Monthly Archives: julho 2021

Rio de Janeiro – Pouso e decolagem no aeroporto Santos Dumont.

O novo procedimento foi regulamentado neste ano pela Corregedoria Nacional de Justiça e implementado pelo Colégio Notarial do Brasil, que congrega mais de 9 mil cartórios espalhados pelo país.
Até agora, para que um menor de 16 anos pudesse viajar desacompanhado era necessário preencher um formulário em papel, que deveria ser assinado e ter firma reconhecida em cartório, para depois poder ser apresentado às empresas de transportes.
Agora, a Autorização Eletrônica de Viagem (AEV) permite realizar o procedimento inteiramente online, por meio da plataforma e-Notariado, que dispensa o comparecimento ao cartório para diversos serviços.
Na plataforma, os pais poderão realizar uma videoconferência com o notário, que após confirmar a autorização para a viagem, por prazo ou por trecho apontado. Um QR Code para verificação será então emitido e poderá ser apresentado nos guichês das companhias aéreas pelo celular ou impresso em papel.
Por essa via, a autorização poderá ser cancelada a qualquer momento pelos pais ou responsáveis, e o QR Code deixa de funcionar.
Nesse primeiro momento, a opção pela Autorização Eletrônica de Viagem (AEV) é disponibilizada apenas para as viagens aéreas nacionais. A previsão, contudo, é que a facilidade seja ampliada para voos internacionais e meios rodoviários e hidroviários, embora ainda não haja prazo para a expansão.
Desde 2011 a autorização de viagem para menores pode ser feita extrajudicialmente, diretamente nos cartórios, após uma regulamentação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Nos casos mais complexos, com conflito entre os pais, por exemplo, pode ser necessário uma decisão judicial para permitir o embarque.

A manifestação em defesa do voto impresso organizada por apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido) e uma série de protestos da oposição ao presidente —à esquerda e à direita— nas próximas semanas confirmam a retomada das ruas em uma fase de arrefecimento da pandemia.

Eletrizados pela live desta quinta-feira (29) em que Bolsonaro fez seu principal ataque ao sistema de votação brasileiro e repetiu com alarde teorias já desmentidas sobre as urnas eletrônicas, bolsonaristas reforçaram o chamado para atos nacionais no domingo (1º) em defesa da bandeira.

Também nesta sexta-feira (30), a Campanha Nacional Fora Bolsonaro —núcleo de movimentos sociais, partidos e centrais sindicais responsável por quatro mobilizações pelo impeachment em 57 dias, entre maio e o sábado passado (24)— anunciou novas datas de manifestações em agosto e setembro.

Após um refluxo na adesão às marchas capitaneadas por setores da esquerda, líderes decidiram em reunião nesta sexta pulverizar as atividades. O retorno às ruas será em 18 de agosto, data para a qual já estava agendada uma paralisação nacional de servidores públicos.

Uma nova convocação nos moldes das que vêm ocorrendo, com passeatas no Brasil e no exterior, foi programada para 7 de setembro e será preparada em conjunto com o Grito dos Excluídos, tradicional levante promovido no feriado da Independência por alas da Igreja Católica.

Segundo comunicado divulgado pela campanha, também estão previstos atos pontuais ao longo de agosto contra o governo e o presidente, aproveitando datas como o Dia do Estudante (11). O objetivo da estratégia, afirmam os articuladores, é ampliar o alcance das mobilizações.

Antes rachada sobre a realização de protestos de rua em plena pandemia de Covid-19, a esquerda decidiu em maio disputar espaço com grupos bolsonaristas, que mantiveram a realização de atos favoráveis ao governo (inclusive com a presença do presidente) mesmo no auge da crise sanitária.

A oposição, no entanto, colocou como meta se diferenciar com a recomendação expressa de uso de máscara para evitar a disseminação do vírus e pedidos de distanciamento social e uso de álcool em gel como forma de atenuar o risco de contágio. A orientação, de modo geral, foi seguida.

Embora o número de mortes pela doença no Brasil já passe de 554 mil e o país tenha completado 190 dias seguidos de média móvel de óbitos acima de 1.000, sinais de que o problema começa a ser controlado se tornam mais evidentes à medida que avança, ainda que lentamente, a vacinação.

Os atos deste domingo em defesa da adoção do voto impresso são convocados por movimentos conservadores que dão suporte a Bolsonaro e por parlamentares da base de apoio do governo, com o endosso dos filhos do presidente, entre eles o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Estão previstas manifestações nas principais capitais e em cidades grandes e médias de vários estados. Em São Paulo, a concentração será na avenida Paulista, às 14h. O protesto no Rio de Janeiro está marcado para as 10h, em Copacabana, e em Brasília será às 9h, no Museu da República.

Após três anos denunciando supostas fraudes nas eleições brasileiras, Bolsonaro realizou uma transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta para apresentar o que ele chamava de provas das suas alegações, mas só exibiu teorias que circulam há anos na internet e que já foram desmentidas.

Apesar de terem sido tratadas com descrédito pela maior parte dos universos político e jurídico, as declarações do presidente serviram para insuflar a mobilização de seus simpatizantes mais fiéis, que ecoam suposições de manipulação e antecipam o roteiro de uma revolta caso ele perca as eleições.

Pré-candidato para 2022, Bolsonaro está em seu pior momento de popularidade —é reprovado por 51% dos brasileiros, o maior índice desde que assumiu o Planalto, segundo o Datafolha— e vê o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderando com vantagem as pesquisas de intenção de voto.

Em outra frente de pressão, setores à direita que estão na oposição ao atual titular do Executivo anunciaram para 12 de setembro uma manifestação nacional contra ele, puxada pelos movimentos MBL (Movimento Brasil Livre) e VPR (Vem Pra Rua) e por líderes de partidos como Novo e PSL.

A convocação, que acentuou a tendência de divisão das ruas, ocorreu após o fracasso em tentativas de convencer integrantes do MBL e do VPR, que tiveram papel relevante nas passeatas pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT), a aderirem às mobilizações que já vinham sendo feitas pela esquerda.

Foi decisiva para o racha a avaliação de setores dos dois movimentos de que os protestos tinham se convertido em eventos de apoio à pré-candidatura de Lula e incluíam também bandeiras com as quais discordam, como o enfrentamento à agenda liberal do ministro Paulo Guedes (Economia).

Partidos como PT, PSOL e PC do B e organizações como MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e CUT (Central Única dos Trabalhadores) estão na linha de frente das marchas iniciadas em maio.

Os sinais de cansaço dos manifestantes, materializados na menor presença de público em parte dos atos no sábado passado, obrigaram os articuladores a rever o planejamento de datas e estratégias para tentar interromper o esvaziamento da mobilização.

Apesar da redução no número de participantes em algumas das cidades, porta-vozes comemoraram o recorde de 509 atos no total, que, segundo o balanço oficial, reuniram 600 mil pessoas.

A perda de tração foi atribuída a fatores como a estagnação da pauta do impeachment, com a declarada oposição do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ao andamento de algum dos mais de cem pedidos de destituição do mandatário que foram protocolados na Casa.

Além disso, Bolsonaro reforçou sua base parlamentar com a escolha de Ciro Nogueira (PP-PI), um dos líderes do centrão, para a Casa Civil, reduzindo as chances de que um eventual processo de deposição tenha votos suficientes para ser aprovado.

Outra questão considerada foi o período de recesso da CPI da Covid no Senado, que esfriou o noticiário sobre a atuação do presidente na crise sanitária e as suspeitas de corrupção na aquisição de vacinas.

Em nota divulgada nesta sexta, a Campanha Nacional Fora Bolsonaro disse que os organizadores “fizeram avaliação positiva das manifestações” de sábado e que a luta “prossegue até que se alcance o fim desse governo criminoso que destrói a vida, a economia e a nação”.

“Voltaremos às ruas no dia 18 de agosto, juntamente com os servidores públicos de todo o país, para dialogar com a população e chamar atenção para responsabilidade de Bolsonaro pela destruição de serviços públicos, privatização de estatais essenciais e lucrativas e pelo desemprego, aumento geral dos preços e da fome.”

Para essa data está prevista, segundo o fórum das maiores centrais sindicais do país, uma greve geral de servidores contra a reforma administrativa defendida pelo governo federal.

A Campanha Fora Bolsonaro também prevê protestos pontuais contra Bolsonaro em 5, 11 e 28 de agosto. Sobre o 7 de setembro, o comunicado informa que a ideia é trabalhar pela convergência com o Grito do Excluídos, no intuito de construir “um grande dia de mobilização nacional e unitário”.

“Assumimos o compromisso ainda de diversificar as ações e formas de luta da campanha, buscando especial aproximação com os ativistas da cultura, com a religiosidade progressista e com a luta dos povos indígenas”, afirma a nota.

Poucos países assumiram novos compromissos sobre clima, alerta ONU

 (Foto: Monika Graff/AFP)

Apenas pouco mais da metade dos Estados apresentou seus novos compromissos em matéria de clima – disse com preocupação a responsável na ONU pelas questões climáticas, a mexicana Patricia Espinosa, que também pediu que se “reforce” a ambição dos planos apresentados.
Em virtude do Acordo de Paris de 2015 – que tem como meta manter o aquecimento “muito abaixo” de +2ºC e, se possível, de 1,5ºC em comparação com a era pré-industrial – cada um dos quase 200 signatários deveria apresentar, até o final de 2020, uma versão revisada dos seus compromissos assumidos na luta contra as mudanças climáticas. Estes compromissos foram intitulados “contribuição determinada em nível nacional” (CDN).
Em função da pandemia da covid-19 e do adiamento de um ano da Conferência sobre o Clima COP26, em Glasgow, que será em novembro de 2021, muitos governos disseram que não vão cumprir o prazo.
A ONU havia fixado um novo prazo – até 30 de julho – de modo que os compromissos pudessem ser levados em consideração na avaliação global que será publicada antes da COP26. A conferência é considerada uma reunião crucial para o futuro do planeta.
Até sexta-feira (30), porém, apenas 110 países haviam apresentado seus compromissos revisados.
Trata-se de um “avanço positivo” em relação a janeiro, mas “o novo balanço ainda está longe de ser satisfatório, já que apenas um pouco mais da metade das Partes (58%) cumpriu o prazo de corte”.
“O nível de ambição refletido nestes planos de ação nacional sobre o clima também deve ser reforçado”, insistiu Espinosa.
“Espero, sinceramente, que a nova revisão dos esforços coletivos revele um panorama mais positiva”, completou.
“As recentes ondas de calor extremo, as secas e as inundações que estamos vendo em todo mundo são uma terrível advertência de que temos que fazer muito mais e muito mais rápido para mudar a trajetória atual”, insistiu ela.
O relatório de fevereiro estimou que o impacto combinado das novas contribuições representará menos de 1% de redução das emissões de gases causadores do efeito estufa até 2030 (em comparação com 2010). Isso é muito longe dos 45% necessários para se manter abaixo de 1,5ºC, conforme especialistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU (ou IPCC, na sigla em inglês).
A lista de países que apresentaram novas metas inclui os Estados Unidos, que retornaram para o Acordo de Paris logo que o presidente Joe Biden chegou à Casa Branca, e o Canadá. China, que se comprometeu com a neutralidade do carbono até 2060, ainda não entregou a sua, Índia e África do Sul, também não.

 

Na manhã de ontem dia (30), uma notícia triste que abalou o bairro do Alto do Céu, na periferia da cidade de Sertânia, no Sertão pernambucano, a morte da criança de 9 meses vítima de um choque elétrico e o mais impressionante e lamentável é que no dia 13 de fevereiro deste ano de 2021, esta mãe, que agora perdeu este filho, viu um outro filho ser encontrado morto também naquele bairro, e que segundo a perícia a mesma faleceu devido a um atropelamento. Não se sabe a autoria.

Segundo informações colhidas pelo Tribuna do Moxotó, a criança engatinhando pela casa quando pegou num fio desencapado de uma extensão dentro de casa e levou uma descarga elétrica e veio a óbito.

A criança foi levada já sem vida para a unidade hospitalar de Sertânia e que as informações que chegaram é que a mesma foi vítima dessa tal descarga elétrica dentro de casa.

Seu corpo foi encaminhado para o IML da cidade de Caruaru para a perícia tanatoscópica.

O Governo de Pernambuco publicou, nesta sexta-feira (30), o decreto que oficializa mais um avanço de fase do Plano de Convivência com a Covid-19 no  Estado. As informações são do JC Online.

As novas flexibilizações adotadas nas atividades econômicas e sociais foram anunciadas na quarta-feira (28) em coletiva de imprensa online realizada no Palácio do Campo das Princesas, na área central do Recife.

Com o decreto assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB) publicado, a partir da próxima segunda-feira (2), estabelecimentos de todas as regiões do Estado poderão alcançar um novo patamar de flexibilizações, graças à queda dos indicadores epidemiológicos e assistenciais, como o registro, nessa quinta (29), da menor média móvel de casos de covid-19 desde novembro de 2020 pelo 2º dia consecutivo.

Com as novas regras, bares, restaurantes e demais serviços de alimentação vão poder funcionar das 5h até meia-noite, todos os dias da semana. As atividades esportivas coletivas e individuais e os clubes sociais também seguirão esse novo limite de horário. 

Já os eventos corporativos, que continuam com permissão de funcionamento até às 23h, poderão ser realizados para um público de até 200 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor.

Segundo a secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, as colações de grau, aulas da saudade, cultos ecumênicos, cinemas, teatro e circus também poderão funcionar até a meia-noite, durante todos os dias, a partir da próxima semana.

Comportamento preventivo

Durante a coletiva, Ana Paula aproveitou para pedir mais conscientização da sociedade, neste momento de flexibilizações das atividades econômicas, e respeito dos frequentadores aos protocolos de saúde. 

“Por conta de relatos sobre casos de desrespeito aos protocolos nos bares e restaurantes, principalmente após a liberação da música ao vivo, faço um pedido para que todos se conscientizem, pois ainda não vencemos a guerra e os números da pandemia podem voltar a piorar”, afirmou a secretária-executiva, reforçando que, apesar das medidas de flexibilização, os cuidados devem ser mantidos.

O secretário de Saúde, André Longo, complementou o aviso sobre a necessidade de a sociedade não deixar de lado um comportamento preventivo. 

“Apesar de estarmos dando passos à frente, os indicadores positivos ainda não nos permitem abdicar do cuidado. Esses indicadores são frutos de um esforço muito grande de toda a sociedade, que não podemos colocar em risco. Por isso, o uso correto da máscara, o distanciamento físico e os protocolos setoriais são o caminho para continuarmos avançando rumo a uma normalidade possível”, disse.

Imunização

Sobre a vacinação, foi feito um chamado à população sobre a importância de finalização do esquema vacinal contra a covid-19. “Com a primeira dose, nosso sistema de defesa começa a produzir os anticorpos, mas é na segunda dose que a resposta imunológica acontece de forma mais intensa, aumentando a eficácia e a tornando mais duradoura. Assim, as pessoas que não completam o esquema vacinal correm maior risco de contágio e, principalmente, de agravamento do quadro”, ressaltou Longo.

Nos últimos dois dias, Pernambuco recebeu a maior remessa de imunizantes em uma única semana. Do total de 506.470 doses, cerca de 73% (mais de 369 mil) são destinadas exclusivamente para as segundas aplicações.

