. Todos estão dentro do grupo da ‘high society’ (alta sociedade), mas entraram no site do Governo Federal para solicitar o benefício destinado a trabalhadores informais, de baixa renda e/ou desempregados. 

O superintendente da CGU, na Paraíba, Severino Queiroz, contou em entrevista ao ClickPB, que o levantamento mostrou que 539 sócios de empresas, 1.095 donos de veículos de luxo, 107 proprietários de embarcações (lanchas, veleiros) e 170 residentes no exterior receberam o auxílio emergencial. “No caso dos que estão no exterior, ainda não sabemos a situação deles, se de fato estavam precisando do dinheiro”, comentou, destacando que, em relação aos que moram na Paraíba não havia necessidade de solicitar o auxílio. 

A lista com o nome dessas pessoas será encaminhada ao Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) para que iniciem os procedimentos de investigação. Essas pessoas podem devolver o dinheiro através do site do Ministério da Cidadania. Lá está o passo a passo que deverá ser seguido e evitar o nome esteja sob investigação dos órgãos federais.   

Câmara aprova texto-base de MP que flexibiliza dias letivos e trata do adiamento do Enem

Neste ano letivo, as escolas poderão oferecer atividades pedagógicas não presenciais na educação infantil e no ensino fundamental e médio.

O texto-base foi aprovado em votação simbólica. Os deputados ainda precisam analisar propostas de alteração (Foto: Walla Santos)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (30) o texto-base da medida provisória que flexibiliza dias letivos e estabelece que as datas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) devem ser definidas em articulação com sistemas estaduais de ensino.

O texto-base foi aprovado em votação simbólica. Os deputados ainda precisam analisar propostas de alteração. A seguir, vai ao Senado. A MP perde validade em 29 de julho.
Segundo a MP, na educação infantil, as escolas ficam dispensadas de cumprir o mínimo de dias e a carga horária mínima anual.

No ensino fundamental e no ensino médio, as escolas ficam desobrigadas de cumprir o mínimo de dias letivos, desde que atendam à carga horária mínima anual estabelecida.
Pelo texto da relatora, deputada federal Luísa Canziani (PTB-PR), para cumprir os objetivos de aprendizagem, a integralização da carga horária mínima do ano letivo afetado poderá ser feita no ano seguinte. Será possível adotar duas séries ou anos escolares.

As datas de realização do Enem serão definidas em articulação com os sistemas estaduais de ensino. Já as datas de Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e o Prouni (Programa Universidade para Todos) serão compatibilizadas com a divulgação dos resultados do Enem.

Neste ano letivo, afetado pela pandemia do novo coronavírus, as escolas poderão oferecer atividades pedagógicas não presenciais na educação infantil e no ensino fundamental e médio.

A União deverá prestar assistência técnica e financeira de forma supletiva a estados e municípios para dar meios necessários ao acesso dos profissionais de educação e dos alunos da educação básica pública às atividades pedagógicas não presenciais adotadas pelas escolas.

As instituições de educação superior ficam dispensadas de cumprir o mínimo de dias de trabalho acadêmico. As universidades e faculdades também poderão antecipar a conclusão dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia.

Na antecipação referente ao curso de Medicina, isso poderá ocorrer desde que o aluno cumpra, no mínimo, 75% da carga horária da residência. Em Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia, a conclusão antecipada se dará após o cumprimento de 75% da carga horária dos estágios curriculares obrigatórios.

A MP prevê ainda que os recursos financeiros no Orçamento da União para execução do PNAE (Plano Nacional de Alimentação Escolar) serão repassados em parcelas a estados e municípios e às escolas federais pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

O texto também autoriza a distribuição de merenda comprada com recursos do PNAE a pais ou responsáveis dos estudantes matriculados nas escolas, assim como a distribuição, também a pais ou responsáveis pelos alunos, dos recursos financeiros recebidos para a compra da merenda.

Além disso, resguarda o mínimo de 30% de investimentos na compra de produtos da agricultura familiar e aumenta, também durante este período excepcional, o percentual para 40% nos municípios com menos de 50 mil habitantes.

Também é necessário que os dados do trabalhador estejam corretamente informados pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) de 2019.

Trabalhadores da iniciativa privada têm direito ao PIS e servidores públicos que se encaixam nos requisitos recebem o Pasep. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Começa nesta terça-feira (30) o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep 2020/2021 para trabalhadores nascidos de julho a dezembro com conta na Caixa e servidores correntistas do Banco do Brasil com inscrição com finais entre 0 e 4.

Para os demais trabalhadores, serão liberados lotes de pagamento de julho de 2020 a março de 2021 (confira os calendários completos abaixo). O abono salarial ficará disponível para saque até 30 de junho de 2021.

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente para empregador inscrito no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Também é necessário que os dados do trabalhador estejam corretamente informados pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) de 2019. 

Trabalhadores da iniciativa privada têm direito ao PIS e servidores públicos que se encaixam nos requisitos recebem o Pasep.

PIS

Segundo a Caixa, banco que paga o benefício, para receber o crédito do PIS, os trabalhadores nascidos de julho a dezembro precisam ter conta individual com movimentação e sem restrição impeditiva ao recebimento do crédito.

O valor do benefício varia de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano de 2019. O trabalhador pode consultar o valor do benefício no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800-7260207.

Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da Caixa para sacar a grana do benefício, de acordo com o calendário do banco.

Caso o trabalhador não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha conta na Caixa, o valor pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento de identificação oficial com foto.

Para os trabalhadores que não tenham nascido entre junho e dezembro, com e sem conta na Caixa, o pagamento será escalonado conforme o mês de nascimento, de acordo com o calendário abaixo:

PASEP

O funcionário de órgão público que possui inscrição no Pasep recebe o pagamento do abono pelo Banco do Brasil.

Segundo a instituição, os clientes do Banco do Brasil com final de inscrição entre 0 e 4 receberão o pagamento do abono salarial em conta na noite deste terça-feira (30).

O valor do benefício também varia de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano de 2019.

O trabalhador pode consultar informações sobre o benefício pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Já os trabalhadores que têm contas em outras instituições receberão conforme cronograma abaixo, além dos clientes do banco com final de inscrição entre 5 e 9.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,2%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou um boletim no fim da tarde desta terça-feira (30) com os números da covid-19 na Paraíba. De acordo com o boletim, o estado confirmou 1.900 casos de covid-19 e 46 óbitos desde a última atualização, sendo cinco ocorridos nas últimas 24 horas. 

Confira os números totais desde o início da pandemia, abaixo:

  • Casos Confirmados: 46.957
  • Casos Descartados: 43.070
  • Óbitos confirmados: 977
  • Casos recuperados: 14.930
  • Total de municípios: 218

Até o momento, 129.254 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 63%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 74%. Em Campina Grande, estão ocupados 67% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 48% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,2%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (27); Aguiar (16); Alagoa Grande (434); Alagoa Nova (159); Alagoinha (420); Alcantil (20); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (313); Amparo (12); Aparecida (27); Araçagi (248); Arara (80); Araruna (70); Areia (161); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (83); Assunção (26); Baia da Traição (173); Bananeiras (75); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (55); Barra de São Miguel (6); Bayeux (922); Belém (273); Belém do Brejo do Cruz (8); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (4); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (119); Borborema (6); Brejo do Cruz (94); Brejo dos Santos (6); Caaporã (747); Cabaceiras (11); Cabedelo (1829); Cachoeira dos Índios (43); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (187); Cajazeiras (524); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (81); Camalaú (1); Campina Grande (6625); Capim (101); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (102); Catingueira (12), Catolé do Rocha (159); Caturité (56); Conceição (13); Condado (71); Conde (374); Congo (30); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (182); Cubati (42); Cuité (99); Cuité de Mamanguape (48); Cuitegí (123); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (33); Diamante (3); Dona Inês (10); Duas Estradas (41); Emas (2); Esperança (239); Fagundes (43); Frei Martinho (2); Gado Bravo (61); Guarabira (2214); Gurinhém (169); Gurjão (19); Ibiara (10); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (364); Itabaiana (583); Itaporanga (28); Itapororoca (186); Itatuba (122); Jacaraú (115); Jericó (4); João Pessoa (13298); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (25); Juripiranga (288); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (35); Lagoa Seca (354); Lastro (13); Livramento (36); Logradouro (57); Lucena (174); Mãe d’Água (11); Malta (20); Mamanguape (1191); Manaíra (7); Marcação (34); Mari (367); Marizópolis (7); Massaranduba (141); Mataraca (83); Matinhas (39); Mato Grosso (7); Matureia (23); Mogeiro (69); Montadas (32); Monteiro (91); Mulungu (149); Natuba (39); Nazarezinho (4); Nova Floresta (16), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (33); Olho D´Água (30); Olivedos (31);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1437); Paulista (60); Pedra Lavrada (21); Pedras de Fogo (950); Pedro Régis (18); Piancó (57); Picuí (78); Pilar (144); Pilões (34); Pilõezinhos (135); Pirpirituba (85); Pitimbu (471); Pocinhos (49);  Poço Dantas (2); Pombal (148); Princesa Isabel (39); Puxinanã (172);  Queimadas (483); Quixaba (24); Remígio (147); Riachão (24); Riachão do Bacamarte (179);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (14); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (411); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (102); Santa Cecília (16); Santa Cruz (12); Santa Helena (10); Santa Inês (10);  Santa Luzia (163); Santa Rita (1279); Santa Terezinha (29); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (5); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (569); São Domingos (1); São Domingos do Cariri (8);  São Francisco (7);  São João do Cariri (26); São João do Rio do Peixe (42); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (6); São José de Piranhas (44); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (3); São José do Sabugi (159); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (85); São Mamede (27); São Miguel de Taipu (68); São Sebastião de Lagoa de Roça (119); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (465); Serra Branca (44); Serra da Raíz (13); Serra Grande (5); Serra Redonda (131); Serraria (25); Sertãozinho (36); Sobrado (68); Solânea (159); Soledade (86); Sossego (5), Sousa (513); Sumé (56); Tacima (52); Taperoá (44); Tavares (25); Teixeira (59); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (20); Umbuzeiro (30); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).
*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 30/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

46 óbitos foram registrados, 10 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 65 anos, residente em Alagoa Nova. Início dos sintomas em 30/05/2020. Hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 20/06/2020.

Mulher, 96 anos, residente em Araruna. Início dos sintomas em 18/06/2020.Hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020.

Homem, 74 anos, residente em Cabedelo. Diabético, tabagista. Início dos sintomas em 31/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06/2020. 

Homem, 70 anos, residente em Cabedelo. Hipertenso. Início dos sintomas em 17/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06/2020. 

Mulher, 70 anos, residente em Cajazeiras. Início dos sintomas em 16/06/2020. Diabética, portadora de cardiopatia e doença neurológica. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Homem, 42 anos, residente em Campina Grande. Obeso. Início dos sintomas em 08/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06/2020. 

Homem, 74 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 23/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 01/06/2020. 

Mulher, 75 anos, residente em Cajazeiras. Início dos sintomas em 11/05/2020. Diabética. Foi a óbito em hospital público no dia 03/06/2020.

Homem, 74 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso, obeso e tabagista. Início dos sintomas em 19/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/06/2020. 

Homem, 83 anos, residente em Campina Grande. Não foi informado se tinha comorbidades. Início dos sintomas em 08/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/05/2020. 

Mulher, 68 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 05/05/2020. Paciente portadora de Alzheimer e hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 25/05/2020.

Mulher, 64 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 20/05/2020. Hipertensa, diabética e obesa. Foi a óbito em hospital público no dia 21/06/2020.

Mulher, 63 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 03/06/2020. Paciente portadora de doença reumatológica. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 21/05/2020. Não foi informado se tinha comorbidades. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020.

Mulher, 73 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 23/05/2020. Hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06/2020.

Mulher, 81 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 02/06/2020. Paciente portadora de câncer de laringe. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06/2020.

Homem, 76 anos, residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas em 10/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/05/2020. 

Homem, 77 anos, residente em Itabaiana. Hipertenso e portador de pneumopatia crônica. Início dos sintomas em 03/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06/2020. 

Mulher, 86 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 31/05/2020. Hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06/2020.

Homem, 77 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 15/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/06/2020. 

Homem, 63 anos, residente em João Pessoa. Não foi informado se tinha comorbidades. Início dos sintomas em 20/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/06/2020.

Mulher, 56 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 19/05/2020. Hipertensa. Foi a óbito em hospital público no dia 04/06/2020.

Mulher, 64 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 14/05/2020. Hipertensa e diabética. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 70 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 23/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 25 anos, residente em João Pessoa. Não foi informado se tinha comorbidades. Início dos sintomas em 24/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/06/2020.

Homem, 27 anos, residente em João Pessoa. Dependente químico com doença respiratória. Início dos sintomas em 28/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 49 anos, residente em João Pessoa. Não foi informado se tinha comorbidades. Início dos sintomas em 31/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/06/2020.

Mulher, 69 anos, residente em João Pessoa. Não foi informado se tinha comorbidades. Início dos sintomas em 29/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/06/2020.

Homem, 68 anos, residente em João Pessoa. Diabético e tabagista. Início dos sintomas em 27/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 06/06/2020.

Homem, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 20/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 03/06/2020.

Homem, 87 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 26/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 07/06/2020.

Homem, 69 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, portador de cardiopatia, obeso. Início dos sintomas em 10/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06/2020.

Mulher, 54 anos, residente em João Pessoa. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 01/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020.

Mulher, 70 anos, residente em João Pessoa. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 04/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020. 

Mulher, 87 anos, residente em João Pessoa. Paciente portadora de doença neurológica e hipertensa. Início dos sintomas em 19/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020.

Homem, 79 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 07/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Mulher, 59 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa. Início dos sintomas em 27/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 07/06/2020.

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 20/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 45 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 26/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 95 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 28/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 04/06/2020.

Homem, 60 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, com AVC prévio. Início dos sintomas em 25/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Mulher, 75 anos, residente em Juripiranga. Hipertensa, portadora de doença renal. Início dos sintomas em 11/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Mamanguape. Portadora de cardiopatia. Início dos sintomas em 23/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Mulher, 73 anos, residente em Mamanguape. Diabética.  Início dos sintomas em 14/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Homem, 83 anos, residente em Santa Rita. Hipertenso, diabético. Início dos sintomas em 25/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/05/2020.

Homem, 79 anos, residente em Sobrado. Portador de Alzheimer e doença renal. Início dos sintomas em 16/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06/2020.

O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, entregou na tarde desta terça-feira (30) a carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro.

Até a última atualização desta reportagem, não havia a confirmação de que Bolsonaro aceitou o pedido. A expectativa do governo é encontrar um novo nome para o posto ainda nesta terça.

Após a polêmica sobre títulos que diz possuir, desmentidos pelas instituições de ensino, a própria equipe do presidente aconselhou Decotelli a deixar o cargo.

Embora tenha publicado uma mensagem em rede social elogiando a capacidade do ministro, desde a noite desta segunda, o presidente já dava como insustentável a situação dele.

Bolsonaro fez a publicação depois de ter se reunido com Decotelli e ouvido explicações.

