Política

 

Reajuste do Salário Mínimo 1,81 %

Reajuste do STF 16,38 %

O Senado aprovou nesta quarta-feira (7) projetos de lei que concedem aumento aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao procurador-geral da República. O reajuste altera o subsídio dos 11 integrantes do STF e da atual chefe do Ministério Público Federal, Raquel Dodge, de R$ 33,7 mil para R$ 39 mil e provoca um efeito cascata sobre os funcionários do Judiciário, abrindo caminho também para um possível aumento dos vencimentos dos parlamentares e do presidente da República.

A proposta relativa aos membros do STF teve 41 votos favoráveis, 16 contra, e uma abstenção, após os senadores aprovarem, na tarde de terça (6) a inclusão do texto na Ordem do Dia de ontem. Já o projeto do salário do procurador-geral da República foi aprovado de forma simbólica pelo plenário.

A votação provocou divergências entre os senadores desde o início do dia, depois que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, manifestou “preocupação” com a possibilidade de reajuste. Segundo Bolsonaro, o momento não é adequado para o aumento.

Câmara

A matéria foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas tramitava no Congresso desde 2016, depois de ter ficado paralisada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Neste ano, o Supremo aprovou um reajuste de 16% no salário dos ministros da Corte a partir de 2019. Escolhido como relator de plenário, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) alterou o texto para adequar o reajuste, informando que não haverá efeito retroativo para os anos anteriores.

É importante registrar às senhoras e senhores que existe um compromisso assumido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal de extinguir o auxílio-moradia hoje pago aos membros do Poder Judiciário, anulando assim o impacto orçamentário”, afirmou Fernando Bezerra, ao encaminhar voto favorável ao projeto.

Reações

Antes mesmo da votação, alguns senadores já criticavam a medida. A senadora Regina Sousa (PT-PI), por exemplo, defendeu que a matéria não entrasse em pauta. “Eu não acredito que este Senado vá votar a favor disso, porque, ao mesmo tempo em que se quer votar reajuste para quem está no andar de cima, no último andar, há um projeto para adiar o reajuste dos servidores para 2020. Que contradição é essa? Não tem para os servidores, não pode ter para os magistrados também. Sem falar no efeito cascata para os Estados”, afirmou Regina Sousa.

Após anunciar o resultado, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), esclareceu que os projetos foram colocados em pauta de forma legítima e transparente. Segundo Eunício, a Procuradoria-Geral da República (PGR) não vai extrapolar a Emenda do Teto dos Gastos, que limita o aumento das despesas públicas durante 20 anos.

Eunício lembrou também que o requerimento de urgência para votação das propostas foi aprovado ontem na presença dos senadores.

Ao defender a aprovação do projeto, o senador Romero Jucá (MDB-RR) disse que o Judiciário é responsável por decidir internamente sobre os gastos. “Estamos votando aqui uma mensagem do Poder Judiciário, que é independente, que tem autonomia orçamentária e financeira”.

Também favorável ao reajuste, o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), lembrou que tramita na Câmara uma proposta de emenda à Constituição que acaba com o efeito cascata sobre os salários dos magistrados federais a cada reajuste dos ministros do STF.

Responsabilidade fiscal

Relator do projeto na CAE que havia emitido um parecer contrário ao texto, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) disse que a matéria viola a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e a Constituição, já que não há dotação orçamentária suficiente para o aumento.

O cálculo feito pela consultoria do Senado dá conta de que esta matéria impacta as contas nacionais em torno de R$ 6 bilhões. E aí vale perguntar: como fará o estado quebrado e falido do Rio de Janeiro? Como fará o estado quebrado e falido do Rio Grande do Sul e até o de Minas Gerais? Porque existe o efeito cascata. Esse impacto trará aos nossos estados enormes consequências“, questionou.

Para Roberto Requião (MDB-PR), o problema está na falta de informações sobre a extensão do reajuste. Ele disse que mandou fazer um levantamento sobre os salários dos juízes e desembargadores do Paraná, estado que tem em torno de 1.150 juízes. “Seiscentos juízes receberam, em setembro, mais do que R$ 60 mil. Então, isso desarma esta conversa de que [o reajuste] vai ser diminuído porque liquidarão o auxílio-moradia. O auxílio-moradia é irrisório, são R$ 4 mil. Quero dizer a vocês que eu sou daqueles que votariam um bom salário, se eu soubesse qual é o bom salário“, disse o senador, informando que mais da metade dos tribunais de Justiça dos estados não revelaram ao STF o salário dos seus juízes. (Fonte: Agência Brasil)

O ritmo de entrega de obras continua intenso por toda a Paraíba. O governador Ricardo Coutinho anunciou, ontem (5), um novo calendário de inaugurações com 100 obras que serão entregues até o final do ano. O pacote, que representa R$ 210 milhões de investimentos, inclui duas Escolas Técnicas, uma em Itaporanga e outra em Serra Branca; a segunda etapa do Parque Bodocongó, em Campina Grande; o Centro Especializado em Reabilitação, em Sousa; a reforma do Teatro Santa Catarina, em Cabedelo, e outras obras nas áreas da educação, infraestrutura, saúde, cultura, mobilidade urbana, saneamento e abastecimento. O anúncio foi feito durante o programa semanal Fala Governador, transmitido em cadeia estadual pela rádio Tabajara.

“Vamos entregar 100 obras até o fim do ano, as quais representam R$ 210 milhões e ainda deixaremos cerca de 80 obras em execução para serem entregues por João Azevêdo, no próximo ano. Entre as Escolas Técnicas que faltam ser concluídas, entregaremos as de Itaporanga e Serra Branca e ficarão as escolas de Sousa e Guarabira para João entregar”, disse o governador.

Ele ainda acrescentou: “Também teremos a satisfação de inaugurar a grande reforma do Teatro Santa Catarina, em Cabedelo. Já em Campina Grande, vamos entregar as obras do Mutirão do Serrotão, uma demanda do Orçamento Democrático que melhora a vida daquela comunidade, além de muitas outras obras pelo Estado”, comentou Ricardo Coutinho.

Segundo o governador, entre as inaugurações previstas, 49 obras são relacionadas às áreas de saneamento e abastecimento d’água. São quase R$ 38 milhões aplicados em obras como o sistema adutor Nova Camará e a adutora de Arara; além do sistema de abastecimento d’água de Paulista; a adutora de Bernardino Batista; o sistema de abastecimento d’água da cidade de Emas; o sistema de abastecimento da área do R21, em João Pessoa, entre outras ações.

Também serão inauguradas, até o final de dezembro, 31 obras de responsabilidade da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), que representam mais de R$ 100 milhões de investimento. Entre elas, 12 são na área da educação; 11 ligadas à infraestrutura; quatro de saúde; três em áreas diversas e uma obra na área da cultura.

Destas 31 obras da Suplan, se destacam as inaugurações das Escolas Técnicas de Itaporanga e Serra Branca; a segunda etapa do Parque Bodocongó, a entrega do gramado com sistema de irrigação do Estádio O Amigão e a urbanização do Mutirão do Serrotão, ambos em Campina Grande; Ampliação da Ala de radiologia do Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa; o Campus da UEPB de Monteiro; a conclusão da reforma do Teatro Santa Catarina, em Cabedelo e o Centro Especializado em Reabilitação, em Sousa.

“Este Centro de Reabilitação vai operar toda a parte de fisioterapia, reabilitação motora, vai atender também crianças autistas, pessoas com deficiências motoras, ou seja, tudo o que a Funad faz aqui em João Pessoa, esse Centro fará para a população do sertão”, garantiu o governador.

Já nas áreas de estradas e mobilidade urbana, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), está executando 20 obras com recursos na ordem de R$ 70 milhões. Estão entre as obras que serão inauguradas: a duplicação do acesso ao aeroporto Castro Pinto; a Via Litorânea de Intermares, em Cabedelo; a PB-057, entre Mamanguape, Araçagi e Guarabira; o Binário de Lagoa Seca; a ponte da Baía da Traição – Aldeia São Miguel; a restauração da PB-087: Travessia urbana de Pilões; a travessia de São José de Piranhas e outras.

Durante o programa, o governador Ricardo Coutinho ainda enfatizou que o Estado está no caminho correto, cheio de obras para serem entregues, com políticas públicas diferenciadas, enfim, “a Paraíba paga suas contas, consegue investir e continua evoluindo. Assim será também nessa nova etapa de governança que virá em 2019, com o governador João Azevêdo”.

AE Agência Estado

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu liberdade ao Supremo Tribunal Federal (STF). No documento, o petista acusa o juiz federal Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), de perda de imparcialidade para processá-lo.

Os advogados de Lula pedem que o Supremo reconheça a suspeição de Moro para julgar o ex-presidente e decrete a nulidade de todos os atos processuais relativos ao caso do tríplex do Guarujá (SP). A defesa requer ainda que a nulidade seja estendida “a todas as ações penais propostas em face de Luiz Inácio Lula da Silva que estão ou estiveram sob a condução do Juiz Federal Sérgio Fernando Moro” – as denúncias ligadas a supostas propinas da Odebrecht, que incluiriam um terreno para abrigar o Instituto Lula, e ao sítio de Atibaia (SP).

Lula está preso desde abril em Curitiba, base da Lava-Jato. O ex-presidente foi condenado em janeiro deste ano pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), a Corte de apelação da Operação Lava Jato, a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá.

O habeas corpus de Lula foi distribuído ao ministro Edson Fachin no sábado passado, dia 3 de novembro.

Seis pessoas morreram em acidentes nas estradas de Pernambuco durante feriadão de finados

A imprudência contribuiu para a ocorrência de acidentes graves durante o feriado de Finados em Pernambuco. Entre a quinta-feira (1º) e o domingo (04), foram registrados 52 acidentes nas rodovias federais do estado, com 34 feridos e seis mortes. A Operação Finados do ano anterior teve um dia a mais e foram registrados 60 acidentes, com 44 feridos e uma morte. Uma média diária de acidentes aponta 12 ocorrências em 2017 e 13, em 2018.    

O acidente mais grave ocorreu na sexta-feira (02) pela manhã, na BR 423, em Saloá, no Agreste. O motorista de um caminhão perdeu o controle do veículo em uma descida, entrou na contramão da rodovia e colidiu de frente com um carro. Os condutores dos veículos faleceram no local. A causa presumível do acidente foi um problema nos freios do veículo de carga.

Já no domingo (04) à noite, o motorista de um carro perdeu o controle do veículo e capotou, na BR 232, em Sairé, também no Agreste. Um passageiro faleceu, três ficaram feridos e o motorista se evadiu do local. Há suspeita de que o carro era adulterado e os passageiros não utilizavam o cinto de segurança. 

Em quatro dias de operação foram fiscalizadas 3.107 pessoas e 2.609 veículos, sendo emitidas 1.214 autuações por diversas irregularidades. Destacam-se 66 autuações pelo não uso do cinto de segurança, 57 por ultrapassagens em local proibido, 15 pela falta do capacete e cinco pela ausência da cadeirinha para crianças. Além disso, foram registradas 545 imagens de veículos com excesso de velocidade.

No combate à alcoolemia foram realizados 1.005 testes com o bafômetro, que resultaram em 33 autuações e três prisões de motoristas sob efeito de álcool. Quando o índice verificado no bafômetro é igual ou superior a 0,34 mg/l, além da multa e suspensão do direito de dirigir, o motorista é conduzido à delegacia de Polícia Civil. 

As ações educativas alcançaram 227 pessoas, através de abordagens a carros e ônibus de turismo, em que foram abordadas as principais infrações verificadas nas rodovias e como evitar acidentes. Durante a operação, foram recolhidos 118 veículos, 84 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) e 27 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs).  

Para evitar acidentes, foram recolhidos 17 animais que estavam soltos nas rodovias e registradas 9,8 toneladas de excesso de peso em caminhões. Além disso, foram prestados auxílios a 26 motoristas que tiveram problemas mecânicos ou se envolveram em acidentes sem vítima.  

O combate ao crime foi reforçado com o Grupo de Motociclistas da Regional e com o Núcleo de Operações Especiais, sendo presas quatro pessoas por porte ilegal de arma, adulteração de veículo automotor e por dirigir sem possuir a CNH. 

O senador reeleito Renan Calheiros (MB-AL) disse, em entrevista a revista Veja, que a ideia do governo Temer e dos aliados do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) de aprovar a reforma da Previdência ainda este ano é inviável: “Quem pensa em fazer isso está desde logo querendo pré-datar crises para o governo Bolsonaro”.

Para Renan “Uma reforma com legitimidade não pode ser aprovada antes da renovação do Congresso. Como vamos excluir agora uma renovação que saiu das urnas para antecipar uma votação para pré-da­tar uma crise e minar ainda mais a legitimidade do Congresso?

“Precisamos encerrar os mandatos e nos preparar para os novos tempos que virão com uma agenda que incorpore os interesses do Brasil, com a retomada da pujança de sua economia”, defendeu o senador. (247)

Os advogados de defesa do ex-presidente Lula ingressaram no final da tarde desta quarta (31) em Curitiba com um pedido de nulidade do processo relativo ao Instituto Lula movido pelo Ministério Público Federal em consórcio com Sergio Moro por prática de lawfare (uso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política) agravada pela conexão política agora revelada entre o juiz e Jair Bolsonaro.

Na alegações finais do caso, os cinco advogados de Lula, sob coordenação de Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins (leia íntegra abaixo) enunciam uma série de evidências relativas à prática de lawfare por Moro, com o fato grave agora revelado da contribuição do juiz para a campanha de Bolsonaro com atos praticados no processo:

“Prática de atos por este Juízo, antes e após o oferecimento da denúncia, que indicam a impossibilidade de o Defendente obter julgamento justo, imparcial e independente; participação atual do magistrado em processo de formação do governo do Presidente eleito a partir de sufrágio que impediu a participação do Defendente — até então líder nas pesquisas de opinião — a partir de atos concatenados praticados ou com origem em ações praticadas pelo mesmo juiz; aceite do juiz, por meio de nota oficial, para discutir participação em governo do Presidente eleito que afirmou que iria ‘fuzilar petralhada’, que o Defendente deve ‘apodrecer na cadeia’ e que seus aliados têm a opção de ‘deixar o país ou cadeia’: reforço do lawfare e da ausência de imparcialidade do julgador”

Os advogado aponta ainda às páginas 89 a 91:

De notar que o cônjuge do juiz titular desta Vara Federal já havia declarado apoio ao candidato que se sagrou vencedor, comemorando publicamente sua vitória. O Magistrado, por seu turno, se arrogou à posição de comentarista político e agraciou o Presidente com congratulações, sugerindo “reformas para recuperar a economia e a integridade da Administração Pública”. Não se tem notícia que outro magistrado tenha feito algo semelhante – excluindo­-se aqueles que possuíam dever institucional em fazê-­lo; também não há registro de que o Julgador tenha dispendido a mesma cortesia aos Presidentes eleitos nos certames anteriores.

Mais tarde, o candidato eleito sinalizou em rede nacional que pretende convidar este Juiz Titular desta Vara Federal para ser seu Ministro da Justiça ou para o cargo de Ministro de Supremo Tribun al Federal.

Era de se esperar que o Magistrado recusasse expressamente o convite, ao menos para manter as aparências de que este processo não se trata de um jogo de cartas marcadas. Não o fez . Com o triunfo eleitoral do principal opositor do Defendente, declarou o magistrado por meio de nota oficial:

“Sobre a menção pública pelo Sr. Presidente eleito ao meu nome para compor o Supremo Tribunal Federal quando houver vaga ou para ser indicado para Ministro da Justiça em sua gestão, apenas tenho a dizer publicamente que fico honrado com a lembrança. Caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão”

Ainda, blog sabidamente alinhado ao Julgador noticia que amanhã ele irá se encontrar com o Presidente eleito para dar continuidade à discussão sobre a montagem do novo governo.

Nessa ordem de ideias, tem ­se o seguinte quadro: a pessoa que está negociando comandar o “Ministério da Justiça ampliado” do Presidente eleito — o mesmo que afirmou que o Defendente irá “ apodrecer na cadeia” e que seus aliados serão presos se não deixarem o País — , é:

(i) o juiz que tomou diversas medidas ilegais e arbitrárias contra o Defendente com o objetivo de promover o desgaste da sua imagem e da sua reputação;

(ii) o juiz que autorizou a interceptação do principal ramal de um dos escritórios de advocacia que atuam em favor do Defendente para a elaboração de um “ mapa da defesa” pelos órgãos de persecução;

(iii) o juiz que participou de diversos eventos promovidos por adversários políticos do Defendente, alguns deles apoiadores do Presidente eleito;

(iv) o juiz que impôs ao Defendente uma condenação ilegal por “atos indeterminados” que atualmente sustenta seu encarceramento e o seu impedimento de concorrer nas eleições presidenciais no momento em que ostentava a liderança nas pesquisas de intenção de votos — contrariando determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU;

(v) o juiz que “exigiu” do Diretor ­Geral da Polícia Federal 147 , em ligação telefônica, que “ cumprisse logo o mandado” [de prisão contra o Defendente];

(vi) o juiz que mesmo estando em férias atuou para que fosse negado cumprimento a uma decisão proferida por um Desembargador Federal para colocar o Defendente em liberdade em razão da sua condição de pré-candidato a Presidente da República;

(vii) o juiz que não tomou qualquer providência ao ser alertado pelos advogados do Defendente que o então Vice Procurador Geral Adjunto do Departamento de Justiça Norte ­Americano (DOJ) e o então Subsecretário Geral de Justiça Adjunto Interino dos EUA admitiram ter prestado cooperação “informal” para a “construção do caso” contra o Defendente 148;

(viii) o juiz que agiu de ofício para anexar de ofício trecho de delação premiada contra o Defendente durante a campanha presidencial, com impacto na disputa eleitoral;

(ix) o juiz que preside esta ação penal contra o Defendente e que pretende julgar o Defendente uma vez mais.

É preciso dizer mais sobre o lawfare praticado contra o Defendente e a ausência de imparcialidade do Julgador?

