Brasília – O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, fala com imprensa após encontro com a presidenta Dilma (José Cruz/Agência Brasil)

O governador Paulo Câmara (PSB) nomeou o ex-prefeito de Bom Jardim, Fabiano Rufino (PSB), para ser assessor do Distrito Estadual de Fernando de Noronha. A indicação foi publicada no Diário Oficial, nesta sexta-feira (10).

O ex-prefeito Fabinho Rufino é filho do ex-deputado estadual Sebastião Rufino (PSB). O ex-prefeito se filiou ao PSB em setembro de 2015.

A nomeação é mais uma em uma longa lista de indicações de ex-prefeitos para cargos em comissão no governo Paulo Câmara.

Ainda em 2017, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) denunciou o suposto uso eleitoral de cargos em comissão para ex-prefeitos, na tribuna da Assembleia.

 

O oposicionista criticou o espaço dado para os aliados pelo governador.

“Queremos e merecemos saber quando o governo vai deixar de culpar a crise pela sua ineficiência ao mesmo tempo em que superlota a máquina para formar palanque para 2018”, afirmou o parlamentar.

O deputado ainda afirmou que a base aliada de Paulo Câmara na Assembleia tenta “naturalizar que há muito é condenável”.

“Aliar-se ao governo tornou-se um bom negócio. Mesmo para quem está com pendências no Tribunal de Contas o cargo foi garantido. Isso mostra bem o critério usado nas nomeações”, ironizou o deputado.

O parlamentar denunciou que os aliados nomeados para o Governo do Estado custavam, segundo o deputado estadual, R$ 2 milhões mensais aos cofres públicos.

“Para recorrer à estrutura da máquina estadual para abrigar ex-prefeitos e outros inúmeros aliados o governo esbanja eficiência”, atacou Álvaro Porto, também ex-prefeito de Canhotinho.

Com a palavra, a gestão da ilha, caso ache necessário.

 

2019: Pernambuco é maior que o Nordeste em geração de Microempreendedores Individuais

A crise econômica incentivou o interesse  em trabalhar para si mesmo.  Ter o próprio negócio vem sendo o sonho de muitos pernambucanosque buscam  uma saída, em meio às dificuldades encontradas, para ingressarem no mercado de trabalho. No último ano, 52,1 mil pessoas se tornaram Micro Empreendedores Individuais em Pernambuco, um crescimento de 21,14%. Atualmente, o Estado tem 298,6 mil pessoas formalizadas como MEI.Já o Nordeste tem 1,6 milhão de MEI, tendo crescido 20,29%.

Através da Secretária do Trabalho, Emprego e Qualificação, a Rede Estadual de Atendimento ao Empreendedor atendeu, somente no ano passado,  cerca de 83,732 mil microempreendedores. Os dados são das seis unidades dos Expressos Empreendedores  –  dos municípios do Cabo, Caruaru, Ipojuca, Petrolina, Recife e Salgueiro – que oferecem atendimento, palestras mensais, além de projetos que levam informações pertinentes sobre âmbito do empreendedorismo.

Segundo o assessor técnico da Rede Estadual de Atendimento ao Empreendedor, Murilo Nóbrega, esse crescimento, diante da demanda do MEI, se deu por duas razões básicas, estando entre elas o bom funcionamento das unidades. “A evolução se dá por duas razões: primeiro na qualidade no atendimento dos nossos pontos de atendimento e segundo por uma procura maior das pessoas que querem ser MEI, devido à dificuldade que elas estão encontrando para emprego”, conta Murilo.

Para ajudar no fortalecimento do MEI, entre outras ações, a SETEQ criou o programa Caravana do Empreendedorismo que, em cinco meses, percorreu 26 municípios espalhados pelas regiões do Agreste, Araripe, Itaparica, Mata Norte e Sul, RMR e São Francisco. A caravana contemplou 1.344 mil pessoas com temas como: Lei Geral do MEI, Educação Financeira, Empreendedorismo e orientações de Linhas de Crédito.

O secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, destaca a importância de dar continuidade ao projeto Caravana do Empreendedorismo. “O ano começou com muito trabalho na Seteq. Já em janeiro, daremos continuidade à caravana, projeto que tem levado ações de empreendedorismo a vários municípios do nosso estado. Até o dia 30/01 iremos  atender aos municípios da Região Metropolitana do Recife, a Mata Norte, Mata Sul e o Agreste”, diz o secretário Alberes.

Desembargador do Piauí quer prender jornalista que publicou denúncia contra ele

Foto: reprodução

O jornalista Arimateia Azevedo, do Piauí, obteve habeas corpus preventivo para não ser preso, após  o desembargador Erivan José Lopes, ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado haver pedido sua prisão preventiva, em razão de notícias sobre denúncias de um promotor contra o magistrado.

