A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta segunda (31) foram detectados 16 casos para covid-19 em nosso município. Desses, 03 são contatos de casos positivos e 11 já estavam em investigação, aguardando resultados de exames. 
São 09 pacientes do sexo masculino (23, 31, 32, 33, 46, 46, 54, 56 e 86 anos) e 07 pacientes do sexo feminino (17, 19, 34, 41, 57, 59 e 73 anos). As mulheres são: 02 aposentadas, 01 do lar, 01 aux. administrativa, 01 agricultora, 01 manicure e 01 estudante. Já entre os homens: 02 autônomos, 01 arquiteto, 01 mecânico, 02 profissionais da saúde, 01 aposentado, 01 agricultor e 01 recepcionista. 
Entram em investigação os casos de 10 homens, com idades entre 6 e 71 anos, e os de 14 mulheres, com idades entre 16 e 99 anos.
O óbito de um homem, 47 anos, que estava em investigação, foi descartado para covid-19. 
No entanto, hoje, uma paciente do sexo feminino, 99 anos, faleceu em casa e por ter tido contato com duas pessoas com sintomas sugestivos para covid-19, a equipe resolveu colher amostra da nasofaringe para investigar o caso. 
Tivemos 43 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19. 
Hoje, 13 pacientes receberam alta após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 381 (81,5%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 78 casos estão ativos em nossa cidade. 
O município atingiu hoje a marca de 2.956 pessoas testadas. 
Semana Epidemiológica: 
Os dados da SE ainda estão sendo compilados, pois alguns resultados de exames ainda não saíram. Assim, comparando a três últimas semanas, SE 33 (74 casos), SE 34 (83 casos), SE 35 (72 casos), notamos uma diminuição no número de casos na SE 35 que terminou no último sábado. A média móvel das semanas analisadas foram: SE 33 (10,57 casos/dia), SE 34 (11,85 casos/dia) e SE 35 (10,28 casos/dia). Um outro registro importante é a estabilização no número de casos graves confirmados, nós tivemos 01 caso grave nos últimos 14 dias.

Serra Talhada confirma 80 novos casos de covid-19 e mais dois óbitos

Foto: reprodução

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 80 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 72h, totalizando 3.335 casos confirmados. São 38 pacientes do sexo masculino e 42 do sexo feminino, com idades entre 0 e 96 anos. Os novos casos foram confirmados através de 58 testes rápidos, 12 resultados de Swab e 10 exames particulares.

Foram confirmados os óbitos de dois pacientes idosos do sexo masculino. O primeiro tinha 84 anos, era morador do Vila Bela, hipertenso, diabético e faleceu em casa no dia 28 de agosto; o segundo paciente tinha 96 anos, era morador do Tancredo Neves, estava internado no Hospam e veio a óbito no dia 29 de agosto.

O número de casos suspeitos caiu para 81 e o de casos descartados subiu para 14.554.

Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.985 pacientes recuperados, 283 em tratamento domiciliar, 17 em leitos de internamento e 50 óbitos. Em relação aos profissionais de saúde  são 119 recuperados e 2 em tratamento.

O boletim epidemiológico fica com 3.335 casos confirmados, 2.985 recuperados, 300 em recuperação, 81 casos suspeitos, 14.554 descartados e 50 óbitos.

Sertão: Casos de Covid-19 em Trindade chegam a 425

Foto: reprodução

Nesta segunda-feira (31), mais quatro casos de Covid-19 foram registrados em Trindade, no Sertão Pernambucano. Com isso, o município contabiliza 425 casos, 369 curas clínicas, 13 óbitos e 43 casos ativos da doença.

De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, do total de pacientes, quatro estão recebendo assistência hospitalar. Um está no Hospital Municipal Maria Veneri de Oliveira Leite, um no Hospital Regional de Ouricuri e dois pacientes estão no Hospital Santa Maria de Araripina.

O estado de Pernambuco tem 125.539 confirmações e 7.593 óbitos pela Covid-19, de acordo com o mais recente boletim divulgado.

Arcoverde confirma cinco novos casos de Covid-19, quatro recuperados e dois óbitos

A Secretaria de Saúde de Arcoverde comunica nesta segunda-feira, 31 de agosto, que até às 18 horas, foram confirmados mais cinco (05) casos de Covid-19, além de quatro (04) curados e dois (02) óbitos no município. O boletim diário, portanto, fica com quinhentos e quatorze (514) suspeitos, dois mil duzentos e setenta e dois (2.272) descartados, mil cento e cinquenta e um (1.151) confirmados, quarenta e um (41) óbitos, e novecentos e quatro (904) recuperados.

Segundo a repartição municipal, a taxa de recuperação dos casos confirmados atualmente é de 74,25%, enquanto que a taxa de letalidade no município está em 3,52%. Estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia. Arcoverde está tendo nos resultados de testagens promovidas, o seu maior número de casos positivos ultimamente.

