Paraiba

O estudo mostra que parte significativa dos municípios que se encontravam em bandeira amarela na 7ª avaliação permaneceram nesta condição.

O secretário Daniel Beltrammi destaca que usar máscaras, lavar as mãos e manter o distanciamento social são gestos que mais representam este “novo normal” que o mundo está vivendo e que precisarão estar cada vez mais presentes no cotidiano dos cidadãos. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

A 8ª avaliação do Plano Novo Normal indica as recomendações para os 223 municípios paraibanos, a partir de segunda-feira (21). O estudo mostra que parte significativa dos municípios que se encontravam em bandeira amarela na 7ª avaliação permaneceram nesta condição, além de apresentar uma pequena diminuição na quantidade de municípios em bandeira laranja e um pequeno aumento no quantitativo das bandeiras verdes.

No total, 28 municípios mudaram de classificação. As recomendações quanto à sustentação das medidas preventivas para impedir o aumento do número de casos e de óbitos em todo Estado permanecem vigentes e estão disponíveis na página oficial do Governo da Paraíba.

Segundo a avaliação, constatam-se transições de algumas bandeiras para a amarela, sendo 10 municípios da verde e quatro municípios da laranja. Outros três territórios transitaram da bandeira amarela para a bandeira laranja, que manteve sua participação em 10% dos municípios paraibanos. Já outros 11 transitaram da bandeira amarela para a verde, que também manteve sua participação estável em 6% do território paraibano. João Pessoa, Campina Grande, Catolé do Rocha, Capim, Pombal, Piancó, São Bento e Serra Branca continuam em bandeira amarela. Dentre os municípios da laranja figuram: Bayeux, Cruz do Espírito Santo, Santa Rita, São Mamede, Gurjão, Uiraúna e Umbuzeiro. Já entre os municípios que estão sob a bandeira verde estão Curral de Cima, Zabelê, Bernardino Batista e Vieirópolis.

O secretário de Gestão de Redes de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, disse que é importante ratificar que este é um momento para que as equipes da Atenção Primária dos municípios assumam destacada importância na identificação e acompanhamento dos casos da Covid-19. “É preciso recomendar que os Agentes Comunitários de Saúde e demais membros das Equipes de Saúde da Família possam conhecer todos os domicílios paraibanos com casos ativos da Covid-19, bem como acompanhar os contatos domiciliares destes casos. Este monitoramento próximo será decisivo para que possamos, por meio da propagação das mais efetivas medidas de prevenção e controle da doença, seguir reduzindo a força da pandemia no Estado”, pontua.

Daniel Beltrammi reforça ainda que futuras melhorias da situação da pandemia na Paraíba dependerão da maior adesão de todos os paraibanos às três medidas mais protetoras da saúde e da vida das pessoas. Ele destaca que usar máscaras, lavar as mãos e manter o distanciamento social são gestos que mais representam este “novo normal” que o mundo está vivendo e que precisarão estar cada vez mais presentes no cotidiano dos cidadãos.

Governo de Pernambuco lança processo seletivo com 30 vagas e salários de até R$ 4,5 mil

Foto: divulgação

A partir do dia 8 de outubro, o Governo de Pernambuco abrirá as inscrições para preenchimento de 30 vagas de contratação temporária com salários de até R$ 4,5 mil para cargos na Secretaria de Meio Ambiente do Estado. Os interessados deverão fazer as inscrições pela internet, no site da organizadora da seleção – Instituto Darwin, até o dia 9 de Novembro de 2020.

As vagas são destinadas a profissionais de nível superior para as áreas de: analista ambiental, de sustentabilidade, de sistemas e redes, de comunicação e redes sociais, jurídico, financeiro, administrativo, além de médico veterinários, zootecnistas e engenheiros civis. A carga horária semanal de trabalho para os candidatos aprovados é de 40 horas.

Para formalizar a participação na seleção, o candidato deverá, após acessar o site da organizadora, preencher um formulário, optar por uma função e anexar toda documentação solicitada em Edital. O valor da taxa de inscrição da seleção é de R$ 65,00 e pode ser paga até dia 10 de novembro de 2020, um dia após o encerramento das inscrições.  Do total de vagas ofertadas, 5% das vagas são destinadas a pessoas com deficiência (PcD).

O processo seletivo terá uma única etapa de avaliação curricular, que será eliminatória e classificatória. Os contratos têm prazo de 24 meses, podendo ser prorrogado por igual período. Mais informações sobre calendário de atividades ou outros detalhes do processo podem ser encontradas através do site da instituição organizadora. (Fonte: Folha de Pernambuco)

Até o momento, 350.079 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 38%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 607 novos casos de Covid-19 e 14 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta sexta-feira (18), 115.966 pessoas já contraíram a doença, 88.800 já se recuperaram e 2.684, infelizmente, faleceram. Até o momento, 350.079 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira:

  • Casos Confirmados: 115.966
  • Casos Descartados: 153.398
  • Óbitos confirmados: 2.684
  • Casos recuperados: 88.800
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 38%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 34%. Em Campina Grande estão ocupados 44% dos leitos de UTI adulto e no sertão 41% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 607, nos quais 10 municípios concentram 352 casos, o que representa 57,9% dos casos em toda a Paraíba. 

São eles:

  • João Pessoa, com 79 novos casos, totalizando 28844; 
  • São Bento, com 57 novos casos, totalizando 2717; 
  • Alagoa Grande, com 46 novos casos, totalizando 1359; 
  • Patos, com 38 novos casos, totalizando 4087; 
  • Campina Grande, com 36 novos casos, totalizando 12746; 
  • Itaporanga, com 28 novos casos, totalizando 676; 
  • Bayeux, com 26 novos casos, totalizando 1868; 
  • Santa Rita, com 17 novos casos, totalizando 3291; 
  • Picuí, com 13 novos casos, totalizando 336; 
  • Guarabira, com 12 novos casos, totalizando 4421.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 18/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 165 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 14 óbitos registrados nesta sexta ocorreram entre 25 de abril e 18 de setembro, 10 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 13 municípios. Os pacientes tinham idade entre 38 e 94 anos, 02 deles tinham menos de 65 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente. 

Mulher, 80 anos, residente em São José de Piranhas. Hipertensa, diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 14/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/09/2020.

Homem, 85 anos, residente em Ingá. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Mulher, 84 anos, residente em Cajazeiras. Cardiopata. Início dos sintomas em 18/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Homem, 83 anos, residente em São José de Piranhas. Diabético. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Homem, 76 anos, residente em Solânea. Diabético e portador de doença renal. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Mulher, 78 anos, residente em Jacaraú. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 10/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Homem, 71 anos, residente em Catolé do Rocha. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 02/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020.

Homem, 65 anos, residente em Itaporanga. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 27/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Mulher, 45 anos, residente em Cacimbas. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 01/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020.

Homem, 38 anos, residente em Riacho dos Cavalos. Portador de neoplasia. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Mulher, 94 anos, residente em Uiraúna. Hipertensa e portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/09/2020. 

Mulher, 89 anos, residente em Pilar. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 24/08/2020. Foi a óbito em residência no dia 28/08/2020. 

Homem, 76 anos, residente em Malta. Diabético e portador de hipertiroidismo. Início dos sintomas em 14/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/08/2020. 

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 19/04/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/04/2020. 

Empresários do setor de eventos e entretenimento realizam manifestação em Petrolina

O objetivo foi chamar a atenção das autoridades para que as categorias possam retomar as atividades

Fonte: G1

Empresários do setor de eventos e entretenimento do Vale do São Francisco realizaram nesta sexta-feira (18) uma manifestação, na Concha Acústica, da praça Dom Malan, no Centro de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Cerca de 200 pessoas participaram do movimento, que foi organizado nas redes sociais, e que recebeu o nome de #tudoéevento. O objetivo foi chamar a atenção das autoridades para que as categorias possam retomar as atividades.

Em Pernambuco no início de setembro, foi definido um protocolo para seminários, congressos e outros eventos de orgãos públicos e empresas. Entretanto, desde o início da pandemia, em março, as festas estão suspensas em todo o estado, e não há previsão para o retorno. Por isso, o comitê organizador do movimento elaborou um plano de retomada gradual das atividades, que foi entregue aos prefeitos de Petrolina e de Juazeiro, na Bahia. O plano foi elaborado por empresários e advogados, com base em cronogramas apresentados em outros estados e está dividido em três fases.

“A primeira fase é a retomada dos eventos em formato mini, até 35% da capacidade do espaço. Esses eventos visam receber em um formato menor, respeitando todos protocolos sanitários e que se fazem necessários neste momento. Tem uma segunda fase, com 50% da capacidade e terceira, a gente sabe que ela vai demorar mais um pouco, porque seria 100% da capacidade. A gente entende que este processo depende que os outros dois funcionem para que o terceiro venha funcionar”, explicou a empresária e organizadora do movimento, Rafaela Marinheiro.

O especialista em fotografias de casamentos e aniversários, Aldo Bernardis, está há seis meses sem trabalhar. Junto com ele, uma equipe de cinco pessoas. “Todos os profissionais do setor de eventos têm passado dificuldades, no sentido que não há nenhum tipo de mobilização da gestão pública, nem de Petrolina e nem de Juazeiro, para que se tenha uma retomada dos eventos na cidade. Nós organizamos esse evento para mostrar que nós precisamos de apoio, de ajuda. É duro você vendo colegas de trabalho tendo que vender seus equipamentos de trabalho para se sustentar”, destacou.

O Governo de Pernambuco informou, em nota, que a liberação dos eventos só será possível mediante a adoção de novos protocolos de higiene, saúde e comunicação, como tem ocorrido desde o lançamento do plano de convivência, semana a semana, de forma regionalizada e respeitando os dados do comportamento da pandemia. Segundo o governo, essas regras são fruto de um trabalho técnico e foram construídas de forma conjunta com a iniciativa privada. A nota disse ainda que a autorização para realização de eventos sociais e artísticos será dada nas próximas etapas do plano de convivência. E que as normas para este setor foram publicadas no diário oficial

A Secretaria de Defesa Social (SDS-PE) pretende instalar câmeras de reconhecimento facial de criminosos procurados pela polícia, além de identificar veículos furtados ou roubados. O objetivo principal é colocar os equipamentos em pontos móveis, como viaturas, para ajudar no combate à criminalidade em todo o estado. A previsão é de que as câmeras estejam funcionando no primeiro semestre do próximo ano em todas as regiões de Pernambuco. O projeto, inédito no país, ainda está em fase inicial, segundo a pasta.

A ideia é levar às ruas viaturas equipadas com as câmeras de última geração e com capacidade de reconhecimento, em uma proposta semelhante à adotada pela Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), no Recife, para a fiscalização da Zona Azul Digital na capital pernambucana. Desde o ano passado, uma viatura de apoio equipada com câmeras na parte superior do veículo é utilizada exclusivamente para inspeção do serviço. Os equipamentos têm tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres e são capazes de fazer a leitura das placas dos carros estacionados nas áreas de Zona Azul. As câmeras são usadas para verificar se os veículos estão, ou não, utilizando cartões válidos.

A gerente-geral de Programas e Projetos Especiais da SDS, Patrícia Beguiristain, ressaltou que o objetivo será usar a tecnologia como aliada do setor de segurança no estado. “A busca da SDS é por fomentar na sociedade a sensação de segurança, mas não apenas a sensação. O nosso objetivo é efetivamente melhorar a segurança, entregando uma ferramenta adequada. Isso vai auxiliar a Polícia Militar nas rondas ostensivas e também ajudar a polícia investigativa – Polícia Civil – a elucidar crimes. Será uma ferramenta a mais, e muito poderosa, para o estado”, afirmou

Também foram confirmados laboratorialmente 35 óbitos (sendo 18 do sexo masculino e 17 do sexo feminino). Com isso, o Estado totaliza 7.852 mortes pela doença.
Com mais 770 novos caso da Covid-19, Pernambuco chega a marca de 136.413 pacientes infectados por coronavírus. Em boletim divulgado neste sábado (12), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE)  informou que entre os casos confirmados, apenas 39 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 731 (95%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar. 

Do total de casos confirmados, 25.769 são graves e 110.644 leves. Além disso, o boletim registra um total de 118.239 pacientes recuperados da doença. Destes, 15.395 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 102.844 eram casos leves. Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha. 

Já as mortes, foram de pessoas residentes nos municípios de Amaraji (1), Bezerros (1), Bom Conselho (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Caruaru (1), Itambé (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Olinda (2), Paulista (15), Petrolândia (1), Pombos (1), Recife (4), Salgueiro (1), São Lourenço da Mata (3). As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 01 de maio e 11 de setembro. 

Do total de mortes , oito (23%) ocorreram nos últimos três dias, sendo  quatro registradas na sexta ( 11), duas na quinta (10) e  duas na quarta (09). Os outros 27 registros (77%) ocorreram entre os dias 01/05 e 08/09. Os pacientes tinham idades entre 49 e 102 anos. 

As faixas etárias são: 40 a 49 (1), 50 a 59 (5), 60 a 69 (10), 70 a 79 (10), 80 anos ou mais (9). Dos 35 pacientes que vieram a óbito, 29 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (19), diabetes (15), doença respiratória (4), doença renal (3), câncer (2), etilismo (2), imunossupressão (2), obesidade (2), tabagismo (2), AVC (1), hipertensão (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação. 

Profissionais de Saúde: Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 21.260 casos foram confirmados e 34.702 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.  

Paraíba confirma 112.706 infectados por covid -19 e 2.616 mortes  

Até o momento, 338.779 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 588 novos casos de Covid-19 e 12 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta sábado (12), 112.702 pessoas já contraíram a doença 85.475 já se recuperaram e 2.616, infelizmente, faleceram. 

Até o momento, 338.779 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 112.706
  • Casos Descartados: 147.604
  • Óbitos confirmados: 2.616
  • Casos recuperados: 85.475
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 39%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 38%. Em Campina Grande estão ocupados 42% dos leitos de UTI adulto e no sertão 57% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:

Água Branca (62); Aguiar (23); Alagoa Grande (1232); Alagoa Nova (341); Alagoinha (981); Alcantil (67); Algodão de Jandaíra (27); Alhandra (651); Amparo (18); Aparecida (115); Araçagi (504); Arara (225); Araruna (250); Areia (488); Areia de Baraúnas (11); Areial (56); Aroeiras (218); Assunção (46); Baia da Traição (668); Bananeiras (406); Baraúna (140); Barra de Santa Rosa (97); Barra de Santana (104); Barra de São Miguel (64); Bayeux (1819); Belém (1080); Belém do Brejo do Cruz (74); Bernardino Batista (37); Boa Ventura (28); Boa Vista (132); Bom Jesus (34); Bom Sucesso (24); Bonito de Santa Fé (80); Boqueirão (398); Borborema (45); Brejo do Cruz (499); Brejo dos Santos (60); Caaporã (970); Cabaceiras (102); Cabedelo (2879); Cachoeira dos Índios (103); Cacimba de Areia (10); Cacimba de Dentro (337); Cacimbas (47); Caiçara (448); Cajazeiras (1785); Cajazeirinhas (34); Caldas Brandão (317); Camalaú (30); Campina Grande (12577); Capim (155); Caraúbas (45); Carrapateira (54); Casserengue (392); Catingueira (19), Catolé do Rocha (599); Caturité (119); Conceição (593); Condado (149); Conde (814); Congo (97); Coremas (163); Coxixola (37); Cruz do Espírito Santo (352); Cubati (81); Cuité (290); Cuité de Mamanguape (130); Cuitegí (388); Curral de Cima (38); Curral Velho (3), Damião (45); Desterro (67); Diamante (259); Dona Inês (105); Duas Estradas (84); Emas (60); Esperança (539); Fagundes (112); Frei Martinho (21); Gado Bravo (104); Guarabira (4339); Gurinhém (443); Gurjão (36); Ibiara (123); Igaracy (14); Imaculada (64); Ingá (1423); Itabaiana (1123); Itaporanga (471); Itapororoca (909); Itatuba (347); Jacaraú (315); Jericó (43); João Pessoa (28120); Joca Claudino (19); Juarez Távora (431); Juazeirinho (248); Junco do Seridó (111); Juripiranga (528); Juru (181); Lagoa (7); Lagoa de Dentro (145); Lagoa Seca (730); Lastro (25); Livramento (107); Logradouro (160); Lucena (467); Mãe d’Água (20); Malta (117); Mamanguape (2288); Manaíra (16); Marcação (459); Mari (1173); Marizópolis (37); Massaranduba (348); Mataraca (216); Matinhas (75); Mato Grosso (18); Matureia (43); Mogeiro (254); Montadas (53); Monte Horebe (42); Monteiro (643); Mulungu (422); Natuba (78); Nazarezinho (56); Nova Floresta (105), Nova Olinda (17); Nova Palmeira (84); Olho D´Água (43); Olivedos (118); Ouro Velho (4);  Parari (6); Passagem (30); Patos (3938); Paulista (289); Pedra Branca (19); Pedra Lavrada (41); Pedras de Fogo (1326); Pedro Régis (73); Piancó (193); Picuí (305); Pilar (498); Pilões (136); Pilõezinhos (348); Pirpirituba (323); Pitimbu (641); Pocinhos (218);  Poço Dantas (23); Poço de José Moura (30); Pombal (608); Prata (8); Princesa Isabel (154); Puxinanã (298);  Queimadas (1278); Quixaba (35); Remígio (271); Riachão (81); Riachão do Bacamarte (236);  Riachão do Poço (94); Riacho de Santo Antônio (33); Riacho dos Cavalos (24); Rio Tinto (1132); Salgadinho (36); Salgado de São Felix (267); Santa Cecília (91); Santa Cruz (61); Santa Helena (23); Santa Inês (78);  Santa Luzia (271); Santa Rita (3235); Santa Terezinha (64); Santana de Mangueira (31); Santana dos Garrotes (23); Santo André (15); São Bentinho (71); São Bento (2462); São Domingos (14); São Domingos do Cariri (64);  São Francisco (34);  São João do Cariri (116); São João do Rio do Peixe (367); São João do Tigre (24); São José da Lagoa Tapada (68); São José de Caiana (51); São José de Espinharas (68); São José de Piranhas (236); São José de Princesa (9); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (44); São José do Sabugi (264); São José dos Cordeiros (47); São José dos Ramos (259); São Mamede (55); São Miguel de Taipu (147); São Sebastião de Lagoa de Roça (264); São Sebastião do Umbuzeiro (21); São Vicente do Seridó (48); Sapé (1138); Serra Branca (210); Serra da Raíz (60); Serra Grande (46); Serra Redonda (272); Serraria (175); Sertãozinho (319); Sobrado (191); Solânea (709); Soledade (203); Sossego (15), Sousa (1946); Sumé (339); Tacima (124); Taperoá (119); Tavares (177); Teixeira (182); Tenório (32); Triunfo (94); Uiraúna (186); Umbuzeiro (78); Várzea (22); Vieirópolis (9); Vista Serrana (36), Zabelê (33).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 12/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 163 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 12 óbitos registrados neste sábado ocorreram em hospitais públicos (11) e privado (01) entre 27 de maio e 11 de setembro, 08 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 09 municípios. Os pacientes tinham idade entre 19 e 90 anos, 03 deles tinham menos de 65 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente. 

Homem, 84 anos, residente em Cacimba de Dentro. Portador de doença neurológica e cardiopatia. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 11/09/2020.

Mulher, 74 anos, residente em Itaporanga. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 01/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/09/2020.

Homem, 78 anos, residente em João Pessoa. Sem Comorbidade. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/09/2020.

Homem, 56 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença renal. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/09/2020. 

Homem, 19 anos, residente em Mari. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 13/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/09/2020.

Homem, 68 anos, residente em Pedras de Fogo. Obeso e cardiopata. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/09/2020.

Mulher, 51 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa. Início dos sintomas em 10/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/09/2020. 

Mulher, 81 anos, residente em Sapé. Portadora de diabetes e cardiopatia. Início dos sintomas em 03/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/09/2020

Homem, 82 anos, residente em Cuité. cardiopata. Início dos sintomas em 12/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 06/09/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Patos. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 22/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 26/08/2020.

Homem, 78 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 17/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06/2020.

Mulher, 90 anos, residente em campina Grande. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 15/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/05/2020. 

Wesley Safadão, 32, usou suas redes sociais para anunciar que se recuperou da Covid-19. “Graças a Deus estou curado 100% do coronavírus. Passei muito bem pela doença, não tive sintomas. Só esperar passar os dias para dar o IgG positivo. Já posso voltar à vida normal, seguir programação normal, rever meus filhos e conviver com minha família. Agora é só aproveitar”, postou o cantor na noite desta sexta-feira (11).

O teste a que o artista se refere atesta se a pessoa teve ou não contato com o vírus. O exame sorológico deve ser feito ao menos dez dias depois do paciente sentir os primeiros sintomas do coronavírus. Safadão aproveitou para também avisar ao público que participará da live de Gleydson Gavião, que acontecerá neste sábado a partir das 21h.

A informação de que o cantor tinha testado positivo para o coronavírus foi divulgada no dia 28 de agosto. De acordo com a equipe dele, o músico estava assintomático e na ocasião adiou a live que faria no dia seguinte ao diagnóstico com a dupla Bruno e Marrone “para a preservação da saúde de todos”. A nova data da apresentação ficou para 19 de setembro.

“Essa notícia pegou a mim e a todos de surpresa, até porque estou me sentindo super bem”, comentou o cantor nas redes sociais à época. “Ontem eu fiz o exame, tinha programa do Faustão e amanhã tinha a nossa live. Fiz o teste, seguindo todos os protocolos, saiu agora há pouco e eu testei positivo para Covid-19.”

China começará a testar vacina em spray contra a Covid-19

 (Foto: Greg Baker/AFP)

Uma vacina chinesa em forma de spray nasal recebeu autorização para ser testada em humanos. O imunizante, que foi desenvolvido por duas universidades e uma empresa farmacêutica, foi projetado para fornecer proteção ao vírus Sars-CoV-2 e também ao da gripe comum. Os testes devem ser iniciados em novembro e vão ser conduzidos em centenas de voluntários, segundo o governo chinês, que também afirmou já ter começado a selecionar os participantes.

A vacina é um projeto do Laboratório Estadual de Doenças Infecciosas Emergentes da Universidade de Hong Kong, em parceria com a Universidade de Xiamen e a empresa Wantai Biopharmaceutical. Ela é feita com base no vírus influenza, agente da gripe, atenuado em laboratório. Também utiliza proteínas do Sars-CoV-2. “É uma vacina à base de gripe que pode ser produzida em embriões de galinha e em células chamadas MDCK (de mamíferos), que são sistemas de produção já usados para o desenvolvimento de vacinas contra a gripe”, explica, em comunicado, a Universidade de Hong Kong.

Segundo informações divulgadas pelo periódico Science and Technology Daily, publicação oficial do Ministério da Ciência e Tecnologia da China, o imunizante foi avaliado em testes com ratos e hamsters, quando se constatou a redução de danos nos pulmões provocados pela covid-19. “Suas características são altamente seguras, o que permitiu com que a fase de testes clínicos fosse autorizada. Essa é a primeira vacina em spray aprovada para testes em humanos”, ressalta o comunicado.

Yuen Kwok-yung, microbiologista da universidade, explicou, em entrevista ao jornal chinês Global Times, que a estratégia de aplicação foi escolhida para reproduzir a trajetória natural do vírus ao acessar o organismo humano. Segundo ele, isso faz com que a vacina fique mais tempo no trato respiratório, aumentando a resposta imune do corpo. Ainda de acordo com o especialista, a vacinação por spray nasal foi projetada para gerar uma proteção dupla — contra o vírus da gripe comum e o da covid-19 — e, futuramente, a fórmula poderá ser modificada para ser usada como um agente protetor de outros tipos de vírus influenza, como o H1N1 e o H3N2.

Efeitos colaterais

O imunologista também explicou que a vacina pode não causar efeitos colaterais sistêmicos, mas há o risco de ocorrência de problemas adversos no sistema respiratório, como asma e falta de ar. Segundo Kwok-yung, os cientistas esperam apenas efeitos leves, como obstrução nasal (diminuição de ar que passa pelas narinas) e rinorreia (muco excessivo). A equipe também trabalha com a ideia de que os testes clínicos durarão menos de um ano.

Com a liberação do novo ensaio clínico sobe para 10 o número de vacinas contra a covid-19 que têm autorização do governo chinês para serem testadas em humanos. Um dos imunizantes, inclusive, foi aprovado, no mês passado, para uso emergencial, mesmo estando em fase experimental. “Elaboramos uma série de procedimentos, incluindo formulários de consentimento médico, planos de monitoramento de efeitos colaterais, tudo para garantir que o uso de emergência seja bem regulado e monitorado”, informou, à época, Zheng Zhongwei, chefe do grupo responsável pela coordenação das pesquisas de vacinas contra a covid-19.

Ensaio em Brasília

O imunizante desenvolvido pela empresa Sinovac Biotech teve o uso liberado para grupos de alto risco, como agentes de saúde, que estão mais expostos ao coronavírus. A CoronaVac está na última fase de testes, em que participam também voluntários brasileiros, incluindo moradores da capital. Aqui, o ensaio é conduzido pela Universidade de Brasília (UnB).

Vulneráveis após a alta

Pesquisadores chineses realizaram uma análise extensa das respostas de anticorpos em indivíduos infectados pelo coronavírus. Os resultados mostraram que a resposta imune das pessoas recuperadas normalmente diminui drasticamente durante o mês posterior à alta hospitalar. O trabalho foi publicado na revista especializada Plos Pathogens e pode ajudar no desenvolvimento de testes sorológicos mais eficientes e também no desenvolvimento de vacinas.

No estudo, os pesquisadores monitoraram continuamente, durante sete semanas, as respostas de anticorpos específicos para o Sars-CoV-2 em 19 pacientes não grave e sete pacientes graves. Todos enfrentavam o início da doença. A equipe observou que, entre três a quatro semanas após a alta hospitalar, a atividade dos anticorpos dos voluntários diminuiu significativamente, sugerindo que eles podem ficar mais suscetíveis à reinfecção por Sars-CoV-2.

“Embora 80,7% dos pacientes recuperados apresentassem atividade de neutralização de anticorpos contra o patógeno da covid-19, apenas uma pequena parte deles demonstrou um nível considerado potente”, frisaram os autores, liderados por Rui Huang, pesquisador da Universidade Médica de Nanjing, na China.

De acordo com os cientistas, o estudo fornece informações importantes para cientistas que desenvolvem testes sorológicos, vacinas e terapias que utilizam o plasma sanguíneo de infectados. “Esse resultado destaca a importância da seleção cuidadosa de amostras de sangue de pessoas recuperadas usando ensaios de neutralização de anticorpos antes da transfusão em outros pacientes com covid-19”, alertaram.

Monomotor faz pouso forçado em rodovia de São Paulo

As causas do acidente serão investigadas pelo 4º Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Avião de pequeno porte fez pouso de emergência no Rodoanel em SP (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um avião monomotor fez pouso forçado no trecho Norte do rodoanel, no sentido Perus (zona norte da capital paulista), por volta das 10h deste sábado (12). Ninguém ficou ferido.

De acordo com a Polícia Militar, a aeronave sofreu uma pane no motor e foi obrigada a descer no km 3 da rodovia. As causas do acidente serão investigadas pelo 4º Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Segundo a CCR Rodoanel, concessionária responsável pela via, as equipes atuaram imediatamente para o socorro do piloto da aeronave e isolamento da área para proteção dos motoristas que passavam pela rodovia. O Corpo de Bombeiros não foi acionado para a ocorrência.

Equipes da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária foram até o local. A pista foi completamente fechada para que a aeronave pudesse ser retirada. Por volta de 12h, o avião de pequeno porte foi removido por um guincho até o acostamento e o trânsito liberado. O monomotor foi retirado da pista à tarde.

A polícia não informou o nome do piloto e de onde o avião decolou, nem para onde iria.

Pista foi fechada para que avião pudesse ser retirado — Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave, com capacidade para levar apenas uma pessoa, foi fabricada em 1977 pela empresa norte-americana American Champion. O monomotor está com situação normal.

No dia 11 de fevereiro do ano passado, um helicóptero tentou pousar no trecho do rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, em São Paulo. A aeronave bateu em um caminhão e o acidente matou o jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, e o piloto Ronaldo Quattrucci, 56.

Irã anuncia que executou lutador Navid Akfari por assassinato

O advogado de Afkari acusou as autoridades de negar a seu cliente uma visita familiar antes da execução, conforme exigido por lei.

O lutador Navid Afkari foi condenado a morte após protestar contra o governo iraniano (Foto: Reprodução/Instagram)

O lutador Navid Afkari foi executado na manhã deste sábado (12) no Irã, de acordo com informações da mídia estatal do país. A notícia provocou reações internacionais.

Afkari foi condenado pelo homicídio culposo de um segurança da empresa pública de água de Shiraz, que morreu esfaqueado em agosto de 2018 durante protestos contra o governo. A Suprema Corte do Irã rejeitou uma revisão do caso no final de agosto.

Segundo amigos e parentes, o lutador greco-romano de 27 anos foi condenado com base em uma confissão obtida após tortura. Seu advogado afirma que não há provas de que Afkari é culpado.

O advogado de Afkari acusou as autoridades de negar a seu cliente uma visita familiar antes da execução, conforme exigido por lei.

“Estavam com tanta pressa que negaram a Navid seu direito a uma última visita”, escreveu Yunesi no Twitter. Não houve reação imediata das autoridades iranianas à acusação do advogado.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) expressou choque com a notícia da execução do lutador iraniano.

“É profundamente lamentável que os apelos de atletas de todo o mundo, e todo o trabalho do COI, com o Comitê Olímpico Iraniano, a Federação Internacional de Luta Livre e a Federação Iraniana de Luta Livre não tenham alcançado seu objetivo”, lamentou o COI em um comunicado.

“A execução do lutador iraniano Navid Afkari é uma notícia muito triste”, indicou o comitê.

“Respeitando a soberania da República Islâmica do Irã, o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, fez um apelo nesta semana ao líder supremo e ao presidente do Irã em cartas separadas e pediu clemência para Navid Afkari”, disse a entidade.

A condenação à morte do atleta gerou críticas internacionais, e uma campanha por clemência ganhou força no Irã e em outros países.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu compaixão ao Irã para uma “grande estrela da luta… que não fez nada além de participar de uma manifestação antigovernamental”.

A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional expressou na sexta-feira (11) grande preocupação com a “iminente execução secreta” de Navid Afkari.

De acordo com a Anistia Internacional, ele e seus dois irmãos, condenados a longas penas de prisão no mesmo caso, são “as vítimas mais recentes do defeituoso sistema de Justiça do Irã”.

O Irã, que executou pelo menos 259 pessoas em 2019, é, ao lado da China, o país que mais recorre à pena capital, de acordo com a Anistia Internacional.

Banco do Nordeste muda superintendente em Pernambuco

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, realizou nesta sexta (11) a cerimônia de posse do novo superintendente estadual do BNB em Pernambuco, Pedro Ermírio Freitas.

O evento ocorreu no Mar Hotel Conventions e contou com a presença de autoridades, parceiros institucionais e clientes.

“Este ano tem sido diferente e um convite a nos reinventarmos. Mesmo diante de tantos desafios, já aplicamos em 2020 mais de R$ 27 bilhões em nossa área de atuação. Recursos que foram direcionados prioritariamente às demandas de crédito de curto prazo, tão necessários a essa travessia. Temos certeza que Pedro Ermírio à frente da Superintendência Estadual de Pernambuco apresentará um trabalho com entregas que atendam aos anseios e necessidades do setor produtivo, diante deste momento”, disse o presidente.

O superintendente destacou ao público presente que o Estado tem um papel de grande relevância na estratégia da empresa, assim como na economia regional.

“Tal dimensão de compromisso pode ser percebida com o desembolso realizado este ano no Estado, que supera R$ 2,5 bilhões, distribuídos em mais de 220 mil operações. Além da postergação de mais de R$ 6 bilhões em pagamentos para 2021, de modo a dar um fôlego aos empreendedores que aqui atuam. Queremos estar cada vez mais próximos do setor produtivo, com diálogo aberto, ouvir suas demandas e enxergar como podemos melhorar dentro do novo modelo de atuação bancária”, afirmou.

Convenção homologa candidaturas de Pimentel e Evilásio para a eleição em Araripina

O prefeito de Araripina Raimundo Pimentel (PSL) teve seu nome aprovado para concorrer à reeleição e terá como companheiro de chapa, o vereador Evilásio Mateus (DEM). A decisão foi referendada nessa sexta (11) em convenção partidária com a presença dos filiados dos partidos.

Pimentel destacou o trabalho realizado ao longo deste primeiro mandato recordando a herança caótica deixada pela gestão anterior e os avanços da cidade durante os últimos anos. “Nós vamos finalizar estes quatro anos entregando mais de 150 obras na cidade, na zona rural e nos distritos. Escolas, creches, quadras, postos de saúde, calçamento, asfalto, poços, manutenção das estradas rurais, frota nova de ambulância, iluminação em led, usina de aslfato. Essa é a Araripina do futuro”, afirmou.

Ele também falou do crescimento econômico da cidade com a chegada de investimentos públicos e privados. “A Araripina que o povo escolheu a quatro anos atrás, agora tem Faculdade de Medicina, a chegada de novas empresas para gerar emprego, um comércio local que pode vender para o servidor público, pois sabe que os salários são pagos em dia e muitas outras conquistas”.

 

Foto: Jonas Santos

FORÇA POLÍTICA

A convenção teve a presença do senador Fernando Bezerra Coelho, do deputado federal Fernando Filho e do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho. A parceria política em Araripina tem transformado a cidade, os distritos e zona rural com a execução de muitas obras de pavimentação em asfalto, calçamento, construção de quadras e perfuração de poços.

