Antes de tirar a própria vida, Sabrina escreveu um post em seu Facebook: “Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos”.

247 – A ativista e uma das mulheres que denunciou abusos sexuais cometidos por João de Deus, Sabrina Bittencourt, cometeu suicídio neste sábado (2). O seu filho, Gabriel Baum, escreveu uma mensagem nas redes sociais e confirmou a notícia. “Ela deu o último passo pra gente poder viver. Eles mataram minha mãe”, afirmou.

Antes de tirar a própria vida, Sabrina escreveu um post em seu Facebook sobre sua vida e a luta pelas mulheres e minorias. “Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos”, escreveu Sabrina, que morava em Barcelona, deixa três filhos.

A ativista social Sabrina Bittencourt recebeu as primeiras denúncias contra João de Deus e Prem Baba. Ela foi abusada desde os 4 anos por integrantes da igreja frequentada pela família. Aos 16, ficou grávida de um dos estupradores e abortou. Bittencourt dedicou a vida a militar por vítimas de abuso e a desmascarar líderes religiosos. Em relato em primeira pessoa feito em dezembro de 2018 à revista Marie Claire, Sabrina conta sobre a vida de abusos e como se tornou uma das principais vozes e forças de apoio a vítimas de abuso sexual, principalmente dentro de grupos religiosos.

Bancada da lama atua a favor de mineradoras e barra projetos de segurança 

Bancada da lama atua a favor de mineradoras e barra projetos de segurança

Após a tragédia-crime decorrente do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), o grupo de deputados que atua em defesa da atuação das mineradoras, conhecido como bancada da lama, ganhou os holofotes, seja por seu trabalho em prol das empresas do setor ou pelas doações recebidas para suas campanhas eleitorais; com o apoio da bancada, que possui cargos importantes em comissões temáticas da Câmara, projetos de segurança e de vistorias em barragens acabaram engavetados.

 Após a tragédia-crime decorrente do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), no último dia 25, e que deixou mais de 115 mortos e mais de 200 desaparecidos até o momento, o grupo de deputados que atua em defesa da atuação das mineradoras, conhecido como bancada da lama, ganhou os holofotes, seja por seu trabalho em prol das empresas do setor ou pelas doações recebidas para suas campanhas eleitorais.

Um dos principiais nomes da bancada, Leonardo Quintão (MDB-MG) recebeu em 2014, segundo reportagem da Folha de S. Paulo, R$ 2,1 milhões de mineradoras, valor que corresponde a 42% do total arrecadado. Na eleição do ano, porém, Quintão não se reelegeu, mas acabou se tornando assessor do governo de Jair Bolsonaro.

Domingo de muita chuva nas cidades da região do pajeú, Tabira registrou 60mm

 

A semana terminou com a chuva caindo em cidades da região do Pajeú. Na tarde e noite do domingo choveu bem em cidades como Afogados da Ingazeira (70 mm), deixando bairros da cidade sem energia.

Em Tabira foram 60 milímetros.

Afogados 57 mm

 Previsão para hoje  é de 75% na região.

 

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!