Veja as novas regras

Academias – 50% da utilização dos aparelhos de cardio | Horário das 5h às 23h nos dias de semana e das 5h às 22h nos finais de semana e feriados;

Atividades esportivas coletivas e individuais – Horário até a meia-noite | 100 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor;

Jogos de futebol profissional em estádios – sem público; 

Bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência –  50% da capacidade do local | Horário até a meia-noite | Música ao vivo, com restrição de até três músicos e sem dancing;

Shoppings centers e galerias comerciais – 1 cliente a cada 5m² para área interna das lojas e 1 cliente a cada 10m² nas áreas de circulação | Horário até 22h todos os dias | Bares e restaurantes dos shoppings podem funcionar até a meia-noite;

Clubes sociais – Horário até a meia-noite | Proibido saunas;

Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico – 300 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor | Horário até a meia-noite | Proibido alimentos, bebidas e música ao vivo;

Cinema, teatro e circo – 300 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor | Horário até ameia-noite; 

Museus e demais equipamentos culturais – 1 visitante a cada 20m² nas áreas expositivas internas e 1 visitante a cada 10m² nas áreas expositivas externas | Horário de 9h às 22h todos os dias; 

Eventos corporativos – 200 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor | Proibido música ao vivo | Horário até as 23h todos os dias; 

Eventos culturais – Permanecem vedados.

Blog: O Povo com a Notícia

Dos 92 municípios do estado do Rio, 24 estão há duas semanas sem registrar mortes por Covid-19. O levantamento é de técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta sexta-feira (30). A análise levou em consideração dados das semanas epidemiológicas 27 e 28, período de 4 a 17 de julho.

As cidades sem óbitos provocados pela doença são: Aperibé, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cambuci, Cantagalo, Cardoso Moreira, Carmo, Comendador Levy Gasparian, Cordeiro, Duas Barras, Italva, Itaocara, Laje do Muriaé, Macuco, Miguel Pereira, Paracambi, Paty do Alferes, Rio das Flores, Santa Maria Madalena, São José de Ubá, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Trajano de Moraes e Varre-Sai.
O secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe disse que é importante destacar que essa análise não pode ser feita com semanas tão próximas. “É preciso respeitar 15 dias, ao menos, para que as informações estejam mais consolidadas. O resultado é consequência da vacinação no estado do Rio de Janeiro, que já atingiu mais de 50% de toda população fluminense adulta com ao menos uma dose da vacina”, avaliou.
A secretaria informou ainda que muitos casos são notificados após a data do óbito. Por essa razão, desde o início da pandemia, recomenda-se que a análise das informações seja feita pela data de ocorrência da morte; e não pela data de notificação ou confirmação.

O ministro disse que a Pnad está atrasada, ao usar entrevistas por telefone para calcular a taxa de desemprego, enquanto o Caged trabalha com dados oficiais das empresas.

blogmarcosmontinelly
Guedes defendeu que os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do governo federal mostram que o Brasil está criando empregos “muito rapidamente”. (Foto: Reprodução)

 O ministro Paulo Guedes (Economia) questionou a metodologia da pesquisa de emprego do IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística), que mostrou nesta sexta (30) a taxa de desemprego de 14,6% no trimestre encerrado em maio.

Guedes defendeu que os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do governo federal mostram que o Brasil está criando empregos “muito rapidamente”.

O Caged retrata apenas o mercado de trabalho formal, ou seja, empregos com carteira assinada. Já o IBGE, por meio da Pnad, abrange também o setor informal da economia.

“Estamos gerando praticamente 1 milhão de empregos a cada três meses e meio”, afirmou, em entrevista após evento na sede do Ministério da Economia no Rio de Janeiro.

O ministro disse que a Pnad está atrasada, ao usar entrevistas por telefone para calcular a taxa de desemprego, enquanto o Caged trabalha com dados oficiais das empresas.

“Vamos ter que rever, acelerar os procedimentos do IBGE, porque o IBGE ainda está na idade da pedra lascada”, afirmou o ministro.

O IBGE começou a adotar pesquisas por telefone durante a pandemia. No entanto, o instituto afirma que está retonando gradualmente a fazer entrevistas presenciais. No momento, os dois modos são utilizados, sendo que as entrevistas telefônicas ainda predominam.

Questionado pelo jornal Folha de S.Paulo sobre os comentários do ministro, o instituto não respondeu até a publicação da reportagem.

Guedes frisou que o Caged mostrou a geração de 309 mil empregos em junho. “Desde o início do ano, já criamos 1,5 milhão de empregos. Desde a pandemia, que cortou 1milhão de empregos, já criamos 2,5 milhões.”

Especialistas, no entanto, questionam os dados divulgados pelo Caged. Desde janeiro do ano passado, houve uma mudança na metodologia da pesquisa, que passou a ser alimentada por informações provenientes do eSocial, sistema de escrituração que unificou diversas obrigações dos empregadores.

Além de reunir mais informações na mesma base de dados, o novo Caged tornou obrigatório informar a admissão e demissão de empregados temporários. Antes, essa comunicação era facultativa.

Ao comparar um mesmo período (abril a dezembro de 2019) usando a série antiga e a nova do Caged, o pesquisador Bruno Ottoni, do iDados e do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), encontrou uma diferença de 74% entre os resultados — ou seja, pela nova metodologia, o saldo de vagas observado foi muito maior.

A discrepância entre os dados observados nas duas pesquisas levou o Itaú Unibanco a criar um indicador próprio sobre mercado de trabalho. Na visão de Luka Barbosa, economista da instituição, tanto o Caged e a Pnad estariam descalibrados — o primeiro, mostrando uma recuperação muito forte, enquanto a segunda vai no sentido contrário.

Em relação ao Caged, o banco identificou uma diferença acumulada de 304 mil postos de trabalho a mais entre abril e dezembro de 2019 após as mudanças metodológicas adotadas pelo governo, em comparação com o formato anterior da pesquisa.

Já em relação à Pnad, o Idat-Emprego — como o indicador do Itaú foi batizado — indicou uma taxa de desemprego para o trimestre encerrado em fevereiro de 14,2%, menor do que a observada na pesquisa do IBGE, de 14,5%.

No evento desta sexta, o ministro da Economia confirmou ainda que há espaço no orçamento para acomodar o aumento no valor do programa Bolsa Família, como havia afirmado na quinta (29) o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt.

O governo quer elevar o benefício para R$ 300, o que demandaria cerca de R$ 25 bilhões a R$ 30 bilhões, nos cálculos de Guedes. “Nosso orçamento está preparado para acomodar essa despesa”, afimou. Ele frisou, porém, que o surgimento de eventuais despesas extraordinárias poderiam atrapalhar os planos.

O ministro diz que o governo vem mapeando propostas de criação de despesas por outros poderes para tentar derrubá-las, mas evitou apontar quais seriam essas propostas e de onde viriam. “Há fumaça no ar, mas prefiro não comentar”, disse.

Guedes esteve no Rio para participar do lançamento de um aplicativo para facilitar a compra de domínio de áreas da União por proprietários de imóveis nessas áreas, processo conhecido como remição de foro.

O programa é parte de um esforço do governo Jair Bolsonaro (sem partido) para vender ativos imobiliários da União. No caso da remição de foro, o governo não vende o imóvel, mas o domínio sobre o terreno.

Ao adquirir o domínio, o proprietário deixa de pagar taxas anuais pelo uso, conhecidas como foro, e o laudêmio, taxa de 5% cobrada sobre a transferência do imóvel.

O objetivo do aplicativo é agilizar o processo de compra do domínio, que hoje depende de um processo de avaliação do imóvel. O serviço começará com 4.137 imóveis da Avenida Atlântica, em Copacabana e no Leme, zona sul do Rio, mas será estendido para todo o país.

O ministério diz que há 241,816 imóveis elegíveis à remição de foro. Os recursos da venda de domínios, diz, serão destinados a impulsionar políticas públicas e reduzir a dívida do Estado.

Também foram registrados 40.128 casos da doença. Com os dados desta sexta, país chegou a 19.879.037 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o começo da pandemia.

Já a média móvel de casos agora é de 35.538 infecções por dia, queda 9% em relação ao dado de duas semanas atrás. (Foto: Reprodução)

— O Brasil registrou 886 mortes por Covid, nesta sexta-feira (30), e chegou a 555.512 óbitos desde o início da pandemia. O país chegou a uma média móvel de mortes de 1.013, menor valor desde 8 de fevereiro, quando havia 1.015 mortes por dia.

Também foram registrados 40.128 casos da doença. Com os dados desta sexta, país chegou a 19.879.037 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o começo da pandemia.

Apesar de estar menor, a média móvel de óbitos completou 191 dias seguidos acima de 1.000 mortes por dia.

Já a média móvel de casos agora é de 35.538 infecções por dia, queda 9% em relação ao dado de duas semanas atrás.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. Ela é calculada pela soma do número de mortes dos últimos sete dias e a divisão do resultado por sete.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Com a vitória, a equipe brasileira se classificou para as oitavas de final em primeiro lugar do Grupo E do torneio masculino de vôlei de praia das Olimpíadas de Tóquio.

O primeiro set foi disputado, mas os brasileiros cometeram dois erros no final, dando vitória à dupla polonesa em 22 minutos. (Foto: Reprodução)

 Os brasileros Evandro e Bruno Schmidt venceram os poloneses Michal Bryl e Grzegorz Fijalek por 2 sets a 1 (parciais de 19/21, 21/14 e 17/15). Com a vitória, a equipe brasileira se classificou para as oitavas de final em primeiro lugar do Grupo E do torneio masculino de vôlei de praia das Olimpíadas de Tóquio.

O primeiro set foi disputado, mas os brasileiros cometeram dois erros no final, dando vitória à dupla polonesa em 22 minutos.

No set seguinte, Evandro/Bruno Schmidt impuseram seu melhor jogo, conquistando uma vantagem confortável de 15 a 6. Evandro se destacava tanto no ataque como no bloqueio. E com uma largadinha dele, o Brasil fechou.

No tie-break, as equipes mantiveram o equilíbrio até os poloneses abrirem dois pontos (12 a 10). Mas o Brasil conseguiu empatar. E, num ataque de Bruno, conseguiu fechar.

“É importante você passar por dificuldades, botar o time à prova na primeira fase.

Tenho certeza de que ter virado o tie-break foi reflexo do nosso início [de competição]”, afirmou Bruno Schmidt, em entrevista à TV Globo.

As oitavas de final do vôlei de praia começam neste sábado, às 21h (de Brasília).

Bolsonaro diz que auxílio emergencial pode continuar em 2022

 (Foto: Miguel Schincariol/AFP)
O presidente Jair Bolsonaro não descarta a possibilidade de que o governo federal estenda o pagamento do auxílio emergencial para 2022. De acordo com o chefe do Executivo, se a pandemia da Covid-19 não arrefecer, o benefício será estendido novamente, assim como aconteceu neste ano.
“Somente no ano passado, nós gastamos em torno de R$ 300 bilhões com o auxílio emergencial. Isso equivale a mais de 10 anos de Bolsa Família. Neste ano, demos mais quatro meses de auxílio. A gente espera que, com o término da vacina, com a questão da pandemia sendo dissipada, não seja mais preciso isso. Mas, se porventura continuar, nós manteremos o auxílio emergencial”, disse o presidente nnesta sexta-feira (30/7), em entrevista à Rádio Rock, de São Paulo.
Bolsonaro destacou, contudo, que o governo vai intensificar o planejamento para turbinar o Bolsa Família. O plano é aumentar o valor médio do benefício de R$ 192 para R$ 300 e ampliar a quantidade de pessoas atendidas para 17 milhões.
“A economia está voltando agora. Em junho, houve a criação de mais 309 mil empregos. A economia formal está indo bem, mas a informal ainda não. Mas a questão do auxílio emergencial e do Bolsa Família temos que, realmente, pensar nisso. Gastar dinheiro nisso ou se endividar, que é a palavra mais correta, para atender aos mais necessitados até que a economia volte a sua normalidade”, destacou.
Ritmo de vacinação
Na entrevista, Bolsonaro disse que o Brasil “está indo muito bem” na imunização contra o novo coronavírus. Ele ainda corroborou a estimativa do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de que todos os brasileiros que quiserem ser vacinados estarão totalmente imunizados até novembro.
“Tirando os países que produzem as vacinas, o Brasil é o melhor de todos. A nossa programação foi bem feita e está sendo executada, e grande parte das empresas tem honrado esse contrato de entregá-las na época acertada”, observou.
Questionado sobre a possibilidade de uma nova campanha de vacinação contra a Covid-19 ser necessária para o ano que vem, o presidente comentou que isso deve acontecer. “Não se tem certeza de qual é a validade da vacina. Em média, é um ano. Nós achamos que esse vírus não vai nos deixar”, reconheceu Bolsonaro.
Ele destacou que o governo trabalha para disponibilizar mais imunizantes à população, dentre eles a vacina que está em desenvolvimento pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, a partir de dezembro.
“Assinamos também um contrato de transferência de tecnologia com a AstraZeneca, e nas próximas semanas, além do IFA, nós poderemos fabricar a vacina da AstraZeneca no Brasil. Isso diminui bastante o custo para nós, que é um custo altíssimo”, completou.

Câmeras de segurança mostram o exato momento em que o cabo da Polícia Militar, Manoel Messias Paulino dos Santos, 44 anos, foi assassinado, no município de Malta, no Sertão da Paraíba, na madrugada de quinta-feira (29). Ele estava de folga quando foi morto a tiros, em um quiosque, às margens da BR-230. Um dos suspeitos foi morto em um confronto com a polícia. 

As imagens das câmeras flagram o momento em que um homem chega no quiosque em que o policial militar estava. Poucos minutos, o cabo entra em luta corporal com o homem que chegou no local. O policial após alguns minutos consegue imobilizar o homem. No entanto, do lado direito da via urbana chegam duas mulheres em uma moto e corre para ajudar. Ao mesmo tempo, um homem que chegou em outra moto e dá três tiros. Mesmo sem reação, o homem que atirou volta e dispara outro tiro. Todos fogem. Alguns minutos depois chega um policial militar em uma viatura. 

O homem apontado pela Polícia Militar como o autor do crime foi morto ainda na madrugada de ontem, em confronto com policiais na cidade de Malta,  Na operação para prender os acusados, o autor dos disparos, que tinha 28 anos e três processos criminais, acabou morrendo no confronto. Duas armas foram apreendidas. Além dele, duas mulheres foram identificadas por participação no crime e presas. Um terceiro homem está foragido. A motivação do crime ainda está sendo investigada. 

ClickPB.

Agência do Banco do Brasil no Centro do Recife — Foto: Everaldo Silva/TV Globo

Banco do Brasil prorrogou, até o dia 7 de agosto, as inscrições para o concurso público com 4.480 vagas de nível médio, sendo 76 delas em Pernambuco. No estado, 41 oportunidades são para contratação imediata e outras 35 são para a formação de cadastro de reserva.

A inscrição pode ser feita pela internet e a taxa custa R$ 38. O edital do certame foi publicado no site da Fundação Cesgranrio, responsável pela seleção. Em Pernambuco, todas as vagas são para o cargo de escriturário, que recebe os nomes de agente comercial e agente de tecnologia.

No estado, as vagas foram disponibilizadas em diversos municípios, mas as provas podem ser realizadas no Recife; em Caruaru, no Agreste; e em Petrolina, no Sertão. Do total de oportunidades, 5% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% para pretos ou pardos.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. O banco oferece ainda auxílio-alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente, concede cesta-alimentação no valor mensal de R$ 654,87.

Durante o discurso do presidente Jair Bolsonaro na noite desta quinta-feira (29), em que admitiu não ter provas — somente indícios — de fraudes eleitorais, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) usou a estratégia de checar os fatos junto a uma agência e divulgou em tempo real as mentiras e inconsistências apontas na live.

O Planalto convocou a live com a promessa de que seriam apresentadas as evidências a respeito da fraude no sistema de voto em urnas eletrônicas, que é amplamente criticado tanto pelo presidente quanto apoiadores e se tornou uma das suas bandeiras nos últimos meses. A transmissão ao vivo, contudo, terminou com o presidente admitindo não ter “provas” sobre as suas alegações. 

O TSE desmentiu a afirmação do presidente de que a apuração dos votos seria feita em uma sala escura e reiterou que o processo é feito de forma aberta, na sede do órgão em Brasília. O resultado é impresso e fica disponível em cada seção eleitoral do país.