O senador Fernando destacou o crescimento de Araripina nos últimos quatro anos como uma cidade pujante no sertão e afirmou que duas grandes obras de infraestrutura serão anunciadas em breve para o município. “A administração de Raimundo Pimentel organizou a cidade, limpou o nome do município e estamos colocando força política para acelerar o crescimento com obras estruturantes. Dois grandes projetos estão em fase de conclusão e eu volto em breve para trazer esta notícia”, afirmou.

O deputado federal Fernando Filho fez uma comparação de Araripina há quatro anos atrás e atualmente. Para ele, o município está pronto para um período de mais obras e crescimento econômico. “Lembro uma vez em 2015 que queria destinar uma emenda para Araripina e a prefeitura não tinha nem cadastro nos Ministérios, em Brasília. Agora, na gestão de Raimundo Pimentel, a prefeitura tem nome limpo, muitos projetos e um deputado federal que quer ver esta cidade crescendo muito”, disse.

Seguindo todos os protocolos sanitários e recomendações do Ministério Público, a convenção teve a participação do médico Ryan Lacerda, representando seus pais, os ex-prefeitos Valmir Lacerda e Dioneia Lacerda, dos ex-prefeitos Bringel e Lula Sampaio, do vice-prefeito Bringel Filho, da ex-deputada estadual Socorro Pimentel e dos filiados dos partidos.


A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste sábado (12), tivemos o registro de 21 casos positivos para  covid-19. Todos os casos já estavam em investigação.  

São 11 pacientes do sexo feminino (2, 16, 19, 20, 23, 25, 36, 38, 45, 45 e 59 anos) e 10 pacientes do sexo masculino (3, 25, 25, 29, 31, 34, 40, 41, 50 e 80 anos). Entres as mulheres: 02 estudantes,  01 agricultora, 01 aposentada, 01 do lar, 01 autônoma, 01 caixa, 01 menor, 01 secretária, 01 profissional da saúde e 01 autônoma.  Entre os homens: 02 profissionais da saúde,  01 aposentado, 01 repositor, 01 menor, 01 auxiliar administrativo, 01 de profissão não informada,  01 téc. em eletrônica,  01 representante comercial e 01 vendedor. 

Entra em investigação o caso de um paciente do sexo masculino, 62 anos. 

Neste sábado foram descartados 14 casos após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19. 

O município possui 503 pacientes recuperados (79,33%) para covid-19 em nosso município. Atualmente, 120 casos estão ativos. 

Hoje, o município atingiu a marca de 3.513 pessoas testadas para covid-19.

São José do Egito registra um novo caso de covid-19

Nesse sábado (12), estamos encerrando mais uma semana de intenso trabalho no enfretamento ao novo coronavírus. Nos últimos sete dias, 32 pacientes concluíram o tratamento e ficaram livres da doença, temos 455 curados em nosso município. Nossas unidades de saúde realizaram 102 testes para detecção do vírus, 2.062 exames realizados desde o início da pandemia. Tivemos o surgimento de 42 novos casos da doença nessa semana.

Nas últimas 24hs, duas pessoas foram submetidas a exames e tivemos a confirmação de um novo caso da doença. Atualmente, 51 pessoas que testaram positivo pra covid-19 estão em isolamento domiciliar e 2 pacientes estão internados na UPA/COVID, todos sendo acompanhados por nossa equipe multidisciplinar.

Na tarde desta sexta-feira dia (11), por volta das 15:30, o soldado da Polícia Militar de Pernambuco, Jonatha Diniz, se matou com um tiro na cabeça, na zona rural de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba.

 PM se matou no Sítio Mancambira, no Distrito de Lagoa de São João. 
Sd. Jonatha Diniz, matou com um tiro na cabeça sua ex-mulher Karine Rangel, nesta última quinta-feira dia (10), na Rua Manoel da Cruz,no município de Santa Cruz da Baixa Verde, no Sertão do Pajeú. Após o crime ele fugiu e até a tarde de hoje continuava foragido.
Ainda de acordo com informações repassadas ao Blog, após assassinar sua ex-mulher, o PM informou em grupos de whatsapp que iria se entregar (se apresentar a PM, porém não tinha se apresentado até esta tarde.

Reprodução

A ex-deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) se entregou à Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (11), em resposta ao mandado de prisão expedido contra ela. Ela se apresentou na sede da secretaria, no centro da capital fluminense.

Cristiane Brasil era um dos alvos da Operação Catarata, que apura desvios em contratos públicos na área de serviço social. Ela é filha do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB.

A Operação Catarata prendeu também o secretário de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes (PSC).

Em 2018, ela chegou a ser nomeada pelo então presidente Michel Temer (MDB) para ser ministra do Trabalho, por indicação do pai e do partido. A nomeação foi suspensa pela Justiça e o PTB acabou retirando a sugestão do nome para o presidente.

Acusações

A ex-deputada Cristiane Brasil é tratada pela juíza Ana Helena Mota Lima Vale, que aceitou a denúncia da Operação Catarata II, como “Fada Madrinha” da Servlog, empresa apontada como foco de contratos de serviços sociais fraudulentos firmados com a prefeitura do Rio. Ela ainda não foi presa, mas prometeu se entregar.

Segundo o Ministério Público, a organização criminosa surgiu em 2013, quando Cristiane era secretária municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, na gestão do então prefeito Eduardo Paes (DEM)

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira (08), mais um reajuste nos combustíveis. Segundo a estatal, a gasolina e o diesel S10 e S500 terão redução de 5% nos preços praticados pelas refinarias. O combustível Dmar (diesel marítimo) também terá queda de 5,2%. Os novos valores entram em vigor a partir de quarta-feira (09).

O impacto, linear em todas as praças, será de R$ 0,0922 por litro de diesel e de R$ 0,0884 por litro de gasolina. Porém, os postos aguardam pelo repasse das distribuidoras para reduzirem os preços nas bombas.

Na semana passada, a Petrobras anunciou redução de 3% na gasolina e de 6% no diesel, no entanto, não houve queda nos preços. Isso porque o período coincidiu com a recomposição da base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Distrito Federal, que é feito sempre nos dias 1º e 16 de cada mês.

Nesta semana, não há motivos para os postos não reduzirem os preços, por conta da base de cálculo, segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do DF (Sindicombustíveis), Paulo Tavares. “Numericamente, o que podemos dizer é que os R$ 0,09 de impacto da gasolina deve ser de uma queda em torno de R$ 0,06 nas bombas. Mas precisamos saber se as distribuidoras vão repassar. Na última baixa, elas não repassaram tudo. Desta vez, podem ficar com parte para recompor suas margens”, explicou

Alta dos preços dos alimentos vai durar pelo menos um ano

Blog do Vicente

Apesar da promessa do presidente Jair Bolsonaro de que o governo agirá para conter a disparada dos preços dos alimentos, sobretudo do arroz, do óleo de soja, do feijão e das carnes, especialistas em inflação argumentam que o movimento de reajustes dos produtos básicos vai durar pelo menos um ano. A inflação dos alimentos em 2020 deve passar de 10%. 

Segundo os especialistas, há uma conjunção de fatores que justificam a disparada dos preços da comida. Além de o consumo de alimentos ter aumentado no país durante a pandemia, as compras da China dispararam e há produtos, como o arroz, que tiveram a área plantada reduzida para dar lugar à colheita de soja e milho. 

Os economistas explicam que, com a pandemia, muitas empresas da área de alimentos suspenderam parte da produção, mas, quando religaram as máquinas, encontraram uma demanda crescendo mais rápido do que a oferta. Esse descompasso inflou os preços de várias mercadorias, como leite e óleo de soja — esse produto também influenciado pela alta do dólar. 

China está comprando tudo o que vê pela frente 

A demanda maior por alimentos é uma tendência em todo o mundo, mas ainda mais forte na China, que está repondo estoques. O país asiático, por exemplo, teve que sacrificar quase toda a criação de porcos por causa de uma peste. Agora, enquanto os animais vão crescendo, compra tudo o que há de carne suína disponível no mercado mundial

Inscrições para concurso público da Câmara de Vereadores de Custódia vão até 20 de setembro

As inscrições para o concurso público da Câmara de Vereadores de Custódia, no Sertão pernambucano estão abertas até o dia 20 de setembro, os interessados podem acessar no Blog PE Notícias o edital e o edital de reabertura da inscrições.

Veja abaixo os cargos e a quantidade disponíveis, as remunerações e as taxas de pagamentos para os cargos escolhidos pelos candidatos

Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais (2), Copeiro (2), Vigia (2), Motorista (1), Recepcionista (1), Agente Administrativo para Controle Interno (1), Agente Administrativo (3), Técnico em Informática (1), Assistente de Ouvidoria (1), Contador (1);

Escolaridade: há vagas para vários níveis de escolaridade;

Vagas: 16;

Remuneração: de R% 1.050 até R$2.000;

Jornadas de trabalho: entre 20 e 40 horas semanais;

Como se inscrever: As inscrições devem ser realizadas somente através do site do Consulpam, preenchendo os campos do formulário online.

Taxa de inscrição: candidatos que concorrem por vagas de nível fundamental pagam R$60, candidatos que concorrem por vagas de nível médio pagam R$ 80 e candidatos que concorrem por vagas de nível superior pagam R$ 130. 

Processo seletivo: os candidatos serão avaliados apenas com prova objetiva, marcada para a data prevista de 25 de outubro de 2020. A avaliação terá três horas de duração e será composta por 50 questões de múltipla escolha. Todos os candidatos farão prova de Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Específicos. Os cargos de níveis médio e superior também responderão acerca de Direito Administrativo e Constitucional e noções de Informática.

Todo o conteúdo programático que será cobrado está indicado no Anexo III do edital.

Prazo de vigência: este concurso público terá validade por dois anos, período que poderá ser prorrogado por mais dois anos a critério e necessidade do legislativo.

Clique aqui para acessar o edital e o aditivo de reabertura das inscrições.

Pernambuco registra 170 novos casos e 20 óbitos por Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta terça-feira (8), 170 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 24 são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 146 são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar. Agora, Pernambuco totaliza 132.590 casos confirmados, sendo 25.613 graves e 106.977 leves.

Também foram confirmados 20 óbitos, ocorridos desde o dia 15 de julho. Do total de mortes do informe de hoje, 10 ocorreram neste mês de setembro, sendo 3 registradas nesta segunda-feira (07.09), 4 em 06/09 e 2 em 05/09 e 1 em 04/09.

Os outros 10 registros ocorreram entre os dias 15/07 e 24/08. Com isso, o Estado totaliza 7.741 óbitos pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

No discurso da Independência, Patriota fala sobre tolerância

Em seu tradicional discurso do feriado da independência, o Prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, falou sobre a importância do diálogo e da tolerância para a superação das dificuldades que ora se abatem sobre o Brasil. 

“Esperamos tirar lições a partir desse momento. Lições pra a nossa vida.

É um tempo em que a gente precisa repensar. Que o Brasil encontre o seu rumo. Que a intolerância não esteja presente. Que possamos viver a democracia respeitando o espaço do outro, o respeito à liberdade de pensamento, à liberdade de expressão”, destacou Patriota. 

O Prefeito também destacou que é importante cultivar o amor como o caminho da convivência humana para a fraternidade e a prosperidade. 

O discurso se deu durante o hasteamento dos pavilhões, na praça arruda câmara. Este ano, por conta da pandemia, não foi possível à Prefeitura organizar o tradicional desfile de 7 de setembro sempre tão esperado por todos. 

A solenidade contou com a participação de representantes do Ministério Público, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Educação. Os músicos Edinho e Emanuel ficaram responsáveis pela parte musical do evento.

 

 

O Estado divulgou neste sábado (5) a 7ª avaliação do Plano Novo Normal, a qual indica as recomendações para os 223 municípios paraibanos a serem tomadas a partir da segunda-feira (7).

A Paraíba avançou na flexibilização e teve aumento de municípios com bandeira verde. O Estado divulgou neste sábado (5) a 7ª avaliação do Plano Novo Normal, a qual indica as recomendações para os 223 municípios paraibanos a serem tomadas a partir da segunda-feira (7).

A análise mostra que a Paraíba permanece estável, porém destaca uma discreta diminuição dos municípios na bandeira amarela e um pequeno aumento no quantitativo de bandeiras verdes. As recomendações quanto à sustentação das medidas preventivas para impedir o aumento do número de casos e de óbitos em todo Estado permanecem vigentes e estão disponíveis na página oficial do Governo do Estado.

O levantamento aponta que 22 (10%) municípios encontram-se em bandeira laranja, 187 (84%) estão em bandeira amarela, 14 (6%) com a classificação verde e nenhum está na condição vermelha. Dos municípios com a classificação de bandeira amarela, observou-se uma redução de 3% em relação ao levantamento anterior. É possível constatar transições de alguns municípios sendo 6 da bandeira verde para a bandeira amarela e 3 municípios da bandeira laranja para a bandeira amarela. Outros 6 municípios transitaram da bandeira amarela para a bandeira laranja. Outros 9 municípios transitaram da bandeira amarela para a bandeira verde, que demonstrou o crescimento de 2% entre os municípios paraibanos.

João Pessoa, Campina Grande, Catolé do Rocha, Capim, Pombal, Piancó, São Bento, Serra Branca e Umbuzeiro estão na classificação de bandeira amarela. Dentre os municípios que estão em bandeira verde figuram: Belém do Brejo do Cruz, Bernardino Batista, Lagoa, Parari, São José da Lagoa Tapada, Serra Grande, Tenório, Tacima e Zabelê. Já entre os municípios que estão sob a bandeira laranja estão Bayeux, Cachoeira dos Índios, Cuité de Mamanguape, Cruz do Espírito Santo, Fagundes, Santa Rita, Manaíra, Prata, Princesa Isabel, Sapé, Uiraúna.

É importante lembrar que as retomadas devem ocorrer preferencialmente de acordo com os protocolos definidos pelas Secretaria de Estado da Saúde (SES), que disponibiliza um conjunto de protocolos destinado à prevenção da Covid-19.

Ministro do STJ decreta prisão preventiva de Pastor Everaldo

Everaldo foi detido no último dia 28, durante a Operação Tris in Idem. Inicialmente, o ministro havia determinado sua prisão temporária (de cinco dias).

Pastor Everaldo teve prisão preventiva decretada (Foto: Reprodução)

 O ministro Benedito Gonçalves, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), decretou nesta sexta-feira (4) a prisão preventiva de Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, suspeito de participar do suposto esquema de corrupção que ensejou o afastamento do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC).

Everaldo foi detido no último dia 28, durante a Operação Tris in Idem. Inicialmente, o ministro havia determinado sua prisão temporária (de cinco dias). Agora, com a conversão em preventiva, não há prazo para que ele seja solto.

A medida foi tomada a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), que indicou indícios de que os crimes praticados pelo pastor são graves e contemporâneos. A decisão do ministro está em sigilo, mas foi confirmada pelo STJ.

A reportagem não conseguiu neste sábado (5) contato com a defesa de Everaldo. Em nota divulgada no dia da operação, a assessoria do pastor disse que ele foi surpreendido com a ação e que “reitera sua confiança na Justiça”.

Artífice da candidatura de Witzel, Everaldo é suspeito de integrar um dos núcleos criminosos investigados. Segundo a PGR, ele instituiu uma caixinha única no governo, com a cobrança de pedágio no pagamento a fornecedores do estado. Uma das suspeitas está em pagamentos em espécie, como o uso de dinheiro vivo, na compra de um imóvel avaliado em R$ 2 milhões.

Em sua delação, o ex-secretário de Saúde Edmar Santos conta que Witzel deu R$ 15 mil nas mãos de Everaldo, um dia antes da Operação Placebo, em uma suposta tentativa de impedir que investigadores encontrassem o dinheiro.

Santos também afirmou que Everaldo recebia 20% dos recursos desviados na área de saúde. Segundo investigadores, o pastor “age em sofisticada teia de relações que envolve muitas pessoas físicas e jurídicas”.

Além de decretar a prisão preventiva do presidente do PSC, o ministro Benedito Gonçalves mandou soltar alvos da Operação Mercadores do Caos, deflagrada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para apurar possíveis desvios na saúde. Entre os beneficiados, está o ex-secretário de Saúde do Rio Gabriell Neves.

 

Acusado de estupro com repercussão nacional em SP é preso em Carnaíba

O serviço de inteligência do 23° BPM em conjunto com o serviço de inteligência do 14° BPM, a polícia chegou a um acusado de estupro com repercussão nacional em 2012.

Marcos Vilanes de Oliveira, 60 anos, casado, natural de Belo Jardim, estava na cidade de Carnaíba, na Rua Padre Cícero, sem número, bairro Bela Vista.

Ele tem em seu desfavor um mandado de prisão do processo n° 0112300-32.2012.8.26.0050, pelo crime de estupro,  que teve repercussão a nível nacional com reportagens em rede de televisão, como o programa de Datena.

Após cometer o crime de estupro no estado de São Paulo no ano de 2012, foragiu para o estado de Pernambuco, para o município de Belo Jardim.

Com medo de ser descoberto se escondeu no município de Carnaíba sendo identificado, localizado e preso no dia de hoje, e apresentado na DP de Afogados da Ingazeira,  através do B.O n° M-11558464/2020-23° BPM.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (02.09), 1.437 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 47 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 1.390 (97%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar. Agora, Pernambuco totaliza 128.724 casos confirmados, sendo 25.609 graves e 103.115 leves.

Também foram confirmados 42 óbitos, ocorridos desde o dia 15 de abril. Do total de mortes do informe de hoje, 17 (40%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 4 óbitos registrados no dia de ontem (terça-feira, 1º/08), 9 em 31/08 e 4 em 30/08. As outras 25 mortes (60%) ocorreram entre os dias 15/04 e 29/08. Com isso, o Estado totaliza 7.656 óbitos pela Covid-19

Paraíba confirma 779 novos casos de Covid-19 em 24h; total de mortos chega a 2.483​ e 107.384​ infectados​​

A Paraíba registrou 779 novos casos de Covid-19 e 18 óbitos confirmados desde a última atualização, 03 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta quarta-feira (2), 107.384 pessoas já contraíram a doença, 77.950 já se recuperaram e 2.483, infelizmente, faleceram. Até o momento, 320.973 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 107.384
  • Casos Descartados: 139.132
  • Óbitos confirmados: 2.483
  • Casos recuperados: 77.950
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 33%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 36%. Em Campina Grande estão ocupados 27% dos leitos de UTI adulto e no sertão 41% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:
Água Branca (55); Aguiar (23); Alagoa Grande (1063); Alagoa Nova (319); Alagoinha (969); Alcantil (65); Algodão de Jandaíra (20); Alhandra (640); Amparo (17); Aparecida (98); Araçagi (499); Arara (224); Araruna (247); Areia (460); Areia de Baraúnas (11); Areial (50); Aroeiras (216); Assunção (45); Baia da Traição (638); Bananeiras (370); Baraúna (140); Barra de Santa Rosa (80); Barra de Santana (104); Barra de São Miguel (60); Bayeux (1790); Belém (1063); Belém do Brejo do Cruz (54); Bernardino Batista (15); Boa Ventura (8); Boa Vista (113); Bom Jesus (22); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (65); Boqueirão (388); Borborema (41); Brejo do Cruz (441); Brejo dos Santos (57); Caaporã (975); Cabaceiras (82); Cabedelo (2782); Cachoeira dos Índios (100); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (322); Cacimbas (47); Caiçara (443); Cajazeiras (1676); Cajazeirinhas (34); Caldas Brandão (268); Camalaú (21); Campina Grande (12376); Capim (152); Caraúbas (43); Carrapateira (52); Casserengue (365); Catingueira (18), Catolé do Rocha (466); Caturité (102); Conceição (580); Condado (146); Conde (780); Congo (91); Coremas (142); Coxixola (35); Cruz do Espírito Santo (286); Cubati (78); Cuité (268); Cuité de Mamanguape (128); Cuitegí (400); Curral de Cima (32); Curral Velho (3), Damião (40); Desterro (59); Diamante (250); Dona Inês (100); Duas Estradas (84); Emas (52); Esperança (511); Fagundes (111); Frei Martinho (19); Gado Bravo (101); Guarabira (4144); Gurinhém (441); Gurjão (31); Ibiara (112); Igaracy (11); Imaculada (61); Ingá (1370); Itabaiana (1094); Itaporanga (391); Itapororoca (869); Itatuba (345); Jacaraú (306); Jericó (37); João Pessoa (27089); Joca Claudino (19); Juarez Távora (425); Juazeirinho (228); Junco do Seridó (73); Juripiranga (499); Juru (162); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (139); Lagoa Seca (712); Lastro (25); Livramento (107); Logradouro (152); Lucena (456); Mãe d’Água (19); Malta (112); Mamanguape (2269); Manaíra (13); Marcação (405); Mari (1163); Marizópolis (34); Massaranduba (339); Mataraca (215); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (41); Mogeiro (221); Montadas (50); Monte Horebe (39); Monteiro (567); Mulungu (407); Natuba (67); Nazarezinho (47); Nova Floresta (79), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (82); Olho D´Água (42); Olivedos (111); Ouro Velho (3);  Parari (6); Passagem (30); Patos (3613); Paulista (268); Pedra Branca (5); Pedra Lavrada (39); Pedras de Fogo (1307); Pedro Régis (63); Piancó (188); Picuí (289); Pilar (445); Pilões (132); Pilõezinhos (321); Pirpirituba (320); Pitimbu (619); Pocinhos (204);  Poço Dantas (21); Poço de José Moura (30); Pombal (598); Prata (9); Princesa Isabel (106); Puxinanã (288);  Queimadas (1231); Quixaba (35); Remígio (253); Riachão (77); Riachão do Bacamarte (237);  Riachão do Poço (94); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (20); Rio Tinto (1115); Salgadinho (31); Salgado de São Felix (261); Santa Cecília (79); Santa Cruz (61); Santa Helena (19); Santa Inês (70);  Santa Luzia (264); Santa Rita (3122); Santa Terezinha (57); Santana de Mangueira (17); Santana dos Garrotes (22); Santo André (14); São Bentinho (70); São Bento (2131); São Domingos (11); São Domingos do Cariri (63);  São Francisco (34);  São João do Cariri (106); São João do Rio do Peixe (317); São João do Tigre (17); São José da Lagoa Tapada (61); São José de Caiana (50); São José de Espinharas (68); São José de Piranhas (212); São José de Princesa (6); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (16); São José do Sabugi (253); São José dos Cordeiros (45); São José dos Ramos (258); São Mamede (49); São Miguel de Taipu (145); São Sebastião de Lagoa de Roça (247); São Sebastião do Umbuzeiro (20); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1123); Serra Branca (184); Serra da Raíz (50); Serra Grande (13); Serra Redonda (267); Serraria (170); Sertãozinho (302); Sobrado (190); Solânea (675); Soledade (183); Sossego (15), Sousa (1776); Sumé (264); Tacima (124); Taperoá (109); Tavares (166); Teixeira (176); Tenório (32); Triunfo (85); Uiraúna (170); Umbuzeiro (79); Várzea (19); Vieirópolis (9); Vista Serrana (18), Zabelê (33).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 02/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 154 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 18 óbitos registrados nesta quarta ocorreram entre 20 de maio e 02 de setembro, 04 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 08 municípios. Os pacientes tinham idade entre 46 e 103 anos, sendo 05 deles com menos de 65 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente. Dos locais, um ocorreu em hospital privado, um em residência e os demais em hospitais públicos.

Mulher, 91 anos, residente em Logradouro. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 10/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 02/09/2020.

Mulher, 84 anos, residente em Santa Rita. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 11/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 01/09/2020.

Homem, 78 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 13/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 01/09/2020.

Homem, 77 anos, residente em João Pessoa. Diabético, portador de doença respiratória, ex-tabagista. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/08/2020.

Homem, 103 anos, residente em Alagoa Grande. Cardiopata, portador de doença renal. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Mulher, 63 anos, residente em Jacaraú. Obesa e portadora de doença renal. Início dos sintomas em 29/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Mulher, 61 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Mulher, 68 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 06/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 15/08/2020.

Mulher, 75 anos, residente em Juarez Távora. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em residência no dia 06/08/2020.

Homem, 77 anos, residente em Mamanguape. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 10/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 01/08/2020.

Homem, 85 anos, residente em Campina Grande. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 28/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/07/2020.

Homem, 46 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 28/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/07/2020.

Mulher, 60 anos, residente em Juarez Távora. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 26/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 06/07/2020.

Homem, 91 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 23/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07/2020.

Mulher, 90 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 21/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06/2020.

Mulher, 90 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 07/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06/2020.

Mulher, 72 anos, residente em Campina Grande. Diabética. Início dos sintomas em 06/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/05/2020.

Mulher, 61 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 04/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/05/2020.

Até o momento, 314.664 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. ​

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 117 novos casos de Covid-19 e 15 óbitos confirmados desde a última atualização, 08 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta segunda-feira (31), 105.778 pessoas já contraíram a doença, 75.521 já se recuperaram e 2.450, infelizmente, faleceram. Até o momento, 314.664 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 105.778
  • Casos Descartados: 132.880
  • Óbitos confirmados: 2.450
  • Casos recuperados: 75.521
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 29%. Em Campina Grande estão ocupados 32% dos leitos de UTI adulto e no sertão 37% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:
Água Branca (54); Aguiar (23); Alagoa Grande (1036); Alagoa Nova (314); Alagoinha (952); Alcantil (64); Algodão de Jandaíra (19); Alhandra (631); Amparo (17); Aparecida (87); Araçagi (498); Arara (221); Araruna (246); Areia (445); Areia de Baraúnas (11); Areial (50); Aroeiras (216); Assunção (45); Baia da Traição (627); Bananeiras (341); Baraúna (140); Barra de Santa Rosa (78); Barra de Santana (104); Barra de São Miguel (58); Bayeux (1753); Belém (1042); Belém do Brejo do Cruz (51); Bernardino Batista (13); Boa Ventura (6); Boa Vista (102); Bom Jesus (16); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (47); Boqueirão (385); Borborema (41); Brejo do Cruz (423); Brejo dos Santos (53); Caaporã (965); Cabaceiras (81); Cabedelo (2764); Cachoeira dos Índios (101); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (318); Cacimbas (47); Caiçara (443); Cajazeiras (1645); Cajazeirinhas (34); Caldas Brandão (245); Camalaú (20); Campina Grande (12303); Capim (150); Caraúbas (43); Carrapateira (52); Casserengue (354); Catingueira (19), Catolé do Rocha (420); Caturité (103); Conceição (578); Condado (139); Conde (775); Congo (85); Coremas (136); Coxixola (35); Cruz do Espírito Santo (286); Cubati (78); Cuité (263); Cuité de Mamanguape (125); Cuitegí (399); Curral de Cima (31); Curral Velho (3), Damião (40); Desterro (59); Diamante (245); Dona Inês (98); Duas Estradas (84); Emas (53); Esperança (507); Fagundes (111); Frei Martinho (19); Gado Bravo (101); Guarabira (4107); Gurinhém (439); Gurjão (31); Ibiara (84); Igaracy (11); Imaculada (61); Ingá (1350); Itabaiana (1081); Itaporanga (362); Itapororoca (862); Itatuba (344); Jacaraú (300); Jericó (37); João Pessoa (26885); Joca Claudino (19); Juarez Távora (421); Juazeirinho (220); Junco do Seridó (65); Juripiranga (485); Juru (151); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (138); Lagoa Seca (705); Lastro (25); Livramento (104); Logradouro (150); Lucena (448); Mãe d’Água (19); Malta (109); Mamanguape (2261); Manaíra (12); Marcação (391); Mari (1155); Marizópolis (33); Massaranduba (332); Mataraca (212); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (38); Mogeiro (219); Montadas (50); Monte Horebe (38); Monteiro (546); Mulungu (402); Natuba (64); Nazarezinho (45); Nova Floresta (71), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (80); Olho D´Água (41); Olivedos (105); Ouro Velho (3);  Parari (6); Passagem (30); Patos (3585); Paulista (263); Pedra Branca (4); Pedra Lavrada (35); Pedras de Fogo (1301); Pedro Régis (56); Piancó (185); Picuí (270); Pilar (430); Pilões (131); Pilõezinhos (313); Pirpirituba (312); Pitimbu (619); Pocinhos (200);  Poço Dantas (23); Poço de José Moura (30); Pombal (583); Prata (9); Princesa Isabel (94); Puxinanã (281);  Queimadas (1204); Quixaba (35); Remígio (249); Riachão (77); Riachão do Bacamarte (235);  Riachão do Poço (94); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (17); Rio Tinto (1107); Salgadinho (31); Salgado de São Felix (259); Santa Cecília (79); Santa Cruz (60); Santa Helena (19); Santa Inês (69);  Santa Luzia (264); Santa Rita (3079); Santa Terezinha (57); Santana de Mangueira (11); Santana dos Garrotes (20); Santo André (13); São Bentinho (70); São Bento (2051); São Domingos (11); São Domingos do Cariri (61);  São Francisco (34);  São João do Cariri (105); São João do Rio do Peixe (309); São João do Tigre (11); São José da Lagoa Tapada (61); São José de Caiana (50); São José de Espinharas (67); São José de Piranhas (196); São José de Princesa (3); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (16); São José do Sabugi (252); São José dos Cordeiros (44); São José dos Ramos (255); São Mamede (47); São Miguel de Taipu (143); São Sebastião de Lagoa de Roça (247); São Sebastião do Umbuzeiro (20); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1116); Serra Branca (179); Serra da Raíz (43); Serra Grande (11); Serra Redonda (265); Serraria (170); Sertãozinho (302); Sobrado (190); Solânea (656); Soledade (179); Sossego (15), Sousa (1667); Sumé (261); Tacima (123); Taperoá (99); Tavares (157); Teixeira (174); Tenório (32); Triunfo (78); Uiraúna (159); Umbuzeiro (78); Várzea (19); Vieirópolis (9); Vista Serrana (15), Zabelê (32).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 31/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 154 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 15 óbitos registrados nesta segunda ocorreram entre 20 e 31 de agosto, 13 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 09 municípios. Os pacientes tinham idade entre 58 e 93 anos, sendo 02 deles com menos de 65 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais frequente. Dos locais, três ocorreram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Homem, 83 anos, residente em Marcação. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 20/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/08/2020. 

Mulher, 78 anos, residente em Guarabira. Portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 24/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Homem, 58 anos, residente em Itaporanga. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Mulher, 79 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas em 26/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 30/08/2020. 

Mulher, 63 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Homem, 90 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 03/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Homem, 87 anos, residente em Santa Rita. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Homem, 65 anos, residente em Belém. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 20/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 93 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 14/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Homem, 78 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 25/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 29/08/2020. 

Mulher, 71 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 22/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 80 anos, residente em Nazarezinho. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 73 anos, residente em Bayeux. Hipertensa, diabética, cardiopata, portadora de doença neurológica e respiratória. Início dos sintomas em 26/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 27/08/2020.

Mulher, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa, diabética, cardiopata e ex-tabagista. Início dos sintomas em 04/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/08/2020.

 

Leia também:

Bolsonaro será submetido a cateterismo devido a quadro de cálculo renal

Bolsonaro apresenta sintomas da covid-19

O presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado com cálculo renal nesta segunda-feira (31/8) e terá de ser submetido a uma cirurgia de cateterismo para remover a pedra que se formou no rim. As informações são da CNN Brasil.
De acordo com o canal de televisão, o presidente descobriu a deformidade após o expediente desta segunda. Antes de voltar para o Palácio da Alvorada, ele foi levado ao serviço médico da Presidência da República. Lá, foi submetido a uma ultrassonografia, que constatou a presença do cálculo.
À reportagem da CNN Brasil, Bolsonaro comentou que a pedra é “do tamanho de um grão de feijão”, mas disse estar se sentindo bem. “Senti um incômodo e fui fazer o exame. Mas estou bem. Isso é coisa da idade”, declarou o presidente.
Após o exame, Bolsonaro retornou à residência oficial e conversou com apoiadores por cerca de sete minutos. A um dos seus eleitores, o presidente comentou que estava se sentindo “cansado”, mas não deu mais detalhes.
O Correio entrou em contato com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que ainda não se manifestou sobre o quadro de saúde do presidente.

Cacique Raoni é internado após testar positivo para a Covid-19, mas passa bem

O cacique Raoni, uma das maiores lideranças na defesa dos povos indígenas no país, foi diagnosticado com a Covid-19. As informações são do instituto que leva o seu nome. Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira (31), a entidade afirmou que ele está internado com sintomas de pneumonia em um hospital de Sinop, a 503 km de Cuiabá, porém encontra-se em um quadro estável.

“Após um mês de alta, Raoni foi novamente internado com sintomas de pneumonia. Exames realizados e sorologia confirmaram Covid-19. Seu estado é bom, sem febre, respirando normalmente e sem ajuda de oxigênio. Raoni teve Covid-19 e os exames mostram presença de anticorpos e (que ele está) fora de perigo”, afirmou o instituto.

No último mês, o líder foi internado após um quadro de hemorragia digestiva e chegou a fazer o teste para o novo coronavírus, mas o resultado deu negativo. Em junho, sua esposa, Bekwyjkà Metuktire, faleceu e, desde então, Raoni apresenta sintomas de depressão.

Liderança

Ícone na defesa dos povos indígenas, o cacique Raoni ganhou notoriedade fim dos anos 1980. Após uma série de viagens pela amazônia, em 1987 o músico britânico Sting conheceu o líder e a amizade entre os dois levou o cantor a se engajar na luta ecológica e pela demarcação das terras indígenas no Xingu. A parceria levou à criação da Rainforest Foundation, entidade que atua para proteger as florestas e os povos originários do país. Em 2019, o líder da tribo dos Caiapós foi indicado ao prêmio Nobel da Paz.