São três os pontos questionados no currículo de Decotelli:

Na última quinta-feira, Bolsonaro anunciou e o “Diário Oficial da União” publicou a nomeação do ministro. Mas no fim de semana, após se tornarem públicas inconsistências em seu currículo, nem chegou a tomar posse.

Município 578 casos confirmados e onze mortes

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados mais 46 casos positivos de Covid-19 nesta terça-feira (30), sendo 24 pacientes do sexo feminino e 22 do sexo masculino, totalizando 578 casos confirmados.

Entre os 46 novos casos confirmados, 12 são resultados de exames do Lacen-PE, de pacientes considerados suspeitos, que realizaram a coleta de Swab na semana passada e tiveram os resultados divulgados hoje pelo Laboratório Central do Estado.

O município registrou o décimo primeiro óbito. O paciente era idoso, tinha 93 anos, morador do centro da cidade e vinha sendo monitorado em casa por familiares, que são profissionais da área de saúde.

Como vinha apresentando sintomas de Covid-19, foi feita a coleta de Swab na última sexta-feira (26), mas infelizmente o idoso veio a óbito na manhã desta terça (30), sendo o resultado positivo divulgado ainda esta tarde.

O número de casos suspeitos subiu para 35 e o de casos descartados subiu para 2.269. O município tem 353 pacientes recuperados, 210 em tratamento domiciliar e 04 em leitos de internamento. Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 29 estão recuperados 19 estão em isolamento domiciliar monitorado.

O boletim diário, portanto, fica com 578 casos confirmados, 35 casos suspeitos, 353 recuperados, 2.269 descartados e 11 óbitos.

Arcoverde confirma 20 óbitos chega a 278 casos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta terça-feira, 30 de junho, até às 17 horas, foi confirmado (01) novo caso de Covid-19 e mais um óbito. O boletim diário, portanto, fica com dezenove (19) suspeitos, quatrocentos e oitenta e três (483) descartados, duzentos e setenta e oito (278) confirmados, vinte (20) óbitos e cento e vinte e seis (126) recuperados.

Vale lembrar, que dentro dos 278 confirmados, estão contabilizados os 20 óbitos e 126 curados. No total, a cidade tem um (01) paciente em UTI e três (03) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, não há paciente de Arcoverde nem na UTI, nem na enfermaria. No Hospital de Campanha há três (03) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há dois (02) pacientes na UTI.

As barreiras da entrada da cidade abordaram 1151 carros de fora. Em Pernambuco, foram confirmados 382 novos casos e 47 mortes, totalizando 58.858 positivos e 4.829 óbitos.

 

Araripina sobe para 198 casos confirmados de Covid-19

Mais 08 casos da Covid-19 foram registrados nesse terça-feira (29), em Araripina, no Sertão de Pernambuco. Agora o município contabiliza 198 casos confirmados da doença, 108 curas clínicas, 05 óbitos e 05 estão em investigação.

De acordo com a prefeitura, 821 exames já foram realizados no município, sendo 755 testes rápidos e 66 analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

No Sertão do Araripe já foram registradas 29 mortes decorrentes do novo coronavírus, sendo 10 em Ipubi, 08 em Trindade, 05 em Araripina, 03 em Ouricuri, 02 em Bodocó e 01 em Exu.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta terça (30) foram confirmados mais sete casos positivos de covid-19 em nosso município. Os casos são os seguintes:

Paciente do sexo feminino, 74 anos, aposentada, apresentou sintomas sugestivos e ao realizar TR teve resultado positivo. 

Paciente do sexo feminino, 52 anos, aposentada, realizou o TR com IGG positivo após tempo preconizado pelo MS. 

Paciente do sexo feminino, 34 anos, professora, realizou TR com IGG positivo após tempo preconizado pelo MS. 

Paciente do sexo masculino, 24 anos, servidor público, reizou TR com IGG positivo após tempo preconizado pelo MS. 

Paciente do sexo feminino, 31 anos, auxiliar administrativa, apresentou sintomas sugestivos e realizou o TR com IGG positivo após tempo preconizado pelo MS. 

Paciente do sexo masculino, 45 anos, pintor, contato de um dos casos positivos (óbito), realizou TR com resultado positivo após tempo preconizado pelo MS. 

Pessoa do sexo masculino, 7 anos, estudante, contato de um dos casos positivos (óbito), apresentou sintomas sugestivos para covid-19 e realizou TR com resultado positivo. 

Todos os casos estão em isolamento domiciliar (casos leves) e estão sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde e atenção básica. 

Entram em Investigação:

Paciente do sexo masculino, 50 anos, condutor de veículo de serviço de saúde (profissional da saúde), apresentou sintomas sugestivos para COVID-19, realizou a coleta de swab na Unidade de Campanha Dia e aguarda resultado do exame. 

Saiu da investigação: 

Paciente do sexo feminino, 79 anos, aposentada e paciente do sexo masculino, profissional da saúde, os dois tinham realizado coleta para swab no HREC e o resultado saiu hoje, negativo para COVID 19. 

Cura:

Hoje informamos a cura clínica de 04 pacientes que tinham sido diagnosticados com COVID – 19 em nosso município. 

Hoje atingimos a marca de 703 testes realizados em nosso município. Informamos que além da ampliação de TR (testes rápidos), o convênio com a AMUPE possibilitou a ampliação de RT – PCR, outro método de testagem.

 

Tabira confirma mais 5 casos de covid-19 e é a segunda cidade com mais casos na região com 131 

Nessas 24 horas, 27 tabirenses foram notificados na Quarentena Domiciliar Monitorada. 63 tabirenses concluíram o Monitoramento Domiciliar.

Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 382 novos casos confirmados
– 47 novas mortes por CoVid-19
No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 33.846 novos casos confirmados
– 1.280 novas mortes por CoVid-19
– 56.192 recuperados
*Observação*
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura *OFICIAL* dos bairros do município de Tabira.

São José do Egito tem 5 novos casos confirmados de covid-19

Hoje a secretaria de saúde informa a confirmação de mais 5 casos de COVID 19 em nosso município. dos cinco pacientes, quatro estão com quadro de saúde estável, estão em isolamento domiciliar e sendo monitorados pela equipe da secretaria de saúde. 1 paciente está em estado grave e encontra-se internado na UTI do isolamento COVID do Hospital Maria Rafael de Siqueira, e segue sob cuidados médicos. Ainda temos mais 2 pacientes internados no isolamento COVID, com suspeita da doença sendo monitorados e aguardando resultado de exames. Pedimos a todos os cidadãos egipcienses que continuem seguindo todas as medidas de prevenção contra o vírus, como: Lavagem das mãos com água e sabão, uso do álcool, evitar estar em locais com grande aglomeração de pessoas, e seguir o isolamento social. Essas são as únicas formas de evitarmos a disseminação do vírus Continuamos realizando a testagem de todos os pacientes sintomáticos e até agora já foram realizados 394 exames.

Suspensão das aulas: Governo de Pernambuco prorroga decreto

O Governo de Pernambuco prorroga a suspensão das atividades presenciais nas instituições de ensino em todo o Estado até o dia 31 de julho.

A Secretaria de Educação e Esportes está trabalhando na elaboração de um plano para retomada das atividades presenciais que inclui um protocolo com diretrizes específicas para a Educação, observando todas recomendações

Entidades do comércio lamentam morte de ex-prefeito em Serra Talhada

Serra Talhada está de luto com a perda do seu filho querido e ilustre, que fez parte da mais rica história do município, o ex-prefeito Antônio Policarpo de Andrada, que faleceu aos 95 anos de idade.

Seu Madeira, como ficou conhecido, está na mais nobre galeria da nossa cidade, tendo deixado a sua marca entre aqueles que administraram a prefeitura.

A CDL, o SINDCOM e o SETSERTÃO lamentam profundamente o seu falecimento, desejando que a família seja confortada nesse momento que é de tristeza e dor para todos que conviviam com seu Madeira.

O ex-prefeito era filho do ex-prefeito Manoel Joaquim Policarpo Lima (1930/1936), e nasceu no dia 06 de julho de 1925.

Ele governou Serra Talhada em 1959, substituindo o prefeito titular Luiz Lorena, que havia renunciado para assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco – ALEPE. O município decretou luto oficial por três dias.

 

Estão sendo cumpridos 17 mandados de busca e apreensão em endereços, públicos e privados, de parte dos investigados.

STJ deflagra operação em Goiás (Foto: Reprodução)

Na manhã desta terça-feira (30), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), através do Departamento de Polícia Federal e a requerimento do Ministério Público Federal, deflagrou uma série de diligências externas de uma ampla investigação que busca apurar a prática de diversos crimes, possivelmente, cometidos por magistrados, advogados, empresários e servidores públicos em ações judiciais de uma grande empresa em recuperação judicial onde decisões judiciais podem ter sido objeto de negociação criminosa, no estado de Goiás. 

Estão sendo cumpridos 17 mandados de busca e apreensão em endereços, públicos e privados, de parte dos investigados, a fim de coletar mais provas para ajudar na conclusão das investigações que, até aqui, e por necessidade, seguem sob sigilo judicial, decretado pelo ministro Mauro Campbell Marques, relator do inquérito.

Após o cumprimento de todos os mandados, o material coletado será periciado e submetido à análise técnica do MPF e da Polícia Federal que verificarão a necessidade de eventuais novas diligências.

Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta terça (30) o Auxílio Emergencial a mais 8,8 milhões de beneficiários, tanto do Bolsa Família quanto fora do programa.

Veja quem recebe:

  • 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, com NIS final 0, recebem a terceira parcela
  • 5,2 milhões de trabalhadores do primeiro lote (que receberam a 1ª parcela até 30 de abril), nascidos em março e abril, recebem a terceira parcela
  • 1,5 milhão de trabalhadores do segundo lote (que receberam a 1ª parcela entre os dias 16 e 29 de maio), nascidos em março e abril, recebem a segunda parcela
  • 200 mil novos aprovados, nascidos em março e abril, recebem a primeira parcela

Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício.

Para os demais, os recursos serão liberados em um primeiro momento por meio da poupança social digital, de maneira escalonada, conforme o mês de aniversário do trabalhador, para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital. Saques e transferências serão liberados em datas posteriores (veja ao final da reportagem os calendários de crédito e saque)

Valores pagos
No total, a Caixa disponibilizará mais R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas para pagamento da terceira parcela.

Já na segunda parcela dos contemplados no lote 2 são 8,7 milhões de beneficiários (tiveram crédito da parcela 1 realizado entre 16/05 e 29/05) que receberão R$ 5,5 bilhões. No caso da primeira parcela dos aprovados dentro do lote 4 são 1,1 milhão de beneficiários que receberão cerca de R$ 700 milhões.

A segunda parcela para os aprovados do terceiro lote (que receberam a primeira entre os dias 16 e 17 de junho) ainda não tem data definida.

Transferências e saque em dinheiro
Para quem vai fazer o saque em dinheiro, os pagamentos começam em 18 de julho e vão até 19 de setembro. O calendário inclui a terceira parcela, a segunda parcela para os aprovados no lote 2 e a primeira parcela para os aprovados do lote 4. Veja abaixo:

  • 18 de julho – nascidos em janeiro – 3,4 milhões de pessoas
  • 25 de julho – nascidos em fevereiro – 3,1 milhões de pessoas
  • 1º de agosto – nascidos em março – 3,5 milhões de pessoas
  • 8 de agosto – nascidos em abril – 3,4 milhões de pessoas
  • 15 de agosto – nascidos em maio – 3,5 milhões de pessoas
  • 29 de agosto – nascidos em junho – 3,4 milhões de pessoas
  • 1º de setembro – nascidos em julho – 3,4 milhões de pessoas
  • 8 de setembro – nascidos em agosto – 3,4 milhões de pessoas
  • 10 de setembro – nascidos em setembro – 3,4 milhões de pessoas
  • 12 de setembro – nascidos em outubro – 3,4 milhões de pessoas
  • 15 de setembro – nascidos em novembro – 3,2 milhões de pessoas
  • 19 de setembro – nascidos em dezembro – 3,3 milhões de pessoas

Cadastro encerra em 2 de julho

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, confirmou que o dia 2 de julho é a última data para pedir o Auxílio Emergencial.

“A partir desse dia, o cadastramento estará fechado e todas as pessoas que estão em análise pela Dataprev terão uma resposta. Todas as pessoas que se cadastrarem e forem validadas receberão todas as parcelas. Mesmo que sejam aprovadas lá pro meio de julho, receberão as três parcelas”, disse.

Balanço
Guimarães informou que 64,1 milhões de beneficiários já receberam o Auxílio Emergencial, totalizando R$ 90,8 bilhões: R$ 40,9 bilhões para inscritos no Bolsa Família, R$ 14 bilhões para inscritos no Cadúnico e R$ 35,9 bilhões para inscritos pelo app/site do auxílio. A maior parte foi paga no Nordeste (R$ 33 bilhões).

Das 108,4 milhões de pessoas cadastradas no programa, 106,3 milhões de cadastros foram processados. Foram considerados elegíveis 64,1 milhões de beneficiários, outros 42,2 milhões foram considerados inelegíveis, 2 milhões estão em primeira análise e 1,3 milhão estão em reanálise.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Caixas misteriosas voltam a aparecer em praias de Ipojuca, no litoral do Nordeste

Segundo professor Clemente Junior, da UPE, a mesma corrente que transportou o óleo levou fardos de látex. Prefeitura diz que material é semelhante ao encontrado em 2018.

Os primeiros fardos apareceram no litoral pernambucano em outubro de 2018. Eram cerca de 40 unidades, segundo o município. (Foto: Reprodução)

“Caixas misteriosas” voltaram a aparecer nas praias de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. Segundo a prefeitura, 14 fardos “do mesmo tipo do material localizado em 2018” foram localizados entre a semana passada e esta segunda (29). O professor Clemente Coelho Júnior, da Universidade de Pernambuco (UPE), informou que eles chegaram com a corrente sul equatorial, a mesma que transportou as manchas de óleo, em setembro de 2019.

Os primeiros fardos apareceram no litoral pernambucano em outubro de 2018. Eram cerca de 40 unidades, segundo o município.

A prefeitura informou, nesta segunda (29), que, na época, a investigação da Polícia Federal (PF) apontou que se tratava de látex natural. Seria uma matéria-prima utilizada na indústria da borracha, especialmente na produção de pneus e luvas de proteção.

Diante do novo aparecimento das caixas, o professor Clemente Júnior, do Instituto de Ciências Biológicas da UPE, disse que a chegada do inverno agitou a correnteza e provocou o retorno dos fardos. Segundo ele, o material foi observado nas praias de Cupe e Muro Alto.

As caixas parecem compactas, feitas de um tipo de tecido, com cerca de 1metro cúbico. Segundo Clemente, o “tecido viscoso molhado”, na verdade, é borracha, látex extraído de seringueiras. O material foi visto, também neste ano, em João Pessoa, na Paraíba.

“São prensados de látex que servem como matéria prima na fabricação de pneus, preservativos, luvas, botas e materiais emborrachados. Uma borracha que passa por um processo industrial”, explicou Clemente.