Vale lembrar, que dentro dos 1.151 confirmados, estão contabilizados os 41 óbitos e 904 curados. No total, a cidade tem quatro (04) pacientes em UTI e quatorze (14) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há três (03) pacientes de Arcoverde na UTI e cinco (05) na enfermaria. No Hospital de Campanha há nove (09) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um (01) paciente na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade, foram abordados 1.500 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082. 

São José do Egito registra mais 2 óbitos por covid-19

No início do mês de agosto, um senhor de 67 anos, residente no povoado Bonfim, apresentou sintomas gripais e foi orientado pela Equipe de Saúde da Família a procurar o serviço médico. Os seus filhos o levaram para Monteiro – PB, onde residem. Buscaram atendimento médico, em seguida o senhor foi transferido para Campina Grande – PB, onde veio a falecer no último dia 13. Apenas hoje, a secretaria de saúde de São José do Egito recebeu a documentação que comprova o falecimento em decorrência da covid-19.Nas últimas 24hs, 12 pacientes encerraram o tratamento e estão livres da doença. Só nessa segunda-feira (31), o Centro de Atendimento e Enfrentamento ao Covid-19 já realizou 33 testes, são 1.877 exames realizados desde o início da pandemia. Confirmamos o surgimento de 5 novos casos da doença. Atualmente, 26 pessoas que testaram positivo para o novo Coronavírus, estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhadas por nossa equipe multidisciplinar e duas estão internadas na UPA/COVID.
Na tarde de ontem (30), um senhor de 80 anos de idade, deu entrada na UPA/COVID com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), dispnéia, febre, saturação menor que 95%, tosse e desorientação. Apresentava um histórico de comorbidades, como: diabetes, hipertensão e sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). O paciente foi imediatamente atendido, internado num leito de UTI. Quando submetido ao teste de Swab ultrassensível, foi diagnosticado com a Covid-19. O paciente não resistiu e faleceu na madrugada de hoje.

 

Araripina: Após denúncia, polícia interrompe festa com aglomeração em residência

Foto: divulgação 9ª CIPM

Uma festa residencial com pelo menos 20 pessoas teve de ser interrompida por policiais militares da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) em Araripina (PE), Sertão do Araripe, na noite de ontem (30).

Além de estar desobedecendo ao decreto estadual referente às medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19), o dono da casa foi denunciado por perturbação do sossego.

Segundo o boletim policial, o proprietário estava com o som do seu carro em alto volume, perturbando a vizinhança.

Ele foi conduzido à 200ª Delegacia de Polícia Civil (DPC), juntamente com o equipamento automotivo apreendido. (Com informações do Blog do Carlos Britto)

 

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Ministério da Saúde destinado à contratação de 4.117 profissionais com níveis médio, técnico e superior. Interessados podem se candidatar até o dia 7 de setembro através do site do órgão.

Há oportunidades para as funções de anestesiologista, cancerologista, cardiologista, infectologista, enfermeiro, assistente social, biomédico, técnico em radiologia, enfermeiro perfusionista, analista administrativo, técnico em enfermagem, entre outras. A seleção não está cobrando taxa de inscrição.

Os profissionais deverão atuar em várias unidades hospitalares espalhadas pelo País. Para selecionar os candidatos, haverá uma análise de títulos na qual será realizada uma somatória de pontos de experiências e habilitações.

Ao serem efetivados, os profissionais trabalharão de 24 a 40 horas semanais e terão uma remuneração que varia de R$ 1.700 a R$ 11 mil, a depender do cargo escolhido. Confira mais detalhes sobre o processo seletivo através do edital de abertura.

Paulo Câmara mantém bares, restaurantes e academias fechados no Sertão do Araripe

Foto: reprodução

Confirmando a sequência de quedas nos indicadores de saúde, Pernambuco atingiu a estabilidade no patamar baixo da curva de contágio e óbitos provocados pela Covid-19. Cinco meses após o registro do primeiro caso da doença no Estado, mais de 70 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e das Zonas da Mata Norte e Sul migraram para a “área verde”, o que significa a chegada a Macrorregião 1 ao nível 2 de risco, fase que antecede as novas condições de normalidade no convívio social.

Com 97% dos setores econômicos já com suas atividades retomadas, o Estado valida o planejamento adotado no andamento do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19, iniciado em 1º de junho, dando a perspectiva de que a estabilidade se estenda para todo território pernambucano.

A medida permite o avanço da Macrorregião de Saúde 1 para a Etapa 8 do Plano. A partir desta segunda-feira, 31 de agosto, o Governo de Pernambuco autorizou a retomada do comércio de praia e a reabertura dos museus e espaços de exposições, sempre seguindo novos protocolos de higiene, saúde e comunicação. Além disso, os escritórios localizados nessa região já podem voltar a operar com 100% da capacidade.

