Pernambuco fechou 2018 operando no ‘azul’, com um superávit de R$ 33 milhões. O Estado atendeu ao Artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), em meio à maior crise econômica da história do país, e se manteve no caminho do desenvolvimento econômico e social. Para isso foram criadas estratégias que passam pela arrecadação do ICMS, evolução do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e redução de R$ 200 milhões do custeio. A análise foi feita pelo secretário estadual da Fazenda, Décio Padilha.

No mesmo período em que 79% dos Estados não conseguem cumprir o teto de gastos, o Estado reduziu o comprometimento da sua Receita Corrente Líquida (RCL) com gastos de Pessoal, passando de 48,97% em 2017 para 47,94% em 2018, quando o limite máximo, que impede a administração estadual de receber receitas da União é de 49%. “Reduzimos o custeio da máquina em 1,4% entre 2017 e 2018, restringimos gastos com diárias, aluguéis, locação de veículos, combustível, entre outros,  e contratamos mais de 20 mil servidores, na Saúde, Educação, Segurança“, afirmou.

Em 2018, o Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco cresceu 2,5%, enquanto o Brasil registrou 1,3%. O que já vem impactando em diferentes segmentos da nossa economia, a exemplo da indústria, que registrou crescimento de  11,7% no 3º quadrimestre de 2017. Pernambuco também é o Estado que mais investe recursos próprios no Nordeste e um dos que mais investe no Brasil. Com transparência fiscal, o Governo do Estado trouxe mais saúde para os pernambucanos, aumentou o número de procedimentos cirúrgicos de 560.273, em 2017, para 602.860 em 2018. Nos últimos quatro anos, 6,9 mil profissionais de saúde concursados foram convocados. O Estado repassa quase R$ 1,9 bilhões de receita do ICMS para o sistema SUS

Segurança pública

O Estado realizou o maior aporte da área de sua história nos últimos quatro anos. Foram investidos mais de R$ 11,5 bilhões no período. Fazendo o recorte de 2018, foram aportados R$ 4.873,00 bilhões (em 2017 foram R$ 4.464,00 bilhões). O investimento proporcionou a contratação de mais de 5, 5 mil novos policiais (militares, civis e científicos), contribuindo para a redução dos números da criminalidade no Estado em mais 20% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) e Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs).

Educação

Com o Pacto pela Educação, o secretário frisou que Pernambuco tem a menor diferença entre escola pública e privada do Brasil e, de ano a ano, vem galgando os primeiros lugares no ranking estadual no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (Ideb), no ensino médio, com a média 4,5, quando a nacional é de 3,5. “O Governo Paulo Câmara investiu 27,7% em Educação, enquanto que o previsto era 25%. Na saúde a lei manda investir 15% e fechamos com 15,3%“.

Recursos hídricos

Nos recursos hídricos, com uma estiagem que chega a sete anos, Padilha argumentou que o Estado precisou realizar um grande conjunto de investimentos que não estavam previstos. Em 2018, foram investidos R$ 665 milhões – o que representa 45% dos investimentos realizados no ano pelo Estado. Esse valor reforça o sentido prioritário dado à área na atual gestão.

Sisu: prazo de matrícula em instituições de ensino termina nesta segunda

Esta segunda-feira (4) é o último dia para que os estudantes selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) façam matrícula nas instituições de ensino. Os estudantes devem verificar os horários e locais de atendimento definidos pelas instituição em edital próprio.

Quem tiver o interesse e preencher os requisitos pode pleitear assistência estudantil para cobrir custos como transporte e moradia. Segundo o Ministério da Educação (MEC), os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições, por isso, os candidatos devem buscar informações na própria instituição de ensino.

O resultado do Sisu está disponível desde o dia 28, na página do programa. O período de matrícula começou no último dia 30.

Lista de espera

Os estudantes que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso podem integrar, até amanhã (5), a lista de espera do programa. A adesão pode ser feita na página do Sisu. Os candidatos podem escolher entrar na lista de espera para a primeira ou para a segunda opção de curso feita na hora da inscrição. Os alunos na lista serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro.

A partir desta edição do Sisu, os estudantes selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, os selecionados na segunda podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.

Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, mais de 1,8 milhão de candidatos se inscreveram. (Via: Agência Brasil)

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!