Ultimas Notícias

O presidente Jair Bolsonaro anunciou o envio de uma missão de ajuda ao Líbano chefiada pelo ex-presidente Michel Temer, que é filho de imigrantes libaneses e foi convidado pela atual gestão para o cargo.

O anúncio foi feito durante conferência sobre ações humanitárias e de apoio financeiro ao Líbano organizada pelo presidente francês Emmanuel Macron, em resposta à grave crise que afeta o Líbano, aprofundada pela tragédia provocada pela megaexplosão que destruiu a área portuária da capital, Beirute.
Bolsonaro expressou as condolências do governo e do povo brasileiro, lembrando que 10 milhões de libaneses e descendentes vivem no Brasil. “Tudo que afeta o Líbano, nos afeta como se fosse o nosso próprio lar”, disse.
Segundo o presidente, o Brasil está provendo ajuda humanitária emergencial e enviará nos próximos dias uma aeronave da FAB com medicamentos e insumos de saúde reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil.
Também serão enviadas 4 mil toneladas de arroz por via marítima, para fazer frente à escassez de comida provocada pelos extensos danos ao porto de Beirute e aos silos que armazenavam grãos no local.
Por fim, estão sendo realizadas conversas com o governo libanês para envio de equipe técnica multidisciplinar que ajude na perícia da explosão, afirmou Bolsonaro. (R7

De acordo com a ONU, o Brasil tem a segunda maior concentração de renda do mundo, atrás somente do Catar.

Paulo Guedes, afirmou que ampliar a faixa de isenção de cerca de R$ 1,9 mil para R$ 3 mil geraria uma perda de arrecadação de R$ 22 bilhões por ano. (Foto: Reprodução)

O aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), uma das propostas que a equipe econômica do governo discute para a reforma tributária, pode se tornar uma medida regressiva e agravar a distribuição de renda no Brasil, segundo avaliação da Secretaria do Tesouro Nacional.

De acordo com relatório de dezembro do ano passado da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil tem a segunda maior concentração de renda do mundo, atrás somente do Catar. Segundo o relatório, a parcela do 1% mais rico da população concentra 28,3% da renda total do país.

Na semana passada, o assessor especial do Ministério da Economia, Guilherme Afif Domingos, afirmou, em entrevista ao G1, que o governo vai propor o aumento da faixa de isenção do IR dos atuais R$ 1.903,99 por mês para cerca de R$ 3 mil.

Na avaliação do Tesouro, os principais beneficiários do aumento da faixa de isenção seriam os que ganham mais de R$ 1.951 por mês — 20% da população. Esses passariam a pagar menos imposto de renda, dinheiro que o governo utiliza para financiamento de programas sociais e custeio da máquina pública.

“Alterações sobre o Imposto de Renda podem ser progressivas ou regressivas. Rever isenções sobre o IRPF é exemplo de medida progressiva e reduz distorções. Por outro lado, o aumento da faixa de isenção do IRPF, é, sim, uma medida regressiva, ou seja, tende a piorar a distribuição de renda ao favorecer as parcelas mais ricas da população. O resultado líquido dessas duas medidas depende do desenho da reforma tributária que venha a ser feita”, afirmou o Tesouro Nacional em resposta a questionamento do G1.

Na campanha eleitoral de 2018, o então candidato a presidente, Jair Bolsonaro, à época do PSL, prometeu uma isenção maior ainda no Imposto de Renda da Pessoas Física. A promessa era que seria isento quem ganha até cinco salários mínimos (até R$ 5.345, em valores atuais). O adversário de Bolsonaro no segundo turno, Fernando Haddad (PT), fez a mesma proposta.

Nesta quarta-feira (5), em audiência pública na comissão da reforma tributária, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que ampliar a faixa de isenção de cerca de R$ 1,9 mil para R$ 3 mil geraria uma perda de arrecadação de R$ 22 bilhões por ano.

“Custa um Fundeb [fundo que financia a educação básica, em valores repassados pelo governo até 2026]. E a classe política tem que decidir isso. Não é o ministro da Fazenda. O congressista é eleito para tomar essa decisão. Todo ano ele tem que decidir. Reajustando todas as faixas [da tabela do IR], vai para R$ 36 bilhões [o impacto nas contas públicas]. Vai dar os dois, vai aumentar imposto para dar os dois? Essa é a decisão que o Congresso tem de tomar. Vamos encaminhar e vamos encaminhar os dados também”, disse Guedes na ocasião.

Segundo Paulo Guedes, outras medidas a serem propostas são a redução nas deduções; a diminuição da alíquota de 27,5% (atualmente, a mais alta); a criação de uma alíquota maior para os mais ricos; e a retomada da cobrança de imposto sobre a distribuição de lucros e dividendos para as pessoas físicas, que existia até 1996.

Argumentos do Tesouro
Na semana passada, o novo secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, apresentou um gráfico feito a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua) anual 2018, com as faixas de renda da população brasileira (abaixo).

O secretário explicou que o gráfico divide a população brasileira em cinco partes de acordo com a a renda mensal: a primeira (Q1 no gráfico) reúne os 20% mais pobres; a segunda (Q2) entre os 20% e 40% mais pobres; até a última (Q5), que representa os 20% mais ricos, com renda mensal superior a R$ 1.951 naquele ano.

“A renda mensal domiciliar mediana do Brasil é de R$ 954 [em 2018], e os 20% mais ricos ganham acima de R$ 1.951. Esse é um ponto importante. Precisamos discutir programas. Gastamos de forma considerável com programas sociais. Como a gente poderia propor debates que melhorem essa distribuição de recursos”, disse Funchal na última semana.

Os números sobre a renda no Brasil não captam os resultados da pandemia do novo coronavírus. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve alta do desemprego no país no começo de julho. Apesar disso, houve impacto positivo dos auxílios emergenciais do governo.

Transferência de renda
De acordo com o Tesouro Nacional, os números foram apresentados em um momento em que se discute a reformulação dos programas de distribuição de renda, no contexto da pandemia do novo coronavírus — que tem gerado perda de rendimento para a população.

O objetivo, segundo o Tesouro, é “promover um debate sobre a busca de um desenho mais eficaz das políticas distributivas, que as torne mais progressivas e mais focadas nas parcelas da população que realmente precisam, sem que para isso seja necessário aumentar as despesas e ampliar a pressão fiscal”.

De acordo com o secretário do Tesouro Nacional, um estudo do Banco Mundial mostra que parte dos programas de transferência de renda beneficiam a parcela mais rica da população, ou seja, que ganham acima de R$ 1.101,00 (Q4 e Q5 no gráfico). Ele citou as isenções de IRPF para dependentes e aposentados, e o abono salarial.

Por outro lado, entre os programas bem avaliados pelo Banco Mundial, com foco nos mais pobres, estão Bolsa Família, o benefício previdenciário rural e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

“Toda essa discussão de programas de transferência de renda, de renda mínima, que vai se acelerar nos próximos meses, traz algumas mensagens. Existe um custo associado para controlar diversos programas que fazem a mesma coisa. A gente pode reorganizar esses programas e focalizar [nos mais pobres]”, disse Bruno Funchal na semana passada.

Segundo ele, “a reorganização traz um benefício de gestão, ter um bom programa bem desenhado, e que a gente consegue fazer uma boa gestão, e a segunda mensagem é fazer com que esse programa seja mais eficiente, transferir renda para aqueles que têm menor renda. Esse é o debate que a gente precisa fazer”.

Em 2018, o antigo Ministério da Fazenda, então sob o comando de Eduardo Guardia, divulgou um estudo apontando que a correção da faixa de isenção do IRPF de dobrar a faixa de isenção do IR, dos atuais R$ 1.903,99 para R$ 3.807,98, implicaria um custo de R$ 28 bilhões a R$ 73 bilhões por ano — dependendo do formato adotado.

Na ocasião, a pasta avaliou que a maior parte dessa renúncia fiscal beneficiaria os declarantes mais ricos da população brasileira.

“A concentração do benefício nas camadas mais ricas da sociedade ocorre porque o número de contribuintes do IRPF é muito pequeno, e a parcela pobre da sociedade já não paga esse tributo. Assim, qualquer medida que eleve a faixa de isenção irá favorecer, primordialmente, os mais ricos e reduzir ainda mais a progressividade que o IRPF confere ao sistema tributário”, dizia o estudo na época.

 

 

 

 
A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste sábado (01), tivemos o registro de 02 novos casos de covid-19. 
São duas pacientes do sexo feminino (21 e 54 anos), sendo uma estudante e a outra, profissional de saúde. 
Hoje tivemos um novo caso em investigação: trata-se de um homem de 28 anos. 
Tivemos 02 casos descartados após os pacientes apresentarem resultado negativo para covid-19. 
Semana Epidemiológica: 
Comparando as 04 últimas semanas epidemiológicas, onde tivemos 37, 24, 21 e 24 casos, respectivamente, notamos um acréscimo de 2 casos nessa última semana. A tendência é estabilização. Vamos continuar acompanhando e trabalhando para diminuição dos casos. Atualmente, em Afogados da Ingazeira, temos 29 casos ativos da covid-19.

Arcoverde registra 18 novos casos de Covid-19 neste sábado

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, neste sábado, 01 de agosto, até às 17 horas, registrou mais dezoito (18) casos de Covid-19 no município. O boletim diário, portanto, fica com cento e sessenta (160) suspeitos, mil e quinze (1.015) descartados, quinhentos e noventa e dois (592) confirmados, vinte e sete (27) óbitos, e trezentos e sessenta e seis (366) recuperados.
 
De acordo com a repartição municipal, estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia e o índice de cura com o tratamento oferecido aos pacientes é de 65%.
 
Vale lembrar, que dentro dos 592 confirmados, estão contabilizados os 27 óbitos e 366 curados. No total, a cidade tem seis (06) pacientes em UTI e nove (09) em enfermaria.
 
No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há três (03) pacientes de Arcoverde na UTI e quatro (04) na enfermaria. No Hospital de Campanha há cinco (05) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há três (03) pacientes na UTI.
 
Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

São José do Egito inicia o mês com 3 curas e sem novos casos positivos de covid-19

Iniciamos o mês de agosto sem casos confirmados nas últimas 24hs e com 3 pacientes curados da covid-19. Já são 195 pessoas livres da doença em nosso município. 5 pacientes foram submetidos a testes rápidos hoje e aguardam os resultados dos exames. Ainda temos 39 pessoas em tratamento, todas em isolamento domiciliar, sendo acompanhadas pela equipe da secretaria de saúde.

Serra Talhada passa os 2 mil casos infectados por covid-19, chega 26 óbitos

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 59 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 2.022 casos confirmados. 

