O blog teve acesso ao registro do BO na 14° Delegacia Seccional de Policia Civil de Caruaru, onde se apresentou um dos acusados que supostamente seria um dos envolvidos no acidente que deixou saldo de um morto e outro gravemente ferido em Afogados da Ingazeira.

O acusado André Fernando da Silva (Foto), estudante de Administração na Unopar, trabalha com confecções, além de venda e compra de veículos conforme foi divulgado pela imprensa local, o mesmo registrou Boletim de Ocorrência alegando que várias vezes o veículo Chevrolet Cruze, placas OYY 4141 foi clonado e recebeu multas conforme depoimento na delegacia.

 

BOLETIM DE OCORRÊNCIA REGISTRADO EM 13 DE FEVEREIRO DE 2019

A VÍTIMA RELATA QUE SEU VEÍCULO (OYY-4141, CRUZE, DE COR BRANCO) FOI CLONADA POR INDIVÍDUO DESCONHECIDO, RELATA QUE NO DIA 01/01/2019 CHEGOU UMA MULTA DE EXCESSO DE VELOCIDADE, NA CIDADE DO RECIFE, O QUAL AFIRMA NÃO TER SAÍDO DA CIDADE DE CARUARU NESTE DIA. RELATA AINDA QUE NA DATA DE HOJE (13/02/2019) RECEBEU UMA LIGAÇÃO DE UMA PESSOA DIZENDO QUE O MESMO TERIA COLIDIDO NO VEÍCULO DO SEU IRMÃO E TERIA FUGIDO DO LOCAL, NA CIDADE DE AFOGADOS DA INGAZEIRA, CIDADE EM QUE O VEÍCULO CLONADO FICOU APREENDIDO, MAS QUE O CONDUTOR FUGIU DO LOCAL, COMPARECEU A DELEGACIA DE PLANTÃO DE CARUARU PARA INFORMAR O FATO E SOLICITAR QUE AS MEDIDAS CABÍVEIS SEJAM TOMADAS.

Imagem do veículo (OYY-41, CRUZE, DE COR BRANCO) enviada ao blog através de André Fernando da Silva

Imagem do veículo no dia do acidente

Segue abaixo as informações recebidas dos Boletins de Ocorrências.

Vídeo enviado ao blo pelo acusado.

 

Romildo Barbosa (Suspeito)

Essa é a foto do celular encontrado dentro veículo dos suspeitos, foi certificado que o motorista do Cruze fez uma ultrapassagem irregular que provocou o acidente dexando saldo de morto um pai de familía e outro gravemente ferido,  o caso está sendo investigado pelo Delegado Regional, Marlon Frota Viana. A população clama por justiça, o fato está tendo uma grande reverberação pela forma negligente e corvade dos ocupantes do Cruze que não prestarão socorro às vitímas, informações que  “O ponteiro do Cruze travou em 192 quilômetros por hora”. A polícia ainda não duvulgou o fechamento do caso. 

O blog segue a sua linha jornalística que todos os citados nesta plataforma tem o seu direito de defesa, como também será divulgado com o mesmo ímpeto tão logo os orgão competentes elucidarem os fatos.