Monthly Archives: junho 2021

Assim como esposa em junho, empresário Gilberto Melo é assassinado 

 

O empresário Gilberto Melo, proprietário da LB Móveis e Eletros acaba de ser assassinado em Tabira. Ele foi morto a tiros perto de seu estabelecimento comercial no centro de Tabira.

Esposa também morta

A morte de Gilberto não foi a primeira ocorrida, neste ano, na família. Empresário é morto a tiros, mas no último mês de julho, a esposa dele Gláucia Ricarte Nunes de Melo, de idade não informada, foi assassinada também a tiros numa fazenda que fica no Sítio Oitis, na zona rural de Tabira.

Juntos, Gilberto e Glaucia eram proprietários da loja de móveis no centro da Cidade das Tradições  na Avenida Raul Pereira Amorim. Com origem em Água Branca, a família tinha negócios há anos em Tabira.

O corpo de Gilberto deu entrada a pouco no Hospital de Tabira já sem vida. A Polícia está em diligências e agora investiga se as duas mortes tem relação. Também não havia informado o curso das investigações da morte de Glaucia, alegando sigilo. O casal deixou dois filhos.

Fachada do edifício sede do Superior Tribunal de Justiça (STJ)

Capturas de telas obtidas a partir de conversas no WhatsApp Web não podem ser usadas como provas em processos. Essa foi a decisão reafirmada pela Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) neste mês.
Em março, a Corte deu parecer semelhante. O caso referia-se a dois réus acusados de corrupção. Segundo os autos do processo, telas salvas do aplicativo de conversas foram entregues por um denunciante anônimo — fato contestado pela defesa dos acusados.
O colegiado entendeu que a ferramenta permite a inclusão de novas mensagens e a exclusão de conversas antigas e recentes. “As mensagens obtidas por meio do print screen da tela da ferramenta WhatsApp Web devem ser consideradas provas ilícitas e, portanto, desentranhadas dos autos”, afirmou o ministro Nefi Cordeiro, relator.
Lucas Maia, advogado especialista em direito civil e processo civil, explica que não se trata de uma decisão inédita. “A jurisprudência [conjunto de decisões sobre um tema específico] do STJ, em matéria criminal, já orienta nesse sentido há algum tempo”, explicou.
O advogado também esclareceu que o Judiciário, ao identificar a insegurança de algum elemento de prova do processo, pode considerá-lo inválido.“Existem outras formas de produzir provas contundentes a partir do WhatsApp, exportando o arquivo da conversa para um e-mail e submetê-lo a perícia digital para confirmar a autenticidade dos dados”, exemplificou.
“No entanto, decisões de outros tribunais consideraram conversas do aplicativo como provas. Logicamente, é necessário colocar os meios para demonstrar a validade do diálogo. Aliadas a outros tipos de provas lícitas, podem ser admitidas, como aponta dispositivos do Processo Civil”, disse.

A jovem é natural da cidade de Triunfo, na Paraíba, e deu entrada na Frei Damião no dia 25 de maio, procedente do Hospital Regional de Cajazeiras, onde recebeu os primeiros atendimentos.

A homenagem foi organizada pela diretora técnica da maternidade, Andréa Correia. (Foto: Reprodução)

Intubada há 20 dias por causa da Covid-19, na maternidade Frei Damião, em João Pessoa, a jovem Lorhana Lisboa Ribeiro acordou na noite dessa quinta-feira (17) e nesta sexta-feira (18), quando está completando 26 anos, foi recebida com música. A jovem é natural da cidade de Triunfo, na Paraíba, e deu entrada na Frei Damião no dia 25 de maio, procedente do Hospital Regional de Cajazeiras, onde recebeu os primeiros atendimentos. 

A homenagem foi organizada pela diretora técnica da maternidade, Andréa Correia. Depois de cantar os parabéns, ao som violão tocado pela obstetra Ceres Bandeira, a jovem também ouviu uma das músicas que ela cantou numa live antes de adoecer: Tá chorando por quê?,  –  banda Preto No Branco – , emocionando a todos que estavam na UTI, inclusive a própria Lorhana, que não conseguiu conter as lágrimas e por várias vezes tentou cantar.

“Para aqueles que têm fé, isso aqui representa um presente de Deus em nossas vidas. Ele levantou a minha filha e lhe deu mais uma chance de vida. E só tenho que dizer: obrigada meu Deus por mais essa benção em nossas vidas”, disse a gerente de Recursos Humanos Lia Lisboa Leal, mãe de Lorhana e que não conseguiu controlar a emoção e a todo tempo ficou segurada na mão da filha, enquanto as músicas eram tocadas e cantadas.

A diretora geral da maternidade Frei Damião, Selda Gomes, afirmou que uma cena como essa representa a vitória da vida “e nos mostrar que não podemos, jamais, perder as esperanças de que tudo isso vai passar e nós poderemos ter uma vida normal”, completou.

“Para nós que fazemos saúde pública e cremos na existência de um ser supremo que nos governa e tudo pode, isso que estamos presenciando aqui é a força e o poder de Deus em nossas vidas e para aqueles que creem isso é benção, é graça, é vitória. Então o momento é de alegria, mas também de agradecimento “, disse Andrea Correia. 

A obstetra Ceres Bandeira, que sempre está prestigiando com seu talento ao violão, enfatizou que poder vivenciar momentos como esse enche os corações de alegria e dá fôlego para seguir adiante na luta em prol da vida e tendo a oportunidade de vivenciar o retorno dessas mães ao aconchego dos seus lares.

O Comitê Gestor da Prefeitura de Olinda decidiu, nesta sexta-feira (18), seguir o novo decreto divulgado pelo Governo do Estado, que entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (21). Desta forma, o comércio nas praias poderá funcionar até 18h nos dias de semana; já o calçadão e a ciclofaixa estarão disponíveis para a população até 22h (dias de semana) e 21h (nos finais de semana). O município também decidiu que os parques públicos funcionarão até 20h, todos os dias da semana. 
Confira as regras que entram em vigor a partir de segunda (21): 
1. O presente decreto regulamenta as atividades indicadas no Plano de Flexibilização das Atividades Econômicas e Sociais, referente aos dias 21/06/2021 a 04/07/2021, editado pelo Governo do Estado de Pernambuco, sempre no objetivo de resguardar a saúde e a vida das pessoas.
2. As empresas responsáveis pelas atividades regulamentadas neste decreto deverão obedecer ao disposto nos respectivos planos de convivência, divulgados pelo Governo do Estado de Pernambuco, com seus pertinentes protocolos gerais e específicos de segurança, baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação, para evitar o contágio das pessoas pelo novo coronavírus.
3. O comércio de praia poderá funcionar até as 18h, durante todos os dias da semana, com no máximo 50% (cinquenta por cento) da quantidade de mesas, cadeiras e guarda-sóis registrada nos cadastros da Secretaria de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, e com distanciamento mínimo de 2 metros entre cada guarda-sol, vedada a utilização de aparelhagem de som e a realização de shows. O mesmo horário de 18h deverá ser observado por todos aqueles (comerciantes ou não) que desejem utilizar a praia, no período de vigência deste decreto.
4. O calçadão da orla marítima e a ciclofaixa estarão disponíveis à prática de caminhadas, corridas e ciclismo até as 22h, de segunda a sexta-feira, e até as 21h, nos sábados e domingos. Os quiosques localizados no calçadão da orla marítima deverão observar os mesmos horários previstos, vedada a utilização de aparelhagem de som e a realização de shows.
5. Os parques temáticos, aquáticos e infantis, os jogos eletrônicos, itinerantes e similares, não localizados em ambientes internos do shopping center local, poderão funcionar até às 20h, todos os dias da semana, observado o limite de 50% (cinquenta por cento) das suas respectivas capacidades máximas, vedada a realização de shows.
6. Os parques temáticos, aquáticos e infantis, os jogos eletrônicos, itinerantes e similares, localizados em ambientes internos do shopping center local, poderão funcionar até às 22h, de segunda a sexta-feira, e até as 21h, nos sábados e domingos, observado o limite de 50% (cinquenta por cento) das suas respectivas capacidades máximas, vedada a realização de shows.
7. Os parques públicos poderão ser utilizados até às 20h, todos os dias da semana.
8. Deverão ser observadas, em todos os casos, por empresas, pessoas físicas, comerciantes ou não, e pelo Poder Público, as prescrições deste decreto e dos planos de convivência, divulgados pelo Governo do Estado de Pernambuco, com seus pertinentes protocolos gerais e específicos de segurança, baseados em distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação, para evitar o contágio das pessoas pelo novo coronavírus.
9. O Poder Público, através dos seus órgãos competentes, fiscalizará o cumprimento do presente decreto.
10. Este decreto entrará em vigor no dia 21/06/2021, revogadas as disposições em contrário.

No total, 61.859.364 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país –24.171.806 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 24 estados. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 2.449 mortes por Covid-19 e 98.135 casos da doença nesta sexta-feira (18). Com isso, o total de mortes no país chegou a 498.621 e o de casos a 17.802.176 desde o início da pandemia.

O número de novos casos registrado nesta sexta é o recorde do país. A marca anterior havia sido alcançada em 25 de março, com 97.586 registros.

A média móvel de mortes por dia ficou em 2.039, terceiro dia consecutivo com o número acima de 2.000 -já são 148 dias acima de mil mortes diárias.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 24 estados.

O Brasil aplicou 1.564.573 doses de vacinas contra Covid-19 nesta sexta (18).
Segundo dados das secretarias estaduais de saúde, foram aplicadas 1.478.344 da primeira e 86.229 da segunda dose.

No total, 61.859.364 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país –24.171.806 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Especialistas alertam que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

Dados da pesquisa na cidade de Serrana, no interior de SP, indicam que uma retomada mais segura da vida normal deve ser feita quando pelo menos 60% de toda a população estiver imunizada, ou pelo menos 75% da população adulta. A cidade viu uma queda de 95% no número de óbitos após ter alcançado mais de 95% da população adulta completamente imunizada.

Com os dados vacinais desta quinta, 29,21% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,41% recebeu a segunda.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Marco Aurélio adia saída do STF e diz que sucessor não pode ter paixões

Ele havia anunciado que deixaria o tribunal no dia 5 de julho, mas nesta sexta enviou um ofício ao presidente da corte, Luiz Fux, pedindo para adiar seu afastamento para o dia 12 de julho, quando completará 75 anos.

Ele disse que sua preferência é “pela felicidade do presidente da República” na escolha e ressaltou que o magistrado “não pode ter paixões”. (Foto: Reprodução)

 O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio Mello, confirmou nesta sexta-feira (19) no UOL Entrevista que mudou a data de sua aposentadoria do cargo. Ele havia anunciado que deixaria o tribunal no dia 5 de julho, mas nesta sexta enviou um ofício ao presidente da corte, Luiz Fux, pedindo para adiar seu afastamento para o dia 12 de julho, quando completará 75 anos.

“Cheguei à conclusão de que não deveria virar as costas à cadeira antes da idade limite [para permanecer no serviço público], por isso disse que esperarei a undécima hora para, aí sim, implementados os 75 anos, deixar a capa de julgador que eu busquei, nesses anos, honrar”, disse ele ao programa, conduzido pelo apresentador Diego Sarza e pela colunista Carolina Brígido.

Na carta, a qual o UOL teve acesso, o ministro diz que quer dedicar-se ao Judiciário e, com isso, diminuir ao máximo o número de processos que ficarão no Gabinete. Marco Aurélio também comentou que tem preferências para seu sucessor. Ele disse que sua preferência é “pela felicidade do presidente da República” na escolha e ressaltou que o magistrado “não pode ter paixões”.

Ainda neste tema, Marco Aurélio relembrou que o Estado é laico. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que vai indicar o próximo ministro da Corte, já afirmou que escolheria alguém “terrivelmente evangélico” para a vaga.

“Que se observe não a formação religiosa. Que o escolhido perceba a envergadura da cadeira – o Supremo tem a última palavra sobre o conflito de interesse – e que se sinta longe de qualquer paixão, porque o julgador não pode ter paixão”, disse o ministro Marco Aurélio Mello.

O decano afirmou ainda que estava preparado para deixar o cargo em 2016, aos 70 anos. Em 2015, porém, foi aprovada a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Bengala, que aumentou a idade da aposentadoria compulsória para os 75 anos.

“Embora eu seja um pouco conservador – estou casado há 49 anos com a mesma mulher-, eu viro com muita facilidade a página. Hoje, meu sentimento é de tranquilidade maior quanto ao dever cumprido, e cumprido segundo as minhas forças”.
Mello também relembrou o seu início no STF e admitiu que tem saudade dos magistrados da “velha guarda”, da época em que começou a carreira, como juiz do trabalho no Ministério Público em 1975 – ele viria a ser ministro do Supremo em 1990, indicado pelo então presidente e seu primo, Fernando Collor de Mello.

“Estou há 31 anos no Supremo e tenho 42 anos como julgador em colegiado, o que eu penso que é um recorde no Brasil. Mantive esses anos todos e vou manter até os últimos o espírito irrequieto. Percebo o colegiado como uma somatória de forças distintas. Aí cabe a cada qual, com equidistância e coragem, revelar a ideia que tem sobre o caso concreto. Encerrarei dessa forma, mas muito satisfeito acima de tudo, com o sentimento de dever cumprido”.

Ao avaliar a gestão de Jair Bolsonaro, Mello evitou críticas mais incisivas mas disse que ele cometeu “alguns pecadilhos”, como a postura negacionista quanto à pandemia e as críticas ao STF.

“O exemplo vem de cima, e quando tem esses arroubos de retórica, não contribuem para o avanço. Não podemos pensar em fechamento das instituições, senão vamos fechar o Brasil para balanço”, comentou, em relação aos atos antidemocráticos promovidos por bolsonaristas contra a Corte. Também afirmou que a instabilidade política vem causando um excesso de ações no STF, o que teria prós e contras.

“Eu já disse que partidos que não figuram no Congresso passam a acionar o Supremo para fustigar o governo. Isso pode ter o lado positivo, que é a liberdade das minorias, mas pode ter lado negativo, que é a potencialização desse acesso ao Judiciário. E o Supremo atua sem estar engajado nessa ou naquela política governamental ou partidária”, analisou.

Questionado sobre como enxerga a possibilidade de o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro e o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa concorrerem à presidência nas eleições de 2022, Mello elogiou ambos.

“[Moro] Tem bagagem para isso, mas não sei se tem a penetração para reunir apoio para chegar à presidência, que é uma caminhada complexa”, disse. “Agora, não concebo que um herói nacional como Moro, aclamado pela sociedade brasileira e com trabalho prestado no combate à corrupção, se torne execrado da noite para o dia. Alguma coisa aí no sistema não fecha”, comentou ele, sobre o caso da parcialidade do ex-juiz nos processos contra o ex-presidente Lula.

Sobre Barbosa, Mello disse que ele deixou “muito cedo” a magistratura. “Poderia estar servindo a nação como um grande juiz negro. É um homem que tem uma boa formação. É um homem letrado e, portanto, pode se apresentar. Não sei se terá votos suficientes [se for candidato a presidente em 2022]”, disse.

Sobre a CPI da Covid, o ministro reiterou os poderes investigatórios da comissão por estarem “previstos na Constituição”, mas ponderou: “A atuação é válida, desde que se respeite a dignidade dos que são convocados pelos senadores. Ninguém pode ser humilhado nem na Casa Legislativa [o Congresso] nem em um órgão do Judiciário.”.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (18), novos 3.118 casos da Covid-19. Entre os confirmados, 188 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.930 (94%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 533.195 casos confirmados da doença, sendo 48.253 graves e 484.942 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.
Além disso, o boletim registrou um total de 445.238 pacientes recuperados da doença. Desses, 27.424 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 417.814 eram casos leves. Também foram confirmados laboratorialmente, de acordo com o boletim, 70 novos óbitos, sendo 37 masculinos e 33 femininos, ocorridos entre os dias 09 de agosto de 2020 e 17 de junho de 2021. 
As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Águas Belas (1), Bonito (1), Brejo da Madre de Deus (2), Buenos Aires (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Camutanga (1), Carnaubeira da Penha (1), Carpina (1), Caruaru (2), Frei Miguelinho (1), Garanhuns (2), Glória do Goitá (1), Goiana (1), Inajá (1), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (3), João Alfredo (1), Limoeiro (1), Macaparana (1), Moreno (1), Olinda (6), Ouricuri (1), Paranatama (1), Parnamirim (2), Paudalho (1), Paulista (3), Petrolina (2), Quixaba (1), Recife (13), Sairé (1), Santa Cruz do Capibaribe (1), São Bento do
Una (2), São José do Belmonte (1), São Lourenço da Mata (2), Serra Talhada (2), Sertânia (1), Sirinhaém (1), Venturosa (1), Vertente do Lério (1) e Vicência (1). Com isso, o estado totaliza 17.139 mortes pela doença.
Os pacientes tinham idades entre 28 e 94 anos. As faixas etárias são: 20 a 29 (1), 30 a 39 (3), 40 a 49 (5), 50 a 59 (19), 60 a 69 (17), 70 a 79 (13), 80 ou mais (12). Do total, 40 tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (25), diabetes (16), obesidade (9), hipertensão (9), tabagismo (6), doença hepática (3), etilismo (3), doença renal (1) e doença de Alzheimer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.
Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 30.139 casos foram confirmados e 52.736 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. 
Balanço da vacinação
Segundo o governo do estado, Pernambuco já aplicou 3.754.438 doses da vacina contra a Covid19, chegando a 2.731.842 pernambucanos já vacinados com a primeira dose. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 296.254 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.305 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 659.130 idosos de 60 a 69 anos; 398.325 idosos de 70 a 79 anos; 202.863 idosos de 80 anos e mais; 1.554 pessoas com deficiência institucionalizadas; 17.964 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 370.729 pessoas com comorbidades; 26.023 pessoas com deficiência permanente; 51.194 gestantes e puérperas; 75.910 pessoas de 40 a 49 anos; 316.108 pessoas de 50 a 59 anos; 851 pessoas em situação de rua, 661 pessoas privadas de liberdade; além de 237.198 trabalhadores de serviços essenciais.
Em relação à segunda dose, o governo do estado afirmou que foram beneficiados 217.325 trabalhadores de saúde; 25.702 povos indígenas aldeados; 2.896 em comunidades quilombolas; 5.760 idosos institucionalizados; 282.556 idosos de 60 a 69 anos; 325.463 idosos de 70 a 79 anos; 156.408 idosos de 80 anos e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas e 5.305 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; totalizando 1.022.596 que já finalizaram o esquema vacinal.

Quina de São João terá prêmio de R$ 190 milhões

As apostas podem ser feitas até o dia do sorteio, 26 de junho (Foto: Reprodução)

Daqui a oito dias, em 26 de junho, será realizado o sorteio da Quina de São João, que este ano pagará um prêmio estimado em R$ 190 milhões. As apostas para o concurso especial começaram na última terça-feira (15).

