Cidades

António Guterres fez um apelo por um cessar-fogo mundial

António Guterres fez um apelo por um cessar-fogo mundial.

Revista Fórum – Na manhã desta sexta-feira (3), o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu para que os líderes mundiais invistam em estratégias para proteger o maior número de pessoas possível em meio à disseminação do coronavírus. Segundo Guterres, “o pior ainda está por vir”.

O chefe da diplomacia das Nações Unidas também comentou sobre a necessidade de buscar a paz nesse momento. Na última semana, foi feito um pedido de cessar-fogo geral, que foi atendido por muitos países envolvidos em conflitos. Contanto, o cenário não é ideal: “Essa é uma oportunidade para a paz, mas estamos longe disso. E a necessidade é urgente. A tempestade COVID-19 está agora chegando a todos estes teatros de conflito”, declarou.

Trabalhador informal poderá se beneficiar de auxílio do governo federal de R$ 600 (Foto: Domingos Peixoto/09-08-2017)

BRASÍLIA — Mulheres e trabalhadores mais idosos terão prioridade para receber o pagamento do auxílio de R$ 600 nas famílias com renda até três salários minimos, segundo minuta do decreto presidencial que trata do tema. A lei permite que duas pessoas por família possam receber o benefício. Na sequencia de prioridades, vêm os membros com menor renda individual e , por fim, considerando a ordem alfabética no primeiro nome, se necessário, para fins de desempate. O decreto faz parte do processo para permitirá a distribuição dos recursos para trabalhadores autonomos e informais, possivelmente a partir da próxima semana.

O texto determina que a autodeclaração dos trabalhadores informais que não aparecem nos cadastros do governo não garantirá a esses trabalhadores direito automático ao recebimento do auxílio emergencial. Eles serão obrigados a aguardar a análise dos dados prestados para pôr a mão no dinheiro. A exigência consta da minuta do decreto que traz os detalhes da implementação da medida. Por isso, eles serão os últimos a serem contemplados 

O decreto define trabalhador informal como  qualquer pessoa inscrita no Cadastro de Pessoa Física – CPF com idade superior a 18 anos, seja empregado, autônomo ou desempregado, de qualquer natureza, inclusive intermitente inativo e que tenha feito inscrito  no CadÚnico ou que for fazer a autodeclaração. Neste caso, serão contemplados, trabalhador por conta própria; empregado sem carteira de trabalho assinada; trabalhador doméstico sem carteira de trabalho assinada; ou desempregado que não tenha direito ao Programa do Seguro Desemprego.

No caso da mulher provedora da família – que tem direito a duas cotas do auxílio — o decreto esclarece o grupo familiar  não pode ter cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma criança ou adolescente, independentemente dos demais componentes da família, se houver.

O pagamento do auxílio será feito exclusivamente pela Caixa Econômica Federal. A Caixa terá que oferecer um aplicativo, como plataforma digital,  para que os interessados possam se apresentar. Caberá ao banco informar se essas pessoas podem receber o auxílio e disponibilizar o telefone para orientar as pessoas a auxiliar o uso do aplicativo.  O Ministério da Cidadania vai ser comandar o pagamento e a Dataprev, fazer o cruzamento de dados dos beneficiários.  

Brasil tem 359 mortes e 9.056 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Na quinta-feira (2) havia 7.910 casos confirmados e 299 mortes. (Foto: Reprodução)

O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira (3) aponta:

  • 359 mortes
  • 9.056 casos confirmados
  • 4% é a taxa de letalidade

Na quinta-feira (2) havia 7.910 casos confirmados e 299 mortes.

O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO E O MINISTRO DA SAÚDE LUIZ HENRIQUE MANDETTA (FOTO: MARCOS CORRÊA / PR)

Presidente é o único que teve aumento de sua rejeição perante a crise do coronavírus

Mais uma pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira 03 analisando a opinião popular sobre os políticos perante à crise causada pelo novo coronavírus. Segundo o Datafolha, a popularidade do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disparou nas últimas semanas.

Na rodada anterior, feita de 18 a 20 de março, a pasta era aprovada por 55%. Agora, o número saltou para 76%, enquanto a reprovação caiu de 12% para 5%.

Enquanto seu ministro se destaca, o presidente Jair Bolsonaro viu sua reprovação aumentar  de 33% para 39%, crescimento no limite da margem de erro. A aprovação segue estável (33% ante 35%), assim como a avaliação regular (26% para 25%).

O instituto de pesquisa também analisou os governadores e prefeitos do Brasil. Aprovam a gestão de seus governadores 58% dos brasileiros, ante 55% da rodada anterior. Os reprovam os mesmos 16% e a avaliação regular caiu de 28% para 23%. Já os prefeitos recebem avaliação “ótimo/bom” de 50%, “regular” de 25% e “ruim/péssimo” de 22%.

Rejeição de Bolsonaro aumenta

Bolsonaro é o único que vê sua rejeição subir perante à crise. Isso porque o ex-capitão defende o fim do isolamento social, ação muito recomendada por órgãos mundiais de saúde pelo mundo. O presidente chegou a fazer um pronunciamento oficial chamando a pandemia de “gripezinha” e incentivando as pessoas voltarem às suas rotinas.

Além dos governadores, o ministro da Saúde também tem incentivado que as pessoas fiquem em casa, o que tem esquentado o clima entre o presidente e ele. Nesta quinta-feira, em entrevista à rádio Jovem Pan, Bolsonaro afirmou que não pretende demitir Mandetta, mas disse que “tá faltando humildade” ao chefe da Saúde e destacou que “nenhum ministro é indemissível”.

Pernambuco prorroga o recolhimento do ICMS do Simples Nacional por 90 dias

Decisão tem impacto de R$ 74 milhões, beneficiando mais de 103 mil empresas e 52% dos trabalhadores no Estado

Com o objetivo de reduzir os efeitos da crise na economia estadual provocada pela pandemia do novo Coronavírus, o Governo de Pernambuco confirmou, nesta sexta-feira (03/04), o seu voto pela prorrogação do recolhimento do ICMS do Simples Nacional por 90 dias, durante reunião do Comsefaz (Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal). A medida foi aprovada pelo colegiado, beneficiando mais de 100 mil micro e pequenas empresas, que empregam cerca de 52% da mão de obra do Estado. Com a decisão, que será oficializada por meio de decreto assinado pelo governador Paulo Câmara, a administração estadual abre mão da arrecadação de R$ 74 milhões ao longo do período.

A medida alcança o intervalo de apuração de março, abril e maio. Com a modificação, os seus prazos de recolhimento foram prorrogados, respectivamente, para julho, agosto e setembro. Com relação ao diferimento do ICMS dos MEI (Microempreendedores Individuais), a prorrogação é de 180 dias.

“Pernambuco, através da orientação do governador Paulo Câmara, fez um voto formal há alguns dias de pela postergação do Simples Nacional. Vários Estados que já tinham um pensamento parecido votaram junto,  e fizemos uma articulação para dirimir as dúvidas de outros entes e no Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), com o propósito de garantir uma decisão unânime e com impacto em todo o país”, destacou o secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha.

Na última terça-feira, o Governo de Pernambuco já havia anunciado medidas de incentivo ao setor produtivo estadual para diminuir as consequências da crise ocasionada pelo novo Coronavírus. Na ocasião foram prorrogados os prazos relativos ao cumprimento de obrigações tributárias e contestações, suspensão de execuções fiscais e notificações de débitos. Também foram suspensas, pelo mesmo período, as emissões de Notificação de Débito e Notificação de Débito sem Penalidade e dos procedimentos que visem ao descredenciamento dos contribuintes do ICMS relativas às diversas sistemáticas especiais de tributação.

Todas as medidas anunciadas foram baseadas em estudos recentes promovidos por diversas Secretarias integrantes do Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento à Covid-19, colegiado criado pelo Governo do Estado para articular ações conjuntas de enfrentamento aos efeitos da pandemia na economia.

O Jornal Correio de Paraíba, fundado em 1953 por Teotônio Neto, circula amanhã, em sua última edição. Aos 66 anos de história, desde sua concepção, o periódico conseguiu ser o mais importante da Paraíba, desde a década de 90, quando assumiu a liderança até o anúncio do seu fechamento.

A informação foi confirmada por fontes do próprio Correio. Apesar do avanço da mídia digital, o Jornal ainda resistia. É O último a fechar suas portas, depois de O Norte, com quem rivalizou por décadas, Diário da Borborema e Jornal da Paraíba, este extinto em abril de 2016.

Agora, permanece em circulação apenas o Jornal A União, mantido pelo Governo do Estado, e que há muito perdeu audiência, resumindo-se hoje em dia a um papel simbólico, uma espécie de museu dos seus tempos áureos, praticamente reduzido à fonte oficial, com exceção de colunas e espaços de crônicas.

Ao longo de 67 anos de história, o Correio da Paraíba deu origem a outros braços do que posteriormente se transformou no Sistema Correio de Comunicação, com emissoras de rádio, televisão e portais de notícias.

O veículo cobriu durante essas seis décadas pautas e assuntos de impacto na Paraíba, cobertura eleitoral, entrevistas exclusivas e reportagens investigativas, sendo reconhecido em premiações locais e nacionais.

Um dos fatos mais marcantes da história do Correio foi a morte de Paulo Brandão, então sócio-proprietário do Sistema Correio. Ele foi assassinado em 13 de dezembro de 1984. O homicídio virou um “holocausto” para o grupo, no dizer do seu presidente Roberto Cavalcanti.

O Jornal Correio consolidou a carreira de inúmeros profissionais da mídia paraibana. Rubens Nóbrega, Giovani Meirelles, Lena Guimarães (in memorian) e Walter Galvão estão nessa galeria. Atualmente, o veículo vinha sendo dirigido pela jornalista Sony Lacerda. Na empresa, ela passou por todas as funções: de repórter a editora-geral.

Prefeitura do Recife nega corte de 50% da remuneração dos professores

Foto: reprodução

O Sindicato dos Professores da cidade do Recife, usou as redes sociais para anunciar que a gestão do PSB, queria cortar o adicional de acumulação, pois com a suspensão das aulas os professores não estariam em dupla jornada.

Já no período da noite, a assessoria de comunicação da PCR divulgou uma resposta negando qualquer corte.

“A Secretaria de Educação do Recife esclarece que são infundadas as informações (difundidas nas redes sociais pelo Sindicato dos Professores) acerca de uma suposta supressão do benefício de ‘Exercício de Substituição’, que atualmente é estendido a menos de 10% de todos os docentes da rede de ensino.

No período que perdurar as medidas restritivas para evitar a disseminação do novo coronavírus e, portanto, da suspensão das aulas da rede municipal de ensino, tais profissionais deverão atuar como tutores de Ensino à Distância – EAD e na produção de materiais pedagógicos.

A medida visa minimizar o impacto na aprendizagem dos estudantes da educação infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) durante a suspensão das aulas presenciais”.

Segundo a revista Veja, ministro e presidente tiveram conversa tensa por telefone

 

A conversa com Bolsonaro foi relatada por Mandetta aos chefes do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo

O presidente Jair Bolsonaro pediu ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que peça demissão do cargo. Em resposta, Mandetta afirmou: “O senhor que me demita, presidente”. O diálogo foi revelado pelo site da revista Veja nesta sexta-feira (03).
Mandetta disse ainda aos líderes do Congresso, segundo a Veja, que a situação com o presidente era “insustentável”. O ministro teria revelado estar em seu limite, após sucessivas críticas do chefe do Palácio do Planalto sobre sua atuação. A aliados, ele tem dito que quer sair do cargo, mas não quer se demitir.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco confirmou 30 novos casos para o novo coronavírus, nesta sexta-feira (3). De acordo com o órgão, atualmente são 136 casos, o maior aumento desde o dia 12 de março, quando houve as duas primeiras confirmações. Também foi registrada mais uma morte por Covid-19, subindo para dez o número de óbitos.

A SES justificou que o aumento ocorreu, entre outros motivos, pela ampliação em 120% da testagem para a Covid-19, em Pernambuco. Essa medida foi possível devido a parcerias anunciadas nesta semana. Antes, era possível examinar até 770 amostras por semana e, agora, o número subiu para 2.170 testagens por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS).

Na manhã desta sexta-feira (3), o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse que os testes feitos seguem o perfil indicado pelo MS e são direcionados apenas aos casos mais graves da doença, de pacientes que precisam ir ao hospital.

São 13 municípios pernambucanos já confirmaram casos de Covid-19, são eles: Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi, Goiana, Aliança e Fernando de Noronha.

