Monthly Archives: setembro 2020

Conforme o presidente da Abrace, o texto que está no Congresso é de convergência, resultado de anos de negociação, que conta com apoio do governo, da indústria e de produtores e transportadores de gás. (Foto: Reprodução)

 Prevista para ser votada nesta semana, possivelmente na terça-feira (1º), a nova Lei do Gás pode gerar 4 milhões de empregos em cinco anos, reduzindo o preço do combustível à metade e acrescentando 0,5 ponto percentual de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) por ano nos próximos dez anos.

Nesse cenário, o país pode triplicar a produção industrial nacional a partir do gás, retomando a fabricação de produtos hoje importados e ganhando competitividade nas exportações. O ambiente de liquidez de capital abundante deve permitir investimentos privados e até mesmo a Petrobras tende a se beneficiar.

A avaliação é de Paulo Pedrosa, presidente da Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e Consumidores Livres) e ex-secretário executivo do Ministério de Minas e Energia durante o governo Michel Temer.

Pedrosa foi o convidado desta segunda-feira (31) do Em Casa, série de entrevistas promovidas pela TV Folha. Ele foi entrevistado pelo repórter especial Fernando Canzian.

Para Pedrosa, o Brasil se encontra nesse momento numa encruzilhada, e a decisão que será tomada possivelmente nesta semana deverá determinar se o país seguirá num caminho de diversificação da sua economia através da oferta de gás competitivo, aumento da arrecadação para os governos e consolidação de um ambiente de investimento privado ou se vai seguir pelo mesmo modelo do setor elétrico, fortalecendo interesses localizados, favorecendo monopólios e repetindo a história do passado.

Canzian lembrou que o gás natural representa hoje 12% da matriz energética do país. E que a estimativa é de que o novo marco regulatório gere investimentos entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões, com a produção de gás triplicando até 2030, nas estimativas da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), dos 50 milhões de metros cúbicos por dia atuais para quase 150 milhões.

Pedrosa destacou que a produção de gás do Brasil deve crescer muito com a exploração do pré-sal e o país pode ainda se beneficiar do gás barato no mundo, vindo da Bolívia por tubos ou por navios, através dos terminais de regaseificação.

“Temos uma grande oportunidade com o nascimento do mercado de gás, que não deve nascer com os vícios que estamos combatendo no setor elétrico”, disse Pedrosa, destacando que, em energia elétrica, o país tem fontes renováveis abundantes, mas uma tarifa cara, devido a penduricalhos, ineficiências e subsídios que foram incluídos na tarifa.

“Há essa onda do pré-sal e precisamos oferecer um mercado com regras claras num prazo rápido, porque, se não, os produtores do pré-sal vão reinjetar o gás ou liquefazer para exportar”, alertou. “Esse é um momento muito importante, em que o Brasil está fazendo escolhas, se vamos repetir os caminhos do passado ou criar um grande mercado de preços competitivos.”

Conforme o presidente da Abrace, o texto que está no Congresso é de convergência, resultado de anos de negociação, que conta com apoio do governo, da indústria e de produtores e transportadores de gás.

Já o segmento de distribuição e alguns investidores querem mudanças no texto que, na sua visão, podem deformar a proposta, favorecendo a formação de monopólios locais e encarecendo tarifas aos consumidores.

Questionado se há ambiente para atração de investimento privado, em meio aos desafios macroeconômicos e políticos atravessados, Pedrosa avaliou que o cenário é de muita liquidez de capital no mundo e até mesmo no Brasil, diante do novo ambiente de juros baixos.

Reforçou ainda que é preciso fugir do ímpeto de usar dinheiro público. “Todo esse movimento tem que ser privado, temos que fugir de usar dinheiro público”, afirmou. “A ideia, por exemplo, de usar recursos do Fundo Social para pagar a construção de gasodutos não cabe no Brasil de hoje, com 100 milhões de brasileiros sem saneamento básico.”

Pedrosa estima que, como a aprovação da nova lei, o preço do gás pode cair a uma faixa de US$ 4 a US$ 8 por milhão de BTU (unidade térmica britânica, que mede o volume de gás), ante faixa atual entre US$ 12 e US$ 14.

Com isso, produtos hoje importados como fertilizantes e metanol poderiam voltar a ser produzidos no Brasil. E indústrias como a siderúrgica, que atualmente chega a importar carvão da Austrália para alimentar seus alto-fornos, ganhariam competitividade.

Além desses setores, também as indústrias de vidros, cerâmica, química e de cimentos estariam entre os maiores beneficiados pelo gás mais barato.

“O que o brasileiro quer? Casa própria e carro próprio. Tudo isso consome aço, cimento, vidro, cerâmica, borracha. Esse novo mercado de gás vai baixar o custo de produção e dar competitividade aos produtos nacionais”, afirmou. “Se prevê a geração de 4 milhões de empregos em cinco anos, mas fundamentalmente, vamos triplicar a produção industrial nacional a partir de gás.”

Quanto ao papel da Petrobras nesse novo mercado onde ela deve perder o monopólio, o presidente da Abrace avaliou que ela pode ser protegida da ingerência de futuros governos.

Ele lembrou que, no passado, a empresa foi usada pelo governo, muitas vezes de forma contrária aos interesses dos acionistas minoritários, para fazer investimentos desnecessários ou segurar preços de produtos para controlar a inflação.

“Entendo que a Petrobras é uma grande ganhadora com a criação de um mercado competitivo de gás no Brasil, porque isso protege a empresa de todos os futuros governos que possam querer interferir no mercado”, disse, avaliando que tentativas de controle de preços, por exemplo, serão inibidas pela existência de competidores.

Além disso, segundo o executivo, a Petrobras poderá desinvestir de áreas que não são sua vocação, tendo a segurança de que aquela área não será apropriada por um monopólio privado. “Nesse novo sistema, talvez ela venda mais gás do que vende hoje, mas com uma fatia menor do mercado.”.

