Cidades

“Mensagens privadas trocadas por procuradores da Operação Lava Jato em 2015 mostram que o então juiz federal Sergio Moro interferiu nas negociações das delações de dois executivos da construtora Camargo Corrêa cruzando limites impostos pela legislação para manter juízes afastados de conversas com colaboradores”, aponta reportagem da Folha de S. Paulo e do Intercept, divulgada nesta quinta-feira 18.

Assinada por Ricardo Balthazar e Paula Bianchi, a reportagem revela a partir de mensagens interceptadas que Moro avisou aos procuradores que só homologaria as delações se a pena proposta aos executivos incluísse pelo menos um ano de prisão em regime fechado.

Segundo o texto dos jornalistas, a Lei das Organizações Criminosas, de 2013 diz que juízes devem se manter distantes das negociações e têm como obrigação apenas a verificação da legalidade dos acordos após sua assinatura.

“As mensagens obtidas pelo Intercept mostram que Moro desprezou esses limites ao impor condições para aceitar as delações num estágio prematuro, em que seus advogados ainda estavam na mesa negociando com a Procuradoria”, aponta a reportagem.

As mensagens

“No dia 23 de fevereiro de 2015, o procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa, escreveu a Carlos Fernando dos Santos Lima, que conduzia as negociações com a Camargo Corrêa, e sugeriu que aproveitasse uma reunião com Moro para consultá-lo sobre as penas a serem propostas aos delatores”, escrevem os jornalistas.

– A título de sugestão, seria bom sondar Moro quanto aos patamares estabelecidos – disse Deltan.

– O procedimento de delação virou um caos. O que vejo agora é um tipo de barganha onde se quer jogar para a platéia, dobrar demasiado o colaborador, submeter o advogado, sem realmente ir em frente. Não sei fazer negociação como se fosse um turco. Isso até é contrário à boa-fé que entendo um negociador deve ter. E é bom lembrar que bons resultados para os advogados são importantes para que sejam trazidos novos colaboradores – respondeu Carlos Fernando.

– Vc quer fazer os acordos da Camargo mesmo com pena de que o Moro discorde? “Acho perigoso pro relacionamento fazer sem ir FALAR com ele, o que não significa que seguiremos – interferiu Deltan.

A opinião de Moro foi parcialmente respeitada. Com a assinatura dos acordos, dois dias depois, ficou acertado que os dois executivos da Camargo Corrêa, Dalton Avancini e Eduardo Leite, ficariam mais um ano trancados em casa, mas não num presídio.

Em nota, Moro negou ter participado dos acordos. “Enquanto juiz, não houve participação na negociação de qualquer acordo de colaboração”, diz nota enviada por sua assessoria. (247)

Teme-se que pelo menos 16 pessoas tenham morrido e que várias outras estejam desaparecidas em um ataque criminoso suspeito em um estúdio de animação em Kyoto.

Segundo a polícia, um homem espalhou o que aparentava ser gasolina dentro do estúdio Kyoto Animation e incendiou o prédio pouco depois das 10h30 de hoje (18).

As autoridades policiais informaram que cerca de 70 pessoas, empregados do estúdio em sua maioria, estavam no local quando o fogo teve início.

Bombeiros declararam que pelo menos 16 pessoas foram encontradas sem sinais de vida no prédio, que tem três andares.

A polícia disse acreditar que o suspeito é um homem de 41 anos, de acordo com a carteira de motorista que ele portava. O suspeito foi detido e está sendo tratado em um hospital devido a ferimentos. Ao ser transportado para o hospital, o homem teria admitido que espalhou o líquido no estúdio de animação antes de colocar fogo no local.

Fontes investigativas mencionaram testemunhas segundo as quais o suspeito mandou que as pessoas morressem enquanto iniciava o incêndio.

As fontes disseram que vários objetos pontiagudos semelhantes a facas foram encontrados no local, mas elas não souberam informar se o material pertencia ao homem

Ag. Brasil

Começa nesta quinta (18), no Estádio Valdemar Viana de Araújo, o Vianão, mais uma edição do Campeonato rural de futebol amador de Afogados da Ingazeira.
A solenidade de abertura terá início às 18hs e a noite promete com uma rodada dupla: o Corinthians do Riacho da Onça enfrenta o Cruzeiro da Várzea Comprida, no primeiro jogo; enquanto que no segundo jogo enfrentam-se Vasco da Varzinha e Serrano do São Domingos.
A grande final está prevista para ocorrer no dia 28 de Setembro. Os demais times que disputarão o Campeonato Rural de Afogados da Ingazeira são:
– Vasco de Umburanas
– Vila Nova do Leitão
– Guarani da Pintada
– Palmeiras da Queimada Grande
– São Paulo da Carapuça
– Grêmio da Alagoinha
– Comercial do São João
– Vila Real do São João
– Bragantino do Pau Ferro
– Santa Cruz das Queimadas
– Grêmio do Santo Antônio
– São Paulo do Jatobá
– São Paulo do Curral Velho
– Guarani da Cachoeira
– Corinthians da Vaca Morta
– Estrela Azul da Laje do Gato

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou, hoje (17), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), parecer contrário ao pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para anular a condenação no caso do tríplex do Guarujá (SP).

O parecer foi assinado pelo subprocurador Nívio de Freitas Silva Filho. Lula está preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, pela condenação no caso.

A defesa de Lula sustentou no STJ que as supostas conversas divulgadas pelo site The Intercept Brasil entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro revelariam que o julgamento de Lula não foi imparcial.

Ao analisar o caso, o subprocurador entendeu que a defesa não demonstrou como ocorreu a suposta imparcialidade no julgamento e limitou-se a fazer referência às notícias veiculadas na imprensa. Além disso, segundo Nívio de Freitas, o conteúdo divulgado pelo site é ilegal.

“Em que pese todo o estrépito causado pela divulgação do suposto conteúdo – cuja veracidade é contestada e cuja ilegalidade é certa, pois decorrente de ilegal espionagem perpetrada contra autoridades públicas -, o fato é que nada há que sinalize tenha havido qualquer conduta do magistrado [Moro] que possa macular seu proceder no feito, eivando-o de parcial ou ilegal”, disse o subprocurador.

Nívio também disse que as provas que embasaram a condenação de Lula foram analisadas pelo STJ e pela segunda instância da Justiça Federal.

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 22 milhões no sábado

Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.

O concurso 2.170 da Mega-Sena não teve acertadores nos seis números sorteados nesta quarta-feira (17):  10, 21, 24, 36, 38 e 51.

O prêmio ficou acumulado para o sorteio do concurso 2.171, que ocorre no sábado (20). A estimativa é que o prêmio seja chega a R$ 22 milhões.

A Quina (5 números acertados) teve 79 apostas ganhadoras, com R$ 29,97 mil para cada uma delas.

A Quadra, (4 acertos), registrou 3.749 apostas ganhadoras, cabendo a cada uma delas R$ 695,90.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

 

Quem fala assim?

 

A liberação de parcela das contas ativas (dos contratos atuais) do FGTS para os trabalhadores deve dar impulso à economia e pode garantir ao presidente Jair Bolsonaro um crescimento do Produto Interno Bruto acima de 1% no primeiro ano do governo.

A expectativa da equipe econômica é que os saques reforcem o PIB em 0,3 ponto porcentual, o que elevaria a projeção para 1,1% – mesmo nível registrado nos dois anos anteriores do governo Michel Temer. Segundo modelos preparados para a liberação dos saques, o impulso ao crescimento pode ficar entre 0,2 e 0,4 ponto porcentual. Hoje, o governo trabalha com estimativa de crescimento de 0,81%.

Com a revelação nesta quarta-feira (17), dos detalhes do projeto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, determinou à sua equipe que acelerasse a proposta para ser apresentada na noite de quarta ao presidente Bolsonaro.

A medida deverá ser anunciada nesta quinta-feira e valerá para contas ativas e inativas (de contratos de trabalho anteriores). Segundo fontes, Guedes, que passou a quarta-feira na Argentina, exigiu da equipe da Secretaria de Política Econômica (SPE), que elabora o programa, manter intocados os recursos do FGTS para a habitação. Com isso, o valor da liberação vai cair de R$ 42 bilhões para R$ 30 bilhões.

O Ministério da Economia deve permitir que os trabalhadores saquem entre 10% e 35% dos recursos das contas ativas do FGTS dependendo do saldo que possuem no fundo.

Para o economista da LCA Consultores Vitor Vidal, o impacto da liberação das contas ativas do FGTS sobre o consumo e, consequentemente, sobre o PIB pode ser maior agora do que na liberação das contas inativas promovida pelo governo de Michel Temer em 2017. Isso porque a inadimplência das famílias hoje é menor.

Em 2017, fizeram o saque de cerca de R$ 44 bilhões de contas inativas 25,9 milhões de trabalhadores. Vidal cita que uma pesquisa do Ibre/FGV na época mostrou que 40% desses recursos foram destinados ao pagamento de dívidas.

A economista da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) Marianne Hanson também estima que o impacto sobre a economia pode ser maior dada a melhoria nas expectativas para a atividade no segundo semestre, com o andamento da reforma da Previdência.

A CNC, em 2017, calculou que um quarto dos recursos foi destinado ao consumo, o que levou a um aumento de 1,4% no varejo entre março e julho, meses em que os valores foram sacados. Marianne acredita que setores mais ligados à renda podem ser mais beneficiados, como o de supermercados.

Economista recomenda sacar dinheiro do FGTS

Economista recomenda sacar dinheiro do FGTS

“O FGTS é tradicionalmente um péssimo investimento, ganha mal e porcamente da inflação. Tem rendimento mais baixo até que o da poupança ou renda fixa. É uma alternativa ruim que o governo impõe”, afirma.

Para o economista, a liberação dos recursos é uma oportunidade para reequilibrar o orçamento. “A primeira coisa é quitar dívidas, começando pelas mais caras, como cartão de crédito e cheque especial”, diz Carneiro, que também recomenda a avaliação de dívidas com bens dados como garantia.

Quem não está endividado deve guardar o dinheiro para gastos previstos no longo prazo, orienta. “Se não for o caso, ele pode tentar poupar para fazer uma reserva de segurança”, afirma.

Governo vai liberar até 35% do saldo do FGTS; saiba como consultar extrato

“E é bem-vinda, porque a economia, segundo especialistas, já começa a dar sinais de recuperação”,

A medida foi confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo o ministro, será possível retirar até 35% do valor depositado na conta, dependendo da renda do trabalhador.

Segundo informações fontes da equipe econômica ouvidas pelo jornal O Estado de S. Paulo, uma das ideias é autorizar o saques de 35% do saldo para quem tem até R$ 5 mil no fundo. Trabalhadores com até R$ 10 mil no FGTS teriam autorização para sacar 30%. Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS, mas o percentual não foi definido. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

Com a medida, o governo prevê liberar R$ 42 bilhões para os trabalhadores. Além disso, poderão ser sacados outros R$ 21 bilhões dos recursos do Pis/Pasep.

Para Marcel Solimeo, economista da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), a medida ajudará a estimular a economia. “É uma medida emergencial, que já funcionou no ano passado e deve funcionar novamente. É um alívio econômico momentâneo enquanto medidas mais estruturais não surtem efeito”, afirmou.

Na avaliação de Solimeo, os recursos ajudarão o consumidor que está endividado. “Contribuirá, portanto, para a redução de dívidas e o movimento do comércio. Toda injeção adicional de renda favorece o consumo de alguma maneira”, disse.

Como consultar o extrato

  • Site da Caixa
    A consulta pode ser feita pelo site Caixa.gov.br. É preciso informar o NIS (PIS/Pasep) – que consta em extratos do FGTS, carteira de trabalho e Cartão Cidadão – e cadastrar uma senha, caso seja o primeiro acesso à plataforma
  • Agências da Caixa
    É possível consultar o extrato nos terminais de autoatendimento do banco usando o Cartão Cidadão ou o NIS
  • Aplicativo
    O app FGTS está disponível disponível para Android, iOS e Windows Phone. O trabalhador também deve informar o NIS e fazer o cadastro
  • SMS
    O trabalhador também pode cadastrar o celular no site da Caixa para receber as atualizações sobre o saldo. É preciso informar o NIS
  • Internet banking da Caixa
    Clientes do banco tem acesso ao extrato pelo internet banking. Em caso de problemas de acesso e dúvidas, eles podem ligar no 0800 726 0207
Medida vai paralisar investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)
  • Por Jovem Pan / Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)Dias Toffoli, de suspender os processos em que houve compartilhamento de dados de órgãos de controle sem prévia autorização judicial, gerou repercussão geral. O ministro atendeu a um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), investigado por movimentações financeiras suspeitas na época em que ele era deputado estadual.

No fim de 2018, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou transações suspeitas envolvendo Flávio Bolsonaro e assessores parlamentares, como Fabrício Queiroz. Na prática, a decisão de Toffoli suspende a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) contra o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL)

Em nota, o coordenador da Lava Jato no Rio de Janeiro, Eduardo El Hage, disse que a decisão monocrática do ministro Dias Toffoli “suspenderá praticamente todas as investigações de lavagem de dinheiro no Brasil”. Ele classifica como “um retrocesso sem tamanho”  e disse que era ver a decisão “revertida pelo plenário o mais breve possível”. Para El Hage, Toffoli “ignora o macrossistema mundial de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo e aumenta o já combalido grau de congestionamento do Judiciário brasileiro”.

Nesta terça-feira (16), em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, o procurador da República Hélio Telho disse temer as consequências da decisão de Toffoli. “E se mantiver essa decisão a consequência vai ser a anulação de todas as investigações que nos últimos 20 anos foram abertas, e todas as condenações, e pessoas que foram presas”, ressaltou.

A medida também repercutiu no Congresso Nacional.  Para o deputado Marcelo Calero (Cidadania-RJ), a medida impacta os processos de combate à corrupção. “É um duro golpe que o país mais uma vez sofre nessa tarefa árdua que nós temos de combater os mal-feitos. É realmente uma lástima que a gente viva de novo esse momento de um verdadeiro ataque ao combate à corrupção”.

Já o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), considerou a decisão do presidente do Supremo acertada. “Eu acho que a decisão hoje tomada pelo presidente do STF coloca freios, ninguém pode sair e chafurdar a vida de quem quer que seja, de qualquer cidadão brasileiro, se não tiver autorização judicial para isso. Então é um freio para a busca da legalizada dos atos que são praticados em qualquer tipo de investigação

Até uma decisão definitiva do plenário do Supremo, todos os casos que usaram dados do Coaf, da Receita Federal e do Banco Central sem autorização das Justiça ficam suspensos. O julgamento do tema pelo STF está marcado para o dia 21 de novembro deste ano.

