Monthly Archives: agosto 2020

Ao todo, 25.009.250 pessoas foram infectadas pelo coronavírus Sars-Cov-2, e cerca de 842.702 morreram com a Covid-19.

Casos de coronavírus crescem no mundo (Foto: Reprodução)

Mais de 25 milhões de casos de Covid-19 foram registrados no mundo, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins até a madrugada deste domingo (30).

Ao todo, 25.009.250 pessoas foram infectadas pelo coronavírus Sars-Cov-2, e cerca de 842.702 morreram com a Covid-19.

O número oficial de casos de coronavírus ao redor do mundo agora é cinco vezes maior que o total de casos graves de influenza registrados anualmente, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Juntos, o Brasil e os Estados Unidos são responsáveis por quatro em cada dez infecções pelo coronavírus no mundo. Veja abaixo os cinco países com mais confirmações de Covid-19, segundo a instituição norte-americana:

Estados Unidos: 5.961.582
Brasil: 3.846.153
Índia: 3.542.733
Rússia: 982.573
Peru: 639.435

A marca de 25 milhões de casos foi batida no mesmo dia em que a Índia superou o recorde de infecções diárias, mantido até então pelos EUA. Foram 78.761 novos casos confirmados no país asiático neste domingo, excedendo as 77.299 infecções confirmadas em um só dia, em julho, nos EUA.

As infecções foram relatadas em mais de 188 países e territórios desde que os primeiros casos foram relatados em Wuhan, na China, ainda no final de dezembro de 2019.

Em relação às mortes no mundo, Brasil e EUA novamente lideram em números absolutos. Os dois têm 35% de todas as mortes registradas desde o início da pandemia, são 120.262 e 182.779, respectivamente, segundo os dados da Johns Hopkin

O contrato assinado em 2011 previa que ele receberia US$ 105 milhões (R$ 174 milhões na cotação da época) ao longo de 11 anos.

O jogador da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain, da França, assinou o primeiro contrato com Nike antes mesmo de se tornar jogador profissional do Santos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais Neymar)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Patrocinadora de Neymar, 28, desde quando o jogador tinha 13 anos, a Nike anunciou neste sábado (29) que vai romper o vínculo com o jogador a partir do dia 31 de agosto.

A informação foi divulgada inicialmente pelo site Diário do Peixe e confirmada pela Folha. Procurada, a empresa de material esportivo não explicou a razão pela qual decidiu encerrar o vínculo e limitou-se a dizer que “não comentaria detalhes do contrato.”

O jogador da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain, da França, assinou o primeiro contrato com Nike antes mesmo de se tornar jogador profissional do Santos.

Aos 19 anos, quando venceu a Libertadores pelo clube alvinegro, ele renovou o acordo para mais 11 anos com a empresa, vínculo que terminaria em 2022. O contrato assinado em 2011 previa que ele receberia US$ 105 milhões (R$ 174 milhões na cotação da época) ao longo de 11 anos.

A assessoria do jogador também foi procurada, mas afirmou que ainda não havia um pronunciamento oficial sobre o assunto até a publicação deste texto.

No último contrato assinado entre Neymar e a Nike, a empresa incluiu uma cláusula que divida os clubes europeus em categorias e determinava o valor que o atleta receberia pelo patrocínio de acordo com o time em que ele decidisse atuar, conforme noticiado pelo UOL, em março de 2018.

De acordo com o portal, o texto do contrato previa uma divisão dos clubes em quatro categorias: A, B, C, e D. Se Neymar jogasse pela categoria A, ganharia a remuneração integral; em um clube B, o valor cairia pela metade; em um clube de nível C, seria a metade do valor da categoria B. E se Neymar atuasse por um time do nível D, não teria direito a receber nada.

Nessa época, ele já atuava pelo PSG, mas a categoria na qual o clube se enquadrava não era conhecida.

Em maio de 2019, quando a modelo Najila Trindade acusou Neymar de estupro, a Nike afirmou que acompanhava o caso com preocupação, assim como outras empresas patrocinadoras do atacante, como a Mastercard. Dois meses depois, a Polícia Civil encerrou a investigação e decidiu não indiciar o jogador, que manteve os contratos.

Apesar do fim do vínculo, Neymar ainda vai continuar vestindo uniformes da Nike, pois o PSG e a seleção brasileira também utilizam materiais esportivos da empresa americana.

A relação com a seleção canarinho, aliás, é marcada por polêmicas. Em 1998, após a Copa do Mundo na França, uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi aberta para investigar as negociações entre a CBF (Confederação Brasileira) e a empresa.

Em 2001, ao término da comissão, Ricardo Teixeira, então presidente da CBF, foi acusado de vários crimes e o contrato teve que ser revisto.

Além de ter patrocinado Neymar por 15 anos, a Nike mantém longa relação com grandes jogadores do Brasil, incluindo atletas já aposentados, como Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho.

O contrato com Ronaldo é um dos mais antigos da empresa com atletas de futebol. O acordo vitalício foi assinado em 1994, ano em que o ex-atacante foi campeão do mundo com a seleção brasileira.

Recentemente, em 2016, o jogador português Cristiano Ronaldo também assinou um contrato vitalício com a fornecedora.

“Desanimar não combina comigo”, escreveu na legenda. “Daqui a pouquinho já vou estar bom e pulando como nunca nos palcos pra vocês, eu prometo. Mas por agora de muletas!”

O cantor contou que sofreu um acidente e rompeu o tendão de Aquiles. (Foto: Reprodução/Redes Sociais Bell Marques)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Bell Marques, 67, deixou os fãs preocupados após publicar nas redes sociais dele uma foto em que aparece em cadeira de rodas. O cantor contou que sofreu um acidente e rompeu o tendão de Aquiles.

“Desanimar não combina comigo”, escreveu na legenda. “Daqui a pouquinho já vou estar bom e pulando como nunca nos palcos pra vocês, eu prometo. Mas por agora de muletas!”

Nos stories do Instagram, Bell explicou que o acidente ocorreu enquanto ele jogava uma partida de tênis. “Vou fazer uma cirurgia para ver se recupero ele e voltar às minhas atividades normais”, contou aos fãs.

O ex-vocalista da banda Chiclete com Banana também anunciou que, por conta do problema, vai ter que adiar a live que faria em seu canal no YouTube.

“No começo de outubro prometo que vamos fazer uma live lindíssima”, afirmou. “Temos um projeto super bacana para vocês.”

Foi prorrogada até o dia 31 de outubro a campanha de vacinação contra o sarampo em Pernambuco, para o público entre 20 e 49 anos. Independente da situação vacinal todas as pessoas dessa faixa etária devem tomar uma dose da vacina. Além do sarampo, o imunizante também protege contra a rubéola e a caxumba.

De acordo com a superintendente de imunizações da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Catarina de Melo, a vacina é a medida mais segura e eficaz para combater o sarampo.

Serra Talhada confirma 49ª morte em decorrência da Covid-19

Foto: reprodução

Foi registrada nessa sexta-feira, 28, a 49ª morte pela Covid-19 no município de Serra Talhada. A vítima é o servidor público aposentado Miguel Elias Magalhães. Ele faleceu no Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam).

De acordo com o site Farol de Notícias, seu Elias trabalhou por 40 anos como porteiro da Prefeitura de Serra Talhada. Entrou no serviço em 1966, quando o prefeito da época, Luiz Lorena, inaugurou o prédio.

Sepultado no cemitério local no início da noite de ontem, o idoso era hipertenso. Ele deixa seis filhos, netos e bisnetos.

Mega-Sena: veja as dezenas sorteadas

As seis dezenas do concurso 2.294 da Mega-Sena são 09 – 15 – 20 – 33 – 41 – 43. O prêmio é estimado em R$ 52 milhões.

O próximo concurso está previsto para quarta-feira (2). (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Foram sorteadas neste sábado (29) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo, as seis dezenas do concurso 2.294 da Mega-Sena: 09 – 15 – 20 – 33 – 41 – 43. O prêmio é estimado em R$ 52 milhões.

O próximo concurso está previsto para quarta-feira (2).

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Maior perigo à democracia brasileira é ignorar a Constituição

Foto: Foto: Beto Barata/PR

Por Alexandre Garcia

O serviço jurídico do Senado foi ao STF com a seguinte tese: se a Constituição permite a reeleição do presidente da República, de governadores e de prefeitos, logo também deve permitir a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado.

Por analogia realmente teria que ser assim. Só que a Constituição veda textualmente a reeleição para esses cargos, exceto quando há mudança de legislatura. Para que isso aconteça, Maia e Alcolumbre precisam mudar a Constituição.

Isso independe da qualidade de gestão dos dois parlamentares. Mas eles estão procurando alguma brecha jurídica para que a reeleição aconteça junto aos ministros do Supremo, que já desrespeitaram a Constituição.

O Supremo é o guardião da Constituição, não o dono. A carta magna pertence ao povo brasileiro. A gente precisa ficar atento a esse desrespeito, porque senão ela fica desmoralizada. Esse é um grande perigo para a democracia.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste sábado (29), foi detectado 01 novo caso de covid-19 em nosso município. O mesmo já estava em investigação. 

O caso novo é o de uma paciente do sexo feminino, 56 anos, profissional de segurança. 
Informamos que hoje um paciente do sexo masculino, 47 anos, que estava em investigação veio a óbito na UTI do Hospital Regional Emília Câmara. O óbito está em investigação tendo em vista alguns sintomas compatíveis para covid-19 que o paciente apresentava. 
Não temos novos casos em investigação neste sábado. 
Hoje tivemos 09 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19. 
Neste sábado, 04 pacientes apresentaram cura após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 368 (83,2%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 66 casos estão ativos em Afogados da Ingazeira.
Hoje o município atingiu a marca de 2.904 pessoas testadas para a COVID – 19.

A decisão foi do Tribunal Regional Eleitoral, durante uma sessão virtual realizada nesta quinta-feira (27).

O prefeito Jurandi Gouveia Farias e o vice-prefeito Francisco Antônio da Silva Filho da cidade de Taperoá, na Paraíba tiveram os mandatos cassados pela prática de conduta vedada, abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio. A decisão foi do Tribunal Regional Eleitoral, durante uma sessão virtual realizada nesta quinta-feira (27).

Com a cassação, o TRE determinou a realização de eleição indireta no município. O relator do processo, juiz Arthur Monteiro, disse que a decisão terá cumprimento imediato após a publicação do acórdão. 

O prefeito e o vice tiveram como pena a cassação dos diplomas, com novas eleições; multa no valor de 101 mil Ufir e pena de inelegibilidade do prefeito Jurandi Gouveia pelo prazo de oito anos. Os advogados do prefeito e do vice informaram que vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a decisão do TRE, quem assume interinamente o município é o presidente do Legislativo Municipal local, Severino José de Brito. 

Auxílio emergencial: Caixa paga hoje benefício para 5,8 milhões de pessoas; veja quem recebe

Na quarta-feira (26), o Ministério da Cidadania liberou o pagamentos para três novos grupos e 57,3 mil aniversariantes de janeiro vão ter o dinheiro de alguma parcela depositada.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga hoje o auxílio emergencial de R$ 600 (1,2 mil para mães chefes de família) para 5,8 milhões de beneficiários: 3,9 milhões de nascidos em janeiro cadastrados pelo aplicativo, site ou do Cadastro Único do governo e 1,9 milhão do Bolsa Família com NIS de final 9 e que recebem a quinta parcela.

Novos aprovados

Na quarta-feira (26), o Ministério da Cidadania liberou o pagamentos para três novos grupos e 57,3 mil aniversariantes de janeiro vão ter o dinheiro de alguma parcela depositada na Poupança Social Digital criada pela Caixa.

O primeiro grupo reúne as pessoas que se cadastraram nas agências dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho. O segundo grupo de novos aprovados inclui os trabalhadores que chegaram a ter o benefício negado mas pediram reavaliação entres 3 de julho e 16 de agosto.

O terceiro e último grupo contempla os que fizeram a contestação entre 3 de julho e 16 de agosto e que chegaram a receber a primeira parcela, mas tiveram pagamento suspenso em agosto.

Entenda o calendário do Ciclo 2 de pagamentos

Os depósitos que começam nesta sexta-feira (28) fazem parte do Ciclo 2 do calendário criado pelo Ministério da Cidadania e incluem o pagamento da quinta, quarta, terceira, segunda e primeira parcelas.

Este ciclo de depósitos em Poupança Social Digital vai até 30 de setembro e separa os 46,4 milhões de trabalhadores por mês de nascimento. Os saques e transferências vão de 19 de setembro a 27 de outubro (veja calendário completo abaixo)

Quem recebe nesta sexta-feira (28) e o que será pago?

  • Será paga a quinta parcela para quem recebeu a primeira parcela em abril
  • Quem recebeu a primeira parcela em maio vai ter depositada a quarta parcela
  • Os que receberam a primeira parcela em junho e até 4 de julho vão ter o crédito da terceira parcela
  • Os aprovados que tenham se cadastrado entre 17 de junho e 2 de julho recebem a segunda parcela
  • Novos aprovados que pediram a contestação por meio da plataforma digital entre os dias 24 de abril e 19 de julho de 2020 ou tiveram o pagamento reavaliado em julho recebem alguma parcela
  • Novos aprovados que se cadastraram em agências do Correio entre 8 de junho e 2 de julho recebem a primeira parcela
  • Novos aprovados que fizeram a contestação entre 3 de julho e 16 de agosto recebem a primeira parcela
  • Beneficiários que tiveram pagamento suspenso e reavaliados em agosto recebem todas as parcelas restantes

Dólar é cotado a R$ 5,5758 nesta manhã de sexta-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,59 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9191.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta sexta-feira (28), está cotado no valor de R$ 5,5758. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,8536.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,59 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9191.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação

Ministro Humberto Martins toma posse como novo presidente do Superior Tribunal de Justiça

Martins comandará o tribunal entre 2020-2022; na cerimônia, Jorge Mussi assumiu vice-presidência. Bolsonaro, Toffoli, Maia e Alcolumbre participaram da posse.

Ministro Humberto Martins, novo presidente do STJ — Foto: (Foto: Gustavo Lima/STJ)

O ministro Humberto Martins tomou posse nesta quinta-feira (27) como novo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Martins comandará o tribunal entre 2020-2022. Durante a cerimônia, o ministro Jorge Mussi tomou posse como novo vice-presidente.

Humberto Martins assume a presidência do STJ no lugar do ministro João Otávio de Noronha, que estava à frente do tribunal desde 2018. Martins também passará a presidir o Conselho da Justiça Federal (CJF).

A cerimônia aconteceu na sede do tribunal, em Brasília. Participaram do evento autoridades como o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão, e os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli; do Senado, Davi Alcolumbre; da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz.

O STJ é responsável por uniformizar a interpretação da lei federal em todo o Brasil. Também cabe ao tribunal a solução definitiva de casos civis e criminais que não envolvam matéria constitucional ou justiça especializada.

‘Gestão participativa’

No discurso de posse, Humberto Martins afirmou que fará uma “gestão participativa” no STJ. Disse que criará seis comitês temáticos para que os ministros possam discutir os assuntos relativos ao tribunal.

“Dedicarei todas as minhas forças para desempenhar a missão a mim confiada pelos meus pares para trabalhar por um Poder Judiciário forte, eficiente, célere, que atenda ao clamor por uma Justiça atuante na defesa da democracia e do estado de direito”, disse o ministro.

Humberto Martins também disse que a gestão se baseará em princípios como legalidade, moralidade, transparência e respeito com o cidadão.

“O dono do poder é o cidadão. A demora na prestação jurisdicional deve ser erradicada”, afirmou o novo presidente do STJ.

“Procurarei agir como sempre atuei, com a consciência de que o poder, inerente aos cargos, deve sempre ser utilizado para fazer o bem, distribuir a Justiça e contribuir para a promoção do respeito da dignidade humana”, completou.Defesa da democracia

Presente ao evento, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, defendeu a democracia e o Poder Judiciário.

“Sua atuação [do STJ] é primordial para dirimir os efeitos das infecundas radicalidade e intolerância. As ruínas de uma democracia podem ser facilmente previstas quando identificamos o enfraquecimento das instituições republicanas e das liberdades individuais e coletivas”, disse Santa Cruz.

“Neste contexto, o termômetro democrático de uma sociedade está ligado diretamente à autonomia e à preservação do Poder Judiciário”, completou.

Felipe Santa Cruz disse que o ministro Humberto Martins carrega uma sensibilidade ética e uma eficiência jurídica irretocáveis e que “cumprirá com louvor a missão de garantir pluralidades jurídicas cada vez mais despolarizadas”.

“Uma decisão judicial tem o poder de instaurar uma consciência ética na sociedade e fomentar uma estrutura social pluralista sobretudo em tempos de tantas polarizações, onde ódio ganha cada vez mais espaço”, afirmou o presidente da OAB.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, lamentou as mortes de brasileiros pela Covid-19 e disse que o STJ estará pronto para servir a população.

A ministra Laurita Vaz, que discursou em nome de todos os ministros da Corte, disse que Humberto Martins assume o tribunal em uma “fase de provação” em que milhares de pessoas morrem, perdem seus empregos e precisam lidar com a “precariedade dos hospitais.

Quem é o novo presidente

Humberto Martins é ministro do STJ desde 2006, indicado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O novo presidente do STJ foi corregedor nacional de Justiça e ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Formado em direito e em administração, Martins foi promotor de Justiça, procurador do estado de Alagoas, exerceu a advocacia privada e ocupou vaga de desembargador no Tribunal de Justiça de Alagoas.

Autor de vários livros e artigos jurídicos, recebeu o título de doutor honoris causa em direito pelo Centro Universitário Facol de Pernambuco.

Entre os casos de grande repercussão do STJ com atuação do ministro, estão o que considerou abusivo o marketing de alimentos para crianças; a proibição para que o poder público use a falta de recursos para negar vagas em creches; e o que definiu que ex-secretários estaduais possam ser julgados sem foro privilegiado em casos de improbidade administrativa.

Ministro Jorge Mussi, novo vice-presidente do STJ — Foto: Divulgação/TSE

Novo vice-presidente

Novo vice-presidente do STJ, Jorge Mussi foi indicado em 2007, também por Lula.

Mussi foi ministro do Tribunal Superior Eleitoral e corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Formado em direito pela Universidade Federal de Santa Catarina, ocupou cadeira no Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Foi governador de Santa Catarina por 11 dias em janeiro de 2006.

O ministro tem carreira dedicada à área criminal, sempre tendo atuado colegiados que julgam casos penais no STJ.

O voto de Mussi conduziu o entendimento da Corte no sentido de que é possível a aplicação da Lei Maria da Penha nas relações entre filhas e mãe e na definição da tese de que para a configuração do delito de extorsão mediante sequestro não é preciso ter a privação de liberdade da vítima por longo tempo. No TSE, o ministro se destacou no julgamento da na qual uma chapa foi cassada em razão da candidatura fictícia de mulheres.

Araripina registra mais 31 casos de Covid-19 e número de infectados chega a 1386

O município de Araripina confirmou mais 31 novos casos da Covid-19, segundo o boletim apresentado nesta quinta-feira (27) pela Secretaria Municipal de Saúde. Agora, o número de pacientes diagnosticados com a doença subiu para 1386.

Ainda de acordo com o boletim, não houve alteração no número de mortes que continua em 29. Até o momento 702 pessoas já se recuperaram da doença e 92 casos estão em investigação

O município já realizou 4.124 testes, sendo 765 pelo Laboratório Estadual de Saúde (Lacen) e 3.359 por testagem rápida.

No Sertão do Araripe já foram registradas 92 mortes decorrentes do novo coronavírus. Foram 29 em Araripina, 20 em Ipubi, 13 em Trindade, 12 em Ouricuri, 09 em Exu, 08 em Bodocó e 01 em Moreilândia.

A primeira pesquisa do Instituto Potencial sobre a corrida sucessória em Petrolina aponta uma vitória fácil do prefeito Miguel Coelho (MDB) logo no primeiro turno. Se as eleições fossem hoje, ele teria impressionantes 73% das intenções de voto contra apenas 8% do pré-candidato do PT, Odacy Amorim, e 7% do pré-candidato do PSD, Júlio Lóssio Filho. Gabriel Menezes, que disputa pelo PSL, é o preferido por 3% e Vinicius de Santana, do PCdoB, pontuou apenas 1%.

Petrolina talvez seja a única cidade do País na qual os eleitores não querem votar em branco ou anular o voto de jeito nenhum. Dos entrevistados, apenas 1% manifestou intenção de anular o voto e 0% de voto em branco. O número de indecisos também é muito baixo, de apenas 7%. Na sondagem espontânea, na qual o entrevistado é forçado a lembrar o nome do candidato sem o auxílio da lista com todos os postulantes, Miguel também está disparado: 64% das intenções de voto.

O petista Odacy Amorim foi citado por 4%, Júlio Lóssio Filho 1% e Gabriel Menezes também 1%. Quanto à rejeição, Júlio Lóssio Filho lidera. Dos entrevistados, 55% disseram que não votariam nele de jeito nenhum, seguido por Odacy, com 48%, Vinicius 45% e Gabriel 41%. Miguel tem apenas 8% de rejeição, posição extremamente confortável para um gestor que vai à disputa pela reeleição colocando o seu Governo em julgamento pela população.

A pesquisa foi a campo entre os dias 21 a 26 deste mês, sendo aplicados 600 questionários, com margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. Segundo a metodologia, a amostra é representativa dos eleitores da área pesquisada (Petrolina, áreas urbana e rural), e foi selecionada da seguinte forma: Em primeiro lugar foram definidos estratos com base nas zonas (agregação por bairros), e todos os estratos foram investigados, sendo o número de entrevistas em cada uma proporcional ao tamanho da população (IBGE).

A partir daí, são selecionados aleatoriamente os bairros de cada estrato (zonas). Em seguida, é feita a seleção aleatória do(a) entrevistado(a) utilizando-se quotas em função da ponderação das variáveis gênero e idade. Para a ponderação foram utilizadas informações do TSE – Julho 2020 e delimitação dos estratos (zonas) por bairros conforme definição oficial. Para as variáveis de grau de instrução e renda mensal familiar do entrevistado, serão considerados os resultados obtidos no processo aleatório definido para a realização das entrevistas. O número de registro no TSE é 04103/2020.

Estratificando o levantamento, as maiores taxas de intenção de voto de Miguel estão entre os eleitores jovens (91%), entre os eleitores com grau de instrução superior (81%) e entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (83%). Por sexo, os percentuais são iguais – 73% homens e 73% mulheres. Já Odacy tem suas maiores indicações de voto entre os eleitores na faixa etária acima e 60 anos (12%), entre os eleitores com grau de instrução fundamental II (11%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários (9%). Por sexo, 9% são homens e 7% mulheres.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

O Instituto Potencial, que é de Salvador (BA), sondou ainda os entrevistados sobre o grau de satisfação com os três níveis de poder – federal, estadual e municipal. A gestão de Miguel tem quase a unanimidade da população, 87%, representando a soma dos que consideram ótimo e bom. Tem mais 11% de regular e apenas 1% de ruim e péssimo.

Já o Governo Paulo Câmara, que ainda não definiu em que palanque subirá em Petrolina, tem apenas 24% de aprovação e igual percentual de reprovação, enquanto 44% julgam regular. Bolsonaro, por fim, tem aprovação de 26% dos entrevistados e reprovação de 41%, enquanto 30% consideram regular.

OBSERVAÇÃO

Por um lapso do questionário, o levantamento não incluiu o nome do médico Marcos Heridijânio, que deve disputar pelo Psol. Entretanto, seu nome também não foi citado na espontânea, primeiro modelo na pesquisa apresentado aos entrevistados.

Blog do Magno Martins / Foto: reprodução

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (27.08), 1.069 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 52 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 1.017 (95%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que já estavam curados, ou na fase final da doença. Agora, Pernambuco totaliza 122.147 casos já confirmados, sendo 25.349 graves e 96.798 leves.
Também foram confirmados 20 óbitos, ocorridos desde o dia 7 de julho. Do total de mortes do informe de hoje, 9 (45%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 2 óbitos registrados no dia de ontem (quarta, 26/08), 6 em 25/08 e 1 em 24/08. Os outros 11 registros (55%) ocorreram entre os dias 07/07 e 23/08. Com isso, o Estado totaliza 7.480 óbitos pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Anitta e Neymar aparecem cantando e dançando juntos em vídeo em Ibiza, na Espanha

 (FOTO: REPRODUÇÃO)
FOTO: REPRODUÇÃO
Anitta, 27, resolveu visitar o amigo Neymar, 28, em Ibiza, na Espanha. A cantora, que passou pela Croácia e Itália, curtiu a noite ao lado do grupo de amigos que tem em comum com o craque do PSG.

Os dois cantaram juntos o novo single de Anitta com Papatinho, que será lançado amanhã (28). A cantora carioca compartilhou o vídeo dos dois em seu Story do Instagram na noite de quarta (26).

A voz de “Vai Malandra” também publicou uma foto ao lado de um time de amigos durante um passeio de lancha e escreveu na legenda: “Patroa tá on muita coisa”. O jogador brasileiro Vinicius Jr., que joga no Real Madrid, que também estava na foto, comentou: “Muito on”.

Já Neymar, por sua vez, publicou um vídeo com o filho Davi Lucca curtindo um final de tarde ensolarado enquanto faz embaixadinhas com o herdeiro, fruto do seu breve relacionamento com Carol Dantas.

A amizade de Neymar e Anitta é de longa da data. Mas, no Carnaval de 2019 boatos de que os dois teriam se beijado surgiu após um vídeo circular na web. Nas imagens, os dois aparecem juntos em um momento íntimo em um camarote na Sapucaí, Rio de Janeiro.