Ministra Rosa Weber nega liminar e mantém prazo de filiação partidária até este sábado

Ministra negou pedido de extensão do prazo (Foto: Reprodução)

A ministra do Superior Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, indeferiu, nesta sexta-feira (3), pedido de liminar para que alguns prazos do calendário eleitoral deste ano fossem prorrogados. Com a decisão, quem deseja concorrer às eleições deste ano deve definir a legenda da qual fará aparte até este sábado (4), assim como estava previsto anteriormente no calendário eleitoral para 2020.

O Progressistas pediu suspensão por 30 dias do prazo de filiação partidária, que acaba neste sábado. Além disso, a Ação Direta de Inconstitucionalidade pedia mudanças no prazo para desincompatibilização de cargo público, deferimento da filiação e domicílio eleitoral de eventuais candidatos.

O partido argumentou que a crise causada pelo novo coronavírus (Covid-19) impacta as ações dos partidos para atrair novos integrantes e a decisão de quem ocupa cargos públicos – como secretários de saúde – de deixar o posto para concorrer a mandatos.

 

Para conscientizar os moradores da cidade de Jassari, na Bahia, a prefeitura do município criou uma campanha “lúdica”, incentivando a população a ficar em casa, protegendo-se da pandemia do novo coronavírus.

Os muros do cemitério municipal foram pintados com a seguinte frase: “Fica em casa: não queremos você. Nas redes sociais, a prefeitura divulgou a campanha, assim, quem não passar na frente do lugar, também vai ler a mensagem.

“De forma lúdica, mas com uma mensagem séria, a prefeitura de Jussari intensifica campanha de prevenção contra o Coronavírus. #FiqueemCasa”, informou.

O município de Jussari ainda não tem casos confirmados da Covid-19, mas o estado da Bahia já registra mais de 260 pacientes infectados e três óbitos em razão da doença.

Casas e ruas em Serra Talhada voltam a ser alagadas

 

Farol de Notícias

Foram apensa cerca de trina minutos e chuva, mas o necessário para atormentar a vida de muitos serra-talhadenses, na maioria dos bairros.

A chuva forte alagou ruas e invadiu casas por volta das 20h30. Durante a noite, várias pessoas ligaram para a redação do Farol, relatando seu drama.

“Meu Deus, perdemos tudo em casa, a água ficou no joelho”, relatou uma moradora do bairro AABB, onde há um problema crônico, com chuvas fortes. Outro bairro bastante afetado foi o Ipsep, nas imediações da Escola Zuleide Feitosa. A região do Pátio da Feira voltou a alagar, bem como a Rua Agostinho Nunes Magalhães.

“Nunca tive a minha casa invadida e vou procurar os meus direitos. Há três meses que estou com a minha casa cheia de lama e vou denunciar o secretário Cristiano Menezes e o prefeito Luciano Duque. Vou denunciar todos e não aguento mais”, desabafou o empresário Toinho da ABS, que reclama de uma obra inconclusa em frente à sua residência.

Juiz federal de primeira instância cassou trecho de decreto de Bolsonaro que considera as ‘atividades religiosas de qualquer natureza’ como um serviço essencial (Foto: GETTY IMAGES)

Um juiz federal de Brasília determinou à União que exclua as atividades religiosas do rol de serviços considerados “essenciais” durante a pandemia do novo coronavírus.

Serviços considerados essenciais são aqueles que podem continuar em funcionamento durante a crise — no último dia 20 de março, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou um decreto para incluir nesta categoria as atividades religiosas e as casas lotéricas, entre outras atividades.

A decisão tem caráter liminar (provisório) e é assinada pelo juiz federal Manoel Pedro Martins de Castro Filho, da 6ª Vara da Justiça Federal do DF.

No despacho, o juiz cassa o trecho que do decreto de Bolsonaro que considera as “atividades religiosas de qualquer natureza” como um serviço essencial.

Para o juiz, o decreto presidencial “não se coaduna com a gravíssima situação de calamidade pública decorrente da pandemia que impõe a reunião de esforços e sacrifícios coordenados do Poder Público e de toda a sociedade brasileira para garantir, a todos, a efetividade dos direitos fundamentais à vida e à saúde previstos (…) na Constituição Federal”.

“Defiro a tutela, determinando à União Federal que adote as medidas necessárias, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a fim de impedir que ‘atividades religiosas de qualquer natureza’ permaneçam incluídas no rol de atividades e serviços essenciais para fins de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”, diz a decisão judicial.

A decisão do juiz decorre de uma Ação Civil Pública (ACP) formulada pelo pelo procurador da República Felipe Fritz Braga, da Procuradoria da República no Distrito Federal (PRDF).

No despacho, o juiz de Brasília também menciona uma decisão anterior no mesmo sentido, tomada por outro juiz de 1ª instância no município de Duque de Caxias (RJ) — e que continua em vigor.

Quase 24 horas depois de anunciar sanção, Bolsonaro publica lei que cria auxílio de R$ 600

BRASÍLIA — Quase 24 horas depois de anunciar a sanção do projeto de lei que cria o auxílio de R$ 600 a trabalhadores informais, o presidente Jair Bolsonaro formalizou o programa emergencial. O texto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União na noite desta quinta-feira. Bolsonaro decidiu vetar o trecho que previa ampliação do acesso ao benefício de prestação continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência carentes.

A medida faz parte do pacote de ações do governo para lidar com a crise do coronavírus. O aval presidencial foi anunciado dois dias após o Congresso ter aprovado a proposta e formalizado três dias depois da ação do Legislativo.

O benefício será pago a 54 milhões de brasileiros e custará aos cofres públicos R$ 98 bilhões. O valor é seis vezes maior que o inicialmente projetado pela equipe econômica, que previa gastar R$ 15 bilhões com um benefício de R$ 200 pago a um número menor de pessoas.

O presidente vetou a ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Deputados e senadores aprovaram, junto com esse auxílio emergencial, a ampliação do BPC. O BPC é um salário mínimo pago a pessoas com deficiência e idosos de baixa renda. Hoje, o salário mínimo está em R$ 1.045. O Ministério da Economia pediu o veto.

Record cancela programa de Sabrina Sato após derrotas para o SBT

(Foto: Divulgação / TV Record)

Após baixa audiência e diversas derrotas para o SBT, a Record TV resolveu suspender a exibição do “Domingo Show” de Sabrina Sato.

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, o motivo seria a baixa audiência do dominical, que ainda não decolou e registrou bons números. Todos da equipe serão deslocados para outras produções da emissora.

Ainda segundo a reportagem, o reality show “Made in Japão”, principal aposta do novo “Domingo Shows”, será deslocado para as noites de sábado.

Ministério da Saúde identifica que primeiro caso de coronavírus no Brasil ocorreu em janeiro

Governo faz investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (Foto: REUTERS – Andreas Gebert)

BRASÍLIA — O Brasil registrou o primeiro caso de Covid-19 no fim de janeiro. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde, houve uma hospitalização em razão da doença na quarta semana do ano. Até então, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, que já matou 299 pessoas, tinha sido confirmado no fim de fevereiro.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Wanderson de Oliveira, o caso é de 23 de janeiro e foi importado, ou seja, contraído em outro país. De acordo com ele, no caso da epidemia de zika, em 2015 e 2016, ocorreu a mesma coisa, ou seja, investigação retroativa descobriu casos mais antigos do que os eram conhecidos inicialmente

— Não tem dúvida de que é caso confirmado — disse Wanderson.

O Ministério da Saúde explicou que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Nesse processo, foi encontrado um caso de janeiro.

Desde o começo do ano, houve 23.999 hospitalizações por SRAG. Delas, houve confirmação de covid-19 em 1.587, ou 6,6% do total. Fora o caso de janeiro, todos os demais são a partir da oitava semana, ou seja, já no fim de fevereiro. Nessa semana, houve uma hospitalização.

Veja todas as notícias em relação ao Coronavírus

Depois disso, os números subiram. Na semana seguinte, foram quatro internações. Na décima, 42. Na décima primeira, 355 hospitalizações. Na décima segunda, 710. Na décima terceira, 433. E na décima quarta, que é a semana atual, já são 41. Os números podem mudar, porque nem todos os casos foram investigados.

Quando consideradas apenas as hospitalizações por SRAG em que foi confirmada a presença de um vírus respiratório, a Covid-19 responde por mais da metade dos casos nas últimas três semanas. Em outras palavras, houve mais casos graves relacionados ao novo coronavírus do que com os outros vírus, como o H1N1, o H3N2 e o influenza B, que causam a gripe.

O estado de São Paulo, o mais afetado pela epidemia, concentra 82,5% das hospitalizações por covid-19. Quando considerado todo o universo de internações por SRAG, o estado responde por 48,4% do total. O segundo estado com mais hospitalizações em razão do novo coronavírus é o Rio de Janeiro, com 4,4%.

O pico da pandemia da COVID-19 no Brasil deverá ser entre os dias 25 e 30 de abril, segundo o infectologista Fernando Bozza, da Fiocruz e do Instituto D’Or. A estimativa do especialista tem como base algumas projeções de curto prazo feitas por um grupo de médicos da Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC-RJ), da Fiocruz e do Instituto D’Or.

O pesquisador afirma que as medidas de isolamento social devem ser mantidas, para que o número de casos confirmados seja o menor possível. “O isolamento funciona e está funcionando”, afirmou Bozza, um dos autores do estudo.

Confirmada primeira morte de médico por Covid-19 do Ceará, Estado que já registra 20 óbitos por coronavírus

Na tarde desta quinta-feira, 2 , toi confirmada a morte do primeiro médico em vítima da Covid-19, no Ceará.

O radiologista Hermes Roberto Radtke, 43, que estava internado no Otoclínica teve seu óbito confirmado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará.i médico não era de nenhum dos grupos de risco.

Em nota, a assessoria do sindicato divulgou que a morte foi causada por “encefalite viral, causada pelo coronavírus”.

O número de mortes causadas por coronavírus no Ceará já chega a 20, de um total de 550 casos. Foram 105 novos casos confirmados em um único dia.

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no país subiu para 6.836 nesta quarta-feira (1°), de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de mortes por covid-19 chegou a 241. O índice de letalidade ficou em 3,5%.

Ontem, o país contabilizava 201 óbitos e 5.717 casos confirmados da doença. Os novos casos somaram 1.119, um pouco menos do que os 1.138 novos no balanço ontem.

screenshot_2020-04-01_coronavirus_brasil1

Ministério da Saúde/Divulgação

As mortes estão assim distribuídas pelos estados brasileiros: São Paulo (164), Rio de Janeiro (28), Ceará (8), Pernambuco (8), Piauí (4), Rio Grande do Sul (4), Paraná (3), Amazonas (3), Distrito Federal (3), Minas Gerais (3), Bahia (2), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (1), Paraíba (1) e Rondônia (1).

Agência Brasil

A maioria dos mortos não aparece na contabilização feita pelo Ministério da Saúde como óbitos causados pela doença devido ao atraso do Instituto Adolfo Lutz em disponibilizar os resultados dos testes de comprovação.

 Os cemitérios públicos da cidade de São Paulo estão recebendo diariamente de 30 a 40 corpos de pessoas que morreram com suspeita de coronavírus, mas sem a condição fosse avalizada pelo teste laboratorial. A maioria dos mortos não aparece na contabilização feita pelo Ministério da Saúde como óbitos causados pela doença devido ao atraso do Instituto Adolfo Lutz em disponibilizar os resultados dos testes de comprovação. São Paulo é o estado com o maior número de casos de coronavírus no Brasil: 136 pessoas já morreram e 2.339 foram infectadas. Em nível nacional são 5,8 mil casos e 203 mortes.

Até o início dessa semana, o instituto tinha uma fila de 14 mil testes aguardando resultado e recebia diariamente 1.200 novas amostras para serem testadas. Sua capacidade de processamento era de 400 testes por dia, mas aumentou para 1.000 testes diários, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde.

Quase todos os corpos que chegam nos cemitérios públicos vêm do sistema público de saúde, que, diferentemente da rede particular, depende exclusivamente da entidade para o processamento dos testes de Covid-19.

De acordo com a médica sanitarista Ana Freitas Ribeiro, coordenadora do Serviço de Epidemiologia do Instituto Emílio Ribas, “sem a confirmação do instituto não podemos colocar a causa da morte como sendo a infecção pelo coronavírus, o caso fica em aberto, não tem jeito”, diz. O relato foi publicado no jornal Folha de S.Paulo.

Ela reconhece que há atualmente espera de até 20 dias em alguns casos para retorno dos resultados de testes.

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, assim como o Serviço Funerário Municipal da capital, não informam o número total de pessoas que morreram e foram enterradas como casos suspeitos de Covid-19.

“A minha impressão é a de que as mortes que estão ocorrendo no sistema público de saúde ainda não estão entrando na contabilidade oficial por causa da sobrecarga do Adolpho Lutz, que está demorando em alguns casos até 20 dias para entregar os resultados”, diz Sérgio Cimerman ,coordenador científico da Sociedade Brasileira de Infectologia e ex-presidente da Associação Panamericana de Infectologia.