“Ao chegarem ao TSE, a integridade e autenticidade dos dados são verificados e se inicia a totalização (isto é, a soma) dos resultados de cada uma das urnas eletrônicas, por supercomputador localizado fisicamente no tribunal. O resultado final divulgado pelo Tribunal sempre correspondeu à soma dos votos de cada um dos boletins de urna impressos em cada seção eleitoral do país”, declarou.

Bolsonaro também disse que o voto eletrônico só é utilizado em três países, incluindo o Brasil: Bangladesh e Butão pequenos da Ásia. Mas a informação é falsa, como apontou o TSE. De acordo com International Institute for Democracy and Electoral Assistance (Idea), 23 países usam o sistema em algum nível, incluindo nações como Estados Unidos, Canadá, França, Espanha e Austrália.

 

 

Em live, Bolsonaro não apresenta provas de fraudes eleitorais

 

 

O presidente Jair Bolsonaro não apresentou provas de fraudes eleitorais como havia prometido. Durante live em redes sociais nesta quinta-feira (29), que durou quase duas horas, ele voltou a criticar o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro Luís Roberto Barroso, e mostrou vídeos que circularam por WhatsApp e pela internet como indícios de fraude eleitoral nas eleições de 2014 e de 2018.

As supostas fraudes, que já haviam sido desmentidas, foram rebatidas pelo TSE por meio do Twitter durante a transmissão. O presidente estava acompanhado de, segundo ele, um analista de inteligência convidado para participar da transmissão, que iria mostrar indícios de irregularidades. Seu nome é Eduardo Gomes, assessor da Casa Civil.

Em alguns vídeos, eleitores alegaram que votaram no número 17 e o candidato não aparecia na urna eletrônica. A suposta fraude já foi desmentida em diversas oportunidades. Em outro vídeo, um suposto desenvolvedor de sistemas identificado como Jeferson mostra uma possível alteração do código-fonte da urna. Para provar a fraude, o desenvolvedor faz os testes em um simulador, não na própria urna eletrônica.

Ferocidade

O presidente disse ser uma mentira afirmar que a implantação do sistema de voto impresso é um retrocesso. “Por que a ferocidade do presidente do TSE em não querer discutir, falar sobre uma contagem pública de votos?”, disse Bolsonaro. “Aonde quer chegar esse homem que preside o TSE? Quer a inquietação do povo, que movimentos surjam no futuro que não condizem com a democracia?”, acrescentou.

O presidente acusou também o ministro de interferir no Legislativo. Bolsonaro tem defendido fortemente que seja aprovada a adoção do voto impresso para as urnas eletrônicas com o objetivo de, segundo ele, garantir que as eleições de 2022 não sejam fraudadas.

“O que eu quero é democracia. Tantos me acusam de ser ditador, tantos me acusam de ser violento. Não somos uma república de bananas, tem alguns bananas nela. Quem quer a instabilidade de uma nação poderosa como a nossa? Somos um país forte. Não podemos aceitar na mão grande, no poder da força de alguns, alguém assumir o timão desse país e levá-lo para o caos, como assistimos na América do Sul”, disse aos gritos.

Por fim, Bolsonaro admitiu que não tem provas, apenas “indícios”. “Não temos provas, deixar bem claro, mas indícios que, eleições para senadores e deputados, podem acontecer a mesma coisa. Por que não?”, disse. “Não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas, são indícios. Um crime se desvenda com vários indícios.”

Apesar das afirmações do presidente, não há relatos de fraudes envolvendo as urnas eletrônicas e o TSE garante que o sistema é seguro e tem diversas formas de auditoria. (Via: Estadão)

 

 

FPM: saiba quanto seu município vai receber nesta sexta-feira

Foto: Agência Brasil

Os cofres municipais vão receber, nesta sexta-feira (30), cerca de R$ 3,3 bilhões referentes à terceira parcela de julho do Fundo de Participação dos Municípios, o FPM. De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o Fundo é a principal receita de grande parte das cidades.

Com o desconto dos 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o repasse da União às prefeituras gira em torno de R$ 2,64 bilhões.

Aracaju, por exemplo, vai receber em torno de R$ 8,1 milhões. O secretário de Finanças da capital sergipana, Jeferson Passos, destaca a importância do Fundo para o cofre municipal.

“O FPM, isoladamente, é a maior fonte de receita do município. Ele corresponde a aproximadamente 16% das nossas receitas correntes. A gente destina 20% do FPM para a saúde. Na educação, a gente destina 25% do FPM. Além disso, tem o pagamento de salários dos servidores, serviço de manutenção da cidade e limpeza urbana. De resto, é utilizado também para contrapartida na realização de investimentos feitos pelo município”, detalha.

Alta

No mesmo decêndio de julho do ano passado, o repasse com os descontos do Fundeb foi de R$ 1,88 bilhão. Isso significa que a transferência de recursos para os municípios por meio do Fundo cresceu 40%, sem considerar os efeitos da inflação, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Ler mais

Bárbara defendeu o chute de Sinclair no início das penalidades, mas Andressa Alves e Rafaelle pararam na goleira canadense Labbé nas duas últimas cobranças do Brasil.

Marta lamentou a eliminação do Brasil das Olimpíadas (Foto: Reprodução)

Termina um ciclo do futebol feminino brasileiro nas Olimpíadas. Após empatar em 0 a 0 com o Canadá no tempo normal e na prorrogação, o Brasil perdeu por 4 a 3 nos pênaltis e foi eliminado nas quartas de final dos Jogos de Tóquio, um resultado que marca a despedida das Olimpíadas da geração de Formiga e Marta, medalhistas de prata em Atenas-2004 e Pequim-2008. Bárbara defendeu o chute de Sinclair no início das penalidades, mas Andressa Alves e Rafaelle pararam na goleira canadense Labbé nas duas últimas cobranças do Brasil.

MARTA NÃO FALA SOBRE O FUTURO

Em entrevista à repórter Lizandra Trindade ao fim do jogo, Marta evitou responder sobre o seu futuro na seleção.

– Não sei, não posso te dar essa resposta agora, estou com a cabeça a mil, vou deixar essa resposta para depois. Não dá para dizer no momento, estou muito emocionada. Peço para as pessoas não apontarem o dedo para ninguém, se tiver que apontar para alguém apontem para mim, já estou acostumada – disse a camisa 10, que disputou pela quinta vez as Olimpíadas, aos 35 anos.

VIRADA NOS PÊNALTIS

A disputa de pênaltis começou bem para o Brasil, com a goleira Bárbara defendendo a cobrança da veterana Christine Sinclair. Marta abriu a série brasileira convertendo sua cobrança. A partir de então, vieram cinco penalidades convertidas: Fleming, Debinha, Lawrence, Érika e Leon. No pênultimo chute do Brasil, Andressa Alves buscou o canto esquerdo de Labbé, que fez a defesa e igualou a disputa. A zagueira Gilles colocou o Canadá na frente, e Labbé pegou o chute de Rafaelle, também no canto esquerdo, classificando sua seleção à terceira semifinal olímpica seguida.

JOGO EQUILIBRADO

Nenhuma das duas equipes foi dominante na partida. O Brasil sentiu falta da presença ofensiva de Debinha e Bia Zaneratto, muito isoladas do meio do campo e sem entendimento entre si. O Canadá, por sua vez, se impôs fisicamente no primeiro tempo, mas também não exigiu muito da goleira Bárbara, mesmo quando teve mais posse de bola no segundo tempo. Com Ludmila e, depois, Andressa Alves, a seleção brasileira melhorou na prorrogação, e foi a vez então da goleira Stephanie Labbé aparecer com segurança, especialmente em cabeçada de Érika, na melhor oportunidade do Brasil na partida.

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (30) as restituições do terceiro lote do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2021. Esse será o maior lote de restituição da história em número de contribuintes.
Ao todo, 5.068.200 pessoas físicas receberão R$ 5,8 bilhões. %u202FDesse total, 4.913.343 contribuintes entregaram a declaração até 18 de maio.
O restante tem prioridade legal, sendo 13.985 contribuintes idosos acima de 80 anos, 95.298 contribuintes entre 60 e 79 anos, 8.987 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 36.616 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.
Inicialmente prevista para terminar em 30 de abril, o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física foi encerrado em 31 de maio por causa da segunda onda da pandemia de covid-19. Apesar do adiamento, o calendário original de restituição foi mantido, com cinco lotes a serem pagos entre maio e setembro, sempre no último dia útil de cada mês.
Como consultar
A consulta pode ser feita na página da Receita Federal da internet. Basta o contribuinte clicar no campo Meu Imposto de Renda e, em seguida, Consultar Restituição. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para os smartphones dos sistemas Android e iOS.
Quem não está na lista pode consultar o extrato da declaração para verificar eventuais pendências. Nesse caso, o contribuinte deverá entrar na página do Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC) e verificar se há inconsistências de dados. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.
A restituição fica disponível no banco durante um ano. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento da Receita por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

A Polícia Civil da Paraíba, através do trabalho investigativo realizado pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), com o apoio 3ª SRPC (Superintendência Regional de Polícia Civil), prendeu um homem e apreendeu cerca de 350 quilos de maconha em um sítio na cidade de Lagoa, no Sertão da Paraíba, nesta quinta-feira (29). Além dos entorpecentes, duas balanças de precisão também estavam escondidas no local.

“O local da apreensão é bem ermo. Os tabletes estavam em sacos de trigo e, de acordo com o homem conduzido à delegacia, a casa estava arrendada a terceiros que não têm envolvimento, mas o caso ainda está sendo investigado”, ressaltou o delegado.

“Nossas equipes já vinham investigando esse homem que vinha distribuindo grandes quantidades de droga na região do Sertão. Depois da informação de que ele iria receber a quantidade apreendida no dia de hoje, nos deslocamos até a cidade de Bom Sucesso, onde a droga seria entregue, no entanto, o homem preso revelou que o local de armazenamento da droga seria o sítio Madaria, em Lagoa, onde, finalmente, conseguimos localizar e apreender quase 350 tabletes de entorpecente semelhante à maconha”, concluiu.

A droga será encaminhada para a perícia e o preso será recolhido ao presídio local, onde permanecerá à posição da Justiça.

Com essa apreensão, já são mais de 800 quilos de drogas apreendidas em uma semana pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado na Paraíba.

Termina hoje prazo para pagamento e comprovação de isenção de IPVA com placa final 7 na Paraíba

Os contribuintes têm outras duas opções de pagamento do tributo. (Foto: Reprodução)

Para garantir o desconto de 10% do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores IPVA), os proprietários de veículos de placa com final 7 precisam antecipar o pagamento, em cota única à vista, até esta sexta-feira (30).

Os contribuintes têm outras duas opções de pagamento do tributo. A opção do pagamento em três parcelas, mas sem desconto, sendo a primeira com vencimento até o dia 30 deste mês e a terceira é o pagamento total do IPVA no dia 30 de setembro, também sem o desconto de 10%, evitando ainda os acréscimos de juros e multa.

Impressão dos boletos via Portais

Os boletos do IPVA/licenciamento deverão ser impressos por meio da internet. O boleto estará disponibilizado no portal da Sefaz (www.sefaz.pb.gov.br), e no site do do Detran-PB (www.detran.pb.gov.br). O pagamento deve ser efetuado nas agências bancárias do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal ou no serviço de autoatendimento dos bancos; nas casas lotéricas; ou de forma mais prática no mobile banking.

Pagamento por Ficha de Compensação

A Sefaz-PB ampliou os locais para pagamento do IPVA, caso o contribuinte escolha, no ato da impressão, a opção ‘Ficha de Compensação’. Com ela, o contribuinte poderá pagar o tributo em casas lotéricas, correspondentes bancários e em toda a rede bancária. Se a opção permanecer no Documento de Arrecadação (DAR), o pagamento fica restrito ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal.

Regras para Ficha de Compensação

O contribuinte precisa ficar atento também às regras da impressão para pagamento por Ficha de Compensação. A primeira delas é o tempo de espera para pagar. O boleto emitido por Ficha de Compensação necessita de até 60 minutos para ser registrado no sistema de pagamentos da rede bancária. Ou seja, se o pagamento for realizado na mesma data de impressão, em virtude das normas recentes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os contribuintes vão precisar esperar até 60 minutos antes de efetuar o pagamento diretamente na rede bancária ou nas lotéricas.

Comprovação da isenção da placa final 7

As categorias como portadores de deficiência física, com base no novo decreto 40.959/2020 da Portaria n° 176/2020, além da visual, mental ou autista, taxistas, veículos cadastrados no Ministério do Turismo na qualidade de transporte turístico; motofretistas e de motoboys até 150 cilindradas, de placa final 7, que pediram, no ano passado, a isenção do IPVA, precisarão enviar a documentação via e-mail até o dia 30 de julho para comprovar a isenção e gozar do benefício em 2021. Neste mesmo dia, essas categorias já podem solicitar a isenção de 2022.

Como enviar a documentação de isentos

Para o cidadão realizar a comprovação via e-mail, basta anexar os documentos solicitados, em formato de PDF, e enviar para o e-mail: gerencia.itcd.ipva@sefaz.pb.gov.br. Os documentos que precisam ser enviados em formato PDF são: documento do veículo; carteira de habilitação; comprovante de residência; e o laudo médico ou a autorização de compra do ICMS.

É importante lembrar que esses veículos isentos deverão pagar as demais taxas que envolvem o emplacamento, como seguro obrigatório (DPVat), licenciamento do Detran-PB e a Taxa de Bombeiro.

O  presidente Jair Bolsonaro promoveu uma cerimônia, na noite desta quinta-feira (29), na qual prometeu apresentar as provas de que as eleições de 2018 foram fraudadas. Contudo, durante o evento, ele comentou que “não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas”.
O presidente afirmou, apenas, ter “vários indícios de irregularidades”. “O crime só se desvenda com vários indícios, e eu vou apresentar vários aqui”, comentou Bolsonaro.
Durante o evento, o presidente mostrou vídeos publicados na internet de eleitores reclamando que a urna não registrava corretamente os votos e também de um desenvolvedor de sistemas simulando uma urna eletrônica virtual, na qual ele programava o aparelho para fraudar votos a favor de um candidato fictício.
Também foram apresentadas reportagens jornalísticas de 2008 e 2012 sobre denúncias de irregularidade nas eleições municipais de Caxias (RS).
Charge: Bolsonaro não sabe respeitar o direito dos doentes. Por Amarildo
Voto auditável
Bolsonaro defendeu a implementação de um voto auditável a partir do ano que vem, por afirmar que a urna eletrônica, por si só, não é segura o suficiente para registrar os votos. “Os que me acusam de não apresentar provas, eu devolvo a acusação. Apresente provas de que não é fraudável”, rebateu Bolsonaro.
Ele criticou quem é contra a implementação de um sistema externo à urna eletrônica para que os eleitores possam conferir se a urna registrou o seu voto corretamente. E dirigiu-se, em especial, ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.
“Por que ele teme tanto o voto democrático? Por que não quer eleições democráticas? Por que não quer que possamos contar fisicamente? Mentem, senhor Barroso, quem diz que é retrocesso, que é a volta do voto em papel. É fake news. O senhor deveria ser o primeiro a ter humildade, a falar em democracia, em transparência”, reclamou.

Criança de 9 anos morre vítima de acidente na BR-232 no Sertão de PE

Foto: reprodução

Uma colisão frontal entre dois carros resultou na morte de um menino de 9 anos, ontem (28/07), no município de Flores, no Sertão do Pajeú.

Segundo informações, dois veículos, um Etios e um Corolla colidiram frontalmente na BR-232. De acordo com a PRF, pelos vestígios do acidente o motorista do Etios invadiu a contramão.

O motorista do Corolla ficou ferido e foi socorrido para o Hospital São Vicente de Paula em Serra Talhada, o condutor do Etios e a criança foram socorridos para para o Hospital Agamenon Magalhães em Serra Talhada, onde o garoto morreu.

A PRF e a Polícia Civil estiveram no local, a Polícia Civil vai investigar o caso.

O presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta quinta-feira (29) um texto em que rebate nota do Supremo Tribunal Federal (STF) reforçando que a Corte não excluiu o mandatário da tomada de ações para combater a pandemia da Covid-19. Pelas redes sociais, o mandatário citou programas do governo, defendeu o tratamento precoce, repetiu que teve poderes tolhidos na tomada de decisões sobre o coronavírus e apontou que, “em nenhum momento, o governo deixou de respeitar o sagrado direito à liberdade de expressão de todos” e que “cometem atos antidemocráticos exatamente os que querem, pelo uso da força, calar quem se manifesta”.
O chefe do Executivo destacou ainda que fora os países produtores de vacina, o Brasil é o que mais investe em imunizantes e o que mais vacinou a população. Por fim, ele disse que “mais do que nunca, o momento continua sendo o da união de todos no combate ao mal comum: o vírus, que é mortal para muitos”.
Mais cedo, Bolsonaro chamou a nota do STF de “fake news” e disse que a Corte “cometeu crime”. Na quarta-feira (28), o Supremo divulgou nota destacando que não excluiu o mandatário da tomada de ações para combater a pandemia da covid-19 e que “uma mentira contada mil vezes não vira verdade”. 

SP: metrô paulista abriga contra o frio 50 pessoas em situação de rua

 (Marcelo Camargo/AB)
No dia em que a cidade de São Paulo bateu o recorde de temperatura mínima do ano, o metrô abriu especialmente durante a madrugada para servir como um abrigo temporário. Segundo o governo paulista, 50 pessoas em situação de rua passaram a noite dentro da estação de metrô Pedro II, no centro da capital paulista, para se protegerem do frio.
O abrigo dentro da estação foi aberto na noite de ontem (28) pelo governo de São Paulo por causa das baixas temperaturas desta semana. Ele vai funcionar até sábado (31), das 20h as 8h, e só vai acolher homens.
O governo abriu 400 vagas para acolher pessoas em situação de rua nessa estação do metrô. No local, as pessoas receberam colchões e cobertores e alimentação.
Nesta madrugada, os termômetros das estações meteorológicas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) registraram média de 4,7o C na capital paulista. Na região de Engenheiro Marsilac, a temperatura mínima foi negativa, marcando -0,1o C. As próximas madrugadas, segundo o CGE, serão ainda mais geladas, com expectativa de bater novo recorde amanhã (30).
Tendas
A prefeitura paulistana montou cinco tendas temporárias para reforçar o acolhimento durante esta semana mais gelada em São Paulo. As tendas foram montadas na Praça da Sé (centro), Praça Princesa Isabel (Luz), Largo da Concórdia (Brás), Praça Salim Farah Maluf (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa).
As tendas ficam montadas 24 horas por dia permanecendo nos locais até segunda-feira (2), de acordo com a prefeitura. Serão distribuidos sopa, chá, chocolate quente, mantas térmicas, agasalhos, cobertores e kits de higiene para os abrigados.

Policia Civil em conjunto com a Policia Militar e o Instituto de Criminalística-IC, deflagrou na manhã de ontem dia (28), a operação Osmose, pelo menos um empresário, cuja identidade ainda não foi revelada, estaria envolvido.

Com técnicas de intervenção tática, vinculada a DINTER II, AIS 20, Delegacia de Polícia da 171ª, circunscrição de Iguaracy-PE, teve objetivo de combate aos crimes de roubo, furto, adulteração de veículo automotor, receptação e a posse e porte ilegal de armas de fogo.

Durante a operação, o foco foi o cumprimento de mandados de busca e apreensão autorizados pelo Poder Judiciário.

Foram empregados 30 policiais, dentre civis, militares e peritos. A operação foi coordenada pelo Delegado Regional Ubiratan Rocha.

Foram apreendidos arma de fogo, dispositivos eletrônicos, veículos adulterados, várias placas de veículos, dentre outros ítens essenciais para adulteração de veículos.

A operação foi coordenada pela 20ª Delegacia Seccional, vinculada a DINTER II. Os detalhes da operação serão apresentados em momento oportuno, por intermédio da Assessoria de Comunicação da Policia Civil de Pernambuco.

 

Mayra Aguiar ganhou medalha de bronze em Tóquio (Foto: Reprodução)

 

A história que Mayra Aguiar queria contar se encaixou à perfeição ao tatame montado no Budokan. No maior templo do judô mundial, a brasileira se mostrou gigante. No início da noite desta quinta-feira, Mayra escreveu de vez seu nome no rol dos maiores atletas olímpicos do país ao conquistar o bronze na categoria até 78kg nas Olimpíadas de Tóquio. Ao vencer a sul-coreana Hyunji Yoon, garantiu seu terceiro bronze olímpico.

O feito de Mayra é histórico em diversos sentidos. A judoca se torna a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual: antes de Tóquio, já havia subido ao pódio em Londres 2012 e Rio 2016. É, também, a primeira a fazer isso em três Olimpíadas em sequência.

Mayra também chega ao topo do esporte que mais deu medalhas ao Brasil em Olimpíadas. O judô soma 24 pódios em Olimpíadas. Mayra tem três, mais do que qualquer outro no país.

– Não estou conseguindo falar, estou emocionada. Acho que é a conquista mais importante para mim. Foram difíceis os últimos tempos, bem difíceis, tem que superar, superar de novo e de novo. Não aguentava mais fazer cirurgia, ainda mais no momento que vivemos, tive medo, angústia. Mas continuei. Dar o nosso melhor vale a pena – desabafou a judoca em entrevista na zona mista à TV Globo.

Na luta que decidiu o bronze, Mayra estudou com paciência o jogo da rival. Com menos de um minuto de luta, as duas tomaram shidos em punição por falta de combatividade. Logo depois, Mayra levou a sul-coreana ao chão, imobilizou com um kuzure-kami-shiho-gatame por 20 segundos e garantiu a medalha histórica.

Emocionada, Mayra agradeceu à família e aos treinadores pelo apoio que a empurrou a vencer a luta.

– Muito importante para mim. Não conseguiria nada sem minha família, me apoiaram em tudo e estavam comigo nos momentos mais complicados. Obrigada por me apoiar, por me aguentar, eu sou bem chata às vezes. Energia boa. TPM, cansada, com dor, estava comigo. Meus técnicos, apoio, todos. Que me fazem levantar todos os dias. Obrigada por estarem ali. Beijo para o seu Moacir. Me fez amar luta no chão. Pensei: “Não vou soltar, tenho potencial para ganhar essa luta”. Beijão a todos. Obrigada de coração – disse.

Mayra era a maior esperança de medalha do judô brasileiro no dia. Outro judoca do país a ir ao tatame nesta quinta, Rafael Buzacarini caiu na estreia e foi eliminado.

O caminho até o bronze
Mais cedo, na estreia, Mayra venceu a israelense Inbar Lanir por ippon. Mayra começou a luta de forma agressiva. A brasileira partiu ao ataque contra a israelense e buscou o confronto a todo o momento. Em 40 segundos, levou Inbar ao chão. Com um belo ippon, garantiu a vaga nas quartas de final e manteve o sonho de subir ao pódio mais uma vez.

Depois, porém, Mayra Aguiar deu adeus à briga pelo ouro nas Olimpíadas de Tóquio. A judoca gaúcha perdeu por wazari no Golden Score para a alemã Anna-Maria Wagner, atual campeã mundial, caindo para a repescagem nos Jogos.

Na repescagem, Mayra viu Aleksandra Babintseva tomar a atitude no início da luta,. A brasileira, porém, marcou firme cada passo da rival. As duas tomaram shido em punição por falta de combatividade a dois minutos do fim. Foi quando Mayra assumiu o controle da luta. A brasileira quase levou a rival ao chão logo na sequência. Não demorou muito para garantir a vitória. A russa tomou mais duas punições e foi desclassificada, abrindo o caminho para que Mayra buscasse o bronze.

A Polícia Federal (PF) cumpriu, nesta quarta (28), dois mandados de busca e apreensão em depósitos da Secretaria de Saúde do Recife, onde ficam armazenados materiais e equipamentos. A ação, que faz parte da segunda fase da Operação Bal Masqué, investiga a compra irregular de máscaras e aventais pela prefeitura, durante a pandemia, na gestão do ex-prefeito Geraldo Julio (PSB).

A primeira fase da Bal Masqué ocorreu em 23 de julho de 2020. Na época, a ação da PF provocou o afastamento do diretor financeiro da Secretaria de Saúde da capital, Felipe Soares Bittencourt. Além disso, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão.

No dia 8 de junho de 2021, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-secretário de Saúde do Recife Jailson Correia, dois ex-funcionários da mesma secretaria e dois empresários por fraude no processo de compra de 250 camas hospitalares para pessoas internadas com Covid-19.

O nome da operação Bal Masqué faz referência aos bailes de máscaras realizados na Idade Média, nas cidades de Veneza e Florença.

Na ação desta quarta, segundo a PF, foram cumpridos os mandados expedidos pela 36ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco. Segundo a corporação, As equipes tinham como objetivo apreender as máscaras e aventais, que deverão passar por perícia.

A Polícia Federal pretende colher provas para poder constatar a prática de adulteração ou falsificação de equipamentos médicos e hospitalares. Esses crimes estão previstos no artigo 273 do Código Penal.

Ainda de acordo com a polícia, os materiais comprados pela prefeitura da capital pernambucana não teriam autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em abril de 2020, segundo a PF, a agência publicou a Resolução nº 379, que trata dos requisitos para a fabricação, importação e aquisição de dispositivos médicos identificados como prioritários para uso em serviços de saúde, durante a pandemia de Covid.

Essa norma, justificou a PF, proibia, de forma temporária, a confecção de máscaras cirúrgicas com tecido de algodão, tricoline, TNT ou “outros têxteis que não sejam do tipo Não tecido de uso odonto-médico- hospitalar” para uso pelos profissionais em serviços de saúde.

No caso dos materiais adquiridos pela prefeitura, as investigações da Polícia Federal apontaram que os tecidos utilizados para confecção artesanal de máscaras e aventais foram TNT comum, não hospitalar.

Portanto, eles seriam, de acordo com a corporação, “impróprios para servir como EPIs aos profissionais vinculados a Secretaria de Saúde do Recife”.

Resposta

Por meio de nota, a Prefeitura do Recife informou que “todas as contratações e compras feitas pela Secretaria de Saúde (Sesau) para a emergência da Covid-19 foram realizadas dentro da legalidade e enviadas aos órgãos de controle, por iniciativa própria”.

O município afirmou, ainda, que “tratou o assunto com transparência e seriedade, contribuindo com as investigações e respondendo tempestivamente a todos os questionamentos oficiais das autoridades”.

Ainda segundo a prefeitura, na época da aquisição dos equipamentos de proteção individual, toda documentação exigida pela lei foi apresentada pelos fornecedores, e os materiais entregues à Secretaria de Saúde.

A Prefeitura reafirma que a Secretaria de Saúde e todos os órgãos do Executivo Municipal continuam à disposição dos órgãos de controle para prestar qualquer esclarecimento. (Via: G1 PE)

A brasileira Viviane Jungblut chegou em terceiro lugar na primeira eliminatória dos 800 m livre (Foto: Reprodução)

 A brasileira Viviane Jungblut chegou em terceiro lugar na primeira eliminatória dos 800 m livre com o tempo de 8min38s88 e não avançou à final.

A vencedora da bateria foi a neozelandesa Eve Thomas (8min32s51), seguida pela chilena Kristel Kobrich (8min32s58).

As disputas da natação estão sendo realizadas no Centro Aquático de Tóquio.

A final da prova será disputada nesta sexta-feira, às 22h46.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (28/7) não saber se concorrerá à reeleição em 2022.  O mandatário apontou que “deve” disputar o pleito, mas que não pode “garantir”. Apesar da declaração, o chefe do Executivo segue em ritmo de campanha pelo país e tem alfinetado diariamente seu principal opositor, o ex-presidente Lula, que demonstra vantagem em pesquisas eleitorais. A declaração foi feita em entrevista à rádio Mundial.
Sem partido, Bolsonaro também voltou a dizer que uma das opções é se filiar ao Progressistas, que tem como presidente o agora ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.
“Eu tenho que ter um partido político. Eu não sei se vou disputar as eleições do ano que vem. Devo disputar, eu não posso garantir. E temos conversado com vários partidos, entre eles o partido do Progressistas ao qual eu integrei por aproximadamente 20 anos, ao longo de 28 em que fui deputado federal”, relatou.
Ele afirmou ainda que o ex-ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, “é uma pessoa nota 9 e não 10”, pois falta a ele conhecimento para articular com parlamentares. Tal tarefa, apontou, foi cedida ao senador expoente do Centrão.
No último dia 23, o presidente destacou que sua filiação ao Progressistas é uma “possibilidade”. O mandatário destacou, ainda, que gostaria de ir para um partido sobre o qual tivesse domínio, mas disse que isso “está difícil”.

Nesta tarde de terça-feira (27), um cão da raça Pitbull invadiu uma residência na cidade de Petrolina, Sertão pernambucano e matou dois cães.

Após o ocorrido o proprietário da residência compartilhou vários vídeos mostrando o cenário de filme de terror em mais um ataque de Pitbull em Petrolina-PE.

A residência onde ocorreu o ataque foi no Condomínio Vivendas do Rio. Segundo informações, o Pitbull se soltou, encontrou a porta da residência aberta, invadiu a residência, atacou os dois cachorros ferozmente.

As vítimas, um cão de pequeno porte e um de médio porte que já fazia parte da família a 14 anos.

O Pitbull deixou um rastro de sangue p lá casa. Os moradores da casa ficaram bastante abalados com a brutalidade do ataque.

Ainda de acordo com o vídeo enviado ao nosso parceiro Nelson Fontes do Blog Divulga Petrolina, uma criança quase vira alvo dos animais enfurecidos, mas foi salvo por um adulto.

Nota do proprietário do Pitbull

O tutor do animal encaminhou uma nota pelas redes sociais. Apesar de não ter assinado, o tutor informou que o animal vivia preso em casa porém, escapou de forma inesperada. O homem afirma ainda que assim que soube do ocorrido, prestou toda a assistência necessária à família dos dois animais que acabaram morrendo.

Trabalhadores informais nascidos em outubro recebem hoje (28) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Também hoje, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 8 poderão sacar o benefício.

No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da quarta parcela. O calendário de depósitos, que começaria hoje e terminaria em 22 de agosto, teve o início antecipado para o último dia 17 e será concluído na sexta-feira (30).

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020.

Governo antecipa calendário do pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial — Foto: Economia G1

Bolsa Família

Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família — Foto: Economia G1

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da terceira parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 19 e segue até o dia 30. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

O programa se encerraria neste mês, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas

.

Maria Isabele Oliveira de Melo foi presa na manhã de hoje em Campina Grande. Ela é suspeita de ter matado outra em Cajazeiras. (Foto: Reprodução)

A suspeita de ter matado a facadas uma mulher de 23 anos após um ‘esbarrão’ em um banheiro de um bar no município de Cajazeiras, no Sertão paraibano, foi presa na manhã desta quarta-feira (28), em Campina Grande, no Agreste paraibano. O caso ocorreu na madrugada da última segunda-feira. 

Maria Isabele Oliveira de Melo, 24 anos, conhecida por “Galega da Asa”, foi levada para a Central de Polícia de Campina Grande após a prisão, como apurado pelo ClickPB. Ela é apontada como a autora da morte de Nikelly Bruna dos Santos Silva, 23 anos.

De acordo com informações, a vítima, que teria esbarrado na suspeita, sofreu três golpes da facas e ainda chegou a ser socorrida para o Hospital Regional de Cajazeiras, mas não resistiu e morreu. Maria Isabele já responde por outros crimes e usa tornozeleira eletrônica e disse na delegacia que matou após a vítima tentar agredi-la com pedradas.