Na época, Anitta desmentiu os boatos e ainda afirmou que não tinha amizade com a atriz Bruna Marquezine, ex-namorado de Neymar, que também estava presente no camarote. “Gente, eu sou amiga do Neymar há muitos, muitos e muitos anos (…) Eu não sei onde Neymar terminou a noite dele, mas sei que a minha terminou aqui em casa”, disse a cantora.
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) absolveu, ontem (26), o ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, condenado pelo ex-juiz Sergio Moro em primeira instância pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa no âmbito da Lava Jato.
A decisão dos três desembargadores que compõem a Oitava Turma do TRF4, João Pedro Gebran Neto (relator), Leandro Paulsen e Carlos Thompson Flores, foi unânime. Eles consideraram não haver provas na denúncia de que ele teria participado em desvios na construção do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras.
Paulo Ferreira, que chegou a ficar preso por cerca de seis meses em 2017, foi um dos três tesoureiros do PT condenados pelo ex-juiz Sergio Moro em diferentes casos da Lava Jato. Os outros foram Delúbio Soares e João Vaccari Neto, que também já teve uma condenação em primeira instância revertida pelo TRF4.
Também por unanimidade, os desembargadores absolveram o presidente da empreiteira Construcap, Roberto Ribeiro Capobianco, das irregularidades na construção do Cenpes. Também foi extinta a punibilidade do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, devido à prescrição do crime de corrupção passiva pelo qual havia sido condenado.  
O TRF4 manteve, contudo, a condenação por corrupção ativa e associação criminosa do diretor a Construbase, Genésio Schiavinato Jr. Também foram mantidas as condenações por corrupção ativa de Léo Pinheiro e Agenor Franklin Medeiros, ex-executivos da empreiteira OAS. Outros seis envolvidos tiveram mantidas as condenações por associação criminosa.
Nesta semana, uma outra condenação de Moro foi revertida, dessa vez pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou sentença proferida contra o doleiro Paulo Roberto Krug no caso Banestado.
Uma série de evidências que ligam a deputada federal Flordelis (PSD) e sua família ao assassinato do pastor Anderson do Carmo chocou o país nos últimos dias. A Operação Lucas 12, deflagrada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e pela Polícia Civil, prendeu cinco dos 55 filhos de Flordelis e apontou a parlamentar como mandante do assassinato do próprio marido.
Pastora, cantora e deputada eleita pelo estado do Rio de Janeiro, Flordelis obteve 196.959 votos, o melhor desempenho entre as mulheres do estado que disputavam uma vaga na Câmara dos Deputados. Famosa nacionalmente na década 1990 pelo número de filhos, a missionária pregava que a família era “seu bem maior”.
Apesar disso, o inquérito mostra uma outra realidade. Em meio a traições, tentativas de assassinato, brigas, dinheiro, incesto e religião, muitos mistérios se relacionam com os membros dessa família, que foi chamada pelo delegado Allan Duarte, responsável pelas investigações, de “organização criminosa”.
Mas, afinal, quem é Flordelis?
Nascida em 5 de fevereiro de 1961, Flordelis dos Santos de Souza foi moradora da favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Famosa pela história de adoção dos filhos, a deputada ganhou a mídia após adotar 37 crianças que estavam fugindo de uma chacina na Central do Brasil, no Centro do Rio de Janeiro. Atualmente, Flordelis é mãe de 55, sendo quatro biológicos (três com o primeiro marido e um com Anderson).
Um fato curioso, é que Anderson do Carmo, antes de ser marido de Flordelis foi adotado pela deputada e chegou a ser tratado como genro, quando namorou uma de suas filhas.
Vista por muitos como uma mulher de família, altruísta e dedicada, a deputada acabou até mesmo virando roteiro de filme. Com o título Flordelis – Basta uma palavra para mudar, o longa-metragem foi dirigido por Marco Antônio Ferraz. O elenco contou com atores renomados como Ana Furtado, Letícia Sabatella, Cauã Reymond, Bruna Marquezine, Alinne Moraes e Deborah Secco.
Já casada com Anderson, Flordelis fundou a Comunidade Evangélica Ministério Flordelis, em 1999, no Bairro do Rocha, Zona Norte do Rio. Antes de morrer, o pastor era presidente do Ministério Flordelis. De acordo com as investigações, ele controlava a igreja e a família, tomando conta de tudo, da partilha dos alimentos até as finanças.
Vida política
Flordelis sempre se mostrou inclinada para a vida política. Mesmo quando ainda era missionária, a deputada federal pregava em seus cultos sobre políticas públicas e casos policiais. A primeira tentativa de entrar no mundo político foi em 2004, quando ela se candidatou para uma vaga na Câmara Municipal de São Gonçalo (RJ), sem sucesso. Em 2016, Flordelis concorreu à prefeitura da cidade.
Defensora das crianças e adolescentes, ela foi eleita em 2019 como deputada federal pelo RJ. Mesmo no primeiro ano, a parlamentar concorreu à presidência da bancada evangélica na Câmara. Flordelis perdeu a cadeira para o deputado Silas Câmara (PRB-AM).
Além disso, ela chegou a integrar como titular as comissões de Seguridade Social e Família, de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e dos Direitos da Mulher. Flordelis é mãe do pastor e vereador de São Gonçalo Wagner Andrade (PMDB). Ele chegou a lançar a candidatura com o nome de Misael da Flordelis, mas, após a perda do pai, retirou o nome da mãe.
Após ser denunciada como mandante do assassinato de Anderson, Flordelis corre o risco de perder o mandato e ser expulsa do PSD. Em entrevista recente, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o “crime não tem relação com o mandato”, por isso, não prevê foro especial, mas para que a deputada seja presa ou afastada do mandato, é preciso que haja autorização da Câmara.
O crime
Anderson do Carmo foi executado com mais de 30 tiros na porta da casa do casal em Pendotiba, Niterói (RJ). Na época do assassinato, a deputada federal afirmou que se tratava de um assalto. Apesar disso, a investigação conduzida pelo Ministério Público e pela Polícia Civil não demorou muito para encontrar divergências nos depoimentos, além de outras evidências.
De acordo com a investigação, a família tentou esconder as evidências dos crimes chegando até mesmo fazer uma fogueira no quintal da casa para destruir provas. Os policiais acreditam que Flordelis tentou assassinar o pastor pelo menos seis vezes por envenenamento, além de contratar pistoleiros em outras duas vezes.
Em uma das mensagens encontradas pelos policiais, Flordelis chama Anderson de “traste” e pede ajuda para um filho. “André, pelo amor de Deus, vamos pôr um fim nisso. Me ajuda. Cara, tô te pedindo, te implorando. Até quando vamos ter que suportar esse traste no nosso meio?”, escreveu.
Em outra, Marzy, uma das filhas do casal, incentiva o irmão Lucas a matar o pastor por R$ 10 mil. Vale relembrar que o revólver usado na execução estava em cima do armário de Flávio, filho que admitiu ser o autor dos disparos.
Os depoimentos e o que pesa sobre cada um
Flordelis: Durante depoimento, a deputada disse sentir muitas saudades do marido. De acordo com ela, no momento do assassinato, estava dentro de um quarto da casa conversando com o neto Ramon e que foi impedida de ver o marido morto. Flordelis, porém, foi apontada como mentora do crime. Ela responderá por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado, associação criminosa majorada, uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica.
Vereador Misael: No depoimento, o vereador afirmou que Flordelis era “mentora intelectual” do assassinato. Ele relatou que a deputada teria revelado aos filhos que tinha quebrado o celular do marido e que achava que Anderson estava “dando a volta nela” em relação às finanças da família. Foi Misael que acusou os irmãos adotivos Lucas dos Santos e Marzy.
Daniel dos Santos Souza: O jovem, de 21 anos, é apresentado como filho biológico do pastor e da deputada federal. Apesar disso, de acordo com a investigação ele foi adotado de forma ilegal. Em depoimento, Daniel afirmou acreditar no envolvimento da mãe que disse para ele que “a hora do pai iria chegar”. Ele também acusou os irmãos Flávio e Lucas.
Simone dos Santos: Filha biológica de Flordelis com o primeiro marido. Simone já namorou Anderson quando os dois eram adolescentes. Ela seria a responsável pelos envenenamentos. De acordo com as investigações, ela buscou informações sobre uso de veneno na internet. Durante depoimento, oito dias após o crime, ela confirmou que fez pesquisas sobre o veneno cianeto e como colocá-lo nos alimentos, mas negou que fosse para usá-lo contra o padrasto. Simone vai responder por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada.
Maria Edna Virginio do Carmo: Mãe de Anderson, foi ela que contou para a polícia sobre o suposto caso do filho com a enteada Simone e que Daniel não era filho biológico do casal.
Marzy Teixeira da Silva: Filha adotiva do casal, incentivou Lucas a matar o pastor Anderson. Durante depoimento, ela confessou o pedido e afirmou que a mãe sabia de tudo. Ela também participou dos envenenamentos. Marzy vai responder por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada.
André Luiz de Oliveira: Filho adotivo, é também ex-marido de Simone. De acordo com a investigação ele foi flagrado em conversas com Flordelis combinando o envenenamento.
Rayne Silva: Neta do casal, ela é filha adotiva de Simone dos Santos. Citada durante depoimento de Érica dos Santos, uma de suas tias, a jovem mandou uma mensagem pedindo o “contato de algum bandido” um mês antes do assassinato. Ela vai responder por homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada.

 

Comércio ambulante no centro de São Paulo

Com 776 habitantes, o município de Serra da Saudade, em Minas Gerais, é a cidade brasileira que registra a menor população. Em seguida, vem Borá, em São Paulo, com 838 habitantes; Araguainha, no Mato Grosso, onde há 946 habitantes; e Engenho Velho, no Rio Grande do Sul, com 982 habitantes.
Os dados fazem parte da pesquisa Estimativas da População dos Municípios 2019, divulgada hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A última década registrou um aumento na quantidade de grandes municípios no país. No Censo de 2010, apenas 38 municípios registravam população superior a 500 mil habitantes. Dentre eles, apenas 15 tinham mais de 1 milhão de moradores. Já em 2020, o país tem 49 municípios brasileiros com mais de 500 mil habitantes. Em 17 deles, a população é superior a 1 milhão de moradores.
Para o gerente de Estimativas e Projeções de População do IBGE, Márcio Mitsuo Minamiguchi, esse resultado indica uma tendência verificada em períodos recentes. “Os números acompanham uma tendência já percebida nos últimos anos, evidenciando a emergência de polos regionais, que apresentam crescimento populacional acima de 1% ao ano”, disse.
Dos 49 municípios com mais de 500 mil pessoas, 23 são capitais. Os outros 26 municípios estão distribuídos nos estados de São Paulo (8), do Rio de Janeiro (6), de Minas Gerais (3), do Espírito Santo (2), Pernambuco, Bahia, Santa Catarina, Goiás, Paraná, Pará e Rio Grande do Sul (com 1 município, cada). Quatro capitais: Vitória, Palmas, Rio Branco e Boa Vista têm menos de 500 mil habitantes.
Na outra ponta, há 30 municípios com população inferior a 1,5 mil habitantes, sendo que, em quatro deles, há menos de 1 mil moradores.
As 27 capitais concentram 50 milhões de habitantes, o equivalente a 23,86% da população total do país em 2020.
Crescimento anual
De acordo com o IBGE, Boa Vista, em Roraima, registrou a maior taxa de crescimento (5,12%) no período 2019-2020. A menor foi Porto Alegre, no Rio Grande do Sul (0,30%). A taxa de crescimento anual (0,84%) do conjunto dos municípios das capitais ficou acima da taxa do país (0,77%).
A região metropolitana mais populosa do Brasil ainda é a São Paulo, com 21,9 milhões de habitantes, seguida pelo Rio de Janeiro (13,1 milhões), Belo Horizonte (6,0 milhões) e também a Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) do Distrito Federal e Entorno (4,7 milhões).
Segundo o IBGE, as taxas de crescimento das maiores regiões metropolitanas (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Fortaleza, Recife e Salvador) ficaram ligeiramente abaixo da média do país. “Nessas metrópoles, o crescimento do município sede é, na maioria dos casos, mais baixo do que o verificado nos municípios restantes”, informou.
Redução populacional
A pesquisa indica redução populacional em 28,1% dos municípios do país, ou seja, 1.565 cidades onde as taxas de crescimento foram negativas. Em pouco mais da metade dos municípios brasileiros (52,1%), a alta no número de habitantes foi entre zero e 1%. Em 3,7% deles, 205 municípios, tiveram crescimento igual ou superior a 2%.
O grupo que, proporcionalmente, apresentou maior número de municípios com redução populacional é o de até 20 mil habitantes. Já o grupo dos municípios entre 100 mil e 1 milhão de habitantes é o que, na proporção, tem mais municípios com crescimento superior a 1%. As cidades com mais de 1 milhão de habitantes registraram crescimento entre 0 e 1% ao ano.
As regiões Norte e Centro-Oeste tem o maior número de municípios com crescimento acima de 1%. Na Região Sul, 45,6% dos municípios tiveram redução de população.
Estados
Com 46,3 milhões de habitantes, o estado de São Paulo permanece como o mais populoso do país e concentra 21,9% da população total do Brasil. Minas Gerais vem em seguida com 21,3 milhões de habitantes, e o Rio de Janeiro, com 17,4 milhões de habitantes. Os cinco estados menos populosos somam cerca de 5,7 milhões de pessoas: Roraima, Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia, todos na região norte.
Entre os municípios, o de São Paulo também se mantém como o de maior população. Lá são 12,3 milhões de habitantes. Depois estão Rio de Janeiro (6,75 milhões), Brasília (3,05 milhões) e Salvador (2,88 milhões). Os 17 municípios do país com população superior a 1 milhão de habitantes concentram 21,9% da população nacional e 14 deles são capitais estaduais.
TCU
Segundo o IBGE, as estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para calcular o Fundo de Participação de Estados e Municípios. Elas servem também de referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. A divulgação é anual e atende ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013. A tabela com a população estimada para cada município foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Laura atingiu nesta quinta-feira as costas da Louisiana, sul dos Estados Unidos, como um furacão “extremamente perigoso” de categoria 4, o que forçou a evacuação de centenas de milhares de pessoas neste estado e no vizinho Texas devido à ameaça de “inundações catastróficas”.
“Extremamente perigoso, o furacão de categoria 4 Laura tocou o solo perto de Cameron (Louisiana)”, afirmou o Centro Nacional de Furacões (NHC) em um boletim de 6H00 GMT (3H00 de Brasília).
“Tempestade catastrófica, ventos extremos e inundações repentinas estão acontecendo em partes da Louisiana”, advertiu o NHC, que informou que Laura registra ventos máximos de 240 km/h.
Somadas à maré alta, essas ondas – que podem avançar cerca de 50 km terra adentro – podem fazer com que as águas subam entre 4,5 e 6 metros acima do nível normal.
Os moradores da região deixaram o local em ônibus após receberem ordem de retirada obrigatória devido ao risco de enchentes. 
Fugir da rota do furacão
O governador do Texas, Greg Abbott, pediu aos residentes que evacuem suas casas. “Eles têm apenas mais algumas horas para escapar dos danos”, disse ao Weather Channel.
“Esta é uma tempestade muito perigosa, mais forte do que a maioria que já cruzou” as costas do estado, acrescentou, insistindo para que a população faça “tudo possível para sair do caminho” de Laura.
O presidente Donald Trump pediu aos moradores das áreas afetadas que “ouçam as autoridades locais”. “Laura é um furacão muito perigoso e está se intensificando rapidamente”, publicou Trump no Twitter. “Meu governo continua colaborando totalmente com os gestores de emergência estaduais e locais”.
Jimmy Ray estava entre os que receberam ordem de evacuação em Lake Charles, no estado de Louisiana. A princípio “íamos tentar aguentar dentro de casa, mas vimos que o furacão ia ser muito forte”, disse à AFP.
Outra evacuada da cidade, Patricia Como, contou que seus irmãos, primos e outros membros da família decidiram ficar, mas ela não queria correr o risco. “Não vou brincar com Deus”, disse.
Craig Brown, o prefeito da Ilha de Galveston, no Texas, que sofreu o furacão mais mortal da história dos Estados Unidos em 1900 com milhares de vítimas fatais, disse que as autoridades estão “monitorando de perto” a situação.
“Tivemos uma boa cooperação de nossos residentes na evacuação”, disse ele. “Se eles quiserem ficar, nós permitiremos”, mas “se eles ficarem, é possível que não tenham nenhum serviço de emergência disponível”, esclareceu.
Evitar contágios
Angela Jouett, que lidera a operação de evacuação em Lake Charles, informou que novos protocolos foram implementados devido à pandemia do coronavírus. “As pessoas que entram (nos centros de evacuação) usam desinfetante nas mãos”, passam por “controles de temperatura” e mantêm entre elas uma distância física de dois metros.
O governador Abbott – cujo estado sofre uma onda significativa de infecções por Covid-19 – pediu àqueles que podiam pagar por isso que se refugiassem em hotéis e motéis “para se isolarem”.
Em Nova Orleans, devastada em 2005 pelo furacão Katrina, de categoria 5, o histórico Bairro Francês estava sem turistas, e sacos de areia foram empilhados diante de portas e janelas. Os edifícios de arquitetura colonial foram protegidos com chapas de madeira.
“Não estou preocupado com a água que entra com a tempestade, mas sim com a chuva e as bombas sem funcionar. É isso que vai causar as enchentes”, disse à AFP Robert Dunalp, empresário que não se esquece do Katrina, que deixou mil mortos e danos enormes.
Laura passou na segunda-feira como tempestade tropical por Cuba, onde provocou fortes chuvas e alguns danos. No fim de semana, a tempestade provocou 25 mortes no Haiti e República Dominicana.
A temporada de tempestades no Atlântico, que vai até novembro, deve ser uma das mais severas. O NHC prevê até 25 fenômenos, e Laura é o 12º até o momento. 

 

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Foto: divulgação

O prefeito de Petrolina (PE) Miguel Coelho anunciou nas redes sociais a publicação do edital da licitação para uma nova concessão nos serviços de saneamento e abastecimento na cidade, um investimento de R$ 1 bilhão.

Para Miguel Coelho, a decisão será a garantia de “um melhor abastecimento de água e um sistema digno de tratamento de esgoto e coleta”.

“É o fim dos esgotos na porta de casa e o começo de um tempo de respeito para todos. É o fim da falta d’água em uma cidade banhada por um dos maiores rios do Brasil, e o começo de um tempo de mais comprometimento, onde o dinheiro arrecadado na cidade é investido em nossa cidade. É o fim dos serviços mal feitos, das ruas com buracos abertos a torto e a direito e da falta de atenção com o nosso interior, para a execução de um trabalho responsável, à altura do que Petrolina quer, merece e precisa”, disse o gestor.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na noite desta terça-feira (25), que poderá decidir o novo valor do auxílio emergencial até sexta-feira (28/8). O presidente já havia informado que prorrogaria o pagamento das parcelas do auxílio emergencial até dezembro. No entanto, Bolsonaro ainda não bateu o martelo sobre a quantia praticada, que deverá ficar entre R$ 250 e R$ 400.

O mandatário citou ainda uma reunião com a equipe econômica na tarde de hoje. Ele defendeu que a “economia tem que pegar” até o fim do ano.

“Pretendemos prorrogar até o fim do ano, não com este valor que está aí, que pode até ser pouco para quem recebe, mas é muito para quem paga. Quem paga somos todos nós. E não é dinheiro que o governo tem. Isso vem de endividamento. Então, estamos negociando. Hoje teve mais uma reunião com equipe econômica. Demos mais um passo no tocante a isso daí. Acreditamos que teremos mais um endividamento, não na ordem de R$ 50 bilhões por mês, como é este auxílio emergencial no momento, de R$ 600, mas diminuir um pouco este valor para ver se a economia pega. Nós temos que pegar. A economia tem que pegar”, declarou durante a abertura do 32° Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Bolsonaro completou que ainda não se chegou a um consenso sobre o valor. “Outras coisas foram discutidas, logicamente não batemos o martelo ainda. A gente espera que até sexta-feira esteja quase tudo definido para darmos mais uma ajuda, não é favor não, é uma obrigação nossa. É obrigação nossa ajudar o Brasil a sair da crise que ainda temos e venhamos então voltar à normalidade”, concluiu.

O governo pretendia anunciar ainda hoje, juntamente com o pacote do programa Pró- Brasil, os novos valores do auxílio. Porém, como os valores não foram fechados, o pacote foi adiado a pedido do presidente.

No último dia 19, Bolsonaro afirmou que o valor seria menor do que os R$ 600 já pagos. Na data, o chefe do Executivo justificou que o atual valor do auxílio custa aos cofres públicos mais de R$ 50 bilhões mensais. Em referência ao ministro Paulo Guedes, o presidente apontou que “alguém na equipe econômica” sugeriu R$ 200, quantia que Bolsonaro considera pouco, apesar de ter elencado o mesmo valor quando a medida foi aventada. Bolsonaro completou dizendo que é possível chegar a um “meio termo”.

“Então R$ 600 é muito, o Paulo Guedes fa…, alguém da economia falou em R$ 200, eu acho que é pouco. Mas dá pra chegar em um meio termo e nós buscarmos que seja prorrogado por mais alguns meses, talvez até o final do ano de modo que consigamos sair dessa situação e fazendo com que os empregos e formais e informais voltem à normalidade e nós possamos então continuar naquele ritmo ascendente que terminamos e começamos o início desse ano, que a economia realmente estava apontando para os melhores do mundo para o Brasil depois de algumas décadas de patinação”, declarou. (Fonte: Diario PE)

A resposta imunológica das mulheres contra a Covid-19 pode ser maior do que a dos homens, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (26), embora sua base estatística seja muito pequena.
“O que descobrimos é que os homens e as mulheres desenvolvem diferentes tipos de resposta imunológica para a Covid-19”, afirma o principal autor do estudo, o professor Akiko Iwasaki, em um vídeo divulgado pela Universidade de Yale, Estados Unidos.
Segundo este especialista da imunidade, “essas diferenças podem implicar uma maior suscetibilidade dos homens diante da doença”. Publicado na revista científica Nature, o estudo lembra que “os homens representam 60% das mortes por COVID-19 no mundo”.
Segundo a pesquisa, a ação dos linfócitos T (que matam as células infectadas e são responsáveis por uma das partes da resposta imunológica) era mais forte nas mulheres do que nos homens, entre os pacientes analisados. 
E, ao contrário dos homens, as mulherem puderam desenvolver uma resposta significativa dos linfócitos T, inclusive em idades avançadas. Por outro lado, no início da infecção os homens produziram globalmente mais citocinas do que as mulheres.
É justamente a produção excessiva e descontrolada dessas substâncias, provocada por uma reação do sistema imunológico, que pode gerar formas graves da Covid-19. Esse fenômeno é conhecido como “tempestade de citocinas”.
Os autores do estudo observaram que nos homens, a pior resposta de linfócitos T era um fator agravante da doença. E quanto mais velhos eram, mais baixa era a resposta. Por outro lado, as mulheres que tinham um alto nível de citocina no início da infecção foram as que alcançaram um nível mais grave da doença.
De acordo com os pesquisadores, esses resultados podem levar a diferentes tratamentos de acordo com o sexo do paciente. O estudo, no entanto, apresenta várias limitações.
Foi baseado em um número baixo de pacientes: 17 homens e 22 mulheres que não estiveram em terapia intensiva (UTI) nem receberam medicamentos no sistema imunológico (havia outros 59 pacientes que não respondiam a esses critérios, para ter um resulado mais amplo). Além disso, a idade média dos pacientes era alta (em torno dos 60 anos).

Pernambuco registra 1.120 novos casos e 35 óbitos por Covid-19

 (Foto: Fiocruz/Acervo.)
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (26), 1.120 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 55 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e os outros 1.065 (95%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que já estavam curados, ou na fase final da doença. Agora, Pernambuco totaliza 121.078 casos já confirmados, sendo 25.297 graves e 95.781 leves.
Também foram confirmados 35 óbitos, ocorridos desde o dia 1º de maio. Do total de mortes do informe de hoje, 18 (51%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 4 óbitos registrados no dia de ontem (terça, 25/08), 6 em 24/08 e 8 em 23/08. Os outros 17 registros (49%) ocorreram entre os dias 1º/05 e 22/08. Com isso, o Estado totaliza 7.460 óbitos pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

“Assassino onde achar” e “veneno legal”: o que revela histórico de buscas dos filhos de Flordelis

Uma das filhas da deputada Flordelis (PSD-RJ), Marzy Teixeira da Silva foi encarregada de encontrar uma pessoa para executar o pastor Anderson do Carmo — cujo assassinato, segundo as investigações, teve Flordelis como mentora. Em seu histórico de buscas na internet, a polícia encontrou termos como “assassino onde achar” e “veneno para matar que seja legal”. As informações são do portal G1.
As buscas, descobertas por investigadores da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, incluem ainda as expressões “cianeto de cobre pa (sic) comprar no Rio”, “veneno para matar pessoa que seja legal”, “veneno para matar pessoa que seja letal”, “alguém da barra pesada” e “barra pesada online”.
Anderson foi morto com 30 tiros em 16 de junho de 2019. Antes disso, conforme o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), o pastor teve a comida envenenada ao menos seis vezes.
Ainda segundo o G1, Marzy confessou, em depoimento, ter procurado e contratado o irmão adotivo Lucas César para matar Anderson. Os dois estão presos.
Flordelis é acusada de arquitetar o homicídio, reunir e convencer todos os envolvidos a participarem do crime sob a simulação de ter ocorrido um latrocínio. A deputada também teria financiado a compra da arma e avisado da chegada de Anderson em casa no dia do crime.
De acordo com o MPRJ, o motivo do crime “seria o fato de a vítima manter rigoroso controle das finanças familiares e administrar os conflitos de forma rígida, não permitindo tratamento privilegiado das pessoas mais próximas a Flordelis, em detrimento de outros membros da numerosa família”. O casal tinha 55 filhos, sendo apenas 4 biológicos.
Na última segunda-feira, a polícia cumpriu nove mandados de prisão, sendo que seis deles foram contra filhos de Flordelis e um contra uma neta da deputada. A cantora não é alvo de mandado de prisão por deter imunidade parlamentar, por estar em exercício de mandato. Nestes casos, a Constituição veda a prisão cautelar que não seja a prisão em flagrante delito. O MP pediu à Justiça o afastamento do cargo público, entre outras medidas cautelares como o comparecimento mensal de Flordelis ao juízo.

 

 

Por: Correio Braziliense

A taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 no Brasil subiu esta semana. Na nova avaliação do Imperial College de Londres, o país voltou ao índice de 1, quando a doença alcança patamar de descontrole. Este número simboliza que cada infectado transmite a doença para uma outra pessoa saudável, mantendo a alta circulação do vírus.
O Brasil ficou por 16 semanas consecutivas com Rt acima de 1, sendo o país da América Latina com mais longa permanência nos altos índices de transmissão. No entanto, com o fechamento da semana 33, o país chegou a descer o nível para 0,98, mas não conseguiu manter a queda e, novamente, voltou ao rol de nações com a doença sendo considerada ativa.
Lento a estagnado
O status do contágio continua sendo considerado lento a estagnado. Este é um dos indicadores que ajuda no controle da epidemia, mas, para se manter baixo, precisa estar alinhado com outros elementos, como números de novos casos e óbitos, taxa de ocupação de leitos, e dados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).
No rol dos 69 países avaliados, o Brasil tem a 33ª maior taxa de contágio, uma piora de seis colocações em relação à semana passada. Segundo país com mais mortes e casos por covid-19 na América Latina, o México também observou um ligeiro aumento no Rt de 0,91 para 0,95, mas ainda mantendo os níveis de controle.
Já a Argentina, que na avaliação anterior estava com o pior índice da região, com Rt de 1,42, esta semana baixou para 1,12, porém continua no rol de descontrole.
 Outros seis países que compõem a região estão com transmissão mais descontrolada do que a brasileira. Com os piores índices estão o Equador , com RT de 1,32, seguido por Paraguai (1,27), Guatemala (1,15), Honduras (1,06), Costa Rica (1,06), e Colômbia (1,05). Já o Chile tem taxa semelhante à brasileira (1,00).