 

TOTAL
10.157.979
VÁLIDOS
8.182.917 (80,56%)
BRANCOS
402.618 (3,96%)
NULOS
1.572.444 (15,48%)
ABSTENÇÕES
3.055.984 (23,13%)
Eleito / 2º Turno (resultados matematicamente definidos).
A fonte das informações desta página é o Tribunal Superior Eleitoral. Segundo esclarece o TSE, o candidato que aparece com 0 (zero) voto pode não ter tido seus votos validados devido à sua situação jurídica ou à do seu partido. Para consultar a situação do candidato, acesse http://divulgacandcontas.tse.jus.br

Apuração ao longo do tempo

última atualização em 18:50:46h de 28/10/2018 (Horário de Brasília)
Antonio AnastasiaRomeu Zema

 

 


O Ibope divulgou nesta terça-feira (23) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado entre domingo (21) e terça-feira (23) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 57%

Fernando Haddad (PT): 43%

Na pesquisa anterior, Bolsonaro tinha 59% e Haddad, 41% dos votos válidos.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 50%

Fernando Haddad (PT): 37%

Em branco/nulo: 10%

Não sabe: 3%

Rejeição

A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para presidente. O Ibope perguntou: “Para cada um dos candidatos a Presidente da República citados, gostaria que o(a) sr(a) dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele”?

Jair Bolsonaro

Com certeza votaria nele para presidente – 37%

Poderia votar nele para presidente – 11%

Não votaria nele de jeito nenhum – 40%

Não o conhece o suficiente para opinar – 11%

Não sabem ou preferem não opinar – 2%

Fernando Haddad

Com certeza votaria nele para presidente – 31%

Poderia votar nele para presidente – 12%

Não votaria nele de jeito nenhum – 41%

Não o conhece o suficiente para opinar – 14%

Não sabem ou preferem não opinar – 2%

Votação espontânea

O Ibope também apresentou a intenção de voto espontânea, quando o entrevistado aponta em quem pretende votar sem a apresentação dos nomes dos candidatos.

Jair Bolsonaro – 42%

Fernando Haddad – 33%

Na pesquisa anterior, Bolsonaro tinha 47% e Haddad, 33%.

Expectativa de vitória

O instituto também apontou a “expectativa de vitória”, independentemente da intenção de voto. Os resultados foram:

Jair Bolsonaro – 69%

Fernando Haddad – 21%

Não sabem ou preferem não opinar – 9%

No levantamento anterior, a expectativa de vitória de Bolsonaro era de 66% e a de Haddad, 21%.

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 3010 eleitores em 208 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 21 a 23 de outubro

Registro no TSE: BR‐07272/2018

Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

“Pena que o vereador não teve o compromisso com a população de mostrar que houve o kit gay em Afogados da Ingazeira, mais um que tenta enganar o povo com a história de  KIT GAY “, mas assim como Bolsonaro, na hora da verdade ele foge,   foi desmascarado pelos vereadores, pelos gestores da educação e pela população afogadense que compareceram a a câmara de vereadores disse uma das comerciantes Mônica”.

O vereador Wellington JK   foi muito infeliz quando disse que a cidade de  Afogados da Ingazeira  haveria um projeto para criação de um kit gay municipal, ele não compareceu a Câmara ontem (22), para se explicar do Fake News, jogado para população na tentativa de enganar o povo,o mesmo disse que tinha votado contra esse projeto,ele foi duramente criticado pelos colegas que disseram que ele mentiu. 

O vereador, que não esteve na sessão dessa segunda na Câmara de Vereadores, foi criticado por colegas, pela Secretaria de Educação e desautorizado pela Câmara em nota.

No uso da Tribuna Popular, o vereador também foi criticado. Dentre os críticos, a comerciante Mônica Souto e o  conselheiro tutelar Pedro Rafael que, acusaram o vereador de gerar desinformação.

JK foi durante criticado por um dos vereadores mais antigos da casa, Augusto Martins. “Ele disse que tinha votado contra e que por conta dele o projeto não foi aprovado. É bom ver realmente como ele votou”, disse o legislador, citando a discussão que autorizou as escolas em tempo integral do município.

E seguiu: “o colega faltou com a verdade mas uma vez. É a terceira vez que ele tenta . Ninguém cresce crescendo prejudicar outro”.

Tanto Câmara quanto Secretaria de Educação já afirmaram que em nenhum momento a questão foi discutida. A única questão em debate foi a retirada da palavra “gênero” do projeto decenal de educação, discutido e votado em 2015.

Augusto seguiu: “Ele espalhou que a fiscalização do Ibama foi o vereador Augusto Martins que trouxe. O vereador Zé Negão quase leva uma rasteira dele”.

Raimundo Lima: “era bom que o vereador estivesse aqui para ouvir olho no olho. Quero também repudiar porque o nobre vereador tentou manchar a imagem dessa casa e da Educação do município”.

Os vereadores Franklin Nazário e Zé Negão reforçaram as críticas a JK. Nazário chegou a pedir desculpas pelo constrangimento gerado com a desinformação.

“Ele usou dessa fala no dia que foi a um debate comigo. O negócio dele é tumultuar. Está agindo como um louco. Mentiu demais. Era pra estar aqui olhando no olho de vocês que vieram e ele correu”, disse Zé Negão.

Igor Mariano. “A verdade tem que prevalecer sempre. A câmara nunca discutiu isso. E ao contrário do que ele disse esse projeto nunca veio do Estado, como ele disse que teria também partido do governador”. Lembrou nomes que ajudaram a formatar o plano decenal de educação.

Pena que o vereador não teve o compromisso com a população de mostrar que houve o kit gay em Afogados da Ingazeira, mais um que tenta enganar o povo com a história de ” KIT GAY “, mas assim como Bolsonaro, na hora da verdade foge, na hora do DEBATE foge, mas ele foi desmascarado pelos vereadores, pelos gestores da educação e pela população afogadense que compareceram

Blog Montinelly/Nill

Foto/arquivo reprodução

Eleito o deputado federal mais votado na história de Pernambuco, com 460.387 mil votos, João Campos (PSB) vai assumir seu mandato na Câmara Federal, mas deve durar pouco por lá.  É que ele está sendo cotado para o primeiro escalão do segundo governo de Paulo Câmara (PSB).

De acordo com o blogueiro Edmar Lyra, em sua coluna desta segunda (22), João Campos deverá assumir a Secretaria das Cidades, que lhe dará bom trânsito e também visibilidade até 2020. (Fonte: Folha de PE)

Tentando parecer uma “disputa de forças”, Eduardo Bolsonaro em palestra ataca o judiciário quando questionado sobre uma possível impugnação da candidatura de Jair Bolsonaro: “O STF teria que pagar pra ver, e se ele pagar pra ver vai ser ele contra nós”. Entretanto, o STF e Jair Bolsonaro estão do mesmo lado: STF, que prendeu arbitrariamente Lula, também censurou campanhas eleitorais do PT e entrevistas do ex-presidente, além de não combater fake news de Bolsonaro. Tudo para favorecer o filho indesejado da Lava-Jato.

 

Em palestra para militares, Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro é questionado sobre uma possível impugnação da candidatura de seu pai. “Seu pai sendo eleito no primeiro turno há possibilidade do STF agir e impedir que seu pai assuma, e isso acontecendo há um possibilidade do exercito agir sem ser invocado se não me engano conforme o artigo primeiro se isso acontecer?”, perguntou o militar presente.

Eduardo Bolsonaro inicia sua resposta se colocando como uma “disputa de forças” entre o judiciário e as forças armadas: ” O STF teria que pagar pra ver, e se ele pagar pra ver vai ser ele contra nós”, disse o filho de Bolsonaro. Em seguida, Eduardo ironiza o judiciário e completa dizendo “se você quiser fechar o STF não precisa nem mandar um jeep, é só mandar soldado e um cabo”.

Essas eleições, marcadas pelas manipulações do Judiciário, que utilizou a operação Lava-Jato não como um mecanismo para lutar efetivamente contra a corrupção, e sim, como uma forma de poder selecionar e dar melhores condições nas eleições deste ano para o candidato de interesse da burguesia. Alckmin, que era a verdadeira aposta do mercado nessas eleições, falhou miseravelmente não atingindo 5% dos votos, e por outro lado, fortaleceu o “filho indesejado”, Jair Bolsonaro.

Com seu plano de governo ultra-neoliberal, Bolsonaro faz o gosto da burguesia nacional e estrangeira: dezenas de privatizações das estatais brasileiras, entregando de mão beijada para a exploração do imperialismo, bem como pagando ainda mais a dívida pública, uma vez que todo o dinheiro de privatizações são obrigatoriamente, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, entregues para pagamento da ilegal, ilegítima e fraudulenta dívida pública.

Por mais que Eduardo Bolsonaro tente se mostrar como “alheio” ao STF, ambos estão mais juntos do que nunca: o STF tomou dezenas de medidas que favorecem o candidato Jair Bolsonaro. O STF não combateu as dezenas de milhares de fake news de Bolsonaro contra o PT, fomentando uma campanha forjada puramente em mentiras; além de prender arbitrariamente Lula, censurou o ex-candidato e ofereceu tratamento como jamais visto à ninguém, até mesmo maiores traficantes do país, impediu Lula de dar entrevistas e proibiu campanha eleitoral do PT que mostrava o que foi a ditadura em denúncia direta à Bolsonaro, o eterno saudosista do período militar e seus métodos.

Essas eleições já se mostrou completamente manipuladas pelo judiciário e tutelada pelas Forças Armadas, presentes mais do que nunca policiais e militares no congresso e também no possível governo de Jair Bolsonaro. Ambos, embora Eduardo Bolsonaro alfinete o STF neste vídeo, completamente dispostos a trabalhar pelo objetivo dos capitalistas: que os trabalhadores paguem pela crise. O autoritarismo do judiciário, que aprovou junto ao golpista Temer dezenas de ataques sobre a classe trabalhadora, como a reforma trabalhista e a lei da terceirização irrestrita, não é nem um pouco imparcial, estando claramente à serviço deste mesmo objetivo.

Assim, tanto Bolsonaro quanto o autoritarismo judiciário, devem ser combatidos pela força dos trabalhadores, da juventude, das mulheres, dos negros e LGBTs, organizados em comitês de base, mobilizando-se nas ruas para barrar o avanço da extrema-direita, do golpismo e das reformas.

Fonte: CONGRESSOEMFOCO

congressoemfoco.uol.com.br/video/filho-de-bolsonaro-diz-em-video-se-quiser-fechar-o-stf-voce-nao-manda-nem-um-jipe/

 

Cidades: “Petrolina, Afogados, Pesqueira, Vitória, Recife são cidades pequenas lá é a luz de vela”. falava no vídeo.

A famosa mulher do vídeo que divulgava nas redees sociais mais uma mentira o chamado Fake News foi indicada pela Polícia Federal no Rio Grande do Sul por disseminar notícias falsas em redes sociais. Em um vídeo, a moça afirma que urnas eletrônicas teriam sido fraudadas e enviadas a cidades da Região Nordeste. A informação foi divulgada hoje  (20), pela Superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Sul.

urna eletrônica

A mulher também acusa o governo federal como responsável por fraudar o sistema de votações das eleições deste ano.

A Polícia Federal instaurou inquérito a pedido do Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-RS). Os agentes realizaram diligências para identificar a autora dos comentários enganosos.

A mulher foi enquadrada nos artigos 324 e 325 do Código Eleitoral, segundo os quais são crimes “divulgar, na propaganda, fatos que sabe inverídicos, em relação a partidos ou candidatos e capazes de exercerem influência perante o eleitorado” e “caluniar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando fins de propaganda, imputando-lhe falsamente fato definido como crime”.

Ela pode pegar pena de 1 a 3 anos de prisão. O tempo pode ser aumentado pelo fato da mulher ter usado redes sociais para a propagação dos conteúdos.

Mensagens falsas como a que motivou a prisão foram disseminadas em todo o país. O Tribunal Superior Eleitoral criou um site para esclarecer eleitores quanto às teorias da conspiração e acusações de supostas fraudes em urnas e no conjunto do sistema de votação.

A disseminação de desinformação sobre o tema tem crescido. A presidente do TSE, ministra Rosa Weber chegou a receber ameaças. Na quarta (17), ela reuniu representantes da candidaturas para solicitar ações de desincentivo aos questionamentos.

No balanço da votação do primeiro turno, nem o TSE nem a missão internacional da Organização dos Estados Americanos (OEA), que acompanhou o pleito, identificaram indícios de fraude ou problemas que pudessem comprometer o resultado.

 

Cid Gomes vai ao TSE contra uso de sua imagem em programa de Bolsonaro

Depois de ter criticado o PT, durante ato pró-Haddad realizado no Ceará, na última segunda-feira (15), e de ter usado as redes sociais para explicar as declarações, ontem (16), o senador eleito Cid Gomes também decidiu recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o uso de sua imagem pela campanha de Jair Bolsonaro.

O candidato à Presidência pelo PSL mostrou o discurso do irmão de Ciro Gomes em seu programa eleitoral, que foi ao ar nesta terça-feira (16).

Para os advogados do senador eleito, Bolsonaro fez uso de “ardiloso artifício para tentar repassar à população fatos que não condizem com a realidade”. As informações são da coluna Painel, da Folha de São Paulo.

Além disso, segundo a defesa, a campanha do capitão reformado infringiu a lei eleitoral porque não poderia transmitir propaganda com a imagem de candidato que pertence a partido que declarou apoio a outro.

“A adoção desse tipo de publicidade, direcionando à classe menos informada ideia falsa, ou pelo menos incompleta, que poderá levar milhares de brasileiros à erro, tudo com o claro intuito de angariar, mesmo que de forma vil, o voto da população mais carente, deve ser reprovada!”, diz parte da peça.

Ainda há reclamação quanto à edição do material que, segundo os advogados de Gomes, cortou trechos do discurso em que ele faz elogios a Haddad. A campanha de Bolsonaro pretende repetir o material nesta quarta-feira (17).

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Documento foi entregue ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no STF, nesta terça e investiga o presidente, ministros e aliados
Por Rafaela Felicciano/Metrópoles

A Polícia Federal entregou na tarde desta terça-feira (16/10) o relatório final do Inquérito dos Portos, que investiga o presidente Michel Temer, ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF). O documento pede o indiciamento do presidente da República, Michel Temer. Além disso, o relatório concluiu pelo indiciamento de Temer, do ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, do coronel aposentado João Baptista Lima Filho e dos empresários da Rodrimar.

Segundo a reportagem, desde novembro de 2017, o delegado Cleyber Malta Lopes apura se empresas do setor portuário pagaram propina em troca de serem beneficiadas com a edição do Decreto dos Portos por Temer. O texto ampliou de 25 para 35 anos as concessões dessas companhias, que poderiam administrar terminais portuários por até 70 anos. A suspeita é que as principais beneficiárias tenham sido a Rodrimar e o grupo J&F.

O inquérito, aberto pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, baseia-se nas delações de ex-executivos da J&F, grupo proprietário da Eldorado Celulose, que atua no Porto de Santos (SP). Eles denunciaram pagamentos de propina a agentes políticos, entre eles Michel Temer e seu ex-assessor e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures.

Depois, o coronel João Baptista Lima Filho, amigo do presidente, também passou à condição de investigado: teria recebido R$ 1 milhão da J&F, a pedido de Temer, segundo os delatores. Rocha Loures e Lima Filho chegaram a ser presos. A detenção de Loures ocorreu quando ele carregava uma mala com dinheiro entregue por representantes da J&F e a qual seria, segundo ele, destinada a Michel Temer, o que lhe rendeu o apelido de “homem da mala de Temer”.

Durante quase um ano, registra o G1, a Polícia Federal também investigou uma reforma feita na casa da filha do presidente, Maristela Temer, avaliada em ao menos R$ 1 milhão e que teria sido paga com recursos do setor portuário.

A conclusão do inquérito foi prorrogada diversas vezes, com autorização judicial. Ainda não foi revelado o teor do documento entregue nesta terça (16/10) pela PF a Luís Roberto Barroso.

O coronel reformado da Polícia Militar Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, não levantava suspeitas.

Coronel preso por estupro prometia respeito em campanha quando foi candidato em 2014

Estupro de Vulnerável Rio de Janeiro RJ

Coronel Pedro Chavarry foi preso em flagrante por estupro de vulnerável. DIVULGAÇÃO
  • O coronel da reserva da PM Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, estava, no sábado, dentro de um carro no estacionamento de uma lanchonete no bairro de Ramos, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), quando ouviu as sirenes de uma viatura se aproximarem. Tentou fugir, pois no interior do veiculo havia uma menina de dois anos nua, confirmando a denuncia anônima que os agentes tinham recebido. O coronel, que era o presidente da Caixa Beneficente da Polícia Militar do Rio, quis subornar os policiais, mas acabou sendo preso sob suspeita de ter cometido estupro de vulnerável ­– crime que pode ser castigado com até 15 anos de prisão – e corrupção ativa – com pena de até 12 anos. Não era a primeira vez que Chavarry, homem que se declara profundamente religioso, via-se implicado em um caso que envolvesse crianças: em 1993, segundo O Globo, Chavarry foi preso por suspeita de tráfico de bebês, mas não foi condenado.

“Segunda-feira, eu resolvo tudo. Vamos acabar com essa ocorrência, entendeu? Eu resolvo tudo. Segunda-feira vai fazer sol. Está ventando hoje”, disse Chavarry a um dos policiais que o abordaram. Este, enquanto gravava a cena com o celular, responde que não está entendendo e o coronel prossegue: “Segunda-feira, eu resolvo tudo. Quero saber sua escala. Você vai me procurar e eu vou te procurar. Você e o seu parceiro. Tá certo? Fica atento para acabar com essa ocorrência, tá? Dentro das normas”.

A investigação aponta que várias testemunhas declararam que Chavarry costumava andar acompanhado de crianças. Durante a abordagem, uma mulher disse aos policiais que ele cuidava dessa menina de dois anos e de uma outra de 12. Outra mulher informou que ele pagava para sair com elas. Uma outra testemunha, que trabalha perto da lanchonete onde ele foi preso, declarou que já tinha visto o coronel acompanhado de meninas em outras ocasiões. Segundo o jornal O Dia, foi uma funcionária da lanchonete quem se alarmou quando entregou o lanche ao acusado no carro e viu a menina nua. “Ela voltou ao caixa assustada e falou com a gente. Disse que a menina estava nua, de pernas abertas, e que não foi a primeira vez que viu esse homem aqui. No outro dia, era um menino”, contou ao jornal outra funcionária.