O concurso especial 5.590 não acumula e teve acréscimo no valor da premiação após o sorteio anterior não ter registrado ganhadores na faixa principal.

Se não houver ganhadores na faixa principal, com acerto de 5 números, o prêmio será dividido entre os acertadores da 2ª faixa (4 números) e assim por diante.

O sorteio será realizado em 26 de junho, no espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, às 20h.

Para jogar, é preciso marcar de 5 a 15 números dentre os 80 disponíveis. A aposta mínima com cinco números custa R$ 2.

O apostador pode deixar para o sistema escolher os números, por meio da Surpresinha. Ganham prêmios os acertadores de 2, 3, 4 ou 5 números.

As apostas podem ser feitas nos volantes específicos ou nos de concursos regulares em qualquer lotérica do país, no aplicativo Loterias Caixa e no portal.

Segundo a Caixa, caso apenas um ganhador leve o prêmio da Quina de São João e aplique todo o valor na poupança, receberá, no primeiro mês, cerca de R$ 383 mil em rendimentos.

A capital russa registrou 9.056 novos casos de Covid-19 em 24 horas, um recorde desde o início da pandemia – conforme números divulgados pelas autoridades nesta sexta-feira (18).

No total, a Rússia contabilizou 17.262 casos, o número mais alto desde 1º de fevereiro. E, enquanto o país como um todo registrou 453 novas mortes, o número mais alto desde 18 de março, Moscou perdeu 78 vidas, ainda de acordo com informações divulgadas pelo governo russo.
Este aumento é atribuído a uma campanha de vacinação muito lenta, devido à desconfiança dos russos em relação às vacinas desenvolvidas no país, assim como à ausência de restrições há meses, ao surgimento de variantes mais virulentas e ao descumprimento das regras de distanciamento social e do uso de máscara.
A prefeitura de Moscou estendeu até 29 de junho o fechamento, nos finais de semana, dos pontos de venda de alimentos em shoppings, de zoológicos, parques públicos e infantis e instalações esportivas.
À medida que o ritmo de vacinação cresce, a precipitada sensação de que a sociedade já está em segurança tem feito com que os níveis de infecção pela covid-19 se mantenham em altos patamares. Com a chegada do inverno e a sazonalidade das síndromes respiratórias, a tendência é que haja um novo agravamento na pandemia, como alerta o último Boletim Observatório Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado ontem. Nas análises, os pesquisadores observaram um aumento na incidência de casos, bem como na mortalidade. Dezenove das 27 unidades da Federação apresentam taxas de ocupação de pelo menos 80%, sendo que em oito são iguais ou superiores a 90%.
Ao Correio, o coordenador do levantamento, Marcelo Gomes, alertou que indicadores positivos como a pequena melhora no até então ritmo lento de vacinação, quedas nos números de casos e uma melhora nos índices de ocupação de leitos hospitalares, acabaram dando uma falsa impressão de controle, no qual a análise da transmissão ficou de lado, o que ajudou a manter as novas infecções em níveis explosivos.
“Deixamos de lado, justamente, a questão do patamar. De quantos casos, de fato, se observa e o que isso significa em termos de transmissão. Ou seja, de risco de infecção propriamente dito”, salientou.
O sinal de atenção para observar esse indicador era feito pelos pesquisadores desde o início da queda da nova onda de Covid-19 deste ano. “A gente conseguiu reduzir em relação ao pico de março, mas continuamos observando, ainda, valores semanais considerados extremamente elevados (de casos) na maior parte do país”, explicou.
Segundo Gomes, a segurança, do ponto de vista biológico, só ocorre quando o índice de infectados ficar abaixo 0,5 casos por 100 mil habitantes, o que é considerado um valor de nível pré-epidêmico. “Realmente é uma situação muito preocupante, que exige que a gente volte a tomar todas as ações que estão ao alcance das autoridades públicas, do setor privado, da população, para que se retome o cenário de queda e que mantenha essa redução pelo tempo que for necessário para atingir o patamar de segurança”, observou. 
Rejuvenescimento
Sem a manutenção das medidas não farmacológicas, o que se observa é um rejuvenescimento da pandemia, explicado pelo aumento de circulação, inclusive, entre os grupos ainda não contemplados com a vacina. Ao comparar a Semana Epidemiológica 1, deste ano, com a 22, os pesquisadores da Fiocruz notaram que a média de idade de pessoas internadas por Covid-19 passou de 62,3 anos para 52,5 anos. Para as mortes, os valores médios eram de 71,4 anos e passaram para 61,2 anos.
Os números diários de casos e óbitos pelo novo coronavírus seguem elevados. Ontem, mais 74.042 infecções e 2.311 vidas perdidas foram registradas pelo balanço do Ministério da Saúde. Com isso, a média móvel de casos e mortes, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), também se mantém em um alto índice. A média de mortes voltou a atingir o número de 2 mil no último domingo e, ontem, alcançou a marca de 1.998 — totalizando 496.004 óbitos. Já a de casos positivos ficou em 70.237 diagnósticos confirmados.
 EUA enviam doses nas próximas semanas
Os Estados Unidos vão enviar doses de vacinas contra a Covid-19 ao Brasil nas próximas semanas. Foi o que afirmou, ontem, o coordenador da força tarefa da Casa Branca contra a pandemia, Jeff Zients, mas não especificou quantas das 80 milhões de doses previstas para doação serão desembarcarão no Brasil.
Conforme disse, o governo norte-americano também espera “fazer mais” no segundo semestre de 2021 para combater a ameaça global do novo coronavírus, em adição ao compromisso de doar 580 milhões de injeções dos imunizantes a nações de baixa renda. Sem esclarecer se o governo de Joe Biden pretende aumentar as doações no período, o comentário foi feito enquanto Zients destacava os esforços dos Estados Unidos para acelerar a vacinação contra a doença em todo o mundo, “à medida que as taxas locais de infecção e mortes por Covid-19 melhoram”.
 Correio Braziliense

A média móvel de mortes por dia ficou em 2.005, segundo dia consecutivo com o número acima de 2.000 -já são 147 dias acima de mil mortes diárias.

Com os dados vacinais desta quinta, 28,51% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,37% recebeu a segunda. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 2.335 mortes por Covid-19 e 74.327 casos da doença nesta quinta-feira (17). Com isso, o total de mortes no país chegou a 496.172 desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes por dia ficou em 2.005, segundo dia consecutivo com o número acima de 2.000 -já são 147 dias acima de mil mortes diárias.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 26 estados.

O Brasil aplicou 2.220.845 doses de vacinas contra Covid-19 nesta quinta (17). Esta é a maior marca registrada desde o início da campanha, em janeiro.

Segundo dados das secretarias estaduais de saúde, foram aplicadas 2.088.159 da primeira e 132.686 da segunda dose.

No total, 60.381.020 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país -24.085.577 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Especialistas alertam que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

Dados da pesquisa na cidade de Serrana, no interior de SP, indicam que uma retomada mais segura da vida normal deve ser feita quando pelo menos 60% de toda a população estiver imunizada, ou pelo menos 75% da população adulta. A cidade viu uma queda de 95% no número de óbitos após ter alcançado mais de 95% da população adulta completamente imunizada.

Com os dados vacinais desta quinta, 28,51% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,37% recebeu a segunda.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 

Polícia usa drones com infravermelho para localizar ‘serial killer do DF’ e Força Nacional entra nas buscas

“Estamos utilizando os drones para tentar, principalmente à noite, visualizar algum movimento dele”, disse o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda.

 

O Ministério da Justiça enviou um grupo de 20 integrantes da Força Nacional para ajudar nas buscas. (Foto: Reprodução)

 Na perseguição a Lázaro Barbosa de Sousa, 32, acusado de assassinar brutalmente uma família no Distrito Federal, a polícia recorreu a drones equipados com infravermelho.

Capaz de identificar movimentos no meio da mata, a tecnologia está sendo usada principalmente à noite. É nesse período, afirma a coordenação da força-tarefa, que Sousa abandona os lugares onde se esconde durante o dia para buscar alimentos e continuar a fugir do cerco policial.

“Estamos utilizando os drones para tentar, principalmente à noite, visualizar algum movimento dele”, disse o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda.

“Temos a informação de que ele se movimenta à noite. Então esses drones podem captar algum movimento em alguma clareira, em algum ponto aberto nessa mata.”

Nesta quinta-feira (17), a perseguição ao “serial killer do DF”, como Sousa tem sido chamado, entrou em seu nono dia. O Ministério da Justiça enviou um grupo de 20 integrantes da Força Nacional para ajudar nas buscas.

Foram mobilizadas centenas de agentes de segurança de Goiás e da capital do país. Segundo as autoridades, Sousa é experiente em se movimentar em uma região de muitas chácaras e de mata e, por isso, vem conseguindo furar o cerco policial.

As buscas se concentram nas cercanias de Edilândia (GO), povoado localizado no entorno do DF a pouco menos de 100 km de Brasília.

Helicópteros e cães farejadores são usados na operação, e barreiras foram montadas nas rodovias que cortam a região. As polícias Federal e Rodoviária Federal auxiliam no trabalho. O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou na quarta-feira (16) ainda que Sousa faz “quase como de bobas” as forças de segurança envolvidas nas buscas.

Para tentar demonstrar alinhamento na ação policial, o chefe da Segurança Pública de Goiás, que coordena os trabalhos, concedeu entrevista nesta quinta no centro operacional das buscas ao lado do titular da pasta do DF, Júlio Danilo.

“Estamos imbuídos no mesmo propósito, em resolver esse problema, que é complexo, grave, de difícil resolução”, afirmou Miranda. E Danilo disse que “o DF confia plenamente nessa coordenação [de Goiás]”.

Na semana passada, Sousa invadiu uma chácara em Ceilândia (DF), possivelmente para roubar, segundo apontam as investigações, e matou um casal e dois filhos.

Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Vidal, 21, e Carlos Eduardo Vidal, 15, foram assassinados no local. Os corpos estavam sob folhas para que não fossem vistos pelas buscas aéreas da polícia.

Cleonice Andrade, 43, foi levada como refém e seu corpo foi localizado três dias depois às margens de um córrego, sem roupas. De acordo com a polícia, a vítima foi executada com tiro na nuca.

Desde então, relatos apontam que ele invadiu outras propriedades no DF e em Goiás, trocou tiros com um funcionário de uma fazenda, roubou armas e veículos e obrigou um caseiro a cozinhar e fumar maconha com ele.

Além do quádruplo latrocínio (matar para roubar) em Ceilândia, é atribuída a ele uma tentativa do mesmo tipo penal em 2020, ao invadir uma chácara em Goiás para roubar e atingir um idoso com um machado.

O fugitivo possui condenação por duplo homicídio na Bahia. É considerado foragido da Justiça também por crimes de estupro, roubo à mão armada e porte ilegal de arma de fogo, acusação que à cadeia em 2013 no DF.

Após três anos, progrediu para o regime semiaberto e fugiu da cadeia. De acordo com informação da Secretaria de Administração Penitenciária do DF, ele não retornou ao sistema após uma saída temporária.

Em 2018, Sousa foi preso pela polícia de Goiás, mas conseguiu escapar novamente. Desde então, vinha sendo procurado pela polícia.

“Estamos lidando com um psicopata”, disse Miranda. “Uma pessoa que, se puder, vai fazer refêm; se puder, vai matar.”

Atividades voltam a funcionar a partir da próxima segunda-feira (21) com horário de funcionamento reduzido.

Secretário de Saúde ainda anunciou a chegada de 65 mil doses da vacina Coronavac. Quantitativo vai permitir zerar fila de espera por segunda dose.

A Macro III do qual o Sertão do Pajeú faz parte, volta a permitir o funcionamento das atividades econômicas a partir da próxima segunda-feira (21) até o dia 27, com restrições de horários de funcionamento. 

Todas as atividades que enfrentam no momento o fechamento de suas portas poderão abrir até às 18h, tantos nos dias úteis quanto aos finais de semana.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (17), pela secretária Executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça.

Participaram da coletiva, o secretário de Saúde André Longo, o secretário de Planejamento, Alexandre Rebelo e o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

Após Rebelo apresentar os dados referentes a pandemia e destacar a redução de casos em todo o Estado e também a redução de ocupação dos leitos de UTI que ficou em 87% após quase quatro meses com índices mais elevados, o secretário de Saúde, André Longo anunciou o avanço no Plano de Convivência com a Covid-19 para todo o Estado.

Pernambuco conta nesta quinta-feira com 223 leitos de UTI livres e zerou a fila de espera por vagas. Segundo Longo, isto permite uma maior flexibilização nas atividades econômicas.

“O cuidado continua sendo fundamental. Não é momento de comemoração. Iremos continuar vigilantes aos números e dependendo do comportamento, não está descartado o retorno de medidas mais restritivas”, lembrou André Longo.

“O plano de convivência será acompanhado de uma ampliação na testagem, rastreamento e isolamento de pessoas contaminadas”, destacou Longo.

Os municípios da Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata, Agreste e parte do Sertão poderão avançar no Plano de Convivência, com horários estendidos de funcionamento de atividades e serviços. A partir da próxima segunda-feira (21), até o dia 4 de julho, para as Macrorregiões 1, 2 e 4 o horário de funcionamento de boa parte dos setores poderá se estender até às 22h durante a semana e até às 21h nos fins de semana. 

A secretária executiva de Desenvolvimento Econômico do Estado, Ana Paula Vilaça, explicou que entre as flexibilizações anunciadas há medidas específicas setoriais.

“As academias terão de fechar às 22h durante a semana, e às 18h nos finais de semana. Além disso, museus, teatros e cinemas poderão voltar a funcionar, com limite de 30% da capacidade. Já os eventos corporativos poderão ser realizados com até 50 pessoas”, informou.

A secretária esclareceu ainda que é preciso atenção máxima ao cumprimento aos protocolos para que a economia não precise sofrer novas restrições.

Coronavac – Outro anúncio importante feito pelo secretário estadual de Saúde, é a chegada nesta sexta-feira (18), de 65 mil doses da vacina Coronavac/Butantan.

Segundo Longo, esse quantitativo vai permitir zerar a fila de espera de pessoas que aguardam a segunda dose da vacina para fechar o plano vacinal.

Longo destacou que todos os municípios que tiverem segunda dose atrasada da Coronavac, devem fazer uma mobilização no próximo final de semana para zerar a fila.

“O atraso da segunda dose não tira a validade da primeira. É importante que todos completem o plano vacinal com a segunda dose para adquirir a imunidade completa”, destacou André Longo.

Brasil goleia Peru por 4 a 0 e segue invicto na Copa América

A seleção brasileira goleou o Peru, na noite desta quinta-feira (17), por 4 a 0. O jogo foi válido pela segunda rodada do Grupo B da Copa América. 

Quem abriu o placar foi o lateral-esquerdo Alex Sandro, aos 11 minutos do primeiro tempo. O atacante Neymar ampliou, aos 22 da segunda metade. O meia Everton Ribeiro e o atacante Richarlison completaram a vitória, aos 43 e 48, respectivamente.
Com o resultado, a Canarinho segue com 100% de aproveitamento, já que fez 3 a 0 na Venezuela no domingo (13), e é o líder de sua chave. 

Lázaro Barbosa foge novamente da polícia, mas deixa sinais de que ficou ferido em tiroteio

Após mais um tiroteio nesta quinta-feira (17), o baiano Lázaro Barbosa, de 32 anos, apontado como autor de uma chacina em Ceilândia (Entorno do DF), conseguiu novamente fugir da polícia. 

O suspeito desapareceu em uma mata, em Cocalzinho de Goiás. De acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, há possibilidades de que Lázaro esteja ferido.  
“Um cão farejador achou um pano ensanguentado, pode ser até um ferimento grave. Ele tentou acertar um dos cachorros, policiais visualizaram e revidaram. Ele entrou em uma vala e depois, provavelmente, na água, e os policiais perderam o rastro dele”, disse o secretário, em entrevista no local onde os policiais tentam cercar Lázaro Barbosa. 

Terceira parcela do auxílio emergencial começa a ser paga nesta sexta-feira (18)

A Caixa Econômica Federal (Caixa) começa a pagar nesta sexta-feira (18) a terceira parcela do Auxílio Emergencial para os beneficiários inscritos no programa por meio do site e do aplicativo, além daqueles que fazem parte do Cadastro Único, mas estão fora do Bolsa Família. Os primeiros a receber são os aniversariantes em janeiro.

Para os beneficiários que fazem parte do Bolsa, os pagamentos começaram na quinta-feira. Nesta sexta, recebem os que têm o NIS encerrado em 2.

Para quem não é do Bolsa Família, o crédito será feito em poupança social digital da Caixa, e poderá ser usado inicialmente para compras e pagamentos digitais – saques e transferências serão liberados em 1º de julho. Já para os beneficiários o Bolsa, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original.

Senado aprova privatização da Eletrobras por 42 a 37

O Senado aprovou o texto base da Medida Provisória de privatização da Eletrobras, em votação no final da tarde desta quinta-feira (17). O relator da proposta, senador Marcos Rogério (DEM-RO), apresentou três versões do texto, com diversas mudanças para conseguir os votos para aprovação da matéria. A votação foi apertada: 42 a 37.

Guedes defende dar restos de comida aos pobres contra a fome 

Guedes defende dar restos de comida aos pobres contra a fome

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta quinta-feira (17) dar restos de comida aos pobres – “pessoas fragilizadas, mendigos, pessoas desamparadas”, como política de combate à fome no Brasil.

Durante participação em evento promovido pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Guedes afirmou que os desperdícios da cadeia produtiva precisam ser mais bem aproveitados para acabar com a fome no país.

“O prato de ‘um classe média’ europeu é pequeno, no nosso, há uma sobra enorme. Precisamos pensar como utilizar esse excesso no dia a dia. Aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, pessoas desamparadas. É muito melhor que deixar estragar”, disse o ministro.

“Como utilizar esses excessos que estão em restaurantes e esse encadeamento com as políticas sociais, isso tem que ser feito. Toda aquela alimentação que não for utilizada durante aquele dia no restaurante, aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, desamparados. É muito melhor do que deixar estragar essa comida toda”, completou Paulo Guedes.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que também participou do evento, fez coro defendendo comprar alimentos fora da validade.

Fome alcançou 19 milhões de brasileiros durante a pandemia, diz pesquisa

Um total de 19 milhões de brasileiros sofreram com a fome durante a pandemia ao longo do ano passado. Ele estão entre as 116,8 milhões de pessoas que registraram algum grau de insegurança alimentar no final do ano passado, o que alcança a 55,2% dos domicílios. Situação atual contrasta com as dos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, quando o Brasil saiu do Mapa Mundial da Fome da Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo dados do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, conduzido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), publicados pela Folha de S. Paulo, a fome alcançou 11,1% das residências chefiadas por mulheres e para 7,7% nos casos em que o homem é considerado o chefe da família.