Michelle Bolsonaro tem supostos dados pessoais vazados por hackers

Por: Estado de Minas

O coletivo Anonymous Brazil divulgou, no perfil no Twitter, informações pessoais atribuídas à primeira-dama Michelle Bolsonaro. O grupo de anônimos apresenta nome completo, data de nascimento, CPF, e-mail, cartões de crédito e telefones de Michelle.
No tuíte, eles apresentam a hashtag exposed, usado na rede para relatos de mulheres que são vítimas de abusos sexuais ou outras situações de violência. Na “exposição”, que pode se configurar como um crime, eles falam que Michelle se apresenta como ativista de causas sociais inclusivas, mas que teria “forte atuação em lavagem de dinheiro”.
Os hackers afirmam que ela recebeu “uma série de cheques, até agora apuradas investigações de pelo menos R$ 89 mil de um miliciano e sua esposa”. Lembram que Fabrício Queiroz e a esposa Márcia realizaram repasse à família Bolsonaro que pode chegar ao valor de R$ 450 mil em depósitos, pagamentos de boletos e mensalidades.
Sara Giromini
Os hackers também expuseram dados da extremista de direita Sara Giromini, que teve seus cartões de crédito divulgados. O ato pode ser visto como uma espécie de resposta ao fato de ela ter exposto dados sobre a menina capixaba de 10 anos que foi estuprada pelo tio e realizaria a interrupção da gravidez.
O Anonymous é formado por hackers que atacam sites e costumam divulgar dados sigilosos de seus alvos na internet.

Número de lojas exclusivamente virtuais cresce 40,7% em 2020

Um levantamento feito pela empresa de carteiras digitais PayPal Brasil e pela consultoria de pesquisas BigData Corp divulgado hoje (26) mostra que o mercado de comércio online cresceu 40,7% entre 2019 e 2020, chegando a 1,3 milhão de lojas virtuais. Entre 2018 e o ano passado, o aumento havia sido de 37,6%.
Para o diretor de Vendas e Desenvolvimento de Negócios do PayPal, Thiago Chueiri, a expansão do comércio virtual neste ano ganhou um impulso extra com a quarentena causada pelo novo coronavírus. “Claro que pega uma parte do reflexo da pandemia que digitalizou bastante consumidores empreendedores também. Os dois lados da cadeia. A quarentena forçou drasticamente essa digitalização”, ressaltou.
Para ele, a quarentena forçou especialmente as empresas a aderirem ao modelo de vendas pela internet. “Grande parte é de pequenos empreendedores buscando a sobrevivência nesse novo contexto. Dependiam de um ponto físico e tiveram que se adaptar”, acrescentou.
Além disso, Chueiri relaciona o crescimento expressivo do número de lojas virtuais, em comparação aos negócios físicos, que têm se expandido a uma média de 10% ao ano, à situação econômica do país. “Uma piora da situação econômica, em geral, leva as pessoas a buscarem mais alternativas para empreender”, enfatizou.
Pequenos negócios
A maior parte das páginas que fazem vendas na internet (88,7%) são, segundo a pesquisa, pequenos negócios com até 10 mil visitas por mês. As grandes empresas, com mais de meio milhão de visitas mensais, respondem por 8,7% do total de lojas virtuais.
Mais da metade (52,6%) não tem empregados, com apenas os sócios trabalhando na manutenção do empreendimento e 48% faturam até 250 mil por ano.
O preço médio dos produtos é de até R$ 100 em 76,6% das lojas virtuais. Em 10,7% delas a faixa média de preços é acima de R$ 1 mil.
Apesar do crescimento deste ano ter tido o impulso da pandemia, o diretor do PayPal acredita que existem mudanças de comportamento que serão incorporadas à vida cotidiana. “Você uma vez que experimentou isso, passa a fazer parte do seu cotidiano. E a gente sabe que o home office vai estar muito mais presente no cotidiano do consumidor brasileiro e digital. Estando mais presente em casa, tende a consumir mais pelos meios digitais”, analisou.

 

 

O julgamento do recurso ocorreu nessa terça-feira (25) mas foi interrompido após o voto do relator porque um ministro pediu vistas.

Ex-governador pode ter que pagar multa de R$ 70 mil (Foto: Walla Santos

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Og Fernandes, relator do recurso movido pela Coligação ”A Vontade do Povo” contra Ricardo Coutinho e Lígia Feliciano, decidiu aumentar a multa imposta a ambos. Pelo voto do relator, proferido em julgamento que ocorreu nessa terça-feira (25), Ricardo Coutinho deve pagar multa de R$ 70 mil, quanto Lígia deverá pagar R$ 5.320,50. O julgamento foi interrompido quando o ministro Luis Felipe Salomão pediu vistas.

Por enquanto apenas o relator votou. Além de aumentar as multas, o relator também votou pela não cassação de ambos, uma vez que os mandatos políticos deles já foram exauridos. Para aumentar a multa, Og Fernandes justificou que o governador havia declarado patrimônio de R$ 1,4 milhões, por isso teria condições de arcar com o valor maior.

O recurso aponta uma série de possíveis irregularidades cometidas por Ricardo Coutinho quando era governador do Estado, como grandes mudanças dos ocupantes de cargos em comissão e contratações em períodos vedados. A coligação ”A Vontade do Povo” argumenta que os atos do então governador teriam impactado no resultado das eleições.

O relator afirmou descartou indícios de abuso de poder em boa parte das situações elencadas, mas considerou que Ricardo Coutinho teve conduta reprovável quando contratou funcionários para trabalhar em uma obra em período vedado.

O julgamento será retomado e outros integrantes da corte ainda vão preferir os seus votos.


NOTA OFICIAL

A diretoria do Afogados da Ingazeira FC informa, que o Técnico Pedro Manta, o Auxiliar Técnico, Allan Max e o Preparador Físico, Deivison Combé não fazem mais parte do clube.
A decisão foi tomada em comum acordo em reunião realizada na manhã desta quarta-feira. O clube agradece aos profissionais pelos serviços prestados à instituição e deseja sucesso em suas carreiras.
Os três fizeram parte direta nas grandes conquistas do Afogados nos últimos anos, escrevendo seus nomes na história do nosso clube. OBRIGADO!

Goleiro Wallef pede demissão do Afogados FC

“ Comunico a todos os amigos que pedi meu desligamento do @afogadosfcoficial , encerro essa passagem com sentimento de dever cumprido , sempre que entrei em campo foi sempre em da o meu melhor e honrar a camisa do clube , agradeço principalmente aos torcedores pelo carinho que sempre teve por mim e a cidade de Afogados por ter me acolhido tão bem desde a minha chagada em 2016 até a minha saída no dia de hoje , volto a reintegrar que foi uma decisão minha , desejo sorte ao clube e aos meus companheiros que ficaram no clube… “

Wallef, ex-goleiro do Afogados

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira inicia o pagamento do funcionalismo público municipal nesta quarta-feira, mais uma vez dentro do mês vigente, sem atrasos.

Com o pagamento, serão injetados 2,3 milhões de Reais na economia do município. Confira o calendário de pagamento, de acordo com os setores da administração municipal:
Quarta, 26 de Agosto – Servidores das secretarias de administração, agricultura, assistência social, controle interno, cultura e esportes, finanças, infraestrutura, transportes, procuradoria, ouvidoria, coordenadoria da mulher e gabinete.
Quinta, 27 de Agosto – Servidores da secretaria de educação, aposentados e pensionistas que recebam um salário mínimo e que tenham a primeira letra do nome entre A e L. Neste caso, o salário deverá estar disponível no banco a partir das 13h.
Sexta, 28 de Agosto – Servidores da secretaria de saúde, aposentados e pensionistas que recebam um salário mínimo e que tenham a primeira letra do nome entre M e Z. Neste caso, o salário deverá estar disponível no banco a partir das 13h.
Segunda, 31 de Agosto – aposentados e pensionistas que recebem até 1.500 Reais. O salário deverá estar disponível no banco a partir de 8h.
Terça, 01 de Setembro – aposentados e pensionistas com salários entre 1.501 e 3 mil Reais. O salário deverá estar disponível no banco a partir das 8h.
Quarta, 02 de Setembro – aposentados e pensionistas que recebem acima de 3 mil Reais. O salário deverá estar disponível a partir das 8h. 

O dado oficial do PIB brasileiro, que será divulgado no próximo dia 1º de setembro, deve mostrar uma contração de até 10% na economia.

A estimativa atual é que economia brasileira mostre um tombo recorde em torno de 8% a 10% no 2º trimestre, frente aos 3 meses anteriores, o que colocará o país oficialmente em recessão (Foto: Reprodução)

Apesar da projeção de tombo recorde no 2º trimestre, o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil caiu menos do que o da maioria das economias da zona do euro e de outros países da América Latina como México, Colômbia, Chile e Peru, segundo levantamento da Austin Rating. O dado oficial do PIB brasileiro, que será divulgado no próximo dia 1º de setembro, deve mostrar uma contração de até 10% na economia.

A prévia do ranking do desempenho do PIB das maiores economias do mundo mostra que em 18 países a queda no 2º trimestre foi superior a 10% na comparação com os primeiros 3 meses do ano. Em diversos países a retração foi recorde, em meio aos abalos e restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

As maiores quedas entre os 38 países do ranking que já divulgaram dados oficiais do período entre abril a junho foram no Peru (27,2%) e Reino Unido (20,4%). Na zona do euro, os países com retração mais drástica da atividade econômica foram a Espanha (-18,5%), Portugal (-13,9%) e França (13,8%). Nos Estados Unidos, o recuo foi de 9,5% e, na Alemanha, o tombo foi de 9,7%. Já na China, houve alta de 11,5%.

A estimativa atual é que economia brasileira mostre um tombo recorde em torno de 8% a 10% no 2º trimestre, frente aos 3 meses anteriores, o que colocará o país oficialmente em recessão. Levantamento do G1 mostrou que, de 12 consultorias e instituições financeiras consultadas, 10 esperam um tombo de até 10% – patamar em linha com o da última projeção do governo.

A Austin estima uma queda de 10,1% do PIB do Brasil no 2º trimestre, o que deixaria o Brasil na 23º posição do ranking, considerando também as projeções para outros países que ainda não divulgaram os números oficiais. No 1º trimestre, o Brasil teve retração de 1,5% e ficou na 16ª posição no comparativo entre as maiores economias.

“Se o resultado oficial vir abaixo de 9% como espera parte do mercado, a queda será menor também que a registrada pelos Estados Unidos”, afirma Alex Agostini, economista-chefe da agência classificadora de risco de crédito, que faz periodicamente o ranking.

Veja a prévia do ranking do PIB dos países no 2º trimestre:

  1. China: 11,5%
  2. Hong Kong: -0,1%
  3. Taiwan: -1,4%
  4. Finlândia: -3,2%
  5. Coréia do Sul: -3,3%
  6. Indonésia: -4,2%
  7. Lituânia: -5,1%
  8. Letônia: -7,5%
  9. Japão: -7,8%
  10. Israel: -8,1%
  11. Eslováquia: -8,3%
  12. República Tcheca: -8,4%
  13. Holanda: -8,5%
  14. Suécia: -8,6%
  15. Polônia: -8,9%
  16. Estados Unidos: -9,5%
  17. Alemanha: -9,7%
  18. Tailândia: -9,7%
  19. Bulgária: -9,8%
  20. Ucrânia: -9,9%
  21. Áustria: -10,7%
  22. Chipre: -11,6%
  23. Bélgica: -12,2%
  24. Romênia-12,3%
  25. Itália: -12,4%
  26. Cingapura: -13,1%
  27. Chile: -13,2%
  28. França: -13,8%
  29. Portugal: -13,9%
  30. Hungria: -14,5%
  31. Colômbia: -14,9%
  32. Filipinas: -15,2%
  33. Malásia: -16,5%
  34. México: -17,3%
  35. Espanha: -18,5%
  36. Tunísia: -20,4%
  37. Reino Unido: -20,4%
  38. Peru: -27,2%

Perspectivas

Entre os fatores que explicam uma queda menos acentuada do PIB do Brasil no 2º trimestre, a Austin cita o bom desempenho da agropecuária, a alta das commodities metálicas e também o socorro do governo às empresas e famílias, que ajudaram a atenuar os efeitos da pandemia, que já deixou mais de 115 mil mortos no país.

No Brasil, as despesas autorizadas para gastos relacionados à pandemia já somam mais de R$ 510 bilhões e devem alcançar, segundo cálculos do banco Itaú, 7,9% do PIB, percentual superior ao desembolsado por outros países.

“Mas também é importante registrar que o país demorou para fazer a quarentena, bem como saiu mais rápido que os demais países”, destaca Agostini, citando a abertura prematura de setores da economia no Brasil.

Apesar da reação de diversos segmentos nos últimos meses, analisas têm alertado para o risco de perda de fôlego da economia brasileira na reta final do ano e de até mesmo uma retração no 4º trimestre, em meio ao encerramento ou enxugamento de medidas de alívio dos reflexos da pandemia no país e desemprego em alta. A avaliação é que o PIB só deverá recuperar o patamar pré-pandemia em 2022.

Para o ano de 2020, o mercado reduziu a previsão para o tombo PIB do Brasil de 2020, revisando a estimativa de uma redução de 5,52% para 5,46%, segundo última pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira (24). Para 2021, a projeção é de um avanço de 3,5%.

A Austin estima queda de 5,1% em 2020 e expansão de 3,3% no ano que vem.

“Infelizmente, a recuperação no Brasil será mais lenta em relação as demais economias, com destaque para as economias emergentes, em virtude de o Brasil estar algum tempo em processo de recuperação fraca devido aos desarranjos do lado fiscal, que acumula déficit anual desde 2014, bem como os entraves entre Executivo e Legislativo que afetam a aprovação das reformas estruturantes, além das recentes discussões sobre a manutenção do teto de gastos”, avalia.

O edital para o processo seletivo foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (26).

Trauma de João Pessoa abre vagas para médicos (Foto: Walla Santos)

O Governo da Paraíba abriu inscrições para selecionar médicos para atuar nos Hospitais de Trauma de João Pesssoa e de Campina Grande. O edital para o processo seletivo foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (26).

Confira o edital a partir da página 7De acordo com o edital serão selecionados médicos nas especialidades de Neurocirurgia, Cirurgia Vascular e Cirurgia Torácica. 

Os interessados deverão se inscrever através do site do Portal da Cidadania. As inscrições poderão ser realizadas nas seguintes etapas: 1ª ETAPA: no horário de 00h do dia 26 de agosto de 2020 às 23h59min do dia 01 de setembro de 2020; 2ª ETAPA: no horário de 00h do dia 04 de setembro de 2020 às 23h59min do dia 10 de setembro de 2020; 3ª ETAPA: no horário de 00h do dia 16 de setembro de 2020 às 23h59min do dia 22 de setembro de 2020.

O Processo de Seleção será realizado através de Avaliação de Titulação e Experiência Profissional, de caráter eliminatório e classificatório.

O contrato de trabalho terá validade de 180 dias, podendo ser prorrogado por igual período a contar da data da assinatura do contrato individual, ou a critério da necessidade da Administração Pública.

Os resultados finais serão publicados no Diário Oficial do Estado da Paraíba e divulgados nos sites: http://www.paraiba.pb.gov.br/www.paraiba.pb.gov.br; da http://espep.pb.gov.br/; e da Secretaria de Estado da Saúde https://paraiba.pb.gov.br/dire… e no http://portaldacidadania.pb.gov.br.

Mega-Sena pode pagar R$ 47 milhões nesta quarta-feira

O sorteio ocorre às 20h deste quarta-feira (26) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Mega Sena realiza nesta quarta sorteio (Foto: Reprodução)

O concurso 2.293 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 47 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h deste quarta-feira (26) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. 

A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet – saiba como fazer.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Dólar é cotado a R$ 5,5267 nesta quarta-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,54 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,8656.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta quarta-feira (26), está cotado no valor de R$ 5,5267. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,8264.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,54 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,8656.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Padrasto é preso suspeito de abusar da enteada de dez anos em Cabedelo

A mãe da criança descobriu o crime e denunciou o companheiro.

O padrasto foi preso suspeito de abusar da enteada (Foto: Reprodução)

Um homem foi preso na noite desta terça-feira (25), suspeito de abusar sexualmente da enteada de 10 anos, na cidade de Cabedelo, na Paraíba. A mãe da criança descobriu o crime e denunciou o companheiro.

A Polícia ainda não afirmar por quanto tempo a criança era abusada pelo homem.  A prisão dele aconteceu na presença da Guarda Municipal de Cabedelo e do Conselho Tutelar.

A criança está bem e sob os cuidados da mãe e do Conselho Tutelar.

O suspeito preso negou as acusações. O caso deve ser encaminhado para a Delegacia da Mulher de Cabedelo.

Ministro do STJ suspende inquérito contra jornalista que escreveu artigo com título “por que torço para que Bolsonaro morra”

De acordo com a defesa, não há justa causa para a persecução criminal, já que o artigo não ofenderia a integridade corporal ou a saúde do presidente da República, tampouco caracterizaria calúnia ou difamação.

Hélio Schwartsman seria ouvido pela Polícia Federal nesta quarta-feira (26) e esse fato, segundo o ministro Mussi, revela o perigo na demora – um dos pressupostos para a concessão da liminar. (Foto: Reprodução)

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Jorge Mussi suspendeu nesta terça-feira (25) o inquérito policial aberto para investigar possível crime do jornalista Hélio Schwartsman ao escrever o artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra”, publicado em julho pelo jornal Folha de S.Paulo, após o presidente da República informar que havia contraído o novo coronavírus.

Confira aqui.

Segundo o ministro Jorge Mussi, ainda que possam ser feitas críticas ao artigo, não é possível verificar, em análise preliminar, que tenha havido motivação política ou lesão real ou potencial aos bens protegidos pela Lei de Segurança Nacional, capazes de justificar o eventual enquadramento de Schwartsman – o que recomenda a suspensão do inquérito até a análise do mérito do habeas corpus impetrado em favor do jornalista.

Hélio Schwartsman seria ouvido pela Polícia Federal nesta quarta-feira (26) e esse fato, segundo o ministro Mussi, revela o perigo na demora – um dos pressupostos para a concessão da liminar.

Segundo as informações processuais, com base na Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/1983), o ministro da Justiça e Segurança Pública solicitou à polícia a abertura de inquérito para investigar supostas ofensas à honra e à dignidade do presidente Jair Bolsonaro contidas no artigo de Schwartsman.

De acordo com os advogados do jornalista, não há justa causa para a persecução criminal, já que o artigo não ofenderia a integridade corporal ou a saúde do presidente da República, tampouco caracterizaria calúnia ou difamação. Para a defesa, o pedido feito pelo ministro da Justiça e Segurança Pública atinge a liberdade de expressão e de imprensa.

Requisitos cumulativos

Jorge Mussi destacou que, de acordo com a jurisprudência dos tribunais superiores, a incidência da Lei 7.170/1983 pressupõe a presença de dois requisitos cumulativos: um subjetivo, consistente na motivação e na finalidade política do agente, e outro objetivo, referente à lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à federação ou ao Estado de Direito.

“No caso dos autos, não obstante as críticas que possam ser feitas ao artigo publicado pelo paciente, de uma breve análise de seu conteúdo, não é possível extrair a sua motivação política, tampouco a lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à federação ou ao Estado de Direito, circunstância que revela o fumus boni iuris e recomenda o deferimento da cautela requerida”, concluiu o ministro.

Jorge Mussi encaminhou o habeas corpus para manifestação do Ministério Público Federal. Não há previsão de data para o julgamento do mérito do pedido.

 

O abono é pago anualmente a trabalhadores com carteira assinada que ganham até dois salários mínimos Foto: Divulgação

As discussões para a criação do Renda Brasil chegaram a um novo impasse ontem depois de o presidente Jair Bolsonaro sinalizar ao ministro da Economia, Paulo Guedes, não estar disposto a acabar com o abono salarial.

O benefício pago a trabalhadores que recebem até dois salários mínimos é a principal fonte de financiamento proposta pela equipe econômica para o novo programa social, que irá substituir o Bolsa Família.

Bolsonaro também teria relatado ao ministro que o fim do abono sofre resistências dentro do Congresso.

O abono salarial beneficia cerca de 23,2 milhões de trabalhadores e deve custar aos cofres federais, neste ano, um total de R$ 18,3 bilhões. Esses recursos respondem por 83% do valor estimado para custear o Renda Brasil por um ano.

O presidente também quer um valor médio do programa superior ao proposto pela equipe econômica, que está em torno de R$ 270.

A equação que os técnicos do governo precisam fazer é complexa, diante dos pedidos de Bolsonaro e da necessidade de cumprir o teto de gastos, regra que limita o avanço das despesas públicas à variação da inflação.

Negociação com líderes

Para atender aos pedidos feitos pelo presidente e não mexer no abono salarial, a equipe de Guedes trabalha numa proposta de ampla desindexação de despesas do Orçamento federal.

Em busca de apoio de deputados e senadores à proposta, a equipe econômica deve começar a apresentar os detalhes do plano aos líderes aliados nesta semana. A ideia de encontros diretos com os parlamentares foi do próprio presidente, que quer assegurar apoio dentro do Congresso para o novo Bolsa Família.

A equipe econômica ainda enfrentará um outro obstáculo no Parlamento. O plenário do Senado aprovou ontem, por unanimidade, um requerimento convidando Guedes para prestar esclarecimentos sobre a declaração que deu, na semana passada, quando a Casa derrubou um veto de Bolsonaro a reajustes do funcionalismo. O ministro classificou a medida como um “crime contra o país”. A data para a possível audiência ainda não foi marcada.

Uma das preocupações de Bolsonaro é garantir que o Renda Brasil ofereça um benefício maior e atenda um número mais amplo de famílias do que o universo abarcado atualmente pelo programa criado no governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O Bolsa Família paga, em média, R$ 190, e atende 14 milhões de famílias. Segundo fontes do governo ouvidas pela reportagem, Bolsonaro quer um benefício acima de R$ 300 e 20 milhões de famílias atendidas. Dessa forma, ele iria superar a marca registrada pelo PT.

Unificação de benefícios

Para caber nos limites do teto de gastos, técnicos levantaram a possibilidade de unir 30 programas sociais, entre os quais o abono salarial, que sozinho poderia garantir R$ 18 bilhões por ano.

— A unificação pode trazer ganhos, mas não é uma panaceia que resolverá a desigualdade brasileira, que deverá ser ampliada com a pandemia, afirma Letícia Bartolomeu, especialista em política pública do Ipea.

Guedes compara o Renda Brasil a um jogo de montar. Cada peça inserida ou removida dele interfere no resultado final do benefício.

Texto amplia gradualmente destinação de verbas federais; complementação, hoje de 10%, deve atingir 23% a partir de 2026. PEC ainda precisa ser votada em segundo turno.

No ano passado, a Paraíba e mais oito estados precisaram receber a complementação: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco e Piauí. (Foto: Reprodução)

O Senado aprovou em primeiro turno nesta terça-feira (25), por unanimidade, a proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera regras e torna permanente o Fundeb – fundo que financia a educação básica.

O texto foi aprovado com o mesmo teor já aprovado na Câmara dos Deputados, no mês passado. A renovação do fundo ainda precisa passar por um segundo turno de votação no Senado.

Por acordo de líderes, a segunda votação – que regimentalmente precisaria aguardar um período de três sessões – acontecerá ainda nesta terça.

Para ser aprovado novamente, o texto precisa do apoio de pelo menos 49 senadores. No primeiro turno, o placar foi de 79 a 0 a favor da PEC. Há previsão de que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), promulgue a emenda já nesta quarta (26) em sessão do Congresso.

Apesar do consenso dos líderes partidários a favor da proposta, o tema ocupou todo o tempo da sessão plenária nesta terça. Isso, porque vários senadores quiseram discursar em defesa do Fundeb e registrar que o Congresso teve protagonismo na construção do texto que torna o fundo permanente.

A PEC prevê, entre outros pontos, a ampliação gradual da participação da União no Fundeb, de forma a chegar a 23% a partir de 2026. Atualmente, essa complementação financeira do governo federal está em 10%.

O Fundeb

Considerado essencial para o ensino público no país, o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica pode deixar de existir em dezembro se não for prorrogado. A extinção é definida na própria lei de criação do fundo.

A renovação é tida como fundamental para garantir o reforço de caixa de estados e municípios para investimentos da educação infantil ao ensino médio.

O fundo é composto por contribuições dos estados, Distrito Federal e municípios e por uma complementação da União sobre esses valores. Hoje, o Fundeb representa 63% do investimento público em educação básica.

Em 2019, os recursos do Fundeb chegaram a R$ 166,6 bilhões. A participação federal é usada para complementar os fundos estaduais que reuniram, em determinado ano, um valor por aluno abaixo do mínimo nacional.

No ano passado, nove estados precisaram receber essa complementação: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil registrou nesta terça-feira (25) 1.215 mortes pela Covid-1 e 46.959 casos da doença. O país chegou a 116.666 óbitos e a 3.674.176 infecções pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

A Folha de S.Paulo também divulga a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 980, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

O Brasil tem uma taxa de cerca de 55,7 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos, e o Reino Unido, ambos à frente do Brasil na pandemia (ou seja, começaram a sofrer com o problema antes), têm 54,6 e 62,5 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

O México, que ultrapassou o Reino Unido em número de mortos, tem 48,2 mortes para cada 100 mil habitantes. Recentemente, a Índia, com 58.390 óbitos, também passou o Reino Unido em número de mortos.

Na Argentina, onde a pandemia desembarcou nove dias mais tarde que no Brasil e que seguiu uma quarentena muito mais rígida, o índice é de 16,6 mortes por 100 mil habitantes.

Dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta terça-feira (25), mostram que o Brasil registrou 47.134 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 1.271 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, já são 116.580 óbitos acumulados e 3.669.995 casos confirmados no país.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Volta às aulas presenciais em PE não deve passar de outubro, diz secretário

O secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, falou que a volta às aulas presenciais no Estado não deve passar do mês de outubro. O pronunciamento aconteceu em um evento online sobre o ensino no Brasil, nessa segunda-feira (24). 
De acordo com ele, as aulas devem voltar para de evitar prejuízos emocionais, sociais e de aprendizado para crianças e adolescentes.
Na ocasião, ele também disse que, nas periferias, os estudantes não estão mais em casa e que ele acredita que estariam mais seguros na escola. O anúncio do secretário criou ainda mais expectativa sobre essa retomada. 
Influência
Mesmo o secretário falando apenas da rede estadual, caso seja confirmada a volta para outubro, por exemplo, a decisão pode influenciar também no recomeço das aulas presenciais em escolas particulares.
Recentemente, em entrevista à Rádio Jornal, Fred Amâncio também disse que as escolas iriam reabrir gradativamente e a prioridade será dos alunos do ensino médio. (NE 10)
Morre Gessner Caetano, médico e empresário paraibano, vítima de covid-19
Gessner Caetano foi diagnosticado com insuficiência renal e pneumonia causadas pelo covid-19.