A menina foi levada ao coronel por Thuanne Pimenta dos Santos, de 23 anos, que teve a prisão temporária decretada. O irmão dela é casado com uma tia da criança. A jovem, que fazia serviços de faxina para o coronel, não deixou claro o que ela fazia com a criança, enquanto a mãe dela trabalhava, nem por que a deixou nas mãos do militar. “Ela entrou em múltiplas contradições durante o depoimento, mas há indícios de que ela entregou a criança propositalmente ao coronel”, explica a delegada responsável pelo caso, Cristiana Bento. Thuanne também trabalhou para Chavarry distribuindo panfletos quando este resolveu se candidatar, sem sucesso, a deputado federal pelo Partido Social Liberal (PSL) em 2014.

A Polícia Civil investiga agora se há mais pessoas envolvidas e se o coronel pode formar parte de um esquema muito maior de tráfico de crianças. “Pense na quantidade de meninos e meninas que desaparecem todo ano. Temos que investigar a fundo, quem sabe se o caso não tem relação com alguns desses sumiços”, explica Bento.

Chavarry, formado em direito e com mais de quatro décadas na corporação, ocupava a presidência da Caixa Beneficente da PM, que dispõe de uma rede de benefícios de aposentadoria para os associados, há seis anos. Seu currículo contempla passagens pelos gabinetes de quatro comandantes-gerais, cargo como relações públicas da Polícia Militar ou membro da mesa diretora da irmandade de Nossa Senhora das Dores da PM. Nas publicações da instituição exalta-se a figura do seu presidente como gestor e homem estratégico, além de um homem religioso e de família. Num perfil, publicado pelo jornal da Caixa Beneficente pouco depois de ele assumir a presidência, Chavarry conta que deve todo o seu sucesso a Deus e aos companheiros de trabalho e lamenta não passar mais tempo com sua mulher e sua filha: “Após uma carreira de 37 anos, em que não tive Carnaval, Natal e Ano Novo, assumi uma empreitada dessa magnitude. Eu deveria estar aposentado e curtindo mais a minha família. Eles têm, infelizmente, ficado em segundo plano”.

Questionado sobre o que gosta de fazer nas horas vagas, ele responde determinado: “No meu tempo livre, eu tenho dedicação à Igreja Católica Apostólica Romana, onde costumo participar ativamente das atividades religiosas. Em outras ocasiões, costumo tirar alguns dias para viajar com a família e recuperar as forças”. Neste domingo, Chavarry não participou das liturgias que ele dizia frequentar. Está preso no Batalhão Especial Prisional (BEP) da PM, em Niterói.

 Ele foi preso em flagrante no último sábado (10), acusado de pedofilia. A justiça determinou a prisão preventiva de Chavarry, que segue no Batalhão Especial Prisional da PM.

plenário da Câmara dos Deputados-Arquivo Agência Brasil

Dois terços dos 513 deputados federais eleitos e reeleitos no último domingo (7) são empresários e profissionais liberais, segundo levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Os demais dividem-se entre assalariados e profissionais de atividades diversas, como ator, humorista, sacerdote e pastor evangélico, além de estudantes.

Conforme o levantamento, 133 eleitos se declararam empresários, porém ainda há 14 produtores do setor de agronegócio e sete comerciantes. Segundo o Diap, esse grupo tende a ser maior, porque “um advogado, dono de um grande escritório de advocacia, embora possa viver dos dividendos de seu negócio, prefere se apresentar como profissional liberal do que como empresário”.

Entre os profissionais liberais estão advogados e graduados em Direito, médicos, economistas, administradores, jornalistas, engenheiros, enfermeiros, corretores, contadores, médicos veterinários e agrônomos. Nessa categoria, com cerca de 200 deputados, estão os profissionais cuja renda é proveniente do trabalho sem vínculo empregatício.

No terceiro grupo estão os assalariados – professores, servidores públicos, policiais e bancários -, além dos que exercem atividades de natureza diversa, como pastores, sacerdotes, celebridades, humoristas, apresentadores de TV, atores e cantores. Na categoria celebridades, além do ator Alexandre Frota (PSL-SP) e do humorista Tiririca (PR-SP), estão o ativista e conferencista Kim Kataguiri (DEM-SP) e o cantor de pagode Igor Kannario (PHS-BA).

O levantamento mostra que 20 deputados eleitos declararam atividades ligadas à religião – 15 pastores evangélicos, dois sacerdotes, um frade franciscano, um teólogo e um ministro do evangelho. No grupo dos religiosos encontram-se Padre João (PT-MG), Sóstenes (DEM-RJ), Frei Anastácio (PT-PB) e Paulo Freire Costa (PR-SP). Os deputados eleitos Léo Motta (PSL-MG) e Olival Marques (DEM-PA) apresentam-se como cantores gospel.

Na nova Câmara haverá 26 professores, 26 servidores públicos e 32 militares, policiais e bombeiros. Três deputados eleitos se identificaram como políticos: o tucano Lucas Redecker, atualmente na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, João Daniel (PT-SE) e André Abdon (PP-AP), já exercendo mandato na Câmara.

Algumas categorias, como apresentador de TV, agente administrativo, comunicólogo, gerente, gestor público, industriário, motorista, pescador, escritor e promotor de Justiça, elegeram apenas um representante. Na Bahia, um dos deputados eleitos foi o pescador Raimundo Costa (PRP), presidente da Federação da Pesca do estado. Sergipe elegeu o motorista Valdevan Noventa (PSC), o Acre, a magistrada Vanda Milani (SD), e Minas Gerais, a escritora e professora universitária Margarida Salomão (PT-MG).

Agência Brasil

O Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado da primeira pesquisa de intenção de voto do instituto com o cenário da disputa no segundo turno da eleição presidencial.

A pesquisa foi realizada nesta quarta, dia 10, e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 58% dos votos contra 42% de Fernando Haddad (PT). Em relação ao primeiro turno, Bolsonaro cresceu 12 pontos percentuais. Haddad, 13%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:  Jair Bolsonaro (PSL) tem 49% e Fernando Haddad (PT), 36%. Em branco/nulo/nenhum,  8%. Não sabem, 6%. Em relação ao primeiro turno.

Haddad bate Bolsonaro na região Nordeste: 52×32

O Datafolha divulgou, nesta quarta-feira (10), a primeira pesquisa presidencial do segundo turno. O instituto informou que os votos do candidato pelo PSL, Jair Bolsonaro seguem distribuídos por todo país.

Mas, que, assim como no primeiro turno, o capitão reformado do Exército perde apenas na região Nordeste, onde o petista lidera com 52% dos votos totais contra 32% de Bolsonaro.

O melhor desempenho de Bolsonaro é no Sul com 60% contra 26% do ex-ministro da educação. O sudeste elegeria o candidato do PSL com 55% a 32% dos votos totais.  A pesquisa foi realizada ao longo desta quarta e ouviu 3.235 eleitores em 227 municípios do país.

O candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT), agradeceu  a votação que o colocou em terceiro colocado na disputa eleitoral. Ainda sem garantir apoio a Fernando Haddad, segundo colocado na disputa, Ciro afirmou que está “do lado da democracia” e contra o fascismo. Ele também repetiu o bordão da campanha anti-Bolsonaro: “uma coisa está decidida: # ELE NÃO” sem dúvidas”.

“Esse é o sentimento que eu termino: gratidão, profunda gratidão ao povo brasileiro”, disse. “Minha historia de vida é uma história de luta em favor da democracia e contra o fascismo”, ressaltou Ciro Gomes.

Ao deixar seu apartamento, em bairro nobre da cidade de Fortaleza, para falar com a imprensa, Ciro foi muito aplaudido por apoiadores. Acompanhando pelo irmão, senador recém eleito, Cid Gomes (PDT), da mulher, Giselle Bezerra, e de assessores, Ciro disse que vai anunciar seu apoio em breve.

“Não vou demorar uma semana, não. Eu costumo decidir as coisas assim. Só que agora tem um conjunto muito grande de forças. Então, eu quero anunciar, por mim, o meu espírito é de continuar fazendo o que eu fiz a vida inteira: lutar em defesa da democracia e contra o fascismo. Uma coisa já está decidida: Ele não [citando campanha #elenão contra o candidato Jair Bolsonaro] sem dúvida”, assegurou.

As apurações ainda não foram encerradas, mas com 98,26% das urnas apuradas e com o segundo turno confirmado, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa pela presidência da República, com 46,37% dos votos válidos. Fernando Haddad (PT) aparece com 28,81% e Ciro Gomes (PDT) tem 12,51%.

O PSL  terá a segunda maior bancada da Câmara, com 51 deputados. Elegeu apenas um em 2014 e atualmente tem 8.

O PT será o partido de maior bancada, com 57 deputados (tinham sido eleitos 70 em 2014). PP vem em terceiro, com 37 eleitos, e o MDB agora é apenas o quarto partido, com 33 eleitos. O PSDB foi superado por PR, PSD e PSB e terá apenas 29 deputados. (Fonte: BR18/Estadão)

PCdoB-BA faz história e conquista sua maior bancada no Legislativo

O presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães. (Foto: Assessoria/Divulgação)

O PCdoB da Bahia comemora o resultado histórico que alcançou nas eleições deste ano no estado. O partido conseguiu aumentar em cerca de 65% o número de vagas na Assembleia Legislativa (AL-BA) – de três para cinco – e manter a bancada que possui na Câmara Federal, com a reeleição dos deputados federais Alice Portugal e Daniel Almeida, e com a possibilidade de chegar a três parlamentares, porque Isaac Carvalho, que obteve expressiva votação, tem a candidatura questionada na Justiça.

Para a Assembleia foram eleitos, por ordem de votação: Adalberto Barreto (Dal), Olívia Santana – os dois que estreiam -, Raimundo Tavares (Bobô), Fabrício Falcão e Crisóstomo Lima (Zó) – os três últimos foram reeleitos. O PCdoB saiu em chapa própria para a disputa à Assembleia e foi o quinto partido mais bem votado na categoria, com 514.572 votos conquistados pelas 44 candidaturas a deputado/deputada estadual, o que equivale a 7,38% da votação.

As eleições 2018 também representam a primeira vez em que o PCdoB está presente na chapa majoritária eleita no estado, com Davidson Magalhães na primeira suplência do senador eleito Ângelo Coronel (PSD). Além de Ângelo, também foi eleito para o Senado Federal o ex-governador Jaques Wagner (PT).

O presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães, afirmou, após a conclusão da apuração, que o momento é de comemoração, mas também de agradecimento. “Foi uma votação histórica. Todos e todas as candidatas que compuseram a chapa contribuíram para que o cesto proporcionasse a vitória. Em todo esse tempo de militância, essa foi a nossa maior vitória na Bahia, e eu parabenizo a direção coletiva do partido pela condução desse processo vitorioso”.

Governador reeleito

O governador Rui Costa, apoiado pelo PCdoB, foi reeleito com mais de 75% dos votos, ao lado do vice, João Leão (PP), derrotando o carlista José Ronaldo (DEM), que obteve 22,30%.

2º turno

Com a expressiva votação na Bahia, o PCdoB tem como nova tarefa eleger Fernando Haddad (PT) e Manuela D’Ávila (PCdoB), candidatos a presidente e vice do Brasil, no segundo turno. O partido conclama todos os que são comprometidos com a democracia a derrotar aquele que consideram “projeto antipovo, antidemocrático, elitista e fascista” representado por Jair Bolsonaro (PSL).

CINCO MULHERES – CANDIDATURA COLETIVA “JUNTAS” GARANTE VAGA NA ALEPE

Formada por Carol Vergolino, Jô Cavalcanti, Joelma Carla, Kátia Cunha e Robeyoncé Lima, a candidatura coletiva “Juntas”, que disputou vaga de deputada estadual pelo Psol, conseguiu garantir lugar na Alepe. O grupo, que já começa fazendo história na política pernambucana com o mandato coletivo, trouxe à discussão a participação feminina na política. A candidatura começou tímida e ganhou corpo, principalmente pelo apoio de movimentos sociais. Posicionamento é palavra de ordem para as meninas, que levantam mesmo bandeiras.
Por Roberta Jungmann

PRONUNCIAMENTO – HADDAD DIZ QUE VÊ RISCO À DEMOCRACIA E QUE CONSTITUIÇÃO ESTÁ EM JOGO

Em seu primeiro pronunciamento após a confirmação do segundo turno, Fernando Haddad (PT) afirmou ver risco à democracia e disse que o pacto pela Constituição de 1988 está em jogo com a disputa presidencial deste ano. No seu discurso de pouco mais de cinco minutos, neste domingo (7) em um hotel de São Paulo, Haddad disse que se sente desafiado pelos resultados, que apontaram um avanço forte da onda de apoio a Jair Bolsonaro (PSL), e que é hora de “unir os democratas”.
“Me sinto desafiado pelos resultados, que são bastante expressivos no sentido de fazer atentar aos riscos que a democracia corre”, declarou Haddad. “Essa eleição de 2018 coloca muita coisa em jogo, inclusive o pacto da constituição de 1988”, completou.
De saída, o discurso já causou racha no PT. Enquanto o grupo mais próximo a Haddad e integrantes do PCdoB defenderam que o candidato fizesse uma fala de conciliação e ampliação de acordos -e setores políticos-, alas do PT resistiram, argumentando que ainda não era hora de acenos mais ao centro, por exemplo.
Mas Haddad bateu o pé e disse que era preciso extrapolar as frentes habitualmente abordadas por petistas. “Queremos unir os democratas do Brasil, as pessoas que têm atenção aos mais pobres, projeto amplo, profundamente democrático, que busque justiça social”, afirmou o candidato em cima do palco.
Haddad disse ainda que a partir desta segunda-feira (8) já inicia a campanha do segundo turno. Ele viaja a Curitiba para conversar com o ex-presidente Lula e pedir carta branca para os acenos e movimentações. Jaques Wagner, que se elegeu senador pela Bahia, deve desembarcar em São Paulo para ocupar um cargo na coordenação da campanha. Ele deve ajudar o candidato a vencer as resistências internas da sigla.
Haddad disse também que vai enfrentar o segundo turno “muito respeitosamente” e que sua arma será “o argumento”. “Nós não portamos armas, vamos com a força do argumento para defender o Brasil e seu povo tão sofrido”. Haddad anunciou também que já havia conversado com Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Guilherme Boulos (PSOL) por telefone.

 

Nas simulações de segundo turno, o levantamento mostra ainda vitória de Haddad sobre Bolsonaro, por 42% a 38%. 

 

O Ibope divulgou nesta quarta-feira 26 mais uma pesquisa de intenção de voto para presidente, desta vez encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A pesquisa ouviu 2 mil eleitores em 126 municípios entre os dias 22 e 24 (de sábado a segunda-feira).

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, mantém a liderança, com 27% das intenções de voto – variação negativa de um ponto percentual diante da última pesquisa, divulgada nesta terça, onde aparecia com 28%. Fernando Haddad, do PT, também variou negativamente um ponto, de 22% para 21%.

Já Ciro Gomes, do PDT, foi de 11% para 12%, à frente de Geraldo Alckmin, que se manteve com 8%. Marina Silva saiu de 5% para 6%. Os indecisos oscilaram de 6% para 7% e os brancos ou nulos, de 12% para 11%.

Confira os números:

Jair Bolsonaro (PSL): 27%
Fernando Haddad (PT): 21%
Ciro Gomes (PDT): 12%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (Rede): 6%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 0%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 11%
Não sabe/não respondeu: 7%

 

DCM: O Instituto também perguntou: “Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?”.

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%

Os resultados foram:
Bolsonaro: 46%
Haddad: 30%
Marina: 25%
Alckmin: 20%
Ciro: 18%
Meirelles: 11%
Cabo Daciolo: 11%
Eymael: 11%
Boulos: 11%
Vera: 10%
Alvaro Dias: 9%
Amoêdo: 9%
João Goulart Filho: 9%
Poderia votar em todos: 2%
Não sabe/não respondeu: 7%

Simulações de segundo turno
Haddad 43% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 4%)
Ciro 46% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 4%)
Alckmin 41% x 36% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 4%)
Bolsonaro 39% x 39% Marina (branco/nulo: 19%; não sabe: 4%

 

Ricardo Stuckert-TSE

A impugnação da candidatura do ex-presidente Lula parece ser um caso raro para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral); cerca de 1.400 políticos que tiveram seus registros barrados pela Justiça Eleitoral e recorreram da decisão poderão concorrer nas eleições 2018 com nome, foto e número na urna eletrônica; diferentemente do caso de Lula – cuja defesa também recorreu junto ao TSE para garantir a sua candidatura e, mais que isso, de posse de uma determinação da ONU -, para esses candidatos, a campanha prossegue até que o recurso contra o indeferimento seja julgado em definitivo.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que “nos casos de registros barrados, os votos são computados, mas não aparecem nos resultados oficiais até que todos os recursos sejam julgados. Se o candidato conseguir reverter a decisão, seus votos serão divulgados. A diplomação do político em caso de vitória também depende do deferimento de seu registro”.

O montante de candidatos sub júdice é heterogêneo: “desse total, 12 disputam o cargo de governador, 26 de senador, 462 de deputado federal e 855 de deputado estadual. O levantamento foi feito pelo Estado com base em estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizadas até o início da noite desta quinta-feira, 20. O número de candidatos sub judice deve cair nos próximos dias conforme os recursos forem sendo julgados pelo TSE e tribunais regionais eleitorais”.

O caso Garotinho é emblemático, até porque o estado do Rio de Janeiro encabeça a lista de candidatos com pendências judiciais que poderão concorrer: “o Rio lidera entre os Estados, com 338 políticos barrados que tentam reverter a decisão. Desses, o mais conhecido é Anthony Garotinho (PRP), candidato ao governo fluminense e que teve o registro indeferido em função de uma condenação do Tribunal de Justiça. A suspeita recai sobre desvios de R$ 234,4 milhões na área da saúde nos anos de 2005 e 2006, quando ocupava o cargo de secretário de Estado”

http://www.blogmarcosmontinely.com

A Polícia Civil indiciou a vereadora Marília Arraes (PT) pelo crime de peculato nessa quinta-feira, 20, por ela supostamente ter contratado quatro “funcionários fantasmas” para seu gabinete na casa legislativa do Recife. O inquérito foi concluído e encaminhado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na semana passada, mas, somente ontem a delegada titular da Delegacia de Crimes contra a Administração, Patrícia Domingos, anunciou o resultado da investigação em entrevista coletiva.