A pesquisa aponta, ainda que a disparidade da segurança alimentar é maior entre os gêneros:  35,9% das famílias têm a alimentação garantida e no caso dos homens este índice chega a 52,5%. Quando a pessoa de referência é negra, a fome alcança 10,7% das residências e cai para 7,5% se ela é branca.

O levantamento ressalta que a fome no Basil recuou praticamente ao mesmo patamar registrado em 2004. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) daquele ano, a insegurança alimentar moderada estava em 12% e a grave em 9,5%. Na pesquisa atual, os dados revelam que a insegurança alimentar está em 11,5%, e a grave em 9%.

A pesquisa foi realizada junto a 2.180 residências em todo o país entre os dias 5 e 24 de dezembro, questionando os moradores sobre os três meses que antecederam o momento do estudo.

Mundo:

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza

 (Foto: ABBAS MOMANI / AFP
)
A força aérea israelense realizou bombardeios na Faixa de Gaza entre a noite de quinta-feira e o início da manhã de sexta-feira, depois que militantes palestinos lançaram balões incendiários no sul de Israel, informaram o exército e jornalistas da AFP.
Os balões incendiários e ataques aéreos são os últimos atos de violência que aumentam a pressão sobre uma trégua frágil entre Israel e o movimento islâmico Hamas, que entrou em vigor em 21 de maio e encerrou 11 dias de combates intensos.
“Durante o último dia, balões incendiários foram lançados da Faixa de Gaza para o território israelense. Em resposta (…) aviões de guerra atacaram instalações militares e um local de lançamento de foguetes pertencentes à organização terrorista Hamas”, disse a força armada de Israel em nota.
Trata-se da segunda série de bombardeios israelenses nesta semana em Gaza, um enclave palestino de dois milhões de habitantes, depois de uma primeira onda de disparos aéreos na quarta-feira em retaliação aos balões incendiários.
O exército israelense afirmou que seus alvos estavam situados na cidade de Gaza e em Khan Yunes, no sul do enclave, submetido a um bloqueio israelense há quase 15 anos.
Segundo jornalistas da AFP em Gaza, as explosões dos ataques israelenses puderam ser ouvidas.
Pouco depois dos ataques aéreos, militantes do Hamas abriram fogo com metralhadoras contra o território israelense.
Exército preparado 
Os ataques desta semana em Gaza são os primeiros sob o novo governo israelense, liderado por Naftali Bennett, cuja coalizão ideologicamente desigual substituiu o ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu no domingo.
O comandante do exército, general Aviv Kohavi, pediu ao seu estado-maior que “aumente a prontidão do exército” para uma “série de cenários”, incluindo “a retomada das hostilidades” após o conflito mais recente, que custou a vida de 260 palestinos – entre os quais crianças e adolescentes – e 13 pessoas em Israel, incluindo um menino, uma adolescente e um soldado.
As forças armadas de Israel “continuarão a atacar alvos militares e infraestruturas pertencentes à organização terrorista, e responsabiliza o Hamas por todos os eventos que ocorrerem na Faixa de Gaza”, frisou o exército no comunicado.
O Egito, enquanto isso, tenta consolidar o frágil cessar-fogo que permitiu suspender a guerra relâmpago de maio.
O Cairo e a ONU esperam apoiar a reconstrução de Gaza após o conflito que deixou prédios residenciais e infraestruturas completamente destruídos.
O chefe militar israelense Kohavi tem prevista uma viagem aos Estados Unidos neste sábado para uma série de reuniões ao longo de seis dias.
Kohavi visitará o Comando Central (Centcom) das forças armadas norte-americanas, na Flórida, onde discutirá sobre o Hamas e o Irã, arquiinimigo de Israel, além do movimento xiita Hezbollah, apoiado por Teerã.
O chefe militar israelense debaterá “desafios comuns de segurança”, de acordo com uma nota do exército, incluindo questões “relacionadas à ameaça nuclear iraniana, a consolidação do Irã no Oriente Médio e os esforços de fortalecimento do Hezbollah”.

O depoimento estava previsto para acontecer nesta quinta-feira (17), mas ele não compareceu ao Senado.

Carlos Wizard afirmou à CPI da Covid que está nos Estados Unidos acompanhando o tratamento médico de um parente e propôs prestar depoimento de forma remota, o que não foi aprovado pelos membros da comissão. (Foto: Reprodução)

 A CPI da Covid pediu a condução coercitiva e apreensão do passaporte do empresário Carlos Wizard. O depoimento estava previsto para acontecer nesta quinta-feira (17), mas ele não compareceu ao Senado.

Também estava marcado para esta quinta o depoimento do auditor do TCU (Tribunal de Contas da União) Alexandre Silva Marques, mas a oitiva será remarcada porque a CPI foi encerrada mais cedo devido ao início da sessão deliberativa do Senado, que começou na manhã desta quinta.

Um dos principais alvos da comissão, Carlos Wizard afirmou à CPI da Covid que está nos Estados Unidos acompanhando o tratamento médico de um parente e propôs prestar depoimento de forma remota, o que não foi aprovado pelos membros da comissão.

O empresário também foi ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo para permanecer em silêncio durante a sessão, o que foi concedido pelo ministro Luís Roberto Barroso.

O bilionário é apontado como um dos integrantes do chamado gabinete paralelo, centro de aconselhamento do presidente Jair Bolsonaro na pandemia e que pregava o negacionismo, em particular a defesa da hidroxicloroquina e a recusa à vacina.

Wizard já teve na semana passada seus sigilos telefônicos e telemáticos quebrados pela comissão. A quebra é vista como uma forma de pressão, uma vez que enxergam que o empresário busca obstruir a apuração dos fatos que o envolvem.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a CPI deverá votar até a semana que vem requerimento que pede a quebra de sigilo das empresas do bilionário.

Nesta quinta, durante rápica abertura da sessão, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), criticou a conduta do empresário.

“O que me espanta é um cidadão procurar o STF para conseguir uma habeas corpus para vir a essa CPI para ficar em silêncio nas perguntas que forem feitas a ele e ele não aparece. Então para que foi ao Supremo sendo que não vinha? O ministro Barros com certeza tem muitos afazeres dentro do trabalho como ministro do STF”, disse Omar.

Nesta sexta, a CPI ouvirá os médicos Ricardo Ariel Zimerman e Francisco Eduardo Cardoso Alves. A comissão também deve analisar requerimentos que pedem a convocação do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e pedido para realização de audiência sigilosa com o ex-governador Wilson Witzel.

Witzel, que sofreu impeachment, prestou depoimento à CPI na quarta (16) e solicitou uma reunião reservada com membros do colegiado para revelar fatos, segundo ele, em segredo de Justiça.

Ainda está na pauta de requerimentos a serem analisados pela comissão nesta sexta solicitação de quebra de sigilo fiscal, bancário, telefônico e telemático de Carlos Eduardo Sanchez, presidente do conglomerado de empresas que detém a farmacêutica EMS. Os senadores investigam se ele recebeu favorecimentos do governo federal.

Já para a próxima semana estão marcados depoimentos de dois membros do gabinete paralelo. Na terça-feira (22) será a vez do deputado Osmar Terra (MDB-RS). O assessor especial para assuntos internacionais da Presidência Filipe Martins está previsto para sexta-feira (25).

Já na quarta-feira (16) é a vez do dirigente da Precisa, Francisco Emerson Maximiano.
Foram quebrados siligo de Emerson e pessoas ligadas a outras farmacêuticas, como Renato Spallicci, presidente da Apsen e José Alves Filho, da Vitamedic.

Além da suspeita de favorecimento do governo federal a essas empresas, os senadores também querem apurar se os laboratórios financiam entidades e associações médicas que passaram a defender medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid-19.

Cantora defendia nas redes sociais que Prefeituras distribuíssem medicamentos sem eficácia para o “tratamento precoce” contra a Covid-19. “Seremos a maioria”, postou

 Atualizado em 15 de junho de 2021, 22:33

 A cantora gospel Cristiane Ferr, de 51 anos, morreu em decorrência da Covid-19, em Juiz de Fora (MG), nesta sexta-feira, 11, após estar internada desde o início deste mês. Sua mãe também está infectada pelo novo coronavírus e permanece no hospital em tratamento.

A cantora defendia nas redes sociais que Prefeituras distribuíssem medicamentos sem eficácia para o “tratamento precoce” contra a Covid-19. “Seremos a maioria”, postou nas redes sociais em dezembro do ano passado, admitindo que tomava os medicamentos ivermectina, azitromicina e hidroxicloroquina como forma de prevenção contra o vírus.

PM prende homem com 30Kg de maconha em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú

Na noite desta quarta-feira (16), um homem foi preso por tráfico de drogas em Serra Talhada, Capital do Xaxado. O crime foi flagrado por volta das 19h00.

De acordo com as informações da PM ao nosso parceiro do Portal NN, o homem que estava dirigindo um veículo Fiat Palio Weekend, estava transportando 30 quilos de maconha na mala do carro. O destino da droga era Arcoverde.

Os Policiais do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) abordaram o veículo, mas o homem fez um retorno e tentou escapar. No momento que foi iniciada uma perseguição e, felizmente, o imputado foi capturado.

De imediato, os policiais realizaram a vistoria no carro e encontraram a droga em embalagens plásticas. O entorpecente estava pronto para o consumo. O homem e o material apreendido foram conduzidos para a DPC da Capital do Xaxado.

Saque do auxílio emergencial

A partir desta quinta-feira (17), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em  dezembro podem sacar a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro estava previsto para ser depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 8 de julho.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

CALENDÁRIO DA SEGUNDAPARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021
Calendário de saques da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

Na terça-feira (15), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco estuda antecipar o pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial. O atual cronograma prevê que a Caixa comece a depositar os valores relativos à quarta parcela na conta social digital dos beneficiários nascidos em janeiro a partir de 23 de julho e que os depósitos da quarta fase se estendam até 22 de agosto, com o pagamento para os nascidos em dezembro.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

No dia 8 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. Previsto para terminar em julho, o benefício pode ser estendido até setembro, mas esse período ainda poderá ser ampliado, caso a vacinação da população adulta não esteja avançada.

“O presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo. Primeiro, esses dois ou três meses, e então devemos aterrissar em um novo programa social que vai substituir o Bolsa Família”, disse. Segundo Guedes, os recursos para a prorrogação do auxílio emergencial serão viabilizados por meio de abertura de crédito extraordinário. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões. (Agência Brasil)

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 7 milhões

A quina teve 37 acertadores; cada um receberá R$ 45.372,62. A quadra teve 2.458 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 975,69.

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.381 da Mega-Sena (Foto: Reprodução)

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.381 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (16) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 07 – 23 – 32 – 41 – 42 – 47.

A quina teve 37 acertadores; cada um receberá R$ 45.372,62. A quadra teve 2.458 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 975,69.

O próximo concurso (2.382) será no sábado (19). O prêmio é estimado em R$ 7 milhões.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Pernambuco registrou 3.114 novos casos e 79 óbitos pela Covid-19 nas últimas 24h. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (17), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Entre os confirmados de hoje, 151 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.963 (95%) são leves. Já as mortes ocorreram entre os dias 7 de junho de 2020 e essa quarta-feira (16).

Agora, Pernambuco totaliza 530.077 casos confirmados da doença, sendo 48.065 graves e 482.012 leves, e 17.069 mortes pela Covid-19. (Folha-PE)

A região é um dos pontos de atrito mais agudos do mundo, com forças aéreas da Otan (aliança militar ocidental) e de países nórdicos aliados em contato direto com as russas.

Depois da anexação da Crimeia em 2014, a aliança montou uma força expedicionária para operar na região em nome da proteção de seus vulneráveis sócios. (Foto: Reprodução)

 Em meio a uma tensa semana nas relações entre o Ocidente e a Rússia, Moscou intensificou a rotina de enviar aviões militares para testar a capacidade de reação dos adversários sobre o mar Báltico.

A região é um dos pontos de atrito mais agudos do mundo, com forças aéreas da Otan (aliança militar ocidental) e de países nórdicos aliados em contato direto com as russas.

Uma ação notável ocorreu no dia 9, quando o presidente Joe Biden desembarcou no Reino Unido para seu giro europeu, no qual encontrou-se com líderes do G7 e da Otan, finalizado na quarta (16) com a reunião de cúpula com o russo Vladimir Putin.

A situação chamou atenção de analistas, visto que usualmente cargueiros não têm escolta, e foi especulado se os russos não queriam justamente atrair os F-35 para analisar de perto suas características de voo próximas aos sensores de um de seus principais caças.

O americano F-35 é um avião com tecnologias furtivas ao radar e, após anos de desenvolvimento caríssimo e com atrasos, está em operação em diversas forças da Otan. É tido, apesar de seus problemas, como o caça mais avançado do mundo.

Os aviões italianos estão baseados desde abril na Estônia como parte da patrulha da Otan na região. O país e os outros Estados Bálticos, Lituânia e Letônia, são ex-repúblicas soviéticas membros da aliança, e não têm aeronáuticas próprias para fazer frente à intensa atividade russa ao seu redor.

Depois da anexação da Crimeia em 2014, a aliança montou uma força expedicionária para operar na região em nome da proteção de seus vulneráveis sócios.

Já na terça (15), um dia depois de Biden assinar o comunicado conjunto de líderes da Otan no qual a Rússia figura como a principal ameaça à segurança dos seus membros, houve uma interceptação mais dramática.

Dois bombardeiros supersônicos com capacidade nuclear Tu-160 deixaram suas bases no sul da Rússia e voaram até o Golfo da Finlândia, entrando no espaço aéreo neutro do mar Báltico escoltados por quatro caças, dois Su-35 das Forças Aeroespaciais e dois Su-27, um modelo mais antigo, da Frota do Báltico.

Ele voaram até a altura de Kaliningrado, o bastião russo entre a Lituânia e a Polônia, e fizeram o caminho de volta. No percurso, foram interceptados pelos mesmos F-35 italianos e por F-16 da Noruega, outro membro da Otan.

Além disso, a Suécia, que é neutra mas próxima da aliança, enviou um caça Gripen –o modelo mais recente do qual o Brasil está recebendo.

Tais ações ocorrem com frequência, mas houve um aumento significativo nos relatos do fim de 2020 para cá. Normalmente, são cerca de 300 interceptações ocidentais por ano, e a Otan mantém 60 caças prontos para ação no continente.

Com a tensão a partir da repressão da ditadura de Belarus contra a oposição em agosto passado e a concentração de tropas russas junto à fronteira da Ucrânia em abril deste ano, os russos anunciaram que iriam reforçar suas atividades no Distrito Militar Ocidental, que abarca a região do Báltico.

Segundo as Forças Aeroespaciais Russas, houve crescimento de incursões de aviões da Otan próximos ao espaço aéreo do país tanto na região como no mar Negro, onde operam principalmente aviões-espiões P-8 Poseidon.

Esse balé ocorre também entre forças americanas e aliadas no Pacífico, onde enfrentam a China com frequência, e no Alasca, onde ficam frente a frente com os russos. No Ártico, região que o Kremlin vê como sua, os EUA também têm feito incursões.

Além dos testes mútuos de prontidão e avaliação eventual do equipamento do rival, há a pressão política que acompanha tais ações.

O perigo, alertam especialistas, é o de choques não intencionais ou erros humanos que acabem levando a acidentes. No ano passado, uma missão conjunta russo-chinesa quase foi abatida na Coreia do Sul, por exemplo.

Link para ver o momento da interceptação:

Apenas a soma com a venda de ivermectina foi de R$ 2,2 milhões para R$ 71,1 milhões na pandemia.

A empresa enviou os dados na noite desta quarta-feira (16), a pedido do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). (Foto: Reprodução)

 A farmacêutica EMS informou à CPI da Covid no Senado que faturou R$ 142 milhões com medicamentos do “kit Covid” em 2020, valor oito vezes superior ao registrado no ano anterior. Apenas a soma com a venda de ivermectina foi de R$ 2,2 milhões para R$ 71,1 milhões na pandemia.

O laboratório também produziu azitromicina, hidroxicloroquina e nitazoxanida, medicamentos ineficazes contra o vírus, mas que se tornaram bandeira do presidente Jair Bolsonaro na crise sanitária.

Em 2020, Bolsonaro pediu para o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, liberar a exportação de insumos para a fabricação de hidroxicloroquina pela Apsen e EMS. A interferência de Bolsonaro está na mira da comissão.

A EMS também disse que faturou R$ 20,9 milhões com a venda de hidroxicloroquina em 2020, cerca de 20 vezes mais do que no ano anterior, quando não havia a pandemia.

Os dados enviados à CPI ainda mostram que a EMS produziu cerca de 9 vezes mais comprimidos das drogas do “kit Covid” no primeiro ano da pandemia. A empresa enviou os dados na noite desta quarta-feira (16), a pedido do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

Há requerimentos na CPI tanto para convocar Carlos Sanchez, presidente do conselho de administração do Grupo NC, detentor da EMS, como para quebrar o sigilo telefônico, telemático, fiscal e bancário do empresário.

Depois da ivermectina, o maior faturamento da EMS em 2020 com medicamentos do “kit Covid” foi com a Azitromicina (R$ 46,2 milhões), hidroxicloroquina (R$ 20,9 milhões) e nitazoxanida (R$ 3,67 milhões).

Bolsonaro estimula o uso destes medicamento para a Covid. Ele mesmo repete que usou o kit e chegou a apontar uma caixa de hidroxicloroquina para uma ema que vive no Palácio da Alvorada.

Após participar de um passeio de moto com apoiadores no último dia 12, em São Paulo, o presidente citou o medicamento e disse que “não faz mal nenhum” usá-lo.
Em ofício enviado à CPI a empresa ainda informou que apoiou estudos científicos que avaliaram o uso da hidroxicloroquina para covid-19.

“A primeira pesquisa apoiada pela Companhia foi publicada em 23.07.2020, no New England Journal of Medicine, e concluiu que o uso de hidroxicloroquina, sozinha ou associada com azitromicina, não mostrou efeito favorável na evolução clínica de pacientes adultos hospitalizados com formas leves ou moderadas de Covid-19”, disse a EMS.

A farmacêutica afirmou que divulgou o resultado dos estudos e alertou o público de que a hidroxicloroquina só deve ser usada sob prescrição médica. A empresa também disse que divulgou a falta de “respaldo científico” sobre a eficácia da droga contra a Covid.

A empresa também disse a CPI que de janeiro a maio de 2021 faturou R$ 11,85 milhões com a hidroxicloroquina. Além disso, projeta mais R$ 19,21 milhões com a droga até dezembro.

Na pandemia, Bolsonaro apostou no uso dos medicamentos do kit covid, contrariando recomendações de entidades como a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Apenas o Laboratório do Exército fez mais de 3,2 milhões de comprimidos da cloroquina. A produção anterior neste órgão havia sido de 256 mil unidades, em 2017.

Além disso, o governo recebeu uma doação de 3 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina do governo dos Estados Unidos, em 2020.