O edital para o processo seletivo foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (26).

Trauma de João Pessoa abre vagas para médicos (Foto: Walla Santos)

O Governo da Paraíba abriu inscrições para selecionar médicos para atuar nos Hospitais de Trauma de João Pesssoa e de Campina Grande. O edital para o processo seletivo foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (26).

Confira o edital a partir da página 7De acordo com o edital serão selecionados médicos nas especialidades de Neurocirurgia, Cirurgia Vascular e Cirurgia Torácica. 

Os interessados deverão se inscrever através do site do Portal da Cidadania. As inscrições poderão ser realizadas nas seguintes etapas: 1ª ETAPA: no horário de 00h do dia 26 de agosto de 2020 às 23h59min do dia 01 de setembro de 2020; 2ª ETAPA: no horário de 00h do dia 04 de setembro de 2020 às 23h59min do dia 10 de setembro de 2020; 3ª ETAPA: no horário de 00h do dia 16 de setembro de 2020 às 23h59min do dia 22 de setembro de 2020.

O Processo de Seleção será realizado através de Avaliação de Titulação e Experiência Profissional, de caráter eliminatório e classificatório.

O contrato de trabalho terá validade de 180 dias, podendo ser prorrogado por igual período a contar da data da assinatura do contrato individual, ou a critério da necessidade da Administração Pública.

Os resultados finais serão publicados no Diário Oficial do Estado da Paraíba e divulgados nos sites: http://www.paraiba.pb.gov.br/www.paraiba.pb.gov.br; da http://espep.pb.gov.br/; e da Secretaria de Estado da Saúde https://paraiba.pb.gov.br/dire… e no http://portaldacidadania.pb.gov.br.

Mega-Sena pode pagar R$ 47 milhões nesta quarta-feira

O sorteio ocorre às 20h deste quarta-feira (26) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Mega Sena realiza nesta quarta sorteio (Foto: Reprodução)

O concurso 2.293 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 47 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h deste quarta-feira (26) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. 

A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet – saiba como fazer.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Dólar é cotado a R$ 5,5267 nesta quarta-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,54 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,8656.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta quarta-feira (26), está cotado no valor de R$ 5,5267. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,8264.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,54 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,8656.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Padrasto é preso suspeito de abusar da enteada de dez anos em Cabedelo

A mãe da criança descobriu o crime e denunciou o companheiro.

O padrasto foi preso suspeito de abusar da enteada (Foto: Reprodução)

Um homem foi preso na noite desta terça-feira (25), suspeito de abusar sexualmente da enteada de 10 anos, na cidade de Cabedelo, na Paraíba. A mãe da criança descobriu o crime e denunciou o companheiro.

A Polícia ainda não afirmar por quanto tempo a criança era abusada pelo homem.  A prisão dele aconteceu na presença da Guarda Municipal de Cabedelo e do Conselho Tutelar.

A criança está bem e sob os cuidados da mãe e do Conselho Tutelar.

O suspeito preso negou as acusações. O caso deve ser encaminhado para a Delegacia da Mulher de Cabedelo.

Ministro do STJ suspende inquérito contra jornalista que escreveu artigo com título “por que torço para que Bolsonaro morra”

De acordo com a defesa, não há justa causa para a persecução criminal, já que o artigo não ofenderia a integridade corporal ou a saúde do presidente da República, tampouco caracterizaria calúnia ou difamação.

Hélio Schwartsman seria ouvido pela Polícia Federal nesta quarta-feira (26) e esse fato, segundo o ministro Mussi, revela o perigo na demora – um dos pressupostos para a concessão da liminar. (Foto: Reprodução)

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Jorge Mussi suspendeu nesta terça-feira (25) o inquérito policial aberto para investigar possível crime do jornalista Hélio Schwartsman ao escrever o artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra”, publicado em julho pelo jornal Folha de S.Paulo, após o presidente da República informar que havia contraído o novo coronavírus.

Confira aqui.

Segundo o ministro Jorge Mussi, ainda que possam ser feitas críticas ao artigo, não é possível verificar, em análise preliminar, que tenha havido motivação política ou lesão real ou potencial aos bens protegidos pela Lei de Segurança Nacional, capazes de justificar o eventual enquadramento de Schwartsman – o que recomenda a suspensão do inquérito até a análise do mérito do habeas corpus impetrado em favor do jornalista.

Hélio Schwartsman seria ouvido pela Polícia Federal nesta quarta-feira (26) e esse fato, segundo o ministro Mussi, revela o perigo na demora – um dos pressupostos para a concessão da liminar.

Segundo as informações processuais, com base na Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/1983), o ministro da Justiça e Segurança Pública solicitou à polícia a abertura de inquérito para investigar supostas ofensas à honra e à dignidade do presidente Jair Bolsonaro contidas no artigo de Schwartsman.

De acordo com os advogados do jornalista, não há justa causa para a persecução criminal, já que o artigo não ofenderia a integridade corporal ou a saúde do presidente da República, tampouco caracterizaria calúnia ou difamação. Para a defesa, o pedido feito pelo ministro da Justiça e Segurança Pública atinge a liberdade de expressão e de imprensa.

Requisitos cumulativos

Jorge Mussi destacou que, de acordo com a jurisprudência dos tribunais superiores, a incidência da Lei 7.170/1983 pressupõe a presença de dois requisitos cumulativos: um subjetivo, consistente na motivação e na finalidade política do agente, e outro objetivo, referente à lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à federação ou ao Estado de Direito.

“No caso dos autos, não obstante as críticas que possam ser feitas ao artigo publicado pelo paciente, de uma breve análise de seu conteúdo, não é possível extrair a sua motivação política, tampouco a lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à federação ou ao Estado de Direito, circunstância que revela o fumus boni iuris e recomenda o deferimento da cautela requerida”, concluiu o ministro.

Jorge Mussi encaminhou o habeas corpus para manifestação do Ministério Público Federal. Não há previsão de data para o julgamento do mérito do pedido.

 

O abono é pago anualmente a trabalhadores com carteira assinada que ganham até dois salários mínimos Foto: Divulgação

As discussões para a criação do Renda Brasil chegaram a um novo impasse ontem depois de o presidente Jair Bolsonaro sinalizar ao ministro da Economia, Paulo Guedes, não estar disposto a acabar com o abono salarial.

O benefício pago a trabalhadores que recebem até dois salários mínimos é a principal fonte de financiamento proposta pela equipe econômica para o novo programa social, que irá substituir o Bolsa Família.

Bolsonaro também teria relatado ao ministro que o fim do abono sofre resistências dentro do Congresso.

O abono salarial beneficia cerca de 23,2 milhões de trabalhadores e deve custar aos cofres federais, neste ano, um total de R$ 18,3 bilhões. Esses recursos respondem por 83% do valor estimado para custear o Renda Brasil por um ano.

O presidente também quer um valor médio do programa superior ao proposto pela equipe econômica, que está em torno de R$ 270.

A equação que os técnicos do governo precisam fazer é complexa, diante dos pedidos de Bolsonaro e da necessidade de cumprir o teto de gastos, regra que limita o avanço das despesas públicas à variação da inflação.

Negociação com líderes

Para atender aos pedidos feitos pelo presidente e não mexer no abono salarial, a equipe de Guedes trabalha numa proposta de ampla desindexação de despesas do Orçamento federal.

Em busca de apoio de deputados e senadores à proposta, a equipe econômica deve começar a apresentar os detalhes do plano aos líderes aliados nesta semana. A ideia de encontros diretos com os parlamentares foi do próprio presidente, que quer assegurar apoio dentro do Congresso para o novo Bolsa Família.

A equipe econômica ainda enfrentará um outro obstáculo no Parlamento. O plenário do Senado aprovou ontem, por unanimidade, um requerimento convidando Guedes para prestar esclarecimentos sobre a declaração que deu, na semana passada, quando a Casa derrubou um veto de Bolsonaro a reajustes do funcionalismo. O ministro classificou a medida como um “crime contra o país”. A data para a possível audiência ainda não foi marcada.

Uma das preocupações de Bolsonaro é garantir que o Renda Brasil ofereça um benefício maior e atenda um número mais amplo de famílias do que o universo abarcado atualmente pelo programa criado no governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O Bolsa Família paga, em média, R$ 190, e atende 14 milhões de famílias. Segundo fontes do governo ouvidas pela reportagem, Bolsonaro quer um benefício acima de R$ 300 e 20 milhões de famílias atendidas. Dessa forma, ele iria superar a marca registrada pelo PT.

Unificação de benefícios

Para caber nos limites do teto de gastos, técnicos levantaram a possibilidade de unir 30 programas sociais, entre os quais o abono salarial, que sozinho poderia garantir R$ 18 bilhões por ano.

— A unificação pode trazer ganhos, mas não é uma panaceia que resolverá a desigualdade brasileira, que deverá ser ampliada com a pandemia, afirma Letícia Bartolomeu, especialista em política pública do Ipea.

Guedes compara o Renda Brasil a um jogo de montar. Cada peça inserida ou removida dele interfere no resultado final do benefício.

As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil registrou nesta terça-feira (25) 1.215 mortes pela Covid-1 e 46.959 casos da doença. O país chegou a 116.666 óbitos e a 3.674.176 infecções pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

A Folha de S.Paulo também divulga a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 980, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

O Brasil tem uma taxa de cerca de 55,7 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos, e o Reino Unido, ambos à frente do Brasil na pandemia (ou seja, começaram a sofrer com o problema antes), têm 54,6 e 62,5 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

O México, que ultrapassou o Reino Unido em número de mortos, tem 48,2 mortes para cada 100 mil habitantes. Recentemente, a Índia, com 58.390 óbitos, também passou o Reino Unido em número de mortos.

Na Argentina, onde a pandemia desembarcou nove dias mais tarde que no Brasil e que seguiu uma quarentena muito mais rígida, o índice é de 16,6 mortes por 100 mil habitantes.

Dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta terça-feira (25), mostram que o Brasil registrou 47.134 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 1.271 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, já são 116.580 óbitos acumulados e 3.669.995 casos confirmados no país.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Volta às aulas presenciais em PE não deve passar de outubro, diz secretário

O secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, falou que a volta às aulas presenciais no Estado não deve passar do mês de outubro. O pronunciamento aconteceu em um evento online sobre o ensino no Brasil, nessa segunda-feira (24). 
De acordo com ele, as aulas devem voltar para de evitar prejuízos emocionais, sociais e de aprendizado para crianças e adolescentes.
Na ocasião, ele também disse que, nas periferias, os estudantes não estão mais em casa e que ele acredita que estariam mais seguros na escola. O anúncio do secretário criou ainda mais expectativa sobre essa retomada. 
Influência
Mesmo o secretário falando apenas da rede estadual, caso seja confirmada a volta para outubro, por exemplo, a decisão pode influenciar também no recomeço das aulas presenciais em escolas particulares.
Recentemente, em entrevista à Rádio Jornal, Fred Amâncio também disse que as escolas iriam reabrir gradativamente e a prioridade será dos alunos do ensino médio. (NE 10)
Morre Gessner Caetano, médico e empresário paraibano, vítima de covid-19
Gessner Caetano foi diagnosticado com insuficiência renal e pneumonia causadas pelo covid-19.

Gessner Caetano foi candidato a a deputado federal da Paraíba em 1994, sendo um dos favoritos para a disputa daquele ano. Com raízes em Patos e Campina Grande, Gessner se destacou na Paraíba como empresário. (Foto: Reprodução/Facebook)

O empresário e médico paraibano Gessner Caetano morreu nesta terça-feira (25), vítima de covid-19. Ele estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital privado no Recife, em Pernambuco. Nesse fim de semana, seu quadro de saúde foi classificado como ‘gravíssimo’.

Gessner Caetano foi diagnosticado com insuficiência renal e pneumonia causadas pelo covid-19. Ele foi submetido a procedimento de hemodiálise e, a princípio, estava se recuperando bem até apresentar um quadro infeccioso grave, com sangramento nasal.

Gessner Caetano foi candidato a a deputado federal da Paraíba em 1994, sendo um dos favoritos para a disputa daquele ano. Com raízes em Patos e Campina Grande, Gessner se destacou na Paraíba como empresário.

Padre Robson admite pagamentos de extorsão com dinheiro da Afipe e sem aval da polícia: ‘Se agi mal, agi de boa-fé’

Em depoimento ao MP, ele revelou ao menos dois repasses sem monitoramento. Em um dos casos, pegou R$ 500 mil diretamente do fluxo diário da entidade.

Padre Robson admitiu ter feito pagamentos a chantagistas com dinheiro da Afipe — (Foto: Reprodução/Instagram)

Em depoimento ao Ministério Público de Goiás (MP-GO) no processo de extorsão do qual foi vítima, padre Robson admitiu que fez repasses aos chantagistas sem o monitoramento da polícia e usando dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). O intuito dos pagamentos, de mais de R$ 2,9 milhões, segundo o sacerdote, era evitar que fossem a público supostos casos amorosos dele.

A defesa do padre Robson disse que “reforça que todo o conteúdo das mensagens é falso, o que comprova que ele foi vítima de criminosos de altíssima periculosidade”. Salienta ainda que “os responsáveis já foram condenados pelo Judiciário e cumprem rigorosas penas. Por fim, destaca que o religioso “não tem e nunca teve nenhum patrimônio”.

 

Foi este processo que originou a Operação Vendilhões, deflagrada pelo MP-GO e que apura desvio de R$ 120 milhões doados por fiéis à Afipe, entidade que o padre fundou e presidia até pedir afastamento.

De acordo com a Justiça, o conteúdo usado para fazer a chantagem cita dois supostos casos amorosos do pároco, sendo um deles com o próprio hacker acusado da extorsão. Do total repassado ao grupo, pelo menos R$ 550 mil, conforme relato do próprio pároco, não tiveram anuência a polícia.

Em depoimento, o pároco relatou a invasão de hackers em seu celular e contas de e-mail. Ele relata que foi ameaçado de ser exposto como um “promotor de adultério” e justificou suas atitudes em relação ao episódio.

“São todas insídias muito fortes, causam intimidação e também muita confusão na cabeça. Se eu agi mal em alguma coisa, eu agi de boa-fé colocando as coisas na tentativa de se resolver”, diz o padre em trecho do depoimento.

Cinco pessoas envolvidas no esquema de chantagem foram condenadas, com penas que variam de 9 a 16 anos de prisão, em 2019. O padre relatou que recebeu um primeiro e-mail avisando sobre o pedido de R$ 2 milhões para não revelar informações pessoais dele. Ele, então, revelou que combinou um pagamento de R$ 700 mil com os chantagistas e, só depois, avisou a polícia. Este valor foi recuperado.

“O valor eu já estava combinando com eles. Tanto que eu falei que ia levantar possibilidade dos valores, não o valor determinado. Parece-me que foi R$ 700 mil que eu tinha dito a ele”, afirmou.

Irritados, os hackers voltaram a ameaçar o padre, cobrando o valor integral pedido inicialmente. O padre, então, autorizou duas transferências bancárias, mas o valor acabou sendo bloqueado. A corporação, apesar de avisada, não concordou com o repasse.

“A polícia não concordando, mas eu dizendo para eles que era uma saída e que isso iria voltar para a associação que estava sendo também prejudicada”, afirmou.

O MP questionou a existência de um e-mail enviado ao banco em que o padre mudou de posição e autorizou o pagamento do depósito. Porém, o religioso disse que “não tinha conhecimento desse e-mail”.

Promotores cumprem mandado na casa do padre Robson — Foto: MP-GO/Divulgação

Repasses sem aval da polícia

Novamente, o padre relatou que foi procurado por um dos hackers alegando receber “ameaças pesadas”. Ele contou que resolveu repassar R$ 500 mil para o grupo.

“A polícia discordou totalmente [do repasse] (…) Não, acho que não, os R$ 500 [mil] não foram [repassados com monitoramento policial]”, afirmou.

O dinheiro, em espécie, foi deixado dentro de um carro vermelho, em frente a um condomínio fechado, em Goiânia. O padre contou que o montante nem precisou ser sacado e foi retirado do fluxo diário do caixa da Afipe.

“A gente tem nas economias internas nossas, cotidianas ali, que a gente vai juntando. São valores de vendas de santinho, de dinheiro que chega lá, mais de três mil cartas [formas de doações à Afipe em que a pessoa recebe em casa o pedido de doação]. Então, às vezes, tem dinheiro aqui, dinheiro ali e a gente vai juntando”, destaca.

Novamente, ele foi questionado se a polícia acompanhou a entrega. “Eu realmente não acredito que tenha participado”, respondeu.

Houve ainda um repasse de R$ 80 mil aos hackers sob alegação de que o tio de um deles estava “precisando”.

Momento em que servidora da Afipe entrega pacote com dinheiro para chantagistas — Foto: Reprodução/TV Globo

A partir daí, o padre disse que começou a “negociar” e sugeriu a seguinte proposta: repassar R$ 50 mil mensais. Foram seis depósitos, totalizando R$ 300 mil.

Os pagamentos foram feitos no estacionamento de um shopping de Goiânia. Um deles foi flagrado por câmeras de segurança, quando uma funcionária da Afipe deixa o pacote dentro de uma caminhonete. Em seguida, o motorista deixa o local.

“A primeira entrega ainda não teve a participação da polícia. Mas eles estavam acompanhando depois, posteriormente, em cada uma das entregas”, recorda.

O padre é perguntado sobre o prejuízo que a associação e ele próprio tiveram, ele nega ter qualquer bem e que nada foi recuperado. “A associação [teve prejuízo]. Eu não tenho nada. Não [chegou a recuperar alguma coisa]. Uns R$ 980 mil [não teve ressarcimento]”.

De acordo com a investigação do MP, o prejuízo foi de R$ 1,2 milhão. A defesa do padre disse ao G1 que o valor usado nos pagamentos foi recuperado e está depositado em conta judicial, aguardando liberação para retornar às contas da Afipe.

Dinheiro foi apreendido na casa do padre Robson durante operação que apura desvios na Afipe — Foto: MP-GO/Divulgação

Entenda o caso

  • No dia 21 de agosto, o MP deflagrou a Operação Vendilhões, que apura desvios de verba e lavagem de dinheiro na Afipe
  • A ação apura o uso de dinheiro da Afipe – em sua grande maioria doado por fiéis – na compra de fazendas, casas de praia e outros imóveis de luxo. O MP afirma que eram usados “laranjas” e empresas de fachada para a prática dos crimes
  • Um processo de extorsão sofrido pelo padre Robson originou a ação do MP. A Justiça afirma que um hacker extorquiu o pároco tinha um romance com ele e ameaçava expor casos
  • A investigação aponta que a Afipe movimentou cerca de R$ 2 bilhões na última década. Ao menos R$ 120 milhões teriam sido desviados
  • Fundador e presidente da Afipe, padre Robson se afastou do cargo por conta da operação. Ele era o responsável por gerir um orçamento de R$ 20 milhões mensais

Ponte vence e se classifica. Afogados sai da competição de cabeça erguida e entrada de Jeferson Danilo nos emocionou

A Ponte Preta confirmou o bom momento na temporada e também favoritismo contra o Afogados-PE na Copa do Brasil. Depois de ter vencido por 3 a 0 em Campinas, ainda em março, a Macaca poderia perder por até dois gols na tarde desta terça-feira, no Sertão de Pernambuco, mas voltou a ganhar, desta vez por 2 a 0, e carimbou a vaga para a quarta fase. Zé Roberto e Guilherme Lazaroni, um em cada tempo, marcaram no Vianão.

Mas a desclassificação não tirou o brilho do time do Afogados na competição ao qual participou pela primeira vez, indo a terceira fase e eliminando o gigante Atlético Mineiro.
Nos do blog Mais Pajeú apaixonados pelo esporte e por nossa terra ficamos emocionados com a entrada do goleiro Jeferson Danilo, morador do Residencial Laura Ramos, um rapaz humilde e querido por todos.

Um total de 291.945 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Confira os dados abaixo:

  • Casos Confirmados: 99.445
  • Casos Descartados: 120.964
  • Óbitos confirmados: 2.244
  • Casos recuperados: 60.655
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 36%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 38%. Em Campina Grande estão ocupados 33% dos leitos de UTI adulto e no sertão 43% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 36, 8%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:

Água Branca (54); Aguiar (24); Alagoa Grande (898); Alagoa Nova (277); Alagoinha (924); Alcantil (59); Algodão de Jandaíra (16); Alhandra (618); Amparo (17); Aparecida (81); Araçagi (494); Arara (202); Araruna (232); Areia (411); Areia de Baraúnas (11); Areial (48); Aroeiras (205); Assunção (45); Baia da Traição (602); Bananeiras (271); Baraúna (135); Barra de Santa Rosa (73); Barra de Santana (103); Barra de São Miguel (53); Bayeux (1715); Belém (982); Belém do Brejo do Cruz (37); Bernardino Batista (8); Boa Ventura (6); Boa Vista (97); Bom Jesus (10); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (31); Boqueirão (366); Borborema (40); Brejo do Cruz (388); Brejo dos Santos (29); Caaporã (925); Cabaceiras (62); Cabedelo (2659); Cachoeira dos Índios (99); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (265); Cacimbas (46); Caiçara (429); Cajazeiras (1538); Cajazeirinhas (32); Caldas Brandão (243); Camalaú (3); Campina Grande (12036); Capim (149); Caraúbas (42); Carrapateira (50); Casserengue (332); Catingueira (17), Catolé do Rocha (365); Caturité (102); Conceição (555); Condado (125); Conde (750); Congo (79); Coremas (130); Coxixola (34); Cruz do Espírito Santo (280); Cubati (75); Cuité (171); Cuité de Mamanguape (112); Cuitegí (399); Curral de Cima (27); Curral Velho (2), Damião (32); Desterro (54); Diamante (218); Dona Inês (88); Duas Estradas (82); Emas (50); Esperança (469); Fagundes (107); Frei Martinho (8); Gado Bravo (95); Guarabira (3890); Gurinhém (432); Gurjão (25); Ibiara (76); Igaracy (11); Imaculada (52); Ingá (1192); Itabaiana (1057); Itaporanga (304); Itapororoca (768); Itatuba (336); Jacaraú (294); Jericó (33); João Pessoa (25299); Joca Claudino (15); Juarez Távora (300); Juazeirinho (197); Junco do Seridó (57); Juripiranga (464); Juru (130); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (134); Lagoa Seca (672); Lastro (19); Livramento (99); Logradouro (143); Lucena (405); Mãe d’Água (18); Malta (106); Mamanguape (2214); Manaíra (11); Marcação (353); Mari (1132); Marizópolis (32); Massaranduba (324); Mataraca (208); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (48); Mogeiro (167); Montadas (47); Monte Horebe (30); Monteiro (468); Mulungu (374); Natuba (63); Nazarezinho (38); Nova Floresta (67), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (74); Olho D´Água (40); Olivedos (92); Ouro Velho (1);  Parari (5); Passagem (30); Patos (3433); Paulista (217); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (35); Pedras de Fogo (1281); Pedro Régis (50); Piancó (168); Picuí (228); Pilar (376); Pilões (108); Pilõezinhos (265); Pirpirituba (309); Pitimbu (611); Pocinhos (164);  Poço Dantas (20); Poço de José Moura (29); Pombal (518); Prata (7); Princesa Isabel (87); Puxinanã (275);  Queimadas (1125); Quixaba (33); Remígio (240); Riachão (74); Riachão do Bacamarte (228);  Riachão do Poço (92); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (14); Rio Tinto (1062); Salgadinho (29); Salgado de São Felix (245); Santa Cecília (74); Santa Cruz (58); Santa Helena (19); Santa Inês (63);  Santa Luzia (251); Santa Rita (2843); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (6); Santana dos Garrotes (18); Santo André (13); São Bentinho (62); São Bento (1808); São Domingos (6); São Domingos do Cariri (53);  São Francisco (34);  São João do Cariri (99); São João do Rio do Peixe (263); São João do Tigre (12); São José da Lagoa Tapada (58); São José de Caiana (48); São José de Espinharas (58); São José de Piranhas (179); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (13); São José do Sabugi (233); São José dos Cordeiros (42); São José dos Ramos (250); São Mamede (44); São Miguel de Taipu (139); São Sebastião de Lagoa de Roça (230); São Sebastião do Umbuzeiro (18); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1083); Serra Branca (161); Serra da Raíz (27); Serra Grande (11); Serra Redonda (261); Serraria (171); Sertãozinho (238); Sobrado (189); Solânea (549); Soledade (164); Sossego (15), Sousa (1543); Sumé (250); Tacima (123); Taperoá (93); Tavares (139); Teixeira (165); Tenório (30); Triunfo (66); Uiraúna (127); Umbuzeiro (77); Várzea (17); Vieirópolis (7); Vista Serrana (13), Zabelê (28).
*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 20/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Os 21 óbitos registrados nesta quarta-feira ocorreram entre 17 de maio e 20 de agosto, 07 deles nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 36 e 89 anos, sendo 07 deles com menos de 65 anos. Cardiopatia é a comorbidade mais frequente e 02 deles não possuíam nenhuma comorbidade. Sobre o local de ocorrência, dois deles aconteceram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Mulher, 47 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença hepática. Início dos sintomas em 31/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/08/2020.

Homem, 53 anos, residente em Itaporanga. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 09/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/08/2020.

Mulher, 58 anos, residente em Uiraúna. Hipertensa, diabética. Início dos sintomas em 25/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Homem, 73 anos, residente em São José dos Ramos. Cardiopata. Início dos sintomas em 19/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Homem, 78 anos, residente em Fagundes. Etilista e ex-tabagista. Início dos sintomas em 05/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Alagoinha. Hipertensa. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 19/08/2020.

Mulher, 65 anos, residente em Pedras de Fogo. Hipertensa, diabética, cardiopata. Início dos sintomas em 16/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/08/2020.

Mulher, 56 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 11/07/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/08/2020.

Homem, 61 anos, residente em Guarabira. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 30/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/08/2020.

Mulher, 79 anos, residente em São José de Piranhas. Cardiopata. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/08/2020.

Mulher, 38 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 03/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 13/08/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Gurinhém. Hipertensa, cardiopata, ex-tabagista. Início dos sintomas em 10/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/08/2020.
Homem, 78 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata, portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 26/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 82 anos, residente em Catolé do Rocha. Cardiopata. Início dos sintomas em 26/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 82 anos, residente em Rio Tinto. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 25/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 36 anos, residente em Conde. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 06/08/2020.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 31/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/08/2020.

Homem, 76 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 03/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/07/2020.

Mulher, 83 anos, residente em Barra de Santana. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 24/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 07/07/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Puxinanã. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 27/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06/2020.

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 10/04/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/05/2020.

Arcoverde confirma 27 casos de Covid-19 e três curados

Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta quinta-feira, 20 de agosto, até às 18 horas, foram registrados vinte e sete (27) novos casos de Covid-19 e mais três (03) curados. O boletim diário, portanto, fica com cento e oitenta e oito (188) suspeitos, mil oitocentos e quarenta e seis (1.846) descartados, novecentos e oitenta e cinco (985) confirmados, trinta e dois (32) óbitos, e quinhentos e trinta (530) recuperados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia e o índice de cura com o tratamento oferecido aos pacientes é de 65%. O município está tendo nos resultados de testagens promovidas o seu maior número de casos positivos ultimamente. A taxa de óbitos encontra-se abaixo do limite estabelecido pelo Governo do Estado.

Vale lembrar, que dentro dos 985 confirmados, estão contabilizados os 32 óbitos e 530 curados. No total, a cidade tem seis (06) pacientes em UTI e quatorze (14) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há quatro (04) pacientes de Arcoverde na UTI e seis (06) na enfermaria. No Hospital de Campanha há oito (08) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há dois (02) pacientes na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade, foram abordados 903 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

Serra Talhada registra 62 novos casos positivos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 62 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24h, totalizando 2.939 casos confirmados. São 24 pacientes do sexo masculino e 38 do sexo feminino, com idades entre 02 e 84 anos. 

O número de casos suspeitos caiu para 55 e o de casos descartados subiu para 11.003. Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.534 pacientes recuperados, 348 em tratamento domiciliar, 13 em leitos de internamento e 44 óbitos. Em relação aos profissionais de saúde são 99 recuperados e 11 em tratamento.
Internamentos – O município tem 20 pacientes internados (casos suspeitos e confirmados), sendo 07 no Hospam, 12 no Hospital Eduardo Campos e 01 nos Leitos de Retaguarda Municipais do Hospital São José.
O boletim diário, portanto, fica com 2.939 casos confirmados, 55 casos suspeitos, 2.534 recuperados, 11.003 descartados e 44 óbitos.
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA
Cohab/Tancredo Neves (206)
Bom Jesus (341)
CAGEP (78)
IPSEP (496)
Caxixola (67)
São Cristóvão (383)
Borborema (47)
Vila Bela (139)
Alto da Conceição (138)
AABB/Várzea (324)
Centro (299)
Malhada Cortada/Baixa Renda (46)
Universitário (37)
Mutirão (83)
Nossa Senhora de Fátima (07)
José Tomé de Souza (06)
ZONA RURAL
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Varzinha (38)
Sítio Conceição de Cima (05)
Lagoa da Pedra (01)
Caiçarinha da Penha (16)
Fazenda Juazeiro (04)
DNOCS (05)
Sítio Poço Escuro (09)
Fazenda Saco – IPA (14)
Fazenda Cacimbinha (02)
Fazenda Cajuí (08)
Sítio Bom Sucesso (23)
Vila Santa Rita (03)
Fazenda Ponta da Serra (04)
Sítio Poço Frio (02)
Serrote Branco (01)
Açude de Baixo (01)
Conceição de Baixo (05)
Fazenda Santa Terezinha (01)
Fazenda Cachoeira (02)
Fazenda Jatobá (02)
Sítio Lagartixa (02)
Sítio Barra (04)
Fazenda Nova (05)
Fazenda Alegre (01)
Malhada da Pedra (01)
Serra Grande (01)
Baixio da Carnaúba (06)
Malhada do Juá (04)
Sítio Tapera (07)
Fazenda Veneranda (01)
Sítio Juazeirinho (09)
São João dos Gaias (05)
Fazenda Cacimba Velha (03)
Fazenda Cacimba Nova (02)
Maxixeiro (02)
Jardim das Oliveiras (02)
Fazenda Saco da Roça (01)
Fazenda Jazigo (03)
Fazenda São Miguel (01)
Santana de Caiçarinha (04)
Juazeiro Grande (01)
Fazenda Ema (01)
Fazenda Carnaúba (01)
Sítio Três Passagens (01)
Assentamento Ivan Santos (01)
Fazenda Firmiano (01)
Assentamento Poço do Serrote (01)
Bernardo Vieira (02)
Sítio Serragem (01)
Sítio Cacimba de Cima (Varzinha) (01)
Sítio Boa Vista (01)
Cachoeira 2 (02)
Fazenda Salgadinho (01)
Fazenda Riacho do Bode (01)
Fazenda Cacimba de Baixo (01)
Fazenda Mucambo (01)
Fazenda Santa Rita (01)
Fazenda Lagoinha (01)
Fazenda Quixaba (01)

Araripina chega a 1201 casos confirmados da Covid-19

O município de Araripina confirmou mais 40 novos casos da Covid-19, segundo o boletim apresentado nesta quinta-feira (20) pela Secretaria Municipal de Saúde. Agora, o número de pacientes diagnosticados com a doença subiu para 1201.

Ainda de acordo com o boletim, não houve alteração no número de mortes que continua em 28. Até o momento 454 pessoas já se recuperaram da doença e 104 casos estão em investigação

O município já realizou 3.670 testes, sendo 688 pelo Laboratório Estadual de Saúde (Lacen) e 2.982 por testagem rápida.

No Sertão do Araripe já foram registradas 87 mortes decorrentes do novo coronavírus. Foram 28 em Araripina, 20 em Ipubi, 12 em Trindade, 12 em Ouricuri, 07 em Bodocó, 07 em Exu e 01 em Moreilândia.

Com apoio de Maia, governo reverte derrota e mantém veto a reajuste do funcionalismo

Foram 316 votos de deputados a favor do veto, e 165 contra. Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro.

O resultado também representa êxi
to, no primeiro grande teste, do novo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). (Foto: Reprodução)

— Após força-tarefa do governo, o Congresso manteve nesta quinta-feira (20) o amplo congelamento salarial de servidores públicos até o fim de 2021, defendido pelo ministro Paulo Guedes (Economia).

Em votação folgada, a Câmara desfez a derrota sofrida pelo governo nesta quarta (19) no Senado, que queria desidratar a medida. Assim, o Congresso manteve o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e rejeitou a ideia de deixar uma brecha para que algumas categorias conseguissem aumentos salariais mesmo diante de uma crise nas contas públicas.

Desde cedo, foi feito um esforço de articulação política, acionando o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e líderes do centrão (como PP, PL e Republicanos).

O resultado também representa êxito, no primeiro grande teste, do novo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Foram 316 votos de deputados a favor do veto, e 165 contra. Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro. Sem atingir o patamar mínimo, o veto fica mantido, apesar da decisão do Senado na quarta. Um veto cai quando é rejeitado nas duas Casas.

Segundo o Ministério da Economia, deixar a possibilidade de reajuste para algumas carreiras, como policiais, médicos e professores, poderia representar um aumento de despesas entre R$ 98 bilhões e R$ 120 bilhões aos cofres da União, estados e municípios.

Bolsonaro declarou na manhã desta quinta-feira (20) que, se o veto fosse derrubado, seria impossível governar o Brasil. O Orçamento vem sendo pressionado nos últimos anos pelo crescimento de despesas obrigatórias, como aposentadorias e salários de servidores.