Com mais 45.961 confirmações de novas infecções do novo coronavírus, o Brasil se aproxima da marca de quatro milhões de diagnósticos positivos. Com os novos números divulgados nesta segunda-feira (31) pelo Ministério da Saúde, o país já soma 3.908.272 casos do novo vírus. Além disso, a pasta também adicionou ao balanço mais 553 vítimas da Covid-19. Com isso, 121.381 óbitos já foram confirmados dentro do país.
Apesar de continuar registrando mortes e casos pela doença, na última semana epidemiológica finalizada, a 35ª, o Brasil observou uma pequena redução tanto no número de novos casos, quanto no número de novos óbitos, em relação à semana anterior, a 34º. Foram registrados 1.475 infecções e 806 mortes a menos entre as duas. É a segunda semana que o país observa uma queda na curva de casos.
Mesmo com a breve descida vista na curva nacional, os dados dos estados ainda preocupam especialistas. Atualmente são 22 unidades federativas com a confirmação de mais de mil mortes cada. Quem lidera o ranking negativo é São Paulo, com 30.014 óbitos pelo novo coronavírus, acumulando quase um quarto das mortes brasileiras.
O número de vítimas do estado é maior do que o de alguns países como França e Espanha, que segundo a Universidade Johns Hopkins têm 30.640 e 29.094 mortes pela doença, respectivamente.
Apesar dos altos números, governo de São Paulo anunciou hoje que o estado registrou a terceira semana seguida de queda de óbitos e internações por covid-19. Entre os dias 23 e 29 de agosto, houve redução de 4% nos óbitos e de 4,4% nas internações em relação à semana anterior, entre os dias 16 a 22 de agosto.
“É uma continuidade de bons indicadores que já se prolongam por três semanas no Estado de São Paulo. Mas volto a repetir com muita ênfase, temos que ter extrema precaução. Não há nada para celebrarmos. A celebração só virá após a imunização com a vacina. Até lá temos que ter resiliência, paciência, compreensão e proteção à vida”, alertou o governador João Doria.
Outros estados
O Rio de Janeiro é o segundo com mais fatalidades, com 16.065 vítimas da covid. Os dois (SP e RJ) são os únicos estados que têm mais de 10 mil mortes.
Em seguida estão: Ceará (8.409), Pernambuco (7.593), Pará (6.146), Bahia (5.397), Minas Gerais (5.335), Amazonas (3.649), Maranhão (3.446), Rio Grande do Sul (3.435), Paraná (3.290), Espírito Santo (3.158), Goiás (3.094), Mato Grosso (2.751), Distrito Federal (2.521), Paraíba (2.450), Rio Grande do Norte (2.256), Santa Catarina (2.260), Alagoas (1.887), Sergipe (1.857), Piauí (1.825) e Rondônia (1.148).
No pé da tabela estão: Mato Grosso do Sul (862), Tocantins (673), Amapá (661), Acre (612), Roraima (587).

Até o momento, 314.664 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. ​

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 117 novos casos de Covid-19 e 15 óbitos confirmados desde a última atualização, 08 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta segunda-feira (31), 105.778 pessoas já contraíram a doença, 75.521 já se recuperaram e 2.450, infelizmente, faleceram. Até o momento, 314.664 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 105.778
  • Casos Descartados: 132.880
  • Óbitos confirmados: 2.450
  • Casos recuperados: 75.521
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 29%. Em Campina Grande estão ocupados 32% dos leitos de UTI adulto e no sertão 37% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:
Água Branca (54); Aguiar (23); Alagoa Grande (1036); Alagoa Nova (314); Alagoinha (952); Alcantil (64); Algodão de Jandaíra (19); Alhandra (631); Amparo (17); Aparecida (87); Araçagi (498); Arara (221); Araruna (246); Areia (445); Areia de Baraúnas (11); Areial (50); Aroeiras (216); Assunção (45); Baia da Traição (627); Bananeiras (341); Baraúna (140); Barra de Santa Rosa (78); Barra de Santana (104); Barra de São Miguel (58); Bayeux (1753); Belém (1042); Belém do Brejo do Cruz (51); Bernardino Batista (13); Boa Ventura (6); Boa Vista (102); Bom Jesus (16); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (47); Boqueirão (385); Borborema (41); Brejo do Cruz (423); Brejo dos Santos (53); Caaporã (965); Cabaceiras (81); Cabedelo (2764); Cachoeira dos Índios (101); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (318); Cacimbas (47); Caiçara (443); Cajazeiras (1645); Cajazeirinhas (34); Caldas Brandão (245); Camalaú (20); Campina Grande (12303); Capim (150); Caraúbas (43); Carrapateira (52); Casserengue (354); Catingueira (19), Catolé do Rocha (420); Caturité (103); Conceição (578); Condado (139); Conde (775); Congo (85); Coremas (136); Coxixola (35); Cruz do Espírito Santo (286); Cubati (78); Cuité (263); Cuité de Mamanguape (125); Cuitegí (399); Curral de Cima (31); Curral Velho (3), Damião (40); Desterro (59); Diamante (245); Dona Inês (98); Duas Estradas (84); Emas (53); Esperança (507); Fagundes (111); Frei Martinho (19); Gado Bravo (101); Guarabira (4107); Gurinhém (439); Gurjão (31); Ibiara (84); Igaracy (11); Imaculada (61); Ingá (1350); Itabaiana (1081); Itaporanga (362); Itapororoca (862); Itatuba (344); Jacaraú (300); Jericó (37); João Pessoa (26885); Joca Claudino (19); Juarez Távora (421); Juazeirinho (220); Junco do Seridó (65); Juripiranga (485); Juru (151); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (138); Lagoa Seca (705); Lastro (25); Livramento (104); Logradouro (150); Lucena (448); Mãe d’Água (19); Malta (109); Mamanguape (2261); Manaíra (12); Marcação (391); Mari (1155); Marizópolis (33); Massaranduba (332); Mataraca (212); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (38); Mogeiro (219); Montadas (50); Monte Horebe (38); Monteiro (546); Mulungu (402); Natuba (64); Nazarezinho (45); Nova Floresta (71), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (80); Olho D´Água (41); Olivedos (105); Ouro Velho (3);  Parari (6); Passagem (30); Patos (3585); Paulista (263); Pedra Branca (4); Pedra Lavrada (35); Pedras de Fogo (1301); Pedro Régis (56); Piancó (185); Picuí (270); Pilar (430); Pilões (131); Pilõezinhos (313); Pirpirituba (312); Pitimbu (619); Pocinhos (200);  Poço Dantas (23); Poço de José Moura (30); Pombal (583); Prata (9); Princesa Isabel (94); Puxinanã (281);  Queimadas (1204); Quixaba (35); Remígio (249); Riachão (77); Riachão do Bacamarte (235);  Riachão do Poço (94); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (17); Rio Tinto (1107); Salgadinho (31); Salgado de São Felix (259); Santa Cecília (79); Santa Cruz (60); Santa Helena (19); Santa Inês (69);  Santa Luzia (264); Santa Rita (3079); Santa Terezinha (57); Santana de Mangueira (11); Santana dos Garrotes (20); Santo André (13); São Bentinho (70); São Bento (2051); São Domingos (11); São Domingos do Cariri (61);  São Francisco (34);  São João do Cariri (105); São João do Rio do Peixe (309); São João do Tigre (11); São José da Lagoa Tapada (61); São José de Caiana (50); São José de Espinharas (67); São José de Piranhas (196); São José de Princesa (3); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (16); São José do Sabugi (252); São José dos Cordeiros (44); São José dos Ramos (255); São Mamede (47); São Miguel de Taipu (143); São Sebastião de Lagoa de Roça (247); São Sebastião do Umbuzeiro (20); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1116); Serra Branca (179); Serra da Raíz (43); Serra Grande (11); Serra Redonda (265); Serraria (170); Sertãozinho (302); Sobrado (190); Solânea (656); Soledade (179); Sossego (15), Sousa (1667); Sumé (261); Tacima (123); Taperoá (99); Tavares (157); Teixeira (174); Tenório (32); Triunfo (78); Uiraúna (159); Umbuzeiro (78); Várzea (19); Vieirópolis (9); Vista Serrana (15), Zabelê (32).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 31/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 154 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 15 óbitos registrados nesta segunda ocorreram entre 20 e 31 de agosto, 13 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 09 municípios. Os pacientes tinham idade entre 58 e 93 anos, sendo 02 deles com menos de 65 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais frequente. Dos locais, três ocorreram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Homem, 83 anos, residente em Marcação. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 20/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/08/2020. 

