Nesta sexta-feira (25) a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma carga de 50 mil maços de cigarro paraguaio avaliada em R$250 mil na BR 232, em Arcoverde. De acordo com a PRF, a carga foi comprada no município e seria revendida em Pesqueira. Dois homens foram detidos.

Segundo a PRF, policiais estavam realizando uma fiscalização no Km 243 da rodovia, quando deram ordem de parada ao motorista de uma van com placas do Mercosul. Ao abrir o compartimento de passageiros, foram encontradas 100 caixas de cigarro de duas marcas produzidas no Paraguai.

O produto é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de ser comercializado no Brasil, além de possuir um alto teor de toxinas. O motorista foi encaminhado junto com o passageiro e a carga à Delegacia de Polícia Federal de Caruaru. Os homens podem responder por contrabando, que prevê pena de dois a cinco anos de reclusão.

 Quina de São João sai para oito apostadores

Quem acertou quatro números – 2.143 apostadores – vai levar R$ 9.276,34 cada, e os 158.391 que acertaram três números receberão o prêmio individual de R$ 188,73 cada. (Foto: reprodução)

O Concurso Especial 5590 da Quina de São João, sorteado nesse sábado (26) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê em São Paulo, saiu para oito apostadores – de Manaus, Pinheiro (MA), Blumenau (SC), Avaré/ (SP), São Paulo (capital), Conceição do Pará (MG) e duas apostas de Belo Horizonte. As dezenas sorteadas foram 25, 28, 36, 60 e 61. Cada um vai receber R$ 25.601.717,66.

O prêmio, de R$ 204,8 milhões, é o maior da história da Quina e supera o recorde anterior, de R$ 153,7 milhões no Concurso 5.002, de 2019.

Quem acertou quatro números – 2.143 apostadores – vai levar R$ 9.276,34 cada, e os 158.391 que acertaram três números receberão o prêmio individual de R$ 188,73 cada.

A Caixa lembra que prêmios com valor superior a R$ 1.903,98 são pagos exclusivamente nas agências do banco. Os ganhadores também devem ficar atentos às datas. Os prêmios prescrevem após 90 dias da data do sorteio.

Praia, cinema e shopping: Veja como ficam essas e outras atividades no 1° fim de semana de flexibilização em Pernambuco

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Após a nova flexibilização implementada no estado de Pernambuco – que entrou em vigor nesta segunda-feira (21) – este será o primeiro final de semana em que serão permitidas algumas atividades como o comércio de praia, esportes coletivos e o funcionamento de museus, cinemas e teatros.

No caso do comércio de praia, coube às prefeituras regulamentar o seu funcionamento. As gestões municipais do Recife, Ipojuca, Olinda e Jaboatão, na Região Metropolitana do Recife (RMR), anunciaram os horários permitidos.

Outros estabelecimentos já poderão funcionar neste sábado (26) e domingo (27) em horário ampliado, a exemplo de shoppings centers, comércio de rua e de bairro, academias de ginásticas, bares e restaurantes.

Nos municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), Zona da Mata, Agreste, Sertão do Araripe e Sertão do São Francisco, o horário limite para o funcionamento da maioria das atividades econômicas e sociais passou a ser de 21h nos fins de semana e feriados.

O governo estadual anunciou uma nova flexibilização para os 35 municípios do sertão do Pajeú e do Moxotó, que enfrentaram medidas mais restritivas, mas que só passarão a valer a partir da próxima segunda-feira (28). Portanto, neste fim de semana valem as regras atuais, de funcionamento apenas até às 18h.

Veja os horários do comércio de praia

Recife: 7h às 17h

Olinda: Até às 18h

Jaboatão dos Guararapes: 9h às 16h

Ipojuca: 8h às 17h

Veja as novas restrições neste fim de semana

Mãe de Lázaro sobre filho: ‘Não tenho culpa. Era um menino bom, ia na igreja’

Eva Maria também disse gostaria de pedir perdão aos familiares das vítimas do filho.

“Ele era um menino bom, me acompanhava na igreja evangélica e dava flores no Dia das Mães”, descreveu Eva Maria referindo-se ao primogênito. (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao Universa, do UOL, Eva Maria, de 53 anos, mãe do serial killer Lázaro Barbosa, afirmou que nunca faltou amor em casa.

“Ele era um menino bom, me acompanhava na igreja evangélica e dava flores no Dia das Mães”, descreveu Eva Maria referindo-se ao primogênito.

A mãe de Lázaro também disse gostaria de pedir perdão aos familiares das vítimas do filho. “Eu queria conversar com eles, num primeiro momento, para pedir perdão. Perdão. Só perdão”, afirmou.

Hoje, Eva vive isolada dentro de casa junto ao marido, torcendo pelo resgate do filho. Vivo. “Temo pela vida dele. Quero que ele seja preso para explicar o que aconteceu. E vou continuar ao lado dele, porque, para mim, ele nunca foi ruim, nunca levantou a mão. No Dia das Mães me dava flores. É bom marido, bom pai. Não sei por que isso está acontecendo, mas ficarei ao lado dele”, finalizou.