Consultor da alemã TÜV SÜD e responsável por atestar a estabilidade da barragem da Vale em Brumadinho (MG) no ano passado, o engenheiro Makoto Namba afirmou à força-tarefa que investiga o crime que houve “barbeiragem” na instalação dos drenos na estrutura das barragens da mineradora. Segundo o consultor de risco, a tentativa de drenagem da água teria começado só após a empresa ter a certeza de que havia risco de a estrutura de contenção passar pelo processo chamado de “liquefação”. “Foi uma barbeiragem, sim”, confirmou Namba.

Segundo a matéria, “no depoimento, Namba também sustentou que a assinatura do laudo de estabilidade foi um ‘ato técnico’ realizado sob ‘pressão sutil’ por parte de executivos da Vale, entre eles Alexandre Campanha, gerente da companhia. Em relação aos drenos, outro consultor da TÜV SÜD, Arsênio Negro Júnior, afirmou que são ‘uma coisa temerária’, uma vez que configuram intrusões que podem induzir rompimentos. A instalação só foi interrompida em junho de 2018, quando uma infiltração foi verificada.”

Negro Júnior ainda afirmou: “eles se assustaram em um desses eventos (de infiltração)… por sorte. E foi isso que eles quiseram abandonar.”

Segundo outra reportagem, a do programa Fantástico da Rede Globo, o promotor William Coelho afirmou que houve pressão corporativa na Vale: “nós temos elementos até o momento que apontam para uma pressão corporativa por parte da Vale em relação a consultores externos para que eles adotassem determinadas posturas que fossem de interesse da empresa — afirmou o promotor William Coelho, do MP de Minas Gerais.” (247)

 

Um avião Boeing 737 que ia de Adis Adeba, capital da Etiópia, para Nairóbi, no Quênia, caiu neste domingo (10). O voo ET 302 partiu às 8h38 e perdeu contato com a torre às 8h44 (em horário local, 6 horas à frente de Brasília).

A queda se deu perto da cidade de Bishoftu, a 62 quilômetros de Adis Adeba, informou a companhia Ethiopian Airlines. Havia 157 pessoas a bordo –149 passageiros e 8 tripulantes. O CEO da empresa, Tewolde G Medhin, esteve no local da queda. Disse não haver sobreviventes.

Dados da rede Flightradar24 ADS-B mostraram que a velocidade vertical da aeronave ficou instável depois da decolagem. As causas do acidente, porém, ainda não desconhecidas.

Havia passageiros de múltiplas nacionalidades. De acordo com a Ethiopian Airlines, eram:

  • 32 quenianos;
  • 18 canadenses;
  • 9 etíopes;
  • 8 italianos;
  • 8 chineses;
  • 8 estadunidenses;

Os outros 66 passageiros eram provenientes de outros 29 países. Nenhum brasileiro.

O que diz o primeiro-ministro etíope

Antes da confirmação dos mortos, o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, já havia se adiantado. Prestou suas “mais profundas condolências às famílias que perderam seus entes queridos” no voo.

Assim como o CEO da Ethiopian Airlines, Abiy Ahmed esteve no local do acidente. Também por meio de seu perfil no Twitter, expressou sua “profunda tristeza pela perda de vidas” e disse ter determinado “plenas investigação e comunicação da causa” do acidente.

A Ethiopian Airlines é estatal e uma das maiores companhias aéreas do continente africano por tamanho de frota. A empresa informou ter transportado 10,6 milhões de passageiros em 2018. Com informações da Agência Reuters.

Acidente de moto mata jovem de 19 anos na PE 320 entre Flores e Carnaíba

 No início da noite do ultimo sábado (09), um jovem florense morreu após colidir frontalmente com uma F-4000 quando pilotava uma motocicleta pela rodovia estadual PE-320 entre as cidades de Flores e Carnaíba.
 Segundo informações de populares, Diones Silva (foto), de apenas 19 anos, que seguia em uma motocicleta, quando no sitio Sarafina, tentou fazer uma ultrapassagem   e acabou se chocando  frontalmente com veículo que voltava de uma vaquejada.

Outras informações dão contas de que Diones seguia de Flores com destino a Carnaiba. A morte do jovem chocou a cidade de Flores, por ser uma pessoa querida e carismática.
O sepultamento aconteceu às 17h00 deste domingo 10, no Cemitério Jardim da Saudade.

REDE desiste coalizão com o PPS

A Rede Sustentabilidade desistiu da fusão com o PPS. A decisão da sigla foi tomada na tarde deste sábado, 9, em reunião da Executiva Nacional – chamada de Elo, em Brasília. A informação é de Marianna Holanda, da Coluna do Estadão.

Apesar das dificuldades de estrutura e financeiras, os filiados entenderam que era importante insistir no partido de Marina Silva. Os mais incisivamente contrários à mudança reclamaram da falta de diálogo do PPS nas negociações.

A própria ex-candidata à Presidência votou pela permanência da Rede, decisão obtida por unanimidade.

Desde que não conseguiu ultrapassar a cláusula de desempenho no ano passado, o partido vinha estudando a possibilidade de fundir com o PPS na nova legenda que a sigla de Roberto Freire tentava criar. A Rede elegeu apenas uma deputada para esta nova legislatura.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!