Outro lado

Para Tofolli, é “temerária” a atuação do Ministério Público em casos envolvendo o compartilhamento de informações fiscais sem a supervisão do Poder Judiciário.

O advogado de Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, afirmou que, ao suspender as investigações, o Supremo assegurou uma garantia constitucional. “A decisão de hoje é apenas o cumprimento da lei e se faz justiça, porque ela determina que a lei seja cumprida e que o sigilo bancário de todo e qualquer brasileiro seja quebrado, apenas, com autorização do poder judiciário.”

*Com informações do repórter Afonso Marangoni

Fotos:

Dezesseis homens foram flagrados pela equipe Flora da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia do São Francisco em Pernambuco (FPI/PE) cortando vegetação nativa da caatinga na manhã desta terça-feira (16). O ponto de desmatamento ilegal fica localizado próximo ao canal da transposição do rio São Francisco, na zona rural de Floresta, no Sertão de Pernambuco.

Na abordagem, os trabalhadores explicaram que a madeira, já separada em cerca de 50 montes de lenha, seria carregada em um caminhão e transportada pelo dono do veículo. Ainda segundo os trabalhadores, ele seria o responsável por pagá-los pelo serviço.

O homem foi autuado pela equipe da FPI/PE em razão do crime ambiental de exploração ilegal de madeira nativa, já que não apresentou nenhum tipo de documentação atestando a legalidade desse trabalho. Toda a lenha foi apreendida e trazida no próprio caminhão do autuado para a cidade de Petrolândia, base da operação de fiscalização.

O autuado foi apresentado à delegada de Polícia Maria Elizabeth Barreto, do Depoma, que está atuando junto à FPI e foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência por infração ao artigo 46 da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº9.605/98), que estabelece ser crime receber ou adquirir, para fins comerciais ou industriais, madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal, sem exigir a exibição de licença do vendedor, outorgada pela autoridade competente e sem munir-se da via que deverá acompanhar o produto até final beneficiamento.

O dono do caminhão disse que costuma revender a lenha para padarias e empresas de cerâmica, algo que ainda precisará ser confirmado ao longo das investigações. Já os 15 trabalhadores que estavam no local foram liberados após terminarem o carregamento da madeira apreendida.

Assentamento precário: A condição degradante do acampamento dos trabalhadores também chamou a atenção dos técnicos da FPI/PE. No local havia duas tendas improvisadas onde, segundo relato dos próprios trabalhadores, eles dormiam e se alimentavam.

No acampamento foram localizadas quatro motocicletas, redes, esteiras, panelas, carne de animais -incluindo a carcaça de um tatu-peba, cuja caça é proibida- e vários tonéis de água.

O transporte da lenha entre o local da extração e o ponto de carga do caminhão era feito por meio de dois carros de bois.

Forno de carvão: No final da tarde, a equipe da FPI/PE realizou ainda a destruição de um forno de carvão. (Via: MPPE)

 

Jovem é morto a tiros em Jabitacá

Na noite desta terça-feira, foi vítima de disparo de arma de fogo o filho do ex-candidato a vereador Naé, o jovem JOÃO LUCAS.
Segundo informações a vítima morava no distrito de Jabitacá, município de Iguaracy e quando conversava com outros amigos na praça dos quiosques naquela localidade chegou um motoqueiro e desferiu contra ele dois tiros, atingindo e matando-o no local.
O jovem vítima de homicídio morava em Jabitacá com sua mãe e o pai Naé mora em Albuquerque Né.
Até o momento não se sabe a motivação do crime, pois todos afirmam ali que tratava-se de um jovem tranquilo e sem inimizade.
A autoria ainda é desconhecida.

 

“O presidente Jair Bolsonaro não recorreu da decisão da Justiça Federal que considerou inimputável Adélio Bispo de Oliveira, que o agrediu com uma faca em ato de campanha em Juiz de Fora (MG), em setembro de 2018, quando Bolsonaro ainda era candidato à presidente. Como o Ministério Público também não recorreu, a sentença transitou em julgado, ou seja, estão esgotados os prazos para recursos.

Brasilien Messerattacke auf Präsidentschaftskandidaten Jair Bolsonaro (Getty Images/AFP/R. Leite)

A Justiça Federal em Juiz de Fora (MG) divulgou nesta terça-feira (16/07) que não foram apresentados recursos à sentença que em junho absolveu Adélio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro em 2018. O agressor foi considerado inimputável e o juiz do caso determinou sua internação por tempo indeterminado.

Sem recursos, a sentença transitou em julgado e o processo foi encerrado. Adélio não pode mais ser condenado pelo crime. Tanto Bolsonaro quanto o Ministério Público Federal não contestaram a sentença.

À época da divulgação da decisão, Bolsonaro reagiu com indignação, disse que pretendia recorrer e iria até “as últimas consequências” para rever sentença.

“Estou tomando as providências jurídicas, vou recorrer”, disse na ocasião. Ele também afirmou que seria importante evitar que o caso transitasse em julgado para que Adélio tivesse “oportunidade de falar” quem supostamente encomendou o crime. 

“Se não houver recurso e for transitado em julgado, caso Adélio queira falar que quem pagou a ele para tentar me assassinar, não tem mais valor jurídico, ele é maluco”, disse Bolsonaro. “É um crime contra um candidato à Presidência da República que atualmente tem mandato e devemos ir até as últimas consequências nessa situação.”

Desde o episódio da facada, o presidente vem afirmando acreditar que Adélio fazia parte de uma conspiração, contestando as conclusões da Polícia Federal de que o agressor agiu sozinho. No entanto, segundo site G1, os advogados de Bolsonaro não apresentaram recurso após serem intimados pela Justiça para responder se desejavam recorrer da sentença. O mesmo ocorreu com o Ministério Público no dia 17 de junho.

No dia 14 de junho, o juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, decidiu que Adélio era inimputável por apresentar problemas psicológicos. Na sentença, o juiz aplicou o mecanismo da “absolvição imprópria”, previsto quando uma pessoa não pode ser condenada por ser inimputável, e determinou a internação de Adélio por tempo indeterminado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS).

Brasilien Messer von Attentäter auf Bolsonaro Adelio Bispo de Oliveira (picture-alliance/AP/Military Police)Faca usada por Adélio no ataque contra Bolsonaro

O juiz determinou ainda que um novo exame para averiguar a periculosidade de Adélio seja realizado em três anos. A penitenciária possui instalações para o tratamento.

Adélio foi acusado pelo Ministério Público Federal pelo crime de “atentado pessoal por inconformismo político”, com base na Lei de Segurança Nacional. Caso não fosse considerado inimputável, a pena de Adélio poderia alcançar até 20 anos.

Em maio, o juiz Bruno Savino já havia determinado, com base em avaliações psiquiátricas – inclusive com uma entrevista feita por um médico indicado pela defesa de Bolsonaro, que Adélio, de 40 anos, é “portador de Transtorno Delirante Persistente” e que não poderia ser punido criminalmente.

“A conduta criminosa foi consequência direta da doença mental ativa e a presença dos sintomas psicóticos o impediram de compreender a antijuridicidade de sua conduta e de se autodeterminar de acordo com aquele conhecimento.”

Na sentença, o juiz escreveu ainda que o laudo psiquiátrico apontou que Adélio acreditava que Bolsonaro “participaria de uma conspiração maçônica, que incluía o extermínio dos militantes dos partidos de esquerda e minorias, e que ele (Adélio) era o escolhido de Deus para salvar o Brasil”.

Ainda segundo a sentença, quando já estava preso pelo atentado, Adélio escreveu e enviou uma carta ao juiz solicitando sua transferência para um estabelecimento prisional em Montes Claros (MG), “em razão de o prédio da Penitenciária Federal de Campo Grande ter sido construído com características da arquitetura maçônica, além de o local estar impregnado de energia satânica”.

O juiz ainda escreveu que, se solto, Adélio poderia novamente tentar matar Bolsonaro ou até mesmo o ex-presidente Michel Temer.

Bolsonaro foi alvo de um ataque com faca em 6 de setembro, quando participava de um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).  Após o atentado, ele fez uma cirurgia inicial na Santa Casa de Juiz de Fora e depois uma segunda, em São Paulo. Ele permaneceu três semanas internado e recebeu alta no final de setembro.

Em janeiro, já ocupando a Presidência, ele foi novamente submetido a uma cirurgia  para a retirada de uma bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal.

 

Suspeito de ser o operador do esquema conhecido como “rachadinha”, Queiroz trabalhou no gabinete de Flávio na Alerj de 2007 a 2018. Ao longo de 2016, o ex-assessor movimentou 1,2 milhão de reais em sua conta bancária, com uma série de saques e depósitos fracionados considerados atípicos pelo Coaf.

Flávio e Queiroz tiveram seus sigilos bancário e fiscal quebrados por determinação da Justiça. Reportagem de VEJA mostrou que, ao solicitar a medida, o MPRJ apontou indícios de que Flávio Bolsonaro tenha utilizado a compra e venda de imóveis no Rio de Janeiro para lavar dinheiro

O ex-diretor-superintendente da Odebrecht Carlos Armando Paschoal criticou os procuradores da Lava Jato e disse à Justiça de São Paulo que foi “quase que coagido a fazer 1 relato” no caso do sítio de Atibaia –processo que ocasionou a 2ª condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em depoimento prestado em 3 de julho ao TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) em outro caso sobre improbidade administrativa, sem relação com Lula.

O ex-diretor-superintendente da Odebrecht Carlos Armando Paschoal disse à Justiça de São Paulo que foi "quase que coagido a fazer um relato sobre o que tinha ocorrido" no caso do sítio de Atibaia. Isso é mais uma prova de que Lula é um preso político condenado injustamente.

Publicado por PT – Partido dos Trabalhadores em Terça-feira, 16 de julho de 2019

Durante a audiência, Paschoal, que também é delator, foi questionado sobre o acordo de delação que fez com o MPF (Ministério Público Federal). Quando questionado sobre o motivo de delatores falarem sobre atos praticados por outras pessoas, Paschoal respondeu: “Desculpa, doutor. Precisava perguntar isso para os procuradores lá da Lava Jato”.

“No caso do sítio, que eu não tenho absolutamente nada, por exemplo, fui quase que coagido a fazer um relato sobre o que tinha ocorrido. E eu, na verdade, lá no caso, identifiquei o dinheiro para fazer a obra do sítio. Tive que construir um relato”, disse.

Ele foi questionado sobre o que seria “construir 1 relato”, e respondeu que é direcionar como “aconteceu isso, isso, isso e isso; e eu indiquei o engenheiro para fazer as obras”, sem explicar como foi a coação ou dar detalhes sobre como o depoimento foi “construído”.

Paschoal prestou depoimento à Justiça Federal no Paraná em novembro de 2018, dentro do processo do sítio. Ele disse que recebeu 1 pedido da Odebrecht de “ajuda na reforma de uma casa em Atibaia, que seria, segundo ele me relatou, oportunamente utilizada pelo então presidente [Lula]“. Ele foi condenado a 2 anos de prisão, em regime aberto.

Na noite desta terça-feira (16), poderá ser observado no céu o fenômeno do eclipse lunar parcial. Esse fenômeno astronômico, se dá quando a Lua é ocultada pela sombra da Terra. Poderá ser observado, dessa vez, em qualquer lugar do território brasileiro.

O fenômeno desta terça-feira, também poderá ser deslumbrado nos continentes da Ásia, Europa, Oceania e América do Sul. No Brasil, esse ano, aconteceu apenas um eclipse lunar total, que ocorreu no dia 21 de janeiro. E acontecerá somente um parcial, que será o desta terça.

A influenciadora digital Alinne Araujo, de 24 anos, que se casou sozinha neste último domingo (14) após ser abandonada pelo noivo, se suicidou no início da noite desta segunda (15). A também estudande de psicologia se jogou do nono andar de um prédio no Rio de Janeiro. 

De acordo com informações da revista Glamour, a confirmação da morte foi feita pela amiga -e –  madrinha de casamento da jovem, Marcella Brugger.

Aline viralizou um dia após se casar consigo mesma. Ela tinha planos de se oficializar a união com o então noivo, Orlando Costa, mas, segundo post feito por ela própria em seu Instagram, o rapaz teria desistido do casamento um dia antes da cerimônia e terminou o relacionamento por mensagem de texto.

“Vocês sabem a dor de confiar em alguém cegamente e achar que encontrou o companheiro da vida e, um dia antes da celebração do amor de vocês, a pessoa some. Manda uma mensagem pelo WhatsApp e termina todos os sonhos de vocês. Fui pega de surpresa, quis morrer. Ele sempre soube da minha condição e não se importou em como eu estaria. Eu recebi a notícia [quando] estava dirigindo, tive uma crise no volante. Poderia ficar aqui chorando, mas tem uma festa linda me esperando, então hoje caso comigo mesmo em nome da minha vida nova. Me desejem sorte. Amo vocês”, escreveu Alinne em um posthttps://instagram.com/sejjesincera?igshid=8v4w0gab6dvt

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Ex-noivo de blogueira que se matou, após ser abandonada às vésperas do casamento, fala pela primeira vez

O empresário Orlando Costa, ex-noivo da blogueira Alinne Araújo, se pronunciou pela primeira vez após a morte da ex-companheira.

Orlando e Alinne iriam se casar no último domingo (14), mas, de acordo com posts feitos por ela, Orlando terminou a relação um dia antes da cerimônia. A blogueira, então, decidiu manter o casamento e casou com sigo mesma.

“Fui pega de surpresa, quis morrer, ele sempre soube da minha condição (depressão) e não se importou em como eu estaria. Eu recebi a notícia estava dirigindo, tive uma crise no volante”, relatou Alinne na internet.

Na tarde desta segunda-feira (15), se suicidou ao pular do 9º andar de um prédio no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

Em um post feito no Instagram, Orlando falou pela primeira vez após a morte da ex-companheira:

“Eu tô tentando escrever, assim que eu tiver forças, eu explico melhor, só posso adiantar que eu não existo mais, estou acabado”, escreveu ele.

O processo seletivo é destinado para servidores públicos efetivos da rede municipal

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Estão abertas as inscrições para uma seleção de cadastro para coordenador e formadores municipais do Programa Criança Alfabetizada em Araripina, no sertão de Pernambuco.

O processo seletivo é destinado para servidores públicos efetivos da rede municipal. As inscrições podem ser realizadas até o dia 18 de julho e  poderão ser realizadas através do site da Prefeitura de Araripina (clique aqui).

O programa é uma iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco em parceria com as redes municipais de educação, que tem por objetivo de garantir a alfabetização dos estudantes da rede pública com até sete anos de idade.