Candidata a deputada federal, Marília divulgou uma nota nesta sexta-feira, 21, defendendo-se da acusação. “Há cerca de três anos, após tomar conhecimento de uma denúncia anônima totalmente absurda, que versava sobre este tema, eu mesma tomei a iniciativa de procurar o Ministério Público de Pernambuco para solicitar que os fatos fossem investigados”, destaca.

“Estranhamente agora, a duas semanas das eleições, na qual eu sou candidata, a delegada responsável pelas investigações anuncia, em entrevista coletiva, sem que houvesse sequer uma comunicação oficial sobre a conclusão do inquérito, o indiciamento”, escreveu, colocando-se à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos.

A petista conclui dizendo que o inquérito tem propósito de tumultuar o processo eleitoral. “Não temos como deixar de repudiar atitudes que claramente tem o propósito de tumultuar o processo eleitoral democrático em nome de interesses não republicanos”, arrematou.

Assessoria

Candidata ao Senado pela Rede Sustentabilidade, a advogada e professora de Direito Adriana Rocha saiu em defesa da manutenção da candidatura de Julio Lossio ao governo de Pernambuco e da eleição de Marina Silva presidente do Brasil. A conselheira federal da OAB também se posicionou radicalmente contra a candidatura de Jair Bolsonaro, rechaçando qualquer eventual aproximação com apoiadores do postulante.

Em nota à Imprensa, Adriana reafirmou seu compromisso com a Democracia. “Minha candidata à Presidência da República é a Marina Silva. Aceitei o desafio de ingressar na política porque não me vejo representada. E isso faz com que eu seja coerente com as pautas que defendo como ex- presidente estadual da Comissão da Mulher Advogada da OAB, e, atualmente, como presidente nacional da Comissão da Promoção da Igualdade”, declarou Adriana.

Sobre o apoio recebido pelo postulante a governador do estado, a conselheira federal da OAB afirmou não ter qualquer relação com o movimento. “Em momento algum fui consultada e não houve nenhum tipo de aproximação minha com os apoiadores do presidenciável em questão. Quero que fique claro que minha candidatura é majoritária e não tenho qualquer relação com essa questão”, assegurou Adriana Rocha.

Com uma história de muita luta, voltada para a defesa do empoderamento da mulher e da Igualdade e diversidade sexual e de gênero, Adriana elencou pontos de total divergência com o candidato à Presidência que aparece hoje como motivo de discórdia entre o seu partido e Julio Lossio. “Sempre lutei pela igualdade, pela democracia, pela diversidade; e cumprindo o que proclama a nossa Constituição. Jamais permitiria qualquer aproximação ideológica com candidaturas que não estivessem absolutamente alinhadas com minhas defesas e minha luta por uma cultura de paz e de tolerância”, argumentou.

AMPLA DEFESA – Para Adriana Rocha, mesmo havendo um desconforto entre lideranças da Rede em Pernambuco, a posição do candidato ao Governo é importante para que os fatos possam ser esclarecidos em um processo que garanta a ampla defesa. “Só me interessa a verdade. Não estou na política para fazer conchavos, muito menos para abrir mão das minhas convicções”, concluiu.

 

 

Agenda de Armando Monteiro neste domingo(16)

10h – Carreata Jordão – Ibura

14h – Ato Político com Izabel Urquiza, em Olinda

 

Agenda Julio Lossio

9:00 – Caminhada no Bairro Totó – Recife
Concentração na Rua Brasília;

16:00 – Caminhada na cidade São Caetano-PE;

21:00 – Caminhada na Feira do Jeans em Toritama​, no Parque das Feira.

 

Agenda do candidato à reeleição Paulo Câmara

MORENO
8h – Visita à Feira Livre de Bonança
Local: BR 232 (concentração: embaixo do viaduto)

CABO DE SANTO AGOSTINHO
10h – Caminhada em Ponte dos Carvalhos
Local: em frente à Escola Municipal Manoel Davi (BR 101)

IGARASSU
12h30 – Carreata na RMR Norte com Junior Uchôa

 

Agenda de Maurício Rands

9h – Reunião no Alto do Brasil

16h –  Reunião com líderes

 

 

 

Depois de mais de sete horas de reunião, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil decidiu, na noite deste sábado (20), aprovar o relatório que recomenda que a entidade ingresse com um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer, por 25 votos a 1. Cada voto representa a OAB de um estado ou do Distrito Federal. O Acre, ausente, não votou, e o Amapá votou contra o pedido de impeachment. Todos as outras unidades da federação votaram a favor do pedido.

O relatório foi elaborado por uma comissão formada por seis conselheiros federais e concluiu que “as condutas do presidente da República, constantes de inquérito do STF, atentam contra o artigo 85 da Constituição e podem dar ensejo para pedido de abertura de processo de impeachment”.

O pedido será protocolado na Câmara dos Deputados, conforme apurou a TV Globo.

Temer é alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizado pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, para que ele seja investigado por corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa.

A comissão da OAB, integrada por cinco conselheiros, foi formada logo após virem à tona os áudios e o teor da delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da empresa JBS, à Procuradoria-Geral da República (PGR). A comissão que elaborou o relatório foi formada por: Ary Raghiant Neto (MS), Delosmar Domingos de Mendonça Júnior (PB), Flávio Pansieri (PR), Márcia Melaré (SP) e Daniel Jacob (AM).

Durante a reunião, o advogado Gustavo Guedes, em defesa do presidente Michel Temer, pediu mais tempo para apresentar defesa diante do Conselho Federal da OAB. Carlos Marun, advogado e deputado do PMDB, também pediu mais tempo para ter um laudo sobre os áudios.

Mas o pedido da defesa foi rejeitado. Na votação entre as bancadas que representam os estados, 19 das 27 bancadas foram pela rejeição dos argumentos da defesa. Sete bancadas foram a favor. A bancada do Acre não votou.

 

Votaram para acatar o pedido dos advogados de Temer: AL, AP, DF, MA, MT, PR e SC.

Votaram para rejeitar o pedido de Temer e prosseguir com a análise do relatório da comissão da OAB que foi favorável ao impeachment: AM, BA, CE, ES, GO, MS, MG, PA, PB, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SP, SE e TO.

Na discussão do mérito do relatório da comissão, os conselheiros também abordaram a questão sobre a possibilidade de eleições diretas ou indiretas para a Presidência da República. Alguns conselheiros argumentaram que o Congresso não tem legitimidade para promover uma eleição presidencial indireta; outros argumentaram que aprovar a PEC sobre a eleição direta, de Miro Teixeira, poderia significar casuísmo.

Ex-presidente nacional da OAB, Cézar Britto defendeu a “consulta ao povo” como saída para a crise. Argumentou ainda que a análise do caso tem de ir além da perícia dos áudios e considerar o contexto. Ressaltou o fato de que até agora não foi desmentido que os que cometeram ilícitos agiram em nome do presidente. Britto também declarou que “é preciso reagir à delação premiadíssima”, e que o MP não pode devolver apenas parte do patrimônio desviado. Ainda nessa linha, ele argumentou que, nesta delação premiadíssima, devolve-se metade do que foi roubado e legaliza-se o resto.

Já o presidente da OAB-SP, Marcos da Costa, defendeu a solução pela Constituição – ou seja, a eleição indireta.

Joaquim Felipe Spadoni, conselheiro de Mato Grosso, argumentou contra o “achincalhe” da colaboração premiada. Numa dura crítica aos empresários da JBS, afirmou que a sociedade não consegue acreditar que criminosos estão livres passeando em Nova York. Falou a favor de se pensar em medidas alternativas.

Raimundo Palmeira, conselheiro de Alagoas, argumentou que quem se relaciona com bandido confesso não tem condições de comandar uma nação.

Henri Clay Andrade, presidente da OAB-SE, declarou que é preciso “bater forte” na “farra da delação premiada”. E que o “prêmio” dado à JBS é um escândalo de grandes proporções. E que não vai haver estabilidade política se for eleito um presidente no conchavo de deputados e senadores.

Nos discursos, os conselheiros também defenderam a necessidade de Reforma Política.

 

Temer questiona audio

A defesa do presidente Michel Temer protocolou por volta das 16h deste sábado petição no STF em que pede a suspensão do inquérito que o investiga por suspeita de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa.

Mais cedo, em pronunciamento no Palácio do Planalto, Temer havia afirmado que pediria a suspensão do inquérito após reportagem da “Folha de S. Paulo” informar, com base na opinião de peritos ouvidos pelo jornal, que houve edição no audio da conversa entre ele e o dono do frigorífico JBS, Joesley Batista.

Pedidos de impeachment

O Conselho Federal da OAB é a instância de deliberação que decidiu favoravelmente ao impeachment dos ex-presidentes Fernando Collor e Dilma Rousseff. A OAB também foi instada a se manifestar, na época, sobre pedidos de impeachment dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, mas entendeu que não era o caso.

– See more at: http://araripinaemfoco.net/oab-decide-entrar-com-pedido-de-impeachment-de-temer/#sthash.CGpzcw1E.dpuf

 

 

 

 

 

98,5% dos brasileiros querem eleições diretas

 

Pesquisa feita pelo 247 com 5.757 internautas revela: nada menos que 98,5% dos brasileiros defendem a realização de eleições diretas para presidente, depois que se se confirmar a queda, já líquida e certa de Michel Temer.

Nesta sexta-feira, o jornal O Globo defendeu a renúncia de Temer e colocou que explicitamente que ele será expelido da presidência da República querendo ou não (leia aqui).

Isso significa que, nos próximos dias, o Brasil viverá a grande batalha de sua história: de um lado, praticamente todos os brasileiros, que exigem a democracia de volta e o direito de votar para presidente.

De outro, a Globo e as forças golpistas, que tentarão controlar a sucessão de Temer.

Neste domingo 21, haverá atos em todo o Brasil pelas diretas-já.

Participe!

Abaixo, reportagem da Rede Brasil Atual sobre os protestos de domingo:

Movimentos avisam: ‘Não vamos sair das ruas’

São Paulo – As frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, que reúnem quase uma centena de movimentos sociais, não admitirão uma saída para a crise política que não contemple convocação imediata de eleições gerais. “Não vamos aceitar golpe dentro do golpe. Vamos continuar fazendo campanha pelas diretas já. (A solução) Não pode ficar na mão de um Congresso que é absolutamente questionável”, afirmou o presidente da CUT, Vagner Freitas, após reunião na sede da entidade, na região central de São Paulo. Ao comentar o pronunciamento de Michel Temer negando a renúncia, ele afirmou que a postura demonstra “a falta de irresponsabilidade que esse senhor tem com o Brasil”.

Para o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) Guilherme Boulos, integrante da Povo sem Medo, o governo – que já não tinha legitimidade – perdeu a condição política de continuar. “Os mesmos que entraram pelas portas dos fundos do Palácio do Planalto vão sair de lá direto para a lata de lixo da história”, afirmou, apontando uma “operação em curso” que inclui eleição indireta. “É golpe. Nenhuma dessas alternativas (Rodrigo Maia, Cármen Lúcia) tem legitimidade. Não vamos sair das ruas.”

 

Boulos prevê que no próximo domingo (21) 1 milhão de pessoas estarão se manifestando pelo país por eleições. “Se o Temer cair, a mobilização prossegue. O Fora Temer não basta mais”, disse o líder do MTST, para quem a única saída “oxigenada” da crise passa pela participação popular, “qualquer que seja a alternativa jurídica para isso”, citando a proposta de emenda à Constituição que estabelece eleições e o próprio julgamento da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, marcado para 6 de junho.

Os movimentos também pedem a retirada das propostas de reformas trabalhista e previdenciária, em tramitação no Senado e na Câmara, respectivamente. “Não há condição política para essa turma propor que você fique sem aposentadoria ou que faça bico porque não tem emprego”, disse Vagner. Ele lembrou que as centrais farão uma “ocupação” em Brasília na próxima quarta-feira (24). E considera a crise um “momento de oportunidade para retomar a democracia”.

 

“Há um consenso (entre as entidades que integram as frentes) de que a questão fundamental é diretas já”, disse Gilmar Mauro, da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). “Esse Congresso não pode eleger indiretamente, porque não tem moral.” Na avaliação do dirigente, o processo que pode culminar com a queda de Temer é resultado da pressão popular. “Queremos retomar o processo democrático no nosso país”, afirmou.

“As eleições diretas são a única alternativa para devolver ao povo a solução para este país”, reforçou a presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Carina Vitral, destacando a extensão da greve geral realizada em 28 de abril. “Agora se revelam os motivos desse golpe, de tamanha ruptura institucional, aplicar um programa que não foi escolhido em 2014.”

Coordenador da Central de Movimentos Populares e da Brasil Popular, Raimundo Bonfim disse que há setores “flertando com eleições indiretas” e que não há fator de aproximação com grupos de direita, a não ser a saída de Temer. “Isso não significa que a gente não queira conversar com a base que eles dizem representar”, emendou. Para ele, as chamadas “pedaladas”, pretexto usado para a destituição de Dilma, assumem “insignificância” diante das denúncias divulgadas desde ontem.

 

“Não vamos aceitar nenhuma saída por cima”, disse o secretário-geral da Intersindical, Edson Carneiro, o Índio, chamando Temer e o PSDB de “farsantes” e afirmando que, agora, não se trata de discutir quem apoiou ou não o impeachment de Dilma, mas dos mais de 90% que, segundo as pesquisas, rejeitam o atual presidente. “Das ruas nós não sairemos até a derrubada desse governo. Queremos também a revogação da lei da terceirização. Se for necessário, faremos uma nova greve geral, com mais força. (247)

 

 

 

 

Sandra e o marido Novaes, homem forte na pasta da Saúde

A prefeita petista Sandra Magalhães, do PT, jogou na lata do lixo o que pregou durante a campanha eleitoral, o fim do nepotismo, e como uma boa proprietária de farmácia resolveu utilizar uma ‘receita caseira’ para administrar o pequeno município de Calumbi, no Sertão do Pajeú.

Sem reservas, a prefeita nomeou o seu marido, Arnaldo Novaes, que é agrônomo, como secretário de Saúde, a sua irmã, Solange Magalhães na pasta de Ação Social e ainda achou pouco e nomeou o sobrinho, Igor Magalhães, em Finanças e Administração.

A nomeação familiar causou desconforto ao grupo que ajudou a eleger a petista. Nessa quinta-feira (12), o FAROL conversou com um aliado de Sandra que não disfarçou o desconforto. “Foi dito na campanha que isso não iria acontecer. Há discursos gravados da irmã da prefeita dizendo que não precisava de cargos. E agora a gente vê isso? Uma vergonha”, desabafou o militante, pedindo reserva na identificação. A reportagem não localizou a prefeita para comentar o assunto

 

Novo medicamento para câncer de pulmão ajuda a reduzir progressão da doença

20170112121441512426o
 Chegou ao Brasil no mês passado um novo medicamento para o tratamento do câncer de pulmão. O afatinibe (Giotrif nas prateleiras) serve para conter apenas um tipo bastante específico da doença, quando o paciente tem um adenocarcinoma de pulmão com metástase e, além disso, apresenta uma mutação do receptor do fator de crescimento epidérmico – conhecido como gene EGFR.  “Cerca de 70% dos pacientes com câncer de pulmão que chegam ao Icesp têm adenocarcinomas de pulmão. Desses, aproximadamente 80% já apresentam metástase ao diagnóstico – no fígado, osso ou cérebro, por exemplo”, explicou Gilberto de Castro Junior, oncologista especialista em câncer de pulmão do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. “Dentro desse grupo de metastáticos, conseguimos detectar uma mutação no gene EGFR que, no Brasil, estudos mostram que é encontrada em 20 a 25% dos casos”
 

JOVEM DE 20 ANOS É ASSASSINADO NA PORTA DO CEMITÉRIO DE BELO JARDIM

Um rapaz de 20 anos foi assassinado na noite desta terça-feira (10) em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. Ginaldo José da Silva, estava em frente ao cemitério do bairro Bom Conselho, quando foi alvejado com um disparo de arma de fogo na cabeça, não resistiu e veio a óbito no local. Até o momento a autoria e motivação do crime são desconhecidas, o corpo foi levado para o (IML) de Caruaru.

 

Afogados: Prefeitura perfura e instala poço no Curral Velho dos Ramos

 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira concluiu a instalação, na tarde desta quinta (12), de um poço na comunidade rural do Curral Velho dos Ramos. A perfuração e o início da instalação ocorreram no final do ano passado.
 
O Secretário de Agricultura do município, Ademar Oliveira, acompanhou os trabalhos e comemorou a vazão do poço, de 4.800 litros por hora. “Já havíamos perfurado dois poços na comunidade. Um deu seco e o outro com vazão muito baixa. Esse agora ajudar os moradores a enfrentarem essa grave estiagem,” informou Ademar.
 
A Prefeitura também instalou um sistema adutor, com 1.500 metros de tubulação, e mais três chafarizes para atender à população local.

 

De cada três novos desempregados no mundo em 2017, um será brasileiro

Desemprego

O Brasil terá em 2017 o maior aumento do desemprego entre as economias do G-20 e adicionará 1,4 milhão de novos trabalhadores sem emprego à sociedade até 2018. Os dados são da Organização Internacional do Trabalho que, em um informe publicado nesta quinta-feira, alerta que o desemprego no País vai continuar a se expandir para atingir um total de 13,8 milhões de brasileiros até o ano que vem.

A OIT estima que, entre 2016 e 2017, o exército de desempregados no planeta aumentará em 3,4 milhões. Mas o epicentro dessa crise será o Brasil, responsável por 35% desse número, com 1,2 milhão em 2017 e mais 200 mil em 2018. De cada três novos desempregos no mundo, um será brasileiro. 