Segundo o professor, o material é tratado com compostos que podem ser nocivos. Por isso, existe a recomendação é que não mexam nos fardos e comuniquem ao órgão ambiental devido para que sejam retirados da areia. O material pode ser levado para um aterro sanitário ou ser reutilizado.

“Esses fardos começaram a aparecer em setembro de 2018 em Alagoas, mas se espalhou pelo Nordeste. Veio com a corrente sul equatorial, a mesma que trouxe as manchas de óleo em setembro de 2019. Eles já foram encontrados no Piauí e no Rio Grande do Norte”, contou o professor.

Ainda segundo Clemente, a chegada do inverno tem forte influência no novo aparecimento dos fardos. “Eles vêm com correntes e estão surgindo agora por causa de uma agitação em função do inverno. São ventos mais fortes e correnteza. Esse material estava no fundo do oceano e voltou a ser ‘cuspido'”, explicou.

Prefeitura

Por meio de nota, a prefeitura de Ipojuca disse que se trata de um crime ambiental. Ainda de acordo com a administração municipal, o laudo da PF “sugere que o material descartado seja oriundo do Sudeste asiático em direção ao canal do Panamá e portos dos Estados Unidos, já que os principais países produtores deste material são a Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã”.

A prefeitura informou, ainda, que “apesar das evidências, desde 2018, entende que as investigações não avançaram e as caixas voltaram a aparecer sem nenhum tipo de marca que auxilie na origem da carga”.

Diante do surgimento das novas unidades, a prefeitura informou ter enviado um comunicado sobre à Marinha, à Capitania dos Portos e à Secretaria de Meio Ambiente de Pernambuco.

A Agência do Meio Ambiente do da cidade informou que “realiza monitoramento diário e pede reforço das autoridades neste monitoramento para além dos limites do município”.

Ainda segundo a prefeitura, o “descarte do material, conforme a orientação da perícia criminal e ambiental da PF, poderá ser feito tanto em aterros sanitários como também em empresas consumidoras de borracha natural para reutilização do produto”.

O G1 entrou em contato com a Agência Pernambucana de Meio Ambiente (CPRH) e não recebeu retorno até a última atualização desta reportagem.

Natureza dos fardos

Em outubro de 2018, a Diretoria de Controle de Fontes Poluidoras, CPRH, investigou a possibilidade dos fardos serem equipamentos usados para amenizar o impacto de navios ao atracar em portos.

Pesquisadores do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), concluíram que os pacotes eram provenientes de um navio alemão que naufragou no litoral nordestino em 1944.

A descoberta ocorreu durante pesquisas para tentar identificar a origem das manchas de óleo que surgiram no litoral do Nordeste. O navio naufragou entre 1º e 4 de janeiro de 1944, mas só foi descoberto mais de 50 anos depois, em 1996, a cerca de mil quilômetros do litoral.

Bolsonaro vê ‘inadequações’ em currículo, mas diz que Decotelli tem ‘capacidade’ para ser ministro

Após o encontro, o ministro da Educação disse que o presidente o questionou sobre o currículo. Indagado pela imprensa, então, se continua no cargo, Decotelli disse que sim.

De acordo com o ministro, o presidente quis saber o “lastro de vida” dele como professor. (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (29) em uma rede social que há “inadequações” no currículo do ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, mas que Decotelli tem “capacidade” de ocupar o cargo.

Bolsonaro e Decotelli se reuniram mais cedo, nesta segunda, no Palácio do Planalto. Após o encontro, o ministro da Educação disse que o presidente o questionou sobre o currículo. Indagado pela imprensa, então, se continua no cargo, Decotelli disse que sim.

Carlos Alberto Decotelli foi anunciado na semana passada para o lugar de Abraham Weintraub. Desde então, surgiram três polêmicas em relação ao currículo dele (veja mais abaixo).

“Desde quando anunciei o nome do Professor Decotelli para o Ministério da Educação só recebi mensagens de trabalho e honradez. Por inadequações curriculares o professor vem enfrentando todas as formas de deslegitimação para o Ministério”, publicou Bolsonaro nesta segunda.

“O Sr. Decotelli não pretende ser um problema para a sua pasta (Governo), bem como, está ciente de seu equívoco. Todos aqueles que conviveram com ele comprovam sua capacidade para construir uma Educação inclusiva e de oportunidades para todos”, acrescentou o presidente.

As polêmicas envolvendo o currículo de Decotelli são:

  • denúncia de plágio na dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV);
  • declaração de um título de doutorado na Argentina, que não teria obtido;
  • e pós-doutorado na Alemanha, não realizado.

Encontro com Bolsonaro
Ao conceder entrevista nesta segunda, Carlos Decotelli explicou o encontro com o presidente no Palácio do Planalto.

“Ele [Bolsonaro] queria saber detalhes sobre a minha vida de 50 anos como professor em todas as entidades do Brasil. Então, ele pegou a estrutura de detalhes, a estrutura de trabalhos no Brasil, Norte, Sul, Leste, Oeste, 40 anos de trabalho na Fundação Getúlio Vargas, Fundação Dom Cabral, Ibmec”, declarou.

De acordo com o ministro, o presidente quis saber o “lastro de vida” dele como professor.

“Ele [Bolsonaro] perguntou: ‘Como é essa questão de detalhe acadêmico e doutorado, pós-doutorado, pesquisa de mestrado? Como é essa estrutura de inconsistência?’. Ele queria saber o que é isso, então, eu expliquei a ele”, acrescentou.

Segundo o ministro da Educação, Bolsonaro disse que o assunto do doutorado está “resolvido”.

Sobre a denúncia de plágio no mestrado, o ministro respondeu: “É possível haver distração? Sim, senhora. Hoje, a senhora tem mecanismos para verificar, softwares, se a senhora teve ou não inconsistência. Mas naquela época, pela distração…”.

Nesse instante, o ministro foi questionado: “Não houve plágio, então, ministro?”, e Decotelli respondeu: “Não houve plágio porque o plágio é considerado quando o senhor faz ‘control C, control V’. E não foi isso.”

Na última quinta-feira (25), o TJ atendeu ao pedido do filho do presidente Jair Bolsonaro e autorizou a transferência do caso para o Órgão Especial do tribunal.

O órgão defende que a decisão da 3ª Câmara Criminal promoveu uma inovação indevida e que concedeu vantagem de cunho pessoal, incompatível com o Estado republicano. (Foto: Reprodução)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) — O Ministério Público do Rio de Janeiro recorreu nesta segunda-feira (29) ao STF (Supremo Tribunal Federal) para anular a decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio que concedeu foro especial ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Na última quinta-feira (25), o TJ atendeu ao pedido do filho do presidente Jair Bolsonaro e autorizou a transferência do caso para o Órgão Especial do tribunal.

A decisão da 3ª Câmara tirou o inquérito da tutela da 27ª Vara Criminal e do juiz Flávio Itabaiana. Foi ele quem autorizou a quebra do sigilo fiscal e bancário do senador e a prisão do ex-assessor Fabrício Queiroz, preso no último dia 18. Queiroz também ingressou com pedido de habeas corpus na Justiça do Rio.

Flávio é investigado desde janeiro de 2018 sob suspeita de recolher parte do salário de seus empregados na Assembleia Legislativa do Rio de 2007 a 2018. Os crimes em apuração são peculato, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e organização criminosa.

No requerimento enviado ao presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, o Ministério Público pede o deferimento de medida liminar para cassar a decisão da 3ª Câmara Criminal.

O órgão também requer que o Gaecc (Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção) continue a ser responsável pela investigação do caso. Com a concessão do foro, a investigação sairia das mãos do grupo, que atua na primeira instância, e passaria para a alçada da Procuradoria-Geral de Justiça.

No pedido encaminhado ao STF, o MP-RJ afirma que a Justiça do Rio desrespeitou decisões da corte a respeito do tema. O entendimento no Supremo é de que o foro especial acaba com o fim do mandato.

O órgão defende que a decisão da 3ª Câmara Criminal promoveu uma inovação indevida e que concedeu vantagem de cunho pessoal, incompatível com o Estado republicano.

Em maio de 2018, o STF restringiu o foro especial apenas para os crimes cometidos durante o mandato e em função dele. Em 1999, o Supremo já havia cancelado a súmula 394, que garantia o foro especial mesmo após o fim do mandato.

Assim, a jurisprudência dominante no STF é no sentido de que o foro especial se encerra ao final do mandato. Desde que votou pela restrição do privilégio, o Supremo tem enviado inquéritos sobre políticos que deixaram o cargo para a primeira instância.

É o caso do ex-presidente Michel Temer (MDB), que respondia a quatro inquéritos no STF. Em 2019, após deixar a Presidência da República, todos foram encaminhados para a primeira instância.

“Constata-se a superveniente causa de cessação da competência jurisdicional do Supremo Tribunal Federal, nos termos de pacífica jurisprudência”, escreveu o ministro Edson Fachin ao deliberar sobre os processos.

Dessa forma, se o TJ-RJ tivesse seguido a jurisprudência do STF, o caso de Flávio Bolsonaro deveria permanecer na primeira instância porque o senador não conta mais com o foro garantido para deputados estaduais.

Em nota, o desembargador Paulo Rangel, que votou a favor da concessão do habeas corpus à Flávio, afirmou que o entendimento do Supremo não se aplica ao caso do filho do presidente.

Ele sustenta que Flávio manteve o direito ao foro porque deixou o cargo de deputado estadual para se tornar senador.

Apesar de ter votado a favor da concessão de habeas corpus para Flávio Bolsonaro, Rangel já havia argumentado que o direito ao foro privilegiado deveria acabar ao fim do mandato.

O desembargador defendeu essa tese em seu livro, “Direito Processual Penal”, como mostrou o jornal O Globo.

“Se o agente não mais ocupa o cargo para o qual foi estabelecida a competência por prerrogativa de função, não faz (e não fazia) sentido que permaneça (ou permanecesse) com o foro privilegiado”, escreveu.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,10 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4005.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta terça-feira (30), está cotado no valor de R$ 5,4258. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,6619.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,10 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4005.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

País tem 1.370.488 casos confirmados de Covid-19.

O Brasil teve 727 mortes registradas em razão do novo coronavírus em 24 horas, mostra levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde. Com isso, são 58.385 óbitos pela Covid-19 até este segunda-feira (29) no país. Veja os dados, consolidados às 20h:

58.385 mortes; eram 57.658 até 20h deste domingo (28); uma diferença de 727 óbitos.
1.370.488 casos confirmados; eram 1.345.254 infectados até a noite do domingo, ou seja, houve um aumento de 25.234 infectados.
Antes do balanço final do dia, o consórcio divulgou outros dois boletins. No primeiro boletim, às 8h, o Brasil contava 57.659 mortos e 1.319.274 casos confirmados. No segundo boletim, às 13h, o país tinha 57.774 mortos e 1.345.470 casos da doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou que uma em cada quatro mortes pela Covid-19 acontece no Brasil. Da mesma maneira, um em cada quatro casos também acontece no país.

De acordo com um monitoramento da universidade norte-americana Johns Hopkins, o mundo já tem mais de 10 milhões de infectados e 500 mil mortos. O Brasil responde por 11% das mortes totais no planeta.

Em Pernambuco, 369 casos da Covid-19 e 31 óbitos por causa dessa doença provocada pelo novo coronavírus foram confirmados nesta segunda-feira (29). Com isso, o estado passou a contabilizar 58.476 infectados e 4.782 mortes, números que começaram a ser registrados em março, no início da pandemia.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco confirmou, nesta segunda (29), 283 casos leves da Covid-19, em que os pacientes não precisaram de internamento hospitalar e já estavam curados ou na fase final da doença. Outros 86 casos se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Até essa data, o estado tem 19.354‬ quadros graves e 39.122‬ casos leves da doença.

Com relação às 31 mortes, elas ocorreram desde o dia 1º de maio. O boletim epidemiológico detalhado, com a faixa etária e comorbidades das vítimas da pandemia e os municípios onde ocorreram os óbitos, vai ser divulgado à noite pelo governo estadual.

Paraíba confirma 378 novos casos e 20 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas; total de casos chega a 45 mil

A Paraíba registrou 378 novos infectados e 20 mortes confirmadas por covid-19, sendo 5 ocorridas nas últimas 24 horas, de acordo com boletim divulgado no fim da tarde desta segunda-feira (29), pela Secretaria de Estado da Saúde. São 45.057 pessoas que já contraíram a doença, 14.232 que já se recuperaram e 931 faleceram. 

Até o momento, 129.672 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira abaixo:

  • Casos Confirmados: 45.057
  • Casos Descartados: 40.423
  • Óbitos confirmados: 931
  • Casos recuperados: 14.232
  • Total de municípios: 217

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 61%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 70%. Em Campina Grande, estão ocupados 65% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 48% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 45,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (26); Aguiar (16); Alagoa Grande (382); Alagoa Nova (158); Alagoinha (399); Alcantil (20); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (310); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (242); Arara (79); Araruna (69); Areia (150); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (76); Assunção (26); Baia da Traição (161); Bananeiras (74); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (49); Barra de São Miguel (6); Bayeux (838); Belém (248); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (114); Borborema (6); Brejo do Cruz (84); Brejo dos Santos (5); Caaporã (746); Cabaceiras (11); Cabedelo (1771); Cachoeira dos Índios (42); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (178); Cajazeiras (489); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (73); Camalaú (1); Campina Grande (6505); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (101); Catingueira (12), Catolé do Rocha (147); Caturité (56); Conceição (11); Condado (69); Conde (343); Congo (29); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (182); Cubati (41); Cuité (96); Cuité de Mamanguape (46); Cuitegí (107); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (3); Dona Inês (9); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (237); Fagundes (43); Frei Martinho (2); Gado Bravo (61); Guarabira (2077); Gurinhém (160); Gurjão (19); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (364); Itabaiana (569); Itaporanga (27); Itapororoca (169); Itatuba (121); Jacaraú (108); Jericó (4); João Pessoa (12694); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (23); Juripiranga (266); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (33); Lagoa Seca (349); Lastro (13); Livramento (37); Logradouro (49); Lucena (173); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (1133); Manaíra (7); Marcação (32); Mari (342); Marizópolis (6); Massaranduba (141); Mataraca (82); Matinhas (36); Mato Grosso (7); Matureia (22); Mogeiro (67); Montadas (31); Monteiro (89); Mulungu (147); Natuba (37); Nazarezinho (4); Nova Floresta (16), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (29);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1340); Paulista (59); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (901); Pedro Régis (17); Piancó (55); Picuí (74); Pilar (133); Pilões (36); Pilõezinhos (133); Pirpirituba (78); Pitimbu (470); Pocinhos (49);  Poço Dantas (1); Pombal (146); Princesa Isabel (38); Puxinanã (170);  Queimadas (465); Quixaba (24); Remígio (146); Riachão (22); Riachão do Bacamarte (176);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (412); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (96); Santa Cecília (15); Santa Cruz (12); Santa Helena (10); Santa Inês (9);  Santa Luzia (160); Santa Rita (1230); Santa Terezinha (28); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (549); São Domingos do Cariri (7);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (40); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (38); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (3); São José do Sabugi (143); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (85); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (119); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (461); Serra Branca (37); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (131); Serraria (23); Sertãozinho (35); Sobrado (64); Solânea (152); Soledade (83); Sossego (5), Sousa (486); Sumé (47); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (19); Umbuzeiro (31); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 29/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

20 óbitos foram registrados, 08 deles ocorridos nas últimas 48h.