Gessner Caetano foi candidato a a deputado federal da Paraíba em 1994, sendo um dos favoritos para a disputa daquele ano. Com raízes em Patos e Campina Grande, Gessner se destacou na Paraíba como empresário. (Foto: Reprodução/Facebook)

O empresário e médico paraibano Gessner Caetano morreu nesta terça-feira (25), vítima de covid-19. Ele estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital privado no Recife, em Pernambuco. Nesse fim de semana, seu quadro de saúde foi classificado como ‘gravíssimo’.

Gessner Caetano foi diagnosticado com insuficiência renal e pneumonia causadas pelo covid-19. Ele foi submetido a procedimento de hemodiálise e, a princípio, estava se recuperando bem até apresentar um quadro infeccioso grave, com sangramento nasal.

Gessner Caetano foi candidato a a deputado federal da Paraíba em 1994, sendo um dos favoritos para a disputa daquele ano. Com raízes em Patos e Campina Grande, Gessner se destacou na Paraíba como empresário.

Padre Robson admite pagamentos de extorsão com dinheiro da Afipe e sem aval da polícia: ‘Se agi mal, agi de boa-fé’

Em depoimento ao MP, ele revelou ao menos dois repasses sem monitoramento. Em um dos casos, pegou R$ 500 mil diretamente do fluxo diário da entidade.

Padre Robson admitiu ter feito pagamentos a chantagistas com dinheiro da Afipe — (Foto: Reprodução/Instagram)

Em depoimento ao Ministério Público de Goiás (MP-GO) no processo de extorsão do qual foi vítima, padre Robson admitiu que fez repasses aos chantagistas sem o monitoramento da polícia e usando dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). O intuito dos pagamentos, de mais de R$ 2,9 milhões, segundo o sacerdote, era evitar que fossem a público supostos casos amorosos dele.

A defesa do padre Robson disse que “reforça que todo o conteúdo das mensagens é falso, o que comprova que ele foi vítima de criminosos de altíssima periculosidade”. Salienta ainda que “os responsáveis já foram condenados pelo Judiciário e cumprem rigorosas penas. Por fim, destaca que o religioso “não tem e nunca teve nenhum patrimônio”.

 

Foi este processo que originou a Operação Vendilhões, deflagrada pelo MP-GO e que apura desvio de R$ 120 milhões doados por fiéis à Afipe, entidade que o padre fundou e presidia até pedir afastamento.

De acordo com a Justiça, o conteúdo usado para fazer a chantagem cita dois supostos casos amorosos do pároco, sendo um deles com o próprio hacker acusado da extorsão. Do total repassado ao grupo, pelo menos R$ 550 mil, conforme relato do próprio pároco, não tiveram anuência a polícia.

Em depoimento, o pároco relatou a invasão de hackers em seu celular e contas de e-mail. Ele relata que foi ameaçado de ser exposto como um “promotor de adultério” e justificou suas atitudes em relação ao episódio.

“São todas insídias muito fortes, causam intimidação e também muita confusão na cabeça. Se eu agi mal em alguma coisa, eu agi de boa-fé colocando as coisas na tentativa de se resolver”, diz o padre em trecho do depoimento.

Cinco pessoas envolvidas no esquema de chantagem foram condenadas, com penas que variam de 9 a 16 anos de prisão, em 2019. O padre relatou que recebeu um primeiro e-mail avisando sobre o pedido de R$ 2 milhões para não revelar informações pessoais dele. Ele, então, revelou que combinou um pagamento de R$ 700 mil com os chantagistas e, só depois, avisou a polícia. Este valor foi recuperado.

“O valor eu já estava combinando com eles. Tanto que eu falei que ia levantar possibilidade dos valores, não o valor determinado. Parece-me que foi R$ 700 mil que eu tinha dito a ele”, afirmou.

Irritados, os hackers voltaram a ameaçar o padre, cobrando o valor integral pedido inicialmente. O padre, então, autorizou duas transferências bancárias, mas o valor acabou sendo bloqueado. A corporação, apesar de avisada, não concordou com o repasse.

“A polícia não concordando, mas eu dizendo para eles que era uma saída e que isso iria voltar para a associação que estava sendo também prejudicada”, afirmou.

O MP questionou a existência de um e-mail enviado ao banco em que o padre mudou de posição e autorizou o pagamento do depósito. Porém, o religioso disse que “não tinha conhecimento desse e-mail”.

Promotores cumprem mandado na casa do padre Robson — Foto: MP-GO/Divulgação

Repasses sem aval da polícia

Novamente, o padre relatou que foi procurado por um dos hackers alegando receber “ameaças pesadas”. Ele contou que resolveu repassar R$ 500 mil para o grupo.

“A polícia discordou totalmente [do repasse] (…) Não, acho que não, os R$ 500 [mil] não foram [repassados com monitoramento policial]”, afirmou.

O dinheiro, em espécie, foi deixado dentro de um carro vermelho, em frente a um condomínio fechado, em Goiânia. O padre contou que o montante nem precisou ser sacado e foi retirado do fluxo diário do caixa da Afipe.

“A gente tem nas economias internas nossas, cotidianas ali, que a gente vai juntando. São valores de vendas de santinho, de dinheiro que chega lá, mais de três mil cartas [formas de doações à Afipe em que a pessoa recebe em casa o pedido de doação]. Então, às vezes, tem dinheiro aqui, dinheiro ali e a gente vai juntando”, destaca.

Novamente, ele foi questionado se a polícia acompanhou a entrega. “Eu realmente não acredito que tenha participado”, respondeu.

Houve ainda um repasse de R$ 80 mil aos hackers sob alegação de que o tio de um deles estava “precisando”.

Momento em que servidora da Afipe entrega pacote com dinheiro para chantagistas — Foto: Reprodução/TV Globo

A partir daí, o padre disse que começou a “negociar” e sugeriu a seguinte proposta: repassar R$ 50 mil mensais. Foram seis depósitos, totalizando R$ 300 mil.

Os pagamentos foram feitos no estacionamento de um shopping de Goiânia. Um deles foi flagrado por câmeras de segurança, quando uma funcionária da Afipe deixa o pacote dentro de uma caminhonete. Em seguida, o motorista deixa o local.

“A primeira entrega ainda não teve a participação da polícia. Mas eles estavam acompanhando depois, posteriormente, em cada uma das entregas”, recorda.

O padre é perguntado sobre o prejuízo que a associação e ele próprio tiveram, ele nega ter qualquer bem e que nada foi recuperado. “A associação [teve prejuízo]. Eu não tenho nada. Não [chegou a recuperar alguma coisa]. Uns R$ 980 mil [não teve ressarcimento]”.

De acordo com a investigação do MP, o prejuízo foi de R$ 1,2 milhão. A defesa do padre disse ao G1 que o valor usado nos pagamentos foi recuperado e está depositado em conta judicial, aguardando liberação para retornar às contas da Afipe.

Dinheiro foi apreendido na casa do padre Robson durante operação que apura desvios na Afipe — Foto: MP-GO/Divulgação

Entenda o caso

  • No dia 21 de agosto, o MP deflagrou a Operação Vendilhões, que apura desvios de verba e lavagem de dinheiro na Afipe
  • A ação apura o uso de dinheiro da Afipe – em sua grande maioria doado por fiéis – na compra de fazendas, casas de praia e outros imóveis de luxo. O MP afirma que eram usados “laranjas” e empresas de fachada para a prática dos crimes
  • Um processo de extorsão sofrido pelo padre Robson originou a ação do MP. A Justiça afirma que um hacker extorquiu o pároco tinha um romance com ele e ameaçava expor casos
  • A investigação aponta que a Afipe movimentou cerca de R$ 2 bilhões na última década. Ao menos R$ 120 milhões teriam sido desviados
  • Fundador e presidente da Afipe, padre Robson se afastou do cargo por conta da operação. Ele era o responsável por gerir um orçamento de R$ 20 milhões mensais

Ponte vence e se classifica. Afogados sai da competição de cabeça erguida e entrada de Jeferson Danilo nos emocionou

A Ponte Preta confirmou o bom momento na temporada e também favoritismo contra o Afogados-PE na Copa do Brasil. Depois de ter vencido por 3 a 0 em Campinas, ainda em março, a Macaca poderia perder por até dois gols na tarde desta terça-feira, no Sertão de Pernambuco, mas voltou a ganhar, desta vez por 2 a 0, e carimbou a vaga para a quarta fase. Zé Roberto e Guilherme Lazaroni, um em cada tempo, marcaram no Vianão.

Mas a desclassificação não tirou o brilho do time do Afogados na competição ao qual participou pela primeira vez, indo a terceira fase e eliminando o gigante Atlético Mineiro.
Nos do blog Mais Pajeú apaixonados pelo esporte e por nossa terra ficamos emocionados com a entrada do goleiro Jeferson Danilo, morador do Residencial Laura Ramos, um rapaz humilde e querido por todos.
O senador está sendo medicado com hidroxicloroquina e azitromicina, mesmo sem comprovação médica para os medicamentos no tratamento da covid-19.
De acordo com a assessoria do parlamentar, Flávio Bolsonaro está sem sintomas e em isolamento em sua residência em Brasília. (Foto: Reprodução)

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi diagnosticado com covid-19 nesta segunda-feira (24). De acordo com a assessoria do parlamentar, Flávio Bolsonaro está sem sintomas e em isolamento em sua residência em Brasília.

O senador está sendo medicado com hidroxicloroquina e azitromicina, mesmo sem comprovação médica para os medicamentos no tratamento da covid-19.

O senador é o quarto membro da família Bolsonaro a ser infectado pelo vírus com confirmação pública. Antes dele, foram infectados o presidente Jair Bolsonaro, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e seu meio-irmão, Jair Renan.

Lava Jato denuncia ministro do TCU por corrupção e lavagem de dinheiro

Vital do Rêgo Filho foi presidente da CPI da Petrobras no Senado — Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rêgo (foto), foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro pela força-tarefa da Operação Lava Jato por recebimento de propina enquanto era senador e presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. Ele teve R$ 4 milhões em bens bloqueados em uma nova fase da operação, deflagrada na manhã desta terça-feira (25).

Segundo a denúncia do MPF, Vital do Rêgo recebeu R$ 3 milhões de Leo Pinheiro, então presidente da OAS, para que os executivos da empreiteira não fossem convocados para depor na CPMI, em 2014.

As propinas, segundo o MPF, foram pagas por meio de repasses a empresas sediadas na Paraíba.

73ª fase da Lava Jato

Segundo o MPF, a operação desta terça-feira tem como objetivo colher provas relacionadas à participação de intermediários no recebimento das propinas.

Nesta fase da operação, batizada de “Ombro a ombro”, são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em Cabedelo, Campina Grande e João Pessoa, na Paraíba, além de Brasília.

Alexandre Costa, que é assessor de Vital do Rêgo no TCU e, na época dos crimes, era assessor dele no Senado, é alvo de um dos mandados de busca e apreensão.

Segundo as investigações, Costa era um intermediário nos recebimentos de propina. A Justiça determinou o bloqueio de R$ 2 milhões dele.

A operação foi baseada nas informações repassadas por Léo Pinheiro, executivo da OAS, em acordo de colaboração premiada.

Bolsonaro critica Maria Júlia Coutinho e apoiadores reagem: “Maju mentirosa”

Uma fala da jornalista durante o “Jornal Hoje” não agradou o presidente que se pronunciou no Twitter

A hashtag “Maju mentirosa” está sendo usada por apoiadores do presidente para criticar a jornalista que comentou no ao vivo que o Governo não presta solidariedade as vítimas da Covid-19. (Foto: Reprodução)

Um vídeo postado pelo presidente Jair Bolsonaro no Twitter fez a jornalista da Globo Maria Júlia Coutinho entrar para os assuntos mais comentados da rede social nesta terça-feira (25). A hashtag “Maju mentirosa” está sendo usada por apoiadores do presidente para criticar a jornalista que comentou no ao vivo que o Governo não presta solidariedade as vítimas da Covid-19.

A jornalista disse que o presidente participou de um evento chamado “Brasil vencendo a Covid” justo quando o país estava prestes a registrar 115 mil mortos – número que já foi superado. 

“A Globo, como sempre, mentindo a meu respeito: ‘nem Bolsonaro, nem as autoridades do Governo presentes prestaram solidariedade às vítimas e seus familiares’”, escreveu Bolsonaro na legenda do vídeo que começa com Maju falando no “Jornal Hoje”.

No mesmo vídeo, após a fala de Maju, é mostrado a médica Raissa Soares pedindo um minuto de silêncio em respeito às vítimas do coronavírus ao lado do presidente no evento citado pela jornalista. Nas imagens, foi escrito: “Não teve homenagem, Maju?”.

O assunto está repercutindo nas redes sociais e a jornalista está sendo criticada por quem apoia Bolsonaro e defendida por seguidores que é contra o atual Governo. 

Pacientes na Bélgica e Holanda assim como Hong Kong tiveram casos de reinfecção pelo coronavírus

Após confirmações, especialistas ponderam que produção de anticorpos não fornecem proteção permanente.

Apesar disso, a virologista Marion Koopmans disse que reinfecções já eram esperadas. (Foto: Reprodução)

Dois pacientes, um na Bélgica e outro na Holanda, foram reinfectados pelo novo coronavírus, informou a rede de TV holandesa NOS, nesta terça-feira, 25. O registro vem no dia seguinte ao anúncio de que um homem de Hong Kong havia sido o primeiro caso confirmado de dois diagnósticos da covid-19.

A virologista Marion Koopmans, citada pela emissora, informou que o paciente holandês era uma pessoa idosa com sistema imunológico enfraquecido.

De acordo com ela, os casos em que os pacientes permanecem infectadas com o vírus por um longo tempo, com melhoras e pioras, são mais conhecidos. Mas uma reinfecção verdadeira, como nos casos holandês, belga e chinês, requer teste genético do vírus na primeira e na segunda infecção para ver se as duas cepas se diferem.

Apesar disso, Marion disse que reinfecções já eram esperadas. “Que alguém apareça com uma reinfecção, não me deixa nervosa”, disse. “Temos que ver com que frequência isso acontece.”

Já o caso belga foi o de uma mulher que contraiu a covid-19 pela primeira vez em março e depois em junho. O virologista Marc Van Ranst disse que em casos como o dela, em que os sintomas foram relativamente leves, o corpo pode não ter criado anticorpos suficientes para prevenir uma reinfecção, embora eles possam ter ajudado a frear a doença.

O especialista também informou à emissora belga VRT que não ficou surpreso com a reinfecção de Hong Kong. “Acho que nos próximos dias veremos outras histórias semelhantes. Essas podem ser exceções, mas existem e não são apenas uma”, disse Van Ranst. “Não é uma boa notícia.”

Homem de Hong Kong foi o primeiro caso confirmado      

Um homem de Hong Kong, de 33 anos, se tornou o primeiro caso documentado de reinfecção da covid-19 no mundo, segundo informaram pesquisadores da Universidade de Hong Kong, nesta segunda-feira, 24. O paciente recebeu alta após ser curado do vírus em abril, mas, no início deste mês, ele testou positivo novamente após retornar da Espanha.

Segundo as autoridades sanitárias da cidade, a princípio, pensou-se que o homem poderia ser um “portador persistente” do Sars-CoV-2 – o vírus causador da covid-19 -, mantendo o agente em seu corpo desde a infecção anterior.

No entanto, os cientistas afirmaram que as sequências genéticas das cepas de vírus contraídas pelo homem em abril e agosto são “claramente diferentes”. Essa descoberta pode ser um retrocesso para quem baseia sua estratégia contra a pandemia na suposta imunidade obtida após a transmissão da doença.

O paciente não teve sintomas na 2ª vez, sugerindo que apesar da exposição prévia não ter prevenido a nova infeccção, a indicação é de que o sistema imune preservou algum tipo de memória em relação ao vírus. “A segunda infecção foi completamente assintomática – o sistema imune dele preveniu que a doença se agravasse”, afirmou ao The New York Times Akiko Iwasaki, imunologista da Universidade de Yale que não participou do estudo, mas analisou a publicação científica a pedido do jornal americano.

A líder técnica da resposta à pandemia da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, comentou o caso nesta segunda-feira, durante coletiva de imprensa. “Não precisamos tirar conclusões precipitadas, mesmo que este seja o primeiro caso de reinfecção documentado”.

Ela acrescentou que embora a reinfecção seja possível, porque em outros coronavírus a resposta imune decai após um período, ainda não há estudos conclusivos quanto à duração da imunidade ao Sars-CoV-2.

USP e Fiocruz investigam 20 suspeitas de reinfecção por covid-19      

A confirmação do 1º caso de reinfectado pela covid-19 no mundo, em Hong Kong, pode ter impacto direto no desenvolvimento de uma vacina. A reinfecção indica que a imunidade contra o vírus seria temporária. Assim, uma dose única do imunizante não seria suficiente para garantir proteção por longo prazo. Além disso, quem já teve a doença também teria de receber a vacina. No Brasil, a Universidade de São Paulo (USP) e a Fiocruz investigam 20 suspeitas de reinfecção.

Há em todo o mundo, sob investigação, vários casos de pessoas que se curaram mas voltaram a testar positivo tempos depois. A reincidência poderia indicar reinfecção ou retorno da mesma infecção após um período de latência.

Existem pelo menos dezesseis possíveis casos em investigação pela Universidade de São Paulo (USP), mais quatro no Rio coordenados pela Fiocruz.

O primeiro caso reportado pela USP, no início de agosto, foi de uma técnica em enfermagem de 24 anos que voltou a ter sintomas pouco mais de um mês após testar positivo. Na 1.ª vez, em 13 de maio, os sintomas acabaram em 10 dias e ela passou os 38 seguintes assintomática. Depois, em 27 de junho, acordou com forte dor de cabeça, muscular e de garganta, mal-estar, febre, perda de olfato e paladar.

No 5.º dia em que os sintomas voltaram, deu novo positivo. Os sintomas sumiram 12 dias após, mas a dor de cabeça e a perda parcial do olfato persistiram até 6 de agosto, quando a pesquisa foi divulgada. Na época, ela ainda testava positivo.

O governo paulista anunciou semana passada que o HC preparou um ambulatório específico para pacientes que apresentem sinais de possível reinfecção. O objetivo, diz o Estado, não é só dar seguimento ao atendimento, mas saber se houve recorrência de reinfecção ou há outro vírus em curso que não o covid-19.

Homem parou para comprar cigarro enquanto carregava corpo em carrinho de mão em Goiás

Segundo a Polícia Civil, suspeito percorreu 2 km pelo bairro até abandonar a vítima no meio da rua.

Imagens mostram que ele fuma e conversa com outros clientes, por cerca de cinco minutos, enquanto o morto permanece ao lado. (Foto: Reprodução)

Um novo vídeo mostra quando o homem, flagrado carregando um corpo em um carrinho de mão, para em uma distribuidora, compra um cigarro e volta a carregar a vítima, tranquilamente, pelas ruas de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. As imagens registradas pela câmera de monitoramento do estabelecimento registram que ele fica por cerca de cinco minutos no local, enquanto o corpo está dentro do carrinho.

O caso aconteceu no sábado (22). De acordo com o delegado Rogério Bicalho, moradores do Parque Veiga Jardim entraram em contato com a Polícia Militar informando que estavam desconfiados de um homem que caminhava pelas ruas do bairro empurrando um carrinho de pedreiro com uma mala e um lençol.

“Quando a PM chegou na rua, o homem já tinha fugido e deixado o carrinho no meio da rua. Nós acionamos a perícia, e foi constatado que dentro do carrinho, envolvido em um lenço e uma mala, estava o corpo de um outro homem”, contou o delegado.

O Instituto Médico Legal de Aparecida de Goiânia identificou a vítima como Alexandre Marcena Vieira, de 24 anos. Segundo o delegado, a família da vítima deve ser ouvida nos próximos dias. O homem flagrado carregando o corpo também foi identificado e está sendo procurado pela polícia.

“Nós conseguimos localizar a casa do homem que aparece nas imagens. No local havia marcas de sangue. Conversamos com alguns vizinhos, e um deles informou que ouviu um barulho estranho durante a madrugada. No entanto, ainda não é possível apontar a motivação do crime”, disse.

Ainda segundo o delegado, o homem tinha passagem por roubo e receptação. O nome dele não foi divulgado pelas autoridades policiais.

Cauan fala sobre medo de morrer e diz que se tornou uma pessoa melhor após Covid-19

“Eu já estava procurando uma mudança na minha vida. Aí, agora, não teve jeito, Deus falou comigo”, desabafou o músico.

Ele afirma que no último dia 16 começou a sentir uma melhora interna, em sua personalidade, mesmo que os exames físicos ainda não apontassem recuperação. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O cantor Cauan Máximo, 38, que faz dupla com Cleber, fez um relato emocionado, nesta terça-feira (25), após se recuperar do novo coronavírus. Ele afirmou, no programa Encontro (Globo), que chegou a pensar que seria melhor morrer, mas acredita ter se recuperado não só fisicamente, e se tornado uma pessoa melhor.

“Eu tive dois momentos muito difíceis, em que fiquei com medo. Nem sei explicar o que sentia, pensei que se eu morresse seria mais vantagem, mas Deus me deu muita força, muita gente orando. Não foi só o pulmão. Eu era ansioso, inquieto, tinha déficit de atenção. Mas Deus veio e fortaleceu meu interior.”

Cauan, que chegou a ter 70% do pulmão comprometido pela doença, deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na segunda-feira (24), após quase dez dias. Os pais do músico também contraíram o novo coronavírus e seu pai está em estado grave na UTI. O cantor pediu orações para ele também.

Em seu relato emocionado, ainda na cama do hospital, Cauan falou que agradece a Deus por ter passado por essa experiência, que o tornou uma pessoa melhor. Ele afirma que no último dia 16 começou a sentir uma melhora interna, em sua personalidade, mesmo que os exames físicos ainda não apontassem recuperação.

“Antes disso acontecer comigo eu já estava procurando melhorar meu interior, a forma de lidar com as pessoas, com menos arrogância. Eu era muito insensato, brincava com a doença. Mas eu já estava procurando uma mudança na minha vida. Aí, agora, não teve jeito, Deus falou comigo”, desabafou o músico.

“Eu costumo dizer que não amava nem meus filhos direito”, continuou ele. “Agora que estou amando. É chato falar uma coisa dessas, mas poucos dias antes de eu ser internado pedi perdão para a mãe dos meus filhos pelo tanto que deixei de fazer”, afirmou ele, que tem três filhos: Enrico, Iago e Maria Eduarda.

O cantor ainda agradeceu pelo tratamento recebido durante seu tempo na UTI. Segundo ele, houve uma enfermeira que o tratava como filho, além de muitos fãs rezando por sua recuperação: “Eu não mereço uma coisa dessa”, desabafou.

Imagem ilustrativa do novo coronavírus com a bandeira do Brasil

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 971, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

Em todo o mundo, o número de mortes pelo novo coronavírus ultrapassou 810 mil, segundo relatório divulgado pela Universidade Johns Hopkins (EUA). O total de casos passou de 23 milhões. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil registrou 679 novas mortes pela Covid-19 e 21.491 casos da doença nesta segunda-feira (24). Com isso, o país chegou a 115.451 óbitos e 3.627.217 infecções desde o início da pandemia, em março.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

Os números dos domingos e segundas-feira costumam ser mais baixos do que os dos outros dias da semana.

Além dos dados diários do consórcio, a Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias e dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 971, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

Apresentam aumento da média móvel de mortes os estados de Bahia, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Tocantins. Na situação oposta, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Roraima, Pernambuco, Sergipe e Santa Catarina estão com a variação das mortes desacelerada.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Em todo o mundo, o número de mortes pelo novo coronavírus ultrapassou 810 mil, segundo relatório divulgado pela Universidade Johns Hopkins (EUA). O total de casos passou de 23 milhões.

Mais da metade dos óbitos mundiais registrados no levantamento ocorreram em quatro países: Estados Unidos (177.118), Brasil (114.744), México (60.480) e Índia (52.542).

Em números absolutos de casos, EUA e Brasil também seguem na liderança, com mais de 5,7 milhões e 3,6 milhões, respectivamente. Índia (3 milhões), Rússia (959 mil) e África do Sul (611 mil) completam a lista dos cinco países com mais casos.

A China, marco zero da doença, registrou 4.711 mortes e quase 90 mil casos. O vírus se espalhou para 188 países desde que foi ali detectado pela primeira vez em dezembro.

Flordelis colocou arsênico na comida de pastor e financiou compra de arma, diz polícia

O pastor, segundo ele, era responsável pela gestão de carreira da deputada. Ele solucionava os conflitos dentro da família da parlamentar.

Segundo determinação da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, a deputada não pode se ausentar do país sem autorização judicial. (Foto: Reprodução)

RIO DE JANEIRO, RJ, E SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A deputada federal Flordelis dos Santos Souza (PSD-RJ), que é apontada pela Polícia Civil do Rio como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, 42, em junho do ano passado, colocou veneno na comida dele e ainda financiou a compra da arma usada no crime.

A afirmação é do delegado Allan Duarte, titular da DHNSGI (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá), que comanda a investigação.
Ele foi assassinado com mais de 30 tiros dentro da própria casa, em Niterói, região metropolitana do Rio.

De acordo com investigações da Polícia Civil, o plano para matar o pastor começou em maio de 2018, com um envenenamento em doses por arsênico.
O veneno era colocado na comida do pastor que teve várias passagens em hospitais de Niterói, com diarreia, vômitos, sudorese.

“O envenenamento foi feito de forma gradual, sucessiva. O arsênico era posto na comida do pastor de forma dissimulada”, disse o promotor Sérgio Luiz Lopes Pereira, do Grupo de Atuação Especializada e Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público.

De acordo com o promotor, a associação criminosa entre os familiares começou com a tentativa de matar o pastor por envenenamento, depois por arma de fogo. Após o crime, houve a tentativa do grupo de fraudar as investigações, com uso de contrainformações.

Conforme o delegado Duarte, Flordelis arquitetou todo plano da morte, financiou a compra da arma, convenceu pessoas a realizar o crime, avisou sobre a chegada da vítima ao local e ainda tentou ocultar provas. “Não resta a menor dúvida de que ela foi a autora intelectual, a grande cabeça desse crime”.

O pastor, segundo ele, era responsável pela gestão de carreira da deputada. Ele solucionava os conflitos dentro da família da parlamentar.