 

Em termos absolutos, o Brasil terá a terceira maior população de desempregados entre as maiores economias do mundo, superado apenas pela China e Índia, países com uma população cinco vezes superior a do Brasil. Nos EUA, com uma população 50% superior à brasileira, são 5 milhões de desempregados a menos que no País.

“As coisas vão piorar no Brasil antes de voltar a melhorar”, alertou o economista-sênior da OIT, Steve Tobin. Pelos dados da entidade, o número de brasileiros sem empregos passará de 12,4 milhões em 2016 para 13,6 milhões em 2017. Para 2018, o número total chegará a 13,8 milhões. 

Em termos percentuais, o salto no desemprego no Brasil vai ser o maior entre as economias do G-20. A taxa irá passar de 11,5% em 2016 para 12,4% em 2017. Ao final de 2018, apenas a África do Sul terá um índice de desemprego ainda superior ao do Brasil. 

 

Na avaliação de Tobin, existem indicações de que a economia brasileira vai começar a se recuperar em 2018. Mas um impacto no mercado de trabalho não seria imediato, já que empresas tendem a aguardar antes de voltar a contratar. “Mesmo que o PIB melhore, existe uma reação retardada no mercado de trabalho”, explicou. Na avaliação da entidade, a recessão em 2016 no Brasil foi “mais profunda que antecipada” e que essa realidade ainda vai se fazer sentir em 2017.

Um dos temores ainda da OIT é de que a informalidade no mercado de trabalho brasileiro cresça, assim como a taxa de pessoas em empregos precários. 

Impacto

Na OIT, os economistas não escondem que os números brasileiros tiveram um impacto mundial e afetaram os cálculos gerais. Para a entidade, como consequência, a América Latina tem hoje o maior desafio do desemprego no mundo, diante da recessão e suas consequências em 2017. Além disso, o continente conta ainda com uma população jovem, pressionando o mercado de trabalho. 

 

Espécie de morcego começa a se alimentar de sangue humano no Sertão de PE, diz pesquisa

 

 

O estudo foi conduzido no Parque Nacional do Catimbau, na região de caatinga de Pernambuco.

 

Direito de imagem Enrico Bernard Image caption Estudo revela mudança no hábito alimentar de morcego-vampiro-de-pernas-peludas, até então conhecido por consumir exclusivamente sangue de aves

Uma espécie de morcegos encontrada no Brasil, até então conhecida por consumir exclusivamente sangue de aves, está se alimentando agora de sangue humano.

A revelação está em uma pesquisa conduzida por cientistas brasileiros e publicada em dezembro na revista científica Acta Chiropterologica, a mais importante publicação do mundo voltada à pesquisa de morcegos.

 

O estudo analisou 70 amostras de fezes da espécie Diphylla ecaudata, popularmente conhecida como morcego-vampiro-de-pernas-peludas.

Os cientistas conseguiram extrair o DNA de 15 delas – e em três descobriram vestígios de sangue humano, explica Enrico Bernard, professor do Departamento de Zoologia da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e responsável pela pesquisa.

O estudo foi conduzido no Parque Nacional do Catimbau, na região de caatinga de Pernambuco, a cerca de 300 km do Recife.

“Das três espécies de morcegos-vampiros que conhecemos, sabíamos que apenas uma delas se alimentava de sangue humano”, conta Bernard, em entrevista à BBC Brasil.

“Mas nosso estudo mostrou agora que outra espécie, o morcego-vampiro-de-pernas-peludas, que só se alimentava do sangue de aves, também passou a consumir sangue humano”, acrescenta o especialista.

 

Bernard explica que, diferentemente do sangue de aves, rico em gordura, o dos mamíferos é mais espesso e rico em proteína.

“Sabíamos que essa espécie (morcego-vampiro-de-pernas-peludas) tinha uma adaptação fisiológica para digerir apenas o sangue de aves. Mas isso parece estar mudando, já que ela passou a se alimentar de sangue humano”, afirma.

Causas

 

Na avaliação de Bernard, considerando que o morcego-vampiro-de-pernas-peludas tem fisiologicamente menos tolerância ao sangue de mamíferos, os novos hábitos alimentares da espécie “reforçam um cenário de escassez de presas”.

“Sendo assim, ou o comportamento alimentar desse bicho é muito mais variável do que imaginávamos até hoje, ou há uma restrição significativa de suas presas nativas”, diz o especialista.

Bernard afirma que os resultados do estudo parecem validar a segunda hipótese.

“Essa porção da caatinga vem sendo bastante alterada pela presença humana. As presas nativas desse tipo de morcego – aves maiores, em sua maioria – estão desaparecendo e seu habitat sendo ocupado por seres humanos e seus animais domésticos”, afirma.

“Nosso estudo mostrou, por exemplo, a presença de sangue de galinha em algumas das amostras que coletamos.”

 

ARARIPINA – PE-615 – SINDICALISTA É ASSASSINADO A TIROS DURANTE EMBOSCADA NA PONTA DA SERRA

 

 

O primeiro homicídio do ano em Araripina foi registrado por volta das 09:00 da manhã de ontem, quarta-feira 11/01, na PE-615, imediações do Povoado da ponta da Serra, zona rural do município.
 
Segundo a polícia a vítima foi identificada por Luiz Alves de Oliveira, também conhecido por Luiz Cachoeira, de 56 anos, agricultor, divorciado, ex- funcionário do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Araripina e também cantor, pois o mesmo na década de 90 chegou a gravar um disco que fez sucesso.
 
Ainda segundo a polícia e relatos de testemunhas, a vítima seguia conduzindo o seu veículo Fiat uno de cor verde, placa PEJ-2935, e ao reduzir a velocidade próximo a um redutor de velocidade no Povoado da Ponta da Serra, foi surpreendido por dois elementos não identificados que se aproximaram subitamente e efetuaram vários disparos à queima roupa.
 
Baleada gravemente a vítima morreu ainda dentro do carro, enquanto os criminosos fugiram tomando destino ignorado. Ainda, de acordo relatos colhidos com populares, a vítima possuía alguns desafetos.
 
A polícia militar realizou várias diligências, mas nenhum suspeito foi preso. A polícia civil foi ao local e após perícia preliminar, removeu o corpo ao IML de Petrolina. O caso registrado na DPC local e também será investigado pelo Departamento de Homicídios da 24ª DESEC.
 
Esse foi o primeiro homicídio do mês de janeiro de 2017 em Araripina e o 2º também de janeiro na Região do Araripe. No ano passado foram 40 homicídios registrados em Araripina e 120 na Região do Araripe.
 
Fonte – Polícia Militar de Pernambuco
 
Reportagem – Fredson Paiva
 

 

Adolescente disse ter sido estuprada e estar grávida de abusador em São José do Egito

 

A guarnição ordinária foi acionada pela permanência da 3ª CPM para atender uma ocorrência no Centro da cidade. Chegando ao local familiares da vítima estavam segurando E. L. de A., 43 anos, o qual apresentava algumas escoriações pelo corpo, e relataram que o mesmo havia abusado sexualmente da vítima (uma adolescente de 15 anos). A adolescente, que é enteada do acusado, confirmou o estupro e disse está grávida em decorrência dos abusos que sofreu. A mãe da vítima relatou ainda que já vinha desconfiada do comportamento do mesmo. Diante da denúncia, as partes foram conduzidas a delegacia local, onde será instaurado inquérito policial para apuração dos fatos.
 

Jovens flagrados com drogas no Centro de Afogados da Ingazeira

 
A guarnição ordinária foi acionada pela Central de Operações informando que no Centro da cidade tinha um grupo de indivíduos em atitude suspeita. Ao proceder a busca pessoal nos envolvidos deixaram cair no chão uma substância semelhante a maconha, embrulhada em papel branco. Ao serem indagados todos assumiram a propriedade da droga e afirmaram que estavam fumando. Diante do fato, os envolvidos foram encaminhados a delegacia local para as providências cabíveis. Eram quatro jovens e todos residentes na capital pernambucana
 

Mais uma agência dos Correios é assaltada no Sertão, desta vez foi em Itacuruba

https://1.bp.blogspot.com/-q4uByCXghQE/WHeQzXYAGuI/AAAAAAAA894/GFZyvDZuhkMfD_Cz0uxtsyDCk9Jdo-T4QCLcB/s1600/ecos-14112016-correios.jpg

Na manhã desta quinta-feira (12), por volta da 10h bandidos assaltaram a agência dos Correios da cidade de Itacuruba, no Sertão de Pernambuco

Segundo informações, três elementos chegaram à cidade em um veículo modelo Hillux de cor prata, onde se dirigiram para a agência e anunciaram o assalto. Os bandidos não conseguiram levar dinheiro do cofre, pois o sistema de segurança estava programado.

Em seguida, eles roubaram uma importância em dinheiro não revelada que estava nas gavetas dos caixas da agência. Após a prática delituosa, os bandidos fugiram do local tomando destino ignorado. Na ação eles não efetuaram disparos de arma de fogo.

 

Morre 2ª pessoa com suspeita de doença que deixa urina preta na Bahia.

 
 

 

Morre segunda pessoa que estava com sintomas da doença misteriosa que provoca dor muscular intensa e deixa a urina preta. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) na tarde desta quarta-feira (11/01).
A morte foi registrada no último sábado (07/01) em Salvador. Segundo o órgão, a segunda vítima foi também um homem, que não teve nome e idade divulgados. O óbito ocorreu no sábado (7), em Salvador. O primeiro caso ocorreu no município de Vera Cruz.
Ainda não há informações sobre as causas da doença. A Vigilância Epidemiológica da Bahia abriu uma investigação para apurar se realmente a morte foi provocada pela doença.
De acordo com a superintendente de vigilância à saúde da Sesab, Ita Cácia Aguiar, no momento, há quatro hipóteses: contaminação por bactérias, por vírus, por metais pesados e por toxina.

Após 16 anos, Bernardinho deixa comando da seleção masculina de vôlei

 

Depois de quase 16 anos à frente da seleção brasileira masculina de vôlei, o técnico Bernardo Rocha de Rezende, o Bernardinho, deixou o cargo hoje (11). Seu substituto, apresentado oficialmente pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), é o ex-jogador da seleção Renan Dal Zotto, que fez parte da chamada “geração de prata” do voleibol brasileiro junto com outros atletas  famosos como Montanaro, William, Bernard, o próprio Bernardinho e Carlão.

Segundo informou o diretor de seleção da CBV, Radamés Lattari, “Bernardinho agradeceu o convite para continuar como treinador, mas preferiu ter um tempo agora para se dedicar um pouco mais à família, às coisas dele, e ele vai continuar colaborando da melhor forma que julgar com o trabalho do Renan, que foi escolhido pelo presidente Toroca (Walter Pitombo Laranjeiras) como novo treinador”.

Lattari assegurou que não haverá novas modificações nas seleções. José Roberto continua técnico da seleção feminina brasileira de vôlei e Renan assume a seleção masculina a partir de hoje.

 

 

 

.

O artista campinense, Amazan, tem um novo desafio agora, Isso porque ele tomou posse do cargo de chefe do Poder Executivo da cidade de Jardim do Seridó, no Rio Grande do Norte.

–  É um desafio novo, mas estou há vários meses trabalhando. Estou tranquilo para enfrentar essa nova empreitada na minha história- falou.

Amazan explicou que, apesar de nascer na Rainha da Borborema, foi criado durante 19 anos em Jardim do Seridó.

Segundo ele, há cinco anos seu nome foi cogitado para disputar o cargo de prefeito do município.

– Surgiu do povo, eu nem tinha comentado isso com ninguém. Surgiu essa história, foi pegando, as pessoas começaram a me perguntar e despertou em mim essa vontade. Há quatro anos não tive êxito, eu perdi por menos de 2% dos votos, esse ano resolvi tentar pela segunda vez quando obtive êxito – disse.

Amazan garantiu que, mesmo iniciando a carreira política, não deixará os palcos.

– Não estarei fora dos palcos, estarei tocando, inclusive estou montando agenda. A prioridade será da Prefeitura de Jardim de Seridó, mas a minha carreira vai caminhar paralelo ao trabalho de prefeito. Terei minhas noites e os finais de semanas livres para fazer meus shows. Não vejo nenhum prejuízo para carreira de artista e nem para o cargo de prefeito – salientou.

O prefeito diz que exercerá o cargo diante do pior momento vivenciado no país, “um momento altamente delicado”.

– Nunca tivemos uma crise tão acentuada em todas as esferas. Eu acho que o destino preparou isso para mim e também preparou-me para Jardim do Seridó. Venho com aquela visão do que é público pertence ao povo, tenho uma visão diferente, acho que devemos zelar pelo bem público mais do que zela pelo seu próprio bem- concluiu.

As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM.

 

LULA FHC
 
Uma proposta de emenda à Constituição apresentada pelo senador Paulo Bauer (PSDB-SC), líder da legenda na Casa, impede a volta dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso ao comando do País.
A PEC 41/2016 altera o artigo 14 da Constituição Federal para tornar inelegíveis para cargos na mesma esfera quem tiver exercido mandato de chefe do Poder Executivo por duas vezes. Ou seja, quem exerceu duas vezes a Presidência da República não poderia voltar ao cargo.
 
Ao HuffPost Brasil, o autor da proposta explicou que a PEC também limita repetição de funções em âmbito estadual e municipal mesmo em cidades e estados diferentes.
Por exemplo, uma pessoa pode ser prefeita de São Paulo duas vezes, mas não pode se candidatar para o posto uma terceira vez nem para qualquer outra prefeitura do País. Também quem foi prefeito de Osasco (SP) e de São Bernardo do Campo (SP), por exemplo, não poderia tentar o comando de uma terceira cidade.
 
O mesmo vale para governador. A PEC mantém a permissão para comandar o mesmo estado ou estados diferentes por duas vezes, mas impede uma terceira candidatura.
Pela proposta, o tucano Geraldo Alckmin, duas vezes governador de São Paulo, não poderia disputar o Palácio dos Bandeirantes novamente, mas poderia ser candidato ao Palácio do Planalto, por exemplo.
Enquete no site do Senado mostra 961 votos a favor e 573 contra a mudança.
De acordo com Bauer, o objetivo é evitar a perpetuação de uma mesma pessoa no poder.
“O que não pode é Lula voltar a ser presidente. FHC voltar. Porque já foram duas vezes”, afirmou. “O propósito é evitar que alguém se eternize no poder, como acontece, por exemplo, na Bolívia”, completou.
 
 
A proposta foi apresentada ao Senado em agosto. “Eu apresentei quando ainda não tinham impedimentos para Lula ser candidato de novo porque não tinham avançado as denúncias contra ele e em vários lugares temos exemplos tristes e ruins de repetição de mandato”, afirmou o tucano.
A PEC aguarda um relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Se for aprovada no colegiado, será discutida em uma comissão especial sobre o tema antes de ir para o plenário.
Na Câmara, são necessários 308 votos, em dois turnos, para que a medida seja aprovada. No Senado, é preciso o apoio de 49 parlamentares, também em dois turnos.

 

 

lupEles foram aliados por quase 16 anos e só se afastaram na eleição municipal de 2016. Durante a campanha não se registraram agressões entre as partes e parecia que o rompimento não tinha maiores consequências. Mas a desfeita aconteceu justamente na festa da posse do novo prefeito de Olinda.

O ex-prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) não compareceu à sede da Prefeitura para a solenidade de transmissão do cargo ao prefeito eleito, Professor Lupércio (Solidariedade), na noite desse domingo (1º). Enviou, para representá-lo, o ex-secretário de Relações Institucionais, Roberval Veras.

Quem também não compareceu à solenidade foi o governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), que, segundo a assessoria do Professor Lupércio em nota enviada à imprensa, era uma das presenças garantidas. Na eleição municipal, Câmara apoiou, oficialmente, nos dois turnos, a candidatura do seu partido, o PSB.

Durante a solenidade, o agora prefeito empossado, garantiu que fará uma gestão indo às ruas, ouvindo a população – o que não foi a prática do antigo gestor comunista. O Professor Lupércio também voltou a afirmar que o seu secretariado terá que administrar fora dos gabinetes, visitando as comunidades e sujando os sapatos na lama.

“Eu estarei nas ruas. Evidentemente, haverá momentos em que estarei despachando. Mas será nas ruas de onde vim, e será de lá que vou realizar o meu trabalho”, prometeu o prefeito.

 

 

 

Criminosos arrombam agência dos Correios, no Sertão de Pernambuco

 

Resultado de imagem para três bandidos armados

 

 

A agência dos Correios de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, foi arrombada na madrugada desse domingo (1º). De acordo com a Polícia Militar, um funcionário do prédio informou que o local apresentava sinais de arrombamento. Ao chegar no local, a PM encontrou cadeados e fios eletrônicos quebrados.

Ainda segundo a PM, os criminosos levaram um revólver, um colete a prova de balas e R$ 6 mil. A polícia não soube informar quantos homens participaram da ação. Nenhum suspeito foi identificado até a publicação desta matéria. (G1)

 

Radialista esfaqueia irmão de vereador eleito na Rua da Baixa, em Patos

 
 
Uma tentativa de homicídio movimentou a Rua Augusto dos Anjos, popularmente conhecida por Rua da Baixa, Bairro Santo Antônio, em Patos, na manhã deste sábado, dia 31, por volta das 09h30.
 
O fato aconteceu na calçada do comércio da própria vítima na Rua Augusto dos Anjos, em frente a João da Quitanda. De acordo com informações, o radialista Sidney Marques iniciou um bate-boca com o senhor José Caetano da Silva, 54 anos, e em seguida desferiu um golpe de faca nas costas da vítima.
 
Mesmo ferido, José Caetano se desvencilhou dos demais golpes que foram tentados pelo radialista. O fato foi presenciado por dezenas de pessoas que estavam na localidade e de imediato acionaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
 
Guarnições do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) chegaram alguns minutos depois, porém o agressor já havia tomado destino ignorado se iniciando assim buscas por parte da polícia ao paradeiro.
 
José Caetano foi socorrido pelo SAMU para o Hospital Regional de Patos. A equipe que realizou o atendimento relatou que seu estado de saúde é regular e que a vítima não corre risco de morte.
 