Pernambucanos interessados em prestar concurso público no próprio Estado ainda podem se inscrever. Oito concursos estão abertos com prazo de inscrição até agosto. Há oportunidades para a capital pernambucana e interior do estado. Juntos, todos os concursos somam 1.142 vagas, com salários que podem chegar a R$ 9 mil. Confira a lista abaixo:

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE)

35 vagas

Cargos: Técnicos-administrativos

Salários:  de R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66

Inscrições

Edital

 

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

160 vagas

Cargos: Técnicos-administrativos

Salários: R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66

Inscrições

Edital

 

Universidade Federal Rural do Pernambuco (UFRPE)

09 vagas

Cargo: Professor do magistério superior

Salários: R$ 2.236,30 a R$ 9.600,92

Inscrições

Edital

Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

38 vagas

Cargos: Técnico-Administrativos em Educação

Salários: de R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66

Inscrições

Edital

Prefeitura Municipal de Alagoinha – PE

37 vagas

Vários cargos para o nível médio

Salários: de R$ 998,00 e R$ 1.250,00

Inscrições

Edital

 

 

Imagem relacionada

Prefeitura de Pedra- PE

125 vagas

Vários cargos para os níveis fundamental, médio e superior

Salários: R$ 998,00 a R$ 7.800,00

Inscrições

Edital

Prefeitura Municipal de Vitória de Santo Antão – PE

649 vagas

Vários cargos para os níveis fundamental, médio e superior

Salários: de 998,00 a 3.320,66

Inscrições

Edital

 

Prefeitura Municipal de Santa Cruz da Baixa Verde – PE

89 vagas

Vários cargos para os níveis fundamental, médio e superior

Salários: de R$ 998,00 a R$ 5.000,00

Inscrições

Edital

Um dos fundadores do site The Intercept Brasil, o jornalista Glenn Greenwald rebateu tuíte do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que admitiu ver como “campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção” a série de reportagens do site tuíte do ministro da Justiça, Sergio Moro, que classificou a série de reportagens sobre um conluio dele com procuradores do Ministério Público Federal (MPF-PR) quando ele era juiz.

“Pondere em quão arrogante Moro está sendo: reportar o comportamento dele significa apoiar a corrupção, como se ele fosse o padre da ética, e quaisquer reportagens sobre ele são corruptas. Revelar a corrupção dentro de LJ *fortalece* – não enfraquece – a luta contra a corrupção”, afirma.

Em uma sequência, Glenn ainda mostra o apoio que as reportagens têm recebido tanto na imprensa, quanto da população e até de políticos.

“‘Do total de entrevistados, 58% acham que a conduta de Moro foi inadequada, ante 31% que a aprova.’ – @Folha. ‘Em nome de um objetivo maior, a Lava-Jato e Moro cometeram inúmeros pecados factuais e algumas exorbitâncias.’ – Elio Gaspari, @JornalOGlobo”, acrescentou.

(247)

Deixe seu comentário

Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) mostram que os ventos são o segundo recurso mais utilizado no Brasil para a geração de energia elétrica. Ao todo, são 601 parques eólicos, em 12 estados do país. Para impulsionar a geração de energia doméstica, empresa catarinense apresenta ao mercado sistema alternativo de geração de energia limpa que pode ser instalado em residências e pequenos comércios

A Tek Trade, de Balneário Camboriú (SC), em parceria com a Sua Energia, de Itajaí (SC), apresenta uma tecnologia brasileira de geração de energia eólica produzida na Ásia que pode ser usada em casas, prédios ou pequenos comércios. A turbina ‘compacta’, em formato de cata-vento, pode ser instalada em locais abertos, no telhado de residências ou até mesmo no topo de prédios, onde há significativa quantidade de vento. O sistema já está à venda no país e gera economia a médio e longo prazo. A estimativa é de que o retorno do investimento seja alcançado em cerca de três anos.

“Foram sete anos de pesquisa e desenvolvimento – da fase de homologação do produto, assinaturas de contratos e certificações internacionais – até chegar à marca própria para a geração de energia eólica. Uma tecnologia desenvolvida pelo fabricante na Ásia, patenteada mundialmente no qual a empresa Sua Energia detém exclusividade em todo território nacional, por uma empresa que possui mais de 30 anos de expertise na área. Hoje, o produto nacionalizado após o processo de importação através da parceria com a Tek Trade – que apostou aliada a Sua Energia no potencial dessa inovação ao mercado  –  chega ao mercado com vantagens em relação ao painel solar já que ocupa menos espaço, não depende de angulação relacionada ao sol e não perde em geração durante o dia ou a noite”, explica Júlio Cesar Paz, diretor da Sua Energia.

Outra vantagem que permite instalar de forma segura e eficiente os aerogeradores em todos os estados brasileiros é o respaldo internacional da fabricante para treinar e certificar outras empresas como integradores. “O Brasil tem uma costa de 8 mil km, com grande potencial para explorar a energia do vento, especialmente na faixa litorânea e no Sul do país. Em Balneário Camboriú, por exemplo, a alta velocidade dos ventos nos topos dos prédios, por conta da verticalização à beira mar, beneficia ainda mais a instalação desse sistema. Nossa expectativa em vendas é de 50 unidades em cerca de 2 meses”, analisa o diretor comercial da Tek Trade, Sandro Marin.

Entre as instalações, a mais recente foi em Itajaí (SC), no telhado de uma academia do bairro Cordeiros e, responde pela produção de cerca de 1 mil kWh de eletricidade por mês, o suficiente para atender a demanda do estabelecimento. Em Navegantes (SC), um aerogerador foi instalado em um poste metálico para atender uma loja comercial do Bairro São Domingos.  As duas estruturas foram instaladas a cerca de 12 metros do solo.

Como funciona a tecnologia para a geração de energia eólica

A turbinas eólicas exigem uma velocidade de vento de pelo menos 3 m/s antes mesmo de começar a gerar energia. Em pequena escala, um sistema capaz de gerar 1 kWh abastece uma casa com a conta de luz no valor de R$ 300 por mês.

“Com custo aproximado de R$12 mil para um sistema capaz de gerar 1KW/h, imaginando-se uma instalação em região com ventos de velocidade média de 3 m/s, teríamos um payback (retorno do investimento) em 3 anos. Independentemente do tamanho, se for no litoral com ventos constantes, essa é a média de tempo para o retorno. E diferente da energia solar, esse sistema não depende da incidência da luz. Além disso, não há necessidade de uma área grande para a instalação do sistema. Mesmo assim, o inversor – que transforma a energia contínua para alternada para que seja lido pela distribuidora – será compatível tanto com a energia solar quanto com a eólica, o que poderá maximizar a geração de energia”, explica.

Vergonha!  VazaJato: Deltan pediu R$ 38 mil em “dinheiro público” a Moro

O jornalista Reinaldo Azevedo revelou na noite desta segunda (15) que o procurador Deltan Dallagnol pediu R$ 38 mil para o ex-juiz Sergio Moro.

O dinheiro, que seria de propriedade da 13ª Vara Federal em Curitiba, então conduzida por Moro, seria destinado ao pagamento de um vídeo de promoção do pacote conhecido por “10 medidas anticorrupção”, que seria veiculado na Rede Globo.

Segundo o jornalista, que fez a reportagem em parceria com Leandro Demori, do Intercept Brasil, em 16 de janeiro de 2016, Deltan enviou a seguinte mensagem a Moro:

“Você acha que seria possível a destinação de valores da Vara, daqueles mais antigos, se estiverem disponíveis, para um vídeo contra a corrupção, para as 10 medidas, que será veiculado na Globo. A produtora está cobrando apenas custos de terceiro, que dariam uns R$ 38 mil.”

Em outra mensagem, Deltan acrescentou: “Seguem o roteiro e orçamento, caso queira olhar. O roteiro vai sofrer alteração ainda. Avalie de maneira livre e se achar que vai arranhar a imagem da Lava Jato de alguma forma, nem nós queremos.” Moro respondeu em 17 de janeiro de 2016: “Se for os 38 mil, acho que é possível. Deixe ver na terça e te respondo.”

“Ilegal, imoral e indecente”, avaliou Azevedo. “Não importa se o dinheiro foi dado ou não. Ele aceitou dar. Corrupção passiva e corrupção ativa. Basta a expectativa de vantagem para que a pessoa seja considerada criminosa, desde que esteja usando o bem público ou para comprar alguém ou para se vender.”

Azevedo explicou ainda que a 13ª Vara de Curitiba dispõe de dois tipos de recursos: um enviado pelo Conselho Nacional de Justiça, que envia o dinheiro para tribunais regionais que, por sua vez, distribuem para as varas. O outro tipo de recurso são de depósitos judiciais e multa provenientes das condenações.

“Juiz concordar em dar dinheiro público para financiar publicidade [autopromoção] é ilegal”, disse Azevedo. E escancara, continuou o jornalista, “mais uma vez as relações impróprias entre procurador e juiz na Lava Jato.” A produtora era privada.

 

Bolsonaro corta repasse para educação básica e esvazia programas

O governo de Jair Bolsonaro esvaziou no primeiro semestre deste ano ações voltadas para a educação básica. Foram afetados, por exemplo, repasses de apoio a educação em tempo integral, construção de creches, alfabetização e ensino técnico. A reportagem é do jornal Folhade S.Paulo.

O jornal obteve dados por meio da Lei de Acesso à Informação e do Siop (Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento do Governo).

Não houve repasse para o apoio à educação integral nos ensinos fundamental e médio. Em todo o ano passado, foram transferidos R$ 399,6 milhões para 9.197 escolas.

Como os alunos estão matriculados nas redes municipais e estaduais, o governo federal realiza transferências para redes e escolaspara apoiar governos e induzir políticas. O fomento para o ensino integral, por exemplo, vinha ocorrendo por meio do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola).

A reportagem ainda informa que não havia expectativa de redução de verba porque o PDDE não está incluído nas rubricas do orçamento que compõem o contingenciamento de R$ 5,7 bilhões determinado para o MEC (Ministério da Educação) neste ano. (247)

 

 

Consumidor poderá bloquear ligação de telemarketing a partir desta terça

Resultado de imagem para call center

Termina nesta terça-feira (16), o prazo para que as empresas de telefonia criem a lista nacional de bloqueio de telemarketing. O consumidor que não quiser mais receber ligações de ofertas de empresas como Claro/Net, TIM, Vivo, Nextel, Oi e Sky deve se cadastrar no portal naomeperturbe.com.br.

A lista, porém, não bloqueia ligações das empresas de telecomunicação com fins de pesquisa ou de empresas de outros setores que queiram vender seus produtos. Portanto, o consumidor está protegido apenas das chamadas indesejadas com o propósito de vender serviços de telefonia, TV por assinatura ou internet.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou, em junho passado, o prazo de 30 dias para que as empresas de telecomunicações implementassem o mecanismo, pois são justamente essas companhias as responsáveis por um terço das ligações de telemarketing indesejadas, segundo estudos de mercado que fundamentaram a decisão da agência.

Até maio deste ano, a Anatel registrou quase 14 mil reclamações de consumidores, uma média mensal de 2,8 mil queixas. Sendo que a média do ano de 2018 foi de 2,2 mil reclamações por mês

IFPE-Afogados lança especialização em Educação do Campo

 O IFPE lançou, nesta segunda (15), edital para o curso de Especialização em Educação do Campo, oferecido gratuitamente no Campus Afogados da Ingazeira. As inscrições podem ser feitas, presencialmente, entre os dias 23 e 29 de julho, mediante a apresentação dos documentos listados no edital.
São oferecidas 25 vagas, sendo 19 para ampla concorrência, quatro para candidatos pretos, pardos e indígenas e duas para pessoas com deficiência. O curso tem duração de 18 meses e uma carga-horária de 390 horas, que incluem cumprimento de créditos e elaboração de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). As aulas, que começam no dia 23 de agosto, serão presenciais e ocorrerão às sextas-feiras (19h às 22h) e nos sábados (8h às 17h).
O público-alvo da Especialização em Educação do Campo são profissionais com formação de nível superior em quaisquer áreas do conhecimento interessados/envolvidos com as dinâmicas da Educação Formal (ofertada pelos estabelecimentos de ensino reconhecidos) ou informal (ofertada no dia a dia das ONG’s, associações rurais, igrejas, etc). O curso também se destinará a quem tiver interesse em entender a dinâmica do campus de forma multidisciplinar, oportunizando o desenvolvimento da pesquisa na área da Educação com ênfase no campo.
A seleção será feita por meio de análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório, de acordo com os critérios especificados no edital. O resultado preliminar da seleção está previsto para ser divulgado no dia 07 de agosto. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: dpex@afogados.ifpe.edu.br. Para mais informações, acesse o edital e anexos.
Polícia intercepta quadrilha que planejava atacar Bancos no Sertão da Paraíba

Fotos:

A Polícia Militar interceptou uma quadrilha, no início da madrugada desta segunda-feira (15), na cidade de Teixeira na Paraíba, e apreendeu todo o material que o bando estava transportando para possivelmente atacar bancos no Sertão da Paraíba, esta semana. Até agora, três pessoas foram detidas e a PM continua as buscas na região para prender mais envolvidos. A identificação deles ainda está sendo confirmada.

Pela documentação encontrada com os marginais, Carlos Eduardo Costa Rodrigues, de 28 anos, natural de Caruaru; Adelson Pereira de Melo Filho, de 34 anos e André Farias da Silva, de 32 anos, naturais de Campina Grande, na Paraíba.

A ação policial, realizada pela 4ª Companhia do 3º Batalhão, começou pouco depois da meia noite. Um veículo que vinha na PB-110, na região de Teixeira, não obedeceu a ordem de parada dada pela PM e teve início uma perseguição. O grupo criminoso acabou perdendo o controle do carro e bateu em uma pedra.

Duas pessoas foram detidas ainda no local. Um terceiro suspeito foi preso agora no começo da manhã, em São José do Bonfim. As buscas continuam.

Até agora, foram apreendidas vinte e cinco bananas de dinamite, fuzil, duas submetralhadoras, pistola, carregadores, quase seiscentas munições de armas de grosso calibre, várias espoletas, cinco coletes balísticos, touca ninja, lanternas de cabeça, motosserra, lixadeiras, alicate grande, discos de corte, um rádio comunicador e outros materiais usados por quadrilhas que atacam bancos. (Via: EM/5)

Quadrilha é presa com dinamite, submetralhadora e kit para explosão de bancos em Teixeira-PB

A Polícia Militar interceptou uma quadrilha, no início da madrugada de ontem, segunda-feira (15), na cidade de Teixeira-PB, e apreendeu todo o material que o bando estava transportando para possivelmente atacar bancos no Sertão da Paraíba, esta semana. A informação é do Mais PB.

