Um universo de 13,6 milhões de informais terá que refazer o cadastro no aplicativo e site da Caixa Econômica Federal para receber o auxílio emergencial de R$ 600. Ao analisar 40 milhões de cadastros realizados no sistema do banco, a Dataprev não conseguiu  identificar se esses trabalhadores têm direito ao benefício. Outros 20,27 milhões foram considerados elegíveis e 6,97 milhões, inelegíveis.

Ao todo, foram finalizados no sistema 49, 2 milhões de cadastros até o final da tarde desta quarta-feira. Desse total, 46 milhões já foram repassados à Dataprev para cruzamento de dados e autorização do pagamento.

Quando o resultado é inconclusivo, o interessado pode fazer uma nova solicitação para corrigir dados informados anteriormente.  Entre os motivos para esse tipo de resultado  estão:  marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro; falta de inserção da informação de sexo;  inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento;  divergência de cadastramento entre membros da mesma família;  inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o interessado poderá contestar o motivo da não aprovação ou realizar nova solicitação. Para receber o auxílio emergencial, ele não pode receber outro benefício do governo e precisa se enquadrar nos critérios previstos nas lei: renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50)  ou renda familiar total de até três mínimos (R$ 3.135,00).

A Caixa Econômica Federal informou ainda que já pagou o auxílio emergencial de R$ 600 para 46,2 milhões de pessoas, o que representa um volume total de R$ 32,8 bilhões. Desse universo, 17,3 milhões são beneficiários do Bolsa Família, 10,5 milhões são trabalhadores inscritos no cadastro do governo e 18,4 milhões, informais que fizeram o cadastro no  aplicativo e site da Caixa para receber o benefício

                                       

CREMEPE recomenda médicos a estabelecerem prioridade para leitos de UTI

   

O iminente colapso no sistema de saúde de Pernambuco devido ao novo coronavírus levou o Conselho Regional de Medicina, o CREMEPE, a publicar uma recomendação orientando médicos a estabelecerem uma pontuação para os pacientes na hora de decidir quem terá prioridade nos já raros leitos de UTI e ventiladores.

A grosso modo, a prioridade será de pacientes que têm mais chance de viver. Pernambuco já tem a segunda maior taxa de letalidade pela doença do país, com 5,31 mortes a cada 100 mil habitantes, São Paulo (4,46) e Rio (4,27). Em primeiro lugar está o Amazonas, com taxa de 7,33.

Até o último dia 28, o Estado tinha 5.724 casos confirmados do novo coronavírus – como em todo o País, a subnotificação é imensa – e 508 mortes em decorrência da doença. A taxa de ocupação de UTIs e leitos de enfermaria chegou a 97% e a 86%, respectivamente.

Gestante prioridade – De acordo com as observações no documento publicado pelo CREMEPE, se dois pacientes tiverem pontuação igual e só houver uma vaga disponível, a prioridade deverá ser de gestantes e pessoas mais jovens.

O Conselho orienta ainda que todas as internações em UTI sejam avaliadas diariamente e reconsideradas de acordo com a resposta do paciente à terapia intensiva. Se apresentar piora clínica, o médico poderá indicar outras formas de tratamento paliativo, e assim liberar a vaga para outra pessoa.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, ontem, foram registradas 170 novas internações de pacientes que precisavam de UTI ou de respiradores.

Estado de Pernambuco aportará recursos para abertura de novos leitos de UTI nos municípios

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, anunciou, nesta quarta-feira (29), um reforço de recursos do tesouro estadual para complementar o custo da abertura e da manutenção de novos leitos de UTI nos municípios pernambucanos. Serão repassados diariamente R$ 400 para cada leito de UTI credenciado pelos municípios junto ao Ministério da Saúde para o enfrentamento ao novo coronavírus.

“A ideia é ampliar a nossa capacidade de assistência aos pacientes com a Covid-19, garantindo o melhor atendimento possível. É um esforço adicional do governo de Pernambuco que, tenho certeza, vai contribuir muito no enfrentamento à doença”, afirmou Paulo Câmara. Inicialmente, serão destinados R$ 4 milhões.