Brasil 247


O Progressistas pediu suspensão por 30 dias do prazo de filiação partidária, que se encerra no próximo sábado (04). (Foto: Walla Santos)

O vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill de Góes, emitiu parecer contrário ao pedido de suspensão de alguns prazos do calendário eleitoral deste ano de 2020, feito pelo Progressistas. O parecer do processo que está sob relatoria da ministra Rosa Weber, foi emitido nesta quarta-feira (1º).

O Progressistas pediu suspensão por 30 dias do prazo de filiação partidária, que se encerra no próximo sábado (04). Além disso, a Ação Direta de Inconstitucionalidade pede mudanças no prazo para desincompatibilização de cargo público, deferimento da filiação e domicílio eleitoral de eventuais candidatos.

O partido argumentou que a crise causada pelo novo coronavírus (Covid-19) impacta as ações dos partidos para atrair novos integrantes e a decisão de quem ocupa cargos públicos – como secretários de saúde – de deixar o posto para concorrer a mandatos.

Já o parecer, ressalta que “tratando-se de período tão próximo ao termo final do prazo para deferimento de filiação e para desincompatibilização, alterá-lo implicaria ofensa à isonomia com os possíveis candidatos que já haviam tomado as providências necessárias para a disputa eleitoral, ou seja, já preenchem os requisitos de domicílio eleitoral, filiação deferida e mesmo desincompatibilização de eventual função pública”.

Preço da gasolina cai no Recife e litro é vendido por até R$ 3,78

O movimento de queda da gasolina é atribuído ao avanço do novo coronavírus em diversos países

Em todo o Brasil, segundo a Agência Nacional do Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço cobrado pelo litro da gasolina caiu pela 10ª semana seguida. O movimento de queda é atribuído ao avanço do novo coronavírus em diversos países.

Nesta segunda-feira (30), num estabelecimento no bairro da Boa Vista, na área central do Recife, o movimento era baixo. O preço da gasolina comum estava sinalizado por R$ 3,99. Já na Ilha do Retiro, a gasolina estava por R$ 3,97

No bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife, a movimentação de veículos era mais intensa e a gasolina estava sendo vendida a R$ 3,78.

O motorista de aplicativo Douglas se queixa que o número de corridas caiu drasticamente nos últimos dias. “Não tem muitas corridas, né? Tem poucos passageiros, está todo mundo em casa”, disse.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva diária sobre o coronavírus. Ao lado dele estão integrantes da força-tarefa da Casa Branca para a pandemia (Foto: MANDEL NGAN/AFP)

WASHINGTON — Durante a entrevista coletiva diária para prestar informações sobre o combate ao coronavírus nos EUA, Donald Trump mencionou a conversa por telefone que teve com o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, pela manhã. Ao ser questionado sobre o telefonema por uma repórter, afirmou que o Brasil “precisa se fechar” e fez elogios ao governo.

— Ele (Bolsonaro) é um grande cara, fazendo um trabalho maravilhoso pelo Brasil. Foi um telefonema de cortesia. ele tem um problema com o vírus, nos falamos esta manhã. O Brasil está fechando, ele precisa se fechar. O mundo está fechando, alguns países estão se saindo bem. Espero que possamos sair dessa mais fortes do que nunca.

Em nota, divulgada depois da entrevista, a Casa Branca disse que os dois líderes “ressaltaram a importância de uma coordenação internacional e parceria contínua, incluindo o compromisso de trabalhar em conjunto no âmbito do G-20”. 

Sem mencionar medidas de distanciamento social, a nota afirma que “os líderes reiteraram a importância de diminuir o avanço do vírus e proteger vidas através do compartilhamento de informações, maior preparação e ações conjuntas para o desenvolvimento de vacinas e tratamentos”. Por fim, os presidentes concordaram em adotar medidas para proteger o emprego e as economias — Trump ainda agradeceu pelos esforços para ajudar na repatriação de cidadãos americanos que estavam no Brasil.

Segundo o chanceler Ernesto Araújo, o líder dos EUA se colocou à disposição para cooperar com o Brasil no que for necessário, incluindo em questões médicas e de logística. Araújo disse que os dois presidentes não falaram de medidas de distanciamento social ou da declaração dada ontem por Trump, sobre a possibilidade da Casa Branca vetar voos vindos do Brasil.

— O telefonema foi basicamente para uma conversa de reconhecer o momento difícil e de trocar essa disponibilidade de cooperação — afirmou o chanceler.

Durante a coletiva, na Casa Branca, o líder americano não mencionou as acusações feitas por vários países, inclusive o Brasil, de que os EUA estão comprando em massa itens usados no combate ao coronavírus junto à China, reduzindo a oferta global de itens como máscaras e gorros. 

 

Mais cedo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que “demos um passo atrás” na aquisição desses itens fundamentais ao enfrentamento ao covid-19.

—  Hoje os Estados Unidos mandaram 23 aviões cargueiros dos maiores para a China, para levar o material que eles adquiriram. As nossas compras, que tínhamos expectativa de concretizar para poder fazer o abastecimento, muitas caíram — afirmou Mandetta. — A gente espera que a China volte a ter uma produção mais organizada, e a gente espera que os países que exercem o seu poder muito forte de compra já tenham saciado das suas necessidades para que o Brasil possa entrar e comprar a parte para proteger nosso povo.

Bandidos assaltam casa lotérica em São José do Egito

Uma casa lotérica localizada no Bairro Novo foi assaltada na tarde desta quarta-feira (1º) em São José do Egito. Segundo informações, dois bandidos chegaram em uma moto, anunciaram o assalto e levaram uma quantia em dinheiro tomando destino ignorado. A polícia está em diligência na tentativa de capturar os Meliantes.

Ainda de acordo com informações, os suspeitos são os mesmos que assaltaram a Lotérica de Itapetim no dia 18 de março, há exatamente quinze dias.

Coronavírus: Arcoverde chega a três casos suspeitos

Nova suspeita foi divulgada em boletim na tarde desta quarta-feira.

Em boletim divulgado na tarde desta quarta-feira (01.04), a Secretaria de Saúde de Arcoverde informou que foi registrado mais um casos suspeito do novo coronavírus no município.

Trata-se de um homem de 59 anos, que já está em isolamento no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru.

Agora, Arcoverde conta com três casos e aguarda o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco – Lacen/PE.

O número de casos e mortes do Covid-19 cresce a cada dia no Brasil. É preciso respeitar as medidas restritivas de circulação. No mundo inteiro tem sido assim, quem demorou a adotar o isolamento, viu a mortalidade disparar.

Ficar em casa é salvar vidas, apenas saia se for extremamente necessário. Siga as orientações das autoridades sanitárias. Faça sua parte.

Para dúvidas, denúncias ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

O segundo caso sob investigação em Afogados da Ingazeira é o de uma paciente de 56 anos, regressa do estado do Ceará: Ela apresenta sintomatologia compatível para síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Foi realizado um exame de imagem sugestivo na Tomografia Computadorizada (TC). No momento, aguarda exames laboratoriais e a conduta da regulação estadual de leitos para transferência à Unidade de Referência, em Recife.

Danilo morreu nesta terça-feira (31), após contrair o novo Coronavírus. Ele estava internado desde a última sexta-feira (27), na UTI do Hospital Clementino Fraga.

O enterro de Danilo Andrade, de 36 anos, deve acontecer nesta quarta-feira (1º), às 9h, no Cemitério Santo Antônio, na cidade de Patos, na Paraíba. Danilo morreu nesta terça-feira (31), após contrair o novo Coronavírus. Ele estava internado desde a última sexta-feira (27), na UTI do Hospital Clementino Fraga.

Ele foi o primeiro caso de morte por Covid-19 na Paraíba. A cerimônia acontecerá com o caixão lacrado, sem velório e com poucos familiares, devido as medidas preventivas da pandemia do Coronavírus. 

De acordo com o novo protocolo, os velórios de pessoas falecidas devido à Covid-19 ficam suspensos, uma vez que pode haver risco de transmissão para amigos e familiares, e o sepultamento deve ser imediato.

Nos cemitérios públicos municipais, os enterros devem ser realizados das 9h às 16h e não haverá mais velórios nestes locais. Nos casos sem evidência de morte em decorrência da Covid-19, só serão permitidos sepultamentos e velórios em espaços privados com até 10 pessoas, respeitando a distância mínima de, pelo menos, 2 metros. O tempo máximo previsto de duração do velório será de 4h.

Brasília – O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, fala com imprensa após encontro com a presidenta Dilma (José Cruz/Agência Brasil)

Medida, anunciada nesta terça (31), têm validade por 90 dias

Foto: reprodução

Devido à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, o governo de Pernambuco decidiu prorrogar, por 90 dias, prazos fiscais e contábeis, como, por exemplo, o de pagamento de impostos. Também suspendeu, por igual período, execuções e fiscalizações. As medidas foram anunciadas nesta terça (31), com base em estudos do Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento à Covid-19. Em Pernambuco, há 87 confirmações da doença e seis mortes.

No decreto, o governo “prorroga para 30 de junho os prazos vencidos a partir de 21 de março de 2020, relativos ao cumprimento de obrigações tributárias acessórias previstas na Legislação Estadual e à contestação do débito constante”. A Secretaria da Fazenda também faz com que, pelo mesmo período, seja suspensa a emissão de Notificação de Débito e Notificação de Débito sem Penalidade e dos procedimentos que possam resultar no descredenciamento dos contribuintes do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Ainda será prorrogado o prazo de validade de certidões de regularidade fiscal e negativa e a suspensão de ações de execução fiscal.

O governo também vai permitir a importação e desembaraço de insumos em aeroportos ou portos, sem prejuízo aos incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe) e Programa de Estímulo à Indústria em Pernambuco (Proind).

As fiscalizações aos estabelecimentos comerciais, cujas atividades tenham sido comprometidas pela pandemia, também serão suspensas por 90 dias.

Petrobras reduz preço do gás e reforça abastecimento de gás de cozinha em todo o país

Foto: reprodução

A Petrobras informou que está reforçando o abastecimento do gás liquefeito de petróleo (GLP), através de compras adicionais já efetuadas dentro do seu programa de importação. As importações adicionais se somarão às produções atuais das refinarias da região Sudeste, com a chegada de três navios no porto de Santos, o primeiro nesta segunda-feira (30) e os outros dois, nos dias 6 e 10 de abril.

Segundo a Petrobras, cada navio tem capacidade adicional  de 20 milhões de quilos de GLP, equivalente a 1,6 milhão de botijões de 13 quilos.

Nos últimos dias, houve uma corrida às distribuidoras para estocar botijões de gás de cozinha. De acordo com a companhia, “não há qualquer necessidade de estocar GLP neste momento, pois não haverá falta de produto para abastecer a população”.

Redução no preço do GLP

A Petrobras vai reduzir a partir de hoje (31) em 10%, o preço dos botijões de 13 quilos  do gás liquefeito de petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha. A estatal informou que o preço médio nas refinarias será equivalente a R$ 21,85 por botijão de 13 kg. No acumulado do ano, a redução é de cerca de 21%.

A Petrobras diz que conta com as distribuidoras e revendedores para que essas reduções do preço do botijão de gás cheguem ao consumidor final.

A Petrobras já havia informado redução de 12% no preço da gasolina, depois de ter anunciado queda de 9,5% para o combustível. A redução para o preço do diesel foi de  7,5%. Os preços dos combustíveis da Petrobras seguem a política da empresa de repassar para o mercado a paridade com o preço internacional. Nos últimos dias, o petróleo acelerou o processo de perda de valor, agravado pela fala do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de prováveis medidas adicionais para conter o coronavírus,como a proibição de voos vindos do México e Canadá, depois de já ter fechado outros fronteiras.

 

Justiça Federal libera igrejas e lotéricas

Por Reuters

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região atendeu a um pedido da Advocacia-Geral da União e liberou a vigência de um decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro que colocava igrejas, templos religiosos e casas lotéricas como serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus, o que significa que eles podem funcionar.

A decisão também derrubou a proibição de que o governo federal e o município de Duque de Caxias (RJ) se abstivessem de adotar qualquer estímulo à não observância do isolamento social recomendado pela Organização Mundial da Saúde, assim como o pleno compromisso com o direito à informação e o dever de justificativa dos atos normativos e medidas de saúde, sob pena de multa.

Em sua decisão, o presidente do TRF-2, desembargador Reis Friede, afirmou que a Justiça de primeira instância havia usurpado anteriormente as competências do Legislativo e do Executivo e que existe ainda um perigo de ela perdurar.