Até agora, três pessoas foram detidas e a PM continua as buscas na região para prender mais envolvidos. A ação policial, realizada pela 4ª Companhia do 3º Batalhão, começou pouco depois da meia noite. Um veículo que vinha na PB-110, na região de Teixeira, não obedeceu a ordem de parada dada pela PM e teve início uma perseguição.

O grupo criminoso acabou perdendo o controle do carro e bateu em uma pedra. Duas pessoas foram detidas ainda no local. Um terceiro suspeito foi preso na manhã dessa segunda(15), em São José do Bonfim.

Até agora, foram apreendidas vinte e cinco bananas de dinamite, fuzil, duas submetralhadoras, pistola, carregadores, quase seiscentas munições de armas de grosso calibre, várias espoletas, cinco coletes balísticos, touca ninja, lanternas de cabeça, motosserra, lixadeiras, alicate grande, discos de corte, um rádio comunicador e outros materiais usados por quadrilhas que atacam bancos

Uma mulher invadiu o altar e empurrou o padre Marcelo Rossi durante uma missa em Cachoeira Paulista neste domingo (14). A mulher furou a segurança, invadiu o palco durante a celebração que acontecia na Canção Nova e empurrou o padre de cima da estrutura. Apesar da queda, ele não ficou ferido e a mulher foi contida pela Polícia Militar.

O padre estava no local para a missa de encerramento do acampamento ‘Por Hoje Não’ (PHN). Por volta das 14h50 a mulher, que participava do evento, conseguiu furar a segurança, invadiu o palco por trás e empurrou o padre, que caiu da estrutura.

No momento, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração. Apesar da queda, o padre voltou ao palco minutos depois e continuou a celebração.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher está sendo encaminhada para a delegacia de Lorena para o registro do caso. A PM informou que a ocorrência está sendo feita pela Canção Nova porque o Padre Marcelo Rossi decidiu não registrar a agressão.

A polícia informou que a mulher tem 32 anos e que fazia parte de um grupo que veio do Rio de Janeiro para o evento. Os acompanhantes informaram à PM que ela sofre de transtornos mentais.

Em nota a Canção Nova informou que lamenta o incidente ocorrido com o padre Marcelo Rossi durante a missa e informou que ele foi atendido pela equipe médica do evento e, após ser liberado, seguiu com a celebração até o fim.

Para quem ainda não trabalha

– Trabalhadores privados (urbanos)

Idade mínima: 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens)

Tempo de contribuição: 15 anos (mulheres) e 20 anos (homens)

– Servidores públicos da União

Idade mínima: 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens)

Tempo mínimo de contribuição: 25 anos, com 10 anos no serviço público e cinco no cargo

– Trabalhadores rurais

Idade mínima: 55 anos (mulheres) e 60 anos (homens)

Tempo de contribuição: 15 anos (ambos os sexos)

– Professores

Idade mínima: 57 anos (mulheres) e 60 anos (homens)

Tempo de contribuição: 25 anos (ambos os sexos)

– Policiais federais, rodoviários federais e legislativos

Idade mínima: 55 anos (ambos os sexo)

Tempo de contribuição: 30 anos (para ambos os sexos, além de 25 anos no exercício da carreira)

Para quem já está no mercado de trabalho

A proposta prevê cinco regras de transição para os trabalhadores da iniciativa privada que já estão no mercado. Uma delas vale também para servidores públicos, categoria que também conta com uma opção específica. As regras vão vigorar para todas as modalidades por até 14 anos depois de aprovada a reforma. Pelo texto, o segurado poderá sempre optar pela forma mais vantajosa.

– Transição 1: sistema de pontos (para INSS)

A regra é semelhante à formula atual para a aposentadoria integral, a 86/96. O trabalhador deverá alcançar uma pontuação que resulta da soma de sua idade mais o tempo de contribuição – hoje de 86 para as mulheres e de 96 para os homens, respeitando um mínimo de 35 anos de contribuição para eles, e 30 anos para elas. A transição prevê um aumento de 1 ponto a cada ano, chegando a 100 para mulheres e 105 para os homens.

Exemplo: um trabalhador de 54 anos e 32 de contribuição soma 86 pontos, longe ainda dos 96. E ele só terá direito a pedir aposentadoria em 2028 para receber 100% do benefício calculado.

– Transição 2: tempo de contribuição + idade mínima (para INSS)

Nessa regra, a idade mínima começa em 56 anos para mulheres e 61 para os homens, subindo meio ponto a cada ano. Em 12 anos, acaba a transição para as mulheres e, em 8 anos, para os homens. Nesse modelo, é exigido um tempo mínimo de contribuição: 30 anos para mulheres e 35 para homens.

– Transição 3: pedágio de 50% – tempo de contribuição para quem está próximo de se aposentar (para INSS)

Quem está a dois anos de cumprir o tempo mínimo de contribuição que vale hoje (35 anos para homens e 30 anos para mulheres) ainda pode se aposentar sem a idade mínima, mas terá de pagar um pedágio de 50% do tempo que falta. Por exemplo, quem estiver a um ano da aposentadoria deverá trabalhar mais seis meses, totalizando um ano e meio. O valor do benefício será reduzido pelo fator previdenciário, um cálculo que leva em conta a expectativa de sobrevida do segurado medida pelo IBGE, que vem aumentando anualmente.

– Transição 4: por idade (para INSS)

É preciso preencher dois requisitos. Homens precisam de ter 65 anos de idade e 15 anos de contribuição. Mulheres precisam ter 60 anos de idade e 15 de contribuição. Mas, a partir de janeiro de 2020, a cada ano a idade mínima de aposentadoria da mulher será acrescida de seis meses, até chegar a 62 anos em 2023. Além disso, também a partir de janeiro de 2020, a cada ano o tempo de contribuição para aposentadoria dos homens será acrescido de seis meses, até chegar a 20 anos em 2029.

– Transição 5: pedágio de 100% (para INSS e servidores)

Para poder se aposentar por idade na transição, trabalhadores do setor privado e do setor público precisarão se enquadrar na seguinte regra: idade mínima de 57 anos para mulheres e de 60 anos para homens, além de pagar um “pedágio” equivalente ao mesmo número de anos que faltará para cumprir o tempo mínimo de contribuição (30 ou 35 anos) na data em que a PEC entrar em vigor.

Por exemplo, um trabalhador que já tiver a idade mínima mas tiver 32 anos de contribuição quando a PEC entrar em vigor terá que trabalhar os três anos que faltam para completar os 35 anos, mais três de pedágio.

– Transição específica para servidores

Para os servidores públicos, está prevista também uma transição por meio de uma pontuação que soma o tempo de contribuição mais uma idade mínima, começando em 86 pontos para as mulheres e 96 pontos para os homens.

A regra prevê um aumento de 1 ponto a cada ano, tendo duração de 14 anos para as mulheres e de nove anos para os homens. O período de transição termina quando a pontuação alcançar 100 pontos para as mulheres, em 2033, e a 105 pontos para os homens, em 2028, permanecendo nesse patamar.

O tempo mínimo de contribuição dos servidores será de 35 anos para os homens e de 30 anos para as mulheres. A idade mínima começa em 61 anos para os homens. Já para as mulheres, começa em 56 anos.

Aumenta os rumores de rompimento entre MDB de Jarbas e o  PSB de Paulo Câmara

MDB relembra gestos com o PSB 

Em meio às especulações de rompimento entre MDB e PSB, desta vez tendo como pivô o deputado federal Felipe Carreras que poderá trocar o ninho socialista pelo MDB dos senadores Fernando Bezerra Coelho e Jarbas Vasconcelos, alguns emedebistas lembram atitudes do senador Jarbas Vasconcelos para contribuir com o PSB no estado desde que retornou à Frente Popular. Ainda em 2012, o MDB tinha uma pré-candidatura posta, a de Raul Henry a prefeito do Recife, mas abdicou do projeto majoritário em prol da candidatura de Geraldo Julio, oferecendo seu importante tempo de televisão ajudando a transformar o então candidato de um mero desconhecido a vitorioso no primeiro turno.

Em 2014, o senador Jarbas Vasconcelos abdicou de tentar a reeleição para o Senado no sentido de dar lugar a outro nome e beneficiar a unidade da Frente Popular, mas foi após a morte de Eduardo Campos que Jarbas deu a sua maior demonstração de lealdade ao PSB. Há rumores de que houve uma articulação do então governador João Lyra Neto e o então candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho, de haver uma troca na chapa majoritária, uma vez que naquele momento Armando Monteiro tinha 40 pontos de vantagem sobre Paulo Câmara, porém graças a Jarbas, que exigiu a manutenção de Paulo na cabeça de chapa respeitando a vontade de Eduardo, a Frente Popular venceu a disputa com as vagas de governador e senador.

Em 2016 Jarbas foi incentivado por muitos a entrar na disputa pela prefeitura do Recife, e se fosse candidato poderia ter mexido diretamente no cenário da eleição. Mais uma vez o MDB ficou na Frente Popular e foi importante na vitória de Geraldo Julio. Mas foi em 2018 o gesto mais relevante feito por Jarbas Vasconcelos e Raul Henry para com a Frente Popular. Em meio a uma briga jurídica pelo comando do partido, Jarbas, Henry e Tony Gel foram até as últimas consequências para evitar que Fernando Bezerra Coelho fosse candidato a governador e levasse o MDB para a oposição. Todos três correram risco de sequer serem candidatos nas eleições de 2018, mas em nome do projeto de Paulo Câmara preferiram não dar o braço a torcer. O apoio de Jarbas, que foi obrigado a ser candidato na mesma chapa de um de seus maiores desafetos, Humberto Costa, acabou sendo, na ótica do MDB, novamente fundamental para a vitória de Paulo Câmara.

Portanto, para integrantes do partido, se a relação entre PSB e MDB for encerrada em 2020, os oito anos de aliança evidenciaram que ela foi um jogo onde todos saíram beneficiados, mas a falta de diálogo e a falta do reconhecimento da importância de Jarbas Vasconcelos e Raul Henry para o governo Paulo Câmara poderão ser fundamentais para o desenlace nas eleições municipais.

‘Já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer nos EUA’, diz Eduardo Bolsonaro
*Com informações do Estadão Conteúdo / Will Shutter/Câmara dos Deputados

Bolsonaro mentiu e enganou milhares de pessoas dizendo que iria praticar a nova política, mente descaradamente agora pretende colocar seu filho como embaixador do Brasil nos Estados Unidos, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), disse a jornalistas que tem o apoio do ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) para assumir o posto diplomático, considerado o mais importante e mais disputado. Afirmou, ainda, que é cotado por sua experiência – e não por ser filho do presidente Jair Bolsonaro.

Na quinta-feira, 11, o presidente afirmou que pretende indicá-lo para a embaixada em Washington. O deputado voltou a dizer que ainda não foi feito um convite oficial pelo presidente.

“Ele (Ernesto) expressou apoio ao meu nome por ocasião de uma possível indicação para a embaixada dos Estados Unidos. Acredito que agora só falta conversar com o presidente Jair Bolsonaro e reafirmar se essa é mesmo a vontade dele, se ele mantém o que ele tem dito. Porque estamos acompanhando os fatos. Está tudo na esfera da cogitação e sendo encaminhado.”

Eduardo destacou a atuação que tem na presidência da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e o fato de ter feito intercâmbio e até mesmo fritado hambúrguer nos Estados Unidos. “É difícil falar de si próprio, né? Mas não sou um filho de deputado que está do nada vindo a ser alçado a essa condição, tem muito trabalho sendo feito, sou presidente da Comissão de Relações Exteriores, tenho uma vivência pelo mundo, já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer lá nos Estados Unidos, no frio do Maine, Estado que faz divisa com o Canadá, no frio do Colorado, em uma montanha lá. Aprimorei o meu inglês, vi como é o trato receptivo do norte-americano para com os brasileiros”, disse o parlamentar

Na quarta-feira, dia 10, Eduardo completou 35 anos, idade mínima para um brasileiro assumir uma representação diplomática no exterior. Ele afirmou nesta sexta-feira, 12m que como se trata ainda de uma “expectativa” de indicação, não há necessidade de deixar o mandato parlamentar. “Como está tudo na esfera da expectativa, acho que não há necessidade de sair do mandato, no máximo, talvez, uma licença”, avaliou.

Eduardo Bolsonaro ressaltou que vai esperar a sabatina no Senado para decidir. “Não vejo nenhum desconforto, não acho que por ser filho do presidente ele vai me colocar numa vida boa na embaixada lá. Negativo. É uma representação do Brasil. Tem a missão de trazer negócios e investimentos”, disse.

Ele afirmou ainda que imagina que o governo de Donald Trump vai ver “com bons olhos” a eventual decisão da gestão Bolsonaro de indicar o deputado ao posto em Washington. Na quinta, ao citar os tributos que credenciariam o filho à vaga, o presidente já havia dito a jornalistas que Eduardo “é amigo dos filhos do Trump, fala inglês, fala espanhol, tem vivência muito grande de mundo”.

Ainda nesta sexta o ministro Ernesto Araújo deve receber o senador Nelson Trad (PSD-MS) às 16h. Trad é presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, colegiado responsável por sabatinar indicados ao posto de embaixador do Brasil em outros países

Evento internacional reunirá mais de 500 cirurgiões-dentistas em Petrolina
A ABO (Associação Brasileira de Odontologia) Regional Petrolina, PE reunirá entre os dias 24 e 27 de julho, mais de 500 cirurgiões-dentistas, estudantes e profissionais da Saúde em Petrolina (PE).  A 4ª edição do “Congresso Internacional de Odontologia do Vale do São Francisco (CIOVASF)” apresentará cursos, minicursos e feira de exposição com o tema ‘Grandes Conexões da Odontologia!’.
A principal atração internacional, Ronaldo Hirata, conceituado cirurgião-dentista, vai falar sobre a ‘Odontologia Restauradora Estética’, e outros professores   de renome nacional ampliarão as discussões sobre doenças periodontais, implantes e até câncer de boca.
As inscrições estão abertas, com políticas de descontos para acadêmicos e profissionais associados à entidade. A programação científica do evento, que acontecerá no auditório do SENAI-PE, deve iniciar às 8h30 e prosseguir até as 18h30. Consolidado como um dos principais encontros da área de odontologia no Vale do São Francisco, em que são combinados temas de saúde bucal, estética e questões humanistas, o CIOVASF ocorre em paralelo ao “19º Congresso de Odontologia” e ao “1º Congresso Acadêmico do Vale do São Francisco”.
Nesta edição, os participantes vão ainda acompanhar palestras com os especialistas Felipe Torres, Henrique Barros, João Paulo Lócio, Bruno Rosa, Ricardo Amore, Zulene Alves, Atson Fernandes, Leandro Pereira, Stenyo Tavares, Tábata Pólvora, José Carlos Aguiar, Rafael Amado, Bruno Joaquim, Pedro Henrique, Márcio Novaes, Clara Aidil Vasconcelos, Catarina Brasil, José Ricardo Amorim, William Bogard, Gerhilde Callou, Márcio Cardoso, Leonardo Godoy e Raony Môlim. Aspectos atuais das emergências endodônticas, ortognática no tratamento da Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono, reabilitações orais, além de estratificação em resina do tipo bulk fill, também serão alguns dos temas tratados no encontro.
O presidente da ABO Petrolina, George Guimarães, ressaltou a realização da feira de equipamentos e produtos odontológicos durante o CIOVASF. “A cada edição nossa regional vem realizando congressos com maior rigor técnico e profissional. E a feira deverá ser um espaço para apresentação de novas práticas e ferramentas tecnológicas que só elevarão a qualidade do nosso atendimento aos pacientes”, enfatizou Guimarães.
Já o presidente do CIOVASF, Davis Hudson, adiantou que os interessados podem se inscrever pelos telefones: (87) 3864.3295 e 9 8812.5139 ou pelo site: abodepetrolina.org.br.
“A abertura solene será às 19h do dia 24 no Petrolina Palace Hotel “, convida Hudson, destacando ainda que maiores informações sobre as políticas de descontos e a grade do congresso podem ser acessadas através do site: abopetrolina.org.br ou pelas redes sociais: @abodepetrolina / @ciovasf.