Na última quinta-feira, dia 29, o senhor José Caetano, que é irmão do vereador eleito Suélio Caetano, esteve na Rádio Espinharas, pois relatava que Sidney Marques o havia ameaçado com um punhal quando transitava com seu carro de som pela Rua da Baixa. Sidney apresenta programa de rádio diário na referida emissora. A Polícia Miiltar foi acionada e após diálogo foi solucionado o problema. As desavenças teriam se iniciado por discussões políticas. 
 
Atualizado:
 
Segundo informações chegadas a redação do Patosonline.com nas primeiras horas da tarde deste sábado, a vítima José Caetano da Silva, foi atendido no Hospital Regional de Patos, de onde foi liberado após ser atendido. Ele ficou ferido de forma superficial e já se encontra em casa.
 

Prefeita eleita Raquel Lyra toma posse na Câmara de Vereadores de Caruaru

Ela foi eleita com 93.803 votos para ser a 1ª mulher no comando da prefeitura.
Em seu discurso de posse, ela afirmou que vai fazer uma gestão de vanguarda.

Raquel Lyra é empossada na Câmara de Vereadores de Caruaru (Foto: Reprodução/Facebook)
Raquel Lyra é empossada na Câmara de Vereadores de Caruaru (Foto: Reprodução/Facebook)

A prefeita eleita de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), tomou posse na tarde deste domingo (1º). A cerimônia foi realizada na Câmara de Vereadores de Caruaru. A sessão também deu posse aos 23 veradores eleitos para o mandato de 2017 a 2020.

Raquel Lyra foi eleita como a primeira mulher no comando da prefeitura de Caruaru. Ela obteve 93.803 votos, o que equivale a 53,15% do total de votos válidos. Em seu discurso de posse, a tucana afirmou que vai fazer uma gestão de vanguarda.

“Nós vamos mostrar a Pernambuco e ao Brasil como o povo de Caruaru é grande. Vamos mostrar como Caruaru tem história e faz história. De mãos dadas iremos construir um futuro melhor para todos os caruaruenses”, disse a prefeita.

Raquel ainda afirmou que vai buscar uma gestão participativa durante o seu governo. “Podemos mudar o mundo através da nossa mudança. Ela começa em nossa casa.  É hora de arregaçar as mangas e trabalhar. Juntos, vamos construir uma nova Caruaru. Queremos uma Caruaru mais livre e mais responsável. Vamos unir o centro, a periferia e a zona rural”, discursou.

Os novos secretários, anunciados por Raquel Lyra na última sexta-feira (28), serão empossados na manhã da segunda-feira (2), às 9h, na Prefeitura Municipal de Caruaru.

Perfil:

Raquel Lyra (PSDB) se prepara para debate realizado pela TV Asa Branca. (Foto: Kamylla Lima/G1)

Raquel Teixeira Lyra nasceu no Recife no dia 2 de dezembro de 1978. Ela é casada e tem dois filhos. A prefeita eleita é filha do ex-governador de Pernambuco e ex-prefeito de Caruaru, João Lyra Neto. Formada em direito e pós-graduada em direto econômico e de empresas, Raquel iniciou a carreira como advogada concursada do Banco do Nordeste.

Também admitida em concurso público, a prefeita eleita assumiu o cargo de delegada da Polícia Federal – onde atuou até 2005. No mesmo ano, Raquel foi aprovada em um terceiro concurso e atuou na Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco, à qual está vinculada até hoje, embora licenciada para atuar como deputada estadual.

Raquel Lyra foi eleita deputada em 2010 e reeleita em 2014. Em 2011, o então governador do estado, Eduardo Campos, convidou a nova prefeita para assumir a Secretaria da Criança e da Juventude (SCJ). Após dois anos no comando da SCJ, Raquel retornou à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) em fevereiro de 2013.

 

 

 

 

Resultado de imagem para charge do salario

 

O presidente Michel Temer assinou um decreto, nesta quinta-feira (29), para reajustar o salário mínimo, que vai de R$ 880 para R$ 937. O novo valor, que será publicado na edição desta sexta-feira (29) no Diário Oficial da União, está previsto para entrar em vigor a partir deste domingo (1º). 

 

Na proposta orçamentária, o governo federal calculava uma quantia estimada de R$ 945,80. O valor, porém, foi alterado para R$ 937 após a inflação calculada atingir o menor índice previsto. O reajuste deve ser orçado com base na inflação do ano anterior e na variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos atrás.

Em 2015, a soma do PIB recuou 3,8%. Portanto, esse indicador não é considerado na conta.

 

Enquanto isso: A brincadeira do amigo oculto 

 

 

 

 

Ministro Mendonça Filho leva vereadores de seu reduto para passeio em voo da FAB

 

bfe69b26-12a7-4ac6-8aff-b9c806da666f

Radar On-Line

O ministro Mendonça Filho anda com a agenda cheia no final de ano. Como se não bastasse ter de trabalhar pela aprovação da reforma do ensino médio e tocar o Ministério da Educação, ele resolveu se envolver na eleição da presidência da Câmara.

Nada a ver com a guerra travada entre seu correligionário Rodrigo Maia e o deputado Jovair Arantes.

Mendonça Filho vem se dedicando à corrida pelo comando da Câmara de Vereadores da pacata Belo Jardim, de cerca de 100 mil habitantes, em Pernambuco, seu reduto eleitoral.

Mendonça Filho é aliado do atual presidente da Casa Legislativa de Belo Jardim, Gilvandro Estrela, que luta para se manter na cadeira no ano que vem.

Na busca por votos, o ministro de Michel Temer resolveu fazer um agrado a outros dois vereadores eleitos na cidade pernambucana.

As excelências atendem pelos nomes de Evandro Macarrão e Pitomba da Lotação, candidato a assumir a presidência da Câmara local.

Mendoncinha, como é conhecido, levou a dupla a Brasília e os carregou para cima e para baixo. Até aí, tranquilo. Mas a caravana deu direito à viagem em voo da FAB, na companhia do ministro.

Mendonça embarcou com os vereadores da capital para uma agenda na Paraíba. Só alegria.

A tomar pelos sorrisos de Macarrão e Pitomba nas fotos postadas em redes sociais, dentro e fora do avião oficial, o ministro já pode dizer que ele elege quem quiser em Belo Jardim.

 

 

 

Ministro do TCU diz que antecipação afronta moralidade e proíbe repasse de repatriação a municípios

http://www.otempo.com.br/polopoly_fs/1.976886.1421809519!image/image.jpg_gen/derivatives/main-single-horizontal-img-article-fit_620/image.jpg

O ministro Raimundo Carreiro (foto), do Tribunal de Contas da União (TCU), concedeu medida cautelar proibindo o governo federal de antecipar aos municípios repasses referentes à multa do programa de repatriação de recursos do exterior. Prefeitos em fim de mandato fazem pressão para receber os recursos, que totalizam R$ 4,4 bilhões, antes da virada deste ano para poder fechar as contas e, em alguns casos, evitar que sejam responsabilizados por descumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Conforme a decisão, o Banco do Brasil só poderá transferir o dinheiro a partir da próxima segunda-feira (02), primeiro dia útil de 2017. Com isso, passa a integrar as receitas das prefeituras no próximo ano.

Carreiro atendeu ao pedido formulado pelo Ministério Público do Maranhão, que alegou descumprimento da Medida Provisória 753, que prevê a repatriação, e de exigências previstas nas leis orçamentárias. Na representação, o procurador-geral de Justiça do Estado, Luiz Gonzaga Martins Coelho, alega que a MP estabelece que o aporte dos recursos, a ser feito no Fundo de Participação dos Municípios, só pode ocorrer a partir desta sexta-feira, 30 de dezembro. Nessa data, contudo, a operação não será possível, pois os bancos vão estar fechados, só reabrindo na segunda-feira.

O procurador alegou que, nas circunstâncias pleiteadas pelos prefeitos, a execução dessas “receitas extraordinárias” desrespeita as leis orçamentárias e os princípios da moralidade, transparência, impessoalidade, continuidade administrativa, economicidade e praticidade, que devem reger a administração pública. Argumentou que os últimos dias de 2016 são “de transição municipal”, o que implicaria vulnerabilidade desses recursos a serem creditados ao FPM e “impactos na continuidade dos serviços públicos municipais a partir de 1° de janeiro de 2017”.

Em seu despacho, assinado na quarta-feira, Carreiro acolhe as ponderações do procurador quanto ao “aspecto temerário da transferência de recursos à guisa de receitas extraordinárias no último dia útil do mandato dos prefeitos”. Explicou que os aportes nem estão previstos nas leis orçamentárias aprovadas pelos entes municipais. “Identifico que tal procedimento, sob as circunstâncias descritas, seria potencialmente afrontoso aos princípios da moralidade, da transparência e da economicidade. Por outro lado, a MP 753/2016 reza que a transferência desses recursos deve ser feita ‘a partir de 30 de dezembro de 2016’, o que autoriza, ipso facto, a remessa dos valores em 2 de janeiro de 2017”, escreveu.

O ministro ressaltou que, na terça-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou liminar em ação na qual o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) questionam as regras fixadas pela MP 753. Na ação, os autores suscitam possível “tratamento diferenciado” entre os Estados, que recebem os recursos da repatriação referentes a multas a partir da data da publicação da MP, e os municípios, que os recebem a partir de 1º de janeiro de 2017.

A liminar foi negada pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo. Ela entendeu que o pedido “equivale a pedir ao Poder Judiciário o que ele não pode fazer numa ação direta de inconstitucionalidade”.

Carreiro determinou a oitiva da secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vitali Janes Vescovi, para, em 15 dias, manifestar-se sobre os fatos apontados na representação do procurador do Maranhão. Além disso, ordenou que o Banco do Brasil seja notificado da decisão e que comunique aos gerentes de agências, em prazo de 24 horas, da impossibilidade de qualquer movimentação ou pagamento às prefeituras antes da data fixada e do cumprimento, pelos gestores municipais, de formalidades previstas nas leis orçamentárias.

O ministro mandou expedir notificação também ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, “a fim de que proceda à necessária supervisão ministerial do assunto”. E requereu que os responsáveis pelos repasses na Secretaria do Tesouro Nacional sejam alertados de que a “eventual consumação de irregularidades” os sujeitará “às sanções” previstas na Lei Orgânica do TCU.

O Ministério da Fazenda ainda avalia a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que impediu o depósito antecipado em um dia da parte da multa da repatriação aos municípios. A transferência deveria ser feita amanhã e o governo decidiu antecipar em um dia – hoje – para que prefeitos tenham os recursos disponíveis na sexta-feira – último dia útil do ano. A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) é quem avalia eventual reação à decisão do TCU.

 

 

PESQUISA – DESEMPREGO ATINGE 12 MILHÕES DE PESSOAS E TEM MAIOR TAXA DESDE DE 2012

 

 

O desemprego atinge 12,1 milhões de pessoas, o que equivale a 11,9% de pessoas desocupadas no trimestre móvel encerrado em novembro. A taxa de desocupação e o contingente de pessoas são os mais altos da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 .
 
Os dados foram divulgados hoje (29), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e são semelhantes aos do trimestre móvel imediatamente anterior (junho a agosto), quando a taxa de desocupação fechou em 11,8%. Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, foi registrada uma alta de 2,9 pontos percentuais.
 
Os número de desempregados teve um crescimento de 33,1% em relação ao mesmo trimestre do ano passado – o equivalente a 3 milhões de pessoas a mais em busca de trabalho. O contingente de pessoas ocupadas hoje é de 90,2 milhões.
 
Carteira de trabalho assinada
 
O número de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada ficou estável em relação ao trimestre anterior, fechando em 34,1 milhões de pessoas. Em relação ao mesmo trimestre de 2015, houve queda de 3,7%.
 
Já o número de empregados no setor privado sem carteira de trabalho assinada cresceu 2,4%,, e chegou a 10,5 milhões de pessoas . Quando comparado ao mesmo trimestre móvel do ano passado, houve um aumento de 3,5%. 
 
Empregadores e trabalhadores por conta própria
 
 
A Pnad Contínua no trimestre móvel encerrado em novembro indica ainda que os trabalhadores por conta própria são 21,9 milhões, uma queda de 1,3% frente ao trimestre anterior. Em relação ao mesmo período de 2015, a queda foi de 3%.
 
Por outro lado, o contingente de empregadores, estimado em 4,2 milhões de pessoas, teve crescimento de 5,5% no trimestre. Em relação ao mesmo período do ano anterior, esse contingente manteve-se estável.
 
Tiveram retração no trimestre os setores de agrucultura, pecuária, produção florestal, pesca e agricultura (-3,9%) e de construção (-2,2%).
 
O crescimento aconteceu nos grupamentos de alojamento e alimentação (4,6%) e de outros serviços (alta de 5,7%) . Segundo o IBGE, os demais grupamentos permaneceram estáveis.
 
Rendimento médio
 
O rendimento médio real habitualmente recebido pelas pessoas ocupadas fechou o trimestre móvel encerrado em novembro em R$ 2.032, ficando estatisticamente estável frente ao trimestre de junho a agosto de 2016 (R$ 2.027) e também em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (R$ 2.041).
 
A única ocupação que teve queda no rendimento médio real habitual no trimestre de 2016 foi a dos trabalhadores por conta própria (-2,7%). As demais categorias não variaram. Já em relação ao mesmo trimestre de 2015, os empregadores tiveram queda no rendimento (-5,9%) e as outras categorias ficaram estáveis.
 
Já por grupamento de atividade, o único que apresentou variação no rendimento médio real habitual no trimestre foi o da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e agricultura, com alta de 3,5%. A estimativa permaneceu estável em todos os outros grupamentos de atividade.
 
Da Agência Brasil
 
 

Itapetim -PE completa 63 anos de Emancipação Política

 

Nesta quinta-feira (29), Itapetim comemora 63 anos de elevação à condição de município. O nascimento de Itapetim tem origem nos primórdios do século XVIII, quando uma tribo indígena chamada Babicos habitava a região.
 
O primeiro nome da cidade foi Umburanas, devido à grande quantidade de arvores nativas do mesmo nome. Seus fundadores foram tropeiros, que transportavam bens tangíveis, principalmente gêneros alimentícios.
 
Em março de 1928, Itapetim passou a se chamar São Pedro das Lages. Passados dez anos, em 1938, já na categoria de vila, foi nomeada de Itapetininga. Em dezembro de 1943, devido a uma cidade homônima do interior de São Paulo, recebeu o nome atual.
 
No dia 29 de dezembro de 1953, pela Lei 1.818, de autoria do deputado estadual Manoel Santa Cruz Valadares, Itapetim tornou-se município, ficando desmembrado de São José do Egito.
 
Em 1º de junho de 1954, em sessão presidida pelo padre João leite no Grupo Escolar Dom José Lopes, onde funcionou provisoriamente a sede da Prefeitura Municipal, foi inaugurada a instalação do município com a posse do primeiro prefeito nomeado, Francisco José de Maria “Chico Santos”, que teve um mandato de dezoito meses.
 
Hoje, Itapetim é administrada por Arquimedes Machado, que cumpre seu último mandato como prefeito. A cidade também é conhecida pela grande quantidade de poetas populares, muitos dos mais talentosos. Há uma máxima de que, em Itapetim, “quem não é poeta é louco”.
 
 
 
 

Prefeito de Buíque faz 352 nomeações às vésperas de deixar cargo e MPPE deve pedir nulidade das nomeações

 

 

 
O prefeito de Buíque, Jonas Camelo (PSD), no Agreste de Pernambuco, deu na última terça-feira (27/12)  a concursados, apesar de proibição legal e de um ação cautelar do Tribunal de Contas do Estado (TCE) reforçando o impedimento. A informação é de representantes do TCE e do Ministério Público Estadual (MPPE), que prometem adotar medidas ao final do recesso. O sucessor, que pertence a outro grupo político, Arquimedes Valença (PMDB), estuda anular o ato assim que tomar posse, neste domingo, mas avisa que a medida a ser adotada deve seguir a orientação dos órgãos de controle externo.
 
“Precisamos fazer um recadastramento dos servidores efetivos e só a partir daí preencher as vagas necessárias, de acordo com a capacidade financeira do município”, explica o prefeito que assumirá neste domingo. Ele alega que o adversário político nomeou 352 concursados nos últimos dias e se negou a repassar documentos da administração pública. “Não sei qual a real situação das finanças municipais”, diz. 
 
A Lei de Responsabilidade Fiscal proíbe as contratações nos 180 dias finais do mandato, ou seja, três meses antes e três meses depois das eleições. Há restrições também impostas pela legislação eleitoral, na tentativa de evitar que sejam onerados os cofres públicos e comprometido o orçamento a ser gerido pelo sucessor.
 
Arquimedes reconhece que algumas áreas, como a da saúde, precisam de reforço e atenção urgentes em Buíque. “A casa de saúde está fechada. Faltam médicos nos postos”, cita. Argumenta que o antecessor fez contrato temporário de trabalhadores e que há servidores efetivos atuando fora do município. 
De acordo com Bethânia Melo, diretora de Controle Externo do TCE, Jonas Camelo se negou a receber a notificação da medida cautelar. “Há um processo formalizado e ele pode ser responsabilizado”, explica. Podem ser aplicadas multas e rejeitadas as contas. 
 
Auditores do tribunal vinham auxiliando a equipe de transição do município e ficaram sabendo da intenção do atual prefeito de fazer as nomeações. Daí o TCE moveu a ação cautelar, que foi publicada no Diário Oficial no último dia 22. Mesmo assim, cinco dias depois, na última terça-feira, Camelo deu prosseguimento ao ato. 
 
MPPE deve pedir nulidade das nomeações
 
“Já tomamos conhecimento dos fatos e vamos adotar todas as providências para responsabilizar o autor e garantir a nulidade do ato”, explica o promotor Maviael Souza, coordenador do Centro Operacional de Apoio às Promotorias do Patrimônio do MPPE. Durante o período eleitoral, o TCE e o Ministério Público fizeram alertas sobre o período de transição. 
 
No Estado há legislação específica, prevendo inclusive a formação de comissão do governo que está saindo e do futuro gestor para possibilitar maior transparência sobre a situação a ser herdada. Buíque tem cerca de 57 mil habitantes conforme estimativas do IBGE e fica a cerca de 258 quilômetros do Recife. Jonas Camelo apoiou a candidatura de Miriam Briano (PSB), que ficou em segundo lugar na votação para prefeito. O JC não conseguiu falar com ele.
 