Caruaru e outras 31 cidades do Agreste, por sua vez, vão para a etapa 7 do Plano. Desta forma, os serviços de alimentação e shopping centers podem ampliar seu horário de funcionamento para as 22h. Até o momento, os estabelecimentos estão funcionando das 10h às 20h (centros de compras) e das 6h às 20h (restaurantes, bares, lanchonetes, cafés e similares).

Garanhuns e outras 20 cidades que compõem seu entorno, também no Agreste, continuam na Etapa 6 do Plano de Convivência. Já estava autorizado o funcionamento de serviços de alimentação com 50% da capacidade, além de academias de ginástica, Feira e Polo de Confecções sob novos protocolos. A etapa 6 permitiu ainda a reabertura dos shoppings e comércio varejista de rua com limite de 10 metros quadrados para cada cliente.

Também não haverá avanço das regras de flexibilização, nesta próxima fase, para as seis regionais de Saúde que dividem 60 cidades do Sertão. Os municípios continuarão nas etapas em que estão atualmente, que seriam as seguintes:

VI GERES (Etapa 6) – Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manarí, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

VII GERES (Etapa 6) – Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante.

VIII GERES (Etapa 6) –Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista.

IX GERES (Etapa 4) – Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

X GERES (Etapa 6) – Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama.

XI GERES (Etapa 6) – Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

Afogados: agentes de saúde cobram responsabilidade da população

Por André Luis/Blog Nill

No Debate das Dez da Rádio Pajeú desta segunda-feira (31), os agentes de saúde, Maria Auxiliadora (coordenadora do Sindacs) de licença, Vera Lúcia (coordenadora substituta), Rogério Jesuíno de Oliveira, o Jota Oliveira e Alisson Tiago, falaram sobre as recentes críticas sofridas pela categoria com relação ao monitoramento dos pacientes positivados para a covid-19 no município.

Maria Auxiliadora, confirmou a pactuação com Ministério Público, para que os agentes comunitários de saúde, fizessem visitas em horas não marcadas e duas vezes por dia, à esses pacientes, para confirmar se estariam cumprindo com as recomendações sanitárias. Mas ela, informou que a pactuação só foi feita com os ACSs da zona urbana e não com os da zona rural.

Ela também levantou algumas questões como a de agentes que da zona rural que moram a dez quilômetros do paciente a ser monitorado e disse ser “humanamente impossível” esse monitoramento. 

“Imagina um agente sair duas vezes por dia da sua casa para ir visitar um paciente que já está orientado a ficar em casa, se tiver alguma suspeita procurar o hospital de campanha? Nosso trabalho no dia a dia está sendo assim”, explicou. 

Ela disse ainda que o agente tem outras funções: “não estamos monitorando somente as pessoas que estão com covid-19”.

Já o ACS Jota Oliveira, foi mais duro na sua cobrança. Para ele é o monitoramento é desnecessário.

“Eu acho desnecessário que todo dia eu tenho que estar na casa de um cidadão dizendo pra ele ficar em casa porque está com covid-19, será que… pelo amor de Deus, gente! Que sociedade é essa? Que ser humano é esse que precisa, de manhã e de tarde até nos meus domingos, nos meus feriados, eu ter que estar na sua residência, dizendo que precisa ficar em casa, se os meios de comunicação já dizem isso todos os dias. Quando você vai testar é orientado a ficar em casa”, questionou Jota.

Outra reclamação da classe é sobre a demora da informação chegar aos agentes se o paciente está confirmado ou não pra covid-19. 

“Eu fui à casa do cidadão dizer pra ele ficar em casa e não estava e, aí, o que eu faço? Prendo ele? Me dê uma solução. Liguei pra minha enfermeira e informei: ‘a paciente que você me disse que estava com covid-19, não está em casa’. Ela ligou pra vigilância e a resposta que eu tive foi que a mulher já estava de alta”, relatou Jota. 

“Eu tenho 268 casas, 635 pessoas para acompanhar mensalmente, e o trabalho não diminuiu não. Eu tenho que acompanhar se idoso está tomando a medicação, se gestante está fazendo pré-natal, se criança está vacinada, agora, a covid-19 sobrecarrega a gente. Jogam o problema, mas não procuram saber as nossas dificuldades”, desabafou o agente. 

Jota também reclamou da falta de condições para que agentes que tem pacientes longe possam estar fazendo as visitas. “Tem agente que não tem carro, não tem moto. Aí precisa pagar mototáxi pra ir dizer a pessoa que está doente que tem que ficar em casa”, reclamou.

O ACS Alisson, concordou com as colocações do colega Rogério e disse que a classe não pode ser responsabilizada por conta da covid-19.