Homem, 69 anos, residente em Bayeux. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 83 anos, residente em Caiçara. Portadora de câncer e diabetes. Inicio dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 55 anos, residente em Campina Grande. Paciente era portador de disturbio do metabolismo. Inicio dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 67 anos, residente em Campina Grande. Sem informação de comorbidades. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 69 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Mulher, 88 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 62 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Inicio dos sintomas em 18/05. Foi a óbito em hospital público no dia 29/05.

Homem, 79 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em sua residência no dia 17/06.

Homem, 60 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em sua residência no dia 27/06.

Mulher, 63 anos, residente em Ingá. Diabética e cardiopata. Inicio dos sintomas em 17/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Homem, 41 anos, residente em João Pessoa. Diabético e obeso. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Homem, 73 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, cardiopata e portador de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 74 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 71 anos, residente em João Pessoa. Diabético e obeso. Inicio dos sintomas em 24/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 59 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença renal. Inicio dos sintomas em 24/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 55 anos, residente em João Pessoa. Paciente no pós operatório de herniografia. Inicio dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Homem, 79 anos, residente em João Pessoa. Diabético e hipertenso. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/06.

Homem, 67 anos, residente em Patos. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Homem, 82 anos, residente em Patos. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 90 anos, residente em Teixeira. Sem comorbidades. Inicio dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Governo adia posse do novo ministro da Educação

A posse do novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, inicialmente marcada para amanhã, foi adiada pelo governo. Não foi marcada uma nova data.

O blog do Valdo Cruz conversou com ministros, que confirmaram a informação, publicada inicialmente pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”.

De acordo com esses ministros, o governo decidiu fazer uma “checagem completa” do currículo de Decotelli.

Na semana passada, o reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, Franco Bartolacci desmentiu o currículo de Decotelli. No currículo, disponível na plataforma Lattes, constava que o novo ministro tinha diploma de doutor pela instituição. O reitor negou.

À TV Globo, Bartolacci disse que o novo ministro até iniciou o doutorado na universidade argentina, mas não concluiu o curso.

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Presidência disse que não havia confirmado a data da posse para a imprensa e que a cerimônia continua sem dia marcado. “Em nenhum momento a Secom confirmou o evento à imprensa e, até agora, não há previsão para essa cerimônia”, afirmou a nota.

Mais 08 casos da Covid-19 foram registrados nesse segunda-feira (29), em Araripina, no Sertão de Pernambuco. Agora o município contabiliza 190 casos confirmados da doença, 103 curas clínicas, 05 óbitos e 02 em investigação.

De acordo com a prefeitura, 769 exames já foram realizados no município, sendo 706 testes rápidos e 61 analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

No Sertão do Araripe já foram registradas 28 mortes decorrentes do novo coronavírus, sendo 09 em Ipubi, 08 em Trindade, 05 em Araripina, 03 em Ouricuri, 02 em Bodocó e 01 em Exu.

Mais onze pessoas testam positivo para Covid-19 em Trindade; total sobe para 142

Mais onze casos do novo coronavírus foram registrados nesta segunda-feira (29) em Trindade, no Sertão de Pernambuco. O boletim divulgado pela prefeitura não informou o estado de saúde dos novos pacientes.

O município contabiliza 142 casos confirmados e oito óbitos. O número de curas clínicas subiu para 108, com onze casos em investigação.

De acordo com a prefeitura, foram realizados 230 testes nos profissionais da saúde, destes, 217 deram negativo e 13 testaram positivo. Dez estão recuperados e três seguem em isolamento domiciliar.

Ipubi confirma 9º óbito causado pelo novo coronavírus

Foto: reprodução

Nesta segunda-feira (29), foi confirmado o 9º óbito causado pelo novo coronavírus em Ipubi, no Sertão Pernambucano. O boletim da prefeitura não divulgou informações sobre o paciente.

O município contabiliza 90 casos confirmados da doença, com 62 curas clínicas, nove óbitos e três casos em investigação.

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados mais 62 casos positivos de Covid-19 nesta segunda-feira (29), sendo 34 pacientes do sexo feminino e 28 do sexo masculino, totalizando 532 casos confirmados.
O número de casos suspeitos aguardando resultados caiu para 30 e o número de casos descartados subiu para 2.159. O município tem 352 pacientes recuperados, 166 em tratamento domiciliar e 04 em leitos de internamento. Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 29 estão recuperados 15 estão em isolamento domiciliar monitorado. 
A Secretaria de Saúde esclarece que dos 62 casos confirmados no boletim de hoje, 03 resultados são do Lacen-PE e 01 é proveniente de laboratório particular. Os outros 57 casos positivos são resultados de testes rápidos realizados no Laboratório Municipal, incluindo pacientes que concluíram a quarentena no final de semana.
O boletim diário, portanto, fica com 532 casos confirmados, 30 casos suspeitos, 352 recuperados, 2.159 descartados e 10 óbitos. 
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA 
IPSEP (98)
São Cristóvão (76)
AABB/Várzea (65)
Bom Jesus (58)
Centro (51)
Cohab/Tancredo Neves (31)
Alto da Conceição (20)
Vila Bela (20)
Cagep (19)
Mutirão (13) 
Malhada Cortada/Baixa Renda (12) 
Caxixola (10)
Universitário (08)
Borborema (08)
ZONA RURAL 
Barra do Exú (10)
Varzinha (10)
Sítio Poço Escuro (05)
Caiçarinha da Penha (03)
Fazenda Cacimbinha (02)
Fazenda Saco – IPA (02)
DNOCS (02)
Nossa Senhora de Fátima (02)
Sítio Conceição de Cima (02)
Fazenda Icós (01)
Lagoa da Pedra (01)
IPA (01)
Fazenda Joazeiro (01)
Fazenda Cajuí (01)

Arcoverde confirmou dezenove novos casos chega a 277 infectados.


A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta segunda-feira, 29 de junho, até às 17 horas, foram confirmados dezenove (19) novos casos de Covid-19 e mais seis curados.

O boletim diário, portanto, fica com dezenove (19) suspeitos, quatrocentos e oitenta e três (483) descartados, duzentos e setenta e sete (277) confirmados, dezenove (19) óbitos e cento e dezenove (119) recuperados.

Vale lembrar, que dentro dos 277 confirmados, estão contabilizados os 19 óbitos e 119 curados. No total, a cidade tem um (01) paciente em UTI e cinco (05) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, não há pacientes de Arcoverde na UTI e na enfermaria. No Hospital de Campanha há cinco (05) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um (01) paciente na UTI.

As barreiras da entrada da cidade abordaram 860 carros de fora. Em Pernambuco, foram confirmados 369 novos casos e 31 mortes, totalizando 58.476 positivos e 4.782 óbitos.

Sertânia sobe para 151 casos confirmados de convid-19

A Secretaria de Saúde de Sertânia informa, nesta segunda-feira (29), que quatro casos foram confirmados para Covid-19 no município: três após realização de testes rápidos e um com exame realizado no LACEN-PE. 

Dos casos confirmados um estava em investigação. Cinco casos foram descartados: quatro com realização de testes rápidos e um com exame realizado no LACEN-PE. 

Dos casos descartados quatro estavam em investigação.

O boletim traz, ainda, a recuperação de seis pacientes.

A Secretaria reforça ainda, que os resultados de testes rápidos podem ser informados diretamente sem a necessidade de passar pela situação de Investigado, tendo em vista que esses resultados são obtidos em um curto espaço de tempo, cerca de 15 minutos.

Tabira tem mais 8 casos confirmados de covid-19

Em Pernambuco foram registradas nas últimas 24 horas:
– 369 novos casos confirmados
– 31 novas mortes por CoVid-19
– 132 novos recuperados

No Brasil foram registradas nas últimas 24 horas:
– 24.052novos casos confirmados
– 692 novas mortes por CoVid-19
– 23.614 recuperados

Observação
Segue o Relatório Epidemiológico atualizado, devidamente retificado e de acordo com a nomenclatura OFICIAL dos bairros do município de Tabira.

 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que foram registrados seis novos casos de covid-19 em nosso município. São eles:

Paciente do sexo feminino, 22 anos, agricultora, contato com caso positivo, apresentou sintomas sugestivos e após ser testada apresentou IgG positivo para COVID 19.

Paciente do sexo feminino, 24 anos, profissional da saúde, apresentou sintomas sugestivos e após ser testada apresentou IgG positivo para COVID 19.

Paciente do sexo feminino, 39 anos, contadora, realizou exame em 22/06 com resultado inconclusivo. Hoje repetiu o exame e apresentou IgG positivo para COVID 19.

Paciente do sexo masculino, 44 anos, contato de um dos casos positivos, realizou exame com resultado IgG positivo para COVID 19.

Paciente do sexo masculino, 44 anos, autônomo, apresentou sintomas sugestivos para COVID 19 e ao realizar o teste apresentou resultado positivo.

Paciente do sexo feminino, 26 anos, profissional de saúde, estava em investigação após realizar coleta de swab e hoje o resultado saiu positivo.

Hoje três casos entraram em investigação:

Profissional de saúde do sexo masculino, 63 anos, após apresentar sintomas sugestivos para COVID 19 realizou coleta de swab no Hospital Regional Emília Câmara.

Paciente do sexo masculino, 24 anos, profissional de segurança em cidade vizinha, realizou coleta de swab na Unidade de Campanha do município que trabalha após apresentar sintomas sugestivos para COVID 19.

Paciente do sexo feminino,15 anos, estudante, após apresentar sintomas sugestivos para COVID 19 realizou a coleta de swab na nossa Unidade de Campanha Dia.

Os três casos seguem monitorados pela equipes de vigilância em saúde e atenção básica enquanto aguardam resultado dos exames.

Hoje informamos a cura clínica de 05 pacientes que testaram positivo para COVID 19 em nosso município. Eles estão bem, sem sintomas e já podem sair do isolamento.

Hoje o município de Afogados da Ingazeira atingiu a marca de 629 pessoas testadas para a COVID – 19. A prefeitura segue ampliando a oferta de testes para continuar a estratégia de isolar os casos positivos e seus contatos

 

Boas Notícias: São José do Egito tem 3 novas curas e nenhum novo caso positivo de covid-19

A secretaria de saúde informa a cura de mais 3 pacientes, chegando a 79 pacientes curados da COVID 19. Informamos também que nas últimas 24 horas não registramos nenhum caso. Pedimos a todos os cidadãos egipcienses que continuem seguindo todas as medidas de prevenção contra o vírus, como: Lavagem das mãos com água e sabão, uso do álcool, evitar estar em locais com grande aglomeração de pessoas, e seguir o isolamento social. Juntos vamos vencer essa batalha. Continuamos realizando a testagem de todos os pacientes sintomáticos e até agora já foram realizados 374 exames.

 

Apesar da pandemia e da brutal perda de receitas com a diminuição da arrecadação de tributos, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira dá início, mais uma vez em dia, ao pagamento dos servidores públicos municipais.
“Apesar de este ano nossas comemorações pelo aniversário de Afogados serem virtuais, nós não podíamos deixar de pagar em dia os nossos servidores, nesse mês tão especial, em que celebramos, ainda que de casa, os nossos festejos juninos e o aniversário de nossa cidade,” destacou o Prefeito José Patriota.
Confira o calendário de pagamento referente ao mês de Junho:
SEGUNDA FEIRA – 29/06
Educação 
Assistência Social
IPSMAI – até 1 salário, por ordem alfabética, servidores com iniciais de A a L (o dinheiro estará no banco às 13hs)
TERÇA FEIRA – 30/06
Agricultura, administração, controle interno, cultura e esportes, infraestrutura, finanças, saúde e transportes, além da procuradoria, ouvidoria, gabinete e coordenadoria da mulher.
IPSMAI – até 1 salário, ordem alfabética de M a Z (o dinheiro estará no banco às 13hs)
QUARTA FEIRA – 01/07
IPSMAI – até 1500 reais (o dinheiro estará disponível no banco a partir das 8hs)
QUINTA FEIRA – 02/07
IPSMAI – servidores que recebem entre 1501 e 3.000 reais (o dinheiro estará disponível no banco a partir das 8hs)
SEXTA FEIRA – 03/07
IPSMAI – servidores que recebem acima de R$ 3.000 (o dinheiro estará disponível no banco a partir das 8hs)

Primeiro, será feito o depósito nas contas sociais digitais para os nascidos em janeiro.

A liberação do dinheiro será feita para todos os trabalhadores que tenham saldo em contas ativas ou inativas no FGTS (Foto: Reprodução)

A Caixa começa a pagar até R$ 1.045 (valor do salário mínimo) do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) nesta segunda (29). Primeiro, será feito o depósito nas contas sociais digitais para os nascidos em janeiro.

A liberação do dinheiro será feita para todos os trabalhadores que tenham saldo em contas ativas ou inativas no FGTS até o limite de R$ 1.045 de acordo com o mês de nascimento. Se você tiver R$ 500 no FGTS, poderá sacar esses R$ 500 e se você tiver R$ 500 mil, terá acesso aos R$ 1.045. Cada trabalhador terá direito a um saque, independentemente do número de contas.

O dinheiro será liberado inicialmente em contas sociais digitais e poderá ser movimentado para pagamento de contas e compras feitas pelo aplicativo da Caixa. O saque em espécie ou a transferência do dinheiro só será permitido a partir de 25 de julho. 

Confira o calendário:

A conta social digital é aberta automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo Caixa Tem.

Após o crédito dos valores na poupança social digital, é possível pagar boletos ou contas, ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos, por meio do aplicativo Caixa Tem.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, também de acordo com o mês de nascimento, os trabalhadores podem transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custos, ou realizar o saque em espécie nos terminais de autoatendimento da Caixa e casas lotéricas, utilizando o código que deve ser gerado no aplicativo Caixa Tem.

Ao todo, são mais de 60 milhões de brasileiros com contas do FGTS, dos quais 20 milhões não têm conta em banco. A medida deve injetar até R$ 36,2 bilhões na economia. Para 30,7 milhões de cotistas, a liberação fará com que a conta do FGTS fique zerada.

O governo anunciou o saque emergencial por meio da Medida Provisória 946, em função da pandemia do coronavírus. O plano inicial era de fato que o pagamento fosse liberado na em 15 de junho, conforme prevê a Medida Provisória 946, e para todos os trabalhadores. No entanto, problemas operacionais fizeram a Caixa ter de adiar o início da liberação dos recursos.

Como consultar o valor
Os trabalhadores podem consultar o valor que vão receber por meio do aplicativo do FGTS ou pelo Internet Banking da Caixa.

No aplicativo FGTS, você precisa baixar o app, selecionar a opção “cadastre-se” e preencher todos os dados solicitados: CPF, nome completo, data de nascimento e e-mail. Depois, deve cadastrar uma senha de acesso, numérica, com seis dígitos.

Para quem já usava o aplicativo, pode repetir o mesmo número de senha que usava antes. Se você é cliente da instituição financeira, pode acessar o extrato do FGTS no internet banking no computador ou no aplicativo Caixa pelo celular ou tablet.