O município confirmou mais 01 obito. A paciente tinha 84 anos, moradora do Sítio Bom Sucesso, faleceu no último dia 29/07 no Hospital de Campanha e teve o resultado confirmado para Covid-19 nesta sexta-feira (31/07).
O número de casos suspeitos subiu para 53 e o de casos descartados subiu para 6.791. Quanto à evolução dos casos confirmados, o município tem 1.651 pacientes recuperados, 333 em tratamento domiciliar, 12 em leitos de internamento e 26 óbitos. 
Em relação aos profissionais de saúde contaminados, 81 estão recuperados e 10 em isolamento.
O boletim diário, portanto, fica com 2.022 casos confirmados, 53 casos suspeitos, 1.651 recuperados, 6.791 descartados e 26 óbitos.
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA
Cohab/Tancredo Neves (154)
Bom Jesus (214)
CAGEP (56)
IPSEP (337)
Caxixola (44)
São Cristóvão (251)
Borborema (22)
Vila Bela (112)
Alto da Conceição (89)
AABB/Várzea (234)
Centro (215)
Malhada Cortada/Baixa Renda (30)
Universitário (18)
Mutirão (65)
Nossa Senhora de Fátima (05)
José Tomé de Souza (03)
ZONA RURAL
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Varzinha (27)
Sítio Conceição de Cima (05)
Lagoa da Pedra (01)
Caiçarinha da Penha (09)
Fazenda Joazeiro (03)
DNOCS (05)
Sítio Poço Escuro (09)
Fazenda Saco – IPA (08)
Fazenda Cacimbinha (02)
Fazenda Cajuí (06)
Sítio Bom Sucesso (13)
Vila Santa Rita (03)
Fazenda Ponta da Serra (03)
Sítio Poço Frio (01)
Serrote Branco (01)
Açude de Baixo (01)
Conceição de Baixo (05)
Fazenda Santa Terezinha (01)
Fazenda Cachoeira (01)
Fazenda Jatobá (02)
Sítio Lagartixa (02)
Sítio Barra (04)
Fazenda Nova (05)
Fazenda Alegre (01)
Malhada da Pedra (01)
Serra Grande (01)
Baixio da Carnaúba (03)
Malhada do Juá (03)
Sítio Tapera (06)
Fazenda Veneranda (01)
Sítio Juazeirinho (08)
São João dos Gaias (05)
Fazenda Cacimba Velha (02)
Fazenda Cacimba Nova (01)
Maxixeiro (02)
Jardim das Oliveiras (01)
Fazenda Saco da Roça (01)
Fazenda Jazigo (01)
Fazenda São Miguel (01)
Santana de Caiçarinha (02)
Juazeiro Grande (01)
Fazenda Ema (01)
Fazenda Carnaúba (01)
Sítio Três Passagens (01)
Assentamento Ivan Santos (01)
Fazenda Firmiano (01)
Assentamento Poço do Serrote (01)
Bernardo Vieira (01)

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que hoje tivemos o registro de 01 paciente positivo para covid-19.
Trata-se de uma mulher, de 54 anos, profissional de saúde.
Entram em investigação os casos de 07 mulheres com idades entre 30 e 49 anos, e 03 homens com idades entre 36 e 46 anos.
Tivemos também 31 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para seus respectivos testes.
Hoje 01 paciente apresentou cura após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 164 pacientes recuperados (83,2%). Atulamente, 26 casos estão ativos para COVID 19 em nosso município.
O município de Afogados da Ingazeira atingiu a marca de 1.635 pessoas testadas para covid-19.

Serra Talhada registra 43 novos casos de covid-19

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 43 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 1.963 casos confirmados.
O número de casos suspeitos subiu para 42 e o de casos descartados subiu para 6.247. Quanto à evolução dos casos confirmados, o município tem 1.590 pacientes recuperados, 343 em tratamento domiciliar, 05 em leitos de internamento e 25 óbitos.
Em relação aos profissionais de saúde contaminados, 81 estão recuperados e 10 em isolamento.
O boletim diário, portanto, fica com 1.963 casos confirmados, 42 casos suspeitos, 1.590 recuperados, 6.247 descartados e 25 óbitos.
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA
Cohab/Tancredo Neves (148)
Bom Jesus (208)
CAGEP (53)
IPSEP (329)
Caxixola (42)
São Cristóvão (243)
Borborema (22)
Vila Bela (107)
Alto da Conceição (85)
AABB/Várzea (230)
Centro (212)
Malhada Cortada/Baixa Renda (29)
Universitário (18)
Mutirão (60)
Nossa Senhora de Fátima (05)
José Tomé de Souza (02)
ZONA RURAL
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Varzinha (27)
Sítio Conceição de Cima (05)
Lagoa da Pedra (01)
Caiçarinha da Penha (09)
Fazenda Joazeiro (03)
DNOCS (05)
Sítio Poço Escuro (09)
Fazenda Saco – IPA (07)
Fazenda Cacimbinha (02)
Fazenda Cajuí (06)
Sítio Bonsucesso (09)
Vila Santa Rita (03)
Fazenda Ponta da Serra (03)
Sítio Poço Frio (01)
Serrote Branco (01)
Açude de Baixo (01)
Conceição de Baixo (05)
Fazenda Santa Terezinha (01)
Fazenda Cachoeira (01)
Fazenda Jatobá (02)
Sítio Lagartixa (02)
Sítio Barra (04)
Fazenda Nova (05)
Fazenda Alegre (01)
Malhada da Pedra (01)
Serra Grande (01)
Baixio da Carnaúba (03)
Malhada do Juá (03)
Sítio Tapera (06)
Fazenda Veneranda (01)
Sítio Juazeirinho (08)
São João dos Gaias (04)
Fazenda Cacimba Velha (02)
Fazenda Cacimba Nova (01)
Maxixeiro (02)
Jardim das Oliveiras (01)
Fazenda Saco da Roça (01)
Fazenda Jazigo (01)
Fazenda São Miguel (01)
Santana de Caiçarinha (02)
Juazeiro Grande (01)
Fazenda Ema (01)
Fazenda Carnaúba (01)
Sítio Três Passagens (01)
Assentamento Ivan Santos (01)
Fazenda Firmiano (01)
Assentamento Poço do Serrote (01)
Bernardo Vieira (01)

Arcoverde registra mais 17 casos de Covid-19, dois curados e um óbito

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta quinta-feira, 30 de julho, até às 17 horas, registrou dezessete (17) novos casos de Covid-19, além de mais dois (02) curados e um (01) óbito. O boletim diário, portanto, fica com trinta e dois (32) suspeitos, novecentos e vinte e um (921) descartados, quinhentos e cinquenta e quatro (554) confirmados, vinte e sete (27) óbitos, e trezentos e cinquenta e nove (359) recuperados.
De acordo com a repartição municipal, estão sendo testadas no município aproximadamente 100 pessoas por dia e o índice de cura com o tratamento oferecido aos pacientes é de 65%.
Vale lembrar, que dentro dos 554 confirmados, estão contabilizados os 27 óbitos e 359 curados. No total, a cidade tem sete (07) pacientes em UTI e oito (08) em enfermaria.
No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há três (03) pacientes de Arcoverde na UTI e quatro (04) na enfermaria. No Hospital de Campanha há quatro (04) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há quatro (04) pacientes na UTI.
Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade foram abordados 1.049 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

São José do Egito chega a 226 casos confirmados de covid-19, destes 190 já estão curados

Regiões de Arcoverde, Afogados e Serra avançam à Fase 5 do Plano de Convivência. Entenda:

Já no Agreste, serviços de alimentação e academias de ginástica reabrem 

O Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 em Pernambuco autorizou as cidades do Agreste que integram a Macrorregião de Saúde II a reabrirem os serviços de alimentação, com 50% da capacidade e horário reduzido – de 6h às 20h – a partir da próxima segunda-feira (03.08).

Na mesma data foi autorizada a reabertura das academias de ginástica, seguindo novos protocolos de segurança. A decisão representa o avanço das gerências regionais dos municípios de Caruaru e Garanhuns para a Etapa 6 do Plano de Convivência com a Covid-19.

Já a Macrorregião III – que tem como cidades-polo Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada – foi autorizado o avanço para a Etapa 5. Nessa área, serão liberadas também as atividades comerciais de venda e aluguel de automóveis, com 100% da carga, e os serviços de escritório, com 50%.

Academias, bares e restaurantes ainda não tem autorização nessa fase.

A Macrorregião IV, composta pelos municípios próximos a Salgueiro, Petrolina e Araripina, permanecerão na Etapa 4.

“Os indicadores da Macrorregião II apresentaram queda tanto nas contaminações como na ocupação de leitos, o que vai permitir o avanço na próxima semana. Assim como uma parte do Sertão, que se mostrou estável nos números da Saúde, também avançará dentro do plano. Já nos locais onde ainda há uma tendência de crescimento nos indicadores monitorados, o Governo do Estado age mais uma vez com prudência e os mantém na mesma fase”, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

Os municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e das Matas Norte e Sul continuam na Etapa 6 do Plano de Convivência. Na Macrorregião de Saúde I, desde a última segunda-feira (27.07), os shoppings centers, antes autorizados a abrir das 12h às 20h, puderam ampliar o horário de funcionamento, passando a funcionar das 10h às 20h.

O Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 em Pernambuco avalia continuamente os indicadores de saúde. Número de casos registrados, óbitos e pressão sobre a rede hospitalar são fatores fundamentais para o planejamento de combate à pandemia. A implantação de medidas restritivas específicas e a possibilidade de recuo das regiões na retomada das atividades econômicas são permitidas por meio dessa análise semanal.

Michelle Bolsonaro tem teste positivo para covid-19

A primeira-dama Michelle Bolsonaro foi contaminada pelo novo coronavírus, informou hoje a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência). O teste realizado por ela apresentou resultado positivo menos de uma semana depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciar que estava curado da doença.

“Michelle Bolsonaro testou positivo para covid-19 nesta quinta-feira, 30. Ela apresenta bom estado de saúde e seguirá todos os protocolos estabelecidos. A primeira-dama está sendo acompanhada pela equipe médica da Presidência da República”, informou a Secom, em nota.

Este não é o primeiro teste realizado por Michelle. Em 11 de julho, ela havia feito o exame, e o resultado foi negativo. As duas filhas (Laura e Letícia) também estavam livres da doença, na ocasião.

Além do marido, cujo diagnóstico positivo para covid ocorreu em 7 de julho, Michelle teve outra pessoa da família infectada: a avó, Maria Aparecida Firmo Ferreira, está internada desde 1º de julho em estado grave no HRSM (Hospital Regional de Santa Maria), no Distrito Federa

No dia 15 de julho, Bolsonaro revelou que seu segundo exame ainda havia identificado a Covid-19 em seu organismo.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Jair Bolsonaro publicou neste sábado (25), em rede social, uma foto dele segurando uma caixa de hidroxicloroquina acompanhando postagem em que informa ter dado negativo novo teste de Covid-19.
“Bom dia a todos”, disse o presidente, em uma imagem tomando café no Palácio do Alvorada.