Arimatéia Azevedo, do Portal A-Z, e outros veículos do Piauí divulgaram a denúncia do promotor Galeno Aristoteles, do município de Luis Correia, sobre suposto envolvimento do desembargador Erivan Loes com a grilarem de terras no litoral.

Galeno divulgou áudios e textos de conversas do magistrado com pessoas supostamente envolvidas no que o promotor denominou ‘organização criminosa’, entre os Manoel Barbosa, titular do cartório da cidade.

Concomitantemente à ação que move contra o jornalista Arimatéia Azevedo, o desembargador Erivan, sentindo-se incomodado com as publicações, conseguiu uma liminar junto ao juiz da 8ª Vara Criminal para proibir o jornalista de citar o seu nome. Semana passada, os advogados de Erivan pediram a prisão preventiva de Arimatéia Azevedo.

O advogado do jornalista, Hiarlan Bruno Fonseca Nunes, ingressou com habeas corpus preventivo no Tribunal do Piauí e conseguiu salvo-conduto, que impede Azevedo de ser preso.

Arimatéia Azevedo insiste que não pode ser responsabilizado criminalmente por seus textos, que somente relatam fatos públicos, e que também foram objeto de comentário em outros portais e órgãos da imprensa. Para ele, Erivan se defende procurando calar a imprensa do Piauí.

 

Governo de PE lança edital para implantação de 170 sistemas de dessalinização no Semiárido

Foto: divulgação

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, lançou nesta segunda-feira (13) a licitação do Programa Água Doce (PAD), ação coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, executada em parceria com o estado. O edital foi publicado nas edições de sábado do Diário Oficial da União e Diário Oficial do Estado.

Orçado em R$ 36,9 milhões, sendo R$ 33,2 milhões da União e R$ 3,7 milhões de contrapartida do estado, o Programa Água Doce prevê a instalação de 170 sistemas de dessalinização em poços de água salobra, beneficiando cerca de 60 mil pessoas em 21 municípios do Semiárido pernambucano, que passam a contar com água de qualidade para o consumo.

De acordo com o secretário Dilson Peixoto, o programa integra um conjunto de ações com foco na melhoria da infraestrutura hídrica no Agreste e Sertão do estado. “Além do Programa Água Doce, em 2019 entregamos 2.944 cisternas de 16 mil e 52 mil litros e, ainda neste mês de janeiro, devemos assinar a ordem de serviço do Programa de Integração do Rio São Francisco (Pisf), que vai beneficiar 12 mil pessoas residentes em comunidades localizadas a até cinco quilômetros dos canais Norte e Leste da Transposição do São Francisco”, destacou.

A instalação dos sistemas foram divididas em três lotes, contemplando os municípios de Águas Belas, Iati, Manari, Paranatama e Venturosa (Lote 1), Alagoinha, Caetés, Capoeiras, Cumaru, Frei Miguelinho, Jataúba, Riacho das Almas, Salgadinho, Sanharó, Santa Maria do Cambucá e Vertente do Lério (Lote 2) e Afrânio, Dormentes, Santa Cruz e Trindade (Lote 3). A previsão para conclusão das obras é de 12 a 24 meses, de acordo com o cronograma de execução dos serviços. Após a instalação dos sistemas, o programa prevê também a manutenção básica durante 12 meses, período em que as comunidades devem ser capacitadas para assumir a manutenção dos equipamentos

 

Delatora aponta ‘mesada’ de R$ 120 mil a governador da Paraíba

Foto: Reprodução PB Agora

Livânia Faria, ex-secretária estadual de Administração da Paraíba, delatou uma suposta mesada de R$ 120 mil ao governador João Azevedo para bancar gastos pessoais e de sua campanha, em 2018.

Em seu acordo de colaboração premiada com a Polícia Federal (PF), Livânia relata que o político sabia que o dinheiro era de contratos fraudulentos da Saúde e o usou para bancar despesas de seus parentes.

A ex-secretária apontou ainda o suposto envolvimento do governador com corrupção de fiscais em obras de esgoto e repasses de R$ 900 mil para pagar fornecedores de campanha.

Em nota, segundo o portal Terra, Azevedo afirma que as despesas da pré-campanha e da campanha “se deram de forma lícita”.

O governador da Paraíba foi alvo de buscas e apreensões autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) no último dia 17 de dezembro, quando a Operação Calvário foi deflagrada.

Na mesma ação, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) teve sua prisão decretada, envolvido com propinas superiores a R$ 134 milhões da Saúde. Ele se entregou, mas foi solto no dia seguinte por ordem do ministro Napoleão Nunes Maia, do STJ.

Com informações do Site Renova Mídia e Portal Terra

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!