“Havia a nítida diferença de tratamento entre os filhos adotivos e os de sangue. Como o pastor funcionava como o fiel da balança para restabelecer o equilíbrio, isso causou a ira da deputada para que o crime ocorresse”.

Ainda conforme o delegado, Flordelis havia tentado matar Anderson outras duas vezes. “Em uma delas, ele foi comprar um carro na Barra da Tijuca, e Flordelis arquitetou para que o marido fosse então morto na volta, como se fosse um latrocínio. Mas, no dia, havia outro parente no carro e desistiram. Já no outro caso, ele seria morto na saída da igreja, mas uma troca do carro utilizado por Anderson causou certa confusão no suspeito e o plano não foi então realizado”, contou o delegado.

As investigações do crime chegaram a casos de rachadinha e nepotismo. Conforme o inquérito, em uma das situações, Rayane (neta) foi para Brasília com a promessa de ganhar R$ 15 mil pra trabalhar com Flordelis.

No entanto, segundo a polícia, ela recebia apenas R$ 2.500. Os investigadores acreditam que o restante do valor era destinado ao pastor ou para a deputada.
Flordelis foi indiciada por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada. Para a polícia, a motivação do crime foi a insatisfação com a maneira que o pastor Anderson administrava a vida financeira da família.

A parlamentar e a família dela foram alvos, na manhã desta segunda-feira (24), da Operação Lucas 12, do Ministério Público estadual e da Polícia Civil do Rio.

Flordelis não foi presa pela Polícia Civil porque tem foro privilegiado. Uma cópia do inquérito policial será encaminhada para a Câmara dos Deputados. O procedimento poderá levar ao afastamento da parlamentar para que ela possa ser presa.

“Ela foi surpreendida com a nossa chegada, chorou um pouco, porque tinha muita gente dentro de casa”, contou o chefe do DGHPP (Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa), o delegado Antônio Ricardo Nunes.

Conforme Nunes, 11 pessoas envolvidas no caso serão responsabilizadas criminalmente: “Crime bárbaro, covarde”, disse Nunes.

Já de acordo com o delegado Duarte, a primeira fase da investigação identificou Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico da deputada, como autor do crime. Ele foi preso no velório do padrasto. Já Lucas César dos Santos, filho adotivo do casal, preso horas depois do irmão, foi apontado como a pessoa que comprou a arma utilizada no assassinato.

Lucas e Flávio foram denunciados por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), com pena prevista de 12 a 30 anos. Em novembro, o Ministério Público do Rio apontou que Flordelis era suspeita de fraudar uma carta em que um de seus filhos confessou ter matado Anderson a mando de um dos irmãos.

O advogado Anderson Rollemberg, que defende a parlamentar, disse ter ficado surpreso com as prisões preventivas de cinco filhos da deputada e da neta dela, nesta segunda-feira.

“Tomaremos conhecimento de que há de indícios para que essas prisões fossem feitas e para o indiciamento da deputada, já que na primeira fase da investigação, passou longe de qualquer prova que a apontasse como mandante”, afirmou.

O advogado sustenta a versão de que a deputada é inocente. Segundo ele, Flordelis está muito aborrecida: “Ela Jamais foi mandante desse crime bárbaro”, destacou. Ainda conforme Rollemberg, Flordelis não tinha ingerência sobre o dinheiro da família.

“Ela é cantora gospel, líder religiosa e parlamentar federal. A questão dela sempre foi dar o melhor para os necessitados. Por isso tinha mais de 50 filhos. Na opinião da defesa, está havendo um grande equívoco no desfecho desta investigação”, assegurou o advogado.

Na ocasião do assassinato, a parlamentar disse que o pastor teria sido morto durante um assalto. Ela informou ainda que eles tinham sido seguidos por suspeitos em uma moto quando retornavam para casa.

PSD anuncia expulsão de deputada Uma nota assinada por Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, anunciou a suspensão da filiação e prevê a expulsão de Flordelis.
“Diante do indiciamento da parlamentar, o corpo jurídico do partido adotará as medidas para a suspensão imediata de sua filiação e, a partir dos desdobramentos perante a Justiça, serão adotadas as medidas estatutárias para a expulsão da parlamentar dos seus quadros”, informou a nota.

Segundo determinação da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, a deputada não pode se ausentar do país sem autorização judicial ou transferir sua residência para outra cidade. Flordelis também está proibida de manter contato com qualquer testemunha ou com os outros réus.

Ronaldinho e irmão são autorizados a deixar Paraguai 171 dias após prisão

O juiz penal de garantias Gustavo Amarilla Arnica concordou com as condições previamente acordadas entre a defesa dos irmãos e o Ministério Público paraguaio.

Durante os cinco meses de investigação, também não ficou comprovada, segundo a acusação, a participação deles em outros crimes sob apuração no país. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Há quase seis meses presos no Paraguai por entrarem no país com documentos falsos, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis receberam autorização judicial para voltar ao Brasil. A soltura dos brasileiros foi decidida em audiência no Palácio da Justiça, em Assunção, nesta segunda-feira (24).

O juiz penal de garantias Gustavo Amarilla Arnica concordou com as condições previamente acordadas entre a defesa dos irmãos e o Ministério Público paraguaio.

Ronaldinho terá que pagar uma multa de US$ 90 mil (R$ 503 mil), e Assis, de US$ 110 mil (R$ 615 mil), como reparação de danos ao país.

As duas multas serão descontadas do montante de US$ 1,6 milhão (R$ 8,9 milhões), depositado pelos irmãos em abril numa conta do Banco Nacional como garantia de pagamento da fiança. Com esse depósito, eles deixaram a penitenciária onde ficaram por um mês e passaram a cumprir prisão domiciliar em um hotel de Assunção.

O governo paraguaio deverá devolver o valor restante, de US$ 1,4 milhão (R$ 7,8 milhões), aos brasileiros. O dinheiro da multa, segundo o juiz, será revertido para compras de insumos sanitários para ajudar a mitigar o efeito da pandemia de Covid-19.

Como parte do acordo, ambos também se comprometeram a se apresentar à Justiça do Brasil a cada quatro meses durante um ano (dois no caso de Assis) e informaram como residência fixa um imóvel no Rio de Janeiro, onde poderão ser encontrados nesse período. Também deverão permanecer com os mesmos números de aparelho móvel, inclusive com WhatsApp, ou informa-lo ao judiciário caso ocorra alteração.

Após cinco meses de investigação, o Ministério Público do Paraguai entende que eles cometeram um crime passível de prisão ao entrarem no país com documentos adulterados, mas optou por pedir à Justiça uma suspensão condicional do processo e não apresentar novas denúncias.

No início de setembro, a prisão preventiva da dupla, ocorrida em 6 de março, completaria seis meses, máximo permitido no país.

Na audiência, os promotores diferenciaram as ações dos irmãos. Assis teria sido o responsável por entregar toda a documentação para confecção dos documentos falsos, enquanto Ronaldinho não teria tido nenhuma participação direta na conduta ilegal.

Durante os cinco meses de investigação, também não ficou comprovada, segundo a acusação, a participação deles em outros crimes sob apuração no país.

Ronaldinho e o irmão estão presos em Assunção desde 6 de março, após entrarem no país com passaportes e células de identidade paraguaios adulterados. Nesta segunda-feira, completa-se 171 dias de detenção no Paraguai.

Eles disseram ter sido convidados para uma série de eventos, entre eles a inauguração de um cassino e o lançamento de um livro. Sempre afirmaram acreditar que os documentos eram verdadeiros e que haviam sido entregue a eles como gesto de cortesia.

A prisão preventiva, no entanto, foi mantida, e eles passaram um mês detidos na penitenciária Agrupación Especializada. O ex-jogador virou atração no local ao bater bola com os outros detentos, que lhe ofereceram churrascos.

Em abril, os irmãos foram liberados para o regime de prisão domiciliar. Como não possuem residência na capital paraguaia, se instalaram em um hotel e se tornaram os únicos hóspedes no local por causa da pandemia de Covid-19.

A defesa apresentou vários recursos para libertá-los nesse meio tempo, mas nunca obteve sucesso.Os passaportes foram o ponto de partida para uma investigação mais ampla do Ministério Público, sobre um esquema de evasão de divisas, lavagem de dinheiro e impressão de documentos falsificados que opera no país.

A principal anfitriã da visita dos brasileiros seria a empresária Dalia López, investigada por lavagem e associação ao crime organizado. Ela não se apresentou à Justiça, alegando perseguição política e riscos à saúde por conta da pandemia, e foi considerada foragida.

Histórico

O episódio no Paraguai não foi a primeira vez que Ronaldinho e o irmão tiveram problemas com a Justiça. Em novembro de 2018, ele e Assis chegaram a ter seus passaportes brasileiro e espanhol apreendidos após condenação por um crime ambiental no Rio Grande do Sul.

Eles deveriam pagar mais de R$ 8,5 milhões pela construção de um píer em área de proteção ambiental no lago Guaíba, na capital gaúcha. Como não cumpriram a sentença, tiveram o documento apreendido.

Em setembro do ano passado, um acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Sul permitiu que eles recuperassem o documento. Os termos da negociação não foram publicados à época.

Pouco antes de fechar esse acordo, Ronaldinho havia sido nomeado embaixador do turismo brasileiro pela Embratur, instituto ligado ao Ministério do Turismo. A nomeação pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorrera mesmo sem o documento que permite viagens ao exterior.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta segunda (24) foram detectados 27 casos para covid-19 em nosso município. Desses, 20 casos já estavam em investigação. 

Os casos novos são 16 pacientes do sexo masculino (9, 11, 22, 25, 27, 30, 30, 33, 34, 36, 43, 51, 55, 65, 69 e 86 anos) e 11 pacientes do sexo feminino (21, 23, 26, 32, 33, 37, 40, 51, 61, 68 e 80 anos). Os homens são 03 estudantes, 03 autônomos, 03 agricultores, 02 profissionais de segurança, 02 aposentados, 01 borracheiro, 01 motorista e 01 pasteleiro. Já entre as mulheres, são 03 agricultoras, 02 aposentadas, 02 não informadas, 01 gerente, 01 profissional da saúde, 01 professora e outra autônoma. 
Temos 23 novos pacientes em investigação, sendo 08 mulheres, com idades entre 21 e 58 anos, e 15 homens com idades entre 4 e 53 anos. 
Tivemos também 23 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19.
Hoje, 11 pacientes apresentaram cura após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 302 (77,2%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 81 casos estão ativos em Afogados. 
Hoje, o município atingiu a marca de 2.650 pessoas testadas para a covid-19.
A última semana epidemiológica (SE 34) apresentou 72 casos, 02 casos a menos que a semana anterior (SE 33), a qual apresentou 74. Estamos atentos e seguimos monitorando os números de acordo com as semanas. A média móvel na semana que terminou no último sábado, manteve-se em patamar elevado com pouca variação na comparação (SE 33 – 10,57/ SE 34 – 10,28).
Um número relevante a ser registrado é que 95,9% dos casos em Afogados são leves. Nesta segunda (24) completamos 165 dias ininterruptos de trabalho no combate e prevenção à pandemia.

O atendimento por meio remoto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi prorrogado até o próximo dia 11 de setembro. A partir do dia 14 de setembro, deve começar a reabertura gradual das agências para o retorno do atendimento presencial.

A portaria com a decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24). O documento é assinado pelo secretário Especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal; pelo secretário de Previdência, Narlon Gutierre Nogueira; e pelo presidente do Instituo Nacional do Seguro Social, Leonardo José Rolim Guimarães.

Segundo a força-tarefa da Operação Lucas 12, a viúva, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), é a mandante do crime.

Entre os presos, estão seis filhos do casal, uma neta e um ex-PM. (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) prenderam nesta segunda-feira oito pessoas pelo envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, executado com mais de 30 tiros em 16 de junho de 2019.

Segundo a força-tarefa da Operação Lucas 12, a viúva, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), é a mandante do crime. Ela não pôde ser presa por causa da imunidade parlamentar.

Entre os presos, estão seis filhos do casal, uma neta e um ex-PM. A mulher do policial era procurada até a última atualização desta reportagem.

Segundo a polícia, antes do assassinato a tiros, Flordelis tentou matar o marido pelo menos quatro vezes — uma delas com veneno na comida.

O G1 ainda não fez contato com a deputada e com os envolvidos.

Resumo

  • O inquérito concluiu que Anderson foi morto por questões financeiras e poder na família — o pastor controlava todo o dinheiro do Ministério Flordelis.
  • De acordo com as investigações, Flordelis já planejava desde 2018 o assassinato de Anderson.
  • Flordelis é uma das 11 pessoas denunciadas pelo MPRJ
  • A deputada vai responder por cinco crimes: homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Pelo envenenamento, ela responderá por tentativa de homicídio.
  • Os policiais saíram para cumprir 17 mandados de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro, Niterói e São Gonçalo.
  • Um dos endereços é a casa da deputada, local do crime, no bairro de Pendotiba, em Niterói, na Região Metropolitana do RJ.
  • O apartamento funcional da deputada, em Brasília, também foi alvo de buscas. Pouco antes das 7h, policiais civis do Distrito Federal deixaram o imóvel carregando malotes.

Denunciados

  • Flordelis dos Santos de Souza: por homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado; associação criminosa majorada; uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica;
  • Marzy Teixeira da Silva (filha adotiva): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada — presa;
  • Simone dos Santos Rodrigues (filha biológica): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada — presa;
  • André Luiz de Oliveira (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada — preso;
  • Carlos Ubiraci Francisco Silva (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado — preso;
  • Adriano dos Santos (filho biológico): associação criminosa e uso de documento falso — preso;
  • Flavio dos Santos Rodrigues (filho biológico): Associação criminosa e uso de documento ideologicamente falso — já estava preso;
  • Lucas Cezar dos Santos (filho adotivo): associação criminosa;
  • Rayane dos Santos Oliveira (neta): homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada — presa;
  • Marcos Siqueira (ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso — já estava preso;
  • Andreia Santos Maia (mulher do ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso.

O nome da operação

“Lucas 12” se refere a uma passagem bíblica. No livro, o apóstolo lembra uma fala de Jesus a uma multidão.

“Tenham cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. Não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido”, disse Jesus.

“O que vocês disseram nas trevas será ouvido à luz do dia, e o que vocês sussurraram aos ouvidos dentro de casa, será proclamado dos telhados”, emendou.

“Alguém da multidão lhe disse: ‘Mestre, dize a meu irmão que divida a herança comigo’. Respondeu Jesus: ‘Homem, quem me designou juiz ou árbitro entre vocês?’”

“Então lhes disse: ‘Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens.’”

Relembre o caso

O crime ocorreu na noite de 16 de junho de 2019. Anderson do Carmo foi morto, com mais de 30 tiros, na garagem da casa onde morava com a família, em Pendotiba, Niterói.

Para a polícia, ficou evidenciada a intenção de matá-lo, sem que Anderson tivesse a chance de reagir.

Em junho deste ano, o G1 mostrou que, segundo a perícia, o pastor levou mais dois tiros após cair baleado no chão — um na lombar e outro no ouvido direito. A informação está no laudo da reconstituição do caso.

Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis, é apontado como autor dos disparos que mataram o pastor. Ele foi preso no velório do padrasto.

Já Lucas dos Santos de Souza, preso horas depois do irmão, é acusado de ter conseguido a arma do crime.

A pistola foi encontrada na casa da deputada. O telefone celular do pastor nunca apareceu.

Flávio e Lucas foram denunciados por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), com pena prevista de 12 a 30 anos.

Depoimentos conflitantes

Na investigação sobre por que Anderson foi morto, a polícia encontrou divergências nas versões e inconsistências nos depoimentos da família.

Os investigadores já sabiam que, além de diversas igrejas espalhadas pela Região Metropolitana, a família da deputada Flordelis e do pastor Anderson também tinha uma grande influência política na área.

Já se discutia, por exemplo, indicar uma pessoa de confiança a prefeito de São Gonçalo nas eleições deste ano.

Dólar é cotado a R$ 5,6263 nesta segunda-feira

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,64 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9686.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. (Foto: Reprodução)

O valor do dólar na manhã desta segunda-feira (24), está cotado no valor de R$ 5,6263. Já o valor do dólar para o turismo está sendo cotado a R$ 5,8921.

Enquanto isso, o Euro comercial está sendo vendido a R$ 6,64 e o Euro para o turismo é cotado por R$ 6,9686.

O dólar americano é a moeda dos Estados Unidos e tem sua emissão controlada pela Reserva Federal daquele país. O dólar é usado tanto em reservas internacionais como em livre circulação.

Auxílio Emergencial: 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família recebem a 5ª parcela nesta segunda-feira; veja o calendário

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. (Foto: Reprodução)

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta segunda-feira (24) a quinta parcela do Auxílio Emergencial para 1,9 milhão de beneficiários do programa que também fazem parte do Bolsa Família, cujo NIS termina em 5. Os pagamentos para esse grupo são feitos da mesma forma que o Bolsa.

Demais trabalhadores

Para os demais beneficiários do Auxílio Emergencial, o pagamento está sendo feito em lotes. Desde 22 de julho, a quarta parcela vem sendo paga aos aprovados no primeiro lote (que receberam a primeira parcela em abril). O quinto lote começa a ser pago em 28 de agosto para esses primeiros aprovados.

Para os aprovados nos demais lotes, os pagamentos seguem até 13 de novembro.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Brasil registra 495 mortes por Covid-19 em 24 horas, mostra consórcio de imprensa

Com isso, o país chegou a 114.772 óbitos e 3.605.726 infecções desde o início da pandemia, em março.

Apresentam aumento da média móvel de mortes os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Tocantis. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil registrou 495 novas mortes pela Covid-19 e 23.028 casos da doença no domingo (23). Com isso, o país chegou a 114.772 óbitos e 3.605.726 infecções desde o início da pandemia, em março.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

Além dos dados diários do consórcio, a Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias e dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 985, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

Apresentam aumento da média móvel de mortes os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Tocantis. Na situação oposta, Rio Grande do Norte e Sergipe estão com a variação das mortes desacelerada.

Nesta segunda (24), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa do evento “Encontro Brasil vencendo a Covid-19” no Palácio do Planalto. A cerimônia acontece a despeito do alto patamar de mortes que o Brasil ainda registra mais de cinco meses depois do início da pandemia.

Balanço divulgado neste domingo (23) pelo Ministério da Saúde aponta 23.421 novos casos de Covid-19 confirmados nas últimas 24h. Também foram registradas 494 novas mortes no mesmo período.

O número fica abaixo do registrado na última semana, quando a média de novas mortes confirmadas, por exemplo, ficou acima de mil. A pasta costuma dizer que uma queda é esperada aos domingos e segundas-feiras, devido ao menor número de equipes em laboratórios nos finais de semana.

Com os novos dados, a soma no balanço federal já chega a 3.605.783 casos da doença, com 114.744 mortes.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

CASOS NO MUNDO

Em todo o mundo, o número de mortes pelo novo coronavírus ultrapassou 800 mil, segundo relatório divulgado pela Universidade Johns Hopkins (EUA) no domingo. O total de casos passou de 23 milhões.

Mais da metade dos óbitos mundiais registrados no levantamento ocorreram em quatro países: Estados Unidos (176.659), Brasil (114.250), México (60.254) e Índia (56.706).

Em números absolutos de casos, EUA e Brasil também seguem na liderança, com mais de 5,6 milhões e 3,5 milhões, respectivamente. Índia (3 milhões), Rússia (954 mil) e África do Sul (609 mil) completam a lista dos cinco países com mais casos.

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste domingo (23) foram detectados 05 casos para covid-19 em nosso município. Os 05 casos já estavam em investigação.

Os casos novos são os de 02 pacientes do sexo masculino (11 e 14 anos) e 03 pacientes do sexo feminino (38, 50 e 65 anos). Os 02 homens são estudantes. Já entre as mulheres: 01 auxiliar de serviços gerais, 01 agricultora e outra e balconista.
Não temos novos casos em investigação.
Tivemos também 11 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19.
Hoje, 01 paciente apresentou cura após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 291 (79,9%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 65 casos estão ativos em Afogado

Arcoverde confirma 27 novos casos de Covid-19 e mais quatro curados neste domingo (23)

A Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, neste domingo, 23 de agosto, até às 18 horas, foram confirmados mais vinte e sete (27) casos de Covid-19 e quatro (04) novos curados. O boletim diário, portanto, fica com trezentos e trinta (330) suspeitos, mil oitocentos e oitenta e sete (1.887) descartados, mil e quarenta e dois (1.042) confirmados, trinta e três (33) óbitos, e setecentos e vinte e sete (727) recuperados.

Segundo a repartição municipal, a taxa de recuperação dos casos confirmados atualmente é de 71,23%, enquanto que a taxa de letalidade no município está em 3,25%. Estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia. Arcoverde está tendo nos resultados de testagens promovidas, o seu maior número de casos positivos ultimamente.
Vale lembrar, que dentro dos 1.042 confirmados, estão contabilizados os 33 óbitos e 727 curados. No total, a cidade tem três (03) pacientes em UTI e doze (12) em enfermaria.
No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há dois (02) pacientes de Arcoverde na UTI e seis (06) na enfermaria. No Hospital de Campanha há seis (06) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há um (01) paciente na UTI.
Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade, foram abordados 157 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

São José do Egito registra um novo caso de covid-19 neste domingo (23)

A partir da próxima segunda-feira (24), o inquérito epidemiológico começa a visitar os domicílios do bairro São Borja para realizar uma leitura e buscar as melhores medidas que possam modificar o cenário atual que essa localidade atravessa. É o segundo bairro com maior incidência de covid-19 em nossa cidade.

Nas últimas 24hs, tivemos apenas 1 novo caso de Coronavírus confirmado em nosso município. Continuamos com 5 pacientes em estado grave internados na UPA/COVID.

Fila Caixa Econômica Federal de Bonsucesso: pagamentos de auxílio e FGTS

Trabalhadores nascidos em agosto com contas vinculadas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço vão receber nesta segunda-feira (24), o depósito de até R$ 1.045 referente ao saque emergencial do FGTS. O dinheiro será creditado em poupanças sociais digitais abertas exclusivamente pela Caixa Econômica Federal para este fim, mas o saque ainda não estará liberado. Por enquanto, será possível somente pagar boletos e compras pelo aplicativo Caixa Tem. A retirada ou a transferência bancária, neste caso, só poderá ser feita a partir de 17 de outubro.

Já os nascidos em dezembro que aguardam novas parcelas do auxílio emergencial terão o depósito do benefício feito em suas poupanças sociais digitais na próxima quarta-feira (26), também sem direito a retirada. Poderão apenas movimentar os recursos via Caixa Tem. O saque para este grupo será permitido somente a partir de 17 de setembro.

Na quinta-feira (27), os que fazem aniversário em julho — e que receberam o crédito em suas contas no dia 12 de agosto — já poderão sacar o dinheiro.

Esses cidadãos aguardam diferentes parcelas do auxílio. Há quem espere a primeira, a segunda, a terceira ou a quarta cota do benefício. Isso depende do mês em que cada um recebeu o primeiro pagamento ou se cadastrou no site do banco ou no aplicativo Caixa/Auxílio Emergencial.

Há também pessoas que começaram a receber o valor, mas tiveram seus benefícios reavaliados em julho, por conta de atualizações no bancos de dados do governo federal. O depósito para este grupo foi restabelecido agora.

Bolsa Família

Também nesta semana, a Caixa fará o pagamento da quinta parcela aos beneficiários do Bolsa Família com Números de Identificação Social (NIS) de finais 5 a 9 — ou seja, um grupo por dia. Esses cidadãos já poderão sacar o auxílio em dinheiro, com o cartão original do programa social.

As retiradas poderão ser feitas nas agências da Caixa, nas casas lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui. Os que têm NIS de final 0 só terão direito ao pagamento na semana que vem, no dia 31.

Cronograma do FGTS

Crédito em conta

29 de junho – nascidos em janeiro

6 de julho – nascidos em fevereiro

13 de julho – nascidos em março

20 de julho – nascidos em abril

27 de julho – nascidos em maio

3 de agosto – nascidos em junho

10 de agosto – nascidos em julho

24 de agosto – nascidos em agosto

31 de agosto – nascidos em setembro

8 de setembro – nascidos em outubro

14 de setembro – nascidos em novembro

21 de setembro – nascidos em dezembro

Liberação de saque ou transferência

25 de julho – nascidos em janeiro

8 de agosto – nascidos em fevereiro

22 de agosto – nascidos em março

5 de setembro – nascidos em abril

19 de setembro – nascidos em maio

3 de outubro – nascidos em junho

17 de outubro – nascidos em julho

17 de outubro – nascidos em agosto

31 de outubro – nascidos em setembro

31 de outubro – nascidos em outubro

14 de novembro – nascidos em novembro

14 de novembro – nascidos em dezembro

Datas do auxílio emergencial para quem não tem Bolsa Família

CICLO 1

– Quem recebeu o crédito da primeira parcela em abril de 2020 – receberá a quarta parcela

– Quem recebeu o crédito da primeira parcela em maio de 2020 – receberá a terceira parcela

– Quem recebeu o crédito da primeira parcela em junho ou até 4 de julho de 2020 – receberá a segunda parcela

– Quem se cadastrou entre 17 de junho e 2 de julho de 2020 – receberá a primeira parcela

Depósito do dinheiro

22 de julho – nascidos em janeiro

24 de julho – nascidos em fevereiro

29 de julho – nascidos em março

31 de julho – nascidos em abril

5 de agosto – nascidos em maio

7 de agosto – nascidos em junho

12 de agosto – nascidos em julho

14 de agosto – nascidos em agosto

17 de agosto – nascidos em setembro

19 de agosto – nascidos em outubro

21 de agosto – nascidos em novembro

26 de agosto – nascidos em dezembro

Liberação de saque e transferência

25 de julho – nascidos em janeiro

1º de agosto – nascidos em fevereiro e março

8 de agosto – nascidos em abril

13 de agosto – nascidos em maio

22 de agosto – nascidos em junho

27 de agosto – nascidos em julho

1º de setembro – nascidos em agosto

5 de setembro – nascidos em setembro

12 de setembro – nascidos em outubro e novembro

17 de setembro – nascidos em dezembro

Calendário do Bolsa Família

18 de agosto – NIS de final 1

19 de agosto – NIS de final 2

20 de agosto – NIS de final 3

21 de agosto – NIS de final 4

24 de agosto – NIS de final 5

25 de agosto – NIS de final 6

26 de agosto – NIS de final 7

27 de agosto – NIS de final 8

28 de agosto – NIS de final 9

31 de agosto – NIS de final 0

Petrolina: Bares, restaurantes poderão funcionar das 6h até às 23h

Foto: reprodução

A partir de segunda-feira (24), a VII e VIII Gerências Regionais de Saúde (Geres), que compreendem os municípios de Salgueiro e Petrolina, no Sertão Pernambucano, avançam mais uma etapa do Plano de Convivência com a Covid-19 do Governo do estado. Com isso, academias, bares e restaurantes podem funcionar com restrições. Em Petrolina, a prefeitura publicou na sexta-feira (21), um decreto que estende o horário de funcionamento para o setor alimentício, como bares, restaurantes e similares das 6h até às 23h.