Este foi o quarto teste de Bolsonaro após ser diagnosticado com o coronavírus no início deste mês. O presidente não informou a data em que o exame foi realizado.
Em seguida, o presidente saiu para passear de moto, escoltado pelo comboio presidencial. Ele visitou por alguns minutos uma loja em Brasília, onde fez revisão de sua moto e conversou com populares.

Na loja, usou máscara e só a tirou para colocar o capacete para deixar o local dirigindo.

Bolsonaro então visitou a deputada Bia Kicis (PSL-DF), destituída por ele da vice-liderança do governo no Congresso nesta semana após votar contra o Fundeb, aprovado pela Câmara.

“A visita dele (presidente) aqui na minha casa é um símbolo de que há decisões políticas que temos de tomar e que isso não abala em nada nosso relacionamento”, disse a deputada à reportagem.

De acordo com a deputada, Bolsonaro disse que entende que ela “deveria ter votado como ele definiu”, ou seja, a favor do Fundeb.

Kicis afirmou que defendeu sua posição ao presidente. “Ele entende, acha, que eu deveria ter votado com ele. Mas entendeu meu voto. Eu não voltei ao cargo de vice-líder, mas fiquei muito feliz com a visita do presidente”, disse.

Após a visita, Bolsonaro retornou ao Alvorada. Conversou e tirou fotos com motociclistas que o aguardavam e, depois, entrou na residência oficial, sem agenda oficial divulgada.

Desde que anunciou ter sido contaminado, em 7 de julho, Bolsonaro tem realizado agendas oficiais por videoconferência. Ele afirma só se reunir pessoalmente com auxiliares que já tiveram o vírus.

Nos últimos dias, no entanto, ele adquiriu o hábito de caminhar até a entrada do Palácio da Alvorada no final das tardes para acompanhar o arriamento da bandeira. Mesmo permanecendo separado do público por um espelho d’água, ele causa aglomeração de apoiadores no local.

No dia 15 de julho, Bolsonaro revelou que seu segundo exame ainda havia identificado a Covid-19 em seu organismo.

Na última terça (21), em conversa com apoiadores em frente ao Alvorada, o presidente disse por exemplo que gostaria de realizar uma viagem ainda nesta semana para o Piauí caso seu novo exame atestasse a sua recuperação.

Desde o início da crise mundial do coronavírus, Bolsonaro tem dado declarações nas quais busca minimizar os impactos da pandemia e, ao mesmo, tratar como exageradas algumas medidas tomadas no exterior e por governadores brasileiros.

Ele também provocou aglomerações, muitas vezes sem uso de máscara recomendada para evitar o contágio da Covid-19.

Bolsonaro tem divulgado que se tratou da doença com a hidroxicloroquina, medicamento sem efeito comprovado para a doença e com efeitos colaterais associados a seu uso.

A ineficácia da hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19 foi apontada por estudo de uma coalizão de alguns dos principais hospitais do Brasil. Realizada com 665 pessoas em 55 hospitais, foi a maior pesquisa já feita no país sobre a droga.
No último dia 19, em frente a um grupo de apoiadores, Bolsonaro tirou do bolso uma caixa do remédio e acenou com ela para o público.

Nesta semana, os ministros Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Milton Ribeiro (Educação) também anunciaram que seus exames deram positivo para a Covid-19.

Jadson Dantas de Medeiros, de 47 anos, ficou presos às ferragens e morreu no local, um rapaz que trafegava com ele saiu ileso do acidente.
O corpo do motorista foi encaminhado para o IML de Patos. (Foto: Reprodução)

Nas primeiras horas da manhã deste sábado (25), o motorista de um caminhão guincho, com placa do Rio de Janeiro, que trafegava no sentido Teixeira/Patos, na PB-262, perdeu o controle do veículo e sobrou logo após à curva conhecida como “Apertado da Hora”, na Serra de Teixeira.

Jadson Dantas de Medeiros, de 47 anos, ficou presos às ferragens e morreu no local, um rapaz que trafegava com ele saiu ileso do acidente.

Policiais militares que atuam no destacamento de Teixeira e os bombeiros estiveram no local para tirar o motorista das ferragens. O corpo foi encaminhado para o IML de Patos.

Material apreendido pela PRF na BR-232 — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Um comerciante de 22 anos que transportava 37 celulares importados sem nota fiscal foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-232, em Flores, no Sertão de Pernambuco. Os produtos teriam sido vendidos por um fornecedor de São Paulo a partir de um anúncio em um site de compras pela Internet.

Conforme a PRF, a mercadoria foi encontrada durante a abordagem a um carro no Km 355 da rodovia. Os aparelhos são de origem chinesa e eram transportados em uma caixa de papelão, no porta-malas do automóvel.

O motorista informou que havia pego os produtos em Custódia para comercializá-los em São José do Belmonte. Ele disse também que havia pago R$ 37 mil pelos aparelhos, mas o valor de mercado é superior a R$ 50 mil, segundo a PRF.

O homem foi levado junto com a mercadoria à Receita Federal de Serra Talhada, para as medidas cabíveis.

Após o depoimento, Flávio afirmou que Marinho tem como objetivo ocupar sua vaga no Senado. O empresário é suplente do filho do presidente.

Segundo a defensora, Flávio não se recorda da data específica, mas admitiu ter participado de uma reunião com Marinho. (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Em depoimento prestado nesta segunda-feira (20), o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) negou ter recebido informação privilegiada sobre a Operação Furna da Onça, em 2018, que mirava ser ex-assessor Fabrício Queiroz.

O congressista falou ao MPF (Ministério Público Federal) em seu gabinete, em Brasília, em investigação que apura acusações feitas pelo empresário Paulo Marinho, ex-aliado da família Bolsonaro e agora pré-candidato do PSDB à Prefeitura do Rio, numa entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Após o depoimento, Flávio afirmou que Marinho tem como objetivo ocupar sua vaga no Senado. O empresário é suplente do filho do presidente.

“Não falei mais com ele [Marinho]. Ele está com um projeto bem diferente do meu, é uma escolha dele. Pelo que parece, ele está mais interessado na minha vaga no Senado do que tomar conta da própria vida. Ele é pré-candidato a prefeito no Rio pelo PSDB.”

Marinho disse que um delegado da Polícia Federal adiantou ao entorno de Flávio a informação de que seu então assessor, Fabrício Queiroz, havia sido citado nas investigações que culminaram na Furna da Onça.

Diante da contradição entre as declarações de Marinho e de Flávio em seus depoimentos, o MPF avalia agora a possibilidade de realizar uma acareação entre os dois.

Queiroz aparecia em relatório do Coaf (órgão de inteligência financeira) que identificou movimentações atípicas em sua conta e que foi anexado ao inquérito da Furna da Onça.

O ex-assessor, que está em prisão domiciliar, é apontado pelo Ministério Público como operador de um esquema de “rachadinha” (devolução de salários) no gabinete de Flávio quando o filho de Bolsonaro exercia o mandato de deputado estadual no Rio de Janeiro.

O depoimento nesta segunda durou cerca de 40 minutos. Flávio depôs como testemunha e, por ser senador, pôde agendar local e horário para ser ouvido.

Na saída, a advogada do senador, Luciana Pires, disse que ele desconhece qualquer vazamento de dados da operação.

“Ele negou piamente, nunca houve vazamento, nunca chegou ao conhecimento do senador nenhuma informação sobre Furna da Onça. Ele explicou ao procurador da República, inclusive, que ele apoiava o deputado André Corrêa (DEM) na época na presidência da Assembleia Legislativa e, se ele soubesse de algum vazamento da Furna da Onça, obviamente ele não apoiaria um alvo da Furna da Onça.”

A advogada, que substituiu Frederick Wassef na defesa de Flávio, sugeriu que Marinho busca autopromoção com as acusações.

“Então, infelizmente, tem pessoas que se utilizam da máquina pública para se promover, utilizam a imprensa para se autopromover. Tem pessoas que sabemos que são candidatos e precisam de votos”, afirmou Luciana, que acrescentou que “nada sustenta as informações prestadas pelo senhor Paulo Marinho”.

Segundo a defensora, Flávio não se recorda da data específica, mas admitiu ter participado de uma reunião com Marinho.

“Ele não se lembra da data, porque tem um ano e meio. Ele se lembra que teve uma reunião na casa do Paulo Marinho, junto com a advogada dele, para procurar um advogado. Nesta época, estavam protagonizando a questão do Queiroz e ele queria um advogado para se defender”, disse Luciana.

O procurador da República Eduardo Benones, que participou da oitiva, também afirmou que Flávio negou ter recebido informações privilegiadas sobre a operação e que se reuniu com Marinho apenas para pedir indicações de advogados.

Segundo o procurador, agora a investigação deve buscar ouvir integrantes da Polícia Federal que fizeram parte da operação.

“Agora a gente vai avaliar com calma as respostas para ver o próximo passo. Chegamos no momento da investigação onde já foram ouvidas as principais testemunhas. Agora vamos focar na PF, nos integrantes que participaram da diligência.”

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que hoje foram registrados 02 casos positivos e 18 em investigação no nosso município.
Casos Positivos:
Foram detectados 02 pacientes do sexo masculino (61 e 67 anos). Os dois são aposentados. O paciente de 61 anos está hospitalizado no IMIP após realizar tratamento para outros agravos. Ele era um dos casos que estava sob investigação. O resultado do exame saiu hoje.
Novos em Investigação:
São 06 pacientes do sexo masculino (16, 22, 25, 30, 33 e 50 anos) e 12 pacientes do sexo feminino (16, 21, 21, 26, 28, 34, 34, 36, 38, 41, 41 e 42 anos). Entre as mulheres: 02 são estudantes; 02 são agricultoras; 01 está desempregada; 01 autônoma; 01 recepcionista; 02 do lar; 01 profissional da Saúde; 01 professora e 01 secretária. Já entre os homens: 02 são estudantes; 02 são agricultores; 01 profissional de segurança e 01 comerciante.
Descartados: 
26 pacientes que realizaram TR na nossa Unidade de Campanha Dia e 01 óbito que estava em investigação tiveram resultado negativo.
Os casos positivos e em investigação, além dos seus contatos, estão sendo monitorados pelas equipes de vigilância e atenção básica do nosso município.
Hoje atingimos a marca de 1.114 pessoas testadas em nosso Afogados da Ingazeira.

