PE – CAMARAGIBE – 05/12/2018 – Estudio de Pilates Mari Magliano, com ajuda de alunos e moradores de Aldeia , fez uma arvore de natal sustentavel para doar cestas basicas. Foto: Camila Pifano/Esp. DP.

O preço da cesta básica subiu em 16 das 17 capitais brasileiras analisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em 2019.

Segundo a supervisora de preços do Dieese, Patrícia Lino Costa, os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos mostram que os alimentos são o principal gasto das famílias.

“É um resultado que preocupa por conta do peso que estes alimentos têm para as famílias de baixa renda. A gente observou um crescimento do preço da carne bovina, que a gente já vem noticiando isso ao longo dos últimos meses, mas que auxiliou nesse aumento da cesta anual, quando se compara dezembro com dezembro, e também o feijão. Mais uma vez o feijão, principalmente o grão carioquinha, impacta no valor da cesta básica”, comenta.

A única capital analisada em que o custo da cesta básica caiu foi Aracaju, onde o acumulado em 12 meses foi negativo (-1,89%).

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente, revelou que as altas mais expressivas entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019 ocorreram em Vitória (23,64%), Goiânia (16,94%), Recife (15,63%) e Natal (12,41%). Já a menor alta foi registrada em Salvador, onde o preço da cesta subiu 4,85%.

Segundo o Dieese, com base na cesta mais cara do país, o valor do salário mínimo em dezembro, necessário para suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, seria de R$ 4.342,57, ou seja, 4,35 vezes o mínimo em vigor no ano passado, que era de R$ 998. (Agência Radio)

Os piores da TV brasileira em 2019

PIOR NOVELA: O Sétimo Guardião

A novela de Aguinaldo Silva e seus colaboradores aprofundou a crise da mais tradicional faixa horária da TV Globo. A trama girou ao redor dos 30 pontos, sem nenhuma grande expectativa para o telespectador, mesmo com a série de assassinatos dos guardiões que fizeram nenhuma falta. 

PIOR ATOR: Luiz Fernando Guimarães (Amadeu)

Luiz Fernando Guimarães destoou, desde o início, na novela “O Tempo Não Para”. A atuação do ator, que interpretou o então milionário Amadeu, provocou rejeição. Por isso mesmo, o sumiço do personagem não fez falta à história.

PIOR ATRIZ: Yanna Lavigne (Laura)

A atriz, em grande parte da novela, apresentou uma postura artificial com sua personagem Laura. Mal escalada para o importante papel na trama de “O Sétimo Guardião”. Experiência no elenco se faz em outras faixas horárias e não na principal da emissora.

PIOR APRESENTADOR (A): Rodrigo Faro

“Como é que tá a audiência”. Tal frase, entoada durante a “homenagem” a Gugu Liberato após a sua morte, simbolizou o apresentador neste ano. Faro não passa naturalidade no vídeo. Por essas e por outras, perdeu a vice-liderança isolada na guerra dominical.

PIOR PROGRAMA HUMORÍSTICO: Te Peguei

A RedeTV! Escalou uma série de pegadinhas sem graça nos buracos da programação, principalmente na madrugada. Não arranca sequer um sorriso amarelo.

PIOR REALITY/TALENT SHOW: BBB19

O elenco do “BBB19” fugiu dos confrontos e de uma possível rejeição. Porém, o tiro saiu pela culatra. Muitos participantes desta edição do reality da TV Globo decepcionaram.  Saíram sem deixar algum rastro e lembrança no telespectador. Não aproveitaram a oportunidade.

PIOR PROGRAMA DE AUDITÓRIO: Domingo Show

A nova fase da atração da Record TV iniciou com um grave problema. O projeto do palco resultou em um tom sombrio e escuro no vídeo. Não combina com o clima ensolarado do domingo. O auditório, teoricamente, serviria para amenizar as pautas “tristes”. Seria um espaço para trazer um ar mais leve com convidados especiais. Isso não aconteceu. “Domingo Show” precisa de mais show nas quatro horas de exibição. E mais agilidade no andamento do dominical. A missão está agora com Sabrina Sato.

FIASCO DO ANO: Se Joga

A nova aposta platinada, que entrou com a missão de reconquistar a liderança na faixa vespertina, chegou a amargar a terceira colocação em alguns momentos. Um trio de apresentadores comanda o programa. A duração de uma hora diária não necessita de três comandantes. Fernanda Gentil, Érico Brás e Fabiana Karla se esguelham na apresentação. O programa fica barulhento. Gentil daria conta sozinha do recado. Fabiana e Érico não são apresentadores. Além disso, o formato lembra mais um liquidificador. Mistura tudo e joga no colo do telespectador. O programa fica sem identidade.

Fonte: Blog de Fabio Maksymczuk

Cidades Acessando Blog

Panificadora Samuel
Escola Monteiro Lobato
 

CLICK AQUI E CONFIRA AS FOTOS!

Educação Infantil,

Ensino Fundamental e Médio

(87) 3838.1481 (87) 3838.2246

Siteemonteirolobato.com.br

Dr. Jamildo Carvalho
Desfile Cívico Escola M.L

AABB

Bloco a Onda 2017

Galeria de Fotos!