Na articulação desta quinta, interlocutores do governo afirmaram que, caso categorias fossem blindadas, o plano de prorrogar o auxílio emergencial poderia ser revisto. A estratégia foi colocar na conta dos parlamentares o desgaste de comprometer um programa de ajuda à população mais vulnerável durante a pandemia da Covid-19.

“Essa decisão é muito importante hoje porque o presidente [Bolsonaro] vai eventualmente anunciar uma prorrogação do auxílio emergencial, e esse impacto pode e vai certamente mudar a possibilidade dos valores e do prazo que esse auxílio vai ser prorrogado”, disse Barros, que é ligado ao centrão – grupo de partidos que se aproximou do Planalto após a liberação de emendas e cargos.

O governo estuda estender o prazo de pagamento do auxílio emergencial, previsto para acabar nas próximas semanas. A prorrogação do benefício (talvez até o fim do ano) deve ser em valor menor que os atuais R$ 600.

Para tentar costurar um acordo na Câmara, Barros e o líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), convocaram uma reunião para angariar votos entre deputados. O Planalto também contava com ação de governadores, que sofrem com a pressão por reajustes salariais.

Aliados do governo ficaram mais confiantes após a atuação de Maia. No início da tarde, ele reuniu líderes do centrão e, juntos, declararam preocupação com a situação dos gastos públicos se o Congresso deixasse a possibilidade de reajustes ao funcionalismo.

Num gesto incomum, Maia foi à tribuna de uma sessão do Congresso discursar: “Se ninguém vai ter condição de dar aumento, vamos trabalhar pela manutenção desse veto.” Ele disse que a crise não acabou e defendeu o controle de gastos. “Quanto mais custa o Estado brasileiro, mais punido é o cidadão”.

Sem conseguir avançar na reforma administrativa (para reduzir despesa com o funcionalismo), Guedes apresenta o congelamento salarial amplo como triunfo de sua gestão.
O ministro aproveitou as discussões, no primeiro semestre, sobre um pacote de socorro financeiro a governadores e prefeitos durante a pandemia para incluir uma contrapartida: o congelamento salarial de servidores federais, estaduais e municipais até o fim de 2021.

Mas ele acabou sofrendo um revés. Com chancela de Bolsonaro, o Congresso chegou a aprovar exceções ao congelamento. Ou seja, abriu brecha para que o presidente, governadores e prefeitos pudessem conceder reajustes a carreiras específicas.

Após críticas e a insatisfação de Guedes, Bolsonaro recuou e decidiu vetar o trecho que pouparia corporações, confirmando, então, que o congelamento seja amplo.
Bolsonaro vetou a blindagem de categorias, como professores, médicos, enfermeiros, profissionais de limpeza urbana, agentes funerários, peritos, agentes socioeducativos e de assistência social, policiais (federais, civis, militares, rodoviários, etc) e as Forças Armadas.

Os congressistas não analisaram um aumento salarial específico, e sim a possibilidade de essas carreiras conseguirem novos reajuste nos próximos 18 meses.

Antigo partido de Bolsonaro, o PSL possui uma bancada formada por parlamentares ligados a corporações, especialmente da segurança pública. Apesar da pressão de servidores, o líder da sigla, Felipe Francischini (PSL-PR), orientou a bancada a votar pela manutenção do veto do presidente.

Deputado que atua como articulador informal do Planalto, o líder do PP, Arthur Lira (PP-AL), defendeu que a Câmara tenha responsabilidade fiscal e impedisse o aumento de gastos públicos, inclusive para preservar o auxílio emergencial.

O líder do Republicanos na Câmara, Jhonatan de Jesus (RR), disse que Bolsonaro tem enfrentado dificuldades para manter as contas públicas. “Não é contra o servidor, mas é sim com a responsabilidade das contas públicas.”

Nesta quarta, o Senado, por 42 votos a 30, decidiu pela derrubada do veto – resultado da falta de confiabilidade nos acordos fechados entre o governo e os líderes partidários na Casa.

Senadores bolsonaristas, liderados pelo vice-líder do governo Izalci Lucas (PSDB-DF), se uniram a parlamentares da oposição, sendo responsáveis pela derrubada do veto. A ideia do grupo era dar uma espécie de recado ao governo. A moeda de troca que os senadores cobram é cumprimento de acordos feitos com o governo durante as votações.
O Palácio do Planalto reagiu com surpresa e indignação à votação do Senado porque acreditavam no acordo que havia sido feito.

Auxiliares do presidente apontam como traidores Soraya Thronicke (PSL-MS), Daniella Ribeiro (PP-PB), Jorginho Mello (PL-SC) e Izalci.

Até o final da tarde, não estava definido se e em que proporção haveria uma retaliação por parte do Planalto. Uma possibilidade era que Lucas perdesse a vice-liderança do governo no Senado.

No trabalho pela manutenção do veto na Câmara, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, conversou por telefone com Rodrigo Maia e com governadores. O general disse a interlocutores que a manutenção dos vetos conta com apoio dos chefes dos Executivos estaduais, inclusive no Nordeste, onde a maioria deles é de oposição ao governo Bolsonaro.

O congelamento salarial é, segundo integrantes da equipe econômica, uma forma de a renda do funcionalismo também ser atingido pela pandemia, já que trabalhadores da iniciativa privada perderam emprego ou tiveram o salário cortado.

Em linha com o time de Guedes, Maia também cobrou que o apoio do funcionalismo diante da crise: “Eu defendo que não é possível que com mais de 16 milhões de contratos de trabalhos suspensos do setor privado, quase 2 milhões de desempregados, a gente não possa dar um sinal aos milhões de brasileiros que o serviço público no mínimo não dará nenhum tipo de aumento até o próximo ano.”

O presidente da Câmara e o ministro da Economia querem aprovar a reforma administrativa para conter o avanço do gasto com pessoal. Guedes chegou a apresentar uma versão da proposta ao Palácio do Planalto, mas Bolsonaro travou as discussões. Parte da base de apoio do presidente é formada por servidores públicos.

Araripina: Deputada Roberta Arraes, Tião do Gesso e Aluízio Coelho se unem para disputa da eleição 2020

Em Araripina, a deputada Roberta Arraes oficializou seu apoio a chapa formada por Tião do Gesso, pré-candidato a prefeito da cidade e Aluízio Coelho, pré-candidato a vice-prefeito.

Com a chegada da parlamentar, que tem uma grande força política na região e vem trabalhando e levando muitas conquistas para Araripina, a chapa de Tião do Gesso se fortalece rumo à vitória nas eleições 2020.

Para o pré-candidato a prefeito da cidade, a junção com Roberta Arraes consolida não só o seu grupo, como também o seu projeto de administrar o município.

“É uma grande adesão! O apoio de Roberta nos aproxima ainda mais do Governo do Estado, e fortalece nosso projeto de trabalhar por uma Araripina mais justa, de oportunidades e que volte para seu desenvolvimento!”, afirmou Tião do Gesso.

Para a deputada Roberta Arraes, essa junção só vem a somar para a mudança que Araripina precisa. “Nós temos o mesmo sonho que é fazer a vida do povo de Araripina mudar pra melhor. Caminharemos juntos, pensando no nosso povo! Contem comigo, com meu trabalho, compromisso e dedicação por esta terra que amo! Vamos rumo à vitória e trazer o desenvolvimento que a nossa cidade precisa!”, finalizou a deputada.

BC cria grupo de trabalho para discutir emissão de moeda digital 
Nova ferramenta difere da criptomoeda por ter garantia do governo

Banco Central

O lançamento de uma moeda digital com garantia do governo avançou um passo ontem (20), com a criação de um grupo de trabalho pelo Banco Central (BC) para discutir a eventual emissão da CBDC (moeda digital do Banco Central, na sigla em inglês).

O grupo de trabalho terá como objetivo propor um modelo de emissão de moeda digital que identifique riscos, garantindo a segurança cibernética, a proteção dos dados e o respeito às normas e às regulações do BC. A CBDC, informou o Banco Central, precisa preservar a estabilidade financeira e assegurar a condução das políticas monetária e econômica.

Em nota, o BC informou que uma eventual moeda digital não faria concorrência ao real, mas seria uma nova forma de representação da atual moeda, tendo garantia do governo e estando sujeita à política monetária, tendo a circulação diminuída quando os juros sobem e elevada quando as taxas caem. Diferentemente de criptomoedas, como o bitcoin, a CBDC circularia com garantia do governo.

Pix

O grupo de trabalho também analisará possíveis benefícios complementares que a moeda digital introduziria ao Pix, nova plataforma de pagamentos instantâneos que funcionará a partir de 16 de novembro. “Essa nova forma de moeda pode provocar mudanças substanciais no sistema financeiro nacional”, informou a autoridade monetária.

Para o Banco Central, uma das possíveis vantagens da CBDS está no aprimoramento das transações comerciais entre as pessoas e mesmo entre os países. “O estudo irá comparar os potenciais benefícios de uma CBDC no aprimoramento do bem-estar e na preservação da cidadania financeira de sua sociedade com os riscos inerentes dessa nova forma de pagamento”, informou a nota do BC.

Agência Brasil

O índice de Isolamento Social foi de apenas 39,5%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Até o momento, 236.471 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 1.210 novos casos de Covid-19 e 19 óbitos confirmados desde a última atualização, 08 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta quinta-feira (30), 81.108 pessoas já contraíram a doença, 34.588 já se recuperaram e 1.785 faleceram. 

  • Casos Confirmados: 81.108
  • Casos Descartados: 94.688
  • Óbitos confirmados: 1.785
  • Casos recuperados: 34.588
  • Total de municípios: 221

Até o momento, 236.471 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 46%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 53%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 35% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 49% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 39,5%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (48); Aguiar (23); Alagoa Grande (758); Alagoa Nova (244); Alagoinha (748); Alcantil (39); Algodão de Jandaíra (5); Alhandra (579); Amparo (16); Aparecida (57); Araçagi (453); Arara (174); Araruna (222); Areia (320); Areia de Baraúnas (10); Areial (40); Aroeiras (165); Assunção (44); Baia da Traição (453); Bananeiras (155); Baraúna (129); Barra de Santa Rosa (47); Barra de Santana (82); Barra de São Miguel (37); Bayeux (1342); Belém (732); Belém do Brejo do Cruz (24); Bernardino Batista (6); Boa Ventura (4); Boa Vista (70); Bom Jesus (9); Bom Sucesso (12); Bonito de Santa Fé (14); Boqueirão (290); Borborema (13); Brejo do Cruz (253); Brejo dos Santos (20); Caaporã (893); Cabaceiras (54); Cabedelo (2353); Cachoeira dos Índios (80); Cacimba de Areia (8); Cacimba de Dentro (181); Cacimbas (44); Caiçara (372); Cajazeiras (1201); Cajazeirinhas (19); Caldas Brandão (162); Camalaú (1); Campina Grande (10532); Capim (141); Caraúbas (32); Carrapateira (35); Casserengue (207); Catingueira (17), Catolé do Rocha (239); Caturité (91); Conceição (320); Condado (108); Conde (651); Congo (64); Coremas (119); Coxixola (20); Cruz do Espírito Santo (264); Cubati (68); Cuité (151); Cuité de Mamanguape (100); Cuitegí (319); Curral de Cima (24); Curral Velho (1), Damião (13); Desterro (50); Diamante (50); Dona Inês (83); Duas Estradas (60); Emas (39); Esperança (396); Fagundes (80); Frei Martinho (6); Gado Bravo (92); Guarabira (3358); Gurinhém (395); Gurjão (20); Ibiara (34); Igaracy (8); Imaculada (39); Ingá (930); Itabaiana (976); Itaporanga (127); Itapororoca (597); Itatuba (277); Jacaraú (260); Jericó (9); João Pessoa (21000); Joca Claudino (3); Juarez Távora (256); Juazeirinho (153); Junco do Seridó (37); Juripiranga (426); Juru (52); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (106); Lagoa Seca (613); Lastro (16); Livramento (73); Logradouro (116); Lucena (326); Mãe d’Água (17); Malta (70); Mamanguape (2025); Manaíra (10); Marcação (230); Mari (995); Marizópolis (24); Massaranduba (298); Mataraca (149); Matinhas (67); Mato Grosso (12); Matureia (28); Mogeiro (132); Montadas (38); Monte Horebe (11); Monteiro (266); Mulungu (295); Natuba (48); Nazarezinho (32); Nova Floresta (50), Nova Olinda (12); Nova Palmeira (51); Olho D´Água (37); Olivedos (68);  Parari (5); Passagem (30); Patos (2517); Paulista (138); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (33); Pedras de Fogo (1206); Pedro Régis (40); Piancó (130); Picuí (175); Pilar (260); Pilões (84); Pilõezinhos (209); Pirpirituba (244); Pitimbu (573); Pocinhos (108);  Poço Dantas (4); Poço de José Moura (11); Pombal (334); Prata (4); Princesa Isabel (62); Puxinanã (245);  Queimadas (881); Quixaba (27); Remígio (223); Riachão (56); Riachão do Bacamarte (212);  Riachão do Poço (80); Riacho de Santo Antônio (27); Riacho dos Cavalos (10); Rio Tinto (917); Salgadinho (22); Salgado de São Felix (205); Santa Cecília (58); Santa Cruz (41); Santa Helena (20); Santa Inês (42);  Santa Luzia (204); Santa Rita (2171); Santa Terezinha (51); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (15); Santo André (14); São Bentinho (40); São Bento (1316); São Domingos do Cariri (43);  São Francisco (33);  São João do Cariri (93); São João do Rio do Peixe (183); São João do Tigre (8); São José da Lagoa Tapada (42); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (22); São José de Piranhas (148); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (56); São José do Brejo do Cruz (8); São José do Sabugi (192); São José dos Cordeiros (28); São José dos Ramos (214); São Mamede (40); São Miguel de Taipu (111); São Sebastião de Lagoa de Roça (184); São Sebastião do Umbuzeiro (6); São Vicente do Seridó (48); Sapé (877); Serra Branca (130); Serra da Raíz (17); Serra Grande (9); Serra Redonda (216); Serraria (125); Sertãozinho (114); Sobrado (169); Solânea (313); Soledade (129); Sossego (9), Sousa (1101); Sumé (196); Tacima (113); Taperoá (65); Tavares (74); Teixeira (139); Tenório (14); Triunfo (41); Uiraúna (49); Umbuzeiro (70); Várzea (13); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (21).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 30/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Os 19 óbitos registrados, ocorreram entre 07 de maio e 30 de julho, 42% nas últimas 24h. Sobre o local, 05 aconteceram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos. 63% apresentaram hipertensão como fator de risco. 

Neste último domingo foram confirmados 430 casos e 23 óbitos no estado (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 430 novos casos de Covid-19 neste domingo (26), e 23 óbitos confirmados desde a última atualização, 10 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 76.153 pessoas já contraíram a doença, 30.687 já se recuperaram e 1.698 faleceram. Até o momento, 222.936 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 49%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 49%. Em Campina Grande, estão ocupados 39% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 73% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,3%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (47); Aguiar (22); Alagoa Grande (711); Alagoa Nova (237); Alagoinha (665); Alcantil (31); Algodão de Jandaíra (5); Alhandra (512); Amparo (16); Aparecida (50); Araçagi (433); Arara (160); Araruna (212); Areia (292); Areia de Baraúnas (10); Areial (38); Aroeiras (155); Assunção (40); Baia da Traição (421); Bananeiras (138); Baraúna (126); Barra de Santa Rosa (39); Barra de Santana (73); Barra de São Miguel (35); Bayeux (1281); Belém (673); Belém do Brejo do Cruz (20); Bernardino Batista (6); Boa Ventura (4); Boa Vista (64); Bom Jesus (8); Bom Sucesso (10); Bonito de Santa Fé (11); Boqueirão (275); Borborema (8); Brejo do Cruz (225); Brejo dos Santos (20); Caaporã (883); Cabaceiras (51); Cabedelo (2292); Cachoeira dos Índios (66); Cacimba de Areia (8); Cacimba de Dentro (138); Cacimbas (43); Caiçara (361); Cajazeiras (1091); Cajazeirinhas (18); Caldas Brandão (145); Camalaú (1); Campina Grande (10052); Capim (137); Caraúbas (32); Carrapateira (28); Casserengue (191); Catingueira (17), Catolé do Rocha (229); Caturité (68); Conceição (214); Condado (111); Conde (620); Congo (48); Coremas (99); Coxixola (17); Cruz do Espírito Santo (261); Cubati (68); Cuité (148); Cuité de Mamanguape (97); Cuitegí (278); Curral de Cima (21); Curral Velho (1), Damião (11); Desterro (49); Diamante (14); Dona Inês (80); Duas Estradas (58); Emas (26); Esperança (382); Fagundes (77); Frei Martinho (6); Gado Bravo (87); Guarabira (3238); Gurinhém (356); Gurjão (20); Ibiara (30); Igaracy (6); Imaculada (34); Ingá (792); Itabaiana (965); Itaporanga (102); Itapororoca (544); Itatuba (255); Jacaraú (237); Jericó (8); João Pessoa (20125); Joca Claudino (2); Juarez Távora (247); Juazeirinho (147); Junco do Seridó (35); Juripiranga (413); Juru (32); Lagoa (5); Lagoa de Dentro (100); Lagoa Seca (571); Lastro (16); Livramento (64); Logradouro (114); Lucena (297); Mãe d’Água (15); Malta (45); Mamanguape (1969); Manaíra (9); Marcação (188); Mari (881); Marizópolis (21); Massaranduba (281); Mataraca (146); Matinhas (66); Mato Grosso (10); Matureia (25); Mogeiro (128); Montadas (38); Monte Horebe (11); Monteiro (234); Mulungu (278); Natuba (48); Nazarezinho (24); Nova Floresta (46), Nova Olinda (11); Nova Palmeira (44); Olho D´Água (37); Olivedos (57);  Parari (5); Passagem (30); Patos (2335); Paulista (97); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (32); Pedras de Fogo (1174); Pedro Régis (38); Piancó (121); Picuí (164); Pilar (241); Pilões (70); Pilõezinhos (207); Pirpirituba (222); Pitimbu (565); Pocinhos (97);  Poço Dantas (4); Poço de José Moura (8); Pombal (287); Prata (4); Princesa Isabel (59); Puxinanã (228);  Queimadas (825); Quixaba (27); Remígio (214); Riachão (50); Riachão do Bacamarte (209);  Riachão do Poço (71); Riacho de Santo Antônio (27); Riacho dos Cavalos (9); Rio Tinto (878); Salgadinho (15); Salgado de São Felix (181); Santa Cecília (54); Santa Cruz (34); Santa Helena (17); Santa Inês (36);  Santa Luzia (201); Santa Rita (1958); Santa Terezinha (48); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (14); Santo André (13); São Bentinho (38); São Bento (1174); São Domingos do Cariri (43);  São Francisco (33);  São João do Cariri (90); São João do Rio do Peixe (160); São João do Tigre (5); São José da Lagoa Tapada (38); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (20); São José de Piranhas (143); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (56); São José do Brejo do Cruz (7); São José do Sabugi (189); São José dos Cordeiros (23); São José dos Ramos (192); São Mamede (39); São Miguel de Taipu (106); São Sebastião de Lagoa de Roça (175); São Sebastião do Umbuzeiro (7); São Vicente do Seridó (47); Sapé (820); Serra Branca (128); Serra da Raíz (17); Serra Grande (8); Serra Redonda (193); Serraria (107); Sertãozinho (102); Sobrado (155); Solânea (278); Soledade (126); Sossego (8), Sousa (930); Sumé (178); Tacima (102); Taperoá (60); Tavares (62); Teixeira (132); Tenório (14); Triunfo (31); Uiraúna (47); Umbuzeiro (60); Várzea (11); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (20).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 26/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Dos 23 óbitos registrados, 47,9% aconteceram nas últimas 48h e os demais entre 13 de maio a 23 de julho. Todos em hospitais públicos.  Diabetes, cardiopatia e hipertensão são os fatores de complicação mais presentes.

De acordo com informações, ela estava internada no Hospital Dom Rodrigo.

A desembargadora morreu nesta quarta-feira (Foto: Reprodução)

Morreu nesta quarta-feira (22), a desembargadora Maria das Neves do Egito, conhecida como Nevita. De acordo com informações, ela estava internada no Hospital Dom Rodrigo.

A causa da morte ainda não foi divulgada.

Informações sobre o velório e enterro da desembargadora não foram repassadas.

Natural de Macaparana em Pernambuco, Maria das Neves do Egito, é filha de José Tavares de Araújo e Nimpha Egypto de Araújo. Fixou residência há muitos anos na Paraíba, mais exatamente em João Pessoa. Na Capital paraibana, fez o curso secundário, no Educandário Cristo Redentor e no Colégio Nossa Senhora das Neves. O curso clássico, ela fez no tradicional Lyceu Paraibano, cursando depois Ciências Jurídicas e Sociais (o curso de Direito) na UFPB, até o ano de 1969, quando se formou. Tinha Licenciatura Plena em Direito e Legislação, Organização e Normas e Mercado, também pela UFPB, além de um curso de Suficiência em Educação Moral e Cívica.

Nevita foi a segunda desembargadora a tomar assento no Tribunal de Justiça da Paraíba, e também a primeira magistrada convocada para integrar o Tribunal Pleno do TJPB, em substituição ao desembargador Rivando Bezerra Cavalcanti, o que ocorreu no ano de 2000. Ainda na qualidade de juíza de Direito de 1º grau, e por ato do então presidente do Tribunal, desembargador Antônio de Pádua Lima Montenegro, foi convocada para integrar o Tribunal Pleno por um período de seis meses, renovado por mais três meses.

Maria das Neves foi professora de Prática Forense II na Faculdade de Direito da UFPB, Campus I, João Pessoa, e integrante do Conselho Estadual do Sistema Penitenciário. Inspetora do Trabalho – DASP; Promotora de Justiça do Estado de Pernambuco; e Professora de Direito Comercial da UFPB (1º lugar).

A magistrada exerceu, também, o cargo de supervisora do Juizado de Menores da Comarca de Cabedelo – PB; foi membro da Turma Recursal do Juizado Especial – Tribunal de Justiça da Paraíba; presidente da 2a Turma Recursal Mista do Juizado Especial da Comarca da Capital; juíza eleitoral das Comarcas de Jacaraú, Alagoinha, Sousa, Campina Grande, João Pessoa; juíza da 1a Zona Eleitoral de João Pessoa – Biênio 2003/2005.

A informação é de que o deputado teria passado mal durante passaeio em um jetski, no Estado de Pernambuco.

Morreu neste domingo (19), o vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado estadual Genival Matias. A informação é que ele teria passado mal e caído de um jet ski. O deputado chegou a ser socorrido para um hospital, mas não teria resistido. Genival estava na companhia do deputado estadual Felipe Leitão, em uma praia de Pernambuco. 

A informação é que Mikika estava com Felipe Leitão, mas os dois estão fora de perigo. As primeiras informações é de que não se trata de um acidente como já se especula e também não há outras vítimas. 

Genival Matias estava em seu terceiro mandato. A Assembleia Legislativa emitiu nota sobre a morte. Genival Matias era também presidente estadual do Avante, na Paraíba. 

Nota

É com profundo pesar que a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) vem a público comunicar o falecimento do deputado estadual Genival Matias, vice-presidente da Casa Epitácio Pessoa. De acordo com as primeiras informações, o deputado estava em um passeio de jet ski em Pernambuco e sofreu um mal súbito vindo a óbito. 

Ainda segundo informações preliminares não se tratou de um acidente como já se especula e também não há outras vítimas. 

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, disse está extremamente consternado com falecimento prematuro de Genival, um irmão que a vida pública lhe deu. Galdino também prestou solidariedade aos familiares e amigos.

Assembleia Legislativa decreta luto e suspende atividades por sete dias devido ao falecimento do deputado Genival Matias

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, disse estar extremamente consternado

Assembleia Legislativa da Paraíba decretou luto de sete dias e suspendeu as atividades por mesmo período (Foto: Walla Santos)

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) decretou luto de sete dias e suspendeu as atividades por mesmo período, por conta do falecimento do deputado Genival Matias, ocorrido neste domingo (19), em Pernambuco, após sofrer mal súbito vindo e cair de um Jet ski. Genival estava no seu terceiro mandato e atualmente era vice-presidente da ALPB.

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, disse estar extremamente consternado com falecimento prematuro de Genival, um irmão que a vida pública lhe deu. Galdino também prestou solidariedade aos familiares e amigos.

“Neste momento de dor para toda a família, nos solidarizamos com os familiares e amigos de Genival, um grande político do nosso Estado, que deixa grandes lições e um legado de trabalho e luta pelo povo da Paraíba”, disse o presidente da ALPB, Adriano Galdino.

Genival tornou-se deputado estadual em 2010, pelo Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), foi reeleito em 2014 e chegou ao terceiro mandato em 2018 com 26.777 votos, pelo Avante, partido que ele ocupava a presidência estadual,

Empresário do ramo da mineração e da construção civil, herdou a política de seu pai, o juiz federal Genival Matias, que foi vice-prefeito de Juazeirinho, no Seridó paraibano. Era irmão do atual prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias.

Prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo lamenta morte precoce do deputado Genival Matias

“Desejamos serenidade à família e amigos, pedindo a Deus que conforte seus corações e dê forças para superar a perda”, declarou.

Prefeito de João Pessoa lamenta morte de deputado (Foto: Walla Santos)

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, emitiu uma nota de pesar pelo morte do deputado estadual e vice-presidente da Assembleia Legislativa, Genival Matias, ocorrida neste domingo (19), em uma praia de Pernambuco. 

Nota de pesar

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, lamentou, neste domingo (19), o falecimento precoce do deputado estadual, Genival Matias. Vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e presidente estadual do Partido Avante, ele sofreu um mal súbito, vindo a falecer, em Recife. “Lamentamos o falecimento de Genival Matias, um parlamentar que vinha exercendo um bom trabalho em defesa dos interesses do paraibanos, e que nos deixou neste domingo de forma inesperada e precoce. Desejamos serenidade à família e amigos, pedindo a Deus que conforte seus corações e dê forças para superar a perda”, declarou.

Pernambuco confirmou, neste sábado (18), 1.086 novos casos do novo coronavírus, totalizando 78.509 pacientes com a Covid-19, desde o dia 12 de março, quando foram confirmados os dois primeiros casos da doença no estado.

Além disso, também foram confirmadas mais 59 mortes de pessoas que morreram vítimas da doença, totalizando 5.928 óbitos na pandemia.

Do total de novos casos confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) neste sábado, 962 (88,6%) são casos leves, de pacientes que não precisaram ser internados em hospitais e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 124 (11,4%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Do total de 78.509 casos já confirmados, 21.904 foram graves e outros 56.605, leves.

Dos 59 novos óbitos por coronavírus confirmados, 36 (61%) ocorreram entre o dia 24 de abril e a terça-feira (14), mas só foram confirmados neste sábado. As outras 23 (39%) ocorreram entre a quarta-feira (15) e a sexta-feira (17), sendo sete na quarta, outras sete na quinta e nove na sexta-feira.

Outros detalhes epidemiológicos, como perfil das vítimas e local do óbito, serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Paraíba confirma 66.971 infectados  de Covid-19 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 35,8%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Até o momento, 197.312 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. ​(Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 624 novos casos de Covid-19 e 31 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 8 deles ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com o Secretaria de Estado da Saúde em boletim epidemiológico divulgado neste sábado (18), são 66.971 pessoas que já contraíram a doença, 24.437 que já se recuperaram e 1.477 faleceram. Até o momento, 197.312 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

  • Casos Confirmados: 66.971
  • Casos Descartados: 76.179
  • Óbitos confirmados: 1.477
  • Casos recuperados: 24.437
  • Total de municípios: 221

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 51%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 57%.

Em Campina Grande, estão ocupados 48% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 52% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 35,8%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos em 221 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (40); Aguiar (20); Alagoa Grande (633); Alagoa Nova (220); Alagoinha (619); Alcantil (26); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (468); Amparo (13); Aparecida (49); Araçagi (396); Arara (140); Araruna (176); Areia (219); Areia de Baraúnas (7); Areial (37); Aroeiras (142); Assunção (31); Baia da Traição (357); Bananeiras (108); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (32); Barra de Santana (72); Barra de São Miguel (23); Bayeux (1152); Belém (548); Belém do Brejo do Cruz (16); Bernardino Batista (4); Boa Ventura (3); Boa Vista (61); Bom Jesus (8); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (11); Boqueirão (236); Borborema (7); Brejo do Cruz (177); Brejo dos Santos (15); Caaporã (847); Cabaceiras (36); Cabedelo (2128); Cachoeira dos Índios (54); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (102); Cacimbas (41); Caiçara (317); Cajazeiras (1004); Cajazeirinhas (4); Caldas Brandão (129); Camalaú (1); Campina Grande (9050); Capim (130); Caraúbas (30); Carrapateira (28); Casserengue (168); Catingueira (16), Catolé do Rocha (204); Caturité (64); Conceição (180); Condado (99); Conde (561); Congo (42); Coremas (74); Coxixola (16); Cruz do Espírito Santo (247); Cubati (62); Cuité (130); Cuité de Mamanguape (83); Cuitegí (242); Curral de Cima (19); Curral Velho (1), Damião (5); Desterro (43); Diamante (3); Dona Inês (52); Duas Estradas (47); Emas (12); Esperança (345); Fagundes (71); Frei Martinho (5); Gado Bravo (77); Guarabira (2880); Gurinhém (307); Gurjão (19); Ibiara (18); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (635); Itabaiana (885); Itaporanga (69); Itapororoca (402); Itatuba (228); Jacaraú (185); Jericó (5); João Pessoa (17.667); Joca Claudino (2); Juarez Távora (226); Juazeirinho (132); Junco do Seridó (32); Juripiranga (344); Juru (16); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (68); Lagoa Seca (512); Lastro (15); Livramento (57); Logradouro (110); Lucena (244); Mãe d’Água (16); Malta (32); Mamanguape (1742); Manaíra (9); Marcação (134); Mari (749); Marizópolis (11); Massaranduba (242); Mataraca (126); Matinhas (60); Mato Grosso (9); Matureia (25); Mogeiro (112); Montadas (35); Monte Horebe (1); Monteiro (171); Mulungu (249); Natuba (47); Nazarezinho (12); Nova Floresta (39), Nova Olinda (9); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (36); Olivedos (51);  Parari (5); Passagem (30); Patos (2139); Paulista (78); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (30); Pedras de Fogo (1122); Pedro Régis (35); Piancó (103); Picuí (143); Pilar (219); Pilões (58); Pilõezinhos (193); Pirpirituba (168); Pitimbu (551); Pocinhos (79);  Poço Dantas (4); Poço de José Moura (2); Pombal (237); Prata (3); Princesa Isabel (48); Puxinanã (219);  Queimadas (733); Quixaba (26); Remígio (192); Riachão (43); Riachão do Bacamarte (199);  Riachão do Poço (58); Riacho de Santo Antônio (20); Riacho dos Cavalos (6); Rio Tinto (751); Salgadinho (12); Salgado de São Felix (152); Santa Cecília (48); Santa Cruz (15); Santa Helena (12); Santa Inês (30);  Santa Luzia (187); Santa Rita (1747); Santa Terezinha (46); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (10); Santo André (12); São Bentinho (35); São Bento (873); São Domingos do Cariri (33);  São Francisco (23);  São João do Cariri (64); São João do Rio do Peixe (123); São João do Tigre (5); São José da Lagoa Tapada (34); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (12); São José de Piranhas (83); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (53); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (182); São José dos Cordeiros (10); São José dos Ramos (168); São Mamede (35); São Miguel de Taipu (90); São Sebastião de Lagoa de Roça (158); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (42); Sapé (705); Serra Branca (107); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (166); Serraria (72); Sertãozinho (82); Sobrado (133); Solânea (232); Soledade (110); Sossego (8), Sousa (894); Sumé (129); Tacima (93); Taperoá (53); Tavares (45); Teixeira (106); Tenório (13); Triunfo (26); Uiraúna (32); Umbuzeiro (58); Várzea (9); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (10).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 18/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Dos 31 óbitos registrados, 29,03% ocorreram nas últimas 72h e 70,97% entre os dias 02 de maio e 10 de julho:

Mulher, 89 anos, residente em Boqueirão. Início dos sintomas em 19/06/2020. Hipertensa e diabética. Foi a óbito em hospital público no dia 15/07/2020.

Homem, 70 anos, residente em Boqueirão. Hipertenso, diabético, portador de cardiopatia e doença hepática. Início dos sintomas em 29/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/07/2020.

Mulher, 79 anos, residente em Cabedelo. Diabética. Início dos sintomas em 24/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 07/06/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Cabedelo. Início dos sintomas em 02/06/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 23/06/2020.

Mulher, 73 anos, residente em Cabedelo. Início dos sintomas em 18/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 05/06/2020.

Homem, 72 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 15/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital público no dia 31/05/2020.

Homem, 63 anos, residente em Campina Grande. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 25/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 017/07/2020.

Mulher, 37 anos, residente em Cuitegi. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 02/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/07/2020.

Homem, 81 anos, residente em Fagundes. Início dos sintomas em 13/06/2020. Sem comorbidade. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06/2020.

Mulher, 47 anos, residente em Guarabira. Início dos sintomas em 16/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 22/06/2020.

Mulher, 90 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 19/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 09/06/2020.

Mulher, 88 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 25/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/06/2020.

Homem, 82 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 23/05/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 11/06/2020.

Homem, 62 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 26/04/2020. Portador de doença hepática. Foi a óbito em hospital público no dia 06/05/2020.

Homem, 60 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 15/05/2020 e foi a óbito em hospital privado no dia 11/06/2020.

Homem, 53 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 14/06/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital privado no dia 20/06/2020.