Mulher, 78 anos, residente em Guarabira. Portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 24/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Homem, 58 anos, residente em Itaporanga. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Mulher, 79 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas em 26/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 30/08/2020. 

Mulher, 63 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Homem, 90 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 03/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020. 

Homem, 87 anos, residente em Santa Rita. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 30/08/2020.

Homem, 65 anos, residente em Belém. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 20/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 93 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 14/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Homem, 78 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 25/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 29/08/2020. 

Mulher, 71 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 22/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 80 anos, residente em Nazarezinho. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 29/08/2020. 

Mulher, 73 anos, residente em Bayeux. Hipertensa, diabética, cardiopata, portadora de doença neurológica e respiratória. Início dos sintomas em 26/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 27/08/2020.

Mulher, 75 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa, diabética, cardiopata e ex-tabagista. Início dos sintomas em 04/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/08/2020.

 

Leia também:

Bolsonaro será submetido a cateterismo devido a quadro de cálculo renal

Bolsonaro apresenta sintomas da covid-19

O presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado com cálculo renal nesta segunda-feira (31/8) e terá de ser submetido a uma cirurgia de cateterismo para remover a pedra que se formou no rim. As informações são da CNN Brasil.
De acordo com o canal de televisão, o presidente descobriu a deformidade após o expediente desta segunda. Antes de voltar para o Palácio da Alvorada, ele foi levado ao serviço médico da Presidência da República. Lá, foi submetido a uma ultrassonografia, que constatou a presença do cálculo.
À reportagem da CNN Brasil, Bolsonaro comentou que a pedra é “do tamanho de um grão de feijão”, mas disse estar se sentindo bem. “Senti um incômodo e fui fazer o exame. Mas estou bem. Isso é coisa da idade”, declarou o presidente.
Após o exame, Bolsonaro retornou à residência oficial e conversou com apoiadores por cerca de sete minutos. A um dos seus eleitores, o presidente comentou que estava se sentindo “cansado”, mas não deu mais detalhes.
O Correio entrou em contato com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que ainda não se manifestou sobre o quadro de saúde do presidente.

Cacique Raoni é internado após testar positivo para a Covid-19, mas passa bem

O cacique Raoni, uma das maiores lideranças na defesa dos povos indígenas no país, foi diagnosticado com a Covid-19. As informações são do instituto que leva o seu nome. Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira (31), a entidade afirmou que ele está internado com sintomas de pneumonia em um hospital de Sinop, a 503 km de Cuiabá, porém encontra-se em um quadro estável.

“Após um mês de alta, Raoni foi novamente internado com sintomas de pneumonia. Exames realizados e sorologia confirmaram Covid-19. Seu estado é bom, sem febre, respirando normalmente e sem ajuda de oxigênio. Raoni teve Covid-19 e os exames mostram presença de anticorpos e (que ele está) fora de perigo”, afirmou o instituto.

No último mês, o líder foi internado após um quadro de hemorragia digestiva e chegou a fazer o teste para o novo coronavírus, mas o resultado deu negativo. Em junho, sua esposa, Bekwyjkà Metuktire, faleceu e, desde então, Raoni apresenta sintomas de depressão.

