A Secretaria de Educação de Afogados da Ingazeira informa que a pré-matrícula para os novos alunos da rede municipal de ensino está prevista para iniciar às 9h do próximo dia 11 de janeiro, seguindo até o dia 13 do mesmo mês, devendo ser realizada exclusivamente pelo site da Prefeitura de Afogados: www.afogadosdaingazeira.pe.gov.br

Na realização do cadastro de pré-matrícula, os pais ou o responsável pelo estudante deverá informar, obrigatoriamente, os seguintes dados:

  1. Escola;
  2. Ano/Série;
  3. Nome completo do estudante;
  4. Data de nascimento do estudante;
  5. CPF do estudante;
  6. Nome completo da mãe;
  7. Telefone de contato;
  8. Declarar se o estudante possui deficiência ou necessidade especial, e  se reside neste município.

 

Sindicato divulga ranking estadual de salários dos Delegados da Polícia Civil

Pelo segundo ano consecutivo, delegados da Polícia Civil paulista começarão 2022 recebendo o pior salário da categoria entre todos os estados do país. A remuneração paga pelo governo de São Paulo é de aproximadamente R$ 10,4 mil mensais. Em Mato Grosso, líder do ranking, um delegado inicia a carreira com salário de R$ 24,9 mil.

Os valores foram levantados pelo Sindicato dos Delegados de Polícia de São Paulo (Sindpesp). As informações foram obtidas em portais da transparência, setores de recursos humanos das Secretarias de Segurança e diários oficiais.

“Durante toda a gestão do governador João Doria, a Polícia Civil recebeu um único aumento salarial, de 5%, no final de 2019. No mesmo período, a inflação ficou acima de 19%. O orçamento paulista desse ano foi de mais de R$ 240 bilhões e São Paulo é disparado o estado mais rico da federação”, explica a presidente do Sindpesp, Raquel Kobashi Gallinati. “Estados com capacidade financeira infinitamente menor valorizam seus policiais”.

No estado vizinho do Rio de Janeiro — também um dos mais ricos da federação — o salário inicial é de R$ 18,5 mil, o que lhe garante a 11ª posição. O penúltimo colocado é Sergipe, com uma remuneração de R$ 11 mil.

Investigadores e escrivães de São Paulo também figuram entre os piores salários da federação para suas respectivas categorias: ambos têm valor inicial de R$ 3,9 mil.

Além disso, a Polícia Civil paulista vive a pior crise de efetivo da sua história. Segundo a ferramenta Defasômetro, também do Sindpesp, este mês de dezembro de 2021 registrou o recorde de 15.219 cargos vagos na Polícia Civil — uma falta de mais de 36% do efetivo necessário. (Via: Conjur)