No site da Caixa (na opção Saque Emergencial FGTS), o trabalhador precisa informar o número do CPF ou do NIS (Número de Identificação Social). Depois será preciso informar a senha internet, que é a mesma senha que o trabalhador usa para acessar seu extrato no site da Caixa. Caso não lembre, terá de escolher entre recuperar ou cadastrar nova senha.

Bom lembrar que o NIS (também chamado de NIT) e o PIS/Pasep são o mesmo número, a diferença é que eles são gerados em bases de dados diferentes. Veja aqui como consultar seu número do NIS, NIT e PIS/Pasep.

Vencida a etapa senha, o sistema pede que o usuário informe um número de telefone celular para envio de informações por SMS. Posteriormente, o site exibe o saldo de uma ou mais contas até o limite de R$ 1.045.

Na última etapa – todas as informações aparecem na mesma página – o sistema informa a data em que o dinheiro será depositado na conta poupança social digital e o valor que você terá direito até um salário mínimo. Nesta fase, o trabalhador poderá cancelar o depósito clicando em “Não quero receber”.

Mesmo depois que o dinheiro for depositado, o trabalhador poderá desfazer o depósito. E caso o beneficiário não movimente o dinheiro na Poupança Social Digital até 30 de novembro, o valor retorna à conta do FGTS.

Por ora, a solução encontrada é abastecer os cofres das prefeituras com a recomposição do FPM e ainda aprovar inserções de peças partidárias em rádio e TV neste ano.

Líderes que conversaram com Maia sobre o tema neste fim de semana confirmaram à reportagem que a votação da PEC das eleições foi pacificada (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Após um impasse com o chamado centrão, a Câmara avançou em um acordo para votar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que adia as eleições municipais deste ano para novembro.

Durante o fim de semana, líderes partidários e o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) conversaram para buscar uma saída depois que o centrão, pressionado por prefeitos, passou a se opor à proposta aprovada pelo Senado na semana passada que adia para 15 e 29 de novembro o primeiro e o segundo turnos da disputa municipal -as datas oficiais são 4 e 25 de outubro.

Por ora, a solução encontrada é abastecer os cofres das prefeituras com a recomposição do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e ainda aprovar inserções de peças partidárias em rádio e TV neste ano.

Com o acordo avançado, segundo as expectativas dos líderes, o adiamento das eleições pode ser votado nesta semana.

Líderes que conversaram com Maia sobre o tema neste fim de semana confirmaram à reportagem que a votação da PEC das eleições foi pacificada com a concordância de votar no Congresso a MP (Medida Provisória) 938, que transfere recursos da União para as prefeituras.

A MP ainda não foi votada em nenhuma das Casas Legislativas e prevê que a União vai recompor as perdas do que seria repassado aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, ou seja, sem redução apesar da queda na arrecadação do governo federal -uma espécie de seguro para manter a receita dos municípios na crise na pandemia do novo coronavírus.

O plano de líderes da Câmara é aprovar a extensão dessa medida, com validade até junho. Uma das propostas é que essa compensação seja até dezembro.

A MP reservou até R$ 16 bilhões para manter os repasses do FPM e do FPE (Fundo de Participação dos Estados) de março a junho.

Segundo o Comsefaz (Comitê Nacional de Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal) foram gastos R$ 6 bilhões nas três primeiras parcelas, tendo R$ 10 bilhões ainda não utilizados. Por isso, o comitê defende que a manutenção do valor das transferências seja prorrogada, destinando R$ 5 bilhões a estados e outros R$ 5 bilhões a municípios.

O adiamento das eleições municipais enfrentou resistência do centrão -grupo de partidos que, juntos, representam a maioria da Câmara e que tem se aproximado do governo de Jair Bolsonaro. Para a proposta passar, são necessários os votos de pelo menos 308 deputados em dois turnos.

As siglas passaram a ser contra o adiamento após Maia e o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luis Roberto Barroso, excluírem a possibilidade de prorrogação de mandatos.

Caciques dessas siglas têm o controle de boa parte das prefeituras e, junto com os atuais prefeitos, avaliavam que uma campanha eleitoral mais curta elevaria as chances de reeleição.

Com os caixas municipais menos vazios durante a crise do coronavírus, os prefeitos que têm o controle da máquina pública podem obter mais chances de conseguir um novo mandato.

Outro item em debate nas tratativas entre os parlamentares para o adiamento das eleições municipais é o projeto de autoria do senador Jorginho Mello (PL-SC). O texto do catarinense pretende trazer de volta a propaganda partidária gratuita.

As propagandas partidárias no rádio e na televisão, mesmo fora do período eleitoral, foram proibidas na minirreforma eleitoral de 2017.

O projeto de Jorginho recupera, exatamente como era, boa parte do artigo que foi revogado pela lei de 2017, mas deixa de fora o trecho, também revogado, que determinava que a propaganda partidária deveria “promover e difundir a participação política feminina” com no mínimo 10% do programa e das inserções.

O texto do senador também propõe que as inserções nacionais sejam veiculadas à terças, quintas-feiras e sábados e as inserções estaduais às segundas, quartas e sextas-feiras.

As transmissões serão, segundo a proposta, em blocos de 30 segundos nos intervalos das programações normais das emissoras de rádio e de televisão. O projeto ainda não tem relator definido e nem foi pautado para votação no plenário do Senado.

Dólar é cotado a R$ 5,4844 nesta segunda-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,16 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4635.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta segunda-feira (29), está cotado no valor de R$ 5,4844. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,6774.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,16 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4635.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Cerca de 100 pessoas se concentraram no Setor Militar Urbano, a 8km da Esplanada dos Ministérios.

Os manifestantes ostentavam faixas defendendo intervenção militar, com “Bolsonaro no poder”, além da criminalização do comunismo e de uma nova Constituição. (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Com faixas pedindo intervenção militar, um pequeno grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro promoveu neste domingo (28) uma manifestação em frente ao quartel-general do Exército, em Brasília.

Cerca de 100 pessoas se concentraram no Setor Militar Urbano, a 8 km da Esplanada dos Ministérios.

No início da manhã, porém, houve um protesto anti-governo, simbólico e silencioso, no gramado da Esplanada com mil cruzes em homenagem aos mortos pelo coronavírus, organizado por um grupo de esquerda chamado Resistência e Ação.

Um dos líderes do movimento a favor de Bolsonaro foi o professor e youtuber Emerson Teixeira, investigado no inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre atos antidemocráticos, tendo sido alvo de busca e apreensão em operação da Polícia Federal.

Os manifestantes ostentavam faixas defendendo intervenção militar, com “Bolsonaro no poder”, além da criminalização do comunismo e de uma nova Constituição. Além da aglomeração, muitos não usavam máscara de proteção, item obrigatório por meio de decreto no Distrito Federal sobre o combate ao coronavírus.

Com um megafone, Ermerson Teixeira criticou o ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito dos atos antidemocráticos, e pediu a liberação do blogueiro Oswaldo Eustáquio, preso na última semana pela Polícia Federal.

Em seguida, alguns manifestantes seguiram para a Praça dos Três Poderes.

No ato não havia menções ao grupo armado de extrema direita 300 do Brasil, investigado no Supremo. Integrantes do grupo, entre eles a líder Sara Winter, foram presos e liberados recentemente mediante o uso de tornozeleira eletrônica.

Grupos de esquerda fazem ato simbólico contra o governo Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios Pedro O apoio do brasileiro à democracia cresceu em meio ao agravamento da crise política do governo Jair Bolsonaro e atingiu o maior índice da série histórica do Datafolha.

Segundo pesquisa divulgada neste fim de semana, 75% dos entrevistados consideram o regime democrático o mais adequado, enquanto 10% afirmam que a ditadura é aceitável em algumas ocasiões.

O apoio atual à democracia é o maior desde 1989, quando o Datafolha começou a aferir o dado.

O fechamento do Congresso é rejeitado por 78% (59% totalmente), enquanto 18% aceitam a ideia (11% totalmente). Já o do Supremo foi descartado por 75% (56% totalmente) e apoiado por 20% (14% totalmente).

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,3%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos. (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou um boletim epidemiológico na tarde deste domingo (28) com os novos números do covid-19 na Paraíba. Foram 437 novos casos e 15 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo dois nas últimas 24 horas. Confira os números totais abaixo:

  • Casos Confirmados: 44.679
  • Casos Descartados: 39.679
  • Óbitos confirmados: 911
  • Casos recuperados: 13.880
  • Total de municípios: 217

São 44.679 pessoas que já contraíram a doença, 13.880 que já se recuperaram e 911 faleceram. Até o momento, 128.909 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 71%. Em Campina Grande, estão ocupados 68% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 42% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,3%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (26); Aguiar (16); Alagoa Grande (382); Alagoa Nova (157); Alagoinha (374); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (309); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (241); Arara (79); Araruna (69); Areia (150); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (76); Assunção (26); Baia da Traição (161); Bananeiras (74); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (17); Barra de Santana (49); Barra de São Miguel (6); Bayeux (836); Belém (247); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (114); Borborema (6); Brejo do Cruz (83); Brejo dos Santos (4); Caaporã (738); Cabaceiras (11); Cabedelo (1767); Cachoeira dos Índios (42); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (177); Cajazeiras (484); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (73); Camalaú (1); Campina Grande (6440); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (101); Catingueira (12), Catolé do Rocha (145); Caturité (56); Conceição (11); Condado (69); Conde (333); Congo (26); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (181); Cubati (40); Cuité (91); Cuité de Mamanguape (46); Cuitegí (107); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (3); Dona Inês (9); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (237); Fagundes (43); Frei Martinho (2); Gado Bravo (61); Guarabira (2055); Gurinhém (160); Gurjão (19); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (316); Itabaiana (567); Itaporanga (27); Itapororoca (169); Itatuba (121); Jacaraú (108); Jericó (4); João Pessoa (12580); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (23); Juripiranga (265); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (33); Lagoa Seca (349); Lastro (13); Livramento (37); Logradouro (49); Lucena (171); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (1126); Manaíra (7); Marcação (32); Mari (340); Marizópolis (6); Massaranduba (140); Mataraca (82); Matinhas (35); Mato Grosso (7); Matureia (22); Mogeiro (64); Montadas (31); Monteiro (90); Mulungu (147); Natuba (37); Nazarezinho (4); Nova Floresta (15), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (29);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1340); Paulista (59); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (900); Pedro Régis (17); Piancó (49); Picuí (74); Pilar (133); Pilões (36); Pilõezinhos (132); Pirpirituba (77); Pitimbu (470); Pocinhos (49);  Poço Dantas (1); Pombal (146); Princesa Isabel (38); Puxinanã (169);  Queimadas (469); Quixaba (24); Remígio (146); Riachão (22); Riachão do Bacamarte (176);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (407); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (96); Santa Cecília (15); Santa Cruz (12); Santa Helena (10); Santa Inês (9);  Santa Luzia (160); Santa Rita (1226); Santa Terezinha (29); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (549); São Domingos do Cariri (6);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (35); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (38); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (3); São José do Sabugi (140); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (79); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (118); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (461); Serra Branca (37); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (129); Serraria (23); Sertãozinho (34); Sobrado (64); Solânea (152); Soledade (83); Sossego (5), Sousa (483); Sumé (47); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (19); Umbuzeiro (31); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 28/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

15 óbitos foram registrados, 02 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 73 anos, residente em Alagoa Nova. Cardiopata, portadora de hipertiroidismo. Inicio dos sintomas em 09/06. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Mulher, 48 anos, residente em Bayeux. Hipertensa, portadora de doença renal e doença respiratória. Inicio dos sintomas em 16/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 71 anos, residente em Cajazeiras. Sem comorbidades. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 66 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata , diabética. Inicio dos sintomas em 27/05. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 72 anos, residente em Campina Grande. Obeso. Inicio dos sintomas em 20/05. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 84 anos, residente em Campina Grande. Obeso. Inicio dos sintomas em 15/05. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06.

Mulher, 53 anos, residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06

Homem, 53 anos, residente em Guarabira. Comorbidades não informadas. Inicio dos sintomas em 16/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Homem, 84 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 27/05. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Homem, 93 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 05/06. Foi a óbito em sua residência no dia 19/06.

Mulher, 87 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 05/06. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Homem, 72 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 11/05. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Mulher, 84 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Inicio dos sintomas em 05/06. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Mulher, 77 anos, residente em Rio Tinto. Portadora de neoplasia. Inicio dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 74 anos, residente em Santa Rita. Ex- tabagista. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em sua residência no dia 12/06.

“Era um sentimento abstrato e distante. Nunca soube o que fazer com aquilo. Então eu dobrei e guardei numa caixinha, embaixo do meu caos emocional”, diz Côrtes ao se descobrir gay.

“Eu sabia que eu era gay quando tinha uns 14 anos”, contou João Côrtes. (Foto: Paulo Belote/Globo)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – João Côrtes, 25, aproveitou o Dia do Orgulho LGBTQIA+ para fazer um corajoso desabafo em suas redes sociais e revelar a seus seguidores que é gay. O ator, que ficou conhecido como “ruivo da Vivo” por causa de um comercial, fez séries e novelas e foi vice-campeão do reality show Popstar (Globo) em 2018. Ele disse que já havia saído do armário para pessoas próximas, mas nunca havia falado sobre isso publicamente.

“Eu sabia que eu era gay quando tinha uns 14 anos”, contou. “Eu sabia, mas na época isso era só um leve impulso. Uma sensação. Era um sentimento abstrato e distante. Nunca soube o que fazer com aquilo. Então eu dobrei e guardei numa caixinha, embaixo do meu caos emocional.”

Ele disse que tentou lutar contra os próprios sentimentos durante muito tempo. “Escondi de mim, dentro de mim, por anos e anos, na esperança de que isso se tornasse cada vez menor, e menos”, revelou. “E o que era distante ficava cada vez mais presente, e o leve e ingênuo impulso se transformava em vergonha.”

Essa batalha, prosseguiu, teve desdobramentos para ele. “Isso me bloqueou emocionalmente, e ainda bloqueia. É uma luta contínua”, afirmou. “Eu sou um homem branco, cis, de uma família de classe média/alta liberal. Ser aceito nunca foi uma questão, mas isso jamais passou pela minha cabeça. E mesmo sendo privilegiado, eu travei.”

João também explicou por que decidiu se manifestar agora. “Não me deixa de ocorrer o quão importante a representatividade é. Cada vez mais”, avaliou. “Passei por todas as fases do processo. Sim, eu joguei esse joguinho insuportável e tedioso: saía com os amigos e fingia olhar para as mulheres, ouvia todos eles falando sobre mulheres. E eu falava junto. E ainda namorei mulheres.”

“Neguei a muita gente, mesmo a amigos que me olhavam e sabiam que eu estava me enganando. Eu dizia ‘não’ pensando em ‘sim'”, relatou. “Com pavor da palavra ‘gay’. Pavor de me tornar outra pessoa. Pavor de aceitar meu lado desconhecido. Pra mim era um abismo. Era compactuar com uma força estranha querendo entrar. E eu gastando toda minha energia pra tentar me manter fiel a um papel que simplesmente não me cabia mais.”