São José do Egito tem 13 novos casos de covid-19 e 4 curas chega a 131

Hoje a secretaria de saúde informa a cura de mais 4 pacientes da COVID 19. Alcançamos a marca de 108 pacientes curados. Informamos também a confirmação de mais 13 casos e mais uma vez ressaltamos a importância do isolamento social assim como do uso de máscara e higiene para que possamos diminuir os riscos de contaminação. No isolamento UPA/COVID do Hospital Maria Rafael de Siqueira, estão internados 2 pacientes nos Leitos de UTI. Os pacientes ainda necessitam de cuidados intensivos e suporte respiratório, apresentam evolução, mas ainda sem previsão de alta. Desde a última quarta-feira 01 de Julho, inauguramos o Centro de Enfrentamento ao COVID, ele fica por trás do fórum, e funciona de segunda a sexta das 14 às 22h. Então ao apresentar os primeiros sintomas, procure esse serviço, lá você será avaliado e já saíra com a medicação e o teste feito ou agendado. O tratamento precoce faz parte do nosso sucesso no manejo dos casos até aqui. Na nossa avaliação iremos passar por um processo de aceleração no número de contaminação. Somente com a colaboração de toda sociedade, poderemos frear esse avanço e continuar tratando os que adoecerem. Temos testado todos os pacientes sintomáticos e até hoje já foram realizados 557 exames.

Tabira tem 11 novos casos de covid-19, 54 curas e 245 casos confirmados

A secretaria informa que com os retornos dos pacientes para reavaliações nas 11 Unidades Básicas de Saúde e Emergência Respiratória, chegamos à marca expressiva de 183 casos recuperados, de cidadãos tabirenses que venceram a COVID 19, mas isso não deve ser considerado como um meio para relaxamento das medidas de isolamento, ou novas aglomerações. A secretaria de saúde e todos os profissionais da linha de frente estão trabalhando incansavelmente para vencermos juntos essa batalha. 

Petrolina confirma 37° óbito e registra 87 novos casos de Covid-19 chega a 1.588

A Prefeitura de Petrolina começou mais uma semana dando sequência ao trabalho de intensificação dos testes rápidos para detectar a covid-19. Só nesta segunda-feira (13), foram realizados 509 testes, com 60 positivos. O município também recebeu 27 confirmações por meio de exames laboratoriais. Dos testes, são 39 pessoas do sexo feminino com idades entre 1 ano e 2 meses a 84 anos, e 21 do sexo masculino, entre 10 meses de vida a 61 anos. Dos exames laboratoriais são 18 pacientes do sexo masculino, entre 05 a 67 anos, e 9 do sexo feminino entre 03 e 52 anos.

Com esses 87 novos casos, Petrolina contabiliza 1.588 registros até o momento – destes, 168 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. Do total de positivados, 1.222 foram confirmados por testes rápidos da prefeitura e 366 diagnosticados através de exames laboratoriais. As curas clínicas aumentaram para 609. Petrolina recebeu um exame do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) confirmando covid-19 em um paciente de 67 anos que faleceu no Hospital Universitário (HU), no dia 9 da julho. Agora, o total de óbitos subiu para 37.

PROGRAMA – PROUNI DISPONIBILIZARÁ 167.789 BOLSAS EM 1.061 INSTITUIÇÕES PRIVADAS

A Secretaria de Educação Superior (Sesu) informa que o Programa Universidade para Todos (Prouni) oferecerá 167.789 bolsas em 1.061 Instituições de Ensino Superior Privadas. Desse total, 60.551 serão integrais e 107.229 serão parciais, cobrindo 50% do valor das mensalidades.

As inscrições serão entre 14 e 17 de julho. De acordo com a pasta, já é possível fazer consultas sobre a oferta de bolsas no portal do Prouni.
O programa seleciona estudantes para bolsas em instituições privadas de ensino superior. Essas bolsas variam de acordo com a renda dos candidatos e podem ser parciais, de 50% da mensalidade, ou integrais, de 100%.
De acordo com o Ministério da Educação, o Prouni, que foi criado em 2004, tem por objetivo aumentar a quantidade de estudantes brasileiros de baixa renda na graduação.
Fonte – Agência Brasil

Morre presidente da Câmara Municipal de Garanhuns

Morreu no Hospital da Unimed de Caruaru, no Agreste, o vereador Daniel da Silva, presidente da Câmara Municipal de Garanhuns. Daniel da Saúde, como era conhecido,  foi eleito pelo PSC. Enfermeiro por formação, tinha 53 anos.

Ele estava internado desde o dia 26 de junho, quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico enquanto participava de uma sessão da Casa Raimundo de Moraes.

Em uma rede social, o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), lamentou a morte do colega. Ele decretou luto oficial de três dias.

“Infelizmente, acabei de receber mais uma triste notícia. O vereador Daniel, presidente da Câmara de Vereadores de Garanhuns, faleceu há pouco. Um homem bom, prestativo, cheio de compaixão com os outros”.

E seguiu: “Serviu a muitas pessoas em Garanhuns, mesmo antes de ser vereador. Mais uma grande perda para o nosso município. Vou decretar luto de três dias no município, por toda a contribuição dele à nossa Garanhuns. Que Deus nos conforte e à família, sua esposa, filhos e demais amigos”, frisou o gestor.

Resultados iniciais do primeiro teste de pequena escala da vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya mostraram que ela é segura.

Um instituto da Rússia que está desenvolvendo uma das possíveis vacinas contra a covid-19 espera iniciar a fase final de testes em uma pequena parcela do público geral em meados de agosto, disse o diretor do instituto nesta segunda-feira, segundo a agência de notícias RIA.

Globalmente, das 19 vacinas experimentais contra covid-19 em testes com humanos, só duas estão em testes finais de fase 3 — uma da chinesa Sinopharm e outra da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, que tem parte do teste realizada no Brasil. A chinesa Sinovac Biotech deve se tornar a terceira no final deste mês, também com testes no Brasil.

Resultados iniciais do primeiro teste de pequena escala da vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, com humanos mostraram que ela é segura para o uso, de acordo com outra reportagem de domingo da RIA.

“Lá para 14-15 de agosto, espero, a quantidade pequena de vacina que devemos ser capazes de produzir entrará em circulação pública”, afirmou Alexander Ginsburg, o diretor do instituto, de acordo com uma citação.

Isso será equivalente a um teste de fase 3, já que as pessoas que receberem a vacina ficarão sob supervisão, noticiou a RIA, sempre citando Ginsburg.

Os testes de fase 1 e fase 2 normalmente verificam a segurança de um remédio antes de este avançar para a fase 3, que testa sua eficiência em um grupo maior de voluntários.

Os testes da vacina do Instituto Gamaleya com humanos começaram em 18 de junho. Nove voluntários receberam uma dose e nove outros testaram sua dose de reforço em potencial.

O grupo não teve nenhum efeito colateral significativo e deve ter alta do hospital na quarta-feira, noticiou a RIA no domingo, citando um diretor da Universidade Sechenov de Moscou, onde o teste ocorreu.

“Dados disponíveis atualmente… mostram que os voluntários desenvolveram uma reação imunológica à vacina contra coronavírus”, declarou o Ministério da Defesa, envolvido nos testes, nesta segunda-feira, segundo uma citação da RIA. Outros 20 voluntários receberam a vacina em um hospital militar no dia 23 de junho.

 

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, detalhou em coletiva nesta segunda-feira, o calendário de pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial. Cerca de 60 milhões de pessoas receberão o benefício, dentro de três diferentes grupos. Nesse caso, tem direito a essa segunda rodada quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril.

Quem teve o auxílio emergencial negado e discorda do motivo apresentado pode fazer uma contestação pelo próprio programa Caixa Auxílio Emergencial. Quem errou os dados na hora de fazer o pedido deve fazer uma nova solicitação. Mas quem declarou tudo corretamente e ainda assim teve seu pedido negado pode contestar o resultado e enviar o pedido para ser reanalisado.

Veja abaixo o passo a passo para fazer a contestação e assim tentar receber o auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 pago pelo governo a trabalhadores informais, desempregados e MEIs:

  1. Acesse o site da Caixa Auxílio Emergencial (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio) e clique em “Acompanhe sua solicitação”.

2. Digite seu CPF, clique em “Não sou um robô” e depois em “continuar”

3. Digite o código de acesso recebido via SMS no celular. O código é válido por 24 horas.

4. Irá aparecer a tela informando o motivo pelo qual o auxílio emergencial foi negado. Se o problema foi um erro na hora de fazer o cadastro, deve refazer o pedido. Clique em “Realizar nova solicitação”.

Mas se a recusa aconteceu por um motivo do qual você discorda, clique em “Contestar essa informação”.

5. Irá aparecer uma caixa de mensagem informando que o cidadão tem certeza de que o motivo deve ser reanalisado. Clique em “Continuar”.

6. Na tela seguinte, o programa informa o motivo pelo qual você está apresentando a contestação e pergunta se você afirma, perante as penas da lei, que a informação não corresponde a sua situação atual. Se concordar, clique em “continuar”.

7. Nesta tela, o programa apresenta uma declaração detalhada que as informações prestadas para solicitar o auxílio são verdadeiras e que o motivo apresentado para a negativa do auxílio não é válido. É preciso marcar as duas caixas concordando com o que está sendo afirmado e clicar em “continuar”.

8. O pedido foi enviado para contestação e será novamente analisado. O acompanhamento deve ser feito da mesma maneira que a solicitação original. O processo pode ser acompanhado por meio do site da Caixa, do aplicativo, ou do portal da Dataprev.

Quais os principais motivos para ter o pedido negado?

Para o cidadão ter seu benefício negado, ele deve ter se encaixado em algumas dessas hipóteses:

• Ser menor de 18 anos;
• Ser empregado com carteira assinada;
• Estar recebendo seguro desemprego;
• Ser aposentado ou pensionista do INSS;
• Receber demais benefícios, com exceção do Bolsa Família: Benefício de Prestação Continuada (BPC); Auxílio Doença; Garantia Safra; Seguro Defeso;
• Ser de família com renda mensal por pessoa mais de meio salário mínimo (R$ 522,50);
• Ter renda familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135);
• Ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70, ou seja, que tenha sido obrigado a declarar Imposto de Renda em 2019;
• Cadastro como “mãe solteira” de mulher casada;
• Cadastro de mais de duas pessoas da mesma família;
• Limite maior que duas pessoas que recebem Bolsa Família;
• CPF irregular (deve regularizar junto à Receita Federal);
• CPF de pessoa falecida;
• Cadastro em aplicativo ou site fraudulento, que não seja o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

Quais os principais erros de cadastro e preenchimento

Alguns erros de cadastro e preenchimento dificultam a análise e podem resultar em “dados inconclusivos” ou até mesmo em negativa. Confira quais são:

• Marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro;
• Falta de inserção da informação de sexo;
• Inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento;
• Mais de uma pessoa realizar cadastro e houver divergência nos dados entre eles;
• Cadastro por mais de duas pessoas do mesmo grupo familiar;
• Inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito;
• Se regularizou ou atualizou os dados do CPF recentemente, deve aguardar pelo menos três dias para tentar novamente.