Do JC Online
 

Tenente Coronel Figueiredo assumirá o Comando do 14º BPM em Serra Talhada

 

O 14º Batalhão de Polícia Militar sediado na cidade de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, estará sob novo comando a partir do dia 02 de janeiro de 2017. O Tenente Coronel, Girley Figueiredo, assume a função de comandante da referida unidade operacional, trazendo vasta experiência de policiamento ostensivo ao longo de seu tempo de Corporação.

 

Desta forma, e seguindo ordens imediatas da Secretaria de Defesa Social  – SDS e Comando Geral da Polícia Militar, sua principal meta é aumentar a visibilidade operacional do Batalhão na área de responsabilidade territorial visando, assim, combater a criminalidade.
O 14º BPM abrange as áreas do Distrito de Fátima de Flores, Sitio dos Nunes, Flores, Santa Cruz da Baixa Verde, Triunfo, Betânia e São José do Belmonte.
 

Afogados FC e São José do Egito EC fazem amistoso no último dia do ano

 
 

Serra Talhada tropeça no primeiro teste da pré-temporada visando o PE

 

Atlético-PB x Serra

 

 

 

Em seu primeiro teste em preparação para o Campeonato Pernambucano 2017, o Serra Talhada não foi bem e acabou tropeçando. O Cangaceiro enfrentou o Atlético de Cajazeira-PB e foi derrotado por 2 a 1, no estádio Perpetão, em Cajazeiras, na Paraíba. Os gols foram marcados por Tche Tche e Alef, para os donos da casa, e Alisson (contra) para os visitantes.

Ao contrario do time pernambucano, os paraibanos, que também se preparam para o Estadual, já estão a mais tempo em pré-temporada, sendo esse o seu quinto amistoso. O Lampião estreia no Pernambucano no dia 4 de janeiro, contra o Salgueiro, no Cornélio de Barros, enquanto o Trovão Azul começa o certame no dia 8 de janeiro, contra o Treze, também longe dos seus domínios.

Do Globo Esporte
 

 

 

 

4e5332ebc3

 

O candidato do PSB a prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira, abriu uma vantagem de 14 pontos percentuais sobre o seu adversário, o prefeito Guga Lins, do PSDB, e deve ser eleito no próximo domingo. Se as eleições municipais fossem hoje, o socialista teria 50,3% dos votos ante 36,3% do tucano. Em terceiro lugar, o candidato do Psol, Júlio César, ficaria com apenas 4% dos votos. Brancos e nulos representam 1,4% e indecisos estão na casa de 8%.

Ângelo também lidera na espontânea (46,9%), enquanto o candidato à reeleição registra 36%. Júlio César é lembrado por 2% dos entrevistados. O índice de brancos e nulos permanece 1,4% e os indecisos sobem para 13,7%. Quando é traçado o cenário de rejeição, Guga Lins aparece no topo. Entre os entrevistados, 35,1% disseram que não votam nele de jeito nenhum.  Em seguida, vem Ângelo Ferreira com 26,6%. Já o representante do Psol tem a recusa de 10,9% dos eleitores. Somente 5,4% disseram rejeitar todos os candidatos e 22% afirmaram não rejeitar nenhum deles.

O Instituto Opinião aplicou 350 questionários entre os dias 19 e 20 de setembro nas localidades de Albuquerque Né, Algodões, Alto da Conceição, Alto do Cemitério, Alto do Céu, Alto do Rio Branco, Carolina, Centro, COHAB I e II, Cruzeiro do Nordeste, Ferro Novo, Ferro Velho, Henrique Dias, Imaculada Conceição, Maniçoba, Maria Melo, Moderna, Pedra Grande, Pernambuquinho, Presidente Vargas, Rio da Barra, Rua da Cerâmica, Rua da Cruz, Rua do Juá, Rua dos Currais, Treze de Maio, Umburanas, Valdemar Siqueira e Vila dos Motoristas. O levantamento está registrado no TRE sob o número PE-04871/2016.

A pesquisa conta com intervalo de confiança estimado de 95 % e a margem de erro máxima estimada de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

Estratificando o levantamento, o candidato do PSB aparece melhor situado entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (54,4%), entre os eleitores com grau de instrução superior (54,5%) e entre os eleitores com renda familiar entre um e dois salários mínimos (51,4%). Por sexo, 55,6% dos seus eleitores são mulheres e 44,7% são homens.

Já o prefeito aparece melhor situado entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (42,9%), entre os eleitores com grau de instrução entre a 6ª e 9ª séries (42,6%) e entre os eleitores com renda acima de dois salários (50%). Por sexo, 38,2% dos seus eleitores são homens e 34,4% são mulheres.

Gestão reprovada

A consulta também trouxe a avaliação dos eleitores sobre as gestões municipal, estadual e federal. O prefeito Guga Lins tem a desaprovação de 48% e aprovação de 41,7% dos entrevistados. O governador Paulo Câmara (PSB) conta com aprovação de 43,4%, enquanto 33,1% desaprovam. O presidente Michel Temer (PMDB) tem a reprovação de 58,6% e aprovação de 13,1%.

Do Blog do Magno

 

ROBERTO
 

Os advogados Roberto Morais (foto) e Klenio Morais conseguem sentença favorável em face ao Ministério Público do Estado de Pernambuco e garante o registro de candidatura do Jário Fernando Muniz Nunes, o Jário de Liberato.

O Juiz da 50ª Zona Eleitoral, Hildeberto Silvestre, julgou improcedente a impugnação feita pelo Ministério Público, nos autos do processo nº 112-74.2016.6.17.0050, ao pedido de registro de candidatura para concorrer ao cargo de vereador, no município de Ingazeira:

CANDIDATO JÁRIO DE LIBERATO

CANDIDATO JÁRIO DE LIBERATO

 

“(…) A par da mais atual jurisprudência eleitoral, muitas delas invocadas pelo impugnado em sua defesa, verifico que não restou demonstrado que o ato decorreu de má-fé ou houve desvio de valores ou benefício pessoal e, mais ainda, dos termos da decisão de rejeição de contas não estão presentes circunstâncias que permitam concluir pela caracterização de irregularidade insanável. (…) Diante do exposto, JULGO TOTALMENTE IMPROCEDENTE a Impugnação, ao passo que DEFIRO o pedido de registro de candidatura de JÁRIO FERNANDO MUNIZ NUNES para concorrer ao cargo de vereador, sob o número 90000, com a opção de nome: JÁRIO DE LIBERATO.” (Jr. Finfa)

 

 

 

 

TUPARETAMA : ‘Sávio Torres faz carreata e motocada na Princesinha do Pajéu’

 

 

Tuparetama nesse domingo foi a vez do grupo político de Sávio Torres,PTB 14. A onda amarela as cores de Sávio e Tanta.Parou para assistir a um desfile de eleitores apaixonados por quem sabe fazer a cidade dar certo. Acompanhado do seu candidato a vice, Tanta, de apoiadores e candidatos a vereador.
E foi neste clima de descontraído, que a carreata seguiu do Posto de Zé da Lagoa, na PE, subindo pelo Escola Ernesto, passando ao frente ao Fórum, Ginásio de Esportes, Pátio de Eventos, pegando o centro em frente ao banco do Brasil, seguindo pelo principal, lateral da igreja matriz, voltando à PE sentido Vila Bom Jesus, quando as motos chegaram no destino final no centro da Cidade

.

 

 

JOVENS DE 19 ANOS DESAPARECEM E SÃO ENCONTRADAS MORTAS EM PETROLINA

 

crime_jovens

Duas jovens de 19 anos, que estavam desaparecidas desde o início da manhã desta segunda-feira (5), foram encontradas mortas. Os corpos foram localizados pelo tio de uma das vítimas, no Distrito Industrial, Zona Oeste de Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

De acordo com informações iniciais da polícia, as duas jovens saíram para trabalhar, por volta das 6h30, mas não chegaram até a empresa. A Polícia Militar (PM) foi comunicada do desaparecimento por familiares por volta das 10h.

Os corpos foram achados em um matagal, no Distrito Industrial, perto de uma pista de motocross. As jovens estavam nuas, com as mãos amarradas com as próprias roupas, e apresentavam perfurações no pescoço. A suspeita da polícia é que elas foram violentadas e mortas em seguida.
Segundo familiares, as duas garotas trabalhavam como jovens aprendizes em uma empresa na região e todos os dias passavam pelo local onde foram encontradas.

Buscas
Pela manhã, parentes e amigos das jovens usaram redes sociais e aplicativos de mensagens para divulgar fotos, pedindo a colaboração de quem tivesse alguma informação.

O empresário Josivan Feitosa Torres, que achou os corpos, disse que o irmão pediu a sua ajuda para procurar a sobrinha.

roupasPor volta de 8h30, ele me ligou, pedindo pelo amor de Deus, dizendo que a filha dele tinha sumido, não sabia o que tinha acontecido, porque não tinha chegado ao trabalho. Fui até a delegacia, onde se encontrava a irmã da outra menina, fazendo o Boletim de Ocorrência. Depois, me desloquei até o local, aqui no distrito, onde elas costumavam fazer o percurso, tentando encontrar algum vestígio, na esperança de achá-las vivas”, contou.

Josivan disse que começou a procurar pelo matagal, onde achou algumas marcas de pneu de carroça e de pegadas. “Procuramos por mais de 30 minutos, eu, mais alguns primos, pessoa da família. Infelizmente chegamos a encontrá-las mortas. De longe, logo reconheci minha sobrinha e minha ação foi ligar para a polícia, para a família e para os parentes, para avisar que tinha acontecido isso com elas”, afirmou.

 

Investigação
A Polícia Civil confirmou a informação de que a família de uma das vítimas prestou queixa sobre o desaparecimento na manhã desta segunda-feira. O delegado seccional de Petrolina, Marceone Ferreira e a delegada Sara Machado, do departamento de homicídios, estiveram no local, mas não quiseram gravar entrevista com a imprensa.(Taisa Alencar – Do G1 Petrolina
)

 

 

 

TUPARETAMA: ”DÊVA FEZ MOTOCADA,CARREATA, ARRASTÃO E COMÍCIO 

 

 

 

Nesse sábado,dia o4 em Tuparetama Dêva Pessoa fez motocada,arrastão,comicio na Princesinha do Pajeú.

”O som do progresso e da continuidade do Governo do Povo foi o único som capaz de ser ouvido na noite do último sábado em Tuparetama,Bandeiras na mão, vestidos da cor da honestidade e com um coração vibrando de sonhos possíveis, o povo” respondeu ao chamado das ruas e mostrou ter memória. 
Disse Dêva ainda em seu discurso :”É evidente a emoção da dona de casa, do homem do campo e dos jovens revolucionários, quando reencontram nossa história política de lutas, abraçada à propostas que deram muito certo e continuarão cumprindo, antes de tudo, o meu sonho: OLHAR PARA OS MAIS PEQUENOS.
A cidade e o povo livre de TUPARETAMA, junto ao nosso governo, escreveram uma página de verdadeira revolução,
Com o coração abastecido de FÉ, ESPERANÇA e sensação de DEVER CUMPRIDO, concluímos mais um encontro comPovo, vendo a vitória certa estampada em cada canto desta cidade e dentro de todos aqueles que ouvem o seu coração bater cada vez mais forte.Tuparetama continuará nos trilhos do progresso e consciente de quem de fato a cuidou.” Pontuou Dêva Pessoa, em seu discurso logo após a Carreta,motocada e o arrastão na Avenida dos Prefeitos,que culminou com um comício na Rua Bom Jesus,em frente a Lanchonete de Jânio,um ponto onde sempre acontece aglomeração política na Princesinha do Pajeú.

 

 

 

JOÃO CAMPOS FEZ PALESTRA PARA JUVENTUDE SOCIALISTA EM ITAPETIM

 

Na tarde do sábado quem esteve em Itapetim foi João Campos,filho de Eduardo Campos,almoçou na casa do Prefeito Arquimedes Machado e seguiu para uma palestra ao PSB Jovem de Itapetim.
Na palestra João Campos falou sobra a nova política e da importância do Jovem na vida política de seu município,no estado e no pais e pediu que cada jovem socialista que estivesse ali,levasse a mensagem aso seu familiares, e dissesse que a política precisa de novas idéias.Não é hora de ter medo, é hora de ter coragem! Nós temos o dever de não nos omitir! “No dia em que os filhos do pobre e do rico, do político e do cidadão, do empresário e do trabalhador, estudarem na mesma escola… nesse dia o Brasil será o País que queremos”.João Campos terminou a palestra com a frase que marcou Eduardo Campos.

 
 

Victor-9-680x250

 

Victor-2-2

 

O Deputado Federal e Secretário de Transportes de Pernambuco, Sebastião Oliveira e o ex-deputado federal Inocêncio Oliveira reforçaram neste domingo a campanha de Victor Oliveira e Marquinhos Dantas. Antes, o candidato fez uma visita ao bairro Vila Bela.

Na área da Academia das Cidades no bairro do IPSEP, Victor, Marquinhos, Sebastião e Inocêncio falaram à população. Nos discursos, os candidatos e aliados buscaram rechaçar acusações de que, como adversários do PT, poriam fim a programas da gestão petista que deram certo, como Minha Casa Minha Vida e Bolsa Família.

“Estes direitos estão garantidos  e que ninguém vai mexer neles. O PT de Brasília, o povo e os deputados e senadores e a justiça já mandou pra casa. O ministro que cuida do Minha Casa Minha Vida está apoiando esta chapa”, disse Sebastião.

Victor-3-2

Ele ainda acusou Luciano de passar um cheque sem fundo pro povo em 2012. “Ele assinou pro povo ele prometeu hospital municipal e não construiu, ele prometeu botar o SAMU pra funcionar e não funciona”. Ainda acusou o gestor de calote de R$ 300 mil na empresa responsável pela construção da UPA”.O ex-deputado federal Inocêncio Oliveira defendeu o neto. “Quem conhece Victor não deixa de votar em Victor”, defendeu. Candidatos a vereador e o deputado estadual Rogério Leão estiveram no evento.

Em São José do Egito Comício do PSB de Evandro arrasta multidão

 

Cleide França candidada a vice prefeita em Afogados da Ingazeira na Chapa do seu esposo Itamar França

 

cleide

A chapa formada pela Coligação “O Futuro em Suas Mãos” PRP/PSOL, em Afogados da Ingazeira,tem um diferencial das outras: trata-se de uma candidata mulher. Cleide França (foto), esposa do policial blogueiro Itamar França. Além de fortalecer a chapa, a candidata também colabora com a exuberância da beleza, lembrando a chapa formada em 2012, da Frente Popular, onde perdurava nas ruas da cidade que a chapa era mesmo constituída de a bela e a fera… Cleide França é evangélica e marca história no município como a primeira mulher a compor chapa com seu marido. (Jr. Finfa)

 

Aviões do Forró, Mano Walter e Kennedy Brazzil fazem shows hoje (04) na ‘Festa de Setembro’ em Serra Talhada

 

 

 

atrações

 

Aviões do Forró, Mano Walter e Kennedy Brazzil, se apresentam na “Festa de Setembro” neste domingo (4) em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. Os shows acontecerão no Pátio da Lagoa Maria Timóteo.

“Festa de Setembro”

A “Festa de Setembro” em Serra Talhada é realizada entre os dias 29 de agosto e 8 de setembro. De acordo com a prefeitura, serão realizados shows de Gabriel Diniz, Aviões do Forró, Gusttavo Lima e Luan Estilizado no Pátio da Lagoa Maria Timóteo, conhecido como Palco Nacional. As apresentações começam a partir das 22h. A entrada é gratuita.

No Palco Cultura Viva, na Praça Sérgio Magalhães, vão se apresentar mais de 50 atrações. Também serão realizados espetáculos infantis , teatro de bonecos, lançamentos de livros e show do Padre João Carlos, no dia 8, a partir das 19h. Nos outros dias, a programação tem início às 20h.

A prefeitura informou que a programação será estendida até a área de Alimentação da Feira Livre, com forró pé de serra e roda de capoeira.

Confira a programação do Palco Nacional:

4 de setembro

Mano Walter
Aviões do Forró
Kennedy Brazzil

5 de setembro

Zé Neto e Cristiano
Zezo
Gleydson e Henricky

6 de setembro

Luan Estilizado
Gatinha Manhosa
Forrozão das Antigas
Forró dos Plays

7 de setembro

Gusttavo Lima
Gabriel Diniz
Fábio Diniz
Sandryno Ferraz

Alta de ICMS encarece medicamentos em 12 estados, entre eles Pernambuco

Resultado de imagem para Alta de ICMS encarece medicamentos em 12 estados

reforçarem o caixa em tempo de crise está custando caro a pacientes de quatro regiões do país. Desde o fim do ano passado, 12 estados aumentaram o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre medicamentos, com impacto médio de 1,2% sobre os preços.

De acordo com levantamento da Interfarma, associação que reúne 55 laboratórios em todo o país, a alíquota passou de 17% para 18% nos seguintes estados: Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins. O imposto subiu de 17% para 17,5% em Rondônia e de 19% para 20% no Rio de Janeiro, que cobra o maior ICMS do país sobre medicamentos.

Segundo a entidade, a carga tributária média sobre os medicamentos no Brasil corresponde a 34% do preço total, uma das mais altas do mundo. A alta do ICMS, de acordo com a Interfarma, resulta em redução de descontos nas farmácias porque a indústria farmacêutica está sendo impactada por outros custos que não foram totalmente repassados em 2015, como a alta do dólar e da energia elétrica.

Para o diretor de Acesso da Interfarma, o consumidor é punido duplamente, tanto ao comprar o medicamento como ao pagar imposto mais alto que não necessariamente é aplicado em saúde. “No caso do Farmácia Popular, que é um programa muito bem-sucedido, o governo federal gasta quase R$ 3 bilhões por ano com programa, mas paga, em média, 18% de ICMS para o estado, que não abriram mão do imposto. Quase R$ 600 milhões por ano vão para o tesouro dos estados, mas não voltam à saúde”, diz.