Na terça-feira (28), o governador e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, anunciaram que a parceria entre as gestões estadual e municipal já disponibilizaram 1.132 novos leitos para o tratamento dos pacientes do coronavírus. Desses, 677 são leitos de enfermaria e 455 são UTIs totalmente equipadas e preparadas para atender a população.

No início desta semana, Paulo Câmara anunciou a implantação de novos leitos de UTIs e enfermarias em mais 12 municípios da Região Metropolitana do Recife e do interior. Os leitos estão nas cidades de Moreno, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Olinda, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Salgueiro e Petrolina. Ele ressaltou que o processo de abertura de vagas vai continuar em maio. Caruaru, Serra Talhada e Petrolina, por exemplo, receberão novos leitos e vão inaugurar três hospitais de campanha.

Previsão é de chuva fraca por todo estado de Pernambuco nesta quinta-feira

Esta quinta-feira (30) será de chuvas com intensidade fraca na Região Metropolitana do Recife (RMR), segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac). A temperatura mínima pode chegar a 23° C e a máxima atingir 30° C.

No Agreste, a previsão também é de chuvas com mínima de 19° e máxima de 30° com o céu parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade fraca a moderada.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável

Máxima: 30° Mínima: 23°

Mata Norte

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 23°

Mata Sul

Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 23°

Agreste

Parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade fraca a moderada.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 30° Mínima: 19°

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado a nublado com chuva rápida de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 20°

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado a nublado com chuva rápida de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca.
Temperatura (ºC): Estável
Máxima: 32° Mínima: 21°

Foto: Rodrigo Pires

Auxílio emergencial: mais de 13 milhões de informais terão que refazer o cadastro no aplicativo da Caixa

Filas nas agências da Caixa no Recife Foto: Agência O Globo

Um universo de 13,6 milhões de informais terá que refazer o cadastro no aplicativo e site da Caixa Econômica Federal para receber o auxílio emergencial de R$ 600. Ao analisar 40 milhões de cadastros realizados no sistema do banco, a Dataprev não conseguiu  identificar se esses trabalhadores têm direito ao benefício. Outros 20,27 milhões foram considerados elegíveis e 6,97 milhões, inelegíveis.

Ao todo, foram finalizados no sistema 49, 2 milhões de cadastros até o final da tarde desta quarta-feira. Desse total, 46 milhões já foram repassados à Dataprev para cruzamento de dados e autorização do pagamento.

Quando o resultado é inconclusivo, o interessado pode fazer uma nova solicitação para corrigir dados informados anteriormente.  Entre os motivos para esse tipo de resultado  estão:  marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro; falta de inserção da informação de sexo;  inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento;  divergência de cadastramento entre membros da mesma família;  inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o interessado poderá contestar o motivo da não aprovação ou realizar nova solicitação. Para receber o auxílio emergencial, ele não pode receber outro benefício do governo e precisa se enquadrar nos critérios previstos nas lei: renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50)  ou renda familiar total de até três mínimos (R$ 3.135,00).

A Caixa Econômica Federal informou ainda que já pagou o auxílio emergencial de R$ 600 para 46,2 milhões de pessoas, o que representa um volume total de R$ 32,8 bilhões. Desse universo, 17,3 milhões são beneficiários do Bolsa Família, 10,5 milhões são trabalhadores inscritos no cadastro do governo e 18,4 milhões, informais que fizeram o cadastro no  aplicativo e site da Caixa para receber o benefício.

Coronavírus: governadores preparam nota de resposta às críticas de Bolsonaro

João Doria e Jair Bolsonaro

Os governadores estão articulando uma nota de repúdio às declarações que Jair Bolsonaro deu nesta quarta-feira (29), culpando-os pelo aumento do número de mortes por coronavírus. Os governadores dos principais estados — com a exceção de Romeu Zema, claro — e do Nordeste debatem neste momento o texto final do documento.

Bolsonaro, no cercadinho do Palácio da Alvorada, disse que a culpa seria das medidas de isolamento social implantadas por governadores e prefeitos:

— A imprensa tem que perguntar para o Doria porque mais gente está perdendo a vida em São Paulo, pergunta para ele. Tomou todas as medidas restritivas que achou que tinha que tomar. Não adianta a imprensa botar na minha conta essas questões que não cabem a mim. A minha opinião não vale, o que vale são os decretos de governadores e prefeitos.

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!