“Isso porque a retirada das unidades lotéricas da lista de serviços e atividades essenciais acarretaria, na prática, a possibilidade de seu fechamento por decisão de governos locais, gerando o aumento do fluxo de pessoas nas agências bancárias tradicionais, implicando em aglomerações indesejadas no momento atualmente vivido pela sociedade brasileira”, disse o desembargador.

Sem casos confirmados da Covid 19, prefeito de Casa Nova-BA, permite funcionamento de comércio e serviços

Foto: reprodução

Mesmo mantendo o estado de emergência pelos próximos 90 dias em Casa Nova, norte da Bahia, como medida de contenção ao novo coronavírus (Covid-19), o prefeito Wilker Torres decidiu atender aos pedidos de comerciantes e prestadores de serviço da cidade. Em consulta à área técnica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o gestor resolveu flexibilizar proibições constantes nos decretos anteriores, uma vez que ainda não há casos confirmados da doença.

O Decreto 639/2020 de 31/03/2020 dá permissão de funcionamento das feiras públicas e mercado de carnes e peixes a partir desta quarta-feira (1/04), diariamente, até às 14h, com observância das normas de higiene recomendadas pela pasta, sob fiscalização da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), evitando aglomerações.

Ficou também mantida a permissão de funcionamento de bares e restaurantes apenas para fins de entrega em domicílio e a recomendação quanto à proibição de realização de missas e cultos, no intuito de que seja evitada aglomeração de pessoas.

Por fim, fica autorizado o funcionamento do comércio e demais atividades empresariais e de prestação de serviço até às 14h, exigindo que não poderá haver aglomeração nos estabelecimentos e a distância mínima de dois metros entre as pessoas, com marcadores no piso. Quem não obedecer, segundo a prefeitura, terá o estabelecimento fechado.

 

 

Tribunal anula decisão que destinava verba do fundo eleitoral para combate ao coronavírus

Justiça Federal do Rio determinou aplicação dos recursos no combate ao vírus, mas TRF-2 entendeu que decisão poderia representar ‘afronta’ à Constituição e à separação dos poderes.

Dinheiro do fundo eleitoral não poderá ser usado no combate a covid-19 (Foto: Reprodução)

O desembargador Reis Friede, do Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF-2), anulou nessa terça-feira (31) uma decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro que determinou a aplicação da verba do fundo eleitoral em ações de combate ao novo coronavírus.

O fundo de financiamento de campanhas tem valor previsto de R$ 2,03 bilhões para este ano, e o dinheiro deve ser destinado aos partidos a partir de junho.

Na última sexta-feira (27), a juíza Andrea de Araújo Peixoto, da 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro, determinou que a verba fosse remanejada. A magistrada argumentou ser “irrazoável” a destinação dos recursos para o fundo em meio a um cenário de “total incerteza” em razão da pandemia.

Nessa terça-feira, o desembargador Reis Friede derrubou a decisão da juíza. Afirmou que houve interferência.

“A sociedade brasileira vivencia um momento atípico, presenciando, inclusive, a decretação de calamidade pública pelo Congresso Nacional. […] Porém, não se pode aproveitar o momento de pandemia mundial e calamidade pública para se permitir a perpetração de afrontas à Constituição da República e ao consagrado Princípio da Separação dos Poderes”, escreveu o desembargador na decisão.

“Pelo contrário, o momento exige, por parte dos aplicadores do direito, sobretudo dos juízes, muito equilíbrio, serenidade e prudência no combate ao inimigo comum”, acrescentou.

O presidente Jair Bolsonaro grava pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão (Foto: Isac Nóbrega/Presidência)

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro baixou o tom em seu discurso sobre o novo coronavírus, em pronunciamento em rede nacional de televisão e rádio exibido na noite desta terça-feira, mas voltou a distorcer o discurso do diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, como já havia feito em entrevista na manhã desta terça, para alegar que, agora, até a entidade internacional estaria defendendo o retorno ao trabalho — o que a própria OMS já desmentiu.

A OMS e o próprio diretor-geral vieram à público para reafirmarem a importância do isolamento social e cobrar políticas sociais de proteção econômica aos que não podem trabalhar neste período.

Após minimizar por diversas vezes a doença, chamada por ele de “gripezinha”, Bolsonaro chamou o coronavírus de “maior desafio da nossa geração” e afirmou que é preciso “evitar o máximo qualquer perda de vida humana”.

O presidente também repetiu diversas vezes que é preciso combater tanto o vírus quanto o desemprego, e disse que orientou os ministros Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Paulo Guedes (Economia) a tomar medidas nesse sentido.

Quarto pronunciamento em um mês

Este foi o quarto pronunciamento sobre o coronavírus realizado em um período de menos de um mês.No primeiro pronunciamento sobre o tema, realizado no dia 6 de março, Bolsonaro afirmou que não havia motivo para “pânico” e que o momento era de união.

A segunda fala sobre o tema foi realizada na semana seguinte, no dia 12 de março. O presidente recomendou o adiamento de manifestações que estavam marcadas para o domingo seguinte, devido à recomendação para evitar aglomerações. O próprio Bolsonaro, contudo, acabou participando dos protestos.

No terceiro pronunciamento, feito na semana passada, Bolsonaro pediu a reabertura do comércio e das escolas e o fim do “confinamento em massa”.

Barragem que rompeu em Arcoverde atingiu Santana do Ipanema-AL 

A barragem Zumbi, localizada no município de Arcoverde, no Agreste do estado, rompeu na noite do último domingo (29) e atingiu os municípios de Águas Belas, em Pernambuco e de Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas. De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, o impacto e o número de vítimas afetadas ainda não foram contabilizados.
A estrutura de 50 metros entrou em colapso após a forte chuva na região, fazendo com que o volume de água da barragem fosse ao encontro do Rio Ipanema, localizado no Sertão de Alagoas e na divisa de Pernambuco. O rio, que já possuía um volume de água acima do normal, após fortes chuvas na região, transbordou e atingiu as casas do munícipio alagoano.
No Estado de Pernambuco, a Defesa Civil informou que está prestando o apoio necessário ao município de Arcoverde para retirar as vítimas que ficaram ilhadas em suas residências. 
De acordo com o Coronel Lamartine Barbosa, Secretário Executivo da Defesa Civil de Pernambuco, o Corpo de Bombeiros está resgatando as famílias e que serão encaminhadas para um local de apoio disponibilizado pela prefeitura. 
“Nós não temos como saber ainda o tamanho do estrago. Algumas pessoas ficaram desabrigadas. Não dá para prever ainda como o rio vai se comportar porque as chuvas estão previstas até o final de abril. Tivemos bastante chuva de ontem para hoje, e em Arcoverde foram registrados 91 milímetros de água”, explica. Diário de Pernambuco)

Paraíba tem 19 casos confirmados, 407 casos descartados e um óbito do novo coronavírus

De acordo com os dados divulgados através do perfil oficial da Secretaria de Estado da Saúde, foram confirmados 19 casos do novo coronavírus.

O total de casos descartados após testes é de 407. (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou no início da noite desta terça-feira (31), os novos números dos casos de covid-19 na Paraíba.

De acordo com os dados divulgados através do perfil oficial da Secretaria de Estado da Saúde, foram confirmados 19 casos do novo coronavírus.

O 19º caso foi identificado como um homem de 32 anos de idade, morador de João Pessoa. Ele segue em isolamento domiciliar acompanhado pela vigilância municipal.

Ele foi o 17º caso confirmado ontem (30) de infecção pelo Covid-19. O paciente era diabético e morava em Patos.
A Secretaria de Saúde da Paraíba confirmou a primeira morte por coronavírus no estado. O empresário patoense Danilo Andrade, de 36 anos, morreu na tarde desta terça-feira (31).
Ele foi o 17º caso confirmado ontem (30) de infecção pelo Covid-19. O paciente era diabético e morava em Patos.
O homem estava internado na UTI do Hospital Clementino Fraga. “A Secretaria de Estado da Saúde disse em nota, que “se solidariza com a família neste momento de dor e pesar.” (Click PB)

Amigo que voltou de viagem teria infectado empresário Danilo da Farmácia, Saúde de Patos monitora 36 pessoas

Danilo Andrade, de 36 anos, que morreu nesta terça-feira (31) com infecção por coronavírus na Paraíba, teve contato com 36 pessoas que estão sendo monitoradas pela Saúde Municipal de Patos, no Sertão do estado. Um amigo da Danilo promoveu uma festa ao voltar de viagem e reuniu dezenas de convidados, incluindo ele, segundo informou João Paulo Lacerda, diretor geral da Vigilância Sanitária de Patos, e a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Samara Marques, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (31).

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, informou ao ClickPB que dois homens que tiveram contato com Danilo estão internados em hospital particular.

Ainda segundo o diretor de Vigilância Sanitária de Patos, o homem que teria infectado Danilo teve material testado para coronavírus e o resultado está sendo aguardado.

Números – Já são 18 os casos confirmados de coronavírus na Paraíba, conforme atualização divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), no fim da tarde desta terça-feira (31).

A maior parte dos casos está em João Pessoa, onde há 13, e os demais são registrados no interior do estado. Há uma morte provocada pela Covid-19, doença causa pelo novo vírus, e 387 casos descartados.

Pernambuco tem 87 casos confirmados de coronavírus; óbitos permanecem em seis

O número de casos aumentou nas últimas 24 horas

O número de casos confirmados do novo coronavírus subiu para 87, informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta terça-feira (31). Segundo o boletim da SES-PE, nas últimas 24 horas mais dez casos foram confirmados nas últimas 24 horas.

Os casos estão distribuídos nos seguintes municípios: Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ibupi e Goiana, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Dos pacientes infectados, 23 estão internados, sendo 12 em UTI/UCI e 11 em leitos de isolamento, e outros 44 estão em isolamento domiciliar. Ao todo, 14 pessoas já se recuperaram da covid-19 no Estado.

 

Em parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, Governo do Estado vai triplicar a capacidade de testagem

Foto: Aluisio Moreira /SEI

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), anunciou nesta terça-feira (31.03), a ampliação da capacidade de testagem para a Covid-19 no Estado, possibilitando a realização de exames nos profissionais de Saúde, da rede pública e privada, que estão trabalhando diretamente com os pacientes suspeitos e confirmados para a doença, além das forças de Segurança. A ampliação vai ser possível graças à parceria entre a SES-PE e o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz/PE), que possibilitará triplicar a capacidade atual, saindo de  770 para 2.170 exames por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS).

“Estamos tendo a oportunidade de ampliar a parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, que anteriormente já se dava no âmbito das pesquisas na área de saúde. Atualmente, a Secretaria Estadual de Saúde tem a capacidade de realizar em média 770 testes do Coronavírus por semana, a partir dessa cooperação a gente vai poder triplicar o público que está testando”, ressaltou a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Luciana Albuquerque.

Os testes serão os mesmos já realizados atualmente pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), por meio da técnica RT-PCR, indicada para pacientes no início dos sintomas (até 7 dias) e que analisa a presença do vírus ou parte dele na amostra coletada. Os kits de testagem, nesta parceria, serão os encaminhados pelo Ministério da Saúde, que anunciou a ampliação do envio dos kits. Além disso, nesta semana, a empresa Genômika, especializada em testes genéticos e imunológicos, passa também a compor os esforços do Estado para ampliar a realização de exames pela técnica RT-PCR. Por dia, o laboratório privado vai processar 300 exames. Essa contratualização está sendo feito em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

A vice-diretora de pesquisa da Fiocruz-PE, Constância Ayres, destacou que o Instituto fará pesquisas para identificar medicamentos para o tratamento desses enfermos. “Iremos começar a testar produtos potencialmente antivirais, para termos uma possibilidade de tratamento e medicação dos pacientes mais graves. Além disso, também faremos toda parte epidemiológica.”

TESTAGEM RÁPIDA – O secretário André Longo ainda informou que os kits de testagem rápida do Ministério da Saúde (MS) não devem chegar mais esta semana, pela necessidade do órgão federal realizar testes centralizados para garantir a eficácia do insumo e, posteriormente, encaminhar aos Estados. “Se eu tenho um teste que não é de confiança e ele dá um falso negativo, poderá gerar um grande fator de confusão entre toda a comunidade, dando uma falsa sensação de permissividade aquele indivíduo que foi testado. Isso poderá atrapalhar nas medidas de controle”, afirma Longo. O gestor ainda lembra que está em curso uma compra de mais de 350 mil testes rápidos pelo Consórcio Nordeste, que também está analisando a eficácia do que está sendo disponibilizado no mercado.