Homem, 55 anos, residente em Cabedelo. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas em 15/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 23/06/2020.

Homem, 55 anos, residente em João Pessoa. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas em 09/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/07/2020.

Mulher, 73 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 22/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/06/2020.

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e portadora de cardiopatia, doença respiratória e neoplasia. Início dos sintomas em 29/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/07/2020.

Homem, 66 anos, residente em João Pessoa. Diabético, portador de doença renal. Início dos sintomas em 20/06/2020 e foi a óbito em hospital público no dia 18/07/2020.

Mulher, 78 anos, residente em João Pessoa. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 29/05/2020 e foi a óbito em hospital privado no dia 20/06/2020.

Mulher, 83 anos, residente em Mamanguape. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 06/06/2020 e foi a óbito em hospital público no dia 10/06/2020.

Homem, 70 anos, residente em Pedras de Fogo. Diabético, portador de doença renal. Início dos sintomas em 10/05/2020 e foi a óbito em hospital público no dia 17/05/2020.

Homem, 53 anos, residente em Pedras de Fogo. Diabético. Início dos sintomas em 04/07/2020 e foi a óbito em hospital público no dia 18/07/2020.

Homem, 83 anos, residente em Santa Rita. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 25/04/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 02/05/2020.

Homem, 73 anos, residente em Santa Rita. Cardiopata. Início dos sintomas em 21/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/05/2020.

Mulher, 69 anos, residente em Santa Rita. Diabética. Início dos sintomas em 09/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 13/05/2020.

Homem, 77 anos, residente em Santa Rita. Hipertenso, diabético, portador de cardiopatia e sequelado de AVC. Início dos sintomas em 19/05/2020. Foi a óbito no mesmo dia em hospital público.

Homem, 43 anos, residente em Sousa. Diabético. Início dos sintomas em 22/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/07/2020.

Homem, 62 anos, residente em Sousa. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 06/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/07/

Manoel tinha 64 anos e estava internado na Clínica Santa Clara em Campina Grande​ desde o início do mês de julho.

Prefeito de Ingá morre vítima de coronavírus (Foto: Reprodução)

Morreu nesta quinta-feira (16), o prefeito de Ingá, Manoel da Lenha, vítima de Coronavírus. Manoel tinha 64 anos e estava internado na Clínica Santa Clara em Campina Grande desde o início do mês de julho.

No último dia 05 de julho a Prefeitura da cidade emitiu uma nota confirmando o teste positivo do prefeito. Manoel da Lenha apresentava comorbidades, por isso os médicos decidiram pela internação.

Devido a causa da morte o corpo do prefeito deve ser enterrado apenas na presença de familiares. 

Com 733 novas mortes por covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o Brasil chegou ao total de 72.833 óbitos em função do novo coronavírus. A atualização diária foi divulgada pelo Ministério da Saúde no início da noite desta segunda-feira (13). O número de casos confirmados desde o início da pandemia chegou a 1.884.967. O sistema do Ministério da Saúde contabilizou 20.286 novos casos desde o balanço de ontem (12).

De acordo com o boletim do ministério, 657.297 pessoas estão em acompanhamento e 1.154.837 se recuperaram da doença. Há ainda 4.011 mortes em investigação.

O aumento foi de 1%, tanto do número de mortes quanto do número de casos confirmados da doença se comparado com os dados de ontem (12). Mas na última semana, o número de mortes cresceu 11,2%  e o número de casos confirmados, 16,1%.

Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número registrado diário tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos caso acumulados aos fins de semana.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,9%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 34,7. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 897.

Covid-19 pelo Brasil

Os estados com mais mortes são: São Paulo (17.907), Rio de Janeiro (11.474), Ceará (6.947), Pernambuco (5.652) e Pará (5.293). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Mato Grosso do Sul (167), Tocantins (259), Roraima (397), Acre (430) e Amapá (478).

Os estados com mais casos confirmados desde o início da pandemia são: São Paulo (374.607), Ceará (137.206), Rio de Janeiro (132.044), Pará (126.509) e Bahia (106.891). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Mato Grosso do Sul (13.461), Tocantins (15.307), Acre (16.260), Roraima (22.627) e Rondônia (27.050).

Covid-19-Brasil

Agência Brasil

Autoridades encontram corpo no lago em que Naya Rivera desapareceu

Através do Twitter, o Gabinete do Xerife do Condado de Ventura escreveu que ainda estão apurando informações para o reconhecimento do corpo e as 18h da tarde (no horário de Brasília) haverá uma coletiva de imprensa.

Já a Guarda Costeira afirma que, só no ano passado, foram registrados 4.168 acidentes com barcos nos Estados Unidos. (Foto: Reprodução)

 As autoridades policiais do condado de Ventura encontraram um corpo nas águas do lago Piru na manhã desta segunda-feira (13). A região é a mesma em que a atriz Naya Rivera, 33, desapareceu após um passeio de barco com o filho Josey, 4, na quarta-feira passada (8).

Através do Twitter, o Gabinete do Xerife do Condado de Ventura escreveu que ainda estão apurando informações para o reconhecimento do corpo e as 18h da tarde (no horário de Brasília) haverá uma coletiva de imprensa.

Conhecida pelo papel de Santana Lopez no seriado “Glee”, Rivera desapareceu após pular de um barco alugado por ela nas águas do lago Piru, que fica nessa região da Califórnia (EUA). O filho de Naya foi encontrado sozinho.

A polícia diz ainda que local onde ela possivelmente se afogou tem águas turvas, com baixa visibilidade, além de árvores e detritos no fundo. E que o corpo pode demorar entre 7 e 10 dias a emergir na superfície. Eles estão trabalhando com a hipótese de “morte presumida”, de modo que as buscas agora são para recuperar o corpo da atriz.

O lago Piru (que na verdade é um açude) fica dentro de uma reserva natural. Apesar de belo, ele tem uma história de diversos afogamentos ao longo dos anos, porque a região tem ventos fortes e águas profundas, de até 50 metros. Segundo o “Los Angeles Times”, entre 1994 e 2000, pelo menos 7 pessoas se afogaram nele.

Já a Guarda Costeira afirma que, só no ano passado, foram registrados 4.168 acidentes com barcos nos Estados Unidos. Os afogamentos foram os que causaram mais mortes, abrangendo 79% de todos os óbitos registrados em barcos. Desses, 86% estavam alegadamente sem colete salva-vidas.

Colegas de Rivera em “Glee” também se manifestaram sobre o ocorrido. Heather Morris, que interpretou Brittany, par romântico da atriz na série, pediu por orações aos fãs: “Nós precisamos de todas as orações que pudermos para trazer nossa Naya de volta para casa. Nós precisamos de seu amor e luz”, escreveu ela em seu Instagram.

Harry Shum Jr., que interpretou Mike Chan na série, também disse no Twitter que está “orando”. Já Igbal Theba, que interpretou o diretor Figgins, pediu “piedade” a Deus. Vanessa Lengies, a interprete de Sugar, ainda publicou uma foto de uma vela acesa, com a legenda: “Estou com você. Eu te amo”.

Damian McGinty, o Rory Flanagan de “Glee”, afirmou no Twitter que se sente “doente” com o acontecimento, e pediu por orações dos fãs. Até mesmo Demi Lovato, que trabalhou ao lado de Naya, em quatro episódios de “Glee”, publicou em seu Instagram Stories: “Por favor, rezem para que @nayarivera seja encontrada sã e salva”.

Ventania causa destruição e derruba torre em São Luís, no Maranhão

Comércios e igrejas foram destelhadas, muros caíram, o trânsito parou e até uma torre de telefonia foi derrubada.

Uma forte ventania causou destruição em algumas regiões de São Luís no início da tarde desta segunda-feira (13). O fenômeno foi registrado com mais intensidade na região da Forquilha, mas também há registros na região da Cidade Operária.

Motoristas e moradores gravaram momentos de tensão. Casas, comércios e igrejas foram destelhadas e até uma torre de telefonia foi derrubada.

Uma loja de materiais de construção teve a fachada destruída, com queda de portões. Muros caíram e um motorista de carro na região da Forquilha se acidentou, atrapalhando o trânsito.

Imóveis ficaram sem energia elétrica nos bairros: Forquilha, João de Deus, Cohab Anil, Cohatrac, Aurora, Planalto, Cruzeiro do Anil, Angelim, Novo Angelim e áreas adjacentes. Segundo a Cemar, por volta das 17h30, a energia já tinha retornado para quase todos os bairros.

O mesmo fenômeno também foi registrado na região dos bairros Vila Frades, Alto do São Francisco e Coroadinho, no dia 6 de julho.

Casas foram destelhadas, galhos de árvores chegaram ser arrancados e objetos também foram levados pelo vento. Nuvens densas de chuva também se formaram durante a ventania, que segundo os moradores da área, durou poucos minutos.

De acordo com o meteorologista da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Hallan Cerqueira, no Coroadinho e na Forquilha, o fenômeno foi causado pela formação das nuvens cúmulos-nimbus. Essas nuvens se formam com ventania de forma vertical e, posteriormente, causam fortes tempestades.

“Esse fenômeno é bastante comum de acontecer agora no período de transição, quando nossa atmosfera está mais quente pelo fim do período chuvoso. Então tem mais calor, associado com a umidade do oceano provoca a convecção, que é o combustível dessas nuvens. As cúmulus-ninbus são comuns em todas as regiões, mas normalmente se formam em áreas quentes. Quando acontece em área urbana, passando pela cidade, acaba causando alguns estragos. Mas esse fenômeno é muito comum”, explicou.

Hoje foi depositada a segunda parcela da ajuda financeira da União. O valor repassado ao Estado da Paraíba foi de R$ 110,9 milhões.

Já em relação à parcela para combate à Covid-19, foram depositados R$ 49,9 milhões. (Foto: Reprodução)

O Estado da Paraíba recebeu, nesta segunda-feira (13), R$ 160,8 milhões em verdas de ajuda financeira da União e para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Hoje foi depositada a segunda parcela da ajuda financeira da União. O valor repassado ao Estado da Paraíba foi de R$ 110,9 milhões.

Já em relação à parcela para combate à Covid-19, foram depositados R$ 49,9 milhões.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda-feira (13.07), 431 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 315 (73%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 116 (27%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 72.901 casos já confirmados, sendo 21.203 graves e 51.698 leves.
⠀⠀⠀
Também foram confirmados 57 óbitos, ocorridos desde o dia 07 de abril. Do total de mortes no informe de hoje, 39 (68%) ocorreram de 07/04 a 09/07. As outras 18 (32%) ocorreram nos últimos 3 dias. Com isso, o Estado totaliza 5.652 óbitos pela doença. O

Paraíba registra 324 novos casos de Covid-total de mortos chega a 1.302 e mais de 61 mil infectados

O índice de Isolamento Social foi de apenas 46%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Até o momento, 181.680 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 324 novos casos de Covid-19 e 18 óbitos confirmados desde a última atualização, 5 deles ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde, em boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (13), são 61.108 pessoas que já contraíram a doença, 22.468 que já se recuperaram e 1.302 faleceram. Até o momento, 181.680 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 61.108
  • Casos Descartados: 71.609
  • Óbitos confirmados: 1.302
  • Casos recuperados: 22.468
  • Total de municípios: 218

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 54%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 62%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 45% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 63% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 46%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (37); Aguiar (19); Alagoa Grande (555); Alagoa Nova (206); Alagoinha (582); Alcantil (22); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (429); Amparo (12); Aparecida (37); Araçagi (345); Arara (131); Araruna (149); Areia (205); Areia de Baraúnas (2); Areial (36); Aroeiras (109); Assunção (27); Baia da Traição (302); Bananeiras (98); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (30); Barra de Santana (70); Barra de São Miguel (12); Bayeux (1079); Belém (496); Belém do Brejo do Cruz (13); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (61); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (7); Boqueirão (173); Borborema (7); Brejo do Cruz (158); Brejo dos Santos (14); Caaporã (810); Cabaceiras (19); Cabedelo (2017); Cachoeira dos Índios (48); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (79); Cacimbas (39); Caiçara (299); Cajazeiras (822); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (112); Camalaú (1); Campina Grande (8200); Capim (130); Caraúbas (29); Carrapateira (27); Casserengue (153); Catingueira (15), Catolé do Rocha (184); Caturité (63); Conceição (123); Condado (92); Conde (506); Congo (41); Coremas (48); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (239); Cubati (56); Cuité (126); Cuité de Mamanguape (72); Cuitegí (189); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (42); Diamante (3); Dona Inês (42); Duas Estradas (45); Emas (5); Esperança (316); Fagundes (59); Frei Martinho (5); Gado Bravo (77); Guarabira (2710); Gurinhém (251); Gurjão (19); Ibiara (13); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (526); Itabaiana (818); Itaporanga (59); Itapororoca (348); Itatuba (198); Jacaraú (172); Jericó (5); João Pessoa (16.702); Joca Claudino (2); Juarez Távora (212); Juazeirinho (127); Junco do Seridó (31); Juripiranga (335); Juru (14); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (60); Lagoa Seca (499); Lastro (15); Livramento (47); Logradouro (92); Lucena (221); Mãe d’Água (15); Malta (26); Mamanguape (1644); Manaíra (7); Marcação (112); Mari (600); Marizópolis (8); Massaranduba (226); Mataraca (125); Matinhas (51); Mato Grosso (7); Matureia (25); Mogeiro (98); Montadas (35); Monteiro (146); Mulungu (229); Natuba (45); Nazarezinho (10); Nova Floresta (26), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (35); Olivedos (44);  Parari (4); Passagem (30); Patos (1989); Paulista (70); Pedra Lavrada (26); Pedras de Fogo (1078); Pedro Régis (31); Piancó (96); Picuí (130); Pilar (206); Pilões (42); Pilõezinhos (177); Pirpirituba (140); Pitimbu (540); Pocinhos (69);  Poço Dantas (4); Pombal (184); Prata (2); Princesa Isabel (46); Puxinanã (208);  Queimadas (667); Quixaba (26); Remígio (183); Riachão (35); Riachão do Bacamarte (193);  Riachão do Poço (43); Riacho de Santo Antônio (19); Riacho dos Cavalos (5); Rio Tinto (670); Salgadinho (11); Salgado de São Felix (141); Santa Cecília (45); Santa Cruz (14); Santa Helena (11); Santa Inês (25);  Santa Luzia (180); Santa Rita (1528); Santa Terezinha (40); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (7); Santo André (5); São Bentinho (24); São Bento (711); São Domingos do Cariri (29);  São Francisco (12);  São João do Cariri (44); São João do Rio do Peixe (103); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (11); São José de Piranhas (78); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (52); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (169); São José dos Cordeiros (5); São José dos Ramos (148); São Mamede (34); São Miguel de Taipu (80); São Sebastião de Lagoa de Roça (140); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (32); Sapé (653); Serra Branca (95); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (157); Serraria (48); Sertãozinho (62); Sobrado (103); Solânea (204); Soledade (101); Sossego (8), Sousa (692); Sumé (93); Tacima (91); Taperoá (52); Tavares (32); Teixeira (89); Tenório (13); Triunfo (15); Uiraúna (30); Umbuzeiro (55); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (9).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 13/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

18 óbitos foram registrados entre os dias 24 de maio e 13 de julho:

Mulher, 80 anos. Residente em Casserengue. Cardiopata. Início dos sintomas em 12/06, foi a óbito em sua residência no dia 13/07. 

Homem, 48 anos. Residente em Bayeux. Hipertenso. Início dos sintomas em 25/06, foi a óbito em hospital público no dia 12/07.

Homem, 50 anos. Residente em Cabedelo. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 22/04, foi a óbito em hospital público no dia 12/07.

Mulher, 38 anos. Residente em Pedras de Fogo. Obesa. Início dos sintomas em 30/06. Foi a óbito em hospital privado no dia 12/07.

Homem, 93 anos. Residente em Queimadas. Cardiopata. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 12/07.

Homem, 93 anos. Residente em João Pessoa. Diabético, Cardiopata. Início dos sintomas em 02/07,  foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Mulher, 72 anos. Residente em Lagoa Seca. Imunossuprimida. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Homem, 63 anos. Residente em Mamanguape. Hipertenso, diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 24/06, foi a óbito em hospital público no dia 09/07.

Homem, 54 anos. Residente em Cabedelo. Obeso, Etilista e portador de doença hepática. Início dos sintomas em 04/07, foi a óbito em hospital público no dia 08/07

Mulher, 84 anos. Residente em João Pessoa. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 19/06, foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Mulher, 96 anos. Residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 12/06, foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Homem, 97 anos. Residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 09/06, foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 86 anos. Residente em Campina Grande. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em hospital público no dia 15/06.

Homem, 50 anos. Residente em João Pessoa. Diabético. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 82 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata, hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 18/05, foi a óbito em hospital público no dia 07/06.

Mulher, 27anos. Residente em João Pessoa. Portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 21/05, foi a óbito em hospital púbico no dia 02/06.

Mulher, 77 anos. Residente em Pedras de Fogo. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 30/05.

Homem, 68 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata e obeso. Início dos sintomas em 17/05, foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Hoje foi depositada a segunda parcela da ajuda financeira da União. O valor repassado ao Estado da Paraíba foi de R$ 110,9 milhões.

Já em relação à parcela para combate à Covid-19, foram depositados R$ 49,9 milhões. (Foto: Reprodução)

O Estado da Paraíba recebeu, nesta segunda-feira (13), R$ 160,8 milhões em verdas de ajuda financeira da União e para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Hoje foi depositada a segunda parcela da ajuda financeira da União. O valor repassado ao Estado da Paraíba foi de R$ 110,9 milhões.

Já em relação à parcela para combate à Covid-19, foram depositados R$ 49,9 milhões.

São 60.784 pessoas que já contraíram a doença, 22.292 que já se recuperaram e 1.284 faleceram.

A Secretaria de Saúde da Paraíba confirmou 34 óbitos, sendo cinco nas últimas 24 horas (Foto: Reprodução)

Neste domingo (12), a Paraíba registrou 363 novos casos de Covid-19 e 34 óbitos confirmados desde a última atualização, cinco deles ocorridos nas últimas 24h. São 60.784 pessoas que já contraíram a doença, 22.292 que já se recuperaram e 1.284 faleceram. Até o momento, 179.946 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 51%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 59%. Em Campina Grande, estão ocupados 43% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 58% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 42,1 %, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (37); Aguiar (19); Alagoa Grande (550); Alagoa Nova (204); Alagoinha (577); Alcantil (22); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (415); Amparo (12); Aparecida (37); Araçagi (345); Arara (130); Araruna (149); Areia (204); Areia de Baraúnas (2); Areial (34); Aroeiras (109); Assunção (27); Baia da Traição (301); Bananeiras (98); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (30); Barra de Santana (70); Barra de São Miguel (12); Bayeux (1077); Belém (490); Belém do Brejo do Cruz (13); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (61); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (7); Boqueirão (171); Borborema (7); Brejo do Cruz (158); Brejo dos Santos (14); Caaporã (810); Cabaceiras (19); Cabedelo (2016); Cachoeira dos Índios (48); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (79); Cacimbas (39); Caiçara (299); Cajazeiras (811); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (112); Camalaú (1); Campina Grande (8193); Capim (127); Caraúbas (29); Carrapateira (27); Casserengue (153); Catingueira (15), Catolé do Rocha (183); Caturité (63); Conceição (123); Condado (92); Conde (501); Congo (41); Coremas (48); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (236); Cubati (56); Cuité (126); Cuité de Mamanguape (72); Cuitegí (189); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (42); Diamante (3); Dona Inês (42); Duas Estradas (44); Emas (5); Esperança (316); Fagundes (59); Frei Martinho (5); Gado Bravo (78); Guarabira (2687); Gurinhém (251); Gurjão (19); Ibiara (13); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (486); Itabaiana (817); Itaporanga (59); Itapororoca (309); Itatuba (197); Jacaraú (171); Jericó (5); João Pessoa (16.635); Joca Claudino (2); Juarez Távora (212); Juazeirinho (127); Junco do Seridó (31); Juripiranga (335); Juru (14); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (60); Lagoa Seca (498); Lastro (15); Livramento (47); Logradouro (92); Lucena (220); Mãe d’Água (15); Malta (26); Mamanguape (1641); Manaíra (7); Marcação (111); Mari (596); Marizópolis (8); Massaranduba (223); Mataraca (121); Matinhas (51); Mato Grosso (7); Matureia (25); Mogeiro (96); Montadas (35); Monteiro (145); Mulungu (229); Natuba (45); Nazarezinho (10); Nova Floresta (26), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (35); Olivedos (44);  Parari (4); Passagem (30); Patos (1987); Paulista (70); Pedra Lavrada (26); Pedras de Fogo (1075); Pedro Régis (31); Piancó (96); Picuí (127); Pilar (206); Pilões (42); Pilõezinhos (182); Pirpirituba (140); Pitimbu (540); Pocinhos (69);  Poço Dantas (3); Pombal (186); Prata (2); Princesa Isabel (46); Puxinanã (206);  Queimadas (674); Quixaba (26); Remígio (183); Riachão (35); Riachão do Bacamarte (193);  Riachão do Poço (43); Riacho de Santo Antônio (19); Riacho dos Cavalos (5); Rio Tinto (670); Salgadinho (11); Salgado de São Felix (133); Santa Cecília (45); Santa Cruz (14); Santa Helena (11); Santa Inês (25);  Santa Luzia (180); Santa Rita (1514); Santa Terezinha (40); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (7); Santo André (5); São Bentinho (24); São Bento (711); São Domingos do Cariri (29);  São Francisco (12);  São João do Cariri (44); São João do Rio do Peixe (103); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (11); São José de Piranhas (78); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (52); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (169); São José dos Cordeiros (5); São José dos Ramos (138); São Mamede (34); São Miguel de Taipu (80); São Sebastião de Lagoa de Roça (140); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (31); Sapé (652); Serra Branca (95); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (157); Serraria (48); Sertãozinho (62); Sobrado (103); Solânea (204); Soledade (101); Sossego (8), Sousa (664); Sumé (93); Tacima (91); Taperoá (51); Tavares (32); Teixeira (89); Tenório (13); Triunfo (15); Uiraúna (30); Umbuzeiro (55); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (9).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 12/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

34 óbitos foram registrados entre os dias 13 de maio e 11 de julho:

Homem, 90 anos. Residente em Baia da Traição. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 01/07, foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Homem, 81 anos. Residente em Conceição. Hipertenso, diabético e portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 14/06, foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Homem, 60 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopatia, hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 16/06, foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Homem, 93 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 01/07. Foi a óbito em hospital privado no dia 11/07.

Homem, 76 anos. Residente em Mari. Cardiopata e hipertenso. Início dos sintomas em 23/06, foi a óbito em hospital público no dia 11/07.

Homem, 25 anos. Residente em Mogeiro. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 22/06,  foi a óbito em hospital público no dia 10/07.

Mulher, 73 anos. Residente em Areial.Sem comorbidade. Início dos sintomas em 26/06, foi a óbito em hospital público no dia 10/07.

Mulher, 67 anos. Residente em Barra de Santana. Portadora de neoplasia e diabetes. Início dos sintomas em 22/06, foi a óbito em hospital público no dia 10/07.

Mulher, 80 anos. Residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 17/06, foi a óbito em hospital público no dia 09/07

Homem, 68 anos. Residente em Riachão do Poço. Hipertenso, cardiopata e portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 17/06, foi a óbito em hospital público no dia 09/07.

Homem, 41 anos. Residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas em 22/06, foi a óbito em hospital público no dia 08/07.

Mulher, 76 anos. Residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 27/06, foi a óbito em hospital público no dia 08/07.

Mulher, 62 anos. Residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 20/06, foi a óbito em hospital público no dia 08/07.

Mulher, 47 anos. Residente em Fagundes. Diabética. Início dos sintomas em 18/06, foi a óbito em hospital público no dia 08/07.

Mulher, 83 anos. Residente em Barra de Santana. Portadora de doença renal, hipertensão e diabetes. Início dos sintomas em 12/06, foi a óbito em hospital público no dia 07/07.

Mulher, 87anos. Residente em Campina Grande. Sequelada de AVE. Início dos sintomas em 25/06, foi a óbito em hospital púbico no dia 07/07.

Homem, 77 anos. Residente em Massaranduba. Tabagista. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 07/07.

Mulher, 79 anos. Residente em Alagoa Grande. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 25/06, foi a óbito em hospital público no dia 06/07.

Homem, 94 anos. Residente em Santa Rita. Hipertenso. Início dos sintomas em 20/06, foi a óbito em hospital público no dia 06/07.

Homem, 88 anos. Residente em Caturité. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 20/06, foi a óbito em hospital público no dia 04/07.

Homem, 85 anos. Residente em Campina Grande. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 16/06, foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Homem, 42 anos. Residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 27/06, foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Mulher, 60 anos. Residente em Cacimba de Dentro. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 23/06, foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Homem, 47 anos. Residente em Campina Grande. Obeso e tabagista. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 29/06.

Mulher, 94 anos. Residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 17/06, foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 84 anos. Residente em João Pessoa. Portadora de Diabetes, doença renal e doença respiratória. Início dos sintomas em 11/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 56 anos. Residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 15/06.

Mulher, 85 anos. Residente em João Pessoa. Portadora de doença renal, obesidade e cardiopatia. Início dos sintomas em 23/05, foi a óbito em hospital público no dia 06/06.

Homem, 71 anos. Residente em Campina Grande. Diabético, cardiopata e tabagista. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 03/06.

Homem, 67 anos. Residente em João Pessoa. Diabético, hipertenso, cardiopata e obeso. Início dos sintomas em 13/05, foi a óbito em hospital público no dia 31/05.

Mulher, 66 anos. Residente em Cruz do Espírito Santo. Hipertensa. Início dos sintomas em 17/05, foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Homem, 31 anos. Residente em João Pessoa. Etilista e tabagista. Início dos sintomas em 15/05, foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Homem, 71 anos. Residente em João Pessoa. Diabético.  Início dos sintomas em 17/05, foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Mulher, 65 anos. Residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 03/05, foi a óbito em hospital público no dia 13/05.

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis em

De acordo com boletim da Secretaria de Estado da Saúde divulgado neste sábado (11), são 60.421 pessoas que já contraíram a doença, 22.116 que já se recuperaram e 1.250 faleceram.

Até o momento, 178.914​ testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. ​(Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 1.303 novos casos de Covid-19 e 21 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo dois deles ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com boletim da Secretaria de Estado da Saúde divulgado neste sábado (11), são 60.421 pessoas que já contraíram a doença, 22.116 que já se recuperaram e 1.250 faleceram. Até o momento, 178.914 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira abaixo os dados do boletim epidemiológico: 

Casos Confirmados: 60.421
Casos Descartados: 70.966
Óbitos confirmados: 1.250
Casos recuperados: 22.116
Total de municípios: 218

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 53%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 64%. Em Campina Grande, estão ocupados 48% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 52% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 39,8 %, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (37); Aguiar (19); Alagoa Grande (547); Alagoa Nova (204); Alagoinha (577); Alcantil (22); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (397); Amparo (12); Aparecida (37); Araçagi (345); Arara (130); Araruna (149); Areia (203); Areia de Baraúnas (2); Areial (34); Aroeiras (109); Assunção (27); Baia da Traição (301); Bananeiras (97); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (30); Barra de Santana (70); Barra de São Miguel (12); Bayeux (1071); Belém (490); Belém do Brejo do Cruz (13); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (61); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (6); Boqueirão (171); Borborema (7); Brejo do Cruz (158); Brejo dos Santos (14); Caaporã (807); Cabaceiras (19); Cabedelo (2015); Cachoeira dos Índios (48); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (73); Cacimbas (39); Caiçara (298); Cajazeiras (794); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (111); Camalaú (1); Campina Grande (8136); Capim (127); Caraúbas (29); Carrapateira (27); Casserengue (153); Catingueira (15), Catolé do Rocha (183); Caturité (63); Conceição (122); Condado (92); Conde (500); Congo (41); Coremas (47); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (236); Cubati (56); Cuité (125); Cuité de Mamanguape (72); Cuitegí (189); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (42); Diamante (3); Dona Inês (42); Duas Estradas (44); Emas (5); Esperança (316); Fagundes (59); Frei Martinho (4); Gado Bravo (78); Guarabira (2679); Gurinhém (249); Gurjão (19); Ibiara (13); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (438); Itabaiana (813); Itaporanga (59); Itapororoca (308); Itatuba (197); Jacaraú (171); Jericó (5); João Pessoa (16.566); Joca Claudino (2); Juarez Távora (212); Juazeirinho (127); Junco do Seridó (31); Juripiranga (335); Juru (14); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (60); Lagoa Seca (498); Lastro (15); Livramento (47); Logradouro (92); Lucena (220); Mãe d’Água (15); Malta (26); Mamanguape (1638); Manaíra (7); Marcação (111); Mari (591); Marizópolis (8); Massaranduba (222); Mataraca (121); Matinhas (51); Mato Grosso (7); Matureia (25); Mogeiro (96); Montadas (35); Monteiro (144); Mulungu (229); Natuba (45); Nazarezinho (10); Nova Floresta (26), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (35); Olivedos (44);  Parari (4); Passagem (30); Patos (1952); Paulista (70); Pedra Lavrada (26); Pedras de Fogo (1071); Pedro Régis (30); Piancó (95); Picuí (125); Pilar (204); Pilões (42); Pilõezinhos (182); Pirpirituba (139); Pitimbu (539); Pocinhos (69);  Poço Dantas (3); Pombal (186); Prata (2); Princesa Isabel (46); Puxinanã (205);  Queimadas (674); Quixaba (26); Remígio (183); Riachão (35); Riachão do Bacamarte (193);  Riachão do Poço (43); Riacho de Santo Antônio (19); Riacho dos Cavalos (5); Rio Tinto (670); Salgadinho (11); Salgado de São Felix (126); Santa Cecília (45); Santa Cruz (14); Santa Helena (10); Santa Inês (25);  Santa Luzia (180); Santa Rita (1490); Santa Terezinha (40); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (24); São Bento (710); São Domingos do Cariri (29);  São Francisco (12);  São João do Cariri (44); São João do Rio do Peixe (102); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (11); São José de Piranhas (77); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (52); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (169); São José dos Cordeiros (5); São José dos Ramos (136); São Mamede (33); São Miguel de Taipu (80); São Sebastião de Lagoa de Roça (140); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (28); Sapé (651); Serra Branca (95); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (157); Serraria (45); Sertãozinho (62); Sobrado (102); Solânea (204); Soledade (101); Sossego (8), Sousa (664); Sumé (93); Tacima (91); Taperoá (51); Tavares (32); Teixeira (88); Tenório (13); Triunfo (15); Uiraúna (30); Umbuzeiro (52); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (8).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 11/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

21 óbitos foram registrados entre os dias 16 de abril e 10 de julho:

Mulher, 87 anos. Residente em Cajazeiras. Portadora de doença renal. Início dos sintomas em 01/07, foi a óbito em hospital público no dia 10/07. 

Homem, 64 anos. Residente em Cajazeiras. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 24/06, foi a óbito em hospital público no dia 10/07.

Homem, 81 anos. Residente em Cabedelo. Portador de cardiopatia, doença neurológica e respiratória. Início dos sintomas em 07/06, foi a óbito em hospital público no dia 09/07.

Mulher, 95 anos. Residente em Mamanguape. cardiopata. Início dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Mulher, 68 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata e hipertensa. Início dos sintomas em 30/05, foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 83 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 22/05,  foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Homem, 78 anos. Residente em João Pessoa.Portador de doença neurológica e transtorno mental. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 58 anos. Residente em João Pessoa. Diabético. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 70 anos. Residente em João Pessoa. Portador de doença hepática. Início dos sintomas em 22/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06

Homem, 82 anos. Residente em João Pessoa. Diabético, cardiopata, imunossuprimido.  Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 07/06.

Mulher, 104 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 19/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 34 anos. Residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 13/04, foi a óbito em hospital público no dia 02/06.

Homem, 89 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 24/05, foi a óbito em hospital público no dia 01/06.

Mulher, 59 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata, diabética. Início dos sintomas em 13/05, foi a óbito em hospital público no dia 31/05.

Homem, 60 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 16/05, foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Homem, 61 anos. Residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 15/05, foi a óbito em hospital púbico no dia 26/05.

Homem, 96 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 01/05, foi a óbito em hospital público no dia 25/05.

Mulher, 67 anos. Residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas em 22/05, foi a óbito em hospital privado no dia 24/05.

Homem, 44 anos. Residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 17/05, foi a óbito em hospital público no dia 22/05.

Mulher, 58 anos. Residente em Santa Rita. Diabética. Início dos sintomas em 11/05, foi a óbito em hospital público no dia 14/05.

Homem, 87 anos. Residente em João Pessoa. Diabético. Início dos sintomas em 16/04, foi a óbito no mesmo dia em hospital público. 

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis em www.paraiba.pb.gov.br/coronavi…

Mais de 20 municípios da Paraíba alcançam bandeira verde na pandemia e podem retomar comércio e serviços sem restrições

Cacimbas foi primeira e única classificada com bandeira verde, ainda em junho, regrediu para a amarela, e agora voltou a ter bandeira verde. (Foto: Divulgação)

A Paraíba tem 23 municípios que podem reabrir o comércio e retomar todas as outras atividades durante a pandemia do novo coronavírus. Eles alcançaram a bandeira verde, que indica um maior controle pandêmico e possibilidade de retomada com segurança, mas obedecendo aos protocolos de distanciamento e uso de proteção com máscaras e álcool gel.