Por causa disso, ele chegou a tentar mudar quem ele era. “Eu controlava e censurava minha maneira de falar, de vestir, de sentar, de dançar, de olhar. Censurava minhas referências, meus pontos de expressão e de representação”, contou. “Eu fugia de mim mesmo como um rato foge do gato. Essas invasões pra mim hoje são bizarras e humilhantes, mas na época isso acontecia com naturalidade. Discrição era padrão e me parecia benigno.”

“A vergonha pode ser pesada e muito barulhenta, mas ela também pode se esconder atrás do conforto e conveniência”, avaliou. “Mas a vergonha de si mesmo é sempre violenta. E te corrói. Eu não quero compactuar com a ideia de que ser gay é um problema a ser resolvido. Eu sou extremamento grato por ser gay. É uma bênção.”

Ele ainda deixou um recado para quem se sentia como ele. “Se você é gay, bi, trans, não-binário ou ainda se questionando, se você está confuso, está sentindo dor ou vergonha ou humilhação ou se sente sozinho: você não está sozinho e vocês fazem o mundo muito mais interessante, surpreendente e suportável”, escreveu. “Para todos os queers, desajustados, outsiders e amores da minha vida: eu amo vocês. Amo e estou aqui por vocês. Prometo que depois da tempestade a vida fica bem melhor. Confia.”

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram confirmados mais 04 casos positivos Covid-19 neste sábado (27/02), sendo todos do sexo feminino, com 24, 29, 42 e 37 anos, totalizando 470 pessoas contagiadas. 
O número de casos suspeitos aguardando resultados subiu para 36 e o número de casos descartados subiu para 2.064. O município tem 351 pacientes recuperados, 105 em tratamento domiciliar e 04 em leitos de internamento. 
Em relação aos profissionais de saúde contagiados, 27 estão recuperados 13 estão em isolamento domiciliar monitorado. 
O décimo óbito foi registrado no sábado, dia 27. A paciente era idosa, tinha 82 anos, estava internada no Hospam e foi transferida para Caruaru, onde faleceu. Ela era moradora do Centro da cidade e já estava na relação de casos confirmados de Covid-19 em Serra Talhada.
O boletim diário, portanto, fica com 470 casos confirmados, 36 casos suspeitos, 351 recuperados, 2.064 descartados e 10 óbitos. 
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA 
IPSEP (78)
São Cristóvão (64)
AABB/Várzea (57)
Bom Jesus (54)
Centro (47)
Cohab/Tancredo Neves (27)
Cagep (19)
Alto da Conceição (18)
Vila Bela (18)
Mutirão (13) 
Malhada Cortada/Baixa Renda (12) 
Caxixola (09)
Universitário (08)
Borborema (06)
ZONA RURAL 
Varzinha (10)
Caiçarinha da Penha (03)
Sítio Poço Escuro (03)
Fazenda Cacimbinha (02)
DNOCS (02)
Nossa Senhora de Fátima (02)
Sítio Conceição de Cima (02)
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Lagoa da Pedra (01)
IPA (01)
Fazenda Joazeiro (01)
Fazenda Saco – IPA (01)

Cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, testa positivo para Covid-19

O cantor Zé Neto, da dupla sertaneja com Cristiano, testou positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria dos artistas na tarde deste sábado (27).

Ainda segundo a assessoria, o pai do cantor também teve a doença confirmada, porém não apresentou sintomas.

Zé Neto, que mora em São José do Rio Preto (SP), decidiu fazer o teste de coronavírus no Hospital de Base após apresentar tosse, espirro e febre. No entanto, a assessora não soube informar exatamente quando o exame foi realizado.

O cantor e o pai estão bem e permanecem em isolamento sem contato com a família, mesmo estando na mesma residência. O produtor da dupla ainda informou que Zé Neto agradece aos fãs pelo carinho e preocupação.

PT do Recife recua no veto à Marília

Foto: reprodução

Em reunião finalizada, há pouco, o diretório do Partido dos Trabalhadores no Recife recuou do veto à candidatura de Marília Arraes à Prefeitura.

Uma fonte ligada ao Blog do Magno informa que o PT local optou por recorrer à Executiva Nacional para que reconsidere a candidatura própria na capital pernambucana.

A medida do diretório petista no Recife só adia o que já se sabe: que o que vale é a decisão do PT nacional.

Ou seja, Marília Arraes será candidata, a contragosto do grupo político do senador Humberto Costa.

Afogados: MP acionará donos de chácaras que continuam promovendo eventos

Autoridades de Vigilância Sanitária,  PM e Ministério Público afirmaram ao blog que vão reforçar a fiscalização de chácaras em Afogados da Ingazeira.

É que pelos decretos estadual e municipal, esses estabelecimentos não podem abrir para eventos por intermédio de aluguel, por conta das aglomerações que promovem.

Esta semana, imagens de confraternizações em uma chácara da cidade viralizaram. Elas mostram jovens aglomerados  e até políticos, como pré-candidato a vereador, segundo apuraram  as autoridades.

“Vamos notificar todas elas. E pedimos à população que denuncie no momento em que o evento estiver ocorrendo. Há casos de uma única pessoa que contaminou várias. Basta uma pessoa infectada para contaminar todas. E o pior, os jovens podem infectar seus entes com comorbidades”, alertou o promotor Lucio Luiz de Almeida Neto.

Em uma delas, a Vigilância Sanitária e PM chegaram  a ir, mas a festa já havia acontecido dentro da janela dos festejos juninos. O proprietário foi alertado a não mais promover esses eventos.

O promotor alerta que em casos de flagrantes desse tipo de aglomeração,  ligar 190 ou para a prontidão do 23o BPM, (87) 9-9937-5670. Caso a denúncia seja feita no pós evento, email pode ser enviado para pjafogadosingazeira@mppe.mp.br

Via Nill

Governo de Pernambuco deve anunciar medidas mais rígidas para o Sertão após aumento de casos de coronavírus

Primeira paciente pernambucana com confirmação do coronavírus está ...

O primeiro dia de quarentena rígida em Caruaru e Bezerros foi marcado, nesta sexta-feira (26), por reforço na fiscalização e orientação aos moradores sobre as medidas sanitárias contra a covid-19. Mas, preocupado com a rota de interiorização da doença, o governo do Estado sinalizou que também é hora de fazer vigília à curva epidêmica no Sertão, especialmente em Petrolina, onde a ocorrência de pacientes graves tem aumentado nos últimos dias. “A covid-19 chega com mais força, neste momento, no Agreste, mas já dá sinais de que chegará ao Sertão. Nós provavelmente também teremos que adotar medidas para esta região nas próximas semanas. Estamos observando o comportamento (do novo coronavírus) ao longo dos próximos dias (nos municípios sertanejos)”, anunciou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, nesta sexta-feira (26), durante entrevista coletiva transmitida pela internet.

Petrolina tem atualmente 765 casos confirmados, mais 344 em investigação e 26 mortes. A cidade de Araripina, também no Sertão, é outra que acende o alerta, com 180 confirmações da doença e quatro óbitos. “Não descuidamos da Região do Araripe. O Hospital Santa Maria, em Araripina, vai ganhar mais dez leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) e, somados a outros dez, irá para 20 vagas de UTI. E Ouricuri (município na mesma Regional de Saúde) também ganhará mais dez leitos. Estamos fortalecendo toda aquela região. Como era esperado, deverá haver um aumento no número de casos agora em julho no Sertão. Precisamos estar fortalecidos para o enfrentamento à covid-19 nessas localidades”, destacou Longo.

No Sertão, a cidade de Petrolina é a que mais sente o peso da covid-19 na assistência hospitalar. A rede pública, no município, tem 30 leitos de UTI distribuídos em três hospitais; 22 estão ocupados com pacientes moradores do município, de Dormentes e de Lagoa Grande (ambos da mesma Regional de Saúde), como também da vizinha Juazeiro (Bahia), que passa pelo toque de recolher. Dessa maneira, as pessoas enfrentam limites de locomoção no município, das 18h até as 5h. Ao longo dos últimos dias, Juazeiro tem registrado um alto crescimento na taxa de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. São 558 pessoas que já foram detectadas com a covid-19 na cidade, além de 22 mortes.

O governo federal editou decreto alterando o Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, nome técnico para os canais de rádio e TV em suas diferentes modalidades. A alteração da norma flexibilizou exigências e facilitou as condições para a obtenção de outorgas juntamente ao Executivo, bem como a mudança das características do serviço prestado.

decreto deixa de exigir justificativa e estudo de viabilidade técnica quando uma emissora de rádio ou TV quiser ampliar a área de cobertura. E fixa um prazo de seis meses para a solicitação do licenciamento da estação. No caso de municípios e estados, este período será de até doze meses.

Na versão anterior, havia prazo de 60 dias para celebração de contrato com a União após o fim do processo licitatório. Pela nova redação, o escolhido terá um ano para cumprir as exigências necessárias à oficialização, como obter autorização de radiofrequência.

Os prazos também são alterados para a obtenção de licença para retransmissoras (tipo de estação cuja finalidade não é gerar, mas, como o nome indica, retransmitir conteúdos). Este tipo de serviço é importante para atingir regiões do interior de estados com a programação gerada nas capitais ou em cidades-polo.

A norma também muda a necessidade de interrupção do serviço quando a emissora tiver divergência dos dados registrados na documentação junto ao Executivo.

Em nota, o Ministério das Comunicações justificou a mudança legal argumentando que ela dará mais “segurança jurídica” e “rapidez” nas análises de processos de outorga de rádio e TV. A pasta completou que o decreto editado também aperfeiçoa regras relativas à apuração de descumprimento de obrigações pelas entidades exploradoras destes serviços.

Na avaliação da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), a iniciativa do Ministério das Comunicações significa uma resposta “ágil e eficiente” a uma demanda do setor empresarial de rádio e TV.

Agência Brasil

Uma jovem de 38 anos morreu no início da tarde deste sábado (27) Hospital Agamenon Magalhães (HOSPAM),  em Serra Talhada, onde estava internada em estado grave. Katiúscia Shiarelly testou positivamente no Hospital Regional Emília Câmara – HREC de Afogados da Ingazeira, sendo transferida posteriormente para o HOSPAM, onde chegou a ser entubada.

Katiúscia Shiarelly era casada e tinha um filho. Era filha da professora Maria das Neves, Nevinha do Colégio Rui Barbosa. Nas redes sociais, o lamento de muitos afogadenses com mensagens de comoção.  Katiúscia era muito conhecida na cidade e tinha muitas amizades. Não se save ainda o horário e local onde será sepultado o corpo da jovem afogadense.

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, texto

 

Depoimentos:

15 h 

 

Diz que é mentira isso
Fala que foi so um boato. Minha cliente antiga 😞😞
Me diz que vc tá bem😭😭😭
Minha amiga que Jesus te receba de braços abertos, que vc possa descansar eternamente.
Vamos sentir muita saudade
Katiuscya Shiarelly
José Alves Barbosa

Comentários
Ver mais 21 comentários

Segundo a agência Bloomberg, com essa desvalorização, o presidente da companhia, Mark Zuckerberg, viu sua riqueza recuar US$ 7,2 bilhões (R$ 39,4 bilhões).

A preocupação do Facebook com o boicote de grandes marcas às redes sociais não é à toa. A publicidade faz parte de quase toda a receita do Facebook. (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Após uma série de empresas, como Unilever e a Coca-Cola, afirmarem que irão suspender seus anúncios nas redes sociais, as ações do Facebook tiveram uma queda de 8,3% nesta sexta-feira (26), com uma perda de US$ 56 bilhões (R$ 306,8 bilhões) do valor de mercado da empresa.

Segundo a agência Bloomberg, com essa desvalorização, o presidente da companhia, Mark Zuckerberg, viu sua riqueza recuar US$ 7,2 bilhões (R$ 39,4 bilhões).

A Unilever, dona de muitas marcas de produtos domésticos como o sabonete Dove, a maionese Hellmann’s e o chá Lipton, soma-se a uma lista crescente de companhias que estão boicotando o Facebook por períodos de tempo variados, como Verizon Communications, Patagonia, VF Corp., Eddie Bauer e Recreational Equipment.

A medida das marcas é um marco importante na escalada de esforços dos anunciantes para que as companhias tecnológicas adotem mudanças em relação ao conteúdo publicado nas redes. A iniciativa quer que as companhias façam mais para impedir o discurso de ódio.

“Com base na atual polarização e na eleição que teremos nos EUA, precisa haver muito mais fiscalização na área do discurso de ódio”, disse Luis Di Como, vice-presidente executivo de mídia global da Unilever. “Continuar anunciando nessas plataformas neste momento não acrescentaria valor às pessoas e à sociedade”, declarou a Unilever. A suspensão que deve valer até o fim do ano também afeta o Instagram.

A Coca-Cola foi mais longe que a maioria dos anunciantes, e afirmou na sexta que vai suspender os gastos de publicidade em todas as plataformas de redes sociais por pelo menos 30 dias –incluindo Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e Snap.

“Não há lugar para racismo no mundo, e não há lugar para racismo nas redes sociais”, disse o executivo-chefe da Coca-Cola, James Quincey, em um comunicado.

Como resposta à pressão dos anunciantes, o Facebook anunciou nesta sexta-feira (26) que começará a marcar postagens com discurso político que violem suas regras e tomará outras medidas para evitar a repressão a eleitores e proteger minorias contra abusos.

A preocupação do Facebook com o boicote de grandes marcas às redes sociais não é à toa. A publicidade faz parte de quase toda a receita do Facebook. No primeiro trimestre deste ano, o faturamento total da empresa fechou em US$ 17,7 bilhões (R$ 96,9 bilhões), dos quais 98% ou US$ 17,4 bilhões (R$ 95,3 bilhões) vieram da publicidade, de acordo com o relatório divulgado a investidores.

O Facebook, no entanto, declarou que não toma decisões políticas por causa da pressão das receitas, e um porta-voz disse que as mudanças são uma decorrência do compromisso feito por Zuckerberg de se preparar para as próximas eleições.

A entrevista de Salvático ao “Fantástico”, no dia 17 de maio foi um divisor de águas. Menos de uma semana depois de a entrevista ir ao ar, Stangherlin deixou a casa em que os dois moravam.

Salvático e Stangherlin, que estavam juntos desde 2016, estão em disputa judicial pela divisão dos bens adquiridos durante o relacionamento. Casal se separou após Thiago relatar namoro com Gugu. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O empresário Guilherme Stangherlin falou pela primeira vez sobre o ex-marido de Thiago Salvático, que ficou conhecido após pedir na Justiça o reconhecimento de união estável com o apresentador Gugu Liberato, morto em 2019. O ex-casal, que estava junto desde 2016, está em disputa judicial pela divisão dos bens adquiridos durante o relacionamento.

Stangherlin contou ao colunista Leo Dias, do jornal “Metrópoles”, como ficou sabendo do suposto relacionamento de Salvático com Gugu. Segundo ele, foi pela imprensa durante o velório do ex-apresentador da Record.