Foto: Silvio Avila/AFP

Pernambuco registrou, até sexta feira (17), 774 profissionais de saúde confirmados para a Covid-19. Outros 539 testados foram descartados. Têm sido avaliados e testados os profissionais de saúde com sintomas de gripe. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal), ou privadas. O estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde. Nesta quinta (16), havia sido registrados 593 profissionais de saúde infectados. 
“Quero ressaltar mais uma vez o nosso compromisso com a testagem desses profissionais de saúde, cuja contaminação é um fato que ocorre em todo o mundo. E Pernambuco tem o compromisso na sua testagem, no afastamento em tempo adequado e na retomada segura do trabalho desses profissionais”, disse o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (17). 
Segundo ele, as testagens foram incrementadas com a chegada dos testes rápidos vindos do Ministério da Saúde, que passaram a ser aplicados também pelo estado e pelos municípios, não apenas nos profissionais de saúde como nos de segurança. Os 774 profissionais de saúde confirmados para Covid-19 estão inclusos dentro do total de pacientes positivos em Pernambuco, que somam até sexta sexta (17) 2006 casos. 
Pernambuco registrou, nesta sexta (17), 323 novos casos confirmados para a Covid-19 em apenas 24 horas, número recorde de registros de um dia para o outro. O secretário de Saúde do estadual, André Longo, acredita que a ampliação das testagens nos últimos dias e uma grande confirmação de laudos nas últimas 24 horas pode explicar o grande aumento da curva da Covid-19. Com esses novos pacientes positivos, Pernambuco bate outro recorde, chegando a 2006 casos confirmados para o novo coronavírus. Laboratorialmente também foram confirmados nas últimas 24 horas outros 26 óbitos, totalizando assim 186 mortes pela Covid-19 no estado.
Fonte: DP  Por: Rosália Vasconcelos

 

O Brasil ultrapassou hoje a marca oficial de mais de 100 mil infectados pelo novo coronavírus e tem mais de 7.000 mortos, de acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde neste domingo (3).

Nas últimas 24 horas, foram contabilizados 4.588 novos casos e 275 novos óbitos. O número de casos confirmados chegou a 101.147, e a quantidade de mortos foi para 7.025.

Pernambuco – A Secretaria Estadual de Saúde, confirmou, neste domingo (03.05), 498 novos casos de covid-19, sendo 297 pacientes que apresentam agravamento da doença, além de outros 201 que têm quadros leves.

Agora, o Estado totaliza 8.643 casos confirmados (5.344 casos graves e 3.299 leves). Dos casos graves, 2.028 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar. Outros 1.457 estão internados, sendo 220 em unidade de terapia intensiva (UTI) e 1.237 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada. Além disso, há 1.207 pacientes recuperados da doença.

Também foram confirmados laboratorialmente, nas últimas 24 horas, mais 24 óbitos (sendo 8 mulheres e 16 homens). Com isso, o Estado totaliza 652 mortes pela covid-19.

Em Pernambuco Secretário de Imprensa  testa positivo para Covid-19

Mortuary employees, wearing protective gears, transport the body of a person from a refrigerated truck to a funeral service vehicle during the coronavirus disease (COVID-19) outbreak, at the Dr. Joao Lucio Pereira Machado hospital in Manaus, Brazil April 23, 2020. REUTERS/Bruno Kelly

O secretário de Imprensa de Pernambuco, Eduardo Machado, divulgou neste domingo (03.05), por meio de rede social, que testou positivo para o novo coronavírus.

Segundo o jornalista, afastado do trabalho desde o dia 27 de abril após se sentir mal, o resultado do exame saiu na última sexta-feira (1º). Machado está com sintomas leves da doença, se recuperando em casa. As informações são da Folha de Pernambuco.

“Caros, na segunda passada (27/04), não me senti bem e me afastei do trabalho. No dia seguinte, fiz o teste para a Covid-19 e o resultado que saiu nesta sexta (1/05) foi positivo. Estou em casa, apenas com sintomas leves, e seguindo as orientações médicas. Se Deus quiser, logo, logo, estarei de volta ao batente”, escreveu Machado na postagem.

Ao deixar o governo, na última sexta (24), Moro apontou suposta interferência de Jair Bolsonaro em inquéritos da Polícia Federal.

Segundo o ex-ministro, o presidente Jair Bolsonaro decidiu trocar a direção-geral da PF porque gostaria de ter acesso a informações de inquéritos sobre a família dele. (Foto: Reprodução)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello autorizou nesta segunda-feira (27) abertura de inquérito para apurar declarações do ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública Sergio Moro.

Ao deixar o governo, na última sexta (24), Moro apontou suposta interferência de Jair Bolsonaro em inquéritos da Polícia Federal. Segundo o ex-ministro, o presidente Jair Bolsonaro decidiu trocar a direção-geral da PF porque gostaria de ter acesso a informações de inquéritos sobre a família dele.

O pedido de abertura foi encaminhado na sexta-feira (24) pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. O decano do STF foi sorteado relator do pedido.

Segundo o ministro Celso de Mello, os fatos narrados por Moro têm relação com o exercício do cargo, o que permite a investigação de Bolsonaro. Isso porque a Constituição impede que o chefe do Executivo seja alvo de apuração alheia ao exercício do mandato.

“Os crimes supostamente praticados pelo senhor presidente da República, conforme noticiado pelo então Ministro da Justiça e Segurança Pública, parecem guardar (…) íntima conexão com o exercício do mandato presidencial, além de manterem – em função do período em que teriam sido alegadamente praticados – relação de contemporaneidade com o desempenho atual das funções político-jurídicas inerentes à chefia do Poder Executivo”, escreveu o ministro. .

Com a abertura do inquérito, começa a fase de produção de provas. Aras pediu ao Supremo que a linha de investigação tenha início com o depoimento de Moro e que o agora ex-ministro apresente documentos que comprovem suas declarações.

Uma das medidas que podem ser tomadas no curso do inquérito é a quebra de sigilos telefônicos, por exemplo, para verificar a autenticidade da troca de mensagens entre Sergio Moro e Bolsonaro. O material foi indicado por Moro como prova da suposta influência e divulgado pelo Jornal Nacional.

Em pronunciamento, Bolsonaro afirmou que as declarações de Moro eram infundadas e que ele não havia tentado interferir na Polícia Federal.

A imagem da conversa mostra que o presidente enviou a Moro o link de uma reportagem sobre a PF estar “na cola” de 10 a 12 deputados bolsonaristas. No print, o número que seria de Jair Bolsonaro escreve: “mais um motivo para a troca”, em referência ao então diretor-geral da PF, Mauricio Valeixo.

O estopim para que Sergio Moro deixasse o governo, e fizesse o discurso com indícios de irregularidades cometidas pelo presidente Jair Bolsonaro, foi a demissão de Valeixo – substituído por Alexandre Ramagem, delegado da PF que foi segurança de Bolsonaro na campanha e é amigo da família.

Para a PGR, a fala do ex-ministro da Justiça e ex-juiz indica possibilidade de crimes como falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva privilegiada.

Caso os fatos apresentados por Moro não sejam comprovados, ele poderia responder por denunciação caluniosa e crimes contra a honra. Nesta terça, Bolsonaro nomeou o advogado-geral da União André Luiz Mendonça para substituir Moro no Ministério da Justiça.

Celular de deputada

Nesta segunda, um pedido de investigação apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi anexado ao da Procuradoria-Geral da República. No documento, o parlamentar pede que a PGR apreenda o celular da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) para investigação.

Mensagens supostamente trocadas entre Moro e a parlamentar também foram tornadas públicas pelo Jornal Nacional, em material apresentado pelo ex-ministro. Nelas, Carla Zambelli se oferece para “mediar” uma indicação de Moro ao STF e, com isso, garantir a permanência do ex-juiz no governo.

No pronunciamento em resposta à demissão de Moro, Bolsonaro disse que o ex-ministro tinha condicionado a troca na direção da PF à indicação para o Supremo. Sergio Moro mostrou a troca de mensagens com Carla Zambelli ao Jornal Nacional como suposta prova para desmentir essa acusação.

Decisão do ministro

O ministro apresentou as razões para a abertura de inquérito em uma decisão de 17 páginas. Celso de Mello determinou que a Polícia Federal tome o depoimento do ex-ministro Sérgio Moro, conforme pedido pela PGR. Os policiais terão prazo de 60 dias para cumprir a diligência.

O relator do inquérito também pediu que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre o pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), de busca e apreensão do celular da deputada Carla Zambelli (PSL-SP).

Celso de Mello argumentou na decisão que as condutas apontadas no pedido de abertura de inquérito “parecem guardar” conexão com o exercício do mandato de presidente. Por isso, não há incidência da regra da Constituição que determina que o presidente, uma vez no cargo, não deve responder a “atos estranhos ao exercício de suas funções”.

Apontou ainda que, na abertura de inquérito, não cabe aplicar a previsão de autorização por parte da Câmara – o aval dos deputados é para a instauração de um processo penal, procedimento posterior ao inquérito.

“No caso concreto, como já precedentemente ressaltado, o eminente Chefe do Ministério Público da União teria identificado, nas condutas atribuídas ao Presidente da República pelo então Ministro da Justiça e Segurança Pública, a possível prática de fatos delituosos que se inserem, considerada a disciplina constitucional do tema, no conceito de infrações penais comuns resultantes de atos não estranhos ao exercício do mandato presidencial”, afirmou o ministro.

Celso de Mello também afirmou que o princípio republicano previsto na Constituição determina que todos os agentes públicos, inclusive o presidente da República, são responsáveis perante a lei.

“Nunca é demasiado reafirmá-lo, a ideia de República traduz um valor essencial, exprime um dogma fundamental: o do primado da igualdade de todos perante as leis do Estado. Ninguém, absolutamente ninguém, tem legitimidade para transgredir e vilipendiar as leis e a Constituição de nosso País. Ninguém, absolutamente ninguém, está acima da autoridade do ordenamento jurídico do Estado”, destacou.

Dólar é cotado a R$ 5,6581 nesta manhã de terça-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,13 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4336.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta terça-feira (28), está cotado no valor de R$ 5,6581. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,9142.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,13 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,4336.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Ceará possui 100% dos leitos ocupados em todo o estado.

Veja os dados sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (24), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde. Foram registradas 3.362 mortes provocadas pela Covid-19 e 50.401 casos confirmados da doença em todo o país.