As novas bandeiras que estabelecem a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades em toda a Paraíba foram divulgadas na noite deste sábado (11) e já estão disponíveis na página oficial do Governo do Estado, onde é possível ver as listas com todas as bandeiras. Os dados apontam que 182 (82%) municípios possuem bandeira amarela; 23 (10%) bandeira verde; e 18 (8%) bandeira laranja.

Nenhum município da Paraíba obteve a bandeira vermelha na terceira avaliação, que tem vigência entre os dias 13 e 27 de julho. Com isso, Bayeux e Santa Rita, que estavam com bandeira vermelha e tendo altos índices de casos confirmados, conseguiram estabilização e passam agora a ter bandeira amarela. Podem retomar atividades, mas com algumas restrições.

As cores das bandeiras que subsidiam os gestores municipais na tomada de decisões acertadas para evitar o aumento da propagação do novo coronavírus, permitindo o retorno seguro e paulatino das atividades econômicas, levam em consideração as taxas de obediência ao isolamento, progressão de casos novos da Covi-19 e ocupação hospitalar e são analisadas cumulativamente em intervalos de 15 dias. Na avaliação passada, 136  municípios estavam com a bandeira laranja; 79 com bandeira amarela; oito bandeira vermelha; e nenhum obteve a bandeira verde.

O secretário executivo de Gestão de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, explicou que a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foi o principal fator para a ampliação da flexibilização, uma vez que a Paraíba manteve a média da taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 60% em todo o estado. “Ficar em casa o quanto possível, sempre usar máscaras ao sair, sempre evitar aglomerações, nunca incentivar práticas que coloquem sua saúde e a dos demais em risco são aprendizados deste Novo Normal que devem ser parte do cotidiano de todos nós”, observou.

Nos municípios classificados com bandeira amarela residem 86,95% da população paraibana. Estão inseridos na bandeira, João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Guarabira, Itaporanga e Monteiro. A classificação permite o funcionamento do comércio varejista e do transporte coletivo municipal, de acordo com os protocolos obedecidos pelas autoridades competentes.
Já Bayeux e Santa Rita, na Grande João Pessoa, se mantiveram com bandeira laranja. Princesa Isabel, Matureia e Bonito de Santa Fé, que antes estavam na bandeira amarela, passaram agora para a bandeira laranja e devem manter apenas o funcionamento de atividades essenciais, sem a necessidade de restrição de circulação de pessoas.

Os municípios de Barra de Santana, Belém do Brejo do Cruz, Matinhas, Santo André e São João do Rio do Peixe estão com sinalização verde, o que permite a retomada de todos os segmentos da atividade econômica, exceto atividades escolares e acadêmicas presenciais, levando em consideração os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias para cada área.
De acordo com boletim divulgado hoje pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba contabiliza  60.421 casos confirmados de coronavírus e 1.250 óbitos provocados pela doença que já chegou a 218 municípios.

Nos municípios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, podem funcionar atividades essenciais, como agropecuária; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes bancários e seguradoras; empresas de telecomunicação, comunicação e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extração, produção, siderúrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de logística, Correios e manutenção de veículos automotores; supermercados e afins; serviços de Saúde; tratamento de água e esgoto e coleta de resíduos; administração pública (observada a adoção regimes home office), além dos já sinalizados com adequações para funcionamento.

Nos municípios com bandeira amarela, funcionam os já autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e serviços em geral; escolinhas de esporte sem contato físico (natação e tênis, por exemplo).

Todos os segmentos da economia e da sociedade podem retomar suas atividades nos municípios que se encontram na bandeira verde, observando a adoção de protocolos operacionais para funcionamento das diversas atividades, que terão como foco a proteção do indivíduo, que deve passar a viver o ‘novo normal’, fazendo escolhas e evitando o contato entre pessoas; ambientes fechados e confinados e aglomerações, mesmo ao ar livre.

Estão liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas online, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

O plano ‘Novo Normal Paraíba’ foi viabilizado devido à consistente ampliação das capacidades de resposta do Sistema de Saúde paraibano; ao aumento da testagem da população; e aos avanços das medidas para desaceleração paulatina da disseminação do vírus; além da manutenção da menor taxa de letalidade da região Nordeste.

 

Michelle Bolsonaro e filhas testam negativo para Covid-19

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, afirmou na manhã deste sábado, 11, que o resultado de seu exame e o de suas filhas para o novo coronavírus foi negativo. Em suas redes sociais, Michelle publicou o teste com o resultado.

“Minhas filhas e eu testamos negativo para a Covid-19. Agradeço as orações”, escreveu na publicação. Michelle é mãe de Laura, 9 anos, sua filha com o presidente Jair Bolsonaro, e Letícia Firmo, 17 anos, fruto de outro relacionamento da primeira-dama. As duas moram no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência.

 

Bolsonaro anunciou ter testado positivo para a Covid-19 na última terça-feira, 7, e desde então segue isolado no Alvorada, despachando remotamente. Membros do governo que tiveram contato com o presidente passaram por testes ao longo desta semana.

Ao menos 13 ministros realizaram exames e testaram negativo. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também fez o teste e informou que o resultado deu negativo.

Os ministros que despacham no Planalto continuaram cumprindo agenda presencial no local, enquanto Bolsonaro cumpre agendas por videoconferência. Em nota, o Planalto informou ainda que 108 dos 3.400 servidores testaram positivo para Covid-19 até 3 de julho.

Agenda

Neste sábado, ainda em isolamento, o presidente recebeu a visita do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, que já teve o novo coronavírus. O filho do presidente senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) também foi recebido no Alvorada.

Na agenda oficial do presidente não constam compromissos previstos para o final de semana. * Com informações do Estadão Conteúdo

A Paraíba registrou neste domingo (05) 422 novos casos de Covid-19 e 17 óbitos confirmados desde a última atualização, 3 deles ocorridos nas últimas 24h. São 52.728 pessoas que já contraíram a doença, 18.049 que já se recuperaram e 1.099 faleceram. Até o momento, 154.612 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 61%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 66%. Em Campina Grande, estão ocupados 65% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 54% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,47%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (33); Aguiar (17); Alagoa Grande (455); Alagoa Nova (178); Alagoinha (488); Alcantil (21); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (362); Amparo (12); Aparecida (33); Araçagi (306); Arara (105); Araruna (111); Areia (178); Areia de Baraúnas (1); Areial (30); Aroeiras (96); Assunção (26); Baia da Traição (201); Bananeiras (83); Baraúna (116); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (60); Barra de São Miguel (7); Bayeux (932); Belém (348); Belém do Brejo do Cruz (9); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (3); Boa Vista (53); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (3); Boqueirão (151); Borborema (7); Brejo do Cruz (118); Brejo dos Santos (8); Caaporã (778); Cabaceiras (11); Cabedelo (1934); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (53); Cacimbas (40); Caiçara (249); Cajazeiras (646); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (97); Camalaú (1); Campina Grande (7126); Capim (103); Caraúbas (24); Carrapateira (20); Casserengue (136); Catingueira (15), Catolé do Rocha (169); Caturité (61); Conceição (34); Condado (83); Conde (422); Congo (36); Coremas (37); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (188); Cubati (45); Cuité (115); Cuité de Mamanguape (58); Cuitegí (155); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (36); Diamante (3); Dona Inês (24); Duas Estradas (42); Emas (3); Esperança (282); Fagundes (47); Frei Martinho (3); Gado Bravo (73); Guarabira (2440); Gurinhém (200); Gurjão (19); Ibiara (11); Igaracy (4); Imaculada (22); Ingá (387); Itabaiana (691); Itaporanga (48); Itapororoca (255); Itatuba (158); Jacaraú (137); Jericó (6); João Pessoa (14777); Joca Claudino (2); Juarez Távora (166); Juazeirinho (117); Junco do Seridó (27); Juripiranga (321); Juru (13); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (47); Lagoa Seca (439); Lastro (13); Livramento (43); Logradouro (64); Lucena (193); Mãe d’Água (12); Malta (21); Mamanguape (1403); Manaíra (7); Marcação (56); Mari (437); Marizópolis (8); Massaranduba (182); Mataraca (105); Matinhas (45); Mato Grosso (7); Matureia (24); Mogeiro (79); Montadas (34); Monteiro (108); Mulungu (188); Natuba (44); Nazarezinho (7); Nova Floresta (18), Nova Olinda (6); Nova Palmeira (35); Olho D´Água (34); Olivedos (38);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1712); Paulista (64); Pedra Lavrada (22); Pedras de Fogo (994); Pedro Régis (26); Piancó (66); Picuí (91); Pilar (169); Pilões (38); Pilõezinhos (166); Pirpirituba (108); Pitimbu (491); Pocinhos (63);  Poço Dantas (3); Pombal (163); Prata (2); Princesa Isabel (41); Puxinanã (193);  Queimadas (570); Quixaba (26); Remígio (160); Riachão (26); Riachão do Bacamarte (188);  Riachão do Poço (35); Riacho de Santo Antônio (18); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (538); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (109); Santa Cecília (21); Santa Cruz (13); Santa Helena (10); Santa Inês (17);  Santa Luzia (172); Santa Rita (1337); Santa Terezinha (31); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (21); São Bento (602); São Domingos do Cariri (17);  São Francisco (8);  São João do Cariri (28); São João do Rio do Peixe (64); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (29); São José de Espinharas (7); São José de Piranhas (70); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (51); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (163); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (104); São Mamede (31); São Miguel de Taipu (76); São Sebastião de Lagoa de Roça (124); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (558); Serra Branca (62); Serra da Raíz (13); Serra Grande (6); Serra Redonda (143); Serraria (28); Sertãozinho (39); Sobrado (75); Solânea (177); Soledade (90); Sossego (7), Sousa (615); Sumé (69); Tacima (68); Taperoá (51); Tavares (26); Teixeira (78); Tenório (11); Triunfo (9); Uiraúna (27); Umbuzeiro (44); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 04/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

17 óbitos foram registrados entre os dias 24 de maio e 05 de julho:

Homem, 76 anos, residente em Arara. Hipertenso, portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 08/06, foi a óbito em hospital púbico no dia 23/06.

Homem, 80 anos, residente em Bayeux. Portador de doença renal. Início dos sintomas em 15/05. Foi a óbito em hospital público no dia 05/07.

Homem, 72 anos, residente em Campina Grande. Diabético, cardiopata, portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Mulher, 68 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata, portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 67 anos, residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Homem, 80 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 14/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Mulher, 62 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 03/06. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Mulher, 76 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 16/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 67 anos, residente em Campina Grande. Diabética, cardiopata, ex-tabagista. Início dos sintomas em 16/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Mulher, 67 anos, residente em Itabaiana. Diabética, hipertensa. Início dos sintomas em 28/06. Foi a óbito em hospital público no dia 04/07.

Homem, 79 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 24/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 03/06.

Homem, 64 anos, residente em João Pessoa. Diabético, obeso, portador de pneumopatia crônica. Início dos sintomas em 20/05. Foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Homem, 63 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 06/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 29/05.

Mulher, 79 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 68 anos, residente em Natuba. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 23/06. Foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Mulher, 73 anos, residente em Patos. Hipertensa, diabética. Início dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 04/07.

Mulher, 66 anos, residente em Pedras de Fogo. Diabética, hipertensa, obesa. Início dos sintomas em 13/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

 

Brasil tem 1.603.055 casos de covid-19 diagnosticados

Boletim divulgado hoje (5) pelo Ministério da Saúde, registra que até o momento o Brasil tem 1.603.055 casos da covid-19. Desses, 64.867 casos resultaram em óbito, sendo 602 registrados nas últimas 24 horas. O número de pessoas recuperadas soma 906.286, o equivalente a 56,5% dos infectados.

São Paulo continua com o maior número de casos, 320.179; seguido pelo Ceará com 121.464, e pelo Rio de Janeiro, com 121.292. Em número de mortes, no entanto, o Rio de Janeiro, com 10.667, ultrapassa o Ceará, que teve 6.441 óbitos até o momento. Também nesse quesito, São Paulo registra o maior número, com 16.078 mortes.

Entre os estados com menos registros, o Mato Grosso do Sul é o de menor incidência, com 10.089 casos e 117 mortes. Tocantins, com 12.475 casos e 220 mortes, vem em seguida.

Apesar dos números nacionais, algumas cidades estudam a volta gradual da rotina. Na cidade de São Paulo, o prefeito Bruno Covas assinou os protocolos para reabertura dos setores de bares, restaurantes, estética e beleza na cidade.

No Rio de Janeiro, a reabertura de bares levou muita gente para a rua durante o primeiro dia de liberação. Na sexta-feira (3), após medidas punitivas, os estabelecimentos da cidade tomaram atitudes para diminuir as aglomerações.

No Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha assinou decreto com o calendário de abertura de bares e escolas. O DF registra, até o momento, 57.854 casos diagnosticados e 699 mortes.

A Paraíba registrou 1.541 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 4 deles ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com as informações da Secretaria de Estado da Saúde em boletim epidemiológico divulgado neste sábado (4), são 52.306 pessoas que já contraíram a doença, 17.798 que já se recuperaram e 1.082 faleceram. Até o momento, 149.064 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

  • Casos Confirmados: 52.306
  • Casos Descartados: 58.569
  • Óbitos confirmados: 1.082
  • Casos recuperados: 17.798
  • Total de municípios: 218

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 64% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 52% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 38,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (33); Aguiar (17); Alagoa Grande (454); Alagoa Nova (177); Alagoinha (488); Alcantil (21); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (361); Amparo (12); Aparecida (33); Araçagi (306); Arara (104); Araruna (110); Areia (178); Areia de Baraúnas (1); Areial (30); Aroeiras (96); Assunção (26); Baia da Traição (201); Bananeiras (83); Baraúna (116); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (60); Barra de São Miguel (7); Bayeux (921); Belém (348); Belém do Brejo do Cruz (9); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (3); Boa Vista (53); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (150); Borborema (7); Brejo do Cruz (118); Brejo dos Santos (8); Caaporã (770); Cabaceiras (11); Cabedelo (1929); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (52); Cacimbas (40); Caiçara (249); Cajazeiras (633); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (96); Camalaú (1); Campina Grande (7067); Capim (103); Caraúbas (24); Carrapateira (20); Casserengue (135); Catingueira (15), Catolé do Rocha (169); Caturité (61); Conceição (34); Condado (80); Conde (422); Congo (36); Coremas (37); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (184); Cubati (45); Cuité (113); Cuité de Mamanguape (58); Cuitegí (155); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (36); Diamante (3); Dona Inês (24); Duas Estradas (42); Emas (3); Esperança (280); Fagundes (47); Frei Martinho (3); Gado Bravo (69); Guarabira (2441); Gurinhém (200); Gurjão (19); Ibiara (11); Igaracy (4); Imaculada (17); Ingá (387); Itabaiana (664); Itaporanga (48); Itapororoca (253); Itatuba (157); Jacaraú (138); Jericó (5); João Pessoa (14631); Joca Claudino (2); Juarez Távora (166); Juazeirinho (117); Junco do Seridó (27); Juripiranga (321); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (45); Lagoa Seca (439); Lastro (13); Livramento (43); Logradouro (64); Lucena (193); Mãe d’Água (12); Malta (21); Mamanguape (1382); Manaíra (7); Marcação (56); Mari (434); Marizópolis (8); Massaranduba (181); Mataraca (105); Matinhas (45); Mato Grosso (7); Matureia (24); Mogeiro (79); Montadas (34); Monteiro (108); Mulungu (188); Natuba (44); Nazarezinho (7); Nova Floresta (18), Nova Olinda (6); Nova Palmeira (35); Olho D´Água (34); Olivedos (37);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1641); Paulista (64); Pedra Lavrada (22); Pedras de Fogo (993); Pedro Régis (26); Piancó (66); Picuí (91); Pilar (169); Pilões (38); Pilõezinhos (166); Pirpirituba (108); Pitimbu (491); Pocinhos (63);  Poço Dantas (3); Pombal (162); Prata (2); Princesa Isabel (41); Puxinanã (193);  Queimadas (569); Quixaba (26); Remígio (160); Riachão (26); Riachão do Bacamarte (188);  Riachão do Poço (35); Riacho de Santo Antônio (17); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (538); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (109); Santa Cecília (20); Santa Cruz (13); Santa Helena (10); Santa Inês (15);  Santa Luzia (172); Santa Rita (1336); Santa Terezinha (31); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (21); São Bento (601); São Domingos do Cariri (17);  São Francisco (8);  São João do Cariri (28); São João do Rio do Peixe (54); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (29); São José de Espinharas (7); São José de Piranhas (70); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (51); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (163); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (104); São Mamede (31); São Miguel de Taipu (76); São Sebastião de Lagoa de Roça (124); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (556); Serra Branca (61); Serra da Raíz (14); Serra Grande (6); Serra Redonda (143); Serraria (28); Sertãozinho (43); Sobrado (74); Solânea (177); Soledade (90); Sossego (7), Sousa (614); Sumé (68); Tacima (68); Taperoá (51); Tavares (26); Teixeira (78); Tenório (11); Triunfo (9); Uiraúna (27); Umbuzeiro (44); Várzea (8); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 04/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

20 óbitos foram registrados entre os dias 20 de maio e 04 de julho:

Mulher, 84 anos, residente em Alagoa Grande. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 04/06, foi a óbito em hospital púbico no dia 26/06.

Homem, 58 anos, residente em Alagoa Nova. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 67 anos, residente em Boqueirão.Portadora de doença renal e doença respiratória. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 30/06.

Homem, 71 anos, residente em Cabedelo.Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 26/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Homem, 68 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 08/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Mulher, 61 anos, residente em Campina Grande.Cardiopata e diabética. Início dos sintomas em 30/05. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 81 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 20/05

Homem, 85 anos, residente em Campina Grande. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07

Homem, 73 anos, residente em Catolé do Rocha.Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Homem, 49 anos, residente em Cuitegi.Diabético. Início dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07

Homem, 61 anos, residente em Esperança.Sem comorbidades. Início dos sintomas em 13/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06

Homem, 44 anos, residente em João Pessoa. Doente renal e hipertenso. Início dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Homem, 57 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital privado no dia 13/06.

Mulher, 78 anos, residente em Patos. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 80 anos, residente em Patos. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 04/07.

Homem, 55 anos, residente em Picuí. Etilista. Início dos sintomas em 02/07. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Mulher, 89 anos, residente em Pilar. Diabética. Início dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07.

Mulher, 77 anos, residente em Rio Tinto. Portadora de neoplasia e doença hepática. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 92 anos, residente em São José de Bonfim. Diabética e hipertensa. Início dos sintomas em 20/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07.

Homem, 60 anos, residente em São Miguel de Taipu. Hipertenso. Início dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em hospital público no dia 03/07.

Confusão em carreata termina com registro de tiros no Sertão da Paraíba

No vídeo registrado em uma das ruas de Jericó, é possível ouvir um grupo de pessoas acalmando uma mulher, que diz: “Deixe eu ir lá. Deixe eu ir.” Uma amiga tenta diminuir a tensão da mulher, dizendo: ‘Calma, calma…” (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma confusão durante uma carreata terminou com registro de tiros em Jericó, no Sertão da Paraíba. O fato aconteceu na noite deste sábado (4), durante evento de um pré-candidato a prefeito no município.

No vídeo registrado em uma das ruas de Jericó, é possível ouvir um grupo de pessoas acalmando uma mulher, que diz: “Deixe eu ir lá. Deixe eu ir.” Uma amiga tenta diminuir a tensão da mulher, dizendo: ‘Calma, calma…”

Até às 21h50 não havia divulgação de nomes de feridos e autores dos disparos. Ainda no vídeo, é possível ver uma ambulância passando na rua com os alertas ligados.

O estado de Pernambuco ultrapassou, nesta ùltima sexta-feira (3), a triste marca de mais de 5 mil vidas perdidas para o novo coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram confirmadas nas últimas 24 horas 100 novas mortes – 33 delas (33%) ocorridas entre 30 de junho e 2 de julho, e outras 67 (77%) no período de 4 de maio a 29 de junho. Ao todo, desde 25 de março, 5.068 pessoas vieram a óbito por causa da Covid-19.

Também nesta sexta, a SES recebeu a confirmação de 1.243 novas infecções. 1.114 delas (90%) são consideradas leves – quando o paciente não precisa de internação hospitalar, se encontra na fase final da doença ou estão curados e só descobriram agora que foram infectados. Já os outras 129 (10%) são graves, classificadas como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Os dois primeiros casos da Covid-19 em Pernambuco foram detectados em 12 de março. De lá para cá, o estado totaliza 62.362 casos confirmados, sendo 19.908%u202C graves e 42.454 leves.

Paraíba confirma 1.229 novos casos de Covid-19 em 24h; total de mortes chega a 1.062 e 50.765 infectados

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 1.229 novos casos de Covid-19 e 18 óbitos confirmados desde a última atualização, todos eles ocorridos entre 26 de maio e 30 de junho. A informação foi divulgada no fim da tarde desta sexta-feira (3), em boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde.

São 50.765 pessoas que já contraíram a doença, 16.971 que já se recuperaram e 1.062 faleceram. Até o momento, 144.872 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 50.765
  • Casos Descartados: 52.476
  • Óbitos confirmados: 1062
  • Casos recuperados: 16.971
  • Total de municípios: 218

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 70%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 64% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 54% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 40%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 218 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (33); Aguiar (16); Alagoa Grande (435); Alagoa Nova (167); Alagoinha (476); Alcantil (21); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (358); Amparo (12); Aparecida (30); Araçagi (299); Arara (92); Araruna (95); Areia (169); Areia de Baraúnas (1); Areial (30); Aroeiras (95); Assunção (26); Baia da Traição (200); Bananeiras (80); Baraúna (113); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (59); Barra de São Miguel (7); Bayeux (919); Belém (328); Belém do Brejo do Cruz (9); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (51); Bom Jesus (6); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (144); Borborema (7); Brejo do Cruz (113); Brejo dos Santos (7); Caaporã (763); Cabaceiras (11); Cabedelo (1914); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (50); Cacimbas (40); Caiçara (238); Cajazeiras (601); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (96); Camalaú (1); Campina Grande (6900); Capim (103); Caraúbas (23); Carrapateira (19); Casserengue (125); Catingueira (14), Catolé do Rocha (166); Caturité (60); Conceição (34); Condado (79); Conde (407); Congo (36); Coremas (37); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (183); Cubati (44); Cuité (109); Cuité de Mamanguape (57); Cuitegí (140); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (34); Diamante (3); Dona Inês (24); Duas Estradas (42); Emas (3); Esperança (266); Fagundes (47); Frei Martinho (3); Gado Bravo (69); Guarabira (2374); Gurinhém (202); Gurjão (19); Ibiara (11); Igaracy (4); Imaculada (14); Ingá (380); Itabaiana (661); Itaporanga (45); Itapororoca (212); Itatuba (149); Jacaraú (133); Jericó (5); João Pessoa (14208); Joca Claudino (2); Juarez Távora (161); Juazeirinho (107); Junco do Seridó (26); Juripiranga (320); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (44); Lagoa Seca (429); Lastro (13); Livramento (43); Logradouro (59); Lucena (191); Mãe d’Água (12); Malta (19); Mamanguape (1354); Manaíra (7); Marcação (48); Mari (421); Marizópolis (7); Massaranduba (159); Mataraca (87); Matinhas (44); Mato Grosso (7); Matureia (24); Mogeiro (76); Montadas (32); Monteiro (104); Mulungu (187); Natuba (43); Nazarezinho (7); Nova Floresta (17), Nova Olinda (6); Nova Palmeira (35); Olho D´Água (30); Olivedos (36);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1509); Paulista (64); Pedra Lavrada (22); Pedras de Fogo (988); Pedro Régis (26); Piancó (61); Picuí (88); Pilar (153); Pilões (37); Pilõezinhos (162); Pirpirituba (98); Pitimbu (491); Pocinhos (61);  Poço Dantas (3); Pombal (161); Prata (3); Princesa Isabel (40); Puxinanã (187);  Queimadas (550); Quixaba (26); Remígio (160); Riachão (25); Riachão do Bacamarte (188);  Riachão do Poço (33); Riacho de Santo Antônio (16); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (529); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (103); Santa Cecília (20); Santa Cruz (13); Santa Helena (10); Santa Inês (12);  Santa Luzia (171); Santa Rita (1292); Santa Terezinha (30); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (6); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (588); São Domingos do Cariri (14);  São Francisco (7);  São João do Cariri (28); São João do Rio do Peixe (49); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (19); São José de Caiana (28); São José de Espinharas (7); São José de Piranhas (71); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (50); São José do Brejo do Cruz (4); São José do Sabugi (163); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (93); São Mamede (31); São Miguel de Taipu (70); São Sebastião de Lagoa de Roça (124); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (548); Serra Branca (55); Serra da Raíz (12); Serra Grande (6); Serra Redonda (142); Serraria (28); Sertãozinho (39); Sobrado (74); Solânea (174); Soledade (89); Sossego (5), Sousa (575); Sumé (67); Tacima (67); Taperoá (51); Tavares (26); Teixeira (75); Tenório (11); Triunfo (8); Uiraúna (26); Umbuzeiro (34); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 03/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

18 óbitos foram registrados entre os dias 26 de maio e 30 de junho:

Homem, 76 anos, residente em Alagoa Grande. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 24/06, foi a óbito em sua residência no dia 27/06.

Homem, 43 anos, residente em Campina Grande.Hipertenso. Início dos sintomas em 24/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 74 anos, residente em Campina Grande.Ex – tabagista. Início dos sintomas em 17/06. Foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 90 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidade. Início dos sintomas em 25/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 89 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidade. Início dos sintomas em 08/06. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 69 anos, residente em Campina Grande.Sem comorbidade. Início dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Homem, 80 anos, residente em Campina Grande.Cardiopata. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 12/06.

Mulher, 20 anos, residente em Campina Grande.Portadora de Leucemia Mieloide Aguda. Início dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 80 anos, residente em Capim.Sem Comorbidade. Início dos sintomas em 09/06. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Mulher, 77 anos, residente em Capim.Diabética, cardiopata. Início dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 01/06.

Mulher, 77 anos, residente em João Pessoa. Portadora de cardiopatia e doença respiratória. Início dos sintomas em 19/05. Foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Mulher, 73 anos, residente em João Pessoa. Portadora de cardiopatia e hipertireoidismo. Início dos sintomas em 25/05. Foi a óbito em hospital público no dia 31/05.

Homem, 36 anos, residente em João Pessoa. Etilista e Tabagista. Início dos sintomas em 27/06. Foi a óbito em sua residência no dia 30/06.

Homem, 57 anos, residente em Lagoa Seca. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público dia 14/06.

Homem, 30 anos, residente em Mamanguape. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06.

Mulher, 82 anos, residente em Mamanguape. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Mulher, 92 anos, residente em Mamanguape. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 13/06.

Mulher, 19 anos, residente em Santa Luzia.Portadora de paralisia cerebral. Início dos sintomas em 27/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 03/06.

Em Pernambuco, 369 casos da Covid-19 e 31 óbitos por causa dessa doença provocada pelo novo coronavírus foram confirmados nesta segunda-feira (29). Com isso, o estado passou a contabilizar 58.476 infectados e 4.782 mortes, números que começaram a ser registrados em março, no início da pandemia.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco confirmou, nesta segunda (29), 283 casos leves da Covid-19, em que os pacientes não precisaram de internamento hospitalar e já estavam curados ou na fase final da doença. Outros 86 casos se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Até essa data, o estado tem 19.354‬ quadros graves e 39.122‬ casos leves da doença.

Com relação às 31 mortes, elas ocorreram desde o dia 1º de maio. O boletim epidemiológico detalhado, com a faixa etária e comorbidades das vítimas da pandemia e os municípios onde ocorreram os óbitos, vai ser divulgado à noite pelo governo estadual.

Paraíba confirma 378 novos casos e 20 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas; total de casos chega a 45 mil

A Paraíba registrou 378 novos infectados e 20 mortes confirmadas por covid-19, sendo 5 ocorridas nas últimas 24 horas, de acordo com boletim divulgado no fim da tarde desta segunda-feira (29), pela Secretaria de Estado da Saúde. São 45.057 pessoas que já contraíram a doença, 14.232 que já se recuperaram e 931 faleceram. 

Até o momento, 129.672 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira abaixo:

  • Casos Confirmados: 45.057
  • Casos Descartados: 40.423
  • Óbitos confirmados: 931
  • Casos recuperados: 14.232
  • Total de municípios: 217

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 61%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 70%. Em Campina Grande, estão ocupados 65% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 48% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 45,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (26); Aguiar (16); Alagoa Grande (382); Alagoa Nova (158); Alagoinha (399); Alcantil (20); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (310); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (242); Arara (79); Araruna (69); Areia (150); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (76); Assunção (26); Baia da Traição (161); Bananeiras (74); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (49); Barra de São Miguel (6); Bayeux (838); Belém (248); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (114); Borborema (6); Brejo do Cruz (84); Brejo dos Santos (5); Caaporã (746); Cabaceiras (11); Cabedelo (1771); Cachoeira dos Índios (42); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (178); Cajazeiras (489); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (73); Camalaú (1); Campina Grande (6505); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (101); Catingueira (12), Catolé do Rocha (147); Caturité (56); Conceição (11); Condado (69); Conde (343); Congo (29); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (182); Cubati (41); Cuité (96); Cuité de Mamanguape (46); Cuitegí (107); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (3); Dona Inês (9); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (237); Fagundes (43); Frei Martinho (2); Gado Bravo (61); Guarabira (2077); Gurinhém (160); Gurjão (19); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (364); Itabaiana (569); Itaporanga (27); Itapororoca (169); Itatuba (121); Jacaraú (108); Jericó (4); João Pessoa (12694); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (23); Juripiranga (266); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (33); Lagoa Seca (349); Lastro (13); Livramento (37); Logradouro (49); Lucena (173); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (1133); Manaíra (7); Marcação (32); Mari (342); Marizópolis (6); Massaranduba (141); Mataraca (82); Matinhas (36); Mato Grosso (7); Matureia (22); Mogeiro (67); Montadas (31); Monteiro (89); Mulungu (147); Natuba (37); Nazarezinho (4); Nova Floresta (16), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (29);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1340); Paulista (59); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (901); Pedro Régis (17); Piancó (55); Picuí (74); Pilar (133); Pilões (36); Pilõezinhos (133); Pirpirituba (78); Pitimbu (470); Pocinhos (49);  Poço Dantas (1); Pombal (146); Princesa Isabel (38); Puxinanã (170);  Queimadas (465); Quixaba (24); Remígio (146); Riachão (22); Riachão do Bacamarte (176);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (412); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (96); Santa Cecília (15); Santa Cruz (12); Santa Helena (10); Santa Inês (9);  Santa Luzia (160); Santa Rita (1230); Santa Terezinha (28); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (549); São Domingos do Cariri (7);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (40); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (38); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (3); São José do Sabugi (143); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (85); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (119); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (461); Serra Branca (37); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (131); Serraria (23); Sertãozinho (35); Sobrado (64); Solânea (152); Soledade (83); Sossego (5), Sousa (486); Sumé (47); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (19); Umbuzeiro (31); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 29/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

20 óbitos foram registrados, 08 deles ocorridos nas últimas 48h.

Homem, 69 anos, residente em Bayeux. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 83 anos, residente em Caiçara. Portadora de câncer e diabetes. Inicio dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 55 anos, residente em Campina Grande. Paciente era portador de disturbio do metabolismo. Inicio dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 67 anos, residente em Campina Grande. Sem informação de comorbidades. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 69 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Mulher, 88 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 62 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Inicio dos sintomas em 18/05. Foi a óbito em hospital público no dia 29/05.

Homem, 79 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em sua residência no dia 17/06.

Homem, 60 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 19/06. Foi a óbito em sua residência no dia 27/06.

Mulher, 63 anos, residente em Ingá. Diabética e cardiopata. Inicio dos sintomas em 17/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Homem, 41 anos, residente em João Pessoa. Diabético e obeso. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público no dia 28/05.

Homem, 73 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, cardiopata e portador de doença respiratória. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 74 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 71 anos, residente em João Pessoa. Diabético e obeso. Inicio dos sintomas em 24/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 59 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença renal. Inicio dos sintomas em 24/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Homem, 55 anos, residente em João Pessoa. Paciente no pós operatório de herniografia. Inicio dos sintomas em 25/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Homem, 79 anos, residente em João Pessoa. Diabético e hipertenso. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/06.

Homem, 67 anos, residente em Patos. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 31/05. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Homem, 82 anos, residente em Patos. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 10/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 90 anos, residente em Teixeira. Sem comorbidades. Inicio dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 28/06.

Governo adia posse do novo ministro da Educação

A posse do novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, inicialmente marcada para amanhã, foi adiada pelo governo. Não foi marcada uma nova data.

O blog do Valdo Cruz conversou com ministros, que confirmaram a informação, publicada inicialmente pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”.

De acordo com esses ministros, o governo decidiu fazer uma “checagem completa” do currículo de Decotelli.

Na semana passada, o reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, Franco Bartolacci desmentiu o currículo de Decotelli. No currículo, disponível na plataforma Lattes, constava que o novo ministro tinha diploma de doutor pela instituição. O reitor negou.

À TV Globo, Bartolacci disse que o novo ministro até iniciou o doutorado na universidade argentina, mas não concluiu o curso.

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Presidência disse que não havia confirmado a data da posse para a imprensa e que a cerimônia continua sem dia marcado. “Em nenhum momento a Secom confirmou o evento à imprensa e, até agora, não há previsão para essa cerimônia”, afirmou a nota.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde através do boletim epidemiológico neste sábado (27).

Casos de coronavírus crescem na Paraíba (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 896 óbitos e 44.242 casos confirmados de Coronavírus. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde através do boletim epidemiológico neste sábado (27). 

De acordo com o boletim foram 32 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. 