“Quando o corpo do Gugu veio para o Brasil, reconheci ele na televisão”, afirmou. “Foi quando eu entrei em contato com ele e perguntei o que estava acontecendo. ‘Está em São Paulo resolvendo problemas pessoais e está no velório do Gugu?’. Ele disse: ‘Como eu estava em São Paulo, resolvendo esses assuntos pessoais, tinha contatos com a família dele e vim dar uma força para eles’. Para mim ele tinha contatos com alguém da família e foi lá para dar uma força.”

Ele diz que, até então, não tinha conhecimento de nenhuma proximidade entre os dois. “Nesses quase cinco anos que a gente morava junto eu nunca vi o nome de Gugu. Eu tinha acesso ao celular dele, a gente dormia junto. O nome do Gugu eu nunca ouvi nesse período que eu estava com ele, de 2016 até dia 23 de maio, quando eu saí da nossa casa”, disse. “Nunca vi coisas do Gugu, fotos do Gugu, nunca tive ciência de nada disso. Se ele teve algum envolvimento, ele foi muito… não quero falar esse palavrão. Ele foi muito manipulador. Me manipulava. Hoje eu tenho certeza disso, plena certeza que ele me manipulava.”

O empresário diz ainda que acredita que o ex-marido está apenas de olho na herança do apresentador. “Não sei aonde ele quer chegar com tudo isso. A minha família conhecia nossa relação, a família dele também”, contou. “E aí ele vem em rede nacional falar o que falou. Está claríssimo para mim que ele estava atrás do dinheiro do Gugu”, desabafou.

A entrevista de Salvático ao “Fantástico”, no dia 17 de maio, aliás, foi um divisor de águas. “Eu não reconheço o Thiago que eu conheci em 2016”, avaliou. “Eu não sei a intenção, onde ele queria chegar com tudo isso, porque todo mundo conhecia que nós tínhamos uma relação. Tanto é que no final do ano agora, antes de voltarmos para a Alemanha, ele foi pra casa dos meus pais, levou uma orquídea para minha mãe, nos abraçou, fizemos fotos, entendeu?”

Menos de uma semana depois de a entrevista ir ao ar, Stangherlin deixou a casa em que os dois moravam na Alemanha. “Eu gostava realmente dele. Meu amor era verdadeiro e intenso por ele. Me dediquei muito para a nossa relação dar certo”, contou. “E eu acreditava muito nele, ele me passava muita segurança. Tanto que nas viagens que ele fazia sozinho, ele me deixava seguro, porque me ligava, fazia chamada de vídeo, mostrava o que ele estava fazendo no quarto, qual era a programação dele. Então se estivesse com outra pessoa era muito… Por mais que eu pensasse: ‘Pode ser que ele está me traindo’. Mas ele me dava muita segurança.”

O país atinge a marca de 57.103 óbitos causados pelo novo coronavírus e 1.315.941 casos. São Paulo segue com o maior número de mortes registradas.

Os dados mostram ainda que há 715.905 pessoas recuperadas da doença e 540.692 em acompanhamento. (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil registrou 994 mortes pela Covid-19 neste sábado (27), e 35.887 novos casos da doença. Assim, o país atinge a marca de 57.103 óbitos causados pelo novo coronavírus e 1.315.941 casos.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais, e o balanço é fechado sempre às 20h.

São Paulo segue com o maior número de mortes registradas (297 novas mortes, o que eleva o total a 14.263 óbitos pelo novo coronavírus), seguido pelo Rio de Janeiro (9.789, com 202 novas mortes mortes). Em seguida na lista aparecem Ceará e Pará.

Também neste sábado, o Ministério da Saúde informou que a primeira morte confirmada laboratorialmente por Covid-19 no país aconteceu em 12 de março, quando uma mulher de 57 anos morreu num hospital da zona leste de São Paulo.

Antes, acreditava-se que o primeiro óbito no país ocorrera em 16 de março. Na nota deste sábado, o ministério confirma também uma outra morte anterior a essa data, no dia 15. As informações estarão no próximo boletim epidemiológico da pasta.

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou que a quarentena no estado de São Paulo foi prorrogada até o dia 14 de julho.

Minas Gerais, e estados do Centro-Oeste e Sul têm registrado aumento de casos, o que fez com que poderes locais recuassem no processo de reabertura. Em Belo Horizonte, por exemplo, um mês depois de avançar na flexibilização, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou que só poderão abrir serviços essenciais, a partir de segunda-feira (29). A capital segue outras cidades de Minas Gerais que também adotaram medidas mais rígidas durante a semana.

Em Mato Grosso, a ocupação de leitos de UTI, que há duas semanas era de 13%, subiu para 76% na semana passada e 87% nesta semana.

Bahia, Paraná e Distrito Federal também continuam em rota de crescimento no número de pacientes graves.

O Brasil tem taxa de cerca de 26,8 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos, e o Reino Unido, ambos à frente do Brasil na pandemia (ou seja, começaram a sofrer com o problema antes), têm 38,2 e 65,4 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

Na Argentina, onde a pandemia desembarcou nove dias mais tarde que no Brasil e que seguiu uma quarentena muito mais rígida, o índice é de 2,6 mortes por 100 mil habitantes.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde apontam 38.693 novos casos e 1.109 novas mortes confirmadas pela Covid-19 no Brasil neste sábado. O total já chega a 57.070 mortes e 1.313.667 casos pelo novo coronavírus.

Os dados mostram ainda que há 715.905 pessoas recuperadas da doença e 540.692 em acompanhamento.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Alavancados por EUA e Brasil, países registram recorde de novos casos de coronavírus em 24 horas

No total, já são quase 10 milhões de casos confirmados e quase 500 mil mortes. (Foto: Reprodução)

Um novo recorde global de novos casos de coronavírus foi atingido nesta sexta-feira, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. Alavancados por EUA e Brasil, os países em seu conjunto registraram 191.700 novas infecções por Covid-19 em 24 horas. O recorde anterior era do dia 18 de junho, quando foram registrados 181.600 novos casos em um único dia no planeta.

No total, já são quase 10 milhões de casos confirmados e quase 500 mil mortes. Dados atualizados da Johns Hopkins mostram que no mundo todo 9.859.738 pessoas foram confirmadas com a doença e as vítimas fatais somam  495.573.

Com mais de 1,2 milhão de casos confirmados, o Brasil é o segundo país mais atingido pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos, que neste sábado completou seu terceiro dia consecutivo de recorde de novos casos, somando quase 2,5 milhões de infectados. A Rússia aparece em  terceiro, com pouco mais de 626 mil diagnósticos da Covid-19.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde através do boletim epidemiológico neste sábado (27).

Casos de coronavírus crescem na Paraíba (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 896 óbitos e 44.242 casos confirmados de Coronavírus. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde através do boletim epidemiológico neste sábado (27). 

De acordo com o boletim foram 32 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. 

Confira o boletim

Governo da Paraíba
Secretaria de Estado da Saúde
Atualização Covid-19 | 27/06/2020

Paraíba confirma 1.410 novos casos de Covid-19 em 24h

Casos Confirmados: 44.242
Casos Descartados: 39.353
Óbitos confirmados: 896
Casos recuperados: 13.756
Total de municípios: 217

Neste sábado, 27 de junho, a Paraíba registrou 1410 novos casos de Covid-19 e 32 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. São 44.242 pessoas que já contraíram a doença, 13.756 que já se recuperaram e 896 faleceram. Até o momento, 122.671 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 73% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 46% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 37,5%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (23); Aguiar (15); Alagoa Grande (382); Alagoa Nova (156); Alagoinha (373); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (309); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (241); Arara (79); Araruna (69); Areia (149); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (76); Assunção (26); Baia da Traição (161); Bananeiras (74); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (17); Barra de Santana (49); Barra de São Miguel (6); Bayeux (830); Belém (246); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (114); Borborema (6); Brejo do Cruz (83); Brejo dos Santos (4); Caaporã (734); Cabaceiras (11); Cabedelo (1767); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (167); Cajazeiras (479); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (73); Camalaú (1); Campina Grande (6389); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (101); Catingueira (12), Catolé do Rocha (144); Caturité (56); Conceição (11); Condado (69); Conde (332); Congo (26); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (40); Cuité (89); Cuité de Mamanguape (46); Cuitegí (107); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (3); Dona Inês (9); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (237); Fagundes (43); Frei Martinho (1); Gado Bravo (60); Guarabira (2050); Gurinhém (159); Gurjão (19); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (277); Itabaiana (565); Itaporanga (25); Itapororoca (168); Itatuba (121); Jacaraú (100); Jericó (4); João Pessoa (12449); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (23); Juripiranga (265); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (32); Lagoa Seca (348); Lastro (13); Livramento (37); Logradouro (48); Lucena (165); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (1125); Manaíra (7); Marcação (32); Mari (340); Marizópolis (6); Massaranduba (139); Mataraca (82); Matinhas (35); Mato Grosso (7); Matureia (22); Mogeiro (64); Montadas (31); Monteiro (85); Mulungu (147); Natuba (37); Nazarezinho (4); Nova Floresta (15), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (29);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1306); Paulista (58); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (899); Pedro Régis (16); Piancó (47); Picuí (75); Pilar (133); Pilões (34); Pilõezinhos (132); Pirpirituba (77); Pitimbu (470); Pocinhos (49);  Poço Dantas (1); Pombal (146); Princesa Isabel (38); Puxinanã (168);  Queimadas (445); Quixaba (24); Remígio (146); Riachão (22); Riachão do Bacamarte (174);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (369); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (96); Santa Cecília (15); Santa Cruz (12); Santa Helena (9); Santa Inês (9);  Santa Luzia (159); Santa Rita (1205); Santa Terezinha (29); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (549); São Domingos do Cariri (6);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (34); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (37); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (140); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (78); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (118); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (459); Serra Branca (37); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (125); Serraria (22); Sertãozinho (34); Sobrado (64); Solânea (150); Soledade (82); Sossego (5), Sousa (483); Sumé (47); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (19); Umbuzeiro (30); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 27/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

32 óbitos foram registrados, 06 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 46 anos, residente em Alhandra. Diabético, portador de doença renal e doença hepática. Inicio dos sintomas em 21/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 57 anos, residente em Cabedelo. Portadora de neoplasia e imunossupressão. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

Homem, 54 anos, residente em Cabedelo. Diabético e hipertenso. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 71 anos, residente em Cabedelo. Hipertenso. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 72 anos, residente em Cajazeiras. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Mulher, 57 anos, residente em Campina Grande. Portadora de transtorno mental e cardiopatia. Inicio dos sintomas em 04/06. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Homem, 43 anos, residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Mulher, 73 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Mulher, 80 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/06.

Mulher, 83 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata e diabética. Inicio dos sintomas em 09/05. Foi a óbito em hospital público no dia 19/05.

Mulher, 72 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 13/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 80 anos, residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 65 anos, residente em Casserengue. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Homem, 54 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 89 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Homem, 90 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata e portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital privado no dia 15/06.

Mulher, 83 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica e doença respiratória. Inicio dos sintomas em 22/05. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 89 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 12/06. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 24 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata, portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 11/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 19/06.

Homem, 57 anos, residente em João Pessoa. Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Homem, 54 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 20/05. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 66 anos, residente em João Pessoa. Ex- tabagista. Inicio dos sintomas em 04/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 59 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e Diabética. Inicio dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Homem, 58 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença renal. Inicio dos sintomas em 14/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Homem, 83 anos, residente em Logradouro. Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Homem, 77 anos, residente em Mamanguape. Diabético. Inicio dos sintomas em 13/04. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 72 anos, residente em Santa Rita. Hipertenso e Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 58 anos, residente em Santa Rita. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Homem, 82 anos, residente em Santa Rita. Sem Comorbidade. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 25/05.

Mulher, 61 anos, residente em Sapé. Cardipata, portadora de neoplasia e impunossupressão. Inicio dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 30 anos, residente em Soledade. Hipertensa. Inicio dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 85 anos, residente em Umbuzeiro. Hipertensa e Diabética. Inicio dos sintomas em 07/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis

Com mais 1.285 casos da Covid-19 e 98 óbitos, Pernambuco tem 57.089 infectados e 4.708 mortes

Por G1 

Pernambuco chega a 57.089 casos da Covid-19 e 4.708 mortes

Foram confirmados em Pernambuco, neste sábado (27), 1.285 casos da Covid-19 e 98 óbitos (veja vídeo acima). Com isso, o estado passou a ter 57.089 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 4.708 mortes, registros que começaram a ser contabilizados em março, no início da pandemia.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, neste sábado (27) ocorreu a confirmação de 1.023 casos leves, ou seja, pacientes que não precisaram se internar em hospitais e estavam na fase final da doença, ou já curados.

Os outros 262 casos se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). No acumulado, Pernambuco tem, até essa data, 19.126 quadros graves e 37.963 casos leves da doença.

Com relação ao número de curas clínicas, Pernambuco contabilizou, até este sábado (27), 38.489 pessoas recuperadas da Covid-19. Desse total, 9.109 são de casos graves e 29.380 são de casos leves.

Foto microscópica mostra célula humana sendo infectada pelo Sars Cov-2, o novo coronavírus — Foto: NIAID via Nasa

Foto microscópica mostra célula humana sendo infectada pelo Sars Cov-2, o novo coronavírus — Foto: NIAID via Nasa

Com relação aos 98 óbitos confirmados neste sábado (27), 65 deles aconteceram entre o dia 15 de abril e terça-feira (23), e as outras 33 mortes ocorreram nos últimos três dias. Entre os novos óbitos registrados no estado, 42 foram de pessoas do sexo feminino e 56 de indivíduos do sexo masculino. Eles tinham idades entre 20 e 96 anos.

Essas novas mortes confirmadas são de moradores nas cidades de Abreu e Lima (1), Afogados da Ingazeira (1), Agrestina (2), Araripina (1), Bezerros (1), Cabo de Santo Agostinho (15), Camaragibe (1), Caruaru (4), Catende (2), Escada (6), Feira Nova (1), Gameleira (2), Ipojuca (3), Jaboatão dos Guararapes (12), Jurema (1), Lagoa dos Gatos (1), Olinda (3), Palmares (2), Paulista (1), Pesqueira (4) , Petrolina (1), Primavera (1), Recife (25), Ribeirão (1), Rio Formoso (2), Sirinhaém (1), Toritama (1), Vitória de Santo Antão (1) e outro estado (1).

Desses 98 pacientes que vieram a óbito, 51 apresentavam comorbidades: diabetes (28), doença cardiovascular (22), hipertensão (10), doença renal (8), doença respiratória (5), obesidade (4), tabagismo/histórico de tabagismo (3), câncer (3), etilismo (2), doença cromossômica (1), doença vascular (1), Parkinson (1), doença hepática (1), AVC (1), imunosupressão (1). Seis pacientes não apresentavam comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Testes e ocupação de leitos

Nas últimas 24 horas, foram feitos 2.891 testes da Covid-19 em todo o estado, elevando para 110.769 o número de exames da doença realizados em Pernambuco desde o início da pandemia.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe em Pernambuco, 15.404 casos de Covid-19 foram confirmados e 18.352 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

A taxa de ocupação dos 762 leitos de UTI no estado é de 79%. Nos 968 leitos de enfermaria, a média de ocupação é de 43%. A taxa global é de 59%.