Na última terça-feira, 09 de julho, o Centro de Convenções de Olinda recebeu o Seminário dos Municípios Pernambucanos, evento promovido pela Amupe em parceria com o Governo do Estado, Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Sebrae, Prefeitura do Recife e Prefeitura de Olinda. Foi um dia inteiro de debates e explanação de ideias, com participação do ex-prefeito de Medellín Alonso Salazar e seis mesas de discussões de temas relevantes para os municípios.

Para o presidente da Amupe José Patriota o evento foi um sucesso, desde o número de inscrições aos assuntos debatidos. “O Seminário dos Municípios Pernambucanos contou com a participação além do que esperávamos. Foram temas enriquecedores com exemplos reais, tivemos a presença de Alonso Salazar, ex-prefeito de Medellín, que esteve aqui dando uma verdadeira aula de como se resolve problemas sociais, problemas de violência com ação social”, pontuou Patriota.

Patriota também lembrou da troca de conhecimento propiciada pelas mesas de debate e da explanação sobre o Consórcio de Desenvolvimento e Inovação do Norte do Paraná – Codinorp, feita pelo prefeito do Município de Prado Ferreira Silvio Damasceno, que também é o presidente da iniciativa pioneira no Brasil, e tem como principal objetivo driblar as dificuldades e qualificar os atendimentos na educação por meio de consórcio público.

O Seminário dos Municípios Pernambucanos também lançou a XIII Cúpula Hemisférica de Prefeitos e Autoridades Locais Latino-Americanas, com a presença do secretário executivo da Federação Latinoamericana de Alcaides (Flacma) Sérgio Arredondo.

Ao todo, minutos antes do evento, já tinham sido efetuadas 1.500 inscrições sem contar os participantes que fizeram a sua inscrição na hora do evento. Foi contabilizada a presença de mais de 100 prefeitos, além de 250 secretários, centenas de assessores e técnicos, além do Governador do Estado Paulo Câmara, deputados estaduais, vice-prefeitos e vereadores.

“Quero agradecer a participação dos prefeitos e prefeitas, vice-prefeitos, secretários municipais, aqueles que tocam a vida da gestão municipal do Estado de Pernambuco. Muito obrigado a comunidade municipalista de Pernambuco”, gratulou o presidente José Patriota.

Com essa barbada, consumidores conseguiram comprar telefone celular por R$400, TVs por R$ 99,90, notebooks por R$ 49,90
Estadão Conteúdo / Foto: Divulgação

Os clientes do Magazine Luiza que abriram o aplicativo da empresa na madrugada da última quinta-feira, 11, tiveram acesso a um cupom que dava R$ 1 mil de desconto para qualquer produto da loja online que custasse acima de R$ 1 mil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Com essa barbada, consumidores conseguiram comprar telefone celular por R$400, TVs por R$ 99,90, notebooks por R$ 49,90, por exemplo. Na manhã de quinta, o assunto era o segundo mais comentado no Twitter.

A “promoção relâmpago”, que começou a valer a partir das 4h de ontem, resultou de uma falha no sistema da varejista. A companhia, porém, vai honrar todas as compras com uso dos cupons de descontos feitas durante esse período.

Volta por cima

Como é praxe, mais uma vez a companhia aproveitou o erro para vender mais. Em julho de 2016, quando a presidente do conselho da companhia, Luiza Helena Trajano, caiu carregando a tocha olímpica, a varejista rapidamente virou o jogo e uso o mote para lançar nas redes sociais uma campanha de descontos. “Agora o que caiu foram os preços, com até 70% de desconto. # Cair faz parte.”

Na quinta, nas redes sociais, o perfil da Lu do Magalu, atendente virtual do Magazine Luiza, brincou com o episódio dos cupons de descontos de R$ 1 mil e postou: “E aí: foi marketing ou eu buguei?”. Na imagem, uma Lu fora de registro. Questionada se havia chance de a promoção voltar, ela respondeu aos usuários do site que “os cupons de desconto ficam disponíveis apenas durante algumas campanhas promocionais”.

De acordo com a companhia, o presidente da varejista, Frederico Trajano, decidiu transformar o episódio, que teve origem numa falha do sistema, em ação de marketing da empresa, que deve se repetir.

“Todas as empresas do mundo digital estão sujeitas a erros desse tipo porque, no fundo, quem define os parâmetros são algoritmos”, diz Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo. Em sua opinião, o aspecto relevante é como empresa reagiu ao episódio. “A resposta que deu ao erro mostra que ela está no mundo digital não só pela estratégia e tecnologia, mas também pela cultura. Entendeu que erros fazem parte do processo e soube transformá-los, em oportunidades.”

O procurador Lucas Rocha Furtado, do Ministério Público no Tribunal de Contas da União (TCU), pediu que o órgão de controle suspenda a produção de qualquer relatório de atividade financeira do jornalista Glenn Greenwald que esteja em andamento por parte do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Segundo o blog do jornalista Guilherme Amado, Furtado também solicitou a realização imediata de uma inspeção Coaf para verificar se o órgão está ou não investigando o jornalista, que é editor do site The Intercept Brasil, que revelou as mensagens trocadas entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, da Justiça, com procuradores da Operação Lava Jato quando ele era juiz.
Para o procurador, a reposta do presidente substituto do Coaf, Jorge Luiz Caetano, para o TCU sobre o assunto foi inconclusiva, já que Caetano  não esclareceu, porém, se fez um Relatório de Investigação Financeira (RIF) sobre Greenwald nem se recebeu qualquer “elemento de informação” da Polícia federal que justificasse uma investigação contra o jornalista 247

Mary Delânea escolhida para gerenciar X GERES

A seleção realizada pela Secretaria Estadual de Saúde para o cargo de gerente da X GERES, com sede em Afogados da Ingazeira, teve o resultado final publicado nesta quarta-feira (10), no site da referida Secretaria. A atual gerente regional e a primeira dama do município de Iguracy, Mary Delânea foi escolhida para a gestão.

Finfa.

Governo de Pernambuco apresenta Programa Propriedade Legal

Foto: Hélia Scheppa/SEI

A iniciativa visa emitir mais de 65 mil títulos de propriedade para habitações urbanas e rurais em todo o Estado

O governador Paulo Câmara lançou, nesta quarta-feira (10), o Programa Propriedade Legal. Com um investimento de mais de R$ 19 milhões, a iniciativa visa emitir mais de 65 mil títulos de propriedade para habitações urbanas e rurais em todo o Estado, evitando conflitos pela posse do imóvel e da terra. Serão beneficiadas mais de 270 mil pessoas em 100 municípios pernambucanos, abrangendo todas as 12 regiões de desenvolvimento.

“O Programa Propriedade Legal é um desafio muito importante, necessário e justo. Através dele, vamos ter condições de dar a garantia da escritura para a pessoa saber que aquele pedaço de chão, que aquela casa, vai poder ser passada para os seus filhos e seus netos. E quem produz na agricultura familiar também vai ter, na escritura, a garantia de conseguir melhorar sua produção tendo acesso ao crédito”, declarou Paulo Câmara.

O novo projeto de regularização fundiária integra políticas públicas de três órgãos estaduais: Pernambuco Participações e Investimentos S.A (Perpart), Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab) e Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (Iterpe). Além de garantir a regularização das propriedades, o programa também proporcionará às famílias beneficiadas maior facilidade na obtenção de crédito e na transmissão das terras.

Estiveram presentes à solenidade a vice-governadora Luciana Santos; o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco Eriberto Medeiros; secretários estaduais; deputados estaduais; prefeitos; a presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais (Fetape) Cícera Nunes; o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab) Bruno Lisboa; o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) Altair Correia; e o presidente da Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart) Adaílton Feitosa.

Por assessoria de comunicação do senador

Sumido há quatro dias das redes sociais, onde costuma ser atuante, o procurador Deltan Dallagnol foi duramente cobrado pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), nesta quarta-feira (10), por sua atuação política à frente da operação.

O senador cobrou novamente o afastamento do coordenador da Lava Jato no Paraná e do ex-juiz Sergio Moro, exigiu que sejam investigados e declarou que Deltan deverá ser convocado a depor no Senado, já que faltou a um convite para falar na Casa.

Ontem, Humberto assinou o requerimento de criação da CPI para investigar o escândalo “Vaza Gate” e desnudar os meandros do mecanismo que capturou o Estado brasileiro para usá-lo em favor de projetos políticos e pessoais.

O parlamentar afirmou que o áudio “com a voz inconfundível” de Dallagnol, divulgado pelo site The Intercept, é mais um fato de alta gravidade sobre o submundo da Lava Jato.

“É um escândalo de gigantesca proporção, uma imundície sem precedentes”, sublinhou.

 

Marcolândia-PI: Carreta perde o freio e anda sem controle até tombar

Acidente ocorreu na tarde desta quarta (10) na conhecida curva do “S” da BR-316. O veículo tinha saído de Santa Filomena e ia em direção ao Ceará com sementes de algodão

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução WhatsApp

Uma carreta Scania de cor branca e placas de Santa Filomena, no Sertão do Araripe pernambucano, transportava uma carga de sementes de algodão, quando tombou na conhecida curva do “S” da BR-316 entre Marcolândia e Francisco Macêdo no PI, no início da tarde desta quarta-feira (10).

De acordo com informações da Polícia Militar do Piauí, duas pessoas estavam à bordo, o motorista e um ajudante. Ao notarem o superaquecimento nas rodas e a falta de freio, eles pularam do veículo em movimento. A carreta seguiu desgovernada, saiu da pista de rolamento e tombou.

Morreu na madrugada desta quarta-feira (10) o jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 76 anos. Ele trabalhou em diversas redações, inclusive na Globo. Amorim deixa a mulher, Geórgia Pinheiro, e uma filha.

Seu último emprego foi na TV Record, mas estava fora do ar desde o mês passado, quando foi afastado do programa Domingo Espetacular. O jornalista morreu de enfarte na capital fluminense.

Em Afogados da Ingazeira, será lançado hoje quarta-feira (10), no Hotel Brotas,  mais uma edição do Guia de Saúde MV4 ( Região do Pajeú).
A revista é lançada todos os anos pela Agência de Comunicação MV4, que entre outros produtos e serviços, tem o Guia de Saúde como uma das principais publicações.
O Guia de Saúde, traz em suas páginas, a participação de vários médicos e empresas da a área de saúde. Tem como principal objetivo disponibilizar ao leitores informações sobre atendimento e especialidades dos participantes, disponibilizando os endereços e telefones para contados.
A Agência MV4, desde a segunda edição disponibiliza gratuitamente além da versão impressa a edição digital, que é mais forma de divulgação, e pode ser enviada por WhatsApp.
Mas a grande novidade a ser apresentada no lançamento do Guia de Saúde deste ano será o aplicativo para a revista com várias funcionalidades, entre elas a realidade aumentada com informações adicionais sobre os médicos e as notificações com dias e locais que os profissionais atendem. O aplicativo já está disponível na play Store.
O jornalista Mário Viana Filho, diretor da agência e idealizador da revista, expressou sua satisfação com o sucesso do projeto. “A cada edição estamos procurando melhorar e trazer novidades, e com isso temos também aumentado nossos clientes, hoje já são mais de 100 médicos e empresas que participam da nossa revista, isso comprova a nossa credibilidade e o sucesso do nosso projeto,” ressaltou Mário.
O herdeiro do Grupo OAS, César Mata Pires Filho, sofreu um infarto na tarde desta segunda-feira (8) durante uma audiência na Justiça Federal de Curitiba (PR). O empresário é investigado na Operação Lava Jato e chegou a ser preso no final de 2018. Filho do fundador da companhia, ele acabou libertado após pagamento de uma fiança de R$ 28 milhões.
Não há informações sobre o estado de saúde dele. Dados preliminares apontam que Mata Pires Filho foi encaminhado com urgência para atendimento hospitalar pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O empresário prestava depoimento no momento em que caiu desacordado e bateu a cabeça sobre a mesa.

Datafolha: 47% são a favor e 44%, contra reforma da Previdência 

Nesta terça-feira (9), a Folha divulgou a pesquisa Datafolha que mostra os seguintes percentuais de apoio à reforma da Previdência proposta pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.
Os dados são:
Contra: 44%
A favor: 47%
Não sabe: 6%
Indiferente: 3%
Na pesquisa anterior do instituto, realizada em abril, os resultados foram os seguintes:
A favor: 51%
Contra: 41%
Não sabe: 7%
Indiferente: 2%
A queda na rejeição e o crescimento do apoio à reforma aparecem em todas as faixas de idade, escolaridade e renda familiar, segundo o Datafolha.
Veja os recortes:
Por sexo
Homens
A favor: 57% (eram 48% em abril)
Contra: 38% (eram 45%)
Mulheres
A favor: 39% (eram 34%)
Contra: 50% (eram 56%)
Por faixa etária
16 a 24 anos
A favor: 41% (eram 37%)
Contra: 50% (eram 50%)
25 a 34 anos
A favor: 43% (eram 37%)
Contra: 50% (eram 56%)
35 a 44 anos
A favor: 44% (eram 41%)
Contra: 50% (eram 50%)
45 a 59 anos
A favor: 53% (eram 40%)
Contra: 38% (eram 52%)
60 anos ou mais
A favor: 54% (eram 48%)
Contra: 36% (eram 41%)
Escolaridade
Fundamental
A favor: 51% (eram 42%)
Contra: 39% (eram 47%)
Médio
A favor: 44% (eram 40%)
Contra: 47% (eram 52%)
Superior
A favor: 48% (eram 40%)
Contra: 48% (eram 54%)
A pesquisa foi realizada nos dias 4 e 5 de julho com 2.086 entrevistados com mais de 16 anos, em 130 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro.
 