Liderança

Ícone na defesa dos povos indígenas, o cacique Raoni ganhou notoriedade fim dos anos 1980. Após uma série de viagens pela amazônia, em 1987 o músico britânico Sting conheceu o líder e a amizade entre os dois levou o cantor a se engajar na luta ecológica e pela demarcação das terras indígenas no Xingu. A parceria levou à criação da Rainforest Foundation, entidade que atua para proteger as florestas e os povos originários do país. Em 2019, o líder da tribo dos Caiapós foi indicado ao prêmio Nobel da Paz.

O jornal afirma que Nicole Poturalski, 27, com quem o ator foi fotografado recentemente, tem um relacionamento aberto com o marido, Roland Mary, 68, que também é pai do filho dela, Emil, de 7 anos.

Não só o relacionamento seria bem aceito pelo marido como ele a teria conhecido em agosto de 2019 justamente no restaurante Borchardt, em Berlim, que é de propriedade de Mary. (Foto: Reprodução)

 Brad Pitt, 56, está namorando uma mulher casada, de acordo com o tabloide britânico “Daily Mail”. O jornal afirma que Nicole Poturalski, 27, com quem o ator foi fotografado recentemente, tem um relacionamento aberto com o marido, Roland Mary, 68, que também é pai do filho dela, Emil, de 7 anos.

Não só o relacionamento seria bem aceito pelo marido como ele a teria conhecido em agosto de 2019 justamente no restaurante Borchardt, em Berlim, que é de propriedade de Mary. Ele já havia estado no local em 2009, durante as filmagens de “Bastardos Inglórios” na Alemanha, e voltou no ano passado, enquanto promovia o filme “Era Uma Vez em Hollywood”.

“Brad foi apresentado à esposa de Roland, Nicole [Poturalski], e ela lhe passou o próprio número”, disse um amigo da modelo ao jornal. “Roland é um cara muito filosófico”, disse sobre o marido dela. “Ele foi casado várias vezes e tem cinco filhos. Ele não está interessado em negatividade ou ciúme.”

“Eles ainda são casados”, garantiu. “Mas você poderia descrever seu relacionamento como um casamento aberto.”

A publicação diz ainda que Nicole viajou para Los Angeles algumas semanas depois desse primeiro encontro. A modelo foi fazer uma sessão de fotos na cidade, mas aproveitou para ir com Pitt a um show de Kanye West, onde os foram fotografados juntos.

Recentemente, o novo casal foi visto a caminiho do Chateau Miraval, no sul da França, onde ele e Angelina Jolie se casaram em 2014.

O jornal tentou falar com Roland Mary sobre o assunto, mas ele não quis responder. A assessoria de Brad Pitt disse que não fala sobre a vida pessoal do ator.

Netflix libera filmes e séries de graça; confira lista

É possível assistir aos conteúdos gratuitamente mesmo sem ter qualquer assinatura

Mesmo sem pagar pela Netflix, qualquer internauta pode aproveitar títulos como Stranger Things, Elite, Bird Box e Dois Papas. (Foto: Reprodução)

A Netflix lançou, nesta segunda-feira (31), um site com filmes e séries gratuitos para quem não é assinante do serviço de streaming. O objetivo da empresa é conseguir novos adeptos à plataforma, e a novidade está disponível em 200 países, incluindo o Brasil. 

Mesmo sem pagar pela Netflix, qualquer internauta pode aproveitar títulos como Stranger Things, Elite, Bird Box e Dois Papas. Os filmes podem ser assistidos completamente, mas as séries só tiveram seus primeiros episódios disponibilizados. 

A Netflix não informa até quando o site fica no ar, e disse que “a seleção pode mudar de tempos em tempos”. 

Ao site TechCrunch, a empresa argumentou que “testa diferentes promoções de marketing para atrair novos membros e dar a eles uma ótima experiência com a Netflix”. Confira os títulos disponibilizados gratuitamente:

Filmes

  • Mistério no Mediterrâneo
  • Bird Box
  • Dois Papas

Séries

  • Stranger Things
  • Elite
  • O Chefinho – De volta aos negócios
  • Olhos que Condenam
  • Casamento às Cegas
  • Nosso Planeta
  • Grace and Frankie

Para assistir gratuitamente aos títulos, é preciso acessar a página especial da Netflix.

Os conteúdos podem ser acessados de qualquer navegador compatível no desktop e no Android; por enquanto, não é possível consumir as novidades no iOS.

O Serasa Experian informou que resolveu prorrogar a campanha para limpar nome de consumidores por R$ 100 até o próximo dia 8 de setembro. O movimento, lançado no fim de julho, se encerraria nesta segunda-feira (31).

Na prática, os endividados podem quitar débitos entre R$ 200 e R$ 1 mil por até R$ 100. O desconto chega a 98%, segundo o Serasa. Mais de 20 empresas participam da ação (veja lista no final desta matéria).

“A ação tem beneficiado muita gente. Resolvemos estender o prazo para que as pessoas possam aproveitar essa condição”, afirma Lucas Lopes, diretor do Serasa Limpa Nome.

Até o momento, mais de 2,5 milhões de débitos foram quitados. A ação tem potencial para que mais de 21,5 milhões de dívidas possam ser pagas.

O objetivo da campanha é ajudar pessoas que tiveram dificuldades para receber crédito de auxílio durante a pandemia do coronavírus.

Como fazer

Para ter acesso, o consumidor deverá entrar no site do Serasa Limpa Nome e verificar a condição de crédito utilizando o número do CPF.

Ao entrar na plataforma, todas as informações financeiras do consumidor aparecerão na tela, devidamente explicadas, incluindo as dívidas que tiver.

