Fotos do movimento do Calçadão / Fotos Charles de Moura

Por: Agência Brasil

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 22.254.706, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde hoje (28). Em 24 horas, autoridades de saúde registraram 8.430 diagnósticos da doença.

O total de mortes causadas pela Covid-19 chegou a 618.705. De ontem para hoje as secretarias estaduais e municipais de Saúde confirmaram mais 171 óbitos. Ainda há 2.824 mortes em investigação, mas esses dados ainda estão passíveis de atualização. Os dados de mortes em investigação ocorrem por haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação da causa demanda exames posteriores.
Até esta quarta, 21.567.845 pessoas haviam se recuperado da doença.
Segundo o balanço fornecido pelas Secretarias Estaduais de Saúde, o estado com mais mortes por Covid-19 é São Paulo, com 155.127 registros. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro (69.435), Minas Gerais (56.623), Paraná (40.881) e Rio Grande do Sul (36.427).
Os estados com menos óbitos pela doença são Acre (1.850), Amapá (2.019), Roraima (2.078), Tocantins (3.933) e Sergipe (6.056).
Já as unidades da federação com mais casos registrados são São Paulo (4,4 milhões), Minas Gerais (2,2 milhões) e Paraná (1,5 milhões). Os estados com menos casos são Acre (88,3 mil), Amapá (126,7 mil) e Roraima (128,7 mil).

Tragédia: Sobe para 21 o número de mortos por enchentes na Bahia

Por: Correio Braziliense

 (Foto: Clewton Dias / G4TV Drones / AFP )

Foto: Clewton Dias / G4TV Drones / AFP

O número de vítimas das enchentes no estado da Bahia subiu para 21, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (28), pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec). Além disso, foram contabilizados 34.163 desabrigados, enquanto os desalojados são 42.929. Vale lembrar que a diferença entre desabrigados e desalojados está na necessidade de abrigo público. Os desalojados perderam seus imóveis, mas conseguiram se realocar em outros locais.
A 21ª primeira vítima das chuvas é um jovem de 19 anos, que tentou atravessar uma enxurrada em Ilhéus, na noite da segunda-feira (27), e acabou se afogando. É o segundo óbito registrado na cidade.
O número de afetados pelas fortes chuvas subiu para 471.786 pessoas, mas o número de feridos se manteve estável, em 358. O número de cidades em estado de emergência também aumentou. Agora são 136 cidades nesta situação.
Fenômeno de chuvas
Além disso, a Bahia enfrenta o maior acumulado de chuvas para dezembro nos últimos 32 anos. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Itamaraju (no sul da Bahia) foi o município onde mais choveu no Brasil, com 769,8mm de chuva, o que representa mais que o quíntuplo da sua climatologia de dezembro (148,0 mm).
Os dados indicaram que a climatologia da chuva entre setembro e dezembro em Itamaraju é de 499,7mm; em Ilhéus é de 434,4mm; e em Porto Seguro é de 507,7mm. Assim, nesse período, as chuvas nessas regiões estão acima da média.  

Em Pernambuco, dono de motel invade quarto e atira em cliente

Um homem de 31 anos foi baleado na noite desta terça-feira (28), dentro do quarto de um motel, na PE-218, no município de Bom Conselho, no Agreste de Pernambuco.

A vítima estava acompanhado de uma mulher, quando bateram em uma garrafa de bebida que acabou quebrando, ao ouvir o barulho o dono do motel abriu a janela de cobrança e perguntou o que estava acontecendo.

Ainda de acordo com o Portal Agreste Violento, enfurecido o elemento que estava armado com um revólver invadiu o quarto e atirou no cliente que foi alvejado de raspão.

O comerciante não quis receber o consumo e mandou o casal embora, a vítima foi socorrida para o hospital local e a Polícia Militar não conseguiu localizar e prender o dono do motel.