Distorções

Segundo Bernardo, a alta do ICMS agravou as distorções na tributação dos medicamentos, que pagam mais imposto que produtos menos essenciais. “Alguns estados cobram 12% de ICMS sobre automóveis e 17% sobre cerveja, enquanto reajustaram a alíquota sobre medicamento para 18%”, ressalta. “Até medicamentos veterinários são isentos de ICMS, mas os demais tipos pagam uma das cargas tributárias mais altas do mundo.”

O coordenador do curso de Economia do Ibmec [atenção editor, Ibmec não é sigla, é o nome da instituição], Márcio Salvato, destaca que a tributação sobre produtos essenciais, como comida, medicamentos e combustíveis, é um dos principais meios para qualquer governo arrecadar impostos. De acordo com ele, isso ocorre porque o consumidor tem pouca margem de manobra para reduzir o consumo desse tipo de produto em caso de aumento de preço, o que os economistas chamam de baixa elasticidade de preço.

“Os produtos com baixa elasticidade de preço representam um poderoso aumento de arrecadação porque os governos sabem que o paciente não pode deixar de consumir o remédio ou que nem sempre o motorista pode trocar o carro pelo ônibus e é obrigado a pagar mais imposto. Isso ocorre em todo lugar do mundo”, explica.

Pesquisa

Para o paciente, resta pesquisar muito para fugir dos preços altos. O profissional autônomo Luciano Rangel, 40 anos, mora em Brasília, mas costuma passar temporadas em Campinas (SP) e compara constantemente os preços dos medicamentos. O DF cobra 17% de ICMS sobre medicamentos, contra 18% em São Paulo. Segundo Rangel, o preço do frete, mais baixo em São Paulo, às vezes compensa a diferença de imposto. “Às vezes, é mais barato em Campinas. Depende da tabela de preços deles. Outras vezes, é mais barato em Brasília”, diz.

A servidora pública aposentada Inês Carranca, 91 anos, costuma gastar R$ 300 por mês em medicamentos e apelou para uma solução mais radical. De vez em quando, pede para a filha trazer dos Estados Unidos medicamentos que não precisam de receita. “Uma caixa com 200 comprimidos de ômega 3 custa baratinho nos Estados Unidos. Um creme para tratar um problema nas pernas custa quase R$ 200 aqui e R$ 60 lá”, declara.

Do Diário de Pernambuco

 

 

 

 

 

    

 

Não poderia ser diferente, os afogadenses povo mais politizado do interior de Pernambuco, gostam mesmo é de política, das passeatas, da alegria do povo, das carreatas da verdadeira festa democrática com a população em massa nas ruas.

 Como todo candidato que tem liderança, o povo faz questão de acompanhar, assim foi a primeira carreata da frente popular em Afogados da Ingazeira liderados pelos candidatos  a prefeito Patriota e Sandrinho vice, eles  largam com uma ampla  vantagem segundo  pesquisa com mais de 70%, números que tomam atenção de todo estado de Pernambuco, como os candidatos a ser seguidos devido o alto indíce de aceitação popular segundo pesquisa realizada no município.

A carreata do Grupo da Frente Popular, aconteceu neste dia (02), teve início no comitê central até o Bairro Izídio Leite, onde aconteceu o primeiro grande comício com Patriota Prefeito  Sandrinho vice e candidatos a vereador.

 

 

 

Angélica uma das pessoas que dona Giza (In Memóriam),  tinha maior respeito e admiração e Beto Baxinho (Chico) outra pessoa que era de extrema confiança da ex-prefeita,  até hoje continua tendo o mesmo carinho  e respeito  de Danilo filho da ex-prefeita para um bom entendor.

 

Gerson  também está com Patriota e Sandrinho

    

 

 

 

 

 

Patriota tem encontro com moradores dos bairros Padre Pedro Pereira e Residencial Miguel Arraes

 

A informação fez parte do balanço de gestão feito pelo Prefeito e candidato á reeleição, José Patriota, durante reunião com moradores do bairro Padre Pedro Pereira e Residencial Miguel Arraes. O encontro ocorreu na noite da última sexta (02), e contou também com a participação do candidato à vice, Alessandro Palmeira, e de candidatos a vereador com inserção nos bairros.
 
“Fico muito feliz em poder voltar aqui e ver vocês mesmos constatarem que realizamos 99% dos compromissos que assumimos em 2012. Fiquem certos de que iremos trabalhar muito mais para atender a essas novas reivindicações,” destacou Patriota ao receber das mãos dos representantes da associação de moradores do Padre Pedro Pereira, um documento contendo 25 reivindicações nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, cultura, esportes e promoção social.
 
 
Nessas duas importantes localidades, Patriota investiu mais de dois milhões de Reais em obras como pavimentação e calçamento de 08 ruas, construção de um centro de educação infantil, construção do novo centro de comercialização de animais, reforma de unidade básica de saúde e a construção de um centro comunitário multiuso.
 
Domingo (04) – o Prefeito José Patriota e a militância jovem da Frente Popular reúnem-se com João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, e integrante da executiva estadual do PSB. Na pauta, a importância da participação da juventude na política. O encontro ocorrerá às 9h, na sede da AABB, em Afogados da Ingazeira.
 

Operação Lava Jato completa dois anos sem nenhum político julgado

 

 

download

A Operação Lava Jato completou no último domingo (28) dois anos sem nenhum político condenado e só dois parlamentares réus em ações penais que estão ainda em fase inicial de julgamento no Supremo Tribunal Federal.

A Lava Jato saiu às ruas em março de 2014, seis meses antes de chegar ao STF. Desde então, o juiz federal responsável pelas ações da primeira instância, Sergio Moro, já decidiu por 106 condenações.

Em resposta a 45 acusações criminais do Ministério Público Federal contra 226 pessoas, em 21 casos (46% do total) Moro expediu sentença.

A situação é bem distinta no âmbito da Procuradoria-Geral da República e do Supremo, responsáveis pelos casos que envolvem autoridades com foro privilegiado.

A história da Lava Jato no STF começou em agosto de 2014, após depoimentos do ex-diretor de da Petrobras Paulo Roberto Costa à PGR. Ele levantou suspeitas sobre mais de duas dezenas de parlamentares. O doleiro Alberto Youssef fechou sua delação premiada no STF em dezembro do mesmo ano.

Em março de 2015, a PGR apresentou ao relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki, a primeira lista de políticos que deveriam ser investigados. Foram 28 pedidos de abertura de inquérito e sete pedidos de arquivamento.

De lá para cá, mais 39 acordos foram homologados. Zavascki expediu 162 mandados de busca e apreensão.

 

reuniao-temer

O presidente da República, Michel Temer, contestou nesta quarta-feira (31), na primeira reunião ministerial de seu governo após a aprovação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, a tese da oposição de que o afastamento da petista foi um golpe. Ele também afirmou que não aceitará divisão em sua base de apoio no Congresso Nacional.

Elevando o tom contra os adversários políticos, Temer pediu aos ministros de seu governo reação às acusações de que sua gestão é “golpista”. Dos 24 integrantes do primeiro escalão, apenas dois não participaram da reunião: Blairo Maggi (Agricultura) e Mauricio Quintella (Transportes). A pedido de Temer, eles já haviam viajado para a China, onde o presidente participará nesta semana de encontro de cúpula do G20.

“Golpista é você, que está contra a Constituição”, enfatizou, referindo-se aos opositores que o acusam de ter dado um golpe. “Não vamos levar desaforo para casa. […] Não podemos deixar uma palavra sem resposta”, complementou.

Em meio à fala, o presidente disse que, durante o período em que estava comandando o país como interino, não respondeu às acusações dos adversários, mantendo, segundo ele, uma “discrição absoluta”. Agora, ressaltou Temer, não levará ofensa para casa.

“As coisas se definiram, e é preciso muita firmeza”, afirmou aos integrantes do primeiro escalão.

A reunião ministerial começou por volta das 17h30, aproximadamente 40 minutos depois de ele ser empossado no comando do Palácio do Planalto em uma solenidade rápida no plenário do Senado. Três horas antes, no mesmo recinto, os senadores haviam decidido afastar definitivamente Dilma da Presidência da República.

 

           Um grande cordão amarelo tendo à frente os deputados Zeca Cavalcanti e Júlio Cavalcanti, federal e estadual do PTB, respectivamente, além da candidata trabalhista a prefeitura de Arcoverde, Nerianny Cavalcanti, e seu vice, Erb de Pague Menos, deu o pontapé inicial da campanha do PTB na capital do Sertão na manhã desta terça-feira (16).
 
Candidatos a vereadores, lideranças, militantes e populares se reuniram desde cedo em frente à Estação Ferroviária, no centro da cidade e por volta das 10h saíram em caminhada pela Avenida Coronel Antonio Japiassu, centro comercial da cidade, em direção a ao senadinho e Praça da Bandeira.

 

Por volta das 11h00, uma multidão de militantes e candidatos chegou a Praça da Bandeira acompanhadas dos deputados e da candidata que agradeceu a participação e convocou a todos para ganhar as ruas em busca da “vitória em 2 de outubro”. 
 
 

 

ze

A candidata do PMDB Nicinha Brandino largou na frente na disputa pela prefeitura de Tabira, liderando cenário que tem em segundo o prefeito e candidato a reeleição Sebastião Dias e na terceira posição o socialista Zé de Bira.

Foi o que atestou o Instituto Múltipla, em pesquisa realizada dia 16 deste mês e divulgada hoje pelo Programa Cidade Alerta, da Cidade FM, em parceria do Blog do Nill Júnior.

De acordo com levantamento estimulado, em que são oferecidas as opções de voto para o entrevistado, Nicinha tem 38% das intenções de voto contra 29% do atual prefeito e 17% de Zé de Bira. Neste cenário estimulado, 16% não sabem ou não opinaram, mostrando que as eleições na Cidade das Tradições ainda prometem fortes emoções até o final.

estimulada

Como a margem de erro é de 5,7%, é obrigatório dizer que, mesmo no seu limite, considera-se tecnicamente empate técnico entre Nicinha e Sebastião, mesmo que haja vantagem matemática para a peemedebista em números absolutos.

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor livremente se manifesta, 26% disseram votar na candidata peemedebista, contra 22,3% que optaram pelo prefeito e candidato a reeleição e 7,3% que disseram votar no socialista.

Neste cenário, 41% não sabem ou não opinaram, 2% citaram Dinca Brandino e 1,4% não opinaram. Considerando a margem de erro da pesquisa (5,7%) o quadro configura empate técnico, agora mais consolidado que na estimulada.

espontanea

O levantamento foi registrado sob o número PE-06479/2016. Os dados foram coletados nesta terça (16) com margem de erro: 5,7% para mais ou para menos, intervalo de confiança de 95% e 300 entrevistas.

Os Bairros pesquisados foram: Fátima 1, Centro, Fátima, Caixa D’Água, Fátima 2, Vitorino Gomes, João Cordeiro, Espírito Santo Velho, Espírito Santo, Jureminha, Granja, Bairro das Missões, Barreiros 1, Conjunto Habitacional Iraci Padilha, Antonio Cristovão do Amaral e COHAB

 

Localidades rurais: Poço de Pedra, Arara, Lagoa Funda, Pau Ferro, Barro Branco 2, Baixio da Ovelha, Chaves, Tanques, Brejinho, Cachoeira dos Paulos, São Miguel, Florêncio, Morcego, Caldeirão Dantas, Borborema, Baixio dos Costas, Morato, Nova Espanha, Boqueirão, Caldeirãozinho, Estrada para Conceição, Estrada que vai para Ilha do Rato, Estrada para Nova Espanha, Fazenda Nova, Boa Vista, Cajá de Cima, Bandeira, Cajá de Baixo, Inveja, Serrinha, Logradouro, Cachoeirinha, Riacho de Fora, Canção, Tabuleiro Alto, Retiro, Bezerro, Baixio 2, Logradouro 2, Comichão, Várzea, Campos Novos, Malhada dos Bois, Azeitona, Jurema, Areias, Santa Clara, Sussuarana, Aroeira, Cachoeira, Poço Redondo, Mundo Novo, Coqueiros, Saco e Ilha do Rato.

Sebastião Dias lidera rejeição. Zé de Bira e Nicinha empatam no critério

 

rejeição

O prefeito e candidato a reeleição Sebastião Dias (PTB), lidera o item rejeição em Tabira de acordo com pesquisa dos Instituto Múltipla encomendada pelo blog  e divulgada hoje também no programa Cidade Alerta, da Cidade FM.

Ele tem 56,7% de rejeição, quando o eleitor é perguntado sobre em quem não votaria de jeito nenhum. Já no caso do candidato Zé de Bira, a rejeição chega a 39,3%. A candidata Nicinha Brandino tem 37,7% que dizem não votar nela de  jeito nenhum. Não sabe ou não opinaram, 7%. O número somado chega a mais de 100%, porque neste cenário o eleitor pode rejeitar até três nomes.

O levantamento foi registrado sob o número PE-06479/2016. Os dados foram coletados nesta terça (16)com margem de erro: 5,7% para mais ou para menos, intervalo de confiança de  95% e  300 entrevistas.

Os Bairros pesquisados foram: Fátima 1, Centro, Fátima, Caixa D’Água, Fátima 2, Vitorino Gomes, João Cordeiro, Espírito Santo Velho, Espírito Santo, Jureminha, Granja, Bairro das Missões, Barreiros 1, Conjunto Habitacional Iraci Padilha, Antonio Cristovão do Amaral e COHAB.

 

Localidades rurais: Poço de Pedra, Arara, Lagoa Funda, Pau Ferro, Barro Branco 2, Baixio da Ovelha, Chaves, Tanques, Brejinho, Cachoeira dos Paulos, São Miguel, Florêncio, Morcego, Caldeirão Dantas, Borborema, Baixio dos Costas, Morato, Nova Espanha, Boqueirão, Caldeirãozinho, Estrada para Conceição, Estrada que vai para Ilha do Rato, Estrada para Nova Espanha, Fazenda Nova, Boa Vista, Cajá de Cima, Bandeira, Cajá de Baixo, Inveja, Serrinha, Logradouro, Cachoeirinha, Riacho de Fora, Canção, Tabuleiro Alto, Retiro, Bezerro, Baixio 2, Logradouro 2, Comichão, Várzea, Campos Novos, Malhada dos Bois, Azeitona, Jurema, Areias, Santa Clara, Sussuarana, Aroeira, Cachoeira, Poço Redondo, Mundo Novo, Coqueiros, Saco e Ilha do Rato.

Os eleitores:Tem cabos eleitorais, os fanáticos, os doentes , os bocas pretas, os amarelos, os bicudos, os vermelhos, os balanças, os de última hora, os indecisos, os babão, os puxa saco, tem de tudo um pouco.

 

A quem duvide que campanhas eleitorais dependendo de cada caso possam ou não ter mudanças.

Para a grande maioria, as eleições é feito uma partida de futebol, tudo pode acontecer até o último momento.

Já outros dizem que as campanhas são como às nuvens lá no céu, você olha, depois você olha de novo, de repente  tudo tem mudado, assim é a política.

São teorias fundamentadas em fatos, pois bem, vamos reviver como foi o desempenho de alguns dos candidatos a vereador e prefeito que disputaram as eleições municipais em 2012 em Afogados da Ingazeira.

Não significa dizer que nestas eleições 2016, os candidatos A ou B melhorem ou piorem os seus resultados, cabe a cada um mostrar porque é candidato e porque merece o voto dos eleitores.

A única certeza nesta eleições que apenas 13 vereadores serão eleitos e um prefeito.

 

Afinal, uma boa campanha precisa de um profissional de marketing, fatos, uma equipe de trabalho antenada, novas adesões durante o período, sobretudo, um bom discurso baseado nas propostas e motivação, são requisitos imprescindíveis para obter sucesso .

Veja a votação;

Eleitos

 

Eleitos

Eleitos

 

Eleitos

Eleitos 

Eleito Pedro Raimundo, Erickson Suplente

Antonieta eleita, Claudio Ivan Suplente

 

 

 

 

 

 

Jair do Pt

Jair do Pt 13

Prefeito NÃO ELEITO (206 votos)
Município: Afogados da Ingazeira / PE
Partido: PT / PE

Giza

Giza 45 (In memóriam)

Prefeita NÃO ELEITO (9.820 votos)
Município: Afogados da Ingazeira / PE
Partido: PSDB 

Patriota

Patriota 40

Prefeito ELEITO (10.958 votos)
Município: Afogados da Ingazeira / PE
Partido: PSB / PE

Candidato a reeleição 

 

 

Convenção do DEM oficializa candidatura de Priscila Krause à Prefeitura do Recife (Foto: Dele Wanderley/TV Globo)

O Democratas (DEM) oficializou, na manhã deste sábado (30), o nome da deputada estadual Priscila Krause como candidata à Prefeitura do Recife. O empresário Alcides Cardoso foi confirmado como vice na chapa. O anúncio foi feito no plenário da Câmara do Recife, no bairro da Boa Vista, na área central da capital, onde aconteceu a convenção dos diretórios municipais do Democratas e do Partido da Mobilização Nacional (PMN).

“Eu quero ser prefeita do Recife para liderar na cidade um processo de transformação na vida das pessoas com a experiência de 12 anos como parlamentar que acompanhou as últimas gestões da cidade de perto, sabendo exatamente o que pode ser feito de diferente para que elas possam retomar a crença de que podem, junto com o Poder Público, construir uma cidade melhor”, afirmou a candidata ao chegar para o evento, que contou com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho. 

Filha do ex-governador de Pernambuco Gustavo Krause, Priscila tem 38 anos e é formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Elegeu-se vereadora do Recife nos anos de 2004, 2008 e 2012 e foi eleita deputada estadual em 2014. Na Assembleia Legislativa de Pernambuco, participa das Comissões de Negócios Municipais, de Ciência e Tecnologia, de Finanças e Orçamento e de Defesa dos Direitos da Mulher.

Já o candidato a vice-prefeito da chapa é estreante na política: Alcides Cardoso, de 46 anos, atua no ramo de estacionamento há 14 anos. Filiado ao PMN, o empresário pretende contribuir na construção do programa de governo da democrata com sua experiência no empreendedorismo.