Deflagrada na manhã desta terça-feira (27), a Operação Dirty Money mira, em Pernambuco e São Paulo, suspeitos de sequestro, tortura, adulteração de carros, uso de documento falso e receptação.

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, as investigações sobre a ação da quadrilha tiveram início em março de 2021 com o sequestro de uma vítima. O resgate foi pago em criptomoedas, segundo a corporação.

Foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital um total de 21 mandados, sendo oito de prisão e 13 de busca e apreensão domiciliar.

As ordens judiciais são cumpridas no Recife e em mais três cidades de Pernambuco – Belo Jardim, Sanharó e São Bento do Una, todas no Agreste -, além de São Paulo (SP).

Em São Paulo, três mandados são cumpridos com apoio da Divisão Antissequestro da Polícia Civil do estado paulista.

A Polícia Civil investiga se bens adquiridos pelos suspeitos foram adquiridos com a moeda digital.

Até o momento, já foram apreendidos em Pernambuco três carros de luxo: uma BWM, uma Range Rover e um Toyota Corolla, assim como uma carga de LSD.

O material apreendido foi encaminhado para a sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), no Cordeiro, Zona Oeste do Recife.

As investigações da operação foram presididas pelo titular do GOE, o delegado José Berenguer de Barros e Silva. Ao todo, 35 policiais civis participaram da execução da Dirty Money.

Mais detalhes serão repassados pela Polícia Civil de Pernambuco em coletiva de imprensa. (Via: Portal Folha PE)

 

Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

O Governo de Pernambuco divulga, nesta terça-feira (27), o resultado final dos habilitados para recebimento do auxílio emergencial do Carnaval.

A iniciativa pretende apoiar financeiramente artistas e grupos culturais que foram impedidos de realizarem apresentações festivas em razão da pandemia de covid-19.

Os pagamentos serão realizados no dia 30 de abril, segundo informou o Governo de Pernambuco no início de março.

O valor do auxílio será equivalente a 60% do último cachê recebido pelo artista ou grupo cultural, por meio de contratação realizada pela Fundarpe ou Empetur, nos ciclos Carnavalescos de 2018, 2019 e 2020. Os valores definidos terão um piso de R$ 3 mil e um teto de R$ 15 mil, pagos em parcela única.

Ao todo, serão destinados cerca de R$ 3 milhões para mais de 450 cantores, cantoras, blocos, agremiações, grupos de maracatu, orquestras de frevo, caboclinhos, entre outros ligados à tradição do Carnaval, segundo o Governo de Pernambuco. A estimativa do Estado é que cerca de 20 mil pessoas sejam beneficiadas. O edital vai contemplar as categorias Cultura Popular, Dança e Música.

Segundo publicação no Diário Oficial do Estado desta terça, o resultado final pode ser conferido na plataforma Prosas, nos sites www.prosas.com.brwww.cultura.pe.gov.br e www.empetur.pe.gov.br.

O auxílio é organizado pela Secretaria de Cultura, Secretaria de Turismo e Lazer, da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur).

A publicação no Diário Oficial é assinada pelos secretários Gilberto Freyre Neto (Cultura) e Rodrigo Novaes (Turismo), pelo presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, e pelo vice-presidente executivo da Empetur, André Berardo Carneiro da Cunha.

Critérios

Os interessados tiveram que ter domicílio comprovado em Pernambuco e ter participado, pelo menos uma vez, da programação do Carnaval de Pernambuco dos últimos três anos (2018/2019 e 2020).

Uma comissão de análise, formada por representantes da sociedade civil, por meio do Conselho Estadual de Política Cultura (CEPC-PE), e integrantes da Secult/Fundarpe e da Setur/Empetur, foi responsável pelo enquadramento dos solicitantes.

Assistente social de 36 anos morre dentro de ambulância quando retornava para Serra Talhada

A assistente social serra-talhadense Andressa Gomes dos Santos, 36 anos, faleceu nessa segunda-feira (26) quando vinha sendo transferida em uma ambulância do município de Betânia, Sertão do Moxotó, para Serra Talhada. Ela lutava contra um câncer no colo do útero, e há suspeita que tenha sido contaminada pelo novo coronavírus.

O óbito está sob investigação e a Declaração de Óbito (DO) aponta como uma das causas a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), porque testou positivo para a Covid-19.

A serra-talhadense será sepultada na manhã desta terça-feira (27) seguindo os protocolos da Covid-19. Amigos e familiares farão uma breve homenagem durante a passagem do cortejo, no bairro da Conceição. Andressa Gomes era filha de Josy Gomes de Lima, servidora do Instituto de Previdência Própria (IPPST) de Serra Talhada.

Aos familiares de amigos, os nossos mais sinceros sentimentos! (Via: Farol de Notícias)

 

TRF suspende liminar de juiz que impedia Renan Calheiros de ser relator da CPI da Covid

O Tribunal Regional Federal suspendeu a liminar do juiz Charles Frazão de Morais, da 2ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, em Brasília, que tentava impedir o senador Renan Calheiros (MDB-AL) de ser relator da CPI da Covid.

O anúncio foi feito pelo senador Eduardo Braga (MDB-PA) durante a primeira sessão de instauração da Comissão na manhã desta terça-feira (27), em um momento que outros parlamentares questionavam a competência de Renan Calheiros.

“Recebo agora a informação do advogado-geral do Senado, que o presidente em exerício no TRF acaba de suspender a liminar, diante de todos os argumentos apresentados e que venha a suportar essa decisão da Casa”, disse Braga.

Com a remoção do impedimento, a sessão deve prosseguir com a definição do presidente, vice e relator da CPI.

O senador do PT, Paulo Rocha, envolvido e absolvido no escândalo do “Mensalão”, saiu em defesa de Renan Calheiros, pelo direito de relatar a Comissão. Ele lembrou que o MDB tem a maior bancada da Casa devido à vontade do povo, que votou em seus representantes, não “pelos belos olhos” do alagoano.

“Se a gente não valorizar isso, se a gente não se quedar a isso, estaremos tergiversando ou acompanhando as vontades de autoritarismo”, disse o petista.(Via: Agência Senado)