Por Estadão Conteúdo

A CNN Brasil anunciou nas redes sociais ontem, que vai entrar no ar em 15 de março.

A emissora informou que o início das transmissões inclui a TV e as plataformas digitais. “Ainda nesta semana vamos divulgar o número do nosso canal nas operadoras de TV por assinatura, além de todos os detalhes da nossa presença multiplataforma”, diz o comunicado.

Em outubro, o canal pago divulgou que sua programação estaria disponível para assinantes da operadora Claro, com planos a partir do Mix HD. O pacote em questão, no momento, já conta com outros três canais de notícias: Band News, Globo News e Record News.

Em outubro, o canal pago divulgou que sua programação estaria disponível para assinantes da operadora Claro, com planos a partir do Mix HD. O pacote em questão, no momento, já conta com outros três canais de notícias: Band News, Globo News e Record News.

O lançamento da emissora no Brasil vai ocorrer em meio às comemorações de 40 anos da CNN nos Estados Unidos.

Lançamento da Carteira de Estudante 2020 terá homenagem a lei “Rome Mion”, que garante prioridade aos portadores do espectro autista

A solenidade está prevista para começar às 9h da manhã, na sede da Associação Integrada das Mães de Autistas – AIMA

A Lei recebeu o nome de Romeo Mion, o qual é filho do apresentador de Televisão Marcos Mion e tem transtorno do espectro autista. (Foto: Reprodução)

A solenidade de lançamento da Carteira de Estudante 2020 será realizada nesta quarta-feira (4), em evento aberto ao público. A cerimônia vai homenagear a Lei Rome Mion, que garante a portadores do Transtorno do Espectro Autista prioridade em serviços públicos e privados. 

A solenidade está prevista para começar às 9h da manhã, na sede da Associação Integrada das Mães de Autistas – AIMA, situada na Rua Abelardo Targino da Fonseca, 1152, Geisel, em João Pessoa.

A Lei recebeu o nome de Romeo Mion, o qual é filho do apresentador de Televisão Marcos Mion e tem transtorno do espectro autista. 

O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre passou a ser administrado, nesta terça-feira (03), pela empresa espanhola Aena. A mudança na operação seguiu os prazos estabelecidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O terminal recifense foi o último do Bloco Nordeste a ser entregue à empresa espanhola, que assumiu também a gestão dos aeroportos de João Pessoa, Campina Grande (PB), Maceió, Aracaju, e Juazeiro do Norte (CE), apontou a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O contrato é de 30 anos.

O presidente da Infraero, o brigadeiro Paes de Barros, publicou nota agradecendo o empenho dos profissionais que trabalharam nesse processo de transferência de gestão e também garantindo o mesmo nível de operação nos terminais que seguem sob responsabilidade federal.

Equipes da empresa de Madri e do Recife acompanham os primeiros dias de operação. Segundo a Aena, a ação tem o objetivo de “garantir que não haja incidentes na continuidade e na melhoria dos serviços oferecidos pela Infraero”. De acordo com a companhia, o aeroporto do Recife recebeu 8.531.312 passageiros em 2019.

O leilão do aeroporto do Recife e de outros 11 ocorreu em 15 de março de 2019. Na época, a Anac informou que a arrecadação à vista do governo ficou em R$ 2,377 bilhões, o que representava R$ 2,158 bilhões acima do mínimo fixado pelo edital para o valor de outorga inicial.

Os aeroportos do Nordeste foram englobados em um dos três blocos do leilão. Para os seis terminais, o investimento previsto é de R$ 2,153 bilhões ao longo do contrato, sendo R$ 788 milhões nos cinco primeiros anos do contrato.