Polícia apreende arma e drogas em ação contra grupos ligados ao tráfico em João Pessoa

A PM vai reforçar as ações no bairro de Gramame para desarticular os grupos que estariam atuando na região. (Foto: Reprodução)

 

A Polícia Militar apreendeu um revólver e um tablete de cocaína, nessa terça-feira (27), em uma mais uma ação de combate aos grupos ligados ao tráfico de drogas, no residencial Gervásio Maia, no bairro de Gramame, na zona sul de João Pessoa. O material foi deixado por um suspeito que correu por uma mata, ao perceber a presença da Força Regional da PM na localidade.

Esta foi a segunda apreensão de arma e drogas de integrantes de grupos ligados ao tráfico na região, nessa terça-feira. Horas antes, equipes do 5º Batalhão apreenderam uma pistola e mais de 20 embalagens de maconha com um suspeito de 32 anos, que era apontado como responsável por expulsar moradores das casas e atirar contra unidades habitacionais do residencial Colinas do Sul, também em Gramame. Na ação, foi preso também um homem de 39 anos que daria suporte às ações criminosas.

A PM vai reforçar as ações no bairro de Gramame para desarticular os grupos que estariam atuando na região.

‘Não tenho coragem de me olhar’, diz mulher atacada por cachorro da raça pitbull em Petrolina

Kátia Rodrigues foi atacada por um cachorro da raça pitbull em Petrolina — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Por G1 Petrolina

Pouco mais de uma semana depois de ter sido atacada por um cachorro da raça pitbull, enquanto caminhava na Orla de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, Kátia Rodrigues, de 49 anos, ainda tem bem vivo na memória os momentos de tensão e medo que passou. Ela estava caminhando com o marido, o empresário Etelvane Barbosa, e cadelinha da família, Bela, quando tudo aconteceu. Mesmo acompanhado pela dona, o pitbull estava solto e sem focinheira.

“Estou muito ansiosa, sem dormir, só pensando no momento. A noite para mim, é só ficar acordada. Mesmo tomando medicamento, não consigo dormir . Só em pensar em perder meu esposo, que é cardíaco, e minha cachorra, então fico desesperada, pensando nesse momento”, diz Kátia.

Depois do ataque, Kátia foi levada para um hospital de Petrolina, onde passou por cirurgia de emergência no olho e na cabeça. A cachorrinha Bela foi levada para uma clínica veterinária. As duas estão em casa, se recuperando dos ferimentos.

“Sinto muita dor nos cortes, na cabeça, no nariz, que pegou de cima do olho até a orelha. Muita dor, latejando muito”, relata Kátia. Segundo ela, os ferimentos também dificultam na hora de dormir. “Eu dormia desse lado direito. Até nisso estou tendo dificuldades”.

Por causa dos traumas, o casal está endo acompanhado por um psiquiatra e vai fazer terapia pra conseguir superar as cenas do ataque. Kátia diz que ainda não conseguiu se olhar no espelho.

“Não tenho coragem de me olhar. Minha filha faz os curativos todos os dias. Foram tirados alguns pontos na sexta-feira passada e não tenho coragem de me olhar”.

“Quem me conhece sabe que gosto de caminhar, de correr. Sou muito vaidosa, gosto de procurar algo melhor para mim. Não tenho mais vontade de nada”, diz a vítima.

O prefeito Sandrinho Palmeira (PSB) teve uma boa largada na primeira pesquisa de avaliação de sua gestão segundo o Instituto Múltipla.

O instituto, da cidade de Arcoverde, ouviu 300 pessoas nos dias 24 e 25 de julho. A pesquisa tem margem de erro de 5,7% para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%.

Na pergunta objetiva, 82,7% dos afogadenses disseram aprovar a gestão.  Um total de 10% desaprovam e 7,3% não opinaram.

Quando a população é chamada a classificar a gestão,  25,7% avaliam a gestão como ótima, 41,3% como boa, 25% como regular, 1,7% ruim, 4,7 péssima e 1,6% não opinaram.

 

 

Aprovação da atuação na pandemia: a gestão tem aprovação maior na pandemia. Um total de 90,3% afirmaram que aprovam a atuação da gestão no combate à pandemia da Covid-19.

Apenas 3,7% desaprovam e 6% não opinaram.

Quando é chamada a classicar a atuação,  para 21,3% da população a atuação é ótima,  contra 55% que avaliam como boa, 18% que dizem ser regular,  1% ruim, 2% péssima e 2,7% que não opinaram.

Via blog Nill

 

Com relação ao evento em homenagem ao dia dos Tabaqueiros, informamos que o desfile estava programado para ser feito apenas com os tabaqueiros, com esta secretaria tendo orientado, através da mídia, para que as pessoas assistissem ao evento de suas calçadas, das janelas de suas casas.

Na saída, constavam 64 tabaqueiros presentes, dos 34 previstos. O que por si não seria problema pois estão permitidos eventos com até 100 pessoas, sobretudo ao ar livre.

No entanto, ao longo da descida, a quantidade de pessoas acompanhando foi maior do que o previsto, configurando-se numa indevida aglomeração. Isso fez a coordenação encerrar o evento no meio do percurso previsto, tendo orientado a dispersão das pessoas através do carro de som.

 

Tudo isso não nos exime do nosso erro, de planejamento e avaliação, tendo em vista que não esperávamos tamanha quantidade de pessoas presentes.

Pedimos desculpas à população, reiterando o nosso compromisso inegociável com o combate à pandemia, e certos de que fatos como esse não mais se repetirão. Pelo menos enquanto não tivermos uma efetiva segurança sanitária para realizá-los.

Secretaria de Cultura e Esportes
de Afogados da Ingazeira

A seleção de Jardine aguarda o segundo lugar do grupo C, que tem, embolados, Espanha, Austrália, Argentina e até Egito na disputa pelas duas vagas.

Na maior parte do tempo, não foi uma grande atuação da seleção brasileira, mas a vitória e o primeiro lugar vieram com os 3 a 1 do Brasil sobre a Arábia Saudita, com gols do paraibano Matheus Cunha e Alamri, no primeiro tempo, e dois de Richarlison, nos últimos 15 minutos da segunda etapa.

A seleção de Jardine aguarda o segundo lugar do grupo C, que tem, embolados, Espanha, Austrália, Argentina e até Egito na disputa pelas duas vagas.

O Brasil volta a campo no sábado (31), às 7h, novamente em Saitama, palco da vitória desta quarta-feira, contra os sauditas.

Como foi o jogo

Primeiro tempo

Com cinco defensores, a Arábia Saudita parecia que armaria uma muralha na frente da área e só. Mas não foi bem assim. Com Matheus Henrique na vaga de Douglas Luiz, a seleção brasileira teve dificuldade para criar em boa parte da primeira etapa.

O gol saiu aos 13 minutos, em cobrança de escanteio de Claudinho para Matheus Cunha, que fez seu 19º gol com André Jardine, o primeiro nas olimpíadas de Tóquio.

Mas a vantagem durou pouco mais de 10 minutos. Em cobrança de falta, Diego Carlos não alcançou, Alamri se antecipou a Daniel Alves e marcou de cabeça.

O Brasil perdeu duas ótimas chances com Antony, uma de cabeça em cruzamento de Arana e outra depois de boa jogada de Matheus.

Segundo tempo

Pressionados pelo gol de Costa do Marfim durante o segundo tempo contra a Alemanha, o que tiraria o primeiro lugar do Brasil com empate, a seleção brasileira foi ao ataque, com Malcom no lugar de Antony e mais liberdade para os avanços de Daniel Alves.

Matheus Cunha perdeu chance inacreditável depois de boa chegada de Matheus Henrique no ataque. O camisa 9 brasileiro bateu de primeira, no rebote, na trave. O gol de desempate saiu, enfim, em nova jogada de bola parada. Daniel Alves botou na área, Bruno Guimarães, esperto, tocou de cabeça e Richarlison desviou para o gol.

Nos minutos finais, Richarlison marcou mais uma vez, depois de ótima jogada entre Reinier e Malcom. O Pombo é o artilheiro das Olimpíadas, com cinco gols. Gignac, da França, tem quatro.

Dupla atraente
Foi bonito de ver o entendimento entre Malcom e Reinier no final da partida. Além da jogada do terceiro gol, a dupla criou outra chance perigosa com tabelas e investidas pelo lado direito. O ex-flamenguista, emprestado pelo Real Madrid ao Borussia Dortmund, também ajudou na armação de jogadas pelo centro do ataque.

Inspira cuidados

André Jardine vai ter trabalho para corrigir certa fragilidade defensiva da seleção brasileira nas jogadas aéreas. O Brasil já havia sofrido gol assim em amistoso contra Emirados Árabes Unidos, antes de Tóquio, e sofreu dois de três gols pelo alto em três partidas.

O ator, famoso por interpretar o personagem Seu Peru na Escolinha do Professor Raimundo, morreu aos 101 anos vítima de complicações de uma infecção urinária.

Orlando Drummond morreu nesta terça-feir (Foto: TV Globo)

Orlando Drummond será velado e enterrado no começo da tarde desta quarta-feira (28) no Cemitério da Penitência, em Caju, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. O ator, famoso por interpretar o personagem Seu Peru na Escolinha do Professor Raimundo, morreu aos 101 anos vítima de complicações de uma infecção urinária.

Segundo informações do filho do ator, Orlando Lima Cardoso, o velório terá início às 12h e a cremação às 14h30. Por causa da pandemia da Covid-19, o tempo e a capacidade de pessoas nas cerimônias serão reduzidos.

Orlando morreu aos 101 anos na tarde desta terça-feira (27). O ator foi internado em 20 de abril no Rio de Janeiro para tratar de uma infecção urinária. 

“A gente estava preferindo que isso ocorresse porque meu pai estava sofrendo muito, estava piorando, respondendo cada vez menos. De sábado para cá, ele não se alimentava, nem respondia mais ninguém. Quando ele teve alta do Quinta D’Or, ele veio para casa reconhecendo todo mundo, interagindo, falando, comendo. Mas de uns dias para cá isso começou a mudar e no sábado ele começou a apagar, já não reconhecia mais ninguém, não interagia e parou de comer. Estava só no soro. Estamos aqui ao redor da minha mãe, eu, minha irmã, meu cunhado. Meu filho e meu sobrinho estão viajando e tentando antecipar o voo para o Rio. A família está toda reunida”, declarou o filho para a Quem.

Vida e carreira

Orlando Drummond ficou eternizado por dar vida a Seu Peru, no humorístico A Escolinha do Professor Raimundo. Na versão atual do programa o personagem é interpretado por Marcos Caruso e chegou a fazer uma participação especial com encontro dos dois atores vivendo o mesmo personagem.

Em janeiro do ano passado, mesmo debilitado pela idade, ele não deixou de prestigiar o lançamento de sua biografia, Orlando Drummond Versão Brasileira, escrita por Vitor Gagliardo. Ele chegou de cadeira de rodas, sorridente e foi ovacionado pela legião de fãs que fizeram questão de ver de pertinho o artista

Além de Seu Peru, Orlando dublou personagens famosíssimos da animação como Popeye, Scooby Doo e Vingador (de A Caverna do Dragão), além do extraterrestre ALF, da série ALF, o Eteimoso, um hit dos anos 80.

Orlando era casado desde 1951 com Glória Drummond, com quem teve dois filhos, Orlando Lima Cardoso e Lenita Helena Drummond. O ator e dublador deixa cinco netos (Marco Aurélio Asseff, Michel Asseff Filho e os dubladores Felipe Drummond, Alexandre Drummond, Eduardo Drummond) e três bisnetos, Miguel, Mariah e Malu.

Artista vai responder pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça, além de agressão à ex-mulher, Pamella Holanda, pelo qual está preso.

Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará por mais dois crimes, sendo aos todo por lesão corporal, injúria e ameaça; ele também vai responder por agressão à ex-mulher, Pamella Holanda, pelo qual já está preso há quase 15 dias no presídio Irmã Imelda Lima Pontes, na Região Metropolitana de Fortaleza. DJ Ivis, foi preso no dia 14 de julho.

Um novo inquérito policial, portanto, será aberto para investigar essas novas denúncias e eventualmente poderá ocorrer um outro pedido de prisão contra DJ Ivis, conforme chegou a afirmar o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron.

DJ Ivis está detido em uma área de triagem no presídio, de acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do Ceará. Ele está em uma situação especial de segurança para que seja garantida a integridade física, uma vez que o caso teve grande repercussão.

O caso das agressões praticadas por DJ Ivis veio à tona depois que Pamella Holanda publicou vídeos nas redes sociais onde aparece sendo agredida de diversas formas e em vários momentos diferentes pelo artista. As agressões aconteceram na frente da filha e de outras duas pessoas, a mãe dela e um funcionário do produtor musical. As imagens foram divulgadas por Pamella no dia 11 de julho.

Ivis exibia fotos íntimas da ex

A digital influencer Pamella Holanda revelou, em entrevista exclusiva ao Fantástico que o ex-marido exibia fotos íntimas dela ao amigo Charles, que o cantor considerava como “braço direito”.

Charles também presenciou Ivis agredir a ex-mulher e não reagiu. Em entrevista na semana passada, ele disse que “travou” e não conseguir protegê-la.

“A gente começou a discutir porque ele mostrou uma foto minha íntima para o Charles, para esse amigo dele. Eu pergunto o que é, volto pra cozinha e ele continua. Até a hora que eu vou e é a hora que ele me agride”, disse Pamella.
Em outro trecho da entrevista ela relata uma das agressões.

“Depois ainda ele me solta e eu ainda vou pra cima dele, mas ele se esquiva; depois, quando eu dou as costas, ele me dá um soco, me dá um chute, me deu um soco nas costas que eu caí no chão e fiquei sem conseguir respirar”, completa.

Agressões desde 2020

Segundo Pamella, as agressões começaram em 2020, quando o casal passou a morar junto.

“Quando comecei a morar com ele , ele já começou a me agredir. Começou verbalmente, palavrão, grosserias”, disse.

Ela contou ainda como foi agredida quando estava grávida.

A primeira agressão ocorreu quando ela estava grávida de Mel, filha do casal. “Eu estava grávida da Mel, de cinco para seis meses. Ele me segurou pelo pescoço e foi me arrastando do corredor até o sofá.”
Ela revelou que não havia denunciado antes as agressões por medo e vergonha.

“Eu tinha medo, eu tinha vergonha. Eu estava realizando um sonho, eu estava grávida. Eu sempre quis ser mãe. A gente entra num estado de negação, porque a gente não quer admitir pra gente mesmo, a gente quer procurar justificativa, a gente se culpa. É muito difícil”, explicou.

‘Vou continuar com medo um bom tempo’

Apesar de o ex-marido estar preso e ter uma medida protetiva que impede a sua aproximação, Pamella conta que ainda teme o cantor.

“Não sei do que ele é capaz. Ele pode entrar, pensar que a vida dele acabou, que não tem nada a perder e vai lá e faz alguma cosia comigo. Tenho muito medo, e vou continuar com medo um bom tempo. Fico pensando como vai ser minha vida quando eu voltar a viver porque esses dias não estou vivendo, estou existindo.”

Neste fim de semana, Pamella revelou que sofre ameaça de morte e recebe mensagens de ódio. Ela decidiu se afastar das redes sociais.

“Eu tenho sofrido ameaças de morte, eu já li inclusive de outras mulheres que eu mereço passar fome, eu e minha filha”, disse.

‘Assumo meu erro’

No sábado (17), o advogado de DJ Ivis divulgou um vídeo em que o cantor pediu desculpas, assumindo o que chamou de “erro”.

“Eu estou vendo sozinho, tentando ser forte, mas não existe mais força. Eu estou passando aqui pra dizer pra cada um de vocês, pra você que é mãe, pra você que é filha, pra você que é pai, pra você que é família, pra você, Pamella: eu errei, assumo meu erro”, afirma DJ Ivis em um trecho da gravação.

Desde que o caso foi revelado, DJ Ivis perdeu contrato com a gravadora Sony e com a produtora Vybbe, teve canceladas parcerias com músicos, e teve as músicas excluídas dos aplicativos mais populares.