Gafanhotos apareceram em condomínio da cidade de Carpina, Mata Norte de Pernambuco — Foto: Reprodução/TV Globo

Gafanhotos invadiram um condomínio localizado em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta sexta-feira (26). Os bichos, de acordo com moradores, tomaram conta do jardim e comeram as plantas.

Vídeos enviados para o WhatsApp da TV Globo mostram os gafanhotos no Condomínio Vale dos Tamarindos. O conjunto fica na BR-408, perto do shopping da cidade.
Dona de uma das residências, a empresária Isabel Cristina Fragoso contou que voltou para casa para almoçar e se deparou com os bichos.
“Moro há mais de oito anos aqui. E nunca vi isso. Pensei que eram folhas”, declarou. Isabel disse, ainda, que os animais invadiram o jardim e comeram plantas. “Queria saber o que fazer para evitar que eles comam o resto”, disse.
Especialista em gafanhotos, o professor aposentado Argus Vasconcelos de Almeida, que atuou no Departamento de Biologia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), afirmou que esse tipo de animal não tem relação com a nuvem que apareceu na Argentina, esta semana.
“É uma espécie completamente diferente. Está em período de reprodução”, declarou. Segundo o professor, há diferenças entre os gafanhotos da nuvem e os encontrados em Carpina. “Aqueles gafanhotos da Argentina são migratórios. Esses são solitários”, observou.
Ainda de acordo com o especialista, o gafanhoto encontrado no condomínio pernambucano é “muito comum na nossa região”. “ É o Tropidacris, em suas formas jovens. Eles eclodem normalmente na época das chuvas”, afirmou.
Argus disse também que esse animal não forma nuvem. “Eles são conhecidos por atacar palmácias, coqueiros e outras espécies de palmeiras. Não causam grandes danos, porque são temporários”, acrescentou.
O especialista explicou que os agricultores tradicionais tem uma forma que controle, que é a catação manual.
“Em vez de aplicar pesticidas, eles removiam com um saco, queimavam e colocavam as cinzas ao redor pra eles não voltassem mais. Servia como uma espécie de repelente”, observou. (G1)
de repelente”, observou. (G1)

Defesa de Queiroz diz que rumores de delação ‘não correspondem à verdade’

Por Jovem Pan

Circularam nesta sexta-feira (26), no Rio de Janeiro, rumores sobre a possibilidade de Fabrício Queiroz firmar acordo de delação premiada com o Ministério Público que investiga o caso das rachadinhas na Alerj. Queiroz anda muito abatido e abalado desde que foi preso na ultima semana – e com receio em relação ao futuro da família. A mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar, segue foragida desde quando Queiroz foi preso na casa do advogado Frederick Wassef.

Em entrevista à Veja, Wassef admitiu pela primeira vez que realmente escondeu Queiroz em Atibaia e disse que fez isso porque temia pela vida do ex-assessor parlamentar – e para preservar o presidente da República, Jair Bolsonaro, de futuras acusações e falsas insinuações.

Após os rumores, o advogado de Queiroz, Paulo Catta Preta, informou que “não atua – e jamais atuou – na celebração de acordos de colaboração premiada” . No dia da prisão de Queiroz, ele já havia descartado a possibilidade de delação premiada de seu cliente no caso das “rachadinhas”, mas admitiu que o ex-assessor parlamentar teme pela vida.

“A defesa de Fabrício Queiroz esclarece que o que vem sendo noticiado a respeito de celebração de colaboração premiada não corresponde à verdade. O escritório encarregado da defesa não atua – e jamais atuou – na celebração de acordos de colaboração premiada”, diz a nota enviada à Jovem Pan.

Lembrando que o MPRJ já tinha no forno denúncias para serem apresentadas à Justiça contra Flávio Bolsonaro e Queiroz no caso das rachadinhas, mas na última quinta-feira a instância competente para investigar o caso foi alterada — deixando de ser a primeira, com o juiz Flávio Itabaiana e passando a ser a segunda, um órgão especial do TJ que é colegiado, formado por 25 desembargadores.

Estado pode ser proibido de contratar veículo de mídia que reproduz fake news

PL foi proposto pelo deputado Isaltino Nascimento (PSB) / Foto: Divulgação Alepe

Poderes e entes governamentais de Pernambuco deverão ser proibidos de contratar serviços de veículos de mídia que contenham notícias falsas, discurso de ódio ou ofensas aos direitos humanos. A determinação está prevista no Projeto de Lei (PL) nº 1205/2020, proposto pelo deputado Isaltino Nascimento (PSB) e aprovado na Comissão de Justiça no último dia (15).

Caso a medida seja acatada pelos parlamentares em Reunião Plenária, fica vedado aos órgãos públicos impulsionar ou patrocinar conteúdos institucionais nesses meios de comunicação, sejam eles empresas ou de indivíduos. A matéria também prevê que o Governo não inclua nem mantenha em programas estaduais de benefícios – fiscais, sociais ou econômicos – contratos com pessoa física ou jurídica que produz, reproduz ou patrocina conteúdo falso, com ofensa aos direitos humanos.

Na justificativa do PL, o autor destaca “que o combate a essa prática se tornou um grande desafio, principalmente porque, muitas vezes, em suas defesas, alguns investigados lançam mão de um discurso de liberdade de expressão, como se não houvesse limite ou controle sobre a responsabilidade de quem produz ou propaga as informações”. Nascimento ainda ressalta a necessidade de se preservar a atuação dos veículos de imprensa, bem como de jornalistas, blogueiros e youtubers, que trabalham de forma comprovadamente responsável. “Eles não devem ser penalizados em razão de suas atividades profissionais”, complementou.

Ao apresentar relatório ao projeto, o deputado Tony Gel (MDB) observou que a iniciativa tem o objetivo de reforçar a lei que regulamenta as licitações estaduais. “É preciso restringir ainda mais as possibilidades de o Poder Público vir a manter relações comerciais ou institucionais com empresas que manipulam notícias”, alertou o parlamentar.

Equipamentos enviados pelo Governo do Estado para Petrolina

Petrolina recebeu, na tarde deste sábado (27), seis caminhões com equipamentos para o enfrentamento do novo coronavírus. Há uma estimativa que o número de casos no Sertão pernambucano tenha um aumento expressivo durante o mês de julho. Foram enviados pelo Governo do Estado 50 respiradores, 50 monitores multiparamétricos, 31 camas hospitalares, 40 concentradores de oxigênio e 108 mil itens de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os profissionais de saúde.

Do total, 40 respiradores, 40 monitores e 45 mil unidades de EPIs foram enviados para o Hospital Universitário da Univasf. Além disso, outros 10 respiradores, 31 camas hospitalares, 10 monitores, 63 mil unidades de EPIs e os concentradores de oxigênio vão reforçar a estrutura da UPAE Petrolina. Os equipamentos irão possibilitar a abertura de novas vagas de UTI e reforçar a rede hospitalar da cidade. 

Petrolina tem, até este sábado, 765 pacientes com confirmação laboratorial de infecção pelo novo coronavírus, além de outros 344 casos suspeitos em investigação. Até agora, 188 pacientes estão recuperados, enquanto 26 não resistiram às complicações provocadas pela Covid-19.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em sessão virtual, que o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) deve ser recolhido no domicílio do proprietário do veículo, onde o bem deve ser de acordo com a legislação sobre o tema, licenciado e registrado. Logo, torna-se ilegal a “guerra fiscal”, prática de registrar o veículo num estado e circular em outro para pagar menos IPVA. A decisão tem repercussão geral, ou seja, afeta pelo menos 867 processos semelhantes na Justiça.

Por maioria de votos, o plenário negou o Recurso Extraordinário (RE) 1016605, em que uma empresa que tem atuação em Uberlândia (MG) pretendia recolher o IPVA em Goiás, onde havia feito o registro e o licenciamento de veículo de sua propriedade. A empresa queria derrubar decisão do TJMG que havia reconhecido para Minas Gerais o direito de cobrar o tributo. Segundo o artigo 1º da lei estadual 14.937/03 de Minas Gerais, a cobrança do IPVA independe do local de registro, desde que o proprietário seja domiciliado no estado.

Guerra fiscal

Prevaleceu, no julgamento, o voto do ministro Alexandre de Moraes. Ele recordou que o IPVA foi criado em 1985 por meio de emenda constitucional e repetido na Constituição de 1988. A justificativa é remunerar a localidade onde o veículo circula, em razão da maior exigência de gastos em vias públicas – tanto que metade do valor arrecadado fica com o município, como prevê o artigo 158. O ministro assinalou ainda que o Código de Trânsito Brasileiro não permite o registro do veículo fora do domicílio do proprietário. “Ou seja, licenciamento e domicílio devem coincidir”, afirmou.

No caso dos autos, o ministro observou que se trata de um “típico caso de guerra fiscal”, em que estados que pretendem ampliar a arrecadação reduzem o IPVA. Com falsas declarações e com a intenção de recolher um imposto menor, o contribuinte alega ser domiciliado num determinado estado quando, na verdade, reside em outro. “Se a legislação estabelece que só se pode licenciar em determinado domicílio, e o veículo está em outro, evidentemente há fraude, destacou.

Para o ministro Alexandre, o Estado de Minas Gerais, na ausência da lei complementar sobre a matéria, legislou a fim de dar cumprimento ao Sistema Tributário Nacional (Lei 5.172/1966), respeitando a estrutura do IPVA e a legislação federal sobre a obrigatoriedade de licenciamento no domicílio do proprietário. Acompanharam a divergência os ministros Rosa Weber, Cármen Lúcia, Luiz Fux, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informou em nota que dois óbitos tiveram confirmação de Covid-19 como causa mortis.

Uma, paciente do sexo feminino, 38 anos, auxiliar administrativa, tinha apresentado resultado positivo para COVID – 19 no início da semana. Internada em Unidade de Terapia Intensiva, veio a óbito hoje após complicações.

Outro, o caso que estava em investigação  de uma paciente do sexo feminino, 63 anos, portadora de insuficiência renal grave com quadro de Acidente Vascular Cerebral.

Hoje entrou em investigação o caso de paciente do sexo feminino, 30 anos, que após apresentar sintomas sugestivos para COVID 19 deu entrada no hospital regional Emília Câmara. A coleta de swab foi realizada e a mesma está internada em leito de isolamento.

“Os contatos da mesma já estão sendo monitorados pela equipe da Vigilância em Saúde e Atenção Básica”, diz a nota.

Hoje foram descartados quatro casos, um por sorologia e outros três por teste rápido.

Arcoverde tem 251 casos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informou em nota que, nesta sexta-feira, 26 de junho, até às 17 horas, foram confirmados três novos casos de Covid-19 e sete curados.

São 251 casos confirmados, 19 suspeitos, 383 descartados, 19 óbitos e 113 recuperados.

Vale lembrar, que dentro dos 251 confirmados, estão contabilizados os 19 óbitos e 113 curados. No total, a cidade tem um paciente em UTI e nove em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, não há nenhum em UTI de Arcoverde e há dois  em enfermaria. No Hospital de Campanha há sete internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um paciente na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade foram abordados 1.066 carros de fora. Em Pernambuco, foram confirmados 668 novos casos e 122 mortes, totalizando 55.804 positivos e 4.610 óbitos.

Boletim Geral – De acordo com o balanço geral dos dados de Covid-19, Arcoverde tem 653 notificações do Coronavírus, o que significa o total de pessoas suspeitas, desde a investigação até o descarte ou confirmação.

Dos confirmados, 130 são mulheres e 121 são homens. Já dos óbitos, 07 casos são de mulheres e 12 são de homens.

Dentro do mapeamento pelos bairros da cidade, dos 251 casos confirmados, oitenta e seis (86) estão no São Cristóvão, trinta e nove (39) no Centro, dois (02) Cardeal, vinte e sete (27) no São Geraldo, onze (11) na Boa Vista, nove (09) no Sucupira, quinze (15) no Boa Esperança, vinte e três (23) no São Miguel, um (01) Novo Arcoverde, cinco (05) Cohab II, um (01) Vila do Presídio, seis (06) Pôr do Sol, três (03) Cidade Jardim, um (01) Residencial Maria de Fátima Freire, dois (02) no JK, um (01) na Cohab I, um (01) Serrano, um (01) Teresópolis, três (03) Santos Dumont, dois (02) Tamboril e doze (12) na Zona Rural.

Dos dezenove (19) óbitos, oito (08) são do São Cristóvão, dois (02) Centro, dois (02) do São Miguel, um (01) Boa Esperança, um (01) Cohab II, um (01) Boa Vista e um (01) no Tamboril, três (03) da Zona Rural. Entre as idades, um (01) tinha 0 a 09 anos; dois (02) entre 30 e 39 anos; cinco (05) tinham entre 60 e 69 anos, seis (06) tinham entre 70 e 79 anos e quatro (04) tinham entre 80 anos a mais.

Sertão do Pajeú totaliza 1.048 casos de Covid-19

Quixaba registrou o 4º óbito por Covid-19.

Foram confirmados mais 47 casos na região nas últimas 24 h.

Serra Talhada e Tabira respondem por mais da metade dos casos da região.

Por André Luis

De acordo com os últimos boletins epidemiológicos divulgados nesta sesta-feira (26), pelas secretarias de saúde dos municípios do Pajeú, nas últimas 24 horas, oito cidades registraram quarenta e sete novos casos da Covid-19, e a região totaliza 1048.

Dois municípios respondem por mais de 50% dos casos na região, Serra Talhada e Tabira, que juntas somam 576 casos confirmados da Covid-19

O mais preocupante,  os dados indicam que ainda não chegamos ao pico da doença nas duas cidades.

Portanto, os números de casos confirmados no Pajeú ficam assim: Serra Talhada continua liderando o número de casos na região e conta com 466 confirmações. Logo em seguida, com 110 casos confirmados está TabiraSão José do Egito tem 87 e Afogados da Ingazeira está com  63 Casos confirmados.

Triunfo tem 55, Carnaíba está com 51 casos confirmados, Flores está com 40,  Iguaracy está com 31, Brejinho tem 30, Tuparetama tem 29 e Calumbi está com 25 casos confirmados.

Itapetim está com 20 casos confirmados, Quixaba tem 14 casos, Santa Terezinha tem 10, Ingazeira está com 8 casos, Santa Cruz da Baixa Verde tem 5 e Solidão tem 4 casos confirmados.

Mortes – Quixaba registrou o quarto óbito. Com isso a região totaliza 37 óbitos por Covid-19. Até o momento, treze cidades registraram mortes. São elas: Serra Talhada 9, Carnaíba 6, Tabira 5, Triunfo e Quixaba com 4 cada uma, Tuparetama e Afogados da Ingazeira 2 óbitos cada, Iguaracy, Itapetim, São José do Egito, Flores e Calumbi com 1 óbito cada.

Recuperados – Nas últimas 24 horas, a região registrou mais 29 curas clínicas, totalizando 667 recuperados. O que corresponde a 63,64% dos casos confirmados.

O levantamento foi feito às 09h07 da manhã deste sábado (27.06), com os dados fornecidos pelas secretarias de saúde dos municípios

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel

Escola Monteiro Lobato

 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho

Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!