Confira o boletim

Governo da Paraíba
Secretaria de Estado da Saúde
Atualização Covid-19 | 27/06/2020

Paraíba confirma 1.410 novos casos de Covid-19 em 24h

Casos Confirmados: 44.242
Casos Descartados: 39.353
Óbitos confirmados: 896
Casos recuperados: 13.756
Total de municípios: 217

Neste sábado, 27 de junho, a Paraíba registrou 1410 novos casos de Covid-19 e 32 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. São 44.242 pessoas que já contraíram a doença, 13.756 que já se recuperaram e 896 faleceram. Até o momento, 122.671 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 62%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 73% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 46% dos leitos de UTI para adultos.  

O índice de Isolamento Social foi de apenas 37,5%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 217 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (23); Aguiar (15); Alagoa Grande (382); Alagoa Nova (156); Alagoinha (373); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (309); Amparo (12); Aparecida (24); Araçagi (241); Arara (79); Araruna (69); Areia (149); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (76); Assunção (26); Baia da Traição (161); Bananeiras (74); Baraúna (108); Barra de Santa Rosa (17); Barra de Santana (49); Barra de São Miguel (6); Bayeux (830); Belém (246); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (114); Borborema (6); Brejo do Cruz (83); Brejo dos Santos (4); Caaporã (734); Cabaceiras (11); Cabedelo (1767); Cachoeira dos Índios (44); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (31); Caiçara (167); Cajazeiras (479); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (73); Camalaú (1); Campina Grande (6389); Capim (100); Caraúbas (12); Carrapateira (5); Casserengue (101); Catingueira (12), Catolé do Rocha (144); Caturité (56); Conceição (11); Condado (69); Conde (332); Congo (26); Coremas (29); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (40); Cuité (89); Cuité de Mamanguape (46); Cuitegí (107); Curral de Cima (16); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (32); Diamante (3); Dona Inês (9); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (237); Fagundes (43); Frei Martinho (1); Gado Bravo (60); Guarabira (2050); Gurinhém (159); Gurjão (19); Ibiara (9); Igaracy (3); Imaculada (13); Ingá (277); Itabaiana (565); Itaporanga (25); Itapororoca (168); Itatuba (121); Jacaraú (100); Jericó (4); João Pessoa (12449); Joca Claudino (1); Juarez Távora (128); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (23); Juripiranga (265); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (32); Lagoa Seca (348); Lastro (13); Livramento (37); Logradouro (48); Lucena (165); Mãe d’Água (11); Malta (19); Mamanguape (1125); Manaíra (7); Marcação (32); Mari (340); Marizópolis (6); Massaranduba (139); Mataraca (82); Matinhas (35); Mato Grosso (7); Matureia (22); Mogeiro (64); Montadas (31); Monteiro (85); Mulungu (147); Natuba (37); Nazarezinho (4); Nova Floresta (15), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (28); Olho D´Água (29); Olivedos (29);  Parari (4); Passagem (29); Patos (1306); Paulista (58); Pedra Lavrada (20); Pedras de Fogo (899); Pedro Régis (16); Piancó (47); Picuí (75); Pilar (133); Pilões (34); Pilõezinhos (132); Pirpirituba (77); Pitimbu (470); Pocinhos (49);  Poço Dantas (1); Pombal (146); Princesa Isabel (38); Puxinanã (168);  Queimadas (445); Quixaba (24); Remígio (146); Riachão (22); Riachão do Bacamarte (174);  Riachão do Poço (30); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (369); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (96); Santa Cecília (15); Santa Cruz (12); Santa Helena (9); Santa Inês (9);  Santa Luzia (159); Santa Rita (1205); Santa Terezinha (29); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (4); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (549); São Domingos do Cariri (6);  São Francisco (7);  São João do Cariri (24); São João do Rio do Peixe (34); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (37); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (140); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (78); São Mamede (24); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (118); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (459); Serra Branca (37); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (125); Serraria (22); Sertãozinho (34); Sobrado (64); Solânea (150); Soledade (82); Sossego (5), Sousa (483); Sumé (47); Tacima (51); Taperoá (43); Tavares (25); Teixeira (58); Tenório (11); Triunfo (7); Uiraúna (19); Umbuzeiro (30); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 27/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

32 óbitos foram registrados, 06 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 46 anos, residente em Alhandra. Diabético, portador de doença renal e doença hepática. Inicio dos sintomas em 21/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 57 anos, residente em Cabedelo. Portadora de neoplasia e imunossupressão. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

Homem, 54 anos, residente em Cabedelo. Diabético e hipertenso. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 71 anos, residente em Cabedelo. Hipertenso. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 72 anos, residente em Cajazeiras. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Mulher, 57 anos, residente em Campina Grande. Portadora de transtorno mental e cardiopatia. Inicio dos sintomas em 04/06. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Homem, 43 anos, residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06.

Mulher, 73 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Mulher, 80 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 02/06.

Mulher, 83 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata e diabética. Inicio dos sintomas em 09/05. Foi a óbito em hospital público no dia 19/05.

Mulher, 72 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 13/06. Foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Mulher, 80 anos, residente em Campina Grande. Diabética e cardiopata. Inicio dos sintomas em 15/06. Foi a óbito em hospital público no dia 21/06.

Mulher, 65 anos, residente em Casserengue. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 01/06. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Homem, 54 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Inicio dos sintomas em 29/05. Foi a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 89 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 02/06. Foi a óbito em hospital público no dia 25/06.

Homem, 90 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata e portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 06/06. Foi a óbito em hospital privado no dia 15/06.

Mulher, 83 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica e doença respiratória. Inicio dos sintomas em 22/05. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06.

Homem, 89 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 12/06. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 24 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata, portador de doença neurológica. Inicio dos sintomas em 11/05. Foi a óbito em hospital privado no dia 19/06.

Homem, 57 anos, residente em João Pessoa. Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Homem, 54 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Inicio dos sintomas em 20/05. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06.

Homem, 66 anos, residente em João Pessoa. Ex- tabagista. Inicio dos sintomas em 04/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Mulher, 59 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e Diabética. Inicio dos sintomas em 11/06. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Homem, 58 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença renal. Inicio dos sintomas em 14/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Homem, 83 anos, residente em Logradouro. Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Homem, 77 anos, residente em Mamanguape. Diabético. Inicio dos sintomas em 13/04. Foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 72 anos, residente em Santa Rita. Hipertenso e Diabético. Inicio dos sintomas em 26/05. Foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 58 anos, residente em Santa Rita. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 26/05.

Homem, 82 anos, residente em Santa Rita. Sem Comorbidade. Inicio dos sintomas em 10/05. Foi a óbito em hospital público no dia 25/05.

Mulher, 61 anos, residente em Sapé. Cardipata, portadora de neoplasia e impunossupressão. Inicio dos sintomas em 28/05. Foi a óbito em hospital público no dia 27/06.

Mulher, 30 anos, residente em Soledade. Hipertensa. Inicio dos sintomas em 23/05. Foi a óbito em hospital público no dia 18/06.

Mulher, 85 anos, residente em Umbuzeiro. Hipertensa e Diabética. Inicio dos sintomas em 07/06. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06.

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis

Com mais 1.285 casos da Covid-19 e 98 óbitos, Pernambuco tem 57.089 infectados e 4.708 mortes

Por G1 

Pernambuco chega a 57.089 casos da Covid-19 e 4.708 mortes

Foram confirmados em Pernambuco, neste sábado (27), 1.285 casos da Covid-19 e 98 óbitos (veja vídeo acima). Com isso, o estado passou a ter 57.089 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 4.708 mortes, registros que começaram a ser contabilizados em março, no início da pandemia.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, neste sábado (27) ocorreu a confirmação de 1.023 casos leves, ou seja, pacientes que não precisaram se internar em hospitais e estavam na fase final da doença, ou já curados.

Os outros 262 casos se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). No acumulado, Pernambuco tem, até essa data, 19.126 quadros graves e 37.963 casos leves da doença.

Com relação ao número de curas clínicas, Pernambuco contabilizou, até este sábado (27), 38.489 pessoas recuperadas da Covid-19. Desse total, 9.109 são de casos graves e 29.380 são de casos leves.

Foto microscópica mostra célula humana sendo infectada pelo Sars Cov-2, o novo coronavírus — Foto: NIAID via Nasa

Foto microscópica mostra célula humana sendo infectada pelo Sars Cov-2, o novo coronavírus — Foto: NIAID via Nasa

Com relação aos 98 óbitos confirmados neste sábado (27), 65 deles aconteceram entre o dia 15 de abril e terça-feira (23), e as outras 33 mortes ocorreram nos últimos três dias. Entre os novos óbitos registrados no estado, 42 foram de pessoas do sexo feminino e 56 de indivíduos do sexo masculino. Eles tinham idades entre 20 e 96 anos.

Essas novas mortes confirmadas são de moradores nas cidades de Abreu e Lima (1), Afogados da Ingazeira (1), Agrestina (2), Araripina (1), Bezerros (1), Cabo de Santo Agostinho (15), Camaragibe (1), Caruaru (4), Catende (2), Escada (6), Feira Nova (1), Gameleira (2), Ipojuca (3), Jaboatão dos Guararapes (12), Jurema (1), Lagoa dos Gatos (1), Olinda (3), Palmares (2), Paulista (1), Pesqueira (4) , Petrolina (1), Primavera (1), Recife (25), Ribeirão (1), Rio Formoso (2), Sirinhaém (1), Toritama (1), Vitória de Santo Antão (1) e outro estado (1).

Desses 98 pacientes que vieram a óbito, 51 apresentavam comorbidades: diabetes (28), doença cardiovascular (22), hipertensão (10), doença renal (8), doença respiratória (5), obesidade (4), tabagismo/histórico de tabagismo (3), câncer (3), etilismo (2), doença cromossômica (1), doença vascular (1), Parkinson (1), doença hepática (1), AVC (1), imunosupressão (1). Seis pacientes não apresentavam comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Testes e ocupação de leitos

Nas últimas 24 horas, foram feitos 2.891 testes da Covid-19 em todo o estado, elevando para 110.769 o número de exames da doença realizados em Pernambuco desde o início da pandemia.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe em Pernambuco, 15.404 casos de Covid-19 foram confirmados e 18.352 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

A taxa de ocupação dos 762 leitos de UTI no estado é de 79%. Nos 968 leitos de enfermaria, a média de ocupação é de 43%. A taxa global é de 59%.

Até o momento foram realizados 115.367 testes para diagnóstico da covid-19 na Paraíba.

A Paraíba registrou 913 novos casos de covid-19 e 21 óbitos confirmados nesta quarta-feira (24), sendo dois ocorridos nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde, são 39.912 infectados, 11.687 recuperados e 828 mortes confirmadas por covid-19 na Paraíba.

Até o momento foram realizados 115.367 testes para diagnóstico da covid-19 na Paraíba.

  • Casos Confirmados: 39.912
  • Casos Descartados: 34.924
  • Óbitos confirmados: 828
  • Casos recuperados: 11.687
  • Total de municípios: 216 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 64%. Fazendo um  recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 70% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos. 

O índice de Isolamento Social foi de apenas 35,6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por 216 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (20); Aguiar (10); Alagoa Grande (333); Alagoa Nova (139); Alagoinha (318); Alcantil (18); Algodão de Jandaíra (2); Alhandra (286); Amparo (12); Aparecida (21); Araçagi (201); Arara (66); Araruna (46); Areia (136); Areia de Baraúnas (1); Areial (26); Aroeiras (74); Assunção (22); Baia da Traição (140); Bananeiras (70); Baraúna (95); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (44); Barra de São Miguel (6); Bayeux (767); Belém (204); Belém do Brejo do Cruz (7); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (2); Boa Vista (48); Bom Jesus (3); Bom Sucesso (6); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (86); Borborema (4); Brejo do Cruz (72); Brejo dos Santos (4); Caaporã (711); Cabaceiras (10); Cabedelo (1640); Cachoeira dos Índios (41); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (40); Cacimbas (30); Caiçara (130); Cajazeiras (419); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (58); Camalaú (1); Campina Grande (5815); Capim (92); Caraúbas (8); Carrapateira (4); Casserengue (93); Catingueira (11), Catolé do Rocha (122); Caturité (50); Conceição (8); Condado (65); Conde (281); Congo (24); Coremas (25); Coxixola (9); Cruz do Espírito Santo (180); Cubati (38); Cuité (68); Cuité de Mamanguape (37); Cuitegí (92); Curral de Cima (15); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (25); Diamante (2); Dona Inês (7); Duas Estradas (39); Emas (2); Esperança (213); Fagundes (36); Frei Martinho (1); Gado Bravo (55); Guarabira (1857); Gurinhém (137); Gurjão (18); Ibiara (9); Igaracy (2); Imaculada (11); Ingá (249); Itabaiana (494); Itaporanga (22); Itapororoca (147); Itatuba (104); Jacaraú (95); Jericó (3); João Pessoa (11130); Joca Claudino (1); Juarez Távora (102); Juazeirinho (93); Junco do Seridó (21); Juripiranga (259); Juru (9); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (29); Lagoa Seca (344); Lastro (12); Livramento (28); Logradouro (39); Lucena (154); Mãe d’Água (11); Malta (18); Mamanguape (1029); Manaíra (7); Marcação (26); Mari (287); Marizópolis (5); Massaranduba (118); Mataraca (81); Matinhas (34); Mato Grosso (7); Matureia (19); Mogeiro (55); Montadas (28); Monteiro (63); Mulungu (122); Natuba (32); Nazarezinho (4); Nova Floresta (11), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (21); Olho D´Água (28); Olivedos (26);  Parari (4); Passagem (25); Patos (1134); Paulista (57); Pedra Lavrada (19); Pedras de Fogo (821); Pedro Régis (11); Piancó (40); Picuí (67); Pilar (115); Pilões (33); Pilõezinhos (113); Pirpirituba (57); Pitimbu (432); Pocinhos (44);  Poço Dantas (1); Pombal (134); Princesa Isabel (37); Puxinanã (148);  Queimadas (391); Quixaba (24); Remígio (137); Riachão (19); Riachão do Bacamarte (162);  Riachão do Poço (22); Riacho de Santo Antônio (7); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (348); Salgadinho (9); Salgado de São Felix (86); Santa Cecília (13); Santa Cruz (9); Santa Helena (9); Santa Inês (5);  Santa Luzia (158); Santa Rita (1162); Santa Terezinha (25); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (20); São Bento (513); São Domingos do Cariri (3);  São Francisco (7);  São João do Cariri (23); São João do Rio do Peixe (29); São João do Tigre (3); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (23); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (28); São José do Bonfim (44); São José do Brejo do Cruz (2); São José do Sabugi (138); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (70); São Mamede (25); São Miguel de Taipu (67); São Sebastião de Lagoa de Roça (101); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (444); Serra Branca (25); Serra da Raíz (12); Serra Grande (3); Serra Redonda (114); Serraria (22); Sertãozinho (32); Sobrado (64); Solânea (135); Soledade (76); Sossego (4), Sousa (443); Sumé (32); Tacima (51); Taperoá (42); Tavares (25); Teixeira (57); Tenório (11); Triunfo (2); Uiraúna (17); Umbuzeiro (29); Várzea (6); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 24/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

21 óbitos foram registrados, 05 deles ocorridos nas últimas 48h.

Mulher, 55 anos, residente em Cajazeiras. Portadora de neoplasia e doença neurológica. Inicio dos sintomas em 16/05. Foi a óbito em hospital público em 23/06.

Homem, 50 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Início dos sintomas no dia 26/05, foi a óbito em hospital público no dia 07/06. 

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Não foram informadas comorbidades. Início dos sintomas em 23/05, foi a óbito em hospital público no dia 08/06.

Homem, 72 anos, residente em Rio Tinto. Hipertenso. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 60 anos, residente em Campina Grande. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 20/06.

Homem, 96 anos, morador de Catingueira. Paciente com sequelas de AVC. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 17/06.

Homem, 73 anos, morador de Desterro. Hipertenso. Início dos sintomas em 10/06, foi a óbito em hospital público no dia 23/06.

Homem, 56 anos, residente em João Pessoa. Comorbidades não informadas. Início dos sintomas em 19/04, foi a óbito em hospital público no dia 01/05.

Homem, 81 anos, morador de João Pessoa. Hipertenso. início dos sintomas em 30/04, foi a óbito em hospital público no dia 24/05.

Homem, 38 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 10/05, foi a óbito em hospital público no dia 15/05.

Homem, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, cardiopata. Início dos sintomas em 26/05, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Mulher, 30 anos, residente em João Pessoa. Obesa. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 06/06, foi a óbito em sua residência no dia 13/06.

Mulher, 79 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e Diabética. Início dos sintomas em 03/05, foi a óbito em hospital público no dia 03/06.

Mulher, 58 anos, residente em João Pessoa. Portadora de neoplasia. Início dos sintomas em 31/05, foi a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 29/05, foi a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 56 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas em 20/05, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 87 anos, morador de João Pessoa. Sem Informação de comorbidade. Início dos sintomas em 30/05, foi a óbito em hospital público no dia 13/06.

Mulher, 75 anos, moradora de Patos. Diabética. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 16/06.

Homem, 68 anos, morador de Pirpirituba. Hipertenso e tabagista. Início dos sintomas em 13/06, foi a óbito em hospital público no dia 22/06.

Homem, 83 anos, residente em Santa Cruz. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 01/06, foi a óbito em hospital público no dia 24/06.

São 898​ novos casos de Covid-19 e 13 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 4 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas.​

A Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba divulgou um novo boletim com os números atualizados de covid-19. Até a tarde deste sábado (13), foi registrado um total de 27.454 infectados com a covid-19. Os números divulgados também incluem o total de 23.915 casos descartados, 623 mortes confirmadas e 6.477 casos de pessoas recuperadas. São 898 novos casos de Covid-19 e 13 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 4 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas.

  • Casos Confirmados: 27.454
  • Casos Descartados: 23.915
  • Óbitos confirmados: 623
  • Casos recuperados: 6.477
  • Total de municípios: 209

Já foram realizados 82.998 testes para diagnóstico da Covid-19, entre testes rápidos e PCR.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 66%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 78%. Em Campina Grande, estão ocupados 65% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos. O índice de Isolamento Social foi de apenas 37,1%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 209 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (14); Aguiar (2); Alagoa Grande (211); Alagoa Nova (93); Alagoinha (203); Alcantil (4) Alhandra (229); Amparo (12); Aparecida (11); Araçagi (109); Arara (39); Araruna (12); Areia (103); Areia de Baraúnas (1); Areial (18); Aroeiras (57); Assunção (20); Baia da Traição (83); Bananeiras (48); Baraúna (70); Barra de Santa Rosa (14); Barra de Santana (36); Barra de São Miguel (4); Bayeux (569); Belém (101); Belém do Brejo do Cruz (6); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (1); Boa Vista (46); Bom Jesus (2); Bom Sucesso (5); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (66); Borborema (2); Brejo do Cruz (37); Brejo dos Santos (3); Caaporã (580); Cabaceiras (7); Cabedelo (1395); Cachoeira dos Índios (22); Cacimba de Areia (5); Cacimba de Dentro (34); Cacimbas (24); Caiçara (45); Cajazeiras (229); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (28); Campina Grande (4089); Capim (63); Caraúbas (2); Carrapateira (1); Casserengue (53); Catingueira (7), Catolé do Rocha (79); Caturité (30); Conceição (5); Condado (53); Conde (177); Congo (11); Coremas (22); Coxixola (7); Cruz do Espírito Santo (162); Cubati (13); Cuité (21); Cuité de Mamanguape (22); Cuitegí (65); Curral de Cima (11); Curral Velho (2), Damião (2); Desterro (13); Diamante (2); Dona Inês (5); Duas Estradas (36); Emas (1); Esperança (149); Fagundes (18); Gado Bravo (49); Guarabira (1235); Gurinhém (80); Gurjão (17); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (10); Ingá (164); Itabaiana (383); Itaporanga (8); Itapororoca (51); Itatuba (80); Jacaraú (38); Jericó (3); João Pessoa (7610); Joca Claudino (1); Juarez Távora (61); Juazeirinho (72); Junco do Seridó (12); Juripiranga (196); Juru (8); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (10); Lagoa Seca (223); Lastro (3); Livramento (1); Logradouro (19); Lucena (98); Mãe d’Água (10); Malta (19); Mamanguape (476); Manaíra (2); Marcação (12); Mari (196); Marizópolis (4); Massaranduba (77); Mataraca (52); Matinhas (27); Mato Grosso (7); Matureia (14); Mogeiro (26); Montadas (18); Monteiro (40); Mulungu (76); Natuba (14); Nazarezinho (3); Nova Floresta (6), Nova Olinda (4); Nova Palmeira (15); Olho D´Água (25); Olivedos (8);  Parari (2); Passagem (13); Patos (889); Paulista (38); Pedra Lavrada (17); Pedras de Fogo (562); Pedro Régis (1); Piancó (26); Picuí (42); Pilar (67); Pilões (25); Pilõezinhos (87); Pirpirituba (34); Pitimbu (291); Pocinhos (22);  Pombal (97); Princesa Isabel (20); Puxinanã (92);  Queimadas (250); Quixaba (17); Remígio (106); Riachão (5); Riachão do Bacamarte (136);  Riachão do Poço (16); Riacho de Santo Antônio (5); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (187); Salgadinho (8); Salgado de São Felix (44); Santa Cecília (10); Santa Cruz (2); Santa Helena (2); Santa Inês (5);  Santa Luzia (120); Santa Rita (900); Santa Terezinha (19); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (15); São Bento (375); São Francisco (6);  São João do Cariri (12); São João do Rio do Peixe (27); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (16); São José de Caiana (22); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (12); São José de Princesa (1);  São José do Bonfim (30); São José do Sabugi (87); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (31); São Mamede (20); São Miguel de Taipu (51); São Sebastião de Lagoa de Roça (62); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (309); Serra Branca (9); Serra da Raíz (12); Serra Grande (1); Serra Redonda (83); Serraria (21); Sertãozinho (24); Sobrado (43); Solânea (108); Soledade (38); Sossego (3), Sousa (356); Sumé (25); Tacima (41); Taperoá (37); Tavares (11); Teixeira (34); Tenório (7); Triunfo (1); Uiraúna (8); Umbuzeiro (18); Várzea (2); Vieirópolis (3); Vista Serrana (2).

*Dados Oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 13/06, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

13 óbitos foram confirmados, sendo 04 deles ocorridos nas últimas 24h.

Mulher, 95 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Inicio dos sintomas em 02/06, veio a óbito em hospital público no dia 04/06.

Homem, 87 anos, residente em Campina Grande. Ex-tabagista. Início dos sintomas em 02/06, veio a óbito em hospital público no dia 12/06.

Homem, 56 anos, residente em Campina Grande. Portador de problemas psiquiátricos. Inicio dos sintomas em 17/05, veio a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 73 anos, residente em Duas Estradas. Portador de neoplasia epidermoide . Inicio dos sintomas em 09/06, veio a óbito em hospital público no dia 10/06.

Homem, 65 anos, residente em João Pessoa. Diabético, hipertenso. Inicio dos sintomas em 04/06, veio a óbito em hospital público no dia 08/06.

Homem, 98 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 27/05. Veio a óbito em hospital público no dia 29/05.

Mulher, 63 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 09/05. Veio a óbito em hospital público no dia 14/05.

Homem, 49 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas em 20/05. Veio a óbito em hospital público no dia 12/06.

Mulher, 74 anos, residente em Patos. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 23/05, veio a óbito em hospital público no dia 12/06.

Mulher, 45 anos, residente em Pedras de Fogo. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 035/06, veio a óbito em hospital público no dia 06/06.

Homem, 66 anos, residente em Santa Luzia. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 28/05, veio a óbito em hospital público no dia 12/06.

Homem, 48 anos, residente em São Bento. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 25/05, veio a óbito em hospital público no dia 03/06.

Homem, 80 anos, residente em Teixeira. Hipertenso, diabético, portador de câncer de próstata. Início dos sintomas em 28/05, veio a óbito em hospital público no dia 11/06.

São 1.581 novos casos de Covid-19 e 25 óbitos confirmados desde a última atualização.

Já foram realizados 70.100 testes para diagnóstico da Covid-19, entre testes rápidos e PCR. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou até a tarde desta quarta-feira (10) um total de 24.032 infectados com a covid-19. Os números divulgados também incluem o total de 21.385 casos descartados, 559 mortes confirmadas e 5.090 casos de pessoas recuperadas. São 1.581 novos casos de Covid-19 e 25 óbitos confirmados desde a última atualização.

  • Casos Confirmados: 24.032
  • Casos Descartados: 21.385
  • Óbitos confirmados: 559
  • Casos recuperados: 5.090
  • Total de municípios: 207 

Já foram realizados 70.100 testes para diagnóstico da Covid-19, entre testes rápidos e PCR.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 69%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 84%. Em Campina Grande, estão ocupados 70% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 54% dos leitos de UTI para adultos. O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,5%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%, mesmo com a adoção de medidas rígidas na região metropolitana de João Pessoa.

Os casos confirmados estão distribuídos por 207 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (10); Aguiar (1); Alagoa Grande (155); Alagoa Nova (72); Alagoinha (197); Alcantil (4) Alhandra (209); Amparo (12); Aparecida (9); Araçagi (89); Arara (33); Araruna (6); Areia (86); Areia de Baraúnas (1); Areial (16); Aroeiras (46); Assunção (20); Baia da Traição (75); Bananeiras (44); Baraúna (59); Barra de Santa Rosa (12); Barra de Santana (28); Barra de São Miguel (4); Bayeux (525); Belém (88); Belém do Brejo do Cruz (5); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (1); Boa Vista (44); Bom Jesus (2); Bom Sucesso (5); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (51); Borborema (2); Brejo do Cruz (21); Brejo dos Santos (1); Caaporã (523); Cabaceiras (2); Cabedelo (1332); Cachoeira dos Índios (14); Cacimba de Areia (5); Cacimba de Dentro (34); Cacimbas (20); Caiçara (34); Cajazeiras (192); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (27); Campina Grande (3221); Capim (63); Caraúbas (2); Carrapateira (1); Casserengue (41); Catingueira (6), Catolé do Rocha (71); Caturité (25); Conceição (4); Condado (47); Conde (155); Congo (11); Coremas (20); Coxixola (8); Cruz do Espírito Santo (142); Cubati (6); Cuité (15); Cuité de Mamanguape (18); Cuitegí (59); Curral de Cima (10); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (13); Diamante (2); Dona Inês (5); Duas Estradas (34); Emas (1); Esperança (122); Fagundes (14); Gado Bravo (48); Guarabira (1030); Gurinhém (77); Gurjão (16); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (10); Ingá (128); Itabaiana (353); Itaporanga (5); Itapororoca (45); Itatuba (71); Jacaraú (31); Jericó (3); João Pessoa (6905); Joca Claudino (1); Juarez Távora (53); Juazeirinho (68); Junco do Seridó (12); Juripiranga (178); Juru (5); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (9); Lagoa Seca (193); Lastro (1); Logradouro (16); Lucena (97); Mãe d’Água (8); Malta (18); Mamanguape (392); Manaíra (2); Marcação (9); Mari (173); Marizópolis (4); Massaranduba (67); Mataraca (38); Matinhas (27); Mato Grosso (7); Matureia (14); Mogeiro (21); Montadas (15); Monteiro (38); Mulungu (56); Natuba (13); Nazarezinho (1); Nova Floresta (5), Nova Olinda (4); Nova Palmeira (12); Olho D´Água (23); Olivedos (8);  Ouro Velho (1); Parari (1); Passagem (13); Patos (850); Paulista (35); Pedra Lavrada (14); Pedras de Fogo (487); Pedro Régis (2); Piancó (25); Picuí (36); Pilar (60); Pilões (21); Pilõezinhos (82); Pirpirituba (33); Pitimbu (171); Pocinhos (14);  Pombal (88); Princesa Isabel (18); Puxinanã (71);  Queimadas (188); Quixaba (15); Remígio (100); Riachão (2); Riachão do Bacamarte (146);  Riachão do Poço (14); Riacho de Santo Antônio (5); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (133); Salgadinho (8); Salgado de São Felix (40); Santa Cecília (8); Santa Cruz (2); Santa Helena (2); Santa Inês (4);  Santa Luzia (103); Santa Rita (822); Santa Terezinha (20); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (13); São Bento (351); São Francisco (6);  São João do Cariri (11); São João do Rio do Peixe (23); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (15); São José de Caiana (20); São José de Espinharas (5); São José de Piranhas (12); São José do Bonfim (20); São José do Sabugi (86); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (28); São Mamede (19); São Miguel de Taipu (51); São Sebastião de Lagoa de Roça (62); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (301); Serra Branca (9); Serra da Raíz (12); Serra Grande (1); Serra Redonda (73); Serraria (20); Sertãozinho (24); Sobrado (31); Solânea (102); Soledade (27); Sossego (1), Sousa (335); Sumé (25); Tacima (32); Taperoá (35); Tavares (8); Teixeira (28); Tenório (2); Uiraúna (8); Umbuzeiro (17); Várzea (1); Vieirópolis (3); Vista Serrana (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 10/06, sujeitos a revisão.

Confira informações abaixo sobre os óbitos confirmados nas últimas 24h:

Mulher, 94 anos, residente em Alagoa Grande. Diabética, cardiopata, portadora de doença neurológica e respiratória. Início dos sintomas em 15/05. Veio a óbito em hospital privado no dia 26/05.

Mulher, 62 anos, residente em Alagoa Grande. Hipertensa, cardiopata. início dos sintomas em 27/05, veio a óbito em hospital público no dia 02/06.

Homem, 76 anos, residente em Alagoinha. Hipertenso. Início dos sintomas em 08/06, veio a óbito em hospital público no dia 09/06.

Mulher, 75 anos, residente em Bayeux. sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 15/05, veio a óbito em hospital público no dia 05/06.

Mulher, 79 anos, residente em Bayeux. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 14/05, veio a óbito em hospital público no dia 03/06.

Homem, 58 anos, residente em Bayeux. Obeso, cardiopata e portador de doença hepática e varizes de esôfago. Início dos sintomas em 24/05, veio a óbito em hospital público no dia 31/05.

Homem, 93 anos, residente em Bayeux. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 26/05, veio a óbito em hospital público no dia 04/06.

Homem, 73 anos, residente em Bayeux. Hipertenso, início dos sintomas em 10/05, veio a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 47 anos, residente em Caaporã. Hipertenso. Início dos sintomas em 18/05, veio a óbito em hospital público no dia 08/06.

Mulher, 50 anos, residente em Campina Grande. Obesa e Tabagista. Início dos sintomas em 21/05, veio a óbito em hospital público no dia 03/06.

Mulher, 74 anos, residente em campina Grande. Diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 17/05, veio a óbito em hospital público no dia 31/05

Mulher, 84 anos, residente em Catingueira. Cardiopata. Apresentou início dos sintomas em 12/05 e veio a óbito em hospital público no dia 28/05.

Mulher, 70 anos, residente em Guarabira. Hipertensa. Início dos sintomas em 07/05, veio a óbito em hospital Público no dia 31/05.

Homem, 65 anos, residente em Guarabira. Sem comorbidades informada. Início dos sintomas no dia 13/05 e veio a óbito em hospital público no dia 03/06. 

Homem, 79 anos, residente em Guarabira. Hipertenso. Início dos sintomas em 07/05, veio a óbito em hospital público no dia 06/06.

Homem, 78 anos, residente em João Pessoa. Diabético, tabagista e etilista. Início dos sintomas em 14/05, veio a óbito em hospital público no dia 22/05.

Mulher, 81 anos, residente em Mamanguape. Portadora de doença renal. Início dos sintomas em 09/05, veio a óbito em hospital público no dia 27/05.

Mulher, 54 anos, residente em Mamanguape. Sem comorbidade informada. Início dos sintomas em 24/05, veio a óbito em hospital público no dia 30/05.

Mulher, 91 anos, residente em Patos. Portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 03/06, veio a óbito no dia 08/06 em hospital público.

Homem, 49 anos, residente em Patos. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 14/05, veio a óbito em hospital público no dia 07/06

Mulher, 40 anos, residente em Patos. Sem informação de comorbidade. Inicio dos sintomas em 04/06, veio a óbito em hospital público no dia 06/06

Mulher, 93 anos, residente em Patos. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 17/05, veio a óbito em hospital público em 06/06

Homem, 75 anos, residente em Paulista. Diabético, obeso e cardiopata. Início dos sintomas em 12/05, veio a óbito em hospital público no dia 29/05.

Mulher, 42 anos, residente em Santa Rita. Hipertensa e obesa. Início dos sintomas em 01/06, veio a óbito em hospital público no dia 05/06.

Mulher, 79 anos, residente em Santa Rita. Cardiopata. Início dos sintomas em 10/05, veio a óbito em hospital privado em 21/05. clikparaiba

Motorista perde controle de veículo em rodovia, capota e cai em açude na Paraíba

Com o motorista, estava um passageiro. Apesar do acidente, as vítimas sofreram apenas lesões leves.

O veículo, identificado como um Hyundai Veloster, saiu da pista e capotou até cair em um açude. (Foto: Reprodução)

Um veículo capotou e caiu em um açude próximo à rodovia BR-230, sentido Campina Grande João Pessoa, nesta quarta-feira (10). O motorista perdeu o controle do automóvel e saiu da pista, próximo ao Cajá. 

O veículo, identificado como um Hyundai Veloster, saiu da pista e capotou até cair em um açude.

Com o motorista, estava apenas um passageiro. Apesar do acidente, as vítimas sofreram apenas lesões leves.

A Polícia Rodoviária Federal esteve no local para prestar socorro.

