Morre o jovem  afogadense Erivelton Kleber, 29 anos.

O mesmo foi vítima de um infarto na madrugada deste sábado (10), Erivelton deixa um filho pequeno, residia no bairro São Francisco e era filho de Dora enfermeira.

Liminar que proibia volta às aulas em Pernambuco foi suspensa

A liminar que proibia o retorno de aulas presenciais em escolas estaduais de Pernambuco foi suspensa nesta sexta-feira (09) pelo desembargador José Ivo de Paula Guimarães, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Ele acatou o pedido apresentado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). Com isso, não há mais impedimento jurídico para volta das atividades nas unidades de ensino da rede estadual.

A ação foi movida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe).

No seu despacho, o desembargador dá duas opções quanto ao retorno.

O primeiro é que as aulas voltem num prazo de até três dias, contados a partir de 13 de outubro.

Significa, portanto, que os docentes teriam que retomar o ensino presencial até a próxima quinta-feira, dia 15. Como nesta data se comemora o Dia do Professor, quando escolas estão fechadas, o retorno se daria ate a sexta-feira, dia 16.

A segunda alternativa é, em comum entendimento, o governo estadual e o Sintepe estipularem uma data de reabertura das escolas.

Na negociação realizada na última quinta-feira (08) com o Sintepe, o governo propôs manter os colégios sem aula até 20 de outubro, com retorno das aulas no dia seguinte, em 21 de outubro.

A proposição foi aprovada neste mesmo dia, à tarde, pela maioria da categoria, durante assembleia virtual.

Segundo o presidente do Sintepe, Fernando Melo, a data de retomada das aulas presenciais na rede estadual para 21 de outubro será informada ao TJPE. Mas isso não significa que ela será cumprida. Há uma nova assembleia dos docentes agendada para 19 de outubro.

Após duas semanas, candidatos já injetaram mais de R$ 40 milhões nas próprias campanhas

Os candidatos já tiraram R$ 40,7 milhões dos próprios bolsos para financiar suas campanhas, segundo levantamento feito com dados do Tribunal Superior Eleitoral.

Após duas semanas de campanha, 27% da receita das candidaturas são de recursos próprios dos candidatos. O montante só é menor que o dinheiro enviado para as campanhas pelos partidos (R$ 65,2 milhões).

O levantamento revela que 23 candidatos transferiram mais de R$ 100 mil em recursos próprios para a campanha. Porém, a maioria de todos os 9.903 candidatos que injetaram dinheiro na própria candidatura (83%) colocou valores mais baixos, de até R$ 5 mil.

Eleições 2020 é a segunda da história com mais prefeitos buscando reeleição

As eleições municipais de 2020 serão um teste para os mais de 3,8 mil prefeitos que buscam a reeleição. Mesmo surpreendidos pela pandemia de coronavírus no último ano de governo, período tradicionalmente destinado a ações que visam a aumentar as chances de recondução ao cargo, 76,9% dos 4.398 mandatários em primeiro mandato se lançaram na disputa.

Esse é o segundo maior contigente relativo desde que a reeleição é permitida no Brasil, ficando atrás apenas de 2008, quando 80,1% do total tentou a recondução. Os dados são da Confederação Nacional de Municípios (CNM) com base nas informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles foram analisados pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo do Metrópoles.

Apesar de muitos prefeitos tentarem a reeleição, estar no controle da máquina local não é certeza de conseguir se reeleger. A média até 2016 era de cerca de 60% dos que disputavam conseguindo um segundo mandato. Esse número diminuiu para 50% nas últimas eleições municipais .