Até o momento, 350.079 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 38%. (Foto: Reprodução)

A Paraíba registrou 607 novos casos de Covid-19 e 14 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta sexta-feira (18), 115.966 pessoas já contraíram a doença, 88.800 já se recuperaram e 2.684, infelizmente, faleceram. Até o momento, 350.079 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira:

  • Casos Confirmados: 115.966
  • Casos Descartados: 153.398
  • Óbitos confirmados: 2.684
  • Casos recuperados: 88.800
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 38%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 34%. Em Campina Grande estão ocupados 44% dos leitos de UTI adulto e no sertão 41% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 607, nos quais 10 municípios concentram 352 casos, o que representa 57,9% dos casos em toda a Paraíba. 

São eles:

  • João Pessoa, com 79 novos casos, totalizando 28844; 
  • São Bento, com 57 novos casos, totalizando 2717; 
  • Alagoa Grande, com 46 novos casos, totalizando 1359; 
  • Patos, com 38 novos casos, totalizando 4087; 
  • Campina Grande, com 36 novos casos, totalizando 12746; 
  • Itaporanga, com 28 novos casos, totalizando 676; 
  • Bayeux, com 26 novos casos, totalizando 1868; 
  • Santa Rita, com 17 novos casos, totalizando 3291; 
  • Picuí, com 13 novos casos, totalizando 336; 
  • Guarabira, com 12 novos casos, totalizando 4421.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 18/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 165 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 14 óbitos registrados nesta sexta ocorreram entre 25 de abril e 18 de setembro, 10 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 13 municípios. Os pacientes tinham idade entre 38 e 94 anos, 02 deles tinham menos de 65 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente. 

Mulher, 80 anos, residente em São José de Piranhas. Hipertensa, diabética e cardiopata. Início dos sintomas em 14/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/09/2020.

Homem, 85 anos, residente em Ingá. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Mulher, 84 anos, residente em Cajazeiras. Cardiopata. Início dos sintomas em 18/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Homem, 83 anos, residente em São José de Piranhas. Diabético. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Homem, 76 anos, residente em Solânea. Diabético e portador de doença renal. Início dos sintomas em 06/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/09/2020. 

Mulher, 78 anos, residente em Jacaraú. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 10/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Homem, 71 anos, residente em Catolé do Rocha. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 02/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020.

Homem, 65 anos, residente em Itaporanga. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 27/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Mulher, 45 anos, residente em Cacimbas. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 01/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020.

Homem, 38 anos, residente em Riacho dos Cavalos. Portador de neoplasia. Início dos sintomas em 08/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/09/2020. 

Mulher, 94 anos, residente em Uiraúna. Hipertensa e portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/09/2020. 

Mulher, 89 anos, residente em Pilar. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 24/08/2020. Foi a óbito em residência no dia 28/08/2020. 

Homem, 76 anos, residente em Malta. Diabético e portador de hipertiroidismo. Início dos sintomas em 14/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 28/08/2020. 

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 19/04/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 25/04/2020. 

Empresários do setor de eventos e entretenimento realizam manifestação em Petrolina

O objetivo foi chamar a atenção das autoridades para que as categorias possam retomar as atividades

Fonte: G1

Empresários do setor de eventos e entretenimento do Vale do São Francisco realizaram nesta sexta-feira (18) uma manifestação, na Concha Acústica, da praça Dom Malan, no Centro de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Cerca de 200 pessoas participaram do movimento, que foi organizado nas redes sociais, e que recebeu o nome de #tudoéevento. O objetivo foi chamar a atenção das autoridades para que as categorias possam retomar as atividades.

Em Pernambuco no início de setembro, foi definido um protocolo para seminários, congressos e outros eventos de orgãos públicos e empresas. Entretanto, desde o início da pandemia, em março, as festas estão suspensas em todo o estado, e não há previsão para o retorno. Por isso, o comitê organizador do movimento elaborou um plano de retomada gradual das atividades, que foi entregue aos prefeitos de Petrolina e de Juazeiro, na Bahia. O plano foi elaborado por empresários e advogados, com base em cronogramas apresentados em outros estados e está dividido em três fases.

“A primeira fase é a retomada dos eventos em formato mini, até 35% da capacidade do espaço. Esses eventos visam receber em um formato menor, respeitando todos protocolos sanitários e que se fazem necessários neste momento. Tem uma segunda fase, com 50% da capacidade e terceira, a gente sabe que ela vai demorar mais um pouco, porque seria 100% da capacidade. A gente entende que este processo depende que os outros dois funcionem para que o terceiro venha funcionar”, explicou a empresária e organizadora do movimento, Rafaela Marinheiro.

O especialista em fotografias de casamentos e aniversários, Aldo Bernardis, está há seis meses sem trabalhar. Junto com ele, uma equipe de cinco pessoas. “Todos os profissionais do setor de eventos têm passado dificuldades, no sentido que não há nenhum tipo de mobilização da gestão pública, nem de Petrolina e nem de Juazeiro, para que se tenha uma retomada dos eventos na cidade. Nós organizamos esse evento para mostrar que nós precisamos de apoio, de ajuda. É duro você vendo colegas de trabalho tendo que vender seus equipamentos de trabalho para se sustentar”, destacou.

O Governo de Pernambuco informou, em nota, que a liberação dos eventos só será possível mediante a adoção de novos protocolos de higiene, saúde e comunicação, como tem ocorrido desde o lançamento do plano de convivência, semana a semana, de forma regionalizada e respeitando os dados do comportamento da pandemia. Segundo o governo, essas regras são fruto de um trabalho técnico e foram construídas de forma conjunta com a iniciativa privada. A nota disse ainda que a autorização para realização de eventos sociais e artísticos será dada nas próximas etapas do plano de convivência. E que as normas para este setor foram publicadas no diário oficial

A Secretaria de Defesa Social (SDS-PE) pretende instalar câmeras de reconhecimento facial de criminosos procurados pela polícia, além de identificar veículos furtados ou roubados. O objetivo principal é colocar os equipamentos em pontos móveis, como viaturas, para ajudar no combate à criminalidade em todo o estado. A previsão é de que as câmeras estejam funcionando no primeiro semestre do próximo ano em todas as regiões de Pernambuco. O projeto, inédito no país, ainda está em fase inicial, segundo a pasta.

A ideia é levar às ruas viaturas equipadas com as câmeras de última geração e com capacidade de reconhecimento, em uma proposta semelhante à adotada pela Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), no Recife, para a fiscalização da Zona Azul Digital na capital pernambucana. Desde o ano passado, uma viatura de apoio equipada com câmeras na parte superior do veículo é utilizada exclusivamente para inspeção do serviço. Os equipamentos têm tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres e são capazes de fazer a leitura das placas dos carros estacionados nas áreas de Zona Azul. As câmeras são usadas para verificar se os veículos estão, ou não, utilizando cartões válidos.

A gerente-geral de Programas e Projetos Especiais da SDS, Patrícia Beguiristain, ressaltou que o objetivo será usar a tecnologia como aliada do setor de segurança no estado. “A busca da SDS é por fomentar na sociedade a sensação de segurança, mas não apenas a sensação. O nosso objetivo é efetivamente melhorar a segurança, entregando uma ferramenta adequada. Isso vai auxiliar a Polícia Militar nas rondas ostensivas e também ajudar a polícia investigativa – Polícia Civil – a elucidar crimes. Será uma ferramenta a mais, e muito poderosa, para o estado”, afirmou

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!