De acordo com a gestão municipal, a decisão de flexibilizar o horário levou em consideração o índice de mortalidade por Covid-19 em Petrolina, avaliado como o menor entre as grandes e médias cidades do Nordeste.

O setor alimentício está sem funcionar aberto ao público no município desde a segunda quinzena de março, sendo limitado ao formato de entrega de pedidos.

Petrolina totaliza 3.989 casos de Covid-19, com 2.923 curas clínicas, 71 óbitos e 995 casos ativos da doença. (G1 Petrolina)

Serra Talhada supera marca de 3 mil casos positivos do novo coronavírus

 

Foto: reprodução

Como já era esperado, o município de Serra Talhada (PE), Sertão do Pajeú, superou a marca de 3 mil casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). A informação é da Secretaria Municipal de Saúde (SM), no boletim de ontem (21).

De acordo com a pasta, foram registrados 75 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 3.014 infectados pela doença. São 29 pacientes do sexo masculino e 46 do sexo feminino, com idades entre 7 e 86 anos.  Os casos foram confirmados através de testes rápidos (51), método de Swab (13) e exames particulares (11). O número de casos suspeitos caiu para 98 e o de descartados subiu para 11.329.

Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.618 pacientes recuperados, 338 em tratamento domiciliar e 14 em leitos de internamento. Serra Talhada soma, até o momento, 44 óbitos. Em relação aos profissionais de saúde, são 106 recuperados e 6 em tratamento. O município tem 16 pacientes internados (casos suspeitos e confirmados), sendo 5 no Hospital Agamenon Magalhães (Hospam), 10 no Hospital Eduardo Campos e um nos Leitos de Retaguarda Municipais do Hospital São José.

Governo lança na terça pacote com medidas econômicas; saiba o que será anunciado

Foto: reprodução

O governo do presidente Jair Bolsonaro lança na próxima terça-feira um megapacote de medidas nas áreas social e econômica, numa tentativa de reativar a economia, pavimentar o caminho para as eleições de 2022 e construir uma marca própria da atual gestão. O evento vem sendo chamado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como o “Big bang day” do governo, que irá lançar num só dia o chamado Renda Brasil, medidas para geração de empregos, novos marcos legais e ações para corte de gastos.

Todas as ações estarão sob o guarda-chuva do programa batizado pelo governo de Pró-Brasil. Lançado pela Casa Civil da Presidência da República, esse programa rachou o governo quando foi mencionado na reunião de ministerial de 22 de abril — que posteriormente teve o vídeo divulgado por decisão do Supremo Tribunal Federal. Guedes via o pacote como um novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), marca da gestão Dilma Rousseff.

Para contornar o problema, Guedes assumiu o programa e transformou em um guarda-chuva para todas as medidas do governo. Uma delas é o programa Renda Brasil, que irá substituir o Bolsa Família. O novo programa social irá aumentar o número de beneficiários de 14 milhões de famílias para mais de 20 milhões. Além de aumentar o valor pago aos beneficiários.

Para sustentar uma despesa anual superior a R$ 50 bilhões (o Bolsa Família custa R$ 30 bilhões por ano), o governo irá extinguir programas como o Abono Salarial, o Salário-Família e o Seguro Defeso (pago a pescadores durante o período em que a pesca é proibida).

O governo também vai anunciar a desoneração da folha de pagamentos das empresas para a faixa salarial de até um salário mínimo (hoje em R$ 1.045). Essa medida faz parte do que Guedes chama de “rampa de acesso” do Renda Brasil para o emprego formal.

A equipe econômica quer lançar o novo imposto, nos moldes da antiga CPMF, também nesta terça-feira, mas encontra ainda resistências da área política do governo para incluir a medida do pacote. O temor de ministros com assento no Palácio do Planalto é contaminar um dia que o governo vê como oportunidade de anunciar medidas consideradas positivas, embalado pelo resultado positivo para a geração de empregos em julho.

O anúncio deve ser feito à tarde. Pela manhã, o governo vai lançar a reformulação do Minha Casa, Minha Vida, chamado de Casa Verde Amarela, que vai permitir realização de reformas com dinheiro público. Fonte: O Globo

Mais da metade dos óbitos mundiais ocorreram em quatro países: Estados Unidos (175.588), Brasil (113.358), México (59.610) e Índia (55.794).

O número de mortes em todo o mundo pelo novo coronavírus ultrapassou 800 mil (Foto: Reprodução)

 – O número de mortes em todo o mundo pelo novo coronavírus ultrapassou 800 mil, segundo relatório divulgado pela Universidade Johns Hopkins (EUA) neste sábado (22). O total de casos passou de 23 milhões.

Mais da metade dos óbitos mundiais ocorreram em quatro países: Estados Unidos (175.588), Brasil (113.358), México (59.610) e Índia (55.794).

A China, marco zero da doença, registrou 4.710 mortes e quase 90 mil casos. O vírus se espalhou para 188 países desde que foi ali detectado pela primeira vez em dezembro.

Em números absolutos de casos, EUA e Brasil também seguem na liderança, com mais de 5,6 milhões e 3,5 milhões, respectivamente. Mas a maior taxa de letalidade, segundo a Johns Hopkins, está no Iêmen com 28,5%, seguido pela Itália (13,8%), Reino Unido (12,8%), Bélgica (12,3%) e México (10,8%).

A taxa de letalidade nos EUA e no Brasil é de 3,1% e 3,2%, respectivamente. No mundo, é estimada em 0,6% pela OMS (sujeita a mudanças, conforme novos estudos são feitos). Já a da gripe sazonal é de 0,1%.

A taxa de letalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram pela Covid em relação ao total de infectados por ela. Já a de mortalidade é a relação de pessoas que morreram pela doença por grupos de 100 mil habitantes. No Brasil, essa relação está em 54. Nos EUA, em 53.

Nesta sexta (21), o diretor de emergências da OMS (Organização Mundial da Saúde), Michael Ryan, disse que a desaceleração da pandemia se estabilizou no Brasil, as UTIs estão sob menos pressão do que inicialmente, mas alertou que isso não significa que o país tenha conseguido controlar a transmissão do vírus–são mais de 6.000 casos diários.

“Podemos ter a impressão de que as coisas estão melhorando, mas precisamos de medidas efetivas para diminuir a transmissão no Brasil. A pergunta agora é se esse padrão de declínio será mantido.”

O que mais preocupa a OMS no momento é o ressurgimento de casos de Covid-19 em vários países que, com a queda dos registros, haviam relaxado medidas mais restritivas, como o isolamento social e o uso de máscaras de proteção.

A Coreia do Sul, considerada uma história de sucesso no enfrentamento ao coronavírus, voltou a proibir grandes eventos sociais, fechando casas noturnas e igrejas a partir deste domingo, depois de registrar mais de 300 casos em dois dias seguidos.

A Alemanha, que inicialmente também havia conseguido desacelerar a transmissão do vírus, relatou neste sábado mais 2.000 casos, uma quantidade que não era registrada desde o final de abril, o pico da pandemia.

As escolas alemãs foram reabertas há duas semanas, e ao menos 41 delas relataram que alunos ou professores foram infectados desde então.

Na França, mais de 4.500 novos casos da Covid-19 foram registrados nas últimas 24 horas. O uso de máscara, já obrigatório em algumas áreas de Paris e cidades como Nice, passou a ser também agora em Toulouse e Lyon.

A Espanha computou mais de 8.000 casos em 24 horas. Em Madri, foi recomendado que as pessoas voltem ao isolamento nas áreas mais afetadas pelo coronavírus.

A Inglaterra vive situação parecida. As regras de confinamento foram endurecidas em áreas da região noroeste.

Na Dinamarca, que enfrenta um aumento de casos e de novos surtos, o uso de máscara passou a ser obrigatório a partir deste sábado nos transportes públicos. Até agora era apenas uma recomendação.

Nesta sexta (21), o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que espera que a pandemia acabe em menos de dois anos.

Em entrevista coletiva em Genebra, ele lembrou que a gripe espanhola de 1918, que matou pelo menos 50 milhões de pessoas, levou dois anos para ser superada. “É claro que com mais conectividade, o [corona]vírus tem mais chance de se espalhar”, disse.

Mas, ao mesmo tempo, ele lembrou que hoje há mais tecnologia e conhecimento para detê-lo, destacando a importância da “unidade nacional e solidariedade global”.

Neste sábado, o professor Mark Walport, membro do Grupo de Aconselhamento Científico para Emergências do Reino Unido, disse à BBC que a Covid-19 “vai ficar conosco para sempre de uma forma ou de outra”. “Um pouco como a gripe, é possível que vamos precisar de revacinação em intervalos regulares.”

Os casos de estupro no Brasil vivem uma demanda crescente, só em 2018, foram 66 mil casos, contabilizando 180 casos por dia. Os dados do 13º Anuário Brasileiro de segurança Pública revelam que 53,8% das vítimas são meninas menores de 13 anos, por hora quatro meninas até essa idade são violentadas, e 82% das vítimas são do sexo feminino.

Desde 2009 o crime de estupro é considerado uma afronta à dignidade e liberdade sexual, sendo classificado como hediondo. “O código penal criminaliza a conduta com pena de reclusão de seis a dez anos, mas se no ato criminal há lesão corporal de natureza grave ou a vítima é menor de 18 anos ou maior de 14 anos a pena de reclusão pode ser de oito a 12 (doze) anos. Se ocorrer morte, a pena pode chegar a 30 anos”, explica a coordenadora do curso de Direito, da UNINASSAU Petrolina, Mariane Moraes.

Para vítimas menores de 14 anos a pena de reclusão pode variar de oito a trinta anos a depender do resultado do crime. “É importante ressaltar que a mera prática de ato libidinoso já configura o estupro, bem como o autor e/ou a vítima poderão ser homens ou mulheres”, acrescenta Mariane.

Os dados do estudo revelam que de cada 10 estupros, oito ocorrem com meninas e mulheres.  “A violência em razão de gênero é algo ainda constante e condutas como estas não poderão jamais ser normalizadas. A cultura repressiva e de posse precisa ser erradicada, pois ela é violenta e desencadeia problemas não só de segurança, mas também de saúde pública”, frisa a coordenadora.

A pesquisa, que engloba dados de todos estados do país, ainda traçou o perfil do agressor, sendo, geralmente, alguém próximo da vítima como avô, pai e padrasto. “Crimes que envolvem crianças e adolescentes provocam consequências alarmantes e devastadoras, em termos não só físicos, mas, sobretudo, psicológicos, uma vez que o processo de formação da autoestima e personalidade se dão fortemente nessa fase da vida”, alerta Mariane.

Para denunciar alguns dos canais são Disque 100, Disque 180 ou a delegacia mais próxima.

Apesar da convivência em família, ela foi a única e ter resultado positivo.

Simaria é mãe de Giovanna, de 9 anos, e Pawel, de 3, frutos do relacionamento com o espanhol Vicente Escrig. (Foto: Reprodução)

Simaria Mendes, dupla e irmã de Simone, testou positvo para o coronavírus depois de realizar exames nesta sexta-feira (21) junto com seus dois filhos e o marido. A notícia foi revelada à Marie Claire na tarde deste sábado pela assessoria de imprensa da cantora e alertou que, apesar da convivência em família, ela foi a única e ter resultado positivo.

“Nesta última sexta feira (21), Simaria Mendes testou positivo para a Covid-19 após realizar o exame juntamente com seus filhos e marido, que testaram negativo. A família tinha uma viagem programada para a Espanha, onde tem casa, e, por segurança e exigência do país, realizaram o exame antes da viagem”, esclereceu.

A nota oficial ainda explicou que a artista está totalmente assintomática, sendo acompanhada pelo médico David Uip e seguindo os devidos protocolos de isolamento na sua casa em Alphaville, região metropolitana de São Paulo.

“Me sinto bem, sem nenhum sintoma, porém o mais difícil está sendo ficar isolada dos meus filhos sem poder abraçá-los”, lamentou a sertaneja.

Simaria é mãe de Giovanna, de 9 anos, e Pawel, de 3, frutos do relacionamento com o espanhol Vicente Escrig.

A Paraíba registrou 680 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos confirmados desde a última atualização, 11 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado neste sábado (22), 100.970 pessoas já contraíram a doença, 62.409 já se recuperaram e 2.288, infelizmente, faleceram. Até o momento, 296.213 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Confira:

Casos Confirmados: 100.970
Casos Descartados: 122.837
Óbitos confirmados: 2.288
Casos recuperados: 62.409
Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 35%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 36%. Em Campina Grande estão ocupados 31% dos leitos de UTI adulto e no sertão 47% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 36, 6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:

Água Branca (54); Aguiar (24); Alagoa Grande (910); Alagoa Nova (277); Alagoinha (931); Alcantil (59); Algodão de Jandaíra (16); Alhandra (620); Amparo (17); Aparecida (78); Araçagi (495); Arara (203); Araruna (234); Areia (411); Areia de Baraúnas (11); Areial (48); Aroeiras (209); Assunção (45); Baia da Traição (609); Bananeiras (285); Baraúna (135); Barra de Santa Rosa (73); Barra de Santana (104); Barra de São Miguel (55); Bayeux (1719); Belém (1001); Belém do Brejo do Cruz (40); Bernardino Batista (9); Boa Ventura (6); Boa Vista (102); Bom Jesus (12); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (35); Boqueirão (371); Borborema (40); Brejo do Cruz (395); Brejo dos Santos (34); Caaporã (937); Cabaceiras (64); Cabedelo (2674); Cachoeira dos Índios (99); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (266); Cacimbas (46); Caiçara (433); Cajazeiras (1565); Cajazeirinhas (33); Caldas Brandão (243); Camalaú (3); Campina Grande (12126); Capim (148); Caraúbas (43); Carrapateira (50); Casserengue (336); Catingueira (17), Catolé do Rocha (374); Caturité (102); Conceição (555); Condado (125); Conde (755); Congo (79); Coremas (131); Coxixola (34); Cruz do Espírito Santo (280); Cubati (75); Cuité (183); Cuité de Mamanguape (112); Cuitegí (399); Curral de Cima (28); Curral Velho (2), Damião (33); Desterro (54); Diamante (232); Dona Inês (89); Duas Estradas (84); Emas (50); Esperança (483); Fagundes (108); Frei Martinho (10); Gado Bravo (97); Guarabira (3928); Gurinhém (432); Gurjão (30); Ibiara (76); Igaracy (11); Imaculada (52); Ingá (1235); Itabaiana (1063); Itaporanga (322); Itapororoca (772); Itatuba (338); Jacaraú (295); Jericó (36); João Pessoa (25768); Joca Claudino (15); Juarez Távora (301); Juazeirinho (202); Junco do Seridó (60); Juripiranga (464); Juru (132); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (134); Lagoa Seca (684); Lastro (20); Livramento (103); Logradouro (145); Lucena (423); Mãe d’Água (19); Malta (108); Mamanguape (2224); Manaíra (11); Marcação (370); Mari (1140); Marizópolis (32); Massaranduba (323); Mataraca (210); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (48); Mogeiro (195); Montadas (47); Monte Horebe (30); Monteiro (477); Mulungu (374); Natuba (63); Nazarezinho (39); Nova Floresta (68), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (76); Olho D´Água (40); Olivedos (95); Ouro Velho (2);  Parari (5); Passagem (30); Patos (3490); Paulista (228); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (35); Pedras de Fogo (1284); Pedro Régis (50); Piancó (170); Picuí (240); Pilar (381); Pilões (108); Pilõezinhos (266); Pirpirituba (310); Pitimbu (613); Pocinhos (165);  Poço Dantas (20); Poço de José Moura (29); Pombal (532); Prata (7); Princesa Isabel (89); Puxinanã (276);  Queimadas (1142); Quixaba (34); Remígio (244); Riachão (75); Riachão do Bacamarte (229);  Riachão do Poço (92); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (14); Rio Tinto (1085); Salgadinho (30); Salgado de São Felix (257); Santa Cecília (74); Santa Cruz (58); Santa Helena (19); Santa Inês (65);  Santa Luzia (251); Santa Rita (2919); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (9); Santana dos Garrotes (19); Santo André (13); São Bentinho (62); São Bento (1852); São Domingos (6); São Domingos do Cariri (53);  São Francisco (34);  São João do Cariri (102); São João do Rio do Peixe (271); São João do Tigre (12); São José da Lagoa Tapada (59); São José de Caiana (48); São José de Espinharas (63); São José de Piranhas (180); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (13); São José do Sabugi (236); São José dos Cordeiros (42); São José dos Ramos (251); São Mamede (44); São Miguel de Taipu (137); São Sebastião de Lagoa de Roça (237); São Sebastião do Umbuzeiro (19); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1085); Serra Branca (163); Serra da Raíz (27); Serra Grande (11); Serra Redonda (261); Serraria (172); Sertãozinho (283); Sobrado (189); Solânea (597); Soledade (164); Sossego (15), Sousa (1568); Sumé (252); Tacima (123); Taperoá (93); Tavares (145); Teixeira (166); Tenório (30); Triunfo (74); Uiraúna (135); Umbuzeiro (77); Várzea (18); Vieirópolis (7); Vista Serrana (14), Zabelê (30).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 22/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Os 20 óbitos registrados neste sábado ocorreram entre 21 de maio e 22 de agosto, 12 deles nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 30 e 93 anos, sendo 05 deles com menos de 65 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais frequente.  Sobre o local de ocorrência, três deles aconteceram em hospitais privados, um em residência e os demais em hospitais públicos.

Mulher, 55 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020. 

Homem, 63 anos, residente em Patos.Não possuía comorbidade. Início dos sintomas em 09/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020. 

Mulher, 70 anos, residente em Pilar. Diabética e cardiopata. Com início dos sintomas em 17/06/2020, foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020. 

Homem, 67 anos, residente em São Mamede. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 22/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020. 

Homem, 81 anos, residente em Sapé. Hipertenso e diabético. Início dos sintomas em 20/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020. 

Homem, 69 anos, residente em Cabedelo. Hipertenso, diabético e ex- tabagista. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/08/2020.

Mulher, 30 anos, residente em Ingá. Portadora de obesidade e Síndrome de Down. Início dos sintomas em 21/07/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 21/08/2020. 

Mulher, 75 anos, residente em João Pessoa. Portadora de neoplasia. Início dos sintomas em 08/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/08/2020.

Mulher, 74 anos, residente em Serraria. Ex- tabagista. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/08/2020. 

Mulher, 69 anos, residente em Sousa. Hipertensa e cardiopata. Início dos sintomas em 11/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/08/2020. 

Mulher, 50 anos, residente em Uiraúna. Portadora de hipertensão e depressão. Início dos sintomas em 13/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 21/08/2020. 

Homem, 60 anos, residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas em 11/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/08/2020. 

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Diabético. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020. 

Mulher, 80 anos, residente em Mataraca. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas em 11/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Homem, 65 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético e etilista. Início dos sintomas em 09/08/2020. Foi a óbito em sua residência no dia 19/08/2020. 

Mulher, 92 anos, residente em Bayeux. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas em 03/07/2020. Foi a em hospital público no dia 28/07/2020.

Mulher, 93 anos, residente em Campina Grande. Portadora de hipertensão e doença renal. Início dos sintomas em 14/06/2020. Foi a em hospital privado no dia 16/07/2020.

Mulher, 72 anos, residente em João Pessoa. Portadora de Linfoma. Início dos sintomas em 23/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/07/2020. 

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa, cardiopata e ex-tabagista. Início dos sintomas em 10/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/05/2020. 

Homem, 80 anos, residente em João Pessoa. Portador de hipertensão, diabetes, obesidade e doença renal. Início dos sintomas em 10/05/2020. Foi a em hospital privado no dia 21/05/2020.

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis em www.paraiba.pb.gov.br/coronavi…

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que neste sábado (22) foram detectados 07 casos para covid-19 em nosso município. Desses, 04 já estavam em investigação.

Os casos novos são os de 03 pacientes do sexo masculino (1, 44 e 54 anos) e 04 pacientes do sexo feminino (11, 16, 28 e 32 anos). Entre os homens: 01 criança, 01 funcionário público e outro de profissão não informada. Já entre as mulheres, 02 estudantes, 01 autônoma e outra de profissão não informada.

Novos em investigação são duas mulheres de 24 e 37 anos.

Tivemos também 19 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19.

Hoje, 03 pacientes apresentaram cura após avaliação clínica e epidemiológica. Já são 290 (80,7%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 61 casos estão ativos em Afogados.

Hoje o município atingiu a marca de 2.619 pessoas testadas para a covid-19.

Os dados da semana epidemiológica serão avaliados na próxima segunda.

Total de casos da Covid-19 chega a 384 em Trindade

Mais três casos de Covid-19 foram confirmados nesta sexta-feira (21) em Trindade, no Sertão de Pernambuco. Com isso, o município totaliza agora, 384 casos do novo coronavírus, com 328 curas clínicas, 13 óbitos e 43 casos ativos da doença.

De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, cinco pacientes estão no Hospital Municipal Maria Veneri de Oliveira Leite e três pacientes estão no Hospital Santa Maria de Araripina.

O estado de Pernambuco tem 117.431 confirmações e 7.335 óbitos pela Covid-19, de acordo com o mais recente boletim divulgado.

Araripina registra mais uma morte por Covid-19 e número de infectados chega a 1238

O município de Araripina confirmou mais 37 novos casos da Covid-19, segundo o boletim apresentado nesta sexta-feira (21) pela Secretaria Municipal de Saúde. Agora, o número de pacientes diagnosticados com a doença subiu para 1238.

Ainda de acordo com o boletim, houve alteração no número de mortes que subiu de 28 para 29. O blog não recebeu informações sobre a vítima. Até o momento 469 pessoas já se recuperaram da doença e 120 casos estão em investigação

O município já realizou 3.769 testes, sendo 705 pelo Laboratório Estadual de Saúde (Lacen) e 3.064 por testagem rápida.

No Sertão do Araripe já foram registradas 89 mortes decorrentes do novo coronavírus. Foram 29 em Araripina, 20 em Ipubi, 13 em Trindade, 12 em Ouricuri, 07 em Bodocó, 07 em Exu e 01 em Moreilândia.

Covid-19: Triunfo dobra numero de casos confirmados em apenas 9 dias

O município de Triunfo, no Sertão do Pajeú, dobrou o número de casos confirmados de Covid-19, nos últimos nove dias. A cidade pulou de 111 casos no dia 13 de agosto, para 222 até esta sexta-feira (21). Foram 111 novos casos.

A cidade registrou até o momento 09 óbitos em decorrência da doença e contabiliza 87 curas clinicas.

O Portal Baixa Verde Notícias conversou na noite desta sexta-feira (21), com o Prefeito João Batista, que explicou, que o aumento dos casos se deve ao crescimento de teste realizados pela prefeitura, e também em decorrência da transmissão comunitária no município, que ocorre desde abril.

O Prefeito salientou ainda, que o município vem seguindo todas as determinações do governo do Estado, em relação ao isolamento social, e adotando as medidas preventivas necessárias.

João Batista destacou a importância de aumentar a capacidade de testagem da população, desde os pacientes que apresentam sintomas, quanto daqueles que são assintomáticos. Essa medida segundo o prefeito, apesar de refletir no crescimento dos números de casos positivos, resultou na diminuição significativa do número de óbitos, e de casos graves.

“Desta forma, a estratégia de testar mais a população, somada a colaboração das pessoas, tem conscientizado sobre a importância do isolamento social e proteção”, explicou, João Batista.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio vai a R$ 47 milhões

A Caixa Econômica Federal sorteou, na noite deste sábado (22), cinco loterias: os concursos 5347 da Quina; 1527 da Timemania; 2121 da Dupla Sena; 346 do Dia de Sorte; 2018 da Lotofácil e 2292 da Mega-Sena. O sorteio é realizado no Espaço Caixa Loterias, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

MEGA-SENA

A Mega-Sena, que tinha um prêmio previsto de R$ 40 milhões para quem acertasse as dezenas, acumulou novamente e os valores aumentam para R$ 47 milhões, é a previsão da Caixa.

Os números sorteados foram: 06 – 16 – 18 – 33 – 57 – 42.

A quantidade de ganhadores e o rateio podem ser conferidos aqui.

QUINA

A Quina, com um prêmio previsto de R$ 6,7 milhões para quem acertasse as dezenas.

Teve os seguintes números sorteados: 05 – 28 – 31 – 58 – 76.

A quantidade de ganhadores e o rateio podem ser conferidos aqui.

TIMEMANIA

A Timemania, que  tinha um prêmio previsto de R$ 800 mil para quem acertasse as dezenas.

Os números sorteados foram: 07 – 12 – 33 – 46 – 48 – 53 – 54.

O time do coração é o Paysandu (PA).

A quantidade de ganhadores e o rateio podem ser conferidos aqui. 

DUPLA SENA

A Dupla Sena, que tinha o prêmio previsto de R$ 2,5 milhões para quem acertasse as dezenas.

Teve os seguintes números sorteados: 05 – 06 – 20 – 22 – 31 – 50 (primeiro sorteio) e;

01 – 09 – 19 – 37 – 38 – 44 (segundo sorteio).

A quantidade de ganhadores e o rateio podem ser conferidos aqui

DIA DE SORTE

O Dia de Sorte, com um prêmio previsto de R$ 1,1 milhão para quem acertasse as dezenas.

Os números sorteados foram: 14 – 15 – 17 – 21 – 24 – 25 – 31.

O mês da sorte é abril.

A quantidade de ganhadores e o rateio podem ser conferidos aqui. 

Laudo sobre rompimento de duto em Jati (CE) sai em até 40 dias, diz Marinho

UOL

O laudo técnico que apontará a causa do rompimento da adutora da barragem próxima ao município de Jati (CE) deve ser concluído em até 40 dias, afirmou o ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho.

Em entrevista à CNN, ele declarou que a análise técnica identificará se houve erro na execução da obra, um problema de engenharia ou o se o acidente foi causado pelo material usado na construção.

Na tarde de ontem (21), uma adutora da barragem de Jati se rompeu. A obra faz parte da transposição do rio São Francisco. Cerca de 2.000 moradores tiveram que deixar suas residências com medo de inundação.

“Os reparos já começaram e também estamos fazendo um levantamento para verificar o problema. Se houve um problema de engenharia, vamos identificar o responsável. Se o problema foi de execução da obra, de engenharia ou no material usado na obra, quem deu causa será responsabilizado”, disse Marinho.

Barragem e adutora estavam em testes, afirma Marinho

O rompimento da adutora não comprometeu a barragem, declarou o ministro. Segundo ele, será necessária uma recomposição do solo e das paredes diante da inundação, mas isso não comprometerá o projeto.