 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta segunda (31) foram detectados 16 casos para covid-19 em nosso município. Desses, 03 são contatos de casos positivos e 11 já estavam em investigação, aguardando resultados de exames. 
São 09 pacientes do sexo masculino (23, 31, 32, 33, 46, 46, 54, 56 e 86 anos) e 07 pacientes do sexo feminino (17, 19, 34, 41, 57, 59 e 73 anos). As mulheres são: 02 aposentadas, 01 do lar, 01 aux. administrativa, 01 agricultora, 01 manicure e 01 estudante. Já entre os homens: 02 autônomos, 01 arquiteto, 01 mecânico, 02 profissionais da saúde, 01 aposentado, 01 agricultor e 01 recepcionista. 
Entram em investigação os casos de 10 homens, com idades entre 6 e 71 anos, e os de 14 mulheres, com idades entre 16 e 99 anos.
O óbito de um homem, 47 anos, que estava em investigação, foi descartado para covid-19. 
No entanto, hoje, uma paciente do sexo feminino, 99 anos, faleceu em casa e por ter tido contato com duas pessoas com sintomas sugestivos para covid-19, a equipe resolveu colher amostra da nasofaringe para investigar o caso. 
Tivemos 43 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19. 
Hoje, 13 pacientes receberam alta após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 381 (81,5%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 78 casos estão ativos em nossa cidade. 
O município atingiu hoje a marca de 2.956 pessoas testadas. 
Semana Epidemiológica: 
Os dados da SE ainda estão sendo compilados, pois alguns resultados de exames ainda não saíram. Assim, comparando a três últimas semanas, SE 33 (74 casos), SE 34 (83 casos), SE 35 (72 casos), notamos uma diminuição no número de casos na SE 35 que terminou no último sábado. A média móvel das semanas analisadas foram: SE 33 (10,57 casos/dia), SE 34 (11,85 casos/dia) e SE 35 (10,28 casos/dia). Um outro registro importante é a estabilização no número de casos graves confirmados, nós tivemos 01 caso grave nos últimos 14 dias.

Serra Talhada confirma 80 novos casos de covid-19 e mais dois óbitos

Foto: reprodução

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 80 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 72h, totalizando 3.335 casos confirmados. São 38 pacientes do sexo masculino e 42 do sexo feminino, com idades entre 0 e 96 anos. Os novos casos foram confirmados através de 58 testes rápidos, 12 resultados de Swab e 10 exames particulares.

Foram confirmados os óbitos de dois pacientes idosos do sexo masculino. O primeiro tinha 84 anos, era morador do Vila Bela, hipertenso, diabético e faleceu em casa no dia 28 de agosto; o segundo paciente tinha 96 anos, era morador do Tancredo Neves, estava internado no Hospam e veio a óbito no dia 29 de agosto.

O número de casos suspeitos caiu para 81 e o de casos descartados subiu para 14.554.

Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.985 pacientes recuperados, 283 em tratamento domiciliar, 17 em leitos de internamento e 50 óbitos. Em relação aos profissionais de saúde  são 119 recuperados e 2 em tratamento.

O boletim epidemiológico fica com 3.335 casos confirmados, 2.985 recuperados, 300 em recuperação, 81 casos suspeitos, 14.554 descartados e 50 óbitos.

Sertão: Casos de Covid-19 em Trindade chegam a 425

Foto: reprodução

Nesta segunda-feira (31), mais quatro casos de Covid-19 foram registrados em Trindade, no Sertão Pernambucano. Com isso, o município contabiliza 425 casos, 369 curas clínicas, 13 óbitos e 43 casos ativos da doença.

De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, do total de pacientes, quatro estão recebendo assistência hospitalar. Um está no Hospital Municipal Maria Veneri de Oliveira Leite, um no Hospital Regional de Ouricuri e dois pacientes estão no Hospital Santa Maria de Araripina.

O estado de Pernambuco tem 125.539 confirmações e 7.593 óbitos pela Covid-19, de acordo com o mais recente boletim divulgado.

Arcoverde confirma cinco novos casos de Covid-19, quatro recuperados e dois óbitos

A Secretaria de Saúde de Arcoverde comunica nesta segunda-feira, 31 de agosto, que até às 18 horas, foram confirmados mais cinco (05) casos de Covid-19, além de quatro (04) curados e dois (02) óbitos no município. O boletim diário, portanto, fica com quinhentos e quatorze (514) suspeitos, dois mil duzentos e setenta e dois (2.272) descartados, mil cento e cinquenta e um (1.151) confirmados, quarenta e um (41) óbitos, e novecentos e quatro (904) recuperados.

Segundo a repartição municipal, a taxa de recuperação dos casos confirmados atualmente é de 74,25%, enquanto que a taxa de letalidade no município está em 3,52%. Estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia. Arcoverde está tendo nos resultados de testagens promovidas, o seu maior número de casos positivos ultimamente.

Vale lembrar, que dentro dos 1.151 confirmados, estão contabilizados os 41 óbitos e 904 curados. No total, a cidade tem quatro (04) pacientes em UTI e quatorze (14) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há três (03) pacientes de Arcoverde na UTI e cinco (05) na enfermaria. No Hospital de Campanha há nove (09) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um (01) paciente na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade, foram abordados 1.500 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082. 

São José do Egito registra mais 2 óbitos por covid-19

No início do mês de agosto, um senhor de 67 anos, residente no povoado Bonfim, apresentou sintomas gripais e foi orientado pela Equipe de Saúde da Família a procurar o serviço médico. Os seus filhos o levaram para Monteiro – PB, onde residem. Buscaram atendimento médico, em seguida o senhor foi transferido para Campina Grande – PB, onde veio a falecer no último dia 13. Apenas hoje, a secretaria de saúde de São José do Egito recebeu a documentação que comprova o falecimento em decorrência da covid-19.Nas últimas 24hs, 12 pacientes encerraram o tratamento e estão livres da doença. Só nessa segunda-feira (31), o Centro de Atendimento e Enfrentamento ao Covid-19 já realizou 33 testes, são 1.877 exames realizados desde o início da pandemia. Confirmamos o surgimento de 5 novos casos da doença. Atualmente, 26 pessoas que testaram positivo para o novo Coronavírus, estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhadas por nossa equipe multidisciplinar e duas estão internadas na UPA/COVID.
Na tarde de ontem (30), um senhor de 80 anos de idade, deu entrada na UPA/COVID com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), dispnéia, febre, saturação menor que 95%, tosse e desorientação. Apresentava um histórico de comorbidades, como: diabetes, hipertensão e sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). O paciente foi imediatamente atendido, internado num leito de UTI. Quando submetido ao teste de Swab ultrassensível, foi diagnosticado com a Covid-19. O paciente não resistiu e faleceu na madrugada de hoje.