Cadastro positivo compulsório entra em vigor nesta terça-feira supermercado-Agência Brasil

Entra em vigor amanhã (9) o cadastro positivo compulsório. O sistema, instituído na Lei Complementar 166, de abril deste ano, prevê a adesão automática no repasse, sem consentimento, de informações de histórico de pagamento de cidadãos a bureaus (escritórios) de crédito (como Serasa e SPC – Centralização de Serviços dos Bancos e Serviço de Proteção ao Crédito).

Eles servirão de base para atribuição de notas de crédito a cada cidadão, que serão utilizadas como referência na tomada de empréstimos e realização de crediários, entre outras operações.

O cadastro positivo já existe no país. Contudo, dependia da autorização do indivíduo para que fosse incluído na lista.

A diferença da nova modalidade consiste na adesão automática, sem que a pessoa tenha de dar qualquer permissão para que informações de histórico de pagamento possam ser avaliadas pelos bureaus de crédito para formar as notas.

Serão avaliados os “dados financeiros e de pagamentos, relativos a operações de crédito e obrigações de pagamento adimplidas ou em andamento”, conforme descrito na lei.

Entram aí, por exemplo, o quanto uma pessoa atrasou pagamentos de contas ou de cartão de crédito, que dívidas ela tem, com que empresas e sua capacidade financeira de arcar com compromissos adquiridos. Podem, inclusive, ser consideradas informações de desempenho também dos familiares de primeiro grau.

A lei vetou o uso de algumas informações pessoais dos cidadãos para a formação da nota, como as que “não estiverem vinculadas à análise de risco de crédito e aquelas relacionadas à origem social e étnica, à saúde, à informação genética, ao sexo e às convicções políticas, religiosas e filosóficas”.

Essas notas (ou score, no termo em inglês utilizado entre as empresas) podem ser empregadas por empresas e instituições financeiras para determinados tipos de transação.

Cada empresa vai definir a forma de adotar as notas e que tipo de restrição determinados índices podem trazer, como na diferenciação de condições, taxas de juros ou de acesso a serviços.

Recusa

Os consumidores que não quiserem ter seus dados incluídos no cadastro positivo podem solicitar a retirada. Essa requisição deve ser feita juntamente aos bureaus de crédito, como Serasa, SPC e Boa Vista Serviços.

Caso a pessoa desista da saída do sistema, pode pedir o retorno ao cadastro. Esses procedimentos podem ser realizados presencialmente ou por meio dos sites dessas empresas.

A diretora de Operação de Dados da Serasa Experian, Leila Martins, disse que o consumidor também pode requisitar aos bureaus a disponibilização das informações sobre ele e cobrar a correção em caso de dados errados.

“Se ele entende que tem algum dado que não considera correto, pode contestar. A fonte que deu origem tem que responder”, explicou.

Benefícios

Para o presidente da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), Elias Sfeir, o novo sistema pode gerar benefícios aos consumidores.

“Com o cadastro positivo você tem uma pontuação mais próxima realmente do seu comportamento. Tendo essa pontuação mais próxima, os agentes de crédito podem fazer melhor avaliação e dar uma taxa melhor de juros, considerando o seu perfil”.

A promessa do novo cadastro positivo é que com tais informações, bancos, fintechse outras instituições reduzam taxas e juros.

Segundo Sfeir, em países que adotaram esse modelo houve queda de 45% da inadimplência, o que causou impacto na redução de spreadsbancários. Com isso, haverá espaço para incluir pessoas no sistema de crédito, beneficiar micro e pequenas empresas e aumentar a arrecadação.

Riscos

Na avaliação do coordenador de direito digital do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Diogo Moyses, além do cadastro positivo violar a privacidade dos consumidores, há problemas a serem resolvidos na sua implementação.

O primeiro é o fato de a legislação apontar a possibilidade de uso de alguns dados não expressos, o que abriria espaço para abusos. Por isso, acrescenta, é importante que o Banco Central e a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (aprovada em lei neste ano, mas ainda não criada pelo governo) regulamentem de forma detalhada os registros dos consumidores que podem ser utilizados para a formação da nota.

A segunda preocupação envolve em que tipo de transação a nota de crédito será admitida.

Ele cita como exemplo as operadoras de telefonia, que já estão restringindo o acesso a planos pós-pagos a pessoas com notas baixas.

“Há um receio que o score seja utilizado para cercear o acesso dos consumidores além das relações de crédito. Milhões de consumidores podem ser excluídos economicamente. Em vez de gerar inclusão, o cadastro pode se tornar instrumento de exclusão. Ainda mais com cenário de pessoas desempregadas e aumento da inadimplência”, afirmou.

Agência Brasil

 

 

 

Um levantamento Datafolha divulgado nesta segunda-feira 8 aponta que o Brasil está dividido e que Jair Bolsonaro tem a pior avaliação para um presidente desde Fernando Collor. “Para 33%, o presidente faz um trabalho ótimo ou bom. Para 31%, regular, e para outros 33%, ruim ou péssimo. Com variações mínimas, é o mesmo cenário que se desenhou três meses atrás, no mais recente levantamento do instituto”, aponta a reportagem.

“Aos seis meses na cadeira, Collor tinha uma aprovação igual à de Bolsonaro (34%), mas 20% de rejeição. Todos os outros presidentes em primeiro mandato desde então se deram melhor”, aponta ainda o texto. “A estabilização de Bolsonaro sugere um piso de seu eleitorado. Menor do que aquele que o elegeu no segundo turno em 2018, mas semelhante à fatia usualmente associada aos apoiadores de seu maior rival, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pessimismo aumenta

“Na mão inversa, vem caindo a expectativa positiva em relação a seu governo. De abril para cá, foi de 59% para 51% a fatia de entrevistados que preveem uma gestão ótima ou boa. A ideia de que será regular subiu de 16% para 21%, enquanto o pessimismo ficou estável na margem de erro (23% para 24%)”, indica a pesquisa. (247)

 

Acidente envolvendo caminhão da banda de Léo Santana deixa mortos na Bahia 

Um acidente envolvendo um caminhão da banda do cantor Léo Santana deixou duas pessoas mortas na BR-116, na altura da cidade de Itatim, a cerca de 220 km de Salvador, no sábado (6). A informação foi confirmada pela assessoria do artista.

Conforme a nota divulgada pela produção do cantor, neste domingo (7), as vítimas estavam em um caminhão contratado para transportar os equipamentos da banda. Não há informações sobre as causas do acidente.

De acordo com a via Bahia, o acidente aconteceu por volta das 9h, na altura do km 523, quando o caminhão da banda bateu de frente com outro veículo do mesmo porte.

No Storie do Instagram, Léo lamentou o acidente e falou sobre a relação com as vítimas.

“É muito ‘punk’ ter que trabalhar quando se recebe uma notícia ruim, drástica. Um caminhão da minha banda, da minha equipe, com duas pessoas que trabalhavam na equipe da gente acabou batendo de frente com uma carreta. Os dois vieram a falecer. Ter que trabalhar com isso na cabeça é muito forte, é muito punk. Fica meus pêsames para os familiares do Gustavo e do Nabo, que eram moleques que eu gostava demais. Que Deus conforte os corações de vocês”, disse o artista.

Léo fez shows na noite de sábado em Fortaleza e em São Gonçalo do Amarante, ambas no Ceará. A agenda do artista segue normalmente. (G1) 

 

O medicamento mais caro do mundo custa R$ 9 milhões e pode mudar para sempre a vida da Laura. Em menos de dois meses de vida, ela enfrentou uma viagem do Recife a Boston, nos EUA, para tentar um tratamento novo e que pode salvá-la de uma doença rara.

Laura foi diagnosticada com AME, a atrofia muscular espinhal, que é uma degeneração dos neurônios motores responsáveis pela movimentação dos músculos. A AME é causada pela falta ou defeito num dos genes que produzem a SMN, uma proteína que protege os neurônios motores. Eles levam o impulso nervoso da coluna vertebral para os músculos. A doença é progressiva, não tem cura e afeta entre 7 a 10 bebês em cada 100 mil nascidos no mundo.

Ela é a maior causa genética de morte de crianças de até 2 anos de idade.

A neuropediatra Vanessa Van Der Linden explica que a inteligência é normal, o cérebro é normal, mas a criança vai perdendo a força muscular. Começa nas pernas, depois braços, tronco, musculatura respiratória, e por último, a face e o movimento dos olhos.

A irmã de Laura, de 13 anos, também tem AME. E essa informação que fez com que a médica pedisse o exame de Laura, logo após o nascimento. Na Laura, o diagnóstico foi pré-sintomático, pelo DNA. E a rapidez do diagnóstico foi determinante para que o tratamento de Laura fosse possível. A médica descobriu um estudo clínico que procurava pacientes bebês para testar um novo remédio para a AME. Com apenas 42 dias, Laura tinha o perfil ideal para os testes.

Em fevereiro, a família descobriu que haveria um tratamento totalmente diferente, mas nos Estados Unidos. Uma semana depois, mãe e filha estavam de malas prontas para viajar, após vaquinha virtual, campanha com a família e rifas. A família não precisava pagar pelo tratamento, mas tinha que conseguir dinheiro para os custos da viagem.

O novo remédio é o Zolgensma, que foi aprovado em maio, nos Estados Unidos, depois de testado num grupo de 34 crianças entre 15 dias e oito meses. Elas vão precisar ser acompanhadas por mais dez anos.

Até agora o único remédio no mundo recomendado para o tratamento da doença era o Spinraza, que este ano passou a ser disponibilizado pelo SUS. Segundo o Ministério da Saúde, cada paciente custa, anualmente, R$ 1,3 milhão.

Para a presidente da Associação Brasileira De Amiotrofia Espinhal, que tem um filho de 18 anos com AME, a oferta do remédio pelo SUS é um avanço, mas é preciso melhorar a rapidez no diagnóstico da doença.

O presidente do laboratório que produz o remédio diz que há crianças vivendo até os 5 anos ou se preparando para ir para a creche e se beneficiando de ter tomado apenas uma dose. O novo tratamento está restrito apenas aos Estados Unidos, mas ainda não há previsão para a redução do preço. O laboratório responsável disse estar empenhado em levar o produto para o Brasil.

Apesar de os médicos afirmarem ainda ser muito cedo para falar na cura da doença, é isso o que espera a família de Laura. Com informações do Fantástico/Rede Globo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é aviso-caixa-1024x869.jpeg
Em Afogados da Ingazeira, as pessoas que procuraram a agência da CEF desde último sábado (8), se depararam com aviso na porta conforme foto, “que está temporariamente fechada para reforma,” o aviso pede que os clientes  procurem atendimento na Caixa Econômica das cidades da região ou nas casas lotéricas da cidade.
As cidades mais  próximas que tem agência fica em São José do Egito, Sertânia e Serra Talhada, o que mais revolta a população é a falta de respeito onde todos os clientes foram pegos de surpresa, não ouve  nenhum aviso prévio, outra informação para dificultar mais ainda a vida das pessoas é, que as casas lotéricas não tem dinheiro em Afogados, e o aviso na porta não divulga data nem previsão de quando a caixa retorna as suas atividades no município, isso sem dúvidas provocará uma queda na economia do mercado local. 
 
 

A Seleção Brasileira conquistou seu 9º título da Copa América ao vencer o Peru por 3 a 1, neste domingo (7), no estádio do Maracanã. O time comandado por Tite encerrou o jejum de 12 anos na competição e fez a torcida soltar o grito de “O Campeão voltou!”.

Everton Cebolinha abriu o placar aos 14 minutos do primeiro tempo depois de um cruzamento de Gabriel Jesus pela ponta direita. O atacante do Grêmio chegou por trás da zaga peruana e chapou para o fundo do gol. 

O Peru conseguiu igualar o placar aos 40 minutos com gol de pênalti, batido pelo atacante Paolo Guerrero. A marcação foi verificada pelo VAR, que confirmou toque da bola na mão no zagueiro Thiago Silva. 

Mas antes do final da primeira etapa, Gabriel Jesus recebeu de Arthur no meia-lua, dominou e chutou no canto direito de Pedro Gallese.

No retorno do intervalo, com ritmo de jogo mais moderado, a seleção de Tite passou a receber pressão dos peruanos e regia com contra-ataques, mas sem muita efetividade. 

Aos 24 do segundo tempo, o Brasil ficou com 10 em campo, depois que Jesus cometeu falta e recebeu o segundo cartão amarelo, seguido de vermelho. O camisa 9 saiu de campo contrariado e chorou a caminho do vestiário.

A torcida só respirou aliviada aos 44 minutos, quando Richarlison converteu o pênalti.

 

EUA vencem Holanda e conquistam o tetra na Copa do Mundo Feminina

A seleção feminina dos Estados Unidos venceu a Holanda, neste domingo (7), em Lyon, na França, conquistando o tetracampeonato da Copa do Mundo. O placar foi de 2 a 0.

A vitória coloca as norte-americanas, mais uma vez, no topo com um desempenho superior em praticamente todos os aspectos, desde a organização do time em campo à boa troca de passes. Lavelle e Rapinoe são responsáveis pelo resultado positivo frente às holandesas. (Via: Galáticos Online)

Pavão Misterioso declara guerra ao The Intercept no Twitter. Entenda

P

Por André Luis

Na tarde deste sábado, o Twitter virou campo de batalha após o ressurgimento do perfil “Pavão Misterioso” – dizem a boca miúda que se trata de um perfil fake, especializado em divulgar fake news, controlado pelo vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro.

Fake ou não, acontece que bastou alguns tuítes para que o perfil se tornasse um dos assuntos mais comentados do Twitter. Tudo isso porque o “Pavão”, diz ter informações importantes sobre o jornalista Glenn Greenwald e seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL), a serem tornadas públicas.

Na conversa, uma suposta mensagem atribuída a David Miranda diz, com preocupação, para que Glenn não utilize mais o Telegram e que ele descarte chips e aparelhos. Além do casal, o “Pavão Misterioso” diz ter conteúdos que comprometem também o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) e o ex-parlamentar Jean Wyllys.

Em seu perfil no Twitter, o deputado David Miranda já se pronunciou sobre os novos ataques e disse que as publicações se tratam de ‘fake news’, aproveitando para expôr alguns dos erros do ‘Pavão Misterioso’: “O pessoal é muito burro mesmo!”.