“A barragem estava em fase de testes. Estamos tendo todos os cuidados de testar os reservatórios. Até a fronteira com a Paraíba existem seis outros reservatórios. Essa é a maior obra de engenharia que o Brasil dispõe. É uma obra que tem a possibilidade de ter incidentes”, disse.

Governo pagará aluguéis e alimentação, diz ministro

O ministro também declarou que o governo liberará recursos para as famílias desalojadas. Segundo ele, serão repassados recursos para custear aluguéis e alimentação dos moradores de Jati.

Também serão ofertados testes de coronavírus e medicamentos, pelo governo do Ceará, para que os desabrigados possam se proteger da doença.

Restituição do Imposto de Renda: Receita abre 4° lote nesta segunda-feira (24)

https://www.radio98to.com.br/uploads/01593512514.jpg

A  Receita Federal abre nesta segunda-feira (24), às 9 horas, a consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020. O crédito bancário para 4.479.172 contribuintes será realizado no dia 31 de agosto, totalizando o valor de R$ 5,7 bilhões.

Desse total, R$ 248.630.681,67 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal: 6.633 contribuintes idosos acima de 80 anos, 36.155 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.308 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 17.787contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 4.414.289 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 19 de junho de 2020.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet. Na consulta à página da Receita, no Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Reabertura das agências do INSS é adiada para 14 de setembro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) decidiram adiar até o dia 14 de setembro o retorno gradual e seguro do atendimento presencial nas Agências da Previdência Social. 

Desta forma, o atendimento exclusivo por meio de canais remotos será também prorrogado até o dia 11 de setembro e continuará sendo realizado mesmo após a reabertura das agências. 

Os prazos irão constar em Portaria Conjunta a ser publicada na próxima segunda-feira (24). 

A reabertura gradual e segura irá considerar as especificidades de cada uma das Agências da Previdência Social no país. 

Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

Entre eles, estão trabalhadores do Bolsa Família, além dos que estão no Cadastro Único e os que se inscreveram no programa por meio do site ou do aplicativo.

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta sexta-feira (21) uma nova parcela do Auxílio Emergencial a 5,6 milhões de trabalhadores. Entre eles, estão trabalhadores do Bolsa Família, além dos que estão no Cadastro Único e os que se inscreveram no programa por meio do site ou do aplicativo.

Para o público do Bolsa Família, a quinta parcela do benefício começou a ser paga na terça (18), e segue até o dia 31 de agosto. Os pagamentos para esse grupo são feitos da mesma forma que o Bolsa.

Para os demais, a ajuda de R$ 600 será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta sexta serão liberados a partir de 12 de setembro (veja nos calendários mais abaixo).

VEJA QUEM RECEBE NESTA SEXTA-FEIRA:

  • 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, com número NIS final 4, recebem a quinta parcela
  • 3,7 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em novembro, recebem a próxima parcela:

– aprovados no primeiro lote recebem a quarta parcela

– aprovados no segundo lote recebem a terceira parcela

– aprovados no terceiro e quarto lotes recebem a segunda

– aprovados no quinto e sexto lotes recebem a primeira

– aprovados no primeiro lote, mas que tiveram o benefício suspenso, recebem a terceira e quarta parcelas

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br

Anomalia Magnética da América do Sul é pequena, mas está crescendo, e pode afetar satélites e espaçonaves.

A Anomalia Magnética da América do Sul é pequena, mas está crescendo, e pode afetar satélites e espaçonaves. (Foto: Nasa)

Ao seu redor, a Terra tem um campo magnético. Ela guia bússolas e migrações de animais, mas também age como seu escudo protetor, repelindo partículas energéticas que vêm do Sol.

Esse campo magnético, contudo, tem um ponto excepcionalmente fraco. Fica sobre a América do Sul e o sul do Oceano Atlântico, batizada de Anomalia do Atlântico do Sul.

Sua existência permite que algumas dessas partículas solares mergulhem mais perto da superfície do que o normal.

A Nasa, agência espacial americana, monitora essa anomalia, e notou uma “pequena evolução” nessa região de menor intensidade do campo magnético da Terra. Sua existência pode causar grandes problemas para satélites e espaçonaves.

Isso porque o Sol expele um fluxo constante de partículas. E, na região da anomalia, a radiação dessas partículas pode derrubar computadores de bordo e a coleta de dados de satélites.

Se for atingido por um próton de alta energia, um satélite pode entrar em curto-circuito, sofrendo uma falha temporária ou danos permanentes em algum componente.

É por isso que operadores geralmente desligam componentes não essenciais de satélites quando passam pela Anomalia do Atlântico do Sul.

Estudando a anomalia, cientistas observaram que a região está crescendo e se expandindo para o oeste. E ela também começou a se dividir.

Dados recentes mostram que o “vale” da anomalia, ou onde há menor força no campo magnético, se dividiu em dois lobos, causando ainda mais dificuldades para missões de satélite.

A anomalia não causa impactos visíveis na vida diária na superfície da Terra, mas estudá-la também é uma boa oportunidade para cientistas aprenderem o mecanismo por trás do campo magnético da Terra.

Núcleo da Terra

A Anomalia do Atlântico do Sul surge de duas características do núcleo da Terra: a inclinação de seu eixo magnético e o fluxo de metais em seu núcleo externo.

A agência espacial explica que a Terra é como se fosse uma barra magnética, com pólos norte e sul com polaridades magnéticas opostas. Mas o núcleo não é estável, nem está perfeitamente alinhado ao longo do globo.

Isso acontece porque o campo magnético é produzido na parte interna do planeta, no núcleo líquido da Terra, a milhares de quilômetros de profundidade.

Ali, ferro e níquel em uma temperatura e pressão muito altas geram uma corrente elétrica. E a corrente elétrica gera, por sua vez, o campo magnético.

Só que o campo magnético muda por causa de processos dinâmicos que acontecem no núcleo, que muda ao longo do tempo por causa de condições geodinâmicas.

Esses processos se propagam para o campo magnético, o que acaba provocando a Anomalia do Atlântico do Sul e outras características no ambiente próximo ao nosso planeta.

É por isso que estudar o campo magnético é uma forma de desvendar, também, a dinâmica do núcleo da Terra

Justiça concede liberdade a Bannon em troca de fiança de US$ 5 milhões

O acordo foi fechado na tarde desta quinta (20). Não foi confirmado se o valor já foi pago e nem se ele já deixou a prisão.

Segundo a NBC, Bannon teria de apresentar inicialmente garantias no valor de US$ 1,75 milhão, que poderiam incluir dinheiro vivo e propriedades, até 3 de setembro. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Os advogados de Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump, fecharam um acordo para libertá-lo em troca de uma fiança de US$ 5 milhões (R$ 27,7 milhões), segundo a agência Reuters e o canal NBC.

O acordo foi fechado na tarde desta quinta (20). Não foi confirmado se o valor já foi pago e nem se ele já deixou a prisão. Segundo a NBC, Bannon teria de apresentar inicialmente garantias no valor de US$ 1,75 milhão, que poderiam incluir dinheiro vivo e propriedades, até 3 de setembro.

Bannon, 66, foi preso de manhã, pela acusação de desviar US$ 1 milhão de uma campanha virtual de doação para a construção de um muro na fronteira entre EUA e México, que teria arrecado ao todo US$ 25 milhões.

A Justiça federal de Nova York determinou que ele terá o passaporte retido e não poderá usar aviões ou barcos privados até a conclusão do processo. Sua circulação deverá ficar restrita a Nova York, Washington e Connecticut.

O estrategista participou da audiência de custódia de modo virtual. Segundo a CNN, ele estava bronzeado, usava máscara e se declarou inocente.

Um dos principais articuladores da ultradireita do mundo, Bannon é próximo da família Bolsonaro. Ele criou um projeto chamado “O Movimento”, para unir líderes populistas do mundo que defendem ideias de direita, e nomeou o deputado federal Eduardo Bolsonaro como seu representante no Brasil.

A campanha que motivou a prisão, batizada de “Nós Construímos o Muro”, levantou US$ 25 milhões (R$ 141 milhões na cotação desta quinta-feira). Bannon e outros envolvidos teriam enganado os doadores e usado o dinheiro para custear gastos pessoais, de acordo com o Departamento de Justiça dos EUA.

Além de Bannon, foram indiciados e presos Brian Kolfage, 38, veterano da Força Aérea, Andrew Badolato, 56, que atua no mercado financeiro, e Timothy Shea, 39. Os quatro podem pegar até 20 anos de prisão.

Procuradores federais de Nova York disseram que o dinheiro das doações ajudou os envolvidos a levar uma vida de gastos excessivos.

Bannon teria recebido mais de US$ 1 milhão (R$ 5,6 milhões) da campanha por meio de uma organização sem fins lucrativos.

Já Kolfage teria se apropriado de US$ 350 mil (R$ 1,9 milhão) de maneira similar. O ex-militar fez fortuna com sites de direita. Recentemente, começou um negócio de produção de máscaras.

Iniciada no fim de 2018, a campanha prometia que todo o dinheiro seria usado para ajudar na construção do muro na fronteira, sem que os organizadores obtivessem lucro com ela. A ação pretendia construir partes do muro em áreas privadas perto da fronteira no Texas e Novo México.

“Os réus se engajaram em fraudes quando desrespeitaram o uso dos fundos doados. Eles não apenas mentiram aos doadores, mas elaboraram esquemas para esconder a apropriação dos fundos ao criar faturas e contas falsas para ‘lavar’ as doações e encobrir seus crimes”, disse Philip R. Bartlett, um dos inspetores do caso, em comunicado.

Promessa-chave da campanha de Trump em 2016, a construção do muro foi contida por processos na Justiça e pela oposição no Congresso. Assim, foram construídos até agora apenas 442 km do bloqueio, segundo o Departamento de Fronteiras. Desses, apenas 48 km são trechos novos, e o resto se refere ao reforço de barreiras existentes.

A divisa EUA-México tem ao todo 3.145 km, e cerca de 1.000 km já contavam com muros ou cercas antes de Trump assumir. Em cerca de metade dela, os dois países são separados pelo rio Grande.

Trump disse a repórteres na Casa Branca que se sente “muito mal” pelas acusações a Bannon, mas procurou se distanciar do estrategista e do suposto esquema de fraude. “Acho que é um fato triste”, disse o presidente. “Não lido com ele há anos, literalmente anos.”

A TRAJETÓRIA DE BANNON

Bannon é um dos principais ativistas de ultradireita dos EUA e impulsionou ideias como o combate à imigração no país. Especialista no uso de redes sociais e estratégias digitais para campanhas políticas, costuma dizer que seu objetivo é lutar contra a classe política tradicional, a globalização e as grandes corporações.

Ele fez carreira no setor bancário e atuou no Goldman Sachs. Em 2012, tornou-se diretor do Breitbart News, site que ajudou a fundar. A página dá espaço para ideias ligadas ao nacionalismo extremo, neonazismo e supremacismo branco.

Bannon também trabalhou na Cambridge Analytica, empresa que coletou dados de milhões de usuários do Facebook, sem consentimento, para depois enviar mensagens políticas ultrasegmentadas.

Funcionários da empresa acusam Bannon de ter participado de testes, a partir de 2014, para enviar mensagens a eleitores para estimular sentimentos como raiva e medo e, assim, influenciar suas posições políticas. Também dizem que a prática foi usada muitas vezes nos anos seguintes a pedido dele. O estrategista nega.

Em 2016, Bannon foi diretor da campanha de Trump, tornando-se um dos principais responsáveis pela vitória, ao aproximar o republicano de bandeiras conservadoras e fomentando o rancor de partes do eleitorado em relação a temas como a imigração, por meio do uso intenso e direcionado de redes sociais.

Após a eleição, assumiu o cargo de estrategista-chefe da Casa Branca. No entanto, foi demitido meses depois, em agosto de 2017, por se desentender com o presidente. Mesmo assim, seguiu dando apoio a Trump e a outros candidatos republicanos nos bastidores.

O episódio que despertou a fúria do líder americano é de 2017, quando o então assessor foi citado em um livro chamando um dos primeiros-filhos de “traidor”.

A declaração, negada por Bannon, teria sido em relação ao encontro de Donald Trump Jr., o primogênito do presidente, com agentes russos para conseguir informações que prejudicassem Hillary Clinton, adversária do republicano na eleição de 2016.

Bannon também buscou expandir o nacionalismo populista em outros países, especialmente na Europa. Se aproximou de defensores do brexit e de nomes como Marine Le Pen, líder de extrema direita na França, de Matteo Salvini, ex-ministro do Interior na Itália, e Viktor Orbán, premiê da Hungria.

Na América Latina, ficou próximo da família Bolsonaro. Antes da campanha de 2018, encontrou-se com Eduardo Bolsonaro, e os dois passaram a manter contato.

Em entrevista à Folha logo após a eleição de 2018, Bannon elogiou Eduardo e seus assessores, bem como a trajetória e as propostas de Jair Bolsonaro. “Compartilhamos a mesma visão de mundo”, disse.

Em março de 2019, a inclusão do nome do estrategista na lista de convidados e anfitriões de honra da comitiva de Jair Bolsonaro a Washington incomodou integrantes do governo Trump. À época, membros da Casa Branca afirmavam não entender a obsessão de aliados do presidente brasileiro por Bannon, que, segundo eles, já não tinha mais influência no governo e é detestado por Trump.

As pessoas que não tiverem acesso à internet podem contar com o serviço nas salas da cidadania ou em uma Unidade Municipal de Cadastramento . — Foto: Luiz Siqueira/ IMA-AL

A emissão do Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCRI) já está sendo realizada em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco. A solicitação pode ser feita por meio de computadores, smartphones, tablets, salas da cidadania e unidades municipais de cadastramento. O documento precisa estar com as taxas de serviços cadastrais em dia para ser válido.

Os interessados podem realizar a emissão através do site. O CCIR atualizado comprova a regularidade da área junto ao Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR), base de dados do governo federal, gerenciada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Além disso, o documento é indispensável para legalizar em cartório a transferência, o arrendamento, a hipoteca, o desmembramento, o remembramento e a partilha de qualquer imóvel rural.

É essencial também para a concessão de crédito agrícola pois é exigido por bancos e agentes financeiros. As pessoas que não tiverem acesso à internet podem contar com o serviço nas salas da cidadania ou em uma Unidade Municipal de Cadastramento (UMC), instalada em parceria do instituto com prefeituras.

De acordo com o instituto, o pagamento da taxa de serviços cadastrais deve ser feito na rede de atendimento do Banco do Brasil, até 15 de setembro de 2020. O valor é diferenciado conforme o tamanho da área. Caso a quitação não ocorra até a data limite, haverá cobrança de multa e juros.

Imagem ilustrativa do novo coronavírus com a bandeira do Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil registrou 1.234 novas mortes por Covid-19 e 44.684 casos da doença, nesta quinta (20). O país, com isso, chega aos 112.423 óbitos pelo novo coronavírus e a 3.505.097 milhões de infectados desde o início da pandemia.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

Os dados do Ceará não foram atualizados no período da tarde.

Além dos dados diários do consórcio, a Folha de S.Paulo também divulga a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 980, o que mantém uma posição de estabilidade nos dados, embora com números elevados.

O Brasil tem uma taxa de cerca de 53,7 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos, e o Reino Unido, ambos à frente do Brasil na pandemia (ou seja, começaram a sofrer com o problema antes), têm 53,3 e 62,4 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

O México, que ultrapassou o Reino Unido em número de mortos, tem 46,3 mortes para cada 100 mil habitantes. Recentemente, a Índia, com 53.866 óbitos, também passou o Reino Unido em número de mortos.

Na Argentina, onde a pandemia desembarcou nove dias mais tarde que no Brasil e que seguiu uma quarentena muito mais rígida, o índice é de 14,4 mortes por 100 mil habitantes.
Dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta quinta-feira (20), mostram que o Brasil registrou 45.323 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 1.204 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, já são 112.304 óbitos acumulados e 3.501.975 casos confirmados no país.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Um total de 291.945 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Confira os dados abaixo:

  • Casos Confirmados: 99.445
  • Casos Descartados: 120.964
  • Óbitos confirmados: 2.244
  • Casos recuperados: 60.655
  • Total de municípios: 223

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 36%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 38%. Em Campina Grande estão ocupados 33% dos leitos de UTI adulto e no sertão 43% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 36, 8%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. 

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos:

Água Branca (54); Aguiar (24); Alagoa Grande (898); Alagoa Nova (277); Alagoinha (924); Alcantil (59); Algodão de Jandaíra (16); Alhandra (618); Amparo (17); Aparecida (81); Araçagi (494); Arara (202); Araruna (232); Areia (411); Areia de Baraúnas (11); Areial (48); Aroeiras (205); Assunção (45); Baia da Traição (602); Bananeiras (271); Baraúna (135); Barra de Santa Rosa (73); Barra de Santana (103); Barra de São Miguel (53); Bayeux (1715); Belém (982); Belém do Brejo do Cruz (37); Bernardino Batista (8); Boa Ventura (6); Boa Vista (97); Bom Jesus (10); Bom Sucesso (23); Bonito de Santa Fé (31); Boqueirão (366); Borborema (40); Brejo do Cruz (388); Brejo dos Santos (29); Caaporã (925); Cabaceiras (62); Cabedelo (2659); Cachoeira dos Índios (99); Cacimba de Areia (9); Cacimba de Dentro (265); Cacimbas (46); Caiçara (429); Cajazeiras (1538); Cajazeirinhas (32); Caldas Brandão (243); Camalaú (3); Campina Grande (12036); Capim (149); Caraúbas (42); Carrapateira (50); Casserengue (332); Catingueira (17), Catolé do Rocha (365); Caturité (102); Conceição (555); Condado (125); Conde (750); Congo (79); Coremas (130); Coxixola (34); Cruz do Espírito Santo (280); Cubati (75); Cuité (171); Cuité de Mamanguape (112); Cuitegí (399); Curral de Cima (27); Curral Velho (2), Damião (32); Desterro (54); Diamante (218); Dona Inês (88); Duas Estradas (82); Emas (50); Esperança (469); Fagundes (107); Frei Martinho (8); Gado Bravo (95); Guarabira (3890); Gurinhém (432); Gurjão (25); Ibiara (76); Igaracy (11); Imaculada (52); Ingá (1192); Itabaiana (1057); Itaporanga (304); Itapororoca (768); Itatuba (336); Jacaraú (294); Jericó (33); João Pessoa (25299); Joca Claudino (15); Juarez Távora (300); Juazeirinho (197); Junco do Seridó (57); Juripiranga (464); Juru (130); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (134); Lagoa Seca (672); Lastro (19); Livramento (99); Logradouro (143); Lucena (405); Mãe d’Água (18); Malta (106); Mamanguape (2214); Manaíra (11); Marcação (353); Mari (1132); Marizópolis (32); Massaranduba (324); Mataraca (208); Matinhas (72); Mato Grosso (17); Matureia (48); Mogeiro (167); Montadas (47); Monte Horebe (30); Monteiro (468); Mulungu (374); Natuba (63); Nazarezinho (38); Nova Floresta (67), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (74); Olho D´Água (40); Olivedos (92); Ouro Velho (1);  Parari (5); Passagem (30); Patos (3433); Paulista (217); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (35); Pedras de Fogo (1281); Pedro Régis (50); Piancó (168); Picuí (228); Pilar (376); Pilões (108); Pilõezinhos (265); Pirpirituba (309); Pitimbu (611); Pocinhos (164);  Poço Dantas (20); Poço de José Moura (29); Pombal (518); Prata (7); Princesa Isabel (87); Puxinanã (275);  Queimadas (1125); Quixaba (33); Remígio (240); Riachão (74); Riachão do Bacamarte (228);  Riachão do Poço (92); Riacho de Santo Antônio (30); Riacho dos Cavalos (14); Rio Tinto (1062); Salgadinho (29); Salgado de São Felix (245); Santa Cecília (74); Santa Cruz (58); Santa Helena (19); Santa Inês (63);  Santa Luzia (251); Santa Rita (2843); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (6); Santana dos Garrotes (18); Santo André (13); São Bentinho (62); São Bento (1808); São Domingos (6); São Domingos do Cariri (53);  São Francisco (34);  São João do Cariri (99); São João do Rio do Peixe (263); São João do Tigre (12); São José da Lagoa Tapada (58); São José de Caiana (48); São José de Espinharas (58); São José de Piranhas (179); São José de Princesa (2); São José do Bonfim (59); São José do Brejo do Cruz (13); São José do Sabugi (233); São José dos Cordeiros (42); São José dos Ramos (250); São Mamede (44); São Miguel de Taipu (139); São Sebastião de Lagoa de Roça (230); São Sebastião do Umbuzeiro (18); São Vicente do Seridó (49); Sapé (1083); Serra Branca (161); Serra da Raíz (27); Serra Grande (11); Serra Redonda (261); Serraria (171); Sertãozinho (238); Sobrado (189); Solânea (549); Soledade (164); Sossego (15), Sousa (1543); Sumé (250); Tacima (123); Taperoá (93); Tavares (139); Teixeira (165); Tenório (30); Triunfo (66); Uiraúna (127); Umbuzeiro (77); Várzea (17); Vieirópolis (7); Vista Serrana (13), Zabelê (28).
*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 20/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Os 21 óbitos registrados nesta quarta-feira ocorreram entre 17 de maio e 20 de agosto, 07 deles nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 36 e 89 anos, sendo 07 deles com menos de 65 anos. Cardiopatia é a comorbidade mais frequente e 02 deles não possuíam nenhuma comorbidade. Sobre o local de ocorrência, dois deles aconteceram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Mulher, 47 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença hepática. Início dos sintomas em 31/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/08/2020.

Homem, 53 anos, residente em Itaporanga. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 09/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/08/2020.

Mulher, 58 anos, residente em Uiraúna. Hipertensa, diabética. Início dos sintomas em 25/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Homem, 73 anos, residente em São José dos Ramos. Cardiopata. Início dos sintomas em 19/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Homem, 78 anos, residente em Fagundes. Etilista e ex-tabagista. Início dos sintomas em 05/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/08/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Alagoinha. Hipertensa. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 19/08/2020.

Mulher, 65 anos, residente em Pedras de Fogo. Hipertensa, diabética, cardiopata. Início dos sintomas em 16/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/08/2020.

Mulher, 56 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 11/07/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/08/2020.

Homem, 61 anos, residente em Guarabira. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 30/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/08/2020.

Mulher, 79 anos, residente em São José de Piranhas. Cardiopata. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/08/2020.

Mulher, 38 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata. Início dos sintomas em 03/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 13/08/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Gurinhém. Hipertensa, cardiopata, ex-tabagista. Início dos sintomas em 10/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/08/2020.
Homem, 78 anos, residente em Campina Grande. Cardiopata, portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 26/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 82 anos, residente em Catolé do Rocha. Cardiopata. Início dos sintomas em 26/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 82 anos, residente em Rio Tinto. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 25/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 36 anos, residente em Conde. Portador de doença respiratória. Início dos sintomas em 29/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 06/08/2020.

Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, portadora de doença neurológica. Início dos sintomas em 31/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/08/2020.

Homem, 76 anos, residente em Campina Grande. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 03/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/07/2020.

Mulher, 83 anos, residente em Barra de Santana. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 24/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 07/07/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Puxinanã. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 27/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/06/2020.

Mulher, 89 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 10/04/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 17/05/2020.

Arcoverde confirma 27 casos de Covid-19 e três curados

Secretaria de Saúde de Arcoverde informa que, nesta quinta-feira, 20 de agosto, até às 18 horas, foram registrados vinte e sete (27) novos casos de Covid-19 e mais três (03) curados. O boletim diário, portanto, fica com cento e oitenta e oito (188) suspeitos, mil oitocentos e quarenta e seis (1.846) descartados, novecentos e oitenta e cinco (985) confirmados, trinta e dois (32) óbitos, e quinhentos e trinta (530) recuperados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, estão sendo testadas aproximadamente 100 pessoas por dia e o índice de cura com o tratamento oferecido aos pacientes é de 65%. O município está tendo nos resultados de testagens promovidas o seu maior número de casos positivos ultimamente. A taxa de óbitos encontra-se abaixo do limite estabelecido pelo Governo do Estado.

Vale lembrar, que dentro dos 985 confirmados, estão contabilizados os 32 óbitos e 530 curados. No total, a cidade tem seis (06) pacientes em UTI e quatorze (14) em enfermaria.

No Hospital Regional Ruy de Barros Correia, há quatro (04) pacientes de Arcoverde na UTI e seis (06) na enfermaria. No Hospital de Campanha há oito (08) internados. No Hospital Memorial Arcoverde há dois (02) pacientes na UTI.

Nas barreiras sanitárias das entradas da cidade, foram abordados 903 carros de fora. Não confunda flexibilização do comércio com cura do Covid-19. Não saia de casa, se não for necessário. Caso precise sair, use a proteção. Para dúvidas ou sugestões ligue para o Disk Coronavírus do município: 0800-281-55-89 e 3821-0082.

Serra Talhada registra 62 novos casos positivos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 62 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24h, totalizando 2.939 casos confirmados. São 24 pacientes do sexo masculino e 38 do sexo feminino, com idades entre 02 e 84 anos. 