 

Araripina: Após denúncia, polícia interrompe festa com aglomeração em residência

Foto: divulgação 9ª CIPM

Uma festa residencial com pelo menos 20 pessoas teve de ser interrompida por policiais militares da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) em Araripina (PE), Sertão do Araripe, na noite de ontem (30).

Além de estar desobedecendo ao decreto estadual referente às medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19), o dono da casa foi denunciado por perturbação do sossego.

Segundo o boletim policial, o proprietário estava com o som do seu carro em alto volume, perturbando a vizinhança.

Ele foi conduzido à 200ª Delegacia de Polícia Civil (DPC), juntamente com o equipamento automotivo apreendido. (Com informações do Blog do Carlos Britto)

 

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Ministério da Saúde destinado à contratação de 4.117 profissionais com níveis médio, técnico e superior. Interessados podem se candidatar até o dia 7 de setembro através do site do órgão.

Há oportunidades para as funções de anestesiologista, cancerologista, cardiologista, infectologista, enfermeiro, assistente social, biomédico, técnico em radiologia, enfermeiro perfusionista, analista administrativo, técnico em enfermagem, entre outras. A seleção não está cobrando taxa de inscrição.

Os profissionais deverão atuar em várias unidades hospitalares espalhadas pelo País. Para selecionar os candidatos, haverá uma análise de títulos na qual será realizada uma somatória de pontos de experiências e habilitações.

Ao serem efetivados, os profissionais trabalharão de 24 a 40 horas semanais e terão uma remuneração que varia de R$ 1.700 a R$ 11 mil, a depender do cargo escolhido. Confira mais detalhes sobre o processo seletivo através do edital de abertura.

Paulo Câmara mantém bares, restaurantes e academias fechados no Sertão do Araripe

Foto: reprodução

Confirmando a sequência de quedas nos indicadores de saúde, Pernambuco atingiu a estabilidade no patamar baixo da curva de contágio e óbitos provocados pela Covid-19. Cinco meses após o registro do primeiro caso da doença no Estado, mais de 70 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e das Zonas da Mata Norte e Sul migraram para a “área verde”, o que significa a chegada a Macrorregião 1 ao nível 2 de risco, fase que antecede as novas condições de normalidade no convívio social.

Com 97% dos setores econômicos já com suas atividades retomadas, o Estado valida o planejamento adotado no andamento do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19, iniciado em 1º de junho, dando a perspectiva de que a estabilidade se estenda para todo território pernambucano.

A medida permite o avanço da Macrorregião de Saúde 1 para a Etapa 8 do Plano. A partir desta segunda-feira, 31 de agosto, o Governo de Pernambuco autorizou a retomada do comércio de praia e a reabertura dos museus e espaços de exposições, sempre seguindo novos protocolos de higiene, saúde e comunicação. Além disso, os escritórios localizados nessa região já podem voltar a operar com 100% da capacidade.

Caruaru e outras 31 cidades do Agreste, por sua vez, vão para a etapa 7 do Plano. Desta forma, os serviços de alimentação e shopping centers podem ampliar seu horário de funcionamento para as 22h. Até o momento, os estabelecimentos estão funcionando das 10h às 20h (centros de compras) e das 6h às 20h (restaurantes, bares, lanchonetes, cafés e similares).

Garanhuns e outras 20 cidades que compõem seu entorno, também no Agreste, continuam na Etapa 6 do Plano de Convivência. Já estava autorizado o funcionamento de serviços de alimentação com 50% da capacidade, além de academias de ginástica, Feira e Polo de Confecções sob novos protocolos. A etapa 6 permitiu ainda a reabertura dos shoppings e comércio varejista de rua com limite de 10 metros quadrados para cada cliente.

Também não haverá avanço das regras de flexibilização, nesta próxima fase, para as seis regionais de Saúde que dividem 60 cidades do Sertão. Os municípios continuarão nas etapas em que estão atualmente, que seriam as seguintes:

VI GERES (Etapa 6) – Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manarí, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

VII GERES (Etapa 6) – Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante.

VIII GERES (Etapa 6) –Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista.

IX GERES (Etapa 4) – Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

X GERES (Etapa 6) – Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama.

XI GERES (Etapa 6) – Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

Afogados: agentes de saúde cobram responsabilidade da população

Por André Luis/Blog Nill

No Debate das Dez da Rádio Pajeú desta segunda-feira (31), os agentes de saúde, Maria Auxiliadora (coordenadora do Sindacs) de licença, Vera Lúcia (coordenadora substituta), Rogério Jesuíno de Oliveira, o Jota Oliveira e Alisson Tiago, falaram sobre as recentes críticas sofridas pela categoria com relação ao monitoramento dos pacientes positivados para a covid-19 no município.

Maria Auxiliadora, confirmou a pactuação com Ministério Público, para que os agentes comunitários de saúde, fizessem visitas em horas não marcadas e duas vezes por dia, à esses pacientes, para confirmar se estariam cumprindo com as recomendações sanitárias. Mas ela, informou que a pactuação só foi feita com os ACSs da zona urbana e não com os da zona rural.

Ela também levantou algumas questões como a de agentes que da zona rural que moram a dez quilômetros do paciente a ser monitorado e disse ser “humanamente impossível” esse monitoramento. 

“Imagina um agente sair duas vezes por dia da sua casa para ir visitar um paciente que já está orientado a ficar em casa, se tiver alguma suspeita procurar o hospital de campanha? Nosso trabalho no dia a dia está sendo assim”, explicou. 

Ela disse ainda que o agente tem outras funções: “não estamos monitorando somente as pessoas que estão com covid-19”.