Taxa de ocupação de leitos de UTI

Acre – 80% em Rio Branco em 21/04
Alagoas – 22% em todo o estado em 22/04
Amazonas – 91% em todo o estado em 21/04
Bahia – 54% em todo o estado em 21/04
Ceará – 100% em todo o estado em 20/04
Espírito Santo – 70% em todo o estado em 23/04
Maranhão – 51,9% em todo o estado em 22/04
Mato Grosso – 4,8% dos leitos de UTI da rede pública em todo o estado em 23/04
Mato Grosso do Sul – 64% em todo o estado em 17/04
Minas Gerais – 53% em todo o estado em 23/04
Pará – 84% em todo o estado em 15/04
Paraíba – 25% em todo o estado em 18/04
Paraná – 30% em todo o estado em 23/04
Piauí – 23,3% em todo o estado em 23/04
Pernambuco – 95% em todo estado em 19/04; além disso, 99% dos leitos de UTI da rede pública dedicados aos pacientes infectados pelo novo coronavírus também estão ocupados
Rio de Janeiro – 74% em todo o estado em 19/04
Rio Grande do Norte – 33% em todo o estado em 22/04
Rio Grande do Sul – 54,57% em todo o estado em 22/04
Santa Catarina – 17,6% dos leitos na rede pública em todo o estado em 22/04
São Paulo – 55,3% em todo o estado em 23/04
Sergipe – 6 leitos ocupados em 23/04

Distrito Federal, Goiás, Rondônia, Roraima e Tocantins não divulgaram a taxa de ocupação.

Em meio à tosse, o presidente discursou e voltou a descumprir medidas de isolamento social recomendadas por órgãos de saúde

Em meio à tosse, Jair Bolsonaro discursou neste domingo, 19, em mais um ato contra o isolamento social (Foto: Evaristo Sá e Sérgio Lima/ AFP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a desrespeitar recomendações das autoridades sanitárias e participou de uma manifestação neste domingo, 19, em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília. Em meio à tosse, ele discursou para manifestantes contrários ao isolamento social que saíram às ruas, em diversas cidades, para protestar contra a paralisação das atividades por conta da pandemia do novo coronavírus.

Centenas de pessoas pediam intervenção militar, fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF) e retorno do Ato Institucional 5 (AI-5) responsável por ataques aos direitos individuais no período da ditadura militar. Após a chegada do presidente, os manifestantes o exaltaram com gritos de “mito” e portavam faixas com dizeres como “Intervenção militar com Bolsonaro” e “A voz do povo é soberana”. Além disso, protestaram contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada no início da tarde e pouco depois publicou em suas redes sociais transmissão ao vivo direto da manifestação, onde aglomeração de pessoas desafiava recomendações de distanciamento social da Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades do segmento.

Recentemente, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados deu prazo de 30 dias para Bolsonaro apresentar os resultados de dois exames que fez para detecção do novo coronavírus. O prazo foi dado pela Mesa Diretora da Casa, que aceitou requerimento de informações apresentado pelo deputado federal Rogério Correia (PT-MG).

No Twitter, um vídeo mostra o presidente em cima de um carro falando com as pessoas. “Eu estou aqui porque acredito em vocês. Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil”, disse Bolsonaro.

Leia também:

Brasil sobe 2.462 mortes e 38.654 casos de coronavírus

De acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados 206 novos óbitos pela infecção provocada pelo novo coronavírus nas últimas 24h

O Brasil acumula 2.347 mortes e 36.599 casos confirmados de covid-19. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde neste sábado (18).

Em 24h, o País registrou 206 novos óbitos pela infecção provocada pelo novo coronavírus, enquanto o número de contaminados cresceu 2.917.

A taxa de letalidade (percentual de mortes entre os infectados) da doença permaneceu em 6,4%.

São Paulo, que prorrogou as medidas de isolamento social até 10 de maio, é o estado mais atingido pela pandemia, com 13.894 casos confirmados e 991 mortes. Na sequência, o Rio de Janeiro soma 4.543 ocorrências e 387 óbitos.

Veja o número de casos e óbitos por unidade da federação:

Acre: 142 casos (5 mortes)
Alagoas: 132 casos (12 mortes)
Amapá: 393 casos (10 mortes)
Amazonas: 1.897 casos (161 mortes)
Bahia: 1.193 casos (37 mortes)
Ceará: 3.034 casos (176 mortes)
Distrito Federal: 762 casos (24 mortes)
Espírito Santo: 952 casos (28 mortes)
Goiás: 378 casos (18 mortes)
Maranhão: 1.040 casos (44 mortes)
Mato Grosso: 171 casos (5 mortes)
Mato Grosso do Sul: 161 casos (5 mortes)
Minas Gerais: 1077 casos (39 mortes)
Paraná: 945 casos (46 mortes)
Paraíba: 205 casos (26 mortes)
Pará: 640 casos (33 mortes)
Pernambuco: 2.193 casos (205 mortes)
Piauí: 123 casos (9 mortes)
Rio Grande do Norte: 516 casos (24 mortes)
Rio Grande do Sul: 831 casos (24 mortes)
Rio de Janeiro: 4.543 casos (387 mortes)
Rondônia: 110 casos (3 mortes)
Roraima: 201 casos (3 mortes)
Santa Catarina: 962 casos (31 mortes)
Sergipe: 71 casos(5 mortes)
São Paulo: 13.894 casos (991 mortes)
Tocantins: 33 casos (1 morte)

A primeira morte por covid-19 no Brasil foi confirmada no dia 16 de março, em São Paulo, três semanas após o primeiro registro da doença no país. 

 

 

Coronavírus: os 7 erros mais comuns na hora de usar a máscara

Colocar a máscara no rosto para andar pelas ruas virou rotina para o brasileiro que precisa garantir alguma proteção contra o coronavírus, ao sair de casa. No entanto, a manipulação do acessório, indispensável aos tempos de pandemia, ainda não é costumeira. E é por isso que muita gente, sem saber, está se colocando em risco ao cometer erros como levar as mãos ao tecido ou usar a mesma máscara por mais tempo do que o permitido. A infectologista Raquel Muarrek, da Rede D’or, dá sete dicas para cuidar da máscara. Veja quais são:

Tempo de uso 
– Máscaras cirúrgicas só devem ser usadas por até duas horas. Depois disso, devem ser descartadas.
– Máscaras de pano podem ser trocadas entre duas a quatro horas de uso.
– Máscaras N 95, de uso hospitalar, podem ser usadas por até 15 dias. Depois disso, devem ser descartadas. 
Manipulação 
– Evite tocar no tecido da face ao colocar e retirar o acessório. O ideal é tocar somente no elástico. 
– Atenção ao lado correto na hora de recolocar as máscaras de pano. O indicado é dobrá-las com o lado que toca o rosto virado para dentro.
Higienização 
– Máscaras de pano devem ser lavadas com água e sabão a cada uso. Para garantir a morte dos microorganismos, podem ser deixadas de molho em uma solução com água sanitária e passadas a ferro dos dois lados. (R7)

 — Foto: Marcos Corrêa/PR

Valor Econômico

Dias depois de atacar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o Legislativo por ter aprovado a recomposição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto Sobre Serviços (ISS) a Estados e municípios por seis meses, em razão da crise provocada pela pandemia de coronavírus.

“Não tem dinheiro para tudo isso. Vão ficar querendo que o contribuinte pague esta conta até quando?”, disse ele a jornalistas neste sábado, da rampa do Palácio odo Planalto.

Em relação à crise com Maia, Bolsonaro afirmou que é o presidente da Câmara que vem o atacando “há dias”. Na quinta-feira, o presidente deu entrevista à rede “CNN” dizendo que Maia conduzia “o Brasil para o caos” e conspirava contra o governo federal.

Questionado se conversou com o presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) sobre a votação, prevista para caducar segunda-feira, da medida provisória que cria o Contrato Verde e Amarelo, desconversou: “Não tenho nada contra ele, o Davi é meu chapa.”

Bolsonaro ainda afirmou que o avanço dos casos de covid-19 no país é um problema tão grave quanto o desemprego causado pelo fechamento do comércio. “Alguns milhões de empregos formais foram destruídos, fora os informais”, disse, criticando o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que vai manter a medida pelo menos até 3 de maio.

Barragem do Estreito no Piauí, ‘sangra’ pela terceira vez desde que foi construida

Na manhã deste sábado finalmente a barragem começou a “sangrar”; veja vídeo

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

No início da manhã deste sábado (18) finalmente a barragem começou a “sangrar”. no município de Francisco Macedo-PI. Essa é a terceira vez que a represa transbordou desde que foi construida. Vários afluentes como o rio Curimatá, o riacho Areal que recebe água do riacho da Manga e também o Turdi, estão desaguando dentro da represa dia e noite.

Outros quatro açudes da região estão sangrando e suas águas correm em direção a barragem do Estreito que deve continuar transbordando por um bom tempo. A Barragem do Estreito transbordou pela primeira vez no ano de 2008, e a última vez que o reservatório  atingiu seu nível máximo foi, em março de 2011, estando a mais de nove anos sem alcançar sua  sangria.

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 24 milhões

A quina teve 26 acertadores; cada um receberá R$ 73.343,98. A quadra teve 2.224 vencedores; cada um ganhará R$ 1.224,91.

O próximo concur

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.253 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (18) em São Paulo. O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 31 – 32 – 33 – 39 – 52 – 55.

A quina teve 26 acertadores; cada um receberá R$ 73.343,98. A quadra teve 2.224 vencedores; cada um ganhará R$ 1.224,91.

O próximo concurso da Mega-Sena (2.254) será na quarta-feira (22). O prêmio é estimado em R$ 24 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Concurso 2.252

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.252, realizado na quarta-feira (15) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 01 – 17 -30 – 37 – 46 – 50.

A quina teve 20 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 83.292,59. A quadra teve 1.723 apostas ganhadoras; cada uma ganhará R$ 1.381,18.


A Prefeitura de São José do Egito confirmou que deu positivo para Covid-19 o caso do paciente que deu entrada no Procape essa semana.

A informação foi repassada pela Secretaria Estadual de Saúde.  O paciente do sexo masculino, foi transferido do Hospital Maria Rafael de Siqueira devido a problemas cardíacos, apresentando febre e vômito.

“Há seis dias o paciente começou a desenvolver complicações respiratórias. Segundo dados coletados pela Vigilância Epidemiológica, ele é hipertenso com histórico de problemas renais”.

O paciente segue internado em enfermaria. Seu estado de saúde é tido como regular e ele respira sem ajuda de aparelhos.