A insistência de Bolsonaro pela adoção dos medicamentos do “kit Covid” como política pública ainda levou a saída de dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Nelson Teich.

Logo ao assumir a Saúde, em maio de 2020, o general Eduardo Pazuello atendeu a pedido do presidente e editou uma nota do ministério orientando o uso da hidroxicloroquina logo aos primeiros sintomas da pandemia.

Já o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse à CPI que o uso precoce destes fármacos influencia “muito pouco” no curso da pandemia. “Se eu ficar aqui discutindo a discussão do ano passado, eu não vou em frente”, disse o ministro no último dia 8 aos senadores.

Prefeitura e Ministério Público irão disciplinar venda de fogos de artifício em Afogados da Ingazeira

 

Será liberada, a partir da próxima sexta-feira (18), a comercialização de fogos de artifício em Afogados da Ingazeira. A venda poderá ocorrer no campo do nascente, das 7h às 20h. A Prefeitura Municipal irá instalar iluminação e banheiro químico no local. Está proibida a comercialização de fogos de grande potencial de estampido.

De acordo com MP e Prefeitura, os comerciantes deverão assegurar a disponibilização de álcool em gel, distanciamento entre os clientes e extintores, estando igualmente sujeitos à fiscalização da Vigilância Sanitária.

Outra medida adotada pela Prefeitura e Ministério Público é a proibição de acendimento de fogueiras na zona urbana. Já na zona rural, a argumentação é que tendo em vista o maior espaçamento entre as casas, o acendimento de fogueiras está permitido.

Os abusos e infrações às normas adotadas podem ser denunciados pela população através do telefone (zap): (87) 9-9997.0065

Após 37 dias com a média móvel de mortes diárias abaixo de 2.000, o número atingiu 2.007 nesta quarta -já são 146 dias acima de mil mortes diárias.

Com os dados vacinais desta quarta, 27,56% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,40% recebeu a segunda. (Foto: Reprodução)

 

 O Brasil registrou 2.673 mortes por Covid-19 e 85.861 casos da doença nesta quarta-feira (16). Com isso, o total de mortes no país chegou a 493.837 e o de casos a 17.629.714 desde o início da pandemia.

Após 37 dias com a média móvel de mortes diárias abaixo de 2.000, o número atingiu 2.007 nesta quarta -já são 146 dias acima de mil mortes diárias.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 26 estados.

O Brasil aplicou 1.731.662 doses de vacinas contra Covid-19 nesta quarta (16).
Segundo dados das secretarias estaduais de saúde, foram aplicadas 1.438.035 da primeira e 293.627 da segunda dose.

No total, 58.351.653 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país – 24.136.412 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Especialistas alertam que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

Dados da pesquisa na cidade de Serrana, no interior de SP, indicam que uma retomada mais segura da vida normal deve ser feita quando pelo menos 60% de toda a população estiver imunizada, ou pelo menos 75% da população adulta. A cidade viu uma queda de 95% no número de óbitos após ter alcançado mais de 95% da população adulta completamente imunizada.

Com os dados vacinais desta quarta, 27,56% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,40% recebeu a segunda.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Mais 2,4 milhões têm saque da 2ª parcela do auxílio liberado para nascidos em agosto

O calendário de saque vai dar uma pausa no fim de semana e será retomado na segunda-feira (14), com os nascidos em setembro e termina na quinta-feira, com os aniversariantes de dezembro. Na próxima semana também começa o pagamento da terceira parcela para os beneficiários do Bolsa Família. Na próxima quinta-feira (17), começa a receber quem tem o NIS com final 1.

O auxílio primeiro é depositado em conta digital que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem, para pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais.

Além disso, há a opção de girar a grana usando o PIX, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central. A única exceção às transações se dá para os casos de transferência para conta de mesma titularidade.

Os investimentos federais na segunda parcela de pagamentos para os públicos dos meios digitais e do Cadastro Único foram de R$ 5,9 bilhões e alcançaram 28,4 milhões de trabalhadores. O valor da folha de pagamento do auxílio para o público do Bolsa Família em maio foi de R$ 2,95 bilhões, com 9,68 milhões de famílias beneficiárias.

Prorrogação

Em reunião no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (10), foi batido o martelo sobre a prorrogação do benefício previsto inicialmente para quatro meses, de abril a julho. O governo continuará pagando o auxílio por mais três meses. Os valores serão os mesmos atuais, ou seja, média de R$ 250, mas mulheres chefes de família recebem R$ 375 e pessoas que vivem sozinhas, R$ 150.

A expectativa do governo federal é de ganhar tempo para o avanço da vacinação contra a covid-19. Atualmente, o auxílio contempla cerca de 39,1 milhões de brasileiros.

Confira o calendário de saques da segunda parcela do auxílio:

Itapetim: pessoas de 45 a 49 anos já podem agendar vacinação contra Covid-19 

Segundo a Prefeitura de Itapetim, nesta quarta-feira (16), o município alcançou 36,02% da população vacinada contra a Covid-19.

Ao todo foram aplicadas até agora 6.616 doses, sendo 4.787 pessoas contempladas com a 1ª dose e 1.829 itapetinenses já imunizados com a 2ª dose.

A partir desta quinta-feira (17), terá início o agendamento para vacinação de novo grupo prioritário na faixa etária de 45 a 49 anos. 

Para agendar, basta procurar as unidades básicas de saúde da sede, dos distritos e da zona rural, levando o cartão do SUS e o CPF.

Ele precisava de um suporte de oxigênio melhor do que o oferecido em apartamento, por isso foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva.

Notícia foi divulgada pela esposa do prefeito, a deputada Dra. Paula (Foto: Reprodução)

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, precisou ser transferido para a UTI do hospital particular de João Pessoa, onde se trata da covid-19. A informação foi divulgada pela esposa do prefeito, a deputada Dra. Paula, nas redes sociais.

De acordo com o texto publicado pela deputada, o prefeito não precisou ser intubado e está sem febre. No entanto, ele precisava de um suporte de oxigênio melhor do que o oferecido em apartamento, por isso foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva.

“José Aldemir precisa de cuidados mais delicados, motivo pelo qual foi transferido para a UTI. Ele se encontra com parâmetros de infecção caindo consideravelmente e sem febre. Mais orações, e confiante que ele sairá dessa”, declarou a deputada.

José Aldemir foi internado no sábado (12) em um hospital particular de João Pessoa. Ele testou positivo para Covid-19 na quinta-feira (10) e estava se recuperando em casa, mas precisou ser internado para usar medicação endovenosa e fazer um tratamento mais rigoroso.

 

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 3.622 casos da Covid-19 e 72 mortes de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) desta terça-feira (15).

Entre os confirmados de hoje, 190 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 3.432 (95%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 524.316 casos confirmados da doença, sendo 47.741 graves e 476.575 leves.

Ainda de acordo com o Portal Folha PE, Já os óbitos ocorreram entre 07/01/2021 e essa segunda-feira, 14 de junho de 2021. Dessa maneira, o estado totaliza 16.932 mortes pela Covid-19.

Jovem de 23 anos atirou e atingiu a irmã Maria Mikaele, de 20 anos, no peito. Os dois estavam em casa e o irmão começou a manusear a arma quando ocorreu o disparo de forma acidental. O caso foi registrado na noite desta terça-feira, dia 15 de junho, no bairro da Cohab, em Tabira.

Após o incidente, a vítima foi levada de imediato para Hospital Municipal Dr. Luiz José da Silva Neto, porém não resistiu.

O Instituto de Criminalística foi ao local e o corpo foi levado ao IML de Caruaru. 

O caso foi registrado na Delegacia de Tabira e  o irmão, indiciado por homicídio culposo, sem intenção de matar, ou por dolo eventual, por ter assumido o risco de matar a irmã com a brincadeira. O caso está sendo investigado pelo Delegado Clay Anderson.

Janielma e Ivan Cavalcante​ eram enfermeiros do Hospital Regional de Monteiro e estavam internados para tratar da doença.

A enfermeira morreu na manhã da terça-feira. Janielma tinha dado à luz a uma criança recentemente. 

Já Ivan Cavalcante estava internado no Hospital das Clínicas em Campina Grande e morreu no início da tarde. Ivan era agente de saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Monteiro e disputou o cargo de vereador de Monteiro nas eleições de 2012.

O Brasil registrou, nesta terça-feira (15), 80.609 novos casos da Covid-19 e 2.468 mortes nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).  

Com a atualização, o país passa a acumular 490.696 óbitos decorrentes do coronavírus e 17.533.221 de casos da doença desde o início da pandemia no Brasil, em março de 2020. 

Ainda nesta terça, a média móvel de mortes ficou em 1.986. O índice revela a média de óbitos nos últimos sete dias no país. 

A média móvel de mortes por Covid-19 chegou a 2.000 no domingo (13) e a 1.973 na segunda-feira (14).  

De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins,  os Estados Unidos passaram a marca de 600 mil mortes por Covid-19 nesta terça (15). O país norte-americano é o que acumula mais mortes pela doença no mundo, o Brasil aparece em seguida e a Índia ocupa o terceiro lugar, com mais de 377 mil mortes pela doença.

Pelo segundo ano consecutivo, em decorrência da pandemia, não haverá Expoagro em Afogados da Ingazeira.

Mais uma vez a programação cultural e artística da emancipação política será realizada de forma remota, no formato de live. Em reunião nesta terça (15), coordenada pelo Prefeito Alessandro Palmeira, ficaram definidas as datas da celebração festiva virtual. Será nos dias 30 de junho, 01, 02 e 3 de julho, no canal oficial da Prefeitura no YouTube. 

A reunião contou com a presença do vice-prefeito, Daniel Valadares. A programação artística começou a ser discutida e deverá ser anunciada em breve. Na pauta da reunião, o prefeito Alessandro Palmeira também pôs em discussão o calendário de inaugurações e anúncios de obras nas diversas áreas da gestão. 

“Estamos preparando, com muito carinho, uma programação artística para celebrarmos o aniversário de nossa querida Afogados, mas também um pacote de obras para presentear a nossa população nesse momento festivo,” destacou Alessandro Palmeira. 

O vice, Daniel Valadares, fez questão de lembrar da importância simbólica dessa data. “Apesar da pandemia, não podemos deixar passar em branco uma data tão importante para afogados. Vamos todos, de forma virtual, celebrar esse momento e prestigiar os nossos artistas durante as lives,” finalizou Daniel.

Número de casos de Covid na Copa América sobe para 53

Dados do Ministério da Saúde mostram que subiu para 53 o total de casos confirmados de Covid-19 entre jogadores, delegações e pessoas contratadas para atuar na Copa América.

Para comparação, até esta segunda (14), segundo dia de jogos, eram 41 casos confirmados.

Segundo a pasta, entre os registros com resultado positivo em exames, 27 ocorreram entre jogadores e membros das delegações e 26 entre prestadores de serviços contratados para o evento.

Esse grupo fica em Brasília, Goiânia e Rio de Janeiro e inclui funcionários de hotéis, por exemplo. A pasta não deu mais detalhes dos casos.

Na segunda (14), o ministério chegou a divulgar que havia 31 casos de Covid entre jogadores e membros de delegações, mas o número foi revisto nesta terça. A pasta atribuiu a mudança a atualizações recebidas de equipes técnicas e da Conmebol.

Procurada, a Conmebol não comentou. Pessoas ligadas à confederação, porém, apontam que a diferença pode estar relacionadas à revisões, pela Saúde, no critério para contabilizar pessoas que atuariam como staff local. Para o grupo, o total de casos entre jogadores e membros das delegações seria de 18 até o momento.

Em nota, o Ministério da Saúde diz que tem feito testes de RT-PCR periódicos em envolvidos no evento -até o momento, foram 3.045 exames realizados. A positividade de casos por Covid-19 é de 1,70%.

Os resultados positivos terão amostras encaminhadas para sequenciamento genômico, técnica que verifica se a infecção ocorreu por alguma variante específica do coronavírus. A previsão é que os resultados saiam em até 14 dias.

Ao divulgar os primeiros registros de casos de Covid na Copa América, no sábado (12), a pasta informou que os casos confirmados têm sido mantidos em isolamento em hotéis até que seja cumprido o período de quarentena e haja teste negativo, quando então poderão deixar o país.

O protocolo de segurança do evento inclui ainda regras para os demais participantes, como testes a cada 48h para os jogadores, possibilidade de deixar o hotel restrita a treinos ou para questões de saúde. Equipes também usarão voos fretados e ônibus individuais, que serão higienizados antes e depois do uso.

Kassio, do STF, concede habeas corpus e autoriza Witzel a não comparecer à CPI da Covid

Segundo a decisão do magistrado, caso resolva ir à comissão, Witzel poderá ficar em silêncio, não precisará assumir compromisso de falar a verdade e terá direito a ser acompanhado por um advogado.

Eleito em 2018 com o apoio da família de Jair Bolsonaro, Witzel tornou-se um adversário político do presidente poucos meses após assumir o comando do Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução)

 O ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus e autorizou o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel a não comparecer à CPI da Covid.

O depoimento de Witzel está previsto para esta quarta-feira (16). Segundo a decisão do magistrado, caso resolva ir à comissão, Witzel poderá ficar em silêncio, não precisará assumir compromisso de falar a verdade e terá direito a ser acompanhado por um advogado.

A convocação do ex-governador fluminense foi aprovada pela CPI em 26 de maio e tinha o objetivo de aprofundar as investigações relativas ao uso por estados da verba enviada pelo governo federal para o enfrentamento da pandemia do coronavírus.

Eleito em 2018 com o apoio da família de Jair Bolsonaro, Witzel tornou-se um adversário político do presidente poucos meses após assumir o comando do Rio de Janeiro.

No ano passado, ele foi afastado do cargo por decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) em meio a investigações sobre um esquema de desvio de recursos públicos no governo do estado.

 

A Polícia Civil de Goiânia encontrou, nesta terça-feira (15), o corpo de Luizmar de Oliveira Damasceno, de 45 anos, ex-parceiro de Cristiano Araújo, morto há seis anos em um acidente de carro. O músico estava desaparecido há quatro dias e foi encontrado em uma área de mata no Morro do Mendanha, na capital de Goiás

A causa da morte do sertanejo ainda não foi revelada. Segundo informações da polícia, Luizmar saiu de casa, no Residencial Serra Azul 2, na sexta-feira (11). Ele tinha ia fazer um show no último sábado (12), mas não apareceu. Depois disso, as autoridades foram acionadas para investigar o desaparecimento do artista. 

O corpo do sertanejo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realização dos exames periciais.

 

Mais de 11 mil estudantes participaram de uma grande cerimônia de formatura em Wuhan, na China.

Mais de 11 mil estudantes participaram de uma grande cerimônia de formatura em Wuhan, na China (Foto: Reprodução)

Mais de 11 mil estudantes participaram de uma grande cerimônia de formatura em Wuhan, na China, cerca de 14 meses após a suspensão das restrições na cidade que foi o epicentro da pandemia.

Os 11 milhões de habitantes de Wuhan, na província de Hubei, foram colocados sob quarentena a partir de 23 de janeiro de 2020, evidenciando a gravidade do vírus que depois se propagou pelo mundo.

A cidade ficou 76 dias sob confinamento estrito e só começou a retomar à normalidade, de maneira progressiva, a partir de abril de 2020. O mesmo ocorreu depois com outras regiões do país, onde o contágio foi controlado.

Wuhan tem uma população similar à da cidade de São Paulo, é conhecida na China por ter mais de 100 universidades e sua posição geográfica no país é estratégica (veja no vídeo abaixo).

Pouquíssimos utilizavam máscaras na cerimônia, que ocorreu na tarde de domingo (13).

Entre os estudantes estavam mais de 2,2 mil que deveriam ter recebido o diploma no ano passado, mas a cerimônia foi adiada devido à epidemia.

Segundo os números oficiais do governo chinês, o país registrou pouco mais de 90 mil casos de Covid-19 e 4.636 mortes desde o início de 2020 — a maioria em Wuhan.

G1

Mesmo em meio ao preconceito, o trisal de Brasileia, interior do Acre, tem ganhado apoio de muita gente, inclusive de pessoas que levam o mesmo estilo de vida, também conhecido como “poliamor”. Alda e Erisson Nery são sargentos da Polícia Militar e já eram casados quando conheceram a administradora Darlene Oliveira. 

“A princípio, temos mais apoio. Claro que existe o preconceito, o ódio. Mas a gente abstrai”, disse Erisson. De acordo com reportagem do G1, juntos, os três assumiram a relação há quase um ano. Há cerca de seis meses, eles criaram um perfil em uma rede social para divulgar como é a vida que escolheram.

 

“Inclusive, a gente não apaga da página os comentários contrários, pejorativos, maldições e condenações ao inferno. Alguns respondemos, outros não. Aumentou muito a questão dos seguidores e audiência da página. Estamos com mais de 15 milhões de impressões, apesar de ter só 33 mil seguidores”, completou ele.

Segundo a reportagem, a história do trisal começou em 2000, com o casamento dos militares Alda e Erisson. Eles são pais de dois filhos, um de 17 e outro de 13 anos. Darlene se juntou a eles mais recentemente, em 2020. Segundo o trisal, a administradora é um elo importante da relação, que é mantida na base do respeito, do amor e da lealdade.

O trisal está morando junto há cerca de seis meses. “Muita gente, inclusive, veio se abrir com a gente falando que vive a mesma situação, só que tem medo desse preconceito que a gente está passando, tem medo do abandono da família, do repúdio. A gente ouve diariamente muitos depoimentos, principalmente de mulheres, que são a maioria dos nossos seguidores”, conta Alda.

Erisson conta que ele e Alda seguem “o profissionalismo acima de tudo” na corporação. Segundo eles, até o momento não houve qualquer tipo de manifestação.

Ao G1, Alda conta que o relacionamento é algo leve entre eles e com os filhos. Muitos alimentam “preocupações” sobre os filhos, mas ela afirma que eles foram criados para respeitar as pessoas. “As pessoas estão criando filhos preconceituosos, intolerantes que não respeitam a decisão e a sexualidade dos outros, o amor dos outros. Criei meus filhos para respeitar as pessoas e amá-las, respeitar suas escolhas e levar em consideração o caráter das pessoas.”

Vítima de 38 anos foi agredida com uma rasteira, chute no braço e uma joelhada no rosto; ela precisou passar por cirurgia.

Funcionária de padaria é agredida por clientes após pedir para homem colocar máscara. (Foto: Fernando Daguano/TV TEM)

Uma funcionária de uma padaria de Palmares Paulista (SP) teve o braço quebrado por um cliente após pedir para ele usar a máscara de proteção contra a Covid-19 no estabelecimento.

De acordo com o relato da vítima Adriana Araújo da Silva, o cliente, identificado como Márcio Roberto Rodrigues, de 45 anos, chegou à padaria na última sexta-feira (11) com a máscara na altura do queixo e ficou nervoso depois de ser advertido para usar o equipamento de forma correta.

