As equipes de fiscalização da vigilância sanitária, com o apoio da Polícia Militar, conduziram à delegacia, 25 pessoas que participavam de uma farra no povoado do São João, neste sábado.
A farra estava ocorrendo num bar conhecido como recanto do matuto. Todos os envolvidos foram conduzidos à delegacia onde foi instaurado um TCO pela autoridade policial competente.

Por volta das 16h53min deste sábado (05), GCVLI e ROCAM realizavam o patrulhamento quando foram acionados pela Central de Operações, a qual informou que a Vigilância Sanitária, orientados pelo Ministério Público de Pernambuco, estaria solicitando o apoio da Polícia Militar para diligenciar até o Sítio São João Novo – Zona Rural – Afogados da Ingazeira-PE, pois um bar estaria funcionando com aglomeração de pessoas e em desconformidade com o Decreto Estadual de n°50.778 de combate à Covid-19, o qual proíbe, dentre várias restrições, o funcionamento de bares aos finais de semana.
Ao chegar no local, o policiamento flagrou um bar, de fato, funcionando normalmente, com várias pessoas no estabelecimento (clientes), incluindo menores de idade, muitas sem máscara, sem distanciamento mínimo entre os frequentadores, consumindo, em sua maioria, bebida alcoólica.
Ao indagar o proprietário do bar, o motivo pelo qual o estabelecimento em tela estaria funcionando, ele afirmou desconhecer as normas sanitárias vigentes, bem como o Decreto Estadual de n°50.778.
O bar foi fechado e o proprietário, juntamente com todos os frequentadores (clientes), foram conduzidos e apresentados na delegacia, onde responderão a TCOs e BOCs
Azona rural de Afogados da Ingazeira tem número cada vez mais crescente de casos de covid-19, inclusive com óbitos.