Quem se inscreveu para receber a ajuda de R$ 600 por meio do aplicativo ou do site do programa tem calendários de pagamentos divididos em lotes dentro de cada parcela.

No caso dos que já recebiam o Bolsa Família, os pagamentos do novo benefício seguem as mesmas datas previstas para o bolsa. (Foto: Reprodução)

Os trabalhadores elegíveis ao Auxílio Emergencial têm diferentes calendários para receber os benefícios.

Quem se inscreveu para receber a ajuda de R$ 600 por meio do aplicativo ou do site do programa tem calendários de pagamentos divididos em lotes dentro de cada parcela. Isso acontece porque o pagamento é liberado à medida que os inscritos vão sendo aprovados.

No caso dos que já recebiam o Bolsa Família, os pagamentos do novo benefício seguem as mesmas datas previstas para o bolsa. Já para os que estavam no Cadastro Único, mas não recebiam o Bolsa Família o calendário de pagamentos é o mesmo do primeiro lote dos inscritos via app e site.

Inscritos via app e site

No total, até o momento, são quatro lotes de pagamento, que contemplam os trabalhadores que foram aprovados até o final de junho para receber o Auxílio.

O calendário de pagamentos anunciado pela Caixa Econômica Federal até o momento contempla três parcelas do Auxílio Emergencial. No entanto, há lotes que só receberam a primeira parcela, como o 3 e 4, ou seja, que englobam os aprovados em junho – veja a situação de cada lote abaixo.

O governo já anunciou que estenderá o pagamento do Auxílio por mais dois meses. A proposta é que sejam pagas, para os cadastrados no site e aplicativo, mais quatro parcelas, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil. Ou seja, no total serão sete parcelas:

O pagamento deverá ser feito da seguinte maneira:

R$ 500 no início do mês;
R$ 100 no fim do mês;
R$ 300 no início do mês;
R$ 300 no fim do mês.

Lote 1

Quem são: trabalhadores aprovados em abril
Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela em poupança social digital da Caixa entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.

Lote 2

Quem são: trabalhadores aprovados em maio
Situação atual: beneficiários receberam a 2ª parcela em poupança social digital entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.

Lote 3

Quem são: aprovados no início de junho
Situação atual: beneficiários receberam a 1ª parcela em poupança social digital em 16 ou 17 de junho. Saques foram liberados entre 6 e 14 de julho.
Parcelas que faltam: 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.

Lote 4

Quem são: aprovados no fim de junho
Situação atual: beneficiários receberam a 1ª parcela em poupança social digital entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.

Inscritos no Cadastro Único, mas fora do Bolsa Família

O calendário acompanha o Lote 1 dos inscritos via app e site. Também serão sete parcelas, sendo que as quatro últimas serão pagas ao longo de dois meses e vão somar, ao todo, R$ 1,2 mil.

Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela em poupança social digital da Caixa entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.

Parcelas que faltam: 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.

Trabalhadores dentro do Bolsa Família

Os pagamentos seguem o calendário do próprio benefício. Para estes, não haverá ‘divisão’ dos últimos dois meses do benefício. Assim, embora o valor seja o mesmo, serão apenas 5 parcelas, todas elas de R$ 600.

Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela entre os dias 17 e 30 de junho.
Parcelas que faltam: 4ª e 5ª parcelas. Os pagamentos serão feitos seguindo o calendário do Bolsa Família, sempre nos dez últimos dias úteis de cada mês. Assim, a 4ª parcela será paga entre 20 e 31 de julho; e a 5ª, entre os dias 18 e 31 de agosto.

 

Salgueiro: Em novo decreto, prefeitura proíbe festas e consumo de bebidas alcoólicas

Foto: divulgação

Com o aumento dos casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) em Salgueiro (PE), Sertão Central, a prefeitura municipal publicou nesta quarta-feira (15), O decreto de nº 054/2020, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em áreas internas e externas de estabelecimentos comerciais da cidade. O mesmo vale para ruas, calçadas, praças e parques. Quem descumprir tal medida, está sujeito a multa no valor de R$ 5 mil.

O decreto também prevê a proibição de qualquer tipo de festividade em clubes públicos ou privados com a presença de mais de dez pessoas, evitando assim, aglomerações. O descumprimento desta medida também acarreta multa no mesmo valor já citado.

 

Pernambuco confirma 1.384 novos casos da Covid-19 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta quarta-feira (14/07), 1.384 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Destes, 1.221 (88%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 163 (12%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 74.960 casos já confirmados, sendo 21.484 graves e 53.476 leves.

Também foram confirmados 57 óbitos, ocorridos desde o dia 22 de abril. Do total de mortes no informe desta quarta, 35 (61%) ocorreram de 22/04 a 11/07. As outras 22 (39%) ocorreram nos últimos 3 dias. Com isso, o Estado totaliza 5.772 óbitos pela doença. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!