David Miranda @davidmirandario
 

Galera eu sou carioca da gema! Não falo “mainha”, não Falo “Culhões” não ousaria falar assim de crianças.
O pessoal é muito burro mesmo! A máquina de produzir FAKE News está a todo vapor! Não vão conseguir nos intimidar, não vai parar as publicações. pic.twitter.com/BxttZH1Tcf

11,5 mil pessoas estão falando sobre isso
 
 

Além disso, outros perfis também apontaram falhas nas supostas divulgações realizadas, principalmente na imagem que coloca lado a lado os celulares de Demori e do próprio David.

Alexandre Borges@Alexandre_Borg
 

Pavão Misterioso é burro como um camelo q expõe o truque dele sem querer: a foto de 2 cels. Um ligando p/ o Demori e o outro p/ David Miranda. Por q dois cels? O idiota comprou 2 chips p/ forjar um chat entre estes 2 personagens. Meu filho, faz direito, já tem app p/ forjar chats pic.twitter.com/YE9kNVynpL

1.373 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Sala de espera de aeroporto Foto: Lucas Landau/Reuters

Um homem de 26 anos morreu após uma parada cardíaca no Aeroporto do Recife, na manhã deste domingo (07).

O passageiro aguardava na sala de embarque um voo da Azul que ia para Juazeiro do Norte, no Ceará.

O homem, que tinha paralisia cerebral, seguiria para Petrolina, em Pernambuco. Quando ele passou mal, a mãe fazia o trajeto de ônibus.

O corpo seguiu para o Instituto Médico Legal, mas, apesar da assistência da companhia, ainda não havia sido liberado até o meio da noite.

 

A partir desta segunda-feira, a Receita Federal abre a consulta ao segundo lote das restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) do ano-base 2018. O sistema estará liberado para os contribuintes a partir das 9h. Vale lembrar que esta etapa é para saber se o pagamento está agendado. O dinheiro referente a este lote cai na conta dos contribuintes no dia 15 deste mês.

De acordo com a Receita, 3.164.229 contribuintes estão incluídos neste lote, totalizando o valor de R$ 5 bilhões. O valor dos pagamentos será corrigido pela taxa básica de juros (Selic). Neste lote, o percentual de ajuste pela taxa será de 2,01%.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita Federalou ligar para o Receitafone, por meio do número 146.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Uma vez que o contribuinte está incluído no lote para pagamento, mas o valor não é creditado em sua conta, o caminho é contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, no nome do contribuinte, em qualquer banco.

Confira o calendário de pagamento dos outros lotes:

3º lote:

15/08/2019

4º lote:

16/09/2019

5º lote:

15/10/2019

6º lote:

18/11/2019

7º lote:

16/12/2019

 

 

 
Entendimento da representação é de que suposta investigação teria como motivação intimidar o jornalista
 Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil / CP
O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), deu um prazo de 24 horas para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, esclareça se o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), vinculado à pasta de Economia, está ou não investigando possíveis movimentações financeiras atípicas do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, responsável pela divulgação de supostas trocas de mensagens por celular entre Sergio Moro, então juiz da Lava Jato, e procuradores da operação.
O prazo foi determinado em despacho publicado ontem, em reação a representação proposta pelo subprocurador-Geral do Ministério Público de Contas (MP/TCU), Lucas Rocha Furtado. O entendimento da representação é de que a suposta investigação teria como motivação intimidar o jornalista, mediante perseguição e abuso de poder, resultando em mau uso do recursos públicos. O despacho do ministro Bruno Dantas também dá 24 horas para que o presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira Lima, se manifeste.
As reportagens de Greenwald, que estão sendo publicadas em série, algumas em parceria com outros veículos de comunicação, mostram supostas conversas virtuais nas quais Moro, durante seu período como juiz da Lava Jato, teria orientado o trabalho dos procuradores, indicando um conluio entre juiz e acusação. Moro, que deixou o cargo de magistrado no fim do ano passado para aceitar convite do presidente Jair Bolsonaro para ser ministro da Justiça, nega o conluio e afirma não ter como confirmar a autenticidade das mensagens, por não lembrar de conversas ocorridas há anos e porque, mesmo que sejam verdadeiras, já teriam sido apagadas.
A investigação do Coaf teria sido solicitada pela Polícia Federal, vinculada ao Ministério da Justiça, hoje comandado por Moro. A busca por movimentações financeiras atípicas do jornalista, na argumentação da representação, poderia caracterizar dispêndio de recursos com grave desvio de finalidade, situação que demandaria a atuação do TCU.
A representação argumenta que a suposta investigação do Coaf a respeito das contas do jornalista do The Intercept Brasil seria “a utilização de recursos humanos e materiais com grave desvio de finalidade e abuso de poder para a realização de atividades ilegítimas voltadas a tolher a liberdade de imprensa, garantida constitucionalmente em nosso País”. Ao propor que o TCU investigue os fatos à luz de suas atribuições constitucionais, a representação recomenda a suspensão, de maneira cautelar, da suposta investigação.

João Gilberto é homenageado com três dias de luto pela Prefeitura de Juazeiro-BA

Confira a íntegra da nota:
A Prefeitura Municipal de Juazeiro, em nome dos juazeirenses, solidariza-se com familiares, amigos e fãs pela morte daquele que levou o nome de Juazeiro para o mundo com a Bossa Nova, João Gilberto. Diante deste fato, o prefeito Paulo Bomfim decreta três dias de luto oficial.
Nosso Joãozinho de Patu conseguiu a batida perfeita do violão, criando a Bossa Nova e tornando-se a grande lenda da música mundial. Influência musical no mundo inteiro, em 1958 inventou um novo modo de tocar o samba, colocando a música brasileira em outro patamar de sofisticação.
Como retratado no livro de Ruy Castro, João se inspirou no gingado das lavadeiras do Angari, colocando a dissonância nas seis cordas de um violão e mudando o modo de tocar e cantar.
Por sua causa, Juazeiro é conhecida no mundo inteiro. Por seu legado musical e artístico, aqui é a capital mundial da Bossa Nova. Somos todos gratos a ele. Vá em paz, João! (Ascom/PMJ)
 

Governador Paulo Câmara escolhe conselheiro federal da OAB para o TCE

 

Nome do advogado Carlos Neves será submetido à Assembleia Legislativa de Pernambuco

Por imprensa.pe@imprensa.pe.gov.br / Foto: divulgação

O conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Carlos Neves, foi escolhido, neste sábado (06/07), pelo governador Paulo Câmara para o Conselho do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE). O nome do advogado será submetido à Assembleia Legislativa, nos termos da Constituição Estadual.
Com 44 anos de idade e mais de 20 anos de atuação na advocacia, Carlos Neves é mestre pela Faculdade de Direito de Lisboa, preside a Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB Nacional e é membro da Comissão Especial de Análise da Reforma da Previdência do CFOAB.
Carlos Neves foi membro do Conselho Consultivo da Escola Nacional da Advocacia (2006/2008), foi professor universitário de 2003 a 2013 e diretor-geral da Escola Superior da Advocacia da OAB-PE, no triênio 2016/2018. Hoje, ministra aula de pós-graduação e palestras em todo o país.
Apesar disso, 55% dos entrevistados não acham que Moro deveria deixar o cargo de ministro da Justiça, posto que assumiu no início deste ano após convite do presidente Jair Bolsonaro, que venceu eleição no ano passado derrotando no segundo turno o petista Fernando Haddad, apoiado pelo ex-presidente Lula. Outros 38% concordam que Moro deveria renunciar. Os que não sabem são 7%. A avaliação de Moro como ministro caiu de 59% em abril para 52% nesta pesquisa.
Segundo os dados divulgados em reportagem do jornal Folha de S.Paulo, quanto menor a faixa de renda dos entrevistados, maior o índice de reprovação às conversas. Os mais jovens também são os que mais reprovam as mensagens vazadas. Por região, a rejeição é maior no Nordeste (56%), seguido por Centro-Oeste e Norte (44%), Sudeste (35%) e Sul (33%).
O levantamento indica também que, se as conversas forem comprovadas, 59% das pessoas concordam que o conteúdo é grave e as decisões de Moro como juiz dos casos da operação devem ser revistas. Outros 30% acreditam que as conversas não têm importância diante dos resultados da Lava Jato no combate à corrupção, enquanto 11% não souberam opinar.
Contudo, a maioria dos brasileiros (54%) é a favor da punição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, que faz parte dos processos da Lava Jato. A prisão é vista como injusta por 40%. Os que não souberam opinar são 6%.
Vazamento
As supostas conversas têm sido vazadas em uma série de reportagens produzidas pelo site The Intercept Brasil, do jornalista Glenn Greenwald, que se tornou conhecido internacionalmente por reportagens sobre o programa global de espionagem do governo norte-americano.
Nas mensagens, Moro teria orientado o trabalho dos procuradores da Lava Jato, indicando um conluio entre juiz e acusação. Moro nega o conluio e afirma não ter como confirmar a autenticidade das mensagens, por não se lembrar de conversas ocorridas há anos e porque, mesmo que sejam verdadeiras, já teriam sido apagadas.
Bolsonaro tem dado apoio a Moro e disse nesta sexta-feira, 5, que pretende assistir no domingo à final da Copa América, entre Brasil e Peru, no Maracanã, ao lado do titular da Justiça e Segurança Pública. “E o povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, disse o presidente.
O jornalista Gleen Greenwald, editor do site The Intercep Brasil, destacou em sua conta no Twitter  que o “novo ponto chave” da reportagem, feita em parceria com revista Veja, sobre o direcionamento e manipulação dos processos da Lava Jato pelo ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, com outros membros da força-tarefa da operação, reside no fato de que  “os atos corruptos de Moro não eram isolados ou episódicos, mas contínuos e crônicos”.

“O artigo contém muitas discussões inéditas entre Moro e Deltan, e entre LJ – algumas das mais incriminadoras até aqui – que revelam de, nas palavras do @VEJA, a “forma cabal como Moro exorbitava de suas funções de juiz, comandando as ações dos procuradores na Lava Jato”, completa Greenwald em seguida.

O jornalista também ressalta que a “Carta ao Leitor” da revista  “é, por si só, extraordinária”, uma vez que “explica porque – após 4 anos de apoio a Moro – agora percebem que é seu dever jornalístico dizer a verdade: que Moro era o oposto da imagem que ele e a mídia passaram anos construindo”, afirma em referência ao apoio os grupos de mídia tradicionais que apoiaram os desvios da operação e ajudaram a construir a imagem de Moro que acabou por levá-lo ao Ministério da Justiça.

“O que @Veja viu na conduta de Moro após semanas de trabalho com esse material foi tão extremo e tão chocante que eles concluíram que a conduta de Moro não era meramente antiética ou imprópria, mas “ilegal”. Essa é uma conclusão extraordinária sobre o Ministro da Justiça”, diz Greenwald.

Confira o Twitter de Gleen Greenwald sbre o assunto.

A EBC decidiu extinguir a rádio MEC AM do Rio de Janeiro. Trata-se da mais antiga emissora de rádio em funcionamento no Brasil. Foi inaugurada em 1923, quatro anos após o surgimento da pioneira Rádio Clube de Pernambuco.

No dia 31, o sinal da emissora será desligado. Motivo: a EBC precisa ser enxugada.

Foi fundada por Roquette-Pinto, sob o nome de Rádio Sociedade. Treze anos depois, foi doada ao governo federal.

A rádio MEC FM continuará no ar.

A Justiça Federal de São Paulo ratificou o recebimento de uma denúncia feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado federal Aécio Neves e tornou ele réu por corrupção passiva e tentativa de obstrução judicial das investigações da Lava Jato.

A acusação foi feita a partir de delações de Joesley Batista, do Grupo J&F, que afirmou ter pago propina no valor de R$ 2 milhões ao deputado. Também são acusados de corrupção passiva a irmã do senador, Andréa Neves, um primo dele e um assessor parlamentar do congressista. Em troca, ele teria prestado favores políticos a Joesley.

A defesa do deputado ainda não se pronunciou. 

Investigação

Segundo a investigação, a irmã de Aécio e o próprio deputado pediram, em 2017, R$ 2 milhões, que foram pagos em quatro parcelas.

A denúncia também relata que Aécio Neves, de 2016 até maio de 2017, pelo menos, tentou impedir e embaraçar as investigações da Operação Lava Jato, na medida em que “empreendeu esforços para interferir na distribuição dos inquéritos da investigação no Departamento de Polícia Federal, a fim de selecionar delegados de polícia que supostamente poderiam aderir ao impedimento ou ao embaraço à persecução de crimes contra altas autoridades políticas do país”.(Via: Agência Senado)

Novas revelações do Intercept Brasil apontam que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, mentiu ao ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki para manter um dos casos em Curitiba (PR), onde ele (Moro) julgava os processos da Operação Lava Jato em primeira instância quando era juiz. A reportagem foi publicada em parceria com a Veja.

A conversa era referente ao caso de Flávio David Barra, preso em 28 de julho de 2015, quando presidia a AG Energia, do grupo Andrade Gutierrez. Sua detenção ocorreu na Operação Radioatividade, relacionada a pagamentos de propina feitos por empreiteiras a Othon Luiz Pinheiro da Silva, da Eletronuclear, responsável pela construção da usina nuclear Angra 3.

Em 25 de agosto, a defesa dele pediu ao ministro do STF Teori Zavascki a suspensão do processo tocado pela 13ª Vara de Curitiba sob o argumento de que Moro não tinha competência para julgar o caso por haver indício de envolvimento de parlamentares com foro privilegiado. Um deles seria o então senador Edison Lobão (MDB-MA).

Após a reclamação, Zavascki cobrou explicações de Moro, que diz não saber nada sobre o envolvimento de parlamentares. O então ministro do STF suspendeu as investigações em 2 de outubro e, por consequência, Moro remeteu o caso de Curitiba para Brasília três dias depois.

O fato é que um diálogo registrado no Telegram entre o procurador Athayde Ribeiro Costa e a delegada Erika Marena, da Polícia Federal, evidencia que Moro feriu a equidistância entre magistrado e a parta acusatória. Costa diz precisar com urgência de uma “planilha/agenda” apreendida com Barra que descreve pagamentos a vários políticos. Marena responde que, por orientação de “russo” (Moro), não tinha tido pressa em “eprocar” a planilha (tradução: protocolar o documento no sistema eletrônico da Justiça). “Acabei esquecendo de eprocar”, disse. “Vou fazer isso logo”, complementa.