“A gente não foge da nossa responsabilidade de orientar, e isso já foi dito aqui. Orientamos fazemos o nosso papel, inclusive não queremos nos esquivar da nossa responsabilidade nesse momento de pandemia, mas nos estamos fazendo um trabalho de auxiliar a Vigilância Sanitária do município, não somos os responsáveis, direto, mas orientar as pessoas, dizer que fiquem em casa, que faça o tratamento correto, que procure o centro de reabilitação quando estiver com alguns dos sintomas, isso a gente já faz todo dia”, disse Alisson.

“Sabemos que existem pessoas teimosas, que mesmo diante de um momento como esse são orientadas a ficar em casa, elas ainda vão pra rua, tem contato com outras pessoas, fazem viagens, ou seja, não somos nós que vamos mudar o estilo de vida dessas pessoas, mas a orientação está sendo feita” relatou Alisson.

Nesta terça-feira (01/09), O Ministério Público faz nova reunião com os ACSs, da zona urbana e rural, para tentar fechar a questão da pactuação do monitoramento.

 

https://www.jcnoticias.com.br/assets/uploads/files/1d7d5-recha.jpg

Um novo terremoto foi registrado em algumas cidades do Recôncavo baiano na madrugada desta segunda-feira (31). De acordo com a Defesa Civil do estado, o tremor foi sentido por volta das 3h40 da manhã por moradores dos municípios de Amargosa e São Miguel das Matas, Laje e Santo Antônio de Jesus. Não há registro de ocorrências graves ou feridos até o momento.

O fenômeno foi classificado com a magnitude 3.5 na escala Richter. Pesquisadores do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) informaram que a região do Recôncavo baiano tem histórico significativo de sismicidade, e que 9 tremores foram registrados entre 2018 e 2019. 

A região registrou no domingo (30) movimentações de terra em pelo menos 80 municípios, com magnitude de 4.6. Os relatos foram reportados na página do Centro de Sismologia da USP entre 7h e 9h. Pesquisadores informaram que o motivo do tremor está sob análise. Mais tarde, tremores mais leves foram registrados novamente.

Aderson Nascimento, coordenador do Laboratório de Sismologia (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), explicou o fenômeno e disse que episódios como este não são comuns no Brasil, o que pode afetar psicologicamente a população. No entanto, ele garantiu que o monitoramento é essencial para o acompanhamento das movimentações das placas tectônicas

Aglomerações continuam sendo flagradas na região do Pajeú

Apesar das medidas restritivas perdurarem na região, com risco inclusive de fechamento de estabelecimentos que já tiveram autorização para atuar, os órgãos de fiscalização tiveram trabalho neste fim de semana com denúncias de aglomerações em várias cidades da região. Alguns bares estavam descumprindo na sede e zona rural os protocolos de distanciamento social.

Segundo a Vigilância Sanitária e Secretaria de Saúde de Afogados da Ingazeira, uma chácara chegou a ser interditada por conta do total descumprimento das medidas de distanciamento. Estabelecimentos dessa natureza estão proibidos de funcionar. Em um vídeo nas redes sociais, uma briga é flagrada em um bar de um bairro da cidade. Uma pessoa teria sido esfaqueada.

Essa semana, ao condenar a aglomeração flagrada em um evento que deveria ser exclusivamente uma live da Chácara Vitóriah e teve flagrantes de aglomeração, o prefeito José Patriota  disse ainda que um erro não justifica outro. “O que não deve é porque fulano fez uma coisa errada eu também querer fazer”. Organizadores reconheceram em nota que o episódio não se repetirá.

Patriota mostrou preocupação justamente com a juventude e disse que o comércio em linhas gerais tem feito sua parte. “Os jovens transmitem mais adoecem também. Hoje eu não sei mais quem é de risco e quem não é”, disse. 

 

Sandrinho e Daniel Valadares na boca do povo e com a simpatia do grupo

Em Afogados da Ingazeira, segundo o que se comenta em todos os cantos é que a chapa majoritária da frente popular será composta por Alessandro Palmeira como pré-candidato a prefeito e o então Vereador Daniel Valadares como o seu Vice na chapa. 

Sandrinho já vinha sendo cotado a meses como o sucessor de Patriota mas ao decorrer do trabalho nomes foram sendo cotados tanto a sucessão como também a vice, chegando até o momento os nomes mais citados e que segundo se fala, já caiu na boca do povo. 
Hoje Daniel já conquistou a simpatia da maioria dos vereadores e dos partidos da Frente Popular ao seu favor, há o que se falar nessa eleição de 2020, pois contará com os maiores nomes da política Afogadense apoiando a chapa, o atual e duas vezes prefeito, presidente da AMUPE José Patriota e o seu aliado o Ex prefeito Totonho Valadares que foi por 3 vezes prefeito do município e outras várias lideranças no mesmo palanque, vamos aguardar os próximos capítulos dessa história.
Romero Mais PAJEÚ