Investigação e prisão

A Polícia Civil investiga as agressões cometidas pelo cantor em dois inquéritos policiais. Um deles foi aberto a partir de um BO feito por Pamella, na cidade de Eusébio, em 3 de julho. O outro foi fundamentado nos vídeos que mostram as agressões.

A prisão de Ivis não foi diretamente motivada pelos vídeos, mas eles foram importantes para o pedido de prisão do cantor, segundo o secretário da Segurança do Ceará, Sandro Caron.

Segundo a polícia, Ivis foi detido de forma preventiva por garantia da ordem pública e por apresentar risco de fuga.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 1.320 mortes por Covid e 42.256 casos da doença. Com isso, o país chegou a 551.906 óbitos e a 19.748.960.

As médias móveis de mortes e casos se encontram em situação de estabilidade.

A média móvel de mortes é de 1.086, queda de 14% em relação a duas semanas atrás, o que representa que o dado está estável. A média, porém, completou 188 dias seguidos acima de 1.000 mortes por dia.

Já a média móvel de casos apresentou 47.031, crescimento de 10% em relação a duas semanas, o que representa estabilidade.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar grandes variações nos dados, como costumam ocorrer em finais de semana e feriados. Ela é calculada pela soma do número de mortes dos últimos sete dias e a divisão do resultado por sete.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Candidatos selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) têm até hoje (28) para comprovar as informações prestadas na ficha de inscrição junto à instituição em que foram pré-selecionados. 
De acordo com o Ministério da Educação, é de responsabilidade de cada candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a conferência das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.
Dados do ministério indicam que, nesta edição do Prouni foram ofertadas 134.329 bolsas, sendo 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais em 10.821 cursos ministrados em 952 instituições de ensino superior da rede privada do país.
Para concorrer a bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. No caso de bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos, por pessoa.
Cronograma Prouni 2021/2
Comprovação das informações da primeira chamada: 20 a 28 de julho
Resultado da segunda chamada: 3 de agosto
Comprovação das informações: 3 a 11 de agosto
Inscrições na lista de espera: 17 e 18 de agosto
Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto
Comprovação das informações da lista de espera: 23 a 27 de agosto

O brasileiro Ítalo Ferreira tirou onda, ou melhor, dominou as ondas na Praia de Tsurigasaki, onde ocorreram as disputas do surfe na Olimpíada de Tóquio (Japão). O potiguar conquistou na madrugada desta terça-feira (27) a primeira medalha de ouro  do surfe, modalidade estreante nos Jogos Olímpicos. Atual campeão mundial, Ítalo dominou a final contra o japonês Kanoa Igarashi, vencendo  por 15.14 a 6.6. A medalha de bronze ficou com o australiano Owen Wright, que venceu o brasileiro Gabriel Medina por 11.97 a 11.77 na disputa pelo pódio.

Moradores de Baía Formosa (RN), cidade Natal do campeão, comemoraram o primeiro ouro para o país em Tóquio.

Na estreia da competição, Ítalo liderou a primeira bateria, com o somatório de pontos de 13.67. Com esta pontuação, ele ficou à frente do japonês Hiroto Ohhara (11.40), do italiano Leonardo Fioravanti (9.43) e do argentino Lele Usuna (8.27).

Classificado para as oitavas de final, o brasileiro derrotou o neozelandês Billy Stairmand por 14.54 a 9.67. Nas quartas, ele voltou a encarar o japonês Hiroto Ohhara, que esteve presente na bateria inicial. Ítalo mais uma vez levou vantagem, e derrotou o oponente por 16.3 a 11.9.

Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu cautelarmente a autorização excepcional e temporária para importação e distribuição da vacina Covaxin, usada contra a Covid-19. A decisão foi tomada hoje (27), em Brasília, de forma unânime pela diretoria colegiada da agência. A solicitação de importação foi feita pelo Ministério da Saúde.
Em nota, a Anvisa informou que a decisão foi tomada após ter sido comunicada pela empresa indiana Bharat Biotech que “a Precisa Medicamentos não possui mais autorização para representar a Bharat, fabricante da vacina Covaxin no Brasil”.
Segurança jurídica e técnica
Ainda segundo a agência, a medida prevalecerá até que “sobrevenham novas informações que permitam concluir pela segurança jurídica e técnica” da manutenção da deliberação que autorizou a importação.
Relator da matéria, o diretor Alex Machado Campos disse que a perda de legitimidade da Precisa Medicamentos para atuar junto à Anvisa pode influenciar no cumprimento dos requisitos e condicionantes da importação.
“A decisão levou em conta ainda notícias de que documentos ilegítimos podem ter sido juntados ao processo de importação, o que pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população nacional”, concluiu a Anvisa.

Brasil vence Zâmbia por 1 a 0 e enfrenta Canadá nas quartas de final do futebol feminino

 

Com o resultado, as brasileiras se classificaram na segunda colocação do grupo F, com 7 pontos. (Foto: Reprodução)

 

 A seleção feminina de futebol brasileira venceu a equipe de Zâmbia por 1 a 0 na manhã desta terça-feira (27), no encerramento da primeira fase das Olimpíadas de Tóquio.

O Brasil teve uma jogadora a mais desde os 12 minutos do primeiro tempo durante toda a partida, mas não converteu a superioridade numérica num placar elástico.

O único gol da partida foi marcado por Andressa Alves, de falta, aos 18 minutos da primeira etapa.

Com o resultado, as brasileiras se classificaram na segunda colocação do grupo F, com 7 pontos.

A pontuação é a mesma da Holanda, mas as europeias levam vantagem no saldo de gols (13 a 6). O adversário das quartas de final será o Canadá, às 5h de sexta-feira (30).

O JOGO

Depois de entrar bem nas duas primeiras rodadas, Andressa Alves recebeu hoje sua primeira chance como titular nas Olimpíadas e não decepcionou. Além do gol marcado em cobrança de falta impecável, a meia-atacante contribuiu com um terço das finalizações do Brasil no primeiro tempo, inclusive uma na trave, e foi opção de passe durante todo o tempo, com mais facilidade que as companheiras para se livrar da marcação e arriscar. Foi substituída aos 35 minutos da etapa complementar como a melhor em campo.

MUDANÇAS

Pia Sundhage escalou o time com seis mudanças em relação às duas primeiras rodadas e sofreu com a falta de entrosamento e organização da equipe ao longo da partida.

Mesmo com uma jogadora a mais durante 88 minutos, não houve inspiração para construir um placar maior, isso além do risco de lesões com uma formação que não vai se repetir e diante de um adversário que não impôs preocupação defensiva. Algumas jogadoras ganharam minutos e só isso.

A ADVERSÁRIA

Zâmbia tinha sete gols marcados nas duas primeiras rodadas das Olimpíadas, o que significa que poderia impor dificuldades ao Brasil. Logo no comecinho as primeiras chances foram delas, em duas boas defesas de Bárbara. Mas não demorou para esse panorama sofrer mudança. E que mudança! Começou numa boa jogada de Jucinara e Bia Zaneratto defendida pela goleira Nali e desembocou na expulsão da zagueira Mweemba por uma falta em Ludmila quase na linha de entrada da área. A árbitra Yoshimi Yamashita precisou de auxílio do VAR para expulsar a africana aos 12 minutos do primeiro tempo.

O prejuízo de Zâmbia não ficou por aí: a goleira Nali se lesionou na dividida com Ludmila, saiu, e Andressa Alves abriu o placar na cobrança da falta deste lance. Aí o jogo mudou totalmente, com domínio completo do Brasil, que se organizou num 4-3-3 com Marta pela direita do ataque. Num jogo cheio de paralisações — inclusive para a substituição de Bia Zaneratto após dividida de cabeça — que rendeu insólitos 14 minutos de acréscimos, a Zâmbia se fechou e o Brasil não conseguiu fazer fluir seu jogo pela falta de entrosamento que gerou muitos passes errados.

Pia tirou Formiga e Marta no intervalo já pensando no mata-mata, mas esse Brasil rejuvenescido não conseguiu mudar muito a situação, com insistência em bolas longas nas costas da marcação da Zâmbia e pouca ação na área. O volume melhorou com a entrada de Debinha já aos 35 minutos, mas nenhuma chance de gol foi criada.

BRASIL

Bárbara; Letícia Santos, Poliana (Bruna Benites, aos 19/2ºT), Rafaelle e Jucinara; Formiga (Julia, no intervalo), Angelina, Andressa Alves (Debinha, aos 35/2ºT) e Marta (Duda, no intervalo); Bia Zaneratto (Giovana, aos 27/1ºT) e Ludmila (Geyse, aos 19/2ºT). T.: Pia Sundhage

ZÂMBIA

Nali (Musole, aos 17/1ºT); Belemu, Agness Musasi, Mweemba e Martha Tembo; Lungu, Kundananji (Evarine Katongo, aos 47/2ºT), Chitundu (Vast Phiri, aos 17/1ºT), Chanda e Lubandji; Babra Banda. T.: Bruce Mwape

Local: Estádio Saitama, em Saitama (Japão)
Árbitra: Yoshimi Yamashita (Japão)
Cartão amarelo: Angelina (Brasil)
Cartão vermelho: Mweemba (Zâmbia)
Gol: Andressa Alves, aos 18/1ºT (1-0)

Prefeitura de afogados da Ingazeira entregou notebooks para auxiliar nas ações da Assistência Social

O prefeito de Afogados Ingazeira, Alessandro Palmeira, acompanhado do vice, Daniel Valadares, entregou nesta segunda-feira quatro notebooks e um computador para ajudar nas ações desenvolvidas pela Secretaria de Assistência Social.

Os novos notebooks e o computador irão auxiliar o trabalho desenvolvido pelo programa Bolsa Família e pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, local onde ocorreu a entrega. Os equipamentos foram adquiridos com recursos federais e irão contribuir no trabalho das equipes.

“Esta ação faz parte de um processo que estamos desenvolvendo de melhoria nas condições de trabalho de nossas equipes, das diversas secretarias, e que tem o objetivo de possibilitar uma melhor prestação de serviço ao povo, que é o nosso verdadeiro patrão,” destacou Alessandro Palmeira durante a entrega, que contou com as presenças da secretária de Assistência, Madalena Leite, o seu adjunto, Arlindo Júnior, e as coordenadoras dos diversos programas sob a coordenação da assistência social.

Jarbas usou recursos da educação para pagar aposentados por cerca de 20 anos

Foto: divulgação

O site oficial do Tribunal de Contas do Estado apontou, ontem, o ex-governador Jarbas Vasconcelos (MDB) como responsável pelo uso dos recursos da educação para pagar aposentados e pensionistas por mais de 20 anos, a partir de 2001.

A culpa, segundo o TCE, seria de uma lei editada pelo governo de Jarbas. O TCE chegou a afirmar, textualmente, que a lei que retirou os recursos da educação foi “de iniciativa do então Governador Jarbas Vasconcelos”.

Na verdade, segundo o blog apurou, quem levou Jarbas a cometer esse tropeço foi o atual deputado Raul Henry, presidente estadual do MDB, que na época era o secretário de Educação.

Após dois incidentes com tubarão em 15 dias, trecho de praia em Piedade é interditado para banho

O trecho de praia em Piedade onde ocorreram dois incidentes com tubarão em 15 dias, sendo o mais recente no último domingo (25) e o anterior com vítima fatal, em 10 de julho, está interditado para banho de mar por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira (27). 

A determinação consta em decreto publicado no Diário Oficial do município pela Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife [leia a íntegra no final do texto]. 

Segundo informações do Portal Folha PE, no decreto, a medida que foi tomada pela primeira vez no litoral pernambucano em razão de ocorrências com tubarão, vale enquanto forem feitos estudos e pesquisas para descobrir os “recentes e frequentes ataques de tubarão na área” e tendo em conta a “grave reincidência histórica”.

O trecho de orla considerado pelo decreto tem aproximadamente 1,6 quilômetro e vai da Igrejinha de Piedade ao Barramares Hotel. 

“O trecho de área objeto da interdição será objeto de intensa fiscalização e sinalização para orientação dos banhistas”, cita o decreto assinado pelo prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira.

A fiscalização do trecho será realizada pela Guarda Civil Municipal, com apoio das Forças de Segurança do Estado.

Ocorrências: No último domingo (25), o banhista Everton dos Reis Guimarães, de 32 anos, foi vítima de um incidente com tubarão na altura da Igrejinha de Piedade. Ele sofreu lesões na parte posterior da coxa esquerda e nos glúteos provocadas pela mordida do animal.

Logo após o incidente, Everton foi atendido por salva-vidas que estavam no local e realizaram os primeiros socorros. Ele foi encaminhado ao Hospital da Aeronáutica, em Jaboatão, e posteriormente transferido para o Hospital da Restauração, onde foi submetido a uma cirurgia logo após dar entrada na unidade. 

Depois do procedimento, ele ficou algumas horas internado em uma área de observação e foi transferido para a enfermaria. Ainda não há previsão de alta médica para ele.

Duas semanas antes, em 10 de julho, Marcelo Rocha Santos, 51 anos, morreu após ser mordido por um tubarão tigre, no mesmo ponto da praia de Piedade. 

Com os dois registros em julho, subiu para 67 o número de casos de incidentes com tubarão notificados em Pernambuco pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (Cemit) desde 1992.

Íntegra do decreto

DECRETO Nº 79 , DE 26 DE JULHO DE 2021

Ementa: Dispõe sobre a interdição temporária de trecho da orla da praia de Piedade para banho de mar, enquanto realizados estudos e pesquisas em razão dos recentes e frequentes ataques de tubarão na área.

DECRETA:

Art. 1º Fica interditado por período indeterminado, para banho de mar, o trecho de praia do Município do Jaboatão dos Guararapes compreendido entre as seguintes coordenadas: – 8.17546, -34.91389 (“Igrejinha de Piedade”) e -8.15585, -34.90775 (“Barramares Hotel”), enquanto durarem os estudos e pesquisas relacionados aos últimos ataques de tubarão na área, tendo em conta sua grave reincidência histórica.

Parágrafo único – o trecho de área objeto da interdição será objeto de intensa fiscalização e sinalização para orientação dos banhistas.

Art. 2º A fiscalização da área será realizada pela Guarda Civil Municipal, com apoio das Forças de Segurança do Estado competentes.

Art. 3º O presente Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

Jaboatão dos Guararapes, 26 de julho de 2021.

ANDERSON FERREIRA RODRIGUES

Prefeito

“Nova política do Bolsonaro é ficar refém do centrão?”, provoca Lula

Nesta manhã, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), um dos líderes do centrão e ex-aliado de Lula, anunciou que aceitou o convite de

 

O petista ainda ironizou pedidos para que, em nome de uma união contra Bolsonaro em 2022, ele aceite ser candidato a vice. (Foto: Reprodução)

 

Principal rival de Jair Bolsonaro para as eleições de 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aproveitou a aproximação do Planalto com o centrão para criticar a contradição no discurso do atual mandatário.

“E o Bolsonaro que ficava falando que ia acabar com a ‘a velha política’… Qual é a nova política dele? Ficar refém do centrão? Não cumpriu uma coisa que ele falou”, escreveu Lula em rede social, onde divulgou também uma entrevista concedida à Rádio Difusora de Goiás.

Nesta manhã, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), um dos líderes do centrão e ex-aliado de Lula, anunciou que aceitou o convite de Bolsonaro para assumir a Casa Civil.

O ex-presidente petista, que também governou com apoio de congressistas do centrão, ainda mencionou a mensagem de Fabrício Queiroz, que se queixou de aliados de Bolsonaro e escreveu em rede social “minha metralhadora tá cheia de balas. kkkk”. Queiroz é apontado com operador de esquema da rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) na Assembleia do Rio.

“Falava tanto de corrupção… Ainda ontem a noite eu vi o Queiroz ameaçando ele”, afirmou Lula.

