Site do BB permite consultar CPF dos clientes que receberão o Auxílio nesta etapa dos pagamentos.

Foto: reprodução

O Banco do Brasil (BB) iniciou nesta quinta, 9, o pagamento do Auxílio Emergencial para os clientes que já integram o Cadastro Único (CadÚnico) e mantêm conta corrente ou conta de poupança na instituição. O primeiro lote de pagamento contempla 436 mil clientes.
Os depósitos são realizados em contas de poupança vinculadas às contas correntes ou às contas de poupança já existentes na instituição, mas com variação exclusiva, a 73, criada especialmente para o recebimento desse benefício.
As novas contas de poupança com variação 73 foram criadas pelo Banco do Brasil, sem a necessidade de apresentação de documentos, e são isentas de cobrança de tarifas. Essas contas podem ser movimentadas com os cartões de débitos já em posse dos clientes para as contas correntes ou contas de poupança já existentes.
Com o uso dos cartões diretamente no comércio, não é necessário realizar o saque dos recursos, mas caso seja esta a necessidade dos clientes, a retirada pode ser realizada nos terminais de autoatendimento do BB, do Banco 24Horas ou em correspondentes bancários
O BB ainda disponibiliza diversas soluções digitais, como o aplicativo BB (smartphone) e o WhatsApp (61) 4004-0001. Por esses canais, é possível utilizar serviços como extrato, pagamento de boletos e contas, bem como transferências gratuitas para qualquer banco. Os clientes também têm à disposição a Central de Atendimento BB (0800-729-0001).
Consultas por CPF
O site www.bb.com.br/auxilio permite a pesquisa por CPF, para verificar se o benefício já foi creditado no BB. A página também oferece diversas informações sobre procedimentos para recebimentos dos recursos.
Os clientes contemplados com o crédito nesta fase dos pagamentos recebem avisos do Banco do Brasil por SMS e mensagens em extratos.
O BB recomenda expressamente que os clientes façam a pesquisa sobre a disponibilidade dos recursos no site www.bb.com.br/auxilio, antes de realizar qualquer deslocamento para utilizar ou sacar os benefícios, o que evitará aglomerações no comércio ou nas agências bancárias.
Em caso de dúvidas sobre a indisponibilidade dos recursos, os clientes devem consultar o site https://auxilio.caixa.gov.br  ou o aplicativo “Caixa Auxílio Emergencial” para verificar se fazem parte do público-alvo inicial ou para se cadastrarem. Dúvidas também podem ser esclarecidas no telefone 111.
O Banco do Brasil reafirma o compromisso de que os recursos recebidos na forma do Auxílio Emergencial não serão utilizados para amortização de saldo devedor de cheque especial, pagamento de dívidas contratadas previamente junto à instituição ou pagamento de tarifas.

Indireta: ‘Médico não abandona paciente, mas paciente pode trocar de médico’, diz Bolsonaro

Ao lado de Pedro Guimarães, Bolsonaro exibiu caixa de medicamento à base de cloroquina Foto: Reprodução (Foto: Reprodução)

Ao lado de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, Jair Bolsonaro usou sua live semanal para falar sobre o plano de auxílio que pagará três parcelas de R$ 600 aos trabalhadores informais afetados pela crise do coronavírus. Até esta quinta-feira, o programa registra 30 milhões de cadastros e já começou a pagar aos primeiros beneficiários. Foram R$ 2,1 milhões pagos a 2,5 milhões de famílias.

Mas este não foi o único tema da live. Ao defender mais uma vez o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento, o presidente afirmou que até sua mãe tomará a medicação se necessário. E completou mencionando uma expressão muito usada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que, ao reafirmar que segue como titular da pasta e à frente da condução da crise do coronavírus, diz que “médico não abandona paciente”.

— Se você está com uma certa idade e for infectado, tomaria ou não? Minha mãe está com 93 anos. Está na cara que ela vai tomar. Democraticamente, sem problema nenhum. Claro que ela vai consultar o médico. Mas o médico vai ser favorável, tenho certeza. Você vai no médico, ele te recomenda uma coisa que você sabe que não vai dar certo… Você tem todo direito de trocar de médico. Tem todo direito. Com todo respeito aos profissionais. Então repito. O médico nao abandona o paciente, mas o paciente pode trocar de médico — afirmou Bolsonaro.

Segundo o presidente, o Brasil aguarda para esta sexta-feira a chegada de uma remessa de insumos para a fabricação do medicamento pelas indústrias do país. Ele classificou como boa a relação entre o Brasil e a Índia, principal exportadora da substância.

— Alguns falam que é o remédio do Bolsonaro. Não é meu, não. Hoje tivemos a informação de que o presidente da França se encontrou com pesquisadores da hidroxicloroquina. O mundo todo está ligado. E acredito que, brevemente, será publicado um estudo emergencial dando muito força para o uso da cloroquina ao pessoal acometido da Covid-19. A Índia suspendeu a exportação do insumo para produzir hidroxicloroquina. Mas nós temos um bom relacionamento com a Índia. Precisamos de insumo de forma emergencial, e a previsão de chegada para sábado passou para amanhã. Então teremos uma sobrevida para fabricar esse “trem” aqui — afirmou o presidente, que chegou a exibir uma caixa de medicamento à base da substância.

Bolsonaro ainda contou sobre a conversa que teve com o cardiologista Roberto Kalil antes de seu pronunciamento na televisão, na noite da última quarta. Ele não poupou elogios ao médico, que admitiu ter se tratado com cloroquina, e aproveitou para criticar David Uip. O coordenador do Centro de Contingência de Coronavírus em São Paulo não negou nem confirmou ter feito uso da substância em seu tratamento. Pediu direito à privacidade.

— Um médico renomado como o doutor Kalil se medicou com aquilo e, respeitando o juramento de Hipócrates, externou que tomou a hidroxicloroquina. Diferentemente de outro, que politizou. Isso aqui não pode ser politizado. Isso aqui é vida.

Ipubi registra o segundo caso do novo coronavírus

Foto: reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde de Ipubi, no Sertão do Araripe, confirmou nesta quinta-feira (9) o 2º caso positivo para Coronavírus no município. A paciente encontra-se internada em isolamento no Hospital Português, em Recife, desde o dia 27.

A mulher está recebendo assistência necessária da equipe médica da unidade, bem como sendo monitorado pela equipe da SMS. As pessoas que tiveram contato com a paciente estão em isolamento domiciliar e sendo monitoradas, como recomenda o Ministério da Saúde.

Segundo o último boletim divulgado, o município registra também (01) caso de cura clínica e (01) caso descartado. Nas redes sociais, a Prefeitura segue reforçando a necessidade de que todos permaneçam em isolamento social e que só saiam nas ruas quando for extremamente necessário.