Em seguida, ele invadiu a área onde ficam os funcionários. Adriana, então, saiu correndo, mas foi seguida e agredida com uma rasteira e um chute em um dos braços.

Ainda segundo o relato de Adriana, ela conseguiu se levantar e correr até outra padaria, onde Márcio a agrediu com uma joelhada no rosto, além de bater no dono do estabelecimento.

Moradores que presenciaram a confusão ficaram revoltados, agrediram o cliente e acionaram a Polícia Militar.

A vítima foi socorrida e encaminhada para um hospital de Catanduva, onde precisou ser submetida a uma cirurgia, por conta de uma fratura em um dos braços. Ela recebeu alta no domingo (13).

De acordo com o boletim de ocorrência, o agressor foi levado para o pronto-socorro e, posteriormente, à delegacia. Equipes médicas precisaram usar medicação para acalmá-lo. O homem foi liberado na presença do advogado, mas não prestou depoimento ao delegado de plantão.

Márcio Roberto Rodrigues, de 45 anos, suspeito de agredir funcionária de padaria em Palmares Paulista após pedido para usar a máscara — Foto: Reprodução/TV TEM

Os estabelecimentos públicos e privados podem condicionar a entrada do público nos locais com a apresentação de comprovante de vacinação ou teste negativo para covid-19.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou na manhã desta terça-feira (15) o projeto de lei que cria um passaporte da vacinação. (Foto: Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou na manhã desta terça-feira (15) o projeto de lei que cria um passaporte da vacinação. A proposta, que passou no Senado na semana passada e vai para a Câmara, permite que estabelecimentos públicos e privados condicionem a entrada do público nos locais com a apresentação de comprovante de vacinação ou teste negativo para covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas.

“O que acha do passaporte da covid? Uma onda aí, estourou nas redes sociais. Sem comentários. A vacina vai ser obrigatória no Brasil? Não tem cabimento. Alguns falam que para viajar tem que ter cartão de vacinação. Olha, cada país faz as suas regras”, afirmou o chefe do executivo federal em tradicional conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada. 

O texto estabelece que o CSS (Certificado de Imunização e Segurança Sanitária) poderá ser utilizado para autorizar a entrada em locais e eventos públicos, o ingresso em hotéis, cruzeiros, parques e reservas naturais, entre outras possibilidades.

Para o presidente, comparações com outros países não podem ser feitas, pois cada nação estabelece suas regras.

“Se para ir para tal país, tem que ter tomado tal vacina. Se não tomar, não entra. Não acredito que passe no Parlamento. Se passar, eu veto e aí o Parlamento vai analisar o veto. Se derrubar, aí é lei”, complementou.

Conforme o relator do PL 1.674/2021, senador Carlos Portinho (PL-RJ), o objetivo é conciliar a adoção de medidas restritivas para conter a pandemia com a preservação dos direitos individuais e sociais.

O CSS, se aprovado, será implementado por meio de plataforma digital e poderá ter sua validade fixada com base nos seguintes certificados: Nacional de Vacinação (CNV), Internacional de Vacinação (CIV), Nacional de Testagem (CNT) e Internacional de Testagem (CIT). O governo federal poderá criar fonte orçamentária específica para implantação do CSS.

Comentários (0)

Ela defendia a cloroquina medicamento sem eficácia
A médica pediatra Mayra Pinheiro, conhecida como “Capitã cloroquina” foi vacinada contra a Covid-19 em uma unidade de Saúde do Distrito Federal. Ela é secretária do Ministério da Saúde e ganhou o apelido graças à sua atuação na defesa pelo medicamento sem eficácia contra a doença causada pelo novo coronavírus. No último sábado, o Supremo Tribunal Federal autorizou a quebra de sigilo de Mayra Pinheiro e dos ex-ministros Eduardo Pazuello e Ernesto Araújo.
Alvo da CPI, Mayra Pinheiro publicou uma foto em suas redes sociais em que segura um cartão de vacinação com seu nome e a identificação de que recebeu a primeira dose do imunizante da AstraZeneca/Oxford. “Devidamente vacinada contra a Covid-19”, disse ela no post. No cartão, consta a data do último domingo, 13 de junho.
Convocada pela CPI da Covid no Senado para depor em maio, Mayra Pinheiro reforçou a defesa do tratamento precoce — bandeira amplamente defendida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e por seus apoiadores. O presidente já chegou a dizer, no ano passado, que não precisaria tomar a vacina porque já teve o vírus.
Questionamentos à OMS
Em suas lives nas redes sociais e em falas a apoiadores, Bolsonaro defende continuamente o uso de cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina contra a covid-19. Questionada se recebeu ordens do presidente para falar a favor dos medicamentos, Mayra afirmou na CPI que não foi orientada por ele, mas defendeu a autonomia dos médicos para prescrever os tratamentos.
“Estamos diante de uma doença grave, que tem provocado colapso dos sistemas de saúde e a morte de milhões de pessoas em todo o mundo. A tomada de decisão nesse cenário de incertezas exige respeito à autonomia médica concedida pelo Conselho Federal de Medicina”, disse ela, na ocasião.
Ela também disse que o Brasil não era obrigado a seguir a orientação da OMS, que recomendava que os medicamentos não fossem utilizados para tratar a Covid-19. “A OMS retirou a orientação desses medicamentos para tratamento da covid baseada em estudos que foram feitos com qualidade metodológica questionável com o uso da medicação na fase tardia da doença onde todos nós já sabemos que não há benefícios para os pacientes”, pontuou
A secretária falou, no entanto, contra a imunização de rebanho, que consiste em permitir que uma população seja infectada pelo vírus para que desenvolvam imunidade. “Induzir a imunidade através do efeito rebanho é extremamente perigoso. Para grandes populações, você não sabe quantas pessoas vão precisar ser submetidas a esse tipo de teoria e ela pode induzir milhares de óbitos. Então eu não concordo com isso de forma generalizada. Em pequenos grupos populacionais, isso pode ser usado”, afirmou.
Segundo especialistas, a tese da imunidade de rebanho foi adotada pelo governo no momento em que criticou o uso de máscaras e incentivou a população a ignorar o isolamento social. Averiguar a extensão dessa estratégia no governo de Jair Bolsonaro é um dos eixos das investigações da CPI da Covid.
Mayra Pinheiro também foi questionada se já havia sido imunizada e disse que contraiu covid próximo da data prevista para se vacinar, por isso precisaria esperar um mês para tomar a vacina.
Origem da vacina
Mayra Pinheiro foi imunizada com a vacina AstraZeneca/Oxford, que é produzida no Brasil pela Fiocruz. Não é possível saber, no entanto, se a vacina foi produzida no Brasil ou importada.Quando depôs na CPI da Covid, Mayra também foi questionada sobre um áudio, reproduzido pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) em que aparece falando contra a Fiocruz. Ela dizia que havia um “pênis na porta da Fiocruz” e tapetes com a figura de Che Guevara.
“Eles têm um pênis na porta da Fiocruz. Todos os tapetes das portas são a figura do Che Guevara, as salas são figurinhas do Lula Livre, Marielle Vive. É um órgão que tem um poder imenso, porque durante anos eles controlaram, através do movimento sanitarista, que foi todo construído pela esquerda, a saúde do país”, disse ela no áudio. Na CPI, ela reafirmou o que disse e acrescentou que era “uma constatação de um fato”.
 blog marcosmontinelly.com.br

A média móvel de mortes ficou em 1.970 óbitos por dia — o número está há 143 dias acima de mil mortes diárias, considerado um patamar bastante alto.

No total, 55.740.512 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país – 23.742.688 delas já receberam a segunda dose do imunizante. (Foto: Reprodução)

 O Brasil registrou 928 mortes por Covid-19 e 40.865 casos da doença nesta segunda-feira (14). Com isso, o total de mortes no país chegou a 488.404 e o de casos a 17.454.861 desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes ficou em 1.970 óbitos por dia — o número está há 143 dias acima de mil mortes diárias, considerado um patamar bastante alto.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 23 estados.

O Brasil aplicou 1.216.441 doses de vacinas contra Covid-19 nesta segunda (14).
Segundo dados das secretarias estaduais de saúde, foram aplicadas 1.133.108 da primeira e 83.333 da segunda dose.

No total, 55.740.512 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país – 23.742.688 delas já receberam a segunda dose do imunizante.

Especialistas alertam que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

Dados da pesquisa na cidade de Serrana, no interior de SP, indicam que uma retomada mais segura da vida normal deve ser feita quando pelo menos 60% de toda a população estiver imunizada, ou pelo menos 75% da população adulta. A cidade viu uma queda de 95% no número de óbitos após ter alcançado mais de 95% da população adulta completamente imunizada.

Com os dados vacinais desta segunda, 26,32% da população brasileira recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid e 11,21% recebeu a segunda.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes

Pernambuco tem um milhão de imunizados com duas doses de vacina; casos de Covid-19 passam de 520 mil no Estado

Pernambuco passou da marca de um milhão de imunizados com as duas doses de vacinas contra Covid-19. De acordo com o balanço divulgado pelo governo estadual nesta segunda-feira (14), 1.001.355 pessoas já completaram o esquema vacinal. O total ainda é pequeno, já que a população pernambucana é estimada em 9,6 milhões. Quanto ao número de casos, o Estado chegou a 520.694.

Até agora, já foram vacinados com a segunda dose 216.507 trabalhadores de saúde; 25.587 povos indígenas aldeados; 1.318 em comunidades quilombolas; 5.647 idosos institucionalizados; 275.443 idosos de 60 a 69 anos; 321.399 idosos de 70 a 79 anos; 148.978 idosos de 80 anos e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas e 5.295 trabalhadores das forças de segurança e salvamento.

No total, o Estado já aplicou 3.452.131 doses de vacinas, sendo 2.450.776 pernambucanos vacinados com a primeira dose. Foram feitas a primeira dose em 291.462 trabalhadores de saúde; 25.925 povos indígenas aldeados; 42.402 em comunidades quilombolas; 7.649 idosos em Instituições de Longa Permanência; 632.399 idosos de 60 a 69 anos; 396.854 idosos de 70 a 79 anos; 201.275 idosos de 80 anos e mais; 1.429 pessoas com deficiência institucionalizadas; 17.699 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 358.628 pessoas com comorbidades; 24.231 pessoas com deficiência permanente; 46.237 gestantes e puérperas; 19.102 pessoas de 40 a 49 anos; 197.356 pessoas de 50 a 59 anos; 710 pessoas em situação de rua, 530 pessoas privadas de liberdade; além de 186.888 trabalhadores de serviços essenciais.

Casos da covid-19 no Estado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta segunda-feira (14), 1.117 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 103 (9%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.014 (91%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 520.694 casos confirmados da doença, sendo 47.551 graves e 473.143 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Petrolina abre vacinação contra Covid-19 para pessoas a partir de 45 anos

Com a chegada de novas doses da vacina contra a Covid-19, a Prefeitura de Petrolina vai abrir, a partir desta terça-feira (15), o agendamento na plataforma vacinacaopetrolina.tisaude.com. Diariamente, serão disponibilizadas 2.500 vagas no site. A vacinação será ampliada e o agendamento estará disponível para a população em geral com 45 anos e mais.
A Secretaria de Saúde também continua com a imunização dos trabalhadores de saúde autônomos; trabalhadores da educação atuantes em creches, na educação infantil, ensino fundamental, médio, técnico, superior e EJA da rede pública e privada; gestante e puérperas e pessoas que possuem comorbidade com idades entre 18 a 59 anos.
Outra novidade na programação é que, nesta terça (15) as pessoas pertencentes às forças armadas; caminhoneiros;  trabalhadores da indústria e da construção civil; e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário irão seguir o critério por faixa etária, ou seja, para receber a vacina esse público deverá ter 45 anos ou mais.
O agendamento do dia, horário e local para receber a dose do imuno deve ser feito até às 15h do dia anterior.  Caso contrário, só entrará na lista do dia seguinte. É obrigatório a apresentação dos documentos no ato da vacinação. Vale ressaltar que a imunização das gestantes e puérperas, assim como das pessoas que possuem comorbidades continua, exclusivamente, no polo do SESC, Centro.
Polos de vacinação
Pontos fixos: IGEPREV, Centro; Centro de Convivência do Idoso Mimi Cruz, Alto do Cocar; Escola Municipal Nossa Senhora Rainha dos Anjos (CAIC), Cohab Massangano; Escola Professor José Joaquim, José e Maria.
Pontos de drive-thru: Avenida da Integração, em frente à loja Lucia Gomes; estacionamento do River Shopping; próximo do supermercado Bontempo, Cohab VI; e estacionamento da Justiça Federal, próximo à Câmara de Vereadores.

.

Paraíba confirma chega 361.435 casos confirmados 8.158 mortes.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 73%.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda (14), 2.575 novos casos de Covid-19, em 24 horas. Também foram confirmados 30 novos óbitos, desde a última atualização, sendo 16 nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde  desde a última atualização, 98 (3,8%) são casos de pacientes hospitalizados e 2.477 (96,2%) são leves. 

Agora, a Paraíba totaliza 361.435 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 989.645 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos ocorreram entre os dias 04 e 14 de junho de 2021, sendo 03 deles em hospitais privados e os demais em hospitais públicos. 

Com isso, o estado totaliza 8.158 mortes. O boletim registra ainda um total de 241.293 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 1.209 novos casos, o que corresponde a 46,95% dos casos registrados nesta segunda. São eles: João Pessoa, com 585 novos casos, totalizando 92.269; Campina Grande, com 369 novos casos, totalizando 32.847; Bayeux, com 131 novos casos, totalizando 6.830; Guarabira, com 66 novos casos, totalizando 8.718 e Esperança, com 58 novos casos, totalizando 4.631.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 14/06/2021, sujeitos à alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta segunda, 219 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 30 óbitos confirmados neste boletim, ocorreram entre residentes dos municípios de Alagoa Nova (01), Bayeux (01), Cabedelo (02), Campina Grande (09), Guarabira (01), João Pessoa (03), Marizópolis (01), Mogeiro (01), Monteiro (02), Mulungu (01), Picuí (01), Pilõezinhos (01), Rio Tinto (01), Santa Cruz (01), Santa Rita (01), São Bento (01), Sossêgo (01) e Triunfo (01).
 
As vítimas são 17 homens e 13 mulheres, com idades entre 32 e 97 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais freqüente e 13 não tinham comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 73%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 73%. Em Campina Grande, estão ocupados 73% dos leitos de UTI adulto e no sertão 88% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro estadual de regulação hospitalar, 71 pacientes foram internados nas ultimas 24h. Ao todo, 942 pacientes estão internados nas unidades de referência. 

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 1.454.345 doses. Até o momento, 988.662 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 465.683 com a segunda dose da vacina. Um total de 1.849.448 doses já foram distribuídas. 

A resistência ao chefe da AGU no Senado e a proximidade da abertura da vaga, porém, fizeram a campanha de outros concorrentes se intensificar nos últimos dias.

A assessoria do Supremo informou, porém, que não foram discutidos quem são os potenciais sucessores de Marco Aurélio no STF na reunião. (Foto: Reprodução)

 O advogado-geral da União, André Mendonça, é o favorito do presidente Jair Bolsonaro para ser indicado ao STF (Supremo Tribunal Federal) na vaga do ministro Marco Aurélio, que irá se aposentar em 5 de julho aos 75 anos de idade.

A resistência ao chefe da AGU no Senado e a proximidade da abertura da vaga, porém, fizeram a campanha de outros concorrentes se intensificar nos últimos dias.

O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Humberto Martins, conseguiu o apoio nos bastidores da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos, que representa a corrente religiosa que o chefe do Executivo quer contemplar na escolha.

Além disso, o magistrado se aproximou nos últimos meses do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), o mais influente dos filhos do chefe do Executivo quando o assunto é indicação para postos em tribunais superiores, e também de Kassio Nunes Marques, primeiro ministro do Supremo indicado por Bolsonaro.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, por sua vez, mantém contato direto com senadores, que têm o papel de avalizar o nome indicado pelo governo, e aposta na boa relação com a classe política para ser o escolhido para o Supremo.

Desde que assumiu a chefia da PGR, Aras tem feito gestos em direção ao Palácio do Planalto a fim de pavimentar o caminho para o STF ou, na pior das hipóteses, ser reconduzido no cargo em setembro deste ano e disputar um assento na corte em 2023, caso Bolsonaro seja reeleito.

Com a proximidade da aposentadoria de Marco Aurélio, Aras vem ampliando as sinalizações ao governo, mesmo que causem incômodo entre ministros do Supremo.
Um dos movimentos nesse sentido foi o pedido de arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos, que investiga 11 parlamentares da base governista e empresários e blogueiros bolsonaristas.

O procurador-geral também se posicionou a favor da convocação de governadores à CPI da Covid, o que vai ao encontro da estratégia do Palácio do Planalto de ampliar o foco das investigações e dividir o desgaste pelo trabalho da comissão com gestores estaduais.

Bolsonaro não esconde a predileção por André Mendonça. Ele autorizou seu preferido a conversar com parlamentares a fim de criar um ambiente favorável à sua indicação no Senado.

O chefe da AGU, porém, tem tido dificuldade nessa missão. Mendonça não é visto pela classe política como alguém confiável. Entre os senadores, ele passou a ser descrito como o “Fachin da Dilma”, em uma alusão à escolha da ex-presidente petista que enfrentou resistência no Senado.

A comparação ocorre por dois motivos: por ser visto como uma pessoa muito vinculada politicamente à ideologia do presidente e por não inspirar confiança em relação a como será sua atuação depois que assumir um assento no STF.

O segundo fator deriva do fato de Mendonça ter uma trajetória jurídica alinhada, em muitos pontos, a métodos usados pela Lava Jato que são criticados por parlamentares.
Isso, porém, também tem lados positivos, como ser bem visto dentro do Supremo por ministros que defendem a operação.

Já magistrados contrários à Lava Jato, como o ministro Gilmar Mendes, preferem que seja escolhido para a corte um nome com perfil mais garantista, que é a ala do direito que costuma dar mais respaldo às teses dos réus em relação ao Ministério Público e à polícia.

Gilmar, aliás, é um ator importante nas articulações nos bastidores para a escolha do próximo integrante do Supremo. A boa relação que mantém com Bolsonaro ficou clara na escolha de Kassio, que foi levado pelo chefe do Executivo a um jantar com o magistrado antes de oficializar a escolha.

No fim de maio, a pouco mais de um mês da aposentadoria de Marco Aurélio, ele liberou para julgamento o recurso do Ministério Público do Rio de Janeiro contra a decisão do TJ-RJ (Tribunal de Justiça) do Rio de Janeiro de conceder foro especial a Flávio Bolsonaro no caso da rachadinha.

Gilmar é o relator do caso no Supremo, e a manutenção do foro do filho do presidente é considerada importante pela família Bolsonaro.