“Todas as providências relacionadas aos contatos do paciente e profissionais que mantiveram contato com o mesmo já haviam sido tomadas pelas equipes da Secretaria de Saúde”

 

Ceará atinge 100% da lotação de UTIs e projeta aumento de mortes

Exame

Com lotação dos leitos de UTI no estado, a Secretaria da Saúde do Ceará projeta uma explosão do número de mortes por Covid-19 a partir de 5 de maio. A estimativa prevista é que os óbitos podem passar de 250 por dia.

Desde o começo da pandemia, o estado teve um total 124 mortes. O Ceará é o terceiro estado com mais casos, com 2.386 pessoas infectadas, atrás apenas de São Paulo e do Rio. O relatório da Secretaria da Saúde projeta 3.734 pessoas infectadas por coronavírus no estado no dia 23 de abril.

Segundo a secretária-adjunta Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde, Magda Almeida, o estado atingiu 100% da ocupação dos leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus. Nesta quinta-feira, a fila de espera é de 48 pessoas.

“Nesse momento, apesar de não estarmos no pico esperado da epidemia, estamos com leitos de UTI em ocupação máxima”, afirmou Magda, ao site G1.

 

PARTIU PARA ETERNIDADE, OSVALDO 

As primeiras informações que ele foi encontrado morto em sua residência nesta última sexta (17),  no Bairro Brotas localizado na rua AABB em Afogados,  a causa da morte teria sido Infarto, era casado Maria José de Neo, foi bancário por último tinha um comércio (teve), no ramo de alimentação em frente UPAE de Afogados. 

Brasília – O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, fala com imprensa após encontro com a presidenta Dilma (José Cruz/Agência Brasil)

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Educação e Esportes, inicia na próxima segunda-feira (20) a distribuição do Cartão de Alimentação Escolar para as famílias beneficiadas. As entregas serão realizadas nas escolas da Rede Estadual e começam nas escolas do Recife (20 e 21), em seguida nas unidades da Zona da Mata e Agreste (22 e 23) e por fim no Agreste e Sertão (23 e 24).

O cartão será entregue exclusivamente ao responsável pelo estudante – devidamente identificado e portando documento com foto – na escola onde estuda. O estudante não deve ir até à escola. Essa medida foi tomada para evitar que o aluno saia do seu isolamento. Para as famílias que tenham mais de um filho matriculado na rede, será entregue apenas um cartão, porém com o valor equivalente.

“É muito importante que os responsáveis pelos estudantes estejam atentos no horário de entrega para cada ano escolar. Criamos uma estratégia especial para que a distribuição ocorra com muita tranquilidade e sem aglomerações, em diferentes dias, horários e locais, observando as orientações das autoridades sanitárias”, explicou Fred Amancio, secretário de Educação e Esportes de Pernambuco.

As escolas vão iniciar a distribuição a partir das 8h, sempre ocorrendo em dois dias, conforme região de localização da escola, seguindo o cronograma abaixo:

1º dia, 8h: EJA, Travessia e outras modalidades especiais
1º dia, 9h: 6º anos

1º dia, 13h: 9º anos

1º dia, 14h: 1º anos
2º dia, 8h: 8º anos
2º dia, 9h: 2º anos

2º dia, 13h: 7º anos

2º dia, 14h: 3ºanos

O cartão – Com investimentos na ordem de R$ 12 milhões, o repasse de R$ 50 irá beneficiar o estudante em maior situação de vulnerabilidade e que depende da merenda fornecida na escola. A iniciativa, que tem como base os dados das famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, beneficiará cerca de 240 mil estudantes em todas as regiões do Estado.

Com as aulas suspensas devido ao isolamento como forma de prevenção a propagação do novo coronavírus, a medida do Governo do Estado busca auxiliar as famílias diante  da interrupção das atividades nas escolas, inclusive, na oferta da merenda para os estudantes. O cartão só poderá ser utilizado em compras de produtos alimentícios.

Além do cartão, as famílias receberão uma carta com orientações sobre os alimentos que devem e não devem ser adquiridos. O documento elaborado pela equipe de Alimentação Escolar e Nutrição da Secretaria de Educação e Esportes considera os parâmetros nutricionais e os alimentos que compõem a merenda dos estudantes

Também está disponibilizada no site da Secretaria de Educação e Esportes (www.educacao.pe.gov.br) a consulta dos estudantes beneficiados e da rede do Cartão Alelo, que contempla mais de 9.300 estabelecimentos credenciados em todas as regiões do Estado. A estratégia de uso do cartão alimentação vai também beneficiar a economia da região, pois os alimentos serão adquiridos em supermercados, mercadinhos, padarias e outros estabelecimentos locais em todo o Estado.

Mais informações podem ser obtidas no 0800.286.0086 ou nos números do nosso Whatsapp (81) 99488.3015 / (81) 98494.2019 (apenas mensagens de texto), de segunda a sexta, das 8h às 20h

Agenda de Entrega dos Cartões nas escolas das respectivas GREs

Segunda (20) e terça (21) 

GRE Recife Norte

GRE Recife Sul

Quarta (22) e quinta (23) 

GRE Metropolitana Sul

GRE Metropolitano Norte

GRE Mata Norte (Nazaré da Mata)

GRE Mata Centro (Vitória de Santo Antão)

GRE Mata Sul (Palmares)

GRE Vale do Capibaribe (Limoeiro)

Quinta (23) e sexta (24) 

GRE Agreste Centro Norte (Caruaru)

GRE Agreste Meridional (Garanhuns)

GRE Sertão do Moxotó Ipanema (Arcoverde )

GRE Sertão do Pajeú (Afogados da Ingazeira)

GRE Sertão do Submédio São Francisco (Floresta)

GRE Sertão Central (Salgueiro)

GRE Sertão do Médio São Francisco(Petrolina )

GRE Sertão do Araripe (Araripina)

O número de casos do novo coronavírus e de óbitos decorrentes da doença no Brasil bateram novos recordes nesta sexta-feira (17): foram 3.257 diagnósticos e 217 mortes, nas últimas 24 horas. Com isso, a quantidade de pessoas infectadas com a Covid-19 subiu para 33.682 e o total de óbitos chega a 2.141. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta sexta-feira. No último balanço do governo, na quinta-feira, o total de infectados era 30.425, com 1.924 mortes confirmadas.

Em relação ao número de casos, São Paulo continua liderando entre os estados brasileiros, com 12.841 diagnósticos até o momento. Em seguida vem Rio de Janeiro (4.349), Ceará (2.684), Pernambuco (2.006) e Amazonas (1.809).

São Paulo também lidera no número de óbitos: são 928 até o momento. Depois vem o Rio de Janeiro (341), Pernambuco (186), Ceará (149) e Amazonas (145).

Sete estados já passaram da marca de 1000 casos: São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Amazonas, Bahia, Minas Gerais. Deles, cinco também já ultrapassaram as 100 mortes: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Amazonas. São Paulo, com 928 óbitos, se aproxima da marca dos 1.000.

Confira o número de casos e de mortes por estado:

Região Norte: 3.158 casos e 193 mortes

Acre: 135 casos e 5 mortes

Amazonas: 1.809 casos e 145 mortes

Amapá: 370 casos e 10 mortes

Pará 557:  casos e 26 mortes

Rondônia: 92 casos e 3 mortes

Roraima: 164 casos e 3 mortes

Tocantins: 31 casos e 1 morte

Região Nordeste: 7469 casos e 479 mortes

Alagoas: 110 casos e 7 mortes

Bahia: 1.059 casos e 36 mortes

Ceará: 2.684 casos e 149 mortes

Maranhão: 797 casos e 40 mortes

Paraíba: 195 casos e 26 mortes

Pernambuco: 2.006 casos e 186 mortes

STF dispensa sindicatos em acordos para redução da jornada ou suspensão dos contratos de trabalho

Foto: reprodução

O STF formou maioria (por 7 votos a 3) para derrubar a liminar de Ricardo Lewandowski, que havia dado aos sindicatos o poder de rever os termos dos acordos firmados entre trabalhadores e empresas para redução da jornada ou suspensão dos contratos de trabalho durante a epidemia do coronavírus.

“A crise não espera a atuação do Brasil cartorário, cogitando-se da submissão de acordos individuais a sindicatos”, disse o ministro Marco Aurélio Mello.

Votaram contra a interferência dos sindicatos os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Na visão do advogado Fernando de Almeida Prado, sócio do escritório do BFAP Advogados, a formação de maioria entre os ministros do Supremo para derrubar a liminar do ministro Ricardo Lewandowski, que exigia a participação de sindicatos para negociação para redução de jornada ou suspensão de contratos de trabalho, “fez prevalecer a visão de que o STF deve realizar autocontenção em deferimento ao corpo técnico que elaborou a medida, por haver interesses convergentes entre empresas e empregados em busca da manutenção de emprego e renda”.

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar a polêmica ainda nesta quinta-feira (16), em sessão por videoconferência, o referendo da medida cautelar deferida pelo ministro Ricardo Lewandowski na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6363, que tem por objeto a Medida Provisória (MP) 936/2020.

Na liminar, deferida em 6/4, o ministro havia determinado que os acordos individuais de redução de jornada de trabalho e de salário ou de suspensão temporária de contrato de trabalho devem ser comunicados aos sindicatos de trabalhadores em até 10 dias para que se manifestem sobre sua validade.

Na sessão de hoje, além do voto do relator, as partes (o partido Rede Sustentabilidade e o presidente da República, representado pela Advocacia-Geral da União) e entidades admitidas como terceiros interessados, apresentaram suas manifestações.

Em razão de problema técnico em um dos centros de dados da empresa que fornece a plataforma de videoconferência, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, convocou sessão extraordinária para a sexta-feira (17), desde 14h, para a continuidade do julgamento.

São Lourenço da Mata o 2º maior número de mortes por coronavírus em Pernambuco

Hospital Municipal Petronila Campos fica em São Lourenço da Mata, no Grande Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Localizado a cerca de 20 quilômetros do Recife, o município de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana, é o 12º mais populoso de Pernambuco. Mesmo com pouco mais de 113 mil habitantes, a cidade concentra o sexto maior número de casos de coronavírus, com 46 confirmações para o novo coronavírus e é a segunda em número de mortes, com 11 casos, atrás apenas da capital, que, com 66 óbitos, segue como epicentro da epidemia no estado.

De acordo com a secretária de Saúde do município, Gislaine Calado, a proximidade com a capital pernambucana é o principal fator de contaminação dos moradores da cidade, já que muitos deles se deslocam, diariamente, para trabalhar no Recife.

“Muitos dos nossos casos confirmados são pessoas que trabalham e têm deslocamento diário para o Recife, ou Ipojuca [no Litoral Sul]. Claro que também temos pessoas que não saíram de dentro do município e se contaminaram, mas nós atribuímos muito dessa situação à proximidade com a capital”, disse a secretária.