ORIENTAÇÕES – O secretário André Longo também reforçou, nesta terça-feira, as orientações à população. “Neste momento, se estiver com sintomas de gripe, procure fazer o auto-isolamento. Só vá a uma unidade de saúde se você tiver algum dos sintais de alerta, como o desconforto respiratório, dor torácica ou uma febre que se prolongue por mais de três dias mesmo usando antitérmico. Mas se você tem sintomas gripais leves, procure ficar em casa, evite contato, em especial com idosos e pessoas que já tenham problemas de saúde. Procure restringir o contato social em nome da solidariedade necessária com as demais pessoas. Isso é muito importante para que você não se torne um agente de transmissão da Covid-19”, frisa André Longo.

Camilo anuncia suspensão de impostos a micro e pequenas empresas por 90 dias e atende demandas de setores

Camilo:”Decisão foi tomada com base em orientações científicas” (Foto: Reprodução)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou ontem uma série de medidas fiscais para remediar o impacto do coronavírus (covid-19) para empresas contribuintes no Estado, por três meses. O principal ponto foi a solicitação da suspensão do imposto estadual para 295.565 micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional pelo prazo de 90 dias. Esta medida, porém, precisa ser avalizada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Dentre as ações anunciadas pelo governador estão a prorrogação de impostos atrasados que estão na lista de refinanciamento (Refis). Também foram suspensas as inscrições de empresas na Dívida Ativa do Estado, além do pagamento ao Fundo de Equilíbrio Fiscal do Estado (FEEF).

“Meu estilo tem sido o diálogo e, conversando com o setor produtivo, que é muito importante para mitigar os efeitos econômicos do coronavírus e garantir o emprego das pessoas, tomei uma série de medidas e atendi a demandas do setor”, disse o governador.

A titular da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz), Fernanda Pacobahyba, diz que até o fim da semana o Confaz anuncia sua decisão sobre a principal medida do pacote. O estado de São Paulo tentou a mesma ação, mas o conselho negou. O impacto econômico para as contas estaduais deve ficar na casa dos R$ 15 milhões mensais.

Fernanda ressalta que, apesar de o Governo não poder abrir mão do mínimo de recurso que seja, a equipe levou em conta a importância de manter empregos. “É um sacrifício muito grande, mas o Estado reconhece a necessidade. Os micros e pequenos representam 95% das nossas empresas“, avalia.

Ela ainda destaca que o decreto inclui diversas medidas que desburocratizam os trâmites fiscais no Estado, como a postergação de recursos do FEEF, de R$ 6 milhões. As construções de entendimento foram feitas a partir dos pedidos feitos por representantes de setores econômicos, que entregaram ao Governo 10 medidas fiscais, na segunda-feira, 23.

Um dos assinantes da carta, o presidente do Sindlojas, Cid Alves, diz que a medida é positiva, mas ainda aguarda detalhes sobre a inclusão de juros e a forma de pagamento após o prazo.

“Tudo o que Camilo anunciou é ótimo, mas o custo lá na frente é enorme, pois as lojas estão fechadas, sem produzir. Quem não está no setor de supermercado está vendendo apenas 10% do dia normal, por meio de entregas por aplicativos”, revela.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, Assis Cavalcante, afirma que o anúncio do governador atende grande parte dos 10 pedidos dos empresários e destaca que os setores ainda esperam por uma nova renegociação de dívidas. “O Governo vai acatando aos poucos as medidas que foram solicitadas e os empresários já são gratos pelas atendidas”.

O economista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Almir Bittencourt, diz que a medida é muito bem-vinda. No entanto, lembra que, por consequência, vai implicar aumento da dívida do Estado. “Esses 90 dias de suspensão de impostos é imprevisível, pois alguns médicos falam em redução da curva de contágio para junho ou julho. A medida vem no momento oportuno”, avalia.

Confira medidas anunciadas (pelo prazo de três meses)

– Suspensão do pagamento de imposto a pequenas e micro empresas cadastradas no Simples Nacional.

– Prorrogação, por 90 dias, do prazo para empresas começarem a atender demandas decorrentes de ações fiscalizatórias do Estado.

– Impostos atrasados que foram renunciados estão suspensos.

– Suspensão do Fundo de Equilíbrio Fiscal do Pagamento. 

– Prorrogação da validade de certidões negativas, para que empresas participem de licitações.

– Prorrogação do prazo de apresentação das obrigações acessórias de empresas.

– Suspensão da inscrição de empresas dentro da lista de dívida ativa com o Estado.

– Prorrogação dos regimes especiais de tributação.

“Meu estilo tem sido o diálogo e, conversando com o setor produtivo, que é muito importante para mitigar os efeitos econômicos do coronavírus e garantir o emprego das pessoas, tomei uma série de medidas e atendi as demandas do setor”, disse o governador. 

Na transmissão, Camilo Santana frisou que a população deve denunciar preços abusivos de produtos praticados por estabelecimento do setor alimentício e farmacêutico, citando o exemplo da venda de máscaras e afirmou que os casos devem ser comunicados imediatamente ao Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon).

Como denunciar preços abusivos

Sem a necessidade de identificação, o consumidor pode denunciar e tirar outras dúvidas por meio dos e-mails: deconce@mpce.mp.br / covid19.denuncia@mpce.mp.br / ouvidoria@mpce.mp.br. Em todo o Estado é possível denunciar através dos telefones 0800-6429-782 (Anvisa); 190 (Polícia Militar); 151 (Central de Atendimento ao Consumidor de Fortaleza) ou 156 (Agefis). Os moradores de Juazeiro do Norte e do Crato podem entrar em contato, respectivamente, através dos e-mails: crdjuaznorte@mpce.mp.br ou prom.crato@mpce.mp.br

A confirmação foi feita pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, na tarde desta segunda-feira (30). A outra pessoa está em isolamento domiciliar.

Dos dois novos casos, uma pessoa está internada na UTI do Hospital Clementino Fraga. (Foto: Divulgação) 

A Paraíba tem mais dois casos confirmados de coronavírus e soma, agora, 17 infectados pelo Covid-19. A confirmação foi feita pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, na tarde desta segunda-feira (30).

Dos dois novos casos, uma pessoa está internada na UTI do Hospital Clementino Fraga. A outra pessoa está em isolamento domiciliar.

Casos confirmados:

Homem, 36 anos, residente da cidade de Patos. Internado na UTI do Clementino Fraga, dando entrada dia 26, via transferência hospitalar.
Homem, 40 anos, residente em João Pessoa. Em isolamento domiciliar acompanhado pela vigilância municipal.

Com este resultado, a Paraíba passa a contabilizar 17 casos confirmados. 12 em João Pessoa, 02 em Campina Grande e 03 no sertão, nos municípios de Igaracy, Sousa e Patos. 

Dos casos confirmados, dois estão internados: uma mulher de 55 anos, em leito regular de hospital privado na capital e um homem de 36 anos na UTI do hospital Clementino Fraga. 

De acordo com o último censo hospitalar, são 90 casos suspeitos internados, sendo 25 em UTI, 13 deles em hospitais públicos e  65 em leito tipo enfermaria, destes, 31 em hospitais públicos.

Situação na Paraíba

Até a manhã desta segunda-feira, eram 15 casos confirmados. Antes com 14 casos, a Paraíba somou hoje mais cedo o caso do homem de 69 anos, morador de João Pessoa. Ele está em isolamento domiciliar acompanhado pela vigilância municipal.

No boletim da manhã, eram 349 casos descartados e nenhum óbito foi confirmado para coronavírus. A SES investiga se a morte de Mateus Carlos, filho do presidente da Rede Paraíba de Comunicação, Eduardo Carlos, foi causada por Covid-19.

Há, então agora, 91 pacientes internados com suspeita do contágio. São 26 em UTI, 14 desses em hospitais públicos; e 65 em leito regular, sendo 31 desses em hospitais públicos.

Agora, a Paraíba tem 13 casos confirmados em João Pessoa, 2 em Campina Grande, 1 em Igaracy e 1 em Sousa.

Fonte: TV Tambaú e Site ClikPB

https://www.portalt5.com.br/noticias/paraiba/2020/3/313103-sobe-para-17-o-numero-de-infectados-pelo-novo-coronavirus-na-paraiba

Primeiro caso de coronavírus é confirmado em Patos. Paciente de 36 anos está internado em estado grave em JP

 

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou hoje (30) em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto que a logística de transporte do país está funcionando, principalmente para garantir o abastecimento de insumos essenciais durante a pandemia do novo coronavírus. Ele citou o acerto feito entre governo e companhias aéreas para manter a conexão entre as principais cidades do país.

“Hoje nós temos 46 localidades do Brasil atendidas com o serviço de transporte aéreo, por meio das principais companhias brasileiras. Conseguimos condensar a pouca demanda que nós tínhamos em cada uma das companhias, fazendo com que cada perna fosse executada por uma companhia”, afirmou. 

Segundo ele, os portos seguem operando normalmente e foi feito um acerto com todos os secretários estaduais de transporte do país para que não houvesse obstrução de rodovias, além da liberação de atividades de suporte ao setor de transporte, como borracharias, lanchonetes na beira de estradas, entre outros serviços. 

O Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat) montaram 130 pontos de atendimento aos caminhoneiros em rodovias de todo o país. Nesses pontos, são prestados serviços de orientação em saúde, com distribuição de kits de higiene e alimentos. 

Auxílio emergencial

Na coletiva, o governo também informou que pretende agilizar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. A medida foi aprovada pelo Senado Federal nesta segunda-feira (30) e seguirá para a sanção presidencial. O pagamento será efetuado ao longo de três meses.   

Mudança de formato

A partir de agora, as coletivas diárias do governo federal para falar sobre as medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus serão realizadas diretamente do Palácio do Planalto, com a participação de diferentes ministérios. Até então, as atualizações diárias eram feitas no Ministério da Saúde. 

De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, a crise extrapola as ações da pasta da Saúde e a ideia é informar sobre ações do governo em diferentes áreas.”A questão do coronavírus, devido à sua complexidade, ela é transversal. Ela abrange não apenas o esforço do Ministério da Saúde, mas também o esforço de todos os ministérios”, afirmou durante a primeira coletiva no novo formato.

Presidente do TSE afirma que calendário eleitoral das eleições 2020 está sendo cumprido

Foto: reprodução

Em nota à imprensa neste domingo (29), a  presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou que ainda há condições de cumprimento do calendário eleitoral, nesta fase da pandemia do novo coronavírus.

A ministra classificou como “prematuro” o debate sobre adiamento das eleições municipais. Rosa Weber ainda destacou que a posição é compactuada pelo vice-presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, que assume a presidência da Corte em maio e estará no comando do tribunal durante o pleito de outubro.

“Esclareço que, no tocante ao cronograma de testes de equipamentos e sistemas eletrônicos, o TSE está alerta quanto às inevitáveis alterações ante o atual quadro de excepcionalidade. Já estão sendo estudados ajustes nos formatos de realização de tais testes”, disse Rosa, em comunicado.

Moradores de Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas, foram surpreendidos com o aumento das águas do Rio Ipanema na madrugada desta segunda-feira (30). 
As fortes chuvas que caíram provocaram o aumento do volume do rio, que invadiu casas, derrubou postes na cidade e deixou centenas de famílias desabrigadas. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer pessoas ilhadas na cidade.
Desde a semana passada, a cidade registra inundações. A prefeitura de Santana do Ipanema decretou situação de emergência por 90 dias na sexta (27).

Na noite de domingo (29), a Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) chegou a emitir um alerta de aumento do nível do Rio Ipanema. Como a previsão era de chuvas moderadas a fortes na região, o transbordamento foi inevitável.

A ponte sobre o Rio Ipanema, que faz parte do quilômetro 82,9 da BR-316, foi interditada pela Polícia Rodoviária Federal. No início da manhã, não havia congestionamento no local. Uma equipe da PRF orientava os motoristas sobre desvios, mas não há previsão de liberação.

Os Bombeiros resgataram várias pessoas que ficaram ilhadas. Até o momento, não temos informações se houve mortes na tragédia. Porém, a cidade ficou parcialmente destruída. (Informações: G1 Alagoas) 

Veja os vídeos!
 
G1

Ministro do STF encaminha à PGR pedido de afastamento de Bolsonaro

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou à Procuradoria Geral da República (PGR), uma notícia-crime apresentada por um deputado do PT contra o presidente Jair Bolsonaro. Na peça, o parlamentar lista ações do presidente que colocariam a sociedade em risco durante a pandemia de covid-19.

O parlamentar pede que Bolsonaro seja denunciado por sua conduta “irresponsável e tenebrosa” que coloca em risco “a saúde pública de todos os brasileiros”. No peça, o deputado Reginaldo Lopes diz que “Bolsonaro não está à altura do cargo. A necessidade de sua saída não é uma necessidade política, é de saúde pública”, afirmou o deputado.
Para que a ação tenha andamento, é necessário que a PGR dê parecer favorável a denúncia, caso contrário, é arquivada. Em seguida, a denúncia segue para a Câmara dos Deputados, que envia para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Em seguida, o presidente tem prazo para se manifestar e em última etapa, a solicitação de afastamento é analisada pelo plenário.