Isso porque o juiz de primeira instância do caso, Flávio Itabaiana, vinha desagradando o chefe do Executivo, como ocorreu na decretação da prisão de Fabrício Queiroz, amigo do presidente e acusado de ser o operador do esquema de recolhimento de salário dos servidores de Flávio na Assembleia Legislativa do RJ.

Às vésperas de escolher o próximo ministro da corte, Bolsonaro se reuniu, fora da agenda, com o presidente do STF, Luiz Fux, na sede da corte. No encontro ocorrido na semana passada, o ministro pediu ao chefe do Executivo que espere a aposentadoria de Marco Aurélio para anunciar seu sucessor.

O movimento de Fux visa evitar constrangimento similar ao ocorrido com Kassio Nunes Marques, que foi anunciado por Bolsonaro quando Celso de Mello ainda compunha o tribunal.

A assessoria do Supremo informou, porém, que não foram discutidos quem são os potenciais sucessores de Marco Aurélio no STF na reunião.

Outro nome que corre por fora e sonha em assumir uma vaga no Supremo é o juiz federal de segunda instância William Douglas, do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região). Na semana passada, um grupo com mais de 100 juízes e integrantes do Ministério Público enviou uma carta a Bolsonaro recomendando o nome do magistrado.

Evangélico, ele também conta com o apoio da ministra da Mulher, Família e Direito Humanos, Damares Alves, um dos expoentes da ala ideológica do governo.

Não é só a cadeira no Supremo, porém, que tem movimentado os bastidores no governo e nos tribunais superiores.

Está na mesa do chefe do Executivo a lista tríplice enviada pelo STF para vaga de ministro-substituto do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O cargo é considerado importante por ser o responsável por analisar ações judiciais do pleito de 2022 que tenham relação com as propagandas de campanha.

Pela primeira vez, o Supremo formou uma lista composta por três mulheres. A advogada Marilda Silveira conta com o apoio de Gilmar Mendes. Maria Cláudia Bucchianeri é apoiada pelo ministro Dias Toffoli e por Augusto Aras, e Ângela Baêta conta com a simpatia do ministro Luís Roberto Barroso.

CDL/Tabira cobra do Consorcio de Prefeitos do Pajeú uma posição em defesa do comercio

O assunto dominante na imprensa neste início de semana está sendo, sem dúvida, a mobilização que a CDL/Tabira e o comércio local estão fazendo em redes sociais e aplicativos de mensagens contrários ao novo decreto do Governo do Estado que desautoriza o funcionamento de boa parte dos estabelecimentos.

O protesto ganha corpo nas fachadas das lojas através de faixas que sinalizam o descontentamento com o fechamento e a favor das vacinas. Nesta segunda-feira (14), a população se mostrou solidária aos comerciantes.

O programa Radar da Cidade, da Rádio Cidade FM, fez uma enquete junto aos seus ouvintes querendo saber se eles achavam que o comércio seria o vilão nessa pandemia.

Para 80% dos ouvintes, o comércio não tem culpa.

Durante entrevista ao programa Cidade Alerta, o presidente da CDL Jackson Amaral cobrou uma posição dos gestores do Pajeú através do Consorcio de prefeitos, no sentido de pleitear junto ao Governo do Estado que comprove com números que os decretos com fechamento têm resultados práticos, pois até agora, um ano depois de iniciada a pandemia, em nenhum momento o comercio foi chamado para ser convencido da praticidade das medidas.

As informações foram repassadas ao Blog PE Notícias pelo comunicador Anchieta Santos, das rádios Pajeú FM, e Cidade FM, de Tabira.

Carga com 350 aparelhos de ar-condicionado roubada em Pernambuco é recuperada na Paraíba

Uma carga com pelo menos 350 aparelhos de ar-condicionado, roubada em Pernambuco, foi recuperada nesta segunda-feira (14), na Paraíba. De acordo com a Polícia Civil, o material está avaliado em cerca de R$ 400 mil.

A carreta em que o material estava também havia sido roubada, no dia 9 de junho, no município de Vitória de Santo Antão.

De acordo com o delegado seccional Carlos Othon, os aparelhos foram encontrados no primeiro andar de um pequeno comércio no bairro de Tibiri, em Santa Rita.

“O responsável pela receptação já está identificado. Entramos em contato com a vítima do crime, que nos disse, até emocionado, que os produtos não tinham seguro. Ou seja, seria um prejuízo enorme”, relatou o delegado.

A Polícia Civil investiga se uma organização criminosa tem em Santa Rita um ponto que serve como base para distribuição de mercadorias roubadas, de alto valor comercial.

“É possível que esse grupo esteja promovendo essa articulação com cargas roubadas em vários estados do Nordeste”, concluiu o delegado.

Afogados: Hospital  Emília Câmara registra oito mortes na UTI 

 

A noite foi a mais difícil para a equipe do Hospital Regional Emília Câmara desde o início da pandemia. Ao todo, oito óbitos foram registrados na UTI Covid da Unidade. É o maior número de mortes desde o início da pandemia em um único plantão na cidada de Afogados da Ingazeira.

Dessas, apenas a morte da paciente de Flores de 44 anos teve como causa mortis quadro de SRAG e sem positividade para a Covid, segundo a Secretaria de Saúde do município. O HREC confirma que ela estava na UTI Covid mas não tinha a doença.

A unidade confirmou o número ao blog. Segundo a Direção, uma conjunção de fatores como maior número de casos com extrema gravidade simultaneamente, a maior violência da nova variante, a P1, predominante em Pernambuco, estão entre as causas das mortes.

A notícia está em atualização, com a unidade verificando as idades e cidades das vítimas. “Estamos arrasados”, admitiu o Diretor da unidade Sebastião Duque.

Segundo o Diretor do Hospital Regional Emília Câmara, Sebastião Duque, a Ala Respiratória do hospital, por exemplo, tem um paciente com 10 meses, com SRAG. “Semana passada, perdemos uma paciente de São Bento do Una de 25 anos”, lamentou. Ontem, dos 30 leitos da unidade, 27, ou 90% estão ocupados. Em maio, foram 32 mortes, mais de uma por dia. Via Nill

Pernambuco vai receber 118.600 doses da vacina da Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson, contra a covid-19. O imunizante é de dose única.

Conforme anunciado pelo Governo de Pernambuco na quinta-feira (10), Recife, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada receberão as doses.

A capital porque está na orientação do Ministério da Saúde para receber, já que as 3 milhões de vacinas da Janssen para o Brasil chegarão ao país perto do prazo final de validade. Com isso, é necessária uma operação ágil para assegurar a aplicação no tempo correto. Nas capitais dos estados, a logística é mais fácil de ser viabilizada.

Além do Recife, o Governo de Pernambuco decidiu estender o envio de doses da vacina da Janssen para cinco cidades do interior que estão em patamares altos de contaminação da covid-19.

Como se trata de uma vacina de dose única, a expectativa é avançar na vacinação nessas cidades para tentar frear o aumento de casos.

Segundo a publicação oficial, ficou pactuada a “distribuição proporcional à população dos municípios de Recife, Arcoverde, Caruaru, Garanhuns e Afogados da Ingazeira para a população adulta por faixa etária (40 a 49 anos)”.

Para o Recife, as doses vão contemplar 6,5% da população de 18 a 59 anos. Já em Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada chegarão a 18,6% da faixa de idade de 18 a 59 anos.

Ao todo, Recife receberá 59.295 doses para vacinar pelo menos 56.471 pessoas, levando em conta a possibilidade de 5% de eventual perda.

Caruaru receberá o maior contingente da Janssen no interior com 30.935 doses. Garanhuns terá 11.765 doses, Arcoverde receberá 6.770 e Afogados da Ingazeira, 3.425. Já Serra Talhada terá 6.410 doses da vacina de dose única.

 

O  governador Paulo Câmara acrescentou que, por serem de grande porte, essas cidades têm “plenas condições de manejar as vacinas dentro do prazo de validade curto necessário à sua aplicação”. Paulo ainda agradeceu “a compreensão das demais prefeituras”. “A velocidade da pandemia no nosso Estado não obedece a um critério uniforme. Por isso, pactuamos com os municípios uma estratégia diferente para a distribuição da vacina da Janssen. Esse é mais um anúncio importante na nossa luta contra o novo coronavírus”, disse o governador quinta.

Um adolescente, de 15 anos de idade, que estava  dirigindo um carro foi flagrado, neste domingo (13), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-232, em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. O pai dele estava no veículo e foi autuado no valor de R$ 880,41 por entregar a direção ao filho. Foram emitidas duas autuações e um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelas irregularidades.

Policiais do Grupo de Fiscalização de Trânsito e Transporte da PRF realizavam uma fiscalização no Km 413 da rodovia, na área urbana de Serra Talhada, quando observaram um motorista de baixa estatura na direção do veículo. Pra surpresa da equipe, o condutor era um adolescente que iria completar 16 anos em dezembro.
O pai informou que entregou a direção ao filho, pois ele insistia muito em dirigir o carro da família. O homem foi autuado por entregar a direção à pessoa não habilitada, além de ser lavrada outra autuação por dirigir sem possuir habilitação, que são gravíssimas, no valor de R$ 880,41 cada uma. A equipe também lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela irregularidade.

Ator Ned Beatty, de Toy Story 3, morre aos 83 anos

Segundo sua agente, o ator faleceu de causas naturais rodeado por amigos e familiares (Foto: Frazer Harrison/AFP)

Ned Beatty, prolífico ator e indicado uma vez ao Oscar, conhecido por seus papéis em Rede de intrigasSuperman e Toy story 3, faleceu aos 83 anos no domingo (13). “Ned morreu por causas naturais na manhã de domingo, ao lado de sua família e entes queridos”, afirmou a agente Deborah Miller, do Shelter Entertainment Group, segundo o canal CNN.
Beatty iniciou a carreira cinematográfica em 1972 com Amargo pesadelo. Por seu papel em Rede de intrigas (1976), de Sidney Lumet, Beatty foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante.
Outras produções de sua longa carreira incluem Superman (1978), Todos os homens do presidente e a série de televisão Homicide: life on the street. Os mais jovens recordam de Beatty como a voz do urso de pelúcia Lotso em Toy story 3 (2010) na versão original em inglês.
Lee Unkrich, diretor do filme da Pixar, tuitou que foi “uma alegria e uma honra incrível trabalhar com ele”.

Reino Unido deve adiar última etapa do fim das restrições

 (Foto: JOHN THYS / AFP)
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, deve adiar o fim das últimas restrições contra o coronavírus na Inglaterra, com base nas recomendações dos conselheiros científicos do governo, preocupados com a variante Delta, informa a imprensa.
Johnson deve anunciar em uma entrevista coletiva nesta segunda-feira à tarde se a última etapa do fim do confinamento – que inclui a reabertura das casas noturnas e a autorização para que salas de espetáculo volte a operar com plena capacidade – acontecerá em 21 de junho, como estava previsto, ou será adiada.
A BBC afirma que a etapa será adiada em quatro semanas, até 19 de julho, uma decisão que seria submetida à aprovação do Parlamento.
Um adiamento revoltaria boa parte dos deputados do Partido Conservador de Johnson e representaria um grande revés para muitas empresas, especialmente no setor de hotelaria, que espera uma reabertura completa no início do verão (hemisfério norte) para compensar as perdas sofridas com os sucessivos confinamentos na Inglaterra desde março de 2020.
Mas o primeiro-ministro advertiu no sábado que a propagação no Reino Unido da variante Delta, inicialmente identificada na Índia, é “muito preocupante”.
Considerada 60% mais contagiosa que a variante Alfa surgida na Inglaterra em dezembro, esta cepa é agora dominante no Reino Unido, país mais afetado da Europa pela pandemia, com quase 128.000 mortes.
Após um longo confinamento no inverno, o governo começou a flexibilizar gradualmente as restrições. Mas a suspensão das últimas medidas, prevista para a próxima semana, está ameaçada pelo recente aumento dos contágios, que superam 7.000 novos casos diários.
Adiar a última etapa, prolongando entre outras medidas a recomendação para trabalhar de casa, permitiria completar o processo de vacinação de mais britânicos para protegê-los contra sintomas graves, hospitalização e morte.
Mais de 41,5 milhões de pessoas (79% da população adulta) já receberam a primeira dose de uma vacina contra a covid-19 e 29,8 milhões de pessoas (56,6% dos adultos) as duas doses necessárias.

 

 

 

 

 

Em entrevista à TV 247 na noite deste domingo (13), a epidemiologista Ethel Maciel, da Universidade Federal do Espírito Santo, revelou que o governo Bolsonaro tentou impor ao comitê de cientistas que assessorava o Ministério da Saúde em relação à pandemia da Covid-19, em 2020, um Plano Nacional de Imunização apenas com a vacina da AstraZeneca, sem cobertura universal.

Maciel participou do comitê como indicada da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva). Ela relatou que o comitê, que deveria ter sido instalado logo nos primeiros sinais da pandemia, em fevereiro-março de 2020, “demorou muito” e começou seus trabalhos apenas em fins de setembro. “Muitos técnicos experientes não estavam mais no PNI, o que atrasou demais os trabalhos”, relatou.

As reuniões foram marcadas por grande tensão no grupo responsável por definir os grupos prioritários à vacinação, segundo a epidemiologista, “porque até dezembro o governo não tinha plano algum e só tinha o acordo com a AstraZeneca-Oxford; nem o acordo com o Butantan estava feito”. Isso era, segundo Maciel, motivo de enorme constrangimento nas reuniões, porque os técnicos do Butantan participavam das reuniões e “começou uma série de desentendimentos entre os consultores e os técnicos do governo”.

Em 1 de dezembro, na primeira reunião com a participação do general Eduardo Pazuello, então ministro da Saúde, os cientistas foram informados que não havia seringas para vacinação: “esse era o tamanho do buraco, e foi um choque; corríamos o risco de ter vacinas e não ter seringas”.

O impasse naquele momento tornou-se uma queda de braço: o governo queria um Plano Nacional de Imunização restrito à AstraZeneca, insuficiente para vacinar a população e os cientistas argumentando que eles deveriam dizer como o plano deveria ser feito para ser universalizante e caberia ao governo buscar as vacinas.

“A seguir, começou outro impasse, sobre os grupos prioritários para vacinação”, contou a epidemiologista. Ela disse que o governo, por motivos ideológicos, tirou a população carcerária dos grupos prioritários, contrariando todo o conhecimento científico acumulado em epidemias. “Não tem como vacinar as forças de segurança e não vacinar as pessoas privadas de liberdade” afirmou a cientista – mas assim foi feito.

O auge do confronto entre os cientistas e o governo aconteceu em 11 de dezembro, quando o governo Bolsonaro enviou ao STF, por exigência da Corte, o Plano Nacional de Imunização e informou que os cientistas do comitê de assessoramento haviam aprovado o plano de imunização: “Foi um choque, ficamos sabendo pela imprensa de um plano com nossos nomes como elaboradores e que nunca tínhamos visto e sobre o qual tínhamos discordâncias importantes”. Os 36 cientistas soltaram imediatamente uma nota denunciando a farsa.  “Trabalho com pesquisa desde 1994 e nunca vivenciei uma situação de desrespeito como essa”, relatou Maciel.

A epidemiologista Ethel Maciel é pós-doutora em Epidemiologia (Johns Hopkins University) e professora titular da Ufes. Em março de 2020, foi eleita reitora da Ufes, com o voto da comunidade e do Conselho Universitário, mas não foi nomeada por Bolsonaro.

Participaram do Boa Noite deste domingo, além de Ethel Maciel, o virologista Eurico Arruda, coordenador do Laboratório de Patogênese Viral da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto (FMRP-USP), e a matemática Elenira Vilela, professora do Instituto Federal de Santa Catarina. (247)

Dados divulgados neste domingo pelo Consórcio dos Veículos de Imprensa revelam que o Brasil ultrapassou a marca dos 487 mil óbitos (487.476) óbitos de Covid desde o início da pandemia. Segundo o balanço, o país já contabiliza 17.413.996 casos da doença e nas últimas 24h foram registrados 1.118 mortes por Covid-19.

De acordo com reportagem do portal G1, se comparado à média móvel de mortes de 14 dias atrás, a variação foi de +8% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus. No entanto, esse ritmo atual das mortes por Covid tem se assemelhado mais a um platô do que a uma queda ou a um aumento na curva, o que tem preocupado especialistas.

Sete estados aparecem com tendência de alta nas mortes: AM, PR, RS, RJ, AP, PB e RN. Apenas o Ceará não registrou nenhuma morte por Covid hoje (13).

No Brasil, 78.266.759 doses, somando a primeira e a segunda doses, foram aplicadas. 

Governo desviou R$ 52 mi de publicidade da Covid para propaganda de suas ações

O governo Jair Bolsonaro desviou R$ 52 milhões previstos para campanhas com peças informativas sobre o combate ao coronavírus para fazer propaganda institucional de ações do Executivo. A reportagem é de Constança Rezende e Raquel Lopes/Folhapress.

Os recursos foram alocados pela medida provisória 942, de abril de 2020. A MP abriu créditos extraordinários para enfrentamento da pandemia dentro do chamado Orçamento de guerra, uma modalidade criada para atender despesas urgentes e imprevisíveis. O mecanismo é permitido em três situações: guerra, comoção interna ou calamidade, como é o caso da crise sanitária causada pela Covid.

Pela justificativa da MP, o dinheiro reservado à Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) tinha “o objetivo de informar à população e minimizar os impactos decorrentes da proliferação da doença”, mas peças publicitárias entregues à CPI mostram que o dinheiro bancou a divulgação de feitos que rendem dividendos políticos ao presidente, sem referências a medidas preventivas contra a Covid.

O desvio é constado com base em cruzamento de dados enviados pela Secom ao jornal Folha de S.Paulo, por meio da LAI (Lei de Acesso à Informação), e à CPI da Covid no Senado, além de requerimentos de informação entregues à Câmara.

Vídeos de 15 a 30 segundos, áudios e informativos foram veiculados em TV aberta e fechada, rádio, internet e mídia exterior para enaltecer a liberação de recursos para pagamento de salários em micro e pequenas empresas e repasses a estados e municípios.

“O cuidado com o Brasil e com os brasileiros continua. Liberação de R$ 100 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas”, diz uma das campanhas.

Os informes também trataram de ações relacionadas ao Bolsa Família, ao auxílio emergencial, à suspensão de pagamento da conta de luz e aos saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). As medidas são do Ministério da Economia.

Há ainda vídeos sobre compra de equipamentos, medicamentos e EPIs (equipamentos de proteção individual), usados por profissionais na linha de frentes. Trata-se, portanto, de realizações do Ministério da Saúde.

“A pandemia do novo coronavírus desafia governos em todo o mundo. No Brasil, nós, do governo federal, trabalhamos para enfrentar o seu avanço e cuidar da saúde da população. Investimos R$ 16 bilhões na compra de respiradores, ventiladores pulmonares, equipamentos de segurança e medicação”, diz uma peça.