O petista ainda ironizou pedidos para que, em nome de uma união contra Bolsonaro em 2022, ele aceite ser candidato a vice.

“Quem tá pedindo pra eu ser candidato a vice deveria se lançar candidato a presidente…”, escreveu. “Quem quiser evitar polarização, se candidate. É simples. Eu lembro que em 89 entrei como azarão, disputando com 12 candidatos. E fui pro 2º turno… Cada partido que tiver incomodado, basta lançar candidato.”

Lula exaltou papel do vice um dia após Bolsonaro se queixar do vice-presidente, general Hamilton Mourão, e dizer que por vezes ele atrapalha.

“Um candidato a vice precisa ser parceiro. De confiança. Se eu for candidato, quero um vice que dê complementariedade nas funções do governo. Quero um vice atuante. E que seja uma pessoa que eu gosto, que eu vá dormir tranquilo. Sabendo que ele também vai cuidar do país”, disse.

O convite de Bolsonaro para que Ciro Nogueira vá para a principal pasta do Palácio do Planalto é a jogada mais robusta que o presidente fez até aqui para assegurar o apoio de partidos e da base de congressistas ao seu governo.

Aliados também esperam que Ciro Nogueira costure as alianças políticas necessárias para a campanha de reeleição de Bolsonaro.
Sobre o ex-presidente, Ciro já chegou a dizer que “Lula foi o melhor presidente da história, principalmente para o Piauí e Nordeste”. O senador mudou radicalmente o seu discurso a respeito de Bolsonaro, que já foi correligionário e colega de Câmara dos Deputados.

“O Bolsonaro eu tenho muita restrição, porque é um fascista, tem um caráter fascista, preconceituoso, é muito fácil você ir para a televisão, dizer que vai matar bandido. É um discurso muito fácil, mas isso não é para a Presidência da República”, disse Ciro Nogueira em uma entrevista de 2017 ao Programa Agora, da Rede Meio Norte, a mesma em que elogiou Lula.

Ao trazer o senador para o coração do governo, Bolsonaro sela seu casamento com o centrão -grupo de legendas fisiológicas que, na campanha de 2018, era frequentemente criticado pelo então presidenciável.

O episódio que marcou o discurso contra a velha política na campanha foi protagonizado pelo atual ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Augusto Heleno.

“Se gritar pega centrão, não fica um, meu irmão”, cantou o general num ato partidário de 2018. Em sua versão, ele canta “centrão” no lugar de “ladrão”, que consta na letra original composta por Ary do Cavaco e Bebeto Di São João.

Pouco mais de dois anos depois, o discurso mudou radicalmente. “Eu nasci de lá [do centrão]”, afirmou Bolsonaro nesta quinta-feira (22), também em entrevista. “Eu sou do centrão.”

Atualmente, pesquisas indicam aumento na reprovação do governo e favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o pleito do próximo ano.

Lula cravou 58% a 31% em simulação de segundo turno, segundo a pesquisa mais recente do Datafolha.

 (FOLHAPRESS)

Jornalista vai pagar uma multa de R$ 8 mil, além de ter que retirar o conteúdo da matéria sob pena de multa diária de R$ 500,00. Valor será revertido a entidades que cuidam de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O blogueiro Magno Martins foi condenado pela Justiça de Pernambuco por danos morais contra o diretório estadual Partido Socialista Brasileiro (PSB-PE).  O jornalista terá que pagar uma quantia de R$ 8 mil, além de retirar do seu blog e perfil nas redes sociais a matéria intitulada João é a favor ou contra Bolsonaro?, veiculada no dia 27 de julho de 2020, sob pena de multa diária arbitrada no valor de R$500,00, limitada a R$ 8 mil. O partido vai reverter todo o valor da ação em doação a instituições que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social. 

Na decisão, a Justiça aponta que Magno faltou com a verdade ao fazer acusações contra o partido sem apresentar nenhuma prova ou qualquer indício que sustentasse a sua fala. 

“Reputo que o comentário realizado na matéria veiculada pelo blog constitui conteúdo dissociado do quanto foi noticiado nas reportagens de onde se alicerçou, não consistindo em uma informação, mas sim uma emissão de juízo de valor depreciativa e ofensiva à imagem da agremiação autora”, relata a ação judicial. 

A sentença destaca, ainda, que a notícia veiculada não se restringiu como sugere a prática do bom jornalismo “apenas a retratar ou narrar os fatos tais quais acontecidos e objeto de apuração, e nem a formular uma crítica com esteio nestes fatos investigados”. 

Na matéria, veiculada às vésperas do pleito eleitoral de 2020, o blogueiro afirmou, de forma caluniosa,  que o PSB “tem dois fundos, o partidário e o com recursos desviados da Covid, alvos de investigações pela Polícia Federal”, diz um trecho da postagem condenada lê-la Justiça.

O PSB reitera seu compromisso com a liberdade de expressão e imprensa, mas repudia a tentativa de distorção da verdade dos fatos.

Leia a sentença que condenou o blogueiro clicando aqui.

 

Após análise das câmeras de segurança do prédio de Joice Hasselmann, os agentes da Polícia Legislativa da Câmara não encontraram imagens de estranhos no condomínio em Brasília onde a deputada mora e alega ter sido vítima de atentado.

 

Não foram constatados nenhuma anormalidade até a última verificação, que foi feita na noite desta segunda (26). O caso ocorreu no dia 18 deste mês e, foram analisadas as imagens de dias anteriores e posteriores, sendo descartada qualquer possibilidade de estranhos no local e no sexto andar, onde Hasselmann mora.

A deputada sofreu fraturas em diversos locais do corpo, como costela, no rosto, cortes e diversos hematomas pelo corpo. Ainda nesta segunda (26), Joice prestou depoimento à polícia e foi encaminhada para fazer um exame de corpo de delito no IML. Um laudo sobre o assunto deve ser divulgado nesta terça (27) ou quarta (28) pela Polícia Legislativa da Câmara. 

Após veto do grupo de Jarbas à candidatura de Miguel Coelho ao Governo de Pernambuco, FBC busca o MDB nacional

DIVULGAÇÃO

Depois de afirmar, na última semana, que a discussão sobre o lançamento de uma candidatura do MDB ao governo de Pernambuco ainda iria render, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) deu mais um indício de que não aceitará inerte a decisão do grupo do senador Jarbas Vasconcelos de manter a legenda na base do PSB no Estado. Nesta segunda-feira (26), a assessoria de imprensa do parlamentar divulgou que ele tem uma reunião com o presidente nacional da sigla, o deputado federal Baleia Rossi, marcada no início de agosto para tratar sobre o tema.

O grupo de FBC rompeu com o PSB em 2017 e desde 2018 trava uma luta intensa para levar o partido para a oposição em Pernambuco. Nas eleições em que o governador Paulo Câmara (PSB) foi reeleito, inclusive, essa tentativa de retirar o partido da Frente Popular foi parar na Justiça, que acabou favorecendo o atual presidente da agremiação, o deputado federal Raul Henry.

Neste ano, Miguel Coelho, Filho de FBC e prefeito de Petrolina, apresentou ao partido o seu desejo de disputar o Palácio do Campo das Princesas em 2022, mas Raul vetou a postulação, destacando como principal motivo para a decisão a proximidade dos Coelho com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). FBC é líder do governo Bolsonaro no Senado.

Hoje, os Coelho iniciaram uma série de vistas a municípios do Estado para, segundo a assessoria de imprensa de FBC, “renovar parcerias e discutir o cenário político para as eleições de 2022”.

 

Ex-senador João Rocha morre de covid-19 aos 80 anos

O ex-senador João da Rocha Ribeiro Dias morreu nesta segunda-feira (26), aos 80 anos, por complicações da covid-19. Ele estava internado há uma semana na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás, onde já chegou em estado grave e foi entubado.

João Rocha nasceu em 15 de janeiro de 1941 em Ribeiro Gonçalves, no Piauí. Formado em Direito, foi ex-diretor da Organização Jaime Câmara, grupo goiano de Comunicação, com atuação em diversos veículos, associações e sindicatos da imprensa. Foi também conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Goiás (OAB-GO), em 1986, e diretor da Associação Comercial e Industrial de Goiás (Acieg).

Defensor da criação de Tocantins, João Rocha foi eleito senador do estado em outubro de 1990 na legenda do Partido da Frente Liberal (PFL). Empossado em fevereiro de 1991, foi presidente da Comissão de Assuntos Econômicos em 1993 e, no ano seguinte, vice-líder do PFL.

O político também foi autor de várias obras, entre elas, A força de um ideal, em 1989.

João Rocha era casado com Débora Xavier Rocha, com quem teve três filhos.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) disse, ontem, lamentar a recepção dada por Jair Bolsonaro à deputada Beatrix von Storch, do partido alemão Alternativa para a Alemanha (AfD), e ao marido dela, em Brasília. Pelo Instagram da parlamentar, Bolsonaro aparece em foto abraçado aos dois, no Palácio do Planalto. O encontro, na semana passada, não estava previsto na agenda oficial.
Segundo a Conib, trata-se de partido extremista, xenófobo, cujos líderes minimizam as atrocidades nazistas e o Holocausto. “O Brasil é um país diverso, pluralista, que tem tradição de acolhimento a imigrantes. A Conib defende e busca representar a tolerância, a diversidade e a pluralidade que definem a nossa comunidade, valores estranhos a esse partido xenófobo e extremista”, completa o texto. Na Alemanha, Beatrix — neta de Johann Ludwig “Lutz” Graf Schwerin von Krosigk, ministro das Finanças de Adolf Hitler — é investigada pelo serviço de inteligência, acusada de propagar ideias neonazistas, xenófobas e extremistas.
Já o Instituto Brasil-Israel em nota, além de criticar, ironizou o encontro: “Ao contrário de uma união dos conservadores do mundo para defender os valores cristãos e a família, como sugeriu Bia Kicis, esses encontros estão mais para união de políticos de extrema-direita irrelevantes no cenário global. Um abraço de náufragos”, publicou.
A página Judeus Pela Democracia no Twitter também protestou: “Pela terceira vez em dias, a vice-presidente do partido extrema-direita alemão aparece com governistas brasileiros: presidente da CCJ (deputada Bia Kicis, PSL-DF), filho do presidente (deputado Eduardo Bolsonaro, psl-sp) e, agora, o presidente do Brasil posam sorrindo e citando semelhanças com o partido xenófobo alemão. Sem rodeios: nazistas”.
Ataque à imprensa
Na foto publicada nas redes sociais, Beatrix atacou a imprensa — “em contraste com o que a grande mídia retratou, ele é humilde, bem-humorado e amigável nas relações pessoais. O presidente é sem dúvida um homem marcado por profundas convicções, pela sua fé cristã e pelo seu profundo amor pela pátria” — e destacou: “Gostaria de agradecer ao presidente brasileiro a amistosa recepção e estou impressionada com sua clara compreensão dos problemas da Europa e dos desafios políticos de nosso tempo”.
No Instagram pessoal, Beatrix postou fotos apoiando a reeleição do ex-presidente Donald Trump ao usar suvenires da campanha e ao lado de Steve Bannon, maior ideólogo da extrema-direita atualmente.

Um vídeo publicado no Instagram de Wesley Safadão na tarde deste domingo (25) está causando polêmica nas redes sociais. Na gravação, o pastor André Vitor, amigo da família do cantor, aparece por trás de uma menina e, em determinado momento, abraça a garota e passa a mão por cima do biquíni dela. [veja vídeo ao final da matéria]

Após a repercussão, o vídeo já foi apagado do perfil de Safadão, mas viralizou no Twitter na manhã desta segunda (26). Na rede social, o nome do marido de Thyane Dantas foi parar nos assuntos mais comentados.

Procurado pela colunista Fábia Oliveira, do site O Dia, o pastor André Vitor disse que tudo é “uma grande loucura”.

Safadão, por sua vez, usou os stories do Instagram, na manhã desta segunda, para defender o amigo e frisar que ele é de total confinança de sua família.

“Não sei o que está acontecendo com o mundo de hoje. Essa internet está doente. Essa é a verdade. Estava falando com a minha assessoria que disse que iria emitir uma nota e pediu para eu não me pronunciar, mas eu não vou ficar bem se eu na for leal com a pessoa que mais me ajudou nessa minha vida. Uma pessoa que só edifica a minha vida e minha casa e que me aproxima de Deus […] Ele é uma pessoa que tenho como irmão. Uma pessoa de total confiança minha, da minha esposa e família. Esses juízes da internet condenam as pessoas sem ouvirem a sua versão. Vamos repensar. São vidas e profissões que estão do outro lado. A gente precisa espalhar mais amor e mais paz. […] “, disse. 

Veja vídeo:

Wesley Safadão sai em defesa de pastor que aparece em vídeo abraçando menina; Assista

O cantor Wesley Safadão saiu em defesa do pastor que apareceu em vídeo tentando abraçar e apalpar uma menina durante uma festa em sua casa. Nas imagens que viralizaram nas redes sociais e grupos de Whats APP, André Vitor se aproxima da criança sem ela notar, chega a colocar os braços ao seu redor, mas logo a menina se desvencilha. 

O vídeo viralizou nas redes sociais após internautas considerarem o comportamento de André inapropriado e invasivo. Em vídeo, Safadão afirmou que “a internet está doente”, ao defender o amigo, dizendo que deveria ser leal a ele, que é “de total confiança” de sua família. 

Diante da repercussão das imagens, o cantor apagou os vídeos que estavam em seu perfil, mas já circulam na internet junto com a indignação de muitas pessoas, que pedem um posicionamento do pastor. 

Assista:     Vídio

 

A Paraíba registrou, nesta segunda (26), 213 novos casos de Covid-19. Também foram confirmados 07 novos óbitos desde a última atualização, sendo 03 ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) ao ClickPB desde a última atualização, 21 (9,86%) são casos de pacientes graves e 192 (90,14%) são leves. 

Agora, a Paraíba totaliza 418.590 casos confirmados da doença, distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 1.102.694 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos confirmados neste boletim aconteceram entre os dias 20 e 25 de julho de 2021, todos em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 8.945 mortes. O boletim registra ainda um total de 291.593 pacientes recuperados da doença.

Bolsonaro muda discurso sobre fundão eleitoral e sinaliza apoio a R$ 4 bi, mas não explica operação

O montante — aprovado pelo Congresso Nacional — deve ser destinado para o financiamento de campanhas eleitorais no ano que vem.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (26) que deve vetar apenas um “extra” de R$ 2 bilhões do fundão eleitoral, sinalizou aceitar uma quantia próxima de R$ 4 bilhões, mas não explicou como pretende realizar a operação.

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, um grupo de simpatizantes parabenizou o mandatário pelo anúncio do veto ao fundo de R$ 5,7 bilhões. O montante — aprovado pelo Congresso Nacional — deve ser destinado para o financiamento de campanhas eleitorais no ano que vem.

“Deixar claro uma coisa. Vai ser vetado o excesso do que a lei garante. A lei […] quase R$ 4 bilhões o fundo, o extra de R$ 2 bilhões vai ser vetado. Se eu vetar o que está na lei, eu estou incurso em crime de responsabilidade. Espero não apanhar do pessoal aí como sempre”, disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores.

Na semana passada, em rede social, Bolsonaro escreveu: “Defendemos, acima de tudo, a harmonia entre os Poderes, bem como a sua autonomia. É partindo deste princípio que jogamos, desde o início, dentro das quatro linhas da Constituição Federal. Dito isso, em respeito ao povo brasileiro, vetarei o aumento do fundão eleitoral”, afirmou.

Antes, em entrevista à rádio Itatiaia, Bolsonaro indicou uma correção pela inflação — o montante aprovado pelo Congresso é quase o triplo do anterior. “Diz na lei [de criação do fundo] que a cada eleição o valor tem que ser corrigido levando-se em conta a inflação. E eu tenho que cumprir a lei.”