 

Arcoverde: descartado coronavirus em caso suspeito

Nesta segunda, 30 de março de 2020, a Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que foi descartado o caso suspeito de Coronavírus, do paciente de 54 anos de idade, que se encontra internado no Hospital Ruy de Barros Correia.

Já nesta terça-feira, 31 de março, a vacinação contra a gripe Influenza volta em todas Unidades Básicas de Saúde da Família de Arcoverde e no Drive Thru (vacinação sem sair do carro), localizado na Praça da Bandeira, das 8h às 16h.

A Secretaria de Saúde volta a reforçar a determinação mundial para evitar aglomerações e filas, mantendo a distância de um metro entre as pessoas do público alvo (idosos acima de 60 e profissionais de saúde), que ainda não se vacinaram.

Dessa maneira, o enfrentamento ao Novo Coronavírus, permanece com as mesmas diretrizes, com as ações restritivas recomendadas pelas autoridades sanitárias.

O momento é de responsabilidade e dedicação integral a defesa da vida. Não podemos baixar a guarda. Para dúvidas, denúncias ou sugestões seguem os números do Disk Coronavírus na cidade: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

Segundo a pasta, o valor equivale a 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB)

O Tesouro Nacional informou nesta segunda-feira que o déficit nas contas públicas pode superar os R$ 350 bilhões neste ano, por causa das despesas extras para combater o coronavírus.

Segundo a pasta, o valor equivale a 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB). O rombo é quase o triplo do resultado esperado antes da crise, que era de R$ 124,1 bilhões.

“Ao que tudo indica, pelo conjunto de medidas já anunciadas e de perda de arrecadação que poderá ser ainda maior do que aquela já projetada no primeiro relatório bimestral, o déficit primário do Governo Central, em 2020, poderá alcançar ou superar a cifra de R$ 350 bilhões, o que equivale a 4,5% do PIB”, disse o Tesouro.

A informação consta no documento no qual a pasta analisa os dados fiscais de fevereiro. Naquele mês, o país registrou déficit de R$ 25,9 bilhões, sem contar o pagamento de juros da dívida. O balanço não reflete as mudanças de expectativas causadas pela pandemia de Covid-19.

Estados: déficit de R$ 30 bi

De acordo com o Tesouro, o déficit em 2020 pode ser ainda maior, considerando os resultados nos estados e municípios. O órgão projeta que os entes federados fechem o ano com déficit de R$ 30 bilhões.

Com isso, o número do setor público consolidado poderia chegar próximo a R$ 400 bilhões. No ano passado, o rombo foi de R$ 61 bilhões

O Senado aprovou nesta segunda-feira (30) em sessão virtual, por 79 votos votos a zero, o projeto que prevê o repasse de R$ 600 mensais a trabalhadores informais.

A aprovação foi motivada pela pandemia do novo coronavírus, e o texto prevê o pagamento por três meses.

A proposta foi aprovada pela Câmara dos Deputados na semana passada segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o projeto, o pagamento do auxílio será limitado a duas pessoas da mesma família.

O projeto do governo previa R$ 200 por mês. No Congresso, os parlamentares aumentaram o valor para R$ 600.

Pelo texto, a trabalhadora informal que for mãe e chefe de família terá direito a duas cotas, ou seja, receberá R$ 1,2 mil por mês, durante três meses.

A proposta estabelece uma série de requisitos para que o autônomo tenha direito ao auxílio, apelidado por alguns parlamentares de “coronavoucher”.

Segundo o projeto, o trabalhador precisa ter mais de 18 anos, cumprir critérios de renda familiar e não pode receber benefícios previdenciários, seguro desemprego nem participar de programas de transferência de renda do governo federal, com exceção do Bolsa Família

De acordo com a Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado, o auxílio emergencial, nos três meses de pagamento, representará cerca de R$ 59,8 bilhões.

O relator da proposta no Senado, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), propôs algumas mudanças na redação da proposta que não forçaram o reenvio do texto para a Câmara dos Deputados.

Uma das mudanças prevê que o benefício será recebido pelo trabalhador em três prestações mensais, para garantir que a ajuda seja concedida ainda que haja atraso no cadastro dos beneficiários.

G1

Sobe para seis o número de mortes pelo novo coronavírus em Pernambuco

Total de casos confirmados chegou a 77 segundo a Secretaria Estadual de Saúde

JC 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda-feira (30) mais uma morte pela covid-19 em Pernambuco. O óbito ocorreu no último domingo (29.03). Trata-se de um homem de 62 anos, com quadro de hipertensão e diabetes. Ele deu entrada no Hospital dos Servidores do Estado (HSE) no dia 25 de março, depois de ser encaminhado por uma unidade de saúde do município de Goiana, com infecção no trato respiratório.

No HSE o homem recebeu tratamento intensivo, foi entubado em ventilação mecânica e teve as amostras colhidas para os exames laboratoriais, que confirmaram a covid-19 na sexta-feira (27). O paciente teve piora em seu estado clínico e morreu na tarde do domingo.

Com isso, sobe para seis o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Estado, os óbitos envolvem cinco pessoas do sexo masculino e uma mulher, todos acima dos 60 anos.

Casos registrados em Pernambuco

A Secretaria também informou que atualmente Pernambuco conta com 77 casos confirmados do novo coronavírus, quatro a mais do que os números divulgados no domingo (29). Dos novos casos, três são pessoas do sexo masculino e um do feminino, com faixa etária entre 30 e 80 anos. Deles, dois são moradores do Recife, um de Olinda e um de Palmares, estando dois deles em isolamento domiciliar e dois em leitos da UTI.

Até o momento, os casos da covid-19 no Estado estão distribuídos nas cidades do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, Olinda, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina e Goiana. Além disso, o arquipélago de Fernando de Noronha também registra caso confirmado da doença.

Dos casos confirmados, 19 pacientes estão internados, sendo 12 na UTI/UCI e sete em leitos de isolamento. Outros 39 se encontram em isolamento domiciliar e 13 da se recuperaram da covid-19.

O trabalhador que até hoje (30) não fez o saque imediato de até R$ 998 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tem até amanhã (31) para retirar o dinheiro. Na quarta-feira (1º), todo o dinheiro não sacado retornará à conta original.

Desde setembro do ano passado, a Caixa Econômica Federal está distribuindo dinheiro de contas ativas ou inativas do FGTS. Os recursos foram liberados de forma escalonada até dezembro, num cronograma baseado no mês de nascimento do trabalhador.

Ao todo, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões, que serviram para estimular a economia no fim do ano passado.

O valor usado como referência para o saque imediato é o saldo de cada conta – ativa ou inativa – em 24 de julho do ano passado. Os trabalhadores com saldo acima de R$ 998 nessa data só podem sacar até R$ 500 por conta de FGTS. Quem tinha contas com até R$ 998 – montante equivalente ao salário mínimo no ano passado – pode sacar até esse valor.

Numa simulação, um trabalhador que tinha R$ 998 numa conta do FGTS e R$ 1 mil em outra conta em 24 de julho do ano passado só pode retirar R$ 998 da primeira conta e R$ 500 da segunda.

A retirada também pode ser feita por quem tinha sacado os R$ 500 da conta no ano passado e não retirou a diferença entre R$ 500 e R$ 998 em dezembro. Inicialmente, o governo permitiria apenas a retirada de até R$ 500 por conta, mas o Congresso Nacional ampliou o saque para R$ 998 para contas com saldo igual ou inferior ao salário mínimo.

Como sacar

O saque poderá ser feito pelos mesmos canais de pagamento da primeira etapa do saque imediato. Por causa da pandemia de coronavírus, a Caixa orienta o resgate por meio do aplicativo FGTS, disponível para tablets e smartphones dos sistemas Android e iOS.

Nesse caso, o trabalhador pode programar a transferência do dinheiro para qualquer conta em seu nome, independentemente do banco. A operação não tem custo.

Os saques de até R$ 998 podem ser feitos nas casas lotéricas, caso esses estabelecimentos estejam abertos, e terminais de autoatendimento para quem tem senha do Cartão Cidadão. Quem tem Cartão Cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, caso esses estabelecimentos estejam autorizados a abrir. Basta apresentar documento de identificação.

Atendimento

Desde a última terça-feira (24), as agências da Caixa estão funcionando em horário reduzido, das 10h às 14h. O atendimento está restrito a quem não puder resolver o problema por canais eletrônicos. As dúvidas sobre valores e a data do saque podem ser consultadas no aplicativo do FGTS, pelo site da Caixa ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800-724-2019, disponível 24 horas.

A Caixa destaca que o saque imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso o trabalhador seja demitido sem justa causa ou em outras hipóteses previstas em lei.

Essa modalidade de saque não significa que houve adesão ao saque aniversário, que é uma nova opção oferecida ao trabalhador a partir de abril, em alternativa ao saque por rescisão do contrato de trabalho. Por meio do saque aniversário, o trabalhador poderá retirar parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, de acordo com o mês de aniversário.

Diário de PE / Imagem: Reprodução

O secretário de Planejamento, Alexandre Rebêlo, apresentou aos empresários um resumo da situação da pandemia e as medidas tomadas pelo Governo para o enfrentamento do novo cororavírus no Estado. Dentre os pleitos apresentados pelo empresariado ao chefe do Executivo, o principal é relativo às questões de isenção ou redução tributária. O governador informou aos participantes que o assunto será discutido no âmbito nacional, nesta sexta-feira (03), também por teleconferência, durante a reunião do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Fazenda (Consefaz).

“Estamos concentrados no que é mais emergencial. Nosso compromisso número um é salvar vidas. Mas assim como todo o setor produtivo estamos preocupados com os impactos dessa crise na economia. O que o Governo Federal apresentou até agora foi tímido e insuficiente. Precisamos focar na preservação dos empregos”, afirmou o governador Paulo Câmara. Os secretários Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), André Longo (Saúde), Alberes Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação), Antonio de Pádua (Defesa Social), Rodrigo Novaes (Turismo) e Décio Padilha (Fazenda) participaram da reunião.

O encontro aconteceu dois dias depois de um primeiro contato, na sexta-feira, realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDEC com representantes das principais entidades da indústria e do comércio em Pernambuco. A SDEC encabeça o “Comitê de Articulação Estratégica” formado para articular ações conjuntas de enfrentamento aos efeitos da Covid-19 na economia.

Por parte da iniciativa privada, participaram do encontro representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio/PE), Associação de Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi), Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (Sinduscon), Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Porto de Galinhas e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estendeu neste domingo (29), em coletiva de imprensa, as orientações sobre isolamento social até o dia 30 de abril. Apesar de ter dito que gostaria que o país voltasse ao normal até a Páscoa, celebrada este ano no dia 12 de abril, Trump agora espera que o país esteja no caminho da recuperação até 1º de junho.

O líder norte-americano declarou ainda que o pico de mortes por coronavírus deve atingir o EUA em duas semanas e anunciou que os EUA aumentarão o número de testes feitos no país. Os Estados Unidos registram mais de 136 mil casos e 2.397 mortes por causa do novo coronavírus. 

Diário de PE

Prefeito de São Bernardo é internado na UTI, após piora em quadro de coronavírus

Por Fabricio Lobel, TV Globo

O prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB), de 45 anos, foi internado neste domingo (29) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Luiz, unidade de São Caetano do Sul, após ter seu quadro respiratório agravado em decorrência do coronavírus.

Segundo a Prefeitura de São Bernardo, município da Grande São Paulo, nesta semana, ele estava em quarentena em casa, mas neste domingo, o médico passou em sua residência e constatou que a oxigenação estava muito baixa. Diante de maior risco, decidiu encaminhá-lo ao hospital para cuidados na UTI, visando sua recuperação.

Morando apresentou os primeiros sintomas na segunda-feira (23). Na quarta-feira (25) testou positivo para o Covid-19 e depois disso o prefeito não apresentou melhoras.

O resultado positivo foi divulgado por ele em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, onde Orlando Morando, tossindo muito, comunicou o teste positivo para o coronavírus e mostrou o documento.

“Tomei e vou continuar tomando todas as medidas para proteger a cidade. Fui para linha de frente e infelizmente vou aqui comunicar a vocês que também fui atingido. É triste? É triste, né?! Tá aqui meu exame, que diferente do presidente da República, não tenho medo de mostrar. Infelizmente deu positivo. É muito triste, porque não queria que isso tivesse acontecido, mas estou firme”, afirmou Morando.