Já o ACS Jota Oliveira, foi mais duro na sua cobrança. Para ele é o monitoramento é desnecessário.

“Eu acho desnecessário que todo dia eu tenho que estar na casa de um cidadão dizendo pra ele ficar em casa porque está com covid-19, será que… pelo amor de Deus, gente! Que sociedade é essa? Que ser humano é esse que precisa, de manhã e de tarde até nos meus domingos, nos meus feriados, eu ter que estar na sua residência, dizendo que precisa ficar em casa, se os meios de comunicação já dizem isso todos os dias. Quando você vai testar é orientado a ficar em casa”, questionou Jota.

Outra reclamação da classe é sobre a demora da informação chegar aos agentes se o paciente está confirmado ou não pra covid-19. 

“Eu fui à casa do cidadão dizer pra ele ficar em casa e não estava e, aí, o que eu faço? Prendo ele? Me dê uma solução. Liguei pra minha enfermeira e informei: ‘a paciente que você me disse que estava com covid-19, não está em casa’. Ela ligou pra vigilância e a resposta que eu tive foi que a mulher já estava de alta”, relatou Jota. 

“Eu tenho 268 casas, 635 pessoas para acompanhar mensalmente, e o trabalho não diminuiu não. Eu tenho que acompanhar se idoso está tomando a medicação, se gestante está fazendo pré-natal, se criança está vacinada, agora, a covid-19 sobrecarrega a gente. Jogam o problema, mas não procuram saber as nossas dificuldades”, desabafou o agente. 

Jota também reclamou da falta de condições para que agentes que tem pacientes longe possam estar fazendo as visitas. “Tem agente que não tem carro, não tem moto. Aí precisa pagar mototáxi pra ir dizer a pessoa que está doente que tem que ficar em casa”, reclamou.

O ACS Alisson, concordou com as colocações do colega Rogério e disse que a classe não pode ser responsabilizada por conta da covid-19.

“A gente não foge da nossa responsabilidade de orientar, e isso já foi dito aqui. Orientamos fazemos o nosso papel, inclusive não queremos nos esquivar da nossa responsabilidade nesse momento de pandemia, mas nos estamos fazendo um trabalho de auxiliar a Vigilância Sanitária do município, não somos os responsáveis, direto, mas orientar as pessoas, dizer que fiquem em casa, que faça o tratamento correto, que procure o centro de reabilitação quando estiver com alguns dos sintomas, isso a gente já faz todo dia”, disse Alisson.

“Sabemos que existem pessoas teimosas, que mesmo diante de um momento como esse são orientadas a ficar em casa, elas ainda vão pra rua, tem contato com outras pessoas, fazem viagens, ou seja, não somos nós que vamos mudar o estilo de vida dessas pessoas, mas a orientação está sendo feita” relatou Alisson.

Nesta terça-feira (01/09), O Ministério Público faz nova reunião com os ACSs, da zona urbana e rural, para tentar fechar a questão da pactuação do monitoramento.

 

https://www.jcnoticias.com.br/assets/uploads/files/1d7d5-recha.jpg

Um novo terremoto foi registrado em algumas cidades do Recôncavo baiano na madrugada desta segunda-feira (31). De acordo com a Defesa Civil do estado, o tremor foi sentido por volta das 3h40 da manhã por moradores dos municípios de Amargosa e São Miguel das Matas, Laje e Santo Antônio de Jesus. Não há registro de ocorrências graves ou feridos até o momento.

O fenômeno foi classificado com a magnitude 3.5 na escala Richter. Pesquisadores do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) informaram que a região do Recôncavo baiano tem histórico significativo de sismicidade, e que 9 tremores foram registrados entre 2018 e 2019. 

A região registrou no domingo (30) movimentações de terra em pelo menos 80 municípios, com magnitude de 4.6. Os relatos foram reportados na página do Centro de Sismologia da USP entre 7h e 9h. Pesquisadores informaram que o motivo do tremor está sob análise. Mais tarde, tremores mais leves foram registrados novamente.

Aderson Nascimento, coordenador do Laboratório de Sismologia (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), explicou o fenômeno e disse que episódios como este não são comuns no Brasil, o que pode afetar psicologicamente a população. No entanto, ele garantiu que o monitoramento é essencial para o acompanhamento das movimentações das placas tectônicas

Aglomerações continuam sendo flagradas na região do Pajeú

Apesar das medidas restritivas perdurarem na região, com risco inclusive de fechamento de estabelecimentos que já tiveram autorização para atuar, os órgãos de fiscalização tiveram trabalho neste fim de semana com denúncias de aglomerações em várias cidades da região. Alguns bares estavam descumprindo na sede e zona rural os protocolos de distanciamento social.

Segundo a Vigilância Sanitária e Secretaria de Saúde de Afogados da Ingazeira, uma chácara chegou a ser interditada por conta do total descumprimento das medidas de distanciamento. Estabelecimentos dessa natureza estão proibidos de funcionar. Em um vídeo nas redes sociais, uma briga é flagrada em um bar de um bairro da cidade. Uma pessoa teria sido esfaqueada.

Essa semana, ao condenar a aglomeração flagrada em um evento que deveria ser exclusivamente uma live da Chácara Vitóriah e teve flagrantes de aglomeração, o prefeito José Patriota  disse ainda que um erro não justifica outro. “O que não deve é porque fulano fez uma coisa errada eu também querer fazer”. Organizadores reconheceram em nota que o episódio não se repetirá.

Patriota mostrou preocupação justamente com a juventude e disse que o comércio em linhas gerais tem feito sua parte. “Os jovens transmitem mais adoecem também. Hoje eu não sei mais quem é de risco e quem não é”, disse. 

 

Sandrinho e Daniel Valadares na boca do povo e com a simpatia do grupo

Em Afogados da Ingazeira, segundo o que se comenta em todos os cantos é que a chapa majoritária da frente popular será composta por Alessandro Palmeira como pré-candidato a prefeito e o então Vereador Daniel Valadares como o seu Vice na chapa. 