Ainda de acordo com Gislaine, a maioria dos casos tem entre 30 e 49 anos, representando 20 confirmações para a doença. Há, ainda, 12 casos de pessoas entre 50 e 59 anos, o que, para a gestão municipal, atesta ainda mais a hipótese de que quem mais se contaminou com coronavírus, em São Lourenço da Mata, tem trabalhos que exigem o deslocamento intermunicipal

Roberto Carlos vai comemorar 79 anos

Roberto Carlos vai fazer uma live neste domingo (19), no dia do seu aniversario de 79 anos. A informação foi confirmada pela sua assessoria de imprensa nesta quarta-feira (15).

O cantor está preparando um repertório especialmente para a live que terá duração de 45 minutos, segundo a assessoria.

A transmissão vai acontecer “no início da noite”, mas o horário exato ainda não foi divulgado.

De olho na audiência e dona dos direitos de imagem de Roberto, a Globo já se apressou e decidiu transmitir pelo menos o começo da apresentação. Falta apenas definir o horário exato para saber se entrará como parte do “Domingão do Faustão” ou atração solo. O “Fantástico” estuda mostrar os bastidores.

A estrutura será intimista e contará com dois músicos e um operador de câmera. Ao contrário da maioria dos artistas, o cantor não foi atrás de patrocinadores. Quer fazer o show, que terá cerca de uma hora de duração, apenas por entretenimento e para ajudar durante o isolamento.

Justiça suspende exigência de regularização do CPF para pessoa receber auxílio de R$ 600

Regularização é exigida pela Receita, e estado do PA pediu suspensão. TRF-1 entendeu que exigência tem provocado aglomerações, o que contraria orientações das autoridades de saúde.

A regularização do CPF é uma das exigências da Receita Federal para a pessoa receber o pagamento. (Foto: Reprodução)

O juiz federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), suspendeu nesta quarta-feira (15) a exigência de regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para que a pessoa possa receber o auxílio emergencial de R$ 600.

A regularização do CPF é uma das exigências da Receita Federal para a pessoa receber o pagamento.

O magistrado tomou a decisão ao analisar uma ação apresentada pelo governo do Pará.

“Defiro o pedido […] para determinar a suspensão imediata, em todo o território nacional, da exigência da regularização de CPF junto à Receita Federal, para fins de recebimento do auxílio emergencial”, escreveu o juiz na decisão.

“Comunique-se, via e-mail, ao sr. presidente da Caixa Econômica Federal e ao sr. secretário da Receita Federal, para fins de ciência e cumprimento desta decisão, adotando-se as medidas necessárias para essa finalidade, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, sob pena de multa pecuniária, no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por dia de atraso”, acrescentou.

Aglomerações
Como mostrou a TV Globo, a dificuldade das pessoas de regularizar o CPF tem provocado filas em todo o país.

Na decisão, o magistrado afirmou que a formação de fila provoca aglomerações e este tipo de situação representa “manifesta contrariedade” às medidas de distanciamento social, recomendadas pelas autoridades de saúde, entre as quais o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“As aglomerações, com sérios e graves riscos à saúde pública, continuam a se realizar, o que tem o condão de provocar o crescimento exponencial e acelerado da curva epidêmica, para atender à finalidade exigida pelo decreto regulamentar: de que sejam regularizadas as indigitadas pendências alusivas aos CPFs dos beneficiários junto à Receita Federal”, escreveu.

 

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informou no final da manhã desta quarta-feira (15), que o município tem mais 02 casos confirmados de Coronavírus.

Os novos casos se tratam de duas mulheres, de 28 e 54 anos, que testaram positivo para Covid-19. As pacientes estão em isolamento domiciliar. A Secretaria realiza a busca ativa entre os familiares das mesmas para identificar a possibilidade de novas pessoas contaminadas.

A Secretaria confirma também que o número de casos suspeitos subiu para 15.

Portanto, até o momento, Serra Talhada soma 15 casos suspeitos, 08 casos descartados e 04 casos confirmados.

 

 

Exame de dom Aldo Pagotto testou positivo para coronavírus

Falece Dom Aldo Pagotto, Arcebispo Emérito da Paraíba ...

O exame de Dom Aldo Pagotto deu positivo para a Covid-19. Desta forma, o corpo foi liberado e levado imediatamente para o mausoléu localizado na Igreja Santuário de São Benedito, em Fortaleza. Este procedimento segue as determinações das autoridades públicas sanitárias e de saúde.

O Arcebispo Emérito da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, está enterrado no local citado e, assim que for possível, seus restos mortais serão levados para a Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, conforme foi explicado na Nota Oficial emitida pela Arquidiocese da Paraíba.

 

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.079 para 2021

Foto: Agência Brasil

O valor do salário mínimo vai subir para R$ 1.079,00, segundo projeções oficiais do Ministério da Economia divulgadas nesta quarta-feira, 15. O valor foi incluído como parâmetro da elaboração do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano.

O valor deste ano é de R$ 1045,00. O governo prevê o salário mínimo em R$ 1120,00 em 2022.

Dr. Lúcio diz que novo decreto será para detalhar e regulamentar controle

MP quer criar Observatório das Licitações em Afogados da Ingazeira ...O promotor de justiça Dr. Lúcio Luiz de Almeida Neto disse ao blog na manhã desta quarta-feira (15), que o novo decreto a ser assinado pelo prefeito José Patriota não será para flexibilizar algumas atividades comerciais em Afogados da Ingazeira. Ele explicou que o decreto irá fazer a regulamentação do controle de acesso a bancos e mercados, padarias e locais que estão abertos com circulação de pessoas. O Decreto, em cada município, deverá prever o limite interno de pessoas e a organização das filas externas.

Dr. Lúcio lembrou a criação da figura do “porteiro do mercado” para controlar a entrada e saída das pessoas, com a colocação de uma correntinha ou corda, quando bater a lotação máxima. O decreto segundo o promotor, prevê a questão da higienização dos ambientes, com rotina de desinfecção diária com bombas costais, distribuição de EPI’s, espevialmente máscaras para todos funcionários. A ação se estende aos 13 municípios da 3a Circunscrição do Ministério Público, que espera ansiosamente o momento em que seja possível, de forma segura, começar a liberação do comércio e a retomada das atividades.

No momento, a alternativa que se tem para evitar a contaminação descontrolada é o isolamento social, com as pessoas ficando em casa, o distanciamento social na rua, somente para atividades essenciais e uso de máscaras pela população.

São medidas duras, amargas, mas necessárias. Porque a 2a etapa dessa pandemia é muito cruel. Não temos estrutura, não temos EPIs, não temos respiradores suficientes, o sistema entra em colapso e muitas pessoas vão morrer.

Quanto ao comércio, temos que lutar juntos para o Governo socorrer as empresas para não quebrar, como tem acontecido em outros países. Temos que lutar pela aprovação no Congresso de medidas para que os Bancos e operadoras de Cartão de Crédito suspendam cobranças de boletos, empréstimos, multas e juros, aliviando o comércio e dando sua cota de sacrifício.

Então, nesse momento, em defesa da vida, precisamos dessas medidas restritivas, para poder voltar as atividades com saúde e segurança.

 

O Ministério da Saúde contabiliza 428 casos de covid-19 (doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV2) em 17 unidades da federação, até a noite desta quarta-feira (18). Total de mortes chegou a quatro no país. 

São Paulo é o estado com o maior número de casos: 240 infectados até o momento. Seguido de Rio de Janeiro, com 45, e Distrito Federal, com 26. 
Veja o número de casos confirmados em todos os estados:
São Paulo: 240
Rio de Janeiro: 45
Distrito Federal: 26
Pernambuco: 16
Rio Grande do Sul: 19
Santa Catarina: 10
Minas Gerais: 15
Paraná: 13
Goiás: 8
Ceará: 9
Sergipe: 5
Mato Grosso do Sul: 7
Bahia: 3
Amazonas: 1
Rio Grande do Norte: 1 
Alagoas: 1
Espírito Santo: 9 
O país ainda registra 11.278 ocorrências suspeitas da doença. Outras 1.841, no entanto, já foram descartadas pelas autoridades de saúde.
“É uma doença que tem abalado sistemas de saúde do mundo inteiro. Não existe nenhum país do mundo com um sistema de saúde 100% preparado para ser em massa acionado para testes, diagnósticos, internações hospitalares e internações em leito de CTI [centro de terapia intensiva]. Estamos vendo países de primeiro mundo tendo colapsos”, declarou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na tarde de terça-feira.
O governo adotou um esquema emergencial para abrir leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em todos os estados.
Mortes no Brasil
Nesta quarta-feira (18), chegou a quatro o número de mortes provocadas pela covid-19 no país. Três delas foram confirmadas ao longo do dia pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.
“Os três são homens, com comorbidades e com idades de 65, 81 e 85 anos. Todos foram atendidos em hospital privado da Capital. O paciente de 81 anos é morador do município de Jundiaí e os demais de São Paulo.”, detalhou a pasta no último balanço de casos.
A primeira morte no país foi confirmada na terça-feira (17). Um homem, de 62 anos, com doenças crônicas e sem histórico de viagem, que morreu após ficar internado por 14 dias na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) de uma instituição privada de saúde. (R7)

A CBF divulgou a tabela detalhada da primeira fase da Copa do Brasil 2020. Agora, além dos adversários, Sport, Náutico, Santa Cruz e Afogados FC conhecem também as datas das partidas na competição. O primeiro pernambucano a entrar em campo é o Tricolor do Arruda.

O Santa Cruz vai até o Mato Grosso enfrentar o Operário na Arena Pantanal, em Cuiabá. O jogo está marcado para as 19h15 do dia 5 de fevereiro, uma quarta-feira. O vencedor desse jogo enfrenta como visitante o vencedor de União-MT x Atlético-GO na segunda fase.

Sport, Náutico e Afogados FC jogam no dia 12 de fevereiro, uma semana depois. Às 19h15, o Leão encara o catarinense Brusque, no estádio Augusto Bauer. Nesta chave, o adversário da segunda fase sai do confronto entre o sergipano Frei Paulistano e o Remo. Caso avance, o Rubro-negro recebe este jogo na Ilha do Retiro.

Mais tarde no dia 12 de fevereiro, às 20h30, o Afogados FC recebe o Atlético Acreano no estádio Vianão. Este jogo é a chave 30 e encara na etapa seguinte quem sair da chave 29, Campinense ou Atlético-MG, como mandante.

O último pernambucano na primeira fase é o Náutico. Às 21h30, o Timbu encara o Toledo, no Paraná, pela chave 6. Este é um grupo também em que sai o mandante do jogo da segunda fase. O rival será decidido no confronto entre Caxias-RS e Botafogo.