Confira abaixo imagens do veículo capotado no açude:

A capital do sertão paraibano, até esta quarta-feira, dia 10 de Junho de 2020, contabilizou 974 casos do novo Coronavírus (COVID-19). Desses números, 599 estão em isolamento domiciliar, 12 em internamento hospitalar, 332 estão recuperados e 31 óbitos.

Na sequência, você pode conferir o Mapa Setorial que traz a soma dos casos detectados nos bairros que compreendem as cinco regiões no perímetro urbano do município.
De acordo com os números de hoje, a região com o maior índice de casos confirmados para o Covid-19 em Patos é a Zona Norte, com 263 casos. Na separação por bairros, o Jatobá (bairro da Zona Sul) lidera com o registro de 116 casos. Confira a relação completa dos bairros na 3ª imagem.
No Boletim desta quarta, os bairros que tiveram o maior número de registros para coronavírus foram o Jatobá, 10 casos, e o Noé Trajano, 6 casos.
No levantamento feito dos casos registrados por gênero, o sexo feminino soma 493 casos. E a faixa etária predominante é entre 20 e 40 anos.
Todos os dados veiculados tanto no Boletim quanto no Relatório, são fornecidos pela Vigilância Epidemiológica do Município.

Crivella libera abertura de shoppings no Rio de Janeiro a partir desta quinta

A cidade do Rio de Janeiro tem cerca de 30 shoppings, segundo a prefeitura. As praças de alimentação seguem funcionando apenas para delivery, pegar e levar e drive-thru.

O comércio de rua carioca só deve ser autorizado a abrir, segundo Crivella, na terceira fase, que deve começar no dia 2 de julho. (Foto: Reprodução)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) — O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), anunciou no começo da tarde desta quarta-feira (10) a liberação de abertura dos shoppings na capital fluminense a partir de quinta (11).

A reabertura dos centros de compras estava prevista apenas para a segunda fase do plano de desconfinamento carioca, que deve ser implementada na semana que vem, e que permite, também, a volta de campeonatos esportivos sem público.

Entre as regras para a retomada das atividades dos shoppings está o controle de temperatura na entrada, de clientes e funcionários, lotação de um terço da capacidade máxima dos espaços e o horário reduzido, das 12h às 20h.

A cidade do Rio de Janeiro tem cerca de 30 shoppings, segundo a prefeitura. As praças de alimentação seguem funcionando apenas para delivery, pegar e levar e drive-thru.

O comércio de rua carioca só deve ser autorizado a abrir, segundo Crivella, na terceira fase, que deve começar no dia 2 de julho. Desde a semana passada, porém, o comércio ambulante cadastrado na prefeitura está liberado.

São 1.501 novos casos de Covid-19 e 27 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 4 ocorridos nas últimas 24 horas.

A Paraíba registrou até a tarde desta terça-feira (9) um total de 22.452 infectados com a covid-19. Os números divulgados também incluem o total de 20.650 casos descartados, 534 mortes confirmadas e 4.671 casos de pessoas recuperadas. São 1.501 novos casos de Covid-19 e 27 óbitos confirmados desde a última atualização, sendo 4 ocorridos nas últimas 24 horas.

  • Casos Confirmados: 22.452
  • Casos Descartados: 20.650
  • Óbitos confirmados: 534
  • Casos recuperados: 4.671
  • Total de municípios: 206

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 68%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 82%. 

Em Campina Grande, estão ocupados 69% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% do total de leitos. O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,1%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%, mesmo com a adoção de medidas rígidas na região metropolitana de João Pessoa.

Os casos confirmados estão distribuídos por 206 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (9); Aguiar (1); Alagoa Grande (129); Alagoa Nova (68); Alagoinha (187); Alcantil (4) Alhandra (204); Amparo (12); Aparecida (9); Araçagi (86); Arara (33); Araruna (6); Areia (77); Areia de Baraúnas (1); Areial (16); Aroeiras (44); Assunção (20); Baia da Traição (66); Bananeiras (42); Baraúna (56); Barra de Santa Rosa (12); Barra de Santana (28); Barra de São Miguel (3); Bayeux (501); Belém (83); Belém do Brejo do Cruz (5); Bernardino Batista (2); Boa Ventura (1); Boa Vista (44); Bom Jesus (2); Bom Sucesso (5); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (48); Borborema (2); Brejo do Cruz (16); Brejo dos Santos (1); Caaporã (509); Cabaceiras (2); Cabedelo (1215); Cachoeira dos Índios (11); Cacimba de Areia (5); Cacimba de Dentro (32); Cacimbas (19); Caiçara (33); Cajazeiras (170); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (27); Campina Grande (2967); Capim (52); Caraúbas (2); Carrapateira (1); Casserengue (31); Catingueira (6), Catolé do Rocha (71); Caturité (20); Conceição (4); Condado (45); Conde (148); Congo (11); Coremas (20); Coxixola (8); Cruz do Espírito Santo (140); Cubati (3); Cuité (15); Cuité de Mamanguape (17); Cuitegí (59); Curral de Cima (10); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (12); Diamante (2); Dona Inês (5); Duas Estradas (33); Emas (1); Esperança (116); Fagundes (11); Gado Bravo (42); Guarabira (935); Gurinhém (71); Gurjão (15); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (9); Ingá (124); Itabaiana (323); Itaporanga (5); Itapororoca (43); Itatuba (67); Jacaraú (28); Jericó (3); João Pessoa (6583); Joca Claudino (1); Juarez Távora (50); Juazeirinho (67); Junco do Seridó (12); Juripiranga (150); Juru (5); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (9); Lagoa Seca (177); Lastro (1); Logradouro (14); Lucena (93); Mãe d’Água (8); Malta (18); Mamanguape (372); Manaíra (2); Marcação (9); Mari (156); Marizópolis (4); Massaranduba (59); Mataraca (32); Matinhas (22); Mato Grosso (7); Matureia (13); Mogeiro (20); Montadas (15); Monteiro (38); Mulungu (42); Natuba (12); Nazarezinho (1); Nova Floresta (5), Nova Olinda (4); Nova Palmeira (8); Olho D´Água (23); Olivedos (7);  Ouro Velho (1); Passagem (13); Patos (810); Paulista (32); Pedra Lavrada (14); Pedras de Fogo (403); Pedro Régis (1); Piancó (25); Picuí (35); Pilar (59); Pilões (15); Pilõezinhos (77); Pirpirituba (31); Pitimbu (171); Pocinhos (12);  Pombal (88); Prata (1); Princesa Isabel (15); Puxinanã (70);  Queimadas (167); Quixaba (15); Remígio (95); Riachão (1); Riachão do Bacamarte (123);  Riachão do Poço (13); Riacho de Santo Antônio (5); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (101); Salgadinho (8); Salgado de São Felix (40); Santa Cecília (8); Santa Cruz (3); Santa Helena (2); Santa Inês (4);  Santa Luzia (97); Santa Rita (781); Santa Terezinha (19); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (12); São Bento (312); São Francisco (6);  São João do Cariri (10); São João do Rio do Peixe (21); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (15); São José de Caiana (16); São José de Espinharas (4); São José de Piranhas (10); São José do Bonfim (19); São José do Sabugi (84); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (28); São Mamede (19); São Miguel de Taipu (43); São Sebastião de Lagoa de Roça (47); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (18); Sapé (299); Serra Branca (4); Serra da Raíz (11); Serra Grande (1); Serra Redonda (66); Serraria (19); Sertãozinho (18); Sobrado (31); Solânea (98); Soledade (26); Sousa (310); Sumé (28); Tacima (32); Taperoá (35); Tavares (8); Teixeira (28); Tenório (2); Uiraúna (6); Umbuzeiro (17); Várzea (1); Vieirópolis (3); Vista Serrana (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 09/06, sujeitos a revisão.

27 óbitos foram confirmados, sendo 04 deles ocorridos nas últimas 24h.

Mulher, 89 anos, residente em Bayeux. Diabética, portadora de Síndrome de Demência, ITU. Início dos sintomas em 10/05, veio a óbito em hospital público em 29/05.

Mulher, 41 anos, residente em Cabedelo. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 01/06, veio a óbito em hospital público em 08/06

Mulher, 59 anos, residente em Cabedelo. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 29/05, veio a óbito em hospital público em 08/06.

Homem, 80 anos, residente em Cajazeiras. Não tem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 23/05. Veio a óbito em hospital público em 08/06.

Mulher, 97 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 12/05. Veio a óbito em hospital privado em 18/05.

Homem, 59 anos, residente em Guarabira. Hipertenso, diabético. Início dos sintomas em 15/05, veio a óbito em hospital público no dia 07/06.

Homem, 42 anos, residente em Itabaiana. Portador de doença renal. Início dos sintomas em 19/05, veio a óbito em hospital público no dia 21/05

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 29/04, veio a óbito em hospital público no dia 11/05.

Mulher, 82 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 14/05, veio a óbito em hospital público no dia 16/05.

Homem, 1 ano e 8 meses, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidades. Início dos sintomas em 15/05. Veio a óbito em hospital público no dia 20/05

Mulher, 66 anos, residente em João Pessoa. Diabética, cardiopata. Início dos sintomas em 12/05, veio a óbito em hospital público no dia 21/05.

Homem, 35 anos, residente em João Pessoa. Obeso. Início dos sintomas em 04/05, veio a óbito em hospital público em 21/05.

Mulher, 81 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 11/05, veio a óbito em hospital público no dia 22/05

Homem, 70 anos, residente em João Pessoa. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas em 10/04, veio a óbito em hospital público em 01/06.

Homem, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, portador de doença hepática, esquistossomose, colecistite aguda. Início dos sintomas em 25/05, veio a óbito em hospital público em 03/06.

Homem, 72 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético, obeso, portador da doença de Parkson. Início dos sintomas em 25/05, veio a óbito em hospital público no dia 29/05.

Homem, 63 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 04/05, veio a óbito em hospital privado no dia 17/05.

Homem, 59 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 05/05, veio a óbito em hospital privado em 19/05.

Homem, 84 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 26/04, veio a óbito em hospital público em 05/06.

Homem, 61 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 26/04, veio a óbito em hospital privado no dia 18/05.

Mulher, 82 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 14/05, veio a óbito em hospital privado em 26/05.

Mulher, 58 anos, residente em João Pessoa. Obesa. Início dos sintomas em 12/05, veio a óbito em hospital público em 29/05

Mulher, 47 anos, residente em Mamanguape. Cardiopata. Início dos sintomas em 26/05, veio a óbito em sua residência em 06/06.

Homem, 73 anos, residente em Patos. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 08/05, veio a óbito em hospital público em 19/05.

Homem, 83 anos, residente em Santa Rita. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 31/05, veio a óbito em sua residência em 05/06.

Homem, 42 anos, residente em Santa Rita. Diabético, imunossuprimido. Início dos sintomas em 29/05, veio a óbito em hospital público em 04/06.

Mulher, 89 anos, residente em Sapé. Cardiopata. Início dos sintomas em 28/05, veio a óbito em hospital público em 08/06.

São 19.787 paraibanos que já contraíram a doença, 4.188 pessoas que já se recuperaram e 467, infelizmente, faleceram. 63.161 testes para diagnosticar covid-19 já foram realizados, entre testes rápidos e PCR.

Neste sábado, 06 de junho, a Paraíba registrou  1.208  novos casos de Covid-19 e 16 óbitos confirmados desde a ultima atualização, dois deles ocorridos nas ultimas 24h. São 19.787 paraibanos que já contraíram a doença, 4.188 pessoas que já se recuperaram e 467, infelizmente, faleceram. 63.161 testes para diagnosticar covid-19 já foram realizados, entre testes rápidos e PCR.

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 67%. Se fizermos um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 83% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 59% de leitos de UTI adulto e no sertão, 73%. O índice de Isolamento Social caiu mais uma vez e foi de apenas 35,7%, mesmo com as medidas de isolamento rígido na região metropolitana de João Pessoa.

Os casos confirmados estão em 206 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (7); Aguiar (1); Alagoa Grande (117); Alagoa Nova (54); Alagoinha (154); Alcantil (4) Alhandra (193); Amparo (12); Aparecida (8); Araçagi (69); Arara (25); Araruna (5); Areia (73); Areia de Baraúnas (1); Areial (16); Aroeiras (42); Assunção (18); Baia da Traição (64); Bananeiras (38); Baraúna (53); Barra de Santa Rosa (12); Barra de Santana (23); Barra de São Miguel (3); Bayeux (469); Belém (73); Belém do Brejo do Cruz (3); Bernardino Batista (1); Boa Ventura (1);  Boa Vista (41); Bom Jesus (1); Bom Sucesso (2); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (41); Borborema (2);  Brejo do Cruz (10); Brejo dos Santos (1);  Caaporã (467); Cabaceiras (2); Cabedelo (1095); Cachoeira dos Índios (11); Cacimba de Areia (5); Cacimba de Dentro (30); Cacimbas (6); Caiçara (29); Cajazeiras (143); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (21); Campina Grande (2322); Capim (52);  Caraúbas (1); Carrapateira (1); Casserengue (23); Catingueira (5), Catolé do Rocha (62); Caturité (16); Conceição (7);  Condado (45);  Conde (135); Congo (11); Coremas (17); Coxixola (7); Cruz do Espírito Santo (133); Cubati (3); Cuité (10);  Cuité de Mamanguape (13); Cuitegí (56); Curral de Cima (10); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (12); Diamente (1); Dona Inês (3); Duas Estradas (30); Emas (1); Esperança (106); Fagundes (10); Gado Bravo (42);  Guarabira (867); Gurinhém (59); Gurjão (15); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (9); Ingá (92); Itabaiana (289); Itaporanga (3); Itapororoca (41); Itatuba (64); Jacaraú (23); Jericó (2);  João Pessoa (5918); Joca Claudino (1); Juarez Távora (43); Juazeirinho (60);  Junco do Seridó (12); Juripiranga (148); Juru (5); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (9); Lagoa Seca (140); Lastro (1); Logradouro (11); Lucena (94); Mãe d’Água (8); Malta (18); Mamanguape (266); Manaíra (2); Marcação (8);  Mari (154); Marizópolis (4); Massaranduba (50); Mataraca (31); Matinhas (19); Mato Grosso (7); Matureia (11); Mogeiro (9);  Montadas (13); Monteiro (33); Mulungu (40); Natuba (11); Nazarezinho (1); Nova Floresta (4), Nova Olinda (3); Nova Palmeira (6); Olho D´Água (19); Olivedos (6);  Ouro Velho (1); Passagem (13); Patos (741); Paulista (32); Pedra Lavrada (9); Pedras de Fogo (347); Pedro Régis (1); Piancó (23); Picuí (31); Pilar (54); Pilões (14); Pilõezinhos (69); Pirpirituba (27); Pitimbu (139); Pocinhos (11);  Pombal (81); Prata (1); Princesa Isabel (15); Puxinanã (63);  Queimadas (151); Quixaba (6); Remígio (80); Riachão (1); Riachão do Bacamarte (118);  Riachão do Poço (10); Riacho de Santo Antônio (5); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (95); Salgadinho (8); Salgado de São Felix (38); Santa Cecília (9); Santa Cruz (1); Santa Helena (2); Santa Inês (2);  Santa Luzia (81); Santa Rita (735); Santa Terezinha (17); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (12); São Bento (234); São Francisco (5);  São João do Cariri (10); São João do Rio do Peixe (15); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (15); São José de Caiana (15); São José de Espinharas (4); São José de Piranhas (9); São José do Bonfim (17); São José do Sabugi (79); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (21); São Mamede (19); São Miguel de Taipu (38); São Sebastião de Lagoa de Roça (35); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (17); Sapé (284); Serra Branca (3); Serra da Raíz (11); Serra Grande (1); Serra Redonda (62); Serraria (14); Sertãozinho (18); Sobrado (29); Solânea (93); Soledade (18); Sousa (280); Sumé (37); Tacima (28); Taperoá (35); Tavares (8); Teixeira (26); Tenório (2); Uiraúna (4); Umbuzeiro (16); Várzea (1); Vieirópolis (3); Vista Serrana (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 06/06 sujeitos a revisão.

16 óbitos foram confirmados, 02  deles ocorridos nas ultimas 24h

Homem, 44 anos, residente em Alhandra. Portador de doença hepática. Início dos sintomas, em 26/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 01/06.

Homem, 41 anos, residente em Alhandra. Obeso. Início dos sintomas, em 08/05. Veio a óbito no dia 15/05, em uma unidade do Samu.

Homem, 87 anos, residente em Caaporã. Cardiopata. Início dos sintomas em 18/05. Veio a óbito em hospital público no dia 05/06.

Homem, 72 anos, residente em Campina Grande. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 12/05. Veio a óbito em hospital público no dia 02/06

Mulher, 84 anos, residente em Catolé do Rocha. Hipertensa. Início dos sintomas 24/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 06/06.

Homem, 39 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 16/05. Veio a óbito em hospital público no dia 01/06

Homem, 68 anos, residente em João Pessoa. diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 11/05. Veio a óbito em hospital público no dia 03/06

Homem, 55 anos, residente em João Pessoa. cardiopata. Início dos sintomas em 18/05. Veio a óbito em hospital público no dia 01/06.

Homem, 50 anos, residente em João Pessoa. Obeso. Início dos sintomas em 25/05. Veio a óbito em hospital público no dia 04/06.

Mulher, 81 anos, residente em João Pessoa. Diabética e pneumopata. Início dos sintomas 25/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 04/06.

Homem, 46 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas em 25/05. Veio a óbito em hospital público no dia 02/06.

Mulher, 84 anos, residente em João Pessoa. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas 18/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 01/06.

Homem, 70 anos, residente em João Pessoa. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas em 25/05. Veio a óbito em hospital público no dia 02/06.

Mulher, 38 anos, residente em Pedras de Fogo. portadora de diabetes e doença hepática. Início dos sintomas 21/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 01/06.

Mulher, 84 anos, residente em São José do Sabugi. Paciente acamada, portadora de doença neurológica e diabetes. Início dos sintomas 22/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 28/05.

Homem, 73 anos, residente em Sapé. Diabético. Início dos sintomas em 23/05. Veio a óbito em hospital público no dia 30/05.

Asteroide com quase cinco vezes o tamanho do Morumbi passou pela Terra

Apesar do tamanho, não havia indícios de que o 2002 NN4 pudesse colidir com o planeta, segundo a Nasa, agência espacial americana.

Outros quatro asteroides, muito menores que o 2002 NN4, também passaram pela Terra neste sábado. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um asteroide passou pela Terra por volta das 0h20 deste sábado. O 2002 NN4, como foi nomeado, tinha de cerca de 568 metros de diâmetro, o equivalente a quase cinco vezes a área total do estádio do Morumbi.

Apesar do tamanho, não havia indícios de que o 2002 NN4 pudesse colidir com o planeta, segundo a Nasa, agência espacial americana.

O asteroide passou a uma distância de 5 milhões de km da Terra, o equivalente a 13 vezes a distância entre o planeta e a Lua, que está a aproximadamente 384,4 mil km de distância.

Ele deve passar pelo planeta outras 30 vezes nas próximas décadas. No entanto, não se aproximará tanto quanto neste sábado antes de 2070.

Segundo a agência espacial americana, é comum que pequenos asteroides passem pelo planeta. Esses objetos são classificados como NEO (Objetos Próximos à Terra).

Os NEO são asteroides ou cometas que orbitam o sol. No geral, esses objetos costuma ser pequenos e não apresentam risco para o planeta. Apesar disso, o 2002 NN4 chegou a ser classificado como “potencialmente perigoso” por causa do seu tamanho.

A agência espacial, no entanto, descartou na sexta (5) que houvesse risco de colisão.

Outros quatro asteroides, muito menores que o 2002 NN4, também passaram pela Terra neste sábado.

A Secretaria de Estado da Saúde ficará com pouco mais de R$ 210 mil, enquanto R$ 11,395 milhões serão distribuídos entre os municípios.

A Comissão Intergestores Bipartite, da Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba, aprovou a distribuição entre os municípios paraibanos de recursos enviados pelo Ministério da Saúde para o combate à covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde ficará com pouco mais de R$ 210 mil, enquanto R$ 11,395 milhões serão distribuídos entre os municípios.

São R$ 3,201 milhões para João Pessoa, o equivalente a R$ 4 por habitante, e R$ 1,222 milhão para Campina Grande, o equivalente a R$ 3 por habitante. As demais secretarias municipais receberão R$ 2,50 por habitante.

A resolução, que já havia sido publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 30 de maio, foi republicada nesta sexta-feira (5), devido a incorreções.

Os valores recebidos devem ser utilizados para a aquisição de insumos a fim de garantir atendimento nas Unidades de Saúde que estão atuando no enfrentamento da pandemia, sendo os casos leves no âmbito da Atenção Primaria em Saúde – APS, casos moderados nos serviços de Urgência e Emergência e casos graves nas referencias Hospitalares, conforme Plano de Contingência Estadual para Covid-19 vigente.

Governador da Paraíba anuncia que testes de covid-19 serão feitos em casas sorteadas

A novidade foi anunciada pelo governador em entrevista coletiva realizada virtualmente na manhã desta sexta-feira (5).

Testes serão realizados em residências aleatórias para saber quem teve ou tem a doença (Foto: Reprodução)

O governador da Paraíba, João Azevêdo, revelou que a Secretaria de Saúde deve começar a realizar testes de covid-19 em casas definidas por sorteio. A ideia é ter um número mais aproximado da realidade dos casos da doença no estado.

A novidade foi anunciada pelo governador em entrevista coletiva realizada virtualmente na manhã desta sexta-feira (5), após a visita técnica de João Azevêdo ao novo hospital das clínicas de Campina Grande.

Além da testagem, o governador afirmou que também será iniciada uma pesquisa pelo telefone. Segundo João Azevêdo, esses dados, associados às informações do aplicativo ”Monitora covid-19”, que já conta com mais de 10 mil usuários, trarão indicações dos melhores caminhos a tomar.

Foram realizados mais de 32 mil exames (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou até a tarde desta quinta-feira (4) um total de 17.579 infectados com a covid-19. Os números divulgados também incluem o total de 17.516 casos descartados, 438 mortes confirmadas e 3.633 casos de pessoas recuperadas. São 1.561 novos casos de Covid-19 e 24 mortes confirmadas desde a última atualização.

  • Casos Confirmados: 17.579
  • Casos Descartados: 17.516
  • Óbitos confirmados: 438
  • Casos recuperados: 3.633
  • Total de municípios: 203

Nesta quinta, 04 de junho, a Paraíba registra 1.561  novos casos de Covid-19 e 24 óbitos confirmados desde a ultima atualização, 7 deles ocorridos nas últimas 24h. São 17.579 paraibanos que já contraíram a doença, 3.633 pessoas que já se recuperaram e 438, infelizmente, faleceram. 56.796 testes para diagnosticar covid-19 já foram realizados, entre testes rápidos e PCR.

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 66%. Se fizermos um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 81% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 67% de leitos de UTI adulto e no sertão, 54%. No sertão, a taxa de ocupação das UTIs para adultos é de 59% I índice de Isolamento Social foi de 42%, mesmo com as medidas de isolamento rígido na região metropolitana de João Pessoa.

Os casos confirmados estão em 203 dos 223 municípios paraibanos:

*Dados Oficiais preliminares (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 04/06 sujeitos a revisão.

24 óbitos foram confirmados, 07 deles ocorreram nas ultimas 24h

Homem, 47 anos, residente em Alagoa Nova. Hipertenso, obeso e sequelado de AVC. Início dos sintomas, em 19/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 30/05.

Mulher, 42 anos, residente em Areial. Portadora de diabetes e doença respiratória. Início dos sintomas 04/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 13/05.

Homem, 56 anos, residente em Cabedelo.  Portador de doença hepática. Início dos sintomas, em 01/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Mulher, 96 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas, em 19/05. interna em hospital público, veio a óbito no dia 26/05.

Mulher, 77 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas, em 02/05. interna em hospital público, veio a óbito no dia 05/05.

Homem, 74 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas, em 04/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 09/05.

Homem, 63 anos, residente em Campina Grande. Nenhuma comorbidade informada. Início dos sintomas, em 02/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 12/05.

Homem, 68 anos, residente em Campina Grande. Nenhuma comorbidade informada. Início dos sintomas, em 01/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 12/05.

Homem, 69 anos, residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas, em 04/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 30/05.

Homem, 22 anos, residente em Campina Grande. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas, em 07/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 26/05.

Homem, 76 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata e hipertenso. Início dos sintomas, em 15/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 19/05.

Homem, 67 anos, residente em Campina Grande. Hipertenso. Início dos sintomas, em 19/04. interno em hospital público, veio a óbito no dia 24/05.

Mulher, 83 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa. Início dos sintomas, em 30/04. interna em hospital público, veio a óbito no dia 25/05.

Homem, 43 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas, em 13/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 25/05.

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Diabético, cardiopata. Início dos sintomas, em 03/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 13/05.

Homem, 45 anos, residente em Cuité. Nenhuma comorbidade informada. Início dos sintomas, em 12/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Homem, 84 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas, em 15/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Mulher, 65 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas, em 30/05. interna em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Homem, 73 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas, em 15/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 02/06.

Homem, 69 anos, residente em João Pessoa. Sem Comorbidade. Início dos sintomas, em 12/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Homem, 73 anos, residente em Mataraca. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas, em 24/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 03/06.

Mulher, 86 anos, residente em Santa Luzia. Diabética e Hipertensa. Início dos sintomas, em 14/05. interna em hospital público, veio a óbito no dia 04/06.

Homem, 69 anos, residente em Santa Rita. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas, em 26/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 28/05.

Homem, 83 anos, residente em Santa Rita. Diabético. Início dos sintomas, em 06/05. interno em hospital público, veio a óbito no dia 15/05

 

A cidade de Patos, até esta segunda-feira, dia 01 de Junho de 2020, contabilizou 650 casos do novo Coronavírus (COVID-19). Desses números, 403 estão em isolamento domiciliar, 16 em internamento hospitalar, 207 estão recuperados e 24 óbitos.

 
Na sequência, você pode conferir o Mapa Setorial que traz a soma dos casos detectados nos bairros que compreendem as cinco regiões no perímetro urbano do município.
De acordo com os números de hoje, a região com o maior índice de casos confirmados para o Covid-19 em Patos é a Zona Norte, com 167 casos. Na separação por bairros, o Jatobá lidera com o registro de 77 casos. Confira a relação completa dos bairros na 3ª imagem.
 
Para fechar os 650 casos registrados nesta segunda-feira, 01, o Presídio Romero Nóbrega tem o registro de 19 casos, a Zona Rural tem 05 casos, e o Distrito de Santa Gertrudes 03 casos.
 
Os casos registrados do sexo masculino e sexo feminino estão empatados. E a faixa etária predominante é entre 20 e 40 anos.
 
Todos os dados veiculados tanto no Boletim quanto no Relatório, são fornecidos pela Vigilância Epidemiológica do Município.

São 851​ novos casos de Covid-19 e 19 mortes confirmadas desde a última atualização.

A Paraíba registrou até a tarde deste sábado(30) um total de 12.862 infectados com a covid-19. Os números divulgados também incluem o total de 10.524 casos descartados, 346 mortes confirmadas e 2.472 casos de pessoas recuperadas. São 851 novos casos de Covid-19 e 19 mortes confirmadas desde a última atualização. 

  • Casos Confirmados: 12.862
  • Casos Descartados: 10.524
  • Óbitos confirmados: 346
  • Casos recuperados: 2.472
  • Total de municípios: 193

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 77%. Se fizermos um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 93% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 91% de leitos de UTI adulto e, no sertão, 57% dos leitos de UTI estão ocupados. 

O isolamento social caiu mais uma vez e apenas 40% da população seguiu a recomendação de ficar em casa.

Os casos confirmados estão em 193 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (2); Aguiar (1); Alagoa Grande (76); Alagoa Nova (32); Alagoinha (103); Alcantil (1) Alhandra (135); Amparo (12); Aparecida (6); Araçagi (27); Arara (13); Araruna (2); Areia (54); Areia de Baraúnas (1); Areial (9); Aroeiras (23); Assunção (6); Baia da Traição (44); Bananeiras (22); Baraúna (11) Barra de Santa Rosa (5); Barra de Santana (15); Barra de São Miguel (2); Bayeux (304); Belém (34); Belém do Brejo do Cruz (1); Boa Ventura (1);  Boa Vista (29); Bom Jesus (1); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (17); Borborema (1);  Brejo do Cruz (4); Caaporã (337); Cabaceiras (1); Cabedelo (731); Cachoeira dos Índios (6); Cacimba de Areia (1); Cacimba de Dentro (24); Cacimbas (2); Caiçara (23); Cajazeiras (86); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (15); Campina Grande (1483); Capim (38);  Carrapateira (1); Casserengue (8); Catingueira (4), Catolé do Rocha (40); Caturité (11); Conceição (3);  Condado (38);  Conde (95); Congo (11); Coremas (15); Coxixola (4); Cruz do Espírito Santo (100); Cubati (1); Cuité (10);  Cuité de Mamanguape (5); Cuitegí (44); Curral de Cima (10); Damião (1); Desterro (6); Dona Inês (2); Duas Estradas (17); Emas (1); Esperança (55); Fagundes (7); Gado Bravo (23);  Guarabira (557); Gurinhém (31); Gurjão (10); Ibiara (4); Igaracy (2); Imaculada (9); Ingá (58); Itabaiana (182); Itaporanga (3); Itapororoca (30); Itatuba (47); Jacaraú (7); Jericó (2);  João Pessoa (3902); Joca Claudino (1); Juarez Távora (22); Juazeirinho (51);  Junco do Seridó (9); Juripiranga (86); Juru (4); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (7); Lagoa Seca (74); Lastro (1); Logradouro (11); Lucena (54); Mãe d’Água (2); Malta (11); Mamanguape (145); Manaíra (2); Marcação (7);  Mari (106); Marizópolis (3); Massaranduba (22); Mataraca (24); Matinhas (14); Mato Grosso (3); Matureia (10); Mogeiro (4);  Montadas (6); Monteiro (22); Mulungu (16); Natuba (7); Nova Floresta (1), Nova Olinda (2); Nova Palmeira (2), Olho D´Água (9); Olivedos (2);  Ouro Velho (1); Passagem (4); Patos (555); Paulista (17); Pedras de Fogo (245); Pedro Régis (1); Piancó (15); Picuí (10); Pilar (38); Pilões (10); Pilõezinhos (51); Pirpirituba (18); Pitimbu (67); Pocinhos (6);  Pombal (60); Princesa Isabel (8); Puxinanã (29);  Queimadas (95); Quixaba (4); Remígio (42); Riachão do Bacamarte (77);  Riachão do Poço (1); Riacho de Santo Antônio (3); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (55); Salgadinho (5); Salgado de São Felix (25); Santa Cecília (3); Santa Helena (1); Santa Inês (1);  Santa Luzia (43); Santa Rita (569); Santa Terezinha (13); Santana dos Garrotes (1); São Bentinho (9); São Bento (117); São Francisco (2);  São João do Cariri (1); São João do Rio do Peixe (8); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (13); São José de Caiana (10); São José de Espinharas (3); São José de Piranhas (5); São José do Bonfim (11); São José do Sabugi (61); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (10); São Mamede (12); São Miguel de Taipu (17);  São Sebastião de Lagoa de Roça (4); São Sebastião do Umbuzeiro (1); São Vicente do Seridó (12); Sapé (189); Serra Branca (2); Serra da Raíz (10); Serra Redonda (36); Serraria (11); Sertãozinho (14); Sobrado (21); Solânea (63); Soledade (9); Sousa (176); Sumé (20); Tacima (14); Taperoá (32); Tavares (6); Teixeira (17); Tenório (1); Uiraúna (4); Umbuzeiro (16); Várzea (1); Vieirópolis (2); Vista Serrana (1).

*Dados Oficiais preliminares (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 30/05 sujeitos a revisão.

19 óbitos foram confirmados neste sábado:

  1. Mulher, 47 anos, cardiopata, diabética, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 05/05, veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento dia 07/05.
  2. Mulher, 56 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 01/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 13/05.
  3. Homem, 64 anos, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 30/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 10/05.
  4. Homem, 71 anos, sem informação de comorbidade, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 13/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 21/05.
  5. Homem, idoso 85 anos, hipertenso, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 16/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 28/05.
  6. Mulher, 83 anos, sem informação de comorbidade, residente em Santa Rita. Início dos sintomas 19/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 28/05.
  7. Homem, 76 anos, sem informação de comorbidade, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 16/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 29/05.
  8. Mulher, 71 anos, hipertensa, residente em Patos. Início dos sintomas 16/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 30/05.
  9. Homem, 74 anos, hipertenso, residente em Gurjão. Início dos sintomas 20/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 19/05.
  10. Homem, 57 anos, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 07/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 08/05.
  11. Mulher, 75 anos, portadora de doença renal e neurológica, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 28/04, interna em hospital público, veio a óbito no dia 18/05.
  12. Mulher, 63 anos, cardiopata, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 09/05, veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento no dia 14/05.
  13. Homem, 81 anos, diabético, residente em Cabedelo. Início dos sintomas 06/05, veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento no dia 09/05.
  14. Homem, 43 anos, cardiopata, hipertenso, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 30/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 23/05.
  15. Mulher, 86 anos sem informação de comorbidade, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 01/04, veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento no dia 14/04.
  16. Homem, 72 anos, diabético, residente em Santa Rita. Início dos sintomas 28/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 22/05.
  17. Homem, 34 anos, sem informação de comorbidade, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 15/05, veio a óbito na Unidade Pronto Atendimento no dia 24/05.
  18. Mulher, 63 anos, cardiopata, diabética, residente Santa Rita. Início dos sintomas 01/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 18/05.
  19. Mulher, 55 anos, diabética, residente Santa Rita. Início dos sintomas 15/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 24/05.
Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!