O crédito destinado ao órgão então vinculado à Presidência da República -hoje atrelado ao Ministério de Comunicações- seria executado de acordo com a justificativa da MP.

Para realizar as campanhas, a Secom precisou do apoio dos Ministérios da Cidadania e da Saúde, o que prejudicou ações destinadas de fato à saúde pública.

Em requerimento de informação enviado pelo órgão ao deputado Elias Vaz (PSB-GO), a Secom explicou que foi necessária a realização de quatro dos chamados TEDs (termos de execução descentralizada).

Pelo instrumento, o órgão repassou dinheiro às pastas para pagamento de campanhas de divulgação das ações do governo. No entanto, Cidadania e Saúde perderam margem de gastos com publicidade de seu próprio interesse.

A Secom afirmou, em nota, que as campanhas abrangem diversas áreas impactadas pela pandemia.

Já a Saúde, também em nota, disse que as peças contêm orientações de saúde, medidas de prevenção “e outros temas de balanço do governo federal”. Procurado, o Ministério da Cidadania não respondeu.

Como os dois ministérios mantinham contratos ativos com a agência Calia, responsável pela publicidade da Secom, os TEDs foram executados. Dois deles foram pela Cidadania, nos valores de R$ 6 milhões e R$ 5,3 milhões, e dois pela Saúde, de R$ 35 milhões e R$ 6,5 milhões.

“Percebendo o cenário da pandemia de coronavírus e identificando a necessidade de informar a sociedade sobre as ações do governo federal para minimizar os efeitos da crise provocada pelo coronavírus, [a agência] apresentou proposta de campanha publicitária de iniciativa própria”, escreveu, no dia 13 de abril do ano passado, o então secretário especial de Comunicação Social adjunto, Samy Liberman, ao Ministério da Saúde, em ofício obtido pela Folha de S.Paulo.

A Secom, segundo ele, considerou a proposta adequada e conveniente, “no entendimento de que cabe ao governo federal manter a população informada acerca das ações governamentais que estão sendo implementadas em virtude das consequências que a pandemia trouxe à realidade de todos”.

À época a Secom era comandada por Fabio Wajngarten, que foi ouvido pela CPI da Covid no mês passado. Um ofício encaminhado à comissão mostra que as campanhas só foram publicadas no canal do YouTube da Saúde em 30 de abril deste ano, três dias depois da instalação da comissão.

Em resposta a outro pedido de TED de Liberman, no dia 3 de julho de 2020, o então secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, alertou que a execução da proposta impactaria o limite contratual para outras campanhas da pasta que seriam realizadas no segundo semestre.

Como exemplo, ele citou ações referentes a estímulo de atividades físicas, aleitamento materno, obesidade infantil, atualização da caderneta de vacinação, pólio, HPV e outras doenças sexualmente transmissíveis, combate da dengue, doação de órgão e dia mundial contra a Aids.

Questionado pela reportagem, o ministério disse que as campanhas Brasil em Movimento, de atividade física, e DST Sífilis Mulheres não foram realizadas no período. Em nota, porém, a pasta disse que o tema contra sífilis para mulheres foi abordado na Campanha de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis, no começo de 2020, período anterior à manifestação de Franco.

Já sobre a campanha Brasil em Movimento, disse que “está em fase de desenvolvimento pela Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) da pasta”.

Outro lado

O Ministério da Saúde afirmou que as campanhas publicitárias realizadas por meios dos TEDs (termos de execução descentralizada) foram pagas com recursos da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social).

“Os vídeos das campanhas publicitárias do governo federal são disponibilizados na plataforma YouTube, prioritariamente nos perfis do órgão responsável pelo assunto, depois de encerrado o período regular de veiculação/divulgação estabelecido na estratégia de cada ação”, afirmou.

A pasta também defendeu que as peças traziam orientações de saúde, medidas de prevenção “e outros temas de balanço do governo federal”. “Por oportuno, esclarecemos que as ações publicitárias realizadas pela Secom no contexto do enfrentamento da pandemia são complementares e se somam aos esforços do Ministério da Saúde”, disse o órgão.

“As ações executadas abordam aspectos transversais que contemplam outras áreas impactadas pela pandemia, a exemplo da econômica, sem prejuízo das ações publicitárias específicas essencialmente de utilidade pública desenvolvidas pelo Ministério da Saúde, órgão ao qual compete a gestão do assunto”.

Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) afirmou que as campanhas relativas ao enfrentamento da pandemia, prevenção e vacinação contra a Covid-19 desenvolvidas pelo órgão “são complementares aos esforços do Ministério da Saúde, a quem compete executar campanhas exclusivamente de utilidade pública”.

O órgão também afirmou que as campanhas desenvolvidas pela Secom “abrangem diversas áreas impactadas pela pandemia e informam sobre as medidas adotadas no âmbito do Executivo Federal para mitigar seus efeitos e reduzir os impactos na vida das pessoas”.

De acordo com a Secom, as ações incluem “beneficiários de programas sociais, trabalhadores, empresas e entre outras categorias, considerando o contexto no qual foram realizadas”.

“Nesse sentido, as campanhas desenvolvidas pela Secom com recursos do crédito extraordinário da MP 942 cumprem estritamente os objetivos de informar à população e minimizar os impactos decorrentes da proliferação da doença, uma vez que dão publicidade para as ações e serviços disponíveis para as parcelas da população mais afetadas pela crise sanitária e reforçam as orientações aos cidadãos no combate da pandemia”, afirmou a Secom.

Segundo o órgão, além do conteúdo específico, “as ações contemplam também orientações à população no combate da pandemia. Não há, portanto, que se falar em desvio de objetivos”.

 

 

Prefeitura de Afogados da Ingazeira suspende atendimento presencial nas repartições durante o decreto

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa ao público que tendo em vista as novas restrições contidas no decreto do governo de Pernambuco, irá suspender, durante a vigência do decreto, o atendimento presencial nas repartições públicas municipais, com exceção dos serviços de saúde, atendimento do bolsa família e limpeza urbana, que mantém suas atividades inalteradas.

 

Tabirense mata afogadense em Alagoas

Elimarcio Nascimento, conhecido por Marcinho, 34 anos, foi assassinado a facadas por seu colega de trabalho. Ele era do Sítio Varzinha.

Matheus Silva, natural do sítio Brejinho de Tabira matou o colega com golpes de faca.  Ainda não se sabe o que originou o crime.

Segundo o Afogados Conectado, imagens nos grupos de WhatsApp mostram os dois companheiros de trabalho bebendo. Horas depois, houve a discussão que terminou com Matheus o surpreendendo com golpes de faca.

Os dois trabalhavam em Alagoas,  onde ocorreu o crime. Os dois trabalhavam com uma equipe de Tabira que vendia quadros no Nordeste.  A atividade é muito comum entre tabirenses.

De acordo com informações que chegaram sobre o crime, Matheus se entregou a polícia e confessou o assassinato do colega.

A Caixa Econômica Federal libera nesta segunda-feira (14) os saques e transferências da segunda parcela do Auxílio Emergencial aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em setembro, que receberam a parcela em poupança social digital no dia 26 de maio.

O pagamento da segunda parcela do auxílio para este público terminou em 30 de maio. Para quem faz parte do Bolsa Família, os pagamentos foram até 31 de maio.

Os pagamentos da terceira parcela do benefício começam em 17 de junho para o público do Bolsa Família, e em 20 de junho para os demais beneficiários.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/

 

Dólar é cotado a R$ 5,1271 nesta manhã de segunda-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,21 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,5187.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta segunda-feira (14), está cotado no valor de R$ 5,1271. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,3156.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,21 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,5187. 

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

O preço do gás de cozinha sofreu um novo reajuste de 5,9% e passa a valer a partir desta segunda-feira (14), na Paraíba. O reajuste no Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) foi dado pela Petrobras.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás), Marco Antônio Bezerra, disse que o repasse para o consumidor final será de R$ 5 a R$ 6. Com o reajuste, o botijão de gás de cozinha de 13 kg passará a custar entre R$ 90 e R$ 100, dependendo da forma de pagamento. 

Ainda segundo a Sinregás, o aumento para o consumidor final acontece, devido o aumento dos impostos e da margem repassada para as distribuidoras, além da elevação do preço divulgado pela Petrobras.

Com gols de Marquinhos, Neymar e Gabigol, Brasil vence a Venezuela na estreia da Copa América

Nos 45 minutos iniciais, Richarlison também balançou a rede, mas estava impedido e teve o gol anulado corretamente pela arbitragem.

​O Brasil estreou com vitória na Copa América. (Foto: Reprodução)

O Brasil estreou com vitória na Copa América. Na noite deste domingo, a Seleção bateu a Venezuela por 3 a 0, no Estádio Mané Garrincha, e deu início à caminhada rumo ao décimo título da competição. Os gols da vitória brasileira foram marcados por Marquinhos, Neymar, de pênalti, e Gabigol, no apagar das luzes. 

Nos 45 minutos iniciais, Richarlison também balançou a rede, mas estava impedido e teve o gol anulado corretamente pela arbitragem.

Com a vitória, o Brasil aparece na ponta do Grupo B com três pontos, enquanto a Venezuela está em último. Este panorama ainda pode mudar com os jogos que encerram a primeira rodada da Copa América. As duas seleções voltam a campo pela competição na próxima quinta-feira, pela segunda rodada. Às 18h, a Venezuela terá a Colômbia pela frente no Olímpico, em Goiânia. Às 21h, a Seleção enfrenta o Peru, no Nilton Santos.

O atacante Neymar está mais perto de alcançar Pelé na artilharia da seleção brasileira. Ao marcar diante da Venezuela, o camisa 10 do Brasil chegou a 67 gols pela Seleção, apenas 10 atrás do Rei do Futebol.

Com os 3 a 0 em cima da Venezuela, o Brasil chegou ao oitavo triunfo consecutivo e começou bem a busca pelo bicampeonato da Copa América. Em 2019, também jogando em casa, a Seleção garantiu a nona conquista da competição em final disputada no Maracanã contra o Peru, na última edição do torneio.

 

Carne subiu 4 vezes mais do que a inflação

 

Carne bovina consumida pelo paraense tem alta acumulada de quase 50%, aponta Dieese - Notícias | Giro Portal

Os efeitos da pandemia da Covid-19 têm influenciado vários aspectos da vida do brasileiro. De 2020 para cá, os alimentos disponíveis na maioria das mesas do país também mudaram. Uma pesquisa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontou que, no ano passado, o consumo de carne vermelha diminuiu em 5%, alcançando o menor patamar desde o início da série histórica da pesquisa, em 1996.

A explicação para a queda está nas prateleiras dos supermercados. De acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no acumulado dos últimos doze meses, o preço da carne subiu em média 34,32% no Recife, ficando muito acima da inflação do mesmo período, de 8,36%. O preço subiu 4,1 vezes mais do que a inflação. No Brasil, a alta da carne foi de 38%, enquanto a inflação ficou em 8,06%.

Entre os cortes de carne que mais sofreram com o aumento do preço, estão às carnes de segunda, consumidas pela população de baixa renda. Na capital pernambucana, o músculo foi o corte que registrou a maior alta, 40,82%, seguido da costela, que teve o preço elevado em 34,30%. Já a alcatra, considerada carne de primeira, registrou o menor aumento, 19,05%. O fígado ficou com alta de 21,68% nos últimos doze meses.

 

Bolsonaro ainda não fechou com Patriota e mira no PRTB de Levi Fidelix

bolsonaro e levi fidelix

Enquanto aliados propalam que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está prestes a fechar filiação com o Patriota, o chefe do clã prefere a cautela e mira outros alvos, para se proteger. Sua advogada eleitoral Karina Kufa está em São Paulo dialogando, com discrição, com a família do falecido Levy Fidelix, do PRTB, que agora mudou o nome da legenda para Aliança 28. Bolsonaro encontra resistências dentro do Patriota depois que o vice-presidente do partido, Ovasco Resende, interpelou o presidente Adilson Barroso por alterações no Estatuto sem consulta aos membros do Diretório Nacional.
Entendam-se aí
Bolsonaro sabe onde pisa. A insegurança jurídica com o questionamento na Justiça eleitoral, e a briga interna do Patriota, por ora, inviabilizam sua filiação.

Memória
O Patriota seria o partido de Bolsonaro na eleição de 2018. Mas Barroso brigou com o então advogado Gustavo Bebbiano, que exigia o controle total da Executiva nacional.
Outras opções
Bolsonaro ainda conversa também com o Progressistas e o Aliança 35 (ex-Partido da Mulher Brasileira) se a negociação não avançar com o antigo PRTB e o Patriota. As informações é da Coluna Esplanada do Leandro Mazzini.

 

PM mata quatro pessoas durante briga em pizzaria; Veja vídeo

Um policial militar matou quatro pessoas a tiros em uma pizzaria na Avenida Manoel Elias, em Porto Alegre, na madrugada deste domingo (13), de acordo com a Polícia Civil. Ele se apresentou e assumiu a autoria dos disparos. As informações são da RBS TV e reproduzidas pelo G1

Segundo a reportagem, a Brigada Militar instaurou procedimento interno para apurar os fatos e determinou que o policial seja afastado de suas funções. À TV, o advogado do policial, Roger Lopes da Silva, disse que o PM “está muito abalado” com o ocorrido. “Não era o desfecho pelo qual ele procurou”, afirma.

Imagens de câmeras de segurança mostram o homem entrando na pizzaria e se escondendo em uma sala. Logo na sequência, o grupo também entra no local e cerca o policial. O homem efetua os disparos dentro da sala e sai, aparecendo novamente, com a arma em punho.

Segundo a diretora do Departamento de Homicídios de Porto Alegre, Vanessa Pitrez, o homem teria se desentendido com o grupo de seis pessoas, quatro homens e duas mulheres. O motivo e as circunstâncias do desentendimento são apuradas.

“Ele tentou se esconder e as pessoas foram pra cima ele. Ele estava sozinho, eram seis pessoas [no grupo] e colocaram numa situação ‘embretado’ num canto, onde tinha um armário. Segundo a versão dele, não tinha outra forma de se defender, correndo o risco de ter a arma retirada e ser morto pela própria arma”, afirma a delegada.

Por ter se apresentado espontaneamente e devido à versão de legítima defesa, o policial não foi autuado em flagrante. “Temos uma situação de possível legítima defesa, que ao longo da investigação será apurada, com outras provas e depoimentos, para ver se se confirma”, aponta a delegada, que diz ainda que nenhuma hipótese é descartada.

Versão do policial
A defesa do policial afirma que ele foi até a casa da ex-namorada. Sem encontrá-la, se dirigiu à residência de uma amiga da mulher, onde ocorria uma festa.

De acordo com o advogado Roger Lopes da Silva, participantes do evento não teriam gostado da presença do policial e teriam ido atrás dele, que fugiu. O homem teria se escondido na pizzaria, o primeiro estabelecimento que encontrou aberto, onde acabou encontrado pelo grupo.

“Os rapazes foram atrás dele e tentaram investir, mesmo ele relatando que era policial, que estava armado e que era para se afastar. Ele foi encurralado”, conta o advogado.

Lopes da Silva afirma que o grupo ameaçou o policial, que repetia ser policial. As duas mulheres que estariam no local não foram alvejadas.

“Quando conseguem colocar a mão nele, é o momento que ele não vê mais alternativa senão a legítima defesa”, sustenta o advogado.

O representante do policial afirma que seu cliente chegou a conferir se algum dos baleados estava com vida. Ao verificar os óbitos, deixou o estabelecimento até a chegada da Brigada Militar. Quando a guarnição chegou, o policial ficou sob custódia, acompanhado do advogado.

Vídeo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exemplo: Bolsonaro participa de ato com motociclistas pelas ruas de São Paulo

2021-06-12t130939z_845427518_rc21zn920jes_rtrmadp_3_brazil-politics-bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro participa hoje (12) de um passeio de moto com apoiadores pelas ruas da capital paulista. Pela manhã, os motociclistas se concentraram na região da Praça Campo de Bagatele, na zona norte paulistana.

Bolsonaro foi ao encontro após participar da cerimônia de entrega de boinas aos estudantes do Colégio Militar de São Paulo. Ao chegar à concentração, foi recebido com gritos de “mito” e posou para fotos com os participantes.

O que era para ser uma noite romântica e de muito amor, acabou se transformando em um pesadelo para muitos casais em Salvador, neste sábado (12), no Dia dos Namorados. Mesmo sendo comum a alta procura na data por hotéis, uma enorme fila de carros na porta do motel Le Royale, acabou chamando atenção de quem passava pelo local.

Vídeo: 

Diversos vídeos começaram a circular nas redes sociais, mostrando um grande engarrafamento na região, até que o perfil oficial do Le Royale no Instagram, comunicou que clientes poderiam ter sido vítimas de um golpe. “Perfil solicitando dinheiro para reservas. Nós não trabalhamos com reservas”.

Em seguida, através dos stories, o perfil divulga um comunicado. “Boa noite! A demanda por nossas suítes está muito alta, não estamos conseguindo responder a todos, portanto vamos deixar algumas informações importantes:

1 – Não trabalhamos com reservas
2 – A entrada é somente por ordem de chegada
3 – Não da pra informar a disponibilidade das suítes com antecedência, pois a qualquer momento elas podem ficar ocupadas
4 – Os valores do pernoite estão nos destaques
5 – o horário do pernoite hoje é a partir das 22h, porém a maioria dos clientes chegam antes e solicitam um período ou pagam a hora extra antes de entrar, por isso pode acontecer de você chegar às 22h e não encontrar suíte disponível”.

O que chama atenção é que o perfil falso, mesmo com o nome “leroyalemotel_reservas”, copiou totalmene a descrição do empreendimento no Instagram, onde já consta a informação “Não realizamos reservas e decorações”.

 

Covid-19: Ouricuri e Cedro confirmam casos com as variantes P1 e P2

Foto: reprodução

Dois municípios do Sertão de Pernambuco confirmaram presença das variantes P1 e P2 do coronavírus. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Ouricuri, a variante P1 foi detectada em um paciente, que já está recuperado. A Secretaria de Saúde de Cedro confirmou a circulação da variante P2 do coronavírus na cidade.

Em Ouricuri, a secretaria classificou a detecção da cepa P1 como “um sinal de alerta para a população”, que precisa manter os cuidados para evitar a Covid-19. “As pessoas precisam evitar aglomerações, usar máscara de uso de proteção facial e fazer a higienização das mãos Principalmente nesse período festivo em nossa região em alusão ao São João. Precisamos da colaboração de todos”, diz a nota da prefeitura.

“Ressaltamos que estamos atentos a toda mudança de comportamento da doença dentro do nosso território, onde a Vigilância em Saúde através da equipe de monitoramento faz o acompanhamento dos casos diagnosticados. E o programa de imunização vem avançando coma vacinação”, afirma o comunicado.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, Ouricuri tem 2.601 registros da covid-19, com 2.225 curas e 78 óbitos.