O diálogo aponta que Moro já sabia da existência da planilha quando foi inquirido por Zavascki e mentiu ao ministro ou teria tomado conhecimento da planilha depois da inquirição de Zavascki e pediu à delegada para “não ter pressa” em protocolar o documento. Ou seja, seria uma manobra tinha como objetivo manter o caso em Curitiba.  (247)

Paulo Câmara investe R$3,5 milhões no Compaz do Coque

Foto: Hélia Scheppa/SEI

Fábrica de cidadania, a iniciativa chegou à comunidade e o equipamento será entregue já no primeiro semestre de 2020

Compaz é transformação. É uma fábrica de cidadania, como é conhecida a iniciativa que vem mudando a vida de moradores do Recife, com duas unidades em funcionamento na capital, e que agora chega à comunidade do Coque. O governador Paulo Câmara assinou Ordem de Serviço, ao lado do prefeito do Recife, Geraldo Julio, nesta sexta-feira (05/07), para a conclusão das obras do Centro Comunitário da Paz Dom Hélder Câmara, que será entregue já no primeiro semestre do próximo ano. A obra, iniciada pelo Governo de Pernambuco e que, desde maio de 2018, é comandada pela Prefeitura do Recife, tem um investimento da ordem de R$ 3,5 milhões por parte do Governo do Estado. Em contrapartida, a Prefeitura investe R$ 399 mil no empreendimento.

O governador enfatizou que apesar da crise instaurada no cenário nacional, que impediu a conclusão de obras, a parceria entre as esferas estadual e municipal, como se vê nesta ação, pode dar oportunidade às pessoas e ajudar a mudar vidas. “Dentro do contexto de políticas de prevenção a serem feitas em conjunto com os municípios, vimos a oportunidade de transformar esse equipamento em um Compaz, que já é uma experiência bem sucedida no Recife, e a Prefeitura tem todas as condições, a partir dos recursos que estão sendo repassados pelo Governo do Estado, de terminar essa obra e entregar à população aqui da comunidade do Coque e de bairros vizinhos”, acrescentou.

Paulo Câmara lembra que os usuários do novo Compaz  terão direito à prática de esportes, ações de cultura, lazer, mediação de conflitos e de cidadania. “É isso que a gente quer: fazer políticas que possam oferecer cidadania, ajudando a prevenir a violência e, acima de tudo, garantindo à população que pode confiar no Estado”, afirmou.

Em seu discurso, o prefeito Geraldo Julio deu voz aos representantes e líderes da comunidade e agradeceu o gesto do governador.  “Paulo Câmara é o grande responsável pela alegria que a gente está tendo hoje de ver esses trabalhadores aqui, de capacete, fardados, trabalhando e conseguindo emprego nesta obra, que é uma coisa cada vez mais difícil no Brasil”, disse, agradecendo ao governador por estar transformando o dia de hoje em realidade, ao tomar a decisão de fazer um convênio e repassar os recursos necessários para a Prefeitura tocar a obra.

 

 

Durante assalto, ladrão tenta enforcar vítima de 16 anos a caminho da escola em Serra Talhada

 

Resultado de imagem para giro policial

O fato aconteceu nesta quinta-feira (4), por volta das 6h30 após denuncia de populares que um indivíduo tinha tomado a força um aparelho celular de uma adolescente de 16 anos no bairro São Cristóvão, Policiais Militares do 14° BPM fizeram rondas a procura do acusado mais sem êxito. Depois foram acionados pela Central de Operações e fizeram deslocamento ao endereço do imputado L. F., 28 anos, pois sua mãe informou que ao chegar em casa encontrou a porta da cozinha aberta e quebrada e marcas de sangue pela sala e um aparelho celular em cima da mesa que não pertencia a ninguém de sua família, ao chegar no local foi constatada a veracidade do fato e que segundo a mãe o autor é seu filho que já estava sendo procurado pelo roubo um celular. 
A vítima foi localizada e a mesma reconheceu seu celular e informou que as 6:45 horas desta manhã caminhava para a escola onde foi abordada pelo imputado que agarrou em seu pescoço tentando leva – lá para uma terreno baldio quando percebeu a resistência da vítima tentou enforca – lá, no momento em que ela começou a gritar por socorro o imputado pegou o celular que ela portava e saiu correndo. 
Foram conduzidos o celular apreendido, a mãe do imputado e a vítima para Delegacia de Polícia local e tomadas as medidas cabíveis. Resultando no Inquérito.

Homens tentam invadir hospital para agredir mulher grávida em Serra Talhada

No final da tarde dessa quinta-feira (4), por volta das 17h, Policiais Militares do 14° BPM foram acionados para se deslocar até o Hospital Agamenon Magalhães (Hospam) no Centro de Serra Talhada, de onde denunciaram que havia dado entrada uma mulher vitima de agressão. 
Ao chegar ao local foi constatada a veracidade do fato. Ao manter contato com a vitima, ela relatou que está grávida e que seu companheiro tinha lhe agredido com um soco na barriga. 
O agressor junto com outro homem estavam perturbando e causando tumulto na recepção do hospital, querendo agredir a vitima novamente. 
Após receber atendimento médico e ser liberada, a vitima foi encaminhada à Delegacia de Polícia junto com os dois homens, porém não quis registrar queixa contra o seu agressor e todos foram liberados.

Na parceria, foram analisadas 649.551 mensagens. Nas conversas publicadas pelo The Intercept Brasil, Moro mandava acelerar ou atrasar algumas operações e pedia a inclusão de provas em processos que não estavam, ainda, em sua responsabilidade. 

7 conversas do Telegram foram publicadas. A primeira mostra o diálogo entre Deltan Dallagnol (Chefe da força-tarefa) e a procuradora Laura Tessler. O chefe informa a procuradora que Moro alertou sobre uma informação na denúncia do réu, Zwi Skornicki (acusado de pagar propina a ex-funcionários de um estaleiro do Estado), que estava faltando. A informaçãofoi incluída no dia seguinte.

A segunda conversa relata a cobrança de Moro sobre a manifestação do MPF em relaçãoao pedido de revogação de prisão preventiva de José Carlos Bumlai. Dallagnol responde que irá providenciar. 

Na sequência, Moro questiona Dallagnol sobre rumores da delaçãode Eduardo Cunha. O juíz se mostra contra ao acordo, mesmo precisando obter um posicionamento imparcial. 

Em outra conversa, entre o procurador Athayde Costa e um interlocutor que não foi identificado, que segundo a VEJA, seria a delegada da PF, Erika Marena; O procurador questiona onde está o documento apreendido com Flávio Barra, preso pela Lava Jato, e a delegada responde que esqueceu de incluir o arquivo no processo eletrônico, porque Moro pediu para “não ter pressa”. 

Em diálogo entre Moro e Dallagnol, o atual ministro cobra o procurador sobre a data de manifestação do MPF sobre um habeas corpus impetrado pela Odebrecht. Deltan diz que ficará pronto em um dia, mas acaba se atrasando e sugere enviar uma provisória para que o juiz consiga preparar a decisão.

Na sexta conversa divulgada pela parceria entre The Intercpt/VEJA, o procurador Paulo Galvão e o procurador Roberson Pozzobon discutem sobre a realização de uma operação que deveria acontecer até novembro, por um pedido de Moro, para que a denúncia fosse apresentada até o fim do ano. A operação foi realizada e acabou na prisão de Carlos Bumlai. Moro aceitou a denúncia apenas um dia depois do MPF divulgar a apresentação.

O último diálogo divulgado, ocorreu em um grupo de nome “PF-MPF LAVA JATO 2”. Os interlocutores não foram identificados. mas a VEJA disse ser o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima e o delegado da PF Igor Romário. Segundo a conversa, Moro teria sugerido a data de realização de operação do almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva. 

Na última terça-feira (2), o ministro Sérgio Moro foi convidado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para explicar diálogos publicados pelo The Intercept Brasil, o ministro disse não reconhecer a autenticidade das conversas com o coordenador da Lava Jato em Curitiba, Delton Dallagnol, e outros procuradores e classificou como “revanchismo” as críticas recebidas. “Há uma tentativa criminosa de invalidar condenações”, insistiu ele. “Se, durante as investigações da Lava Jato, eu tivesse deixado a corrupção florescer, não sofreria esses ataques. Qual foi a mensagem que revela que tem inocente condenado? Que inocentes?”, provocou.

Na ocasião, a parlamentar levou o secretário para conhecer o Centro Tecnológico, aproveitando a oportunidade também para fazer uma reunião com alguns empresários e representantes do sistema S, a imprensa, e a sociedade civil. “Conversamos sobre as pontecialidades de nossa região e tratamos sobre a instalação da Central de Oportunidades e da Agência do Trabalho, que serão sediadas no prédio do CT”, afirmou Roberta Arraes.

A proposta do programa Central de Oportunidades é ser um espaço empreendedor (sendo a junção do SEMPEE + JUCEPE + AGEFEPE) e um espaço de conhecimento que promova uma formação profissional. Tudo isso com o objetivo de ampliar o acesso da população ao mercado de trabalho, preparando os cidadãos para ocuparem as vagas de emprego ou para se aperfeiçoarem como empreendedores.
“É com esse sentimento de interiorização das ações que trabalhamos juntamente com o governo de Pernambuco”, finalizou a deputada.
Estiveram presentes também, o ex-prefeito Alexandre Arraes, os vereadores Francisco Edvaldo, João Dias, Luciano Capitão, Divona, Edsavio, Silvano do Morais e algumas lideranças políticas.

O silêncio do ministro e ex-juiz parcial  “Moro” deixa Policiais Federais insatisfeitos

A insatisfação dos agentes de segurança mantidos pela União não foi direcionada apenas a Bolsonaro e Paulo Guedes. O silêncio do ministro Sergio Moro (Justiça) foi alvo de críticas. “Não tivemos quem nos defendesse na nossa própria casa”, diz Flávio Werneck, diretor jurídico da Federação Nacional dos Policiais Federais.

Além disso, pedem que policiais que ingressaram na carreira até a aprovação da reforma possam se aposentar com o salário integral (integralidade) e receber as correções dadas a quem permanecer na ativa (paridade) 

O retrato final da votação do relatório da reforma na comissão especial marca uma quebra de confiança entre os policiais e o governo. “O presidente não tem força nessa reforma. Está demonstrando que não consegue controlar sua equipe no Congresso”, diz Werneck.  (FSP)

  Com ajuda do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, a comissão especial que analisa a reforma da Previdência rejeitou afrouxar as regras de aposentadoria para categorias da segurança pública. Integrantes do governo e interlocutores do Palácio do Planalto atuaram contra o apelo público de Bolsonaro nesta quinta-feira (4) por regras mais brandas para policiais federais e policiais rodoviários federais, um pedido para desidratar a própria proposta de reforma.

Eventuais mudanças na proposta para essas categorias devem ser discutidas apenas no plenário, após a conclusão da aprovação da reforma na comissão especial. O texto-base da proposta foi aprovado por 36 votos a 13, mas ainda precisam ser votados os chamados destaques –pedidos de partidos e deputados para que uma parte específica da proposta seja analisada separadamente.

Dois destaques que favoreceriam o setor de segurança pública foram rejeitados. Um deles beneficiaria até oficiais de Justiça, mas foi derrubado por 31 votos a 17. O outro, apresentado pelo PSD, suavizaria para policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais legislativos, agentes penitenciários e peritos, mas foi negado, por 30 a 19.

Ao ser anunciado o resultado, policiais que estavam na comissão gritavam: “PSL traiu a polícia do Brasil”. E também contra o presidente: “Bolsonaro traidor!” “A defesa da nossa segurança pública não pode ser confundida com a defesa da Previdência Social. São coisas distintas”, disse o deputado Filipe Barros (PR), ao orientar a bancada do PSL a votar contra benesses à segurança pública.

Como votaram os pernambucanos sobre a reforma na Comissão Especial

Em sessão nesta quinta-feira (4), a Comissão Especial da reforma da Previdência aprovou por 36 votos a 13 o texto-base do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Dos três representantes de Pernambuco na comissão, dois votaram a favor do texto: o vice-presidente do colegiado, deputado Silvio Costa Filho (PRB), e o deputado Fernando Rodolfo (PL). Integrante da oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Carlos Veras (PT), ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), foi o único pernambucano a votar contra na comissão.

O texto do relator prevê idade mínima de 55 anos, 30 anos de contribuição e 25 anos na atividade para ambos os sexos, além de pensão equivalente ao último salário. Policiais federais e policiais rodoviários federais pedem condições mais favoráveis. Hoje não há idade mínima, mas é necessário tempo de contribuição (30 anos se homem, 25 se mulher) e na atividade (20 e 15).

Como regra transitória para todos os trabalhadores, Moreira propõe idade mínima de 65 anos se homem e 62 se mulher, com tempo de contribuição de pelo menos 20 e 15 anos, respectivamente. No caso dos servidores públicos da União, o tempo de contribuição previsto é maior, de 25 anos, e cumulativamente pelo menos 10 anos no serviço público e 5 no cargo para ambos os sexos.

O colegiado continua reunido para analisar os destaques para votação em separado, que podem alterar trechos específicos da proposta. 

Dois policiais militares de Pernambuco foram presos durante a operação ‘Zarathos’ na manhã desta quinta-feira (04) em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, o 2º Sargento Juliano Barros de Araújo e o cabo Francisco de Assis do Santos Leite são suspeitos de integrarem um grupo de extermínio.

Segundo o delegado Leonardo Max Pereira Monteiro, os militares são suspeitos de cometer um duplo homicídio em Verdejante, no dia 27 de abril deste ano. “As investigações prosseguem no sentido de identificar outros participantes do eventual crime e inserir os executores em eventuais crimes praticados anteriormente ou posteriormente a esse fato”, esclareceu.

A Polícia Civil deflagrou a operação ‘ Zarathos’ na manhã desta quinta-feira (04) em Salgueiro, em Pernambuco. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão domiciliar e dois mandados de prisão. Na execução foram empregados 30 Policiais Civis, entre delegados, agentes e escrivães.

A investigação começou em abril deste ano e foi realizada por delegados vinculados à 23ª Delegacia Seccional de Salgueiro. A operação está sendo coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2 (Dinter 2). (Via: G1 Petrolina)

O jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept,  acusa o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da força tarefa da Lava Jato de queimarem provas e obstruírem a justiça, a partir do momento que “destroem todos os dados em seus telefones relacionados seu trabalho oficial e a casos judiciais pendentes”.

Entenda:

Após três semanas das mensagens escusas envolvendo procuradores da Lava Jato e Sérgio Moro vir à tona, os responsáveis pela força tarefa seguem sem fornecer seus aparelhos à perícia. Deltan Dallagnol, o reponsável por acatar todas as ordens de Moro para manipular a operação para fins políticos e pessoais, até agora segue com seu aparelho. (247)

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!