 

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deve concentrar em uma única reunião plenária, a ser realizada na próxima terça-feira (31), a votação de decretos legislativos que reconhecem o estado de calamidade pública em Afogados da Ingazeira, (o município já tinha decretado situação de emergência devido à pandemia do novo coronavírus), Serra Talhada e outros municípios de Pernambuco, uns pelos estragos provocados pelas chuvas que caíram recentemente e outros em virtude da ameaça do coronavírus. De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), cabe ao Parlamento Estadual apreciar esse tipo de proposição, cujo objetivo é dar liberdade legal para que os gestores adotem medidas de enfrentamento a situações excepcionais.

Entre as ações que podem ser adotadas pelas localidades, constam permissões aos executivos municipais para que gastem recursos acima do que foi definido nas Leis Orçamentárias em vigor. Sem a chancela dos legislativos municipais, o gestor seria responsabilizado pelas ações tomadas em desconformidade com a LRF, contudo, as iniciativas como determinação de quarentena e contratações emergenciais já podem ser adotadas a partir de decreto municipal.

Segundo o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros, a Casa de Joaquim Nabuco dará a celeridade necessária para apreciar todas as solicitações de reconhecimento das situações emergenciais decretadas pelas cidades pernambucanas, e já deu ciência aos prefeitos sobre essa matéria.

PATRIOTA

O prefeito José Patriota participou na manhã deste domingo (29), de uma live com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e dirigentes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Na pauta, as medidas para socorrer trabalhadores, empresários e a economia dos municípios diante da pandemia de coronavírus. Na discussão, José Patriota representou os prefeitos do Nordeste.

O Senado votará na próxima segunda-feira (30) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), confirmou a votação para o início da próxima semana em postagem no Twitter.

Alcolumbre está se recuperando após ser diagnosticado com o novo coronavírus. Quem tem presidido as sessões remotas é o vice-presidente, senador Antonio Anastasia (PSD-MG). A sessão está prevista para ocorrer às 16h. Horas antes, pela manhã, os líderes se reunirão, também remotamente, para discutir outras votações prioritárias da semana.

Pelas manifestações de senadores nas redes sociais, a expectativa é que a medida seja aprovada sem objeções. O vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), e o líder da minoria, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), se manifestaram favoráveis à votação e sua aprovação. Além deles, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) e os senadores Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) e Esperidião Amin (PP-SC) também se manifestaram favoráveis.

O auxílio, que foi aprovado na Câmara dos Deputados quinta-feira (26),  é voltado aos trabalhadores informais (sem carteira assinada), às pessoas sem assistência social e à população que desistiu de procurar emprego. A medida é uma forma de amparar as camadas mais vulneráveis à crise econômica causada pela disseminação da covid-19 no Brasil e o auxílio será distribuído por meio de vouchers (cupons).

Agência Brasil / Imagem: Reprodução

Um estudo liderado pelo Imperial College de Londres faz uma estimativa de como os diferentes países do mundo seriam afetados pela pandemia do coronavírus Sars-CoV-2. Ao analisar o impacto em 202 países, eles concluíram que, se os governos adotarem medidas rigorosas cedo, como testes de diagnóstico, isolamento de doentes e distanciamento social para frear a disseminação do vírus, 38,6 milhões vidas podem ser salvas. Isso representa uma redução de mortalidade de cerca de 95%.

O Brasil está entre os países citados. Em caso de nenhuma estratégia de isolamento e de enfrentamento da pandemia, o Brasil poderia ter mais de 1,15 milhão de mortes devido à Covid-19. Com estratégias de supressão rígidas para toda a população, que são aquelas que buscam bloquear a circulação do vírus, o estudo diz que o número de mores pode ser reduzido para 44,2 mil.

Foi o Imperial College o instituto responsável por outro estudo que virou um marco na pandemia: um modelo matemático deu um panorama extremamente sombrio de como a doença ia se propagar pelo país, como ia impactar o sistema público de saúde (o SUS do Reino Unido, chamado de NHS) e que até 250 mil pessoas poderiam morrer. Depois do estudo, a estratégia do governo britânico mudou, abandonando a “imunização de rebanho”.

Para o Brasil, no novo estudo, o cenário sem qualquer medida de enfrentamento aponta:

  • Mortos: 1,15 milhão
  • Infectados: 187,7 milhões
  • Hospitalizações: 6,2 milhões
  • Casos graves: 1,5 milhão

Assinam o estudo quase 50 cientistas, incluindo um grupo relacionado à Organização Mundial da Saúde (OMS). Em um cenário com a implementação de medidas parciais de isolamento para a população, com restrições a eventos e aglomerações, o número de mortes cai para 627 mil, e o de infectados para 122 milhões.

Há, ainda, um cenário com isolamento imposto somente para idosos:

  • 529 mil mortos
  • 120 milhões de infectados
  • 3,2 milhões de hospitalizações
  • 702 mil casos graves

“Nós estimamos que a ausência de intervenções resultaria em 7 bilhões de infecções e 40 milhões de mortes no mundo todo pela Covid-19 neste ano. Estratégias de mitigação focadas na blindagem a idosos (redução de 60% dos contatos sociais) e desaceleração, mas não interrupção, da transmissão (redução de 40% dos contatos sociais para uma população mais ampla) poderiam reduzir esse ônus pela metade, salvando 20 milhões de vidas”, disseram os autores.

“No entanto, prevemos que, mesmo nesse cenário, os sistemas de saúde em todos os países será sobrecarregado rapidamente. É provável que esse efeito seja ainda mais grave em contextos de baixa renda, lugares onde a capacidade é mais baixa”.

G1 Bem Estar /

“Testes, testes, testes.” Assim, com a repetição de três pequenas palavras, como um refrão, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), o etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus, resumiu a postura mais adequada para combater a pandemia de Covid-19 — de mãos dadas com o distanciamento social, impositivo e inegociável. Os testes são vitais para quebrar as cadeias de transmissão, ao separar saudáveis de enfermos, e para organizar o fluxo nos hospitais. Não por acaso, em gesto louvável, a mineradora Vale fechou a compra de 5 milhões de kits chineses, que apontam positivo ou negativo a partir da detecção de anticorpos, para doá-los ao governo brasileiro.

Uma startup de Curitiba, a Hi Technologies, desenvolveu um equipamento que oferece respostas em até quinze minutos — que em breve começará a chegar às farmácias e aos serviços de saúde. Testar, testar e testar é, enfim, o primeiro passo do mais extraordinário movimento científico e médico de toda uma geração, na luta contra uma doença respiratória que, até a quinta-feira 26, tinha acometido mais de 520 000 pessoas no mundo inteiro, com mais de 20 000 mortes, das quais 77 no Brasil.

A corrida global, para além do compulsório diagnóstico dos doentes, tem duas frentes: a busca por uma vacina e, enquanto ela não surge, o aperfeiçoamento de tratamentos já existentes e a criação de outros remédios. É uma engrenagem emocionante e bilionária (apenas na primeira semana de março, os fundos globais para pesquisa e desenvolvimento de crises arrecadaram 3,5 bilhões de euros, o equivalente a 19 bilhões de reais). A OMS formou um grupo de trabalho global, adequadamente batizado de “Solidariedade”, e não haveria outro nome a lhe dar, de modo a estimular pesquisas cada vez mais aceleradas que abranjam milhares de pacientes, de mais de uma centena de países. Disse o pneumologista Clayton Cowl, diretor de medicina preventiva da Mayo Clinic em Rochester, um dos mais respeitados hospitais dos Estados Unidos, referência incontornável: “O mundo está unido no combate à pandemia de Covid-19. Resolveremos o mistério e impediremos que algo semelhante aconteça nos próximos anos”. É uma promessa, por ora, mas quase uma certeza quando se acompanha a máquina rodando.

Romero pede esclarecimento sobre fuga de presídio em Itaquitinga à Secretaria de Defesa Social

Desde 2019, é a terceira fuga que acontece na unidade.

Foto: reprodução

O deputado Romero Albuquerque encaminhou requerimento à Secretaria de Defesa Social pedindo informações sobre a terceira fuga de detentos do complexo prisional de Itaquitinga, Zona da Mata, em pouco mais de um ano. Dessa vez, seis detentos fugiram na madrugada da última terça-feira (25).

As informações são de que os detentos Danilo da Silva Dionísio, Marcelo Moura de Araújo Filho, Lafaiete Francisco Alves, José Roberto dos Santos Almeida e Gerlis Adriano de Souza continuam foragidos, e que somente um do grupo de fugitivos, Cristiano Cícero da Silva, foi recapturado.

“Vivemos uma situação grave, mas o Estado precisa continuar funcionando. A crise causada pelo Covid-19 pode agravar ou criar várias outras crises em nossa sociedade, e o poder público deve agir preventivamente para evitar mais danos e perigos”, ressalta o parlamentar.

Recorrente

Inaugurada em 2018, de acordo com o governo estadual, a unidade de segurança máxima já registrou outras fugas. A primeira foi em 12 de fevereiro de 2019 quando dois detentos conseguiram escapar do Módulo B do presídio. A segunda, de um jovem de 24 anos, no dia 21 de maio do mesmo ano.

O Ministério da Saúde divulgou neste sábado (28) o mais recente balanço dos casos da Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais números são:

  • 111 mortes
  • 3.904 casos confirmados
  • 2,8% é a taxa de letalidade
  • São Paulo concentra 1.406 casos, e o Rio, 558

O balanço acrescentou 19 mortes e 487 casos confirmados ao total. No balanço anterior, da sexta-feira (27), o Brasil tinha 92 mortes e 3.417 casos confirmados.

Das 19 mortes acrescentadas ao total no país neste sábado, o estado de São Paulo teve 16 mortes. Já são 84 mortes em SP.

De acordo com o Ministério da Saúde, até as 15h, havia 569 pessoas internadas com confirmação para Covid-19 no país. O números consideram as pessoas cujos resultados dos testes já foram apresentaram e testaram positivo. O número não considera casos suspeitos.

Durante seu pronunciamento na apresentação dos dados, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que não tem covid-19. Ele afirmou que faz o teste com frequência e até agora todos deram negativo.

 

Governador de estado italiano com mais de 5 mil mortes pede isolamento social a brasileiros

Em meio às convocações de carreatas pelo fim do confinamento em massa alimentadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governador da Lombardia – região da Itália que registra mais de cinco mil mortos pelo novo coronavírus – , Attilo Fontana, recomendou o isolamento social aos brasileiros. Segundo ele, apesar do impacto econômico, a prioridade é a saúde da população.

O alerta segue a mesma linha das ações adotadas pelo governador Paulo Câmara (PSB), que proibiu aglomerações acima de dez pessoas e determinou a suspensão das atividades comerciais, escolares e de transporte intermunicipal como estratégia para reduzir a disseminação da Covid-19. As medidas restritivas são defendidas por especialistas e autoridades sanitárias do país e da Organização Mundial da Saúde.

“Tenho tido contato com um amigo no Brasil e digo a ele para ficar o máximo possível em casa, evitar contato com pessoas e difundir esta mensagem”, disse Fontana na quinta-feira (26) durante coletiva.

Apesar do avanço da doença, que já fez quatro vítimas fatais no estado e 92 no país, há manifestações previstas no estado para esta segunda-feira (30) que pedem a reabertura dos comércios e a volta das pessoas às ruas. Os atos foram organizados depois que Jair Bolsonaro fez um pronunciamento em cadeia nacional e pediu a volta à normalidade. Ele também atacou a imprensa e criticou as medidas restritivas adotadas pelos governadores.

Na ocasião, o governador Paulo Câmara afirmou que o discurso de Bolsonaro comprova que o Brasil está sem comando em um dos momentos mais desafiadores de sua história. “Vidas perdidas não podem ser recuperadas. Recuperar a economia é o passo seguinte”, emendou o socialista, que manteve os decretos de restrição social.

Em Pernambuco, foram confirmados 57 casos de Covid-19. Desses, sete tiveram cura clínica e quatro vieram a óbito, de acordo com o boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado na sexta-feira (27).

O presidente Jair Bolsonaro está proibido pela Justiça Federal de adotar medidas contrárias ao isolamento social como forma de prevenção ao Covid-19. Dois decretos de Bolsonaro que ia nesse sentido foram suspensos o que classificava igrejas e casas lotéricas como serviços essenciais que na prática permitia o funcionamento desses estabelecimentos, mesmo em estados e municípios onde governos tivessem proibido aglomerações. A medida tem efeito mediato e vale para todo território nacional. 

A liminar atende pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF). O juiz federal Márcio Santoro Rocha, da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias “se obtenham de adotar qualquer estímulo a não observância do isolamento social recomendado pela OMS”. Sob pena de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento da decisão. Na última terça-feira (24), Bolsonaro fez um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV para criticar as medidas de bloqueio e isolamento adotadas por governadores e prefeitos, defendendo que a população voltasse para suas atividades corriqueiras, com exceção de idosos e demais integrantes de grupos de risco. 