Em Cedro, a nota divulgada pela Secretaria de Saúde afirma que os resultados que mostram a variante P2 no município “ foram obtidos por meio de uma amostra positiva do mês de fevereiro que foi sequenciada e analisada pela Fiocruz , liberada no dia 10/06”.

A nota segue afirmando que “para a secretária Municipal de Saúde, essa condição pode explicar a aceleração de contágio e o agravamento de pacientes infectados no município. A orientação aos munícipes é que mantenham as medidas de prevenção à Covid-19, a exemplo do uso de máscaras, manter a higienização das mãos e o distanciamento social”. Com informações do G1 Petrolina.

Morre vítima da Covid-19 o prefeito de Brejo dos Santos, Dr. Lauri 
Dr. Lauri Ferreira

O prefeito de Brejo dos Santos, Lauri Ferreira da Costa (PSDB), morreu neste sábado (12) em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. O prefeito estava internado em João Pessoa e é o sexto prefeito paraibano que perdeu a vida para o novo coronavírus.

 

Lauri já havia sido prefeito de Brejo dos Santos em cinco oportunidades anteriores e atuado como deputado estadual durante o mandato de 1991 à 1994. Ele foi eleito para o sexto mandato em 2020 com mais de 55% dos votos válidos. A vice-prefeita Maria Lucilene de Oliveira Almeida (PSDB), mais conhecida como Lucilene de Dr. Luiz, assumirá o cargo em definitivo.

O presidente da Famup, George Coelho, lamentou a morte do prefeito e se pronunciou sobre a perda de Dr. Lauri, “Recebemos com muita tristeza a morte do Dr. Lauri, um homem íntegro, que ao longo da vida trabalhou em prol do povo, seja na política ou em sua atuação como médico, profissão que também demonstrava grande zelo. Rogamos a Deus que possa confortar o coração dos familiares por essa perda”, disse o presidente da Famup.

WSCOM

Leite da merenda escolar do Governo de Pernambuco é jogado no lixo em Petrolina

Foto: reprodução

Em Petrolina, populares encontraram dezenas de pacotes de  leite descartados num terreno baldio na entrada do Projeto de Irrigação Nilo Coelho (N-9).

A embalagem  consta o  selo do Governo de Pernambuco e o slogan  de que o alimento faz parte do  programa de alimentação escolar.

A pessoa que filmou a denúncia lamenta o descarte do alimento que venceu em 14/05/2021 e poderia ter sido doado antes da data de validade.

“Olha o tanto de leite jogado fora. O pessoal viu que ia vencer e não teve coragem de doar  pra ninguém. Agora pense, em plena pandemia, o pessoal passando fome e o pessoal não tem coragem de doar o leite”, lamentou.

Dois jovens morrem após colisão de moto com carro na BR-316, em Parnamirim-PE

Foto: reprodução

Os salgueirenses Wellyton Moura, 28 anos, e Pedro Lira, 20 anos, morreram num acidente de moto na noite dessa sexta-feira, 11, na BR-316, próximo à entrada de Parnamirim.

Segundo informações extraoficiais, os amigos estavam trafegando numa moto que colidiu com outro automóvel. O impacto foi tão violento que ambos morreram no local do acidente.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam as mortes tão precoces dos dois rapazes.

Igrejas com celebrações presenciais estão suspensas em qualquer dia da semana até o dia 27 de junho no Sertão de Pernambuco

As igrejas e demais templos religiosos poderão voltar a receber fiéis aos finais de semana na Região Metropolitana do Recife (RMR). A flexibilização faz parte da atualização do Plano de Convivência com a Covid-19, divulgada pelo Governo de Pernambuco na quinta-feira (10).

Segundo os protocolos, as igrejas e templos podem abrir na RMR de segunda a sexta-feira, das 5h às 20h. Aos sábados, domingos e feriados, das 5h às 18h.

Mas o protocolo prevê restrição de capacidade de 30% dos templos, com limite máximo de 100 pessoas.

Em compensação nas 35 cidades da Macrorregião III, que abrange as Geres VI, X e XI [veja lista das cidades abaixo], os templos não poderão receber fiéis em nenhuma dia da semana até o dia 27 de junho. Nesses municípios, as celebrações deverão ser apenas virtuais. 

Serviços essenciais

As restrições ao funcionamento de igrejas e templos é imposta apesar da lei que prevê o serviço religioso como essencial, sancionada pelo governador Paulo Câmara em 10 de maio.

Um trecho da lei cita que “em situações excepcionais, o Poder Executivo poderá determinar restrições quanto à realização presencial das atividades”.

As igrejas poderão abrir, mas apenas para serviços administrativos e sociais e para celebrações transmitidas virtualmente. 

Sertão

Igrejas com celebrações presenciais suspensas em qualquer dia da semana até 27 de junho:

Geres VI

Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga e Venturosa.

Geres X

Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira e Tuparetama.

Geres XI

Betânia, Calumbí, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada e Triunfo.

INSS: prova de vida pode ser feita sem sair de casa

Beneficiários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) podem realizar a prova de vida por meio dos aplicativos Meu gov.br e Meu INSS, pelo site, em caixas eletrônicos ou até por procuração.

A medida tem o objetivo de evitar aglomerações durante a pandemia. A necessidade de fazer a prova de vida foi retomada neste mês, após interrupção em março do ano passado. Durante o período, os beneficiários não deixaram de receber seus pagamentos.

O novo sistema viabiliza a prova de vida online através de tecnologia de biometria facial, desenvolvida pelo Serpro e pela Dataprev. O procedimento vai facilitar a vida de cerca 36 milhões de aposentados, pensionistas e beneficiários de programas assistenciais. Para utilizar a funcionalidade, é necessário que o usuário tenha feito a coleta de biometria para o título de eleitor, além de possuir uma conta no gov.br, o portal de serviços de governo.

Os aplicativos Meu Gov.br e Meu INSS estão disponíveis na Google Play e App Store, ou, ainda, nos ambientes web.

PROVA DE VIDA

Realizada anualmente para comprovar a existência do beneficiário e evitar fraudes, a prova de vida é exigida de todos os que recebem benefícios de seguro social por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. Para não ter o pagamento suspenso, as provas já vencidas devem ser realizadas novamente até as datas limite. Segundo estimativas da autarquia, cerca de 11 milhões de pessoas se encontram em situação de pendência, o que corresponde a um terço dos beneficiários.

Um comprador não identificado pagou 28 milhões de dólares em um leilão neste sábado (12) para acompanhar Jeff Bezos e seu irmão no primeiro voo espacial tripulado da empresa Blue Origin, no mês que vem.
O fundador da Amazon revelou esta semana que ele e seu irmão Mark estarão a bordo do New Shepard em 20 de julho para uma viagem de apenas 10 minutos.
A eles se juntarão o vencedor do leilão beneficente, cuja identidade será revelada nas próximas semanas, e um quarto turista espacial, ainda a ser definido, de acordo com a diretora de vendas da Blue Origin, Ariane Cornell.
O terceiro viajante venceu cerca de 20 rivais em um leilão que começou em 19 de maio e cujos últimos 10 minutos foram transmitidos pela televisão.
Os lucros serão destinados à fundação Club for the Future, da Blue Origin, que tem como objetivo inspirar as gerações futuras a seguir carreiras em ciência, tecnologia, engenharia e matemática.
O New Shepard decolará de um deserto no oeste do Texas. A cápsula que levará os passageiros se separará do propulsor e ultrapassará a Linha de Karman, a cerca de 100 quilômetros de altura, que marca o limite entre a atmosfera da Terra e o espaço.
Dos 10 minutos de duração da viagem, os viajantes passarão quatro no espaço, onde poderão sentir a falta de gravidade e observar a curvatura da Terra vista do espaço.
Bezos, que anunciou no início deste ano que deixará o cargo de CEO da Amazon para dedicar mais tempo a outros projetos, incluindo o Blue Origin, disse que conhecer o espaço é um sonho de toda sua vida.
A Blue Origin conduziu uma dúzia de testes bem-sucedidos com o New Shepard, embora todos não tripulados, a partir de suas instalações nas montanhas de Guadalupe, no oeste do Texas.
O sistema de foguetes suborbitais reutilizáveis foi batizado em homenagem a Alan Shepard, o primeiro norte-americano a chegar ao espaço, 60 anos atrás.

O Brasil registrou 2.008 novas mortes e 75.778 novos casos de Covid-19 neste sábado (12). Com isso, o total de mortes no país chegou a 486.358. e o de casos a 17.376.998 desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes ficou em 1.961 óbitos por dia, a maior nos últimos 21 dias -o número está há 140 dias acima de mil mortes diárias, considerado um patamar bastante alto.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Foram atualizados os dados da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal e em 22 estados.

O Brasil aplicou 605.761 doses de vacinas contra Covid-19 neste sábado (12), das quais 591.349 foram primeira dose e 14.412 da segunda dose, segundo as secretarias estaduais de saúde.

No total, 54.433.932 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país –23.644.928 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Isso equivale a 25,71% da população brasileira imunizada com a primeira dose e 11,17% completamente imunizada, segundo dados do consórcio.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 Apostador de Balneário Camboriú acerta as seis dezenas e ganha R$ 43 milhões da Mega-Sena

A Quina teve 59 vencedores; cada um receberá R$ 65.129,22. A quadra teve 5.566 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 986,24.

O próximo concurso (2.381) será na próxima quarta (16). O prêmio é estimado em R$ 3 milhões. (Foto: reprodução)

O concurso 2.380 obteve apenas um ganhador. As dezenas sorteadas: 11 – 16 – 20 – 24 – 39 – 53 foram acertadas por uma única pessoa de Balneário Camboriú (SC) que acertou a aposta e receberá R$ 43.258.691,06.

A Quina teve 59 vencedores; cada um receberá R$ 65.129,22. A quadra teve 5.566 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 986,24.

O próximo concurso (2.381) será na próxima quarta (16). O prêmio é estimado em R$ 3 milhões.

Explosão de gás mata 12 pessoas na China

 (STR / AFP)

Doze pessoas morreram e outras 100 ficaram gravemente feridas na explosão, neste domingo (13), de um duto de gás em um complexo residencial na província chinesa de Hubei (centro), informaram as autoridades locais.Os esforços de resgate continuam, de acordo com um comunicado do governo da cidade de Shiyan.

A explosão ocorreu por volta das 6h30 no horário local (19h30 de sábado no horário de Brasília) e suas causas estão sendo investigadas, segundo o comunicado.

Vídeos de testemunhas e verificados pela Beijing News mostram vários edifícios reduzidos a escombros e equipes de resgate carregando sobreviventes em macas.

A explosão destruiu um dos mercados de vegetais da capital, que estava cheio de comerciantes e residentes tomando café da manhã, disse uma testemunha ao jornal oficial Global Times.

“Ouvi um grande estrondo e me abaixei para debaixo da mesa, pensando que era um terremoto”, explicou ao jornal um homem que possui um pequeno restaurante próximo ao local da explosão.

A emissora pública CCTV mostrou imagens de edifícios com paredes desabadas e janelas estilhaçadas. Socorristas aparecem vasculhando os escombros com as mãos, às vezes com uma pá.

Acidentes industriais são comuns na China devido a regulamentos de segurança frouxos e corrupção de oficiais de fiscalização.

Esta explosão ocorre um dia depois que oito pessoas morreram e outras três ficaram feridas em um acidente em uma instalação onde produtos químicos são manuseados em Guiyang (sudoeste).

Deputado bolsonarista descumpre decreto em PE

O deputado cearense André Fernandes (Republicanos) foi parar na Delegacia após descumprir decreto estadual com medidas restritivas para combater o avanço da Covid-19 em Pernambuco.

O parlamentar esteve na Praia de Muro Alto, em Ipojuca, no Grande Recife, na manhã de hoje. Na ocasião, chegou a discutir com uma equipe da Guarda Municipal.

O Blog teve acesso a um vídeo que mostra o imbróglio. Fernandes foi repreendido por guardas ao circular na faixa de areia, o que está proibido pelo decreto nos finais de semana. Nas imagens, ele também aparece sem máscara. Fora de quadro, uma guarda diz que ele será conduzido para a Delegacia.

O deputado, por sua vez, rebate a agente: “Se algum de vocês tocar em mim, vocês vão ser presos. Eu tenho imunidade parlamentar, sou um deputado estadual.” Mais adiante, ele diz que “decreto não pode ter sanção” e citou a Constituição.

Em dado momento, André Fernandes entra na água e retorna à faixa de areia. Na sequência, ocorre uma nova discussão entre o parlamentar e membros da Guarda. Nas redes sociais, ele falou sobre o caso:

“Fui tomar um ‘banhozin’ (sic) de mar e a Guarda Municipal quis me tirar para “cumprir o decreto governamental”… Nada está acima da Constituição Federal.” Após prestar depoimento na Delegacia, Fernandes foi liberado.

Aliado do presidente Jair Bolsonaro, ultraconservador e crítico de minorias e do STF, já foi notícia por mostrar fotos nas quais ele aparece reproduzindo o bigode de Hitler em si mesmo e, aparentemente, fazendo uma conhecida saudação nazista.

O que disse a Prefeitura de Ipojuca

A Prefeitura de Ipojuca se pronunciou sobre o assunto por meio de nota:

“Neste sábado (12/06/2021), o deputado estadual pelo Ceará, André Fernandes (Republicanos), em visita à praia de Muro Alto, em Ipojuca (Pernambuco), ignorou e debochou das orientações dos guardas municipais sobre o decreto do Governo de Pernambuco em vigor que proíbe o acesso ao litoral do estado nos finais de semana, em razão da COVID-19. O parlamentar, de apenas 23 anos, desafiou a guarda entrando no mar e afirmando que “quem quisesse tirá-lo de lá teria que entrar na água”. Logo em seguida, ao sair do mar, discutiu com os guardas que afirmaram que o conduziria à delegacia por desacato e descumprimento do decreto estadual.

O deputado André Fernandes, então, na tentativa de se esquivar, se apresentou como deputado, afirmou possuir imunidade parlamentar, alertou que ninguém poderia tocá-lo e disse que não iria para a delegacia, além de dizer, repetidas vezes, que um decreto não está acima da Constituição, portanto, não estaria violando nada. Só depois da chegada da ROMU o mesmo foi conduzido, em seu próprio veículo, para a delegacia de Porto de Galinhas aonde prestou esclarecimentos. Todo o fato será encaminhado pela delegacia ao Ministério Público e à Assembleia Legislativa do Ceará.

A Prefeitura do Ipojuca lamenta o ocorrido e pede aos turistas, seja qual for a profissão e a origem, que ao chegar na nossa cidade e no nosso estado, que respeitem as leis, os decretos, as portarias e as regras em vigor.”

Blog do Magno

Familiares, amigos e políticos se despendem de Marco Maciel

O corpo do ex-senador e ex-vice-presidente da República Marco Maciel foi enterrado no fim da tarde deste sábado (12) na Ala dos Pioneiros do Cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Antes disso, parentes e amigos mais próximos participaram de uma cerimônia de despedida no Salão Negro do Congresso Nacional.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE), terceiro-secretário do Senado, representou a Mesa Diretora do Senado no velório. A Câmara dos Deputados foi representada pelo deputado Hiran Gonçalves (PP-RR). Pela manhã, o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), já havia divulgado uma nota de pesar em que manifestou tristeza e seus sentimentos aos familiares do político pernambucano.

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) também compareceu ao Salão Negro, lamentou a perda e disse que Marco Maciel foi um exemplo de homem público.

— Ele está fazendo falta neste momento de radicalismo de direita e de esquerda. A gente precisa realmente ter uma compreensão melhor do que ele fez. Foi um vice-presidente que colaborou muito com o país e que prestou muitos serviços. É uma perda muito grande, mas temos agora seu legado de uma pessoa conciliadora, correta, que sempre pensou no Brasil. Vai ficar para nós como exemplo de homem público — disse Izalci Lucas.

Espírito conciliador 

A urna com o corpo chegou à sede do Parlamento brasileiro pouco depois das 14 horas e foi carregada por soldados dos Dragões da Independência, unidade militar que cumpre o papel simbólico de guarda do presidente da República. O arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa, comandou a cerimônia do velório ao lado do Frei Donald, da Paróquia Santo Antônio, e de outros padres.

O arcebispo destacou que uma das heranças do ex-senador será a valorização do diálogo, que se torna ainda mais importante numa época em que a sociedade brasileira nunca esteve tão polarizada.

— Marco Maciel deixou um legado de diálogo. Era um homem que tinha seu partido, mas era capaz de conversar, com uma visão maior na busca do bem comum. Eu diria que ele deixou o legado de um autêntico político — disse Dom Paulo.

Ao falar sobre a vida pessoal do ex-senador, o arcebispo lembrou que Marco Maciel teve formação jesuíta e que sempre teve a fé como centro de sua vida.

— Ele nunca negou a sua crença, sempre foi um católico praticante e que pautava sua vida pública no alicerce da fé. Os grandes prédios precisam ter um alicerce consistente, e ali estava uma cultura de valores e comprometimento com o bem — concluiu.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que o país deve homenagear Maciel neste momento em que há tanta discussão sobre o fortalecimento da democracia.

— Sem dúvida, foi um construtor da transição e nos permitiu chegar a um porto seguro. Teve também trabalho importante na Constituinte de 1988 e foi um vice-presidente muito equilibrado. A democracia brasileira deve muito a ele, pois construiu a aliança democrática e foi um homem construtor de pontes e de consensos e por isso deixou sua marca — afirmou o magistrado do STF.

Instituições

Marco Maciel deixou três filhos e a esposa, Ana Maria Maciel, que falou rapidamente com a imprensa e fez questão de lembrar que o marido sempre se preocupou muito com as instituições republicanas brasileiras.

— Ele sempre falava que as pessoas passam, mas as instituições, não. Um dos últimos projetos apresentados por ele no Senado, em 2007, já tratava exatamente dos preparativos dos 200 anos da Independência do Brasil, que vai ser em 2022. Naquela ocasião, algumas pessoas já perguntaram o porquê de tanta pressa e ele dizia: “Se deixarmos para ultima hora ficará mal feito. Temos que pensar o quanto antes os destinos do nosso país” – recordou.

Também estiveram presentes no velório os senadores Chico Rodrigues (DEM-RR), Marcos Rogério (DEM-RO) e o ex-senador Edison Lobão.

Brasil enfrenta Venezuela na abertura da Copa América neste domingo

A principal competição da América do Sul de seleções, a Copa América, terá seu início neste domingo (13) com o confronto entre Brasil e Venezuela, às 18h (horário de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Ao todo, 10 seleções participarão do torneio sul-americano, separados em dois grupos com cinco países.

O torneio será disputado em quatro cidades do território brasileiro. Brasília (Mané Garrincha), Cuiabá (Arena Pantanal), Goiânia (Estádio Olímpico) e Rio de Janeiro (Maracanã e Nilton Santos) sediarão a Copa América 2021.