Sandrinho já vinha sendo cotado a meses como o sucessor de Patriota mas ao decorrer do trabalho nomes foram sendo cotados tanto a sucessão como também a vice, chegando até o momento os nomes mais citados e que segundo se fala, já caiu na boca do povo. 
Hoje Daniel já conquistou a simpatia da maioria dos vereadores e dos partidos da Frente Popular ao seu favor, há o que se falar nessa eleição de 2020, pois contará com os maiores nomes da política Afogadense apoiando a chapa, o atual e duas vezes prefeito, presidente da AMUPE José Patriota e o seu aliado o Ex prefeito Totonho Valadares que foi por 3 vezes prefeito do município e outras várias lideranças no mesmo palanque, vamos aguardar os próximos capítulos dessa história.
Romero Mais PAJEÚ

O Banco Central informou que lançará, às 13h30 da próxima quarta-feira (2), a nova nota de R$ 200. A cédula, com a imagem do lobo-guará, começa a circular no mesmo dia.

A imagem da foto, no entanto, permanece sob sigilo. O desenho, a cor e as informações de segurança só serão revelados na quarta-feira, quando a cédula entrará em circulação.

Essa será a sétima cédula da família de notas do Real. O Banco Central encomendou à Casa da Moeda a produção, até dezembro, de 450 milhões de cédulas do novo valor.

Essa será a primeira cédula de um novo valor da família do real em 18 anos. A última cédula, a de R$ 20, tinha sido lançada em 2002.

Um ano antes, em 2001, surgiu a nota de R$ 2. No meio tempo, houve a aposentadoria da nota de R$ 1, em 2005.

Em comum, os lançamentos de cédulas têm um mesmo objetivo: diminuir as transações feitas com dinheiro vivo, economizando com impressão de papel moeda.

Outro motivo apontado é a necessidade de fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial – estimado em mais de R$ 160 bilhões considerando as cinco parcelas aprovadas.

Boa parte dos beneficiários, sobretudo os de menor renda, preferiu sacar o benefício em espécie. Apenas segundo números da Caixa Econômica Federal, mais de 20 milhões de saques foram feitos até essa quarta-feira.

Foto: Heudes Regis/SEI – Data: 31-08-2020 – Covid-19 – O Coletiva com os Secreário de Pernambuco André longo e Fred Amancio

Retomada será escalonada, começando no dia 8 de setembro, e dividida em quatro etapas

Foto: Heudes Regis/SEI

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (31.08), durante coletiva de imprensa, a autorização para o início do processo de retomada das aulas presenciais do ensino superior, incluindo as respectivas datas para cada etapa. A permissão contempla as macrorregiões 1, 2 e 4, valendo para esta última apenas a 8ª Gerência Regional de Saúde (Geres), sediada em Petrolina. Também foi anunciada a prorrogação do decreto de suspensão das aulas da educação básica até o dia 15 de setembro. É importante lembrar que aulas práticas e práticas de estágio curricular para o ensino superior já tinham sido liberadas pelo Governo do Estado.

A retomada das aulas presenciais do ensino superior acontecerá de forma escalonada, com a primeira etapa prevista para o dia 8 de setembro. Nessa fase, as instituições de ensino só poderão receber até 25% da sua capacidade, dando prioridade aos concluintes. No dia 14 de setembro, as faculdades e universidades poderão retomar as atividades com até 50% da capacidade de estudantes. O retorno às aulas presenciais deste segmento de ensino segue nos dias 21 e 28 de setembro, estando as instituições de ensino autorizadas a retomarem as atividades com 75% e 100% de sua capacidade, respectivamente.

As instituições devem seguir todas as normas estabelecidas no protocolo setorial da educação, respeitando orientações sobre distanciamento social, medidas de proteção e prevenção, bem como de monitoramento e orientação. Até o final da próxima semana, será publicada uma nova versão do protocolo setorial.

As instituições e os estudantes decidirão sobre o início do processo de retomada das aulas presenciais, desde que observem as regras estabelecidas pelo Governo do Estado. As unidades de ensino poderão optar pela manutenção das aulas à distância ou pela retomada das aulas presenciais e oferta de ensino híbrido, combinando atividades presenciais e não presenciais.

“O Comitê de Enfrentamento à Covid-19, após análise dos números da pandemia em Pernambuco, autorizou o início da retomada das aulas presenciais nas instituições de ensino superior. Também foi levada em consideração a faixa etária desses estudantes, a grande maioria com mais de 18 anos. Mas é importante ressaltar que o plano de retomada está diretamente ligado ao monitoramento do comitê e, se necessário, esse cronograma de evolução das etapas de retorno às atividades presenciais do ensino superior poderá ser reconsiderado a partir dos dados da Covid-19”, explicou o secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio.

CURSOS LIVRES – O Governo de Pernambuco já tinha autorizado a retomada das aulas presenciais dos cursos livres (línguas, formação e qualificação profissional, música e outros). Esses cursos são atividades de ensino que não se enquadram como educação básica ou ensino superior. Não está autorizada ainda a retomada dos cursos preparatórios para o ENEM, SSA e outros vestibulares, ou cursos de disciplinas específicas da educação básica (matérias isoladas, por exemplo), assim como os cursos técnicos do nível médio.

A retomada das aulas presenciais dos cursos livres está acontecendo de forma escalonada desde o dia 17 de agosto, etapa em que as instituições de ensino estavam autorizadas a atender estudantes a partir de 18 anos e receber até 25% da sua capacidade. No dia 24 de agosto, as instituições ofertantes de cursos livres deram início à segunda etapa da retomada, atendendo até 50% da capacidade de estudantes, com idade mínima de 15 anos. A partir desta segunda-feira (31.08), as instituições poderão contar com 75% da capacidade do corpo discente, com alunos a partir de 11 anos de idade. No dia 8 de setembro, início da última etapa, os cursos livres poderão atender a 100% da capacidade de estudantes.