O número de casos suspeitos caiu para 55 e o de casos descartados subiu para 11.003. Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.534 pacientes recuperados, 348 em tratamento domiciliar, 13 em leitos de internamento e 44 óbitos. Em relação aos profissionais de saúde são 99 recuperados e 11 em tratamento.
Internamentos – O município tem 20 pacientes internados (casos suspeitos e confirmados), sendo 07 no Hospam, 12 no Hospital Eduardo Campos e 01 nos Leitos de Retaguarda Municipais do Hospital São José.
O boletim diário, portanto, fica com 2.939 casos confirmados, 55 casos suspeitos, 2.534 recuperados, 11.003 descartados e 44 óbitos.
CASOS CONFIRMADOS:
ZONA URBANA
Cohab/Tancredo Neves (206)
Bom Jesus (341)
CAGEP (78)
IPSEP (496)
Caxixola (67)
São Cristóvão (383)
Borborema (47)
Vila Bela (139)
Alto da Conceição (138)
AABB/Várzea (324)
Centro (299)
Malhada Cortada/Baixa Renda (46)
Universitário (37)
Mutirão (83)
Nossa Senhora de Fátima (07)
José Tomé de Souza (06)
ZONA RURAL
Fazenda Icós (01)
Barra do Exú (10)
Varzinha (38)
Sítio Conceição de Cima (05)
Lagoa da Pedra (01)
Caiçarinha da Penha (16)
Fazenda Juazeiro (04)
DNOCS (05)
Sítio Poço Escuro (09)
Fazenda Saco – IPA (14)
Fazenda Cacimbinha (02)
Fazenda Cajuí (08)
Sítio Bom Sucesso (23)
Vila Santa Rita (03)
Fazenda Ponta da Serra (04)
Sítio Poço Frio (02)
Serrote Branco (01)
Açude de Baixo (01)
Conceição de Baixo (05)
Fazenda Santa Terezinha (01)
Fazenda Cachoeira (02)
Fazenda Jatobá (02)
Sítio Lagartixa (02)
Sítio Barra (04)
Fazenda Nova (05)
Fazenda Alegre (01)
Malhada da Pedra (01)
Serra Grande (01)
Baixio da Carnaúba (06)
Malhada do Juá (04)
Sítio Tapera (07)
Fazenda Veneranda (01)
Sítio Juazeirinho (09)
São João dos Gaias (05)
Fazenda Cacimba Velha (03)
Fazenda Cacimba Nova (02)
Maxixeiro (02)
Jardim das Oliveiras (02)
Fazenda Saco da Roça (01)
Fazenda Jazigo (03)
Fazenda São Miguel (01)
Santana de Caiçarinha (04)
Juazeiro Grande (01)
Fazenda Ema (01)
Fazenda Carnaúba (01)
Sítio Três Passagens (01)
Assentamento Ivan Santos (01)
Fazenda Firmiano (01)
Assentamento Poço do Serrote (01)
Bernardo Vieira (02)
Sítio Serragem (01)
Sítio Cacimba de Cima (Varzinha) (01)
Sítio Boa Vista (01)
Cachoeira 2 (02)
Fazenda Salgadinho (01)
Fazenda Riacho do Bode (01)
Fazenda Cacimba de Baixo (01)
Fazenda Mucambo (01)
Fazenda Santa Rita (01)
Fazenda Lagoinha (01)
Fazenda Quixaba (01)

Araripina chega a 1201 casos confirmados da Covid-19

O município de Araripina confirmou mais 40 novos casos da Covid-19, segundo o boletim apresentado nesta quinta-feira (20) pela Secretaria Municipal de Saúde. Agora, o número de pacientes diagnosticados com a doença subiu para 1201.

Ainda de acordo com o boletim, não houve alteração no número de mortes que continua em 28. Até o momento 454 pessoas já se recuperaram da doença e 104 casos estão em investigação

O município já realizou 3.670 testes, sendo 688 pelo Laboratório Estadual de Saúde (Lacen) e 2.982 por testagem rápida.

No Sertão do Araripe já foram registradas 87 mortes decorrentes do novo coronavírus. Foram 28 em Araripina, 20 em Ipubi, 12 em Trindade, 12 em Ouricuri, 07 em Bodocó, 07 em Exu e 01 em Moreilândia.

Com apoio de Maia, governo reverte derrota e mantém veto a reajuste do funcionalismo

Foram 316 votos de deputados a favor do veto, e 165 contra. Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro.

O resultado também representa êxi
to, no primeiro grande teste, do novo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). (Foto: Reprodução)

— Após força-tarefa do governo, o Congresso manteve nesta quinta-feira (20) o amplo congelamento salarial de servidores públicos até o fim de 2021, defendido pelo ministro Paulo Guedes (Economia).

Em votação folgada, a Câmara desfez a derrota sofrida pelo governo nesta quarta (19) no Senado, que queria desidratar a medida. Assim, o Congresso manteve o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e rejeitou a ideia de deixar uma brecha para que algumas categorias conseguissem aumentos salariais mesmo diante de uma crise nas contas públicas.

Desde cedo, foi feito um esforço de articulação política, acionando o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e líderes do centrão (como PP, PL e Republicanos).

O resultado também representa êxito, no primeiro grande teste, do novo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Foram 316 votos de deputados a favor do veto, e 165 contra. Eram necessários 257 votos de deputados para derrubar o ato de Bolsonaro. Sem atingir o patamar mínimo, o veto fica mantido, apesar da decisão do Senado na quarta. Um veto cai quando é rejeitado nas duas Casas.

Segundo o Ministério da Economia, deixar a possibilidade de reajuste para algumas carreiras, como policiais, médicos e professores, poderia representar um aumento de despesas entre R$ 98 bilhões e R$ 120 bilhões aos cofres da União, estados e municípios.

Bolsonaro declarou na manhã desta quinta-feira (20) que, se o veto fosse derrubado, seria impossível governar o Brasil. O Orçamento vem sendo pressionado nos últimos anos pelo crescimento de despesas obrigatórias, como aposentadorias e salários de servidores.

Na articulação desta quinta, interlocutores do governo afirmaram que, caso categorias fossem blindadas, o plano de prorrogar o auxílio emergencial poderia ser revisto. A estratégia foi colocar na conta dos parlamentares o desgaste de comprometer um programa de ajuda à população mais vulnerável durante a pandemia da Covid-19.

“Essa decisão é muito importante hoje porque o presidente [Bolsonaro] vai eventualmente anunciar uma prorrogação do auxílio emergencial, e esse impacto pode e vai certamente mudar a possibilidade dos valores e do prazo que esse auxílio vai ser prorrogado”, disse Barros, que é ligado ao centrão – grupo de partidos que se aproximou do Planalto após a liberação de emendas e cargos.

O governo estuda estender o prazo de pagamento do auxílio emergencial, previsto para acabar nas próximas semanas. A prorrogação do benefício (talvez até o fim do ano) deve ser em valor menor que os atuais R$ 600.

Para tentar costurar um acordo na Câmara, Barros e o líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), convocaram uma reunião para angariar votos entre deputados. O Planalto também contava com ação de governadores, que sofrem com a pressão por reajustes salariais.

Aliados do governo ficaram mais confiantes após a atuação de Maia. No início da tarde, ele reuniu líderes do centrão e, juntos, declararam preocupação com a situação dos gastos públicos se o Congresso deixasse a possibilidade de reajustes ao funcionalismo.

Num gesto incomum, Maia foi à tribuna de uma sessão do Congresso discursar: “Se ninguém vai ter condição de dar aumento, vamos trabalhar pela manutenção desse veto.” Ele disse que a crise não acabou e defendeu o controle de gastos. “Quanto mais custa o Estado brasileiro, mais punido é o cidadão”.

Sem conseguir avançar na reforma administrativa (para reduzir despesa com o funcionalismo), Guedes apresenta o congelamento salarial amplo como triunfo de sua gestão.
O ministro aproveitou as discussões, no primeiro semestre, sobre um pacote de socorro financeiro a governadores e prefeitos durante a pandemia para incluir uma contrapartida: o congelamento salarial de servidores federais, estaduais e municipais até o fim de 2021.

Mas ele acabou sofrendo um revés. Com chancela de Bolsonaro, o Congresso chegou a aprovar exceções ao congelamento. Ou seja, abriu brecha para que o presidente, governadores e prefeitos pudessem conceder reajustes a carreiras específicas.

Após críticas e a insatisfação de Guedes, Bolsonaro recuou e decidiu vetar o trecho que pouparia corporações, confirmando, então, que o congelamento seja amplo.
Bolsonaro vetou a blindagem de categorias, como professores, médicos, enfermeiros, profissionais de limpeza urbana, agentes funerários, peritos, agentes socioeducativos e de assistência social, policiais (federais, civis, militares, rodoviários, etc) e as Forças Armadas.

Os congressistas não analisaram um aumento salarial específico, e sim a possibilidade de essas carreiras conseguirem novos reajuste nos próximos 18 meses.

Antigo partido de Bolsonaro, o PSL possui uma bancada formada por parlamentares ligados a corporações, especialmente da segurança pública. Apesar da pressão de servidores, o líder da sigla, Felipe Francischini (PSL-PR), orientou a bancada a votar pela manutenção do veto do presidente.

Deputado que atua como articulador informal do Planalto, o líder do PP, Arthur Lira (PP-AL), defendeu que a Câmara tenha responsabilidade fiscal e impedisse o aumento de gastos públicos, inclusive para preservar o auxílio emergencial.

O líder do Republicanos na Câmara, Jhonatan de Jesus (RR), disse que Bolsonaro tem enfrentado dificuldades para manter as contas públicas. “Não é contra o servidor, mas é sim com a responsabilidade das contas públicas.”

Nesta quarta, o Senado, por 42 votos a 30, decidiu pela derrubada do veto – resultado da falta de confiabilidade nos acordos fechados entre o governo e os líderes partidários na Casa.

Senadores bolsonaristas, liderados pelo vice-líder do governo Izalci Lucas (PSDB-DF), se uniram a parlamentares da oposição, sendo responsáveis pela derrubada do veto. A ideia do grupo era dar uma espécie de recado ao governo. A moeda de troca que os senadores cobram é cumprimento de acordos feitos com o governo durante as votações.
O Palácio do Planalto reagiu com surpresa e indignação à votação do Senado porque acreditavam no acordo que havia sido feito.

Auxiliares do presidente apontam como traidores Soraya Thronicke (PSL-MS), Daniella Ribeiro (PP-PB), Jorginho Mello (PL-SC) e Izalci.

Até o final da tarde, não estava definido se e em que proporção haveria uma retaliação por parte do Planalto. Uma possibilidade era que Lucas perdesse a vice-liderança do governo no Senado.

No trabalho pela manutenção do veto na Câmara, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, conversou por telefone com Rodrigo Maia e com governadores. O general disse a interlocutores que a manutenção dos vetos conta com apoio dos chefes dos Executivos estaduais, inclusive no Nordeste, onde a maioria deles é de oposição ao governo Bolsonaro.

O congelamento salarial é, segundo integrantes da equipe econômica, uma forma de a renda do funcionalismo também ser atingido pela pandemia, já que trabalhadores da iniciativa privada perderam emprego ou tiveram o salário cortado.

Em linha com o time de Guedes, Maia também cobrou que o apoio do funcionalismo diante da crise: “Eu defendo que não é possível que com mais de 16 milhões de contratos de trabalhos suspensos do setor privado, quase 2 milhões de desempregados, a gente não possa dar um sinal aos milhões de brasileiros que o serviço público no mínimo não dará nenhum tipo de aumento até o próximo ano.”

O presidente da Câmara e o ministro da Economia querem aprovar a reforma administrativa para conter o avanço do gasto com pessoal. Guedes chegou a apresentar uma versão da proposta ao Palácio do Planalto, mas Bolsonaro travou as discussões. Parte da base de apoio do presidente é formada por servidores públicos.

Araripina: Deputada Roberta Arraes, Tião do Gesso e Aluízio Coelho se unem para disputa da eleição 2020

Em Araripina, a deputada Roberta Arraes oficializou seu apoio a chapa formada por Tião do Gesso, pré-candidato a prefeito da cidade e Aluízio Coelho, pré-candidato a vice-prefeito.

Com a chegada da parlamentar, que tem uma grande força política na região e vem trabalhando e levando muitas conquistas para Araripina, a chapa de Tião do Gesso se fortalece rumo à vitória nas eleições 2020.

Para o pré-candidato a prefeito da cidade, a junção com Roberta Arraes consolida não só o seu grupo, como também o seu projeto de administrar o município.

“É uma grande adesão! O apoio de Roberta nos aproxima ainda mais do Governo do Estado, e fortalece nosso projeto de trabalhar por uma Araripina mais justa, de oportunidades e que volte para seu desenvolvimento!”, afirmou Tião do Gesso.

Para a deputada Roberta Arraes, essa junção só vem a somar para a mudança que Araripina precisa. “Nós temos o mesmo sonho que é fazer a vida do povo de Araripina mudar pra melhor. Caminharemos juntos, pensando no nosso povo! Contem comigo, com meu trabalho, compromisso e dedicação por esta terra que amo! Vamos rumo à vitória e trazer o desenvolvimento que a nossa cidade precisa!”, finalizou a deputada.

BC cria grupo de trabalho para discutir emissão de moeda digital 
Nova ferramenta difere da criptomoeda por ter garantia do governo

Banco Central

O lançamento de uma moeda digital com garantia do governo avançou um passo ontem (20), com a criação de um grupo de trabalho pelo Banco Central (BC) para discutir a eventual emissão da CBDC (moeda digital do Banco Central, na sigla em inglês).

O grupo de trabalho terá como objetivo propor um modelo de emissão de moeda digital que identifique riscos, garantindo a segurança cibernética, a proteção dos dados e o respeito às normas e às regulações do BC. A CBDC, informou o Banco Central, precisa preservar a estabilidade financeira e assegurar a condução das políticas monetária e econômica.

Em nota, o BC informou que uma eventual moeda digital não faria concorrência ao real, mas seria uma nova forma de representação da atual moeda, tendo garantia do governo e estando sujeita à política monetária, tendo a circulação diminuída quando os juros sobem e elevada quando as taxas caem. Diferentemente de criptomoedas, como o bitcoin, a CBDC circularia com garantia do governo.

Pix

O grupo de trabalho também analisará possíveis benefícios complementares que a moeda digital introduziria ao Pix, nova plataforma de pagamentos instantâneos que funcionará a partir de 16 de novembro. “Essa nova forma de moeda pode provocar mudanças substanciais no sistema financeiro nacional”, informou a autoridade monetária.

Para o Banco Central, uma das possíveis vantagens da CBDS está no aprimoramento das transações comerciais entre as pessoas e mesmo entre os países. “O estudo irá comparar os potenciais benefícios de uma CBDC no aprimoramento do bem-estar e na preservação da cidadania financeira de sua sociedade com os riscos inerentes dessa nova forma de pagamento”, informou a nota do BC.

Agência Brasil

Ainda sem nome, a nova estatal seria controladora da Eletronuclear, que administra as usinas nucleares de Angra dos Reis (RJ), e sócia de Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR). (Foto: Reprodução)

 Apesar da resistência do Congresso em avançar com a privatização da Eletrobras, o governo reservou R$ 4 bilhões no Orçamento de 2021 para dar início à execução do plano e criar uma estatal para reunir parte das operações da empresa após a venda.

Os recursos seriam necessários para compor a participação da União no capital da nova empresa e, segundo técnicos que participam das discussões, poderia bancar ao menos parte das obras da usina de Angra 3, paralisadas desde 2015.

Ainda sem nome, a nova estatal seria controladora da Eletronuclear, que administra as usinas nucleares de Angra dos Reis (RJ), e sócia de Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR).

A justificativa para manter essas atividades nas mãos da União é que haveria dificuldades legais para transferi-las integralmente à iniciativa privada.

No caso das geradoras de Angra, a trava está na Constituição. Ela proíbe a exploração privada da energia nuclear – hoje exercida pela Eletronuclear, da Eletrobras.

Já Itaipu é resultado de um tratado entre Brasil e Paraguai. Pelo acordo, a comercialização de energia produzida deve ser feita por empresa de controle da União.

A criação da estatal é discutida após a saída de Salim Mattar, então secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, do governo.

Criticado pela demora nas privatizações prometidas desde a campanha eleitoral, ele atribuiu o fato à falta de vontade política do “establishment”.

A interpretação dos técnicos é que a reorganização em uma nova empresa é mais viável do que discutir aspectos técnicos, regulatórios e políticos para transferir essas atividades para entes privados. Isso poderia atrapalhar ainda mais a privatização da Eletrobras.

Uma saída estudada seria propor a um interessado privado participação de, no máximo, 49% na empresa ou nas usinas.

No caso de Angra 3, China e EUA – que no mundo travam uma disputa comercial e geopolítica – querem ser sócios. Russos e franceses também avaliam entrar nesse negócio.

Por causa do alinhamento estratégico de Jair Bolsonaro (sem partido) com o presidente dos EUA, Donald Trump, os técnicos do Ministério de Minas e Energia que trabalham no projeto de Angra 3 consideram definir barreiras para dificultar o investimento chinês na usina.

Angra 3 foi incluída, em julho de 2019, no PPI (Programa de Parceria de Investimentos).

Porém, ainda não se sabe se o governo voltará a propor uma sociedade à iniciativa privada nessa usina ou se irá contratar um grupo para concluir as obras que estão paralisadas por causa de um esquema de corrupção investigado pela Lava Jato na Eletronuclear.

De qualquer forma, reunir as duas empresas em uma só holding abre espaço para que, no futuro, o governo também aproveite recursos da hidrelétrica para compensar o déficit em Angra.

Essa solução permitiria viabilizar o fomento do governo ao programa nuclear, que, na gestão do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ganhou força.
A dívida de Itaipu está vencendo, deixando a companhia sem essas obrigações a partir de 2023. Isso, na visão dos que defendem o plano, livraria os consumidores de mais aumentos de tarifa.

Com Itaipu e as receitas de Angra 1 e 2, seria possível concluir Angra 3 e as receitas do conjunto poderiam ser usadas depois para novas obras ou para pagar dividendos ao governo. Estima-se que a usina exigirá investimentos da ordem de R$ 17 bilhões.

A reorganização de Angra e Itaipu começou a ser planejada no governo Michel Temer (MDB) e foi resgatada na gestão Bolsonaro.

O plano é uma condição para a privatização da Eletrobras e está previsto no projeto de lei do Executivo para a venda da empresa, que libera uma nova estatal para as atividades.
Mas o texto, enviado em novembro de 2019, ainda não avançou. Para prosseguir, depende de aval do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Maia diz que a privatização da Eletrobras é fundamental, mas que há outras prioridades no momento, como a defesa do teto e as reformas. Para ele, o Congresso não deve tratar de assuntos polêmicos agora.

Antes mesmo da pandemia, a privatização da empresa era vista como algo de difícil aprovação. A venda é tratada publicamente como uma prioridade desde o governo Temer.

Bomba de combustível

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira (20), reajuste nos preços da gasolina, de 6%, e do diesel, de 5%. Os novos preços valem a partir desta sexta-feira (21) e são referentes ao cobrado nas vendas às distribuidoras. O valor final nos postos para os motoristas agrega outros custos e varia segundo o mercado.

De acordo com o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 8 e 15 de agosto, o preço médio da gasolina comum no país foi de R$ 4,234. O diesel S-500 foi de R$ 3,364. O etanol, de R$ 2,769. E o gás de cozinha, de R$ 70,01, para o botijão de 13 kg.

Os preços são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista dependerá do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica, em nota, a estatal.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. “Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis”. 

Morre Sebastião Pereira, ex vice-prefeito de Terra Nova

Foto: reprodução

Faleceu na tarde de hoje, quinta-feira, (20-08), o ex vice-prefeito de Terra Nova, Sebastião Pereira. Em nota o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores, José Edivaldo David de Barros, ao tempo que lamentou o falecimento de uma das principais reservas morais da política terranovense, manifestou pesar e suas considerações de respeito à família por essa perca irreparável.

NOTA DE PESAR

“Foi com profunda tristeza que o município de Terra Nova recebeu na tarde de hoje a notícia do falecimento de Sebastião Pereira de Sá Barros, ex vice-prefeito e ex-vereador de Terra Nova.

Sebastião Amâncio, como era conhecido em Terra Nova, pautou sua vida pública regida pelo princípio da probidade. Homem de caráter exemplar, altruísta nato, formou uma família linda e querida no nosso município. Homem de humildade notável, um dos poucos políticos terranovenses que sempre teve “passe-livre” para adentrar em qualquer casa. Militou na política durante quase toda a vida, sabendo de forma impecável a diferença entre adversário político e inimizade. Viveu para fazer amigos. Deixa uma lacuna enorme na vida pública de Terra Nova. Fica seu legado exemplar onde a honestidade, simplicidade e carisma impera.

Aos familiares, deixo meu fraterno abraço e votos de pesar. Que Deus possa confortar o coração de todos”, escreveu o Presidente da Câmara Municipal.

José Edivaldo David de Barros

– Presidente da Câmara –

Na noite desta quarta-feira (19), Zé Negão e seus correlegionários postaram nas redes sociais uma foto com a chapa majoritária da Oposição em Afogados da Ingazeira com José Edson Ferreira, o Zé Negão (Podemos) e o ex-vereador Renon de Ninô (PTB).

O nome de Renon de Ninô já vinha sendo cogitado como vice da chapa oposicionista a muito tempo. É comerciante, ex-vereador e agora confirmado como vice na chapa de Zé Negão.

Sertão do Pajeú passa dos 5 mil casos confirmados de Covid-19

Serra Talhada e Afogados da Ingazeira registram novos óbitos.

Triunfo teve pior dia e confirmou mais 33 casos.

Por André Luis

De acordo com os boletins epidemiológicos divulgados nesta quarta-feira (19.08), pelas secretarias de saúde dos municípios do Pajeú, a região totaliza 5.060 casos confirmados de Covid-19. Doze cidades registraram juntas 157 novos casos nas últimas 24 horas.

Portanto, os números de casos confirmados no Pajeú ficam assim: Serra Talhada continua liderando o número de casos na região e conta com 2.877 confirmações. Logo em seguida, com 378 casos confirmados está São José do Egito, Tabira está com 377 casos confirmados, Afogados da Ingazeira está com 345, Triunfo tem 194, Carnaíba está com 151 e  Calumbi está com 130 casos confirmados.

Flores tem 105 casos, Itapetim tem 86, Quixaba tem 80, Brejinho está com 61, Santa Cruz da Baixa Verde tem 58, Iguaracy tem 57, Solidão está com 54, Tuparetama tem 52, Santa Terezinha tem 43 e Ingazeira tem 12 casos confirmados.

Mortes – Com mais dois óbitos registrados em Serra Talhada e um em Afogados da Ingazeira, a Região tem agora no total, 99 óbitos por Covid-19. Até o momento, treze cidades registraram mortes. São elas: Serra Talhada 44, Triunfo e Carnaíba tem 9 óbitos cada, Afogados da Ingazeira 8, Tabira tem 6, Flores tem 5, Tuparetama tem 4, Quixaba, Iguaracy e Itapeitm tem 3 cada, São José do Egito e Santa Terezinha tem  2 óbitos cada, Calumbi tem 1 óbito.

Recuperados – A região conta agora com 4.260 recuperados. O que corresponde a 84% dos casos confirmados. 

O levantamento foi fechado às 8h desta quinta-feira (20.08), com os dados Fornecidos pelas secretarias de saúde dos municípios.

Confira pesquisa para prefeitura Recife-PE: Marília, João e Patrícia avançam pouco. Mendonça recua

Na segunda rodada de pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife encomendada pelo Blog do Magno ao Instituto Potencial, da Bahia, o quadro não mudou absolutamente nada em relação à anterior, feita em 16 de julho passado. Todos os candidatos se movimentaram dentro da margem de erro. Numericamente, o que mais cresceu foi João Campos, do PSB, dois pontos percentuais, saindo de 9% para 11%. Já Marília Arraes, pré-candidata do PT, oscilou positivamente um ponto, saindo de 21% para 22%.

O que mais caiu foi Mendonça Filho, do DEM, recuando de 12% para 7%, cinco pontos a menos. Pré-candidata pelo Podemos, a delegada Patrícia Domingos também oscilou positivamente um ponto, de 12% para 13%. Já Daniel Coelho, do Cidadania, recuou um ponto, de 10% para 9%. Marco Aurélio, do PRTB, perdeu dois pontos, recuando de 3% para 1%, enquanto Alberto Feitosa, do PSC, se manteve em 1%. Incluído na pesquisa, Túlio Gadelha, do PDT, apareceu com 3%. Brancos e nulos cresceram de 17% para 22%, enquanto os que não sabem ou não quiseram responder recuaram de 15% para 11%.

Na espontânea, Marília também lidera com 12%, seguida por João Campos, com 6% e a delegada Patrícia Domingos, com 5%. Na sequência aparece Daniel Coelho com 3% e Mendonça Filho com 2%. Túlio Gadelha é o último com 1%, enquanto Marco Aurélio e Alberto Feitosa não foram citados. Neste modelo, que do ponto de vista científico não tem valor expressivo, os indecisos chegam a 39% e 24% representam a soma dos nulos e brancos, enquanto 3% não quiseram responder.

No quesito rejeição, Mendonça Filho lidera. Entre os entrevistados, 62% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Em seguida aparece Daniel Coelho, com 53, depois Marco Aurélio, com 52% e Feitosa, com 50%. Na sequência, Túlio Gadelha aparece com 49% e Marília tem 39%. Dos que estão no páreo, a delegada Patrícia Domingos é a que detém a menor taxa de rejeição – 34%. A taxa de João Campos é de 45%. 

O Potencial fez também cenários de segundo turno. Numa disputa entre Marília Arraes e Patrícia Domingos, a petista teria 33% contra 23% da delegada, diferença de dez pontos percentuais. Já sendo João Campos o adversário da petista, a diferença aumentaria. Marília aparece com 34% e João com 19%.  A pesquisa foi a campo entre os dias 15 a 19 deste mês, sendo aplicados 800 questionários presenciais e não por telefone, como se deu no primeiro levantamento. A margem de erro é de 3,46 pontos percentuais para mais ou para menos. O registro na justiça eleitoral é o de número 03553/2020.

A metodologia quantitativa com a técnica de entrevistas individuais pessoais diretas com salto sistemático garantindo a aleatoriedade da amostra. As entrevistas foram realizadas por uma equipe de entrevistadores da POTENCIAL, devidamente treinada para este tipo de abordagem.

O plano amostral foi desenvolvido considerando um nível de confiança de 95% (intervalo de confiança), a população completamente heterogênea (variância máxima), e margem amostral (erro amostral) de 3,46 pontos percentuais (aproximado 3,5). Com esta configuração o tamanho da amostra ficou sendo de 800 entrevistas. A amostra é representativa dos eleitores da área pesquisada (Recife), e foi selecionada da seguinte forma:

Em primeiro lugar foram definidos estratos com base nas regiões político-administrativas (agregação por bairros), e todos os estratos foram investigados, sendo o número de entrevistas em cada uma proporcional ao tamanho da população (IBGE). A partir daí, são selecionados aleatoriamente os bairros de cada estrato (RPA’s).

Em seguida, é feita a seleção aleatória do (a) entrevistado (a) utilizando-se quotas em função da ponderação das variáveis gênero e idade. Para a ponderação foram utilizadas informações do TSE – julho 2020 e delimitação dos estratos (RPA’s) por bairros conforme definição oficial.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

Também foi apontado o grau de satisfação do eleitorado com as gestões municipal, estadual e federal. O prefeito Geraldo Júlio (PSB) aparece com maior desaprovação do que aprovação. Dos entrevistados, 37% reprovaram sua gestão, sendo que 27% avaliaram como péssima e 10% ruim, enquanto 34% acham regular. Já entre os que aprovam, 28% no total, 23% consideram boa e apenas 5% ótima.

O Governo Paulo Câmara tem uma desaprovação maior ainda – 43%, sendo que desse total 30% consideram seu Governo péssimo e 13% ruim, enquanto os que acham regular são 35%. Entre os que aprovam, 20% na totalidade, 16% julgam boa e 4% ótima. Bolsonaro, enfim, tem 43% de desaprovação – 33% consideram péssima e 10% ruim, enquanto 25% acham regular. Entre os que aprovam, 32% no total, 21% acham boa e 11% ótima.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!