Político tinha 57 anos

A Secretaria da Saúde do Piauí confirmou neste sábado (28.mar.2020) a 1ª morte por covid-19, causada pelo novo coronavírus, no Piauí. O paciente era o prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, conhecido como Antônio Felícia (PT).

Ele morreu na madrugada de 6ª feira (27.mar) no Hospital Municipal Dr. José de Brito Magalhães, em Piracuruca. Antônio Felícia tinha 57 anos e histórico de diabetes.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Estado:

“Nota à imprensa

A Secretaria de Estado da Saúde informa que foi registrada no Piauí a primeira morte por covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O Lacen liberou na manhã deste sábado, 28 de março, os exames do prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, conhecido como Antônio Felícia (PT), que testaram positivo para o novo coronavírus.

O prefeito, de 57 anos, chegou a ser atendido no Hospital Dr. José Brito Magalhães, no município de Piracuruca, mas não resistiu.

Ele tinha histórico de diabetes e teve uma evolução rápida da doença.

Governo do Estado do Piauí”

Decisão desta sexta-feira (27) é da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias. Ministério Público Federal solicitou à Justiça a suspensão das atividades durante pandemia do novo coronavírus.

O magistrado também fixou multa de R$ 100 mil caso essa ordem seja descumprida. (Foto: Reprodução)

A Justiça Federal no Rio de Janeiro suspendeu os efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro definindo como serviço público essencial atividades religiosas e o funcionamento de casas lotéricas. A decisão desta sexta-feira (27) é da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias.

A determinação atende a pedido do Ministério Público Federal para que as atividades religiosas e o funcionamento de lotéricas fossem suspensos enquanto durar o período de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus.

“O acesso a igrejas, templos religiosos e lotéricas estimula a aglomeração e circulação de pessoas”, escreveu o juiz federal substituto Márcio Santoro Rocha.

Na determinação, o magistrado também ordena que a União “se abstenha de editar novos decretos que tratem de atividades e serviços essenciais sem observar a Lei 7.783/1989 e as recomendações técnicas e científicas dispostas no art. 3º, § 1º da Lei 13.979/2020 sob pena de multa de R$ 100 mil”.

LEIA MAISJoão Azevêdo pede bom senso aos paraibanos na reabertura dos bancos e casas lotéricas

A decisão também se estende ao Município de Duque de Caxias, que deverá se abster de tomar qualquer medida que envolva atividades religiosas ou funcionamento de lotéricas. Caso descumpra a ordem, a prefeitura da cidade também será multada em R$ 100 mil.

Tanto o Município de Caxias quanto a União, como previsto na decisão, não podem tomar qualquer medida que contrarie a recomendação de isolamento social da Organização Mundial da Saúde. O magistrado também fixou multa de R$ 100 mil caso essa ordem seja descumprida.

Na quinta-feira (26), Bolsonaro editou um decreto tornando essas atividades essenciais em meio à pandemia. Ao encaixá-las nessa categoria, o presidente definiu que elas poderiam continuar em operação mesmo durante restrição ou quarentena em razão do vírus.

O decreto presidencial, porém, faz uma ressalva em relação aos cultos: segundo o texto publicado no “Diário Oficial da União”, o funcionamento da “atividade religiosa de qualquer natureza” deverá obedecer as “determinações do Ministério da Saúde”.

“O decreto coloca em risco a eficácia das medidas de isolamento e achatamento de curva de casos de coronavírus. É necessário conter essa extrapolação atual e assegurar que não sejam editadas medidas ainda mais ampliativas no futuro”, afirmou o procurador da República Julio José Araujo Junior, autor da ação.

O maior número de casos novos de contaminação ocorreu nas últimas 24h

Em nova atualização do Ministério da Saúde sobre coronavírus, o número de mortes chegou a 92, contra 77 registradas ontem (26). O resultado significa um aumento de 18% em relação a ontem. Em comparação com o início da semana, quando eram 25 óbitos, o número multiplicou por 3,68 vezes.

A taxa de letalidade chegou ao máximo da semana, ficando em 2,7%.

O total de casos confirmados saiu de 2.915 para 3.417 hoje(27). O resultado de hoje marcou um aumento de 80% nos casos em relação ao início da semana, quando foram contabilizadas 1.891 pessoas infectadas.

O número de casos novos foi de 502, atingindo o número mais alto da série histórica. Ontem, o acréscimo foi de 482. Nos dias anteriores, o aumento havia sido menor, ficando na casa entre 232 e 345 casos.

coronavirus_27_03_por_dia

Casos novos confirmados de coronavírus no Brasil – Ministério da Saúde

São Paulo acumula 1.233 casos. O estado, epicentro da epidemia no país, é seguido por Rio de Janeiro (493), Ceará (282), Distrito Federal (230), Rio Grande do Sul (195) e Minas Gerais (189).

Também registram casos Santa Catarina (149), Paraná (119), Bahia (115), Amazonas (89), Pernambuco (56), Goiás (49), Espírito Santo (47), Rio Grande do Norte (28), Mato Grosso do Sul (28), Acre (25), Sergipe (16), Maranhão (13), Pará (13), Alagoas (11), Mato Grosso (11), Roraima (10), Paraíba (nove), Piauí (nove), Tocantins (oito), Rondônia (seis) e Amapá (dois).

Agência Brasil

Governador da Bahia manda proibir carreatas que pedem volta ao trabalho durante pandemia

 

Rui Costa (PT) / Foto: divulgação

O governador Rui Costa (PT) determinou que a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-BA), proíba manifestações e carreatas que possam pedir a volta ao trabalho da população durante a pandemia de coronavírus. Em pronunciamento nesta sexta-feira (27) nas redes sociais, o petista declarou que “empresários irresponsáveis querem agir pensando apenas em benefício próprio.”

“A SSP não permitirá manifestações de quem pensa no lucro e quer matar pessoas. Vi cards de carreata. Para serem honestas, essas pessoas, ao invés de propor carreata, deveriam deixar o carro na garantem e pegar o buzu, o metrô e van. Propor carreata em carro de luxo de R$ 200 mil é fácil, desde que o povo não esteja correndo o risco de vida. Determinei que a SSP aja com rigor. Estamos em estado de calamidade pública. Aquelas pessoas que somente pensam na máquina registradora, não vamos permitir que incentivem a morte e o ódio das pessoas”, declarou o governador.

Rui Costa ainda comentou as decisões do governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), que criticou autoridades estaduais e municipais que decretaram o fechamento de rodovias e do comércio. “O Brasil precisa de união e que o governo federal coordene de forma serena e harmoniosa os estados e municípios. Chega de briga, ódio e xingamento. Isso não vai salvar vidas humanas. Basta, ninguém aguenta mais isso. O povo quer que os políticos coloquem a politicagem de lado e cuidem da nação, do país e da vida humana”, afirmou.

Paulo Câmara fecha temporariamente aeródromo de Araripina

Os de Salgueiro e Serra Talhada também estão na lista

Foto: Arquivo Blog do Roberto

Em mais uma ação para conter o avanço do novo coronavírus no Estado, o Governo de Pernambuco suspendeu temporariamente as operações em cinco aeródromos regionais, localizados no Agreste e Sertão.

A medida entra em vigor nesta sexta-feira (27) e é válida por tempo indeterminado, enquanto perdurar a situação de emergência de saúde pública.

Estão proibidos os voos particulares e a prática de pilotagem (onde houver) nesses equipamentos. O objetivo é garantir a segurança dos colaboradores e da população, evitando o contato desnecessário.

A decisão vale para os terminais das cidades de Araripina, Caruaru, Garanhuns, Salgueiro e Serra Talhada, que estão sob a administração da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos.

Serão autorizadas, apenas, operações de salvaero, que trata de atendimento médico de emergência; transporte de carga e de passageiros para serviços essenciais.

Ignorância: Cidade de Santa Catarina faz carreata para celebrar fim da quarentena

Foto: reprodução

Moradores de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, fizeram uma carreata para comemorar a reabertura do comércio local a partir da próxima quinta-feira (2/04). O evento aconteceu na noite de ontem (26) na orla da cidade, após o governo anunciar um Plano Estratégico que prevê a medida. As informações são do jornal Correio Braziliense.

O governador Carlos Moisés (PSL) foi um dos primeiros a decretar quarentena, ordenando o fechamento de todos os serviços não essenciais, incluindo o transporte público.

A decisão de reabrir o comércio foi tomada após um grupo que reúne 50 entidades empresariais enviar uma carta pedindo a retomada econômica e sugerindo o “isolamento vertical” de idosos e outros grupos de risco. O Estado já confirmou uma morte por causa do novo coronavírus (Covid-19).

O Presidente da Câmara de Vereadores, Igor Mariano, acompanhado dos Vereadores Daniel Valadares e Reinaldo Lima, formalizaram nesta quinta (26), ao Prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, a devolução aos cofres do tesouro municipal, a quantia de cinquenta mil Reais, sobras do duodécimo repassado àquela instituição.

Segundo o Presidente Igor Mariano, a iniciativa foi tomada com a finalidade de ajudar o município nos custos com a manutenção dos serviços de saúde e defesa civil municipal, especialmente no combate ao Coronavírus.

Para o Prefeito José Patriota, além de representar a responsabilidade que a câmara tem com o recurso público, o dinheiro vem numa hora importante em que Afogados, assim como todos os municípios do País, passam por gravíssimas dificuldades.

“Essa devolução mostra o compromisso da casa legislativa no trato com a coisa pública. Num momento em que nos encontramos com dezenas de famílias desabrigadas e que enfrentamos uma das mais graves epidemias de nossa história, esse dinheiro vai ser muito bem utilizado,” destacou o Prefeito Patriota

Trabalhadores informais podem receber um vale de R$ 600 durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Para mães que são chefe de família (família monoparental), a cota emergencial será paga em dobro, R$ 1.200. A medida foi aprovada na Câmara dos Deputados, na noite desta quinta-feira (26), e precisa ser apreciado pelo Senado para começar a valer. O benefício deve durar três meses, podendo ter período prorrogado pelo Executivo.

Forma de pagamento do auxílio

Segundo o projeto, o auxílio emergencial será pago por bancos públicos federais por meio de uma conta do tipo poupança social digital.

Essa conta será aberta automaticamente em nome dos beneficiários, com dispensa da apresentação de documentos e isenção de tarifas de manutenção. A pessoa usuária poderá fazer ao menos uma transferência eletrônica de dinheiro por mês, sem custos, para conta bancária mantida em qualquer instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central.

A conta pode ser a mesma já usada para pagar recursos de programas sociais governamentais, como PIS/Pasep e FGTS, mas não pode permitir a emissão de cartão físico, cheques ou ordens de pagamento para sua movimentação.

Se a pessoa deixar de cumprir as condições estipuladas, o auxílio deixará de ser pago. Para fazer as verificações necessárias, os órgãos federais trocarão as informações constantes em suas bases de dados.

A matéria foi aprovada simbolicamente, sem a contagem dos votos, mas de forma unânime pela indicação dos partidos durante sessão virtual da Câmara. Nenhum destaque foi aprovado.

Quem terá direito ao auxílio?

  • Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:
  • Ser maior de 18 anos de idade;
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;
  • Renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

A pessoa candidata deverá ainda cumprir uma dessas condições:

  • Exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);
  • Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);
  • Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); ou
  • Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Será permitido a duas pessoas de uma mesma família acumularem benefícios. Se o Bolsa Família já estiver contando como benefício, a pessoa poderá fazer a opção por um dos dois.

Já a renda média será verificada por meio do CadÚnico para os inscritos e, para os não inscritos, com autodeclaração em plataforma digital.

Na renda familiar serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.

Egipciense morre em acidente na cidade de Tuparetama

Faleceu na tarde desta sexta-feira (27) Adilson, conhecido por Doceiro, filho de Antônio Doceiro.

Segundo informações, o mesmo ia visitar sua mãe na zona rural de Tuparetama e guiava sua moto quando colidiu com um veículo em frente a Casa de Turma após a cidade de Tuparetama.

Doceiro trabalhou muito tempo como frentista no posto de Jeremias, hoje Petrovia.

Segundo informações um irmão do mesmo também teria morrido em um acidente tempos atrás.

 

São José do Egito tem primeiro caso suspeito de Coronavirus Covid-19

São José do Egito tem o primeiro caso suspeito de Coronavirus notificado, segundo o boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde do município.

O paciente tem 63 anos e é também portador de diabetes e hipertensão.

Terça, ele apresentou um deve desconforto respiratório,  recebendo orientação de ficar em casa sob isolamento com medicação prescrita ao ser atendido na unidade básica.

Hoje o quadro respiratório se agravou e ele precisou ser entubado. Ele foi estabilizado e agora aguarda transferência para unidade de referência no acompanhamento de casos

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!