No final de 2019, poucas horas depois de sinalizar que vetaria o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para 2020, Bolsonaro recuou e acabou dando aval, argumentando que, do contrário, poderia ser alvo de um processo de impeachment.

Apesar da fala desta segunda-feira a apoiadores, não está claro como Bolsonaro poderia vetar apenas R$ 2 bilhões do que foi votado pelo Legislativo.

A previsão orçamentária foi incluída na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e estabelece que, para o pleito de 2022, o valor do fundão deve ser de ao menos R$ 5,7 bilhões.

Dessa forma, de acordo com técnicos ouvidos pela Folha, o presidente tem a opção de vetar integralmente o montante ou sancioná-lo.

Eventual veto de Bolsonaro ao fundão eleitoral tem potencial de provocar desgaste na relação do presidente com o centrão, que é a base de sustentação do governo no Congresso.

Nos últimos dias, porém, Bolsonaro selou uma aproximação ainda maior com o centrão ao escolher o senador Ciro Nogueira (PP-PI), um dos líderes do bloco, para comandar a Casa Civil.

O presidente se reuniria nesta segunda com Ciro Nogueira para oficializar a mudança, mas o encontro deve ser adiado sob a justificativa de atraso no voo em que o senador retornaria ao Brasil.

Bolsonaro tem algumas alternativas para cumprir sua promessa de vetar o fundão.

Pode cancelar os R$ 5,7 bilhões e enviar uma proposta de alteração da LDO com um valor menor. Ele também pode, depois do veto, encaminhar ao Congresso uma Lei Orçamentária com uma quantia intermediária.

A verba para o fundão chancelada pelos congressistas representa quase o triplo do que foi usado no pleito municipal de 2020 (R$ 2 bilhões) e nas eleições gerais de 2018 (R$ 1,7 bilhão).

Na semana passada, o mandatário anunciou que vetaria o dispositivo. O Congresso tem a prerrogativa de derrubar a decisão do presidente.

“Neste caso [do fundão de R$ 5,7 bilhões], como houve uma extrapolação, extrapolou o valor — foi muito acima do que ocorreu por ocasião das eleições de 2018, extrapolou — então eu tenho a liberdade de vetar e vamos vetar”, disse Bolsonaro na semana passada, em entrevista à rádio Itatiaia.

Agora, o presidente tem sobre sua mesa a tarefa de decidir se corrobora o discurso público dele e de aliados e veta o fundo inflado ou se engaveta essa retórica e atende ao desejo da maioria dos congressistas.

O fundo eleitoral inflado foi aprovado de forma acelerada pelo Congresso, em meio às discussões da LDO. O relatório do projeto da lei orçamentária foi apresentado na madrugada de 15 de julho, aprovado em comissão do Legislativo pela manhã e, depois, à tarde no plenário do Congresso.

Na conversa com apoiadores nesta segunda, Bolsonaro voltou a lançar suspeitas sobre as eleições de 2022. Sem apresentar qualquer prova para embasar sua declaração, ele disse que “está na cara que querem fraudar” o pleito.

“[A gente] não consegue entender por que os caras são contra uma maneira de você terminar as eleições e ninguém reclamar. Está na cara que querem fraudar… de novo. Geralmente quem tá no poder é que faz artimanhas, eu estou fazendo justamente o contrário”, disse.

Bolsonaro tem feito recorrentes afirmações falsas sobre as eleições no Brasil, com acusações infundadas de que pleitos passados foram fraudados e que ele só será derrotado em 2022 caso haja irregularidade semelhante — pesquisas recentes apontam o favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A principal estratégia do presidente é questionar a segurança das urnas eletrônicas, sistema usado desde 1996 e considerado eficiente e confiável por autoridades e especialistas no país.

O próprio Bolsonaro foi eleito para o Legislativo usando o sistema em diferentes ocasiões, assim como venceu o pleito para o Palácio do Planalto em 2018 da mesma forma.

Bolsonaro defende a adoção do voto impresso — segundo ele, auditável. Tramita no Congresso uma proposta nesse sentido, mas a ideia conta com oposição de uma coalizão de partidos, alguns deles da própria base de Bolsonaro.

Nesta segunda, ele trocou o termo auditável por voto democrático. “Democrático? Falar democrático que é melhor”, disse.

Mundo:

Mary Simon se torna a primeira governadora-geral indígena no Canadá

 (Foto: Sean Kilpatrick / POOL / AFP )

A defensora dos direitos dos nativos inuítes, Mary Simon, prestou juramento nesta segunda-feira (26) como 30º governadora-geral do Canadá. Originária de Nunavik, norte de Quebec, ela é a primeira mulher indígena a ocupar o cargo, em meio a um ajuste de contas com a história colonial do país. 
PUBLICIDADE
“Me sinto honrada, humilde e pronta para ser a primeira governadora-geral indígena do Canadá”, disse Simon em seu primeiro discurso oficial em uma cerimônia no Senado em Ottawa, com a presença do primeiro-ministro Justin Trudeau. 
“Vou me esforçar para construir pontes entre as diversas origens e culturas que reflitam a singularidade e a promessa de nosso grande país”, acrescentou a senhora de 74 anos, que se torna a representante oficial da Rainha Elizabeth II no Canadá.
Em seu discurso, Simon também defendeu o meio ambiente e a reconciliação com os povos indígenas. 
A ex-jornalista e ex-presidente da organização Inuit Tapiriit Kanatami conversou com a Rainha Elizabeth II na semana passada por videoconferência. 
Sua nomeação por cinco anos como representante do vice-reino, responsável por dar pareceres reais, executar atos aprovados pelo Parlamento e liderar as Forças Armadas canadenses, ocorre em um período difícil nas relações do país com as chamadas Primeiras Nações Aborígines. 
A recente descoberta de mais de 1.000 túmulos não identificados em antigos internatos indígenas comoveu o Canadá, gerando raiva e tristeza nas comunidades indígenas.

EUA mantém restrições a viagens internacionais por variante Delta do coronavírus

 (Foto: Reprodução/Pixabay)

Os Estados Unidos vão manter as restrições em vigor para as viagens internacionais, apesar dos pedidos de reciprocidade da União Europeia, quando os casos da variante Delta da Covid-19 aumentam no país e no resto do mundo.
“Vamos manter as restrições existentes”, disse nesta segunda-feira (26) a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.
“A variante Delta, mais contagiosa, está se espalhando tanto aqui como no exterior”, declarou.
Ela acrescentou que é provável que a tendência de aumento de casos continue “nas próximas semanas” e reiterou que isso afeta principalmente as pessoas não vacinadas.
Em suas últimas advertências, os Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC) recomendaram evitar viagens a Espanha e Portugal, dois destinos populares dos turistas americanos, devido ao aumento de casos de Covid.
Os Estados Unidos emitiram a mesma recomendação para o Chipre uma semana depois de ter feito o mesmo com as viagens à Grã-Bretanha, principal destino internacional dos americanos depois do México e do Canadá em 2019.
Quando foi questionada sobre como as restrições de viagens ajudariam, Psaki respondeu: “Sim, é a variante dominante nos Estados Unidos. Isso não significa que ter mais pessoas com a variante Delta seja o passo certo”.
Os Estados Unidos restringiram as viagens da União Europeia, Reino Unido, China e Irã há mais de um ano devido à pandemia de Covid-19 e depois incluíram outros países, como Brasil e Índia.
Em junho, a União Europeia se abriu para os viajantes dos Estados Unidos, exigindo geralmente um certificado de vacinação ou testes negativos do coronavírus, sob a pressão de nações dependentes do turismo como Grécia, Espanha e Itália, que temiam outro ano problemático.
Os líderes da UE pediram aos Estados Unidos que mostrem reciprocidade. Em 15 de julho, o presidente americano Joe Biden disse que teria uma resposta sobre essa questão “nos próximos dias”, após os apelos da chanceler alemã Angela Merkel.
Os Estados Unidos fazem algumas exceções generalizadas, como para estudantes, acadêmicos, jornalistas e empresários, mas os líderes europeus reclamam que a regulamentação incomoda as pessoas comuns e dificulta o comércio transatlântico.

Cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). À esquerda, o vice, general Hamilton Mourão.

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta segunda-feira (26) sobre sua relação com o vice-presidente Hamilton Mourão. O mandatário comparou o general a um “cunhado” e relatou que ele possui uma “independência muito grande” que por vezes acaba atrapalhando. 
“O Mourão faz o seu trabalho, tem uma independência muito grande. Por vezes aí atrapalha um pouco a gente, mas o vice é igual cunhado, né. Você casa e tem que aturar o cunhado do teu lado. Você não pode mandar o cunhado embora. Então, estamos com Mourão, sem grandes problemas, mas o cargo dele é muito importante para agregar aí. Dele, não. O cargo de vice é muito importante para angariar simpatias quer seja para candidatura à Presidência, governador ou prefeito”, apontou em entrevista à Rádio Arapuan.
Bolsonaro falou ainda que a escolha de sua composição de bancada, assim como a de vice, ocorreu em cima da hora em 2018. “A escolha do meu vice foi muito em cima da hora. Assim como a composição da bancada, especial para deputado federal. Muitos parlamentares depois de ganhar as eleições com nosso nome, transformaram-se em verdadeiros inimigos nossos. Então, a gente não quer sofrer desse mesmo problema por ocasião das eleições do ano que vem, caso eu venha candidato a presidente, obviamente. Não estou batendo o martelo que serei, nem que não serei. O vice é uma pessoa importantíssima para agregar simpatias. Alguns falam que um bom vice ia ser de Minas Gerais, ou de um estado do Nordeste, ou uma mulher ou de perfil mais agregador pelo Brasil. Isso está no radar de qualquer candidatura majoritária no Brasil”, concluiu.
Desde o começo do ano, a relação entre Bolsonaro e Mourão ficou ainda mais estremecida após em janeiro, o vice ter indicado a jornalistas que o presidente colocaria em prática uma reforma ministerial e que uma das trocas que deveriam ocorrer era no Ministério das Relações Exteriores, com Ernesto Araújo deixando o cargo. O mandatário rebateu secamente a ideia dizendo que o governo não precisa de ‘palpiteiros’. 
Um segundo acontecimento ajudou a aprofundar a crise quando um assessor do general alertou o chefe de gabinete de um parlamentar sobre a possibilidade de o Congresso ter de começar a se preparar para analisar um pedido de impeachment contra o comandante do Palácio do Planalto. Mourão exonerou o assessor envolvido no caso, Ricardo Roesch Morato, Filho e reforçou que ‘jamais vai trabalhar contra Bolsonaro’.
A demonstração mais recente da falta de sintonia entre Bolsonaro e Mourão foi o episódio envolvendo o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. O mandatário fez o possível para livrar o general de uma punição do Exército após a presença dele em uma manifestação a favor do governo. Organizou até uma reunião, sem convidar o vice, com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, e o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, para defender Pazuello.
Em contrapartida, Mourão não escondeu o incômodo com a participação do ex-ministro no ato político. Conforme disse, o Exército precisaria dar uma resposta para não banalizar a participação de integrantes das Forças Armadas em outros atos políticos para “evitar que a anarquia se instaure”.
Desde então, ele havia sido excluído de reuniões ministeriais. Sete meses depois, o presidente enfim o chamou para participar de um encontro com representantes da Esplanada.

Com salários acima de R$ 2,6 mil, Prefeitura de Salgueiro, em Pernambuco, abre seleção simplificada

REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW

Estão abertas, a partir desta segunda-feira (26), as inscrições para a seleção simplificada da Prefeitura de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. O objetivo do certame é a contratação temporária de profissionais para atuação na rede municipal de educação. Ao todo, são ofertadas 60 vagas, com salários que passam de R$ 2,6 mil. Dentre as vagas, pelo menos, 5% é reservado a pessoas com deficiência (PCD).

Inscrições

Para se inscrever, os interessados devem acessar o site da Prefeitura, preencher o formulário de inscrição, disponível no edital, além do caderno de apresentação dos documentos e apresentá-los presencialmente, juntamente com cópia de documentos, como RG e CPF, na Secretaria Municipal de Educação, localizada na Rua Inácio de Sá, nº 149, Santo Antônio, no horário das 8h às 17h. As inscrições seguem até o dia 30 de julho de 2021. As vagas são para professores.

As pessoas com deficiência deverão ainda entregar um laudo médico, original e expedido no prazo máximo de um ano antes do término das inscrições, atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID), bem como a provável causa da deficiência.

O processo seletivo será composto por análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório. Além disso, de acordo com o edital, publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial dos Municípios de Pernambuco, a seleção inicialmente terá prazo de duração 12 meses, ou seja, um ano, e pode ser prorrogada uma vez por igual tempo.

Resultados

A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 3 de agosto de 2021. Após o período de envio e julgamento de recursos, o resultado final tem previsão de ser divulgado no dia 6 de agosto. Ainda segundo o edital, o resultado final da seleção será divulgado na internet por meio do endereço eletrônico www.salgueiro.pe.gov.br e no Diário Oficial dos Municípios, sendo de exclusiva responsabilidade do candidato acompanhar comunicados, convocações e o resultado final da seleção.

A saga continua:
Joice Hasselmann diz que encontrou objeto suspeito em sua residência

 (foto: Redes Sociais/Reprodução)

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou, nesta segunda-feira (26), que encontrou um objeto que não pertence a ela nem ao marido em sua casa. A deputada sofreu agressões durante uma possível invasão na sua residência. A Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados e a Polícia Civil investigam o caso.
De acordo com Joice, o objeto foi achado minutos antes da coletiva de imprensa, convocada por ela, no último domingo (25). Ela não detalhou o que seria o objeto. 
“Eu encontrei o objeto arrumando a sala para a coletiva de ontem. Foi um pouco antes de vocês chegarem. Nós guardamos e um dos agentes recolheu. Ele não tocou no objeto, colocou em um saquinho plástico e foi entregue para a polícia”, disse. “Não é um objeto que estava sujo de sangue, que tem marcas de sangue, nem nada disso. É simplesmente um objeto que não pertence a absolutamente ninguém da minha casa”, completou. 
A deputada também deixou claro que acredita que o agressor ou o mandante do crime é parlamentar. Ela ainda disse que “confia na PF” mas, sente medo, da interferência do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na instituição.
As declarações foram feitas nesta segunda-feira (26), na saída da 2° Delegacia da Polícia Civil, na Asa Norte, em Brasília. 
Joice afirma que, na madrugada de 18 de julho, acordou com marcas de sangue no chão do apartamento onde mora, em Brasília. Ela diz que não se lembra do que ocorreu. 
A parlamentar percebeu que estava com dois dentes quebrados e um corte no queixo. Um hospital de Brasília constatou que Joice também teve cinco fraturas no rosto e na costela.

Segundo o Ministério da Educação, é de responsabilidade do candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a conferência das informações.

O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 3 de agosto, com período para comprovar as informações de 3 a 11 de agosto. (Foto: Walla Santos)

Até a próxima quarta-feira (28), os candidatos selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) deverão comprovar as informações prestadas na ficha de inscrição junto à instituição em que foi pré-selecionado. 

Segundo o Ministério da Educação, é de responsabilidade do candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a conferência das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.

Segunda chamada
O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 3 de agosto, com período para comprovar as informações de 3 a 11 de agosto.

Lista de espera
Candidatos não selecionados na primeira e segunda chamadas poderão manifestar interesse pela lista de espera, nos dias 17 e 18 de agosto.

Bolsas
De acordo com o MEC, nesta edição foram ofertadas 134.329 bolsas. São 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais, em 10.821 cursos ministrados em 952 instituições de ensino superior da rede privada.

Critérios
Para concorrer a bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. No caso de bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos, por pessoa.

Cronograma Prouni 2021/2
Comprovação das informações da primeira chamada: 20 a 28 de julho

Resultado da segunda chamada: 3 de agosto

Comprovação das informações: 3 a 11 de agosto

Inscrições na lista de espera: 17 e 18 de agosto

Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto

Comprovação das informações da lista de espera: 23 a 27 de agosto